Você está na página 1de 39

LISTA DE ESPÉCIES – VIVEIRO MUNICIPAL

VISITA TÉCNICA – 13/11/2017

Nome Popular: Açoita Cavalo

Nome Científico: Luehea divaricata (Tiliaceae).


Características: Árvore caducifólia, com 3,5 a 15 m de altura e 20 a 50 cm de
diâmetro, podendo atingir até 30 m de altura e 100 cm de diâmetro, na idade
adulta. O tronco é tortuoso, nodoso, com reentrâncias e a casca externa possui
coloração parda-acinzentada-escura. As folhas são simples, alternas, dísticas,
irregularmente serreadas, com três nervuras longitudinais típicas, ásperas na
face ventral e tomentosas na face dorsal. As flores são vistosas, de coloração
rósea, roxa ou, raramente, branca e do Sulos frutos são cápsula lobada de
valvas lenhosas contendo de cinco a quinze sementes.
Aspectos Ecológicos: Apresenta dispersão irregular e descontínua, sendo
particularmente ao longo dos rios, terrenos rochosos e íngremes, onde a
floresta é aberta e nas formações secundárias. A floração ocorre entre s meses
de dezembro e fevereiro e a maturação dos frutos ocorre entre maio e agosto.
Além disso, produz anualmente grande quantidade de sementes viáveis,
disseminadas pelo vento.
Nome Científico: Rosmarinus officinalis
Nomes Populares: Alecrim, Alecrim-da-horta, Alecrim-de-cheiro, Alecrim-de-
jardim, Alecrim-rosmarinho, Alecrim-rosmarino, Alecrinzeiro, Erva-da-graça,
Libanotis, Rosmarino
Família: Lamiaceae
Categoria: Arbustos, Ervas Condimentares, Medicinal, Plantas Hortícolas
Clima: Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: Europa
Altura: 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Amburana é um género de árvores brasileiras da família das fabáceas, sub-
família Faboideae, conhecida popularmente como cumaru-do-ceará, cumaru-
das-caatingas, imburana-de-cheiro (distinguindo-se da imburana-de-
cambão), umburana e cerejeira. É conhecida por seu valor medicinal. A
madeira dessas árvores é considerada nobre e é muito usada na produção de
móveis finos.
Entre as espécies mais conhecidas do gênero, contam-se:

• A. acreana, nativa da Amazônia;


• Amburana cearensis, nativa da caatinga e da floresta pluvial, ocorre desde
o Nordeste do Brasil até São Paulo, entrando pelo interior até Goiás e Mato
Grosso;
• Amburana claudii
Angico - Anadenanthera colubrina

