Você está na página 1de 28

Sistemas de Esgoto e Drenagem Urbana

Posicionamento das Bocas de Lobo


Sumário

1 Teoria ................................................................................................................................................ 3
1.1. Cálculo da declividade das ruas: ....................................................................................................... 3
1.2. Cálculo das vazões por Manning: ...................................................................................................... 3
1.3. Cálculo do posicionamento das Bocas de Lobo pelo método racional: ........................................... 3
2. Análise dos dados para a implantação de Bocas de Lobo: ............................................................... 4
2.1. Resultados para T=10 anos: .............................................................................................................. 4
2.2. Resultados para T=100 anos ........................................................................................................... 12
3. Plotagem da localização das bocas de lobo .................................................................................... 20
3.1. 10 anos ............................................................................................................................................ 20
3.2. 100 anos .......................................................................................................................................... 20
4. Seção Tubular dos Ramais até Boca de lobo .................................................................................. 21
5. Seção Tubular de coleta de água das Bocas de lobo ...................................................................... 24
6. Plotagem das tubulações enterradas ............................................................................................. 26
6.1. 10 anos ............................................................................................................................................ 26
6.2. 100 anos .......................................................................................................................................... 27
7. Análise Comparativa entre a rede projetada e a rede existente .................................................... 28
1 Teoria

1.1. Cálculo da declividade das ruas:

O cálculo da declividade das ruas foi realizado medindo-se a distância das entre as
curvas de nível e posteriormente dividindo esse valor pelo comprimento da rua.

1.2. Cálculo das vazões por Manning:


Primeiramente é necessário fazer o cálculo da inclinação do meio fio pelo teorema
de Pitágoras, e após isso calculamos o raio hidráulico pela fórmula:

R=Am/Pm

Onde:
Am: área da seção molhada; Pm: perímetro da seção molhada.

Então podemos finalmente fazer o cálculo da vazão por:

Q=(R2/3 J1/2 A) /n

Onde:
R: raio hidráulico; J: declividade; A: área da seção molhada; n: coeficiente de
Manning(0.015).

1.3. Cálculo do posicionamento das Bocas de Lobo pelo método


racional:
Foram coletados os valores de Ct para lotes, ruas e praças que são respectivamente
0.964; 1; 0,85. E então é possível calcular a Vazão pelo método racional a partir da fórmula:

Qracional=0,278 Ct A ht,T

Onde:
Ct: contribuuição total; A: área; hT,t: chuva de projeto
2. Análise dos dados para a implantação de Bocas de Lobo:

Para a análise, “chutamos” um lugar para a implantação da Boca de Lobo e após isso
calculamos a área de contribuição e fizemos o cálculo da vazão racional para essa área.
Então comparamos a Vazão de Manning anteriormente calculada com a vazão racional, se a
vazão racional possuir um valos maior do que a vazão de Manning, é necessário colocar a
Boca de lobo um pouco antes e calcular novamente a vazão racional. O ideal é que a vazão
racional tenha um valor igual ao da vazão de Manning.

2.1. Resultados para T=10 anos:

Primeira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 10 anos
Lote 80 0.96 0.00875 0.00844 55.7
Lote 81 0.96 0.00326 0.00314
Lote 82 (praça) 0.85 0.00077 0.00065
Ruas 1 0.00274 0.00274
Soma 0.01497
Q(m³/s) - Fim da rua José Lins
do Rego - Método Racional 0.232
Q(m³/s) - Fim da rua José Lins
do Rego - Método Manning 0.14

Segunda Tentativa:
Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de
Área retorno T = 10 anos
55.7
Lote 81 0.96 0.00326 0.00314
Lote 82 (praça) 0.85 0.00077 0.00065
Ruas 1 0.00178 0.00178
Soma 0.00558
Q(m³/s) - metade da rua José
Lins do Rego - Método
Racional 0.086
Q(m³/s) - metade da rua José
Lins do Rego - Método
Manning 0.14
Terceira Tentativa:
Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de
Área retorno T = 10 anos
Metade do Lote 80 0.96 0.00797 0.00768 55.7
Lote 81 0.96 0.00326 0.00314
Lote 82 (praça) 0.85 0.00077 0.00065
Ruas 1 0.00217 0.00217
Soma 0.01365
Q(m³/s) - metade da rua José
Lins do Rego - Método
Racional 0.211
Q(m³/s) - metade da rua José
Lins do Rego - Método
Manning 0.14

