Você está na página 1de 35

PLANTAS DANINHAS

Dr. Jader Ribeiro Pinto


1- Conceito
 Considera-se Planta Daninha (PD) toda e
qualquer planta estranha a uma cultura,
competindo em luz, umidade, nutrientes,
espaço e CO2.
2- Generalidades
 As PD apresentam características que as
tornam concorrentes das culturas.
 Quanto maior o número de PD (nível de
infestação), maior é a competição.
 Para cada cultura existe um período crítico
de concorrência (de modo geral até ± 1/3 do
ciclo da cultura).
 No Brasil estima-se perdas de 20-30%
devido a PD.
3- Danos
 Concorrência por nutrientes, água, luz,
espaço e CO2.
 Interferência no processo de colheita.
 Interferência na pureza das sementes.
 Hospedeiras intermediárias de patógenos e
pragas das plantas cultivadas.
 Alelopatia
 Outros: morte de animais, depreciação de
terras.
4- Categorias
 Herbáceas anuais:
 Germinam, se desenvolvem, florescem,
produzem sementes e morrem dentro de um
ano. Ex.: Silene gallica L. (Alfinete da terra)
 Herbáceas bienais:
 Completo desenvolvimento em dois anos. No primeiro
germinam e crescem, e no segundo produzem flores,
frutos ou sementes e morrem. Ex.: Leonorus sibiricus
L. (Rubim)
 Herbáceas Perenes:
 Podem dar flores e frutos durante anos consecutivos.
Ex.: Sorghum halepense (L.) Pers. (capim-
massambará)
 Lenhosas:
 Plantas perenes, de porte maior, que infestam
pastagens (maioria das vezes). Ex.: Xanthium
cavanillesii Schouw (carrapicho-bravo)
 Folha Larga X Folha estreita
 Meios de propagação:

 a) Sementes

 b) Rizomas

 c) Estolhos

 d) Novos Rebentos.
Métodos de Controle de
Plantas Daninhas
 Várias medidas de controle.

 As estratégias dependem do tipo de


exploração agrícola.

 Medidas simples (limpeza manual e capina) e


medidas complexas (utilização de herbicidas
químicos).
Medidas de Controle
 Medidas preventivas

Impedindo o aumento da Evitando a introdução de novos


população de PD propágulos
Medidas de Controle
 Medidas culturais

Rotação de cultura Espaçamento da cultura


Medidas de Controle
 Medidas mecânicas

Capina manual Capina mecanizada


Medidas de Controle
 Medidas fisicas

Calor
Inundação
Drenagem
Cobertura Morta
Medidas de Controle
 Medidas Biológicas

Inimigos Naturais
Medidas de Controle
 Medidas Quimicas

Herbicidas Químicos
Herbicidas

 São substâncias químicas que quando


aplicados às plantas daninhas, em
concentrações convenientes, provocam sua
morte ou eliminam apenas sua parte aérea.
Classificação dos Herbicidas
 Quanto à época de Aplicação

o Pré-plantio incorporados (PPI)


o São exemplos os herbicidas trifluralin, pendimethalin, molinate,
butylate, pebulate, vernolate, entre outros;

o Pré-emergentes
o São exemplos os herbicidas atrazine, diuron, metribuzin, alachlor,
acetolachlor, linuron, bromacil, entre outros;

o Pós-emergentes
o São exemplos os herbicidas glyphosate e glufosinate-amonnium
(em culturas transgênicas) e os herbicidas alloxydim-sodium,
clopropoxydim, sethoxydim, fenoxaprop-p-ethyl, propanil, asulam,
bentazon, entre outros (em culturas tolerantes)
Classificação dos Herbicidas
 Quanto à seletividade

o Herbicidas seletivos
o Herbicidas não-seletivos
Classificação dos Herbicidas
 Quanto à translocação

o Herbicidas de contato
o Herbicidas sistêmicos
Classificação dos Herbicidas

 Quanto ao modo de ação e estrutura quimica


Mecanismo de ação de herbicidas
 Mimetizados de auxinas

o Exemplos
2,4-D – DMA
dicamba – Banvel
picloram - Pandron
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores de ACCase

o Exemplos
Fluazifop – Fusilade
Quizalofop – Panther
Cyhalofop - Clincher
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores de ALS/AAHS

o Exemplos
Imidazolinones – imazapys – Arsenal
Triazolopyramidines – flumetsulam – Scorpion
Sulfonylureas – chlorimuron - Classic
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores de EPSPs

o Exemplo
Glifosato – Roundup Original
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores do Fotossistema I

o Exemplo
Bipyridyliums – paraquat - Gramoxone
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores do Fotossistema II

o Exemplos
Triazines – ametryne – Gesapax
Ureas – diuron – Karmex
Benzothiadiazinone – benzaton - Basagren
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores de PROTOX

o Exemplos
Diphenylethers – acifluorfen – Blazer
Phthalimides – flumiclorac – Radiant
Oxadiazoles – oxadiazon – Ronstar
Triazolinones – sulfentrazone - Boral
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores da Sintese de Carotenoides

o Exemplos
Pyridazinone – norflurazon – Zorial
Isoxazole e Triketone
Isoxazolidinone – clomazone - Gamit
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores do crescimento da parte aérea

o Exemplo
Alachlor - Laço
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores da Formação da Tubulina

o Exemplos
Dinitroanilines – Trifluralin – Treflan
Pyridines – dithiopyr – Dimension
Ácidos benzóicos
DCPA
Mecanismos de ação de herbicidas
 Inibidores de Glutamine Sintetase (GS)

o Exemplo
Ácidos fosfinicos – glufosinate - Finale