Árvore caducifólia, de copa aberta e irregular, de 5–15 m de altura (4–7 m no


nordeste), com tronco quase cilídrico de 30–50 cm de diametro, revestido por
casca um pouco rugosa e provida de espinhos esparsos, nativa desde o
Maranhão até o Paraná, Minas Gerais e Goiás, na caatinga e mata
semidecídua. Folhas compostas bipinadas, com 15-20 jugas; folíolos opostos,
de 4-6mm de comprimento. Flores de cor branca, dispostas em inflorescência
do tipo panículas de espigas globosas. Os frutos são legumes (vagens)
achatados, rígidos, glabros, brilhantes, deiscentes, de cor marrom, de 10–
20 cm de comprimento, contendo 5-10 sementes lisas e escuras. Multiplica-se
apenas por sementes. É conhecida popularmente como angico, angico branco
liso, angico cambuí, angico côco, angico escuro, angico liso, angico vermelho,
aperta ruão, cambuí, cambuí angico, cambuí vermelho, cauvi, curupaí, jurema
preta e monjoleiro.
Nome Científico: Psidium cattleyanum
Nomes Populares: Araçá, Araçá-amarelo, Araçá-comum, Araçá-da-praia,
Araçá-de-comer, Araçá-de-coroa, Araçá-do-campo, Araçá-rosa, Araçá-
vermelho
Família: Myrtaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Árvores, Árvores Frutíferas
Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 1.2 a 1.8 metros, 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6
metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Dypsis lutescens
Nomes Populares: Palmeira-areca, Areca, Areca-bambu
Família: Arecaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Palmeiras
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: África, Madagascar
Altura: 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Schinus terebinthifolius
Nomes Populares: Aroeira-mansa, Aguaraíba, Aroeira do-sertão, Aroeira-
brasileira, Aroeira-da-praia, Aroeira-do-brejo, Aroeira-do-paraná, Aroeira-
pimenteira, Aroeira-vermelha, Bálsamo, Cabuí, Cambuí, Corneíba, Fruto-de-
sabiá, Pimenta-rosa
Família: Anacardiaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Ervas Condimentares, Medicinal
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Argentina, Brasil, Paraguai
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
NOME CIENTÍFICO: Bombacopsis glabra.
NOME POPULAR: Casatanha-do-maranhão, cacau-do-maranhão, castanha-
da-praia, mamorana, cacau-selvagem, amendoim-de-árvorte.
SINONÍMIA: Bombax oleaginum,Bombax glabrum, Pachira affinis, Pachira
glabra.
FAMÍLIA: Bombacaceae.
CICLO DE VIDA: Perene.
ORIGEM: Brasil.
PORTE: Atinge um pouco mais de 6 metros de altura
FOLHAS: Compostas, com 5 a 7 folíolos de tamanhos diferentes, de 10-30
cm, com coloração verde-escura e brilhante na página (face) superior e
verde-clara e opaca, na página inferior.
Nota: A planta perde suas folhas durante outono/inverno, despontando novas
no final do inverno/começo da primavera.
Nome Técnico: Schinus molle L. Sin.: Schinus areira L, Schinus molle
var.huygan M.,entre outras.
Nomes Populares:, aroeira-mansa, aroeira folha-de-salsa, aroeira-periquita
Família: Angiospermae – Família Anacardiaceae
Origem: Nativa brasileira
O falso chorão (Schinus molle L) é uma árvore que atinge até 15 metros de
altura e tem crescimento rápido. É nativa do Brasil. É cultivada em, sol pleno
com regas regulares. Se propaga por sementes. Tem bastante semelhança
com a árvore Chorão (salix babylonica) por ter os galhos pendentes e folhas
finas.
Nome científico: Euterpe catinga
Nomes Populares: açaí-chumbinho, açaí-da-caatinga, açaí vermelho
Clima apropriado: Se adapta a todas as regiões do Brasil
Origem: Brasil
Descrição da planta:
Planta de porte médio, que pode chegar até 10 metros de altura. Palmeira
nativa extremadamente rara até mesmo no Brasil.
Curiosidades:
As bases de suas raízes também vermelhas ficam expostas sob o solo, e são
utilizadas para preparar extratos contra malária, hepatite, febre amarela e
pneumonia.
Consumo e utilização:
Muito utilizada para fins ornamentais, por seu tronco vistoso de cor vermelho-
alaranjada. Os frutos têm os mesmos usos e propriedades que o açaí comum.
Nome Popular: Dedaleira
Nome Científico: Lafoensia pacari
Família: Lythraceae
Características Morfológicas: Com altura média entre dez e 18 metros, esta
árvore é bem discreta. Tem troncos que giram em torno de 30 a 60 centímetros de
diâmetro, com folhas simples, foscas, pecioladas (haste que une a folha à bainha
ou ao ramo) ou sésseis (diretamente inserido, sem haste de sustentação).
Origem: Brasil.

Costuma ser muito bonita, com flores exuberantes e muitas vezes, de várias
cores. Seu nome científico é Nerium oleander, conhecida popularmente como
“Espirradeira”.
Nome Científico: Nerium oleander
Nomes Populares: Espirradeira, Oleandro
Família: Apocynaceae
Categoria: Arbustos, Cercas Vivas
Clima: Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
Origem: Europa, Mediterrâneo
Altura: 2.4 a 3.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Nome Científico: Albizia niopoides


