Você está na página 1de 14

Grandezas Hidráulicas

Instalações
Hidráulicas
Prof. Bruno Henrique Siqueira
bruno.siqueira@prof.una.br
www.facebook.com/professorbrunosiqueira

1
Grandezas Hidráulicas  Pressão:
As grandezas hidráulicas que utilizaremos são: Pressão é a quantidade de forca aplicada sobre uma
superfície, sobre uma área.
 Pressão
 Vazão A relação entre essas grandezas, normalmente, é:
 Velocidade
 Golpe de aríete Quilograma-força/metro quadrado = kgf / m2
 Rugosidade Quilograma-força/centímetro quadrado = kgf / cm2
 Perda de carga - comprimento equivalente
 Altura manométrica
 Diâmetro
 Peso das peças hidráulicas

2
 Pressão
 Pressão:
Utilizaremos para os cálculos a pressão sempre em mca, porém
Podemos também dizer que o peso da água contida numa
no campo vocês poderão escutar algumas pessoas falando que
tubulação de 10 m de altura exerce uma pressão de 1kgf/cm2.
a pressão é de 1 kilo, 2 kilos, etc.
Então em uma torneira que é alimentada por uma caixa-d’água
Na verdade eles querem dizer 1 kgf/cm2, 2kgf/cm2, etc.
situada a 20 metros de altura, a pressão estática nesta torneira
será de 2 kgf/cm2 ou 20 mca (metros de coluna de água).
Quando temos trecho de tubulação descendo nossa pressão é
positiva, quando temos trecho de tubulação subindo a pressão
Conclui-se que: 1 kgf/cm2 = 10 mca
será negativa, ou seja, estamos perdendo pressão.

3
 Pressão  Pressão Estática

Vamos considerar dois tipos de pressão em nossos projetos: É a pressão considerada quando o liquido encontra-se em
repouso.

 Pressão estática: valor máximo de 40 mca ou 4 kgf/cm2;


No período da noite/madrugada por exemplo, esta situação
irá ocorrer, ninguém está utilizando os aparelhos hidráulicos e
a tubulação de água encontra-se com a água parada em
 Pressão dinâmica: valor mínimo de 1 mca ou 0,1 kgf/cm2 seu interior.

4
 Pressão Estática:  Pressão Estática:

Exercício 1: Exercício 2:
Considere um reservatório de água/caixa d’água, com 2,35m
de altura tem apenas 2,10m preenchidos com água. Qual a Considere um reservatório de água/caixa d`água de um
pressão estática que teremos na tubulação de saída na base? edifício residencial, com 3,40m de altura tem apenas 3,00m
preenchidos com água. Qual a pressão estática que teremos
em uma torneira localizada a 35 metros abaixo?

(vamos desenhar um diagrama para entendimento do problema)

5
 Pressão Dinâmica  Pressão Dinâmica:

É a pressão considerada quando o água está em movimento. Então podemos dizer que a pressão final é a pressão inicial
menos as perdas de cargas.
O cálculo é semelhante ao da pressão estática, porém agora
iremos considerar: p(final) = p(inicial) - J(total)

• Perda de carga equivalente das conexões; Onde p é a Pressão e J é o somatório das perdas de carga.
• Perda de carga em metros dos tubos;
• Perda de carga nos registros; Vamos considerar por enquanto que perda de carga é a perda
• Perda de carga nos hidrômetros; de pressão que a água terá devido a resistência de sua
• Perda de carga total; passagem pela tubulação.

6
 Pressão Dinâmica:  Pressão Dinâmica:

Exercício 3: Exercício 4:

Considere um reservatório de água de um edifício residencial, Um alimentador predial tem 30m de comprimento horizontal e
com apenas 1,50m preenchidos com água. Qual a pressão 5m de comprimento vertical para cima. Se a pressão no início
dinâmica que teremos em uma torneira localizada a 20 metros do trecho é de 9,5 mca, qual será a pressão no final deste
abaixo? trecho?

Considerar perda de carga Jtotal=1,6mca


Considerar perda de carga Jtotal=1,82mca

7
 Vazão  Vazão
Entendemos por vazão a quantidade (volume) de água que As unidades de medidas podem ser várias:
passa por uma tubulação em um determinado tempo.
Volume (V): m3 e litros
Então: Q=V/t Tempo (t): horas (h), minutos (min) ou segundos (s)

E com isso temos a vazão (Q) em: m3/h, m3/min, m3/s, l/h,
Onde: l/min e l/s
Q = vazão
V = volume Irá depender somente do valor de entrada do volume e do
t = tempo tempo.

8
 Vazão  Vazão

Lembrando que: Exercício 5

1 m3 = 1000 litros Considere um reservatório de água de 5000 litros que ficará


cheio em cerca de 5 horas.
1 hora = 60 minutos Qual a vazão deste alimentador predial?

1 minuto = 60 segundos

1 hora = 3600 segundos

9
 Vazão  Velocidade

Exercício 6 É a distância percorrida por um determinado fluxo de água em


Considere um reservatório de água de 3 m3 que ficará cheio um determinado tempo.
em cerca de 4,5 horas. Qual a vazão deste alimentador predial
em: v = 4 x 10³ x Q
l/h:
π x d²

l/min: v = Velocidade em m/s


Q = vazão em l/s
l/s:
d = diâmetro interno em milímetros (mm)

10
 Velocidade  Golpe de Aríete

A velocidade não pode ser alta pois provocará ruído na O golpe de aríete é uma fenômeno que acontece quando a
tubulação que pode causar desconforto ao usuário, água tem o seu fluxo interrompido bruscamente.
principalmente no período noturno.
Este fenômeno causa um aumento de pressão que pode ser
A velocidade também não poderá ser alta pois aumenta o tão grande e levar ao rompimento da tubulação, por isso
golpe de aríete o que pode levar ao rompimento da tubulação. devemos manter a velocidade baixa e utilizar registros de
fechamento lento como os registros de gaveta por exemplo.
Conforme a NBR5626, não podemos ter velocidade maior que
3m/s, porém na prática adotamos o valor máximo de 2,5m/s.

11
 Golpe de Aríete  Velocidade

Exercício 7

Considere um reservatório de água de 5000 litros que ficará


cheio em cerca de 5 horas. Considerando um tubo com ø25mm
nominal e ø21,60mm interno.

Qual a velocidade da água neste alimentador predial?

12
 Velocidade  Velocidade
Exercício 9
Exercício 8 Em um edifício com 16 apartamentos de 3 quartos padrão
médio, calcular:
Sendo a velocidade de 2m/s em um tubo com ø32mm nominal
e com ø27,8mm interno. Qual a vazão desta tubulação? Em Volume do reservatório:
quanto tempo daria para encher um reservatório de 20m3? Tempo para encher o reservatório:
Velocidade da água:

Dados:
Vazão da rede COPASA: 2,56m3/h
Consumo diário por pessoa: 200litros
Tubo de alimentação: ø25mm/21,6mm

13
14

Você também pode gostar