Você está na página 1de 3

Profa.

Neusa Maria Bezerra Mota


neusa@unb.br

Curso de Pós-Graduação
PATOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES

OBJETIVO

O objetivo do curso é discutir as principais manifestações de patologias em edificações com estrutura de


concreto, envolvendo o diagnóstico e a análise das causas prováveis, tendo em vista as normas técnicas
vigentes.

PROGRAMA
Temas Carga horária
1. Durabilidade das edificações - aspectos gerais 02h
2. Defeitos de projeto e execução 03h
3. Umidade nas edificações 03h
4. Ataque químico do concreto 02h
5. Corrosão de armaduras 02h
6. Fissuração 03h
7. Patologia de revestimentos 02h
8. Patologia de fundações 03h
Total....................... 20h

METODOLOGIA
1. Aulas expositivas com microcomputador com conexão Internet, projetor multimídia e lousa.
2. Apresentação e discussão de casos de edificações com manifestações de patologias.

BIBLIOGRAFIA
1. ABEF (Associação Brasileira de Empresas de Engenharia de Fundações). Manual de Especificações de Produtos e
Procedimentos – Engenharia de Fundações e Geotecnia. 3ª edição. São Paulo: PINI, 2004. 410p.
2. ABNT NBR 6122/96. Projeto e Execução de Fundações.
3. ABNT NBR 6121/91. Estacas - Prova de Carga.
4. ABNT NBR 6484/80. Execução de Sondagens de Simples Reconhecimento dos Solos.
5. ABNT NBR 6489/84. Prova de Carga Direta sobre Terreno de Fundação.
6. ABNT NRB 9603/86. Sondagem a Trado.
7. ABNT NRB 9604/86. Abertura de Poço e Trincheira de inspeção em Solo, com retirada de amostras Defomadas e
Indeformadas.
8. ABNT NBR 12069/91. Ensaio de Penetração de Cone In Situ (CPT).
9. ABNT NRB 13208/94. Ensaio de Carregamento Dinâmico.
Profa. Neusa Maria Bezerra Mota
neusa@unb.br

