Você está na página 1de 32

PUBLICIDADE

QUI29MAR
Quinta-feira
29 de Março de 2018
Ano 42 • N.º 15217

Kz 45,00
Director: VÍCTOR SILVA
Director-Adjunto: CAETANO JÚNIOR
www.jornaldeangola.co.ao

FACTURAS SOBRE TRABALHOS NÃO REALIZADOS AO ESTADO

NESTA EDIÇÃO

LUCIANO ROCHA
Luanda precisa de amor
Dívidas estão sob investigação
e de quem a trate bem Denúncias da secretária de Estado para as Finanças e Tesouro provocaram a reacção do procura-
OPINIÃO • 7
dor-geral da República que prometeu apurar as suspeitas. O Ministério das Finanças começa
COMUNICAÇÃO SOCIAL em Abril a liquidação da dívida com as diversas empresas que prestaram serviços ao Estado
Ministro na Lunda-Norte
defende centros regionais
POLÍTICA • 3 A Procuradoria-Geral da Repú- tema, no período de 2014/2016, e temos todo o motivo para iniciar demore. No ano passado, foram
blica (PGR) abriu uma investi- superava os mil milhões de kwan- um processo de inquérito para assinados acordos de regulari-
PARACETAMOL gação sobre as denúncias feitas zas e que 25 por cento do valor apurar a verdade e, depois, dar- zação de dívida no valor de
Inspecção investiga no país pelo Ministério das Finanças de correspondia a serviços não pres- mos outros passos”, disse Hélder 87.170 milhões de kwanzas, que
analgésico proibido existência de facturas sobre tra- tados ou fraude. O procurador- Pitta-Grós à imprensa. A situa- correspondem à regularização
em Lisboa balhos não realizados. Na terça- geral da República esclareceu ção dos atrasados não registados da dívida de 137 prestadores de
SOCIEDADE • 24 feira, a secretária de Estado para que é dever da PGR averiguar as no sistema constitui, segundo serviço. As dívidas registadas no
as Finanças e Tesouro, Vera Daves, denúncias, principalmente por o Ministério das Finanças, um sistema entre 2014 e 2016 estavam
MARÇO-MULHER revelou que a estimativa total de terem vindo da secretária de dos motivos que faz com que o estimadas em 391,145 mil milhões
atrasados não registados no sis- Estado. “É uma denúncia pública pagamento da dívida pública de kwanzas. POLÍTICA • 2

PROPOSTA NO PARLAMENTO HÁ 15 ANOS NOME DE NUNDA

Irina Vasconcelos canta


Há pessoas no país a morrer Procuradoria
admite falhas
sábado no Palácio de Ferro
CULTURA • 29

COMUNICADO DA CEAST
por falta de um transplante na divulgação
O procurador-geral da
Igreja Católica PAULO MULAZA | EDIÇÕES NOVEMBRO
República admitiu falhas
denuncia falso bispo da PGR ao revelar o nome
ÚLTIMA • 32 do chefe do Estado-Maior
General das FAA na ten-
LIGA DOS CAMPEÕES tativa de burla milionária
ao Estado por empresários
estrangeiros, sem o noti-
ficar primeiro. O procu-
rador-geral da República
confirmou, também, que
José Filomeno dos Santos
fez-se presente na DNIAP
para assinar o termo de
identidade e residência
e entregou os seus pas-
saportes. POLÍTICA • 2

1º de Agosto vai encaixar LIVRE COMÉRCIO


mais de 500 mil dólares
DESPORTO • 31
Angola prepara
NATAÇÃO
Selecção obteve 22 alguns produtos
medalhas No ano passado, morreram 286 Transplante de Órgãos está enca- que os médicos não podem fazer
no zonal do Malawi pacientes, que podiam ter sido lhada na Assembleia Nacional transplantes de rim sem que a para o mercado
DESPORTO • 30 salvas se houvesse, no país, há 15 anos. O presidente da lei seja aprovada, sob pena de
uma autorização para os médi- Sociedade Angolana de Nefro- serem presos e afirma que o fim Angola está a preparar-se
RETALIAÇÃO ADIADA cos fazerem transplantes de logia, Matadi Daniel, pede sen- do tratamento das pessoas não para que entre cinco e dez
Vladmir Putin está aberto órgãos. Uma proposta de Lei de sibilidade dos legisladores, já pode ser a morte. SOCIEDADE • 25 anos tenha produtos para
para diálogo com Trump introduzir na Zona de Livre
MUNDO • 9 Comércio da África. A
KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO União Europeia disponibi-
TRANSPORTES lizou 12 milhões de euros
Ministro Augusto Tomás PAULO FLORES para desenvolver a cadeia
defende redução de custos de valores do sector pro-
ÚLTIMA • 32 dutivo angolano. ECONOMIA • 11
Só quero que CAMARÕES

as pessoas Presidente Biya


pode concorrer
sejam felizes ENTREVISTA • 4 E 5
a novo mandato
ÁFRICA • 8
2 POLÍTICA Quinta-feira
29 de Março de 2018

DENÚNCIAS DO MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Procuradoria investiga fraude


no serviço da dívida pública
Procurador-geral da República, Hélder Pitta-Grós, justificou ontem a abertura de um inquérito para apurar responsabilidades
em função das recentes declarações à imprensa feitas pela secretária de Estado para as Finanças e Tesouro, Vera Daves

MOTA AMBRÓSIO | EDIÇÕES NOVEMBRO


Adelina Inácio

A Procuradoria-Geral da
República (PGR) vai inves-
tigar a denúncia do Minis-
tério das Finanças sobre
uma alegada burla ao serviço
da dívida pública.
O anúncio foi feito ontem,
em Luanda, pelo procurador-
geral da República, Hélder
Pitta-Grós, em declarações à
imprensa, em consequência
de denúncias do Ministério
das Finanças de suspeitas de
existência de facturas sobre
trabalhos não realizados.
Hélder Pitta-Grós escla-
receu que é dever da PGR
averiguar as denúncias, prin-
cipalmente por ter vindo da
secretária de Estado para as
Finanças e Tesouro, Vera
Daves, que disse que dados
analisados pelo Ministério
das Finanças apontam que
25 por cento da dívida do
Estado para com as empresas
corresponde a processos
fraudulentos.
“Ainda há muito trabalho
por se fazer, muito trabalho,
mas a verdade é que 25 por
cento do que foi analisado
é um serviço que não foi
prestado”, realçou a secre- Conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República perspectiva os desafios da instituição no âmbito do seu novo regime especial de carreiras
tária de Estado.

procurador-geral da Repú- preparação do regime de car- depois da apreciação ontem das expectativas e necessi- José Filomeno dos Santos
blica, Hélder Pitta-Grós. reira especial da PGR. pelo Conselho de Ministros. dades dos funcionários da assinou o documento ape-
“É uma denúncia A secretária de Estado para Hélder Pitta-Grós afirmou Os diplomas que com- instituição. A sua implemen- nas na terça-feira “porque
pública, e temos as Finanças e Tesouro afirmou, que o sindicato da PGR "não põem este regime visam o tação, garante, deve acon- na altura em que foi noti-
todo o motivo para na terça-feira, que a estimativa contribuiu em nada" para a reajuste das carreiras do tecer em breve. ficado como arguido estava
iniciar um processo total dos atrasados não regis- produção do referido regime regime vigente. Os diplomas, Hélder Pitta-Grós, que ausente do país, tendo sido
de inquérito para tadas no sistema, no período jurídico da instituição, apre- que estabelecem o regime de falava na abertura do con- feita a notificação através
apurar a verdade e, de 2014-2016, superam cerca ciado recentemente pelo transição de funcionários da selho consultivo da institui- do seu advogado.
depois, darmos de mil milhões de kwanzas Conselho de Ministros, e que carreira geral para a carreira ção, disse que assumiu desde “O procurador-geral afir-
outros passos” (equivalente a cinco mil mi- esteve no centro da greve na especial dos funcionários e Janeiro o compromisso de mou que o ex-gestor do
lhões de dólares), 25 por cento instituição. “O sindicato não técnicos de Justiça e aprova empenhar-se no resgate dos Fundo Soberano chegou há
dos quais corresponde a ser- contribuiu em nada, pelo o regime de carreira especial projectos de diplomas da dias ao país e cumpriu o seu
viços não prestados ou fraude, contrário procurou de todas dos funcionários de Justiça instituição que já existem e dever de cidadão que quer
“É uma denúncia pública, e são relativos a 1.700 recla- as formas criar obstáculos, dos técnicos da instituição, actualizá-los. prestar um bom serviço à
e temos todo o motivo para mações de serviços supos- mas o compromisso com os põem fim a uma série de rei- justiça. Hélder Pitta-Grós
iniciar um processo de in- tamente prestados. funcionários era mais forte”, vindicações dos trabalha- Justificações da PGR confirmou que José Filomeno
quérito para apurar a verdade disse o magistrado. dores e técnicos e devolve a O procurador-geral da Repú- dos Santos foi interrogado
e, depois, darmos outros pas- Regime dos funcionários O regime especial de car- sua dignidade e justiça. blica confirmou que José Filo- no princípio de Março , “mas
sos”, disse o procurador-geral O procurador-geral da Repú- reiras dos técnicos de Justiça O procurador-geral da Re- meno dos Santos esteve na quando foi feito o despacho
da República. blica acusou o Sindicato Na- da PGR e as regras de tran- pública reconheceu as difi- DNIAP para assinar o termo sobre as medidas cautelares
O magistrado afirmou que cional dos Técnicos de Justiça sição para as carreiras deste culdades que os funcionários de identidade e residência e não estava no país”.
a PGR soube da fraude ape- e Funcionários Administra- regime jurídico especial pode vivem. Hélder Pitta-Grós disse entregou os passaportes. Hél- O procurador-geral disse
nas depois da denúncia da tivos de criar obstáculos à entrar em vigor em breve, que o regime vai ao encontro der Pitta Grós afirmou que que a notificação foi feita por
secretária de Estado para as via do seu advogado. “Portanto,
Finanças e Tesouro. “Só terça- essa é uma questão entre ele
feira última é que a PGR soube e o advogado”, disse o pro-
de fonte segura, e acho que
isso é público. Os cidadãos
Procurador-geral reconhece erro ao revelar nome de Nunda curador-geral.
Sobre Belarmino Van-
sabiam que havia alguma O procurador-geralda Repú- tendo em conta os novos mos ter feito a notificação cesso generais conhecidos Dúnem, disse que a PGR res-
coisa que não estava bem em blica, Hélder Pitta-Grós, reco- desafios do país. “Não está em local certo”, disse o pro- pelos cognomes de “Arsé- peita a opinião dele, mas escla-
relação à dívida pública, mas nheceu que a PGR “errou” a ser fácil encarar os novos curador-geral da República. nio” e “Led”. rece que ser arguido não sig-
atempadamente soubemos ao revelar o nome do chefe desafios, estamos todos a Hélder Pitta-Grós reco- Em conferência de im- nifica que já tenha alguma
que o Ministério das Finanças do Estado-Maior General das aprender e é natural que a nheceu que deviam ser cita- prensa, o responsável da responsabilidade criminal,
tinha mandado fazer um tra- Forças Armadas Angolanas, PGR cometa alguns erros. É dos os nomes de outros Direcção Nacional de Inves- porque ainda não foi acusado.
balho em algumas empresas Geraldo Sachipengo Nunda, com os erros que se aprende”, generais envolvidos no pro- tigação e Acção Penal con- “Há indícios dele ter cometido
para ver o que se passava. O no caso de tentativa de burla disse o procurador-geral. cesso, e não apenas o do firmou o envolvimento do algum facto ilícito, há uma
trabalho foi feito, o resultado milionária ao Estado por “Não é correcto que o general Nunda. O procura- chefe de Estado-Maior Ge- investigação em curso”, disse,
já foi divulgado e a partir daí empresários estrangeiros. general Nunda venha saber dor-geral da República afir- neral das Forças Armadas esclarecendo que é benéfico,
vamos trabalhar com base O magistrado afirmou que ser arguido através dos órgãos mou que estão também Angolanas, Geraldo Sachi- porque tem mecanismos mais
nesses resultados”, disse o o trabalho da PGR não é fácil, de comunicação social. Devía- envolvidos no mesmo pro- pengo Nunda. amplo de defesa.
POLÍTICA Quinta-feira
29 de Março de 2018 3
RECONHECIMENTO DESENVOLVIMENTO LOCAL

Processo dos 50
Benguela NILO MATEUS | EDIÇÕES NOVEMBRO

MPLA REALIZA DEBATE SOBRE AS AUTARQUIAS


impulsionou O Comité Municipal do MPLA no Lobito vai debater no sábado, na
Canjala, o tema sobre as autarquias locais e as acções do Governo
a independência central, provincial e municipal. O debate enquadra-se no âmbito
do processo de apresentação da agenda política do MPLA para
O Processo dos 50 permitiu 2018. Na Canjala, o primeiro secretário do MPLA no Lobito, Nelson
que a ONU começasse a dis- Joaquim da Conceição, vai reunir-se também com o secretariado
cussão sobre a Independên- comunal do partido, para se inteirar do seu funcionamento e das
cia de Angola e internamente dificuldades que enfrenta para o desempenho da sua actividade.
culminou com os massacres comércio de materiais de construção e carpintaria.
de Icolo e Bengo e da Baixa
de Cassanje, disse o nacio-
nalista Amadeu Amorim. LUNDA-NORTE
O nacionalista prestou estas
declarações ontem, à impren-
sa, após depositar flores no
Largo da Independência, em
Luanda, para homenagear o
ACNUR solicita apoio
primeiro Presidente de Ango-
la, António Agostinho Neto,
no âmbito do 29 de Março de
para assistir refugiados
1959, data do início da deten- O Alto Comissariado das das para dar resposta à crise
ção de 50 patriotas. Nações Unidas para os Refu- na RDC. Philippa Candler
Amadeu Amorim lembrou giados (ACNUR) precisa de esclareceu que, neste momen-
que a 29 de Março começa- 64 milhões de dólares para to, o ACNUR e o governo ango-
ram as prisões e reconheceu atender às emergências dos lano fizeram o registo biomé-
que o processo foi a “mola refugiados da República trico de 35 mil refugiados, dos
impulsionadora”, que deu Democrática do Congo (RDC), quais 25 mil recebem assis-
expressão e conhecimento instalados na província da tência alimentar. Destes, 77
ao mundo de que Angola e Lunda-Norte. por cento são mulheres e
os angolanos queriam lutar O apelo da agência das crianças, que se encontram Seminário juntou em Ndalatando a sociedade civil para discutir os desafios de desenvolvimento
pela sua Independência, Nações Unidas foi lançado no assentamento de Lóvua,
contrariando tudo o que a ontem, em Luanda, pela re- Lunda-Norte.
propaganda colonial portu- presentante do ACNUR em Philippa Candler afirmou
guesa difundia.
“O Processo dos 50 foi
um tiro dado no pé pela polí-
cia política portuguesa, por-
Angola, Philippa Candler, no
seminário sobre “O papel da
comunicação social na pro-
tecção dos refugiados”.
ainda que tem havido apoio
regular aos refugiados, subli-
nhando que, para o ACNUR
e os seus parceiros continua-
Executivo prevê redução
que possibilitou que inter-
nacionalmente se soubesse
que os angolanos lutavam
pela Independência e abriu
as portas para a ONU come-
Os 64 milhões de dólares
solicitados para os refugiados
na Lunda-Norte são para res-
ponder às necessidades de
educação, protecção, saúde,
rem a prestar assistência ao
governo de Angola na resposta
aos refugiados, é fundamental
obter financiamento da parte
dos países doadores. “Em
do impacto da pobreza
çar a discussão”, recordou higiene e abrigo dos refugiados Angola, o ACNUR e parceiros
Prioridade nas comunidades rurais passa pela inclusão de ex-
o nacionalista. congoleses na província. estão a fornecer apoio, não militares no processo de produção e de geração da renda familiar
“Em Dezembro aconteceu Philippa Candler indicou só aos refugiados, mas tam-
o massacre de Icolo e Bengo, que, a nível regional, a orga- bém à população local, de
em Janeiro o levantamento nização precisa de 504 milhões forma que tenha uma coesão Marcelo Manuel| Ndalatando apoio do Estado, para que se pantes recomendaram tam-
da Baixa de Cassanje, no mês de dólares de financiamento social e para o desenvolvi- possa, de forma paulatina, bém o reforço dos mecanismos
seguinte o 4 de Fevereiro, em das agências das Nações Uni- mento da província”. O Governo prevê reduzir o reverter a situação de depen- de monitorização, acompa-
Março a UPA lançou a sua impacto da pobreza no seio dência social em que actual- nhamento e fiscalização do
luta, seguindo-se a fuga de de cerca de três milhões de mente se encontram. Plano Integrado, nos três níveis
100 estudantes da Casa dos cidadãos até 2022, através O Cuanza-Norte, disse, de intervenção, central, pro-
Estudantes do Império, que IMPRENSA da execução de projectos possui cerca de dois mil ex- vincial e municipal.
engrossaram a luta no exte- ligados à agricultura, pesca, militares por reintegrar, facto Participaram no evento
rior”, disse o nacionalista, comércio rural, obras públi- que, no seu entender, coloca directores nacionais do Minis-
adiantando que esse movi-
mento foi provocado pela pri-
são dos nacionalistas do Pro-
Comunicação Social cas, habitação e pequenas
indústrias, inseridos no pro-
grama de desenvolvimento
a província entre as que devem
concluir o processo de rein-
tegração num curto espaço
tério da Acção Social, Família
e Promoção da Mulher, mem-
bros do Governo provincial
cesso 50, que deram a conhe-
cer Angola e ao mundo e liber-
taram as consciências.
cria centros regionais local e combate à pobreza.
O facto foi anunciado
terça-feira, em Ndalatando,
de tempo. do Cuanza-Norte, adminis-
tradores municipais e adjun-
tos, delegados e directores
O governador da província O Ministério da Comunicação Sul e Moxico) a prestarem pelo secretário de Estado da Lúcio do Amaral de órgãos locais.
de Luanda, Adriano Mendes Social está a trabalhar na apoio material aos órgãos de Acção Social, Lúcio do Ama- acredita que o Em Malanje, num encon-
de Carvalho, afirmou que o criação de mecanismos que comunicação social, no que ral, no encerramento do Estado pode reduzir tro semelhante, o secretário
Governo provincial pretende visam fomentar a instalação toca aos transportes e com- seminário provincial sobre os índices de de Estado da Acção Social
homenagear os nacionalistas de centros de imprensa regio- putadores, para minimizar a disseminação e orientação incidência da pediu aos administradores
incluindo-os na toponímia nal do Jornal de Angola e da as dificuldades que enfren- metodológica do Plano Inte- pobreza de 36,6 por municipais, mais disciplina
da capital angolana ou atri- TPA, para facilitar a produção tam no exercício das suas grado de Desenvolvimento cento para 25 por e eficiência na gestão da coisa
buindo os seus nomes a ins- de conteúdos noticiosos a actividades. Local e Combate à Pobreza, cento até 2022, pública, para o êxito do Plano
tituições de ensino. nível local, anunciou ontem, Acrescentou que está em destinado a administradores criando efeitos Integrado de Desenvolvi-
Adriano Mendes de Car- em Saurimo, o titular da curso um estudo de viabi- municipais e seus adjuntos. geradores de renda mento Local e Combate à
valho adiantou que o Pro- pasta, João Melo. lidade entre os ministérios De acordo com Lúcio do e de produção Pobreza.
cesso 50 é um legado que Num encontro com os di- da Comunicação Social e das Amaral, a prioridade do pro- A conclusão do processo
todos devem apoiar. rectores dos órgãos de comu- Telecomunicações e Tecno- grama recai para a conclusão de reintegração de ex-mili-
nicação social públicos na logias de Informação, para do processo de reintegração A vice-governadora do tares, constitui prioridade
PAULINO DAMIÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO
região, que decorreu no salão imprimirem nova dinâmica de 80.537 ex-militares em Cuanza-Norte para o Sector do Executivo, lembrou o
nobre do governo provincial, na expansão dos sinais da projectos de produção de bens Político, Social e Económico, secretário de Estado, e asse-
João Melo defendeu a neces- TPA e da Rádio Nacional a e serviços, para além da des- Leonor Garibaldi, destacou gurou que o Plano Integrado
sidade de os profissionais, todos os municípios. mobilização e atribuição de a pertinência do programa, vai dar especial atenção à
no exercício das suas acti- Os participantes apresen- subsídios a outros 41.182, pelo facto de apresentar pre- localização dos potenciais
vidades, observarem o rigor, taram preocupações ligadas entre sargentos e praças. missas que concorram para beneficiários do projecto de
a transparência e a respon- à falta de meios de transportes Com a execução do pro- a erradicação da pobreza inclusão produtiva, de acordo
sabilidade, passando imagens para a deslocação dos pro- grama, Lúcio do Amaral acre- extrema, criando condições com as estatísticas oficiais
reais dos acontecimentos do fissionais para zonas de difícil dita que o Estado pode reduzir para uma nova etapa de desen- do Instituto de Reintegração
país, “em detrimento de fan- acesso, instalações das dele- os índices de incidência da volvimento e potenciação da Sócio -Profissional dos ex -
tasias”, disse, para não per- gações da Angop nas Lundas pobreza de 36,6 por cento riqueza nacional. Militares (IRSEM).
derem credibilidade. Norte e Sul, entre outras. para 25 por cento até 2022, Os participantes recomen- Lúcio do Amaral apontou
O papel dos gabinetes de Em Saurimo, o ministro criando efeitos geradores de daram o ajustamento dos indi- Malanje, como uma das pro-
Comunicação Institucional avaliou o nível de organização renda e de produção. cadores dos vários projectos víncias mais preparadas em
e Imprensa (GCII), sublinhou, e funcionamento dos órgãos Lúcio do Amaral chamou inseridos no programa, em que é possível concluir o pro-
é indispensável e representa de comunicação social, além a atenção dos gestores muni- função das rubricas definidas cesso de reintegração de ex-
o elo de ligação com os órgãos de orientar um seminário cipais para a necessidade de no Plano Integrado de Desen- militares, em curto espaço de
de comunicação social. metodológico sobre comu- se corrigir os erros do pas- volvimento Local, privile- tempo. Pediu mais reflexão
João Melo pediu aos go- nicação institucional, dirigido sado, melhorando as acções giando acções que garantam sobre as vantagens do processo
vernadores das três provín- aos profissionais. do presente a favor dos cida- maiores probabilidades de de descentralização e des-
Nacionalista Amadeu Amorim cias (Lunda-Norte, Lunda- Kamuanga Júlia|Saurimo dãos que mais precisam do sustentabilidade. Os partici- concentração administrativa.
4 ENTREVISTA Quinta-feira
29 de Março de 2018

PAULO FLORES

“As pessoas têm confiança


na forma como exponho
a nossa dor, a nossa mágoa
KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO

e a nossa esperança”
Músico, intérprete e compositor distinguido
como continuador das raízes do Semba, Paulo
Flores abre hoje, de forma excepcional, a pre-
sença na quinta temporada do projecto “Show
do Mês”, no Royal Plaza Hotel, em Talatona. Em
entrevista ao Jornal de Angola, o cantor fala da
carreira, que entra para a casa dos 30 anos: “As
pessoas deixam-me falar sobre elas. Têm con-
fiança na forma como exponho a nossa dor, a
nossa mágoa e a nossa esperança. E, por tudo
isso, 30 anos depois estar aqui. Cada vez a fazer
mais músicas, mais letras. Tenho guardadas 60
ou 70. Tenho, talvez, 50 ou 60 convites para gra-
var. Não posso responder a todos. Há muita
gente que me liga porque quer gravar um disco e
acha que posso ajudar.”

