Você está na página 1de 20

MORFOLOGIA - SINTAXE-PONTUAÇÃO - ORTOGRAFIA

TEXTO

Leia com atenção o texto abaixo. As questões de 01 a 24 estão a ele relacionadas.

Crime e criminalidade

1 Contou-me um amigo uma história exemplar, que teria ocorrido na cidade mineira
de Nova Lima, por volta dos anos 30. Existe em Nova Lima uma importante mina de
ouro - a mina de Morro Velho - que, àquela época, vivia o seu fastígio e era
propriedade de uma companhia inglesa. Os operários, nas entranhas da terra,
perfuravam a rocha com suas brocas e picaretas e, dessa forma, respiravam durante
anos, nas galerias fundas, a poeira de pedra que o trabalho levantava.
6 Sem nenhuma proteção, os mineiros, ao fim de algum tempo, e na sua quase
totalidade, contraíam a silicose, causada pelo depósito de pó de pedra em seus
pulmões desprotegidos. A silicose, além de encurtar a vida e a capacidade de
trabalho, provoca também uma tosse crônica, oca e ressoante, capaz de denunciar - à
distância - a moléstia que lhe dá origem.
10 Nas noites de Nova Lima, quando buscava repouso, a cidade era sacudida e
inquietada por uma trovoada surda e cava que, nascendo dos casebres operários,
resvalava em ondas recorrentes até as fraldas das montanhas em tomo. Era a grande
tosse dos pobres, sintoma e denúncia da silicose que os roia. Os ingleses, perturbados
em seu sono e em sua boa consciência, em vez de adotarem medidas hábeis para que
a silicose cessasse, resolveram enfrentar o problema pelo exclusivo ataque ao
sintoma. Montaram em Nova Lima, com banda de música e foguetes, uma fábrica de
xarope contra tosse que, ao mesmo tempo, produzia para consumo dos colonizadores
matéria-prima de refrigerantes não encontrados no País.
17 A fábrica andou de vento em popa, produzindo tonéis e tonéis de xarope, vendido
a preço módico, mas não tão modesto que impedisse uma pequena margem de lucro
por unidade adquirida. Os ingleses, dessa forma, uniram o útil ao agradável. 0
abrandamento da grande trovoada brônquica foi transformado em fonte de renda - e
sossego -, permitindo aos súditos de Sua Majestade Britânica a boa consciência e a
possibilidade de um sono reparador. A silicose, intocada, trabalhava em silêncio.
22 Esse modelo tragicômico pode ser aplicado, com estrita literalidade, a qualquer
pretensão de combater o crime epidêmico sem levar em conta a sua condição de
sintoma, desenraizado, portanto, das causas sociais que o produzem e alimentam.
Criminalidade é efeito, é forma perversa de protesto, gerada por uma patologia social
que a antecede e que é, também ela, perversa. A criminalidade está para a patologia
social assim como a tosse convulsiva está para a silicose. Sem os filtros
despoluidores da justiça social e da decência política, toda e qualquer medida contra
o crime, por mais violenta e repressiva que seja, constituirá mero recurso paliativo.
28 É claro que a criminalidade, enquanto sintoma, tem de ser adequadamente
combatida por medidas policiais enérgicas, tanto quanto é imperativo minorar, com
remédio apropriado, a sofrida tosse do silicático. Mas que não se fique nisto, já que o
puro e simples combate ao efeito não remove - nem resolve - a causa que o produz.
Ao contrário: a luta isolada contra o efeito pode tomar-se danosa e perversa, uma vez
que, destruindo sua função alertadora e denunciadora, provoca uma cegueira
perigosa, que aprofunda a raiz do mal.
PELLEGRINO, Hélio. "Psicanálise da crinzinalidade brasileira ". Rio de Janeiro, Paz
e Terra, 1986, p. 96.

01) "Contou-me um amigo uma história exemplar ..." (1. 1). Qual a razão de o texto
não ser iniciado pelo pronome me?

a) Não se pode iniciar frase por pronome pessoal oblíquo átono.


b) Textualmente falando, tem mais importância a narração do que seu ouvinte.
c) Só se iniciam frases por palavras de conteúdo semântico mais importante.
d) Só é possível a próclise no caso de frases negativas.
e) 0 nível informal da linguagem do texto exige a ênclise.

02) A função textual da história narrada pelo amigo do autor é

a) comprovar as idéias expostas pelo autor.


b) exemplificar um caso de injustiça social.
c) atrair a atenção do leitor para o tema.
d) servir de pretexto para discussão teórica.
e) servir à exploração capitalista.

03) A finalidade do emprego da forma verbal teria ocorrido na primeira frase do texto
é

a) indicar ações e estados permanentes.


b) exprimir a incerteza sobre fatos passados.
c) designar ações anteriores à época em que se fala.
d) mostrar fatos habituais do passado.
e) denotar surpresa diante do narrado.