10. ABNT NBR 9061/1985. Segurança de Escavação a Céu Aberto.


11. Albuquerque, P.J.R., Massad, F., Carvalho, D. & Ferreira, M.A.M. 2001. Comportamento à Compressão de
Estacas Escavadas, Hélice Contínua e Hélice Tipo Ômega, em Solo Residual de Diabásio. UNICAMP, Campinas,
SP.
12. Alonso, Urbano Rodriguez (1991).Previsão e Controle das Fundações. Ed.Edgard Blucher Ltda.
13. Barata, F.E. 1984. Propriedades Mecânicas dos Solos: Uma Introdução ao Projeto de Fundações. Livros Técnicos
e Científicos Editora S.A., Rio de Janeiro.
14. Bowles, J.E., 1988, Foundation Analysis and Design, 4a Edição. Mc Graw Hill.
15. BRASFOND.2001. Catálogo Fundações Especiais.Guarulhos, SP.
16. Canovas, M.F.(1989). Patologia e terapia do concreto. São Paulo. Pini.
17. Cunha, A.J.P., lima, N.A., Souza, V.C.M. (1996). Acidentes Estruturais na Construção Civil, volume 1 e 2, São
Paulo: PINI. 201p.
18. Del Mar, Carlos Pinto (2007). Falhas, Responsabilidades e Garantias na Construção Civil, São Paulo: PINI. 366p.
19. Fang, H.Y. 197. Analysis and Design of Building Foundations, Envo Publishing Co.
20. Foá, S.B. (2001). Análise do Ensaio de Carregamento Dinâmico de Energia Crescente para o Projeto de
Fundações Profundas. Dissertação de Mestrado. Pós-Graduação em Geotecnia. Departamento de Engenharia Civil
e Ambiental. Universidade de Brasília, Brasília, DF. 200 p.
21. Gusmão Filho, J. (2006). Desempenho de Obras Geotécnicas. Editora Universitária UFPE, Recife. 523p.
22. FUNDESP.2001. Catálogo Fundações Especiais. 5ª edição. Jandira, SP.
23. Hachich, W., Falconi, F., Saes, J.L., Frota, R.G.Q., Carvalho, C.S. & Niyama, S. (eds.) 1996. Fundações: Teoria e
Prática, Editora PINE Ltda, São Paulo, SP.
24. IBRACON. Concreto: Ensino, Pesquisa e Realizações. Vol. 1 e 2. São Paulo, 2004.
25. IBRACON. Materiais de Construção Civil e Princípios de Ciência e Engenharia de Materiais. Vol. 1 e 2. São
Paulo, 2007.
26. Jopert Junior, Ivan (2007). Fundações e Contenções em Edifícios: Qualidade Total na Gestão do Projeto e
Execução. São Paulo: PINI. 221p.
27. Leonards, G.A. 1962, Foundation Engineering, Mc Graw Hill.
28. Liu, C. e Evett, J.B., 1981, Soils and Foundation, Prentice Hall Inc.
29. Lima, M.J.C.P. 1983. Prospecção Geotécnica do Subsolo. Livros Técnicos e Científicos Editora.
30. Lizzi, F. 1982. The Static Restoration of Monuments. Sagep Editrice, Genova.
31. Marcelli, M.2007. Sinistros na Construção Civil – Causas e Soluções para Danos e Prejuízos em Obras. São
Paulo: PINI. 159p.
32. Milititsky, J., Consoli, N. C., Schnaid, F. (2005). Patologia das Fundações. Oficina de Textos. São Paulo, SP, 207p.
33. Morgenstern, N.R. e Eisenstein, 1970, Methods of estimating lateral loads and deformations, State of the Art,
Proc. ASCE Special Conf. on Lateral Stresses, Ithaca, NY.
34. O’Neil e Pincus, G. 1984, Design of structures and Foundation for Vibrating Machines, Gulf Publishing Co.
35. Presa, E.P. e Pousada, M.C. (2004). Retrospectiva e Técnicas Modernas de Fundações em Estacas. ABMS, 2ª
edição, NRBA, Salvador, BA. 107p.
36. Poulos, H.G. e Davis, E.H., 1990, Pile Foundation Analysis and Design, Robert E. Krieger Publishing.
37. Ripper, E. (1991).Como evitar erros na construção. São Paulo, PINI.
38. Seminário de Engenharia de Fundações Especiais e Geotecnia. 1991, 1996, 2000, 2004 - SEFE II, III, IV e V. São
Paulo, ABMS-ABEF.
39. Schnaid, F. 2000. Ensaios de Campo e suas Aplicações à Engenharia de Fundações. Oficina de Textos, São Paulo,
SP.
40. Tomaz, E.1989. Trincas em Edifícios – Causas, prevenção e recuperação. São Paulo: PINI. 194p.
41. Tomlinson, M.J., Foundation Design and Construction, Pitman Editora.
42. Tschebotarioff, G.P. 1973, Foundations, Retaining and Earth Structures, Mc Graw Hill (versão em Português
editada em 1978).
43. Velloso, D.A. e Lopes, F.R. 2002. Fundações. COPPE/UFRJ, 3ª Edição.Volume 1: Critérios de projeto,
investigação do subsolo e fundações superficiais.
44. Velloso, D.A. e Lopes, F.R. 2002. Fundações. COPPE/UFRJ, Volume 2: Fundações Profundas.
45. Vesíc, A.S. 1977, Design of Pile Foundations, Transportation Research Board Pub. no. 42.
46. Winterkorn, H.F. e Fang, H.Y., 1975, Foundation Engineering Handbook,Van Nostrand Reinhold.
47. Woodward, R.J., Gardner, W.S. e Greer, D.M. 1972, Drilled Pier Foundations, Mc Graw Hill.
48. Zeevaert, L. 1983, Foundation Engineering for Difficult Subsoil Conditions, Van Nostrand Reinhold Co.
Profa. Neusa Maria Bezerra Mota
neusa@unb.br

Brasília, 25/08/2009
Profa. Neusa Maria Bezerra Mota