Você está na página 1de 36

OS CIGANOS

Esta linha de trabalhos espirituais já é muito antiga dentro da Umbanda.

1
serviço do mundo imaterial e carregam como seus sustentadores e dirigentes
aqueles espíritos mais evoluídos e antigos dentro da ordem de aprendizado,
preservando os costumes como forma de trabalho e respeito, facilitando a
possibilidade de ampliar suas correntes com seus companheiros desencarnados
e que buscam no universo astral seu paradeiro. O povo cigano designado ao
encarne na Terra, através dos tempos e de todo o trabalho desenvolvido até
então, conseguiu conquistar um lugar de razoável importância dentro deste
contexto espiritual, tendo muitos deles alçado a graça de seguirem para outros
espaços de maior evolução espiritual.
Existe uma argumentação de que espíritos ciganos não deveriam falar por não
ciganos, ou por médiuns não ciganos; e, que se assim o fizessem, deveriam
fazê-lo no idioma próprio de seu povo. Isso é totalmente descabido e está em
desarranjo total com os ensinamentos da espiritualidade e sua doutrina
evangélica, limitações que se pretende implantar com essa afirmação na
evolução do espírito humano, pretendendo carregar para o universo espiritual
nossas diminutas limitações e desinformação, fato que levaria grande
prepotência discriminatória. Agem no plano da saúde, do amor e do
conhecimento, suportam princípios magísticos e tem um tratamento todo
especial e diferenciado de outras correntes e falanges. Ao contrário do que se
pensa os espíritos ciganos reinam em suas correntes preferencialmente dentro
do plano da luz e positivo, não trabalhando a serviço do mal e trazendo uma
contribuição inesgotável aos Homens, claro que dentro do critério de
merecimento. Tanto quanto qualquer outro espírito teremos aqueles que não
agem dentro desse contexto e se
encontram espalhados pela escuridão e a seus serviços, por não serem diferentes
de nenhum outro espírito humano.
Aqueles que trabalham na vibração de Exu, são os Exus Ciganos e as Pombo-
Gira Ciganas, que são verdadeiros Guardiões à serviço da luz nas trevas, cada
um com seu próprio nome de identificação dentro do nome de força coletivo,
trabalhando na atuação do plano negativo à serviço da justiça divina, com suas
falanges e trabalhadores.
Embora encontremos no plano positivo falanges chefiadas por ciganos em
planos de atuação diversos, o tratamento religioso não se difere muito e se
mantêm dentro de algumas características gerais.
Trabalham dentro da parte espiritual da Umbanda com uma vibração oriental
com seus trajes típicos e graciosos, com sua cultura de adivinhações através das
cartas, leituras das mãos, numerologia, bola de cristal e as runas.
Dentro os mais conhecidos, podemos citar

Os ciganos: Pablo, Wlademir, Ramirez, Juan, Pedrovick, Artemio, Hiago, Igor,


Vitor e tantos outros.

2
As ciganas: Esmeralda, Carmem, Salomé, Carmencita, Rosita, Madalena,
Yasmin, Maria Dolores, Zaira, Sunakana, Sulamita, Wlavira, Iiarin, Sarita e
muitas outras também.

É importante que se esclareça, que a vinculação vibratória e de axé dos espíritos


ciganos, tem relação estreita com as cores estilizadas no culto e também com os
incensos, prática muito utilizada entre ciganos. Os ciganos usam muitas cores
em seus trabalhos, mas cada cigano tem sua cor de vibração no plano espiritual
e uma outra cor de identificação é utilizada para velas em seu louvor.
Os incensos são sempre utilizados em seus trabalhos e de acordo com o que se
pretende fazer ou alcançar.

Alguns dos incensos e suas funções astrais:

- Madeira Para abrir os caminhos,


- Almíscar Para favorecer os romances ,
- Jasmim Para o amor
- Lótus Paz, tranqüilidade,
- Benjoim Para proteção e limpeza
- Sândalo Para estabelecer relação com o astral
- Mirra Incenso sagrado usado para limpar após os rituais e durante eles e
também usado
- Laranja Para acalmar alguém ou ambiente. Quando vai se desfazer alguma
demanda ou feitiço.

Quando se tratar de espírito cigano, com certeza ele indicará o incenso de sua
preferência ou de sua necessidade naquele momento, regra geral o incenso
mantêm sempre correspondência com a área de atuação dele ou dela ou do
trabalho que estará sendo levado a efeito. Quando se tratar de oferendas e já não
estiver estipulado o incenso certo para acompanhar e houver sua necessidade
solicitada, bem como nas consagrações o incenso que deve acompanhar deverá
sempre ser o de maior correspondência com o próprio cigano ou cigana. No
caso de uma oferenda normal e tão somente necessária para manutenção, agrado
ou tratamento
sugere-se o incenso espiritual ou de rosa, que mantém efeito de evocação de
leveza, de elevação ou mesmo de louvação espiritual.
Para o cigano de trabalho, se possível, deve-se manter um altar separado do
altar geral, o que não quer dizer que não se possa cultuá-lo no altar normal.
Devendo esse altar manter sua imagem, o incenso apropriado, uma taça com
água e outra com vinho, mantendo a pedra da cor de preferência do cigano,
fazendo oferendas periódicas para ciganos, mantendo-o iluminado sempre com
vela branca ou da cor referenciada. Da mesma forma quando se tratar de

3
ciganas, apenas alterando a bebida para licor doce (ou outra bebida de sua
preferência).
Os espíritos ciganos gostam muito de festas e todas elas devem acontecer com
bastante
frutas, todas que não levem espinhos de qualquer espécie, podendo se encher
jarras de vinho tinto com um pouco de mel. Podendo ainda fatiar pães do tipo
broa, muitas flores silvestres, rosas, velas de todas as cores e se possível incenso
de lótus.
As saias das ciganas são sempre muito coloridas e o baralho, o espelho, o
punhal, os dados, os cristais, a dança e a música, moedas, medalhas, são sempre
instrumentos magísticos de trabalho dos ciganos em geral. Os ciganos
trabalham com seus encantamentos e magias e os
fazem por força de seus próprios mistérios, olhando por dentro das pessoas e
dos seus olhos.
É muito comum usar-se em trabalhos ciganos moedas antigas, fitas de todas as
cores, folha de sândalo, punhal, raiz de violeta, cristal, lenços coloridos, folha
de tabaco, tacho de cobre, de prata, cestas de vime, pedras coloridas, areia de
rio, vinho, perfumes e escolher datas certas em dias especiais sob a regência das
diversas fases da Lua..."

POVO CIGANO
Os ciganos são verdadeiros andarilhos, livres e alegres. Sua origem é indiana,
mas surgem dos mais variados lugares com uma descendência infinita, ao ponto
em que seria impossível de citar todas. Os mais conhecidos vieram da Espanha,
Portugal, Hungria, Marrocos, Argélia,
Rússia, Romênia e Iugoslávia. Carregam consigo seus costumes, características
e tradições.

Origem
Outras informações sobre as origens dos ciganos foram obtidas através de
estudos lingüísticos feitos a partir do século passado pelo alemão Pott, o grego
Paspati, o austríaco
Micklosicyh e o italiano Ascoli. A comparação entre os vários dialetos que
constituem a língua cigana, chamada romaní ou romanês, e algumas línguas
indianas, como o sânscrito, o prácrito, o maharate e o punjabi, permitiu que se
estabelecesse com certeza a origem indiana dos ciganos.
A maior parte dos indianistas, porém, fixa a pátria dos ciganos no noroeste da
Índia, mas os indianistas modernos, têm tendência a não considerá-lo um grupo
homogêneo, mas um povo viajante muito antigo, composto de elementos
diversos, alguns dos quais poderiam vir do sudeste da Índia.

