Você está na página 1de 6

Logout

Assine a Folha

Atendimento

Acervo Folha
DOMINGO, 10 DE DEZEMBRO DE 2017 07:28

Opinião Poder Mundo Economia Cotidiano Esporte Cultura F5 Sobre Tudo

Últimas notícias Bradesco Seguros vai investir no mercado imobiliário residencial Buscar...

mundo governo trump coreia do norte

Esquecidos, haitianos vagam pelo leia também

continente americano Antes de muro físico, Trump impõe


barreira burocrática contra
Lalo de Almeida/Folhapress imigrantes

Governo Trump anuncia fim de asilo


temporário para haitianos

Com crescente imigração haitiana no


Chile, tema virou assunto de Estado

Edição impressa

colunistas
Patrícia Campos Mello
O que Trump não disse sobre
Jerusalém

Clóvis Rossi
A Palestina, na hora do
O pequeno haitiano Mayco, 1, dorme em um abrigo para migrantes no centro de Tijuana. O menino que
pesadelo
nasceu no Brasil, agora acompanha sua mãe na tentativa de migrar para os EUA

FABIANO MAISONNAVE
ENVIADO ESPECIAL A TIJUANA (MÉXICO) E PORTO PRÍNCIPE (HAITI)

10/12/2017 02h00

Compartilhar 4 Mais opções

Em Tijuana, quase 3.000 haitianos fugidos da recessão brasileira enfrentam o


dilema de escolher entre cruzar a fronteira ilegalmente para os EUA, 1964 - O Elo
permanecer no México ou regressar ao Brasil. Perdido
O Brasil nos Arquivos
do Serviço Secreto
Em Porto Príncipe, cerca de 1.100 haitianos se Comunista

candidatam por mês a um visto brasileiro, enquanto De R$ 69,90


voos fretados partem diariamente para Santiago, a Sony PS4
PlayStation...
Por R$ 59,90
porta de entrada dos cerca de 90 mil haitianos que
à vista
desembarcaram no Chile desde o ano passado. R$ 2.399,00
Comprar

Fast Shop.com.br

PUBLICIDADE

Um mundo de muros
Em uma série de reportagens, a Folha vai a
quatro continentes mostrar o que está por trás
das barreiras que bloqueiam aqueles que
consideram indesejáveis

Replay páginas especiais


Coreia do Norte

Governo Trump

inRead invented by Teads

Em Saint-Bernard-de-Lacolle, no Canadá, uma cidade de tendas recebeu Licença para matar


parte dos mais de 6.000 haitianos que cruzaram ilegalmente neste ano vindos
dos EUA, onde o governo Donald Trump ameaça fazer uma deportação em
massa.
PUBLICIDADE

O fim da missão de paz da ONU, em outubro, e os quase oito anos desde o


terremoto de 2010 deixaram o Haiti em segundo plano no cenário mundial.
Mas o país mais pobre do hemisfério, além de incapaz de absorver seus
imigrantes de volta, continua exportando milhares de cidadãos pelo mundo.

"Muita gente se arrependeu de sair do Editoria de Arte/Folhapress

Brasil, muita. O destino final eram os


Estados Unidos. Agora, estão ficando Compare preços:

no México porque sabem que a


situação do Brasil não está boa", diz
Christopher Faustin, 36. Ele está há
um ano parado em Tijuana após
morar por quatro anos na região Sul, blogs VEJA A LISTA COMPLETA

onde trabalhou como pintor


Mundialíssimo
automotivo.
Cinco livros para entender o
governo de Donald Trump
Em setembro do ano passado, após
meses desempregado em Blumenau
Sylvia Colombo
(SC), ele concluiu que não dava mais
A cara-de-pau de presidentes
para continuar no Brasil. que violam a lei
Com a mulher e a filha, que é cidadã CMA Series 4
Orientalíssimo
brasileira e completaria dois anos na
O que fazer para ajudar na
estrada, raspou as economias, crise do Iêmen
emprestou dinheiro de parentes e
começou uma longa viagem para os O melhor sistema para inve

Estados Unidos. envie sua notícia na bolsa!

O périplo atravessou dez países e Fotos Vídeos Relatos

durou 96 dias.
EM MUNDO
Após chegar ao Acre de avião, a + LIDAS + COMENTADAS ÚLTIMAS
família cruzou para o Peru por terra,
Esquecidos, haitianos vagam pelo
invertendo a rota de entrada da
1 continente americano
imigração haitiana ao Brasil. De lá,
quase sempre de ônibus, passaram por
Para provar que está bem, Trump vai
Equador, Colômbia, Panamá, Costa
Rica, Nicarágua, Honduras e Guatemala até chegarem a Tijuana, na fronteira
2 divulgar resultado de exame médico

mexicana com os Estados Unidos.


