Você está na página 1de 30

Fala Christian, tudo tranquilo?

Perdoe-me se meu silêncio tenha lhe dado a conotação de indiferença, de minha parte, com a
proposta. Li o texto na correria. Em virtude desse fato, preferi não responder de pronto.
Compartilho do esforço no que se refere a manutenção da iniciativa. Contudo, a meu ver, o
formato precisa sofrer uma reformulação (da forma como esta pensado a configuração, há
uma verticalização, em meu ponto de vista!). Penso que a iniciativa poderia esta aberta a
potencial co-participação de estudantes na mesa expositora ( privilegiando falas que, por
vezes, são desconsideradas ou tratadas, ainda que veladamente, como desprovidas de
embasamento teórico-filosófico!). Isso é uma observação preliminar (teria outras a fazer, no
entanto, prefiro realizar em presença!). Espero ter contribuído para sua reflexão acerca dessa
possibilidade de feitura de nova atividade.

Abraço!

7/9/2014 22:05

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Reformulei assim,

Os alunos da graduação em Filosofia convidam alunos e professores do Departamento de


Filosofia para a segunda edição do evento ‘A Cidade Ocupada’, um fórum de Filosofia Politica
mas inclinado amorosamente à Filosofia Prática, pela objetividade das análises e deixada a
erudição à gaveta.

O encontro terá a metodologia livre de um debate horizontal com mediação de tempo para
intervenções, cada qual sustentando por 6 minutos (+1) sua exposição, razões, defesa ou
contra-argumentos; serão compostas duas rodas, a primeira das 14h às 16h, a segunda das
16h às 18h.

Com esse convite damos princípio a uma sondagem prévia entre os alunos e professores de
assuntos, questões e problemas, que é o grande impulso inicial para empreendermos o
evento:

– Qual questão você leva para a roda? – Qual questão sobre a instância política atual no Brasil
você considera precisa de debate? – Qual questão você quer ouvir sobre?

O debate é um exame feito em conjunto; nossa colaboração é precisa(!).

Percebendo a demanda dos alunos por esse debate nas aulas o evento se valerá de dois dias –
dois encontros às duas últimas semanas de Setembro anteriores à eleição –, estando a
primeiro encontro marcado para Quinta-feira dia 18.

E aí, você vem(?), você vota(?), em quem(?), por que(?), estamos na mesma luta?
7/9/2014 22:09

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Olha Christian...penso que 06 minutos sejam insuficiente a uma exposição de tal monta (pela
complexidade que o tema pressupõe!). Entretanto, isso é, a princípio, secundário. Creio que o
tempo poderia ser, como de praxe, de 15 minutos de exposição (mas isso é só uma sugestão!).

7/9/2014 22:12

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

mas não vai ter exposição, vamos chegar com uma pauta de questões levantadas previamente
ao debate por alunos e professores, e vamos, uma a uma, 'Quem quer ou tem algo a dizer
sobre a primeira questão...', 6+1 minuto para essa pessoa dizer o que diz, depois da réplica de
um e outro ela poderia voltar a falar, assim vai...

7/9/2014 22:12

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

abrir ·

baixar

Breve consideração sobre o evento A Cidade Ocupada, ocorrido na data de 10 de junho de


2014, na UFF.pdf
7/9/2014 22:16

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

na página do evento os alunos postam as questões para pauta do debate,

aos professores farei a chamada e o pedido por questões via e-mail

7/9/2014 22:18

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Então Christian. O que pensa de tratarmos isso, presencialmente? Falo isso pois, por aqui,
pode haver algum possível ruido. O que me diz?

7/9/2014 22:18

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

bom, estou pela manhã amanhã

todo dia

7/9/2014 22:19

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca
Olha...não posso lhe dar certeza sobre o dia de amanhã (pois devo dormir tarde hoje.).
Contudo, terça feira é mais certo. Abraço!

7/9/2014 22:20

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

show,

intervalo das aulas a gente está ali no pátio

8 de setembro

8/9/2014 06:38

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

http://minhateca.com.br/moreira-oliveira

Arquivos do usuário moreira-oliveira - Minhateca.com.br

minhateca.com.br

Arquivos do usuáriomoreira-oliveira • Documentos, Galeria • Cartas de Marx a Vera


Zasulitch.pdf, Karl Marx Glosas marginais ao “Tratado de Economia Política” de Adolfo
Wagner.pdf

14 de setembro

14/9/2014 11:11

Ampliar
Exibir imagens

Christian Athayde

Erasmo passou.

