Você está na página 1de 16

Sensores

Indutivos Conteúdo

Este capítulo tem a


finalidade de esclarecer o
usuário sobre os conceitos
básicos mais importantes,
1.0
os detalhes técnicos, as
condições de utilização,
normas e outros, para
sensores indutivos em geral.

1.0.2 Definições
1.0.3 Distâncias sensoras
Tempos de retardo
Variação de temperatura
1.0.4 Instruções de montagem,
Torque de aperto
1.0.5 Parâmetros elétricos
1.0.6 Parâmetros elétricos
Circuitos de saída
1.0.7 Ligação em série e paralelo
Categorias de utilização
1.0.8 Diagramas de saída
Circuitos de proteção
1.0.9 Curvas de atuação
1.0.10 Tipos de cabos
Espaço de desmontagem
1.0.11 Materiais
1.0.12 Normas
1.0.15 Qualidade

1.0.1
Sensores Descrição de funcionamento,
Indutivos Definições

O princípio dos ... indutivos de proximidade No condutor são induzidas amplitude de oscilação.
sensores... baseia-se no efeito da correntes parasitas, que Esta alteração é transferida
interação de campos absorvem energia do para o sensor indutivo.
eletro-magnéticos e campo magnético e como
condutores metálicos. consequência reduzem a

Os grupos funcionais... ... dos sensores de


proximidade Balluff, são:

Campo do Oscilador Demodulador Circuito de Circuito de


sensor, sincronismo saída
bobina e
núcleo

"Superfície ativa"... ... é a área através da qual o superfície do núcleo e

Campo do
campo eletro-magnético de corresponde

sensor
alta frequência se irradia no aproximadamente à
meio externo. Esta área é superfície da área externa
basicamente definida pela deste núcleo.

Superfície ativa

Placa normalizada ... é uma placa quadrada de – ao diâmetro do círculo


de medição... ferro Fe 360 (ISO 630), circunscrito da

normalizada
através da qual se define a "superfície ativa" ou

placa
distância sensora S, confor- – a 3 sn, quando o valor for
me a norma IEC 947-5-2. superior ao diâmetro
A espessura é de d =1 mm; mencionado acima.
o comprimento lateral
corresponde:

Material Fator
Fator de correção... ... fornece a redução da Aço 1,0
distância sensora em Cobre 0,25...0,45
presença de materiais Latão 0,35...0,50
cujas carcterísticas Alumínio 0,30...0,45
apresentam desvios em Aço inoxidável 0,60...1,00
relação ao ferro Fe 360. Níquel 0,65...0,75
Ferro fundido 0,93...1,05
Frequência de ... corresponde à quantidade
comutação f ... máxima de comutações por
segundo.
se x i m

De acordo com a norma


pr
pl orm

ns i d
o
ac a

IEC 947-5-2, o acionamento


n

or a d
a liz

de e

é feito através de uma placa


normalizada, que é fixada
ad
a

sobre um disco rotativo de


material não condutor.

A relação entre as superfícies


do ferro e do material não
condutor deve ser de 1:2.

Considera-se atingido o valor


nominal da frequência de
comutação, quando:
– o sinal correspondente à
ativação t1 = 50 µs, ou
– o sinal correspondente ao
desligamento for t2 = 50 µs.

1.0.2
Distâncias sensoras,
Sensores Tempos de retardo,
Indutivos Variação de temperatura

Distâncias

placa de medição
sensoras
Distância sensora s... ... é a distância entre a placa proximidade quando ocorre
1.0
de medição e a "superfície uma inversão do sinal (conf.
ativa" do sensor de EN 50 010).