04) Em que frase abaixo o termo destacado explica, esclarece?

a) "Existe em Nova Lima uma importante mina de ouro - a mina de Morro Velho .
(1.2)
b) "Montaram em Nova Lima, com banda de música e foguetes, uma fábrica de
xarope ..." (1. 14,15)
c) "É claro que a cn*minalidade, enquanto sintoma, tem de ser adequadamente
combatida por medidas
policiais enérgicas..."(/. 28,29)
d) "( ... ) uma história exemplar, que teria ocorrido na cidade mineira de Nova
Lima,..." (l. 1)
e) " ... provoca também uma tosse crônica, oca e ressoante, capaz de denunciar - à
distância - a moléstia que lhe dá origem." (1. 8,9)

05) Conforme um texto vai evoluindo, vão correndo repetições de elementos. Indique
o par de palavras ou segmentos do primeiro parágrafo que não se relacionam ao
mesmo referente:

a) "por volta dos anos 30" -àquela época


b) "entranhas da terra"- galerias fundas
c) "terra" - poeira
d) "rocha" - pedra
e) "perfuravam a rocha" - trabalho

06) "... que, àquela época vivia o seu fastígio..." (1. 3). 0 significado da
palavra em destaque é
a) decadência.
b) glória.
c) atraso.
d) retrocesso.
e) renovação.

07) As palavras do texto que correspondem, respectivamente, a crime e criminalidade


são

a) sintoma/ efeito.
b) útil/ agradável.
c) causa / conseqüência.
d) silicose /tosse.
e) doença / xarope.

08) Qual o pensamento do autor do texto a respeito da criminalidade?

a) É conseqüência dajustiça social e da decência política.


b) Só pode ser combatida por medidas policiais enérgicas.
c) Deve ser enfrentada com medidas violentas e repressivas.
d) Deve ser combatida em suas causas e efeitos.
e) Só pode ser tratada com remédio apropriado.

09) "... que teria ocorrido na cidade mineira de Nova Lima, ..." (1. 1). Nesta frase, que
pertence à classe dos pronomes relativos. Em que frase a seguir o mesmo vocábulo
tem classe diferente?

a) " ... provoca uma cegueira perigosa, que aprofunda a raiz do mal" (L 32)
b) " ... não tão modesto que impedisse uma pequena margem de lucro por unidade
adquirida." (1. 18)
c) " ... a poeira de pedra que o trabalho levantava." (1. 5)
d) " ... capaz de denunciar - à distância - a moléstia que lhe dá origem." (1. 8,9)
e) "... desenraizado, portanto, das causas sociais que o produzem." (1. 23,24)

10) Numa das frases abaixo a preposição faz parte de um termo que dá nome ao
anterior. Indique-a.

a) " ... cidade mineira de Nova Lima." (1. 01)


b) " ... propriedade de uma companhia inglesa ..." (1..3)
c) "Nas noites de Nova Lima..." (1. 10)
d) "... súditos de Sua Majestade Britânica..."( 1. 20)
e) "Montaram em Nova Lima ..." (1. 14)

11) Que locução abaixo destacada não tem um termo semanticamente equivalente,
indicado de forma correta?

a) "capacidade de trabalho" - laboriosa


b) "mina de ouro" - aurífera
c) "poeira de pedra" - petrificada
d) "fraldas das montanhas" - montanhosas
e) "banda de música" - musical

12) A forma feminina inglesa é grafada com S. Em que item abaixo todas as palavras
foram corretamente grafadas com a letra S?

a) pesquisa - análise - paralisia


b) deslise - anis - gás
c) altesa - baronesa - proesa
d) firmesa - duquesa - catequese
e) bis - tris - três

13) Silicose é um vocábulo que apresenta o sufixo ose indicativo de doença. Em


todas as palavras abaixo aparece o mesmo sufixo, exceto em:

a) trombose
b) tuberculose
c) derinatose
d) diagnose
e) psicose

14) Indique a passagem abaixo em que o autor dá vida a elemento inanimado.


a) "0 abrandamento da grande trovoada brônquica foi transfortnado em fonte de renda
19)
b) " ... a cidade era sacudida e inquietada por uma trovoada surda e cava..." (1. 10,11)
c) "Os operários, nas entranhas da terra, perfuravam a rocha,..." (L 3,4)
d) "Era a grande tosse dos pobres, sintoma e denúncia da silicose que os roía." (1. 12)
e) "Nas noites de Nova Lima, quando buscava repouso, a cidade..." (1. 10)

15) Na palavra casebre - "nascendo dos casebres operários" (1. 11) - o valor do
diminutivo é

a) aumentativo.
b) afetivo.
c) intensivo.
d) extensivo.
e) depreciativo.

16) " ...a cidade era sacudida e inquietada por uma trovoada surda e cava..." (1.
10, 11). A forma ativa dessa mesma frase está em:

a) A cidade sacudia e inquietava uma trovoada surda e cava.


b) Uma trovoada surda e cava sacudia a cidade inquietada.
c) Sacudia-se e inquietava-se a cidade.
d) Uma trovoada surda e cava sacudia e inquietava a cidade.
e) Uma trovoada surda e cava sacudiu e inquietou a cidade.

