Você está na página 1de 4

Estudos de Psicologia

1997, Vol 14, nO2, 71 - 74

Características do bom professor segundo a


percepção de estudantes de Psicologia
Luiza Helena Albertini Padula Trombeta1
Pontificia Universidade Católica de Campinas

o objetivo do presente estudo foi verificar a opinião de estudantes de um curso de Psicologia sobre as
características consideradas importantes de um bom professor. Os sujeitos foram 79 alunos, cursando
a 3" série, de ambos os sexos, que foram solicitados a citar-lhe três características. Os resultados in-
dicam que a maioria deles valoriza mais as características de personalidade e do relacionamento entre
professor e aluno, do que as ligadas ao aspecto profissional propriamente dito, como conhecimentos
gerais e específicos, por exemplo. As características mais citadas promovem a imagem de um profes-
sor interessado, preocupado com os alunos, simpático, bem-humorado, dinâmico e flexível.
Palavras-chave: opiniões, conceito de "bom professor", personalidade, relacionamento, intera-
ção professor-aluno.

Abstract
Characteristics of the "good" teacher according to the perception of Psychology Students
The objective ofthis study is to investigate the oppinions ofpsychology students in terms ofwhat
are considered to be the important characteristics of a good teacher. The subjects consisted of 79
third year psychology students, ofboth sexes, who were asked to cite three characteristics. The re-
sults indicate that the majority ofthe subjects attribute greater value to the characteristics ofperso-
nality and the teacher-student relationship, than to actual professional characteristics such as, for
example, the levei ofspecific and general knowledge. The most commonly cited characteristics support
the image of an interest teacher, concemed with the student, likable, good natured, dynamic and flexible.
Key words: opinion, concept of"good teacher", personality, relationship, teacher-student interac-
tion.

servar examinando a literatura nas áreas da Edu-


Introdução
cação, da Psicologia e de outras ciências afins.
Muito tem sido discutido sobre a influên-
Gil (1992) bem lembra que os problemas
cia inquestionável que as relações interpessoais educacionais não começam e nem terminam na
que ocorrem em sala de aula e na escola como escola, e que a relevância social da pesquisa da
um todo exercem sobre o processo ensino- interação professor/aluno está na relação entre
aprendizagem. As interações que acontecem na ensino-aprendizagem escolar e na construção
escola envolvem atitudes, crenças, valores, re- do conhecimento pelo aluno.
presentações sociais das pessoas envolvidas, in- Diversas pesquisas concluem que o com-
fluências da sociedade e da cultura no ambiente
portamento do professor em sala de aula interfe-
extra-escolar e muitos outros fatores.
re e muito no comportamento e na aprendizagem
O interesse por estudos sobre interação do aluno. Duran (1987) ressalta a importância
professor-aluno não é novo, como pode se ob- em se considerar a interação professor-aluno
I. Doutoranda em Psicologia Escolar do Departamento de pela ótica bidirecional, atentando para a atuação
Pós-Graduação em Psicologia, Pontificia Universidade das duas partes envolvidas, o professor e o alu-
Católica de Campinas. bolsista CNPq.
Endereço para correspondência: Rua Gil Vicente, 88, Par-
no, já que existe um intercâmbio de influências
que Taquaral. CEP 13087-030, Campinas. SP. comportamentais.
Luiza Helena Albertini Padula Trombeta 72

Dei Prette (1994) enfatiza a possibilidade instituição privada de ensino superior, cujas
de o professor ser capaz de implementar intera- idades variavam entre 20 e 40 anos (idade
ções significativas entre o aluno e o objeto de média igual a 30 anos).
conhecimento, ou seja, interações que efetiva-
mente promovam o desenvolvimento e a apren- Procedimento
dizagem. O autor coloca ainda que tais intera- Durante uma aula, os alunos foram soli-
ções incluem a participação mais direta do citados a escrever as três características quejul-
professor além das atividades em que a partici- gassem mais imp0l1antespara que o professor
pação é mais indireta, de suporte e mediação. fosse considerado bom. A tarefa foi realizada
Khouri (1984) relata pesquisa com ado- individualmente.
lescentes de escola pública em que as propostas
dos alunos em relação aos professores centram-
se mais nos processos afetivos, no vínculo pro- Resultados e Discussão
fessor-aluno, do que em processos intelectuais
do professor. O aspecto da interação em si e do Os resultados obtidos pelas respostas dos
estudantes foram analisados e classificados em
vínculo afetivo parecem de fato ser importantes
na caracterização do bom professor. três grandes categorias; uma, referente às carac-
Machado (1987) faz uma revisão de di- terísticas pessoais e de personalidade do profes-
versas pesquisas apontando variáveis que inter- sor; a segunda - relação interpessoal - diz
ferem na interação professor-aluno, relacionadas respeito à interação professor e aluno na sala de
ao professor, aos alunos e à situação. Os aspec- aula, e a última categoria refere-se aos aspectos
tos analisados mostram que, sem dúvida, a in- da atividade profissional do professor, ou seja,
teração que ocorre em sala de aula é um fator aqueles demonstrados pelo professor em sala de
importante na aprendizagem dos alunos. Os vá- aula no exercício da atividade docente, como
rios aspectos envolvidos devem, portanto, ser por exemplo, conhecimentos gerais e da disci-
considerados, ou seja, as características do profes- plina, formação e atualização.
sor, dos alunos e do contexto. Os resultados encontrados mostram uma

