Você está na página 1de 41

HIPERTENSÃO ARTERIAL

Aspectos metabólicos e
nutricionais

Profa. Maria Rosimar Teixeira Matos


I DIRETRIZ BRASILEIRA DE PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR
(2013)
I DIRETRIZ BRASILEIRA DE PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR (2013)
HAS
• É o mais importante fator de risco:
* DCV
*Insuficiência Cardíaca
*Doença Cerebrovascular
*DRC
*Déficit Cognitivo e Demência

*A mortalidade por DCV aumenta progressivamente


com a elevação da PA

VI DIRETRIZES BRASILEIRAS DE HIPERTENSÃO ARTERIAL ( 2010)


Hipertensão

HDL-C
Peq densa LDL
AGL Insulina SN Simpatico
VLDL

Glicose

Insulina

Glicogenio

AGL

AGL

IR= produção de
Glicose, TG (VLDL)
1. Expansão Tecido Adiposo

Triglicerideos intramusculares
Alteração na filtração glomerular

Alteração no Sistema Renina

Compressão renal

↑ IL-6

↓ Adiponectina
AVALIAÇÃO BIOQUÍMICA
HIPERTENSÃO ARTERIAL
Confirmar o diagnóstico

Identificar fatores de risco para doenças


cardiovasculares

Pesquisar presença de outras doenças associadas

Estratificar o Risco Cardiovascular Global

Avaliar indícios do diagnóstico de Hipertensão


Arterial Secundária
HIPERTENSÃO ARTERIAL
Albuminúria:

*Pacientes Hipertensos Diabéticos

*Hipertensos com Síndrome Metabólica

*Hipertensos com dois ou mais fatores de risco

Hemoglobina Glicada ou TOTG:

*Pacientes com Glicemia de Jejum entre 100 e 126


mg/dl
PREVENÇÃO PRIMÁRIA E CONTROLE

Recomendações não medicamentosas

Alimentação saudável

Baixo consumo de sódio e álcool

Adequada ingestão de potássio

Combate ao sedentarismo e ao tabagismo

Controle do peso corpóreo


CONTROLE DE PESO CORPORAL

* Manter o peso corporal na faixa normal

IMC = 18,5 a 24,9 kg/m2

* Circunferência abdominal

< 102 cm (homens)

< 90 cm (mulheres)
I DIRETRIZ BRASILEIRA DE PREVENÇÃO CARDIOVASCULAR (2013)
PADRÃO DIETÉTICO DASH

Dieta rico em frutas / hortaliças / fibras,


minerais / laticínios com baixos teores
de gordura

• Importante impacto na redução da PA

• Um alto grau de adesão a esse tipo de dieta


reduziu em 14% o desenvolvimento de HAS
PADRÃO DIETÉTICO DASH
Os benefícios sobre a PA

Associados ao alto consumo de potássio / magnésio


cálcio

Potencializa o efeito de orientações nutricionais para


emagrecimento

Reduz os biomarcadores de risco cardiovascular


COMPONENTES DIETÉTICOS
LIPÍDIOS
Ácidos graxos poli-insaturados com
redução dos saturados – < PA

Meta-análise:
*Suplementação de altas doses de óleo de
peixe (3g/dia)
< PA em hipertensos
–Síntese dos eicosanoides vasodilatadores
e regulação da liberação de Renina –
INCONCLUSIVO
PROTEÍNAS
Efeito protetor:

*Indução natriurese

*Aumento de tirosina e triptofano


no cérebro e na parede dos vasos

Ação vasodilatadora
PROTEÍNAS
* PESQUISAS

Controvérsias

Pequeno efeito da proteína vegetal

* < PA em hipertensos não tratados

Não referenciadas nas VI Diretrizes


LIPÍDIOS
RECOMENDAÇÃO

• Dieta pobre em ácidos graxos


saturados e trans e aumento dos
mono e poli-insaturados

• Destaque para as fontes marinhas


CARBOIDRATOS
Estudos limitados e controversos

Baixo Índice Glicêmico


* Carboidratos de alto IG - associação ao DM
* Fibras – grãos integrais – menor IG - < PA

As VI Diretrizes – não faz referência ao


mesmo ao IG
* Normal na dieta
FIBRAS
Estudos: dados escassos

Melhora no perfil lipídico:

Redução da LDL-c e Aumento da HDL-c

VI DBHA
• Recomendação de 20 a 30 g/dia
• 5 a 10 g/dia – fibras solúveis
SÓDIO
Controvérsias - estudos

