Você está na página 1de 21

26/03/2018 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)

Gustavo de Souza Preussler


Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7966792380099410
Última atualização do currículo em 23/03/2018

Gustavo de Souza Preussler, concluiu a Graduação em Direito pela Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de
Cascavel em 2004, aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil em dezembro de 2004. Conclui o
curso de pós-graduação em Docência no Ensino Superior (UNIPAN) em 2006. Atualmente é professor
universitário federal, pesquisador de ciências criminais e MESTRE EM CIÊNCIA JURÍDICA PELA UNIVERSIDADE
ESTADUAL DO NORTE DO PARANÁ. Possui diversos livros e artigos publicados na área das ciências criminais.
Atua na área do Direito, com ênfase em Direito Penal, Processual Penal e Direito Constitucional. Os Tópicos
principais de pesquisa são: Teoria da Imputação Objetiva, Direito Penal ? Parte Geral, Garantismo,
Constitucionalismo, Princípios Penais Constitucionais e Teoria Geral do Delito. DOUTOR EM DIREITO PELA
UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO TURMA 2011/2013. Foi Professor Assistente de Direito Público
da UFMT - Universidade Federal do Mato Grosso) de janeiro de 2010 até novembro de 2011, havendo
redistribuição para a UFGD - Universidade Federal de Grande Dourados, para exercer o cargo de Professor
Assistente Nível II de Direito Penal e Processo Penal. Atualmente é Professor Adjunto III da UFGD. É professor
do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu (Mestrado Multidisciplinar) em Fronteiras e Direitos Humanos. Atua
especialmente na linha de pesquisa SISTEMA PENAL E DIREITOS HUMANOS e é coordenado do Observatório de
Ciências Criminais e Direitos Humanos. (Texto informado pelo autor)

Identificação
Nome Gustavo de Souza Preussler
Nome em citações bibliográficas PREUSSLER, Gustavo de Souza;PREUSSLER, GUSTAVO DE SOUZA

Endereço
Endereço Profissional Universidade Federal da Grande Dourados, Reitoria, Faculdade de Direito.
Rua Quintino Bocaiúva - de 2100
Jardim América
79824140 - Dourados, MS - Brasil
Telefone: (067) 34102460
URL da Homepage: www.ufgd.edu.br

Formação acadêmica/titulação
2011 - 2013 Doutorado em Direito (Conceito CAPES 4).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Título: Criminalização Secundária e Justiça Penal Hegemônica: Aspectos criminológicos no
caso do massacre de Eldorado de Carajás, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: NILO BATISTA.
Coorientador: VERA MALAGUTI DE SOUSA WEGLINSKI BATISTA.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES,
Brasil.
Palavras-chave: Luta de classes; Criminologia dos Massacres; Criminalizações.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Serviço Social / Subárea: Sociologia
Criminal.
Setores de atividade: Educação.
2008 - 2009 Mestrado em Ciência Jurídica (Conceito CAPES 4).
Universidade Estadual do Paraná, UNESPAR, Brasil.
Título: Punitivismo de Exceção como Regra: Paradigmas do Direito Penal do Inimigo e sua
Desconstrução através do Neoconstitucionalismo,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Valter Foleto Santin.
Palavras-chave: Direito Penal; Constituição e Direito Penal; Direito Penal do Inimigo;
Direito Penal do Risco; Globalização; Teorias dos Fins das Penas.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público /
Especialidade: Direito Constitucional.
Setores de atividade: Educação; Educação Superior.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 1/21
2005 - 2006
26/03/2018 Especialização
Currículo em de
do Sistema Pós-graduação em Docência
Currículos Lattes (Gustavono
de Ensino
Souza Superior.
Preussler)(Carga Horária: 440h).
União Pan Americana de Ensino, UNIPAN, Brasil.
Título: Projeto de Extensão Universitária: Abuso de Autoridade.
Orientador: Ms. Alexandre Pereira.
2000 - 2004 Graduação em Direito.
Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas de Cascavel, UNIVEL, Brasil.
Título: Aplicação da Teoria da Imputação Objetiva no Injusto Negligente.
Orientador: Profª Cláudia Siqueira Cardia.
1997 - 1999 Ensino Médio (2º grau).
Curso e Colégio Alfa, ALFA, Brasil.
1989 - 1996 Ensino Fundamental (1º grau).
Curso e Colégio Marista, MARISTA, Brasil.

Formação Complementar
2014 - 2014 Controles na Administração Pública. (Carga horária: 30h).
Tribunal de Contas da União, TCU, Brasil.
2010 - 2010 Curso de Docência/Estágio Probatório. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
2007 - 2007 Curso de Curta Duração.
Harpa Idiomas, HARPA, Brasil.
2007 - 2007 Mestrado em Direito. (Carga horária: 30h).
Universidade Estadual de Maringá, UEM, Brasil.
2006 - 2006 Mestrado em Filosofia Política (aluno especial). (Carga horária: 60h).
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
2004 - 2004 Oralidade Com Naturalidade.
Associação Comercial e Industrial de Cascavel, ACIC, Brasil.
2004 - 2004 Introdução Funcional e Comportamental.
Instituto Nacional de Seguridade Social, INSS, Brasil.
1996 - 1997 Curso de Editoração: Corel Draw e Pagemaker. (Carga horária: 100h).
Control Data Corporation, CONTROL DATA, Estados Unidos.

Atuação Profissional

Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Brasil.


Vínculo institucional
2017 - Atual Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto Nível III (Classe C), Carga horária:
40, Regime: Dedicação exclusiva.
Vínculo institucional
2015 - 2017 Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto Nível II (Classe C), Carga horária:
40, Regime: Dedicação exclusiva.
Vínculo institucional
2013 - 2015 Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto Nível I, Carga
horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Vínculo institucional
2011 - 2013 Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente Nível II, Carga
horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Atividades
03/2018 - Atual Direção e administração, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Coordenador do Programa de Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos.
02/2018 - Atual Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Processual Penal I
Direito Processual Penal III
02/2018 - Atual Ensino, Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos, Nível: Pós-Graduação
Disciplinas ministradas
Globalização e Direitos Humanos
08/2017 - Atual Pesquisa e desenvolvimento , Reitoria, Faculdade de Direito.
Linhas de pesquisa
Corrupção e Direitos Humanos
08/2017 - Atual Pesquisa e desenvolvimento , Reitoria, Faculdade de Direito.
Linhas de pesquisa
Processo Penal e Direitos Humanos
Corrupção e Direitos Humanos
Reflexos Jurídicos da Globalização no Sistema Penal
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 2/21
07/2017 - Atual
26/03/2018 Conselhos,
Currículo Comissões
do Sistema e Consultoria,
de Currículos LattesReitoria,
(Gustavo Faculdade
de Souzade Direito.
Preussler)
Cargo ou função
Integrante da Comissão de Seleção do Processo Seletivo 2018 para o PPG-FDH.
03/2017 - Atual Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Presidente da Comissão de Revisão do Regimento Interno da FADIR.
04/2016 - Atual Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, .
Cargo ou função
Membro da Comissão de Seleção de Materiais Bibliográficos.
02/2016 - Atual Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Membro da Comissão de Extensão da Faculdade de Direito e Relações Internacionais.
01/2015 - Atual Extensão universitária , Reitoria, Faculdade de Direito.
Atividade de extensão realizada
Observatório "Sistema Penal e Direitos Humanos".
08/2017 - 02/2018 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Criminologia e Teorias da Personalidade
Direito Processual Penal II
Direito Processual Penal II - Turma Especial
03/2017 - 08/2017 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Processual Penal I
Direito Processual Penal III
03/2017 - 07/2017 Ensino, Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos, Nível: Pós-Graduação
Disciplinas ministradas
Globalização e Direitos Humanos
10/2016 - 02/2017 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Criminologia e Teorias da Personalidade
Direito Processual Penal I
06/2016 - 10/2016 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Processual Penal II
6/2016 - 9/2016 Ensino, Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos, Nível: Pós-Graduação
Disciplinas ministradas
Globalização e Direitos Humanos
05/2015 - 08/2016 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, .
Cargo ou função
Presidente da Comissão Permanente de Pessoal Docente - CPPD.
02/2013 - 08/2016 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Comissão Permanente de Pessoal Docente.
Cargo ou função
Membro da Comissão Permanente de Pessoal Docente.
02/2016 - 06/2016 Direção e administração, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Vice-coordenador do Programa de Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos.
08/2015 - 05/2016 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Criminologia e Teorias da Personalidade
Direito Processual Penal I
02/2015 - 07/2015 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Penal II
Direito Processual Penal II
02/2015 - 06/2015 Ensino, Direitos Humanos e Cidadania, Nível: Pós-Graduação
Disciplinas ministradas
Direitos Humanos e Criminologia Liberal e Crítica
09/2014 - 04/2015 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, .
Cargo ou função
Membro da Comissão Permanente de Pessoal Docente - CPPD (Resolução 899/2014).
08/2014 - 12/2014 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Criminologia e Teorias da Personalidade
Direito Processual Penal II
Prática Jurídico-penal simulada
09/2013 - 12/2014 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Criminologia e Teorias da Personalidade
09/2013 - 12/2014 Extensão universitária , Reitoria, Faculdade de Direito.
Atividade de extensão realizada
Formação de Defensores de Direitos Humanos em Áreas de Assentamento (PROEXT
2014).
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 3/21
03/2014 - 07/2014
26/03/2018 Ensino,do
Currículo Direito,
SistemaNível: GraduaçãoLattes (Gustavo de Souza Preussler)
de Currículos
Disciplinas ministradas
Direito Penal III
Direito Processual Penal II
06/2012 - 06/2014 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Integrante de Núcleo Docente Estruturante - Resolução n.º 117 de 04 de junho de 2012
da FADIR/UFGD.
09/2013 - 03/2014 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Processual Penal I
Criminologia e Teorias da Personalidade
01/2012 - 12/2013 Estágios , Reitoria, Faculdade de Direito.
Estágio realizado
Professor no Núcleo de Prática e Assistência Jurídica - NPAJ.
03/2013 - 09/2013 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Processual Penal II
Tópicos Especiais em Legislação V
02/2012 - 09/2013 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Penal IV
Ética e Paradigmas do Conhecimento
01/2012 - 08/2013 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Comissão de Criação de Mestrado Multidisciplinar em Direito e Relações Internacionais.
02/2012 - 05/2013 Ensino, Direitos Humanos e Cidadania, Nível: Pós-Graduação
Disciplinas ministradas
Direitos Humanos, Criminologia Liberal e Crítica do Direito Penal
03/2013 - 04/2013 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Parecer de um artigo na Revista VIDERE, n.º 7.
04/2012 - 04/2013 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Integrante de Comissão de Apoio Pedagógico.
03/2012 - 03/2013 Direção e administração, Reitoria, Coordenadoria de Assuntos Internacionais.
Cargo ou função
Suplente-representante da FADIR no Escritório de Assuntos Internacionais - ESAI.
09/2012 - 02/2013 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Criminologia e Teorias da Personalidade
Direito Penal III
Tópicos em Legislações Especiais II
11/2012 - 12/2012 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Membro de comissão para seleção de acadêmicos para o programa de monitoria UFGD
2012.2 - Resolução n.º 228 de 12 de novembro de 2012.
09/2012 - 11/2012 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
Avaliador de artigos científicos (4 artigos avaliados).
01/2012 - 06/2012 Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Faculdade de Direito.
Cargo ou função
integrante de Comissão de Consolidação de DINTER - Doutorado Interinstitucional em
Direito.

Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.


Vínculo institucional
2010 - 2011 Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente de Direito
Público, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações Professor de Direito Administrativo Professor de Direito Penal Professor de Direito
Constitucional
Atividades
08/2011 - Atual Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Disciplina Optativa II: Direito de Integração e Globalização
Direito Processual Penal II
03/2010 - Atual Pesquisa e desenvolvimento , ICHS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, .
Linhas de pesquisa
Globalização e Reflexos no Estado Democrático de Direito
Sistema Penal, Controle Social e Direitos Humanos
03/2010 - Atual Pesquisa e desenvolvimento , ICHS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, .
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 4/21
26/03/2018 Linhas do
Currículo de Sistema
pesquisade Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)
O Direito Achado na Rua
03/2010 - Atual Extensão universitária , ICHS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, .
Atividade de extensão realizada
Núcleo Muldisciplinar de apoio à Família.
03/2010 - Atual Conselhos, Comissões e Consultoria, ICHS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E
SOCIAIS, .
Cargo ou função
Integrante de comissão de impantação do curso de licenciatura em Pedagogia.
03/2010 - Atual Conselhos, Comissões e Consultoria, ICHS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E
SOCIAIS, .
Cargo ou função
Integrante de comissão organizadora de implantação do curso de Bacharelado e
Licenciatura de Filosofia.
01/2011 - 07/2011 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Introdução ao Estudo do Direito
Optativa I: Criminologia
08/2010 - 12/2010 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Disciplina Optativa II: Direito de Integração e Globalização
08/2010 - 12/2010 Ensino, Bacharelando e Licenciatura em Geografia, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Filosofia e Metodologia Científica
03/2010 - 07/2010 Direção e administração, ICHS - INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS, .
Cargo ou função
Coordenador de Curso.
01/2010 - 06/2010 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Introdução ao Estudo do Direito

Faculdade ITECNE, ITECNE, Brasil.


Vínculo institucional
2009 - 2010 Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 3
Vínculo institucional
2008 - 2008 Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8
Vínculo institucional
2008 - 2008 Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4
Atividades
02/2009 - Atual Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Seminário Temático: Direitos Humanos e Serviço Social
07/2008 - 12/2008 Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Seminário Temático: Direitos Humanos e Serviço Social
01/2008 - 07/2008 Ensino, Serviço Social, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Política e Seguridade Social
Direito e Legislação Social

Faculdade Assis Gurgacz, FAG, Brasil.


Vínculo institucional
2009 - 2009 Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 16
Vínculo institucional
2008 - 2008 Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 8
Outras informações Professor de Direito e Legislação para o curso de Tecnologia em Sistemas de Internet.
Professor de Direito Empresarial II do curso de Bacharelado em Direito.
Atividades
01/2009 - Atual Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Penal II - Parte Geral
Direito Empresarial II
Introdução ao Estudo do Direito (IED)
07/2008 - 12/2008 Ensino, Direito, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Direito Empresarial II
Legislação e Informática

União Pan-Americana de Ensino, UNIPAN, Brasil.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 5/21
Vínculo institucional
26/03/2018 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)
2006 - 2006 Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor de IED, Carga horária: 2
Atividades
02/2006 - 07/2006 Ensino, Secretariado Executivo Bilingüe, Nível: Graduação
Disciplinas ministradas
Instituições de Direito Público e Privado

Ordem dos Advogados do Brasil - Subseção do Estado do Paraná, OAB/PR, Brasil.


Vínculo institucional
2005 - 2006 Vínculo: Advogado, Enquadramento Funcional: Advogado Autônomo, Carga horária: 40
Outras informações Advocacia Criminal

Genésio Finger Advocacia - S/C, GFA, Brasil.


Vínculo institucional
2006 - 2010 Vínculo: Advogado, Enquadramento Funcional: Advogado Contratado, Carga horária: 40
Outras informações Representação judicial de Bancos em audiências, elaboração de peças processuais.

Procuradoria Federal Autárquica - INSS, AGU - 2.ª, Brasil.


Vínculo institucional
2003 - 2004 Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Advocacia Geral da União, Carga
horária: 20
Outras informações Elaboração de peças processuais, Contestações, Exceções, Recursos e Contra-razões de
Recursos

Rodovia das Cataratas S.A., RODCAT, Brasil.


Vínculo institucional
2002 - 2003 Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40
Outras informações Representação da Empresa em atos administrativos e jurídicos

Studzinski Advocacia, STUDZINSKI, Brasil.


Vínculo institucional
2002 - 2002 Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40
Outras informações Elaboração de pareceres de recursos de multa de trânsito (julgador da JARI); correção de
processos de licitação; elaboração de peças processuais

RM - Advocacia / APADECO, APADECO, Brasil.


Vínculo institucional
2002 - 2002 Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40
Outras informações Elaboração de peças processuais

Bittencourt Advogados Associados, BITTENCOURT, Brasil.


Vínculo institucional
2001 - 2001 Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 44
Outras informações Acompanhamento de processos; elaboração de peças processuais.

Fórum de Justiça de Apucarana, JUSTIÇA COMUM, Brasil.


Vínculo institucional
2000 - 2000 Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 25
Outras informações Atendimento ao público

Linhas de pesquisa
1. Globalização e Reflexos no Estado Democrático de Direito
2. Sistema Penal, Controle Social e Direitos Humanos
3. O Direito Achado na Rua
4. Corrupção e Direitos Humanos
5. Processo Penal e Direitos Humanos
6. Corrupção e Direitos Humanos
7. Reflexos Jurídicos da Globalização no Sistema Penal
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 6/21
26/03/2018 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)
Projetos de pesquisa
2017 - Atual Lawfare como ponto de mutação: Reflexos da Operação Lava Jato no Direito Processual
Penal
Descrição: Trata-se de projeto que trabalha a questão-problema do fenômeno da Guerra
Jurídica, que é edificada na Operação Lava Jato sob dois vértices. Este conjunto de atos
judiciais e policiais do fenômeno acima mencionado provoca uma ruptura de um
paradigma dominante ? pelo menos em tese ? do processo penal acusatório justo. Este
novo paradigma deu lugar à uma verdadeira situação beligerante-processual, chamado
nos Estados Unidos como Lawfare. No Brasil, trata-se do verdadeiro combate à corrupção
via flexibilização de garantias fundamentais. Este é o primeiro vértice: o processo penal
como cerimonial de degradação (espetacularização do processo penal), onde os
julgamentos foram transformados em entretenimento em inversão lógica da audiência
contra a justiça. E como este conjunto opera como forma de consolidação de um Processo
Penal do Inimigo. A neutralização seletiva de determinados políticos ou a ruptura de todas
as regras de garantias para atender a uma demanda por ordem rompe com a ideia
democrática de um juiz imparcial. Esta condição de validade do processo, que se traduz no
distanciamento legal determinado entre o juiz e as partes com fim de um julgamento
justo. De outro lado (vértice), a situação de Lawfare produz a chamada demanda por
ordem que será abordada pela Legística, ou seja, um dos desdobramentos da Ciência da
Legislação: recrudescimento das penas de crimes contra a corrupção; a criminalização
secundária do funcionalismo público em geral; o contra-ataque à operação Lava Jato via
Projeto de Lei do Senado 280/2016 (Abuso de Autoridade/criminalização da hermenêutica)
e as medidas anticorrupção. Dentro desta análise, serão abordados os fatores de criação
(materiais e formais) e a principiologia da construção destas normas (necessidade,
proporcionalidade, transparência, responsabilidade, inteligibilidade e qualidade),
principalmente a adequação do interesse público e geral da construção destas normas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (5) / Mestrado acadêmico: (10) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Eduardo Baker Valls Pereira -


Integrante / Ellen Cristina Carmo Rodrigues - Integrante / Nathaly Munarini - Integrante /
Everton Gomes Correa - Integrante / Jaume Aran - Integrante / Tiago Resende Botelho -
Integrante / Patricia Berti - Integrante / Alarte Antônio Martelli Contini - Integrante /
Karine Cordazzo - Integrante / Aline Cordeiro Pascoal Hoffman - Integrante / Daniela
Menin - Integrante / Luciana Ramires Fernandes Magalhães - Integrante / Bruno Rumiatto
- Integrante.