Sinonímia: Albizia hasslerii, Pithecellobium hassleri, Pithecolobium niopoides,
Pithecolobium caribaeum, Albizia richardiana, Senegalia liebmannii, Senegalia
guacamayo
Nomes Populares: Farinha-seca, Frando-assado, Angico-branco, Mulateira,
Angico-pururuca, Canela-de-corvo, Coxa-de-frango, Farinha-seca-de-mico,
Manga-do-mato, Pé-de-frango, Gurujuba
Família: Fabaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: América Central, América do Norte, América do
Sul, Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Honduras, México, Panamá, Paraguai,
Trindade e Tobago, Venezuela
Altura: 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade:
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Delonix regia
Nomes Populares: Flamboyant, Acácia-rubra, Árvore-flamejante, Flamboiant,
Flor-do-paraíso, Pau-rosa
Família: Fabaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: África, Madagascar
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Ophiopogon japonicus
Nomes Populares: Grama-preta, Grama-japonesa, Pelo-de-urso
Família: Ruscaceae
Categoria: Forrações à Meia Sombra, Forrações ao Sol Pleno
Clima: Continental, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia, China, Japão
Altura: 0.1 a 0.3 metros, menos de 15 cm
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Schizolobium parahyba
Nomes Populares: Guapuruvu, Bacurubu, Bacuruva, Bacuruvu, Badarra,
Birosca, Faveira, Ficheira, Gabiruvu, Gapuruvu, Garapuvu, Guapiruvu,
Guarapuvu, Guavirovo, Igarapobu, Paricá, Pataqueira, Pau-de-canoa, Pau-de-
tamanco, Pau-de-vintém
Família: Fabaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Nome Científico: Hibiscus rosa-sinensis


Nomes Populares: Hibisco, Graxa-de-estudante, Hibisco-da-china, Hibisco-
tropical, Mimo-de-vênus
Família: Malvaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Cercas Vivas, Flores Perenes
Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia
Altura: 0.3 a 0.4 metros, 0.4 a 0.6 metros, 0.6 a 0.9 metros, 0.9 a 1.2
metros, 1.2 a 1.8 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene

Nome científico: Tabebuia chrysotricha


Nomes populares: ipê-amarelo, ipê-tabaco
Origem: Brasil
Família: Bignoniáceas
Luminosidade: sol pleno
Porte: Pode chegar a 8 metros de altura
Clima: quente e úmido
Copa: rala, com diâmetro um pouco maior que a metade da altura
Propagação: Sementes
Solo: fértil e bem drenado
Podas: recomenda-se apenas podas de formação
Nome Científico: Tabebuia roseo-alba
Nomes Populares: Ipê-branco, Ipê-branco-do-cerrado, Ipê-do-cerrado, Pau-
d'arco, Planta-do-mel
Família: Bignoniaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Nome Científico: Tecoma stans
Nomes Populares: Ipê-de-jardim, Amarelinho, Bignônia-amarela, Carobinha,
Guarã-guarã, Ipê-amarelo-de-jardim, Ipê-mirim, Ipêzinho-de-jardim, Sinos-
amarelos
Família: Bignoniaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Plantas Daninhas
Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: América do Norte, América do Sul, Estados Unidos, México
Altura: 3.0 a 3.6 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
O Ipê-rosa (Tabebuia impetiginosa) é uma árvore da família Bignoniaceae, também
conhecido como ipê-roxo-bola, ipê-rosa-de-folha-larga, pau-d'arco-roxo, pau-
cachorro, ipê-de-minas, piúna e piúva-preta, entre outros nomes.
Esta árvore tem, em média, entre 8 e 12 metros de altura (mas chega a 30 no
interior das florestas). Trata-se de uma planta decídua durante o inverno. É
característica das florestas semidecídua e pluvial. Suas folhas são compostas,
tem sabor amargo e cheiro indistinto. Nas margens apresentam um leve
serreado. Já os frutos, anuais, são do tipo cilíndrico e têm numerosas
sementes aladas. Geralmente são atacados por insetos.
Palmeira Jussara

