Você está na página 1de 4

Obadias

Análise Números 20.14-21; Deuteronômio 2.1-8 (o período do Êxo­


Esse breve livro sintetiza o significado da relação entre do); 1 Samuel 14.47 (sob Saul); 2 Samuel 8.14 (sob Davi);
Edom e Israel (Esaú e Jacó) na história da salvação, e ao as­ 2 Reis 8.20-22 (sob Jeorão); 2 Crônicas 20.10-23 (sob Josa-
sim fazer, revela certo aspecto do Dia do Senhor e do Reino fá); 2 Reis 14.7; 2 Crônicas 25.11-13 (sob Amazias); 2 Crô­
de Deus. nicas 28.17 (sob Acaz); Salmos 137.7; Lamentações 4.22
Edom, a nação que descendia de Esaú, sempre se mostrou (queda de Jerusalém); Salmos 83.1-6 (geral). P r o fé tic a s :
antagônica para com Israel, a despeito de serem irmãos como Isaías 11.14; 34; 63.1-6; Jeremias 49.7-22; Ezequiel 25.12—
filhos de Isaque. Muitos profetas receberam a comissão de en­ 14; 35; Joel 3.19; Amós 1.11,12; Malaquias 1.2— 5.
tregar mensagens de condenação contra Edom (Amós, Isaías,
Jeremias, Ezequiel, Malaquias), que frequentemente chama­ Autor
ram a atenção para a atitude de auto-suficiência e orgulho de Excetuando-se o seu nome (que não é incomum no Anti­
Edom, como raiz de seu pecado. No seu livro, Obadias pare­ go Testamento), nada se sabe sobre este livro, o mais curto do
ce aproveitar uma profecia já existente de condenação contra Antigo Testamento. Nem o período em que o mesmo foi es­
Edom (v lb-4 e frases dentro dos v 5 -9 ) - talvez o mesmo orá­ crito está determinado com qualquer certeza. Apesar de que
culo que aparece em Jeremias 49.7-22 - e observa quão terri­ alguns eruditos conservadores atribuem a profecia a algum
velmente estava sendo cumprida e com que justa retribuição. tempo antes da queda de Jerusalém (586 a.C.), a descrição da
Obadias, em seguida, relaciona essa condenação particular ao destruição da cidade, apresentada nos versículos 11 a 14, mais
julgamento de todas as nações no iminente Dia do Senhor, apropriadamente, cabe dentro da destruição ordenada por Na-
quando o remanescente que houver escapado, em Israel, será bucodonosor, a respeito da qual se sabe (por SI 137.7; Ez 35.5;
no mesmo tempo a esfera da salvação e o instrumento do go­ Lm 4.21, e assim por diante) que os edomitas participaram.
verno do Senhor sobre todas as nações. Obadias parece haver, também, descrito um desastre em
Ainda que breve, essa profecia apresenta e ilustra as ver­ Edom, subsequente à queda de Jerusalém (5-7). Provavel­
dades fundamentais da revelação bíblica: o governo soberano mente esse foi o primeiro dos ataques dos nabateus contra o
de Deus, que será universalmente reconhecido (21); a eleição monte Seir, que terminaram por desalojar os edomitas algum
de Israel, o povo de Deus, visando a sua bênção (17b), eleição tempo entre os séculos sexto e quarto a.C. (comparar Ml 1.3,4).
essa que será cumprida no remanescente (17a), o qual será o Nesse caso, a profecia de Obadias pertenceria ao período do
forte braço de Deus no monte Sião; a culminação dos propó­ exílio ou pouco depois do retomo dos exilados israelitas.
sitos de Deus no “Dia do Senhor” que, apesar de trazer vindi-
cação aos Seus e o desfrutar apropriado da prometida terra de
descanso, produzirá condenação contra o inimigo e opressor,
do qual Edom é, neste caso, o tipo (15). Esboço
Embora o livro de Obadias seja apenas uma entre muitas UM ORÁCULO DO SENHOR CONTRA EDOM, v 1 4
outras declarações proféticas concernentes a Edom, é conve­ O HORRENDO CUMPRIMENTO, v 5 - 9
niente considerá-lo foco de todas as referências que o Antigo O PECADO DE ESAÚ CONTRA SEU IRMÃO, JACÓ,
Testamento faz a Edom, visto que não é possível a um comen­ v 1 0-14
O CONTEXTO MAIS LATO: O DIA DO SENHOR, v 1 5 -1 8
tário dessa natureza tratar de quaisquer outras passagens com
A CASA DE JACÓ "POSSUIRÁ SUAS POSSESSÕES”,
detalhes. Por conseguinte, alistamos aqui as principais referên­
v 19-21
cias a Edom: H is tó r ic a s : Gênesis 25 a 36 (Jacó e Esaú);

