Você está na página 1de 8

CLASSIFICAÇÃO DOS MINERAIS

A classificação apresentada a seguir, baseia-se na composição química do


mineral e, na sua divisão mais ampla, compreende 12 clases.

1) Classe dos elementos nativos: Cerca de 20 elementos se encontram como


minerais sob forma não combinada, dizendo-se que ocorrem no estado nativo.
Estes minerais são divididos em metais; semimetais e não-metais.

A) Metais: Au (ouro); Ag (prata); Cu (cobre); Pb (chumbo); Pt (platina); Pd


(paládio); Ir (irídio); Os (ósmio); Fe (ferro) e Ni (niquel).

B) Semimetais: As (arsênio); Sb (antimônio); Bi (bismuto); Se (selênio) e Te


(telúrico).

C)Não-metais: C (carbono = diamante ou grafita); S (enxofre).

2) Classe dos sulfetos: Consiste, na maior parte, em combinação de vários metais


com S, Te e Se. A maioria dos minerais metálicos estão nesta classe.

exemplos: Ag2S = argentita Cu5FeS4 = bornita

PbS2 = galena CuFeS2 = calcopirita

ZnS = esfalerita AuTe2 = calaverita

HgS = cinábrio As2S3 = ouro-pigmento

FeS2 = pirita (Au,Ag)Te2 = silvanita

MoS2 = molibdenita.

3) Classe dos sulfossais: Minerais compostos de Pb, Cu ou Ag em combinação com


S e Sb, As ou Bi.

exemplos: Ag3SbS3 = pirargirita Ag3AsS3 = proustita

(Cu,Fe,Zn,Ag)12Sb4S13 = tetraedrita Cu3AsS4 = enargita.

4) Classe dos óxidos: Minerais onde ocorre metal em combinação com oxigênio.
Subdividem-se em:
A) óxidos simples:Cu20 = cuprita SnO2 = cassiterita

H2O = gelo UO2 = Uraninita

Al2O3 = coríndon Fe2O3 = hematita

Al2O3 = rubi(vermelho); safira(azul); topázio oriental

(amarelo); esmeralda oriental(verde).

B) óxidos múltiplos:MgAl2O4 = espinélio FeCr2O4 = cromita

BeAl2O4 = crisoberilo.

C) hidróxidos:Mg(OH)2 = brucita MnO(OH) = manganita.

5) Classe dos halóides: Inclui os cloretos (Cl); fluoretos (F); brometos (Br) e Iodetos
(I) naturais.

exemplos: NaCl = halita CaF2 = fluorita

KCl = silvita

6) Classe dos carbonatos: minerais cujas fórmulas químicas incluem o radical


carbonato, CO3.

exemplos: CaCO3 = calcita Cu2CO3 = malaquita

CaMg(CO3)2 = dolomita Cu3(CO3)2(OH)2 = azurita

BaCO3 = witherita.

7) Classe dos nitratos: Minerais que såo considerados como sais de ácido nítrico e
contêm o Radical NO3.

exemplos: NaNO3 = nitro de sódio ou salitre do Chile

KNO3 = nitro ou salitre

8) Classe dos boratos: Contém o radical BxOy.

exemplos:Na2B4O7.10H2O = Bórax (medicina,metalurgia,abrasivo).


NaCaB5O9.8H2O = ulexita "bolas de algodåo"

9) Classe dos fosfatos: minerais que apresentam o radical PO4

exemplos: (Ce,La,Y,Th)PO4 = monazita

MgAl2(OH)2PO4 = lazulita

Ca5(F,Cl,OH)PO4 = apatita

CuAl6(PO4)4(OH)82H2O = turqueza.

10)Classe dos sulfatos: minerais que apresentam o radical SO4.

exemplos: BaSO4 = barita CaSO4.2H2O = gipsita.

CaSO4 = anidrita

11)Classe dos tungstatos e molibdatos: apresentam o radical tungstato, WO4 ou


molibdato MoO4.

exemplos: (Fe,Mn)WO4 = wolframita PbMoO4 = wulfenita

CaWO4 = Scheelita

12) Classe dos silicatos:

É a classe de maior importância pois cerca de 25% dos minerais conhecidos


e 40% dos minerais mais comuns são silicatos. Com poucas exceções, pode-se dizer
que todos os minerais que formam rochas ígneas são silicatos e que estes constituem
mais de 90% da crosta terretre.