17) A frase do texto, abaixo transcrita, apresenta claro conteúdo irônico em:

a) "Sem nenhuma proteção, os mineiros, ao fim de algum tempo, e na sua quase


totalidade, contraíam a silicose,..."(L. 6,7)

b) "A fábrica andou de vento em popa." (1. 17) c) "Contou-me um amigo uma
história exemplar..." (1. 1) d) "Os ingleses, perturbados em seu sono e em sua boa
consciência, (1. 12,13) e) "... tosse crônica, oca e ressoante, capaz de denunciar ( ... )
a moléstia que lhe dá origem."(/ 8.9)

18) "Os ingleses ( ... ) em vez de adotarem medidas hábeis para que a silicose
cessasse, resolveram enfrentar o problema pelo exclusivo ataque ao sintoma."(1.
13,14). A frase abaixo que apresenta inadequação pelo emprego de em vez de em
lugar de ao invés de está em:

a) Comeu batata em vez de arroz.


b) Chorava em vez de rir.
c) Foi ao parque em vez de ir ao cinema.
d) Leu a revista em vez do jornal.
e) Falou comigo em vez de falar com ela.
19) "Os ingleses, dessa forma, uniram o útil ao agradável." (1. 18,19). As palavras do
texto que justificam, respectivamente, os adjetivos útil e agradável são

a) lucro/ sossego
b) sono / consciência
c) xarope/ lucro
d) fábrica / trovoada
e) consciência / sono

20) "... permitindo aos súditos de Sua Majestade Britânica..." (1. 20). Que forma de
tratamento abaixo está corretamente abreviada?

a) Vossas Majestades - V. MM.


b) Sua Senhoria - S. S.
c) Vossa Magnificência - V. M.
d) Vossa Alteza - V. Alta.
e) Vossa Excelência - V. Exa.

21) Segundo o autor, se combatermos somente o sintoma da criminalidade, poderá


ocorrer

a) um incentivo a ações policiais enérgicas.


b) um agravamento da situação.
c) maiorjustiça social e decência política.
d) o fim de medidas violentas e repressivas.
e) a manutenção do status quo.

22) Não há idéia de aumento ou intensificação de qualquer um dos termos na oração


da alternativa:

a) " ... mas não tão modesto que impedisse uma pequena margem de lucro..."(1. 18)
b) " ... toda e qualquer medida contra o crime, por mais violenta e repressiva que
seja,..." (1. 26,27)
c) "A fábrica andou de vento em popa, produzindo tonéis e tonéis de xarope..." (1. 17)
d) "Era a grande tosse dos pobres..."(1. 12)
e) " ... a criminalidade tem de ser adequadamente combatida por medidas policiais
enérgicas..." (L 28)

23) 0 segmento do texto destacado abaixo que não apresenta correspondente


semântico corretamente indicado está em:

a) "vendido a preço módico" - barato


b) "refrigerantes não encontrados no país" -desencontrados
c) "xarope contra tosse" - antitussígeno
d) "patologia que a antecede" - anterior
e) "trabalhava em silêncio" - silenciosamente

24) Na frase abaixo, o pronome relativo que não tem o seu antecedente corretamente
identificado em:

a) " ... que, àquela época, vivia o seu fastígio,..." (1. 3) - Nova Lima
b) " ... que o trabalho levantava." (1. 5) poeira de pedra
c) " ... que lhe dá origem." - (1. 9) moléstia
d) " ... que teria ocorrido na cidade mineira..." (1. 1) - história
e) " ... que os roía." (1. 12) - silicose

25) Todos os verbos têm sua predicação corretamente indicada, exceto:

a) "Os operários, nas entranhas da terra, perfuravam a rocha com suas brocas e
picaretas... "(1.4/5)
Verbo transitivo direto [objeto direto: a rocha]
b) "Existe em Nova Lima uma importante mina de ouro..."(1.2)
Verbo intransitivo [sujeito: uma importante mina de ouro] adj. Adv. de lugar: em
Nova Lima
c) "Contou-me um amigo uma história exemplar... "(1. 1)
Verbo transitivo direto e indireto [ objeto direto: uma história exemplar - objeto
indireto: mel
d) "... os mineiros, ao fim de algum tempo, e na sua quase totalidade, contraíam a
silicose..."(1.6/7)
Verbo transitivo direto [ objeto direto: a silicose]
e) " ... a cidade era sacudida e inquietada por uma trovoada surda e cava..."(I. 10/ 11)
Verbo de ligação [predicativo do sujeito: sacudida e inquietada]

26) Nos períodos abaixo, a oração destacada tem sua classificação indicada
corretamente em:

a) "Era a grande tosse dos pobres, sintoma e denúncia da silicose que os roía. " (1.
12)
Oração subordinada substantiva subjetiva
b) "... contou-me um amigo uma história exemplar, que teria ocorrido na cidade
mineira de Nova Lima, por voltados anos 30." (1.1/2) Oração subordinada
adjetivaexplicativa
c) "É claro que a criminalidade, enquanto sintoma, tem de ser adequadamente
combatida por medidas policiais enérgicas..." (1.28/29) Oração subordinada
substantiva objetiva direta
d) "Os ingleses, dessa forma, uniram o útil ao agradável." (1.18/19) Oração
coordenada assindética
e) "A criminalidade está para a patologia social assim como a tosse convulsiva para
a silicose." (1.25/26) Oração subordinada adverbial proporcional
27) Em todos os itens a pontuação original foi substituída por outra adequada, exceto
em:

a) " ... uma importante mina de ouro - a mina de Morro Velho - que, àquela época,
vivia o seu fastígio..."
... uma importante mina de ouro (a mina de Morro Velho) que, àquela época, vivia o
seu fastígio...

b) " ... uma tosse crônica, oca e ressoante, capaz de denunciar - à distância - a
moléstia que lhe
... uma tosse crônica, oca e ressoante, capaz de denunciar, à distância, a moléstia que
lhe...

c) "Os ingleses, dessa forma, uniram o útil ao agradável."


