Você está na página 1de 28
Apostila de Instalação Kit Sacada Alclean www.alclean.com.b r pedidos@alclean.com.br (11)4144-9090
Apostila de Instalação Kit Sacada Alclean www.alclean.com.b r pedidos@alclean.com.br (11)4144-9090

Apostila de Instalação Kit Sacada Alclean

Apostila de Instalação Kit Sacada Alclean www.alclean.com.b r pedidos@alclean.com.br (11)4144-9090

www.alclean.com.b r pedidos@alclean.com.br

(11)4144-9090

Apostila de Instalação Kit Sacada Alclean www.alclean.com.b r pedidos@alclean.com.br (11)4144-9090
Apostila de Instalação Kit Sacada Alclean www.alclean.com.b r pedidos@alclean.com.br (11)4144-9090

1. Introdução

Caro cliente, Este manual é o resultado acumulado de anos de experiências, que agora chegam a suas mãos da maneira mais clara e resumida possível. Curante os anos de contato com este mercado, aprendemos que, além de competência na execução das obras, exige-se também a clareza de que muitos problemas podem começar no momento de uma venda mal feita, e por isso, bastante atenção no capítulo 2. Fora isso, procuramos mostrar de maneira bem detalhada todos os passos da medição, da preparação dos materiais e da instalação dos componentes. Acreditamos que, com as informações contidas aqui, você terá todas as condições de empreender neste mercado que, há muito tempo, deixou de ser tendência e transformou-se em realidade. Ao trabalho!

2. Cuidados com a venda Antes de iniciar o aprendizado dos procedimentos de medição e instalação dos fechamentos de área com painéis deslizantes e recolhíveis, é preciso

entender a principal diferença entre este sistema e as demais instalações de vidro temperado, que é o fato de a maioria dos clientes adquirirem o produto sem jamais ter visto o funcionamento do sistema.

A grande maioria dos consumidores

viu o fechamento instalado em outros apartamentos do mesmo prédio ou de outros, pelo lado de fora da residência. Como se trata de um produto com

alto valor agregado, normalmente instalado em residências de alto padrão, a expectativa natural é que o

funcionamento do conjunto seja perfeito, que os vidros transitem pelos trilhos sem fazer barulho, sem trancos e que a operação possa ser feita com apenas uma das mãos, e que não seja necessária nenhuma força por parte do usuário. Ocorre que, por se tratar de uma instalação que combina dois sistemas de apoio, sendo um com três conjuntos de rodízios, para o momento em que

o vidro está deslizando pelo trilho, e

outro, composto por dois conjuntos de

rodízios e uma peça de sustentação, para

o

momento em que o vidro está aberto,

e

por ser necessária a transição de um

sistema para o outro durante a operação, os clientes que não conhecem o sistema podem ficar decepcionados após a instalação, isto se não forem devidamente instruídos, como veremos logo mais. Além disso, fatores positivos do produto, como sua capacidade de corrigir desníveis da alvenaria também podem se configurar como um problema.

Observe a foto abaixo:

se configurar como um problema. Observe a foto abaixo: Nela, o desnível é menor do que

Nela, o desnível é menor do que 10 mm,

e apesar do bom acabamento, casos de

rejeição foram documentados, pois o cliente, que não foi devidamente avisado, interpretou o resultado final como

“alumínio torto”. Outro aspecto que merece cuidado é

o do possível empenamento dos vidros.

A norma ABNT NBR 14698:2001 prevê tolerância de até 2 mm de empenamento

por m2. O efeito disso é que os vidros podem ficar desalinhados entre si após

a instalação, e apesar dos cuidados para

minimizar este efeito, como veremos adiante, o cliente deve ser alertado sob pena dos vidros terem que ser trocados. Quanto aos acabamentos disponíveis, proporcionam um excelente aspecto após

a colocação. Ocorre que, gostar ou não

da aparência de um determinado item

é subjetivo, e como os clientes, em sua

maioria, não viram o conjunto acabado, podem simplesmente dizer “não gostei”. Estas são algumas situações com enorme

potencial de desgaste para quem vende

e para quem compra, e o importante é

observar que a causa de todas elas é uma só, o desconhecimento dos consumidores sobre o padrão de funcionamento e acabamento do produto.

As principais medidas preventivas que devem ser tomadas são três:

a. Farto material descritivo e explicativo Quanto maior for a informação no ato da venda, maior será o alinhamento entre as expectativas dos clientes com o produto entregue.

b.Venda sacramentada por contrato, e não por talão de pedido. No item 10.1. temos uma minuta de contrato que pode ser adaptada às especificidades de cada vidraçaria. Sua utilização permite descrever situações como a disponibilidade do morador em receber os instaladores por dois ou três dias consecutivos, permite alertar sobre características específicas do produto e sobre o cronograma da obra.

c. Complementação do contrato com fotos correspondentes ao padrão da instalação. A inclusão de fotos como anexo ao contrato para demonstrar como serão os acabamentos é um poderoso instrumento para prevenir desacordos após a instalação.

3.Apresentação dos componentes O kit foi concebido para atender obras com vidro com largura média igual ou superior a 500 mm. No kit sempre é enviado um conjunto de roldanas para vidro pivô e mais um conjunto para cada vidro porta. Exemplo: num kit de 4 metros os acessórios são para 8 vidros, sendo um pivô e 7 portas. Os acabamentos são para uma saída de roldana.

Se a obra for diferente, basta solicitar

componentes avulsos.

A seguir, apresentamos a relação dos

componentes do Kit Sacada Alclean.

3.1. Perfis a. Perfil “U” de regulagem

Sacada Alclean. 3.1. Perfis a. Perfil “U” de regulagem Este alumínio tem a função de propor-
Sacada Alclean. 3.1. Perfis a. Perfil “U” de regulagem Este alumínio tem a função de propor-

Este alumínio tem a função de propor-

cionar a fixação do sistema à alvenaria.

O perfil que deve ser colocado na parte

de baixo da instalação é diferente do que deve ser colocado em cima.