De cada 100 átomos na crosta terrestre,62,5 são de O

21,2 são de Si

6,5 são de Al

2,2 são de Fe, Ca, Mg, Na, K.


A estrutura fundamental dos silicatos são os tetraedros constituídos de 1
átomo de silício rodeado por 4 átomos de O o que lhes dá uma carga total possível de
-4. Eventualmente, o átomo de Si pode ser susbtituído por um átomo de Al, formando
um tetraedro com uma carga total de -5.

Cada íon de oxigênio tem a capacidade de ligar-se a outro íon de silício e de


entrar em outro agrupamento tetraédrico, unindo-se assim, tetraedros diferentes
através de 1 oxigênio compartilhado. Entretanto, não se observa na natureza, 2 ou 3
oxigênios sendo compartilhados por apenas dois tetraedros. A ligaçåo de tetraedros
pela participação dos oxigênios é chamada de polimerização e a capacidade de
polimerização da orígem a uma grande variedade de estruturas de silicatos.

Dependendo do grau de polimerização e da amplitude da participação do


oxigênio entre os tetraedros, a estrutura dos silicatos pode consistir em tetraedros
independentes, em grupos tetraédricos múltiplos, independentes, cadeias duplas ou
faixas, folhas ou armações tridimensionais, o que proporciona uma classificação
especial para os silicatos.

Classe arranjo dos relação

tetraedros SiO4 Si : O

Nesossilicatos isolados 1 : 4

Sorossilicatos duplo 2 : 7

Ciclossilicatos aneis 1 : 3

Inossilicatos cadeias simples 1 : 3

cadeias duplas 4 : 11

Filossilicatos folhas 2 : 5

Tectossilicatos estruturas tridimensionais 1 : 2

= Nesossilicatos: Silicatos com grupos de tetraedros SiO4 isolados e


unidos entre si somente por ligações iônicas, através de cátions intersticiais.

exemplos:(Mg,Fe)2(SiO4) = olivina Ca3Fe2(SiO4)3 = andradita

Zr(SiO4) = zircão Al2(SiO4)(F,OH)2= topázio


= Sorossilicatos: Caracteriza-se por grupos tetraédricos duplos isolados,
formados por dois tetraedros SiO4compartilhando entre si um único oxigênio, situado
em um vétice.

exemplos: Zn4(Si2O7)(OH)2.H2O = hemimorfita

Ca2(Al,Fe)Al2O(SiO4)(Si2O7)(OH) = epidoto

= Ciclossilicatos: Formados por tetraedros de (SiO4) ligados na forma de


anéis. Podem existir 3 configurações fechadas, cíclicas, de ciclossilicatos. O anel
Si3O9 é o mais simples.

exemplos:BaTiSi3O9 = benitoíta

Ca2(Fe,Mn)Al2(BO3)(Si4O12)(OH) = axinita

Be3Al2(Si6O18) = berilo = água marinha(azul esverdea-

do pálido); esmeralda(verde intenso)

(Na,Ca)(Al,Fe,Li,Mg)3Al6(BO3)3(Si6O18)(OH)= turmalina

turmalina verde = esmeralda brasileira; vermelha ou

rósea = rubelita.

= Inossilicatos: Tetraedros de (SiO4) unidos em cadeias pelo


compartilhamento de oxigênios com os tetraedros adjacentes, formando cadeias
simples. Estas cadeias simples podem unir-se lado a lado, pela participação de
oxigênios em alguns dos tetraedros, formando faixas ou cadeias duplas.

Na estrutura de cadeia simples, dois dos quatro oxigênios em cada


tetraedro (SiO4) são compartilhados com os tetraedros vizinhos, ao passo que na
estrutura em cadeia dupla, metade dos tetraedros compartilham três oxigênios e a
outra metade, somente dois.