Segunda-feira é seguro para ti?

Você consegue mais alguém p’passar com a gente?

14 de setembro

14/9/2014 21:32

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

(?)

14/9/2014 21:41

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

(!)

14/9/2014 23:30

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

A gente passa amanhã?


14/9/2014 23:31

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

"Esclarecimento é a saída do homem de sua menoridade[2] auto-imposta. Menoridade é a


inabilidade de usar seu próprio entendimento sem qualquer guia. Esta menoridade é auto-
imposta se sua causa assenta-se não na falta de entendimento, mas na indecisão e falta de
coragem de usar seu próprio pensamento sem qualquer guia. Sapere aude! (Ouse conhecer!).
“Ter a coragem de usar o seu próprio entendimento” é, portanto, o motto do Esclarecimento.
Preguiça e covardia são as razões de a maior parte da humanidade, de bom grado, viver como
menor durante toda a sua vida, mesmo depois de a natureza a muito tempo ter livrado-a de
guias externos. Preguiça e covardia demonstram porque é tão fácil para alguns se manterem
como tutores. É muito confortável ser um menor. Se eu tenho um livro que pensa por mim,
um pastor que age como se fosse minha consciência, um físico que prescreve a minha dieta e
assim sucessivamente, não tenho então necessidade de empenhar-me por conta própria. Se
eu posso pagar, não tenho necessidade de pensar. Muitos poderão discordar comigo nessa
matéria: os próprios guardiães que se encarregam de cuidar para que a esmagadora maioria
da humanidade – e, dentro dela, todo o sexo feminino – não alcance a maturidade, não apenas
por ser desagradável, mas extremamente perigosa. Tais guardiães tornam estúpido seu gado
doméstico e cuidadosamente se previnem para que suas dóceis criaturas não tomem caminho
próprio sem seus arreios. Assim, eles mostram para seu gado o perigo que pode ameaçá-los
caso pretendam andar por sua própria conta. Na verdade, o perigo não é realmente tão
grande quanto parece. Afinal, depois de tropeçar um pouco, todos aprendem a andar.
Entretanto, exemplos de tropeços intimidam e geralmente desencorajam todas as novas
tentativas. Portanto, é muito difícil para o indivíduo agir por sua própria conta e superar a
menoridade, que se torna para ele quase uma segunda natureza. Assim, mesmo que esteja já
amadurecido, o indivíduo é desde o início incapaz de usar seu entendimento por conta própria
porque nunca se permitiu tentar fazer isso. Dogmas e fórmulas – estas ferramentas mecânicas
para usos razoáveis (ou, pelo contrário, abusivos) das dádivas naturais dos indivíduos – são os
grilhões de uma duradoura menoridade. O homem que se livra deles dá um salto incerto acima
do abismo, mas este tipo de movimento livre não é comum. Eis a razão para o fato de que
apenas poucos homens caminham decididamente e saem da menoridade, cultivando seus
próprios pensamentos. No entanto, é praticamente certo que o público possa esclarecer-se.
De fato, basta que a liberdade seja dada para que o esclarecimento torne-se praticamente
inevitável." O Que é Esclarecimento?[1] (1784) Immanuel Kant

14/9/2014 23:32

Ampliar

Exibir imagens
Josemar Fonseca

Porra, Christian, qual é a tua?!

14/9/2014 23:32

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

(?)

14/9/2014 23:33

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Por que raios vc deseja "limpar" o rabo alheio (cheio de merda!)?!

14/9/2014 23:33

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

não entendo

14/9/2014 23:34

Ampliar

Exibir imagens
Josemar Fonseca

De boa, camarada. Vc não compreendeu, porra nenhuma, do que tentei lhe dizer, na sexta
feira, pelo jeito?!

14/9/2014 23:35

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

eu entendo, e entendo também que as pessoas possam entender; mas acho que ele 'ficou de
mau', uma pena

14/9/2014 23:35

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Não é assim, feito uma espécie de " mecenas" virtual, dos estudantes de filosofia, que vc vai
auxiliar o conjunto sair da porra da "MENORIDADE"!