Honorato Silva Sentir que as pessoas estão gente os aplaudiu como para mim e a confirmação forma quase de sobreviver. sem expectativa, era o que eu
envolvidas e querem também merecem, é, na verdade, isso do crédito e da qualidade do Hoje em dia, é também um gostava de fazer mesmo. Mas
fazer parte. que procuramos. Que a nossa “Show do Mês”. privilégio perceber como é acho que não é impeditivo de
memória, os nossos ídolos, que aquela coisa, que eu fazermos um show no CCB e
Por quê só agora Paulo Flores É a primeira vez que está no que aqueles que são os pre- achava tão íntima e tão pes- ir a outros lugares mais peque-
no “Show do Mês”, num pro- evento, como cartaz. Já esteve c u rs o re s d o q u e s o m o s soal, conseguiu tocar a vida nos, como, por exemplo, à
jecto cultural da Nova Energia, alguma vez na plateia? tenham também essa retri- de tantas pessoas. Quando o Casa das Artes.
que há cinco anos tem marcado Também não. Nunca existiu buição em vida. Acho que o Yuri começa a promoção do
a diferença no showbiz? essa oportunidade. Sempre “Show do Mês” foi emocio- “Pretendo fazer algo show, no facebook, com Perto de completar três déca-
Foi mais um problema de que há concertos eu também nante, pelo que consegui mais perto do aquela minha foto aos quatro das de estrada como criador
datas. Abordámos a questão estou a actuar. perceber. anos de idade, até eu senti. artístico, em quase 46 anos
no ano passado e no antepas- público. Não sei se Tive de escrever. Acho que de vida, que avaliação faz
sado. Mas o espaço para encai- Mas, certamente, já seguiu De que forma encara toda esta vou conseguir tão foi também essa abordagem, da carreira. Em retrospectiva,
xar acabou por colidir sempre pela Internet… expectativa criada pela sua que nos chega ao coração, seguiria o mesmo percurso
com a minha agenda. Aí sim! Vi vários espectáculos. presença no projecto, sendo cedo, porque ainda dos tempos que não voltam ou evitaria alguns caminhos?
Vi o Carlitos, o Show Piô. Vi que os bilhetes esgotaram 20 tenho outras coisas mais, que fez com que as pes- Responder a isso é compli-
Sente que chega tarde, a julgar várias coisas. Por exemplo, dias antes do espectáculo? soas rapidamente quisessem cado. Acho que consegui
pela forma como os seus fãs não me posso esquecer do Foi o que eu disse ao Yuri e por fazer. Quero estar. É um pouco isso. Uma muito mais coisas do que eu
e admiradores acolheram o show de músicas antigas, à Yuma! Isso só acontece tam- montar um palco partilha de vida; de trajecto esperava. Também porque
anúncio do show? creio ser Angola70’s, e o Can- bém por o “Show do Mês” comum. Paulo Flores, “Show nunca espero muito. Não faço
Neste caso não é tarde. É na tar Teta Lando. Infelizmente, ser o “Show do Mês”. Acho no Cazenga, onde do Mês” e os showistas, não por estar à espera de alguma
altura certa. No início do ano como disse, ao vivo ainda que se não fosse eu também nasci, e começar a é assim que são tratados?! coisa. Também nunca fico
em que faço 30 anos de car- não foi possível. estaria cheio, com certeza. muito tempo a pensar “fiz
reira. Aliás, o Yuri Simão e o Porque o crédito que as pes- tocar. Oferecer Com esse movimento, nasce isso mal, devia ser assim”. É
Álvaro Fernandes são, diga- Que representa para si o facto soas dão ao trabalho que tem aquilo ao público, aqui alguma coisa noutra complicado. O que acho é
mos, os meus delfins. Lem- de estar a secundar Elias dya sido feito já faz, à partida, dimensão, num espaço mais que me sinto um privile-
bro-me que, quando fizemos Kimuezo, “Rei da Música Ango- com que tenham interesse assim, sem amplo, já na perspectiva da giado, sinceramente! Con-
aquele show ao vivo no Karl lana”, quando a quarta tem- em querer estar. Hoje em dia, expectativa...” celebração dos 30 anos de car- segui tocar a vida de muitas
Marx, estiveram lá comigo. porada foi encerrada por principalmente nós, que já reira? pessoas. No início, não dava
Participaram em tudo. Lem- Carlitos Vieira Dias? temos mais de 45 anos, sair Já fui abordado pelo Yuri. Eu assim muito valor. Queria
bro-me que, no fim, nos Percebo o peso da respon- de casa é só mesmo quando No seu quinto ano de existên- queria comemorar em Agosto, mudar o mundo. Não queria
demos um abraço. Depois de sabilidade. Mas não quero sabemos que vamos ser bem cia, o projecto só registou essa o mês em que lancei o pri- ser famoso. Quando começo
tantos anos, pois aquilo foi pensar muito nisso, para não tratados, que as coisas vão romaria por bilhetes no Show meiro disco. Mas tenho várias a perceber que, se calhar, o
em 2002 ... Já passou algum ficar mais nervoso (risos). correr bem. Acho que esse é Piô, que é recorrente, Euclides ideias para celebrar esses 30 mundo é que me mudou,
tempo; é uma grande satis- De facto, é o que eu digo. É um mérito também do “Show da Lomba e “Eduardo Paím anos. A principal é dar de houve alturas de grande
fação ver também o cresci- mais uma prova de que o do Mês”. Lembro-me quando 40 anos”. volta. Pretendo fazer algo desencanto. Achava que não
mento deles. Esse é o principal “Show do Mês” tem o seu eu tocava as “Temporadas” Como vê, já citou mais de um mais perto do público. Não tinha conseguido nada. De
motivo que me faz estar aqui. critério. Acho que, no fundo, na Casa 70, acho que foram caso. Fico satisfeito por per- sei se vou conseguir tão cedo, repente, começou a haver
tanto os mais velhos como 14 anos seguidos, estava sem- ceber que as pessoas me que- porque ainda tenho outras uma quantidade de pessoas
Como encara o Show do Mês os mais novos entendem a pre cheio. Isso tinha a ver tam- rem ver e também têm esse coisas por fazer. Vou ao Brasil a vir ter comigo, em diversos
um músico com vasta expe- dimensão e esse critério. bém com o próprio espaço. carinho pela minha música. e tenho shows marcados na momentos, com depoimentos
riência? Sobretudo, a dignidade que Claro que as pessoas têm um Faço a música pelo amor ao Europa. Para preparar como sobre a minha música, a for-
O Show do Mês é diferente. é dada, tanto para o público carinho por mim. Mas, se lugar e às pessoas. Aliás, a eu quero, que no fundo é um ma como influenciou a vida
É um espectáculo onde o como para os músicos. Saber não fosse por fazer com eles, minha música acaba por nem show surpresa. Quero montar delas. Aí consegui perceber
próprio público é parte inte- que o Tio Carlitos e o Tio Elias Nova Energia, não seria tão ser minha, muitas das vezes. um palco no Cazenga, onde que às vezes ao tentarmos
grante. Fiquei bastante im- estiveram no show, que saí- rápido. Pelo menos o esgotar A minha parte no início era nasci, e começar a tocar. Ofe- salvar uma vida, acabamos
pressionado com essa procura. ram satisfeitos e que toda a dos dois dias. É um carinho quase um desabafo. Uma recer aquilo ao público, assim por salvar milhares.
ENTREVISTA Quinta-feira
29 de Março de 2018 5
Tem tido o retorno das pes-
soas?
E de que maneira! As pessoas
para outros shows. Tenho é
pena de, às vezes, não poder
estar a cantar para as pessoas
“Em mim, a política é de consciência,
deixam-me falar sobre elas.
Têm confiança na forma
como exponho a nossa dor,
a nossa mágoa e a nossa espe-
de quem gosto e que gostam
muito da minha música. Não
vou ficar a pensar que me
estão a prejudicar. Sou o meu
aquilo que me inspira”
rança. E, por tudo isso, 30 próprio lobo. Existe todo um Há alguma forma de um cria- força, a generosidade, que no apontar o dedo. De repente, Um compositor tem necessi-
anos depois estar aqui; cada sistema. O mundo inteiro é dor artístico usar a sociedade fundo é o mesmo que inspira vejo que toda a gente enten- dade de explicar o que cantou?
vez a fazer mais músicas, aprisionado pelo poder finan- como fonte de inspiração e os políticos. Mas a minha ideia deu a música da maneira que Acho que não. Isso normal-
mais letras. Tenho guardadas ceiro. Enquanto eu acordar, apagar da sua música tudo o é apenas representar aqueles eu queria. Só quero que as mente já é mau. Mas, contex-
60 ou 70. Tenho, talvez, 50 fizer mais uma canção, mais que possa ser entendido como que não têm voz. Agora ser pessoas sejam felizes. Acho tualmente, por vezes, não me
ou 60 convites para gravar. um verso e sentir uma emo- "algo com pendor político"? apolítico é quase impossível, que a música quebrou tantas importo de explicar. Se isso
Não posso responder a todos. ção, serei feliz. Mesmo que São várias as formas de se fazer na maneira que tenho de criar, barreiras que pomos a nós for para ajudar que as pessoas
Há muita gente que me liga, soubesse que o mundo iria isso. Basta ver as músicas de que tem muito a ver com a próprios mentalmente. Acho se sintam mais descansadas
porque quer gravar disco e acabar amanhã, eu iria plantar muitos compositores hoje em nossa realidade. São pequenas que nós, em Angola, às vezes nas suas consciências, porque,
acha que posso atender a uma árvore, porque a gente dia. Às vezes, é só uma frase. crónicas do nosso dia-a-dia. temos até o medo de entender. na verdade, não estou muito
todos. O que quero dizer é nunca sabe o dia de amanhã. No meu caso, a minha cons- Porque quando uma pessoa a pensar em mim. Mas músicas
que sinto que estou vivo e Normalmente, esses que ciência, enquanto ser humano, E como encara as mensagens me pergunta, por exemplo, como “Carta” ou “Makalakato”
influenciei muita gente. Mui- mandam estão muito atrás ela já é assim. Em mim, a polí- de descontentamento em o q u e q u e ro d i ze r co m a não explico. Está lá tudo dito.
tos músicos do rap, até do de nós no pensamento. tica é de consciência. É a vida. relação a determinada men- música “Carta”, digo que tu O “Baju” começou por ter uma
kuduro! Sinto-me vivo e hon- Aquilo que me inspira. O Paulo sagem que passou? não queres entender! O que reacção de espanto, quase
rado por ser quem sou. E nes- Tem algum escape para con- Flores, o próprio criador, vive Com a maior naturalidade. Há quero dizer está lá dito. “Que- mais negativa. Do tipo o que
tes 30 anos nunca pensei tornar esses bloqueios? de tudo isso. Das mágoas, da sempre alguém que não está rida mãe, espero que estejas é isso? E depois não era “Baju”,
chegar aqui com essa vida, Não penso nisso. Mesmo que forma como nos levantamos contente. Por exemplo, em bem”. Por isso, o “Baju” des- era “Revu”, até surgir o “Medru”.
com essa vontade. Em termos não passe na rádio, quando das quedas. Isso é o que me relação ao “Baju”, foi no sentido complexou um pouco as pes- A minha ideia é sempre a
físicos, acho difícil. Mas em o que tu estás a fazer tem inspira. São os mais velhos. do humor. Fazer aquilo de uma soas. Essa foi a maior força mesma. Falar de nós. O “Baju”
termos de espírito e daquilo mesmo aquele valor, como São pequenos exemplos. É a maneira leve e não de estar a que a música teve. veio na altura certa.
que quero ainda dizer, acho foi o caso do “Baju” ou do
KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO
que teria ainda mais 30 anos “Makalakato”, não precisa
pela frente e mais 17 ou 18 de passar na rádio. Lembro-
discos para fazer. me que o “Makalakato”
demorou pelo menos um ano
O casamento da sua música e meio para começar a passar PERFIL
com o actual contexto social na rádio. Mas depois passava
do país traz alguma memória em todo o lugar. E quando se ALEXANDRE DA SILVA FLORES
de um tempo já vivido, como, diz não passa na rádio, se Nasceu no Cazenga (Luanda),
por exemplo, a abordagem calhar não foi a direcção que a 2 de Julho de 1972.
feita em 1998, no disco “Perto disse para não passar. Às
do Fim”? vezes, são as nossas próprias Carreira:
Há na verdade uma luz. Essa cabeças, as nossas barreiras. Ainda muito novo foi viver para
esperança que somos nós Por isso, não me canso de Portugal, onde fez os estudos
mesmos. A nossa força. Mas falar do “Baju”, que saiu num primários. Nas férias escolares visitava
Luanda e, na companhia do pai, Carlos
acho que sempre foi assim. momento em que eu tinha Alberto “Cabé”, antigo “discotequeiro”,
Desde o “Kapuete Kamun- apoiado de alguma forma o já falecido, contemplava os encantos
danda” que me lembro ter movimento dos Revus, no da cidade, cujas histórias registou para
ouvido que iria ser proibido. sentido cívico. a memória futura, hoje transformada
Os relatos daquela altura eram em sucesso nas canções que viram
muito aquilo que me conta- retratos da vida de quem escuta e
Um lançamento de vários dis-
dança. Em 2011, venceu com o tema
vam o meu pai e a minha avó. cos, num curto espaço de “Boda” o Top dos Mais Queridos.
“Sassassa” também teve o tempo, não atrapalha a assi- Em 30 anos de carreira, num percurso
“Por que choras Piô Piô?” e milação da mensagem? iniciado em Agosto de 1988, com
uma outra música. De facto, Acho que a forma de as pes- “Kapuete Kamundanda”, obra
o “Perto do Fim”, quanto ao soas assimilarem não tem da qual se destacou o ícone “Cherry “,
tem 17 discos gravados.
impacto social, foi algo com um tempo. Eu é que tenho o Em 2004 foi nomeado Embaixador
uma dimensão enorme. Era, meu tempo. Se pudesse, lan- da Boa Vontade das Nações Unidas
na verdade, a descrição da çava um disco esse mês e Tem uma agenda repleta de
vida de muita gente. Mas eu outro a seguir, porque tenho espectáculos pela Europa,
estava a falar da minha, da aí muita coisa para dizer. Às África e América. Em 2008
do meu pai. Às vezes até tenho vezes, as pessoas demoram festejou os seus 20 anos
de carreira com o feito histórico
medo de criar, porque parece anos até entender um disco, de colocar mais de 20 mil pessoas
que o que crio acaba por acon- até entender uma música. O no Estádio dos Coqueiros.
tecer, mesmo até que não que quero é disponibilizar às Tem quatro filhos e dois netos. Músico começa no Show do Mês a série de concertos dos 30 anos de carreira
tenha acontecido. Vou come- pessoas o que estou a sentir.
çar a escrever músicas que Do “Bolo de Aniversário” para
no final eu termine a ganhar o “Kandongueiro Voador” Dias, à Banda Maravilha, ao do Brasil também é nossa. tecia. Até na harmonia, que tudo, existe um crescimento
a lotaria. Lembro-me que até passou um ano. Mas, Semba. Essa minha apren- Assim como eles pegam na no Semba às vezes muda, em termos musicais, por
os músicos na altura, a Roberta enquanto artista, é a forma dizagem toda. E também o nossa, também temos o direito antes de começares a cantar. exemplo da própria indústria,
Miranda, todos compraram que tenho de me expressar. facto de eu sentir que, na de pegar na evolução deles. Ainda estão gravadas algu- das profissões que estão sub-
esse disco pirata. Porque, na Cada vez mais a descomplexar altura, o Semba era quase É esse tipo de complexos e mas coisas e hoje já percebo jacentes à indústria da mú-
altura, vendeu muito e a gente essa ideia de que tem de ser como um tesouro guardado. de barreiras que a nossa arte o que eles, os mais velhos, sica, os agentes, os técnicos,
não tinha essa distribuição. tudo muito bem feito. Quero Depois, a minha necessidade tem de finalmente deixar estavam a dizer. os promotores de espectá-
partilhar com o meu público de experimentar a arte sem para trás. Agora, o que temos culo, os que fazem o proto-
E como reagiu ao facto de uma os meus erros, os meus pen- rede. Fazer uma música que de fazer é ensinar bem o que Isso sustenta a tese de que o colo, o som, a luz... Existe,
obra sua ter sido pirateada? samentos. Hoje em dia, os não seja o expectável e que é nosso aos criadores. Semba não se toca com pauta? de facto, um crescimento,
Com naturalidade. Prefiro discos, para mim, são rascu- também exercite o meu A nossa música pode ser uma maior profissionalização
que uma pessoa que não tem nho s do s meu s afe cto s , público. Porque aquela coisa Cruzar com Carlitos Vieira Dias tocada com pauta. O que eu dos próprios músicos. Da
como ter o meu disco por dez daquilo que me preocupa e da receita, que as pessoas e a Banda Maravilha pode ser acho é que os fazedores do forma como se encara a mú-
dólares, tenham o pirata a do que eu acho que é a nossa querem sempre, entendo. A considerado o ponto de vira- Semba teriam de saber de sica como uma profissão.
não ter. Gostava que tivés- sociedade. mim não motiva fazer sempre gem na sua carreira, quanto música e escrever a pauta. Depois, temos os problemas
semos um país, um mercado “Cherry” e “Boda”. Coisas ao firmamento no Semba? Há alguns estudos feitos, que são do país. Que são os
ou um mundo onde fosse Que Paulo Flores temos hoje, que já fiz. Hoje, sinto que dou Sem dúvida! Lembro-me que como os do Mário Rui Silva, conteúdos, a falta de acesso
mais acessível a todos ter os como músico? mais valor a todos os géneros em alguns sembas que fiz no que é pena que não sejam à educação, à informação e
trabalhos. Eu já assinei discos É um pouco de tudo. No início, e a todos os lugares por onde início, quando os kotas toca- editados cá, mas que já fazem à formação. Acho que é aí
p i rata s , e m S ã o To m é e não sabia bem o que fazer. já passei. Hoje, respeito e vam, o próprio andamento, uma abordagem muito boa que vem a maior preocupa-
Moçambique, porque as pes- Tocava tudo em lá menor. gosto mais das minhas pri- eu não conseguia entrar no ao violão, às cadências e às ção, de como fazer com que
soas têm o mesmo carinho Depois, o Eduardo (Paim) fez meiras músicas em lá menor. ritmo. O Semba tem alguns rítmicas do Semba. Essen- estejamos mais preparados
e muitas vezes não têm essa os arranjos e a produção, que Dou mais valor e me preocupo segredos que não se explicam cialmente, acho que, se tivés- para o futuro. Como fazer
possibilidade. aproximou muito do Zouk e muito mais com o Semba e ou não sei explicar. Que só semos mais teoria, cá, em chegar aos mais jovens a
aquilo que fazíamos na altura. a sua continuidade. Ao mes- consegues ir aprendendo Angola, eventualmente, con- memória da nossa história,
A crítica feita mais com pendor Foi assim que começámos a mo tempo, estou mais à von- com a prática, por ser uma seguiríamos explicar melhor. da nossa música. Dos poetas
político prejudicou alguma tocar também nas nossas fes- tade para cantar músicas de coisa que se sente. Se vires Não acho que não se possa e dos criadores. Como dar um
obra por si lançada? tas, porque, na altura, não qualquer género. É preciso a música de maneira ociden- passar para a pauta. melhor futuro a todos. No
Como digo, não espero nada. tocava mesmo música de não esquecer que muitos des- tal, para cantares o Semba, fundo, é incompatível teres
Não fico a pensar “não estão Angola, que eu me lembre. ses géneros saíram daqui. o ocidental vai dizer que está Que avaliação faz do estágio a melhor música do mundo
a passar a minha música na Da í e ss e m ovi m e nto d a Aliás, sobre os próprios discos ao contrário. Mas para nós, actual da música e cultura e um país com problemas. As
rádio, não me convidaram Kizomba, com o Ruca (Van- do André Mingas as pessoas quando o ocidental entra, angolanas? artes são de facto o reflexo do
para aquele show”. Vou con- Dúnem), com o Eduardo, diziam que era música do também achamos que está Acho que a cultura, a música país. Existe uma maior co-
tinuar a fazer as minhas músi- com todos eles. A minha apro- Brasil. Mas as pessoas não se completamente ao contrário. e as artes são sempre um brança, tanto do público como
cas e serei sempre convidado ximação ao Carlitos Vieira podem esquecer que a música Então era isso que me acon- reflexo do país. Como em dos profissionais.
6 OPINIÃO Quinta-feira
29 de Março de 2018