O trecho mais perigoso foi no Panamá, onde entraram ilegalmente pela Marinha argentina revela nova 'última
Colômbia a pé e caminharam por seis dias em uma região montanhosa de 3 mensagem' de submarino

floresta. Pegos, se identificaram como congoleses para não serem deportados Entenda a polêmica sobre Jerusalém
de volta para o Haiti. 4 ser capital de Israel

"Os policiais nos trataram como animais", lembra Faustin, que carregou a Para evitar políticos, escritor propõe
filha no colo todo o tempo. 5 criar ilhas artificiais

SÍSIFO

Os Faustin não eram os únicos haitianos pelo caminho. Só no ano passado,


siga a folha
17.078 haitianos ingressaram no México, segundo o Instituto Nacional de
Migração (INM). A grande maioria fugia da recessão brasileira. RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Foram tantos que, quando a família chegou a Tijuana, já era tarde demais. Em Digite seu email... enviar

22 de setembro do ano passado, para interromper o fluxo de haitianos vindos


do Brasil, o então presidente Barack Obama revogou uma medida adotada
após o terremoto de 2010 que suspendeu a deportação automática de
haitianos que entravam nos EUA sem visto.

Mesmo os haitianos que haviam entrado sob a garantia dessa medida


passaram a ser deportados pelos EUA para o Haiti, onde têm cidadania,
principalmente após a chegada de Trump ao poder, em janeiro. Desses, serviços
alguns voltaram ao Brasil para mais um recomeço.
MICROBLOG

Mais recentemente, em 22 de novembro, veio outro revés com a decisão do Siga Folha Mundo no Twitter
governo de revogar o Status de Proteção Temporária (TPS, em inglês) de 59
REDE SOCIAL
mil haitianos que chegaram após o terremoto, cujo saldo foi de ao menos 200
Acompanhe nosso Facebook
mil mortos e 1,5 milhão de desalojados. Caso não deixem o país até julho de
2019, ficam sujeitos a deportação -daí a fuga para o Canadá. AGREGADOR

Leia noticiário em formato RSS


O endurecimento dos EUA deixou os haitianos em Tijuana com opções
difíceis: cruzar ilegalmente pelo deserto, se estabelecer numa das regiões de PUBLICIDADE

baixos salários e entre as mais violentas do mundo ou voltar para o Brasil.


O governo mexicano tem custeado as passagens aos que querem regressar.

Em abril, a reportagem da Folha encontrou a família Faustin junto com + livraria


outras dezenas de haitianos em um abrigo improvisado no galpão da igreja
Embajadores de Jesus, na periferia de Tijuana. Outros se alojaram em casas e Jô Soares revive 30 anos em 'biografia
albergues insalubres no centro, região de alto consumo de drogas parecida à desautorizada'
cracolândia de São Paulo. Box em dois volumes reúne obra de
Vinicius de Moraes
Oito meses depois, em conversa por telefone, Faustin explicou que continua
Leia trecho de "A Glória e Seu Cortejo de
em Tijuana, onde foi nomeado cônsul para os cerca de 3.000 haitianos que
Horrores", de Fernanda Torres
permanecem ali.

Mas ele está só: a mulher e a filha entraram nos EUA em setembro com um
visto temporário e atualmente moram na Flórida, a centenas de quilômetros
de distância. Ele não sabe quando voltará a vê-las.
Lalo de Almeida/Folhapress 1565 - Enquanto o
Brasil Nascia
Pedro Doria

Por: R$ 34,90
Comprar

A História do Século
20 Para Quem Tem
Pressa
Meredith Mac Ardle, Nicola
Chalton

De: R$ 34,90
Por: R$ 33,90
Comprar

1789
Pedro Doria

De: R$ 34,90
Por: R$ 29,90
Comprar
Haitiano lustra os sapatos na área externa de uma igreja evangélica na periferia de Tijuana, que é usada
como abrigo para os migrantes que querem chegar aos EUA

PORTO PRÍNCIPE
Em vários lugares da capital haitiana, o desejo de abandonar o país é bastante Os Judeus Que
Construíram O Brasil
visível. No aeroporto, a fachada de uma empresa oferece pacotes de viagem
Anita Novinsky, Daniela
para lugares como Cascavel (PR) e Macapá (AP). Perto do saguão de entrada, Levy, Eneida Ribeiro
centenas esperam sob árvores a hora de embarcar para o Chile. No centro,
De: R$ 41,90
formam-se grandes filas para solicitar passaporte.
Por: R$ 36,90

Perto do aeroporto, está o Centro de Solicitação de Vistos para o Brasil Comprar

(BVAC, na sigla em inglês), que funciona no marco de um convênio com a A Revolução que
Organização Internacional para as Migrações (OIM), uma agência da ONU. Mudou o Mundo -
Rússia, 1917
Segundo a coordenadora do BVAC, Shauna Martin, cerca de 1.100 pessoas Daniel Aarao Reis
entram com solicitação de visto por mês -a decisão cabe ao consulado De: R$ 49,90
brasileiro no Haiti. Por: R$ 42,90
Comprar
Recentemente, explica ela, tem havido um número crescente de solicitações
vindas de familiares de imigrantes já estabelecidos no Brasil.

Estabelecido em meados de 2015, o convênio foi renovado recentemente até


julho do ano que vem. Desde 2012, o Brasil emitiu cerca de 60 mil vistos por
razões humanitárias para cidadãos haitianos.

