Você está na página 1de 8

MÓDULO 2

Um esboço do modelo teórico de Personalidade no método de Rorschach.

Referência Bibliográfica:

COELHO, L.M.S.. & FALCÃO, M.I. Prova de Rorschach: diretrizes gerais na interpretação dos
resultados, 2006. Páginas 15-27.

“Toda pesquisa deve fundamentar-se em uma concepção teórica precisa e ao mesmo tempo
suficientemente ampla, para permitir o esclarecimento de um dado conjunto de
fenômenos”. (Lucia Coelho)

Portanto, uma teoria é o resultado da reunião, do exame e da análise cuidadosa dos dados
empíricos às características objetivas dos fenômenos por ela interpretados.
A teoria da personalidade que adotamos baseia-se fundamentalmente na concepção positivista
iniciada por Augusto Comte. O autor toma como ponto de partida o fator social humano.

“O ser humano é um organismo biológico, incorporado a uma cultura”. (Sullivan)

O autor concorda com a acepção de Comte no que se refere à questão de que o homem é uma
combinação do biológico e do cultural.
Dentro do campo da Psicologia e da Psiquiatria, temos o Prof. Aníbal Silveira que sistematizou as
interpretações dos fenômenos à luz da filosofia positivista.

A fonte principal de sua teoria e de seus métodos de investigação reside na epistemologia comtiana,
dando relevo ao estudo dinâmico do indivíduo, o qual é considerado do ponto de vista bio-psico-
social.
Para a teoria positivista, o estudo do comportamento – seja em Biologia, seja em Psicologia – não
pode omitir o fato de que se trata sempre de uma inter-relação dinâmica entre o organismo vivo e
o meio ambiente que o circunda. Em decorrência, é possível afirmar que a família e o ambiente são
referenciais de modelo marcante para a criança, no que se refere à formação de sua personalidade.
Dessa inter-relação dinâmica resulta, em plano intelectual, a concepção de realidade. Porém, o que
caracteriza esse processo é o fato dele ser essencialmente ativo. Trata-se sempre de um indivíduo
em ação no meio social. O indivíduo não se acomoda puramente às condições de sua existência,
mas age também sobre o meio, modificando-o à própria realidade social.

O resultado geral da atividade psíquica e da adaptação individual à realidade, depende das


condições ambientais e das disposições do indivíduo através de suas relações interpessoais.
Este modelo, aplicado e desenvolvido por Silveira, vem sendo aprimorado por Lucia Coelho desde
1980, que o correlaciona com pesquisas mais recentes em psicologia cognitivista e
neuropsicologia.
O aspecto dinâmico da personalidade envolve necessariamente a participação do ambiente e,
portanto, é possível de ser influenciado pela cultura, educação, condições genéticas e experiências
de vida de cada indivíduo.
Só através dessas inter-relações poderemos compreender os processos de aprendizado que
permitem a integração cada vez mais harmônica do ser humano nas condições sociais.

Em virtude destas características, Silveira através de seu modelo de análise, se mantém fiel ao
fundamento básico da prova de Rorschach.
Silveira propõe uma organização sistêmica e evolutiva dos fenômenos psicológicos, expressão
mais diferenciada e complexa da atividade cerebral.
Através da junção da imagem mental e das manchas da prova de Rorschach, pelo teste de
realidade, podemos abstrair as características de personalidade.

O diferencial da metodologia de Silveira na elaboração da prova de Rorschach pode ser notado


pelo refinamento técnico de todas as etapas do processo: aplicação, classificação das respostas,
cálculo e interpretação. Todas essas etapas estão correlacionadas e ancoradas na teoria de
personalidade que alinhava de modo consistente e dinâmico as funções neurais, o trabalho
cognitivo e a organização emocional subjetiva e única a cada um. Deste modo, a Escola de Silveira
prima pela comunhão entre a objetividade, dinâmica e respeito à experiência subjetiva.