A diferença básica entre eles é que o que

deve ser fixado em cima tem abertura menor do que a largura do Perfil Trilho Superior, e a razão disso é que, para fa- cilitar o nivelamento do sistema, o trilho superior pode ser colocado dentro do “U” de regulagem sem o risco de cair. Já o perfil que deve ser colocado em baixo tem a abertura maior do que a largura do “Trilho Inferior”, e isto é necessário para evitar riscos no alumínio após a instalação acabada. Tanto o perfil que deve ser fixado na par- te de cima, quanto o da parte de baixo, apresentam encaixes para a colocação do

perfil capa, que ocultará todos os rebites e parafusos no final da instalação. Estes encaixes devem ficar voltados para o lado de dentro da obra, após a colocação.

b. Perfil Trilho Superior

área de fixação dos rebites dentro fora
área de fixação
dos rebites
dentro
fora

Este perfil funcionará como pista para as roldanas após a instalação. Em uma de suas paredes existem duas canaletas, e na outra parede apenas uma. A parede com duas canaletas deve ficar voltada para o lado em que os vidros abrem.

c. Perfil Trilho Inferior

área de fixação dos rebites fora dentro
área de fixação
dos rebites
fora
dentro

Este perfil também funcionará como pista para as roldanas que ficarão posicionadas na parte de baixo da obra. O lado que deve ficar voltado para a direção em que os vidros abrem é o que apresenta a canaleta mais baixa.

d. Perfil Capa

é o que apresenta a canaleta mais baixa. d. Perfil Capa Destina-se a ocultar os rebites

Destina-se a ocultar os rebites e

parafusos. Deve ser clicado no trilho superior e no trilho inferior.

É

e.

o último perfil a ser instalado.

Perfil Montante

e. o último perfil a ser instalado. Perfil Montante É o perfil no qual o vidro

É o perfil no qual o vidro será colado.

É o único perfil que muda conforme a

espessura do vidro. É comercializado para as larguras de 8

mm e 10 mm. No momento da instalação, a face do perfil com encaixe para o vidro ficará posicionada para fora.

f.

Perfil Cantoneira

3.2.Acessórios

f. Perfil Cantoneira 3.2.Acessórios Trata-se de perfil sem função estrutural, destinado ao acabamento vertical da

Trata-se de perfil sem função estrutural, destinado ao acabamento vertical da instalação do lado do vidro pivô (vidro que abre e fecha, mas que não corre ao longo da instalação).

É colado com

silicone.

f. Perfil “U” para acabamento

s i l i c o n e . f. Perfil “U” para acabamento Trata-se de

Trata-se de perfil sem função estrutural, destinado ao acabamento vertical da instalação do lado do vidro porta (vidro que corre ao longo do vão e que depois abre). É colado com silicone.

a. Conjunto de roldanas para “vidro porta”

com silicone. a. Conjunto de roldanas para “vidro porta” As portas, quando fechadas e em posição

As portas, quando fechadas e em posição de deslizamento ao longo do trilho, são sustentadas por um conjunto de três roldanas e um pino guia, conforme a ilustração no item 7.5. As roldanas são constituídas por uma peça tripla com freio, uma peça dupla com freio, uma peça dupla sem freio e um pino-guia, destinados a sair do trilho quando a porta abre.

b. Conjunto de roldanas para o “vidro pivô”

abre. b. Conjunto de roldanas para o “vidro pivô” O “vidro pivô”, que é destinado para

O “vidro pivô”, que é destinado para ser um limitador de curso para os “vidros porta”, é sustentado por um conjunto triplo com base fixadora, um conjunto duplo com base fixadora e um pino-guia.

c. Estacionamento

c. Estacionamento É a peça que sustenta as portas quando estão abertas. Cada unidade apresenta três

É a peça que sustenta as portas quando estão abertas. Cada unidade apresenta três casas para estacionamento.

d. Caixa de Saída

três casas para estacionamento. d. Caixa de Saída É o dispositivo concebido para apoiar as portas

É o dispositivo

concebido para apoiar as portas no momento em que há a transição de apoio entre o sistema de roldanas e o sistema

de estacionamento.Além da função de apoio, tem também a função de acabamento.

No trilho inferior existe

a saída para o pino-guia, com os respectivos acabamentos plásticos.

e. Fechadura

com os respectivos acabamentos plásticos. e. Fechadura Destina-se a manter a porta fechada, quando este for

Destina-se a manter a porta fechada, quando este for o desejo do usuário. Não tem função de segurança.

f. Rebites, Parafusos e buchas Os parafusos destinados à fixação do sistema à alvenaria são de aço inox, com cabeça sexta- vada e com bucha 8 mm. Os parafusos destinados à fixação de segu- rança na região de abertura dos vidros são de aço inox, com encaixe para chave Phillips. Os rebites destinados à fixação dos trilhos

aos perfis “U” de Regulagem são do tipo

410, na cor natural.

Os rebites destinados à fixação da caixa de saída são do tipo 425, na cor preta.

g. Escovas de vedação

Na vedação vertical entre vidro e alvenaria é utilizada a escova 5 x 6 mm com encaixe simples. Na vedação horizontal entre alumínios é utilizada a escova 5 x 6 mm com encaixe simples. Entre os vidros é utilizada a escova 5 x 5

mm auto-adesiva.

h. Fixador de parede É o dispositivo destinado a manter os vidros porta abertos, quando for este o desejo do usuário.

i. Gotas de silicone Utilizadas para impedir que os alumínios colados aos vidros porta batam entre si quando estiverem abertos.

j.Terminais plásticos

entre si quando estiverem abertos. j.Terminais plásticos Destinados ao acabamento do perfil montante. Além destes,

Destinados ao acabamento do perfil montante. Além destes, acompanham também, no kit, os acabamentos para saída de água e para barreira de água para o perfil “U” de regulagem.

4. Ferramentas As ferramentas básicas são as mesmas utilizadas pelos vidraceiros no dia-a-dia, com excessão de alguns itens utilizados nos procedimentos de medição

4.1. Ferramentas para a medição

a.Trena;

b. Prumo de face;

c. Prumo de centro;

d. Lápis;

e. Perfil “U” de acabamento com 1,5 m; f. Papel cartão (280gr/m), cortado em tiras com 10 cm de largura;

g. Papel milimetrado;

h. Mangueira de nível.