Os ingleses - dessa forma - uniram o útil ao agradável.

d) ... foi transformando em fonte de renda - e sossego -, permitindo aos súditos..."


... foi transformando em fonte de renda e sossego, permitindo aos súditos...

e) ... pode tomar-se danosa e perversa, uma vez que, destruindo sua função alertadora
e denunciadora,provoca uma cegueira perigosa..."
... pode tomar-se danosa e perversa, uma vez que destruindo sua função alertadora e
denunciadora,provoca uma cegueira perigosa...

28) A regra de acentuação foi devidamente explicada, exceto:

a) história, útil, enérgicas - paroxítonas


b) depósito, crônicas, epidêmico - proparoxítonas
c) pó, dá, já -monossílabos tônicos
d) além, também, até - oxítonas
e) roía, País, contraíam - hiatos tônicos

DIVERSOS

0 1) (TRT/88) Observe a seguinte passagem:


E pode-se substituir habilidade, requintes de flor, de águia, de serpente.
As locuções adjetivas estão corretamente substituídas pelos adjetivos
correspondentes em:

a) flóreos, aguinos, serpentinos.


b) flóreos, aquilinos, ofidicos.
c) floridos, aguianos, sérpicos.
d) florais, aguinos, ofidicos.
e) floridos, aquilinos, serpênticos
02) (TRT/88) Indique a palavra que não foi grafada corretamente:

a) autobiografia.
b) autogestão.
c) automatismo.
d) autópsia.
e) autosugestão.

03) Assinale a alternativa correta, considerando os aspectos de ortografia, acentuação,


concordância e colocação pronominal:

a) Porque se formam as ilhas de calor, com a redução de áreas verdes?


b) Por quê se formam as ilhas de calor com a redução de áreas verdes?
c) Por que formam-se as ilhas de calor, com a redução de áreas verdes?
d) Por quê forma-se as ilhas de calor, com a redução de áreas verdes?
e) Por que se formam as ilhas de calor, com a redução de áreas verdes?

04) Marque o item que não completa corretamente a sentença abaixo, de acordo com
o que se depreende do trecho lido.
A dificuldade de arregimentação e de organização participativa dos cidadãos deve-se
ao fato de,

a) nas reuniões, as pessoas falarem muitas coisas sem relevância para o que se está
discutindo.
b) ao longo dos séculos, o povo ter sido excluído das decisões dos dirigentes.
c) no momento da ação, à vontade dos indivíduos sobrepor-se,o interesse coletivo.
d) historicamente, a classe dirigente ter-se colocado como provedora dos seus
subordinados.
e) a eles, faltar a capacidade de análise crítica e objetiva.

05) (FUMARC-94) Assinale a opção em que a mudança na ordem dos termos altera
sensivelmente o sentido do enunciado:

a) É bastante difundida essa crença sobre os sistemas de computação.


Essa crença sobre o sistema de computação é bastante difundida.
b) 0 computador é capaz de executar o trabalho de muitas pessoas.
É o computador capaz de executar o trabalho de multas pessoas.
c) Funcionários menos graduados deixam de participar das decisões.
Deixam de participar das decisões menos funcionários graduados.
d) As novas tarefas padronizadas são fonte potencial de alienaçao.
São fonte potencial de alienação as novas tarefas padronizadas.
e) Essa reação pode-se traduzir na falta de colaboração com os analistas.
Pode essa reação traduzir-se na falta de colaboração com os analistas
06) (TRE-97) Assinale a alternativa em que a frase abaixo, característica do
português oral do Brasil, tenha sido corretamente transposta para a norma culta
escrita.
Eu não queria contrariar ele, mais não lembrei de uma desculpa.

a) Não queria contrariá-lo, mas não me lembrei de uma desculpa.


b) Não o queria contrariar, porém não lembrei-me de uma desculpa.
c) Eu não queria contrariar-lhe, entretanto não lembrei de uma desculpa.
d) Não queria o contrariar, todavia não lembrei uma desculpa.
e) Eu não queria lhe contrariar, contudo não lembrei-me de uma desculpa.

07) (TRE-97) Assinale a alternativa em que se manifeste o mesmo tipo de relação


existente entre A e B, no período abaixo: A [Escreveu, não leu,] B [o pau
comeu.]

a) Água mole em pedra dura tanto bate até que fura.


b) Achou o vale-brinde, ganhou.
c) Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.
d) Quem com ferro fere com ferro será ferido.
e) Macaco velho não mete a mão em cumbuca.