Atividades recomendadas:

1) Faça uma leitura criteriosa do texto indicado, observando a distinção entre a estrutura e a
dinâmica de personalidade postulada pelo modelo teórico e o conjunto de funções subjetivas
agrupadas fundamentalmente em três setores: Afetividade, Conação e Inteligência (ou Cognição).

2) Acompanhe o seguinte exemplo de exercício:

Com relação às esferas de personalidade avaliadas pelo Rorschach, associe a definição à esfera.

I –. Esta esfera compreende o setor da personalidade que reúne dinamismos que antecedem
e possibilitam o comportamento explícito, de natureza intelectual, e afetivo-emocional.
II – Esta esfera compreende o setor básico da personalidade que reúne funções subjetivas-
instintos e sentimentos que estimulam o ser humano constantemente a satisfazer as
necessidades da própria existência e da espécie e que mantém ativo o interesse em ampliar
suas relações interpessoais.
III – Esta esfera compreende o conjunto das funções psíquicas responsáveis pela adaptação
lógica e objetiva do indivíduo ao meio.

Assinale a alternativa correta:


A) I – Conativa; II – Afetiva III – Intelectual
B) I - Conativa; II – Intelectual; III – Afetiva
C) I - Afetiva; II – Intelectual; III – Conativa .
D) I – Intelectual; II – Afetiva ; III – Conativa.
E) I – Intelectual; II – Conativa; III – Afetiva

A alternativa correta é a letra “A”, pois a Afetividade é o setor básico e que possui duas instâncias
(plano mais primitivo dos instintos e o plano dos sentimentos). A Conação é o setor intermediário e
possui três funções básicas (Iniciativa, Manutenção e Prudência). A Intelectual corresponde ao
grupo de funções psíquicas (Observação, Elaboração e Comunicação).

Campos de aplicação do Psicodiagnóstico de Rorschach.

Referência Bibliográfica:

COELHO, L.M.S. & FALCÃO, M.I. Prova de Rorschach: diretrizes gerais na interpretação dos
resultados, 2006 - “Campos de aplicação”, (páginas 187-188).
Os campos de aplicação desta prova são inúmeros, cada um deles exigindo procedimento e
avaliação específica dos processos mobilizados pela prova:

ANTROPOLOGIA – estudo da visão de mundo e das mentalidades em diferentes culturas.


CLÍNICA - estudo dos distúrbios mentais e níveis de comprometimento do psiquismo.
PSICOLOGIA GENÉTICA – estudo dos processos envolvidos em diferentes fases do
desenvolvimento.
LAUDOS JUDICIÁRIOS – estudo da ocorrência de distúrbios cognitivos, motores ou emocionais
que afetam o julgamento de realidade e provocam desvios de comportamento.
ORIENTAÇÃO VOCACIONAL – estudo dos recursos e interesses pessoais do examinando.
SELEÇÃO E INTEGRAÇÃO PROFISSIONAL – para a orientação e seleção profissional, o
examinador deverá levar em conta os recursos individuais desejáveis ao exercício de cada
profissão e aos diferentes cargos exercidos em cada uma delas. Considerar ainda os desvios de
personalidade ou as carências cognitivas e práticas que interditam o exercício eficiente de uma
tarefa.

Convém ressaltar que a Prova de Rorschach é um instrumento de personalidade que permite


avaliar uma gama ampla e profunda quer das características pessoais, quer do aspecto emocional
do examinando. Desta forma, uma vez que o psicólogo tenha propriedade das indicações,
contraindicações e dos processos psíquicos mobilizados durante o exame, sua aplicabilidade
depende das circunstâncias externas e da criatividade e profissionalismo do especialista em
Rorschach. Neste sentido, há um "sem fim" de campos dentro dos quais a Prova de Rorschach
pode alcançar sua aplicabilidade.
Portanto, a utilização do Método de Rorschach por um clínico, supõe competência teórica e
experiência profissional consistente para a análise e interpretação do psicograma.