IMAGEM DO DIA
Rua Rainha Ginga, 12-26
Caixa Postal 1312 - Luanda
Redacção: 222 020 174
Telefone geral (PBX): 222 333 344
Fax: 222 336 073 A mobilidade dos automobilistas na rua da Samba continua a ser diariamente um problema no período da manhã , por falta de vias secundárias e terciárias alternativas
Telegramas: Proangola
E-mail: redação@jornaldeangola.com
FRANCISCO BERNARDO | EDIÇÕES NOVEMBRO

DIRECTOR:
Víctor Silva
DIRECTOR-ADJUNTO:
Caetano Júnior
DIRECTORES EXECUTIVOS:
Manuel Feio, Guilhermino Alberto

EDITOR EXECUTIVO:
Diogo Paixão
SUB-EDITOR EXECUTIVO:
Cândido Bessa

CHEFE DA REPORTAGEM:
Pereira Dinis
GRANDE REPÓRTER:
Luísa Rogério

EDITORIAS:
POLÍTICA:
Santos Vilola (editor-chefe),
Fonseca Bengui (sub-editor) e
Bernardino Manje (sub-editor)
Adelina Inácio, João Dias, César André,
Edna Dala, José Garrido e Josina de
Carvalho
OPINIÃO:
Ambrósio Clemente (editor-chefe),
Faustino Henrique (sub-editor)
SOCIEDADE:
Nhuca Júnior (editor),
Alberto Pegado (editor),
José Meireles (editor),
Rodrigues Cambala, José Bule, André
da Costa, Kilssia Ferreira, Manuela
Gomes, Augusto Cuteta e Alexa Sonhi
REGIÕES:
Sérgio Chivaca (editor-chefe),
Béu Pombal (sub-editor),
Filipe Eduardo
ECONOMIA:
Cristóvão Neto (editor-chefe),
Armando Estrela (sub-editor),
Ana Paulo, Kátia Ramos, Madalena
José, Natacha Roberto e Victorino
Joaquim
MUNDO:
Bernardino Fançony (editor-chefe),
Altino Matos (sub-editor),

DESPORTO:
Amândio Clemente (editor-chefe),
Anaximandro Magalhães (sub-editor),
António Cristóvão, Armindo Pereira,
Teresa Luís, Vivaldo Eduardo,
António de Brito e Honorato Silva
CULTURA:
António Bequengue (editor-chefe),
Adriano Melo (sub-editor),
Francisco Pedro (sub-editor),
Amilda dos Santos, Manuel Albano,
Mário Cohen e Roque Silva
GENTE E FIM-DE-SEMANA:
António Cruz (editor-chefe),
Isaquiel Cori (editor)
Edna Cauxeiro (sub-editora),
Ferraz Neto (sub-editor)

EDITORIAL
e César Esteves

EDIÇÕES ESPECIAIS:
Adalberto Ceita, André dos Anjos,
Domingos dos Santos, Edivaldo
Cristóvão, Leonel Kassana
e Yara Simão

FOTOGRAFIA:
Francisco Bernardo (editor-chefe),
CARTAS DOS LEITORES
Rogério Tuti e José Cola (editores),
Adérito Cortez, Dombele Bernardo,
Domingos Cadência, Eduardo Pedro,
João Gomes, José Soares, Maria
Augusta, Miqueias Machangongo, Mota
Ambrósio, Nuno Flash, Paulo Mulaza,
Kindala Manuel, Santos Pedro;
As instituições públicas Qualidade e segurança
Numa altura em que a tendência é a digita-
texto, precisamos de soluções para inverter
o actual quadro de expansão da cidade de
SECRETARIA DE REDACÇÃO:
Ana Inês (chefe), Job Maza Franco
lização, inclusive a governação, não há dú- forma descontrolada. Afinal, precisamos de
CORRESPONDENTES PROVINCIAIS: A construção de um Estado democrático de direito é um processo em que devem vidas de que a qualidade e a segurança dos cidades sustentáveis, facto que implica algum
Adão Diogo (Lunda Sul),
Alberto Coelho (Cabinda), participar segmentos diversos da sociedade, e, em particular, os detentores do poder dados impõem-se como um requisito vital. controlo, planeamento e reorganização ur-
Vladimir Prata (Namibe),
Sérgio V. Dias (Cuanza-Norte), político. A nossa República está baseada na dignidade da pessoa humana e faz todo o Por isso, escrevo pela primeira vez para o banística da cidade. Julgo que está na hora
Jaime Azulay (Benguela),
Jesus Silva (Lobito), sentido que quem exerce o poder pratique actos que vão ao encontro da defesa de Jornal de Angola, para questionar até que dos urbanistas, arquitectos, engenheiros
Estanislau Costa (Huíla),
João Mavinga (Zaire), valores que contribuam para a construção de uma sociedade justa . ponto caminhamos para nos certificarmos passarem a ter uma palavra a dizer sobre a
Joaquim Aguiar (Lunda-Norte),
Silvino Paulo (Uíge), Não é por acaso e é inevitável que os cidadãos tenham os olhos postos nos poderes de que os nossos dados estão a ser devidamente direcção que a cidade de Luanda está a
Lourenço Manuel (Cuando Cubango),
Luís Pedro (Cuanza-Sul), públicos, nomeadamente no poder executivo. Os cidadãos esperam sempre das autoridades protegidos pelas autoridades. Julgo que está tomar relativamente às construções.
Noé Jamba (Bengo),
Quinito Kanhamei (Cunene), que podem tomar decisões e acções que vão no sentido da satisfação das necessidades na hora das autoridades criarem um sistema ADÉRITO GUIMARÃES
Samuel António (Moxico),
Fernando Cunha (Huambo), colectivas. Com a eleição de João Lourenço para Presidente da República, entrámos num por via do qual seja possível assegurar que Ilha de Luanda
Francisco Curinhingana (Malanje)
ciclo de realização de mudanças profundas ao nível da resolução dos problemas das po- os dados pessoais estão a ser preservados.
ARTE:
Valter Vunge (editor), pulações. Os problemas dos cidadãos devem preocupar, permanentemente, os que têm Aliás, recentemente, vimos como uma das
PAGINADORES: autoridade para tomar decisões no sentido da melhoria da vida das populações. Ou seja, redes sociais mais procuradas da actualidade Gabinete de guerra
Eugenia Victor, Adilson Santos, Augusta
Lucéu, Tomás Cruz, Noé Pungue, Soares os cargos públicos têm por função servir as populações. ficou mal na fotografia, mesmo com sucessivos Sou estudante de Relações Internacionais e
Neto, Ana Dinamene, Evaristo
Sacupalica, João Augusto, Josefa Neste caso, é preciso nomear servidores públicos que reúnam requisitos, em termos pedidos de desculpa dadas pelo seu fundador. escrevo pela primeira vez para o Jornal de
Carvalho, Maria Messele, Alberto
Bumba, Inês Quingando, Margarida de experiência politica e de competência técnica a altura dos desafios dos problemas Não sei que entidade em Angola se respon- Angola. Acompanhando a cena política mun-
Zilungo, Maria da Silva, Saldanha Pedro
CARTOON E ILUSTRAÇÃO: que as populações enfrentam e não ter como base de critérios os interesses pessoais ou sabiliza para protecção dos dados, embora dial, espantei-me com a reacção que algumas
Armando Pululo, Casemiro Pedro
e Edna Mussalo de grupos que resultam em prejuízos enormes para a maioria dos angolanos. os tribunais estejam aí para dirimir eventuais nações tiveram com a nomeação do antigo
COPY DESK:
Rui Ramos, Paulo Pinha, Arlindo
Que o novo ciclo de governação se constitua numa rotura efectiva com práticas de cor- conflitos. Mas julgo que podíamos ficar bem embaixador dos Estados Unidos na ONU para
Soares, Esperança Vieira Dias, João Sá. rupção e de impunidade a que muitos se habituaram. servidos se fosse criada uma espécie de au- ser conselheiro para Segurança Nacional do
O Jornal de Angola É verdade que temos muitos problemas sociais e económicos para resolver, mas toridade, comissão ou instituto com atribuição Presidente Donald Trump. John Bolton, que
utiliza os serviços da ANGOP, AFP,
Reuters, EFE e Prensa Latina também é certo que o nosso país tem instituições estáveis e que estão empenhadas em específica de lidar com questões que envolvam foi representante de George W. Bush na ONU
levar o país à consolidação do Estado democrático de Direito. a protegcção dos dados digitais. é tido em muitos círculos como uma figura
PUBLICIDADE:
(+244) 926 406 929 Os angolanos continuam a confiar nas instituições do país, não tendo a mudança de Pre- MARCO SILVA bastante controversa, da direita à extrema-
(+244) 923 402 700 sidente da República perturbado a governação, estando o partido que ganhou as últimas Calemba esquerda. Com a entrada de John Bolton na
e-mail:
publicidade@jornaldeangola.com eleições gerais com maioria qualificada consciente das suas responsabilidades e preparado Casa Branca como conselheiro do Presidente,
para levar à prática as politicas que possam proporcionar uma vida melhor aos angolanos. depois da demissão do general McMaster,
Angola é hoje um país estável em que os seus governantes estão apostados em fazer Cidade de Luanda muitos chegaram a apelidar o gabinete de
com que os cidadãos confiem nas instituições do Estado. Os problemas dentro das ins- Há pessoas, com voz autorizada, além da Trump como uma "equipa de guerra". Mas
tituições do Estado estão identificados e as autoridades estão hoje mais determinadas idade, que podem falar sobre determinadas é estranho que a Fox News, o canal de televisão
em resolvê-los. Há servidores públicos que têm sido nomeados para mudar situações coisas. Neste caso, falo do engenheiro Manuel da direita americana, tenha avançado pouco
que eram lesivas dos interesses dos cidadãos. Resende de Oliveira, ministro do Urbanismo, tempo depois de Trump ter feito a nomeação,
PROPRIEDADE Temos de ter nas instituições do Estado angolanos patriotas e honestos, para que Obras Públicas e Habitação, no primeiro que John Bolton tem sido mal interpretado.
Edições Novembro, E.P.
possamos resolver rapidamente muitos dos nossos problemas. Há no país e no estrangeiro Governo de Angola independente. Depois Em todo o caso, vamos esperar que conselhos
angolanos com idoneidade moral e competência técnica e profissional para contribuirem da entrevista que o mesmo concedeu ao John Bolton vai proporcionar ao Presidente
SEDE:
Rua Rainha Ginga, 12-26
na edificação de um país próspero. Jornal de Angola, fiquei mais esclarecido Trump, numa altura em que as makas co-
Caixa Postal 1312 - Luanda
Redacão: 222 020 174
Que as autoridades que têm de tomar decisões não hesitem em colocar em cargos sobre alguns aspectos, embora tenha igual- meçam a aquecer no Médio e Extremo Oriente,
Telefone geral (PBX): 222 333 344
Fax: 222 336 073
públicos aqueles angolanos que possam assegurar uma boa gestão dos negócios do mente ficado com muitas interrogações. O com países como o Irão e a Coreia do Norte
Telegramas: Proangola Estado, para benefício da colectividade. engenheiro tinha defendido que Luanda é na mira dos holofotes. Um "opinion maker"
Daqui a alguns dias vamos comemorar o Dia da Paz e da Reconciliação Nacional e po- hoje um acidente arquitectónico quando se escreveu um artigo, que saiu num dos jornais
demos nos orgulhar de termos um país que é visto no mundo como um bom exemplo de olha para estruturas de obras a todos os norte-americanos, a dizer que a nomeação
CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Víctor Silva (presidente)
estabilidade política, com as instituições a funcionar com normalidade, nos termos da níveis. Na verdade, como munícipe de Luanda de John Bolton era má notícia para Irão. Em
ADMINISTRADORES EXECUTIVOS Constituição e da lei, e num cenário de diversidade de projectos políticos e ideológicos. eu gostaria mais de ouvir sobre as soluções todo o caso e como valem mais as acções do
Caetano Pedro da Conceição Júnior
José Alberto Domingos Ao fim e ao cabo, todos os angolanos, apesar das suas diferenças políticas, ideológicas e sobre a possibilidade, se houver alguma, que as palavras ou interpretações, esperemos
Carlos Alberto da Costa Faro Molares D’Abril
Mateus Francisco João dos Santos Júnior ou religiosas, devem participar na consolidação do nosso Estado democrático de direito, para se reverter o actual quadro. Que a para ver o que vai acontecer.
ADMINISTRADORES NÃO EXECUTIVOS
Olímpio de Sousa e Silva
tendo sempre em conta que as instituições públicas devem servir apenas os interesses cidade tem muitos problemas, disso sabemos JAIME VILAR
Catarina Vieira Dias da Cunha colectivos e da Nação. todos e, além de prestarmos atenção ao con- Prenda
OPINIÃO Quinta-feira
29 de Março de 2018 7
IMPRESSÕES DIGITAIS ESTÓRIAS
DE ONTEM E HOJE
Adebayo Vunge Luciano Rocha
CITAÇÕES

Impostos, o “preço da civilização” “Os prestadores de


Luanda precisa de amor
Fazemos parte de uma sociedade onde ainda
não existe uma cultura sólida de pagamento
fiscal reinante e dominante”. Ainda assim, valerá
a pena ponderar. As firmas que cobram imposto
serviços reclamam
tanto, porque leva
tempo. Mas, se não
e de quem a trate bem
de impostos, aliás, apenas nos últimos anos o de consumo aos seus clientes, em nome do Es-
tema entrou para o léxico popular e passou a tado, retêm este valor e não o entregam ao levar esse tempo,
dominar as conversas, com a institucionalização Estado, é aceitável vê-los a exigirem publica- vamos pagar às As duas nasceram lindas, quando não se sabe, nem elas
da Reforma Tributária em 2011. Mais grave, mente perdão fiscal? cegas e isso é um alguma vez o disseram - há segredos, principalmente de fa-
existe visivelmente uma forte resistência ao pa- Os problematizantes chegam mesmo em perigo. Não mília, que não se revelam - que cresceram separadas até
gamento de impostos e amontoam-se argumen- tom humorístico a afirmar “Andam a brincar que estranhos as fizeram siamesas à força.
tos e barricadas contra os mesmos. de malucos e ainda vão falir o Estado de uma
podemos alimentar Ambas perceberam que eram vítimas. Da ignorância?
O que é mais curioso, no nosso seio, é o facto forma irremediável”. fraudes. Temos de Do egoísmo? Talvez das duas coisas. O resultado é o mesmo.
de, a seguir, sermos nós mesmos que exigimos É verdade que devemos analisar a questão de cortar o mal pela Solidárias, não viraram as costas uma à outra. Pelo contrário,
tudo ao Estado, esquecendo-nos de que a prin- modo objectivo, mas é importante que o sistema raiz e a única deram-se as mão artificiais, prometeram fraternidade mútua,
cipal fonte de receitas são (ou deveriam ser) os fiscal garanta justiça oferecendo igualdade a forma que temos de eventuais vinganças. E continuaram bonitas, de uma beleza
impostos e taxas. todos os contribuintes. Este é um factor importante natural, sem artifícios.
Queremos um melhor sistema de educação, para que se promova a cidadania fiscal. Ao mesmo
cortar é analisar os Assim continuaram, quando as esventraram com lâminas
com mais escolas e melhores professores? Que- tempo, os resultados da governação, ou seja, da processos com de aço, lhes levaram bocados, acorrentaram filhos, que
remos um sistema de saúde que garanta o bem- utilização racional e zelosa do erário público são rigor e vagar” transportaram para muito longe, em porões imundos. Para
estar colectivo seja na prevenção seja no combate a melhor fórmula de promoção da educação Vera Daves terras estranhas de não mais voltar. Os que não pereceram
às doenças. Queremos mais in- fiscal, na medida em que os gover- Secretária de Estado para as nas viagens. Como irmãs e mães, padeceram juntas na con-
Finanças e Tesouro
vestimentos públicos em infra- nados consigam confirmar a ben- gregação de dores, raivas e lágrimas. Que se confundiam
estruturas fundamentais para
o desenvolvimento económico Outra questão quista execução da sua contribuição
em termos de políticas públicas. “É bom informar a
tantas vezes com o sussurrar das ondas da baía, a fúria das
calembas da contra-costa, as raivas das kiandas. Desespe-
como estradas, sistema de sa- que me parece Será inútil entrarmos para o mé- população que rançaram na chegada de notícias trazidas por bons ventos
neamento, pontes, caminhos- rito de quem deve assumir a inicia- bons. Que já não sentiam. Mesmo quando lhes diziam que
de-ferro e outras? Queremos relevante é a tiva. Não valerá de nada engajar-
essas entidades
estão também eles continuavam a soprar e até já tinham chegado a outros
maior segurança pública, com
uma polícia que esteja o serviço
carga fiscal mo-nos na história do ovo e da ga-
linha. Será que o Estado deve fazer preocupadas com
portos sofrimento.
As duas, apesar das agruras da vida, continuavam lin-
do cidadão, com uma actuação angolana que primeiro para cobrar a seguir ou os a educação díssimas. Apesar das rugas de sofrimento nos rostos, dos
exemplar e rigorosa, mas apoia-
da em meios tecnológicos que tem vindo a cidadãos pagar antes e cobrar de-
pois. O que é relevante, no actual
jurídica e com a
prevenção de
sulcos de lágrimas secas, olhos cansados de ver tanta mal-
dade, ingratidão. Que ainda conseguiam ter esboços de
suportem uma actuação à al- levantar algum estágio de desenvolvimento, é a
crimes e isso pode sorrisos francos. Quando ambas, na curiosidade feminina,
tura dos novos tempos, asse- urgência de aumentarmos a receita ouviam, nas noites fraternas sem luar, sussurros de amores
gurando a inviolabilidade das debate e vozes tributária. E não bastará uma re- funcionar como clandestinos saídos de becos e quintais de aduela ou folhas
nossas fronteiras e da nossa
propriedade privada?
no sentido de formulação sistémica, como está
previsto com a introdução do IVA.
exemplo” de palmeira.
Os anos passavam e com eles o aumento do sofrimento
Todos temos noção de que redução das É fundamental mudarmos as men-
João Melo
Ministro da Comunicação Social
das siamesas forçadas. Muitos dos seus filhos continuavam
isso será apenas possível me-
diante o aumento da arrecada- taxas, talidades e percebermos que a
força do Estado reside na sua ca-
no final do encontro sobre
informação relativa ao combate
a amá-las, com o amor que as mães merecem. O que lhes
valeu a prisão, desterro, exílio, separação da família, de
ção de impostos, mais do que principalmente pacidade de arrecadar – obviamen- à corrupção tudo o que amavam. Muitos outros pegaram em armas na
isso, o alargamento da base tri- te que não a qualquer preço ou as- defesa do que lhes restava, a honra, o direito mandarem no
butária, democratizando tam- em sede dos fixiando a actividade económica, “Ao retomarmos que lhes pertencia. As siamesas à força rezaram por eles.
bém aqui os impostos, evitando
as perigosas isenções ou a con-
impostos sobre pois, assim, também, estaríamos
a reduzir a arrecadação. as acções de
Aos deuses da terra, mares, rios, lagoas, profundezas do
globo. Até aos que lhe tinham sido impostos. Por isso,
cessão de benefícios especiais o rendimento, Outra questão que me parece combate à fizeram promessas às Senho-
aos que exercem o seu lobby
mais relevante é a carga fiscal angolana pobreza, devemos ras do Cabo, Carmo, da Muxi-
junto do Estado e assim conse-
guem lucros astronómicos ge- especificamente
que tem vindo a levantar algum de-
bate e vozes no sentido de redução
corrigir os erros do As cidades ma. Como Benjamim, do Vi-
riato, também a Santa Efigénia.
passado e
rando graves desigualdades.
o Industrial. das taxas, principalmente em sede
direccionar precisam de Porventura, recorreram, igual-
Ouço com muita preocupa- dos impostos sobre o rendimento, mente, à Zefa do Sete.
ção, sobretudo entre empresá- mais especificamente o industrial. melhor as nossas quem as ame Na hora do anúncio da che-
rios, um discurso anti-impostos
ou se quisermos anti-AGT, en-
Quero acreditar que a alteração em
vista para a introdução do Imposto
intervenções a de forma gada da liberdade, regozija-
ram-se, cumpriram promessas
favor dos
quanto instituição pública que se ocupa da arre- sobre o Rendimento de Pessoas Colectivas pre- angolanos que desinteressada que somente elas sabem quais
cadação tributária entre nós. Antes, gostaria de
reconhecer o enorme esforço do nosso empre-
serve a taxa actual (?) havendo aqui a vantajosa
simplificação com a eliminação, por exemplo, mais necessitam para serem são. Combinadas em noites
sem luar, vestidas de cacimbo.
sariado para conseguir sobreviver num ambiente do IAC. Ora, defendem vários economistas como de apoio do bem tratadas. Sem ninguém nas ruas, quanto
de negócios como o nosso com gritante burocracia, Paul Krugman e Pikety que a desregulação e a Estado” mais becos ou quintais de
ausência de infra-estruturas básicas como siste- redução de impostos a que se assistiu em de-
Lúcio do Amaral
Luanda não é aduelas e palmeiras, nem si-
mas de distribuição de água e energia, para além
de outras ineficiências como o sistema judicial.
terminados países não foi proporcionalmente
benéfica. As corporações aumentaram os seus Secretário de Estado
excepção. lêncios cortados pelos sussur-
ros de amores clandestinos.
O que entretanto não é um bom sinal para a proveitos, não houve mais investimentos e a da Acção Social Esperemos que Mas, não tiveram tempo de ir
classe empresarial é quando esta tem dificul-
dades em entregar ao fisco, por exemplo, o
receita pública entrou em queda.
O importante é que tenhamos noção clara
a criação do ao baile de qualquer Sô Ja-
nuário, como fez Benjamim.
valor devido a título do imposto de consumo e de que todos devemos pagar. Ainda que pouco, “ A requalificação poder As novas guerras encheram-
ainda deixam, ora subliminarmente, ora de mas todos. E digo bem, evitando-se as isenções, lhes as vidas de novos filhos.
modo expresso, a necessidade de beneficiarem para que possamos exigir do mesmo modo
da Tourada, do autárquico lhe Que agasalharam. Também
Cine Nacional e do
de novo perdão fiscal. Como diz um economista
da nossa urbe, os empresários ao exigirem um
ao Estado e não fomentando por essa via qual-
quer modalidade de descriminação (positiva Teatro Avenida vai dê o carinho e o aceitaram hábitos novos que
lhes descaracterizaram ainda
novo perdão fiscal “confirmam a falta de cultura ou negativa). agregar valor à respeito que mais o dia-a-dia. Porque lhes
KINDALA MANUEL| EDIÇÕES NOVEMBRO cultura nacional”
Comunicado
merece cortarem árvores, taparem ca-
minhos com ximbecos de pa-
do Ministério da Cultura
pelão, plásticos, tábuas encon-
tradas no lixo, encherem o ar
de línguas, cheiros, cores, pa-
ladares diferentes.
“Devemos tentar Quando as novas guerras acabaram, as siamesas à
garantir uma força estavam mais velhas desgastadas, sofridas. Pior,
política entre o desprezadas por quem tinha e tem a obrigação de zelar
Reino Unido e por elas, compensá-las das agruras. Continuaram, por
um lado, a agredi-las, a querer trajá-las com “pronto a
África que ainda vestir”, sapatos de salto e perucas. Por outro, sem lhes
seja próxima da dar banho, sarar-lhes as feridas, devolver-lhes árvores,
europeia, baseada jardins, sobras, dignidade.
em valores e Luanda, a cidade, e a Ilha do Cabo, que ignorância e
interesses comuns” egoísmo transformaram numa só, merecem mais respeito.
Esperemos que com a criação das autarquias isso se verifique.
Koen Vervaeke Para isso é necessária a eleição de pessoas que a amem e
Responsável pelo Fundo de
Desenvolvimento Europeu a conheçam de verdade.
8 ÁFRICA Quinta-feira
29 de Março de 2018