Distância sensora ... é a distância sensora influências externas como


nominal sn ... teórica, que não considera temperatura e tensão.
tolerâncias de fabricação e
sn

ativa
Distância sensora real sr... ... é a distância sensora de ção e valores pré-determina-
um determinado sensor de dos de tensão e temperatura
proximidade, considerando- Ta = +23ºC ± 5 sr
se as tolerâncias de fabrica- (0,9 sn ≤ sr ≤ 1,1 sn).

superfície
Distância sensora útil su ... 110 % 90 %
... é a distância sensora de determinadas de tensão e
um determinado sensor temperatura
de proximidade, (0,81 sn ≤ su ≤ 1,21 sn). su
considerando-se faixas pré- 100 %
121 % 81 % 0%

Distância sensora ... é a distância sensora em fixos de tensão e


garantida sa... que se garante a operação temperatura
do sensor de proximidade, (0 ≤ sa ≤ 0,81 sn).
sa
considerando-se valores

Histerese H ... ... é a distância entre os se aproxima ou se distancia Conforme a norma


(faixa do retorno pontos de comutação, do sensor. O valor é EN 60947-5-2, H ≤ 0,2 sr.
da comutação) ... quando a placa normalizada informado em % de sr

Repetibilidade R ... ... de sr, é determinada Temperatura: T = +23°C ±5°C, De acordo com a norma
considerando-se a tensão umidade relativa do ar = EN 60947-5-2, o desvio
de medição Ue além das 50 - 70 % ±5 %, duração da permitido é de R ≤ 0,1 sr.
seguintes condições: medição t = 8 h.

Tempos de rretar
etardo
etardo
espostas tv ...
Tempo de rrespostas ... é o tempo que decorre do em que o sensor está apto
momento em que é ligada a para operação.
alimentação até o momento

Retardo de ativação ...


Retardo ... é o tempo que o sensor medição penetra ou se
necessita para ser ativado, afasta da área pré-determi-
quando a placa de nada.

Influência da temperatura e seus limites


Influência da temperatura ... ... é o desvio apresentado - 25 °C ≤ Ta ≤ + 70 °C.
pela distância sensora real De acordo com a norma
dentro da faixa de EN 60 947-5-2 considera-se
∆ Sr/Sr ≤ 10%.

Temperatura ambiente Ta ... ... é a faixa de temperatura sensor de proximidade é


na qual a operação do garantida.

1.0.3
Instruções de
Sensores montagem
Indutivos Torque de aperto

Montagem em superfícies metálicas e lado a


lado

Montagem faceada de ... permite a montagem do


sensores de proximidade ... sensor com a superfície
ativa faceada à superfície face
ativa
metálica.
A distância em relação a
peças metálicas justapostas
deve ser ≥ 3sn e a distância
entre dois sensores
montados lado a lado deve
ser ≥ 2d.

Sensores de proximidade ... necessitam de uma zona


de montagem faceada livre quando são embutidos
com distância sensora de em superfícies metálicas
medição "Sn" ampliada ... (ver tabela em anexo). Sn (mm) Zona livre Zona livre
Dimensão em material
em material
em mm ferromagnético não magnético
M8 2 0 mm 0 mm
M12 4 0,5 mm 0,5 mm
M18 8 2 mm 2 mm
Sensores de proximidade ... sua montagem é feita de M30 15 3 mm 3 mm
de montagem não forma que não possuam
faceada ... superfícies metálicas
próximas à "superfície ativa"
(zona livre). Por esta razão
podem operar - em
face
comparação a sensores de ativa
montagem faceada - com
distâncias sensoras maiores.
Para maior segurança de
operação dever ser evitada
a presença de uma peça
metálica próxima à "área Zona livre
ativa". A distância em
relação a superfícies
metálicas dever ser ≥ 3sn e a
distância mínima entre dois
sensores adjacentes deve
ser ≥ 2d.

Montagem de sensores ... exige para todos tipos de


justapostos ... sensores indutivos de
proximidade uma distância
mínima ≥ 3d entre as
"superfícies ativas".

O torque de aperto ...


