Você está na página 1de 8

MÓDULO

A Química, a sociedade e
o estudo da matéria
São numerosos os fenómenos relacionados
à Química e aos impactos dessa
ciência na sociedade moderna. Os
alimentos que consumimos, as roupas que
vestimos, os acessórios que usamos, o
combustível dos veículos, a água, o ar que nos
rodeia, tudo isso e muito mais constituem
obieto de estudo da Química. A propria vida
pode ser vista como um processo químico.

A Química estuda a matéria


A Química é a área de conhecimento da ciência que
estuda a
matéria, suas propnedades, estrutura e transformaçôes.
Como
matéria é tudo o que tem massa e ocupa lugar no
espaço. entao a
Química está em toda parte.

O da Quirreca ser
reptvsentaoo um em
040 centro se encontra a mate •
estrutura e vet•ces suas propr
estrutura e
Exemplo de despoluição
Ainda asstm, costuma-se associar essa ciénoa apenas a explo-
sivos, produtos malcheirosos e outros matert.us que causam danos O quará•vermelho é uma
ao meto ambiente e à saúde humana. ave que habita os manquezais
da costa Atlântica. Em
Essa imagem negativa se deve, em grande parte, a preocupan- Cubatao (SP). sua populaçao
tes acidentes ambientais ocorridos em diversas partes do planeta, diminuiu muito por causa da
nos quais resíduos tóxicos contaminaram a água, o solo e o ar, afe- ; poluiçào ambiental. A partir
tando seres humanos e outras formas de vida. de 1984, contudo, um riqoroso
No entanto, a Química nao está presente apenas nessas situa- programa de despoluiçào
; ambiental resultou em
çôes. Ela tem papel fundamental nos inumeros avanços científicos maior controle das fontes
e tecnológicos responsáveis pelo aumento da qualidade e da ex- poluidoras. O aumento
pectativa de Vidada populaçao. Também é importante no combate gradual da população de
aos danos causados pela poluiçao, como, por exemplo, o desenvol- guarás•vermelhos que se
vunento de processos de produção menos poluentes e de métodos observa desde então é
um indicativo de que esse

Entre as da para o aumento da expectativa de vida da população,


est& c de medicynentos gee atuam na cpurae prevenç&ode doenças Guará-vermelh0.
a vacinas, etc.

12 Nio escreva no livro.


Propriedades da matéria O pr matérlo
Comovocê descreveria os materiais (as moedas, a água e o ar Repita o procedimentoa
abaixo? sequir utilizando apenas uma
dentro do balão) das fotografias seringa, sem agulha.
Mantenha a seringa
destampada e puxe todo o
êmbolo para trás.

Use o dedo indicador para


tampar a ponta da seringa
e tente empurrar o êmbolo
até o final.

a matéria se apresenta no estado sólido


NOdia a dia, são comuns as situações em que
interior da bexiga).
(moedas),líquido (água líquida) e gasoso (ar no
opacos
As moedas ser descritas como objetos sólidos,
podem
metálica, a água dentro da garrafa
(não transparentes) e de cor
transparente. O ar contido no • Você consegue pressionar
plástica,como um líquido incolor e
o êmbolo até o final?
interior do balão, por sua vez, provém da respiração; portanto, sa-
Em grupos, discutam
e está no estado gasoso.
bemos que ele é incolor e transparente, o que o experimento
esses materiais (a permite concluir sobre as
As características utilizadas para descrever
presença de cor, o estado físico ou a
possibilidade de ser atravessa- propriedades do ar.
da matéria.
dos pela luz) são algumas das propriedades
da matéria para descrever, classi-
GLOSSÁRIO
Utilizamos as propriedades
propriedades,
ficare reconhecer os diferentes materiais. Algumas Corpo: porção da matéria que