NO PODER HÁ 35 ANOS AUTÁRQUICAS EM MOÇAMBIQUE


Breves DR

Presidente Biya espreita SEGUNDA VOLTA


DAS ELEIÇÕES
NA SERRA LEOA

concorrer a novo mandato A segunda volta das


eleições presidenciais da
Serra Leoa vão acontecer
no próximo dia 31,
Paul Biya, no poder há 35 anos, mas é alvo de críticas por anunciou a Comissão
Eleitoral Nacional. “Devido
estar mais tempo no estrangeiro e distante do seu gabinete aos atrasos logísticos
provocados pelo recurso
pendente, a votação não se
Victor Carvalho cionais conseguiu impor uma antigo piloto e actual homem realizou na terça-feira
lei que acaba com a limitação de negócios, Joshua Osih, que como previsto”, indicou
de mandatos presidenciais. tem apenas 49 anos de idade. a Comissão Eleitoral
Com eleições previstas para No reverso da medalha Nacional que convocou
Outubro deste ano, a popu- está a sistemática incapaci- Constantes ausências os cerca de 3,1 milhões
lação dos Camarões aguarda dade de promover um cri- A apresentação desta can- de eleitores para votarem Preparação das autárquicas sob suspeita em Moçambique
para saber se o actual Pre- terioso combate à corrupção. didatura constitui um enorme no dia 31. Na corrida estão
sidente, Paul Biya, se aven- Pelo meio está a tal tendência desafio para o Presidente Samura Kamara, ligado ao
tura a um novo mandato
uma vez que já está no poder
há 35 anos.
para acompanhar ao longe
os assuntos da governação.
Biya, que já não tem muito
tempo para decidir se avan-
çará para um novo mandato.
Presidente cessante, Ernest
Bai Koroma, e o antigo
general Julius Maada Bio,
Renamo acusa Frelimo
No essencial a sua gover-
nação não está envolta em
grandes polémicas. Uma das
O povo camaronês
aguarda com grande
Segundo dados revelados
pelo jornal “Cameron Tri-
bune”, em 2017 o Presidente
apoiado pela oposição,
os dois candidatos mais
votados na primeira volta e
de fraude antecipada
críticas que lhe é feita deriva expectativa um Biya esteve 60 dias fora do que, para o segundo turno, O principal partido de opo- pessoas que saíram do dis-
do facto de ao longo destes pronunciamento país, em diferentes “visitas realizaram uma campanha sição em Moçambique, a trito de Montepuez, na pro-
35 anos ter estado muito mais oficial do Chefe de de Estado”. “tensa”. A primeira volta Renamo, acusou ontem a víncia de Cabo Delgado,
tempo fora do país e em casa Estado Paul Biya O mesmo jornal refere das eleições realizou-se Frelimo e os órgãos eleitorais norte do país, para se ins-
do que no seu gabinete de a confirmar ainda que quatro meses em no dia 7 e o candidato da de protagonizarem uma creverem em municípios da
trabalho. Outra, é que apesar se o mesmo é cada ano, entre 2006 e 2009, principal força da oposição, fraude antecipada, através província de Nampula, tam-
das promessas está a falhar candidato a sua Paul Biya esteve alojado no o Partido Popular da Serra da inscrição de eleitores sem bém no norte.
no combate à corrupção. própria sucessão Hotel Intercontinental de Leoa (SLPP), Julius Maada direito a voto nas eleições Dentro da província da
Talvez por isso os cama- Genebra com todas as des- Bio, obteve 43,3 por cento autárquicas de Outubro. Zambézia, continuou, há
roneses tenham ficado sur- pesas a serem cobertas pelos dos votos, ficando à frente Em conferência de im- situações de pessoas deslo-
preendidos quando a sema- Um problema dos Cama- cofres do estado. do escolhido pelo APC, prensa realizada em Maputo, cadas de áreas fora da juris-
na passada tiveram conhe- rões tem sido o de se adaptar Quando está no país, ainda Samura Kamara, que o mandatário nacional da dição autárquica para se
cimento de que o Presiden- aos tempos actuais, onde os de acordo com o “Cameron conseguiu 42,7. Renamo, André Majibire, de- recensearem em áreas que
te, ao fim de dois anos, se pre- canais de televisão por satélite Tribune”, Paul Biya tem um nunciou uma alegada movi- vão acolher as eleições mu-
para para estar presente nu- e a internet captam a atenção comportamento “discreto”, SANTOS PEDRO
mentação de funcionários nicipais. O mandatário na-
ma próxima reunião do seu de todos, e deixa perceber o passando a maior parte do públicos para se inscreverem cional da Renamo acusou
governo. Perante esta ines- atraso em que o país se encon- tempo na sua residência dei- em vilas e cidades onde irão ainda líderes comunitários
perada notícia, logo se espe- tra a nível das novas tecno- xando os assuntos do Estado decorrer as eleições autár- afectos à Frelimo de estarem
culou que poderá ser nessa logias de informação. entregues ao primeiro-minis- quicas. “Há casos de cidadãos a “arrancar” cartões de elei-
reunião, ainda sem data mar- Com 60 por cento da po- tro, Philemon Yang. que estão a ser coagidos pelo tores para colocarem nomes
cada, que Paul Biya esclare- pulação com menos de 25 Parece, aliás, ser opinião partido no poder, estão a ser de cidadãos sem direito a
cerá se irá, ou não, apresentar anos, o que equivale a dizer generalizada no país que é o obrigados a irem recensear- voto na província de Tete,
a sua candidatura para mais que ainda não tinha nascido primeiro-ministro que coor- se dentro do raio autárquico”, centro de Moçambique.
um mandato. quando Paul Biya chegou dena o dia a dia do governo, declarou André Majibire. O “Achamos nós que é uma
Chegado ao poder em 1982 ao poder, é natural que se enquanto o Presidente se mandatário nacional da Re- manobra que consubstancia
e tendo actualmente 85 anos avolumem as reivindicações limita a conceder audiências namo disse que o partido tem fraude antecipada”, declarou
de idade, Paul Biya é já uma e se questione a capacidade privadas a diferentes per- conhecimento de casos de André Majibire.
figura com a qual os cama- que o Presidente ainda tem sonalidades, no Palácio Pre-
roneses se revêm, faça ele o para estar à altura dos desa- sidencial ou na sua própria
que fizer e mesmo que não fios, os actuais e os que se residência.
faça nada. Um dos méritos avizinham. Na última reunião minis- MESMO DEPOIS DO BREXIT
de Paul Biya foi o de ter con- A principal força da opo- terial em que participou, em
seguido vencer uma grave sição, a Frente Social Demo- 2015, Paul Biya anunciou
crise económica e de implan-
tar um sistema multiparti-
dário político que se revelou
crática, está a tentar captar a
simpatia desta nova geração
de camaroneses, tendo já
uma remodelação ministe-
rial. Uma outra remodelação
foi feita no princípio deste
SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE
VAI ACOLHER EXERCÍCIOS
Reino Unido mantém
eficaz, com a governação
entregue a um só partido.
Contra as opiniões interna-
anunciado que nas eleições
presidenciais de Outubro vai
apoiar a candidatura de um
mês, mas Paul Biya não neces-
sitou de qualquer reunião
para a concretizar.
MILITARES CONJUNTOS
São Tomé e Príncipe vai ser
cenário em Setembro do
parceria com África
DR exercício militar conjunto O Reino Unido está prepa- Koen Vervaeke falava num
da Comunidade dos Países rado para manter a sua par- seminário no Instituto Real
de Língua Portuguesa ceria com o continente afri- de Relações Internacionais
(CPLP), Felino 2018. cano, mesmo depois de sair intitulado “Redefinir a Par-
Para planear o Felino 2018, da União Europeia, e para ceria: o relacionamento
militares dos países da manter as suas contribuições União Europeia-África para
CPLP estão reunidos na para o Fundo de Desenvol- além do Acordo de Parceria
capital são-tomense numa vimento Europeu. de Cotonu”.
conferência de quatro dias. Este Fundo de Desenvol- O actual Acordo de Par-
Este exercício militar vimento Europeu tem sido ceria entre o grupo África,
conjunto realiza-se em fundamental para financiar Caraíbas e Pacífico e a União
duas fases, sendo uma na alguns programas de coo- Europeia foi assinado em 23
carta (não inclui unidades peração que a União Europeia de Junho de 2000 em Coto-
militares no terreno) tem implantado no conti- nou, no Benim e é válido por
e outra com forças nente africano.. um período de vinte anos,
no terreno. O Fundo recebeu 30,5 mil expirando em Fevereiro de
Trata-se do 18º exercício milhões de euros para o pe- 2020. O responsável europeu
militar da CPLP, cuja ríodo 2014-20, tendo o Reino reconheceu que a saída bri-
preparação está a decorrer Unido contribuído com quase tânica da União Europeia
na capital são-tomense 15 por cento. terá impacto nas questões
com a participação das “Estamos a olhar para a africanas e que o acordo pós-
delegações de Angola, inscrição orçamental do Cotonu “não será o mesmo”
Brasil, Guiné-Equatorial, Fundo de Desenvolvimento sem o Reino Unido.
Portugal e Timor-Leste. Europeu e queremos manter “O Reino Unido tem sido
É a segunda vez que S. opções abertas em relação a um parceiro muito importante
Tomé e Príncipe acolhe países terceiros. Por isso, na política europeia para com
este exercício. A primeira esperamos que o Reino Unido África. Devemos tentar garan-
ocorreu em 2007. Angola continue a contribuir para o tir uma política entre o Reino
recebe em 2019 a próxima esforço europeu na sua coo- Unido e África que ainda seja
edição, desta vez peração com África”, afirmou próxima da europeia, basea-
com o desdobramento o responsável europeu pela da em valores e interesses
Chefe de Estado camaronês Paul Biya deve confirmar a sua participação nas próximas eleições das forças no terreno. gestão do referido fundo. comuns”, salientou.
MUNDO Quinta-feira
29 de Março de 2018 9
SEGURANÇA MOSCOVO ADIA RETALIAÇÃO
COREIA “ABRE-SE” AO MUNDO
União apresenta
plano de acção
DR
Putin mantém abertura
para mobilidade
operacional para diálogo com Trump
A Comissão Europeia apre- A Turquia descarta aplicar medidas contra a Rússia com base
sentou ontem um Plano de em alegações no caso de envenenamento do ex-espião russo
Acção para melhorar a mobi-
lidade militar na União Euro- DR
peia (UE) e para além das
suas fronteiras, que visa
aumentar a eficácia na pre- Líder coreano concerta agenda com Xi Jinping
venção de crises e mobili-
zação de missões.
O Plano de Acção iden-
tifica um conjunto de medi-
das operacionais para enfren-
Kim Jong-un faz
tar os obstáculos físicos, pro-
cessuais e regulamentares
que entravam a mobilidade
a primeira visita
militar, e representa um novo O líder norte-coreano, Kim Jong-un, trocou
passo no objectivo da Comis- impressões com o Chefe de Estado chinês, Xi
são Europeia de criar uma Jinping, sobre os últimos desenvolvimentos dos
verdadeira União da Defesa contactos directos com Seul e a preparação de
até 2025. um possível encontro com o Presidente dos
DR Estados Unidos, Donald Trump.
A agência oficial norte-coreana KCNA con-
firmou ontem a deslocação à China e referiu
que o Presidente Xi Jinping aceitou o convite
do líder norte-coreano para visitar Pyongyang,
“num momento apropriado”.
“O convite foi aceite com prazer”, acrescenta
o texto. O Presidente chinês, Xi Jinping, que
ascendeu ao poder em 2013, tornou-se o primeiro
líder da República Popular da China a visitar a
Coreia do Sul, antes de ir à Coreia do Norte.
Os dois países, que combateram lado a lado na
Guerra da Coreia (1950-53), continuam, no entanto,
a ser aliados ideológicos e com interesses comuns
no nordeste da Ásia - nomeadamente a retirada Presidente russo, Vladimir Putin, prepara a retaliação mas prioriza o caminho da diplomacia
das tropas norte-americanas da região.
O líder da Coreia do Norte, que nunca tinha
Responsável pela diplomacia saído do país em visitas oficiais de Estado, abordou
pede mais cooperação militar temas como a desnuclearização da península A Rússia mantém a abertura sidente Recep Tayyip Erdogan, compromissos com a FIFA e
coreana, algo que Kim Jong-un parece estar disposto para um encontro entre Vla- segundo a imprensa turca. garantir a segurança dos bri-
“Ao facilitar a mobilidade a fazer, caso haja um acordo com os Estados Unidos, dimir Putin e Donald Trump, “Não pretendemos tomar tânicos no Mundial de futebol
militar na UE, podemos ser algo que deve acontecer quando se encontrar com abordado pelos dois Presi- medidas semelhantes apenas de 2018. “Claramente, a res-
mais eficazes na prevenção o Presidente Donald Trump, em Maio. dentes numa conversa tele- porque alguns países tomaram ponsabilidade está nas au-
de crises, mais eficientes na fónica na semana passada, medidas com base numa ale- toridades russas para que
mobilização de missões e mais confirmou ontem o porta-voz gação”, disse Erdogan, em honrem o seu contrato com
rápidos a reagir quando surgem do Kremlin, Dmitri Peskov. declarações divulgadas ontem a FIFA na sua totalidade e
desafios. Este será mais um “Isso depende da parte pelos diários Hurriyet e Yeni que assegurem aos adeptos
passo no aprofundamento da POLÓNIA norte-americana, mas a parte Safak. Turquia, que possui o escoceses e de todo o Reino
nossa cooperação ao nível da DR russa mantém abertura a uma segundo exército da NATO em Unido para que tenham um
UE, inclusivamente no âmbito cimeira Rússia-EUA”, disse número de efectivos, tem torneio seguro e agradável”,
da Cooperação Estruturada Peskov aos jornalistas, dois estado relativamente silenciosa disse o ministro.
Permanente que lançámos dias depois de os Estados Uni- em relação ao caso do ex- Boris Johnson falava na
recentemente, e da cooperação dos terem anunciado a expul- espião russo Serguei Skripal, Câmara dos Comuns, em res-
com os nossos parceiros, a são de 60 diplomatas russos envenenado juntamente com posta a uma pergunta colocada
começar pela NATO”, referiu em resposta ao envenena- a filha Yulia, com um gás neu- pelo deputado Alan Brown,
a chefe da diplomacia europeia, mento do ex-espião russo Ser- rotóxico, a 4 deste mês em do partido nacionalista escocês,
Federica Mogherini. guei Skripal no Reino Unido. Salisbury, no sul de Inglaterra. em relação à segurança dos
O plano estipula que o “"Putin está disposto a cidadãos britânicos no Mundial
Serviço Europeu para a Acção desenvolver relações mutua- 2018, que vai ser disputado
Externa (SEAE) e o Estado- mente benéficas e de confiança Porta-voz do na Rússia, entre 14 de Junho
Maior da UE irão definir os com todos os países, incluindo Kremlin reiterou e 15 de Julho.
requisitos militares, reflec- Exército coloca baterias em pontos estratégicos na fronteira com os Estados Unidos”, que Moscovo Nas últimas semanas as
tindo as necessidades da UE garantiu Peskov. vai responder relações entre Londres e Mos-
e dos seus Estados-Membros, O porta-voz do Kremlin covo deterioram-se, com a
incluindo as infra-estruturas
necessárias para a mobili-
dade militar, sendo o Con-
Sistemas anti-mísseis reiterou que Moscovo “vai
responder, atempadamente
e em conformidade com os
atempadamente e
em conformidade
com os interesses
expulsão de 23 diplomatas dos
dois países e no seguimento
do caso de envenenamento
selho Europeu convidado a
analisar e validar estes requi-
sitos até meados de 2018.
reforçam a segurança interesses da Rússia, à acção
concertada de quase 30 países
de expulsar diplomatas russos
da Rússia à acção
concertada dos
países europeus e
do ex-espião russo Sergei Skri-
pal e da sua filha, encontrados
inconscientes em Salisbury.
dos Estados Unidos
Até 2019, a Comissão irá O ministro da Defesa da Poló- de 4.750 milhões de dólares, em solidariedade com Lon- Em 14 de Março, Londres
também identificar as partes nia, Mariusz Blaszczak, assi- abaixo do valor de 10,5 mil dres”, que acusa a Rússia do anunciou a expulsão de diplo-
da rede transeuropeia de nou ontem um contrato de milhões inicialmente pre- envenenamento de Skripal. O Ministério dos Negócios matas russos do território bri-
transportes que são adequa- aquisição do sistema de mís- visto, segundo a agência de Os Estados Unidos, cerca Estrangeiros turco condenou tânico e o congelamento das
das para o transporte militar, seis Patriot por 4.750 milhões notícias espanhola Efe. de vinte outros países - entre o ataque sem mencionar a relações bilaterais, ao que
incluindo a modernização de dólares, o maior contrato “Sabemos por experiência os quais 17 da União Europeia Rússia. Erdogan tem boas rela- Moscovo respondeu expul-
necessária das infra-estru- militar da história do país. própria que a segurança não (UE) - e também a NATO deci- ções com o Presidente russo, sando também 23 diplomatas
turas existentes, para elaborar, “Com esta compra entra- tem preço”, disse o ministro diram desde segunda-feira a Vladimir Putin, sendo este britânicos e suspendendo a
posteriormente, uma lista mos no clube de Estado com da Defesa, classificando as expulsão, no conjunto, de mais esperado na Turquia no início actividade do British Council
prioritária de projectos. o sistema de defesa antiaérea condições oferecidas de muito de uma centena de diplomatas de Abril para uma cimeira na Rússia.
A Comissão examinará mais avançado do mundo, o vantajosas para a Polónia. russos dos seus territórios, em sobre a Síria, dossier em relação No Reino Unido existe,
ainda as opções possíveis, que constitui um grande passo O embaixador dos Estados apoio ao Reino Unido. ao qual Ancara e Moscovo neste momento, uma grande
tendo em vista a racionali- em frente para as Forças Ar- Unidos em Varsóvia, Paul reforçaram a sua cooperação preocupação com a segurança
zação e simplificação das madas polacas”, disse o Pre- W. Jones, assinou o contrato Turquia nos últimos meses. dos adeptos britânicos que se
formalidades aduaneiras sidente da Polónia, Andrzej representando os Estados A Turquia não vai tomar medi- vão deslocar ao Mundial, de-
para as operações militares, Duda, que testemunhou a Unidos, e afirmou que com das contra a Rússia, a quem Receios com a segurança vido ao tratamento dado aos
e avaliará a necessidade de assinatura do contrato jun- esta operação Washington o Reino Unido atribui o enve- O ministro dos Negócios diplomatas russos tanto em
harmonizar as regras res- tamente com o primeiro- confirma a sua solidariedade nenamento no seu território Estrangeiros britânico, Boris Londres, como em vários paí-
peitantes ao transporte de ministro, Mateusz Morawiecki. e o seu compromisso com de um ex-espião, com base Johnson, disse ontem que a ses europeus, que, também,
mercadorias perigosas. A operação teve um custo parceiros da NATO. numa alegação, referiu o Pre- Rússia deve honrar os seus preferiram agir contra a Rússia.
10 ECONOMIA Quinta-feira
29 de Março de 2018

IMPERATIVOS DA ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DAS INSTITUIÇÕES SUPERIORES DE CONTROLO

Formados devem assegurar


gestão eficiente das finanças
A formação que decorreu entre Setembro de 2016 e Maio de 2017 e teve a participação de auditores do Tribunal
de Contas, deputados e técnicos do Ministério das Finanças e da Inspecção-Geral da Administração do Estado