As questões de 08 a 10 estão relacionadas aos períodos a seguir. Quando das


respostas, volte aos períodos dados sempre que for necessário.
I- Haviam muitos alunos interessados nas pesquizas que os professores participaram.
II- Com expontaneidade e interesse, valorizem, cidadãos, as decisões das
assembléias!
III- Como demoraram a voltar, buscou-se outras alternativas para o impasse.
IV- Apesar do seu descaso, inforinamo-lo o preço do automóvel.
V- Faltou-me coragem e persistência naquele terrível momento.
VI- Acabado os estudos, deixaria-me um pouco em paz.
VII- Não resta dúvidas de que hoje recorrem-se a esses péssimos expedientes.
VIII- É certo que custou-lhe muito lembrar das minhas recomendações.
IX- A reunião dos deputados e de todos os senadores na seção de ontem,
determinaram possíveis alterações
do texto constitucional.
X- Atravez desses grupos empresariais, tenho certeza de que nossas reivindicações
serão atendidas.
XI- 0 professor hesitou na escolha dos melhores alunos, entretanto alguns de nós
encaminharam= uma relação ao diretor.

08) (FUMARC-TRT/98) 0 período está redigido de acordo com o padrão culto da


língua em:

a) I
b) II
c) IX
d) X
e) XI

09) (FUMARC-TRT/98) 0 emprego da vírgula está inadequado em:

a) II, III e XI
b) IV e VI
c) VI e XI
d) IX
e) XI

10) (FUMARC-TRT/98) Ambos os itens apresentam regencia verbal incorreta,


exceto:

a) I e IV
b) I e VIII
c) IV e VII
d) IV e VIII
e) I - VI e VIII

11) (TRT/88) São todas palavras do gênero masculino, exceto:

a) omoplata.
b) telefonema.
c) formicida.
d) eclipse.
e) champanha.

12) ("FUMARC-TRT/98) A primeira coluna apresenta conceitos de diversas classes


gramaticais, retirados de diferentes gramáticas. Relacione-os às palavras sublinhadas
na segunda coluna. Assinale a resposta correta encontrada:

I- "São palavras modificadoras do verbo. Servem para expressar as várias


circunstâncias que cercam a significação verbal."
2- "São palavras que subordinam um termo da frase a outro - o que vale dizer que
tomam o segundo dependente do primeiro."
3- "É a palavra com que nomeamos os seres em geral, e as qualidades, ações, ou
estados, considerados em si mesmos, independentes dos seres com que se
relacionam."
4- "Expressa um fato, um acontecimento: o que se passa com os seres, ou em tomo
dos seres. É a parte da oração mais rica em variações de forma ou acidentes
gramaticais."
( ) É certo que passaram a duvidar de mim.
( ) Falaram mal das pessoas envolvidas na reunião.
( ) Não descobriu nada, apenas dobrou o papel.
( )Flores, luzes, gente, tudo exercia nela um singular feitiço.
( )0 certo é que os clientes lutaram muito contra a doença.

a) 1-2-4-3-2
b) 1-4-2-3-5
c) 2-1-4-2-3
d) 2-4-1-3-2
e) 2-1-4-3-2

Leia, antes de responder às questões 13 e 14, os três conceitos de gramática


apresentados por Sírio Possenti (in GERALDI, org., 1984, 31-32):

Gramática 1: "conjunto de regras que devem ser seguidas por aqueles que
querem falar e escrevercorretamente."
Gramática 2: [ "conjunto de leis que regem a estruturação real dos enunciados
realmente produzidos por falantes, regras que são utilizadas."
Gramática 3: [ .... ] "conjunto de regras que o falante de fato aprendeu e das quais
lança mão ao falar."

13) (FUMARC-PMC/98)Assinale a alternativa incorreta.

a) Guardadas as devidas proporções, pode-se dizer que o primeiro conceito de


gramática se orienta por princípios que também atuam nas regras de etiqueta.
b) As gramáticas tradicionais do português operam com o primeiro conceito de
gramática. c) As regras a que se refere o terceiro conceito de gramática não são
aprendidas necessariamente na escola; aliás a escola é, nesse caso, fator prescindível.
d) Para que se dominem as regras do segundo tipo de gramática, é preciso que se
tenha aprendido um mínimo de regras da gramática 1.
e) Qualquer falante nativo do português possui, internalizado, o terceiro tipo de
gramática.

14) (FUMARC-PMC/98) Leia os itens abaixo. Após isso, assinale a opção correta.

1 - Uma frase como "Ana parece até que está meia boba" não teria, no português
atual, chances de aparecer recomendada em uma obra que se orientasse pelo conceito
de gramática 1.
II - Multas regras lingüísticas do português não fazem parte do conjunto de regras a
que se refere o conceito de gramática 1.
III - Os conceitos 2 e 3 de gramática estão ligados ao uso lingüístico.

a) Todos os itens trazem informações corretas.


b) Somente Itraz informação correta.
c) Somente II e III trazem informações corretas.
d) Somente II traz informação correta.
e) Somente III traz informação correta.