4.2. Ferramentas para a instalação

a. Serra policorte ½ esquadria, com serra 100 dentes;

b. Furadeira martelete para concreto;

c. Brocas de videa com engate rápido 8

mm, 6 mm e 4 mm;

d. Furadeira com reverso e controle de

velocidade para broca de aço rápido;

e. Brocas de aço rápido de 8 mm, 4 mm e

1/8’’;

f. Lixadeira com disco de corte para aço inox 4,5”;

g. Rebitadeira;

h. Alicate universal;

i. Alicate de corte;

j. Chave Allen 4 mm;

universal; i. Alicate de corte; j. Chave Allen 4 mm; k. Arco de serra; l. Aplicador

k. Arco de serra;

l. Aplicador de silicone;

m. Martelo de borracha;

n. Nível;

o. Estilete;

p. Pincel para limpeza;

q. Chave de fenda e Phillips;

r. Jogo de bicos para parafusadeira;

5. Medição Para efetuar a medição do vão, proceda da seguinte maneira:

O vidro, depois de instalado, ficará

posicionado pelo lado de fora dos alumínios.

A medição será efetuada pela face interna

do vidro, e a correta posição desta linha será obtida conforme os procedimentos abaixo. Com relação aos vidros, podem ser do tipo temperado ou laminado. Quanto às suas medidas, na altura o recomendável é que as instalações sejam efetuadas em vãos de até 2.300 mm. Quanto à largura de cada peça, o recomendável é que não sejam menores do que 400 mm e nem maiores do que 600 mm.

A lapidação dos vidros deve ser reta com

filete. Todas as orientações desta apostila se baseiam na medida tomada sobre a linha da face interna do vidro, descrita a seguir:

5.1. Determinação da posição da linha correspondente à face interna do vidro Para obter esta linha o cálculo é o se- guinte.

a. Com o prumo de centro identifique no piso da mureta o ponto correspondente ao prumo do alumínio redondo do peito-

ril;

b. Deste ponto marque 34 mm em di-

reção ao interior da varanda. Este é o ponto correspondente ao centro do alumínio.

O perfil “U” de Regulagem mede 44 mm

em sua base, por isso metade dele medirá

22 mm. Os 12 mm que faltam correspon- dem à distância necessária para que o vidro não raspe no alumínio.

Veja a ilustração:

 
 
   
    12 mm
    12 mm

12 mm

 
         
       
 
  34 mm

34 mm

Agora devemos traçar a linha da face in- terna do vidro Em relação à linha do centro do alumínio, a linha da face interna do vidro posicio- na-se 12 mm para fora, conforme o de- senho abaixo:

posicio- na-se 12 mm para fora, conforme o de- senho abaixo: 12 mm 5.2. Determinação da

12 mm

5.2. Determinação da medida da altura.

Medir o vão a cada 500 mm e anotar a medida. Identificar a maior e a menor altura. Se a diferença entre a menor e a maior altura for de até 20 mm, considerar a menor altura e aplicar folga de 150 mm.

Se a diferença entre a menor e a maior altura for de até 20 mm, considerar

Caso a diferença seja maior, ou ainda, se as condições de alinhamento das paredes assim indicarem, proceder a medição do nível a cada 1000 mm. Medir primeiramente o nível do teto em relação à parede e, depois, medir o nível do piso em relação à parede. Utilize para isso um perfil de alumínio como régua e magueira de nível com àgua.

Observe o desenho: linha do nível menor altura = 2.178 mm linha do nível menor
Observe o desenho:
linha do nível
menor altura
= 2.178 mm
linha do nível
menor altura
2.178 mm
folga
150 mm
medida de altura
de cada peça
2.028 mm

5.3. Determinação da medida da largura.

Medir o vão na largura, somente em baixo, tomando o cuidado de anotar a diferença de prumada em cada parede.

linha do prumo

linha do prumo

de prumada em cada parede. linha do prumo linha do prumo menor medida Considerar a menor

menor medida

em cada parede. linha do prumo linha do prumo menor medida Considerar a menor medida. No
em cada parede. linha do prumo linha do prumo menor medida Considerar a menor medida. No

Considerar a menor medida. No Kit Alclean, os perfis de acabamento vertical medem 22 mm. Para a determinação das folgas na largura, o procedimento é o seguinte:

Aplicar 10 mm de folga em cada parede

e 3 mm de folga entre cada vidro. Para

saber a quantidade total de entrevidros, observar o projeto do prédio.

Observe o desenho:

10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3
10
+
3
+
3
+
3
+
3
+
3
+
3
+
3
+
10
menor medida = 4.121 mm

=

41 mm

menor medida

folga total

medida total

–:

número de peças

medida da largura de cada peça

4.121 mm

41 mm

4.080

mm

8 –:

510 mm

de cada peça 4.121 mm 41 mm – 4.080 mm 8 –: 510 mm Atenção: quando

Atenção: quando houver montagem com o vidro abrindo para fora, as folgas das laterais devem ser de 20 mm

5.4. Para sacadas com ângulos de

90º

No item anterior, aprendemos a medir e

a determinar as folgas de uma sacada reta, como no desenho abaixo:

10

+

3

+

3

+

3

+

3

+

3

+

3

+

3

+

10

como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +
como no desenho abaixo: 10 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 +

=

41 mm

Agora, vamos entender o que muda quando ocorrer o seguinte:

10 + 3 + 3 + 3 + 3 + ? + 3 + 3
10
+
3
+
3
+
3
+
3
+
?
+
3
+
3
+
10

Nesta situação existem duas alternativas possíveis, que são:

Passante e Colante

+ 3 + ? + 3 + 3 + 10 Nesta situação existem duas alternativas possíveis,

de Bico

+ 3 + ? + 3 + 3 + 10 Nesta situação existem duas alternativas possíveis,

Quando for “passante e colante”, no lado passante, acrescentar à medida a espes-

sura do vidro, e no lado colante, aplicar 3 mm de folga para a colocação da escova

de vedação.

Quando for “de Bico”, considerar folga zero.

O recomendável é a utilização da alter-

nativa “de Bico”, e este será o critério utilizado nos desenhos seguintes desta apostila. Para obter as medidas de cada vidro, meça separadamente cada uma das laterais:

menor medida

folga total

medida total dos vidros –:

número de peças

medida da largura de cada peça

2.612 mm

22 mm

2.590 mm

5

518 mm

10 + 3 + 3 + 3 + 3 + zero + 2.612 mm 3
10
+
3 +
3
+
3
+
3 +
zero
+
2.612 mm
3
+
3
+
10
–:

No exemplo acima, a medida de cada peça de vidro será de 518 mm.

menor medida

folga total

medida total dos vidros –:

número de peças

medida da largura de cada peça

1.558 mm

16 mm

1.542 mm

3

514 mm

10 + 3 + 3 + 3 + 3 + zero + 3 1.558 mm
10
+
3 +
3
+
3
+
3 +
zero
+
3
1.558 mm
+
3
+
10
–:

Para este lado, a medida de cada peça de vidro será de 514 mm.

