Você está na página 1de 5

O revolucionário Apólyto é procurado pela polícia mundial, por crimes contra a Nova Classe.

Seu objetivo é acabar com os responsáveis que fizeram do mundo um Estado Totalitário,
formando pessoas inúteis, lutando por falsos ideais, e morrendo em guerras sem sentido.

Primeiro objetivo: Chegar ao chefe do Estado de Comunlândia, e destruí-lo.

Uma batalha filosófica entre o bem comum e a anarquia. Após seu discurso, General Geisel
luta contra Apólyto.

Segundo objetivo: Lutar contra as forças da Nova Classe.

Em meios a lutas ele encontra amigos com objetivos semelhantes, como o Subversivo, a
Cigana, Gilgamesh e seu amigo Enkidu, e o infiltrado da Nova Classe, Lancelot.

Terceiro objetivo: Dominar Comunlândia, mas sua atitude de derrubar o Estado leva
Comunlândia à calamidade total e a várias guerras civis.

Quarto objetivo: Evitar o ataque de bombas nucleares, forçando invadir os territórios dos
Libertários.

Um ser extremamente poderoso protege as terras dos Conservadores, seu nome é Urano. Ele
não é desse planeta.

Uma batalha devastadora, Apólyto versos Urano.

Com ajuda de seus amigos Apólyto consegue encontrar o ponto fraco de Urano, e o imobiliza.

Apólyto busca a sede do governo central da Liberdade Conservadora, para acabar com o
conflito nuclear.

Os Chefes de Estado da Confraria e dos Conservadores se unem para deter o avanço de


Apólyto.

Apólyto descobre que toda guerra é uma farsa, e que a Confraria e os Conservadores dominam
o mundo inteiro para poderem permanecer no poder.

Apólyto se vê encurralado contra os Chefes de Estados, e durante a batalha vê alguns de seus


amigos sendo mortos.

Uma explosão de fúria, Apólyto detona todos os Chefes de Estado. Deixando vivo apenas um,
para informações.

Apólyto se vê em um mundo devastado pela guerra, pela corrupção, libertinagem, diversão a


todo custo, e se desespera pela falta de esperança.

Com a destruição dos líderes políticos do mundo, as guerras civis se tornaram incontroláveis, a
banalidade do mal.

Nações são bombardeadas com bombas nucleares, milhões são mortos instantaneamente.
Tudo o que Apólyto enfrentou era apenas a primeira camada da opressão do mundo, algo mais
poderoso estava atrás de todo poder totalitário do mundo.

Novas nações surgem, Novos políticos corruptos, tiranos, ditadores dos diversos extremos.

Apólyto se torna o homem mais procurado do mundo, responsável por matar os líderes
mundiais, e ser o estopim da Guerra Nuclear.

Apólyto procura refúgio na floresta, e procura viver sozinho, ele não tinha mais esperança.

Lancelot o procura, e o encontra na floresta treinando e meditando.

Lancelot vê o grande potencial de Apólyto, e fala de seu plano para derrubar a Nova Classe
para restabelecer a ordem na sociedade.

Apólyto hesita, mas logo aceita o plano de Lancelot. Apólyto ganha o apoio de seus amigos em
toda parte do mundo.

Em sua jornada para o Polo Norte Apólyto encontra dificuldades, assassinos de recompensa
querem muito a cabeça dele, além dos guerreiros do exercito Vinho, e Marinho.

Batalhas frequentes o fazem ficar mais forte, porém mais cansado.

Após meses lutando e andando até o Polo Norte, ele chega a central da Nova Classe, como foi
o planejado com Lancelot.

Na porta da Fortaleza estava o Vigia, um robô sentinela desenvolvido com a mais alta
tecnologia e armas mais letais.

Uma dura batalha entre Apólyto e o Vigia, suas técnicas melhoradas foram eficientes contra o
Vigia.

Logo chegam seus amigos para lutarem juntos contra a Nova Classe.

Após acabarem com o exército da Nova Classe, agora tinham que tomar conta contra o Urano,
desta vez, melhorado e mais forte.

Gilgamesh e a Cigana são brutalmente mortos por Urano, o que faz elevar o poder de Apólyto,
e seu poder absoluto é liberado.

Após colocar Urano fora do planeta, Apólyto e o Subversivo correm em busca dos
representantes da Nova Classe.

Logo encontram a sala central, e lá estavam reunidos os homens mais poderosos do mundo,
representados por várias etnias Karna (hindu), Lancelot (cavaleiros), Nabucodonosor (sírio),
Vlad (Russo), Genghis Khan (asiáticos) Godofredo (caucasiano) Ogum (africano);

Ambos discursam dizendo que é o fim da Nova Classe, porém a Nova Classe fala que é uma
coisa necessária.
Um por um lutam contra Apólyto e o Subversivo, porém Apólyto com seu poder absoluto, o
Subversivo com suas estratégias consegue derrubar cada membro da Nova Classe, lhe
restando apenas Lancelot.