O torque de aperto ... ... em sensores de M5×0,5 1,5 Nm
M8×1 6 Nm rosca em corpo de latão
proximidade com
15 Nm rosca em corpo de aço
rosca metálica é de: M12×1 15 Nm rosca em corpo de latão
40 Nm rosca em corpo de aço
M18×1 40 Nm
M30×1,5 40 Nm

... em sensores de M18×1 1,5 Nm


corpo plástico: M30×1,5 1,5 Nm

1.0.4
Sensores Parâmetros
Indutivos elétricos

Tensão de ... corresponde à faixa de No catálogo esta faixa de


alimentação UB ... tensão na qual a operação
do sensor é garantida inclu-
indo a tensão de ripple σ).
tensão é indicada em
separado para cada
produto.
1.0
Tensão de alimentação ... corresponde ao valor da de medida e os valores – para sensores DC:
de operação Ue ... tensão de alimentação UB, limite, o sensor deve ser Ue = 24 VDC.
porém sem as tolerâncias. operado com a tensão Ue. – para sensores AC e
Para determinar os valores Os valores da tensão Ue são: AC/DC: Ue = 110 VAC.

Queda de tensão Ud ... ... é o valor de tensão ativado, medido com a


medido sobre o sensor corrente de carga Ie.

Tensão de isolação ... ... corresponde ao valor de de isolação e para a medição


tensão utilizado para testes de correntes de fuga.

Frequência de ... da rede para sensores AC


alimentação ... é de 50 à 60 Hz.

Tensão de ripple σ (%) ... ... é a tensão alternada


sobreposta à tensão
contínua (pico a pico) e é
informada em valor
percentual. Para a operação
de sensores de tensão
contínua é necessária uma
tensão filtrada contendo um Ue = tensão de alimentação de operação
componente alternado de no Uss = amplitude da oscilação
máx. 15 % (conforme norma
DIN 41755). Tensão de ripple σ = Uss × 100 [%]
Ue

Corrente nominal de ... é a corrente de saída fornecida à carga em


operação Ie ... máxima que pode ser regime continuo.

Corrente residual Ir ... ... é a corrente que flui no sensor de proximidade não
circuito de carga de um ativado.

Corrente de surto ... é um valor determinado corrente permitida Ik – I k em A(eff)


por curto período Ik ... pela norma EN 50 036 para fornecida durante um tempo – tk em ms
operação em tensão tk e a uma frequência de – f em Hz
alternada e determina a repetição f.

Corrente de ... corresponde à 100 A, ou ter a capacidade de fornecer tempo. Esta corrente é
curto-circuito ... seja, de acordo com a uma corrente de teste em especificada por norma para
norma EN 60947-5-2 a curto-circuito de no mínimo o teste de curto-circuito em
fonte de alimentação deve 100 A, por curto espaço de sensores de proximidade.

Corrente sem carga I0 ... ... é a corrente que circula no a uma carga (somente válido
sensor sem que esteja ligado para sensores de 3 e 4 fios).

Corrente mínima de ... é a corrente mínima sensor no estado ativado.


operação Im ... necessária para manter o (Somente válido para
sensores de 2 fios).

Resistência de saída Ra ... ... corresponde à resistência resistência interna do sensor;


entre a saída e a tensão de ver "circuitos de saída".
alimentação, ou seja à

Carga capacitiva ... ... é o valor total permitido de sensor, incluindo a capacitân-
capacitância na saída do cia dos condutores.

1.0.5
Sensores Parâmetros elétricos,
Indutivos circuitos de saída

cabo/terminal conector cabo/terminal conector

DC 3/4 fios PNP comutação para o nível (+) NPN comutação para o nível (–)

NA 1 4

NF 2 5

Complementar 3 6

DC 2 fios
não polarizado
NA 9

NF °

Sensor AC

NA !

NF "

Sensor AC/DC com condutor aterrado

NA % /

NF & (

Os sensores AC sem condutor de


proteção têm características de "isolação
de proteção" (classe de proteção II, [ )

Cores dos
condutores BN marrom
Identificação BK preto
conforme BU azul
DIN IEC 60757 WH branco

1.0.6
Ligações em série
Sensores e em paralelo
Indutivos Categorias de utilização

Na ligação em série ... ... podem ocorrer retardos


(como por exemplo, um
retardo para a comutação
do sensor). A quantidade
Sensor DC 3 fios Sensor DC 2 fios
(DC/AC/universal) 1.0
de sensores de proximidade
que podem ser ligados em
série é limitada pelo valor
total de queda de tensão (ou
a soma de todos valores Ud).
Para sensores de 3 fios a
capacidade de carga do
circuito de saída representa
uma limitação adicional,
porque a corrente em vazio
I0 de todos sensores é
somada à corrente de
operação Ie.