Diáspora Cigana

4
A razão pela qual abandonaram as terras nativas da Índia permanece ainda
envolvida em mistério. Parece que eram originariamente sedentários e que
devido ao surgimento de situações adversas, tiveram que viver como nômades.
Mas a origem indiana dos ciganos é hoje admitida por todos os estudiosos, não
havendo dúvidas quanto ao que diz respeito à língua e à cultura. A maioria,
igualmente, os ligam à casta dos párias. Isso em parte por causa de seu aspecto
miserável, que não se deve a séculos de perseguição, pois foi descrito bem antes
da era das perseguições. Também por causa dos empregos subalternos e das
profissões geralmente desprezadas na Índia contemporânea pelos indianos que
lhes parecem estreitamente aparentados. A presença de bandos de ex-militares e
de mendigos entre os ciganos contribuiu para piorar sua imagem. Além disso, as
possibilidades de assentamento eram escassas, pois a única possibilidade de
sobrevivência consistia em viver às margens das sociedades.
Os preconceitos já existentes eram reforçadospelo convencimento difundido na
Europa que a pele escura fosse sinal de inferioridade e de malvadeza. Os
ciganos eram facilmente identificados com os Turcos porque indiretamente e em
parte eram provenientes das terras dos infiéis, assim eram considerados
inimigos da igreja, a qual, condenava as práticas ligadas ao sobrenatural, como
a cartomancia e a leitura das mãos que os ciganos costumavam exercer. A falta
de uma ligação histórica precisa a uma pátria definida ou a uma origem segura
não permitia o reconhecimento como grupo étnico bem individualizado, ainda
que por
longo tempo haviam sido qualificados como Egypicios. A oposição aos ciganos
se delineou também nas corporações, que tendiam a excluir concorrentes no
artesanato, sobretudo no âmbito do trabalho com metais. O clima de suspeitas e
preconceitos se percebe na criação de lendas e provérbios tendendo a por os
ciganos sob mau conceito, a ponto de recorrer-se à Bíblia para considerá-los
descendentes de Caim, e portanto, malditos (Gênesis 9:25). Difundiu-se também
a lenda de que eles teriam fabricado os pregos que serviram para crucificar
Cristo (ou, segundo outra versão, que eles teriam roubado o quarto prego,
tornando assim mais dolorosa a crucificação do Senhor).
Dos preconceitos á discriminação, até chegar as perseguições. Na Sérvia e na
Romênia foram mantidos em estado de escravidão por um certo tempo; a caça
ao cigano aconteceu com muita crueldade e com bárbaros tratamentos.
Deportações, torturas e matanças foram praticadas em vários Estados,
especialmente com a consolidação dos Estados nacionais.
Sob o nazismo os ciganos tiveram um tratamento igual ao dos judeus: muitos
deles foram
enviados aos campos de concentração, onde foram submetidos a experiências de
esterilização, usados como cobaias humanas. Calcula-se que meio milhão de
ciganos tenham sido eliminados durante o regime nazista. Um exemplo entre

5
muitos: o trem que chegou a Buchenwald em 10 de outubro de 1944 trazia 800
crianças ciganas. Foram todas assassinadas nas câmaras de gás do crematório
cinco.
Não se sabe bem por qual razão, os nazistas permitiram que conservassem seus
instrumentos musicais. A música serviu-lhes de último consolo. Um
sobrevivente não cigano
relembra uma passagem do ano de 1939 em Buchenwald: "De repente, o som de
um violino
cigano surgiu de uma das barracas, ao longe, como que vindo de uma época e de
uma atmosfera mais feliz... Árias da estepe húngara, melodias de Viena e de
Budapeste, canções de minha terra". Atualmente, os ciganos estão presentes em
todos os países europeus, nas regiões asiáticas por eles atravessadas, nos países
do oriente médio e do norte da África. Na Índia existem grupos que conservam
os traços exteriores das populações ciganas: trata-se dos Lambadi ou Banjara,
populações semi-nômades que os "ciganólogos" definem como "Ciganos que
permaneceram na pátria". Nas Américas e na Austrália eles chegaram
acompanhando deportados e colonos. Os primeiros ciganos vieram para o Brasil
no século XVI, trazidos pela corte real de D. João VI para divertir a comitiva;
sendo eles: cantores, músicos e dançarinos Kalon é o nome de uma tribo cigana
que veio de Portugal e da Espanha com sua música flamenca. Outras tribos ou
grupos foram os Rom vindos da Iugoslávia, Romênia e Hungria. A tribo
Cósmica e Kiev vieram da Rússia. Existem mais de 50 tribos no mundo.
Recentes estimativas sobre a consistência da população cigana indicam uma
cifra ao redor
de 12 milhões de indivíduos. Deve-se salientar que estes dados são
aproximados, pois na ausência de censos, esses se baseiam em fontes de
informação nem sempre corretas e confirmadas. Na Itália inicialmente o grupo
dos Sintos representava uma grande maioria, sobretudo no Norte; mas nos
últimos trinta nos esse grupo foi progressivamente alcançado e às vezes
suplantado pelo grupo dos Rom provenientes da vizinha antiga Iugoslávia e, em
quantidades menores, de outros países do leste europeu. Na Itália meridional já
estava presente há muito tempo o grupo dos Rom Abruzzesi, vindos talvez por
mar desde os Balcãs.
Um dos nomes mais freqüentemente dados aos ciganos era o de Egypcios. Por
que esse
nome? Por que os títulos de duque ou conde do Pequeno Egito adotados com
freqüência pelos
chefes ciganos? Uma crônica de Constâncio menciona os "Ziginer", que
visitam, em 1438, a
cidade de uma ilha "não distante do Pequeno Egito". Um dos principais centros
na Costa do

6
Peloponeso encontrava-se ao pé do monte Gype, conhecido pelo nome de
Pequeno Egito.
Pode-se perguntar por que o local era chamado de Pequeno Egito. Não seria
justamente
por causa da presença dos Egypicios? O certo é que não pode se tratar do Egito
africano. O
itinerário das primeiras migrações ciganas não passa pela África do Norte. O
geógrafo Bellon, ao visitar o vale do Nilo no século XVI, encontra, diz ele,
pessoas designadas de Egypicios na Europa, pessoas que no próprio Egito eram
consideradas estrangeiras e recém-chegadas. Nenhum argumento histórico ou
lingüístico permite confirmar a hipótese de algum êxodo
dos ciganos do Egito, ao longo da costa africana para ganhar, pelo sul, a
Península Ibérica. Ao contrário, os ciganos chegaram à Espanha pelo norte,
depois de terem atravessado toda a Europa.
O cigano designa a si próprio como Rom, pelo menos na Europa (Lom, na
Armênia; Dom, na Pérsia; Dom ou Dum, Síria) ou então como Manuche. Todos
esses vocábulos são de origem
indiana (manuche, ou manus, deriva diretamente do sânscrito) e significam
"homem", principalmente homem livre. "Rom" e "Manuche" se aplicam a dois
dos principais grupos ciganos da Europa Ocidental. Uma designação logrou
êxito, a de uma antiga seita herética vinda da Ásia Menor à Grécia, os
Tsinganos, dos quais subsistia - quando da chegada dos ciganos à terra bizantina
- a fama de mágicos e adivinhos. Os gregos diziam Gyphtoï ou Aigyptiaki; os
albaneses, Evgité. Depois que partiram das terra gregas, ficou-lhes esse nome,
sob diversas formas. O nome Égyptien era de uso corrente na França do séc. XV
ao XVII. Em espanhol, Egiptanos, Egitanos, posteriormente Gitanos (de onde
surgiu Gitans em francês); às vezes em português Egypicios; em inglês
Egypcians ou Egypcions, Egypsies, posteriormente Gypsies; em neerlandês,
Egyptenaren, Gipten ou Jippenessen.

Língua

A língua cigana (o romani) é uma língua da família indo-européia que, pelo


vocabulário e
pela gramática, está ligada ao sânscrito, eles não permitem sua divulgação e
tradução para que os Gadjoes (não-ciganos) não conheçam seus segredos.
Fazendo parte do grupo de línguas neo-indianas, é estreitamente aparentada a
línguas vivas tais como o hindi, o goujrathi, o marathe, o cachemiri.
No entanto, eles assimilariam muitos vocábulos das línguas dos países por onde
passaram. Outros dialetos como o Caló também são usados por alguns grupos.

VAMOS FALAR ROMANI?