denominadas gerais (como e o volume), caracterizam o


a massa está sendo estudada.
compõe(m). Por isso, essas
corpo e não o(s) material(is) que o
materiais. Assim,
propriedades não são utilizadas para distinguir
por exemplo, a
Estados físicos da matéria
a medida de volume de um líquido não informa,
sua constituição. Em geral, a matéria se
específicas (como a den- apresenta em três estados
Outras propriedades, denominadas
de fusão e de ebulição), físicos: sólido, líquido e gasoso.
sidade, a solubilidade, as temperaturas
ser utilizadas para
Materiais no estado sólido,
caracterizam os materiais e, por isso, podem
como moedas, apresentam
distinguir corpos de diferentes composições. Algumas dessas pro-
forma definida. O mesmo
priedades — como a cor, o brilho e o odor — isoladamente podem
não ocorre com os líquidos e
não ser suficientes para distinguir um material de outro (o metal os gases.
alumínio apresenta a mesma cor que o níquel, por exemplo). É em Quando colocamos
seu conjunto (cor,brilho, solubilidade, densidade, etc.) que as pro- determinado volume de
priedades específicas permitem identificar os diferentes materiais. água em um copo, o líquido
adquire o formato do
Características que podem ser percebidas pelos sentidos
recipiente que o contém.
(cor, odor, sabor) são chamadas de propriedades organolép- Os gases, por sua vez, não
ticas. Contudo, não se deve cheirar,provar e tocar com as mãos apresentam nem forma nem
materiais desconhecidos. Em laboratório,esses procedimentos volume definidos; eles se
sáo proibidos, espalham e preenchem todo
o espaço do recipiente em
Nas páginas seguintes,vamos estudar algumas propriedades
que estiverem.
específicas da matéria,

Não escreva no tivro,


Solubilidade
Imagine-se diante de dois frascos iguais, um deles contendo
farinha de trigo e o outro, sal de cozinha. Por meio de quais pro- água équa
priedades você poderia identificá-los? farinha sal
Apesar de a textura e o sabor ajudaremno reconhecimento,
em laboratório não se deve tocar diretamente corn as rnáos nem
experimentar materiais. Observe que o sal de cozinha é
Assim, um procedimentoseguro em laboratórioconsiste em totalmente dissolvido em água, o que
ocorre com a farinha de trigo.
retirar uma amostra com massa igual de ambos os materiais, por
exemplo, 20 g, e adicionar cada uma a determinada quantidade de
Solubilidade de alguns
água (200 g). materiais em áqua
Apósa agitação, essa quantidade de sal de cozinha se dissolve a 25 oc
totalmente em 200 g de água. Com a farinha de trigo, contudo, o Solubilidade
mesmo não acontece. Material (q/100 q de
água;
Nesse caso, os materiais podem ser identificados pela solubili-
cloreto de sódio 36,0
dade apresentada em água.
nitrato
Solubilidade é a quantidade máxima de um material, denomi- de potássio
31.6
nado soluto, que pode ser dissolvida em certa quantidade de outro benzeno 0,07
material, denominado solvente, a dada temperatura.
etanol (infinita)
No exemplo
citado, o material que se dissolveu — o sal de cozi-
nha e parte da farinha — é denominado Pode-se observar que diferentes
soluto, e aquele que pro- materiais apresentam diferentes
porciona a dissolução — nesse caso, a água — é o solvente. solubilidades em água.
Quando o soluto é completamente dissolvido no solvente, o Fontesde pesquisa: David R. Lide, CRC
conjunto soluto-solvente é chamado de solução. Handbook of Chemistry and Phyqcs.
87. ed. Boca Raton: CRC Press.2007:
Em geral, a solubilidade é expressa em gramas de soluto por Cetesb, disponível em: <http•.//sistemas;nter
100 g de solvente, a dada temperatura, conforme ilustrado na cetesb.sp.gov. br/produtos/ficha_comp'eta 1.
ta-
bela ao lado. Acesso em: 28 ago. 2014.
Com os valores de solubilidade dos materiais, é possível prever
a quantidade máxima de soluto que poderia ser dissolvido em de-
terminado volume de solvente, a dada temperatura.
Observe, na tabela ao lado (acima), que em 100 g de
água a 25 oc
seria possível dissolver,no máximo, 36 g de cloreto
de sódio. Solu-
ções em que se dissolveu a quantidade máxima possível
de soluto
são chamadas de saturadas. Note que o termo "saturado"
é definido
nos dicionários como farto,completamente cheio ou abarrotado.
Por associação, soluções classificadas como insaturadas são
aquelas que contêm uma quantidade de soluto inferior à quan-
tidade máxima que pode ser dissolvida em determinado volume
de solvente.
O que ocorre quando a quantidade
de material a ser solubiliza- Formação de corpo de fundo em
da é superior à solubilidade da mistura? solução saturada de sal de cozinha.