O que busquei enfatizar era, exatamente, essa PORRA!

Por que eu, que, inclusive, estou me formando, tenho que acordar cedo, passar em sala e etc,
se os demais não fazem porra nenhuma?

14/9/2014 23:37

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

porque a gente acha importante

ele 'passou' a vez


a gente toca

14/9/2014 23:37

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Não! Os fins não podem justificar os meios!

Os fins estão nos meios!

14/9/2014 23:38

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

que você quer dizer?

14/9/2014 23:38

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Vc que fazer pelos demais...eu quero que eles se fodam!

Quero dizer que não há porra de criança no curso!

14/9/2014 23:39

Ampliar
Exibir imagens

Christian Athayde

mas se não for por nós, não vai ter debate,

14/9/2014 23:39

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Se os estudantes de Filosofia, UFF, desejam fazer algo, que se organizem, caralho!

Vc esta, redondamente, equivocado!

Vc esta fazendo o que existe de pior na cultura política!

Esta infantilizando os demais estudantes!

14/9/2014 23:40

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

nós somos os estudantes de filosofia da UFF, e amanhã faríamos a chamada por todos

14/9/2014 23:41

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

O que vc escreveu, sobre o nosso diálogo, não corresponde, em absoluto, com o nosso diálogo
de sexta feira (e isso me emputeceu pra caralho!).

O que falei pra vc era, exatamente, o contrário disso ae...


Disse pra vc que deveríamos propor uma reunião e deixar que os interessados aparecessem!

14/9/2014 23:43

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

eu não fiz uma 'ata' da nossa conversa,

nós estamos empreendendo um esforço para que os estudantes todos saibam de uma reunião
para organizar um debate

14/9/2014 23:44

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Certamente, apareceriam pouquíssimos...e ai, faríamos algo com esse contingente


interessado! Vc esta em qual universo, Christian?! O que lhe faz pensar que o "conjunto" dos
estudantes de Filosofia, estão interessados em debater essas questões?! Não seja tolo, rapaz!

Os estudantes de Filosofia, em sua gritante maioria, estão pouco se fudendo pra esse tipo de
iniciativa ae!

14/9/2014 23:45

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

sim, acho que pode ter um pessoal,


14/9/2014 23:45

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Eles querem é lamber as botas dos professores (o resto é coisa de maluco que nem eu e vc!).

Exatamente por isso que não poderia ser essa metodologia artificial, feita pegando pela mão,
dando de comer na boca e etc...se quer a parada tem que carregar a porra do piano!

14/9/2014 23:46

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

disse que acho BOM essa passagem também para o contato cara-a-cara com os professores: 'E
aí, você vai, você está afim?', afinal, como dissemos, a exposição dos professores é uma
demanda dos alunos

14/9/2014 23:48

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

O tal do Erasmo saiu, exatamente, porque percebeu que não receberia "os loiros" do evento,
na hipótese, remota, do mesmo ser bem sucedido!

Pergunto-lhe: Por que eu deveria ir pra UFF, amanhã cedo, passar em sala? Nem aula amanhã
eu tenho? Por que?

Se vc tivesse compreendido o que tentei lhe dizer na sexta...mas vc estava de ouvido fechado!

14/9/2014 23:50

Ampliar
Exibir imagens

Christian Athayde

acho que não, acho mais que 'ficou de mal', ele é novo, Josemar, acho passível,

eu, lembrando de quando calouro na UFRJ, curtia a galera militante mas também não pilhava
de passagem, de militância de sala em sala, de militância de boca-a-boca

14/9/2014 23:50

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

A questão não é essa, Christian! A questão é o método!!!

14/9/2014 23:51

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

não entendo, eu pergunto: por que você não o faria, se considerámos fundante esse
debate(!?)

14/9/2014 23:51

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Vc esta realizando algo em nome dos estudantes...isso é paternalismo político!


14/9/2014 23:52

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

MAS então como vai ser?

ideamos sexta que a passagem seria ótima(!)

14/9/2014 23:53

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Os estudantes interessados que se cocem! Vão se fuder! Que porra é essa? Eu duvido que se
fosse uma atividade com o professor Filoso tal, graduado na putaqueopariu, falando
blablablabla, se tivesse um cartaz, que não iriam brotar gente interessada!