7
Acans = olhos
Aruvinhar = chorar
Bales = cabelos
Baque = sorte, fortuna, felicidade
Bato = pai
Brichindin = chuva
Cabén = comida
Cabipe = mentira
Cadéns = dinheiro
Calin = cigana
Calon = cigano
Churdar = roubar
Dai (ou Bata) = mãe
Dirachin= noite
Duvêl = Deus
Estardar = prender
Gadjó = não cigano
Gajão = brasileiro, senhor
Gajin = brasileira, senhora
Jalar = ir embora
Kachardin = triste
Kambulin = amor
Lon= sal
Marrão = pão
Mirinhorôn = viúva
Naçualão = doente
Nazar = flor
Paguicerdar = pagar
Panin = água
Paxivalin = donzela
Querdapanin = português
Quiraz = queijo
Raty = sangue
Remedicinar = casar
Ron = homem
Runin = mulher
Sunacai = ouro
Suvinhar = dormir
Tiráques = sapatos

8
Trup = corpo
Urai = imperador ou rei
Urdar = vestir
Vázes = dedos ou mão
Xacas = ervas
Xinbire = aguardente
Xôres = barbas

Religião

Os ciganos, ao deixarem a Índia, não carregaram suas divindades. Eles


possuíam na sua língua apenas uma palavra para designar Deus (Del, Devel).
Eles se adaptaram facilmente às religiões dos países onde permaneceram. No
mundo bizantino, tornaram-se cristãos. Já no início do século XIV, em Creta,
praticavam o rito grego. Nos países conquistados pelos turcos, muitos ciganos
permaneceram cristãos enquanto que outros renderam-se ao Islã. Desde suas
primeiras migrações em direção ao Oeste eles diziam ser cristãos e se
conduziam como peregrinos. A peregrinação mais citada em nossos dias,
quando nos referimos aos ciganos, é a de Saintes-Maries-de-la-Mer, na região
da Camargue (sul da França). Antigamente era chamada de Notres-Dames-de-
la-Mer. Mas não foi provado que, sob o Antigo Regime, os ciganos tenham
tomado parte na grande peregrinação cristã de 24 e 25 de maio, tão popular
desde a descoberta no tempo do rei René, das relíquias de Santa Maria Jacobé e
de Santa Maria Salomé, que surgiram milagrosamente em uma praia vizinha.
Nem que já venerassem a serva das santas Marias, Santa Sara a Egípcia, que
eles anexarão mais tarde como sua compatriota e padroeira. A origem do culto
de Santa Sara permanece um mistério e foi provavelmente na primeirametade
do século XIX que os Boêmios criaram o hábito da grande peregrinação anual à
Camargue.
Muitas ciganas que não conseguiam ter filhos faziam promessas a ela, no
sentido de que, se concebessem, iriam à cripta da Santa, em Saintes-Maries-de-
La-Mer no Sul da França, fariam
uma noite de vigília e depositariam em seus pés como oferenda um Diklô, o
mais bonito que encontrassem. E lá existem centenas de lenços, como prova que
muitas ciganas receberam esta graça.
Sua história e milagres a fez Padroeira Universal do Povo Cigano, sendo
festejada todos os
anos nos dias 24 e 25 de maio. Segundo o livro oráculo (único escrito por uma
verdadeira cigana) "Lilá Romai: Cartas Ciganas", escrito por Mirian Stanescon -
Rorarni, princesa do clã Kalderash, deve ter nascido deste gesto de Sara Kali a

9
tradição de toda mulher cigana casada usar um lenço que é a peça mais
importante do seu vestuário: a prova disto é que quando se quer oferecer o mais
belo presente a uma cigana se diz: "Dalto chucar diklô" (Te darei um bonito
lenço). Além de trazer saúde e prosperidade, Sara Kali é cultuada também pelas
ciganas por ajudá-las diante da dificuldade de engravidar.

SANTA SARA KALI

Sara é um referencial de fé e de amor. É uma mensageira de Jesus Cristo. É um


farol de luz para aqueles que estão perdidos. É o perfume que segue os ciganos
na liberdade das estradas. É a Padroeira dos ciganos nos quatro cantos do
mundo.
O Santuário de Santa Sara Kali está localizado na Igreja de Notre Dame de La
Mer, cidade provençal de Saint-Marie-de-La-Mer, no sul da França. Todos os
anos, ciganos do mundo inteiro peregrinam às margens do mar Mediterrâneo
para louvar Santa Sara, nos dias 24 e 25 de maio.
Existem várias versões com as lendas de Santa Sara Kali. Entre os anos 44 e 45,
por causa das perseguições cristãs, pela ira do Rei Herodes Agippa, alguns
discípulos de Jesus Cristo foram colocados em embarcações, entregues à
própria sorte. Em uma dessas embarcações estavam Maria Madalena, Maria
Jacobé, Maria Salomé, José de Arimatéia e Trofino que, junto com Sara uma
cigana escrava, foram atirados ao mar. Milagrosamente a barca, sem rumo,
atravessou o oceano e aportou em Petit-Rhône, hoje Saint-Marie-de-La-Mer,
na França. Segundo a lenda, as três Marias, em desespero em alto mar, sem
esperanças de sobreviver, choravam e rezavam o tempo todo. Sara, ao ver o
sofrimento das amigas, retirou o diklô (lenço) da cabeça e chamou por
Kristesko (Jesus Cristo), fazendo um juramento ao Mestre, no qual Sara tinha
fervorosa fé. A cigana prometeu que, se todos se salvassem, ela seria escrava do
Senhor e jamais andaria com a cabeça descoberta, em sinal de respeito.O diklô é
um simbolismo forte entre os ciganos. Significa a aliança da mulher casada em
sinal de respeito e fidelidade. Santa Sara protege as mulheres que querem ser
mães e sente dificuldades em engravidar. Protege, também, os partos difíceis.
Basta ter fé na sua energia.

TRADIÇÕES

Casamento
No casamento tende-se a escolher o cônjuge dentro do próprio grupo ou
subgrupo, com notáveis vantagens econômicas. A importância do dote é
fundamental especialmente para os Rom; no grupo dos Sintos se tende a realizar
o casamento através da fuga e conseqüente regularização. Desde pequenas, as
meninas ciganas costumam ser prometidas em casamento. Os acertos

10
normalmente são feitos pelos pais dos noivos, que decidem unir suas famílias. O
casamento é uma das tradições mais preservadas entre os ciganos, representa a
continuidade da raça, por isso o casamento com os não ciganos não é permitido
em hipótese alguma. Quando isso acontece a pessoa é excluída do grupo
(embora um cigano possa casar-se com uma gadjí, isto é, uma mulher não
cigana, a qual deverá porém submeter-se às regras e às tradições ciganas).
É pelo casamento que os ciganos entram no mundo dos adultos. Os noivos não
podem Ter nenhum tipo de intimidade antes do casamento. A grande maioria
dos ciganos no Brasil, ainda exigem a virgindade da noiva. A noiva deve
comprovar a virgindade através da mancha de sangue do lençol que é mostrada
a todos no dia seguinte. Caso a noiva não seja virgem, ela pode ser devolvida
para os pais e esses terão que pagar uma indenização para os pais do noivo. No
caso da noiva ser virgem, na manhã seguinte do casamento ela se veste com
uma roupa tradicional colorida e um lenço na cabeça, simbolizando que é uma
mulher casada.
Durante a festa de casamento, os convidados homens, sentam ao redor de uma
mesa no chão e com um pão grande sem miolo, recebem dos os presentes dos
noivos em dinheiro ou em ouro. Estes são colocados dentro do pão ao mesmo
tempo em que os noivos são abençoados. Em troca recebem lenços e flores
artificiais para a mulheres. Geralmente a noiva é paga aos pais em moedas de
ouro, a quantidade é definida pelo pai da noiva.

O primeiro dia

Algumas particularidades distinguem e dão a um casamento cigano o seu


caráter específico. A festa de casamento é prevista para durar de dois a vários
dias, reunindo ciganos de todas as partes do país, e mesmo do exterior, pois os
convites são dirigidos aos membros da comunidade em geral.
As despesas das festas de noivado e de casamento, incluindo sua organização e
o vestido
de noiva, são de responsabilidade da família do noivo. Os preparativos do
banquete de casamento ocorrem na residência dos pais dos noivos. Num esforço
comunitário, com a participação dos parentes mais próximos do noivo - homens
e mulheres envolvidos - são preparados os pratos típicos da festa.
No dia do casamento na igreja, antes de todos partirem para a cerimônia, ocorre
uma seqüência de eventos, agora na casa da noiva. Esta já está pronta, vestida
de branco, quando chega a família do noivo, dançando ao som de músicas
ciganas.Na sala de jantar, onde já está disposta a mesa com diversas comidas e
bebidas, os homens se sentam. De um lado da mesa, a família do noivo. Do
outro, a da noiva. A conversa acontece em romani, as mulheres permanecem à
volta. É simulada uma negociação - a compra ritual da noiva. Moedas de ouro