No exemplo a seguir, devemos proceder

da mesma maneira:

zero

 

+

3

+

3

+

3

+

3

+

zero

 
     
 
     
 

+

 

+

3

   

3

 

+

 

+

3

   

3

 

+

 

+

10

10

 
   
 
   

5.4. Para sacadas com ângulos maiores do que 90º

Nestes casos, o que muda é a folga dos vidros na junção das laterais. Observe o desenho abaixo:

3 + 3 + 3 + 3 + 3 + 3 + + 3 3
3 +
3
+
3
+
3
+
3
+
3
+
+
3
3
+
+
3
3
+
+
10
10

As contas são as mesmas dos exemplos anteriores, porém com 3 mm de folga nos

ângulos.

Como pode ser observado no desenho

a seguir, independentemente do tipo

de curva e da quantidade de ângulos,

os procedimentos são os mesmos.A

dificuldade agora é como determinar a medida dos ângulos. ?
dificuldade agora é como determinar a
medida dos ângulos.
?

As sacadas em curva, independente do

raio, devem ser sextavadas como no exemplo abaixo.

do raio, devem ser sextavadas como no exemplo abaixo. 5.6. Procedimentos para determi- nação dos graus

5.6. Procedimentos para determi- nação dos graus

Como vimos anteriormente, é necessário

marcar os pontos correspondentes à

linha interna do vidro. Esta marcação

pode ser feita diretamente sobre um

papel cartão que, fixado com fita crepe ao longo de toda a sacada, ao final da medição, poderá ser utilizado como molde na preparação dos materiais, que

Com a broca de aço rápido de 4 mm, faça um furo na base da parede externa a cada 500 mm. A seguir, faça as saídas de água no trilho

ocorrerá na oficina. Com as linhas dos vidros traçadas no molde, sua medição pode ser feita com

inferior. Para isso utilize a broca de aço rápido de 4 mm e faça um furo a cada 500 mm na base do perfil. Desta maneira

um transferidor de grau.

a

água que entrar no trilho descerá para

o

“U” de regulagem e escoará pela saída

6. Preparação dos materiais A preparação dos materiais consiste em basicamente dois processos, que são o corte e usinagem dos perfis e a colagem dos vidros aos alumínios.

6.1. Corte e usinagem dos perfis Os alumínios devem ser cortados con- forme o molde, observando que os ân- gulos das peças de cada seção devem ser iguais entre si. Ao cortar os alumínios, as capas devem

estar clicadas no perfil “U” de regulagem,

e estes perfis devem ser cortados juntos.

Os demais perfis devem ser cortados separadamente, porém com os mesmos graus e tamanho. Cuidado ao cortar os trilhos para não inverter o lado dos alumínios. Este é um erro muito comum, e pode significar a perda da peça. O melhor a fazer é posicionar todos os perfis com o lado correto voltado para o serrador, e conferir o lado antes de cada corte. Após o corte dos perfis, o próximo passo

é fazer as saídas de água no perfil “U” de regulagem inferior.

saídas de água no perfil “U” de regulagem inferior. deste. O próximo passo é fazer, nos

deste. O próximo passo é fazer, nos perfis “U” de regulagem superior e inferior, a fu- ração para os parafusos. Quanto à quantidade de parafusos, ob- serve o seguinte. Quando todos os vidros estiverem aber-

tos, o peso total do conjunto ficará localizado nos pontos de abertura. Nestes pontos será necessário colocar um número maior de parafusos, e a quan- tidade recomendada é a seguinte.

Considere 30 mm para cada vidro que for estacionar, mais 150 mm de segurança. Exemplo: Se você tiver 8 vidros, considere

a distância de 240 mm, mais 150 mm de segurança, ou seja, 390 mm.

área de xação de segurança

ou seja, 390 mm. área de xação de segurança 8 vidros 30 mm × 240 mm
ou seja, 390 mm. área de xação de segurança 8 vidros 30 mm × 240 mm

8 vidros

30 mm × 240 mm 15 mm + 255 mm
30
mm ×
240
mm
15
mm +
255 mm

número de vidros × 30 mm + 15 mm

área de xação de segurança

Neste intervalo, aplique um parafuso a cada 70 mm. No restante da instalação aplique um parafuso a cada 500 mm.

Quando a sacada for em curvas, aplique um parafuso a 50 mm de cada emenda, para evitar que o alumínio se desloque com a movimentação dos vidros. É necessário também efetuar o recorte para as saidas de roldanas.

também efetuar o recorte para as saidas de roldanas. Antes de mais nada, é preciso entender

Antes de mais nada, é preciso entender que as roldanas de saída são posicionadas de modo a permitir que saiam, sempre que possível, pelo mesmo recorte. Cada vidro ocupa 30 mm de espaço no estacionamento, quando está aberto. Assim sendo, a roldana do vidro seguinte deverá estar posicionada 30 mm para dentro, para aproveitar a mesma saída. Isto pode repetir-se inúmeras vezes, porém o limite é quando a roldana de saída tiver que ser posicionada após o centro do vidro, pois isto prejudicaria o deslize do vidro, quando estivesse fecha- do. Se isto ocorrer, uma nova saída deverá ser aberta, e o processo recomeçará. Para calcular quantas saidas serão necessárias, divida a largura em milímet- ros do vidro por 2 e em seguida divida novamente por 30. O resultado cor- responde à quantidade de vidros que poderão abrir nesta saída. Se o núme- ro total de vidros for maior, serão necessárias mais saídas. Exemplo: Temos um vão com 10 peças de vidro, com largura de 500 mm cada.

A conta fica assim:

A conta fica assim:

4.000 mm

Pode ser dividido em 8 × 500 mm 10 × 400 mm

400 mm

2

200 mm

Cada vidro ocupa 30 mm de espaço

200 mm

30

6,7

= 6 posições

 

500

mm

 

–:

2

–:

 

250

mm

250 mm

–:

30

–:

8,4

= 8 posições

Se a opção for com vidros de 800 mm, te- remos 1 saída. Se a opção for com vidros de 400 mm, teremos 2 saídas. Pronto! Já aprendemos como definir quantas saídas serão necessárias. Agora temos que aprender a definir a posição das saídas. A conta é simples, e para isso, utilizare- mos a opção com 10 vidros Para a primeira saída, subtraimos 40 mm do tamanho do vidro, contado a partir da parede.