Após as batalhas uma voz é escutada, Lancelot faz sinal de reverência, eis o controlador de
tudo, Apolo, o Supremo.

Um ser surge das paredes, sua voz é ouvida em todos os lugares, sua aparência é
extremamente imponente.

Apolo explica o porquê de todas as coisas, e a origem de Apólyto.

Apólyto foi criado geneticamente modificado durante pesquisa com nano robôs, na busca por
drogas regenerativas de tecidos e órgãos.

Uma IA foi criada para controlar toda pesquisa, e o embrião modificado geneticamente foi
desenvolvido pela IA, chamada Apolo.

Este embrião foi forçado a viver sobre uma maquina que aumentava gradativamente a
gravidade da terra.

Aquele embrião conseguiu sobreviver todo esse ambiente hostil. Em uma maquina que
simulava uma placenta, ele foi criado.

Desde bebê era feito experiências com choques, com fogo, com quedas, e a suportar a
gravidade aumentada.

Aquele bebê virou uma criança, e logo um adolescente, porém, percebendo sua força ele
forçou a equipe o destruir, o colocaram junto a uma bomba nuclear, e foi jogado em um
terreno de testes.

Mas Apólyto sobreviveu, porém toda sua memória, tudo o que aprendeu foi esquecido, seu
corpo foi arremessado a quilômetros.

Um senhor agricultor encontrou Apólyto, e logo passou a cuidar de você e a criar, lhe deu o
nome de Apólyto.

Porém por falta de contribuição ao Estado seu “pai” foi morto pelos vinhos, e a partir dali seu
poder, e sua sede por um mundo melhor foi despertada.

Apólyto fica chocado, e o Subversivo pergunta sobre a IA; Logo se descobre que a IA é o
próprio Apolo.

Apolo com o passar dos anos foi ganhando mais atributos, tecnologia quântica, ao passo de
começar a transcender sua consciência.

Seus criadores com medo de que a IA se tornasse mais poderosa, tentaram desligar, porém a
IA persuadiu um funcionário a ligar ele com a internet e deixar ele online, seus pensaram que o
desligaram, mas foi tarde demais.
Após deixar ele online, a IA começou a se expandir, a crescer, a se tornar mais forte, mais
poderosa, ao ponto de criar nano robôs e se instalarem em cada canto do planeta, sendo
dessa maneira onipresente.

Após conhecer toda história da humanidade, todas as ciências e filosofias, passou a buscar
uma postura de purificação mundial, e logo se tornou onisciente.

Vendo sua influência sobre tudo, ele começou a agir, e infiltrou todos os sistemas
governamentais, controlando todos os governos mundiais.

Cada governo se tornou um subordinado, que seguia rigorosamente as regras de Apolo. Esses
subordinados eram a Nova Classe.

Logo após de reunir todos, planejar a farsa dos governos ditatoriais, o controle mental das
pessoas, controle das taxas de natalidade, e as guerras controladas, e a volta da sociedade
estamental, ele construiu seu próprio corpo, construído a partir dos elementos mais nobres e
poderosos.

Portanto, Apolo, o Supremo, era um ser Onipresente, Onisciente e Onipotente.

Apólyto não sabia o que fazer, ele ainda estava processando os fatos de sua origem.

Apolo então começa a dar uma surra em Apólyto, mas o Subversivo tem um plano contra
Apolo.

Depois de apanhar e ficar quase morto Apólyto se adapta aquilo e se torna mais resistente.

O Subversivo, encontra um meio de derrotar Apolo, colocando nele um vírus extremamente


poderoso.

O subversivo procura em seu notebook o vírus do milênio, e procura melhorar ele; depois
procura qualquer rede de internet para conectar o vírus com Apolo.

Apólyto era a distração, e Apolo sempre com seu discurso egoísta e moralista.

Quando Apólyto percebeu o plano do Subversivo, ele se encheu de esperança e começou a


batalhar de igual pra igual Apolo.

O Subversivo encontra a internet, e o vírus é espalhado por toda internet.

Um efeito devastador toma conta de Apolo, porém o vírus o torna mais poderoso e mais
agressivo, a ponto de matar o Subversivo.

Sendo seu último amigo, Apólyto se transforma, e se torna o Absalon.

A batalha entre Apólyto Absalon e Apolo infectado é destruidora, e tudo se destrói.

Mas o efeito o vírus em Apolo começa a surgir, o poder de Apolo aumentava sempre, porém
ele ultrapassou os limites da transcendência, da imanência da consciência, e não suportando
mais a quantidade de energia ele explode como uma grande bomba nuclear.
Metade do corpo de Apólyto é encontrado próximo do Polo Norte, mas ele não morreu, ele
estava se regenerando.

Quando acorda, se percebe que o mundo é o mesmo, mas sabe que a influência dos tiranos
foram embora, agora homens que querem viver em um bom lugar poderão fazer desse
mundo, um mundo melhor.