Nome Científico: Euterpe edulis


Nomes Populares: Palmito-jussara, Açaí-do-sul, Ensarova, Içara, Iiçara, Inçara,
Iuçara, Jaçara, Jiçara, Juçara, Jussara, Palmeira-juçara, Palmeira-jussara,
Palmeiro-doce, Palmiteira, Palmiteiro-doce, Palmito, Palmito-branco, Palmito-da-
mata, Palmito-doce, Palmito-juçara, Palmito-vermelho, Ripa, Ripeira
Família: Arecaceae
Categoria: Palmeiras
Clima: Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Argentina, Brasil, Paraguai
Altura: 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade: Meia Sombra, Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
João Bolão
Nome Científico: Syzygium jambolanum
Nomes Populares: Jambolão, Azeitona, Azeitona-da-terra, Baga-de-freira,
Guape, Jalão, Jambuí, Jamelão
Família: Myrtaceae
Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas
Clima: Continental, Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia, Índia
Altura: acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Mirindiba

Nome Científico: Lafoensia glyptocarpa


Nomes Populares: Mirindiba-rosa, Dedaleiro, Louro-de-são-paulo, Mirindiba,
Mirindiba-bagre, Mirinduva
Família: Lythraceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Neve da montanha
NOME CIENTÍFICO: Euphorbia leucocephala.
NOME POPULAR: Neve-da-montanha, cabeleira-de-velho, cabeça-branca,
flor-de-criança, chuva-de-prata, leiteiro-branco.
FAMÍLIA: Euphorbiaceae.
CICLO DE VIDA: Perene.
ORIGEM: Sul do México até Costa Rica.
PORTE: De 2 a 3 metros de altura.
LUMINOSIDADE: Sol pleno. Se cultivada a meia-sombra floresce menos.
CLIMA: Prefere clima ameno, floresce melhor nas regiões mais altas. Não
tolera geadas.
Oiti – Licania tomentosa

Nome Científico: Licania tomentosa


Sinonímia: Moquilea tomentosa, Pleragina odorata
Nomes Populares: Oiti, Goiti, Oitizeiro, Oiti-da-praia, Oiti-cagão, Guali, Oiti-
mirim, Oiticica, Manga-da-praia, Milho-cozido, Fruta-cabeluda, Guailí, Guití,
Uiti
Família: Chrysobalanaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Oceânico, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Oriundu

Nome Científico: Bixa orellana


Nomes Populares: Urucum, Achicote, Achiote, Achote, Bija, Bixa, Colorau,
Orucú, Tintória, Uru-uva, Urucú, Urucú-bravo, Urucú-da-mata, Urucuuba,
Urucuzeiro
Família: Bixaceae
Categoria: Árvores, Árvores Frutíferas, Árvores Ornamentais, Medicinal
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América Central, América do Sul
Altura: 1.8 a 2.4 metros, 2.4 a 3.0 metros, 3.0 a 3.6 metros, 3.6 a 4.7
metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Paineira-rosa – Ceiba speciosa

Nome Científico: Ceiba speciosa


Nomes Populares: Paineira-rosa, Árvore-de-lã, Árvore-de-paina,
Barriguda, Paina-de-seda, Paineira, Paineira-de-espinho, Paineira-fêmea
Família: Bombacaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Argentina, Brasil
Altura: acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Pata-de-vaca – Bauhinia variegata

Nome Científico: Bauhinia variegata


Sinonímia: Bauhinia chinensis, Bauhinia decora, Phanera variegata
Nomes Populares: Pata-de-vaca, Árvore-de-orquídeas, Árvore-orquídea,
Casco-de-vaca, Casco-de-vaca-lilás, Pata-de-vaca-lilás, Mororó, Bauínia,
Pé-de-boi, Pata-de-vaca-rosa
Família: Fabaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Medicinal
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: Ásia, China, Índia, Vietnã
Altura: 6.0 a 9.0 metros, 9.0 a 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Pau-brasil – Caesalpinia echinata
Nome Científico: Caesalpinia echinata
Nomes Populares: Pau-brasil, Arabutá, Brasileto, Ibirapiranga, Ibirapita,
Ibirapitanga, Imirá-piranga, Muirapiranga, Orabutã, Pau-de-pernambuco, Pau-
de-tinta, Pau-pernambuco, Pau-rosado, Pau-vermelho, Sapão
Família: Fabaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Bonsai
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Pau-d'alho