Nesse caso, teremos a formação de uma


mistura constituída de
GLOSSÁRIO
solução (soluto que foi solubilizado) e corpo de fundo (soluto que
não se dissolveu), Sistema: em Química e Física,
essa palavra designa urn
A imagem ao lado mostra um sistema formado pela mistura conjunto de materiais sobre
de 70 g de cloreto de sódio em 100 g de água a 25 oc. Pelos dados o qual fixamos a atenção,
da tabela, é possível concluir que 36 g de soluto se dissolveram, incluindo o ambiente no qual se
enquanto o restante do material, 34 g, se depositou no fundo do
localiza o coryunto e com o qual
pode interagir.
recipiente (corpo de fundo).

14
Náo escreva no livro.
Influência da temperatura na solubilidade A solubilidadedos gases
solu- aria .c@ma temperatura
Sempre que é apresentada a solubilidade de determinado
solvente, deve ser indicada a temperatura A poluição térmica é o
to em água, ou em outro
foi realizado. Observe a tabela a seguir: aquecimento de águas de
em que o experimento
rios e lagos pela introdução
oc e 100 oc de água quente. Isso ocorre,
Solubilidade em áqua de diferentes solutos a O geralmente, quando parte
Solubilidade (q soluto/100 q de água) da água de fontes naturais
é utilizada para refrigerar
Soluto 100 oc equipamentos de usinas
4872 elétricas e siderúrgicas e
179,2
sacarose (açúcar comum) devolvida para o ambiente
cloreto de sódio 35,7 39,1 com temperatura maior
29,7
Um dos problemas
37,4
acetato de cálcio provocados por esse aumento
ofChemistry and Physics. 63. ed. de temperatura é a morte
de pesquisa: C. Weast; M. J. Astle. CRC Handbook
Boca Rato,n:CRC Press. 1984.
de peixes por asfixia, com
consequente desequilíbrio no
com a temperatura.
ecossistema.
Note que a solubilidade dos materiais varia
favoreça a so-
Observe a curva de
Embora geralmente o aumento da temperatura
solubilidade do gás oxigênio
lubilidade, isso não é uma regra, pois há solutos cuja solubilidade (02) em água e explique:
diminui com da temperatura. E o caso do acetato de
o aumento Por que o aumento da
cáldo (ver tabela acima) — material utilizado em
alimentos como temperatura da água pode
asfixiar os peixes?
inibidor de crescimento de algumas bactérias.
Curva de solubilidade
do gás oxigênio em água
Condutibilidadeelétrica 14
Você já reparou que os cabos que conectam os aparelhos elétri-
12
eletricidade?Então,
cos apresentam materiais que não conduzem 10
como a energia elétrica chega até esses aparelhos? 8
perceber
Ao olharmos para um fio elétrico cortado, é possível
materiais que conduzem eletricidade, como o cobre. o 10 20 30 40
Temperatura (oc)
O uso de materiais como o cobre na fiação elétrica se baseia

na alta conduübilidade elétrica do metal (cobre), propriedade da Fonte de pesquisa: Antonio Rogério
Fiorucci; Edemar Benedetti Filho. A
matéria associada à capacidade de conduzir corrente elétrica.
importância do oxigênio dissolvido em
Enquanto o fio metálico é bom condutor de corrente elétrica, ecossistemas aquáticos. Revista Química
que a pessoa possa tocar na fiação Nova na Escola, n. 22, nov. 2005.
o revestimento plástico permite
ma-
sem correr o risco de choque, pois o plástico ou a borracha são
teriaisque apresentam baixa condutibilidade elétrica.

Os materiais capazes de conduzir corrente elétrica são denomi-


nadoscondutores elétricos; aqueles com baixa condutibilidade
elétricasão chamados de maus condutores elétricos, ou isolantes.

Condutibilidadetérmica
térmica se refere à capacidade de um mate-
A condutibilidade
rialem conduzir energia térmica,

Essa propriedade explica por que é possível segurar o cabo de Os fios metálicos de cobre (condutor
elétrico) são encapados com materiais
u ma colher de madeira ou de plástico quando ela está mergulhada
maus condutores elétricos, como a
em uma panela com sopa quente. borracha e o plástico.
A madeira,o silicone e os plásticos são materiais maus con-
dutores de calor, Já materiais metálicos, como alumínio, prata e
cobre,sãobons condutores de calor.