Número de produções C, T & A: 5


2015 - Atual CONTROLE SOCIAL, LIBERDADE E VIOLÊNCIA: Uma análise da contemporaneidade dos
códigos ideológicos de sentenças judiciais dos crimes de estupro e do excesso de controle
social (criminalização excessiva versus liberdade individual)
Descrição: A vítima não possui sua merecida atenção no processo penal, relegada à uma
certa presunção de parcialidade, somente perante o Projeto de Lei do Senado n.º
156/2009 que possui um capítulo especial (artigos 88-90). Também em 1.º de agosto de
2013, foi promulgada a lei 12.845 que dispõe sobre o atendimento às pessoas vítimas de
agressão sexual. Neste respectivo texto legal, há a previsão do atendimento imediato, que
abarca os serviços de facilitação do registro da ocorrência e encaminhamento ao órgão de
medicina legal e às delegacias especializadas com informações que possam ser úteis à
identificação do agressor e à comprovação da violência sexual (art. 3.º, inciso III).
Também dispõe, que cabe ao órgão de medicina legal o exame de DNA para a
identificação do agressor (§ 3.º, artigo 3.º da lei 12.845/2013). No entanto, até o presente
momento, não foi implantado tal sistema. Em 2001, o Brasil foi condenado pela
Organização dos Estados Americanos em razão de violação da Convenção Interamericana
para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher e a Convenção sobre a
Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra as Mulheres. A reclamação feita à
OEA foi realizada por Organizações Não-governamentais (CEJIL ? Centro pela Justiça e o
Direito Internacional e o CLADEM - Comitê Latino-Americano e do Caribe para a Defesa
dos Direitos da Mulher), em razão de um caso concreto, que a vítima (a farmacêutica
Maria da Penha) sofreu duas tentativas de homicídio, praticadas pelo marido, sem
condenação substancial, o agressor cumpriu apenas dois anos de reclusão). Esclarece mais
detalhadamente, Maria Berenice Dias: ?Por duas vezes, seu marido, o professor
universitário e economista M.A.H.V, tentou matá- la. Na primeira vez, em 29 de maio de
1983, simulou um assalto fazendo uso de uma espingarda. Como resultado ela ficou
paraplégica. Após alguns dias, pouco mais de uma semana, nova tentativa, buscou
eletrocutá-la por meio de uma carga elétrica enquanto ela tomava banho. Tais fatos
aconteceram em Fortaleza ? Ceará. As investigações começaram em junho de 1983, mas a
denúncia só foi oferecida em setembro de 1984. Em 1991, o réu foi condenado pelo
tribunal do júri a oito anos de prisão. Além de ter recorrido em liberdade ele, um ano
depois, teve seu julgamento anulado. Levado a novo julgamento em 1996, foi-lhe imposta
a pena de dez anos e seis meses. Mais uma vez recorreu em liberdade e somente 19 anos 7/21
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2
26/03/2018 e 6 meses
Currículo após osde
do Sistema fatos em 2002,
Currículos é que
Lattes M.A.H.V.
(Gustavo defoi preso.
Souza Cumpriu apenas dois anos de
Preussler)
prisão?. A vitimização da mulher ainda é alarmante, tanto é verdade que a ?taxa de
estupros ultrapassou, em 2012, a de homicídios e alcançou 26,1 ocorrências por 100 mil
habitantes. São 50.617 estupros cometidos no Brasil? contra 47.000 homicídios ocorridos
no mesmo ano. O aumento estatístico dos crimes sexuais, também ocorre, porque as
vítimas fazem mais denúncias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Larissa Montes - Integrante /


Isabela Torres - Integrante / Jaume Aran - Integrante / Juliana Borges - Integrante / Rizza
Rodrigues - Integrante.
Número de orientações: 2
2012 - 2014 BANALIZAÇÃO DO VERDADEIRO MAL: Os crimes econômicos e a resposta judicial na
região de fronteira Mato Grosso do Sul/Paraguai
Descrição: O presente projeto aborda algumas linhas de observação a respeito da
evolução global da demanda por ordem econômica mediada pelo sistema penal. Pretende
demonstrar como o sistema privilegiado de justiça penal é um dos precursores da situação
atual da impunidade nos crimes econômicos. A criminalidade gestada pelo processo de
globalização econômica que, em verdade, acaba por construir um sistema mediado pela
complexidade social econômica e complexidade penal econômica, um conceito de delito
econômico. As projeções no sistema penal econômico fizeram com que os aparelhos
organizados de poder tivessem um anseio pelo Estado Policial destinado somente aos
pobres, consolidando o mal-estar da pós-modernidade e banalizando o verdadeiro mal da
sociedade: a delinquência econômica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Ellen Cristina Carmo Rodrigues -


Integrante / Caroline Meire Passos - Integrante / Emília Gabriela Oliveira Alves -
Integrante.

Número de produções C, T & A: 1


2010 - 2013 Direito Penal e Luta de Classes: Criminalização Secundária Hegemônica
Descrição: Na atualidade, não é somente a lei a forma em que a classe dominante se
mantém no poder. Não serão também, mediante a construção de tipos penais
incriminadores, que o movimento histórico da sociedade hegemônica, mantém-se no
monopólio da opressão. Mas sim, pelas agências de controle formal e informal que
dominadores e dominados permanecem em um círculo perene de enriquecimento e
exclusão social subsequentes . Principalmente porque não é ?o crime que produz controle
social, mas (frequentemente) o controle social que produz o crime.? (Cirino dos Santos,
2008, p. 19). Assim, a criminalização secundária é, segundo Vera Regina Andrade,
concebida como um processo articulado e dinâmico de criminalização no qual concorrem
todas as agências de controle social formal, que vai nesta modalidade, da polícia,
transcorrendo à justiça e ao Ministério Público, culminando muitas vezes em mecanismos
de controle social informal, seja pelo simulacro produzido pela grande mídia de massa,
seja no seu exaurimento perante o sistema penitenciário. (Andrade, 1997, p. 281).
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Barbara Brunetto - Integrante /


Marcos Rafael Nogueira Silva - Integrante / Luziene A. S. Borges - Integrante / Castro
Neto - Integrante / Anna Karuliny Alves - Integrante / Maria Tereza Tomé de Godoy -
Integrante / Priscila Magalhães - Integrante.
2010 - 2011 INTRODUÇÃO CRÍTICA À CRIMINOLOGIA
Descrição: A dita sociedade complexa, ou seja, a contemporânea, tem sofrido profundas
mudanças. Em uma percepção não homogênea, mas hegemônica, com um olhar crítico,
percebe-se padrões irregulares de busca de estabilidade em um sentido global. Os direitos
trabalhistas, por exemplo, modificaram o próprio conceito ao que determinava welfare
state, voltando-se para a dieta neoliberal de Tatcher e Reagan. A ruptura das barreiras
regulatórias, e a substituição do Estado pelas Corporações, desconsiderando as proteções
sociais. A fragmentação de todo o sistema social, cuja ruína teve como aporte inicial a
flexibilização das leis do trabalho. Com efeito, a sociedade (ou nova sociedade) define a
penalização como uma de suas formas precípuas de relação com seus problemas sociais
mais gravosos. Na mesma medida em que há o enfraquecimento gradativo e por muitas
vezes em progressão geométrica da legislação de proteção do trabalho, detém como
válvula de escape o enrijecimento do sistema punitivo em nível global, cujos destinatários
seriam as classes mais jovens seus destinatários. Logo, o Estado Social, transmuta-se em
Estado penal. Deste modo a ruptura paradigmática do Estado Social e sua transmutação
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 8/21
26/03/2018 ao Estado
Currículo Penal, reafirma
do Sistema o ideário
de Currículos da (Gustavo
Lattes dominaçãodepunitiva e do governo do cárcere. O
Souza Preussler)
efetivo significado do sistema penal, refere-se a exclusão dos inimigos cômodos da
sociedade, da divisão entre classes perante a morfologia urbana (favelas) e subtração de
força improdutiva de trabalho mediante o uso de espaços de contenção (prisões),
destinadas à um grupo social previamente selecionados em um processo ideológico. Logo,
para uma melhor compreensão da ampliação da preocupação com segurança pública, Loïc
Wacquant (2007, p. 15), entende-se esta como uma verdadeira reação, um desvio e uma
negação à generalização da insegurança social e mental, produzida e reproduzida pela
difusão do trabalho assalariado dessocializado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Barbara Brunetto - Integrante /


Marcos Rafael Nogueira Silva - Integrante / Luziene A. S. Borges - Integrante / Castro
Neto - Integrante / Anna Karuliny Alves - Integrante / Maria Tereza Tomé de Godoy -
Integrante.

Projetos de extensão
2016 - 2016 Julgamento de Dimitri Karamazov (Júri Simulado)
Descrição: O projeto parte da obra Os Irmãos Karamázov, de 1879, do célebre Fiódor M.
Dostoiévski. A respeito dele, o crítico literário Otto Maria Carpeaux anota:' Os problemas
são tipicamente eslavos: o Direito e a Graça Divina (daí o elemento dantesco em
Dostoievski); a Liberdade e a Anarquia; o Estado e a Igreja; o Pecado e a Redenção: mas
a psicologia de profundidade de Dostoievski confere-lhes o sentido geral e a importância
geralmente humana. Pela análise psicológica, os conflitos ideológicos em Dostoievski viram
conflitos dramáticos. É o único escritor da Literatura universal, depois de Dante, cuja arte
gira apaixonada, dir-se-ia freneticamente, em torno de ideias. A base da arte dramática de
Dostoievski é uma antropologia, uma teoria filosófica da natureza humana. (...) Os
personagens de Dostoievski são atores num grande drama da salvação, da qual os
romances apenas são o ?Prólogo na Terra?: só de longe se veem, da cidade dos
Karamasov, as douradas cúpulas bizantinas do convento e do outro mundo. Dostoievski é
o mais russo dos russos; por isso, ou apesar disso, não importa, é ele o mais universal dos
russos. Das suas contradições dialéticas, que se refletem nas interpretações contraditórias,
nasceu uma grande poesia, grande e terrível. Ao terminar a ?época da prosa?, do romance
realista-naturalista, é Dostoievski o primeiro grande poeta, embora poeta no gênero ?
romance?. Por isso, todo romance pré-dostoievskiano tem hoje algo de antiquado, pré-
histórico. Dostoievski insuflou ao gênero prosaico a poesia das paixões intelectuais, a
poesia das discussões ideológicas, a poesia das análises psicológicas; até a poesia da
grande cidade começa com a Petersburgo fantástica do Dostoievski, iniciando-se com ele
uma nova época da história da literatura universal, época que ainda não acabou (2011, p.
2098). Eis, portanto, as razões da escolha do romance. A história em apreço trata, em
síntese, dos conflitos, os mais diversos, no seio da família Karamázov, constituída do pai
Fiódor Pávlovitch Karamázov, homem de posses, viúvo boêmio, que fora casado por duas
vezes, e de seus três filhos, Dimitri Karamázov, 28 anos, filho do primeiro casamento com
Adelaide Ivânovna, e Ivã Karamázov, 24 anos, e Alieksiéi Fiódorovitch Karamázov, 20
anos, ambos filhos do segundo casamento com Sofia Ivânovna. Além deles, há
Smerdiákov Páviel Fiódorovitch, filho bastardo de Fiódor com Lisavieta Smierdiáchtchaia, já
falecida, que serve como cozinheiro na casa. A animosidade de Dimitri, pessoa impetuosa,
com seu pai, Fiódor, acerca de sua herança, é ampliada e intensificada com a disputa por
Gruchenhka, moça desejada por ambos. Assassinado Fiódor Pávilovitch, Dimitri será
processado e julgado pela morte de seu pai. O incidente fatal atinge a todos, ainda que
maneira diversa, sobremodo Ivã Fiódorovitch, ateu, que passa a indagar sobre seus
valores, e Dimitri, que busca regenerar-se. A história em referência aborda uma tragédia
familiar na qual o filho é acusado de matar o pai. A tragédia tem, pois, um papel
pedagógico, como assina o estagirita Aristóteles: ?A tragédia é a imitação de uma acção
elevada e completa, dotada de extensão, numa linguagem embelezada por formas
diferentes em cada uma das suas partes, que se serve da acção e não da narração e que,
por meio da compaixão (eleos) e do temor (phobos), provoca a purificação (katharsis) de
tais paixões (ARISTÓTELES, 2008, p. 12).? Pretende-se, portanto, que o júri simulado a
partir do romance de Dostoiévski, contribua para a formação humanística dos estudantes
de Direito e, na perspectiva de Aristóteles, que a tragédia, ainda que no plano da
literatura, nos eleve a compreender a complexidade da experiência humana no processo
penal. De outra parte, busca-se divulgar os institutos do Tribunal do Júri à comunidade
local..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Bruno Henrique Caetano dos


