Você está na página 1de 8

Renovação Espiritual e

Compaixão
Renovação Espiritual e
Compaixão

Brasília
2017
Apresentação
Esta é a terceira Campanha Nacional de Oração e Jejum realizada
pela CBN com o propósito de despertar e mobilizar o povo batista
nacional num movimento de oração que possa restaurar a vida espiritual
em nossas igrejas.
Nos anos de 2015 e 2016, mais de 50 mil batistas nacionais em todo
o Brasil, e também em outras nações, se uniram em jejum e oração por 40
dias consecutivos, buscando um novo derramar do Espírito sobre nossas
igrejas e sobre nossa nação. Esperamos que em 2017 - o Ano do Jubileu
- ultrapassemos os 100 mil batistas nacionais irmanados neste propósito.
Temos a convicção de que esta campanha é um grande instrumento
nas mãos do Senhor para restaurar em nossas igrejas o mover do Espírito,
bem como a compaixão, que é uma das mais fortes expressões de uma vida
cheia do Espírito. Por isso, a 3ª Campanha Nacional de Oração e Jejum
tem como tema “Renovação Espiritual e Compaixão”.
As Escrituras ensinam que a compaixão é uma marca dos discípulos
de Cristo que vivem sob a unção do Espírito. Quando não há compaixão
a igreja não se importa com o mundo e perde totalmente o seu senso de
missão.
Temos a expectativa de que esta 3ª Campanha Nacional de Oração
e Jejum seja abraçada por um número muito maior de igrejas batistas
nacionais em todos os estados da federação, bem como em outras nações,
e que a mesma nos leve a um profundo quebrantamento diante do Senhor.
Que os Batistas Nacionais no Brasil e no mundo, a uma só voz, como
se fossem uma só pessoa, toquem a trombeta anunciando que é tempo de
buscar ao Senhor. Diante deste tão sublime propósito, conclamamos as
igrejas, os pastores, os irmãos e irmãs em Cristo a se unirem em jejum e
oração por uma vida de compaixão.

Pr. Edmilson Vila Nova


Presidente da CBN

40 DIAS DE ORAÇÃO E JEJUM


5

1ºTimóteo 2.1 dia

UM POVO QUE ORA, UM POVO PODEROSO


“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e
ações de graças em favor de todas as pessoas”

Graça e paz, Povo Santo!


Estamos iniciando nossa terceira campanha de 40 dias de oração.
Um momento importante e célebre na história de nossas igrejas. Juntos,
movimentaremos o mundo espiritual com nossas orações e também
estreitaremos ainda mais a nossa comunhão. Serão dias em que os Batistas
Nacionais, espalhados pelo Brasil e pelo mundo, dobrarão seus joelhos, numa
grande mobilização de fé em busca de poder, unidade e direção para nossas
vidas e por nosso país. Essa campanha é ainda mais importante porque é o ano
do nosso Jubileu! Glórias a Deus! No decorrer destes 50 anos nos tornamos
um povo forte e grande. Agora, glorificamos ao Deus vivo que nos acolheu
nas chamas do Espírito Santo.
É hora de Incentivar uns aos outros! Levantemos as mãos santas e
nos curvemos diante do Santo Deus, digno de toda adoração. Vamos juntos!
Todos! Em uma só voz e numa só fé, buscar a face do Deus Altíssimo e
descobrir os segredos reservados somente para os seus íntimos.
Desejamos grandes e ricas experiências a todos. Estamos certos de que
este momento precioso nos servirá de amadurecimento e aprimoramento do
nosso discernimento espiritual. O Deus bendito nos faça desfrutar de toda
sorte de bênçãos espirituais em Cristo Jesus, nosso Senhor.
Um forte e fraterno abraço a todos.