Exemplo: Temos um vão com 10 peças de vidro, com largura de 400 mm cada.

A conta fica assim:

400 mm

com largura de 400 mm cada. A conta fica assim: 400 mm 400 – 40 =
com largura de 400 mm cada. A conta fica assim: 400 mm 400 – 40 =
com largura de 400 mm cada. A conta fica assim: 400 mm 400 – 40 =
com largura de 400 mm cada. A conta fica assim: 400 mm 400 – 40 =
com largura de 400 mm cada. A conta fica assim: 400 mm 400 – 40 =

400 – 40 = 360 mm

A primeira saída ficará posicionada a 360

mm da parede. Considere esta medida para o centro do recorte. Para definir a posição da segunda saída, teremos que definir primeiro a quanti-

dade de vidros que estacionarão na pri- meira saída.

Vamos admitir, no nosso exemplo, que cinco vidros estacionarão na primeira saída e cinco na segunda. Cada vidro, como já vimos, ocupa 30 mm de espaço quando está estacionado. Para saber a posição da segunda saída, basta multiplicar o número de vidros que estacionou na primeira saída por 30.

A conta fica assim:

5 vidros × 30 mm = 150 mm

número de vidros na 1 a saída × 30 mm = distância da 1 a
número de vidros
na 1 a saída
× 30 mm
= distância da
1 a saída até
a
2 a saída

A segunda saída ficará posicionada a 150

mm a partir

da primeira, sempre considerando de cen- tro a centro os recortes.

Faça os recortes necessários.

Por último, numere todos os alumínios,

conforme sua localização na obra e faça a

embalagem.

6.2. Colagem dos vidros aos alumí- nios O adesivo que deve ser utilizado na cola- gem dos vidros aos alumínios é o Pesilox Fix Tudo, fabricado pela empresa Adespec (www.adespec.com.br). As vantagens que apresenta são:

I. Menor tempo de secagem. II.Apresentação em cores. III. Solúvel em álcool, o que facilita a lim- peza final da obra.

em álcool, o que facilita a lim - peza final da obra. A colagem em si

A colagem em si é bastante simples. a. O primeiro vidro deve ser posicionado sobre uma mesa ou cavaletes. b. Certifique-se que se trata do maior vidro de todos, na altura. c. Suas bordas devem ser limpas com álcool. d.A escova de vedação auto adesiva deve ser aplicada em uma das bordas do vidro, com 30 mm a mais de sobra nas duas pontas. e.A “sobra” de escova deve ser colada na borda superior e na borda inferior do vidro. f. O pelo da escova deve ser aparado na parte em que foi colada nas bordas supe- rior e inferior. g. Os alumínios montante inferior e su-

perior devem ser cortados no tamanho correspondente ao vidro. h. Os alumínios devem ser furados com broca de aço rápido 4 mm, para permitir a saída do excesso de cola. O ideal são 4 furos por perfil. i. Água deve ser borrifada no alumínio. j.Aplicar um cordão de pesilox ao longo do perfil. k. Água deve ser borrifada na borda do vidro que será colada. l. Cole o perfil no vidro.A escova de ve- dação deve ser colada junto. m. Repita a operação na outra borda do vidro. n.Verifique o esquadro.Tem que ficar per- feito. Pronto! Está colado o primeiro vidro.

ficar per - feito. Pronto! Está colado o primeiro vidro. Os demais vidros têm que ser

Os demais vidros têm que ser colados com tamanho rigorosamente igual, e o melhor procedimento para isso é o da elaboração de um gabarito.

procedimento para isso é o da elaboração de um gabarito. Não se esqueça de verificar o

Não se esqueça de verificar o esquadro de cada vidro.

7. Instalação 7.1. Preparação do Local

Antes de iniciar a instalação, afaste todos os obstáculos, como vasos e móveis, forre

o local, separe as ferramentas necessárias

para a fixação, e separe os perfis “U” de regulagem. Procure trabalhar com a porta-balcão fechada, e não esqueça de usar EPIs.

7.1. Fixação A fixação do conjunto à alvenaria dá-se

pela colocação do perfil “U” de Regula- gem com parafusos e buchas.

A maneira mais prática disto ser efetuado

consiste nos seguintes procedimentos.

a. Fazer, com broca de aço rápido de 8 mm, os furos para a colocação dos para- fusos. b.Aplicar no perfil “U” de regulagem, um grosso cordão de silicone acético incolor. Este cordão deve ser contínuo, pois o silicone agirá, após a fixação, como vedante. c.“Colar” com o silicone o perfil “U” de regulagem na alvenaria.Ao fazer isso, segurar o perfil por alguns segundos, para que ele não caia. Efetue a colagem ao longo de todo o vão, tanto na parte de cima quanto na de baixo.

de todo o vão, tanto na parte de cima quanto na de baixo. É importante observar

É importante observar que as linhas

centrais dos perfis devem estar rigorosa- mente no prumo entre si.

É importante também que as emendas

de perfis, em caso de sacadas em curva, também estejam rigorosamente no pru- mo entre si. d.Após alguns minutos, quando o silicone

estiver seco a ponto de não ser possível mex- er a posição dos perfis com as mãos, efetuar a furação da alvenaria com as brocas de vídia e fura- deira martelete.

alvenaria com as brocas de vídia e fura- deira martelete. Quando o alumínio estiver posicionado na

Quando o alumínio estiver posicionado na beirada da lage, utilizar primeiramente uma broca mais fina (preferencialmente de 4 mm, e depois a de 6 mm), para so- mente depois utilizar a broca de 8 mm. Efetue todos os furos. Após o término da fixação, coloque, entre a parede e o perfil “U” de regulagem, a peça plástica de vedação, que impedirá o contato da água com a parede. e. Com todos os furos feitos, coloque as buchas juntamente com os parafusos, e aperte-os. Principais contratempos que podem ocorrer nesta fase da obra:

I. Quando a viga não é de concreto, mas sim de tijolo baiano, os parafusos forne- cidos pela Alclean devem ser substituidos por parafusos e buchas apropriados. II. Quando o concreto é de qualidade ruim, substituir os parafusos e buchas da Alclean por parafusos mais longos. III. Quando a montagem for sobre o guar- da-corpo, normalmente a fixação na parte superior do vão ocorrerá no centro da lage. Neste caso é recomendável que a furação do alumínio seja em zigue-zague, pois é possível encontrar a estrutura de ferro. IV. Quando a montagem for sobre o guar- da-corpo, a fixação inferior pode ser feita com rebites 425.Após a colocação dos rebites é fundamental que estes sejam

vedados com silicone.