Atividades recomendadas:

1) Faça uma leitura do texto indicado, observando os vários campos de aplicação da técnica,
lembrando que é impossível traçar todas as possibilidades de utilização deste instrumento de
diagnóstico da personalidade da mesma maneira que se mostram ilimitados os caminhos que a
natureza humana encontra para sua expressão.

2) Acompanhe o seguinte exemplo de exercício:

Um juiz solicita um psicodiagnóstico de um detento por homicídio, pois a argumentação da defesa


é que o detento estava fora de si quando cometeu o crime. O juiz tem dúvidas sobre esta
argumentação da defesa. A utilização do Rorschach é indicada?

Assinale a alternativa correta.

A) È indicada, pois mostra as condições ideais, desejáveis e indesejáveis do perfil


psicológico do detento.
B) Não é indicação, pois o Rorschach não é utilizado no campo jurídico.
C) É indicada, pois permite avaliar o grau de noção da realidade, análise do caráter
(distúrbios afetivos)
D) È parcialmente indicada, já que os detentos normalmente têm um índice de resposta
muito baixo e ele vai conseguir com isto burlar o método.
E) Não é indicado, pois não é possível avaliar a patogenética dos distúrbios.
A alternativa correta é a letra “C”, pois podemos entender se o sujeito possui recursos subjetivos
para a reintegração social.

3) Realize agora os exercícios deste módulo, anotando as dúvidas que surgirem durante a
resolução. Caso elas persistam, apresente-as ao professor, nas aulas presenciais.

Exercício 1:

Leia atentamente o texto abaixo (Coelho, 2006) para responder à questão:

“A teoria de personalidade que adotamos tem suas raízes históricas na filosofia de Au


gusto Comte, criador da sociologia e que influenciou as concepções estruturalistas em
antropologia e as concepções sistêmicas da atividade cerebral. Seguindo esta diretriz
e baseando-
se em concepções e experiências mais recentes da psicologia, neurofisiologia e antrop
ologia sobre o psiquismo normal, Silveira elabora seu modelo teórico de personalidad
e”.

Assim, o modelo de personalidade de Aníbal Silveira.

I. Parte do pressuposto da natureza social da espécie humana, pois todo processo biol
ógico ou psicológico requer a interação social, condição primordial para a sobrevivênci
a da espécie.

II. Propõe uma organização sistêmica e evolutiva dos fenômenos psicológicos como e
xpressão mais diferenciada e complexa da atividade cerebral, comum a todos os anim
ais.

III. A dinâmica psíquica resulta da estreita ligação entre indivíduo e ambiente, consid
erados como pólos de um sistema aberto, em constante transformação e reestruturaç
ão.

IV. A dinâmica psíquica decorre de funções básicas que se articulam de modo seletivo
, formando sistemas que evoluem com certo grau de regularidade nas diferentes fase
s de desenvolvimento do ser humano.

Assinale a alternativa correta:

A) Apenas II e III estão corretas

B) Apenas II está correta

C) Apenas I, III e IV estão corretas.

D) Apenas I, II e III estão corretas


E) Apenas I e II estão corretas

Exercício 2:

Para Coelho e Falcão (2006), os campos de aplicação do Rorschach podem:

Assinale a alternativa correta:

A) Restringir-se à área clínica, devido à complexidade de avaliação.

B) Atualmente, restringe-se ao campo jurídico, devido à complexidade dos laudos.

C) Colaborar no campo clínico e jurídico

D) Restringir-se a análise patogenética.

E) Alcançar ampla aplicabilidade, desde que o psicólogo tenha propriedade das indicações

Exercício 3:

Lucia Coelho explica o processo de construção das imagens de Rorschach que estimulam diversas

respostas do examinando, ao acionar diversos sistemas de percepção que norteiam as interpretações dadas. Sobre
os diversos estímulos oferecidos nas pranchas, é incorreto afirmar que:

A) As manchas possuem estruturas específicas, porém abertas, que permitem a construção de significados
pautados na realidade vivida pelo examinando.