15
escreva no b•zo,
Densidade
A figura ao lado ilustra um béquer contendo água e dois cilin-
um de cortisa e outro de aço, de mesmo volume. Você é capaz
de exphcavpor que flutua sobre a água e o outro afunda?
Se determinarmos as massas de arnbos os cilindros da figura,
que o cilindro de ago apresenta massa superior ao
de cortisa, A relasào entre a massa de um material e seu volume
recebe o nome de densidade.
A densidade é tuna propriedade específica da matéria, Por meio
de seu entendimento, é possível prever e explicar, por exemplo, por
que certos obetcvs flutuam ou afundam quando são mergulhados
na aguas
A tabela abaixo apresenta a densidade de alguns materiais.
O cilindro de cortiça flutua sobre a
água, enquanto o de aço afine
Densidade de alguns materiais
A densidade e a flutuaçio
Massa (q) Voiurne (cm i ) Densidade (Õ/cm0 dos materiais
teuo 7.9
Se jogarmos um prego de
20ocr ferro e um pedaço de isopor
em um recipiente com água.
ouro 1
19,3 19,3 observaremos que o primetro
cioreto de SOdto 1 afunda e o segundo flutua. A
2.2 densidade do isopor é menor
•A de e gases varia sensivelmente com a temperatura. Por isso, que a da água, enquanto a do
é
expressar em que temperatura o material possui determinada
caso sólidos. O variaçbo é bem menor. e a informação da
densidade. No prego é maior.
temperatura não é necessária.
Qualquer objeto com
pesqutsa: Oavtd R. Ode, CRC Handbook of Chemistry and
Physics. 84. ed. Boca Raton: densidade maior que a da
água deve afundar. Por sua
Observe que, para o mesmo volume, quanto maior a massa do vez, aqueles com densidade
material. maior é a razão entre sua massa e seu volume. Podemos menor devem flutuar.
representar matematicamente essa expressão por: Como explicar, entretanto.o
fato de navios flutuarem tenec
em vista que são feitos de aço
V em que d densidade, m massa e V - volume. (material constituído de ferro
e carbono), cuja densidade e
Em geral, a massa é expressa em grama (g), e o volume em cen- maior que a da água?
timetro cúbico (cm3) ou em mililitro (mL). A explicação está na
engenharia dos navios que
Para comparar a densidade de materiais desconhecidos, pode- são projetados de mocc
-se manter constante uma das variáveis o volume, por exemplo que um bom espaço em
—e medir o valor de suas massas. Aquele com maior massa é o que seu interior contenha ar.
apresenta maior densidade. O ar apresenta densidaae
inferior à da água. Assim, o
Empregamos intuitivamente o conceito de densidade quando conjunto também adquire
assumimos, por exemplo, que um objeto de ferro exigirámuito densidade inferior à dessa
mais esforço para ser erguido do que um objeto de isopor de mes- substância, Se. no entanto, o
mo volume, Isso porque, para o rnesmo volume de material, o ferro espaço preenchido pelo ar for
possui mais massa que o isopor, ocupado por água. o conjunto
provavelmente afundará.
A densidade nos permite entender, por exemplo, por que 1 kg Isso esclarece por que alguns
de algodao apresenta volume muito maior que a mesma massa de objetos, embora cmstruidos
chumbo. Se, contudo, considerarmos o mesmo volume de ambos com materiats mars densos
os materiais, perceberernos que o chumbo apresenta maior massa, do que a água. est50 em
Vistoque sua densidade é maior que a do algodão. condições de flutuar nela

