Você está na página 1de 21

NOÇÕES DE ARQUIVOLOGIA

Prof. Élvis Miranda


CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS

3
CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS:
Quanto aos estágios de evolução;
Quanto à entidade mantenedora;
Quanto à natureza dos documentos;
Quanto à extensão de sua atuação.
Marilena Leite Paes

4
Classificação dos arquivos
quanto aos estágios de evolução:
 Correntes (1ª idade) – Arquivos que guardam
documentos mais novos e que estão sendo resolvidos;
 Intermediários (2ª idade) – Arquivos que guardam
documentos que já foram resolvidos mas ainda podem ser
questionados;
 Permanentes (3ª idade) – Arquivos que guardam
documentos que já prescreveram e são guardados pelo
valor histórico. Marilena Leite Paes
5
(CESPE-UNB/MCT) Arquivo de primeira idade ou
corrente, arquivo de segunda idade ou
intermediário e arquivo de terceira idade ou
permanente são estágios de evolução dos arquivos.

6
Classificação dos arquivos
quanto à entidade mantenedora:

 Públicos – Arquivos de órgãos e entidades públicas;


 Privados – Mantidos por entidades privadas. Podem ser
institucionais, comerciais ou pessoais.

Marilena Leite Paes


7
(Cetro – Radiobrás) Segundo a natureza da entidade
a que está vinculado, os arquivos podem ser:
(A) ativos e inativos
(B) públicos e privados
(C) nacionais e intermediários
(D) permanentes e de guarda
(E) históricos e de pesquisa
8
Classificação dos arquivos
quanto à natureza dos documentos:

 Especiais – Mantêm sob guarda documentos de formas físicas


diversas e que exijam tratamento diferenciado no que se refere à
guarda e conservação;
 Especializados – Mantêm sob guarda documentos de
determinada área do conhecimento.

9
MATERIAL ESPECIAL:

10
Classificação dos arquivos
quanto à natureza dos documentos:

 Especiais – Mantêm sob guarda documentos de formas físicas


diversas e que exijam tratamento diferenciado no que se refere à
guarda e conservação;
 Especializados – Mantêm sob guarda documentos de
determinada área do conhecimento.

11
(FUNCAB/PREF.ARACRUZ-ES) Arquivos que têm sob sua guarda
documentos resultantes de um campo específico da experiência
humana, independentemente do suporte que apresentem,
recebem a denominação de arquivos:
(A) especiais.
(B) institucionais.
(C) comerciais.
(D) históricos.
(E) especializados.

12
(FUNCAB/IDAF-ES) Arquivos especiais são aqueles que
têm sob sua custódia os documentos resultantes da
experiência humana num campo específico,
independentemente da forma específica que
apresentem.

13
(CESPE-UNB/SEBRAE) O arquivo especializado se refere à
existência de documentos de formas físicas diversas,
como fotografias, discos, fitas, microfilmes e slides.

14
(CESPE-UNB/ANCINE) Dá-se o nome de arquivo
especializado ao conjunto de documentos mantidos sob
guarda do arquivo em condições especiais de
armazenamento, acondicionamento ou conservação.

15
Classificação dos arquivos
quanto à extensão de sua atuação:

 Setorias – Instalados junto aos órgãos operacionais (setores),


cumprindo funções de arquivos correntes;
 Central ou Geral – Acumulam em um único local documentos
correntes provenientes das diversas áreas da instituição,
centralizando os documentos correntes.

16
(FUNCAB/MPOG) Os arquivos centrais são aqueles
estabelecidos junto aos órgãos operacionais, cumprindo
funções de arquivo intermediário.

17
(CESPE-UNB/ANATEL) Os arquivos setoriais possuem a
função de arquivos permanentes nas organizações
públicas.

18
(CESPE-UNB/MDIC) Os arquivos gerais são localizados nas
unidades político-administrativas de uma organização e
cumprem a função de arquivos correntes.

19
CLASSIFICAÇÃO DOS ARQUIVOS:
Quanto aos estágios de evolução;
Correntes, intermediários e permanentes
Quanto à entidade mantenedora;
Públicos e privados
Quanto à natureza dos documentos;
Especiais e especializados
Quanto à extensão de sua atuação.
Setoriais e Central/Geral
Marilena Leite Paes
20
(QUADRIX/CRMV-RR) Quanto ao estágio de
evolução dos documentos, ou seja, considerando as
características dos documentos mantidos em um
arquivo, podemos classificá-los em especiais ou
especializados.

21
(FUNIVERSA/CEB) Arquivos especiais são aqueles
mantidos por instituições de caráter particular.

22

Interesses relacionados