Tendo em mente uma concepção de língua distinta daquela veiculada nas gramáticas
tradicionais do português, examine as frases abaixo, produzidas por falantes do
português. A seguir, responda às questões de 15 a 17.

I - É melhor você mesmo dar o parecer, pois tratam-se de alunos do curso que você
coordena.
II - No Brasil, tem menas chances quem menos trabalha.
III - Gosto de comer doces, mas o doce que mais gosto é bananada.
IV - Você podia pensar alguma coisa a nível de exemplo sobre isso.
V - Vende-se esses dois móveis. Faço preço barato.

15) (FUMARC-PMC/98)Assinale a alternativa correta.

a) 0 produtor de IV usa melhor o português do que os produtores dos demais


enunciados. b) Na verdade, nenhum dos produtores dos enunciados produzidos sabe
português.
c) 0 produtor que menos demonstra saber português é que enunciou V.
d) Todos os produtores dos enunciados em questão estão usando regras do português.
e) 0 produtor de II violou uma das mais banais regras do português.

16) (FUMARC-PMC/98) Assinale a alternativa incorreta.

a) Em V, há pistas lingüísticas de que o seu produtor está tratando esses dois móveis
como sujeito.
b) Em III, exemplifica-se um fenômeno bastante comum do português: em alguns
ambientes sintáticos, verbos transitivos indiretos são tratados como transitivos
diretos.
c) Em II, está sendo usada a regra de que um vocábulo com função adjetiva concorda
em gênero com o termo a que se refere.
d) Sobre I, pode-se dizer que seu produtor está fazendo uso de hipercorreçao, fato que
também ocorre em frases como "Haviam poucos estudantes na sala".
e) Em V, há evidências lingüísticas da situação espacial em que o enunciado é
veiculado.

17) Em relação às normas cultas gramaticais, assinale a alternativa correta.

a) Os itens I, II, III, IV e V estão incorretos.


b) Estão corretos apenas os itens I e III.
c) Apenas estão corretos III e IV.
d) Todos os itens estão corretos.
e) Somente V está correto.

18) (FUMARC-PMC/98) Todas as alternativas a seguir são exemplos de que, no


português, o verbo nem sempre concorda com o sujeito, exceto:

a) Houveram multas inscrições para o concurso.


b) Existe multas mulheres com aids hoje em dia.
c) Quanto a meus pais, o que mais os incomodam é o barulho dos vizinhos.
d) Na vida, escolhem-se, muitas vezes, caminhos errados.
e) Ainda falta três meses para as férias.

Responda às questões de 19 a 21 de acordo com o esquema a seguir, assinalando,


para cada questão,

a) se os quatro períodos estiverem de acordo com a norma culta descrita pelas


gramáticas tradicionais.
b) se apenas três dos períodos estiverem de acordo com a norma culta descrita pelas
gramáticas tradicionaís.
c) se apenas dois dos períodos estiverem de acordo com a norma culta descrita pelas
gramáticas tradicionais.
d) se apenas um dos períodos estiver de acordo com a norma culta descrita pelas
gramáticas tradicionais.
e) se nenhum dos períodos estiver de acordo com a norma culta descrita pelas
gramáticas tradicionais.

19) (FUMARC-PMC/98)

I - Tem coisas que só a Philco faz por você.


II - Educação, um assunto que Minas dá aula.
III- Texaco, a marca que o murido confia.
IV- Epa: baratissíssimo.

20) (FUMARC-PMC/98)

I - Tínhamos levantado-nos cedo para ir à feira, mas desistimos.


II -Eles queriam, a despeito de todas as evidências, serem vistos como inocentes.
III - Janaína tentou impedir-lhe de vir aqui.
IV - Até a semana passada eles não tinham pegado a encomenda.

21) (FUMARC-PMC/98)

I - Vítor acatou às ordens do patrão.


II - Perante ao juiz ele permanecia culpado.
III - Cheguei mais tarde, pois fui obrigado a ir a casa.
IV -Ela gostaria de ter olhos bem azuis, mas eles eram castanho-claros.
22) (FUMARC-PMC/98)Assinale a alternativa que não contém comentário adequado
sobre o componente fonológico.

a) Vassoura e sua variante bassoura demonstram a regra fonológica segundo a qual o


[v] se transforma em [b] diante de [a].
b) Caça e casa são pares mínimos, através dos quais se estabelecem os fonemas /s/e
/z/, respectivamente.
c) No português do Brasil, a preferência pela colocação pronominal proclítica, ao
contrário do que se dá em Portugal, pode ser vista como uma evidência de que o
nosso pronome oblíquo não é átono.
d) Um exemplo de que vogais e consoantes têm significado e função diferentes na
escrita e na fala é a pronúncia adevogado para a escrita advogado.
e) Em "Nasci no Peru", tendo como oposição "Comi peru", a primeira palavra grifada
pode ser exemplo de que, no português, nem sempre o [e] átono se atualiza em [i].