Santos - Integrante.
2016 - Atual A culpa foi da vítima? O Estupro e o Patriarcado.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 9/21
26/03/2018 Descrição:
Currículo A matrizdeautoritária
do Sistema Currículosno Brasil(Gustavo
Lattes e em toda
de América Latina, determinava uma
Souza Preussler)
perspectiva ideológica da convicção do magistrado que antecipava a culpabilidade do
indivíduo ou simplesmente era inspirada em uma visão patriarcal do direito penal, onde a
vítima por estupro, muitas vezes, era considerada a única culpada. Esta mesma fonte de
fascismos judiciários, abriu nas trilhas do autoritarismo a possibilidade de condenações
com base em inquéritos policiais, delações extraídas por tortura ou baseada em indícios
insuficientes para compor uma certeza e uma verdade no processo penal nos crimes
políticos. Exemplo disto é a antiga redação do artigo 157 do Código de Processo Penal, em
que o juiz formará sua decisão sob a égide do livre convencimento motivado, que,
inclusive, poderia pautar-se nas indicações indiciárias constantes nos autos de Inquérito
Policial, bem como na análise estética do sujeito, baseado em estereótipos pré-definidos
na sociedade. Com a abertura democrática esta tradição autoritária e patriarcal ainda se
mantém..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Lucimara Rabel - Integrante /


Arthur Ramos do Nascimento - Integrante / Rizza Rodrigues - Integrante / César Augusto
Silva da Silva - Integrante / Rosalice Lopes - Integrante / Joselma Gomes Pereira -
Integrante / acelino rodrigues carvalho - Integrante / Patricia Berti - Integrante / Paulo
César Nunes da Silva - Integrante / Saulo Tarso Rodrigues - Integrante.
2015 - 2015 Cátedra Sérgio Vieira de Melo (UNESCO)
Descrição: O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) foi criado
em 1950, órgão encarregado da proteção dos refugiados do mundo. E, logo menos, em
1951 foi adotada em Genebra, a Convenção Relativa ao Estatuto dos Refugiados. O
ACNUR é designado para liderar e coordenar a ação internacional na proteção dos
refugiados e na solução de eventuais problemas relacionados, em caráter mundial. É o
principal órgão responsável por prover proteção àqueles que não a encontram perante o
governo de seu país. A Convenção de Genebra de 1951 é tida como um instrumento
universal de proteção dos direitos humanos dos refugiados contra todos os tipos de
perseguições. Contudo há inconstâncias na prática do refúgio devido à diversidade
encontrada nos meios e critérios que os Estados valem-se, para garantir essa proteção.
Mais especificamente, há instabilidade e no modo como entendem a perseguição em si. O
ACNUR, já encontrou significantes variações nos resultados aplicados em situações de
violência em seis países europeus. Ademais, o crescente deslocamento dos possíveis
refugiados, combinado à também crescente imigração por motivos diversos tem
atrapalhado os estados a reconhecerem com mais veracidade os refugiados. O que os têm
impedido de desfrutar de sua proteção, pois os estados tem respondido a esse constante
fluxo combinado lançando mão de mecanismos para controlar suas fronteiras, e em muitos
casos, fechando as. O Brasil vem recebendo um fluxo relativo de imigrantes internacionais
que podem solicitar refúgio desde o inicio do século XXI. Neste sentido, desde 2010, o
ACNUR desenvolve um seminário anual sobre a Cátedra Sérgio Vieira de Mello no Brasil
em algumas universidades do país, para divulgar o direito internacional dos refugiados e a
situação deles no país. Desde 2014 a UFGD estabeleceu um convênio com esta instituição
internacional para sediar eventualmente o seminário em suas dependências. Justifica-se o
evento a ser realizado na FADIR/UFGD pela primeira vez no sentido de colocar em prática
o convênio firmado entre ACNUR e a UFGD, particularmente em sua Faculdade de Direito
e Relações Internacionais (FADIR)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (11) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Integrante / Henrique Sartori - Integrante /


Arthur Ramos do Nascimento - Integrante / Cesar Augusto Silva e Silva - Coordenador /
Márcio Scherma - Integrante / Matheus de CArvalho - Integrante.
2014 - 2016 Viagens Culturais Criminológicas
Descrição: A presente proposta versa sobre a tradução e a publicação de obras
criminológicas clássicas. Estas nunca foram impressas para o português e são de domínio
público. O impacto de extensão, ao que parece de primeiro plano, não se finda na mera
publicação de livros, mas sim, dar acesso ao público em geral obras que foram relegadas
ao esquecimento, mas que cujo pensamento ainda persiste e fundamenta todo um
arcabouço teórico..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) /
Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Larissa Montes - Integrante /


Isabela Torres - Integrante / Jaume Aran - Integrante / Juliana Borges - Integrante / Rizza
Rodrigues - Integrante.
2013 - 2014 Formação de Defensores de Direitos Humanos em Áreas de Assentamentos
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 10/21
26/03/2018 Descrição:
Currículo Este programa
do Sistema congrega
de Currículos ações
Lattes de pesquisa
(Gustavo junto
de Souza aos assentamentos de
Preussler)
Sidrolândia e Nova Andradina em que a UFGD vem desenvolvendo ações de pesquisa e
extensão. (vide no anexo o Plano de Desenvolvimento do Assentamento Eldorado II) A
finalidade é em um primeiro momento formar e dar orientação aos assentados com um
escritório móvel do Núcleo de Prática Jurídica. Posteriormente a consolidação de diversos
mini-cursos de formação de direitos humanos. Assim, o programa visa solidificar as
atividades de extensão do NPAJ voltado ao atendimento jurídico da população vulnerável,
cujas vidas muita vezes são precárias ou encontram-se em situações inumanas. Esta
solidificação dar-se-á com a implantação de mediações. Isto porque, uma das tônicas do
NPAJ nos últimos doze meses centra-se na madiação de conflitos, ao invés de sua
judicialização - em razão disso a formação de mediadores de direitos humanos -
evidenciado cotidianamente aos discentes da FADIR/UFGD aspectos mais amplos do que
se concebe enquanto acesso a justiça (CAPPELLETI & GARTH, 1988) e justiça itinerante
(FARINELLI, 2011). Finalmente, cabe pontuar que este programa é resultado de
aproximados dez projetos de pesquisa e/ou de extensão encerrados e em
desenvolvimento, cujas parcerias com a DPU, DPE-MS e INCRA evidenciam-se como
indispensáveis, ora para antender a população fora dos muros da instituição, como é
realizado por ações de extensão como 'Ministério Público mais perto de você', seja nos
atendimentos móveis na praça Antônio João em Dourados e nos mutirões realizados em
reservas indígenas e reservas de Dourados.Agora serão realizadas ações de extensão nos
assentamentos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (10) / Mestrado acadêmico: (10) /
Doutorado: (10) .

Integrantes: Gustavo de Souza Preussler - Coordenador / Saulo Tarso Rodrigues -


Integrante / DOUGLAS POLICARPO - Integrante / Adilson Josemar Puhl - Integrante / Alfa
Oumar Diallo - Integrante / Antonio Zeferino da Silva Junior - Integrante / Gassen Zaki
Gebara - Integrante / Helder Baruffi - Integrante / James Gallinati Heim - Integrante /
Juarez Marques Alves - Integrante / Waltecir Cardoso Pereira - Integrante / Acelino
Rodrigues Carvalho - Integrante / Aldecir da Silva Leite - Integrante / Eduardo Baker Valls
Pereira - Integrante / Ellen Cristina Carmo Rodrigues - Integrante / Esmael Almeida
Machado - Integrante / Hassan Hajj - Integrante / Marcelo Vilela Silva Barros - Integrante
/ Maurinice Evaristo Wenceslau - Integrante / Tchella Fernandes Maso - Integrante /
Wander Medeiros da Costa Arena - Integrante / Maria Aparecida Farias de Souza Nogueira
- Integrante / Bruce Henrique dos Santos Silva - Integrante / Déborah Guimarães Oliveira -
Integrante / Elisa Gerolim Abe - Integrante / Julia Stefanello Pires - Integrante / Samuel
Menino - Integrante / Alexsandro Felix de Moura - Integrante / Thaís de Britto Lopes
Correa - Integrante / Vivian Manfrim Muhamed Zahra - Integrante / Nathaly Munarini -
Integrante / Sarah Eustáquio Carvalho Mota - Integrante / Wilson Jose Goncalves -
Integrante.
Financiador(es): Ministério da Educação - Auxílio financeiro.

Membro de corpo editorial


2013 - Atual Periódico: Revista Videre

Membro de comitê de assessoramento


2015 - 2015 Agência de fomento: Agência da Organização das Nações Unidas para Refugiados

Revisor de periódico
2009 - Atual Periódico: Varia Scientia (UNIOESTE)
2009 - Atual Periódico: Prismas: Direito, Políticas Públicas e Mundialização
2015 - Atual Periódico: Revista Jurídica UNIGRAN
2015 - Atual Periódico: Revista Videre (on line)
2015 - 2015 Periódico: Revista de Direito Internacional
2016 - Atual Periódico: Revista do Direito Público (Londrina)
2016 - Atual Periódico: Revista Brasileira de Ciências Criminais
2016 - Atual Periódico: Revista Brasileira de Estudos Políticos
2016 - Atual Periódico: Revista de Direito (Viçosa)
2017 - Atual Periódico: Revista Brasileira de Direito Processual Penal
2017 - Atual Periódico: Revista Brasileira de Direito Processual Penal (RBDPP) (2525-510X)
2017 - Atual Periódico: Revista Culturas Jurídicas

Áreas de atuação
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 11/21
1.
26/03/2018 Grandedo
Currículo área: Ciências
Sistema Sociais Aplicadas
de Currículos / Área: Direito
Lattes (Gustavo de Souza/ Subárea: Direito
Preussler)
Público/Especialidade: Direito Processual Civil.
2. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito
Público/Especialidade: Direito Administrativo.
3. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito
Privado/Especialidade: Direito Civil.
4. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direitos
Especiais/Especialidade: Direito Previdenciário.
5. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direitos
Especiais/Especialidade: Direito Previdenciário.
6. Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direitos
Especiais/Especialidade: Direito de Trânsito.