Quarta Tentativa:
Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de
Área retorno T = 10 anos
Pedaço do Lote 80 0.96 0.001 0.00096 55.7
Lote 81 0.96 0.00326 0.00314
Lote 82 (praça) 0.85 0.00077 0.00065
Ruas 1 0.002 0.00200
Soma 0.00676
Q(m³/s) - metade da rua José
Lins do Rego - Método
Racional 0.105
Q(m³/s) - metade da rua José
Lins do Rego - Método
Manning 0.14

Seção Tubular do Ramal até


Boca de Lobo – Poço de Visita
(m) 0.3

Segunda Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 10 anos
Pedaço do Lote 80 0.96 0.00773 0.00745 55.7

Ruas 1 0.000875 0.00088


Soma 0.00833
Q(m³/s) - Fim da rua José
Lins do Rego - Método
Racional 0.129
Q(m³/s) - Fim da rua José
Lins do Rego - Método
Manning 0.14

Seção Tubular do Ramal


Boca de Lobo – Poço de
Visita (m) 0.3

Terceira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para


Área período de
retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 33 0.96 0.00808 0.00779 55.7

Ruas 1 0.00117 0.00117


Soma 0.00896
Q(m³/s) - Fim da rua José
Lins do Rego - Método
Racional 0.139
Q(m³/s) - Rua Turiaçu -
Método Manning 0.11

Segunda Tentativa:
ht,T para
período de
Ct * retorno T = 10
Lotes Ct Área(km²) Área anos
Pedaço do Lote 33 0.96 0.00657 0.00633 55.7

Ruas 1 0.00094 0.00094


Soma 0.00727
Q(m³/s) - Fim da rua José
Lins do Rego - Método
Racional 0.113
Q(m³/s) - Rua Turiaçu -
Método Manning 0.11
Seção Tubular do Ramal
Boca de Lobo – Poço de
Visita (m) 0.3

Quarta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.007855 0.00757 55.7

Rua 1 0.001241 0.00124


Soma 0.00881
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.136
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12

Segunda Tentativa
ht,T para período
Ct * de retorno T = 10
Lotes Ct Área(km²) Área anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.0043114 0.00416 55.7

Rua 1 0.0008778 0.00088


Soma 0.00503
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.078
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12

Terceira Tentativa
ht,T para período
Ct * de retorno T = 10
Lotes Ct Área(km²) Área anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.00602 0.00580 55.7

Rua 1 0.00102 0.00102


Soma 0.00682
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.106
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12

Seção Tubular do Ramal Boca


de Lobo – Poço de Visita (m) 0.3

Quinta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.0038242 0.00369 55.7

Rua 1 0.0004935 0.00049


Soma 0.00418
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.065
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12

Segunda Tentativa
Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período
Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.0038242 0.00369 55.7
Pedaço do Lote 128 0.96 0.006127 0.00591

Rua 1 0.0004935 0.00049


Soma 0.01009
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.156
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12
Boca de Lobo dupla 0.24

Seção Tubular do
Ramal Boca de Lobo –
Poço de Visita (m) 0.3
Sexta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 10 anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.0187514 0.01808 55.7
Pedaço do Lote 128 (outro
lado da rua) 0.96 0.0033431 0.00322

Rua João Relo 1 0.000573 0.00057


Soma 0.02187
Q(m³/s) - Rua João Relo -
Método Racional 0.339
Q(m³/s) - Rua João Relo -
Método Manning 0.1

Quatro Bocas de Lobo 0.42

Seção Tubular do Ramal


Boca de Lobo – Poço de
Visita (m) 0.4

Sétima Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.008374 0.00807 55.7
Praça Volta Redonda 0.85 0.000845 0.00072

Ruas da Praça + Rua


Jaçanã 1 0.002102 0.00210
Soma 0.01089
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Racional 0.169
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Manning 0.14

Boca de Lobo Dupla 0.27


Seção Tubular do Ramal
Boca de Lobo – Poço de
Visita (m) 0.3

Oitava Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para


Área período de
retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 34 0.96 0.017205 0.01659 55.7

Rua Itajubá 1 0.001904 0.00190


Soma 0.01849
Q(m³/s) - Rua Itajubá -
Método Racional 0.286
Q(m³/s) - Rua Itajubá -
Método Manning 0.11

Boca de Lobo Tripla 0.33

Seção Tubular do
Ramal Boca de Lobo –
Poço de Visita (m) 0.4

Nona Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.00195 0.00188 55.7
Pedaço do Lote 128 (outro
lado da rua) 0.96 0.00467 0.00450

