Você está na página 1de 20

Aula 04

Não é possív el exibir esta imagem no momento.

1
Aula 04

A Linguagem Java foi criada em 1990/1991


pela Sun Microsystems, com fundamentos no
( ).

O objetivo do projeto não era a criação de


uma nova Linguagem de Programação,
mas sim estudar e analisar a interação entre
dispositivos eletrônicos e computadores.

O primeiro protótipo do foi


o *7 (Starseven) que foi desenvolvido em
UNIX já com interface gráfica touchscreen.

Para o foi criada uma nova Linguagem de Programação


que na época foi batizada como , porem ao tentar
registrar , este já estava registrado por outra
empresa, surgindo então o termo , que foi lançado
oficialmente em pela Sun Microsystems.
Em ,a foi adquirida pela !

2
Aula 04

São muitas as aplicações possíveis com Java:


Soluções Web,
Celular, SmartPhones,
Eletrônica,
Robótica,
Games,
Etc...

Aceita qualquer Editor de Textos (ASCII)


Pode ser até mesmo o Bloco de Notas do
Windows, ou qualquer software específico.

Arquivo .java
.java Extensão padrão do arquivo

javac
Comando para Compilar
JVM
o arquivo .java no console
Máquina
Compilador
Virtual
Java (javac)
Java

Java gera .class e não


.exe e precisa da JVM
(Máquina Virtual do Java) Linux
Mac
para rodar este arquivo Arquivo Windows
.class

3
Aula 04

Java é independente de Sistema Operacional.

Pode, por exemplo, ser escrito no Windows e


executado no Linux. Bastando para isso ter a
Máquina Virtual do Java (JVM) instalada.

(Java Standard Edition)

http://java.sun.com

4
Aula 04

Em MEU COMPUTADOR (com o botão direito do mouse)


clique em PROPRIEDADES. Acesse em Avançado,
as Configurações Avançadas do Sistema e então
VARIÁVEIS DE AMBIENTE

ou... Digite no iniciar...

9 / 12

Clique em NOVO (se a variável não existir)


ou
EDITE
[1]
C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.7.0_01

e
NOVO
ou
EDITE
C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.7.0_01\bin
[2]
e
NOVO
Edite com os valores ou
(conforme sua instalação) EDITE
[3] .; C:\Program Files (x86)\Java\jdk1.7.0_01\lib

5
Aula 04

,
teste os comandos básicos no Prompt de Comando...

 A Linguagem permite que sejam construídos programas


para diversos tipos de sistemas operacionais, como:
Windows, Unix, Linux, etc...

 Podendo operar em:


 modo
(no )

ou

 modo
(com acesso a )
do sistema.

6
Aula 04

 Como é uma  A execução de qualquer


linguagem orientada a programa é iniciada através de
objetos, um programa terá um método (uma função de
classe) denominado
. (a do
programa) .

 Programas simples podem


usar dezenas ou até mesmo  Cada classe pode ter um
centenas de classes .
diferentes.

 A Linguagem , assim
como os Algoritmos, Em , primeiro vem o Tipo
também dispõe de de Dado e só depois a variável,
: conforme exemplos abaixo:
 inteiros: int idade;
byte, short, int, long
float salario = 0;
 reais:
float, double char cidade, time;
 caracteres: boolean flag, sexo;
char, String
:
 lógicos:
 aritméticos:  lógicos:
boolean + - * / % && || !
 relacionais:  atribuição:
> < >= <= =
== !=

7
Aula 04

*
abstract continue finally interface public throw
boolean default float long return throws
break do for native short transient
byte double if new static true
case else implements null super try
catch extends import package switch void
char false instanceof private synchronized while
class final int protected this

* Termos que não podem ser usados como:


ou .

(Documentação do Programador)

// comentário de uma linha

/* comentário
de múltiplas linhas */

/** Comentário de documentação


* Usado no prólogo e que também
* pode ter múltiplas linhas
*/

8
Aula 04

(Documentação do Programador)
Conteúdo do (Mesmo de Algoritmos):
/** Definição (Nome do Programa)
* Autor e Data de Criação/Alteração
* Variáveis Desconhecidas
* Funcionalidade do Programa
*/
Exemplo:
/** Definição: Programa Soma
* Autor: Fulano Data: 17/03/2015
* Variáveis: N1 e N2 p/ os Números e S p/ a Soma
* Funcionalidade: O usuário informa 2 Nos e tem a Soma
*/

São representados (em Java) por { e }


conforme observado na sintaxe abaixo:

