Você está na página 1de 5

Estudo

de Caso

Liderança e Desenvolvimento
de Equipes
Professora: Adriana Giovanela
Professora: Anna Beatriz
Unicesumar
2

estudo de
caso

A Importância da Liderança na Gestão de


Equipes
O mundo está em constante mudança, a velocidade na troca de informações, a era da tec-
nologia e o processo de globalização exigem dos líderes a capacidade de se adequarem a
essas mudanças. Como afirma (VERGARA. 2003. p.15), “podemos dizer que o que acontecia
em décadas passou acontecer em segundos. O presente nos escapa a mão”.
A liderança existe desde os primórdios da humanidade e se faz necessária ao alcance de
objetivos e metas, seja qual for o ambiente em questão, como uma religião, uma família ou
uma empresa. Sem ela não é possível se chegar a um denominador comum nas decisões,
nem obter sucesso nos empreendimentos. Porém, esta não deve ser imposta, mas sim con-
quistada, gerando, assim, liderados motivados e empenhados em desenvolver suas funções
com eficiência e eficácia.
Liderar uma equipe parece tarefa fácil, alguns, dizem os autores, são líderes natos, outros,
segundo a teoria, a desenvolvem, mas na realidade é uma árdua tarefa que poucos conse-
guem realizar de maneira eficaz.
E liderar com tal êxito vem requerer do líder a capacidade de trabalhar suas competências,
habilidades e atitudes, aprimorando-as constantemente, por meio de cursos e treinamentos,
nos quais o líder deve empenhar-se em realizar com determinada frequência, inteirando-
-se constantemente sobre comportamentos, métodos e técnicas essenciais ao novo líder.
A importância do papel do líder dentro de uma organização nos dias atuais tem sido
fundamental para o desenvolvimento e capacitação de seus liderados, em constante busca
dos resultados empresariais positivos, entendendo que liderar é muito mais que dar ordens,
é saber lidar com as mais variadas personalidades, é saber influenciar, é saber ouvir e valori-
zar o capital intelectual.
Desempenhar com precisão esse papel requer do líder uma série de competências, ha-
bilidades e atitudes (CHA), as quais devem ser diariamente aprimoradas.
A Motivação é essencial e deve estar presente nas qualidades de um líder, pois uma
equipe motivada tem grandes chances de obter sucesso em suas realizações profissionais.
Unicesumar
3

estudo de
caso

Cabe ao gestor estar consciente em motivar seus funcionários para que a empresa possa,
assim, atingir suas metas e objetivos de maneira eficaz. Um elogio, uma promoção quando o
profissional é reconhecido pelo seu empenho faz com que ele se sinta bem consigo mesmo
e com seu trabalho. A Motivação está atrelada às necessidades humanas, quando as expec-
tativas em relação a essas necessidades são atendidas, o desempenho e sucesso de uma
equipe tende a ser excelente.
Utilizaremos neste estudo de caso exemplos do futebol e do vôlei. O futebol, quando
chegou ao Brasil, no século XIX, por Charles Muller, era um esporte elitizado. Com o passar
do tempo, ganhou popularidade, ficou democrático e tornou-se uma paixão nacional.
Atualmente, é visto como entretenimento e recreação, quando praticado nas escolas e nas
ruas. Mas ganha seriedade, quando disputado entre equipes oficiais.
Pode-se dizer que o esporte também é uma profissão, cada jogador tem uma função a
ser desempenhada e todos juntos formam uma equipe. Mas existe um integrante do grupo
que nas últimas décadas ganhou destaque: o técnico, ou seja, o líder da equipe. Enquanto
onze integrantes permanecem em campo, exercendo seus papéis, o líder mantém-se no
banco, totalmente concentrado, estudando possibilidades para ganhar o jogo, analisando
cada passo, cada jogada e lidando com um misto de emoções profundas e contrárias ao
mesmo tempo. Se o time ganha, o treinador ganha as honrarias, mas se perde, é apontado
como culpado rapidamente. Vida de líder não é fácil.
Tite pode ser considerado um dos grandes técnicos e líderes do futebol da atualidade
e, quando questionado sobre liderança, disse que aprendeu e se inspirou em vários treina-
dores que teve, que seu estilo de liderança é baseado na sua verdade e que o sucesso da
equipe vem quando o objetivo do grupo fica acima do individual. Para ele, cada jogador
tem sua característica que deve ser aproveitada pela equipe “um dá velocidade, outro força,
outro qualidade técnica” e todos se complementam. Também fala da maneira que precisa
usar para falar com cada um dos jogadores, pois cada um tem um jeito de reagir.
Outro grande exemplo de liderança, amplamente reconhecido e admirado por sua garra
e competência, também citado, é o técnico de Voleibol Bernardinho. A integração entre os
jogadores em quadra é fundamental para o resultado do time, quando um não está bem na
partida, é necessário substituí-lo, até mesmo os melhores jogadores têm seus dias de baixo
desempenho.
Unicesumar
4