Nome Científico: Gallesia integrifolia

Tipo: nativa

Altura: 15-30 m

Diâmetro do caule (Adulto): 70-140 cm

Floração: Fevereiro/ Abril

Frutos: Setembro/ Outubro


Pau-ferro – Caesalpinia leiostachya

Nome Científico: Caesalpinia leiostachya


Nomes Populares: Pau-ferro, Ibirá-Obi, Icainha, Imirá-Itá, Jacá, Jucá, Jucaína,
Muiarobi, Muiré-itá, Pau-ferro-do-ceará
Família: Fabaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Medicinal
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Pau-viola

Nome Científico: Citharexylum myrianthum

Tipo: nativa

Altura: 10-20 m

Diâmetro do caule (Adulto): 40-60 cm

Floração: Flores de cor branca Outubro/ Dezembro

Frutos: Janeiro/ Março


Pau-formiga – Triplaris americana

Nome Científico: Triplaris americana


Nomes Populares: Pau-formiga, Formigueiro, Novateiro, Pajeú, Paliteiro, Pau-
de-formiga, Pau-de-novato, Pau-de-tachi, Tachi, Tangarana, Taquari
Família: Polygonaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil, Paraguai
Altura: acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Primavera – Bougainvillea glabra

Nome Científico: Bougainvillea glabra


Nomes Populares: Primavera, Buganvile, Buganvília, Ceboleiro, Flor-
de-papel, Pataguinha, Pau-de-roseira, Roseiro, Roseta, Santa-rita,
Sempre-lustrosa, Três-marias
Família: Nyctaginaceae
Categoria: Arbustos, Arbustos Tropicais, Trepadeiras
Clima: Equatorial, Oceânico, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 4.7 a 6.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Quaresmeira – Tibouchina granulosa

Nome Científico: Tibouchina granulosa


Nomes Populares: Quaresmeira, Flor-de-quaresma, Quaresmeira-roxa
Família: Melastomataceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul, Brasil
Altura: 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Resedá – Lagerstroemia indica

Nome Científico: Lagerstroemia indica


Nomes Populares: Resedá, Árvore-de-júpiter, Extremosa, Flor-de-merenda,
Suspiros
Família: Lythraceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia, China, Coréia do Norte, Coréia do Sul, Índia
Altura: 3.6 a 4.7 metros, 4.7 a 6.0 metros, 6.0 a 9.0 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Saboneteira

Família: Sapindaceae

Nomes comuns: sabão-de-mico, saboeiro, saboneteira, sabonetinho, sabão-


de-soldado, pau-de-sabão, sabão-de-macaco, sabonete, jequitiguaçu, salta-
martim, guiti, jequiri.

Floração: de abril a junho.

Frutificação: setembro a outubro

Fitofisionomia: Florestas Pluvial e Semedicídua, da Região Amazônica até


Goiás e Mato Grosso.
Salgueiro-chorão – Salix x pendulina

Nome Científico: Salix x pendulina


Nomes Populares: Salgueiro-chorão, Chorão, Salso-chorão
Família: Salicaceae
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais, Plantas Palustres
Clima: Continental, Mediterrâneo, Subtropical, Temperado, Tropical
Origem: Ásia, China
Altura: 9.0 a 12 metros, acima de 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Tamboril – Enterolobium contortisiliquum

Nome Científico: Enterolobium contortisiliquum


Nomes Populares: Tamboril, Araribá, Árvore-das-patacas, Cambanambi
Categoria: Árvores, Árvores Ornamentais
Clima: Equatorial, Mediterrâneo, Subtropical, Tropical
Origem: América do Sul
Altura: 9.0 a 12 metros
Luminosidade: Sol Pleno
Ciclo de Vida: Perene
Vinhático

Nome científico: Plathymenia foliolosa Benth., Leguminosae.

Outros nomes populares: acende-candeia, amarelinho, amarelo, candeia,


oiteiro, paricazinho, pau-candeia, pau-de-candeia, vinhático-do-campo.

Nomes internacionais: vinhatico

Ocorrência: Brasil: Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Góias, Minas Gerais,


Pernambuco.