Travessa Clemente 1 0.001001 0.00100


Soma 0.00738
Q(m³/s) - Travessa
Clemente - Método Racional 0.114
Q(m³/s) - Travessa
Clemente - Método Manning 0.16

Seção Tubular do Ramal


Boca de Lobo – Poço de
Visita (m) 0.3

Décima Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.0058036 0.00559 55.7

Rua Eduardo Monteiro 1 0.0010316 0.00103


Soma 0.00663
Q(m³/s) - Rua Eduardo
Monteiro - Método Racional 0.103
Q(m³/s) - Rua Eduardo
Monteiro - Método Manning 0.13

Seção Tubular do Ramal


Boca de Lobo – Poço de Visita
(m) 0.3

Décima primeira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 10
anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.0057865 0.00558 55.7

Rua Humberto Olivieri 1 0.0006104 0.00061


Soma 0.00619
Q(m³/s) - Rua
Humberto Olivieri -
Método Racional 0.096
Q(m³/s) - Rua
Humberto Olivieri -
Método Manning 0.14
Seção Tubular do Ramal
Boca de Lobo – Poço de
Visita (m) 0.3

2.2. Resultados para T=100 anos

Primeira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para


Área período de
retorno T = 100
anos
78.56
Lote 81 0.96 0.003601 0.00347
Lote 82 (praça) 0.85 0.00077 0.00065
Ruas 1 0.001645 0.00165
Soma 0.00577
Q(m³/s) - Rua José Lins do
Rego - Método Racional 0.126
Q(m³/s) - Rua José Lins do
Rego - Método Manning 0.14

Segunda Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para


Área período de
retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 80 0.96 0.004916 0.00474 78.56

Ruas 1 0.0006623 0.00066


Soma 0.00540
Q(m³/s) - Rua José Lins do
Rego - Método Racional 0.118
Q(m³/s) - Rua José Lins do
Rego - Método Manning 0.14
Terceira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 33 0.96 0.002783 0.00268 78.56
Pedaço do Lote 80 0.96 0.003816

Ruas 1 0.0007966 0.00080


Soma 0.00348
Q(m³/s) - Rua Turiaçu -
Método Racional 0.076
Q(m³/s) - Rua Turiaçu -
Método Manning 0.11

Quarta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 33 0.96 0.004202 0.00405 78.56

Ruas 1 0.000541 0.00054


Soma 0.00459
Q(m³/s) - Rua
Turiaçu - Método
Racional 0.100
Q(m³/s) - Rua
Turiaçu - Método
Manning 0.11

Quinta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T =
100 anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.004973 0.00479 78.56

Rua 1 0.000968 0.00097


Soma 0.00576
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.126
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12

Sexta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100 anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.005161 0.00498 78.56

Rua lorena 1 0.000459 0.00046


Soma 0.00543
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Racional 0.119
Q(m³/s) - Rua Lorena -
Método Manning 0.12

Sétima Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.0139 0.01340 78.56

Travessa Joao Rela 1 0.000416 0.00042


Soma 0.01382
Q(m³/s) - Tv. João
Rela - Método
Racional 0.302
Q(m³/s) - Tv. João
Rela - Método
Manning 0.1

Tripla Boca de lobo 0.31


Oitava boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.010866 0.01047 78.56
Pedaço do Lote 128
(outro lado da rua) 0.96 0.003343 0.00322

Travessa Joao Rela 1 0.000308 0.00031


Soma 0.01401
Q(m³/s) - Tv. João Rela
- Método Racional 0.306
Q(m³/s) - Tv. João Rela
- Método Manning 0.1

Dupla Boca de lobo 0.31

Nona Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T =
100 anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.012478 0.01203 78.56
Pedaço do Lote 128 (outro
lado da rua) 0.96 0.002833 0.00273

travessa clemente 1 0.000494 0.00049


Soma 0.01525
Q(m³/s) - Travessa
Clemente - Método
Racional 0.333
Q(m³/s) - Travessa
Clemente - Método
Manning 0.16

Dupla Boca de lobo 0.33

Décima Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 128 0.96 0.007282 0.00702 78.56
Pedaço do Lote 128 (outro lado
da rua) 0.96 0.001826 0.00176

travessa clemente 1 0.000469 0.00047


Soma 0.00925
Q(m³/s) - Travessa Clemente -
Método Racional 0.202
Q(m³/s) - Travessa Clemente -
Método Manning 0.16