Os mais de 60 formados no DIMAS DIODO

primeiro curso de pós-gra-


duação em Finanças Públicas
são tidos como uma mais-
valia técnica para uma ges-
tão eficiente dos recursos
públicos angolanos, afirmou
na terça-feira, em Luanda, o
ministro das Finanças, Archer
Mangueira.
A formação que decorreu
entre Setembro de 2016 e
Maio de 2017, com oito mó-
dulos sobre Finanças Públi-
cas e Economia, teve a parti-
cipação de auditores do Tri-
bunal de Contas, deputados,
técnicos do Ministério das
Finanças e da Inspecção-
Geral da Administração do
Estado (IGAE).
Abordado pela Angop,
Archer Mangueira disse, no
final da cerimónia de entrega
de certificados, que espera
dos formados uma boa apli-
cação desses conhecimentos
na vida profissional com maior
rigor e abnegação.
O curso permitiu difundir
conhecimentos sobre Finan-
ças Públicas e Economia,
Gestão Financeira, Sistema
de Contabilidade e Prestação
de Contas, Ética e Deonto- Dinâmica da gestão financeira pública é assente em métodos cada vez mais evoluídos e corresponde a imperativos das instituições superiores de controlo
logia Profissional do Auditor,
entre outros temas inerentes
à gestão financeira pública. dos auditores do TC na fis- O juiz conselheiro pre- imperativos da Organização vista a dar seguimento à for- da Administração do Estado,
calização da gestão financeira sidente do Tribunal de Con- Internacional das Institui- mação em curso de pós-gra- Sebastião Gunza, o coor-
pública e dos deputados da tas referiu que a dinâmica ções Superiores de Controlo duação e mestrado em Finan- denador residente do Sis-
Julião António comissão de Economia e da gestão financeira pública, (INTOSAI). ças Públicas. tema das Nações Unidas em
explicou que a Finanças da Assembleia Na- assente em métodos cada Na ocasião foi assinado A cerimónia contou com Angola, Paolo Balladelli,
formação foi cional, além de outros quadros vez mais evoluídos, corres- um protocolo entre o Tri- a presença do vice-procu- deputados e representantes
concebida importantes para o Ministério ponde igualmente à neces- bunal de Contas e o Instituto rador Geral da República, do ministério público, entre
para atender das Finanças e da IGAE. sidade de corresponder aos Universitário de Lisboa, com Mota Liz, o inspector-geral outras individualidades.
as necessidades
dos auditores do
Tribunal de Contas
na fiscalização da
gestão financeira Sexta Região Tributária quer sistema dinâmico de pagamento de impostos
pública
Vinte e cinco profissionais liberais dos profissionais liberais, tendo sido O director da Sexta Região Tribu- várias iniciativas que a AGT tem estado
A formação é resultado da província do Cunene participaram dado maior realce à entrega da “Decla- tária, António Gourgel, disse na ocasião a criar a nível do país. A Sexta Região
de um concurso público na sede da Sexta Região Tributária, em ração Modelo 1” do IRT, Imposto sobre que a Administração Geral Tributária Tributária já implementa no seu espaço
internacional e do financia- Ondjiva, num encontro de sensibilização o Rendimento do Trabalho por conta (AGT) é o organismo do Estado res- de gestão actividades que vão ao
mento da União Europeia, e e esclarecimento sobre as obrigações própria. O prazo da entrega e paga- ponsável por propor e executar as encontro das necessidades e os cons-
foi ministrado pelo Instituto fiscais dos contribuintes. mento desse imposto vai até sábado, políticas de pagamento de impostos, trangimentos dos contribuintes.
Universitário de Lisboa (IUL), Os profissionais foram elucidados 31 de Março. bem como garantir o asseguramento Para o chefe do Departamento
em parceria com o Tribunal sobre a forma correcta de preenchi- Outro assunto enfatizado nos encon- do seu cumprimento no país. dos Serviços Fiscais, João Jorge Ber-
de Contas de Portugal e com mento, procedimento a adoptar diante tros foi a actualização do cadastro, de António Gourgel explicou, por nardo, a iniciativa pretende munir
a colaboração de alguns pro- de uma retenção do imposto, bem forma a facilitar o enquadramento, outro lado, que foi no âmbito da os contribuintes de informações,
fessores angolanos. como sobre penalidades e prerrogativas uma vez que os profissionais liberais transparência da justiça e da neces- conhecimentos e técnicas para evitar
concedidas pelo Código de Imposto têm uma tributação específica. Os pre- sidade de conferir maior dignidade situações que atrapalhem o cumpri-
Tribunal de Contas sobre o Rendimento do Trabalho. sentes foram aconselhados a cumprir ao contribuinte e na intenção de pro- mento das tarefas.
Ao discursar na sessão de A reunião teve duas sessões, sendo com as obrigações tributárias dentro por um atendimento diferenciado, Por sua vez, o presidente da Câ-
encerramento do curso, o a primeira para advogados e a segunda dos prazos estabelecidos e, em caso que a AGT está a implementar a ini- mara de Empresários no Cunene,
juiz conselheiro presidente para despachantes oficiais, contabilistas de dúvidas, contactarem a repartição ciativa “Top Contribuinte”, que visa Francisco Buleth, louvou a iniciativa,
do Tribunal de Contas (TC), e outros profissionais liberais. Um dos fiscal para informações adicionais. estreitar, cada vez mais, as relações já que a classe empresarial está, mais
Julião António, afirmou que encontros foi orientado pelo chefe da entre as partes. uma vez, esclarecida sobre os seus
a criação de uma instituição Repartição Fiscal de Ondjiva, Joaquim Repartições Fiscais O director regional esclareceu que direitos e deveres.
forte, capaz de desempenhar Fernando, e o outro pelo chefe do Uma maior aproximação dos contri- a iniciativa “Top Contribuinte” surge Francisco Buleth aconselhou os
as suas funções, passa pela Departamento dos Serviços Fiscais, buintes às repartições fiscais dominou no âmbito da potenciação da arre- seus colegas a observarem, com rigor,
qualificação dos seus fun- João Jorge Bernardo, tendo igualmente há dias, também em Ondjiva, a sede cadação de receitas, com o objectivo os conhecimentos apreendidos e
cionários, através da forma- participado nas sessões o chefe do provincial do Cunene, um encontro de melhor informar os contribuintes apelou ao cumprimento dos prazos
ção técnica. Departamento Técnico Tributário, dos responsáveis dos serviços regionais sobre as suas obrigações, uma vez estabelecidos no pagamento de
Julião António explicou Osvaldo Michinge. tributários com os empresários locais, que a missão da AGT não consiste impostos.
que a formação foi concebida Os presentes assistiram a uma apre- que visou esclarecer as modalidades apenas em cobrar impostos. Adelaide Mualimusis
para atender as necessidades sentação sobre as principais obrigações e forma de pagamento de impostos. O “Top Contribuinte” é uma das e Albino Hitotonanye | Ondjiva
ECONOMIA Quinta-feira
29 de Março de 2018 11
ATÉ 2025 CÂMARA DE NEGÓCIOS ANGOLA-ESPANHA
PAULO MULAZA | EDIÇÕES NOVEMBRO
CONSTRUÇÃO DA CADEIA DE VALORES DO PAÍS
Cabo Verde
quer apenas
energias Angola produz a olhar
renováveis
O Governo de Cabo Verde
quer ser o primeiro país do
para o livre comércio
mundo a produzir toda a Serviços de Assistência Técnica de Apoio Institucional
electricidade com base em Espanhóis já trabalham em algumas áreas prioritárias do país
energias renováveis, através ao Ministério do Comércio trabalham há dois anos e
de um programa que lançou
em 2010.
Segundo o serviço de in-
Instituição estimula realizam actividades de reforço da capacidade nacional

formação CLBrief (China Lu-


sophone Brief) o Governo ca-
bo-verdiano estabeleceu a
meta de 2020-2025 para que
relações comerciais
O aprofundamento das rela- da cultura e dos valores de
Um total de doze milhões de euros é o
valor disponibilizado pela União Europeia
para se desenvolver a cadeia de valores
do sector produtivo angolano, para que
lidade do serviço e um melhor produto
ao cliente final, além de criar vantagem
competitiva no mercado interno e externo.
Amadeu Nunes explicou que o país tem
50 por cento da energia pro- ções comerciais entre Angola cada um dos povos. em cinco ou dez anos o país tenha pro- uma vantagem nos sectores agrícolas e
duzida no arquipélago seja e a Espanha, visando a cria- O presidente da CNAE dutos para introduzir na Zona de Livre industrial, para diversificar a economia.
ou eólica ou solar. ção de condições propícias disse aos empresários espa- Comércio Continental. A chefe da equipa da ACOM, Diane
Ao mesmo tempo, o Go- à convivência empresarial, nhóis que Angola é a porta Para a materialização do projecto em Biet, disse que o estudo apresenta uns
verno está a diligenciar para para permitir o crescimento de acesso para um mercado Angola, os Serviços de Assistência Téc- exemplos de sucessos para obter um
que até 2020 toda a população sustentável das empresas de regional na SADC (Comu- nica de Apoio Institucional ao Ministério bom desempenho nos investimentos
do arquipélago tenha acesso ambos os países, é uma das nidade de Desenvolvimento do Comércio (ACOM) estão a trabalhar da cadeia de valor no continente africano.
à electricidade, que até 2030 prioridades da Câmara de da África Austral) de cerca há dois anos e realizam já actividades Diane Biet disse que além dos estudos
o consumo de electricidade Negócios Angola-Espanha de 318 milhões de habitantes, de reforço das capacidades nacionais, já feitos nos sectores das pescas, madei-
diminua 20 por cento e que (CNAE), revelou na terça- potenciais consumidores e através da formação, disse à Angop o ras, rochas e granitos, a ACOM prevê,
toda a população substitua o feira, em Luanda, o presi- cerca de 1,216 biliões de habi- gestor de projectos da União Europeia para o próximo ano, fazer estudos no
uso de carvão para cozinhar, dente da instituição, Nelson tantes de toda a África, tido em Angola. sector da Agricultura, que precisa de
DR Dias dos Santos. já como um “filão” que vale Paulo Leitão, que falava à margem apoio em termos de logística e de desen-
Ao intervir na cerimónia a pena explorar. Aos empre- do seminário sobre “Cadeias de Valor”, volver a rede comercial.
de tomada de posse dos sários angolanos disse que afirmou que a ACOM realizou estudos
membros da direcção da a Espanha é também a porta nos mercados vizinhos, como os da
Câmara de Negócios Angola- de acesso para um mercado República Democrática do Congo (RDC), O projecto é uma das
Espanha, Nelson Dias dos de cerca de 493 milhões de Zâmbia e Namíbia, e em Angola foram prioridades do Governo
Santos sublinhou que a ins- habitantes da União Europeia feitos estudos nos sectores com um angolano e tem muitos
tituição vai trabalhar com e de 741,4 milhões de habi- potencial de exportação a curto prazo, desafios pela frente, como o
as entidades governamentais, tantes em toda a Europa. das pescas, madeira, mariscos e rochas reforço da capacidade
para auxiliar o Estado na O embaixador da Espanha ornamentais. institucional das empresas e
identificação das melhores no pais, Manuel Hernández, Paulo Leitão afirmou que o projecto, dos serviços públicos e, entre
oportunidades de negócios. reiterou o apoio do seu país ao ser uma das prioridades do Governo outros desafios, a melhoria do
Para tal, acrescentou, serão ao processo de diversificação angolano, tem muitos desafios pela sector dos transportes e das
criadas as melhores estra- económica, por ser o futuro frente, como o reforço da capacidade infra-estruturas
tégias para a materialização de Angola. “É um grande institucional das empresas e dos serviços
das pretensões dos homens mundo de oportunidades que públicos e, entre outros desafios, a
de negócios das duas nações, se vai abrir em Angola para melhoria do sector dos transportes e A cadeia de valores consiste na trans-
Arquipélago quer converter a de preferência em parcerias as empresas obterem novas das infra-estruturas. formação de um produto primário, atra-
energia térmica do oceano viáveis e sustentáveis, para oportunidades económicas O trabalho técnico feito pela ACOM vés da agregação de diversas fases de
uma melhor absorção da que o país está a oferecer ao já fornece alguma base para se avançar transformação tornando-o num produto
experiência e conhecimento, mundo”, sublinhou. com a implementação da cadeia de final. A título de exemplo Angola tem
usado por mais de 30 por valor. Para já, os documentos feitos em mármore. Ao invés de ser comercializado
cento das residências, por Angola e países vizinhos servem de em bruto, faz-se a transformação para
combustíveis. referência para os decisores do sector a fabricação de azulejos, entre outros
Cabo Verde criou a Cabeó- ADEQUAÇÃO AO CONTEXTO MACROECONÓMICO governamental e privado, para que se derivados, e faz-se a exportação deste
lica, que tem como parceiros dinamize o tecido produtivo nacional produto, ou seja, consiste na comer-
a Africa Finance Corporation, e torná-lo competitivo. cialização do produto final, ao invés da
a Electra, o Fundo Finlandês
de Cooperação Industrial e
a InfraCo, para desenvolver
Legislação sobre seguro O secretário de Estado do Comércio,
Amadeu Nunes, ao falar no acto da aber-
tura do seminário sobre “Cadeias de
venda apenas da matéria-prima bruta.
O seminário sobre “Cadeias de Valo-
res” converge com a necessidade do
projectos renováveis de ener-
gia. Hoje, a sua capacidade
de produzir 25,5 megawatts
e fundos é actualizada Valor”, afirmou que o modelo de estru-
turação das actividades desenvolvidas
pelas empresas e instituições públicas
Executivo e, em particular, do Ministério
do Comércio de congregar as forças
vivas, quer públicas quer privadas, com
está distribuída por 30 tur- A legislação vigente sobre e actualizar todo o quadro angolanas visa garantir a máxima qua- o objectivo de desenvolver este sector.
binas de parques eólicos em seguros e fundos de pensões legal do sector em causa.
JOSÉ SOARES | EDIÇÕES NOVEMBRO
Santiago (11), Sal (9), São começa a ser revista, para ade- O grupo de trabalho é
Vicente (7) e Boavista (3) que quar ao actual período de de- coordenado pelo presidente
custaram 90 milhões de senvolvimento da economia do Conselho de Administra-
dólares o que não é suficiente e do sistema financeiro. ção da Agência Angolana de
para responder às necessi- Um despacho executivo Regulação e Supervisão de
dades do país que são da do ministro das Finanças, Seguros (ARSEG). A comis-
ordem dos 150 megawatts. publicado em Diário da Repú- são, integrada por técnicos
Actualmente, o consumo blica a 23 de Março, dá conta de direcções do Ministério
de electricidade per capita que “há toda a necessidade das Finanças, tem o prazo
em Cabo Verde é de 727 kWh7 de se melhorar os princípios de 270 dias para proceder à
por ano, o que representa e práticas internacionais pre- revisão de todo o pacote legis-
pouco ao nível internacional, conizados pelos mais varia- lativo dos seguros e fundo de
mas bom quando compa- dos organismos”. pensões. Entre outras atri-
rado com a maior parte dos O documento mostra que buições, o grupo de trabalho
países africanos. Angola precisa de cumprir deve propor a regulação dos
No sentido de desenvolver os princípios e práticas da diplomas legais, a criação de
ainda mais as energias reno- Associação Internacional de novos e analisar e propor as
váveis, em Setembro de 2017 Fundos de Pensões (IAIS), demais revisões que se afi-
a empresa alemã SINN Power da Organização Internacional guram necessárias.
assinou um contrato com as de Fundos de Pensões (IOPS) O sector dos seguros agrega
autoridades marítimas e por- e do Comité de Seguros, Valo- uma Associação de Segura-
tuárias da ilha de São Vicente, res Mobiliários e Instituições doras de Angola (ASAN) e
para instalar um sistema de Financeiras não bancárias tem como presidente Manuel
produção de energia a partir da África Austral (CISNA). Gonçalves, da ENSA Seguros.
das ondas, enquanto o Governo Archer Mangueira deter- As associadas da ASAN são
do arquipélago está a avaliar mina que, “com vista à con- a Mundial Seguros, AAA,
a possibilidade de converter tínua modernização e reforço ENSA, GA, Garantia, Global
a energia térmica do oceano, da solidez, estabilidade e Seguros, Nossa Seguros e
usando as diferenças de tem- competitividade do sector”, Universal Seguros, apesar de
peratura entre as várias pro- se crie um grupo de trabalho, no país existirem 26 empresas Seminário converge com a necessidade do Executivo de congregar as forças vivas
fundidades oceânicas. com o objectivo de analisar do ramo.
12 Quinta-feira
29 de Março de 2018

PUBLICIDADE

REPÚBLICA DE ANGOLA
Ministério da Agricultura e Florestas – Instituto de Desenvolvimento Agrário
PROJECTO DE DESENVOLVIMENTO DE AGRICULTURA FAMILIAR E COMERCIALIZAÇÃO (SADCP)
Crédito IBRD LN 8626 - AO

Solicitação de Manifestação de Interesse


País: Angola interesse são: i) 10 anos de experiência comprovada na prestação de serviços
Nome do Projecto: Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e de irrigação; ii) experiência na implementação de projectos em áreas com condi-
Comercialização (SADCP). ções similares da África Sub-sahariana, e iii) familiaridade com projectos finan-
ciados por Bancos Multilaterais de Desenvolvimento. As manifestações de
Descrição do Contrato: Assistência técnica para implementação da compo- interesse não deverão ter mais do que 30 páginas.
nente de irrigação.
N.º do Contrato: AO-ADI-48267-CS-QCBS Chama-se a atenção dos consultores interessados para o parágrafo 1.9. das Di-
rectrizes para a Selecção e Contratação de Consultores pelos Mutuários do
O Governo de Angola, através do Ministério da Agricultura/Instituto de Desenvol- Banco Mundial (Guidelines: Selection and Employment of Consultants by
vimento Agrário recebeu um Financiamento do Banco Mundial para desenvolver World Bank Borrowers), Edição de Janeiro de 2011 revistas em Julho de 2014,
um Projecto de Desenvolvimento da Agricultura Familiar e Comercialização concernente à política do Banco Mundial sobre os Conflitos de Interesse.
(SADCP), e pretende aplicar parte deste crédito em pagamentos elegíveis para
a contratação de consultores que irão prover assistência técnica na implemen- Os concorrentes poderão formar associações ou consórcios com outras empre-
tação da componente de irrigação do projecto. sas ou subcontratação com o objectivo de melhorar as suas qualificações.

Os serviços de consultoria, com três anos de duração, incluem a provisão de ser- Os concorrentes serão seleccionados pelo método QCBS (Quality and Cost
viços de apoio à Unidade de Implementação do Projecto a nível central e provin- Based Selection)-Selecção Baseada na Qualidade e no Preço, especificado nas
cial na implementação da componente de irrigação, que inclui concepção, Directrizes acima mencionadas.
implementação e supervisão de cerca de 30 pequenos sistemas de irrigação nas
províncias do Bié, Malanje e Huambo cobrindo cerca de 1000 Ha beneficiando Informações adicionais poderão ser obtidas no endereço supracitado, das 08h00
2.000 agricultores (média de ½ Ha cada). Os serviços de consultoria terão a du- às 15h30, de segunda a sexta-feira.
ração de 36 meses.
As manifestações de interesse deverão ser entregues por escrito no endereço
Assim sendo, o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA), através da sua Uni- abaixo (pessoalmente, por correio ou e-mail) até ao dia 24 de Abril de 2018.
dade de Implementação do Projecto SADCP, convida empresas elegíveis, a ma-
nifestarem interesse em providenciar os Serviços. Consultores interessados Unidade de Implementação do Projecto MOSAPII (SADCP)
devem fornecer evidências de possuírem as qualificações e experiência relevan- Rua Amílcar Cabral nº 45, porta 45, Mutamba-Luanda, Tel.93696432; 992905270.
tes para a realização da tarefa. Os critérios de avaliação das manifestações de endereço de e-mail: mosap2.procurement@gmail.com
(5231)

CONCURSO PÚBLICO PARA EMPRESAS

A Cabinda Gulf Oil Company, Ltd (CABGOC), subsidiária da Chevron, figura entre
as principais empresas petrolíferas de Angola, e vem por este meio anunciar um
concurso público para o fornecimento do seguinte material:
Concurso Público Número: RFBA-021-SS-2018
A Contratada deverá ministrar formação e fornecer os materiais necessários a
todos os funcionários da CABGOC identificados com necessidades de desenvol-
vimento. A formação deverá incluir, entre outros, os cursos descritos abaixo:

Curso Intensivo de Língua Inglesa


Curso de Língua Inglesa a tempo parcial (part-time)
Escrita Comercial
Língua Portuguesa para Expatriados
Formação em informática: todos os pacotes da Microsoft, incluindo Word, Access,
Excel e PowerPoint.
A Contratada deverá ministrar formação em todos os níveis de proficiência da Lín-
gua Inglesa em Luanda, Cabinda e Malongo aos funcionários angolanos da CAB-
GOC. A Contratada deverá também ministrar aulas de informática nos locais acima
ELEVADA EXPERÊNCIA NA IMPORTAÇÃO DE GADO mencionados sempre que necessário.
VIVO PROVENIENTE DA ÁFRICA DO SUL E NAMÍBIA As empresas qualificadas que estejam interessadas em ser consideradas para o
concurso acima descrito poderão acessar a página www.chevroninangola.com,
SE PRETENDE AUMENTAR E MELHORAR O SEU na secção de Fornecedores, Concurso Público; preencher o formulário informativo
EFECTIVO PECUÁRIO, FALE CONNOSCO do fornecedor e remeter para o endereço electrónico concurso@chevron.com
no prazo definido na página da internet.