23) (FUMARC-PMC/98)Assinale a alternativa que não apresenta comentário


adequado sobre o componente semântico:

a) Não se pode dizer que haja sinonímia completa, como demonstram as palavras
feliz e alegre. Por exemplo, a frase Saulo foi feliz em sua escolha não seria
considerada adequada por falantes do Português se aparecesse como Saulo foi alegre
em sua escolha.

b) Não se pode dizer que solteiro seja com efeito antônimo de casado. Esse fenômeno
é, aliás, ilustrado pela frase João é casado com Clotilde, embora aja como solteiro.

c) Comprar e vender são exemplos de uma relação de sentido de reciprocidade, e não


propriamente de antonímia; dizer que um objeto foi comprado implica que o objeto
foi vendido, mas não que a ação de comprar é oposta à ação de vender.

d) Há vocábulos que demonstram a posição do enunciador quanto ao que diz, como é


o caso de talvez no enunciado "Talvez eu venha visitá-la na próxima semana"; sua
ausência transformaria uma probabilidade de acontecimento em certeza.

e) Em determinadas situações, a escolha de um substantivo pode indicar a intenção de


enfatizar um traço do objeto ou ser ao qual o enunciador se refere, como seria o caso
em "Venha aqui, minha criança", se partisse de um marido e fosse dirigido a sua
esposa.

Para responder às questões 24 e 25, leia com atenção a redação a seguir, produzida
por um aluno do segundo ciclo do primeiro grau.
Era uma vez uma nadadora que tinha um pássaro. Ela se chamava Camila vivia com
sua mãe numa casa simples e seu pássaro numa casinha que Camila havia construido
no jardim de sua casa.
Só que um dia derepente eles seqüestraram seu pássaro. Camila ligou para a polícia,
mas a polícia nem ligou, aí, ela chamou a "suati" mas nada.
Só que ela apelou e foi ela mesma procurar seu pássaro e resolveu dar uma de
detetive e "fui"

24) (FUMARC-PMC/98) Assinale a alternativa que não analisa adequadamente o


recado.

a) Pode-se dizer que a infortnação que o aluno escolheu para caracterizar a


personagem central de seu texto - nadadora - é irrelevante, pois ela não se liga a nada
que se expõe na história.

b) A expressão "Era uma vez", no primeiro parágrafo, é um índice de


intertextualidade, já que estabelece uma relação com a estrutura de histórias infantis.

c) No segundo parágrafo, o fato de o aluno não substituir Camila pelo pronome


pessoal ela pode ser tanto resultado de um relativo desconhecimento dos mecanismos
coesivos de referenciação, quanto uma opção consciente de evitar a ambigüidade
decorrente da presença de duas personagens femininas no mesmo período.

d) No texto, o verbo ligar é utilizado com dois sentidos; esse é um dos motivos pelos
quais sua ocorrência no mesmo parágrafo não deveria ser vista necessariamente como
um problema de repetição, mas como um conhecimento do aluno sobre os diferentes
efeitos de sentido que um mesmo vocábulo pode provocar.

e) Ao usar fui com aspas, no final da redação, o aluno pretende atribuir um sentido
especial para o vocábulo; além disso, evidencia a entrada de uma outra voz
enunciativa.

25) (FUMARC-PMC/98)Assinale a alternativa que não analisa adequadamente a


redação.

a) Há indícios de que o aluno conhece o uso das aspas, um deles é o fato de utilizá-las
para marcar a palavra de origem estrangeira.

b) A grafia de derepente pode ser explicada como uma hipótese do aluno de que as
preposições podem ser unidas aos vocábulos, como ocorre com acima ou abaixo.

c) 0 vocábulo aí estabelece urna relação de temporalidade e de causalidade, é um


índice utilizado pelo aluno para relacionar, de fortna cronológica, os fatos,
mostrando, simultaneamente, as razões para a ocorrência dos acontecimentos.
d) Pode-se dizer que o aluno não detém o conhecimento do uso de vírgulas, pois as
utiliza apenas uma vez em todo o texto.

e) A preocupação central do aluno em sua narrativa não é descrever os fatos, do que


decorre a produção de um texto com poucos detalhes.

26) (FUMARC-PMC/98) Uma publicidade da revista VEJA trazia o seguinte


enunciado: Contribuinte: conheça seus dependentes. Ao lado do enunciado havia
fotos de capa da revista com personalidade pública envolvida em escândalo e, em
seguida, VEJA indispensável.
Assinale a alternativa que não apresenta comentário adequado à publicidade.

a) Os dois pontos no primeiro enunciado da publicidade poderiam ser substituídos


por uma vírgula, sem que houvesse alteração de sentido.
b) Embora o termo contribuinte refira-se àquele que contribui ou paga contribuição, o
anúncio é direcionado na verdade aos leitores potenciais da revista.
c) No primeiro enunciado, o vocábulo contribuinte exerce a função de vocativo.
d) 0 vocábulo dependentes não recebe, na publicidade, seu sentido usual, mas foi
utilizado adequadamente.
e) A intenção central da publicidade é demonstrar a necessidade de que os cidadãos
estejam informados sobre as ações das personalidades públicas.