Pr. Delmo Gonçalves


Presidente Lerban

Motivos de oração
• Para que o Senhor abençoe essa campanha;
• Ação de graças pela Renovação Espiritual;
• Ação de graças pelo Jubileu da CBN.
40 DIAS DE ORAÇÃO E JEJUM
15

dia Mateus 9.36

RENOVAÇÃO ESPIRITUAL E COMPAIXÃO


“Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e
exaustas como ovelhas que não têm pastor”.
Para muitos cristãos a renovação espiritual não passa de uma
euforia, que os faz dar vazão a muitas emoções, como se isso fosse uma
vida cheia do Espírito.
Um exame criterioso dos avivamentos ao longo da história da
igreja revelará que algumas características estiveram presentes em todos
os movimentos de Renovação Espiritual, tais como: arrependimento,
santidade, compaixão e proclamação das Boas Novas.
O Novo Testamento revela que o Senhor Jesus exerceu seu
ministério cheio do Espírito (Lc 4.1); e foi exatamente por esta razão que
seu ministério foi marcado por uma compaixão que mudou a história da
humanidade.
O mundo necessita de gente movida por uma compaixão semelhante
à de Jesus, pois somente pessoas com uma compaixão dessa dimensão são
capazes de amar e se importar, até mesmo com aqueles considerados a
escória da sociedade.
A palavra traduzida por “compadecer” indica que o coração de Jesus
se “despedaçou” ao ver pessoas desamparadas, abandonadas, entregues à
própria sorte, vivendo nas mais densas trevas espirituais.
Uma marca inconfundível da verdadeira Renovação Espiritual é a
compaixão. Como discípulos de Cristo precisamos urgentemente dobrar
o nosso coração diante do Senhor e pedir que Ele nos visite enchendo-
nos do Espírito Santo. Assim nossa vida será plena de compaixão cristã,
sentiremos a dor do aflito e nos importaremos com ele a ponto do nosso
coração se quebrar.
Quem tem compaixão se importa. Quando nos importamos de
verdade nada nos demove da missão de levar a luz aos que andam no vale
da sombra da morte.

Pr. Edmilson Vila Nova


Presidente da CBN
Motivos de oração IB Nova Vida em Valinhos, SP
• Por uma renovação espiritual marcada pela compaixão;
• Para que manifestemos uma compaixão semelhante à de Jesus.
• Pela CBN
RENOVAÇÃO DIÁRIA
16

Romanos 12.1-2 dia

A RENOVAÇÃO DA MENTE
“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o
vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso
culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-
vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a
boa, agradável e perfeita vontade de Deus”

Ao longo da vida vamos adquirindo e acumulando conhecimento.


Muitas das informações que recebemos vêm com aparência de verdade, no
entanto em sua grande maioria são falsas. Muitas pessoas aprendem desde
criança a se comportar como um cristão, como se deve praticar a religião.
Dependendo da tradição cristã que se professa as opiniões podem ser
diversas. Católicos Romanos, evangélicos, reformadores, neopentecostais,
cada qual com uma visão e um pensamento diferente. Por isso, devemos
nos ater às verdades das Escrituras Sagradas.
Uma pessoa que não elabora o que faz possui uma mente
hipnotizada, quer pela cultura, quer por costumes familiares, ou ainda por
uma religiosidade cega. O Senhor, todavia nos desafia a não nos conformar
com este século, ou seja, com as práticas e com o modo de vida deste
século, mas a sermos transformados pela renovação da mente. E para que
isso aconteça a Palavra de Deus tem um papel fundamental.
Renovação não significa viver das experiências do passado. Se os
pais batistas eram ou ainda são renovados, não significa que nós também
sejamos renovados. Ser renovado significa ter experiências novas, enfrentar
conflitos e crises pessoais a cada dia, ser confrontado pela Palavra de Deus
a mudar, abandonar vícios e práticas condenadas por Deus e assumir
posturas e hábitos que refletem a glória de Deus.
Se quisermos experimentar renovação devemos quebrar falsos
paradigmas, obedecer e praticar a Palavra de Deus com plena convicção.

Pr. Filipe A. Espíndola


Presidente da ORMIBAN

Motivos de oração
• Por experiências profundas de renovação Espiritual;
• Para que se levante uma geração fiel à Deus e à sua Palavra;
• Pelos pastores membros da ORMIBAN.
40 DIAS DE ORAÇÃO E JEJUM
17

dia Isaías 58.6

O JEJUM DA COMPAIXÃO
“Porventura, não é este o jejum que escolhi: que soltes as ligaduras da
impiedade, desfaças as ataduras da servidão, deixes livres os oprimidos e
despedaces todo jugo?”