V. Quando a montagem é feita por dentro do guarda-corpo, é possível que o teto ou o piso tenham que ser prolongados

e, para isso, utilize o Kit Prolongador

Alclean.

Neste caso, o prolongador deve ser fixa- do normalmente à alvenaria e depois o perfil “U” de regulagem deve ser fixado ao prolongador com rebites 625. Coloque

o dobro de rebites em relação aos para- fusos.

Observe o exemplo das principais situ- ações de fixação:

a.Alvenaria e alvenaria

Viga Gesso Mureta Piso
Viga
Gesso
Mureta
Piso

Nesta situação, deve ser aplicada uma camada de silicone entre os perfis e a alvenaria. A dificuldade neste caso é a possibilidade de encontrar a estrutura de ferro por dentro da viga.

b.Alvenaria e Guarda-corpo

 

Viga

Gesso

  Viga Gesso   Guarda-corpo Viga Piso
 

Guarda-corpo

Viga

Piso

Nesta situação, deve ser aplicada uma camada de silicone entre perfil e alvenaria e entre perfil e guarda-corpo. Neste caso, a fixação no guarda-corpo deve ser feita com rebite 425. Deve ser aplicado silicone nos furos antes e depois da colocação dos rebites.

c.Alvenaria e alvenaria por dentro do guarda corpo

Viga Gesso Viga Piso
Viga
Gesso
Viga
Piso

Nesta situação, deve ser aplicada uma camada de silicone entre os perfis e a alvenaria. Deve se tomar um cuidado especial com a vedação do sistema na parte inferior da montagem.Aplique silicone no furo antes da colocação das buchas e depois, sobre a cabeça dos parafusos. Faça a vedação do perfil “U” de regula- gem antes da colocação do trilho inferior. Faça a vedação também entre o perfil e a parede.

d.Alvenaria e alvenaria com metade do apoio

Viga Gesso Viga Piso
Viga
Gesso
Viga
Piso

Nesta situação é possível fixar o conjunto se houver contato de metade do perfil com a alvenaria. Os problemas são o aumento do risco de quebra do reboque e o maior risco de infiltração de água na parte inferior da montagem. Reforce a vedação.

d. Kit Prolongador

Viga Gesso Kit Prolongador Alclean Viga Piso
Viga
Gesso
Kit Prolongador Alclean
Viga
Piso

Quando houver a necessidade de prolon- gar o teto ou o piso, utilize o Kit Prolon- gador Alclean. A fixação alumínio x alumínio na parte su- perior deve ser feita com a utilização de rebite 625, e na parte inferior, rebite 425.

f. Fixação através do gesso

Lage Viga Gesso Kit Prolongador Alclean Viga Piso
Lage
Viga
Gesso
Kit Prolongador Alclean
Viga
Piso

Na parte superior será necessário apoiar o perfil “U” de regulagem com um tubo prolongador e fixar na lage com Parabolt.

7.3. Preparação dos trilhos para a montagem

com Parabolt. 7.3. Preparação dos trilhos para a montagem a. Abertura das saídas de roldana e

a. Abertura das saídas de roldana e colo- cação da caixa de saída Observe a utilização do espaçador.

Após realizar o corte (item 6.1.), fixar a caixa de saída.

b. Colocação dos estacionamentos Cada estaciona- mento tem espaço para três peças de vidro. Colocar a quantidade corre- spondente ao pro- jeto em execução. A face com curvas deve ficar voltada para o lado da ab- ertura dos vidros no trilho superior.

para o lado da ab- ertura dos vidros no trilho superior. No trilho inferior, a posição

No trilho inferior,

a posição é invertida.

Elimine as duas linguetas de encaixe que sobrarem.

c. Colocação das roldanas de pivô

encaixe que sobrarem. c. Colocação das roldanas de pivô Colocar após o estacionamento e deixar a

Colocar após o estacionamento e deixar

a base de alumínio das roldanas faceando com o perfil.

7.4. Encaixe dos trilhos Encaixar o trilho superior e inferior den- tro dos “U”s de regulagem que já foram fixados anteriormente.

trilhos Encaixar o trilho superior e inferior den- tro dos “U”s de regulagem que já foram

7.5. Preparação dos “vidros porta” Coloque as roldanas conforme o

desenho.

O pino guia pode ser colocado no

final da obra. Para a realização do próximo tópi- co, a roldana dupla de saída será colocada numa posição provisória.

7.6. Determinação da altura dos alumínios

provisória. 7.6. Determinação da altura dos alumínios Coloque um vidro já preparado, posicio- nando-o no ponto

Coloque um vidro já preparado, posicio- nando-o no ponto da menor altura do vão. Calcule o desnível do vão e posicione os

alumínios. Fixe com um rebite no trilho superior (posição de fixação indica-

da no item 3.1.).

7.7. Nivelamento do primeiro vidro

Com a utilização de um prumo de face ou de um nível, nivele o primeiro vidro e fixe o conjunto com um segundo rebite. Obs.: quando a montagem for em “L”, regular primeiramente os dois vidros do canto.

7.8. Nivelamento do segundo vidro Colocar o segundo

canto. 7.8. Nivelamento do segundo vidro Colocar o segundo vidro e encostar no que já foi

vidro e encostar no que já foi nivelado. Ajustar o segundo vidro movimentando o trilho superior para cima ou para baixo, ou então corrigindo seu eixo. Quando não houver mais fresta entre o primeiro e o segundo vidro, fixar o segundo

vidro com um rebite. Continue a operação, vidro a vidro, em direção ao vidro pivô. Antes de regular o vidro pivô, efetue a fixação do trilho inferior com rebites conforme indicação no item 3.1.