Os pecados e o castigo de Edom 1 «Is 21.11; mensageiro que disse: Levantai-vos, e levan-
Ez 25.12-14;
J r 4 9 .1 4 -1 6 temo-nos contra Edom, para a guerra.0
Ml 1.3
1 Visão de Obadias. Assim diz o S e n h o r 2 Eis que te fiz pequeno entre as nações;
Deus a respeito de Edom: Temos ouvido as tu és mui desprezado.
novas do S e n h o r , e às nações foi enviado um 3 A soberba do teu coração te enganou, ó

1 Obadias. Quer dizer "servo do Senhor", nome comum na predar o que restava da cidade e das fazendas abandonadas.
Bíblia. Assim diz o Senhor Deus. Esta é uma expressão que
indica a autoridade divina da profecia inteira. Edom. Esta na­ 2 A mensagem para Edom começa neste versículo, depois
ção, composta dos descendentes de Esaú, irmão de jacó (que da introdução que descreve o assunto e a situação.
veio a ser chamado Israel), repetidas vezes estava em guerra
contra a nação irmã, Israel. O caso mais terrível desta inimi­ 3 Habitas nas fendas das rochas. Refere-se à capital de
zade, entretanto, revelou-se quando os babilônios destruíram Edom, a grande cidade de pedra esculpida, na rocha sólida e
a cidade de Jerusalém juntamente com o templo em por isso mesmo chamada Sela ("rocha" em hebraico) e Petra
586 a.C., oportunidade aproveitada pelos edomitas para de­ ("rocha" em latim). Alta morada. A maior parte de Edom era
1277 OBADIAS 19
tu que habitas nas fendas das rochas, na tua 3 í>2Rs 14.7; lhos de Judá, no dia da sua ruína; nem ter
Ap 18.7
alta morada, e dizes no teu coração: Quem me falado de boca cheia, no dia da angústia;/
deitará por terra? b 4 c\o 20.6; 13 não devias ter entrado pela porta do
4 Se te remontares como águia e puseres o Am 9.2 meu povo, no dia da sua calamidade; tu não
teu ninho entre as estrelas, de lá te derribarei, 5 <*Dt 24.21; devias ter olhado com prazer para o seu mal,
diz o Senhor . c Jr 49.9 no dia da sua calamidade; nem ter lançado
5 Se viessem a ti ladrões ou roubadores de mão nos seus bens, no dia da sua calami­
7 ^ls 19.11-12
noite (como estás destruído!), não furtariam dade;
só o que lhes bastasse? Se a ti viessem os 8 f\ó 5.12-13; 14 não devias ter parado nas encruzilha­
Jr 49.7
vindimadores, não deixariam pelo menos al­ das, para exterminares os que escapassem;
guns cachos?® 9 9 SI 76.5; nem ter entregado os que lhe restassem, no
6 Como foram rebuscados os bens de Am 2.16 dia da angústia*.
Esaú! Como foram esquadrinhados os seus 10
tesouros escondidos! »Gn 27.11;
A restauração e felicidade de Israel
Ez25.12; Ml 1.4
7 Todos os teus aliados te levaram para
fora dos teus limites; os que gozam da tua paz 15 Porque o Dia do Senhor está prestes a
11 >fl 3.3
te enganaram, prevaleceram contra ti; os que vir sobre todas as nações; como tu fizeste,
comem o teu pão puseram armadilhas para 12/Jó 31.29; assim se fará contigo; o teu malfeito tomará
Pv 17.5 sobre a tua cabeça.1
teus pés; não há em Edom entendimento.e
8 Não acontecerá, naquele dia, diz o 14 16 Porque, como bebestes no meu santo
Senhor , que farei perecer os sábios de Edom *ls 34.1-17; monte, assim beberão, de contínuo, todas as
63.1- 6; nações; beberão, sorverão e serão como se
e o entendimento do monte de Esaú?f Jr 49.7-22;
9 Os teus valentes, ó Temã, estarão ate­ Ez 25.12-14; nunca tivessem sido.m
morizados, para que, do monte de Esaú, seja 35.1- 15; 17 Mas, no monte Sião, haverá livra­
Am 1.11-12;
cada um exterminado pela matança.® mento; 0 monte será santo; e os da casa de
Ml 1.2-5
10 Por causa da violência feita a teu irmão Jacó possuirão as suas herdades."
Jacó, cobrir-te-á a vergonha, e serás extermi­ 15 'Ez 30.3; 18 A casa de Jacó será fogo, e a casa de
Hc 2.8
nado para sempre.h José, chama, e a casa de Esaú, restolho; aque­
11 No dia em que, estando tu presente, 16 les incendiarão a este e o consumirão; e nin­
estranhos lhe levaram os bens, e estrangeiros "»Jr 25.28-29; guém mais restará da casa de Esaú, porque o
IPe 4.17
lhe entraram pelas portas e deitaram sortes S e n h o r o falou.0
sobre Jerusalém, tu mesmo eras um deles.1' 17 "Jl 2.32 19 Os de Neguebe possuirão o monte de
12 Mas tu não devias ter olhado com pra­ Esaú, e os da planície, aos filisteus; possuirão
18 °ls 10.17
zer para o dia de teu irmão, o dia da sua também os campos de Efraim e os campos de
calamidade; nem ter-te alegrado sobre os fi- 19pAm 9.12 Samaria; e Benjamim possuirá a Gileade.P