Sensibilidade ao sódio - presente na


metade dos indivíduos hipertensos

*Modulada por fatores genéticos e


ambientais – idade / massa corporal / etnia

*Associada a HAS / SM / DM2 / Obesidade


SÓDIO
POF 2008-2009:

• Consumo variou de 2608 mg (idosas com 60


anos ou mais) a 3705 mg/dia (adolescentes
entre 14 e 18 anos do sexo masculino)

• Refrigerantes, doces, pizzas e salgadinhos


industrializados
VI DBHA (2010)
SÓDIO

Redução do consumo de Na para 2 g/dia (5


g de sal/dia)

< PA entre 2 e 8 mmHg

VI DBHA (2010)
SÓDIO
* Quantidade máxima saudável de cloreto de
sódio (sal de cozinha)

5 g de sal (que corresponde a 2 g de


sódio)

Na prática:

*3 colheres de café rasas (3 g) + 2 g de sal


dos alimentos = 5 g
POTÁSSIO
Reduz PA

Mecanismos Prováveis

* Propriedades natriuréticas e vasodilatadoras


* Aumento da atividade ATPase Na/K
* Reduz a sensibilidade vasoconstrictora da
Noraepinefrina e Angiotensina II
POTÁSSIO
Estudos:

Consumo de 750 a 1000 mg/dia

Reduz a PA em 2 a 3 mmHg

Reduz o risco cardiovascular


POTÁSSIO
Estudos: Suplementação de K
Reduz a PA em 3 (normotensos)
e 7 mmHg (hipertensos)

• VI DBHA
* Consumo de frutas / hortaliças / fibras
minerais e laticínios com baixo teor
de gordura
* DRI
CÁLCIO
Estudos: Meta-análise

* Suplementação de Ca - Reduz a PA

Mecanismos:
* Redução do PTH
* Redução da 1,25 (OH)2

Reduz o Ca intracelular

Reduz a vasoconstricção
VITAMINA D

• Reduz o Sistema Renina

• Homeostasia do Ca

• Aumento no consumo de leite e derivados com


menor teor de gordura

Reduz o risco de HAS

• Ca / D /peptídeos / K / P
MAGNÉSIO
Estudos: Controvérsias
Reduz a PA
Participa da Atividade ATPásica
Bloqueia os canais de Ca
Aumenta a Prostaglandina E
Liga-se ao K - vasodilatação
• VI DBHA
• Aumento no consumo de fontes ricas em Mg:
gérmen de trigo / milho / batata inglesa /
laranja / banana
OLIGOELEMENTOS
Estudos: Peroxidação lipídica

Suplementação - nefrotoxicidade

Reduz a PA em 3 (normotensos)
e 7 mmHg (hipertensos)

• VI DBHA
Não referencia
ANTIOXIDANTES
Estudos: evidências limitadas

VI DBHA

Não referencia

• Recomendação de fontes ricas nos


nutrientes antioxidantes
CAFÉ
Estudos: cafeína

Aumento das catecolaminas

*1 a 3 xícaras/dia – elevou a PA
*3 xícara/dia – não elevou a PA quando
comparada ao consumo de 1 xícara/dia
VI DBHA
• Não referencia na redução ou elevação da
PA
SOJA
Estudos: evidências limitadas

• VI DBHA

• Referencia um provável efeito na redução


da PA - mulheres menopausadas
HOMOCISTEÍNA
Estudos: elevação da PA
Mecanismos:

Redução do Óxido Nítrico


Disfunção endotelial

VI DBHA

• Referencia dieta DASH


ALHO
Estudos: evidências limitadas

• VI DBHA

• Referencia provável efeito na redução da


PA
• Não recomenda suplementação
CHOCOLATE
• VI DBHA
• Referencia o chocolate amargo
Provável efeito na redução da PA
Polifenóis
Aumento do óxido nítrico

* Aumento no consumo
favorece a obesidade – eleva a PA

• Padrão alimentar – Plano DASH


ÁLCOOL
INDIVÍDUOS HIPERTENSOS

Ingestão aguda e dependente da dose

Reduz a PA

Elevação algumas horas após o seu consumo


Recomendação:
não ultrapassar 30 g de etanol ao dia - homens
15 g – mulher
• 2 latas (350 x 2 = 700 ml) ou 1 garrafa (650 ml) de cerveja
• 2 taças de 150 ml ou 1 taça de 300 ml de vinho
• 2 doses de 50 ml de uísque, vodca ou bebida destilada