Vc não esta compreendendo o meu raciocínio (essa porra de facebook é uma merda mesmo!).

14/9/2014 23:54

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

mas é A GENTE que está produzindo o debate, a gente que vai dizer se vai ter Ph.D expondo, a
gente que vai convidar Dr. para falar ou não(!)

14/9/2014 23:57

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca
Não, Christian....a gente não esta produzindo porra nenhuma! Na verdade, propus pra vc, na
sexta, a feitura de uma proposta de reunião, sexta feira, no ICHF. Caberia aos estudantes
reunidos a produção ou não do evento, deliberarem a pauta e etc! Só que vc já tem uma ideia,
platônica, na cabeça (e deseja que a realidade caiba dentro dos seus sonhos!). A realidade não
é o nosso sonho, Christian!

14/9/2014 23:57

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

e pelo conversado, sim, os alunos querem exposição,

ideamos colocar alunos expondo na mesa, vamos decidir isso,

boto fé que aconteça no pátio, vamos decidir isso,

o sala-em-sala p'mim é o melhor meio para o contato com os alunos

14/9/2014 23:57

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Os Alunos querem? Cade esses putos então construindo?

Querer sem se mexer é muito fácil (pau no cú deles!).

14/9/2014 23:58

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

sim, mas a empresa inicial ALGUÉM é quem toca(!)


14/9/2014 23:59

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Não! Eu propus pra vc uma Reunião! Seria a reunião que decidiria, com base na realidade, a
viabilidade, ou não, da empreitada!

14/9/2014 23:59

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

ISSO(!)

E COMO VÃO SABER DA REUNIÃO?

15/9/2014 00:00

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Vc (e esse tal de Erasmo) que querem fazer pelos estudantes (por que?). Elementar: Pra
aparecer na foto de vedete!

15/9/2014 00:00

Ampliar

Exibir imagens
Christian Athayde

não, Jô,

eu me DISPUS porque acho importante,

15/9/2014 00:02

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Elementar: basta afixar cartazes, em lugares visíveis (quem estiver, realmente, interessado, vai
aparecer!). Veja. eu até cheguei a abrir mão de minha posição, de passar em sala e etc, mas, o
critério meu foi sempre a reunião! Dai vc escreveu algo totalmente oposto do que dialogamos
(ai é foda!).

15/9/2014 00:02

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Eu, honestamente, nem tenho que me preocupar com essa porra (estou quase formado!

15/9/2014 00:03

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

não entendi,

a passagem é para a reunião


15/9/2014 00:04

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Vc não esta acompanhando o meu raciocínio mesmo!

15/9/2014 00:05

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

você LEU o que eu escrevi como TUDO O QUE CONVERSÁRAMOS,

talvez não tenha ficado bem delimitado

ideações minhas e o que conversáramos,

15 de setembro

15/9/2014 20:20

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Jô,

Saindo e indo para Itaipu agora, vou compor a figurinha da assembléia, puder você fazer a
chamada eu aprecio à beça,

21 de setembro

21/9/2014 01:55
Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Como VOCÊ me alumiou:

– O caminho mais fácil já vem pronto.

A construção é coletiva ou 'Acerta logo assim-assim?'

21/9/2014 02:01

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Maturidade é a gestão extensa do diálogo ou a eficácia produtiva das deliberações?

21/9/2014 02:07

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Christian...de boa. São 1:56 da madruga (e eu tenho uma monografia pra fazer!). Não tenho
tempo, saco e etc...pra lhe fazer observar os resultados de seus inúmeros erros (como diria
Sócrates: conheça-te a ti mesmo!). Você é muito carente (e não posso suprir essa carência!).
Vc não esta (a exemplo do tal de Brusser ou sei lá como se escreve!) querendo construir nada
(confundi filosofia com excentricidade e infantilidade!). Já estou há muitos anos na faculdade,
inclusive...e percebo que esse perfil de estudantes (meio porra louca!) só rola nesse curso
(uma galera que, certamente, tem retaguarda da família, que não precisa se preocupar com o
que vai comer no dia seguinte e etc!). Eu, realmente, tentei, não me omiti (porém percebi que
estava perdendo o meu tempo!). Dormi tarde no domingo, acordei cedo na segunda, passei
em sala, participei de uma reunião esvaziada (mas o fiz como um esforço militante!). Então,
não posso deixar que sua idiossincrasia paute o encaminhamento (pois se o faço, estou sendo
negligente com o bom senso, com o mínimo necessário pra que a coisas fluam e etc!).
Infelizmente, se vc perceber, sua atuação é pautada por um ethos de criança ( que quando um
pega o brinquedo, que o mesmo brinquedo!). Se uma pessoa fala "A" vc fala "B" e vice-versa (e
isso é irracional a meu ver!). Mas, quem sou eu pra lhe dizer que vc esta equivocado? A vida é
sua (da minha sei eu!). Boa sorte nos projetos de vida!
21/9/2014 02:20

