Você está na página 1de 4

Matemática I

Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

Porcentagem – Exercícios Iniciais – Data: 15/8/2017 - GABARITO


1. Preencha as lacunas:
Solução. Considerando V0 o valor antigo ou inicial e Vf o valor final ou novo, ao aplicarmos um
aumento ou desconto de uma taxa i, temos:
V f  V0 Aumento : V f  V0 .1  i 
i  V f  V0  V0 .i  V f  V0 .1  i  ; .
V0 Desconto : V f  V0 .1  i 

a) Para obtermos o aumento do preço de uma mercadoria que aumentou 12%, devemos multiplicar o valor
antigo por 12% = 0,12.

b) Para obtermos o novo valor de uma mercadoria cujo preço aumentou 12% devemos multiplicar o valor
antigo por (1 + 0,12) = 1,12.

c) Para obtermos o rebaixamento do preço de uma mercadoria que baixou 20%, devemos multiplicar o valor
antigo por 20% = 0,2.

d) Para obtermos o novo valor de uma mercadoria cujo preço baixou 20%, devemos multiplicar o valor
antigo por (1 – 0,2) = 0,8.

e) Para obtermos o novo valor de uma mercadoria cujo preço baixou 12%, devemos multiplicar o valor
antigo por (1 – 0,12) = 0,88.

f) Para obtermos o novo valor de uma mercadoria multiplicamos o antigo valor por 2,25. o preço dessa
mercadoria aumentou. (aumentou / diminuiu) (1 + 1,25) = 125.%.

g) Para obtermos o novo valor de uma mercadoria multiplicamos o antigo valor por 0,69. O preço dessa
mercadoria diminuiu. (aumentou / diminuiu) (1 – 0,69) = 31.%.

2. Em 100 kg de uma liga (mistura de metais), há 20% de cobre e 5% de estanho. Quantos quilos de cobre e
quantos quilos de estanho devem ser adicionados a essa mistura para se obter uma outra liga que contenha
30% de cobre e 10% de estanho?
Solução. De acordo com as informações, incialmente há 20 kg de cobre e 5 kg de estanho.
Considerando C o aumento de quilos de cobre e E, o aumento de quilos de estanho, temos:
 20  C
100  C  E  0,3 20  C  30  0,3C  0,3E 0,7C  0,3E  10 0,7C  0,3E  10
i)     
 5 E 5  E  10  0,1C  0,1E   0,1C  0,9 E  5  0,7C  6,3E  35
100  C  E  0,1
45 .
 6 E  45  E   7,5 kg
6
10  0,3.(7,5) 10  2,25 12,25 1225
ii ) C      17,5 kg
0,7 0,7 0,7 70
Devem ser adicionados 17,5 kg de cobre e 7,5 kg de estanho.
3. Uma mercadoria sofreu dois aumentos sucessivos: um de 20% em janeiro e outro de 30% em fevereiro. O
aumento no bimestre foi de:
a) 50% b) 46% c) 56% d) 60% e) 66%
Solução. Os aumentos sucessivos implicam as multiplicações do valor inicial por 1,2 e 1,3. Temos:

V f  V0 .1,2.(1,3)  V0 .(1,56)  V0 .(1  0,56)  aumento de 0,56  56% .

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

1
(0xx21) 2642-62246
Matemática I
Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

4. (FUVEST) Uma mercadoria sofreu dois descontos sucessivos de 14%. Para que ela volte ao seu preço
inicial, deverá sofrer um acréscimo de:
a) 28% b) 14% c) 26,04% d) 29,96% e) 35,21%
Solução. Os descontos sucessivos implicam duas multiplicações do valor inicial por 0,86. Temos:
i) V f  V0 .0,86.(0,86)  V0 .(0,7396)
1  0,7396 0,2604 .
ii ) V0 .(0,7396).(1  i)  V0  0,7396  0,7396.i  1  i    0,3521  35,21%
0,7396 0,7396

5. Uma mercadoria custou R$100.000,00 e foi vendida por R$125.000,00.


Solução. O lucro é o valor que o vendedor recebe a mais sobre o preço de compra ou custo.
a) o lucro foi de R$ 25.000,00. b) o lucro foi de 25 % do custo.

L  125 000  100 000  25 000 . 125 000  100 000 25 000
L   0,25 .
100 000 100 000

c) o lucro foi de 20 % da venda. d) a venda foi 125 % do custo.


125 000  100 000 25 000 125 000
L   0,2 . V  1,25 .
125 000 125 000 100 000

6. (PUC) Um carro foi vendido por R$10.000,00, com prejuízo de 20% sobre o preço da compra. O carro
havia sido comprado, em reais, por:
a) 10.200,00 b) 11.500,00 c) 12.000,00 d) 12.500,00 e) 13.000,00
Solução. Considerando C o preço da compra, como houve prejuízo de 20%, o carro foi vendido por
10 000 100 000
80% do valor inicial. Temos: V  0,8.C  0,8C  10 000  C    12 500 .
0,8 8
7. Um vendedor de automóveis compra um carro por R$17.000,00 e pretende vendê-lo com um lucro de 15%
sobre o preço de venda.
a) o preço de venda do veículo. b) a porcentagem do lucro sobre o preço da compra.
Solução. Considerando C, V e L os preços, respectivamente, da compra, venda e lucro, temos:
L  V  C

i)  L V  C  V  C  0,15.V  V  0,15.V  C  0,85.V  C
a)    0,15 .
V V
17 000 1 700 000
ii ) C  17 000  0,85.V  17 000  V    20 000
0,85 85