{ Em Algoritmos,
diretiva 1; são utilizados os
delimitadores
diretiva 2;
de bloco
diretiva 3; equivalentes
M INICIO e FIM
diretiva N;
}

9
Aula 04

Enquanto que em Algoritmos usa-se a Função ESCREVA,


em Java, os dados são apresentados com a função:
System.out.print (X);
Obs.: System.out.println (X);
* O ln faz pular uma linha
* X pode ser uma variável e/ou uma expressão. Se for
uma expressão deve ser colocada sempre entre aspas.
* As variáveis, em Java, são separadas por + e não por ,.
System.out.println ("Programa VELOCIDADE");
System.out.println ( V );
System.out.println ("Velocidade igual a:" + V + "km/h");

1- Abrir o Bloco de Notas e editar o código abaixo. 2- Salvar no Desktop com o


nome: Exemplo1.java
/** Definição: Programa Mensagem
* Autor: Fulano Dettal em 14/08/2014 Alterado em: 17/03/2015
* Variáveis: Nenhuma
* Funcionalidade: Apresentar uma mensagem na tela
*/
3- Abrir o Prompt do DOS (cmd)
public class Exemplo1 e compilar o arquivo Exemplo1.java
javac Exemplo1.java
{
public static void main (String[] args)
{
System.out.println ( “ Boa Noite ” );
} 4- Executar o arquivo Exemplo1.class
java Exemplo1
}

10
Aula 04

Salvar com o nome


Exemplo1.java no Desktop

Abrir o Prompt do DOS (cmd)


Compilar o arquivo Exemplo1.java
javac Exemplo1.java

Executar o arquivo Exemplo1.class


java Exemplo1

Enquanto que em Algoritmos usa-se a Função LEIA, em


Java, os dados podem ser inseridos com o auxílio da
função / utilitário: Scanner que deve ser importado de
acordo com a seguinte sintaxe: import java.util.Scanner;

Uma vez que a importação do Scanner for efetuada, torna-


se possível a leitura dos dados de acordo com a seguinte
sintaxe: Scanner LEIA = new Scanner(System.in);
Onde LEIA é um objeto usado para apontar a variável que
será lida no programa, de acordo com a seguinte sintaxe:
VAR = LEIA.nextTipo(); Onde: VAR é a variável que será
lida no programa e Tipo, é o Tipo de Dado desta variável,
conforme exemplo ao lado: N1 = LEIA.nextInt();

11
Aula 04

(continuação)
Também é possível executar a leitura por linha, de acordo
com cada tipo de variável, obedecendo as sintaxes abaixo:
S = LEIA.nextLine(); // String
C = LEIA.nextLine().charAt(0); // char
I = Short.parseShort(LEIA.nextLine()); // short
I = Integer.parseInt(LEIA.nextLine()); // int
I = Long.parseLong(LEIA.nextLine()); // long
I = Byte.parseByte(LEIA.nextLine()); // byte
R = Float.parseFloat(LEIA.nextLine()); // float
R = Double.parseDouble(LEIA.nextLine()); // double
L = Boolean.parseBoolean(LEIA.nextLine()); // boolean

O Programa SOMA entre dois números inteiros

“\t” significa um TAB


“\n” significa uma nova linha

12
Aula 04

13
Aula 04

14
Aula 04

DÊ UM NOME COERENTE PARA O SEU PROJETO

15
Aula 04

Comentários
do Pacote e
da classe
Pode apagar...

Aqui deverá ser


inserido o seu
comentário do
Prólogo.

16
Aula 04

Aqui deverá ser inserido


o seu código fonte (sua
Lógica de Programação)
escrito com a sintaxe do
Java NetBeans.

Aqui deverá ser importado


o utilitário Scanner, quando
houver leitura de dados.

Aqui deverá ser criado o


objeto (LEIA) para poder
usar o utilitário Scanner.

17
Aula 04

Código Fonte
do main( )

Clique aqui para


executar o Projeto

Visualize aqui o
Projeto em Execução

18
Aula 04

Criando o .jar
1 1

Created dir: C:\Users\dennys\Documents\NetBeansProjects\soma\dist

Building jar: C:\Users\dennys\Documents\NetBeansProjects\soma\dist\soma.jar

Escreva a linha de comando abaixo para executar o arquivo .jar no prompt de comando
java -jar "C:\Users\dennys\Documents\NetBeansProjects\soma\dist\soma.jar"

19
Aula 04

Pastas
criadas

Arquivos
da Pasta
DIST

Comando para
executar o .jar
no modo console
(prompt de comando)

O Programa SOMA entre dois números inteiros

“\t” significa um TAB


“\n” significa uma nova linha

20