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

[...]

‘questões secundárias’ para que concepção ou orientação filosófica, política, ética, estética,
etc.?

Resolução banal?

E por que não ouvimos uma proposição, uma recusa, uma positiva do coletivo?

Você vem pensando essa postura negativa do ‘outro’?

Liberdade para criar(!?), como incitamo-los a magia? Você respondeu: na troca coletiva.

21/9/2014 02:24

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

"18/9/2014 22:35 Josemar Fonseca Então, Pessoas; Não seria viável conseguirmos o auditório
do bloco P(creio que há possibilidade de lotar, em virtude do tema)?! Aguardo
esclarecimentos. Abraço! • 18/9/2014 22:48 Christian Athayde ou o auditório do bloco O
18/9/2014 22:50 Josemar Fonseca Sim, Christian (o que apresento é a possibilidade de
realizarmos o evento em um espaço maior!). • Sexta • 19/9/2014 10:46 Ingrid Teixeira Pessoal,
a sala 209 do bloco O é um auditório • Sexta • 19/9/2014 18:41 Christian Athayde" O auditório
do bloco P depende de uma autorização do Prof. Napoleão, vou esboçar essa carta, pedir a
assinatura dos coordenadores da filosofia e acho que tudo bem; segunda e segunda se resolve.
• Hoje Christian Athayde – pensei o bloco P fundamentalmente por ser no 1º andar, de uso
mais cômodo e funcional; – para a ‘figurinha’ do debate eu pediria a vossa ajuda com uma
sondagem no ‘Google Imagens’ de figuras legais e (já) grandes o bastante para caber o título,
subtítulo, local, etc., pois que aumentar a figurar implica perda de sua resolução; palavras
como ativismo político, movimento social, ação social, resistência ao governo, perturbação
política e social, etc. "
21/9/2014 02:43

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Mais uma vez,

O encaminhamento é coletivo(?),

lancei alguns nomes com intento de apelo criativo;

se me cabe B, é sábio que bem o diga.

[...]

Você está me lendo equivocadamente: você sugeriu o P, eu lembrei a possibilidade também


do O. Assegurou-se a reserva do O, e porque credito preferência ao novo auditório vou
pleitear seu uso.

21/9/2014 02:45

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

abrir ·

baixar

Era uma vez.pdf

21/9/2014 02:48

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca
"14/9/2014 23:48 Josemar Fonseca O tal do Erasmo saiu, exatamente, porque percebeu que
não receberia "os loiros" do evento, na hipótese, remota, do mesmo ser bem sucedido!
Pergunto-lhe: Por que eu deveria ir pra UFF, amanhã cedo, passar em sala? Nem aula amanhã
eu tenho? Por que? Se vc tivesse compreendido o que tentei lhe dizer na sexta...mas vc estava
de ouvido fechado!" Pág 13 do PDF

21/9/2014 02:51

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

"• 15/9/2014 00:02 Josemar Fonseca Eu, honestamente, nem tenho que me preocupar com
essa porra (estou quase formado!" Pág 18 do PDF

21/9/2014 03:04

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Você está me lendo (já) como minimamente abastado e mimado, e considera (já) desgastante,
inócuo, pueril, tolo (...)

Eu posso também (já) ler você como pobrinho odioso do mundo (...)

Quando eu faço a defesa de (idéia, argumento etc.) com frescor cômico(?) você repudia e sai,

e quando você discute com calor, xinga, ofende, polemiza o particular, contende com as ‘falsas
razões’ dos outros, [...] eu não deixei de estar.