11
trocam de mãos. Em seguida, abrem uma garrafa de bebida, envolvida em um
pano vermelho bordado, que os homens à mesa bebem – a proska .
Surge então a noiva, vestida de branco, pronta para a Igreja. Mais música e
agora a noiva dança com o padrinho, ainda na sala de jantar/estar. Em seguida,
todos saem para se dirigirem à igreja. O cortejo com as famílias seguindo, e
apenas o noivo não estava presente, pois aguarda na igreja. Lá, a cerimônia é
convencional, exceto pelos trajes dos convidados e padrinhos vestidos com as
tradicionais roupas ciganas, e a profusão de jóias. Apenas algumas dezenas de
convidados compareceram à cerimônia religiosa, considerada mais íntima. O
momento seguinte do casamento ocorre no acampamento onde um conjunto
garante a
animação musical da festa. Desde o início, danças em círculo e uma bandeira
vermelha com o nome dos noivos. Os convidados vão chegando aos poucos,
juntando-se às danças, enquanto duas grandes mesas, são arrumadas. No
banquete, homens e mulheres ficarão separados, em lados opostos.
A festa vai chegando ao fim quando a noiva a deixa, juntamente com a família
do noivo, à qual passa a pertencer. Entre a festa do primeiro dia e a que ocorrerá
no dia seguinte, há a noite de núpcias do casal. O segundo dia A festa começa
novamente no dia seguinte, agora na casa dos pais do noivo, onde o casal passa
a residir. O banquete continua - agora para um número menor de convidados.
No lugar do branco do dia anterior, o vermelho se sobressai na festa - nos
cravos, usados pelos convidados, na decoração, na bandeira, nas roupas da
noiva. Esta, recebe cada convidado, junto a uma bacia com água de onde tira
cravos vermelhos, para oferecer-lhes. Em troca, recebe notas de dinheiro,
geralmente de pequeno valor. A continuação da festa de casamento, depois do
primeiro dia, será toda voltada para a noiva, que é agora, uma mulher casada.
Sempre acompanhada do marido, ela deixa o semblante
triste que a acompanhou até este momento.

Nascimento

Antigamente era muito respeitado o período da gravidez e o tempo sucessivo ao


nascimento do herdeiro; havia o conceito da impureza coligada ao nascimento,
com várias proibições para a parturiente. Hoje a situação não é mais tão rígida;
o aleitamento dura muito tempo, às vezes se prolongando por alguns anos. Para
as mulheres ciganas, o milagre mais importante da vida é o da fertilidade porque
não concebem suas vidas sem filhos. Quanto mais filhos a mulher cigana tiver,
mais dotada de sorte ela é considerada pelo seu povo. A pior praga para uma
cigana é desejar que ela não tenha filhos
e a maior ofensa é chamá-la de Dy Chucô (ventre seco). Talvez seja este o
motivo das mulheres ciganas terem desenvolvido a arte de simpatias e

12
garrafadas milagrosas para fertilidade. Uma criança sempre é bem vinda entre
os ciganos. É claro que sua preferência é para os filhos homens, para dar
continuidade ao nome da família. A mulher cigana é considerada impura durante
os quarenta dias de resguardo após o parto. Logo que uma criança nasce, uma
pessoa mais velha, ou da família, prepara um pão feito em casa, semelhante a
uma hóstia e um vinho para oferecer às três fadas do destino, que visitarão
a criança no terceiro dia, para designar sua sorte. Esse pão e vinho será repartido
no dia seguinte com todos as pessoas presentes, principalmente com as crianças.
Da mesma forma e com a finalidade de espantar os maus espíritos, a criança
recebe um patuá assinalado com uma cruz bordada ou desenhada contendo
incenso. O batismo pode ser feito por qualquer pessoa do grupo e consiste em
dar o nome e benzer a criança com água, sal e um galho verde. O batismo na
igreja não é obrigatório, embora a maioria opte pelo batismo católico.
O cigano preserva muito a sua sorte. Existem várias crenças para mantê-la, da
vida uterina
até a morte. Diariamente a gestante cigana faz um ritual simples para que a
criança ao nascer
tenha sorte: ao avistar os primeiros raios de sol, passa a mão em sua barriga; da
mesma forma, logo que vê os primeiros raios de luar, ela repete o gesto,
desejando sorte e felicidade para o bebê. Esta é a forma dela saudar as forças da
natureza e pedir-lhe as bênçãos de suas luzes para a vida que já existe em seu
ventre.
No sétimo dia após o nascimento da criança a mãe dá um banho no bebê,
jogando moedas
e jóias de ouro e pétalas de rosas em sua água, para que o filho ou filha conheça
sempre a fartura, a prosperidade e a riqueza.
Vários ditados ciganos em Romanês fazem alusão à benção de gerar filhos:

"E juli que naila chavê thi sporil e vitza" ( A mulher que não tem filho passa
pela vida e não vive);
"Mai falil ek chau ano dy, dikê ek gunô perdo galbentça" ( Mais vale um filho
no ventre do que um baú cheio de moedas de ouro);
"Nai lovê anê lumia thie potinás ek chau"( Não existe dinheiro no mundo que
pague um filho).

Dentro da comunidade cigana, o casal em que um dos dois seja impossibilitado


de ter filhos, embora amando-se, a comunidade faz com que se separem, porque
o amor que se têm pela perpetuação da raça supera ou abafa qualquer outro
sentimento. A família, para o povo cigano, é o seu maior patrimônio.

Família

13
A família é sagrada para os ciganos. Os filhos normalmente representam uma
forte fonte de subsistência. As mulheres através da prática de esmolar e da
leitura de mãos. Os homens, atingida uma certa idade, são freqüentemente
iniciados em outras atividades como acompanhar o pai às feiras para ajudá-lo na
venda de produtos artesanais. Além do núcleo familiar, a família extensa, que
compreende os parentes com os quais sempre são mantidas relações de
convivência no mesmo grupo, comunhão de interesses e de negócios, possuem
freqüentes contatos, mesmo se as famílias vivem em lugares diferentes.Aos
filhos é dada uma grande liberdade, mesmo porque logo deverão contribuir com
o sustento da família e com o cuidado dos menores. Além da família extensa, há
entre os Rom um conjunto de várias famílias (não necessariamente unidas entre
si por laços de parentesco) mas todas pertencentes ao mesmo grupo e ao mesmo
subgrupo. O nômade é por sua própria natureza individualista e mal suporta a
presença de um chefe: se tal figura não existe entre Sintos e Rom, deve-se
reconhecer o respeito existente com os mais velhos, aos quais sempre recorrem.
Entre os Rom a máxima autoridade judiciária é constituída pelo krisnítori, isto
é, por aquele que preside a kris. A kris é um verdadeiro tribunal cigano,
constituído pelos membros mais velhos do grupo e se reúne em casos especiais,
quando se deve resolver problemas delicados como controvérsias matrimoniais
ou ações cometidas com danos para membros do mesmo grupo.
Na kris podem participar também as mulheres, que são admitidas para falar, e a
decisão unilateral cabe aos membros anciães designados, presididos pelo
krisnítori, que após haver
escutado as partes litigantes, decidem, depois de uma consulta, a punição que o
que estiver errado deverá sofrer. Recentemente, a controvérsia se resolve, em
geral, com o pagamento de uma soma proporcional ao tamanho da culpa, que
pode chegar a vários milhares de dólares; no passado, se a culpa era
particularmente grave, a punição podia consistir no afastamento do grupo ou, às
vezes, em penas corporais.

Morte

No que se refere à morte, o luto pelo desaparecimento de um companheiro dura


em geral muito tempo. Junto aos Sintos parece prevalecer o costume de
queimar-se a kampína (o trailer) e os objetos pertencentes ao defunto. Os
ciganos acreditam na vida após a morte e seguem todos os rituais para aliviar a
dor de
seus antepassados que partiram. Costumam colocar no caixão da pessoa morta
uma moeda para que ela possa pagar o canoeiro a travessia do grande rio que
separa a vida da morte. Antigamente costumava-se enterrar as pessoas com bens
de maior valor, mas devido ao grande número de violação de túmulos este

14
costume teve que ser mudado. Os ciganos não encomendam missa para seus
entes queridos, mas oferecem uma cerimônia com água, flores, frutas e suas
comidas prediletas, onde esperam que a alma da pessoa falecida compartilhe a
cerimônia e se liberte gradativamente das coisas da Terra. Entre os ritos
fúnebres praticados pelos Rom está a pomána, banquete fúnebre no qual se
celebra o aniversário da morte de uma pessoa. A abundância do alimento e das
bebidas exprimem o desejo de paz e felicidade para o defunto. As Pománas são
feitas periodicamente até completar um ano de morte.
Os ciganos costumam fazer oferendas aos seus antepassados também nos
túmulos. Narguilê
Uma das tradições mais antigas dos ciganos na Turquia é o narguilé (hookah ou
shisha, como é conhecido no Egito), que homens e mulheres têm imenso prazer
em fumar. O narguilé iniciou toda uma nova cultura que durou por muitos e
muitos anos. Até hoje o narguilé oferece divertimento a uma diferente casta de
fumantes.
O utensílio original veio da Índia, primitivo e feito com a casca do coco. Sua
popularidade se estendeu até o Irã e, de lá, para o resto do mundo Árabe. O
narguilé consiste de 4 peças: AGIZLIK (bocal), LÜLE (topo do narguilé),
MARPUÇ, (o cano), e GÖVDE (corpo do cachimbo, que é preenchido com
água). Todas as peças eram produzidas por artesãos. O jarro de vidro onde se
coloca a água, geralmente era decorado com motivos florais, sendo alguns feitos
em prata e outros em cristal; Os bocais de âmbar, não continham germes. Nem
todos os tabacos eram qualificados para o uso no narguilé e apenas o escuro,
importado do Irã,encontrava preferência entre os usuários do narguilé. Este
tabaco era lavado
muitas vezes antes do uso e era extremamente forte. Só se usava carvão feito de
carvalho sobre esse tabaco. Alguns fumantes profissionais usavam certas frutas
como cerejas ou uvas no seu
"goude", apenas para apreciar o movimento que elas criavam na água. Outras
pessoas apreciavam adicionar suco, romãs, ou óleo de rosas para dar sabor a sua
água.