Na ligação em paralelo ... ... de sensores de


proximidade com Sensor DC 3 fios Sensor DC 2 fios
indicadores de função, as
saídas de cada sensor
devem ser desacopladas
com diodos (conforme Não se recomenda a
indicado no diagrama). Esta ligação em paralelo de
medida evita o acionamento sensores de proximidade
simultâneo de todos LED´s de 2 fios, porque pode
quando um dos sensores for haver a geração de
ativado. pulsos espúreos durante
o funcionamento dos
circuitos osciladores.

Categorias de utilização Categoria Tipo de carga recomendada


conforme IEC 60947-5-2 AC 12 Sensor AC cargas resistivas e de semicondutores, acopladores óticos
AC 140 Sensor AC pequenas cargas eletromagnéticas de Ia ≤ 0,2 A; como
por ex. relés auxiliares
DC 12 Sensor DC cargas resistivas e de semicondutores, acopladores óticos
DC 13 Sensor DC sistemas eletromagnéticos

1.0.7
Sensores Circuitos de saída
Indutivos Circuitos de proteção

Estágios de saída
Sensor DC a 3 fios PNP, comutação pelo NPN, comutação pelo
positivo negativo
S = comutação por
semicondutores
Ra = resistor de derivação
Dz = diodo zener, limitador
D1 = diodo protetor de inversão
D2 = diodo protetor de inversão
de polaridade no circuito
de carga (só para versões
protegidas contra curto-
circuitos)
LED = diodo emissor de luz

não polarizado
Sensor DC a 2 fios S = comutação por
semidondutores
Dz = diodo zener, limitador
C = capacitor
GI = retificador de ponte
LED = diodo emissor de luz

S = comutação de
Sensor AC a 2 fios e sensor semicondutores
AC/DC (sensor de Dz = diodo zener, limitador
alimentação universal) C = capacitor
RC = limitador de picos de slta
Conexão de massa frequência
somente na versão Gl = retificador em ponte
conector LED = diodo emissor de luz
VDR = limitador de picos de
tensão

esistência a curto-
A rresistência ... é garantida nos sensores protegendo os estágios de aciona estes circuitos é
cir cuitos...
circuitos... Balluff através de circuitos saída contra sobrecargas. superior à corrente de
de proteção pulsantes ou O valor de corrente que operação Ie.
térmicos,

A pr oteção contra inversão


proteção ... ou troca de qualquer uma ... dos cabos de alimentação
de polaridade ... das ligações é garantida com positivo/negativo - é
circuitos de proteção contra garantida em sensores que
curto-circuitos. não possuem proteção
contra curto-circuitos.

A proteção contra quebra


proteção ... em sensores a 3 fios, evita-se que ocorra a
dos cabos... evita falhas de comutação. alimentação através da linha
Por meio de um diodo de saída A.

