Você está na página 1de 6

ANATOMIA DO OLHO

A ÓRBITA
Relações Anatômicas da Órbita:
 Parede medial: osso lacrimal, maxilar, etmóide e esfenóide
 Parede lateral: osso zigomático e esfenóide (asa maior)
 Teto: osso frontal (processo orbitário) e esfenóide (asa menor)
 Assoalho: osso maxilar, zigomático e palatino

Ápice Orbitário
 Fissura orbitária superior (III, IV e VI nn.; ramos do n. oftalm.; simpático e v.
orbit. sup.)
 Fissura orbitária inferior (n. zigom; v. orbit. inf.)
 Canal Óptico
 Origem dos MEO, exceto m. oblíquo inferior
 RM, RL, RS, RI e OS
 Ânulo tendíneo de Zinn
 O m. oblíquo inferior tem origem na parte anterior da órbita

O GLOBO OCULAR
 Túnica Externa
 Túnica Média
 Túnica Interna

CONJUNTIVA
 Membrana mucosa fina e transparente, ricamente vascularizada.
o Conjuntiva palpebral
o Conjuntiva bulbar
o Fórnices superior e inferior

PS: Cápsula de Tenon: membrana fibrótica

 Carúncula lacrimal (papila): zona de transição mucocutânea


 Prega semilunar: dobra móvel e espessa (membrana nictante das aves).
 Histologia
o 2-5 camadas de células epiteliais colunares estratificadas
o Glândulas lacrimais acessórias (prof. subst.. própria): Krause e Wolfring
o Células caliciformes (camada mucosa do filme lacrimal)

ESCLERA
 Faz parte da túnica externa
 5/6 posteriores do globo ocular
 É densa, branca
 Proporciona formação de câmara escura
 Formação do tônus ocular
 Inserção aos músculos extraoculares
 A cor varia com a idade
 Tem continuidade anteriormente com a córnea e posteriormente com o NO
 Cone escleral para saída do NO: lâmina crivosa (200 a 400 poros)
 Anatomia microscópica:
o Episclera: superficial, fina e vascularizada.
o Estroma: (ff. colágenas, elásticas e glicoproteínas)
o Lâmina fusca: relaciona-se com o trato uveal

CÓRNEA
 Faz parte da túnica externa
 1/6 anterior do globo ocular
 Limita-se com a esclera ao nível do limbo

 Forma: menisco elíptico


eixo horizontal = 12mm
eixo vertical = 11mm

 Espessura:
Central = 0,54mm
Periferia = 0,65mm

 Sua transparência é devido a:


o Uniformidade
o Deturgência
o Avascular

 Nutrição:
o vasos do limbo
o lágrima
o humor aquoso

 Inervação:
o É ricamente inervada pelos ramos nasociliares do n. trigêmeo
o 325.000 terminações nervosas em seus 130mm² ?

 Poder dióptrico:
o Representa 2/3 do poder dióptrico do olho (40 a 45 D)

 Histologia: apresenta 5 camadas


o Epitélio
o Membrana de Bowman
o Estroma
o Membrana de Descemet
o Endotélio
 Epitélio
o 10% da espessura da córnea
o Pavimentoso, estratificado, não-queratinizado
o 5 a 6 camadas de células
o União por desmossomos (“barreira epitelial”)
o Células basais, aladas (intermediárias) e superficiais
o Microvilos nas células superficiais para aumentar superfície de troca de
O2 e nutrientes

 Camada de Bowman
o Acelular
o Fibras colágenas
o É resitente

 Estroma
o 90% da espessura corneana
o Fibras colágenas, glicoproteínas e queratócitos
o 300 a 400 lamelas superpostas

 Membrana de Descemet
o ...

 Endotélio
o Camada unicelular de células achatadas, hexagonais
o Unidas por gap-junctions (não há desmossomos)
o Alta atividade metabólica, com bomba Na-K, regula a entrada de HA no
estroma corneano (deturgência corneana)
o O endotélio não se regenera e diminui em número de células com a
idade, ocorrendo o polimegatismo e pleomorfismo

TÚNICA MÉDIA
 É a túnica vascular do olho
 Constituição
o Íris
o Corpo ciliar
o Coroide

ÍRIS
 Porção anterior do trato uveal
 Forma circular
 Raiz (mais fina e frágil)
 Pupila (midríase e miose): “diafragma”
Comunicação da CA com a CP
 Camadas
o Lâmina marginal anterior
o Estroma
o Epitélio
 Músculos
o Músculo dilatador da pupila
o Músculo esfíncter da pupila

CORPO CILIAR
 Porção intermediária do trato uveal
 Formatriangular em corte transversal
 Pars Plicata (anterior)
o Processos ciliares: epit. pigm., epit. não pigm. (humor aquoso) ?
o Zônula de Zinn

 Pars Plana (posterior)

 Músculo ciliar
o Fibras longitudinais
o Fibras circulares
o Fibras radiais

Obs: Zônula de Zinn

 Acomodação

Microscopia de varredura mostrando as fibras da zônula presas ao cristalino

CORÓIDE
 É a porção posterior do trato uveal
 Entre a esclera e a retina
 Irrigação da retina
 Camadas
o Supracoróide
o Estroma
o Coriocapilar

Obs: membrana de Bruch ou lâmina vítrea

CRISTALINO
 Lente biconvexa, sólida e transparente
 Situa-se entre o diafragma iriano e o vítreo
 Suspenso pelas fibras da zônula
 Poder dióptrico: 2ID (estático)
 Cápsula
 Córtex
 Núcleo
 Epitélio
o Subcapsular
o Face anterior
o Monocamada de células cúbicas
o Origina as fibras (lamelas concêntricas)
 Na junção anterior e posterior das fibras, formam-se linhas de sutura dispostas
em “y”

VÍTREO
 Corpo gelatinoso, transparente e avascular
 Ocupa 2/3 volume ocular (4ml)
 Revestido pela membrana hialóide
 98% água
Colágeno e proteoglicanos
Ác. Hialurônico
Fibroblastos e hialócitos

RETINA
 É a túnica interna do olho
 Epitélio pigmentar
 Retina neurossensorial
 Reveste internamente 2/3 do olho
 Camadas da Retina
o Membrana Limitante Interna
o Camada de Fibras Nervosas
o Camada de Células Ganglionares
o Camada Plexiforme Interna
o Camada Nuclear Interna
o Camada Plexiforme Externa
o Camada Nuclear Externa
o Membrana Limitante Externa
o Camada de Fotorreceptores
o Epitélio Pigmentar da Retina

 Fornecimento sanguíneo
o Coriocapilar: 1/3 externo da retina (porção avascular)
o Artéria Central da Retina: 2/3 internos

 Retina Central
o 5 a 6mm de diâmetro
o Mácula (temporal ao DO)
o Fóvea
o Visão nítida e percepção de cores

 Retina Periférica

NERVO ÓPTICO
Constituído por cerca de 1 milhão de axônios das células ganglionares da retina
VIAS ÓPTICAS
 Nervo óptico
 Quiasma óptico
 Tratos ópticos
 Núcleo Geniculado Lateral
 Radiações ópticas
 Córtex Calcarino (lobo occipital)