POTE CIGANO:
Ospotes ciganos em geral contem:
- 7 espécies de sementes ( ervilha, lentilha, girassol, arroz com casca, grão de
bico, canjica, milho);
- 1 cristal de quartzo branco que gera energia côsmica);
- 1 pedra relativa cada um dos chakras ( granada, calcita laranja, citrino,
quartzo verde, quartzo rosa, água marinha, sodalita ou quartzo azul e uma
ametista ) para manter o equilibrio energético;
- 1 pirita para autoconfiança;

15
- 1 pedaço de âmbar para o amor;
- 7 moedas antigas para gerar bens materiais;
- 7 moedas correntes do mais alto valor para não faltar o dinheiro circulante;
- 7 fitas coloridas (exceto preta) para enfeitar o pote;
- 1 pedaço de ouro;
- 1 pedaço de prata;
- 1 pedaço de prata;
- 1 pedaço de cobre,
- 1 noz moscada ralada

Obs: Esse pote cigano é um elemento de prosperidade ou energizaõ para a


pessoa, casa ou ambiente de trabalho e não um assentamento do espírito cigano
que vibra em seu corpo áurico.

MONTAGEM ALTAR CIGANO

- Vai precisar de uma imagem de Santa Sara;


- Vai precisar de uma boneca cigana (representação da sua cigana espiritual);
- Vai precisar de uma imagem do cigano Wladimir;
- Vai precisar de um baralho do Tarot cigano;
- Vai precisar de pedras variadas (Cristais, ametista, quartzo de várias cores,
perita, ônix, malaquita, hematita, calcita, ágata, citrina, sodalita, etc...);
- Uma pirâmide de cristal (pequena);
- Um incensário e incensos variados;
- Vai precisar de um porta velas e vela de 7 dias. Particularmente eu uso as cores
vermelhas, azul claro, amarela... Variando entre elas, de acordo com o pedido
que eu mentalize no momento em que ascendo-as;
- Um leque e castanholas (se for uma cigana espanhola);
- Fitas finas, coloridas, medindo 70 cm cada (usar as cores verde, vermelho,
amarelo, lilás, azul claro, azul escuro, rosa, etc.. Menos preta e castanho).. Essas
fitas devem ser colocadas nas mãos unidas de Santa Sara;
- 3 taças, de preferência em cristal, por causa da pureza do material;
- Uma toalha na cor vermelha (amor), dourada (prosperidade), ou na cor de sua
preferência, menos preta e castanha. Pode comprar o pano e mandar uma
costureira fazer como desejar;
- Um Jarro de flores, podendo ser fino (que caiba no mínimo 3 rosas).

Modo de preapar:
Não têm mistério para montar o seu altar, use a sua intuição. Esse é um altar
simples, com poucos elementos e que não ocupa muito espaço. Conforme a sua
relação de afinidade com o (a) cigano/cigana espiritual for crescendo, novos
itens podem ser acrescentados conforme o gosto dele (a). Forre a mesa que será

16
utilizada com a toalha, coloque a Santa Sara no centro e os ciganos, um de cada
lado da Santa. Abra o baralho à frente de Santa Sara, a fim de energizá-lo para
futuro trabalho (se for trabalhar com cartas) ou apenas para homenagear a Santa
com elementos da tradição cigana. As pedras devem ser lavadas em água
corrente e se possível deixadas de um dia para outro em água com sal grosso. Se
não puder fazer a limpeza com sal, lave-as com água e mentalize com fé o
pedido de limpeza das pedras e que a energia delas seja utilizada para o "bem".
Acomode-as num pratinho de louça ou barro, conforme a sua vontade. O
incensário pode ficar em qualquer local da mesa, desde que longe de tecidos
para evitar o perigo de incêndio. Use o incenso que desejar, conforme a
necessidade do ambiente (saúde, prosperidade, limpeza espiritual).
Mantenha as taças sempre cheias, ou com água (que deve ser trocada de 3 em e
3 dias), vinho branco ou tinto ou sangria (com vinho tinto). Para a cigana, se for
da preferência dela, ofereça Champanhe. Quando for trocar a bebida, despeje a
antiga em água corrente, pode ser na pia com a torneira aberta, deixando que se
vá junto com a água. Pode oferecer frutas para Santa Sara e para o povo cigano,
como forma de agradá-los e agradecer a proteção desse povo no seu lar. Pode
fazê-lo uma vez por mês, não sendo necessário mais que isso. Lembre-se de
deixar a oferenda no máximo por 1 ou 2 dias no altar, descartando em local
apropriado antes que se deteriorem, evitando insetos e mal cheiro no altar e em
casa.

DICA: Ao elevar o seu pensamento e prece em frente ao altar de Santa Sara,


faça-o com o corpo limpo (nunca suado ou sem roupa) e para as mulheres, de
preferência com um véu branco ou azul claro cobrindo os cabelos, como sinal
de respeito. Se der uma festa ou receção em casa onde as pessoas comam e
bebam perto do altar, cubra-o com um pano claro (lençol ou toalha de mesa na
cor branca, que tenha sido reservado para esse fim). Antes, claro, apague as
velas e incensos. Só descubra-o após as visitas saírem. Não permita que pessoas
cuja energia não conhece, toque no seu altar, principalmente nas pedras e no
baralho (esse só deve ser manipulado pela (o) dona (o)..). Mas é permitido e
acima de tudo, um ato de caridade, permitir que uma pessoa aflita ajoelhe-se em
frente a Santa Sara e faça os seus pedidos e orações, pois a Santa mãe de todos,
ciganos e não ciganos, médium e não médium, espírita ou não espírita.

Os significados de algumas frutas

- Uva rubi: prosperidade


- Uva verde: saúde
- Uva passa ou ameixa: Progresso
- Morango: amor

17
- Damasco: sensualidade
- Pêssego: equilíbrio pessoal e sedução
- Limão: energia positiva e purificação da alma.
- Laranja: para afastar energias negativas.
- Romã: Espiritualidade
- Pera: Simboliza a imortalidade e a boa saúde, também traz prosperidade pela
cor amarela e relaciona-se com o trabalho.
- Abacate: Saúde
- Maçã: Amor e transmutação de energia de ambientes
- Manga: Sexualidade e amor incondicional
- Figo: Prosperidade
- Melancia: Prosperidade e Fartura
- Melão: simboliza o sol, energia vital e prosperidade.

Obs: Sempre quando oferecemos a maçã, devemos oferecer a pêra, pois a maçã
simboliza a cigana e a pêra simboliza o cigano.

OFERENDA PARA OS CIGANOS

As oferendas para o povo cigano devem ser feitas entregues com o maios amor
e capreicho possível. Não preicsam ser caras, masdevem ser bonitas e entregues
de coração. Escolha um lugar gramado e bonito. não pode ser cemitérios e nem
encruzilhas.

Balaio cigano:
- 1 Metro de cetim branco para forrar a o local
- 1 cesta de vime d e frutas ( menos frutas ácidas)
- cravo
- canela em pau
- folhas de louro
- nos mosada
- Quindão
- manjar
- 1 bra de milho
- 1 pão arabe
- 3 pães doces
- 1 bolo

18
- velas coloridas 9 menos preta)
- incenso
- água mineal em 3 taças
- baralho cigano
- perfume
- moedas
- vinho tinto
- cigarrilhas / charutos
- fitas coloridas ( menos preta)

Obs: LEMBRE-SE: PEÇA SEMPRE PROSPERIDADE AO POVO CIGANO,


NÃO PEÇA AMARRAÇÃO E NEM PEÇA PESSOAS QUE JÁ SÃO
COMPROMETIDAS, POIS ELES NÃO TRABALHAM NESSA LINHA.
VOCÊ PODE PEDIR A ELES UM AMOR PRA SUA VIDA SE VOCÊ
ESTIVER SÓ. PROSPERIDADE, SUCESSO, DINHEIRO, ALEGRIA, PAZ
E MUITA LUZ NA SUA VIDA É FUNDAMENTAL NO SEU PEDIDO!
PEÇA, PEÇA COM FÉ.