Dupla Boca de lobo 0.33

Décima primeira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100 anos
Pedaço do Lote 157 0.96 0.002708 0.00261 78.56
Pedaço do Lote 128 (outro lado da
rua) 0.96 0.003077 0.00297

Rua humberto 1 0.00061 0.00061


Soma 0.00619
Q(m³/s) - Rua Humberto
Olivieri - Método Racional 0.135
Q(m³/s) - Rua Humberto
Olivieri - Método Manning 0.14

Décima segunda Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100 anos
Pedaço do Lote 157 0.96 0.004287 0.00413 78.56

Rua humberto 1 0.001032 0.00103


Soma 0.00516
Q(m³/s) - Rua Eduardo
Monteiro - Método Racional 0.113
Q(m³/s) - Rua Eduardo
Monteiro - Método Manning 0.13
Décima terceira Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.0032 0.00308 78.56
Praça Volta Redonda 0.85 0.000845 0.00072

Ruas da Praça + Rua Jaçanã 1 0.000757 0.00076


Soma 0.00456
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método Racional 0.100
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Manning 0.14

Décima quarta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para


Área período de
retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.005079 0.00490 78.56

Ruas da Praça + Rua Jaçanã 1 0.000411 0.00041


Soma 0.00531
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Racional 0.116
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Manning 0.14

Décima quinta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T =
100 anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.003696 0.00356 78.56
Ruas da Praça + Rua Jaçanã 1 0.001821 0.00182
Soma 0.00538
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Racional 0.118
Q(m³/s) - Praça Volta
Redonda - Método
Manning 0.14

Décima sexta Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100 anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.004934 0.00476 78.56

Rua itujaba 1 0.000642 0.00064


Soma 0.00540
Q(m³/s) - Rua Itajubá -
Método Racional 0.118
Q(m³/s) - Rua Itajubá
- Método Manning 0.11

Décima sétima Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período


Área de retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.003711 0.00358 78.56
Pedaço do Lote 36 0.96 0.000642 0.00062

rua itujaba 1 0.00039 0.00039


Soma 0.00459
Q(m³/s) - Rua Itajubá -
Método Racional 0.100
Q(m³/s) - Rua Itajubá -
Método Manning 0.11

Décima oitava Boca de Lobo:


Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para
Área período de
retorno T = 100
anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.002429 0.00234 78.56
Pedaço do Lote 36 0.96 0.002062 0.00199

rua itujaba 1 0.000263 0.00026


Soma 0.00459
Q(m³/s) - Rua Itajubá
- Método Racional 0.100
Q(m³/s) - Rua Itajubá
- Método Manning 0.11

Décima nona Boca de Lobo:

Lotes Ct Área(km²) Ct * ht,T para período de


Área retorno T = 100 anos
Pedaço do Lote 36 0.96 0.001653 0.00159 78.56
Pedaço do Lote 36 0.96 0.001793 0.00173

rua itujaba 1 0.000468 0.00047


Soma 0.00379
Q(m³/s) - Rua Itajubá
- Método Racional 0.083
Q(m³/s) - Rua Itajubá
- Método Manning 0.11
3. Plotagem da localização das bocas de lobo

3.1. 10 anos

Figura 1 - Localização das bocas de lobo de acordo com a declividade e os cálculos acima. Chuva de Projeto de 10 anos.

3.2. 100 anos


Figura 2 - Localização das bocas de lobo de acordo com a declividade e os cálculos acima. Chuva de Projeto de 100 anos

4. Seção Tubular dos Ramais até Boca de lobo

A partir do cálculo da vazão total de Manning em relação a posição de cada boca de


lobo correspondente é definido uma tubulação que liga os ramais de drenagem até a boca
de lobo. E essa tubulação possui uma seção circular correspondente a vazão máxima do
ramal.
Conforme o Manual do CTH para Processos de Drenagem Urbana o diâmetro mínimo
das galerias de seção circular deve ser de 0,30 m e os diâmetros correntes fabricados são:
0,30; 0,40; 0,50; 0,60; 1,00; 1,20; 1,50 m.
Nas tabelas a seguir estão relacionados a boca de lobo, o valor de vazão de Manning
e na última coluna o tamanho da seção circular da tubulação correspondente.