16
Determinação da densidade de sólidos A densidade dos 6 lidos e
Argulmed•
Ê possível distinguir urn cilindro maciço de aço de um de cor-
apre-
tica pela flutuabilidade em água que cada urn desses objetos Conta uma lenda que
senta. O cilindro de aço afunda e o de cortiça flutua. Hierao II, rei de Siracusa (hoje
parte da Itália), encomendou
Há materiais mais difíceisde diferenciar,Um cubo maciço de a um ourives urna coroa de
alumínio e um de aço, por exemplo. Ambos apresentam coloração ouro puro. Ao receber a peça,
prateada e afundam quando mergulhados em água, o rei desconfiou que o ourives
Nesse caso, a densidade pode ser utilizada para distinguir os ma- utilizara alqum metal mais
barato misturado ao ouro,
teriais. A densidade do alumínio é 2,7 g/cm 3 e a do aço, 7,86 g/cm 3.
Para resofver a quest&o.
que apresentam formas regulares é
o rei pediu a Arquimedes
determinada por meio das medidas de massa e volume. (287a.C:212 aC.) que
A massa pode ser medida por balanças e o volume é calculado investigasse o problema,sem
com base nas dimensões do material. Considere um cubo maciço destruir a coroa.
de ferro, cujas arestas medem 10 cm e possui massa de 7 860 g. Para solucioná-lo,
suas três Arquimedes comparou
Para calcular o volume desse cubo, multiplicamos
o volume ocupado por
arestas: determinada massa de ouro
V = altura X largura X profundidade puro com o ocupado pela
mesma massa da coroa.
3 Ele mergulhou uma massa
V = 10 cm X 10 cm X 10cm = 1000 crn
de ouro puro igual à da coroa
Aplicando a expressão da densidade: em uma banheira e mediu o
m 7860 g volume de água deslocado
3 7,86 g/cm3 e, depois, fez o mesmo com
V 1000 cm a coroa, Após ter essa ideia,
A densidade dos sólidos que apresentam formas irregulares tam-
ele voltou para casa gritando:
de sua massa e de seu volume.
"Eureka! Eureka!" ("Encontrei!
bém é determinada pelo conhecimento
Encontrei!", tradução do
Mas como obter o volume desses sólidos? Como se mede o volume grego para o português).
de uma pedra, de uma pulseira, de um brinco ou de uma estatueta?
Arquimedesverificou.
Podemosdeterminar o volume de um sólido de forma irregular então, que o volume de água
graduado contendo uma quantida-
colocando-oem um recipiente deslocado pela coroa era
de conhecida de determinado líquido (água, por exemplo). superior ao deslocado pela
mesma massa de ouro puro.
O volume (V) será dado concluindo que o ourives
pela diferença entre os volu- havia trocado parte do ouro
mesfinal e inicial do líquido por outro metal de menor
contido no recipiente em que densidade.
o objeto foi colocado.
Considere, por exemplo,
urnapeça metálica com massa
de 89 Ao ser introduzida em
Ignaprovetacontendo 50 cm3
água, essa peça provocou a
"vacao do volume de líquido,
indicando a leitura de 60 crn3,
Concepç50 artística do banho de
Calculamos o volume deg- Medida de volume de sólido irregular, Arquimedes (gravura de c. 1547).
te sólido da veguinte forma:
volume da peça • V (final) V (inicial) 60 crn3 50 cm) • 10 crn
3 • Essa história é considerada
uma lenda por alquns
Aplicando a expressão da densidade: pesquisadores Como é
possível autenticar sua
m 89g _
Vem' veracidade?
V 10 cm'
Determinação da densidade de líquidos
Para encontrar a densidade de materiais líquidos, é preciso me-
dir certo volume desse líquido e determinar sua massa.
O volume do líquido pode ser determinado em recipientes
graduados, denominados provetas. Para encontrar a densidade,
mede-se a massa da proveta antes e depois da inserção de deter-
minado volume de líquido. Verificando a diferença entre a massa
do sistema final (proveta + líquido) e a do sistema inicial (proveta),
obtém-se a massa do líquido.
Subtraindo a massa inicial da massa final ilustrada na imagem
ao lado, vemos que um volume de 10 cm3do líquido medido apre-
senta massa igual a 7,89 g. Logo, a densidade desse líquido será:
7,89R
= 0,789 g/cm 3
V 10 cm3 Para determinar a massa do líquido,
mede-se a massa da proveta com e sem.
A tabela a seguir apresenta a massa de água e etanol em amos- o líquido.
tras com o mesmo volume (10 cm 3),a 20 oc.
Verifique o que aprendeu
Massas para um mesmo volume (10 cm 3)
de diferentes materiais a 20 oc 1. Considere uma amostra de
pó de café e outra de sal
Material Massa (q) Densidade (g/cm 3) de cozinha. Que
água liquida 9,98 propriedades da matéria
0,998
etanol 7,89 você utilizaria para
0,789
Fonte de pesquisa:David R. Lide. CRC Handbook of Chemistry
descrevê-las?
and Physics. 84. ed. Boca Raton:
CRC Press 2004. 2. Um aluno adicionou
pequena quantidade de
De acordo com a tabela,pode-se dedu- cloreto de sódio (principal
zir que o líquido medido na imagem
deve
i constituinte do sal de
ter sido o etanol, já que o valor cozinha) a um béquer
calculado
equivale ao valor apresentado na tabela.
contendo água, agitou e
observou a total dissolução
Quandose adiciona água ao etanol,a den- do soluto no solvente.
sidade finalserá sempre superior à do etanol Como essa mistura pode
puro. A densidade dessa solução, contudo, ser classificada com relação
pode variar,dependendo da quantidade de à quantidade de soluto
presente?
cada um desses líquidos na mistura.
3. Ao observar que amostras
Outra forma de determinar a densidade de materiais distintos com o
dos líquidos é a utilização de um densí- mesmo volume apresentam
metro — instrumento, emgeral de vidro, Densímetro: equipamento massas diferentes, a qual
que pode conter uma escala para permitir utilizado para determinar propriedade da matéria
a densidade de líquidos. estamos nos referindo?
a leitura da densidade, comum em postos Observe que o instrumento Como ela está presente em
de combustíveis. possui uma escala graduada. nosso dia a dia?