Balaio cigano:
- 1 cesta de vime;
- 1 lenço colorido;
- 6 pedaços de fitas coloridas de 70 cm cada (menos preta e castanha);
- 1 melão;
- 2 pêras;
- 2 maças;
- 2 bananas;
- 1 cacho de uvas verdes;
- 1 cacho de uvas rosadas;
- 2 goiabas;
- 2 pêssegos;
- 6 velas coloridas;
- 1 caixa de incenso da sua preferência (rosas vermelhas, jasmim, magia cigana
e etc..);
- Sementes de gergelim.

Modo de fazer:
Numa noite de Lua Crescente ou nos três primeiros dias da Lua Cheia, enfeite a
cesta com as fitas coloridas da maneira que quiser. Lave as frutas e arrume-as de
forma bem bonita (podem estar inteiras). Após montar, salpique as sementes de
gergelim no interior da cesta e leve-a para um local alto com bastante árvores,
flores, ou mesmo para uma estrada de terra batida. Ao chegar lá, coloque o
lenço no chão e a cesta em cima dele. Coloque os incensos nas frutas mais

19
macias e acenda-os. Acenda as velas colorias ao redor da cesta. Vá fazendo isso
a medida que oferece o agrado para seu/sua cigano (a).

Oferenda aos Ciganos (Homens)


- 1 prato de papel dourado
- 1 maço de manjericão lavado e seco
- 1 melão cortado em 7 pedaços
- 1 cacho de uvas
- 7 quibes
- 7 espigas de trigo
- 7 folhas de louro
- 7 moedas douradas (lavadas e secas)
- 1 copo de papel
- Vinho tinto doce
- 1 vela vermelha
- 1 vela azul
- 1 vela branca

Modo de preparo:
Forrar o prato com a folhas de manjericão. Coloque o melão no centro com o
cacho de uvas no meio e os quibes em volta. Passar as moedas, as folhas de
louro e o trigo simbolicamente por seu corpo de baixo para cima fazendo seus
pedidos aos ciganos (ou ao cigano de sua preferência). Coloque por cima do
prato. Encher o copo com vinho e acender as velas em formato de triangulo
tomando cuidado para não por fogo no trabalho. Saude o cigano 7 vezes. Saude
Santa Sara Kali vezes e faça seus pedidos e orações.

Oferenda aos Ciganas


- 1 cesto de vime
- 1 lenço estampado
- 7 doces árabes
- 3 quibes
- Flores coloridas
- 7 bastões de incenso de rosas
- 3 maças
- 3 peras
- 1 cacho de uvas
- 1 vela amarela
- 1 vela laranja
- 1 vela lilás
- 7 moedas correntes douradas (lavadas e secas)

20
Modo de preparo:
Forre o cesto com o lenço e arrume os doces, os quibes e as frutas dentro do
cesto. Enfeite tudo com as flores e as moedas. Passe o cesto simbolicamente por
seu corpo de baixo para cima fazendo seus pedidos a corrente dos ciganas (ou a
cigana de sua preferência). Coloque a cesta no chão, acendendo os incensos em
volta junto com as velas. Saude as ciganas e Santa Sara Kali 7 vezes fazendo
seus pedidos e orações.

Oferenda aos ciganos (homens ou mulheres)


- 1 lenço grande vermelho
- 7 pães sírios
- 7 quibes
- 7 galhos de hortelã
- 1 moedas douradas (lavadas e secas)
- 7 doces sírios
- 7 folhas de louro
- 7 copos de papel
- Vinho tinto doce
- 7 velas coloridas (amarela, azul, rosa, lilás, azul, vermelha, verde)
- 7 bastões de incenso (de raízes, mel ou olíbano)

Modo de preparo:
Abra o lenço no chão, colocando os sete pães em formato de circulo. Coloque
sobre cada pão um quibe, um doce, uma moeda, uma folha de louro e um galho
de hortelã. Encha os copos com vinho colocando em frente de cada pão. Acenda
as velas por fora junto com os incensos tomando cuidado para não por fogo na
oferenda. Saude o Povo Cigano, Santa Sara Kali e seus Cigano (a) de sua
preferência fazendo seus pedidos e orações.
Obs.: o local mais apropriado para fazer oferendas aos ciganos são gramados
(embaixo de árvores), praias desertas ou em baixo de árvores em beira de
estrada. Fazer entre as 10:00 horas da manhã e as 15:00 horas. Não fazer a
noite.

Banho para amor


- 7 cravos da índia
- 7 pedaços de canela em pau pequenos
- 8 aniz estrelados
- casca de 7 maças
- 7 punhados de colonia seca (erva)
- 7 punhados de macaçá (erva)

21
- 7 punhados de flores de alfazema
- 1 obis ralados
- 1 orobos ralados

Modo de preparo:
Colocar 5 litros de água para ferver, assim que a água começar a ferver adicione
os ingredientes, tampe a panela e deixe cozinhar por 5 minutos, desligue o fogo
e deixe descansar por quatro horas,coar um litro do líquido para um balde,
adicionando mais água do chuveiro, após o banho higiênico jogar o banho desde
a cabeça aos pés, pedindo a oxum sorte no amor. Tomar este banho durante 5
dias consecutivos, fazendo da mesma forma que no primeiro dia, após o quinto
dia, despachar as ervas em um jardim.

Oferenda aos Ciganos (Homens)

- 1 prato de papel dourado


- 1 maço de manjericão lavado e seco
- 1 melão cortado em 7 pedaços
- 1 cacho de uvas
- 7 quibes
- 7 espigas de trigo
- 7 folhas de louro
- 7 moedas douradas (lavadas e secas)
- 1 copo de papel
- Vinho tinto doce
- 1 vela vermelha
- 1 vela azul
- 1 vela branca

Modo de preparo:
Forrar o prato com a folhas de manjericão. Coloque o melão no centro com o
cacho de uvas no meio e os quibes em volta. Passar as moedas, as folhas de
louro e o trigo simbolicamente por seu corpo de baixo para cima fazendo seus
pedidos aos ciganos (ou ao cigano de sua preferência). Coloque por cima do
prato. Encher o copo com vinho e acender as velas em formato de triangulo
tomando cuidado para não por fogo no trabalho. Saude o cigano 7 vezes. Saude
Santa Sara Kali vezes e faça seus pedidos e orações.

Oferenda aos Ciganos

- 1 cesto de vime
- lenço estampado

22
- doces árabes
- 3 quibes
- Flores coloridas
- 7 bastões de incenso de rosas
- 3 maças
- 3 peras
- 1 cacho de uvas
- 1 vela amarela
- 1 vela laranja
- 1 vela lilás
- 7 moedas correntes douradas (lavadas e secas)

Modo de preparo:
Forre o cesto com o lenço e arrume os doces, os quibes e as frutas dentro do
cesto. Enfeite tudo com as flores e as moedas. Passe o cesto simbolicamente por
seu corpo de baixo para cima fazendo seus pedidos a corrente dos ciganas (ou a
cigana de sua preferência). Coloque a cesta no chão, acendendo os incensos em
volta junto com as velas. Saude as ciganas e Santa Sara Kali 7 vezes fazendo
seus pedidos e orações.

Oferenda aos ciganos (homens ou mulheres)

- 1 lenço grande vermelho


- 7 pães sírios
- 7 quibes
- 7 galhos de hortelã
- 1 moedas douradas (lavadas e secas)
- 7 doces sírios
- 7 folhas de louro
- 7 copos de papel
- Vinho tinto doce
- 7 velas coloridas (amarela, azul, rosa, lilás, azul, vermelha, verde)
- 7 bastões de incenso (de raízes, mel ou olíbano)

Modo de preparo:
Abra o lenço no chão, colocando os sete pães em formato de circulo. Coloque
sobre cada pão um quibe, um doce, uma moeda, uma folha de louro e um galho
de hortelã. Encha os copos com vinho colocando em frente de cada pão. Acenda
as velas por fora junto com os incensos tomando cuidado para não por fogo na
oferenda. Saude o Povo Cigano, Santa Sara Kali e seus Cigano (a) de sua
preferência fazendo seus pedidos e orações.

23
Obs.: o local mais apropriado para fazer oferendas aos ciganos são gramados
(embaixo de árvores), praias desertas ou em baixo de árvores em beira de
estrada. Fazer entre as 10:00 horas da manhã e as 15:00 horas. Não fazer a
noite.