7.9. Regulagem do vidro pivô Encaixe o vidro nas roldanas de pivô que ficaram em espera. Encaixe o pino guia para que o vidro não possa abrir para fora. Feche o vidro e, com a ajuda de uma pequena alavanca, alinhe o vidro pivô com o vidro porta que estiver ao seu lado, eliminando frestas. Quando estiver perfeitamente alinhado, fixe com parafuso Phillips de aço inox di- retamente na base de alumínio da roldana, tanto no trilho inferior quanto no superi- or. Encostar o estacionamento na base da roldana de pivô e fixar com parafuso Phil- lips de aço inox.

no superi- or. Encostar o estacionamento na base da roldana de pivô e fixar com parafuso

7.10. Fixação de segurança

7.10. Fixação de segurança Com os parafusos Phillips de aço inox, reforçar a fixação em toda

Com os parafusos Phillips de aço inox, reforçar a fixação em toda a região do estacionamento. Observar que os parafusos não podem ser colocados na região das curvas do estacionamento, mas

sim entre elas.

7.11. Finalização da colocação dos vidros Regular os vidros restantes. Quando restar apenas o último vidro, encaixe o perfil que fecha o acesso para manutenção, tomando o cuidado de não deixar degrau entre os alumínios.

7.12.Acabamento

a. Colocação do fecho

os alumínios. 7.12.Acabamento a. Colocação do fecho Deve ser fixado com os parafusos apro - priados

Deve ser fixado com os parafusos apro- priados diretamente no perfil montante. O contra-fecho deve ser fixado com rebite 410, na altura correspondente. Se ocorrer de a fixação ficar acima do per- fil “U” de regulagem, utilizar o calço que acompanha a peça. Após a colocação do perfil capa, coloque o arremate do contrafexo e fixe-o com os dois pinos plásticos.

b. Colocação do acabamento da saída do

pino guia Dependendo da altura dos alumínios, de- verá ser cortado.

Colocação das capas Devem ser feitos os recortes para ajuste da caixa de saída no trilho superior, e para colo- cação do contra-fecho e do acabamento da saída do pino guia no

c.

do contra-fecho e do acabamento da saída do pino guia no c. trilho inferior. Sempre que

trilho inferior. Sempre que possível deve ser colocada sem emendas. Pode ser colocada em curva, como na

foto do item 2.

d. Colocação dos arremates dos recortes

das capas

item 2. d . Colocação dos arremates dos recortes das capas d . Colocação do perfil

d. Colocação do perfil “U” na lateral

f. Colocação da cantoneira lateral

Se a folga entre o vidro e a parede for de 10 mm, a cantoneira pode ser colocada por dentro, porém, se houver necessidade de deslocar o ponto de giro do vidro pivô, a cantoneira somente poderá ser colocada por fora.

g. Colocação das escovas de vedação

8. Entrega da Obra

É importante explicar o funcionamento do sistema para o contratante do serviço, que, normalmente, não
É
importante explicar o funcionamento
do sistema para o contratante do serviço,
que, normalmente, não está presente
neste momento.
Entregue a obra limpa.
9.Tome Cuidado!!!

Pode ser feito após a colocação de todos os alumínios. Um dos lados da escova deve ser encaixa- do na canaleta e o outro colocado com a ajuda de uma chave de fenda.

h. Colocação do arremate lateral Para que não ocorra passagem de luz en- tre a parede e os trilhos.

i. Colocação do acabamento da saída de água.

Faça um furo obilongo na parede externa do perfil “U” de regulagem, baseando-se na medida da peça plástica.

de regulagem, baseando-se na medida da peça plástica. j. Colocação do fixador de parede Deve ser

j. Colocação do fixador de parede

Deve ser posicionado na alvenaria em

qualquer ponto mais alto do que o pino guia. k. Colocação das gotas de silicone Devem ser colocadas uma em cada uma das pontas dos alumínios montantes.

l. Colocação do acabamentos dos mon- tantes

Existem aca- bamentos para ângulos de 90º e acabamentos retos, que podem

ser usados em sacadas curvas com ângulos bem aber- tos.

ser usados em sacadas curvas com ângulos bem aber- tos. 9. 1.Montagem de Portas Com relação

9. 1.Montagem de Portas

Com relação à montagem deste produto na configuração PORTA, alguns cuidados devem ser tomados. Em primeiro lugar, a concepção original deste produto é a da montagem em fe- chamentos de varandas, onde não ocorre

a passagem do usuário de um ambiente para outro.

Sendo assim, o trilho inferior é aparente e

é obstáculo para a passagem das pessoas.

Na montagem convencional, a susten- tação dos vidros é feita por um conjunto de peças distribuídos conforme explicado no item 7.5. Para que o trilho possa ser embutido, o pino guia tem que ser eliminado da insta- lação. Este pino tem três funções, que são:

I. Orientar os vidros nas curvas, para que não entrem torcidos e deslizem melhor. II. Impedir que o vidro pivô abra para fora, quando todos os vidros estiverem fecha- dos. III. Estabilizar os vidros, na parte de baixo do vão, em situações de chuva e vento forte. Se a divisão do ambiente for reta, a pri- meira função deixa de existir. Quanto à segunda função, pode ser con- tornada colocando o pino na parte supe- rior do vidro pivô. Quanto à terceira função, não tem jeito.A montagem fica prejudicada. Sendo assim, a montagem com trilho em-

butido, sem desnível de pelo menos dois

centímetros entre a parteinterna e exter- na, não é recomendável com este sistema.

O segundo ponto que deve ser observa-

do, é que a distância que separa o alumí- nio que vai encaixilhado ao vidro e o trilho inferior é de apenas quatro milímetros, e esta será a distância que separará o vidro aberto do piso. Qualquer ondulação do piso fará com que o alumínio raspe.

O terceiro ponto que deve ser observado

é o da drenagem da água que eventual-

mente entrar dentro do trilho. Por último, a altura ideal para a regulagem do sistema é com vãos de até 2,3 metros de altura, e normalmente as montagens

deste tipo ocorrem em vãos com pé-di- reito maior.A conseqüência disso é que

o peso do vidro aumenta e sobrecarrega

todo o sistema, dificultando a regulagem do conjunto.

A montagem é possível, porém é mais

demorada e requer vivência do instalador. Considere estes fatores antes de assumir

a responsabilidade da obra.