1.0.8
Sensores
Indutivos Curvas de atuação

Ativação em sentido Normatização Aplicação Exemplos


radial e axial

Para ativar o sensor em As curvas estão representadas O ponto de comutação exato Peças em movimento
1.0
sentido axial, a placa de em forma normatizada, ou deve ser definido no local de sobre esteiras
medição é deslocada em seja, as divisões dos eixos instalação (levando em conta as transportadoras provocam
sentido concêntrico em relação compartilham um valor nominal variações entre sensores de uma mudança do sinal,
ao eixo do sensor. Neste caso, de referência (que são distância uma mesma série). As curvas quando o canto frontal da
o ponto de comutação é sensora sn e raio da "superfície não tracejadas indicam o ponto peça atinge a curva de
definido somente pela distância ativa" r). Por esta razão as de comutação (E) e as curvas comutação. O sinal retorna à
"s" em relação à superfície ativa. curvas para diversas dimensões tracejadas indicam o ponto de condição anterior, quando o
No acionamento em sentido de sensores e diferentes desligamento (A). Todas curvas canto posterior da peça em
radial a posição do ponto de distâncias, são praticamente as de cor vermelha são válidas movimento atingir o ponto
comutação é influênciada pela mesmas. Em princípio estas para sensores que operam de desligamento (espelhado)
distância radial "r" da placa em curvas têm como finalidade com uma zona livre e as curvas da curva. Na atuação por
relação ao eixo do sistema. indicar que é possível o de cor preta, para sensores de reversão (como por ex. no
acionamento lateral do montagem faceada. Pelo fato desligamento de fim de
O diagrama indica as curvas sensor e a diferença com da comutação ser ativada de curso), o retorno do sinal
de atuação que mostram o relação à aproximação axial. forma bidirecional, as curvas ocorre na curva de
comportamento do ponto de são espelhadas em relação ao desligamento localizada no
comutação em função dos eixo do sistema. mesmo lado.
parâmetros de "s" e "r".

Representação normatizada da curva de atuação.

placa de medição, sentido axial de medição

placa de medição, sentido axial de medição placa de medição, sentido axial de medição

Diâmetro da "superfície ativa" (DAct. = 2 rAct.)

O eixo vertical do valor 0,4, o que significa que a O eixo horizontal do desligamento (em relação ao
diagrama indica a distância distância sensora será diagrama refere-se ao raio eixo do sistema) será
do ponto de comutação em 0,4 × 8 mm = 3,2 mm. da superfície ativa (ver pág. "E"~0,46 ou "A'~0,49.
relação à superfície ativa, A esta distância, uma placa que 1.0.2). O ponto zero deste Os valores absolutos
tendo por referência a distân- se aproxima lateralmente do eixo corresponde ao centro correspondentes a estes
cia sensora sn (ver página campo do sensor, atingirá o do corpo do sensor. pontos são calculados da
1.0.3). Para um sensor M18 ponto "E" da curva de No nosso exemplo do sensor seguinte forma:
que tenha por exemplo uma comutação e sairá da curva de M18, o raio é de r = 9 mm. E = 9 mm x 0,46 = 4,14mm.
distância sensora de medição desligamento, no ponto "A". A distância normatizada do A = 9 mm x 0,49 = 4,41mm.
sn = 8 mm, correspondente o ponto de comutação ou

1.0.9
Sensores Tipos de cabos
Indutivos Espaço de desmontagem

Quantidade x secção Abreviação Constituição do Diâmetro externo


do condutor [mm²] cabo

Cabo PuFlex 2 × 0,14 LifY-Y-11Y-0 72 × 0,05 3,9 ±0,2


2 × 0,14 LifY-Y-11Y-0 72 × 0,05 3,2 ±0,2
2 × 0,34 LifY-Y-11Y-0 42 × 0,10 4,9 ±0,2
2 × 0,50 LifY-Y-11Y-0 256 × 0,05 6,0 ±0,2
3 × 0,14 LifY-Y-11Y-0 72 × 0,05 3,5 ±0,3
3 × 0,14 LifY-Y-11Y-0 72 × 0,05 2,9 +0,4
3 x 0,25 LifY-Y-11Y-0 182 × 0,05 4,5 ±0,2
3 × 0,34 LiY 18-11Y-0 19 × 0,15 4,9 ±0,2
3 × 0,34 LifY-Y-11Y-0 42 × 0,10 4,9 ±0,2
3 × 0,75 LifY-Y-11Y-0 384 × 0,05 6,7 ±0,2
4 × 0,14 LifY-Y-11Y-0 72 × 0,05 3,7 ±0,2
4 × 0,25 LifY-Y-11Y-0 128 × 0,05 5,1 ±0,2
4 × 0,25 LifY-Y-11Y-0 32 × 0,10 5,1 ±0,2
4 × 0,34 LiY 18-11Y-0 19 × 0,15 5,5 ±0,2