Banho para amor

- 7 cravos da índia
- 7 pedaços de canela em pau pequenos
- 8 aniz estrelados
- casca de 7 maças
- 7 punhados de colonia seca (erva)
- 7 punhados de macaçá (erva)
- 7 punhados de flores de alfazema
- 1 obis ralados
- 1 orobos ralados

Modo de preparo:
Colocar 5 litros de água para ferver, assim que a água começar a ferver adicione
os ingredientes, tampe a panela e deixe cozinhar por 5 minutos, desligue o fogo
e deixe descansar por quatro horas,coar um litro do líquido para um balde,
adicionando mais água do chuveiro, após o banho higiênico jogar o banho desde
a cabeça aos pés, pedindo a oxum sorte no amor. Tomar este banho durante 5
dias consecutivos, fazendo da mesma forma que no primeiro dia, após o quinto
dia, despachar as ervas em um jardim.

GRANDE OFERENDA CIGANA

- 1 CESTO DE VIME OU PALHA


- 7 FRUTAS DOCES (MANGA, MELÃO, MAÇA, PERA, UVA
VERMELHA,PÊSSEGO, MAMÃO)
- 7 FITAS COLORIDAS (MENOS A PRETA)
- FLORES DO CAMPO OU ROSAS SEM ESPINHOS.
- 2 LENÇOS ESTAMPADOS OU COLORIDOS PARA FORRAR A CESTA E
OUTRO PARA FORAR A GRAMA..
- 1 GARRAFA DE VINHO TINTO DE BOA QUALIDADE.
- 1 ESPUMANTE
- 2 TAÇAS .
- 7 VELAS COLORIDAS INCLUINDO A BRANCA.(NÃO USAR A PRETA)
- 1JARRINHA OU POTE COM AGUA.
- 7 INCENSOS

24
- 7 MOEDAS ANTIGAS
- MEL(ABRIR O MELÃO AO MEIO E TIRAR OS CARROÇOS .COLOCAR
MOEDAS E O MEL POR CIMA )
- (COLOCAR ALIANÇAS) SE FOR PEDIR TAMBÉM PARA AMOR LÉM
DE PROSPERIDADE.
- 3 PAUS DE CANELAS GRANDES;
- FOLHAS DE HORTELA (LAVAR E FORAR A CESTA) ,
- 3 PUNHADOS DE FÕLHAS DE LOURO
- 3 PUNHADOS DE SEMENTES DE GIRASOL
(PARA DECORAR A CESTA E ATRAIR DINHEIRO E PROSPERIDADE).

PREPARE TUDO E DEIXE EM SUA MESA NO NO DIA SEGUINTE LEVE


TUDO NA NATUREZA E ACENDA AS VELAS FAZENDO A ENTREGA
AOS CIGANOS. AO FAZER ESTA OFERENDA TOME UM BANHO COM 1
L DE AGUA 1 TAÇA DE VINHO 1 ROSA VEMELHA E 1 BRANCA.
ACENDA A VELA DO ANJO DA GUARDA E REZE 1 AVE MARIA
ESTA OFERENDA PODE S ER COLOCADA EM LUGAR BONITO NA
NATUREZA, OU EM FRENTE A UM BANCO .FAÇA SEU PEDIDO AOS
CIGANOS COM A FORÇA DE SANTA SARA.

OFERENDA PARA A EGREGORA DO MESTRE PABLO

DEVE SER REALIZADA DENTRO DE CASA ONDE SAO FEITA AS


REFEIÇÕES NA LUA CRESCENTE AS 21 HRS.

- 1 TACHO DE COBRE
- 250 GMS DE TRIGO PARA KIBE.(COLOCAR O TRIGO NO TACHO) e
colocar as
CLARAS EM NEVE, BEM FIRMES, BATIDAS COM 7 COLHERINHAS DE
AÇUCAR CRISTAL.
- 7 GOTAS DE BAUNILHA
- 7 GOTAS DE ANILINA AZUL CELESTE.
- 4 MOEDAS ATUAIS IGUAIS DOURADAS OU ACOBREDAS, colocar por
cima das claras.
- 1 VELA AZUL FORTE DE SETE DIAS
- 3 VARETAS DE INCENSOS DE SANDALO ESPETADA EM UM
TIGELINHA DE ARROZ CRU.

DEIXE A OFERENDA 24 HORAS NO LOCAL; MANTENHA A VELA


ACESA ATÉ TERMINAR , RECOLHA A OFERENDA BEM ARRUMADA
NUMA BANDEJA DE PAPELÃO E DEiXE NUM JARDIM OU BOSQUE.

25
Faça a oração: Cigano Pablo proteja-me e ajuda-me a nunca faltar dinheiro luz e
amor na minha vida, pelo poder da natureza .

MAGIA DO AMOR CIGANO

- 1 ROMÃ GRANDE
- 1 FITINHA ROSA DECETIM )
- 1 INCENSO DE ALMISCAR
- 1 PRATO DE VIDRO
- 2 VELAS ROSA COMUM
- AÇUÇAR CRISTAL
- 1 CARTÃOZINHO ROSA COM OS DOIS NOMES ESCRITOS A LÁPIS .

LAVE A ROMÃ COM AGUA MINERAL E SEQUE-A NUM PANO BRANCO


VIRGEM.
CORTE A ROMÃ EM 4 PARTES E MANTENHA- AS UNIDAS PELO
PENDÚNCULO.COLOQUE DENTRO O CARTÃOZINHO E FECHE A
ROMÃ, AMARRANDO COM A FITINHA NO SENTIDO HORIZONTAL
DANDO UM LAÇO.
FORRE O PRATO COM O AÇUCAR E COLOQUE A ROMA NO
CENTRO.UNA AS DUAS VELAS COM MEL E ACENDA ATRÁS DA
ROMÃ DENTRO DO MESMO PRATO.

Peça a Égregora do Cigano da Maestria do Amor que concretize a magia, para


que haja paz harmonia e fertilidade e alegria entre o casal.
Diga está feito!
Deixar a romã num jardim após 7 dias.

UM AGRADO PARA CIGANA DO ORIENTE

FAZER NA LUA NOVA CHEIA OU CRESCENTE.

- 1 CESTO DE PALHA
- FORRAR COM HORTELÃ
- 6 FRUTAS DOCES
- 6 FLORES COLORIDAS
- 6 DOCES FINOS
- 6 BALAS DE HORTELÃ
- 6 MOEDAS
- 6 VELAS COLORIDAS

26
- 6 FITAS COLORIDAS PARA DECORAR O CESTO
- UM LENÇO OU PANO ESTAMPADO PARA FORRAR O CHÃO

COLOCAR SOB UMA ARVORE BONITA.BATER PALMA E DIZER


OPTHCA! ARRIBA CIGANO! ME AJUDEM A TRABALHAR!

PARA ENERGIZAR AS JOIAS DA CIGANA

SEPARAR AS JOIAS E LAVAR COM AGUA MINERAL COLOCAR NUM


POTE DE VIDRO OU DE CRISTAL
- CANELA EM PAU
- CRAVO
- PÉTALAS DE ROSAS AMARELAS
- PÉTALAS DE ROSAS VEMELHAS
- PÉTALAS DE ROSA BRANCA
- 7 MOEDAS DOURADAS
- ESSÊNCIAS DE SÂNDALO ,ROSAS E OLÌBANO(21 gts de cada)
- 7 VELAS COLORIDAS
- 1 VELA A MAIS AMARELA PARA A CIGANA
- 7 INCENSOS SÂNDALO, ERVA DOCE ROSA BRANCA, ALFAZEMA,
ALMISCAR, NOS MOSCADA.
- SEMETNES DE GIRASSOL
- 1 CRISTAL DE QUARZO
- 1 TACINHA COM ÀGUA.

ENERGIZAR A IMAGEM DE SANTA SARA.

PARA ENERGIZAR A SANTA SARA:


NO MÊS DE SANTA SARA ( ADQUIRA SUA SANTA SARA
FAÇA 2 DIAS ANTES DA LUA CHEIA (pode-se fazer se no seu altar de
ciganos.)ou providencie uma mesinha.

- 3 PUNHADOS DE FOLHAS DE LOURO,


- 3 PUNHADOS DE PÉTALAS DE ROSAS BRANCAS
- 3 PUNHADOS DE SEMENTES DE GIRASSOL
- 3 PAUS DE CANELA
- 3 INCENSOS DE ROSA BRANCA, ALFAZEMA, E CANELA
- ESSÊNCIA DE ROSA BRANCA
- 7 VELAS COLORIDAS

27
- 1 BONITA MAÇA VERMELHA.
- 1 VELA PRA A SUA CIGANA .COLOCAR NO CASTIÇAL.
- CRISTAIS DE : 1 de citrino, 1 quartzo rosa, 1 pirita , 1 drusa, 1 ametista, 1
quartzo verde e duas pontas de cristal branco.