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENVIDRAÇAMENTO DE SACADAS

Através deste instrumento, as partes, desde já denominadas COMPRADOR, representado por

CPF

, RG

,

representado por CNPJ

, domiciliado à e VENDEDOR,

,

, localizado à

, estabelecem entre si as

bases comerciais da operação de compra e venda do

envidraçamento de sacada do COMPRADOR, conforme segue.

1.

PRODUTO

1.1.Descrição

Composto por painéis deslizantes de vidro temperado montados sobre estrutura de alumínio, que permite ao COMPRADOR abrir todos os vidros, abri-los parcialmente, ou mantê-los completamente fechados.

1.2.Vidros

Os vidros utilizados na instalação, que é objeto deste contrato, são temperados, com espessura de XX mm, lapidação reta em suas bordas e incolores.

Serão utilizados XX painéis medindo XXXX mm.

1.3.Alumínios

O padrão de alumínios é o determinado pela empresa Alclean Extrusão de Metais Ltda, conforme descrito em seu site, www.alclean.com.br

A cor do alumínio é

processo de sua colorização é o de pintura eletrostática a pó (ou anodização).

e o

(incluir se tubos forem necessários) Além dos alumínios descritos no padrão Alclean, serão utilizados tubos retangulares de alumínio nas partes superior, inferior e na lateral direita de quem olha de dentro da sacada para a rua.

Tanto na parte inferior quanto na superior o objetivo da utilização dos tubos é a extensão da parede, proporcionando assim condição ideal para fixação. Os tubos serão fixados à parede com parafusos e buchas, e o conjunto de alumínios por onde deslizam os vidros serão fixados aos tubos com rebites 525.

1.4.Acessórios e Acabamentos

Todos os acessórios utilizados obedecem ao padrão Alclean descrito no site www.alclean.com.br.

Quanto aos acabamentos, obedecerão ao padrão demontrado nas fotos localizadas no anexo 1 deste contrato.

1.5.Medidas

O fechamento adquirido do VENDEDOR pelo COMPRADOR

destina-se ao completo fechamento do vão da sacada que

mede

mm x

mm.

1.6.Aplicação

(Descrever o local onde a instalação ocorrerá. Se será sobre

o guarda-corpo ou localizada na parte interna do gradil).

2. Serviço

2.1. A instalação será efetuada por funcionários do VENDEDOR, devidamente identificados.

2.2. O COMPRADOR deverá, na data combinada entre as partes para a instalação do produto, deixar autorização para entrada dos instaladores.

2.3. O VENDEDOR compromete-se a enviar para a instalação dois instaladores devidamente capacitados para a execução do serviço de instalação.

2.4. O COMPRADOR compromete-se a deixar a área de trabalho, ou seja, a varanda, livre de obstáculos no dia em que for executada a instalação do produto.

2.5. Os instaladores, nomeados pelo VENDEDOR, utilizarão somente o espaço do apartamento necessário para o transporte das ferramentas e componentes do produto e para a instalação.

2.6. Os instaladores trabalharão com a porta que liga a sala à varanda fechada, para evitar excesso de ruídos e pó.

2.7. Os instaladores, no início do trabalho, inspecionarão a varanda e comunicarão ao COMPRADOR ou seu representante no momento, sobre qualquer avaria em pisos ou paredes.

2.8. Durante o processo de fixação do produto à alvenaria é possível que pedaços de reboque se desprendam. Se isto ocorrer caberá ao VENDEDOR rebocar o local no final da instalação. Caberá também ao VENDEDOR pintar o local danificado, desde que a tinta seja fornecida pelo COMPRADOR durante o período da execussão da obra.

2.9. Durante o processo de fixação do produto ao granito é possível que a pedra sofra fratura. Neste caso, o VENDEDOR compromete-se imediatamente a efetuar o remendo da peça e sua completa impermeabilização.

2.10. Os instaladores, nomeados pelo VENDEDOR, levarão consigo água e alimentos, e portanto não estão autorizados a solicitar isso ao COMPRADOR.

2.11.

Os instaladores, nomeados pelo VENDEDOR, em caso de necessidade, utilizarão o banheiro dos funcionários do edifício, e em nenhuma hipótese, o banheiro do apartamento.

2.12.

O

COMPRADOR compromete-se a reservar XX dias úteis para

o

processo de instalação do produto. Estes dias devem ser

contínuos.

Caso haja a necessidade de mais dias para a conclusão do serviço, durante a execussão da obra isto deve ser informado ao COMPRADOR, e o VENDEDOR deverá retornar à obra na data determinada por este.

2.13.

Ao final da instalação os instaladores, nomeados pelo VENDEDOR, entregarão a varanda e o produto limpos.

3.

Entrega

3.1.

Fica acordado entre as partes que o prazo final para início da instalação é de xx dias corridos após a assinatura deste contrato.

4.

Garantia

4.1.

Fica acordado entre as partes que o produto tem garantia total, pelo período de XX anos, contados a partir da data final da instalação.

4.2.

O

VENDEDOR compromete-se a, ao final da instalação,

instruir o COMPRADOR sobre o correto manuseio do produto, e o COMPRADOR compromete-se a partir daí a manuseá-lo conforme as instruções recebidas.

Para isto, compromete-se o COMPRADOR a estar presente no final do último dia de instalação.

4.3.

Em caso de acionamento da garantia, se for detectado

 

que o defeito foi provocado por mau uso do COMPRADOR,

o

serviço será executado sem ônus ao COMPRADOR, porém

este será notificado que nova ocorrência do mesmo tipo

ficará excluída da garantia.

 

4.4.

A

data para atendimento em caso de acionamento da

 

garantia será determinada conforme a disponibilidade de agenda do VENDEDOR, porém não pode exceder a quinze dias corridos a partir de sua comunicação.

4.5.

Eventuais danos provocados deliberadamente ao produto pelo COMPRADOR, se comprovados, ficam excluídos da garantia.

 

5.

Valor

 

5.1.

O valor total a ser pago pelo COMPRADOR para adquirir o

produto é R$

,00

(

).

5.2.

O valor será dividido em

parcelas iguais de R$

,00

(

)

a serem pagos da seguinte maneira:

(descrever as condiçòes de parcelamento)

 

6.

FORO

 

6.1.

Fica eleito, de comum acordo entre as partes, a comarca

de

dúvidas ou discordâncias previstas ou não neste contrato.

como foro para discussão de eventuais

(Data) (Assinaturas)