21/9/2014 03:08

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca
Olha Christian...se ainda respondo a vc é por uma enorme consideração! Já era pra eu esta
dormindo, inclusive. Cara, perceba o óbvio...ninguém em meu lugar teria realizado passagem
em sala, reunião e etc (ninguém!). De boa...vc esta desestimulando o processo (a todo
momento pauta uma diferença em algo secundário...acaba engessando o processo e ai não há
como ficar nele, pois torna-se irracional a discussão!). Se vc não consegue, relendo o texto,
perceber isso ai já não é comigo!

21/9/2014 03:46

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

‘Puts! Eu me formando e tendo que esclarecer calouro de como funciona o movimento


Estudantil, rs!’

Deu seu tempo?

se você está excedido com a militância, dedilha isso no teclado, ou presencialmente quando
você está tão mais disposto à polidez. Partilha com o coletivo as suas ‘boas e más’ e diz: para
mim já deu.

‘Estou, na verdade, cagando! Eu estou me formando...’

Fica a analogia com a sugestão de autoquestão de Rilke:

– Eu viveria sem a militância? Se você acha que tem o ‘direito’ de militar, mete o pé(!)

Pela metade não dá.

O seu posturar vem se aproximando dos ‘cavaleiros de ouro’:

– Você NÃO SABE o que é (algo), E ISSO É ISSO, E ISSO ISSO...

[...]

Mais uma vez,

eu levantei [antes provocações do que] nomes para eleição e votação,

porque, como sabemos, o título é imperial no cartaz e ninguém ideando nada,

você tomou como disputa pessoal ou divertimento

21/9/2014 03:50

Ampliar
Exibir imagens

Josemar Fonseca

http://vimeo.com/10348233

21/9/2014 04:15

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Repetindo,

‘questões secundárias’ para que concepção ou orientação filosófica, política, ética, estética,
etc.?

De resolução banal?

E por que não ouvimos uma proposição, uma recusa, ou positiva do coletivo?

[...]

O afastamento e aproximação sucessivos no tocante às questões nutre o debate pela


variedade de planos.

Em meio a mundivivência dialógica, nada supera um argumento.

Claro, o pragmatismo nos coloca nos detalhes do plano próximo.

Relações ‘orgânicas’ pressupõe um cuidado mútuo.

Abolir a discussão e anistiar o coletivo com motivos 'maiores' é um problema.

A pessoalidade em seu começar a ser, em seu tornar-se, em seu chegar-a, não 'merece o
esforço'(?), não 'interessa'?

21 de setembro

21/9/2014 18:07

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde
Proponho um plano de publicidade múltiplo, cartazes com planos de fundo variegados e um
mínimo comum; se achou legal dá um jóia e eu continuo com outros; elegemos os melhores.

Porque [sob o tema 'eleições'] as exposições são livres, os subtítulos podem também ser livres.

21/9/2014 18:29

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Olha Christian...faça como julgar melhor. Eu não estarei mais compondo a atividade (na
verdade, tenho uma monografia pra novembro ou dezembro e ela já esta ultra atrasada!).
Então é isso (dialogue com os demais e deliberem sobre essa e as demais questões!).

21/9/2014 18:32

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

21/9/2014 18:33

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

... ... sério mesmo?

Quinta
25/9/2014 23:25

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Jô,

precisamos a confirmação sua na mesa,

Sexta

26/9/2014 05:12

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Em primeiro lugar a proposição do nome (como pode ser verificada do PDFs) apresentada por
mim, foi: A Filosofia e as Eleições (e não Filosofia e Eleições)! Em segundo lugar, proponho a
supressão do termo ALUNO (de ser sem luz própria) para ESTUDANTE. Os termos não são
neutros. Em terceiro lugar não são 14 minutos e + 1 de consideração (pois ninguém faz uma
consideração em tão pouco tempo! Seria: 10 minutos de exposição e e + 5 de conclusão
(seguido dos blocos de falas e respostas contidos na relatoria da reunião promovida por nós!).
Na hipótese dessas correções serem promovidas, a chance de minha interação, em função do
coletivo de estudantes, se ampliam!

Sexta

26/9/2014 08:55

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

opa,

é isso Chefe (!)