Colocar a Santa Sara na no altar. Neste dia coloque musica cigana ou ao som da
natureza. Esteja num ambiente tranqüilo de paz e harmonia.Esteja com seu de
banho tomado com sua roupa da cigana e seus apetrechos (brincos, colares,
pulseiras) , seu perfume cigano (de rosas brancas). Pegue a Santa Sara e faça
uma a oração a ela(veja no site) e leve-a ao alto segurando com as mãos. Depois
a coloque no altar e comece a energizá-la com as pétalas de rosas , o louro,as
sementes de girassol, a canela, e então pingue 7 gotas da essência de rosa branca
nos pés e na cabeça da imagem. Pedindo a cada erva e essência colocada o cada
que cada uma atrai e representa e que Santa Sara traga tudo isto para nossa vida
(amor, dinheiro, prosperidade , paz, proteção etc...) .
As velas já devem estar acesas então ao redor dela .Os incensos serão acessos
da mesma forma .Em volta da imagem ponha então os cristais fechando o
circulo em forma de mandala ;terminando na frente com as duas pontas de
cristais uma voltada pra outra um pouco para dentro. Assim você estará levando
a energia de tudo q se encontra ali dentro para a imagem e não para fora pois a
intenção é energizar a imagem. Futuramente em outros pedidos que depois vc
poderá fazer ao redor da Santa Sara também você fará o oposto colocando tudo
dentro e enviando a energia para fora p/ se expandir e levando o seu pedido para
astral.
Os pedidos sempre deverão ser positivos pra que não interfiramos no karma de
ninguém e nem adquiramos para nós um karma negativo. Lembrando que só
seremos atendidos se tivermos merecimento.

CANTIGAS DE POVO CIGANO

Cigana Rosita

Rosita é uma moça bonita


Que usa vestido de chita
E vem para gira
Colar, brinco e pulseira
Pra todos agradar
É a cigana rosita
Que vem pra trabalhar

28
--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Saluma

Saluma, jovem ciganinha


Longos cabelos, lindas trancinhas
A sua dança traz a magia>
Com muito encanto>
E grande euforia>bis
Saluma, jovem ciganinha
Traz pra você a paz
E muita alegria

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Sezanita

Ao som de um violino cigano>


A cigana Sezanita chegou>bis
Dançando uma linda melodia>
Que um cigano apaixonado lhe ofertou>bis
Não sei se era noite>
Ou se era dia>
Só sei que era bela a melodia>bis

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Silvana

Da campina vem Silvana


Pois foram me chamar
Com a força da lua, do fogo e do sol
Seguindo as estrelas ela vem pra trabalhar
Com sua energia ela agora está aqui
Salve silvana que chegou pra trabalhar

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Soléa

De las cuevas de granada


Con el fuego de su raza..

29
Viene por los olivares
Hilando rayos de plata
Trae la magia de la luna
Y en sus dedos filigranas
La gitana Soleá danzando
Toda la tribu cantando
Gitana... Gitana
Va cortando maleficios
En su chal está el secreto
Caracolas en su pecho
Y en sus manos sortilegios
La gitana Soleá danzando
Toda la tribu cantando
Gitana... Gitana

Cigana Bia

Cigana, cigana eu sou>


Sou Bia, do bem e do amor>bis
Com a luz na estrela guia
Ela faz sua magia

--------------------------------------------------------------------------------

Ad by Zombie Alert
Cigana Carmecita da Campina

É das campinas que ela vem pra trabalhar


É a cigana Carmem
Carmencita das campinas
Com a força da lua, do fogo e do sol
Ela vem pra trabalhar
É a cigana Carmem
Carmencita das campinas

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Carmem do Oriente

A estrela da cigana Carmem


Que lá do oriente brilha sem parar

30
Essa estrela ela traz em seu peito
E toda a umbanda ela vem clarear
Clareia, estrela formosa
Da cigana Carmem que é astro seu
E como uma estrela do oriente
Ilumina os caminhos que cigana acolheu

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Clarita

Clarita cigana da roda


Cigana faceira
Vem me ajudar
Com seu encanto
Tocando pandeiro
Trazendo amor e a paz
Ela é bonita>
Ela é da gira>
Girando, girando>
Vem ajudar>bis

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana do Sereno

Cigana, cigana vem


Cigana vem trabalhar
Ela é a Cigana do Sereno
Que vem para seus filhos ajudar
Ela é bonita
Ela é faceira
Gosta de brincos
Colar, muitas pulseiras
Cabelos longos
Pele morena
Até a lua
Admira sua beleza

Cigana Juanita

31
Ela dança pra lua
E também pras estrelas
Trabalha na campina
É cigana faceira
É cigana bonita >
Vem na lei da umbanda>
Ela é Juanita >
Saravá sua banda > bis

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Luana

Dança, dança, dança


Da lua ao sol
Do sol a lua
Lua cheia
Pensam que cansa
Mas a flor da
Cigana Luana
Traz a todos a bonança
Luana, Luana, Luana
Abençoe a todos aqui
Luana, Luana, Luana

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Madalena

Era uma noite de lua


Uma estrela incandescente apareceu
Seu brilho forte
Povo cigano enxergou e logo compreendeu
Era a cigana esperança
A cigana criança
Que chegava
Para ajudar aos filhos seus
Madalena...Madalena

--------------------------------------------------------------------------------

32
Cigana Mama Rosa

Vem chegando a rosa no terreiro


A rosa do canteiro
Não tem a sua luz
Vem trazendo a cor do seu povo
Amarelo e o roxo,
É o vermelho e o azul
E azul é o céu do cigano>
Mama Rosa chegando>
Me dá sua mão>bis

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Rosa

Numa noite de lua


Uma linda cigana
Passeava na rua
E sorria ao luar
Ela era formosa
Era dona da rosa
Uma linda cigana
Vem o mal desmanchar

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Rosalina

Em uma grande campina


Numa noite de lua
Sentada junto ao fogo
Está a cigana Rosalina
Com a força da lua
Com a força do fogo
Cigana Rosalina
Estende sua ajuda
Cigana Rosalina
Rosalina de sevilha
Cigana da campina
Cigana rosa, Rosalina

33
--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Rosita

Rosita é uma moça bonita


Que usa vestido de chita
E vem para gira
Colar, brinco e pulseira
Pra todos agradar
É a cigana rosita
Que vem pra trabalhar

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Saluma

Saluma, jovem ciganinha


Longos cabelos, lindas trancinhas
A sua dança traz a magia>
Com muito encanto>
E grande euforia>bis
Saluma, jovem ciganinha
Traz pra você a paz
E muita alegria

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Sezanita

Ao som de um violino cigano>


A cigana Sezanita chegou>bis
Dançando uma linda melodia>
Que um cigano apaixonado lhe ofertou>bis
Não sei se era noite>
Ou se era dia>
Só sei que era bela a melodia>bis

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Silvana

34
Da campina vem Silvana
Pois foram me chamar
Com a força da lua, do fogo e do sol
Seguindo as estrelas ela vem pra trabalhar
Com sua energia ela agora está aqui
Salve silvana que chegou pra trabalhar

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Soléa

De las cuevas de granada


Con el fuego de su raza..
Viene por los olivares
Hilando rayos de plata
Trae la magia de la luna
Y en sus dedos filigranas
La gitana Soleá danzando
Toda la tribu cantando
Gitana... Gitana
Va cortando maleficios
En su chal está el secreto
Caracolas en su pecho
Y en sus manos sortilegios
La gitana Soleá danzando
Toda la tribu cantando
Gitana... Gitana

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Soraia

Soraia você é cigana linda


Aonde estás que você não veio ainda?
Mas ela vem no balanço do mar
Vem das calungas, ela vem beirando o mar

--------------------------------------------------------------------------------

Cigana Tânia

Se você sentir a beleza das campinas

35
Verá uma cigana junto às flores a rezar
Salve Jesus cristo e a Virgem Maria
Que nos protege, nos ajuda e nos guia
É a cigana Tânia da andaluzia
Saúda seu povo e também vem trabalhar
A cigana Tânia vem trazer sua amizade
Traz felicidade, muita fé, muita emoção
A força cigana nunca vai embora
Fortalece a fé em Deus
E em nossa senhora
A cigana Tânia vai chegar agora
Sua mão amiga dá amparo ao coração

36