Cabo PVC 2 × 0,14 LifYY-0 72 × 0,05 3,0 ±0,2


2 × 0,14 LifYY-0 18 × 0,10 3,0 ±0,2
2 × 0,34 LifYY-0 7 × 0,25 4,9 ±0,2
3 × 0,14 LifYY-0 18 × 0,10 3,5 ±0,2
3 × 0,14 LifYY-0 18 × 0,10 2,9 ±0,2
3 × 0,14 LifYY-0 18 × 0,10 3,5 ±0,2
3 × 0,25 LifYY-0 14 × 0,15 4,5 ±0,2
3 × 0,34 LifYY-0 7 × 0,25 4,9 ±0,2
4 × 0,25 LifYY-0 14 × 0,15 5,1 ±0,2

Diâmetro mínimo de dobra móvel imóvel Leito de cabos


e guias
4×D 3×D 4 x D...7,5 x D
só para cabo, "SP"

Espaço de desmontagem Esta medida indica a área


livre necessária que deve ser
prevista para a retirada do
conector. Este espaço é
resultante da altura "y" do
conector, acrescida de um
espaço s, definido pelo
espaço existente em torno
do conetor.

Cabos SP, de silicone e de O cabo SP é um modelo


teflon PUR irradiado, que pode ser
empregado em sistemas de
transporte de cabos

Para sensores empregados


em ambientes de alta
temperatura, utilizam-se
cabos de silicone ou de
teflon.

1.0.10
Sensores
Indutivos Materiais

Materiais utilizados

Metais Materiais Utilização e propriedades


_________________________ __________________________
1.0
CuZn Material básico utilizado para
latão o corpo dos sensores.

GD-Al Peso específico reduzido.


Alumínio fundido Material de alta resistência
mecânica.

GD-Zn Alta resistência mecânica.


Zinco fundido

Aço inoxidável Excelente resistência à corro- Para aplicações industriais


1.4035, 1.4571, são e resistência mecânica. específicas.
1.4104, 1.4034

Plásticos ABS Material rígido e resistente


Acrilonitrila - Butadieno - ao impacto, não propaga
Estireno chamas e é autoextinguível.

PA 6, PA 12 Resistência mecânica e O tipo PA 12 pode ser


Poliamida resistente à temperatura. utilizado na indústria
alimentícia.

PBTP Alta resistência mecânica e à chamas e é autoextingüível.


Stereftalato de Polibutileno temperatura. Não propaga É resistente a produtos
químicos.

PMMA Material claro, transparente raios ultra-violetas. Também


Polimetacrilato de metila e de elevada dureza, além de utilizado em aplicações
apresentar resistência aos óticas.

Pom Resistente ao impacto e de Resistente a produtos


Polioximetileno alta resistência mecânica. químicos.

PTFE Excelente resistência a (utilizado em cabos e


Politetrafluoretileno temperatura e resistente a vedações).
(Teflon) óleo, graxas e solventes

Pur Material elástico, resistente Boa resistência a óleos,


Poliuretano ao desgaste e impactos. solventes e graxas (cabo).

PVC Boa resistência mecânica e


Policloreto de Vinila resistente a produtos
químicos. (cabos).

PVDF Termoplástico de alta resistên- Material resistente a


Polifluoreto de Vinilideno cia à temperatura e resistência produtos químicos.
mecânica. (semelhante ao PTFE).

Poliamida Material transparente, de alta Possui resistência a


transparente dureza e rigidez. produtos químicos.

1.0.11
Sensores
Indutivos Normas

Normas Relevantes EMC (Compatibilidade eletromagnética)


Sensores de proximidade
Sensores de proximidade DIN EN 50 032 Propagação por DIN EN 55 011
indutivos, conceitos, centelhamento em
classificação e definição máquinas elétricas.
Unidades comutadoras de IEC 947-5-2/ Proteção contra IEC 61000-4-2
baixa tensão, parte 5, EN 60 947-5-2
descargas estáticas (ESD).
capítulo 2; sensores de
proximidade
Proteção contra campos IEC 61000-4-3
Unidades comutadoras de IEC 947-5-1/ eletromagnéticos (RFI).
baixa tensão, parte 5, EN 60 947-5-1
capítulo 1: unidades de Proteção contra transientes IEC 61000-4-4
comando eletromagnéticas rápidos (bursts).