27) (FUMARC-PMC/98) Cegalla (1985: 274) afirma que ocorre sujeito


indeterminado quando "não se indica o agente da ação verbal". Todos os períodos a
seguir são exemplos dados pelo autor para ilustrar esse tipo de sujeito. Assinale a
alternativa que traz exemplo inadequado para a definição proposta pelo gramático.

a) Come-se bem naquele restaurante.


b) Assistiram-me muito bem.
c) Trata-se de fenômenos que nem a ciência sabe explicar.
d) Na rua olhavam-no com admiração.
e) Atropelaram uma senhora na esquina.

GABARITO

Texto - Crime e criminalidade

01-A 02-D 03-B 04-A 05-C 06-B 07-A


08-D 09-B 1 0-A 11-C 12-A 13-D 14-E
15-E 16-D 17-D 18-B 19-A 20-E 21-B
22-E 23-B 24-A 25-E 26-B 27-E 28-A

Comentários
02-D A história dos mineiros de Nova Lima serve de pretexto para o autor mostrar
como multas vezes se combatem os efeitos e não as causas de um mal, no caso a
criminalidade.

05-C No texto, terra é o subsolo de Nova Lima, e poeira é o de pedra pelo


trabalho na mina.

07-A No quinto parágrafo do texto, há a passagem que confirma: "combater o crime


epidêmico sem levar em conta a sua condição de sintoma ",- "Criminalidade é
efeito... "

08-D Está explícita tal idéia no último parágrafo quando o autor afirma que "o puro e
simples combate ao efeito não remove - nem resolve - a causa que o produz."

12-A b: deslize c: alteza, proeza d: firmeza e: triz

13-D Dia é prefixo e gnosis (gnose = conhecimento) é radical. // a, b, c, e =


doença

14-E Em "a cidade buscava repouso", buscar é ação praticada por seres animados:
pessoas e animais

17-D A ironia está na afirmação de que os ingleses estavam perturbados em sua boa
consciência; pois estavam pouco se importando com a saúde dos mineiros.

18-B em vez de = em lugar de Chorava ao invés de = ao contrário de // Chorar


é o oposto de rir.

19-A A venda de xaropes era útil porque dava lucro e agradável porque
proporcionava aos ingleses sossego, um sono tranqüilo, sem a irritante tosse dos
mineiros à noite.

21-B As últimas linhas do texto confirmam: "Ao contrário: a luta isolada contra o
efeito pode tomar-se danosa e perversa, uma vez que, destruindo sua função
alertadora e denunciadora, provoca uma cegueira perigosa, que aprofunda a raiz do
mal."

22-E a: tão modesto b: mais violenta c: tonéis e tonéis d: grande tosse

23-B desencontrados = desacertados, contrários, discordantes; não é sinônimo


de não encontrados.

24-A Refere-se a "uma importante mina de ouro".


25-E era sacudida: verbo sacudir é transitivo direto; está sendo usado na voz passiva
analítica; era: verbo auxiliar
Sujeito: a cidade agente da passiva: por uma trovoada surda e cava
[era] inquietada: verbo inquietar (TD); também usado na voz passiva analítica

26-B a: oração subordinada adjetiva restritiva c: oração subordinada


substantiva subjetiva
d: período simples, oração absoluta e: oração subordinada adverbial
comparativa

27-E A vírgula após uma vez que não pode ser eliminada já que sua função é separar
duas orações subordinadas adverbiais: uma vez que provoca uma cegueira perigosa:
subordinada adverbial causal -destruindo sua função alertadora e denunciadora:
subordinada adverbial temporal

28-A há dois paroxítonos - história, útil e um proparoxítono - enérgicas

Diversos

01-B 02-E 03-E 04-C 05-C 06-A 07-B


08-E 09-D 10-C 11-A 12-E 13-D 14-A
15-D 16-A 17-A 18-D 19-E 20-D 21-C
22-B 23- B 24-C 25-D 26-E 27-C

Comentários

Correção dos períodos pertencentes às questões 08 a 10


I: Havia / pesquisas II: espontaneidade III: buscaram-se
IV: informamo-lo do ou informamos-lhe o VI: Acabados / deixar-
me-ia
VII: restam dúvidas / recorre-se a esses VIII: se lembrar das /
lembrar as
IX: grafia e pontuação: "... os senadores, na sessão de ontem, determinaram
possíveis alterações..."
X: Através

12-E l-advérbios 2-preposições 3-substantivos 4-verbos

16-A Está tratando o termo em destaque como objeto direto

17-A 1: trata-se de alunos II: tem menos chance III: de que mais gosto
IV: em nível de V: Vendem-se barato esses dois móveis
18-D a: Houve (oração sem sujeito) b: Existem... mulheres
c: o que... os incomoda e: faltam três meses

19-E I: Há coisas II: de que Minas dá aula


III: em que o mundo confia IV: Epa: baratíssimo

20-D I: Tinhamo-nos levantado II: queriam ser vistos III: impedi-lo de vir

21-C I: acatou as ordens (sem crase:OD) II: Perante o juiz

23-B solteiro descompromissado, livre de compromisso casado compromissado,


preso a compromisso

24-C No 2º parágrafo, o aluno substituiu consciente e acertadamente Camila pelo


pronome ela, na 3ªoração.

25-D No texto, o aluno colocou corretamente três vírgulas.