Idiomas
Inglês Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.

Produções

Produção bibliográfica

Artigos completos publicados em periódicos


Ordenar por

Ordem Cronológica

1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. VIOLÊNCIA INSTITUCIONAL, VIOLÊNCIA ESTRUTURAL E OS JURADOS NO BANCO


DOS RÉUS. REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS CRIMINAIS, v. 141, p. 159-186, 2018.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza; CORDAZZO, K. . A sociedade excludente: exclusão social, criminalidade e diferença
na modernidade recente Jock Young. REVISTA DIREITO E PRÁXIS, v. 9, p. 563, 2018.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. O PROCESSO DE ELDORADO DOS CARAJÁS E SUA PERSPECTIVA NA
CRIMINOLOGIA DOS MASSACRES (QUALIS - A1). REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS CRIMINAIS, v. 128, p. 151-195, 2017.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Limites à Dor: o papel na política criminal de Nils Christie (Resenha) (QUALIS - A1).
REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS CRIMINAIS, v. 130, p. 429-433, 2017.
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza. COMBATE À CORRUPÇÃO E A FLEXIBILIXAÇÃO DAS GARANTIAS FUNDAMENTAIS: A
OPERAÇÃO LAVA JATO COMO PROCESSO PENAL DO INIMIGO (QUALIS - A1). REVISTA BRASILEIRA DE CIÊNCIAS
CRIMINAIS, v. 134, p. 87-107, 2017.
6. CABRERA, JOANA CERVO ; PREUSSLER, GUSTAVO DE SOUZA . O DIREITO DE VOTO DOS CONDENADOS
CRIMINALMENTE: UMA ANÁLISE DA APLICAÇÃO DO ARTIGO 15, INCISO III, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. REVISTA
DIREITOS SOCIAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS - UNIFAFIBE, v. 5, p. 240, 2017.
7. CABREIRA, T. G. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . Manifestações Públicas: Colisão entre as liberdades fundamentais de
locomoção e de reunião (QUALIS - B1). ARGUMENTA (FUNDINOPI), v. 25, p. 133-169, 2016.
8. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Notas Sobre a Violência do Estado Contra os Movimentos de Trabalhadores
Rurais. Revista de Movimentos Sociais e Conflitos, v. 2, p. 188, 2016.
9. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Do Global para o Local: Genocídio de índios em Mato Grosso do Sul - QUALIS B5.
Revista de Sociologia, Antropologia e Cultura Jurídica, v. 2, p. 925-972, 2016.
10. SILVA JUNIOR, A. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . O exame criminológico na progressão penal: quando a norma não
é a lei (apesar da lei) ? uma obsessão corretiva sob um disfarce técnico-científico (QUALIS - B1). REVISTA VIDERE (ON
LINE), v. 10, p. 55-83, 2015.
11. PREUSSLER, Gustavo de Souza; GOBBO, J. . A relativização do direito de representação da vítima frente à aplicabilidade
do enunciado n. 117 do Fórum Nacional de Juizados Especiais (FONAJE) (QUALIS - B1). REVISTA VIDERE (ON LINE), v. 07,
p. 16, 2015.
12. RAMOS, A. R. D. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . o Não conhecimento do Habeas Corpus substituto de Recurso
Ordinário Constitucional. Revista Jurídica UNIGRAN, v. 15, p. 157-170, 2013.
13. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Neoconstitucionalismo como método para desconstrução do direito penal do inimigo.
Revista direitos fundamentais & democracia (UniBrasil), v. 6, p. 1-21, 2009.
14. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Introdução ao Estudo do Direito Peal do Inimigo. Revista Bonijuris, v. 531, p. 16-18,
2008.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 12/21
15.
26/03/2018 PREUSSLER, Gustavo de Souza. Sanção
Currículo Penal nos
do Sistema de Crimes Econômicos
Currículos e Tributários.
Lattes (Gustavo de SouzaCiência Jurídica (Belo Horizonte), v.
Preussler)
1, p. 1, 2008.
16. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Bem Jurídico-penal e suas implicações Constitucionais. Juris Sintese IOB CD-ROM, v. 72,
p. 1, 2008.
17. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Direito Penal do inimigo e Direitos Humanos. Revista IOB de Direito Penal e Processual
Penal, v. 51, p. 37-41, 2008.
18. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Sanção Penal nos Crimes Econômicos e Tributários. VoX Forensis (UNIPINHAL), v. 1, p.
172-187, 2008.
19. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Introdução à Teoria da Imputação Objetiva. Revista de Ciências Juridicas e Sociais da
UNIPAR, v. 9, p. 441-449, 2007.
20. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Art. 28 da Lei 11.343/2006: Despenalização ou Descriminalização do Uso de Substância
Entorpecente. Doutrinas Jurídicas, v. 1, p. 469, 2007.
21. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Paradigmas para uma Crítica ao delito de Abuso de Autoridade. Doutrinas Jurídicas, v.
1, p. 1, 2007.
22. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Culpabilidade no Direito Penal Funcionalista. Revista Bonijuris, v. 517, p. 16/17, 2006.
23. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Culpabilidade segundo o funcionalismo moderno. Jus Navigandi (Teresina), Teresina, v.
839, 2005.

Livros publicados/organizados ou edições


1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Para além da Globalização e dos Direitos Humanos. 1. ed. Curitiba: Editora Íthala, 2017.
v. 1. 327p .
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza; RABEL, Lucimara (Org.) . Temas Sediciosos e Criminológicos. 1. ed. Dourados: Editora
UFGD, 2016. v. 1. 112p .
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Criminologias do Conflito. 1. ed. Curitiba - Paraná: Editora Íthala, 2015. v. 1. 114p .
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Genócidio de Índios em Mato Grosso do Sul. 1. ed. Dourados - MS: G.S. Preussler
Editor, 2012. v. 1. 60p .
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Direito Penal da Opressão. 1. ed. Cuiabá: Editora da Universidade Federal do Mato
Grosso - EDUFMT, 2010. v. 1. 240p .
6. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Dominação Punitiva. 1. ed. Cascavel: Gustavo de Souza Preussler, 2008. v. 1. 60p .
7. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Abuso de Autoridade. 1.ª. ed. Cascavel: Imprimais, 2007. v. 1. 125p .
8. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Aplicação da Teoria da Imputação Objetiva no Injusto Negligente. 1. ed. Porto Alegre:
Sergio Antonio Fabris Editor, 2006. v. 1. 150p .

Capítulos de livros publicados


1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Inimigos Sociais e a Criminologia Positivista no Brasil. In: DANI RUDNICKI; JULIO
CESAR ROSSI. (Org.). Criminologias e Política Criminal III. 25ed.Florianópolis: CONPEDI, 2017, v. 25, p. 88-106.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. GLOBALIZAÇÃO COMO CONTRIBUIÇÃO À CONSTRUÇÃO DE UM DIREITO PENAL DO
INIMIGO. In: Gustavo de Souza Preussler. (Org.). Para além da Globalização e dos Direitos Humanos. 1ed.Curitiba: Editora
Íthala, 2017, v. 1, p. 263-280.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Para que serve a metodologia em ciências criminais?. In: Arthur Ramos do Nascimento.
(Org.). Para além das fronteiras e dos direitos humanos: coletânea de estudos em comemoração aos 10 anos da Faculdade
de Direito e Relações Internacionais. 1ed.Curitiba: Editora íthala, 2016, v. 1, p. 91-114.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza. A banalização do verdadeiro mal: crime e impunidade na delinquência econômica. In:
Gustavo de Souza Preussler; Lucimara Rabel. (Org.). Temas Sediciosos e Criminológicos. 1ed.Dourados: Editora UFGD,
2016, v. 1, p. 89-107.
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Seletividade Criminal e Vitimização Secundária dos Movimentos Sociais. In: Valter Foleto
Santin; Antônio Sérgio Cordeiro Piedade. (Org.). Violência e Criminologia. 1ed.Jacarezinho: UENP/Ratio Juris, 2015, v. I, p.
188-207.
6. PREUSSLER, Gustavo de Souza. DIREITO PENAL E SOCIEDADE: FUNCIONALISMO PENAL E SUA
TRANSDISCIPLINARIEDADE. In: Vladmir Oliveira da Silveira. (Org.). Anais do XIX Encontro Nacional do CONPEDI.
19ed.Florianópolis: Fundação Boiteux, 2010, v. 1, p. 8374-8393.

Textos em jornais de notícias/revistas


1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Fontes do direito penal do inimigo. Alagoas em tempo real, Arapiraca/AL, 12 fev. 2010.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. SEGURANÇA PÚBLICA E CRISE DEMOCRÁTICA. Alagoas em tempo, Arapiraca, p. B-9 -
B-9, 11 jan. 2010.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Prova Ilícita Penal. Universo Jurídico, São Paulo, 16 out. 2007.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Vítima no Direito Penal. Universo Jurídico, São Paulo, 16 out. 2007.
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza. O Princípio de Princípio da Proibição das Provas Ilícitas. Universo Jurídico, São Paulo, 16
out. 2007.
6. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Lex Talionaris e Funcionalismo Penal. Revista Eletrônica Jus Vigilantibus, 19 set. 2007.
7. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Princípio da Igualdade das Provas Penais. Revista Eletrônica Jus Vigilantibus, 18 set.
2007.
8. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Princípio da Livre Investigação das Provas e Projeto de Lei n.° 4205/2001. Revista
Eletrônica Jus Vigilantibus, 18 set. 2007.
9. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Vítima no Direito Penal. Revista Eletrônica Jus Vigilantibus, 17 set. 2007.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 13/21
10.
26/03/2018 PREUSSLER, Gustavo de Souza. Resumo:
Currículo Aplicação
do Sistema da Teoria Lattes
de Currículos da Imputação
(GustavoObjetiva
de SouzanoPreussler)
Injusto Negligente. Catálogo de
Resumos de Monografias, Cascavel - Estado do Paraná, p. 74 - 74, 01 dez. 2006.
11. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Administração Pública deve obedecer os Príncípios da Legalidade. Alagoas em Tempo,
Arapiraca-AL, p. A15 - A15, 02 out. 2006.
12. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Conceito Maquiavélico de República. Alagoas em Tempo, Arapiraca-AL, p. A15 - A15, 18
set. 2006.
13. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Conceito Jurídico de Autoridade. Alagoas em tempo, Arapiraca-AL, p. A15 - A15, 11 set.
2006.
14. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Sujeitos do Delito. Alagoas em Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A15 - A15, 14 ago. 2006.
15. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Teoria Finalista. Alagoas em Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A11 - A11, 24 jul. 2006.
16. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Nexo Causal Penal: Introdução. Alagoas em Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A11 - A11,
17 jul. 2006.
17. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Conduta Criminosa. Alagoas em Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A15 - A15, 07 jul. 2006.
18. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Estatuto do Idoso e Código Penal. Estatuto do Idoso e Código Penal, Arapiraca -
Alagoas, p. A15 - A15, 30 jun. 2006.
19. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Estatuto do Idoso: Norma. Alagoas em Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A15 - A15, 26
jun. 2006.
20. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Critério Temporal de Aplicação da Tutela Penal do Estatuto do Idoso. Alagoas em
Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A15 - A15, 19 jun. 2006.
21. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Teoria Funcionalista Penal. Alagoas em Tempo, Arapiraca - Alagoas, p. A11 - A11.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos


1. PASSOS, Caroline M. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . ACERCA DOS MOVIMENTOS SOCIAIS NO BRASIL: a ótica sobre
os ?Black Blocs? e a democracia. In: II Simpósio Jurídico da UFGD, 2015, Dourados. Anais do II Simpósito Jurídico da UFGD.
Dourados: UFGD, 2015. v. 2. p. 28-34.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Direito penal e sociedade: funcionalismo penal e sua transdisciplinariedade. In: Anais do
XIX Encontro Nacional do CONPEDI, 2010, Fortaleza. Anais do XIX Encontro Nacional do CONPEDI. Florianópolis:
FUNDAÇÃO BOITEUX, 2010. v. 19. p. 8354-8372.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Relação de Causalidade no Direito Penal. In: Palestra: Relação de Causalidade no
Direito Penal, 2006, Cascavel - Paraná. Relação de Causalidade no Direito Penal, 2005.

Artigos aceitos para publicação


1. SANTOS, F. P. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . Relativização do Princípio da Presunção de Inocência no HC n.º
126.292 pelo STF. Revista Jurídica UNIGRAN, 2017.

Apresentações de Trabalho
1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Violência Institucional e Racismo no Tribunal do Júri. 2017. (Apresentação de
Trabalho/Congresso).
2. CORDAZZO, K. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . Seletividade e Criminalização Secundária dos Indígenas na região de
Fronteira. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
3. CORDAZZO, K. ; SOUZA, F. M. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . Faixa de Fronteira: Barreiras (In)visíveis de exclusão
social. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Notas sobre a Violência do Estado contra os Movimentos de Trabalhadores Rurais.
2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Inimigos Sociais e a Criminologia Positivista no Brasil. 2016. (Apresentação de
Trabalho/Congresso).
6. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Do Global para o Local: Genocídio de Indíos em Mato Grosso do Sul. 2016.
(Apresentação de Trabalho/Congresso).
7. PREUSSLER, Gustavo de Souza; PASSOS, Caroline M. . Acerca dos Movimentos Sociais no Brasil: a ótica sobre os 'black
blocks' e a democracia'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).
8. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Crítica e Questão Criminal na América Latina: Balanço e Perspectivas. 2014.
(Apresentação de Trabalho/Seminário).
9. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Direito Penal e Sociedade: Funcionalismo Penal e sua Transdisciplinariedade. 2010.
(Apresentação de Trabalho/Outra).
10. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Sustentação oral do trabalho monográfico: Aplicação da Teoria da Imputação Objetiva
no Injusto Negligente. 2004. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas


1. PREUSSLER, Gustavo de Souza; RABEL, Lucimara . Temas Sediciosos e Criminológicos (Apresentação). Dourados, 2016.
(Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. O Criminoso e seus Juízes. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Classe, Estado e Crime. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza; MONTES, L. ; Aran, Jaume . Classe, Estado e Crime. Curitiba: Editora Ithala, 2016.
(Tradução/Livro).
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Aran, Jaume ; MONTES, L. . O Criminoso e seus Juízes. Curitiba: Ithala, 2016.
(Tradução/Livro).
6. PREUSSLER, Gustavo de Souza; RABEL, L. ; PERLINGEIRO, C. ; LAMARAO, S. ; PEIXOTO, M. G. V. . A palavra dos
mortos: Conferências de Criminologia Cautelar. São Paulo: Editora Saraiva, 2012. (Tradução/Livro).
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 14/21
7.
26/03/2018 FERRAJOLI, Luigi ; PREUSSLER, Gustavo
Currículo de Souza
do Sistema de .Currículos
Guerra, legitimidade e legalidade.
Lattes (Gustavo de SouzaJacarezinho-Paraná:
Preussler) Revista
Argumenta, 2010. (Tradução/Artigo).
8. CAMPDERRICH, R. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . A PALAVRA DE BEHEMOTH: DIREITO, POLÍTICA E ORDEM
INTERNANCIONAL NA OBRA DE CARL SCHMITT. Madrid: Editorial Trotta, 2010. (Tradução/Livro).
9. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Razões Jurídicas do Pacifismo. Madrid: Editorial Trotta, 2009. (Tradução/Livro).

Produção técnica

Assessoria e consultoria
1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. parecer ad hoc para o SIACRID VI. 2016.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. CADASTRO NACIONAL E INTERNACIONAL DE AVALIADORES. 2016.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza. parecer ad hoc para a Revista Videre - ISSN on-line: 2177-7837. 2015.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - A ilegitimidade da jurisdição constitucional: Uma análise a
partir da teoria da argumentação jurídica de Robert Alex e a Questão Moral no Direito como Base para a Fundamentação
Racional das Decisões Judiciais'. 2014.
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - 'Fontes formais e materiais que fundamentam a norma que
instituiu o documento fronteiriço Brasil-Bolívia'. 2014.
6. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - Direito à educação no Estado Democrático: Levantamento e
Análise das Dissertações e Teses, disponibilizadas na BDTD, no período de 1992 a 2012. 2014.
7. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - Direito à educação no Estado Democrático: Levantamento e
análise dos trabalhos publicados no CONPEDI, no período de 1992 a 2012. 2014.
8. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - Meio Ambiente do Trabalho: os acidentes de trabalho na
construção civil e a responsabilidade civil patronal. 2014.
9. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - Análise do quantitativo de documento especial de fronteiriço
emitido na região da fronteira Brasil - Bolívia. 2014.
10. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - A legitimação da atuação do Ministério Público por meio do
compromisso de ajustamento de conduta nos conflitos ambientais. 2014.
11. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - Procedimentos adotados no Brasil e na Bolívia para emissão
do documento especial do fronteiriço. 2014.
12. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - Fontes Formais internas e internacionais que tratam da
migração por motivo de trabalho na região da fronteira. 2014.
13. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - DA QUESTÃO DOS REFUGIADOS AMBIENTAIS HAITIANOS E
SUAS RELAÇÕES E CONDIÇÕES TRABALHISTAS EM TRÊS LAGOAS. 2014.
14. PREUSSLER, Gustavo de Souza. PIBIC/PIBIT/CNPq/UFMS - A repressão do tráfico de pessoas no ordenamento jurídico
brasileiro. 2014.

Trabalhos técnicos
1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Implantação da Revista Eletrônica Vox Juris. 2007.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia


1. NASCIMENTO, A. R. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza ; LOPES, R. ; BORRO, A. C. . Café Filosófico do IV Simpósio
Jurídico da UFGD e I Simpósio Jurídico da UEMS. 2017. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Demais tipos de produção técnica


1. Acelino Rodrigues Carvalho ; Adilson Josemar Puhl ; Alexsandro Felix de Moura ; Alfa Oumar Diallo ; Antonio Zeferino da
Silva Junior ; NASCIMENTO, A. R. ; SILVA, C. A. S. E. ; Gassen Zaki Gebara ; PREUSSLER, Gustavo de Souza ; HAJJ, H. ;
Helder Baruffi ; James Gallinati Heim ; Tchella Fernandes Maso ; Waltecir Cardoso Pereira . Formação de Defensores em
Direitos Humanos. 2014. (Relatório de pesquisa).
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Criminologia Crítica e Crise do Direito Penal. 2009. (Curso de curta duração
ministrado/Extensão).

Bancas

Participação em bancas de trabalhos de conclusão

Mestrado
1. MELO, S. M.; LIMBERTI, R. C. A. P.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Luzia Bernardes da Silva.
Mulher e Ideologia: Um estudo discursivo de textos forenses envolvendo a mulher indígena vítima de violência da cidade de
Dourados - MS. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal da Grande Dourados.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 15/21
Qualificações de Mestrado Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)
26/03/2018
1. Barros, Rodolfo A.; Campos, Marcelo da S.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Joselma Gomes
Pereira. SUBCULTURA DELINQUENTE: UMA ANÁLISE CRIMINOLÓGICA SOBRE OS ADOLESCENTES ENVOLVIDOS COM O
NARCOTRÁFICO EM REGIÃO DE FRONTEIRA. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Fronteiras e
Direitos Humanos) - Universidade Federal da Grande Dourados.
2. Jone Dari; TORCHI, G. F. C.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Patrícia Berti de Assis. Território
e Direito: o direito humano ao trabalho digno e a formação da identidade do migrante subalterno no Brasil. 2018. Exame de
qualificação (Mestrando em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal da Grande Dourados.
3. MELO, S. M.; TORCHI, G. F. C.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Luzia Bernardes da Silva.
Mulher e Ideologia: Um estudo discursivo de textos forenses envolvendo a mulher indígena vítima de violência da cidade de
Dourados - MS. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Letras) - Universidade Federal da Grande Dourados.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização


1. SILVA, C. A. S.; Hassan Hajj; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Fabiano Pereira dos Santos.
Relativização do princípio da presunção de inocência no HC 126.292 pelo STF. 2016. Monografia
(Aperfeiçoamento/Especialização em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal de Grande Dourados.
2. Hassan Hajj; PREUSSLER, Gustavo de Souza; URT, J. N.. Participação em banca de José Aparecido Pereira dos Santos.
Assistência Religiosa no âmbito Prisional. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Direitos Humanos e
Cidadania) - Universidade Federal de Grande Dourados.
3. HAJJ, H.; SARTORI, H.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Jatene da Costa Matos. Sistema
Interamericano de Proteção dos Direitos Humanos e a Ditadura Militar no Brasil. 2013. Monografia
(Aperfeiçoamento/Especialização em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal de Grande Dourados.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Gassen Zaki Gebara; HAJJ, H.. Participação em banca de Alberi Rafael Dehn Ramos. O
não reconhecimento do Habeas Corpus Substitutivo de Recurso Ordinário Constitucional. 2013. Monografia
(Aperfeiçoamento/Especialização em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal de Grande Dourados.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação


1. CONTINI, A. A. M.; GUIMARAES, V. M. B.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Bruno Henrique
Caetano dos Santos.Biobancos: A privacidade das Informações e a Dignidade da Pessoa Humana. 2017. Trabalho de
Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
2. BOTELHO, Tiago. R.; BANZATTO, A. P. A.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Joana Cervo
Cabrera.O Direito de Voto dos Presos: uma (re) análise da aplicação do artigo 15, inciso III, da Constituição Federal. 2017.
Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
3. NASCIMENTO, A. R.; CORREA, E. G.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Flávia Santin
Torrens.Sistemas Processuais Penais: Evoluções e Tendências. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em
Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Adilson Josemar Puhl; BOTELHO, Tiago. R.. Participação em banca de Caroline Meires
Passos.Criminalização dos Movimentos Sociais: Black Blocs e o Estado Democrático de Direito. 2016. Trabalho de Conclusão
de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
5. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Adilson Josemar Puhl; CORREA, E. G.. Participação em banca de Lucas Vinicius Souza
Franco.Crítica a Emendatio Libelli: Uma releitura hermenêutica e Constituiconal'. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso
(Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
6. Adilson Josemar Puhl; BOTELHO, Tiago. R.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Juliana
Borges.Análise da Ressocialização da Penal à Luz do Projeto Recomeçar. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação
em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
7. Adilson Josemar Puhl; BOTELHO, Tiago. R.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Camila da Silva
Dezinho.Violência contra a Mulher: a Natureza da Ação Penal como Instrumento do Direito Fundamental à Tutela
Jurisdicional Efetiva. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande
Dourados.
8. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Adilson Josemar Puhl; Gassen Zaki Gebara. Participação em banca de Sarah Eustáqui de
CArvalho Mota.Feminicídio: Uma Análise da Recente Tipificação no Ordenamento Brasileiro. 2016. Trabalho de Conclusão de
Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
9. Adilson Josemar Puhl; PREUSSLER, Gustavo de Souza; BECKER, S.. Participação em banca de Ernesto Mendes.A
Aplicação das Medidas Alternativas à Prisão Preventiva. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados.
10. SILVA, C. A. S.; CORREA, E. G.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Rui Leandro Alonso Calado.A
progressividade na execução da pena do sentenciado estrangeiro passível de expulsão. 2016. Trabalho de Conclusão de
Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
11. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Paulo César Nunes da Silva; Gassen Zaki Gebara. Participação em banca de Thalita
Paim de Lima.Crítica à investigação Preliminar no Processo Penal através da Análise de Inquéritos Policiais do Tráfico de
Drogas em Dourados/MS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande
Dourados.
12. Adilson Josemar Puhl; PREUSSLER, Gustavo de Souza; Gassen Zaki Gebara. Participação em banca de Vitória Carolina
Ortiz.Vitimologia: O papel da Mulher como Vítima nos Crimes de Estupro. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação
em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
13. Adilson Josemar Puhl; Gassen Zaki Gebara; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de João Assis
Gobbo.A relativização do Direito de representação da vítima frente à aplicabilidade do enunciado n.º 117 do Fórum Nacional
de Juizados Especiais. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande
Dourados.
14.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 16/21
26/03/2018 PREUSSLER, Gustavo de Souza; Paulo
Currículo doCésar Nunes
Sistema da Silva; Gassen
de Currículos Zaki Gebara.
Lattes (Gustavo Participação
de Souza em banca de João
Preussler)
Henrique Batista de Oliveira.Crimes Sexuais: A pena de castração química frente à dignidade humana. 2014. Trabalho de
Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
15. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Gassen Zaki Gebara; Paulo César Nunes da Silva. Participação em banca de Anderson
da Silva.Privatização dos Presídios: Um Breve estudo sobre a privatização de presídios no Brasil e sua (in)viabilidade frente a
falência do Sistema Carcerário Brasileiro. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade
Federal da Grande Dourados.
16. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Paulo César Nunes da Silva; Gassen Zaki Gebara. Participação em banca de Aline
Reginaldo de Souza.O Estatuto das Cidades e o Plano Diretor do Município de Dourados: Implicações decorrentes da não
implementação de seus institutos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da
Grande Dourados.
17. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Gassen Zaki Gebara; Paulo César Nunes da Silva. Participação em banca de Aroldo da
Silva Júnior.O exame criminológico na progressão penal: quando a norma não é lei (apesar da lei). 2014. Trabalho de
Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
18. Paulo César Nunes da Silva; Fábio Rogério Pinhel; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Abner
Felipe Diniz Costa.O Direito Penal do Inimigo e o Ordenamento Jurídico Brasileiro. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso
(Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
19. Paulo César Nunes da Silva; CORREA, E. G.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Flávia Ferreira
Lima.Punição e Ressocialização: O advento do artigo 126 da LEP e sua aplicação do apenado. 2013. Trabalho de Conclusão
de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
20. PREUSSLER, Gustavo de Souza; CORREA, E. G.; Paulo César Nunes da Silva. Participação em banca de Jaquelini
Obregão da Rosa.O juiz como gestor da prova no atual CPP e a busca por um efetivo sistema acusatório. 2013. Trabalho de
Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
21. PREUSSLER, Gustavo de Souza; SILVA, R. G. S. C.; Gassen Zaki Gebara. Participação em banca de Bruna Moccelin
Zuffo.A (in)constitucionalidade do artigo 17-B da Lei 12.683/2012. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em
Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
22. BECKER, S.; BRITO, A. J. G.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Participação em banca de Michelly da Silva
Miliorini.Loucura e paixão/amor: passeio por entre a criminologia e suas distintas teorias. 2012. Trabalho de Conclusão de
Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
23. PREUSSLER, Gustavo de Souza; MIRANDA, R. C.; Camila M. Ricci. Participação em banca de Grizella Cerqueira Vila
Verde.Internação Provisória do Estatuto da Criança e do Adolescente e o Princípio da Liberdade Provisória da Constituição
Federal. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Faculdade Assis Gurgacz.
24. PREUSSLER, Gustavo de Souza; C. Lara Júnior; R. Brugnerotto. Participação em banca de Nilson Friedrich.A Legalidade
das Audiências por Vieoconferência e Implicações no Direito e Sociedade. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso
(Graduação em Direito) - Faculdade Assis Gurgacz.
25. PREUSSLER, Gustavo de Souza; R. Brugnerotto; C. Lara Júnior. Participação em banca de Divonsir O. Santos.Inflitração
de Agente Policial em Quadrilhas ou Organizações Criminosas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em
Direito) - Faculdade Assis Gurgacz.
26. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Camila M. Ricci; MIRANDA, R. C.. Participação em banca de Patrícia Trento.Do Benefício
de Amparo Assistencial ao Idoso e ao Deficiente Físico. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) -
Faculdade Assis Gurgacz.

Participação em bancas de comissões julgadoras

Concurso público
1. CONTINI, A. A. M.; CORREA, E. G.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Seleção de Professor Substituto 2018.1. 2018.
Universidade Federal da Grande Dourados.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza; SILVA, M. A. F.; PADAL, N. P. M.. Presidente da Banca Examinadora para seleção de
Professor Efetivo da UFMS - Direito Constitucional. 2014. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.
3. Acelino Rodrigues Carvalho; NASCIMENTO, A. R.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Processo Seletivo Simplificado de
Professor Substituto de Prática Jurídica. 2014. Universidade Federal da Grande Dourados.
4. BADOCO, G. M. P.; PREUSSLER, Gustavo de Souza; ALLISON HENRIQUE DO PRADO FARINELLI; DOUGLAS POLICARPO.
Concurso para professor substituto. 2012. Universidade Federal da Grande Dourados.
5. Sergio Tadeu Covre Martinez; PEIXOTO, G. M. L.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. 31.º Concurso de Provas e Títulos
para provimento de cargo de professor de Direito Privado. 2012. Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

Outras participações
1. CONTINI, A. A. M.; CORREA, E. G.; PREUSSLER, Gustavo de Souza. Processo Seletivo para Professor Substituto. 2017.
Universidade Federal da Grande Dourados.
2. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Grupo de Trabalho: "O Direito e o Fenômeno dos Refugiados". 2015. Universidade
Federal da Grande Dourados.
3. PREUSSLER, Gustavo de Souza; Helder Baruffi; Acelino Rodrigues Carvalho. Processo Seletivo Simplificado para seleção
de Professor Substituto. 2015. Universidade Federal da Grande Dourados.
4. PREUSSLER, Gustavo de Souza; SILVA, C. A. S. E.; NASCIMENTOS, A. R.. Processo seletivo de pós-graduação lato sensu
em Direitos humanos e cidadania. 2014. Universidade Federal da Grande Dourados.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 17/21
26/03/2018 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)
Eventos

Participação em eventos, congressos, exposições e feiras


1. XXV - Congresso do CONPEDI - Curitiba. Do Global para o Local: Genocídio de índios em MS; Inimigos Sociais e Criminologia
Positivista no Brasil. 2016. (Congresso).
2. XXV Encontro Nacional do CONPEDI em Brasília: Direito e Desigualdades - diagnósticos e perspectivas para um Brasil justo.
Notas sobre a violência do Estado contra Movimentos de Trabalhadores Rurais. 2016. (Congresso).
3. II Congresso Transdisciplinar Direito e Cidadania. Criminalização de movimentos sociais. 2012. (Congresso).
4. XIX ENCONTRO NACIONAL. 2010. (Encontro).
5. XIX ENCONTRO NACIONAL.Direito Penal e Sociedade: Funcionalismo Penal e sua Transdisciplinariedade. 2010. (Encontro).
6. Direito Penal e Processo Penal: Reflexões Críticas. 2006. (Seminário).
7. Encontro Brasil - Portugal em Direito Penal e Processo Penal. 2005. (Congresso).
8. .Curso de Oratória com Naturalidade. 2004. (Oficina).
9. Direito Penal e Crime Organizado - Tendências e Desafios. 2004. (Congresso).
10. I Ciclo de Palestras - Justiça Federal e Sociedade. 2004. (Simpósio).
11. II Semana Jurídica da Univel. 2004. (Seminário).
12. . I Congresso da Escola da Magistratura - O Direito Civil passado a limpo. 2003. (Congresso).
13. .Vitimologia. 2003. (Seminário).
14. .Estudos Jurídicos do Oeste do Paraná. 2003. (Seminário).
15. .I Jornada Científica do Curso de Direito da Univel. 2003. (Seminário).
16. .2.° Simpósio de Direito Penal. 2003. (Seminário).
17. 2.° Simpósio de Direito Penal. 2003. (Seminário).
18. Estudos Jurídicos do Oeste do Paraná. 2003. (Seminário).
19. I Jornada Cinetífica do Curso de Direito da Univel. 2003. (Seminário).
20. Vitimilogia - Aspectos psicológicos da Vítima. 2003. (Seminário).
21. . Estudos de Direito e informática. 2002. (Congresso).
22. .Direito Penal do Oeste do Paraná. 2002. (Seminário).
23. .Estudos Jurídicos do Oeste do Paraná. 2002. (Seminário).
24. Estudos de Direito Penal. 2002. (Seminário).
25. Estudos Jurídicos do Oeste do Paraná. 2002. (Seminário).
26. .Estudos Jurídicos do Oeste do Paraná. 2001. (Seminário).
27. Simpósio REgional de Direito do Oeste do Paraná. 2001. (Simpósio).