¦ )c

Sexta

26/9/2014 23:59

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

o coletivo contestou as primeiras imagens que eu montei; os subtítulos também; pediam uma
abordagem franca do evento e sem fetiches imagéticos ou linguageiros.

verdade, os artigos tecem mais explicitamente a passível relação da filosofia e as eleições, mas
nos cartazes ficaria extenso.

os cartazes foram impressos e colados. farei essa mudança no evento.

o minuto (+1) é só para estar claro que seremos que obriga rigorosa observância; eu propus
que a Ingrid avisasse com os dedos (4,2,1) os minutos faltos.

sim, estudante é bom.

27/9/2014 02:59

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Não Seja deselegante, Christian...vc já viu alguém proceder assim pra informar mesa, da
conclusão de fala?! Não há criança se propondo a interagir com a atividade (ou há?)! Basta
haver um papel passado, discretamente, da parte da moderadora para quem estiver fazendo
uso da fala (informando dos cinco minutos finais, além, obviamente, da expiração do tempo!).
Esse seu informe (de rodo sobre o coletivo) é gravíssimo, a meu ver (pois prova que,
infelizmente, vc, de maneira completamente irracional, diga-se de passagem, esta tornando a
possibilidade de realização do evento inviavel! ). Conversa por aqui é mesmo horrível, enfim
(as palavras estão longe de transmitirem a crítica que faria, em presença!

27/9/2014 04:29
Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Há propósito: Minha questão se mantém! Que seja empreendido o que foi deliberado (do
contrário, estou fora!)!

Sábado

27/9/2014 07:57

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

Informe de rodo? Bem, a conversa é grande; sumamente o que se disse em relação às imagens
foi isso. Questão que para ela passar um papel ela precisa estar na mesma mesa que os
expositores, ou precisaria levantar-se, ir até a mesa e deixar o papel; acho pouco oportuno que
ela esteja sentada em meio aos professores tão-somente para passar-lhes papéis.

Que nem todos carreguem o piano com o mesmo ânimo é usual; interesses, sim?

Que se mantenha a abertura de pensar o decidido continuamente. Você esteve à assembleia


mas desafinou com a prossecução coletiva do evento porquanto não teve ouvidos para o que
você considerou e considera uma postura irracional. Eu aceitei e outros membros também
perceberam uma sua saturação com a militância estudantil, a graduação [e tudo mais que seja]
e assentiram seu aparte da construção sem deixar de requerê-lo à mesa. Mas estamos aí, e à
ausculta.

27/9/2014 09:14

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

No mais, tenho inúmeras objeções a sua colocação (porém, por aqui, é mesmo complicado
apresentar as refutações aos seus enunciados!).

Sábado
27/9/2014 13:16

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

maravilha,

vou chamar o coletivo a uma reunião segunda-feira às 14h, você anima?

Sábado

27/9/2014 23:02

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Por que tão tarde? Enfim...se não houver outra opção ( quero esclarecer e refutar, em lócus, a
falsa interpretação que vc defende!).

Hoje

00:05

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

(7) Reunião do Coletivo AMANHÃ às 14h no tablado; PAUTA:

a) Sondagem de filósofos outros que não do departamento; passível ida à universidades no


Rio;

b) Josemar não confirmou presença à mesa até então, valhamo-nos uma conversa;

c) Resposta(?) à resposta de Arruda ao e-mail de convite ao evento, convite e resposta


partilhados e visualizados mutuamente por todos os professores.

d) Consideração sobre os gastos da ‘produção’: cartazes, água mineral e copos para a mesa;
00:06

Ampliar

Exibir imagens

Christian Athayde

(2) Arruda responde o convite:

Beleza, pessoal, obrigado pelo convite, mas não irei por achar estranho o tema, as perguntas
sobre em quem cada um vai votar, as razões, etc... Práticas confessionais não combinam muito
com debate filosófico... Achei muito esquisito, uma vez que os ibope da vida já estão fazendo
tais enquetes... Por outro lado, reduzir política à debate eleitoral me parece de uma estreiteza
grande... O debate tende a virar comício... Atenciosamente José M. Arruda

——

Reflexões e contrabalanceamentos?

Hoje

03:07

Ampliar

Exibir imagens

Josemar Fonseca

Mais uma vez, essas suas ideias saem pela culatra, um monte de ideia sem noção que, apenas
vc, insiste em reproduzir como algo normal!