estudo de
caso

Bernardinho, quando questionado sobre liderança, disse que “o importante é que o líder
seja transparente e autêntico, por isso, a equipe entende que é apenas a minha forma de ex-
travasar meus sentimentos. Eles podem eventualmente duvidar da minha forma de fazer as
coisas, mas nunca da minha intenção”. Ele ressalta a importância da equipe estar motivada,
“Sem motivação a equipe não chega a lugar algum”. O técnico também fala da necessidade
de feedback constante: “Coaching é uma relação de parceria que revela e liberta o potencial
das pessoas de forma a maximizar seu desempenho”. Sobre os objetivos da equipe, o treina-
dor ressalta: “A missão do líder e sua contribuição de buscar o máximo de cada um muitas
vezes contraria interesses, mas ele deve seguir suas convicções sem buscar popularidade e,
sim, o melhor para sua equipe”.
Bernardinho (2006, pg. 105) disse que “A confiança é à base de qualquer relação. E é sobre
esse pilar que devemos construir o relacionamento com nossos colaboradores”.
Ambos os treinadores concordam que liderar equipes é lidar com pessoas com diferentes
perfis ou diferentes CHA (Competência, Habilidade e Atitude) e, ainda, gerir o conhecimen-
to e motivar a equipe. Como fazer?
Na teoria desenvolvida por Fleury e Fleury (2001), os autores comparam a liderança de
equipes a uma orquestra, onde cada músico com seu respectivo instrumento tem função
específica e todos contribuem para o resultado final.
Os autores apontam que o desafio da liderança é saber lidar com cada membro da equipe
e como desenvolver e aproveitar ao máximo a competência de cada um. A noção de com-
petência aparece associada a verbos como: saber agir, mobilizar recursos, integrar saberes
múltiplos e complexos, saber aprender, saber se engajar, assumir responsabilidades, ter visão
estratégica. As competências devem agregar valor econômico para a organização e valor
social para o indivíduo (FLEURY; FLEURY, 2001).
Os autores ainda definem competência como um saber agir responsável e reconheci-
do, que implica em mobilizar, integrar, transferir conhecimentos, recursos, habilidades que
agreguem valor econômico à organização e valor social ao indivíduo.
Outro conceito importante na liderança de equipe é a resiliência, ou seja, até onde cada
pessoa consegue chegar, quais trabalham melhor sob pressão, quando é o momento de
desacelerar.
Unicesumar
5

estudo de
caso

Para Bernardinho, “não importa o tamanho do seu talento. Se você é incapaz de fazer
parte de um grupo de uma comunidade e se dá mais importância ao ‘eu’ do que ao ‘nós’,
você está fadado ao fracasso”.
O conceito da liderança como uma orquestra é uma excelente metáfora, pois para que
a sinfonia seja um sucesso, todos os músicos precisam estar alinhados, atentos ao comando
do líder maestro, os sons dos instrumentos se completam e, se um desafinar, coloca em risco
o resultado de toda a equipe.
A Liderança Estratégica também é muito importante para o crescimento de uma organi-
zação. Em termos empresariais este conceito é bem abrangente e usado em todas as gestões
dentro da organização. Sem liderança estratégica é muito difícil sobreviver nos tempos de
hoje, com a globalização. Liderança esta, que exige do líder a capacidade de agir diante da
incerteza, atualizar-se constantemente sobre os constantes avanços tecnológicos, buscar a
renovação sempre.
Grandes líderes da história deixam legado de ensinamentos úteis, exemplos que podem
ser aplicados em várias situações, indispensáveis ao exercício da liderança. Qual o legado
que você quer deixar?

Bibliografia recomendada para fundamentar o caso:

FLEURY, M. T. L.; FLEURY, A. C. C. Construindo o conceito de competência. São Paulo: RAC,


Edição especial, 2001.
REZENDE, B. R. de. Transformando suor em ouro. Rio de Janeiro: Sextante, 2006.
VERGARA, Sylvia Constant. Gestão de pessoas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2003. VERONEZZI, R.
S. Revista É Sumaré. Ano II. Edição no 3; 2013.