Organização de eventos, congressos, exposições e feiras


1. BRUM, A. K. ; ESPOSITO NETO, T. ; PREUSSLER, Gustavo de Souza . Colóquio de Estudos sobre Fronteiras e Direitos
Humanos: Uma análise comparativa entre União Europeia e Mercosul. 2017. (Outro).

Orientações

Orientações e supervisões em andamento

Dissertação de mestrado
1. Aline Hoffmann. ADICIONAL DE PENOSIDADE DEVIDO AOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS EM REGIÕES
FRONTEIRIÇAS. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal da Grande
Dourados. (Orientador).
2. Angela Cristina Diniz Bezerra Carniel. Audiência de Custódia como forma de Prevenção de Torturas. Início: 2017.
Dissertação (Mestrado em Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos) - Universidade Federal da Grande Dourados.
(Orientador).
3. Karine Cordazzo. O Tribunal do Júri e a necessidade de intérprete para o índigena. Início: 2017. Dissertação (Mestrado
em Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos) - Universidade Federal da Grande Dourados, Coordenação de
Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).
4. Joselma Gomes Pereira. Adolescentes em Conflito com a Lei em Região da Fronteira. Início: 2016. Dissertação
(Mestrado em Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos) - Universidade Federal da Grande Dourados. (Orientador).
5. Patricia Berti de Assis. A Proteção Nacional e Internacional do Trabalho como Precursora do Diálogo Intercultural e
como Propulsora do Empoderamento Sociocultural de Imigrantes Latinoamericanos. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em
Mestrado em Fronteiras e Direitos Humanos) - Universidade Federal da Grande Dourados. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação


1. ANA CAROLINA PENTEADO CANDIDO. a definir. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. (Orientador).
2.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 18/21
26/03/2018 ANA LUIZA GRADELA REGGIANI. a definir.
Currículo do Início:
Sistema 2018. Trabalho Lattes
de Currículos de Conclusão dede
(Gustavo Curso (Graduação
Souza Preussler)em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. (Orientador).
3. ISADORA ZIMIANI DOS SANTOS. a definir. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. (Orientador).
4. Ana Carolina Penteado Candido. a definir. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. (Orientador).
5. Bruna Bispo Ribeiro. a definir. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal
da Grande Dourados. (Orientador).
6. Isadora Zimiani dos Santos. a definir. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade
Federal da Grande Dourados. (Orientador).

Orientações e supervisões concluídas

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização


1. Fabiano Pereira dos Santos. Relativização do princípio da presunção de inocência no HC n.º 126.692 pelo STF. 2016.
Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal de Grande
Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
2. José Aparecido Pereira dos Santos. Assistência Religiosa no âmbito Prisional. 2016. Monografia.
(Aperfeiçoamento/Especialização em Direitos Humanos e Cidadania) - Universidade Federal de Grande Dourados.
Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
3. Jatene da Costa Matos. Sistema interamericana de Proteção dos Direitos Humanos e a Ditadura Militar no Brasil. 2013.
Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo
de Souza Preussler.
4. Alberi Rafael Dehn Ramos. O não reconhecimento do Habeas Corpus Substitutivo de Recurso Ordinário Constitucional. 2013.
Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo
de Souza Preussler.

Trabalho de conclusão de curso de graduação


1. Dariano Vieira Silva. Militarismo na Polícia: a ersistência de um modelo autoritário na segurança pública face à CF/1988.
2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador:
Gustavo de Souza Preussler.
2. FLÁVIA SANTIN TORRES. Sistemas Processuais Penais: Evoluções e Tendências. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso.
(Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
3. Juliana Borges de Souza. Análise da Ressocialização da Pena à Luz do Projeto Recomeçar. 2016. Trabalho de Conclusão de
Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
4. CAMILA DA SILVA DEZINHO. Violência contra a Mulher: a Natureza da Ação Penal como instrumento do Direito
Fundamental à Tutela Jurisdicional Efetiva. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade
Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
5. CAROLINE MIERES PASSOS. Criminalização dos Movimentos Sociais: Black Blocs e o Estado Democrático de Direito. 2016.
Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo
de Souza Preussler.
6. SARAH EUSTAQUIO DE CARVALHO MOTA. Feminicídio: Uma análise da Recente tipificação no Ordenamento Brasileiro.
2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador:
Gustavo de Souza Preussler.
7. THIAGO GUIMARAES CABREIRA. MAnifestações Públicas: Colisão entre as Liberdades Fundamentais de Locomoção e de
REunião. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados.
Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
8. Thalita Paim. Crítica à investigação Preliminar no Processo Penal através da Análise de Inquéritos Policiais do Tráfico de
Drogas em Dourados/MS. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande
Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
9. JOANA CERVO CABRERA. Direito do Voto do Preso. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
10. João Assis Gobbo. A relativizaçãoi do Direito de representação da vítima frente à aplicabilidade do enunciado n.º 117 do
Fórum Nacional de Juizados Especiais. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade
Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
11. Aroldo da Silva Júnior. O exame criminológico na progressão penal. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em
Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
12. Anderson da Silva. Privatização dos Presídios: Um breve estudo sobre a privatização de presídios no Brasil e sua
(in)viabilidade frente a falência do Sistema Carcerário Brasileiro. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em
Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
13. Aline Reginaldo. O ESTATUTO DAS CIDADES E O PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE DOURADOS: IMPLICAÇOES
DECORRENTES DA NÃO IMPLEMENTAÇAO DE SEUS INSTITUTOS. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em
Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
14. Jaquelini Obrgão da Rosa. O juiz como gestor da prova no atual CPP e a busca por um efetivo sistema acusatório. 2013.
Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo
de Souza Preussler.
15. Vinicius Farias de Souza. a definir. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da
Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2
16. 19/21
26/03/2018 Flávia Lima. Punição e Ressocialização:
CurrículoOdoadvento
Sistemado
deartigo 126 da
Currículos LEP e
Lattes sua aplicação
(Gustavo na ressocialização
de Souza Preussler) do apenado.
2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador:
Gustavo de Souza Preussler.
17. Bruna Moccelin Zuffo. Insconstitucionalidade do artigo 17-B da Lei de Lavagem de Dinheiro. 2012. Trabalho de Conclusão
de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
18. Rafael Gonçalves Figueiredo. Dolo eventual e culpa consciente em casos de embriaguez ao volante. 2012. Trabalho de
Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza
Preussler.
19. Abner Felipe Diniz Costa. a definir. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade Federal
da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.

Iniciação científica
1. Isabela Torres. CONTROLE SOCIAL, LIBERDADE E VIOLÊNCIA. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
2. Larissa Montes. A sociedade e seus criminosos: análise e participação da tradução das obras Society and its Criminals de
Paul Reiwald e Los delincuentes e sus Jueces de Hugo Staub e Franz Alexander. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em
Psicologia) - Universidade Federal da Grande Dourados, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
3. Rizza Rodrigues. Classe, Crime e Estado: análise e participação da tradução das obras Criminality and Economic Conditions
de Willen Bonger e Class, Crime, State de Richard Quinney. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador:
Gustavo de Souza Preussler.
4. Evandro Santos Pinheiro. Curso de educador social para a comunidade douradense. 2014. Iniciação Científica. (Graduando
em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Federal de Grande Dourados. Orientador:
Gustavo de Souza Preussler.
5. Lucas Stefanes Mendes. Curso de educador social para a comunidade douradense. 2014. Iniciação Científica. (Graduando
em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Federal de Grande Dourados. Orientador:
Gustavo de Souza Preussler.
6. Welliton Campos Mendes. CDI - Comunidade Crescer. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) -
Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Federal de Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza
Preussler.
7. Juliana Sousa Schiavi. Mapeamento de Homicídios em Dourados. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) -
Universidade Federal da Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
8. Alex Maciel de Oliveira. BANALIZAÇÃO DO VERDADEIRO MAL: Os crimes econômicos e a resposta judicial na região de
fronteira Mato Grosso do Sul/Paraguai. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade Federal da Grande
Dourados, Universidade Federal de Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza Preussler.
9. Christiano Lopes Sobrinho. Cifra oculta de indígenas encarcerados. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Psicologia) -
Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Federal de Grande Dourados. Orientador: Gustavo de Souza
Preussler.

Orientações de outra natureza


1. http://lattes.cnpq.br/5562521543347754. Criminologia e Teorias da Personalidade. 2016. Orientação de outra natureza.
(Direito) - Universidade Federal da Grande Dourados, Universidade Federal de Grande Dourados. Orientador: Gustavo de
Souza Preussler.

Educação e Popularização de C & T

Artigos

Artigos completos publicados em periódicos


1. PREUSSLER, Gustavo de Souza. Do Global para o Local: Genocídio de índios em Mato Grosso do Sul - QUALIS B5.
Revista de Sociologia, Antropologia e Cultura Jurídica, v. 2, p. 925-972, 2016.

Outras informações relevantes


Aprovado no exame de proficiência em língua estrangeira (inglês) pela Universidade Estadual do Norte do
Paraná - UENP Aprovado em 1.º lugar no concurso de provas e títulos para o provimento do cargo de
professor assistente de Direito Público da UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO - CAMPUS ARAGUAIA.
Aprovado em 2.º lugar no concurso de provas e títulos para o provimento do cargo de professor assistente
de Direito Penal e Processo Penal da UNIOESTE - UNIVERSIDADE ESTADUAL DO OESTE DO PARANÁ - CAMPUS DE FOZ
DO IGUAÇU. Aprovado no processo seletivo de ingresso de programa de DOUTORADO EM DIREITO DA UERJ, 2010.
Aprovado no exame de qualificação de Doutorado em Direito Penal pela UERJ em 06 de dezembro de 2012.
http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 20/21
26/03/2018 Currículo do Sistema de Currículos Lattes (Gustavo de Souza Preussler)

Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 26/03/2018 às 18:21:42

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750186P2 21/21