Cabinda Gulf Oil Company, Limited


Edifício da Chevron – Chicala
+244 921 800 452 Nova Marginal
ntricampo.pecuaria@gmail.cm Caixa Postal 2950 Luanda,
(5159) República de Angola
(100.718)
Quinta-feira
29 de Março de 2018 13
PUBLICIDADE

(100.217)
14 Quinta-feira
29 de Março de 2018

C L A S S I F I C A D O S
Atendimento Mais informações
Rua Rainha Ginga, 18/24 - Luanda telefones: 926 406 929 / 925 134 301
de Segunda a Sexta-feira, das 8h00 às 18h00, 912 206 159 / 923 409 613
Sábados , Domingos e Feriados, das 9h00 às 14h00 IMOBILIÁRIO VIATURAS DIVERSOS e-mail: publicidade@jornaldeangola.com

INDÚSTRIA Gráfica equi- TOYOTA Hilux Aut, agaso- VESTIDOS de noiva 2018, MATEMÁTICA, Física, Química EXECUTAMOS estudos de
pada, C/ máquinas de última lina,LD-25-38, Akz 9.500.000, com acessórios, fatos, convites e Inglês, aulas ao domicílio viabilidade, relatórios e con-
geração, no Patriota. Telefs.: i 10, 12 manual AC, 2.000.000, e brindes. Telef: 917300410, para alunos com dificuldades. tas, acompanhamento de
IMOBILIÁRIO 912513166, 923461890(5215) 931496666, 917858520(5118) 923304541. Sr.ª Liuba(5134) Telefone: 934456227 (4299) empresas. Telef: 935582209
(5174)
CASA com quintal 4 suites, NISSAN Urvan 2.ª mão por
furo de água geradores e ar- APARTAMENTO, T3 c/suites, 3.800.000,00 negociável. Tls: WORKSHOP Liderança na
mudança, dia 7 de Abril 2018,
VENDE-SE mazém e restaurantes todo
equipado a funcionar, Qui-
340 m2, climatizado, prédio
novo, estacionamento, Vila
923945297, 917843512(5124) SERPENTINA, gelado em
balde, serra-ossos, churras- na Centralidade do Kilamba.
lenges-Huíla. Tlf: 923217707. Alice.Telefone: 923963958 ou KIA Cerato 2015, acidentado, queira a gás, banho-maria 915297791, 932699522(5162)
2 CASAS T6, quintal, (30X30), (5232) 912890082. (5020) Akz 2.000.000, discutíveis. Te- para buffet, mesa Inox. Te-
outra T3 (360m2), água e luz, PROGRAMA: Planilha P/ ela-
lefs: 923341096, 946144630. lefs: 922799624, 917747359.
prontas a morar, Camama. HOTEL C/ 25 suites, restau- VIVENDA 4 quartos suites, MÁQUINAS de gelo escama, borar Estudo de Viabilidade
(5145) (5272)
Tlfs: 914819680, 922339747 rante, ginásio e estaciona- cozinha equipada, 3 quintais, liquidificador 20, 40L, Cx. de Económico-Finaceira. Telfs:
DESINFESTAÇÃO S/cheiro,
(5230) mento, na Ingombota. Tlfs: cerca eléctrica e portão eléc- 10 mil palitos/picolé, amas- 937730796, 990632850(5188)
FORTUNER diesel, novo, 7 lu- CAMPAS em granito e már- anti-alérgico, não precisa
912513166, 923461890(5216) trico. Telefs: 912554197, sadeira 130L, divisória 36
gares, estofos em pele, auto- more, montagem, gravação sair de casa ou desarrumar, ELABORAMOS Plano de negó-
VIVENDAS T3 e T5, Zango 0, 936759151. (5131) furos, novos. Tls: 936196882,
semi-acabadas, C/ tanque de mático, full extras. Contacto: de cabeceiras e fotos. Casa 100% eficaz. Telf: 938133343 cio, Estudo de Viabilidade, Ges-
APARTAMENTOS T1, T2 e T3 917747359 (5272c)
água e fossa. Tlfs: 922011744 no centro, Talatona, N. Vida, 927823491 (5140) dos Granitos. Contactos tlf: (100.213) tão de Projectos. Contacto tlf:
LOJAS de 90m², 360.000 Akz, 921662309, 990591646 (3589)
ou 941273300. (3811) C/ escritura pública . Telefs.: e de 27m², 108.000 Akz. Telfs: 937730796 (5189)
912513166, 923461890(5213) HYUNDAI Santa-Fé, Hyundai SALÃO de festas com parque
947035911, 992674762(5172) Tucson, Toyota Fortuner, Kia QUIOSQUES, vitrinas e má- privado, em Viana. Contac-
CASA T3, C/ anexo T4, Con- ELABORAMOS estudos de
domínio BCI. Contactos telfs: CASA C/água, luz, Rocha Optima, Suzuki Jimny e Ford quinas produtoras de gela- tos Telefónicos: 912507629, viabilidade de projectos de
APARTAMENTO T6, Rua da Expedition. Telfs: 942550088, dos. Telef: 935202851 (4474) 924214441. (4720)
923710117, 997570499(4495) Pinto, próximo ao Hotel Jin- Chevron, C/ gerador, eleva- investimentos, qualidade a
dungo, Akz 19.000.000, ne- 934286056 (5205) baixo preço. Tlfs: 926854462
dor e tanque de água. Telefs:
ARMAZÉM dentro de um gociável. Telefs: 941460456, DÁ-SE EXPLICAÇÕES de Ma- 991854462. (5163)
941460456, 915331584(5221)
mercado novo no Zango 3, 915331584. (5222) IX35, Nissan Urvan 14 luga- PERFUMARIA venda a grosso temática para universitários.
por Akz 2.700.000,00. Contac- res, Akz 4.400.000, Kia Spor- e retalho 5.000Kz a 13.500Kz, 912507629, 924214441(4719)
APARTAMENTOS T1, T2 e T3,
tos: 934352003, 923598166
ou 923505479. (4696)
VIVENDA T4+3, suites, R/C e
1º andar, anexo, lavandaria,
C/ ou S/ mobília no centro,
Talatona, Nova Vida e Centra-
tage Akz 5.600.000. i20, Jimny,
Kia Picanto. Contactos telef.:
Black, Kabul, Gold, entregas.
Telef: 948360117 (5127) ARQUITECTOS Profissionais COMPRA-SE
escrit., área P/ gerador, na In- lidades. Telefs.: 912513166, 923623162. (5228) fazemos plantas e projectos ar-
CASAS inacabadas, à beira gombota, 330.000.000 Akz. 923461890 (5212) TERRENO 30X20, no Kifica. quitectónicos, incluindo ima- OURO de todo o tipo. Nova
da estrada principal, Zango 0 Telefone: 925687640 (5241c) MERCEDES Benz classe C e MÁQUINAde gelado, picolé, al- Telefone: 923610673 (4961) gens em 3D. Tlfs: 933888000, Vida, Maianga, e Kilamba.
a 12.000.000 Akz. Telefones: classe E, todos extras 2017. godão doce, fritadeira, chapa 912888000. (4887) 931753003, 931753005(3434)
GUEST-HOUSE C/ 10 suites,
995230630, 927745684(4925) VIVENDA T6 suites, R/C e 1º mobilada, restaurante e pis- Tlf: 923548736 ou 923337502 hambúrguer, fiambreira, tosta-
andar, cave e piscina, quintal, cina, próximo a LAC. Telefs.: (5223) deira. Contactos telefónicos: CONSTRUÇÃO de casas de
APARTAMENTO T3, no Nova
Vida, 1º andar, 1ª fase, a bom
Morro Bento, 430.000.000.00
Akz, negociável. Contacto tlf:
912513166, 923461890(5214)
VOLVO FL 6,8T, caixa frigorí-
936196882, 917747359 (5272a) alta e baixa renda, arquitec-
tura, caixilharia, estrutura e
PRECISA-SE
preço. Telefones: 912311463, 925687640 (5241) APARTAMENTO T3+1 suite, fica Carrier, impecável por INSTALAÇÕES para loja, em- cobertura.Telefs: 923575855,
927402854. (5034) apenas 4.500.000Akz. Telefs: presa ou banco, no José 997575855 (4903) GOVERNANTA interna, com
6º andar, C/ elevador, no Ki-
VIVENDA T6 suites, R/C e 1º 927332650, 996571864(5245) Pirão, bem localizadas. Tele- urgência,cozinheira C/ expe-
lamba, 90.000 Akz, negociá-
APARTAMENTO T1, na Sa- andar, C/ anexo, escrit., la- fone: 935202851. (4473) MOINHO de fuba de bombó riência, residente nos arredo-
vel. Telef: 925687640 (5241a)
grada Família, 3º andar, a vandaria, churrasqueira, no VOLVO FH 12, Cisterna de e milho, diesel, C/ ignição e res de Belas. Tlf: 923301059.
bom preço. Contactos Telefó- Futungo, à beira mar. Tele- manivela,25sacos/hora, (5144)
ESPAÇO Multiuso 600m2, Alum de 22 mil litros 380 ca-
nicos: 912311463, 927402854 fone: 925687640 (5241d) 20X30 com escritório T1 e 3 valos, 5.500.000 Akz. Telefs: novo. Telefones: 936196882,
(5033) 922799624 (5272d) PEDREIRO e ajudante, paga-
WC, no coração da Samba, 927332650,996571864(5244)
CASAS C/ suites inacabadas mento diário ou mensal. Te-
200.000.00 Akz. mês. Tele-
QUINTAL C/ anexos 24X15 no e acabadas, Akz 3.000.000 a TELHA Lusa Portuguesa pro- lefone: 998248507 (5155)
fone: 927332650. (5245) HILUX 3.500.000 Akz, discu-
Morro Bento água e luz, Akz 15.000.000, no Zango 0, 1, 2, moção 480 Akz aplicação de
3 e Kicuxi. Telf: 948933887 tíveis, cor branca e Hyundai DESINFESTAÇÃO geral, lim- PARCEIRO IDÓNEO p/ pro-
15.000.000,00 Contacto Tele- VIVENDA 2 pisos, quintal P/2 telhado, isolamento de ter-
(5257) 2.800.000 Akz, discutíveis. raço remodelação. Telefone: peza, fazemos todo o tipo, jecto de desenvolvimento mi-
fónico: 921704444. (5037) carros, anexos, gerador, Rua Telefone: 924332589 (5242) PERFUMARIA J.R.J: 5.000 a 914535431. (5182) qualidade máxima. Telefone: neiro. Contactos telefónicos:
do Lobito. Telefs: 923509138, 15.000 Akz, marcas Nith Oud 923825075. (4805)
APARTAMENTO duplex, Mar- 923723592 (5219)
992867032 (5264) TOYOTA Dina, 2º modelo, Árabe e M7 La Francesa. Tele-
ginal de Luanda, T5, 2 suites,
parqueamento, 450.000.000.
ARRENDA-SE QUARTOS mobilados, WC,
motor avariado, 500.000,00 fone: 929950180 (5241b) MÉDICOS de Clínica Geral, Pe-
914024942, 936220459(5132) Akz. Telefones.: 923648663, diatria e Ginecologia/Obste-
APARTAMENTO T3, no pré- arrumação, diário 8.000,00, 993648663 (5254) TENDAS de campanha para trícia. Contactos: 926912828,
dio do Zango, com excelen- Akz. mensal 100.000 Akz. Te- praia, Lonas c/sombras , mule-
APARTAMENTO, T3+1, Rua 222324680 (5234)
tes condições Contactos telf.: lefone: 923724212. (5263) tas canadianas. Telefones
Rainha Ginga C/ escritura.
914618806, 923504002(5066) 923594553, 925300037(4449)
ALUGA-SE 923506176, 921031207(4601) CRECHE na Centralidade do
Kilamba precisa de um direc-
VIVENDAS e apartamentos ARMAZÉM de 10X30m2 no Ki- COLCHÕES Kamaflex-cama, PERFUMES a grosso e a re- tor(a) pedagógico(a). e-mail:
no Maculusso, Maianga e naxixi. Telf. 923345385(4677) ELINVETE rent-a-car, aluguer estrados, bases, berços, al- talho, marcas Icon e Brow QUER vender, comprar ou r.h.creche@hotmail.com
Vila-Alice. Telef.: 927557932, de viaturas, intermédios, carri- mofadas, lençóis e tapetes. Orchird, 6.000 a 12.000 Akz. construir casa? A Societeps (5295)
ESCRITÓRIOS, loja e resi-
917949519 (5129)
dência, junto ao INE, Rua 20, VIATURAS nhas, jeeps, executivo e casa-
mentos.Telefones: 949583136
Telef: 938910826. (4842) Telefone: 929979400 (4838b) Imóveis: Contactos Telefóni-
cos: 926662211, 931547777.
B.º Mártires de Kifangondo.
VIVENDA e apartamentos na
Vila Alice, Maianga, Macu- 923524464, 990524464(4671)
ou 917901649. (4879) TERRENO 23X9m2, no Futungo
II, a 100 metros da estrada. Tlfs:
CARTEIRAS escolares, Pólos,
Tshirts, batas, uniformes a
(4808)
OFERECE-SE
lusso, Cassenda, Alvalade, B. 923506267, 931561151 (5004) preços de fábrica. Telefone. SALÃO de festas, AC, mesas e
Azul e Miramar. Telefones.
927041400, 917384571(5208)
RESIDENCIAL, 24 suites café,
salão de festas equipado,
VENDE-SE PRECISA-SE 927823491 (5139 ) cadeiras, cozinha, Park. Pro- GELATEIRA com muita expe-
riência na produção de gela-
jecto Nova Vida. Contacto Te-
Benfica, Kifica. Telefones: TERRENO Malanje de 60 hec- lefónico: 992065858. (5027) dos italianos procura emprego.
941461474, 916797209(4705) MOTO Kawasaky, 1.100cc tares, a 14 Km da cidade,
VIVENDAS de luxo na Co- CAIXA de velocidade, auto- Telefone: 922777018. (5012)
Ninya, excelente estado, C/nascente de água, legali-
rimba, Morro Bento, Tala- mática, volvo modelo XC- 90, SALÃO de festas com AC,
tona, Nova Vida e Benfica. MORADIA T3, Condomínio 10.000 Km. Contacto Telefó- zado. Telef: 925302314(5229) ASSISTENTE de Recursos
nico: 923345385. (4676) ano fabrico 2003. Telefones: mesas e cadeiras de vidro,
Telefone: 926662211. (5183) Conchas de Talatona, 199m2, 922057476, 912915440(5258) cozinha, B. Camama I, no as- Humanos, formada em Lis-
mobilada, gerador e piscina VITRINES de conservação, falto. Contactos Telefónicos: boa, procura emprego. Tele-
VIVENDA T3, no Camama, comum. Telef: 939800905 TRACTOR agrícola, potência máquina de gelo, café e ge- fone: 948063291. (5015)
170 cavalos, reparado a novo, 927705670, 913443434
junto ao condomínio Peli- (4918) rador de 20 KVA. Telefone: (5025)
excelente estado. Contacto COMPUTADORES Sony Vaio
cano, por 16.000.000 Kzs, a Flip semi-novos, com proces- 923606098. (5240) ENGENHEIRO de petróleo, li-
negociar. Telef. 928837744 MORADIA T3, Condomínio Telefónico: 923345385(4678) cenciado, com muita expe-
sador Inter Core i7, 1.6GH a ATENÇÃO Grossistas! Vende-
(5153) Brisas de Talatona, 152m2, CÂMERAS de vídeo vigilân- riência, procura emprego.
150.000,00 negociável. Con- mos roupas a grosso prove-
VIVENDA T3, no Bairro Azul,
gerador, piscina comum. Te-
lefone: 939800905. (4919)
FORTUNER, Elantra, Santa-
Fé, Grand i10 e ix35. Contac- DIVERSOS tacto: 923352980. (300.018)
cia, venda e montagem a
bom preço. Contacto telefs:
nientes dos E.U.A. Contactos Telefone: 912226393. (5014)
tos telefónicos: 922427475, telef.: 932730335, 927206328
Rua Comandante Dack Doy, 937682823, 916893574(5235) LICENCIADA em Artes Gráfi-
MORADIA T3, Condomínio 944569516. (5050) TERRENO grande oportuni- ou 923597447. (4770)
sem intermediários. Telefs.: cas em Lisboa procura em-
Flores de Talatona, 160m2, dade 200X175, legalizado Viana, TERRENO 90X98 vedado na prego. Telf: 994266074(5013)
923628282, 912516861(5133)
gerador e piscina comum. Te- HYUNDAI ix35, cor cinza, caixa
manual, 33.000 Km, a bom
VENDE-SE próprio. Contactos: 926152649
ou 923546197. (5022)
Via Expressa, Vila Flor, defronte
GPS-CODIFICAÇÃO de chave,
comandos de viaturas e alar-
CASAS T3, Viana, Ginga lefone: 939800905 (4917) à Somague. Contacto Tele- ASSISTENTE Administrativa
preço. Telefone: 991326794 ou fónico: 912242898 (5295) mes. Contactos Telefónicos: com experiência procura em-
Shopping, Condomínio pro-
APARTAMENTO T3, nos Co- 997299209. (4940) 922427475, 944569516.(5049) prego. Tlf: 944159836 (5016)
moção, Akz 25.000.000,00 e
3.500.000, Pagtº. em presta- queiros, mobilado, 820.000
TOYOTA Rav4, 1º modelo, SOFTWARE promoção Gestão
ções. Telefones. 993248507,
946830844 (5158)
Akz mês. Telef: 923723592.
(4856) motor impecável, preço acei- NEGÓCIOS Comercial, Hoteleiro, Restau-
ORIENTAMOS trabalhos de
fim do curso (T.F.C) monogra-
tável. Contactos: 923322760, rante. Contactos Telefónicos: fias. Telefones: 931090284,
CASAS T3, suite, Viana Ca- APARTAMENTO T2, Avenida 912280667. (5093) 992578003, 925378361.(4969) 996300571, 995689810(4982)
lemba 2, Condomínio pro- Manuel Van-Dúnem 4.º andar, PARABÓLICA Kit completo,
moção 5.500.000 Akz, pag. 250.000 Akz/mês. Telefone: HYUNDAI H1 de passageiros, DStv e Zap, C/ montagem, PADARIA Kit, forno, 3 gave- DÁ-SE aula de Guitarra, Piano, CHEFE de Sala com expe-
em prestações. Telefones. 923723592. (4855) 12 lugares, Akz 5.000.000, dis- assistência técnica, 16.000 tas, gás, estufa, amassadeira Canto ao domicílio, lendo riência e conhecimento de
993248507, 946830844(5157) cutíveis. Contactos: 923542990, Akz. Contactos: 929116393, 50L, batedeira 20L, carri- pauta. Telfs. 923434502 (5108) Bar, procura emprego. Tele-
GUEST-HOUSE de 33 quartos 917830913. (5126) 990116393. Quicula (5230a) nho/pão, balança, tabuleiro. fone: 924122963. (5117)
CASAS T3, suite Via Expresso, e 2 apartamentos T2 cada, na 936196882, 917747359(5272b) DESINFESTAÇÃO S/ cheiro, JARDINS e paisagismo, desin-
em condomínio fechado a Rua Murtala Mohammed, Ilha HYUNDAI Santa-Fé, de cor GERADORES Perkins novos limpeza pós-obras, lavagem festação, serviços de limpeza, JOVEM cozinheira trabalhou
7.500.000,00Akzs, pagamento do Cabo. Contactos telefóni- branca, modelo 2010, bom e usados, empresa Viana, SOFÁ em pele fabrico Portu- a seco de estofos, tapetes e I. montagem, sistema de irriga- 13 anos, no Chá de Caxinde,
em prestações. Contactos telf: cos: 931165413, 917303451, estado. Telefones: 922000303, Classe Auto, Lda. Telefone: guês promoção 350.000 Akz. de viaturas. Tlfs: 923979404, ção e construção de piscina. procura emprego. Telefones:
946830844, 993248507(5156) 924762893. (4962) 991000303 (5115) 940511012, 940511017(4445) Telefone: 914535431. (5181) 992979404. (4640) Telefone: 942780380 (5105) 929755931, 923377867(5271)
Quinta-feira
29 de Março de 2018 15
PUBLICIDADE

TERCEIRA REGIÃO TRIBUTÁRIA


(Luanda e Bengo)

AVISO DE APREENSÃO N.º 18

A Terceira Região Tributária avisa aos importadores (Agentes de Navegação) abaixo indicados, que nos termos do artigo 509.º, n.º 1, alínea b), conjugado com os
artigos 512.º e 481.º todos do Código Aduaneiro, procedeu à apreensão dos contentores demorados abaixo indicados:

SIGLA DE AGENTE DE SIGLA DE AGENTE DE


N.º ESTADO N.º ESTADO
CONTENTOR NAVEGAÇÃO CONTENTOR NAVEGAÇÃO
01 MSKL5503522 BOM N/Identificado 46 CRXU573249 BOM N/Identificado
02 MSKL5913473 BOM N/Identificado 47 CRXU6962252 BOM N/Identificado
03 MSKL6225751 BOM N/Identificado 48 CRXU6962695 BOM N/Identificado
04 MSKL7209970 BOM N/Identificado 49 CRXU5753026 BOM N/Identificado
05 MSKL8230735 BOM N/Identificado 50 HAPU7523225 BOM N/Identificado
06 MSKL8287406 BOM N/Identificado 51 TRTU7700821 BOM N/Identificado
07 MSKL8300938 BOM N/Identificado 52 RFFU5811179 BOM N/Identificado
08 MSKL8350094 BOM N/Identificado 53 TOLU5886752 BOM N/Identificado
9 MSKL8358177 BOM N/Identificado 54 TRTU6637121 BOM N/Identificado
10 MSKL8410200 BOM N/Identificado 55 TRTU5736794 BOM N/Identificado
11 MSKL8411683 BOM N/Identificado 56 TRTU7279530 BOM N/Identificado
12 MSKL8411688 BOM N/Identificado 57 TRTU5720978 BOM N/Identificado
13 MSKL8434300 BOM N/Identificado 58 TRTU5700974 BOM N/Identificado
14 MSKL8600207 BOM N/Identificado 59 TRTU7207707 BOM N/Identificado
15 MSKL8601422 BOM N/Identificado 60 TRTU9137095 BOM N/Identificado
16 MSKL8710608 BOM N/Identificado 61 TRTU8280868 BOM N/Identificado
17 MSKL8710721 BOM N/Identificado 62 GESU9272215 BOM N/Identificado
18 MSKL8807305 BOM N/Identificado 63 MSCU3622004 BOM N/Identificado
19 MSKL9010294 BOM N/Identificado 64 NDSA2013389 BOM N/Identificado
20 MSKL9121981 BOM N/Identificado 65 TRTU1792492 BOM N/Identificado
21 MSKL9131803 BOM N/Identificado 66 CRXU5753176 BOM N/Identificado
22 MWCU246034 BOM N/Identificado 67 CRXU5752230 BOM N/Identificado
23 POCU0492561 BOM N/Identificado 68 CRXU5753237 BOM N/Identificado
24 TRLU8524835 BOM N/Identificado 69 CRXU575296 BOM N/Identificado
25 XXXU3665435 BOM N/Identificado 70 RRSU7715774 BOM N/Identificado
26 MSKL9043092 BOM N/Identificado 71 REFU7209888 BOM N/Identificado
27 MSKL9058560 BOM N/Identificado 72 HPPU590229 BOM N/Identificado
28 MSKL9128902 BOM N/Identificado 73 SCOU855399 BOM N/Identificado
29 MSKL9538609 BOM N/Identificado 74 CRXU5825933 BOM N/Identificado
30 MSKL9603767 BOM N/Identificado 75 TRLU1817184 BOM N/Identificado
31 CRXU5753263 BOM N/Identificado 76 TRTU5898100 BOM N/Identificado
32 CRXU5753685 BOM N/Identificado 77 APLU6934006 BOM N/Identificado
33 CRXU6962669 BOM N/Identificado 78 CRXU576343 BOM N/Identificado
34 CRXU6960833 BOM N/Identificado 79 PUNU740994 BOM N/Identificado
35 CRXU6963710 BOM N/Identificado 80 TRIU720046 BOM N/Identificado
36 CRXU6966767 BOM N/Identificado 81 ATAS-D-2033 BOM N/Identificado
37 CRXU6966237 BOM N/Identificado 82 ATAS-F-1115 BOM N/Identificado
38 CRXU6968585 BOM N/Identificado 83 ATASIF-1028 BOM N/Identificado
39 CRXU6965927 BOM N/Identificado 84 ATASIF-1220 BOM N/Identificado
40 CRXU6965924 BOM N/Identificado 85 BMOU9770344 BOM N/Identificado
41 CRXU6966793 BOM N/Identificado 86 BMOU9801445 BOM N/Identificado
42 SCZU5906390 BOM N/Identificado 87 CRLU1233744 BOM N/Identificado
43 SCZU8675276 BOM N/Identificado 88 DATAS-D-2013 BOM N/Identificado
44 CRXU5753730 BOM N/Identificado 89 INKU2800935 BOM N/Identificado
45 CRXU5753495 BOM N/Identificado 90 ITLU7339085 BOM N/Identificado

O prazo para a interposição do recurso hierárquico com fundamento na não susceptibilidade do confisco das mercadorias apreendidas é de dez dias úteis, contados
da data da publicação do presente aviso, conforme preceitua o artigo 514.º do Código Aduaneiro.
As mercadorias apreendidas estão sujeitas a confisco, no caso de não ser interposto, no prazo fixado, o recurso a que se refere o parágrafo anterior.

