Você está na página 1de 5

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGRANÇA

ENGENHARIA QUÍMICA E BIOLÓGICA


FENÔMENOS DE TRANSFERÊNCIA I

Grupo:

Capítulo 2 – Condução de Calor em Estado Estacionário (Unidimensional):


Resistências Térmicas

Definição
Resistência térmica é a capacidade que um material tem de resistir à transmissão de
calor.

Condução de calor em placas planas em série


Na figura abaixo, descreve-se 3 placas planas em corte, com temperaturas de superfície
externas diferentes e materiais de composição diferentes para cada parede.

O fluxo de calor q é o mesmo que atravessa todas as placas. Assim, para cada parede
pode-se escrever as seguintes equações:
𝑞𝐿1
Parede (𝑇1 − 𝑇2 ) 𝑇1 − 𝑇2 =
𝑞 = 𝑘1 𝐴  𝑘1 𝐴
1: 𝐿1
𝑞𝐿1
Parede (𝑇2 − 𝑇3 ) 𝑇1 − 𝑇2 =
𝑞 = 𝑘2 𝐴  𝑘1 𝐴
2: 𝐿2
(𝑇3 − 𝑇4 ) 𝑞𝐿1
Parede 𝑇1 − 𝑇2 =
𝑞 = 𝑘3 𝐴  𝑘1 𝐴
3: 𝐿3

Somando-se os termos das três paredes, obtemos:


𝑞𝐿1
𝑇1 − 𝑇2 =
𝑘1 𝐴

𝑞𝐿1
𝑇1 − 𝑇2 =
𝑘1 𝐴
𝑞𝐿1
𝑇1 − 𝑇2 =
𝑘1 𝐴
𝐿𝑖
𝑇1 − 𝑇4 = 𝑞 ∑
𝑘𝑖 𝐴
Simplificando:
𝐿𝑖 ∆𝑇
𝑇1 − 𝑇4 = 𝑞 ∑  𝑞̇ =
𝑘𝑖 𝐴 𝑅𝐸𝑄

Onde, ∆T refere-se à diferença total de temperaturas das duas faces externas e REQ é a
resistência térmica equivalente das três placas, dada por:
𝐿𝑖
𝑅= ∑
𝑘𝑖 𝐴

Ou seja: 𝑅𝐸𝑄 = 𝑅1 + 𝑅2 + 𝑅3 (somatório das resistências térmicas).


Condução de calor em placas planas em paralelo

Sendo a diferença entre as temperaturas ΔT e pela definição de resistência térmica 𝑅𝑇 =


∆𝑇⁄ , pode-se calcular as temperaturas das superfícies por meio da resistência térmica
𝑞̇
e da taxa de calor de uma das placas:
∆𝑇 = 𝑅𝑇1 𝑞̇ 1
∆𝑇 = 𝑅𝑇2 𝑞̇ 2

Somando-se os termos das duas placas, obtemos:

∆𝑇 ∆𝑇 1 1
𝑞̇ = 𝑞̇ 1 + 𝑞̇ 2 = + = ( + ) ∆𝑇
𝑅𝑇1 𝑅𝑇2 𝑅𝑇1 𝑅𝑇2

1 1
∆𝑇 = ( + ) 𝑞̇ = 𝑅𝐸𝑄𝑇 𝑞̇
𝑅𝑇1 𝑅𝑇2

1 1
𝑅𝐸𝑄𝑇 = ( + )
𝑅𝑇1 𝑅𝑇2
Observa-se que o cálculo da taxa de calor é completamente análogo ao cálculo da corrente
elétrica de intensidade constante que atravessa um circuito com várias resistências em
que há uma diferença de potencial elétrico.

Para resistências em série:

𝑉 = (𝑅1 + 𝑅2 )𝐼 = 𝑅𝐸𝑄 𝐼

𝑉 = 𝑅𝐸𝑄 𝐼 ⇔ ∆𝑇 = 𝑅𝐸𝑄 𝑞̇

Para resistências em série:

1
𝑉= ( ) 𝐼 = 𝑅𝐸𝑄 𝐼
1 1
𝑅1 + 𝑅2

𝑉 = 𝑅𝐸𝑄 𝐼 ⇔ ∆𝑇 = 𝑅𝐸𝑄 𝑞̇

1
𝑅𝐸𝑄𝑇 =
1 1
𝑅1 + 𝑅2

Resistência Térmica à Convecção

Para o cálculo da resistência térmica de uma superfície associada ao mecanismo de


convecção, pode-se rearranjar a expressão da Lei de Arrefecimento de Newton:
𝑞̇ = ℎ𝐴(𝑇𝑆 − 𝑇∞ ).
∆𝑇 ∆𝑇
𝑅𝐸𝑄𝑇 = =
𝑞̇ ℎ𝐴(𝑇𝑆 − 𝑇∞ )
1
𝑅𝐸𝑄𝑇 =
ℎ𝐴

Referências
Gomes, H. T. (2017/2018). Fenómenos de Transferência I: Apontamentos Teóricos.
Instituto Politécnico de Bragança.
Incropera, F. P., & DeWitt, D. P. (2002). Fundamentals of Heat and Mass Transfer (6th
ed.). New York: J. Wiley.