Atualmente, são concedidos mensalmente entre 1.000 e 1.500 vistos. Os


números são do Itamaraty.

Maria Louis, 35, é um caso típico dessa nova leva de haitianos. No final de
agosto, ela foi ao BVAC buscar o visto dela e de seus dois filhos. Em algumas
semanas, eles se mudariam para Florianópolis (SC), onde o marido é
carpinteiro há um ano.

"Ele fala que é bonito, faz frio e tem muita comida por lá", diz. E a crise? "Não
tenho medo, vou trabalhar. Quando alguém trabalha, ganha o que precisa."

Voltar ao Brasil, por enquanto, está descartado para Faustin, que fala um
português quase perfeito. Assim como muitos haitianos em Tijuana, ele
espera uma improvável mudança na política imigratória norte-americana.

"O governo mexicano já ofereceu a [passagem de] volta para o Haiti e o Brasil,
mas eles querem ficar perto dos Estados Unidos, à espera de um milagre", diz
o pastor Gustavo Banda, que administra o abrigo da igreja Embajadores de
Jesus.

"Esta é uma viagem que só se faz uma vez na vida. Alguns haitianos morreram
no Panamá e na Nicarágua. Eles dizem: 'Não quero passar por isso de novo'."

Compartilhar 4 Mais opções

recomendado

Patrocinado Patrocinado

Neymar deixa Paris Pacientes e Sem vento e sem Viva uma viagem
às pressas e viaja ao funcionários se confusões. Esse é o que não tem preço.
Brasil por questões empilham em novo ar- Cadastre seu
particulares clínica do Rio em… condicionado… Mastercard!
(Samsung) (Mastercard)

Patrocinado Patrocinado

Submarino teve Com mesma 3 fatores que Bancos no Brasil


mesmo problema reprovação de apontam para um estão preocupados
meses antes de Haddad, Doria novo ciclo de alta que a Bitcoin
sumiço, diz… recusa… dos imóveis no… oferece uma…
(Empiricus Research) (Notícias Dinheiro)
A Compacta Historia das A História do Brasil Para
Guerras Quem Tem Pressa
A. A. Evans, David Gibbons Marcos Costa

De: R$ 44,90 De: R$ 34,90


Por: R$ 38,90 Por: R$ 33,90
Comprar Comprar

Livro revela como europeus dominaram outros territórios ao redor do globo


Livro conta história do pensamento filosófico desde a Antiguidade
"Caligrafia para Relaxar" propõe exercícios para combater o estresse
"Ascensão e Queda do Terceiro Reich" relata história da Alemanha nazista
Box reúne versões restauradas de clássicos de Hitchcock

comentários
Caro leitor, Termos e condições

a área de comentários é exclusiva para assinantes da Folha. Queremos que


você continue conosco e o convidamos a assinar o jornal – os valores
começam em apenas R$ 1,90 no primeiro mês na versão digital.

Assine

PUBLICIDADE PUBLICIDADE

Logout PAINEL DO LEITOR ESPORTE TEC


Painel do Leitor Esporte Tec
Assine a Folha A Cidade é Sua Basquete
Envie sua Notícia Seleção brasileira F5
Atendimento Surfe Bichos
FOLHA DE S.PAULO COTIDIANO Tênis Celebridades
Acervo Folha Versão Impressa Cotidiano Turfe Colunistas
Sobre a Folha Aedes aegypti Velocidade Fofices
Expediente PROJETO EDITORIAL Aeroportos Vôlei Televisão
Fale com a Folha Princípios editoriais Educação
Feeds da Folha Conheça o Projeto Editorial Loterias CIÊNCIA + SEÇÕES
Folha Eventos In English Praias Ciência Agência Lupa
E-mail Folha Folha's Editorial Principles Ranking Universitário Ambiente As Mais
Ombudsman Read the Editorial Project Revista sãopaulo Dias Melhores
Atendimento ao Assinante En Español Rio de Janeiro SAÚDE Empreendedor Social
ClubeFolha Principios Editoriales Simulados Equilíbrio e Saúde Erramos
PubliFolha Lea el Proyecto Editorial Trânsito Folhaleaks
Banco de Dados en Français CULTURA Folha en Español
Datafolha Principes Éditoriaux MUNDO Ilustrada Folha in English
Folhapress Lisez le Projet Éditorial Mundo Cartuns Folha Tópicos
Treinamento Governo Trump Comida Folha Transparência
Trabalhe na Folha POLÍTICA BBC Brasil Melhor de sãopaulo Folhinha
Publicidade Poder Deutsche Welle Banco de receitas Fotografia
Política de Privacidade Lava Jato Financial Times Guia Horóscopo
Folha Internacional Ilustríssima Infográficos
ECONOMIA Radio France Internationale Serafina piauí
OPINIÃO
Mercado The New York Times Turismo
Editoriais
Folhainvest Minha História
Blogs
Indicadores
Colunistas
MPME
Colunistas convidados
Ex-colunistas
Tendências/Debates

ACESSE A VERSÃO PARA TABLETS E SMARTPHONES


Copyright Folha de S.Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita d
(pesquisa@folhapress.com.br).