Terceira Região Tributária, aos 22 de Março de 2018.

A DIRECTORA REGIONAL
Eurídice Cristina F. Bárber A. Alves
(100.210d)
16 Quinta-feira
29 de Março de 2018

PUBLICIDADE

(100.193)
Quinta-feira
29 de Março de 2018 17
PUBLICIDADE

(100.117b)
18 NECROLOGIA Quinta-feira
29 de Março de 2018

RECORDAÇÃO RECORDAÇÃO RECORDAÇÃO FALECEU

AIDA ISABEL COHEN DOS SANTOS


(Milú dos Santos)

Teresa Cohen (irmã), Arnaldo Santos, filhos Naiole e Xaxa, e


netos, dolorosamente cumprem o dever de comunicar o falecimento
da sua muito querida Milú, ocorrido no dia 27 de Março de 2018,
em Benguela, por doença. (5251)
LEILA ARIEIRO PINHEIRO SIMÃO DALA SIMÃO LEILA ARIEIRO PINHEIRO

Leila! A saudade ficou em seu lugar, desde Querido irmão! Completarias hoje, 29 Leila! Olhos secos, mas coração dilacerado
que te foste. Antes era de alegria e festa, de Março de 2018, 60 anos de idade. Dia pela dor de uma ferida que não cura.
agora é de saudade e tristeza em nossos de reflexão e de recordações inesquecíveis Este é o triste episódio da mamã que te
corações. Antes, neste dia de aniversário, dos momentos ímpares que partilhaste procura e não te encontra, mas com a FALECEU
cantávamos e apagávamos mais uma vela. com todos os familiares e amigos. Recor- certeza de que estás ao lado de alguém
Agora cada um se lembra e festeja à sua dam-te com elevada estima e que a tua que te cuida. Eterna saudade da mamã
maneira. Recordam-te mamã e manas. alma descanse em paz. (5259) Domingas. (5253)
AIDA ISABEL DOS SANTOS BRÁS DA SIVA (Milú)
(5252)

Bernardo Brás da Silva (esposo), Kamia Maria dos Santos Brás


da Silva, Pedro Sahari dos Santos Brás da Silva (filhos), netos e
bisnetos, cunhados, nora, sobrinhos e demais familiares e amigos
FALECEU RECORDAÇÃO FALECEU cumprem o doloroso dever de participar o falecimento da sua
querida esposa e mãe AIDA ISABEL DOS SANTOS BRÁS DA SILVA
(Milú) , ocorrido no dia 27/3/2018, por doença, na cidade do
Lobito. O funeral realiza-se hoje, quinta-feira, dia 29/3/2018,
em Benguela. Paz à sua alma. (5265)

FALECEU

AIDA ISABEL DOS SANTOS SIMÃO DALA SIMÃO AIDA ISABEL DOS SANTOS TITO LÍVIO AMARAL LOPES
BRÁS DA SIVA (Milú) BRÁS DA SIVA (Milú)

Maria Engrácia Cohen dos Santos, Teresa SDS! Mais uma vez é o teu aniversário! As famílias Cohen dos Santos e Brás da
de Jesus Cohen dos Santos, Rui Walter Não podemos comemorar, porque já Silva comunicam o falecimento da sua Luís Filipe Colaço e família cumprem o doloroso dever de participar
de Menezes Cohen dos Santos, Francisco não estás entre nós. A tua ausência querida AIDA ISABEL DOS SANTOS o falecimento do seu grande amigo e camarada TITO LÍVIO
Sílvio Cohen dos Santos (irmãos), cunhado causa profunda tristeza, mas lembrar BRÁS DA SILVA (Milú) , ocorrido no dia AMARAL LOPES, ocorrido repentinamente em Lisboa no dia
e cunhadas, sobrinhos, primos, demais a alegria que geraste entre nós é como 27/3/2018, por doença, na cidade do 27/03/2018. O funeral realizar-se-á nessa cidade em data a
familiares e amigos comunicam o fale- se tu aqui estivesses presente. Tua data Lobito. O funeral realiza-se, hoje, quinta- anunciar. À Rosette Macedo Lopes, sua esposa, seu filho Patrice
cimento da sua querida AIDA ISABEL será sempre honrada com muito carinho. feira, dia 29/3/2018, em Benguela. Paz e às famílias enlutadasAmaral Lopes e Macedo, apresentamos
DOS SANTOS BRÁS DA SILVA (Milú). Eterna saudade! Recordam-te Aurora à sua alma. (5266) as nossas mais sentidas condolências. (5273)
(5267) Simão (esposa),Tatiana, Vinício, Emília,
Georgina e Aldo (filhos). (5268)

CONDOLÊNCIAS FALECEU CONDOLÊNCIAS FALECEU FALECEU

EMANUEL ANTÓNIO MARTA JOSÉ ALFREDO SEBASTIÃO CHINCÓCOLO ADRIANO MIGUEL FÉLIX JOÃO ROQUE GOLOME
MIRANDA NUNES
A Associação de Comandos de Angola Foi com profunda dor e consternação, que
O Comando da Força Aérea Nacional, e Maria Helena Porto, Maria José Alfredo vem neste momento de dor e consternação Isabel Félix, Felisberto Félix, João Félix, o Conselho de Administração da Ensa-
o colectivo de trabalhadores, cumpre o (irmãos), Hélder Gabriel Tchihiluka, Victória apresentar condolências à família enlutada Quetas Félix, Pedro Félix, Virgínia Félix,, Seguros de Angola S.A., tomou conhecimento
doloroso dever de comunicar o falecimento Agostinho (filhos), Francisco Agostinho do senhor SEBASTIÃO CHINCÓCOLO, Eltia Félix, (filhos), netos, sobrinhos, do passamento físico do Sr. JOÃO ROQUE
do Sr. Capitão, EMANUEL ANTÓNIO (genro), Brígida Pululo (nora), primos, irmão do nosso sócio efectivo e Membro noras e genros cumprem o doloroso GOLOME, reformado desta Empresa, ocorrido
MIRANDA NUNES, Oficial de Apoio ao sobrinhos e netos cumprem o doloroso do Conselho Superior dos Órgãos Sociais, dever de comunicar o falecimento do no dia 27/3/2018, por doença. O funeral
Ensino, endereçam à família enlutada dever de comunicar o falecimento da sua senhor Brigadeiro "CMDO Pára-quedista" seu ente querido ADRIANO MIGUEL realiza-se hoje,quinta-feira, dia 29/3/2018,
as mas sentidas condolências. Descanse querida MARTA JOSÉ ALFREDO, ocorrido João Pedro Mateus, pelo seu falecimento, FÉLIX, ocorrido no dia 27/3/2018. saindo o préstito fúnebre da sua residência,
em paz. (5296) dia 26/3/2018, por doença. O funeral rea- ocorrido no dia 26/3/2018. O funeral
O funeral realiza-se no sábado, dia no Bairro Golf 2 Vila Estoril, Rua C, junto
liza-se hoje, quinta-feira,dia 29/3/2018, realiza-se no sábado, dia 31/3/2018, na
31/3/2018, no cemitério de Sant'Ana. do Centro Profissional MAPTSS, para o
às 11h00, no cemitério de Sant'Ana. (5256) cidade de Cabinda. (5300)
(5333) cemitério de Sant'Ana, às 10h00. (5341)

FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU

FRANCISCO FLAMÍNIO FRANCISCO FLAMÍNIO FRANCISCO FLAMÍNIO FRANCISCO FLAMÍNIO FRANCISCO FLAMÍNIO
DOS SANTOS DOS SANTOS DOS SANTOS DOS SANTOS DOS SANTOS
Maria Amélia dos Santos (Melita) , Eugénia
Manuel Mangueira (cunhado) e família Irmãos, filhos, primos, sobrinhos, netos As famílias Gaspar Fernandes, Santos Pereira, dos Santos Chinha), Isaac dos Santos Fernanda Paulino (esposa) e família
comunicam o falecimento de FRANCISCO e bisnetos comunicam o falecimento do Fernandes Constantino, Gaspar de Brito, (Quintinho), Natália dos Santos (Talita), comunicam o falecimento de FRANCISCO
FLAMÍNIO DOS SANTOS, ocorrido no seu ente querido FRANCISCO FLAMÍNIO Vieira de Sousa, Santiago, Vieira Guedes e Diógenes dos Santos (Duducho), Hélder FLAMÍNIO DOS SANTOS, ocorrido dia
dia 19/3/2018, por doença, em Havana DOS SANTOS, ocorrido no dia 19/3/2018, Santos comunicam o falecimento de FRAN- dos Santos (irmãos) comunicam que 19/3/2018, em Havana (Cuba). O funeral
(Cuba). O funeral realiza-se, hoje,quinta- em Havana (Cuba). O funeral realiza- CISCO FLAMÍNIO DOS SANTOS ,ocorrido o funeral do seu irmão FRANCISCO FLA- realiza-se hoje,quinta-feira, 29/3/2018,
feira, dia 29/3/2018, às 11h00, no cemitério se, hoje, quinta-feira, dia 29/3/2018, às no dia 19/3/2018, em Havana (Cuba). MÍNIO DOS SANTOS, realiza-se, hoje, partindo da Igreja Metodista Unida
da Sant'Ana, partindo da Igreja Metodista 11h00, no cemitério da Sant'Ana, partindo O funeral realiza-se, hoje, dia 29/3/2018, dia 29/3/2018, às 11h00, saindo da Igreja Central, onde será rezada Missa de corpo
Unida Central (Kinaxixi) onde será pre- da Igreja Metodista Unida Central (Kina- às 11h00, no cemitério da Sant'Ana, antecedido Metodista Unida da Central, onde será presente, às 8h00, para o cemitério de
cedida de uma Missa de corpo presente xixi) onde será precedida de uma Missa de Missa de corpo presente, às 8h00, na rezada Missa de corpo presente, às 8h00, Sant’Ana, às 11h00. (5249a)
às 8h00. (5347) de corpo presente às 8h00. (5347a) Igreja Metodista Unida Central. (5347h) para o cemitério de Sant’Ana. (5347c)
SERVIÇO NECROLÓGICO: DIAS ÚTEIS DAS 8H ÀS 18H, SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS DAS 9H ÀS 14H
Quinta-feira
29 de Março de 2018 19
NECROLOGIA

FALECEU FALECEU FALECEU FALECEU

TITO LÍVIO AMARAL LOPES

É com profunda tristeza e pesar, que Rosete Macedo Lopes(esposa),


Patrice Lopes, Nuno Tito Amaral Lopes (filhos) e Gonçalo Lopes(neto)
comunicam aos familiares e amigos, o falecimento de seu ente
querido TITO LÍVIO AMARAL LOPES, ocorrido dia 27/3/2018,
em Lisboa. As exéquias fúnebres começaram ontem, dia 28/3/2018,
na Igreja de Massamá, a partir das 17h00. O funeral realiza-se
SÉRGIO MANUEL CORREIA JOÃO ROQUE GOLOME CARLOS ALBERTO hoje, dia 29/3/2018, às 15h00, partindo o cortejo fúnebre da Igreja
MARTINS DE JESUS DOS SANTOS de Massamá para Barcarena. Paz à sua alma. (5339)

Domingos Martins de Jesus (pai), Paulo de Gentileza Golome (esposa), Ana Roque Jú, Cali, Irina, Osvaldo, Daniel, Patrícia
Jesus, Osvaldo de Jesus, António Carlos de (mãe), Andrea Soraya e Weza Golome (ausente) (filhos) e demais familiares
Jesus, Vladimir de Jesus, Balbina de Jesus, (filhos), Francisco Paulo e Mauro Francisco cumprem o doloroso dever de comunicar
(irmãos) comunicam o falecimento do
Florinda de Jesus, Nilza de Jesus Santana, o falecimento de seu querido pai CARLOS FALECEU
s e u e n t e q u e r i d o J OÃO R O Q U E
comunicam o falecimento de seu irmão GOLOME,ocorrido dia 27/3/2018. Temos ALBERTO DOS SANTOS, ocorrido dia
SÉRGIO MANUEL CORREIA MARTINS DE o discurso fúnebre no Salão do Reino 26/3/18, por doença. O funeral reali-
EURICO FERNANDES DA SILVA RUBINO XAVIER
JESUS, ocorrido dia 26 de Março de 2018, das Testemunhas de Jeová, na Congregação zar-se-á em data a anunciar oportuna-
por morte súbita . O funeral realiza-se hoje, Vila Estoril, rua da Lagoa,Bairro Golf II, mente. (5352)
dia 29 de Março de 2018, no cemitério do hoje 29/3/18, às 9h00, seguindo para o Rui Orlando Xavier, Eurico Jorge Xavier (filhos), Stella Ribas
Benfica, às 10h00 . (5340) cemitério de Sant'Ana, às 10h00. (5348) Xavier (nora), Ricardo Jorge Xavier Ferreira, Jandira Alexandra
Ribas Xavier, Erikson Cláudio Ribas Xavier, Ana Klandy de
Campos Xavier, Adilson Jorge de Campos Sequeira (netos), Etiene
FALECEU FALECEU FALECEU Ferreira, Cristian Ferreira e Camila Abigail Xavier Zongo (bisnetos)
comunicam que o funeral de EURICO FERNANDES DA SILVA
RUBINO XAVIER, se realiza hoje, dia 29/3/18, às 10h30, no
cemitério de Sant’Ana, antecedido de Missa de corpo presente
no Velório de Sant’Ana, pelas 8h00. (5349)

RECORDAÇÃO DO 1º ANO

JOÃO MARIA MARQUES JOÃO MARIA MARQUES CARLOS ALBERTO DOS MIGUEL DA COSTA GOURGEL
AIROSA AIROSA SANTOS ( Lito Costa)
Isabel Airosa (esposa), Micá Airosa, Caly Francisca Nair Vieira Dias Falcão (Chicha) Esperança Matias (mãe), Hélder Santos, Lito, Pai, Sr. Gourgel, Boss! Custa a crer que estás ausente das
Airosa, Niza Airosa, Ludmila Airosa e comunica o falecimento do seu tio e pa- Paulo Sérgio dos Santos, Tatiana Borges, nossas vidas há um ano.Entregamos nas mãos de Deus a dor
Isa Vigário comunicam o falecimento drinho, JOÃO MARIA MARQUES AIROSA, Cláudia Santos (irmãos), cunhados e dessa despedida/saudade/partida, pois o tempo não cura nada.
do seu querido JOÃO MARIA MARQUES ocorrido no dia 26/3/2018, por doença. O demais familiares cumprem o doloroso A tua ausência e a do teu filho Tininho são e serão, para sempre,
AIROSA, ocorrido no passado dia funeral realiza-se hoje, dia 29/3/2018, às dever de comunicar o falecimento de a razão do nosso sofrer diário. Recordam-te, com infindável sau-
26/3/2018, por doença. O funeral rea- 10h00, no cemitério de Sant’Ana, antece- seu querido filho e irmão CARLOS dade, tua esposa Dona, filhas, netos, irmãos e demais familiares.
liza-se hoje, quinta-feira, dia 29/3/2018, dido de Missa de corpo presente, na Igreja ALBERTO DOS SANTOS. O óbito decorre Descanse em paz Sr. Gourgel. (5202)
às 10h00, no cemitério de Sant’Ana, São Joaquim, às 7h00. Pela misericórdia no bairro Marçal, rua da Jacó. O funeral
antecedido de Missa de corpo presente de Deus, pedimos que a sua alma des- realizar-se-á em data a anunciar opor-
na Igreja São Joaquim, às 7h00. (5350) canse em paz. (5351) tunamente. (5353)
PUBLICIDADE

(300.015)

SERVIÇO NECROLÓGICO: DIAS ÚTEIS DAS 8H ÀS 18H, SÁBADOS, DOMINGOS E FERIADOS DAS 9H ÀS 14H
20 Quinta-feira
29 de Março de 2018

PUBLICIDADE

Radical Investiments (pty) Ltd. t/a


Concurso Público Para Empresas
Flui melhor Connosco Um ISO 9001:2015 empresa certificada

Um inovativo e confiável parceiro em reticulação de águas de esgoto e soluções de armazenamento


A BP, empresa de energia a operar em Angola na área de exploração
e produção de petróleo e gás, procura empresas qualificadas, certifica-
das com experiência na prestação de serviços para indústria petrolífera,
em instalações onshore e offshore, para a prestação dos seguintes ser-
viços:

• Gestão de Químicos (Chemical Managed Services)

As empresas interessadas deverão enviar um e-mail para:


angpscmgoo@bp.com até sexta-feira, dia 6 de Abril de 2018, citando

(100182d)
a referência ANG CMS e fornecer o nome, número de telefone e ende-
reço de correio electrónico da pessoa de contacto, e seguir as instruções
posteriormente recebidas.
LUANDA LOBITO
FLO-TEK Tubos e Irrigações FLO-TEK Tubos e Irrigações
Estrada de Catete, Km 22,PIV Viana ANGOLA Zona Industrial do PDIC, Phasse-I
Luanda, Angola Estrada Lobito-Catumbela Este anúncio também pode ser visto na página da internet da BP Angola:
Lobito, Angola
Cell: +244 946 387 960/61 Cell: +244 946 387 963/64 www.bp.com/ angola/Procurement & Supply Chain Management
E-mail: salesflotek@gmail.com Website: www.flo-tek.net E-mail: floteklobito@gmail.com (100.212)

ABANDONO DE TRABALHO 中安桥国际学校

A LENA ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES ANGOLA, LDA., com sede na Rua Nicolau Gomes ESCOLA DE FORMAÇÃO TÉCNICO-PROFISSIONAL
Spencer n.º 54, em Luanda, vem por este meio comunicar que o trabalhador ABEL TCHICULA E DE INTERCÂMBIO CULTURAL ANGOLA-CHINA
LÁZARO MUPUPENO, se encontra em situação de Abandono de Trabalho, pelo facto de estar
No âmbito da valorização do potencial humano através de ensino e formação técnico-pro-
ausente do seu local de trabalho injustificadamente por um período de 10, (dez), dias úteis con-
fissional pelo SYZ INTERNATIONAL Group, a ESCOLA DE FORMAÇÃO TÉCNICO-PRO-
secutivos, sem que tenha apresentado justificação, presumindo-se por isso a sua intenção de FISSIONAL E DE INTERCÂMBIO CULTURAL ANGOLA-CHINA, está localizada na Rua
não regressar ao trabalho, nos termos do artigo 229.º, n.º 2, alínea c) da Lei n.º 7/15 de 15 de do Supermercado MAXI, Zango I.
Junho, (Lei Geral do Trabalho):
Temos Mandarim P/ Polícia, SME, Banca, Empresa, Jovens entre 7 e 12 anos, adultos,
Nos termos do disposto no artigo 229.º, n.º 4 da Lei n.º 7/15 de 15 de Junho, fica notificado a também temos cursos administrativos e profissionais.
comparecer na Direcção de Recursos Humanos, no prazo de 5, (cinco), dias úteis após a publi-
cação deste anúncio, para provar documentalmente as razões da ausência e da impossibilidade Quer aprender Mandarim?
de ter cumprido a obrigação de informação e justificação da ausência estabelecida no artigo n.º Vá à EPAC!
Quer aprender cursos profissionais?
144.º da citada Lei n.º 7/15 de 15 de Junho.
Vá à EPAC!
Caso não compareça para justificar documentalmente as razões da ausência, presume-se a
EPAC, a sua melhor escolha!
sua não intenção de regressar ao trabalho, o abandono de trabalho será declarado, valendo
Garantia de emprego p/ alunos qualificados.
como rescisão do Contrato de Trabalho sem justa causa e sem aviso prévio, ao abrigo do dis-
posto no artigo n.º 229.º n.º 5 da Lei n.º 7/15 de 15 de Junho, (Lei Geral do Trabalho). Endereço: Rua do Supermercado MAXI, junto da Clínica Sagrada Esperança, Zango I,
Viana, Luanda
Luanda, 26 de Março de 2018. Tel: +244 914 756 984/914 756 983/914 756 986
E-mail: escoladeformacaoepac@gmail.com
A Gerência (5209) Facebook: Escola de Formação Profissional EPAC (5184)

Grupo Hoteleiro Internacional, procura para a GRANDE OPORTUNIDADE DE EMPREGO


sua Unidade em Luanda, um Director de Unidade CONSULTAS DOMICILIARES
de Negócio DE DISFUNÇÃO SEXUAL
PARA TODA ANGOLA
A fim de dirigir, supervisionar e controlar uma uni-
dade de negócio específica, que poderá incluir, no- NÃO DISPÕE DE TEMPO SUFICIENTE para
RENDIMENTO ACIMA DE 150.000KZ tratar os seus problemas de impotência sexual,
meadamente, restaurantes, bares e espaços de
bem-estar; É responsável por toda a gestão relacio- Contactos Requisitos: ejaculação precoce ou retardada, vaginismo ou
940542057 - Dinâmica de Trabalho anorgasmia?
nada com a unidade de negócio, bem como forma- 922262875 - Carro e Carta
ção de toda a equipa na área especializada de 222025332 - 18 - 35 Anos
Rhpereira.garcia@hotmail.com Chegou a solução para o seu problema! A CLÍ-
hotelaria e restauração. NICA CLISEX proporciona as consultas domici-
liares na especialidade de sexologia, com
Experiência Profissional Internacional de pelo menos disponibilidade para viajar para todas as provín-
7 anos, nas cadeias internacionais Hoteleiras de paí- cias do país.
ses africanos ou outros continentes. Conhecimento
e formação em Hoteleira e Restauração. Domínio de O atendimento será com a absoluta confiden-
Línguas (Portuguesa, Inglesa e Francesa).
cialidade e profissionalismo de um especialista
à altura.