rochosa e alta; o que resta de Sela mostra quão seguros os assim, posteriormente, um fim semelhante.
edomitas podiam se sentir. Aliás, os w 6 e 7 dão a entender
que só uma traição podia abrir o caminho àquela fortaleza. 15 O Dia do Senhor. Heb yôm yehõwâh, o dia no qual Deus
julga abertamente, publicamente, sem haver escape
6 Esaú. Pai de todos os edomitas, e irmão gêmeo de |acó,
(Sf 1.14-18). Todos os "dias do Senhor" são apenas prelúdios
ao qual odiava por causa da profecia de que Esaú serviria a
do grande período final do julgamento, preeminentemente o
|acó (Cn 25.23,30). Esta rivalidade contra Israel foi herdada
Dia do Senhor descrito em Apocalipse, cap 6 até 20, que
pelos edomitas (2 C r 2 1 .8 -1 7 ; Nm 2 0 .1 4 -2 2 ). Esquadri­
começa com o derramamento dos julgamentos sobre a terra,
nhados. Talvez haja aqui uma dupla referência: 1) Obra
e tem por clímax a volta pessoal de Cristo, a destruição dos
de um espião a revelar os segredos da fortaleza; e 2) Obra
inimigos de Deus (Ap 19.11-21) e o estabelecimento do Seu
dos soldados invasores, nada deixando de valor na cidade
reino (Ap 20.1 -6 ).
assaltada.
7 Na época de Obadias, a infiltração dos árabes na direção 16 Bebestes. Refere-se à ira de Deus.
de Edom já havia começado, mas foi apenas no século V a.C.
que a capital caiu em suas mãos, da maneira aqui profetizada. 17 Livramento. Um meio de escape. É possível que aqui se
Por outro lado, porém, parece que o mesmo Nabucodonosor profetize a vinda do Salvador que, no monte Sião, em jerusa­
que destruiu a Jerusalém, invadiu a Edom alguns anos mais lém, viria a oferecer-se como Libertação do pecado e das suas
tarde, isto é, no ano 581 a.C. conseqüências eternas.

1 1 -1 4 Este trecho relembra o que os edomitas tinham 18 Ninguém mais restará. Não existe mais nenhum edomita
feito depois da destruição de jerusalém, fazendo por merecer, no mundo de hoje.
OBADIAS 20 1278
20 20
Os cativos do exército dos filhos de Is­ 21 Salvadores hão de subir ao monte Sião,
qIRs 17.9-10
rael possuirão os cananeus até Sarepta, e os para julgarem o monte de Esaú; e o reino será
cativos de Jerusalém, que estão em Sefarade, 21 'SI 22.28; do S e n h o r /
possuirão as cidades do Sul.9 Zc 14.9; 1Tm 4.16; Tg 5.20

20 Sefarade. Uma cidade que ficava entre Tiro e Sidom, 21 Salvadores. Os próprios judeus aplicam esta palavra ao
mencionada em 1 Rs 17.9 e Lc 4.26 sob o nome de Sarepta. Messias e aos Seus servos.