Calculo da Seção Tubular dos ramais que ligam a bocas de lobo

Chuva de Projeto – 10 Anos Vazão Manning (m³/s) Dim. Ramal até Boca de Lobo (m)

1° Trajeto: Rua José Lins do Rego até Rua Itajuba

1° Boca de Lobo: 0,137 0,30


2° Boca de Lobo: 0,137 0,30
3° Boca de Lobo: 0,11 0,30
7° Boca de Lobo – Dupla: 0,274 0,30
8° Boca de Lobo – Tripla: 0,33 0,40

2° Trajeto: Rua Lorena até Rua Eduardo Monteiro

4° Boca de Lobo: 0,121 0,30


5° Boca de Lobo – Dupla: 0,242 0,30
6° Boca de Lobo – Quadrupla: 0,484 0,50
9° Boca de Lobo: 0,164 0,30
10° Boca de Lobo: 0,132 0,30
11° Boca de Lobo: 0,142 0,30
Cálculo da Seção Tubular Ramal até Boca de Lobo – Chuva de Projeto 10 anos

Para a chuva de projeto de 10 anos, na maioria dos casos a vazão é baixa e por isso é
utilizado o diâmetro mínimo de 0,3 metros; com exceção das Travessas João Rela e
Travessa Clemente Ferreira que são as bocas de lobo duplas (sétima e décima bocas de
lobo) com valor de 0,5 e 0,4 metros, respectivamente.

Esses valores são adequados para ligações de vazão de ramais até boca de lobo.
Calculo da Seção Tubular dos ramais que ligam a bocas de lobo

Chuva de Projeto – 100 Anos Vazão Manning (m³/s) Dim. Ramal até Boca de Lobo (m)

1° Trajeto: Rua José Lins do Rego até Rua Itajuba

1° Boca de Lobo: 0,137 0,30


2° Boca de Lobo: 0,137 0,30
3° Boca de Lobo: 0,11 0,30
4° Boca de Lobo: 0,11 0,30
13° Boca de Lobo: 0,137 0,30
14° Boca de Lobo: 0,137 0,30
15° Boca de Lobo: 0,137 0,30
16° Boca de Lobo: 0,11 0,30
17° Boca de Lobo: 0,11 0,30
18° Boca de Lobo: 0,11 0,30
19° Boca de Lobo: 0,11 0,30

2° Trajeto: Rua Lorena até Rua Eduardo Monteiro

5° Boca de Lobo: 0,121 0,30


6° Boca de Lobo: 0,121 0,30
7° Boca de Lobo – Tripla: 0,312 0,40
8° Boca de Lobo – Dupla: 0,312 0,40
9° Boca de Lobo – Dupla: 0,328 0,40
10° Boca de Lobo – Dupla: 0,328 0,40
11° Boca de Lobo : 0,142 0,30
12° Boca de Lobo : 0,132 0,30

Cálculo da Seção Tubular Ramal até Boca de Lobo – Chuva de Projeto 100 anos

Para a chuva de projeto de 100 anos, o trajeto é baseado em tubulação de diâmetro


mínimo de 0,3 metros; e no segundo trajeto a utilização de bocas de lobo duplas e triplas
com valor de 0,4 metros ao longo da Rua Itajubá com inicio na Praça Volta Redonda.
Utilizando a tubulação de uma chuva de projeto mais longa é possível se precaver de
eventuais alterações na vazão e usar uma política a longo prazo.
5. Seção Tubular de coleta de água das Bocas de lobo

A partir do cálculo da vazão total de Manning em relação a posição de cada boca de


lobo correspondente é definido uma tubulação que liga essas bocas de lobo as galerias
enterradas. E essa tubulação possui uma seção circular correspondente a vazão
acumulativas na somatórias das boca de lobo em uma trajetória definida pela característica
do terreno seguindo a gravidade.
Nas duas tabelas a seguir está representado o diâmetro das galerias enterradas para
valores de chuva de projeto de dez e cem anos. O diâmetro é aumentado conforme a vazão
é acumulada no sentido da gravidade.
A tubulação no final da Travessa João Rela se junta a tubulação da Rua Itajuba para
não passar por baixo dos lotes residenciais, com isso a vazão acumulada é grande e será
necessária a encomendo de tubos com medidas diferenciadas , pois o calibre dos tubos
convencionais não suportariam tal volume e poderia então aparecer a ocorrência de
enchentes na região.
Segue os dados de dimensão das galerias enterradas abaixo:
Calculo da Seção Tubular das galerias que coletam a agua das bocas de lobo