Isaías ensinou, com muita propriedade, como se deve fazer o


verdadeiro jejum, aquele que agrada a Deus. Naqueles dias, o povo de Deus,
em parte, havia se arrependido de suas transgressões. O profeta vaticinou
contra eles: “Clama a pleno pulmões, não te detenhas, ergue a voz como
a trombeta e anuncia a meu povo a sua transgressão e à casa de Jacó os
seus pecados” (Is 58.1), o que gerou no coração do povo quebrantamento
e desejo de “se chegar a Deus”.
O povo, mesmo em estado de pecado, queixava-se a Deus dizendo:
“Por que jejuamos nós, e tu não atentas para isso?” (Is 58.3). A advertência
divina, no entanto, lhes repreende nos motivos pelos quais jejuavam:
“jejuais para contendas e rixas e para ferirdes com punho iníquo” (Is
58.4); Por intermédio do profeta, Deus declara não se agradar de práticas
piedosamente religiosas tais como: deitar-se sobre pano de saco e cinzas,
se afligirem e baterem a cabeça em pedras. Ele, todavia, desejava outro
tipo de jejum, como está escrito: “Porventura não é este o jejum que
escolhi: que soltes as ligaduras da impiedade, desfaças as ataduras da
servidão, deixes livres os oprimidos e despedaces todo jugo? Porventura
não é também que repartas o teu pão com o faminto e recolhas em casa
os pobres desabrigados, e, se vires o nu, o cubras, e não te escondas de teu
semelhantes?” (Is 58.6-7).
Eis a fórmula do jejum da compaixão. Se assim o fizermos a luz do
Senhor iluminará o nosso caminho, Sua justiça irá adiante de nós e nosso
caminho será sob a glória do Senhor. Nossas orações serão ouvidas e o
socorro do Senhor não tardará em nos acudir. Este é o verdadeiro jejum, e
Deus ainda hoje quer que todos nós o pratiquemos.

Pr. Clóvis F. de Avelar


IB do Calvário em Sobradinho, DF
Motivos de oração
• Para que nestes 40 dias ofereçamos a Deus o verdadeiro jejum;
• Para que haja libertação e compaixão pelos necessitados;
• Que nossas orações sejam ouvidas e que a luz do Senhor nos ilumine.
RENOVAÇÃO DIÁRIA
18

Isaías 55.6-7 dia

COMPAIXÃO AO ALCANCE DE TODOS


“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está
perto. Deixe o perverso o seu caminho, o iníquo, os seus pensamentos;
converta-se ao Senhor, que se compadecerá dele, e volte-se para o nosso
Deus, porque é rico em perdoar”

Temos vivido, em todas as áreas e em todos os níveis, tempos difíceis


e trabalhosos. O apóstolo Paulo antecipadamente nos preveniu acerca
desses tempos: “Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos
difíceis” (2Tm 3.1). Muitas são as dificuldades enfrentadas e muitos são
os trabalhos a serem executados. Há desafios externos e há também os
conflitos internos.
Na busca humana por resultados e eficiência o pecado
sorrateiramente se apresenta no caminho e nos pensamentos como uma
solução viável. Se homem não estiver firmado em Deus e nos fundamentos
bíblicos se tornará uma presa fácil. Há quem diga que o desespero cega e a
necessidade faz a oportunidade. Não mais que de repente e você se vê sem
amigos, sem apoio, em desespero e em caminhos de morte. O que fazer?
A Bíblia afirma no livro do profeta Isaias 55.1-7 que a compaixão
e a graça de Deus são oferecidas gratuitamente a todos. Isso inclui Israel,
os crentes e não crentes. O preço para a admissão na vida eterna é o
arrependimento e a fé, e nada mais. “Pois, que adianta ao homem ganhar
o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mc 8.36).
Portando, busque ao Senhor enquanto você pode achá-lo, e
clame enquanto Ele está perto. Só o Senhor pode lhe ajudar e satisfazer
completamente os anseios da sua alma. Arrependendo-se e crendo você
pode mudar sua rota e seus pensamentos. Ainda é possível desfrutar da
compaixão do Pai. E só quem já desfrutou dessa benção divina é capaz de
compartilhá-la com o próximo. Que o Pai nos mantenha em constante
renovação. Amém!
Pr. Edson de A. Rodrigues
Presidente da CBN-MA

Motivos de oração
• Por constante Renovação;
• Para que todos experimentem a compaixão do Pai;
• Pelos estados do oeste nordestino e pelos estados da região Norte
40 DIAS DE ORAÇÃO E JEJUM
19