B) As manchas são amorfas, como borrões feitos aleatoriamente, de modo a proporcionar estímulos variados para
potencializar a criatividade dos sujeitos.

C) As diferentes cores e variações de tons despertam na memória do examinando a evocação de experiências


visuais relacionadas a relevos, a superfícies concretas, à noção de transparência.

D) Os tons de luminosidade sugerem a percepção de profundidade, difusão no espaço ou a construção


tridimensional.

E) As diferentes proporções entre as áreas orientam o olhar sugerindo a direção do movimento da imagem

Exercício 4:

Um psicólogo decidiu utilizar as manchas de tinta do método de Rorschach em um p


rocesso de seleção de pessoal. Buscava selecionar pessoas criativas para trabalharem
em uma agência de publicidade. Assim sendo, explicava aos candidatos que eles fari
am um teste de criatividade que consistia em observar as manchas de tinta e dizer co
m que se parecem. Posteriormente, classificou as respostas como mais criativas ou m
enos criativas, utilizando seu julgamento pessoal. Observe as afirmações abaixo:
I. O método de Rorschach não pode ser utilizado em seleção de pessoal, apenas deve
ser utilizado em avaliação clínica.

II. A avaliação da criatividade é uma das principais finalidades do método de Rorscha


ch.

III. Podemos questionar a validade desta avaliação, pois ela dependeu do julgamento
subjetivo do avaliador.

É correto APENAS o que se afirma em

A)As afirmações I e III são verdadeiras

B) Todas as afirmações são verdadeiras.

C) Apenas a afirmação III é verdadeira.

D) Todas as afirmações são falsas.

E) Apenas a afirmação I é verdadeira

Exercício 5:

A teoria de Personalidade de Aníbal Silveira embasa as interpretações dos protocolos


dos examinandos submetidos ao Rorschach. Portanto:

I – É uma teoria Psicanalítica

II – As funções psíquicas organizam-


se em três setores: afetividade, conação e inteligência. -
IIICada série de fatores determinantes, traduzem a expressão predominante de siste
mas de uma ou mais esferas da personalidade.

Assinale a alternativa correta.

A) Apenas I está correta.

B) Apenas II está correta

C) Apenas II e III estão corretas

D) Apenas I e II estão corretas

E) I, II e III estão corretas.


Exercício 6:

Na teoria de Personalidade do Método de Rorschach, o conceito de projeção é estabe


lecido como

uma função_ _ _ _ _ _ _ _ _ , ou seja, a idéia de que a projeção de características pr


óprias do
examinando pode se exteriorizar mediante a apresentação de um material _ _ _ _ _ _
_ _ estruturado, que possibilita a liberdade de resposta, sem que necessariamente i
mplique num processo _ _ _ _ _ _ _ _ , mas como atribuição de aspectos à realidade
externa..

Assinale a alternativa correta que complementa as lacunas acima

A) Expressiva – fortemente – defensivo

B) Defensiva – fracamente – expressivo.

C)Expressiva – fracamente – defensivo

D)Defensiva – fortemente – expressivo

E)Expressiva – desestruturado - defensivo

Exercício 7:

Considerando a relevância do conceito de projeção, percepção e a especificidade dos borrões nas pranch
as no método de Rorschach, leia atentamente as afirmações abaixo e depois assinale a alternativa correta

I- Quanto mais agregado é o borrão de tinta nas pranchas, melhor a condição para o deslocamento dos c
onteúdos internos pela projeção.

II- Traços visuais específicos dos perceptos, provocados por estímulos visuais não específicos e ambíguos
, permitem o fluxo dos conteúdos internos com maior facilidade.

III- A estruturação do estímulo é fundamental para o desencadeamento do mecanismo de projeção, já qu


e essa não se apresenta perante o caos.

Está correto o que se afirma em:

A)São corretas as afirmações I e II.

B)São corretas as afirmações I e III.

C)Somente a afirmação I é correta.


D)Somente a afirmação II é correta.

E)Somente a afirmação III é correta.