Exemplos: cadeias simples = piroxênios

Mg2(Si2O6) = enstatita CaMg(Si2O6) = diopsídio

(Fe,Mg)2(Si2O6) = hiperstênio

cadeias duplas = anfibólios

Ca2Mg5(Si8O22)(OH) = tremolita

Ca2Na(Mg,Fe)4(Al,Fe,Ti)((Al,Si)8O22)(O,OH)2 = anfibólios
= Filossilicatos: Nos minerais desta classe, três dos quatro oxigênios em
cada tetraedro (SiO4) são compartilhados com os tettraedros vizinhos, formando uma
estrutura caracterizada por folhas de silício-oxigênio estendidas indefinidamente.

No caso dos filossilicatos, o empilhamento das folhas tetraédricas encontra-


se intercalado por octaedros caracterizados por átomos de Mg ou Al, cercados por 6
átomos de oxigênio e/ou hidroxila (OH).

exemplos:Mg6(Si4O10)(OH)8 = serpentina (asbesto)

Mg3(Si4O10)(OH)2 = talco

KAl2(AlSi3O10)(OH)2 = moscovita

K(Mg,Fe)3(AlSi3O10)(OH) = biotita

= Tectossilicatos: Quase 3/4 da crosta rochosa da Terra é constituída de


minerais formados em torno de uma estrutura tridimensional de tetraedros (SiO 4)
ligados entre si. Nesta classe, todos os íons oxigênio em cada tetraedro (SiO4) são
compartilhados com os tetraedros vizinhos. Resulta disso uma estrutura fortemente
unida e estável.

exemplos: grupo da sílica = quartzo, tridimita, etc = SiO2

opala = SiO2.nH2O

grupo dos feldspatos: ortoclásio = K(AlSi3O8)

série dos plagioclásio: albita = Na(AlSi3O8)

anortita = Ca(Al2Si2O8)

PRINCIPAIS MINERAIS FORMADORES DE ROCHAS

Os minerais mais frequentes nas rochas são os feldspatos, com 60% de


todos os minerais, os anfibólios e piroxênios (17%), o quartzo (12%) e as micas (14%).

Os demais minerais que possuem importância petrográfica são os


seguintes: apatita, olivina, magnetita, granada, turmalina, ilmenita, nefelina, zircão,
monazita e pirita, que aparecem, quase sempre, em quantidades muito pequenas nas
rochas, e calcita e dolomita que podem. eventualmente, formar rochas individualizadas
(os mármores).

= FELDSPATOS - Formam o grupo mais importante como consti-tuínte das


rochas. São agrupados em duas séries:

Série do K-Feldspato - ortoclásio K2O.Al2O3.6SiO2

cor branca, avermelhada ou, caracteristicamente, rósea; brilho vítreo;


dureza 6; densidade 2,56; clivagem boa segundo 2 planos

Série dos Plagioclásios - mistura entre dois minerais:

albita (Na2O.Al2O3.6SiO2) e anortita (CaO.Al2O3.2SiO2)

cor branca, amarelada, cinza; dureza 6 a 6,5; densidade 2,6 a 2,75;


clivagem boa segundo dois pontos

= Piroxênios = cor preta a verde-escura; brilho vítreo; dureza 5 a 6;


densidade 3,0 a 3,6; clivagem boa formando prismas quase retangulares.

= Anfibólios = cor verde-escura a preta; dureza 5 a 6; densidade 2,95 a


3,8; clivagem boa segundo dois planos formando prismas de seção rômbica.

= Quartzo = Cor branca ou incolor, ou roxo, amarelo, vermelho, preto, etc;


brilho vítreo; desde transparente a opaco; dureza 7; densidade 2,65, fratura cocoidal.
Parece vidro quebrado.

= Micas = Transparentes em camadas muito finas; brilho vítreo; densidade


2,76 a 2,9, clivagem exelente segundo um plano e dureza muito baixa. Cor branca
(muscovita); preta (biotita); verde (clorita).

= Calcita (CaCO3) = cor branca, rósea, cinza, amarela, rara-mente incolor;


geralmente opaca; brilho vítreo; dureza 3; densidade 2,7, ótima clivagem segundo 3
planos, formando romboedros. efervesce a frio com HCl.
= Dolomita (CaMgCO3) = muito semelhante à calcita. Distingue-se pelo fato
de não apresentar efervescência a frio com HCl.

Home | Página principal

Você também pode gostar