Adultençiode combustíveis
Não são raras as notícias sobre a adulteração de combustíveis.Segundo a
Agência Nacional de Petróleo (ANP), o etanol combustível deve ter densidade
entre 0,805 g/crn3 e 0,811g/cm3. A densidade do combustível pode ser verificada
por meio de um equipamento com duas esferas de densidades diferentes: uma
com densidade superior a 0,811g/cm3e outra inferior a 0,805 g/cm3.
Assim, se ele estiver dentro do padrão estabelecido, as duas esferas
se comportam como na figura l. A figura II ilustra um combustível com
densidade superior ao limite máximo, e a III, outro com densidade inferior ao
II
limite mínimo permitido.

18 Não escreva no livro.


Responda sempre no caderno.
ATIVIOAOES

alumínio (2,7 g/cm3) e do chumbo (11,3g/cm3).


1. Considere as densidades do alumínio é mais leve que uma de chumbo, mesmo
Podemos afirmar que uma peça de
um volume muito maior que o da peça de chumbo?
que a peça de alumínio apresente
Explique,
por "ouro de tolo", pois se assemelha ao valioso metal.
2. Apirita de ferro é conhecida
Certa pessoa encontrou em sua propriedade um material
ouro
amarelo e brilhante e resolveu investigar se encontrara
a massa da
ou pirita. Usou uma balança para determinaruma proveta
amostra:50 g. Depois,colocoua amostra em
nível da
com 25 mL de água. Com a imersão da amostra, o
água subiu para 27,6 mL. Considerando a densidade do ouro
(19,3g/cm3) e a da pirita de ferro (5,0 g/cm3), qual material Ourooupiritadeferro?
foi encontrado? Justifique sua resposta.
a 20 oc, em dois
3. A tabelaa seguir mostraa solubilidadede alguns materiais sólidos,
solventes distintos: água e etanol.

Solubilidade de alguns materiais em água e etanol a 20 oc


Material Açúcar Cloreto de sódio lodo Ácido ascórbico

Solubilidade (g de água 203,8 36,0 0,029 33,0


soluto em 100 g
etanol insolúvel insolúvel 21,38 aprox. 3,0
de solvente)
Fontesde pesquisa: <http://pubs.acs.org/doi/abs/lO.1021Óa01158a096> e <http://www.sciencelab.com/msds.php?
msdstd=9922972>.Acessos em: 28 ago. 2014. David R. Lide. CRC Handbook of Chemistry and Physics. 87. ed. Boca Raton:
CRC Press, 2007.

a) Que material apresenta maior solubilidade em água?


E em etanol?
b) Qual é a quantidade máxima de iodo que pode ser dis-
solvida em 200 g de água, a 20 oc?
c) Qual é a quantidade mínima de água, a 20 oc, necessá-
ria para dissolver 49,5 g de ácido ascórbico?
A laranja contém ácido
d) A massa de solvente calculada no item c será a mesma ascórbico, também conhecido
caso se trate de etanol? Justifique. como vitamina C.

4. Os componentes utilizados no
computador,como o áudio e o
vídeo, podem ser instalados na
placa do computador por meio
de soldas.
De acordo com seus conheci-
mentos, a solda é classificada
como um bom material condu-
tor ou mau condutor elétrico?
Justifique sua resposta.

Chip soldado em placa de computador.

A ética na comercializaçãode combustíveis


Em grupo de três alunos, pesquisem reportagens sobre a autuação de postos de gasolina
que comercializaram combustíveis adulterados.
Que medidas você acredita que os órgãos governamentais deveriam tomar para evitar essa
prática?