L V  C 20 000  17 000 3 000 3


b)      0,1764  17,64% .
C C 17 000 17 000 17

8. (UNICAMP) Uma quantidade de 6.240 litros de água apresentava um índice de salinidade de 12%. Devido
à evaporação esse índice subiu para 18%. Calcule, em litros, a quantidade de água que evaporou.
Solução. A quantidade de sal não varia. Considerando A volume de água que evaporou, temos:
 S
 6 240  0,12  S  (0,12).(6 240)

  (0,12).(6 240)  (0,18).(6 240)  0,18. A 
S .
  0,18
 6 240  A
(0,06).(6 240) 6 240
 0,18. A  (0,18  0,12).(6 240)  A    2 080 litros
0,18 3

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

2
(0xx21) 2642-62246
Matemática I
Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

9. (FUVEST) Um reservatório com capacidade para 40 litros possui 30 litros de uma mistura gasolina/ álcool
com 18% de álcool. Deseja-se completar o reservatório com nova mistura gasolina/álcool de modo que a
mistura resultante tenha 20% de álcool. A porcentagem de álcool na nova mistura deve ser de:
a) 20% b) 22% c) 24% d) 26% e) 28%
Solução. Na mistura de 30 litros há (0,18 x 30) = 5,4 L de álcool e (30 – 5,4) = 24,6 L de gasolina. Serão
completados 10 litros da mistura para completar 40 litros. Considerando A a quantidade de álcool a
ser adicionada, temos:
5,4  A
i) Mistura (resul tan te) :  0,2  A  8  5,4  A  2,6 L
40 .
2,6 L 26
ii ) Álcool (mitura nova) :   26%
10 L 100

10. (FUVEST) Uma compra de R$ 100.000,00 deverá ser paga em duas parcelas iguais, sendo uma à vista e
a outra a vencer em 30 dias. Se a loja cobra juros de 20% sobre o saldo devedor, então calcule o valor de
cada parcela.
Solução. Considere P1 e P2 essas parcelas iguais. Temos:
P  1ª pacela 120 000
i)  1  P1  120 000  1,2.P1  2,2.P1  120 000  P1   54 545,45 .
P2  100 000  P1 
. 1,2 2,2
Resposta: Cada parcela será de R$54.545,45.

11. (FUVEST) A porcentagem de fumantes de uma cidade é 32%. Se 3 em cada 11 fumantes deixarem de
fumar, o número de fumantes ficará reduzido a 12.800 pessoas. Calcule:
a) o número de fumantes da cidade. b) o número de habitantes da cidade.
Solução. Considerando F o número de fumantes e N o número de habitantes, temos:
3F 140 800
a) F   12 800  11F  3F  140 800  F   17 600 .
11 8
17 600 1760 000
b) F  0,32.N  N    55 000 .
0,32 32

12. Dos carros que vêm de A, 45% viram à esquerda, o mesmo ocorrendo com 35% dos que vêm de B e 30%
dos que vêm de C. Qual o percentual de carros que, passando por A, entram em E?

Solução. Identificando os percentuais em cada direção, temos:


A  E : (0,45).(0,65)  (0,55).(0,30)  0,2925  0,165  0,4575  45,75% .
13. Um terreno tem forma retangular. O que acontece com sua área se aumentarmos em 30% sua largura e
diminuirmos em 30% o seu comprimento?
Solução. Considere L a medida da largura e C, a medida do comprimento, temos:

 A (inicial )  C  L
 . A área fica diminuída de 9%.
 A Final  (1,3.L)  0,7.C   0,91.C  L   0,91. A (inicial )

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

3
(0xx21) 2642-62246
Matemática I
Prof. Walter Tadeu Nogueira da Silveira

14. Um comerciante comprou 350 litros de aguardente a R$ 1,35 o litro. Que quantidade de água deve juntar
à aguardente para vender o litro a R$ 1,75 e ganhar 30% sobre o preço de compra?
Solução. O gasto na compra foi: (350 x 1,35) = R$472,50. Considerando A a quantidade de água a ser
adicionada, temos:

(350  A).(1,75)  1,3


. 472,50  (350  A).(1,75)  614,25  350  A 
614,25

1,75 .
 350  A  351  A  351  350  1 Litro
Deve se adicionado 1 litro de água á aguardente.

15. Após dois aumentos sucessivos e iguais, o valor de certo imposto subiu de R$ 46,00 para R$ 90,16. De
qual percentual foi cada aumento?
Solução. Considerando a taxa de aumento como i, temos:

90,16
46.(1  i) 2  90,16  (1  i) 2   (1  i) 2  1,96  1  i  1,96  1  i  1,4  i  1,4  1  0,4 .
46
Cada aumento foi de 40%.

Avenida Alberto Torres, 821, 2° e 3° andares, Alto –Teresópolis

4
(0xx21) 2642-62246