Sensores de proximidade Teste de isolação para IEC 255-5


indutivos para tensão relés elétricos (partes).
contínua, 3 / 4 fios
Formato A DIN EN 50 008
Simulação de condições
Formato C DIN EN 50 025
Formato D DIN EN 50 026 ambientais
Sensores de proximidade
indutivos para tensão Choques mecânicos DIN EN 60 068-2-6
contínua, 2 fios Oscilações DIN EN 60 068-2-27
Formato A DIN EN 50 040 Variações de temperatura DIN EN 60 068-2-29
Sensores de proximidade
indutivos para tensão Classes de proteção
alternada, 2 fios
Formato A DIN EN 50 036 Classes de proteção II EN 60 947-5-2
Formato C DIN EN 50 037
Formato D DIN EN 50 038
Classes de proteção IP 67 IEC 529 (DIN 40 050)
Sensores de proximidade DIN EN 50 044
indutivos. Identificação das
ligações Classes de proteção IP 68 Norma interna da Balluff, de
exposição à temperatura de
Interface de corrente DIN 19 234, 60 °C durante 48 h.
contínua para sensores de VDE 0660, parte 212 8 ciclos de temperatura
percurso e amplificadores (projeto), EN 50227 conf. IEC68-2-14 entre
(Namur) os valores extremos
especificados para o sensor.
Equipamentos e unidades 1 h de imersão em água ,
de comutação teste de isolação, 8 ciclos
de temperatura conf.IEC
Comutadores de baixa DIN EN 0660 68-2-14 entre os valores
tensão, comutadores parte 208 extremos especificados
auxiliares, definição para o sensor, 7 dias de
adicional para sensores de imersão em água, teste de
proximidade indutivos isolação.
Ambiente com risco
Comutadores de baixa DIN EN 0660 de explosão
tensão, definição adicional parte 209
para sensores de posição Equipamentos elétricos DIN EN 50 014
sem contato direto, para ambientes com
utilizados em funções risco de explosão.
Determinações gerais.
Equipamentos elétricos DIN VDE 0113
para máquinas industriais Equipamentos elétricos DIN EN 50 020
para ambientes com
Equipamentos elétricos DIN VDE 0116 risco de explosão
para controle de chama Segurança intrínseca "i".

1.0.12
Sensores
Indutivos Normas

Sensores de proximidade Dispositivos de baixa tensão EN 60947-5-2


1.0
Classe de isolação II [ EN 60947-5-2

Grau de proteção IP 60...67 IEC 60529


(incluindo o corpo)
IP 68 conf. BWN Pr. 20 Norma de fabricação Balluff teste de isolação,
(BWN): 24 h imerso em água,
Armazenamento durante teste de isolação,
48 h 60 °C, 8 ciclos de temperatura conf.
8 ciclos de temperatura conf. IEC 60068-2-14 entre as
IEC 60068-2-14 entre as temperaturas de referência
temperaturas de referência indicadas no data sheet,
indicadas no data sheet, 7 dias imerso em água,
1 h imerso em água, teste de isolação.

IP 68 conf. BWN Pr. 27 Norma de fabricação Balluff Teste de produtos para uso
(BWN): na indústria alimentícia.

IP 69K DIN 40050 Parte 9 Proteção contra penetração


de água sob alta pressão e
limpeza com vapor.