Chuva de Projeto – 10 Anos Vazão Acumulativa (m³/s) Dim. Galerias (m)

1° Trajeto: Rua José Lins do Rego até Rua Itajuba

1° e 2° Bocas de Lobo: 0,274 0,30


+ 3° Boca de Lobo 0,384 0,40
+ 7° Boca de Lobo 0,658 1,00
+ 8° Boca de Lobo 0,988 1,00

2° Trajeto: Rua Lorena até Rua Eduardo Monteiro

Vazão Acumulativa (m³/s) Dim. Galerias (m)


4° e 5° Bocas de Lobo: 0,363 0,40
+ 6° Bocas de Lobo: 0,847 1,00
+ 9° Boca de Lobo 1,011 1,50

Junção Travessa Clemente Ferreira – Rua Itajuba


8° e 9° Boca de Lobo 1,999 2,00

Junção Travessa Humberto Olivieri – Rua Itajuba


10° Boca de Lobo 2,131 2,20

Rua Itajuba a Rua Eduardo Monteiro


11° Boca de Lobo 2,273 2,30
Seção Tubular das galerias que coletam a agua das bocas de lobo

Chuva de Projeto – 100 Anos Vazão Acumulativa (m³/s) Dim. Galerias (m)

1° Trajeto: Rua José Lins do Rego até Rua Itajuba

1° e 2° Bocas de Lobo: 0,274 0,30


+ 3° Boca de Lobo 0,384 0,40
+ 4° Boca de Lobo 0,494 0,50
+ 13° Boca de Lobo 0,631 1,00
+ 14° Boca de Lobo 0,768 1,00
+15° Boca de Lobo 0,905 1,00
+16° Boca de Lobo 1,015 1,20
+17° Boca de Lobo 1,125 1,20
+18° Boca de Lobo 1,235 1,50
+ 19° Boca de Lobo 1,345 1,50

2° Trajeto: Rua Lorena até Rua Eduardo Monteiro

5° e 6° Bocas de Lobo 0,242 0,30


+ 7° Bocas de Lobo 0,554 0,60
+ 8° Boca de Lobo 0,866 1,00
+ 9° Boca de Lobo 1,194 1,20
+ 10° Boca de Lobo 1,522 1,60

Junção Travessa Clemente Ferreira – Rua Itajuba


10° e 19° Boca de Lobo 2,867 3,00

Junção Travessa Humberto Olivieri – Rua Itajuba


11° Boca de Lobo 3,009 3,10

Rua Itajuba a Rua Eduardo Monteiro


12° Boca de Lobo 3,141 3,20
6. Plotagem das tubulações enterradas

6.1. 10 anos

Figura 3 - Plotagem das tubulações enterradas para chuva de projeto de 10 anos.


6.2. 100 anos

Figura 4 - Plotagem das tubulações enterradas para chuva de projeto de 100 anos.
7. Análise Comparativa entre a rede projetada e a rede existente

Em uma rede projetada pelos cálculos disponíveis na literatura para inserção de galerias e
bocas de lobo, o número desses mecanismos de drenagem são bem maiores do que a rede
existente; mostrando a defasagem do modelo prático para o modelo teórico de drenagem da
região estudada.

Para a rede existente no primeiro trajeto que inicia na Rua José Luís do Rego e entra na
Rua Turiassu é possível observar que não existem bocas de lobo em toda a extensão da rua,
somente quando entra na Travessa da Praça Volta Redonda é que possuí uma boca de lobo e
neste ponto serve para suprir toda a vazão daquela área. As vazões neste ponto ultrapassam a
vazão máxima suportável na boca de lobo mostrando que o caminho das aguas e a vazão não foi
considerado para o posicionamento dessa boca de lobo.

No caso da rede projetada pelos cálculos teve a inserção de 5 bocas de lobo por todo o
percurso para uma chuva de projeto de 100 anos. Este intuito serve para controlar a vazão de
modo eficiente e a longo prazo.

A análise dos demais trechos mostra que na rede existente a vazão se acumula para um
quantidade pequena de mecanismo coletores dessas águas, com algumas similaridades com a
rede projetada para um período de retorno de 10 anos. Em uma rede projetada para 100 anos
foram feitas mais bocas de lobo e aumentado o diâmetro das tubulações de galerias e ligações a
boca de lobo, isso serve para distribuir melhor a vazão e evitar que ela se acumule nos pontos
mais baixos.