O presente estudo focalizou a opinião de valorização das características de personalida-


alunos a respeito de características importantes de e aquelas relacionadas à interação positiva e
do bom professor, com o objetivo de conhecer próxima entre professor e aluno.
melhor a realidade específica desta amostra, con- A Tabela I mostra como as respostas fo-
siderando que cada contexto educacional é único ram distribuídas por categoria. De um total de
e faltam dados descritivos de realidades diversas. 237 respostas, encontramos 62,5% nas catego-
rias I e 11,que referem-se aos aspectos mais va-
Método lorizados (características de personalidade e da
relação professor laluno).
Sujeitos
A valorização destes aspectos na maioria
A amostra foi composta de 79 alunos
das respostas reflete a preocupação com uma
(67 do sexo feminino e 12 do sexo masculi-
educação mais humanista.
no) da 33série do curso de Psicologia de uma

- --
Características do bom professor segundo a percepção de estudantes de Psicologia 73

Tabela 1. Distribuição das respostas Tabela 2. Características relacionadas à


por categoria personalidade do professor e à
relação professor/aluno
%
Categorias R
%
Características de personalidade e Respostas
I \09 46,0
de relação interpessoal
11 39 16,5 simpatia/bom humor 19 12,83
III 89 37,5 dinamismo 17 11,48
Total 237 100 flexibilidade 17 11,48

interesse/motivação 17 11,48

paciência 12 8,\0
De acordo com cada categoria as respos-
criatividade 6 4,05
tas aparecem distribuídas em subcategorias
coerência 6 4,05
mais específicas, apontando elementos que po-
dem detalhar as características que os alunos liderança 6 4,05

valorizam nos seus professores. simplicidaden1umildade 5 3,37


A Tabela 2 mostra a distribuição das res-
segurança 4 2,70
postas nas categorias: I - Características pessoais e
respeito e compreensão pelo aluno 20 13,51
de personalidade do professor e 11- Característi-
proximidade/interação positiva 14 9,45
cas relacionadas à relação professor-aluno.
As características de personalidade que adequação à realidade e à necessi 5 3,37
dade do aluno
aparecem como mais importantes para o bom
TOTAL 148 100
professor, na opinião dos alunos pesquisados,
são: simpatia e bom humor, flexibilidade, dina-
mismo e interesse / motivação pelo trabalho, to-
das com 11 a 12% das respostas obtidas.
A característica mais valorizada foi a boa
No mesmo nível de importância, com 13,5%
das respostas, está o respeito e a compreensão pelo didática, com 58,4% das respostas desta catego-

aluno, que dizem respeito à categoria 11. ria, seguida do conhecimento específico da dis-
Outras características também lembradas ciplina com a qual o professor trabalha, 17,9%.
Os dados encontram-se na Tabela m.
podem ser observadas na Tabela 2.
Na Tabela 2 podem ser vistos os resulta- Outros aspectos também considerados ---
dos obtidos quanto à categoria III: Característi- importantes e lembrados pelos alunos fo-

cas profissionais do professor, que também ram: conhecimentos gerais, avaliação cons-

foram bastante citadas, 37,5% do total de res- tante, formação acadêmica, pontualidade e

postas (vide Tabela I). experiência.


Luiza Helena Albertini Padula Trombeta 74

Tabela 3. Características relacionadas à discutido por pesquisadores e técnicos relacio-


competência profissional do professor nados à área, assim como veiculado pela mídia
em geral.
Caracteristicasretacionadasa aspec-I RespostasI % O reconhecimento da importância da in-
tos profissionais da atividade docente
boa didática
teração professor-aluno para uma educação
58,4
efetiva já é um grande passo em direção às mu-
conhecimento especifico da disci 17,9
lina ministrada danças necessárias, desde a formação pré-
conhecimentos gerais 8 8,98 escolar e de 10grau, passando pelo magistério
avaliação constante 5 5,61 até os bancos das Universidades.
formação acadêmica I atualização 4 4,49
pontualidade 2 2,24
experiência 2 2,24 Referências
TOTAL 89 100
DeI Prette, A. e DeI Prette Z. (1994). Tnteraçõesso-
ciais em sala de aula: representações do profes-
sor. Anais do XVII International School Psycho-
Conclusões logy CoIloqllillm e 11 Congresso Nacional de
Psicologia Escolar, pp. 426 - 430 .
Os aspectos mais citados pelos alunos
Duran, A. P. (1992). O enfoque da interação social:
referem-se às características pessoais do profes-
contribuições à escola. Anais do I Congresso Na-
sor e aos aspectos do relacionamento humano e cional de Psicologia Escolar, pp. 115- 117.
da interação social entre professor e aluno.
Gil, M.S.C. de A. (1992). Tnteraçãoprofessor-alu-
A valorização pelos alunos pesquisados no:um processo e seus produtos. Anais do I Con-
dos aspectos citados demonstra que a com- gresso Nacional de Psicologia Escolar, pp. 122-
petência profissional do professor também é 124.
considerada importante, porém, não exclusiva e Khouri, Y.G. e coI. (1984). Psicologia Escolar.
prioritariamente. EPU, I.
O importante parece ser o professor estar Machado, V.L.S. (1987). Aprendizagem e interação
próximo, interessado e preocupado com o professor - aluno. Tn:G.P. Witter e lF.B. Lomô-
aluno, não só com seu rendimento escolar, mas naco. Psicologia da aprendizagem/aplicações
com o aluno como pessoa. O professor aberto, na escola, EPU, 9(3): 15-35.
amigo, que permite que o aluno também o veja
como pessoa favorece a criação de um ambiente
mais propício à aprendizagemem sala de aula.
A interação professor-aluno, o vínculo
entre eles e o abandono das idéias de que o pro-
fessor sabe mais que o aluno, de que pode e deve
julgá-Io e ainda determinar seus interesses,
demonstram a percepção dos próprios alunos
sobre a necessidade de uma educação mais
humanista, preocupada com a formação de
seres humanos e não somente com sua infor-
mação. Aspecto este que vem sendo bastante

- - - -