1.0.13
Sensores
Indutivos Normas

EMC Norma de fábrica Balluff para teste EMC BWN Pr. 33


(Compatibilidade
eletromagnética) Campo magnético irradiado EN 55011

Imunidade a descargas elétricas (ESD) EN 61000-4-2

Imunidade a rádio freqüência (RFI) EN 61000-4-3

Imunidade a transientes rápidos (burst) EN 61000-4-4

Imunidade a ruídos induzidos na linha, por campos EN 61000-4-6


de alta freqüência

Estabilidade em presença de surtos de tensão EN 60947-5-2

Simulação de ambiente Vibração, senoidal: EN 60068-2-6


1. Faixa de freqüência: 10...2000 Hz
Amplitude: 1 mmpk/30 g (capacitivo, indutivo)
0.5 mmpk/30 g (fotoelétrico)
Duração: 40 ciclos (aprox. 5 horas) em 3 eixos
2. Freqüência: na freqüência ressonante de 55 Hz
Amplitude: 1 mmpk/30 g
Duração: 30 min. em 3 eixos

Choque mecânico: EN 60068-2-27


Forma do pulso: semi-seno
Aceleração de pico: 30 g
Duração do pulso: 11 ms
Número de choques: 3 positivos,
3 choques negativos em 3 eixos

Choque contínuo: EN 60068-2-29


Forma do pulso: semi-seno
Aceleração de pico: 100 g
Duração do pulso: 2 ms
Número de choques: 4000 positivos,
4000 choques negativos em 3 eixos

Sensores de distância Sensores de proximidade com saída analógica EN 60947-5-7


indutivos
Características para sensores analógicos (BAW, BIL) BWN Pr. 44

Áreas perigosas Equipamento elétrico para atmosferas explosivas, EN 50014


requisitos gerais

Equipamento elétrico para atmosferas explosivas, EN 50020


de segurança intrínseca "i".

1.0.14
Sensores
Indutivos Qualidade

Sistema de Qualidade Balluff


(Sistema de gestão de
qualidade conforme norma
DIN EN ISO 9001:2000)
Balluff GmbH
Balluff Elektronika KFT
Nihon Balluff Com. Ltd.
Alemanha
Hungria
Japão
1.0
Balluff U.K. Ltd. Grã Bretanha
Balluff Automation s.r.l. Itália
Balluff Inc. EUA
Gebhard Balluff Vetriebs GmbH Áustria
Balluff CZ República Checa
Hy-Tech AG Suíça
Balluff Sensortechnik AG Suíça
Balluff Controles Elétricos Ltda. Brasil

Sistema de proteção Balluff


ambiental Balluff GmbH Alemanha
(conforme Balluff Elektronika KFT Hungria
DIN EN ISO 14001:1996)

Laboratório de teste O laboratório de teste Balluff credenciado junto a DATech


opera de acordo com a para testes de compatibili-
norma ISO/IEC 17025 e é dade eletromagnética (EMC).

Os produtos Balluff Foi comprovado em nosso O símbolo CE comprova que


correspondem às laboratório que os produtos nossos produtos correspon-
determinações EMC Balluff correspondem às dem à diretriz
exigências EMC definidas EG 89/336/EWG (diretrizes
pela norma EN 60 947-5-2 e EMC) e à regulamentação
às diretrizes EN 61000-6-2 e EMC.
EN 61000-6-4.

Aprovações ... são garantidas por institui- "US Safety System" e


ções nacionais e internacionais "Canadian Standards
Seus símbolos confirmam que Association" sob os
nossos produtos estão de auspícios do Underwriters
acordo com estas instituições Laboratories Inc. (cUL).

CCC Marking by the


Chinese CQC.

A Balluff é associada à A ALPHA, uma associação A ALPHA também emite


ALPHA de teste e certificação de certificados de produtos,
dispositivos de baixa tensão, reconhecidos em nível
incentiva a responsabilidade nacional desde que
do fabricante destes equipa- preencham determinados
mentos, unificando procedi- requisitos. Pela associação
mentos de testes de acordo da ALPHA com a LOVAG
com as normas vigentes, o (Low Voltage Agreement
que assegura o alto índice de Group), seus certificados
qualidade do produto final. também são reconhecidos
em outros países europeus.

1.0.15
Sensores
Balluff Sensores para Automação

1.0.16