Você está na página 1de 14

Física: Eletricidade

Campo Elétrico

Prof. Dr. Hugo M N Vasconcelos


Como a partícula 1 “sabe” que existe a partícula 2?

Se as partículas não se tocam, por que a partícula 2 afeta a partícula 1?


Campo Elétrico

A partícula 2 cria um campo elétrico no espaço que a cerca, mesmo que o


espaço esteja vazio.
Quando a partícula 1 é colocada em um ponto qualquer desse espaço, a
partícula “sabe” que a partícula 2 existe porque é afetada pelo campo
elétrico que a partícula 2 criou nesse ponto.
Campo Elétrico

O campo elétrico 𝐸 em um ponto do espaço é definido em termos da força


eletrostática 𝐹Ԧ a que seria submetida uma carga de prova positiva 𝑞0
colocada nesse ponto:
𝐹Ԧ
𝐸=
𝑞0
Linhas de Campo Elétrico

As linhas de campo elétrico ajudam a visualizar o módulo e a orientação do


campo elétrico.
O vetor campo elétrico em qualquer ponto é tangente à linha de campo
elétrico nesse ponto.
A concentração de linhas de campo elétrico em uma região é proporcional ao
módulo do campo elétrico na região.
Linhas de Campo Elétrico
As linhas de campo elétrico se afastam das cargas positivas (onde começam)
e se aproximam das cargas negativas (onde terminam).

1. Em todos os pontos do espaço, o vetor campo elétrico é tangente à linha de


campo que passa pelo ponto e tem o mesmo sentido que a linha, como
mostra a figura para um desses vetores.
2. As linhas de campo elétrico são menos espaçadas nas regiões em que o
módulo do campo elétrico é maior.
Campo Elétrico produzido por uma partícula carregada
O módulo do campo elétrico 𝐸 criado por uma partícula de
carga 𝑞 em um ponto situado a uma distância 𝑟 da
partícula é dado por
1 𝑞
𝐸=
4𝜋𝜖0 𝑟 2
Os vetores campo elétrico criados por uma partícula
positivamente carregada apontam para longe da partícula;
Os vetores campo elétrico criados por uma partícula
negativamente carregada apontam para a partícula.
Se o campo elétrico em um ponto do espaço é criado por
mais de uma partícula, o campo elétrico total é a soma dos
campos elétricos individuais;
O campo elétrico obedece ao principio da superposição.
Exemplo: Campo Elétrico Produzido por Três Cargas
A figura mostra três partículas de cargas 𝑞1 = +2𝑄, 𝑞2 = −2𝑄 e 𝑞3 = −4𝑄,
todas situadas a uma distância 𝑑 da origem. Determine o campo elétrico total
𝐸 produzido na origem pelas três partículas.
Exemplo: Campo Elétrico Produzido por Três Cargas
A figura mostra três partículas de cargas 𝑞1 = +2𝑄, 𝑞2 = −2𝑄 e 𝑞3 = −4𝑄,
todas situadas a uma distância 𝑑 da origem. Determine o campo elétrico total
𝐸 produzido na origem pelas três partículas.

1 2𝑄
𝐸1 =
4𝜋𝜖0 𝑑2
1 2𝑄 1 2𝑄 1 4𝑄
𝐸1 + 𝐸2 = 2
+ 2
=
4𝜋𝜖0 𝑑 4𝜋𝜖0 𝑑 4𝜋𝜖0 𝑑2

∑𝐸𝑦 = 0
𝑜
1 4𝑄 6,93𝑄
∑𝐸𝑥 = 2𝐸3 cos 30 = 2 2
0,866 =
4𝜋𝜖0 𝑑 4𝜋𝜖0 𝑑2
Campo Elétrico produzido por um Dipolo Elétrico
Por simetria, o campo elétrico 𝐸 no ponto 𝑃 deve ser
paralelo ao eixo do dipolo, que foi tomado como o eixo 𝑧.
Aplicando o princípio de superposição aos campos
elétricos, vemos que o módulo 𝐸do campo elétrico no
ponto 𝑃 é dado por
𝐸 = 𝐸+ − 𝐸−

1 𝑞 1 𝑞
𝐸= 2 −
4𝜋𝜖0 𝑟+ 4𝜋𝜖0 𝑟−2

𝑞 𝑞
𝐸= 2 − 2
1 1
4𝜋𝜖0 𝑧− 𝑑 4𝜋𝜖0 𝑧+ 𝑑
2 2
Campo Elétrico produzido por um Dipolo Elétrico
𝑞 1 1
𝐸= 2 − 2
4𝜋𝜖0 𝑧 2 𝑑 𝑑
1− 1+
2𝑧 2𝑧

𝑞 2𝑑/𝑧
𝐸= 2
4𝜋𝜖0 𝑧 2 2
𝑑
1−
2𝑧

𝑞 𝑑
𝐸= 2
2𝜋𝜖0 𝑧 3 2
𝑑
1−
2𝑧
Campo Elétrico produzido por um Dipolo Elétrico
𝑞 𝑑
𝐸= 2
2𝜋𝜖0 𝑧 3 2
𝑑
1−
2𝑧

𝑑 1 𝑞𝑑
≪1⇒𝐸=
2𝑧 2𝜋𝜖0 𝑧 3

1 𝑝
𝐸=
2𝜋𝜖0 𝑧 3
Exemplo: Dipolos Elétricos e Sprites
Os sprites são clarões que às vezes são vistos no céu acima de grandes tempestades.
Ainda não são bem compreendidos, mas acredita-se que sejam produzidos quando ocorre um
relâmpago particularmente intenso entre a terra e uma nuvem de tempestade, particularmente se o
relâmpago transferir uma grande quantidade de carga negativa, −𝑞, da terra para a base da nuvem.
Podemos modelar o campo elétrico produzido pela cargas da nuvem supondo que existe um dipolo
vertical formado por uma carga −𝑞 na altura ℎ da nuvem e uma carga +𝑞 a uma distância ℎ abaixo
da superfície. Se 𝑞 = 200 𝐶 e ℎ = 6,0 𝑘𝑚, qual é o módulo do campo elétrico do dipolo a uma
altitude um pouco acima das nuvens, e a um altitude 𝑧2 = 60 𝑘𝑚, ou seja, um pouco acima da
estratosfera?
Exemplo: Dipolos Elétricos e Sprites
1 𝑞 2ℎ
𝐸=
2𝜋𝜖0 𝑧 3

onde 2ℎ é a distância entre as cargas −𝑞 e +𝑞.

O campo elétrico a uma altitude 𝑧1 = 30 𝑘𝑚 é dado por


1 200 𝐶 2 6,0 × 103 𝑚
𝐸=
2𝜋𝜖0 30 × 103 𝑚 3

A uma altitude 𝑧2 = 60 𝑘𝑚, temos:

𝑁
𝐸 = 2,0 × 102
𝐶