Se se ver nesta função, envie a sua candidatura A máxima privacidade e no conforto do seu lar.
para o seguinte email: Para mais informações, ligue para o terminal
rh.candidaturasht@gmail.com telefónico: 933888921.
(4536) (4026)
Quinta-feira
29 de Março de 2018 21
PUBLICIDADE

REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DAS FINANÇAS
Processo de execução fiscal aduaneira n.º 588/RDA/2016
Executado(a): VIPLAS- INDÚSTRIA,LDA
Terceira Região Tributária (Delegação Aduaneira do Porto de Luanda)

NOTIFICAÇÃO DE PENHORA POR EDITAL


FAZ-SE SABER QUE, na Terceira Região Tributária (Luanda) da Administração Geral Tributária, sita na Avenida 4 de Fevereiro, Marginal, Largo Diogo Cão, corre termos o Processo de Execução Aduaneira
n.º 588/RDA/2016, instaurado pela Administração Geral Tributária, em 2016, por dívida aduaneira no valor de Akz. 7.797.835,00 (sete milhões setecentos e noventa e sete mil oitocentos e trinta e cinco
Kwanzas).

ORIGEM DA DÍVIDA MONTANTE

Imposto Sobre o Consumo de Produtos Diversos (D59) Akz. 2.384.076,00


Imposto Sobre a Importação (E62) Akz. 1.897.118,00
Imposto do Selo (F71) Akz. 238.409,00
Taxas de Serviços Aduaneiros (G81) Akz. 476.815,00

Juros de Mora (L37) Akz. 2.801.417,00


SOMA Akz. 7.797.835,00

Pelo que, nos termos dos n.ºs 2 e 5 do artigo 97.º e do n.º 1 do artigo 100.º do Código das Execuções Fiscais, aprovado pela Lei n.º 20/14, de 22 de Outubro, conjugados com a alínea e) do n.º 2 do artigo
77.º da Lei de Base das Instituições Financeiras (Lei n.º 12/15, de 17 de Junho), no âmbito do processo de execução fiscal aduaneira contra si instaurado, foram penhorados valores insuficientes para o
pagamento da dívida exequenda e custas processuais, nas contas bancárias, por si tituladas, domiciliadas no seguinte Banco:
I. Banco Sol, S. A.
Assim, nos termos dos artigos 28.º, n.ºs 3 e 4, e 29.º, nº 4, do Código das Execuções Fiscais, conjugados com os n.ºs 6 e 7 do artigo 93.º do Código Geral Tributário, aprovado pela Lei n.º 21/14, de 22 de
Outubro, é notificada a Executada, VIPLAS- INDÚSTRIA,LDA. contribuinte fiscal n.º 5417068543, com último endereço conhecido situado na Rua da Liga Nacional Africana nº 106, Maculusso, em Luanda,
actualmente em parte incerta, para que, no prazo de 10 (dez) DIAS, que começará a correr depois de finda a dilação de 30 (trinta) DIAS a contar da data de publicação do segundo e último anúncio, deduzir,
querendo, OPOSIÇÃO À PENHORA, nos termos do disposto no artigo 90.º do Código das Execuções Fiscais, sob pena de o processo prosseguir os seus termos até final e, eventualmente, com a adjudicação
dos valores penhorados a favor da Administração Geral Tributária, nos termos do disposto no artigo 156.º do Código das Execuções Fiscais, tudo conforme melhor consta do duplicado do mandado de
penhora e notificação que se encontram na Delegação Aduaneira do Porto de Luanda, adstrita à Terceira Região Tributária (Luanda), sita na Avenida 4 de Fevereiro, Marginal, Largo Diogo Cão, edifício da
Alfândega de Luanda, 2.º andar, à disposição da executada.
Delegação Aduaneira do Porto de Luanda, em Luanda, aos 26 de Março de 2018
E eu, Deborah Santos, Escrivã, o subscrevi.

A CHEFE DA DELEGAÇÃO
Nerethz Faria Coelho da Cruz Tati
(100.220)

REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DAS FINANÇAS
Processo de execução fiscal aduaneira n.º 747/RDA/2017
Executado(a): ANGOYANG CHENG-COMÉRCIO IMPORT E EXP, LDA.
Terceira Região Tributária (Porto).

CITAÇÃO EDITAL
FAZ-SE SABER QUE, corre termos na Terceira Região Tributária (Luanda) da Administração Geral Tributária, sita na Avenida 4 de Fevereiro, Marginal, Largo Diogo
Cão, o Processo de Execução Aduaneira n.º 747/RDA/2017, por dívida no valor de Akz. 229.806,00 (Duzentos e Vinte e Nove Mil, Oitocentos e Seis Kwanzas).

ORIGEM DA DÍVIDA MONTANTE


Multas e Outras Penalidades Aduaneiras (L52) Akz. 176.000,00
Emolumentos do contencioso Akz. 53.806,00

SOMA Akz. 229.806,00

É, nos termos dos artigos 69º, n.ºs 1 e 3, do Código das Execuções Fiscais (“CEF”), aprovada pela Lei n.º 20/14, de 22 de Outubro de 2014 e 247º, 249.º,n.º 3, 250.º
do Código de Processo Civil, citada a Executada ANGOYANG CHENG-COMÉRCIO IMPORT E EXP, LDA., contribuinte fiscal n.º 5402113637, com último endereço
na Rua nº 17, Casa nº 65, Urbanização Nova Vida, na Província de Luanda, actualmente em parte incerta, para que, no prazo de 30 (TRINTA) DIAS, a contar depois
da dilação de 30 (TRINTA DIAS), deduzir OPOSIÇÃO POR REQUERIMENTO ou EMBARGOS, requerer, em alternativa, o PAGAMENTO A PRESTAÇÕES da parte
respeitante às multas (cfr.artigos 65,nº1,al.b) e 72, nº 2, in fine ou a DAÇÃO EM CUMPRIMENTO, nos termos dos artigos 65º, n.º 1 als. a) e b) , e 73.º do CEF.
Neste processo, a Executada poderá ter acesso à Certidão de Decisão Exequível e aos demais documentos que se encontram à sua disposição, nesta Terceira
Região Tributária.

TERCEIRA REGIÃO TRIBUTÁRIA, em Luanda, aos 26 de Março de 2018.

E eu Deborah Santos, Escrivã, o subscrevi.

CHEFE DA DELEGAÇÃO
Nerethz Faria Coelho da Cruz Tati
(100.220a)
22 REGIÕES Quinta-feira
29 de Março de 2018

DEPOIS DE DEZ ANOS DE INTERRUPÇÃO MOXICO ÁGUA NO LUBANGO

Parto de trigêmeos
BENJAMIM CÂNDIDO | EDIÇÕES NOVEMBRO

Administração
efectua ligações
surpreende médicos em 50 mil casas
O nascimento por cesariana O governador provincial Um total de 50 mil ligações
dos primeiros trigémeos do d o Mox i c o , G o n ça lve s de condutas de água em
ano, terça-feira, na mater- Muandumba, que se des- domicílios, numa extensão
nidade provincial do Moxico, locou à maternidade para de 500 quilómetros de rede,
surpreendeu a equipa médica visitar a mãe e os seus tri- estão previstas para os pró-
e a parturiente, que espera- gémeos, ofereceu na ocasião ximos seis anos no muni-
vam apenas por um bebé. um enxoval para os recém- cípio do Lubango, província
Os trigémeos, dois rapa- nascidos para minimizar da Huíla, informou, ontem,
zes e uma menina, nasce- as dificuldades do casal, o director provincial de Ener-
ram com dois quilos e 400 uma vez que o pai das crian- gia e Águas.
gramas, um quilo e 900 gra- ças está desempregado. Abel da Costa disse que
mas e dois quilos e 200 gra- Nas últimas 24 horas a logo que o Programa Insti-
mas, respectivamente. maternidade registou um tucional do Sector das Águas
Segundo a directora clí- total de 20 partos, entre os (PDSA) for implementado vai
nica da maternidade pro- quais os primeiros trigé- proporcionar a construção
vincial, Rodeth Nele, a mãe meos do ano em curso. Em de sete reservatórios de água
goza de boa saúde e admitiu 2017 três mulheres obtive- em diversas localidades do
a possibilidade de os mes- ram trigémeos. município, assim como uma
mos terem alta já nos pró- A maternidade central nova captação de água para
ximos dias. da província do Moxico, com somar às quatro existentes,
Rodeth Nele disse que a capacidade para internar permitindo uma cobertura
progenitora, de 35 anos de 150 doentes, possui 16 blo- territorial e populacional na
idade, furtava-se às con- cos, que integram os serviços ordem de 75 a 80 por cento.
sultas pré-natais e na altura de ginecologia e obstetrícia, “Com essas 50 mil ligações,
do parto apresentou algumas consulta externa e pré-natal, inseridas na segunda fase do
complicações, o que obrigou e duas salas de parto, com Programa Institucional do
os médicos em serviço a 11 camas cada. Sector das Águas, município
submetê-la a uma cirurgia A instituição dispõe de do Lubango passará a estar
de cerca de uma hora. serviços pós-parto, um ber- próximo das 80 mil ligações,
A responsável da mate- çário para 30 crianças, incu- quando a demanda na cidade
rinidade aconselhou todas badoras, sendo 14 fixas e está à volta das 120 mil resi-
as mulheres em idade fértil duas de emergência, e salas dências. Estamos a falar de
e em gestação a realizarem de tratamento, uma pré- todas as casas da cidade do
consultas de rotina, para operatória e duas pós-ope- Lubango e periferia. É um
conhecer o seu estado de ratórias com dois berços projecto extremamente inclu-
saúde e do bebé. aquecidos. sivo, disse o responsável.

Moradores dos bairros Alto-Liro e Zâmbia já não percorrem distâncias para acarretar água
UÍGE
ANTÓNIO CAPITÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO |UÍJ

Água corrente chega


à zona alta do Lobito
O projeto implicou a montagem de moto-bombas potentes
para o bombeamento de cerca de 50 metros cúbicos de água

Jesus Silva | Lobito responsável adiantou que a a aderirem à campanha de


água está a chegar às casas ligação domiciliária que está
dos consumidores com mais em curso. “Os interessados
Moradores dos bairros do pressão, fruto das capacidades têm apenas de entregar os
Alto-Liro e Zâmbia, na zona elevadas das moto-bombas. materiais necessários à EASL
alta da cidade do Lobito, vol- “O desafio agora é manter a e esta procederá à ligação com Oficial da corporação angolana respondeu à campanha para doação de sangue
taram a ter, desde terça-feira, regularidade do abasteci- a isenção de pagamento das
água corrente nas suas resi- mento e, para o efeito, temos respectivas taxas”, frisou
dências, depois de 10 anos de fazer manutenção regu- Em relação à implemen- tou Feliciana Júlia, “tenho
de interrupção por avaria no
sistema de bombagem.
larmente na conduta que já
remonta há mais de 20 anos.
tação do sistema pré-pago,
disse que o processo envolve
Polícia Nacional adere ficado bastante comovida
com informações que dão
Segundo o responsável da “grandes investimentos” conta do falecimento de
Empresa de Água e Sanea-
mento do Lobito (EASL), Hen-
riques Calengue, para o rea-
Os interessados têm
em infra-estruturas. “Neste
momento, a prioridade da
EASL é colocar água em todas
à doação de sangue crianças por falta de sangue,
por isso fiz parte do grupo
que organizou esta campa-
apenas de entregar
tamento do fornecimento de os materiais as localidades do Lobito”, Um total de 90 agentes e ofi- de sangue para a unidade de nha de doação.”
água aos bairros Alto-Liro e necessários à EASL assegurou. ciais de vários ramos da Polí- hemoterapia. Portanto, O director clínico do hos-
Zâmbia foram montadas duas e esta procederá à Henrique Calengue infor- cia Nacional da província do somos um órgão com elevada pital, David Diavanza, enal-
moto-bombas na subestação ligação com a mou, por outro lado, que a Uíge doou, ontem, 22,5 litros responsabilidade social.” teceu “o gesto patriótico” dos
do Morro da Rádio, que resul- isenção de empresa que dirige tem uma de sangue à hemoterapia do Por seu lado, a inspectora- efectivos da Polícia, e disse
tou no aumento da capaci- pagamento das facturação mensal de 100 Hospital Geral do Uíge. chefe Feliciana Júlia, coor- que o gesto “vai ajudar a mini-
dade de abastecimento aos respectivas taxas”, milhões de kwanzas. “Con- O segundo-comandante denadora da Rede da Mulher mizar a carência de sangue
consumidores de 1.300 para vém notar que os nossos provincial adjunto para a Polícia de Angola, disse que no hospital”.
50 mil metros cúbicos. clientes só pagam 40 por Ordem Pública, subcomissário as integrantes do órgão que David Diavanza informou
“Estamos a abastecer mais cento do consumo, equiva- David Chitundo, disse que o dirige estão sensibilizadas que em Fevereiro foram rea-
de mil metros cúbicos de Já alertámos os moradores lente a um dólar por metro gesto reflectiu “profunda soli- para aderirem à campanha lizadas 1.117 transfusões,40
água por hora na zona alta de que nos próximos dias cúbico (cerca de 220 kwan- dariedade e amor ao próximo” de doação porque o Hospital por dia, em pacientes víti-
do Lobito, fruto dos investi- poderão registar-se rupturas zaz)”, esclareceu. por parte dos efectivos que Geral do Uíge passa por gran- mas de acidentes de viação
mentos que estamos a fazer”, na conduta por estar obsoleta, O responsável criticou o se dispuseram a fazer a doação des dificuldades para obter e de malária.
afirmou Henrique Calengue. daí que vamos dar prioridade incumprimento de alguns à unidade hospitalar . sangue. “Por sermos mães, "Gostávamos que mais
“Os moradores destas zonas à manutenção sistemática”, cidadãos, particularmente “O nosso apoio insere- a situação da falta de sangue pessoas viessem doar sangue
exibem hoje um semblante sublinhou. daqueles que possuem tan- se no âmbito do Programa na província comove-nos, para darmos resposta aos inú-
de alegria, pois estavam pri- Henrique Calengue acon- ques de água, no que toca da Associação de Apoio à pelo que é impossível ficarmos meros casos de transfusão
vados durante 10 anos de água selhou os moradores que ao pagamento regular do Mulher Polícia de Angola indiferentes”, frisou. que surgem todos os dias.”
corrente”, acrescentou. O ainda não têm água canalizada consumo. (AAMPA), que visa a recolha “Como mãe”, acrescen- António Capitão | Uíge
REGIÕES Quinta-feira
29 de Março de 2018 23
LAR ELAVOCO LEOMWENHO TROCA DE EXPERIÊNCIA

Vigilantes no Cuito
FRANCISCO LOPES | EDIÇÕES NOVEMBRO

reclamam subsídios
Os 12 “vigilantes” do lar da plicado o atendimento dos
terceira idade Elavoco Leom- mais velhos, porque tem de
wenho, no Cuito, província se seguir alguns critérios
do Bié, estão há cinco anos como a fiscalização periódica
sem receber o pagamento dos quartos e guiá-los até às
dos seus subsídios de risco casas de banho.
pelo trabalho efectuado nos O director do centro Ela-
períodos nocturnos. voco Leomwenho, Caridade
A situação, de acordo com Massoxi, reconhece a falta de
o que apurou o Jornal de An- pagamentos dos subsídios,
gola, está a causar desmoti- mas disse estarem assegura-
vação e absentismo. dos os salários dos trabalha-
A trabalhadora Paulina dores que variam entre 24
Azevedo revelou ao Jornal de mil e 28 mil kwanzas.
Angola que o quadro se arras- O responsável do lar da
ta desde a abertura do centro terceira idade disse que o
da terceira idade, em 2013. trabalho no centro é garantido
Paulina Azevedo explicou todos os dias sem excepção
que o regulamento do tra- apesar de os salários serem
balho estabelece pagamen- irrisórios.
tos dos serviços prestados O director realçou que o
à noites aos idosos. Paulina centro do Cuito não é um caso
de Azevedo disse que tra- isolado e apontou as provín-
balha todos os dias na cozi- cias do Moxico e Huambo
nha e em várias ocasiões tem que atravessam os mesmos
de passar noites no centro. constrangimentos e que o
“Por isso, é injusto não dis- assunto é do conhecimento Cidade do Huambo albergou encontro de responsáveis e especialistas ligados ao sector da Investigação Científica
pormos dos nossos subsí- do órgão de tutela, a Assis-
dios”, lamentou. tência e Acção Social. O lar

Alterações climáticas
Fernanda Joaquim, auxi- Elavoco Leomwenho do Cuito
liar de limpeza, conta que à alberga 70 idosos.
noite torna-se mais com- Matias da Costa | Cuito

debatidas no Huambo
BIÉ

Andulo beneficia
de mais salas de aula Resultados da investigação científica realizada no país, entre 2013 e 2018,
à luz das variações climáticas, foram debatidos por especialistas do sector
Duas novas escolas, uma do vimento Rural e de Combate
ensino primário com 12 salas à Pobreza.
de aula cada e outra do pri- Além das salas, os esta- Victória Quintas | Huambo çados nesta vertente pela África do o portfólio para a investigação cien-
meiro ciclo do ensino secun- belecimentos de ensino vão Sul, Botswana, Namíbia e Zâmbia, tífica com 88 projectos regionais, dos
dário com seis, estão em ter áreas reservadas para países que fazem parte da iniciativa quais 13 foram implementados em
construção no município do biblioteca, arrecadação, sec- Governantes , responsáveis de ins- da instituição. Angola. Os mesmos estão focados
Andulo, a cerca de 130 quiló- tor administrativo e campos tituições ambientais, e especialistas A partilha e a troca de experiências em cinco áreas, designadamente
metros a norte do Cuito, capital polivalentes. ligados ao sector de Investigação sobre a contribuição da ciência, tec- clima, águas, agricultura, florestas e
da província do Bié. O município do Andulo Científica no país abordaram, na nologia e inovação, na resolução dos biodiversidade.
As duas novas escolas vão dispõe de 171 escolas, entre província do Huambo, os resultados problemas sociais decorrentes das Gabriel Miguel realçou que o SASS-
entrar em funcionamento as quais se destacam um Ins- da primeira fase do projecto sobre alterações climáticas, bem como a CAL apostou ainda na capacitação
ainda este ano, o que vai per- tituto Médio Agrário, uma “Alterações Climáticas e Gestão Sus- gestão sustentável dos solos e a pro- de recursos humanos, atribuindo 19
mitir que muitas crianças escola do II ciclo do ensino tentável dos Solos”, de 2013 a 2017. moção do desenvolvimento sustentável, bolsas de estudos, das quais dois
que estudavam ao relento, secundário e outra de for- O encontro, que juntou ainda enti- constam igualmente dos objectivos do doutoramentos, 12 mestrados e cinco
em salas improvisadas e em mação de professores, cujo dades de outros sectores, decorreu encontro de Lusaca. licenciaturas, todas nas áreas das
capelas de igrejas passem a funcionamento é assegurado no âmbito dos projectos financiados Com financiamento inicial em engenharias e geo-ciências. Angola,
ter melhores condições. por 1.581 docentes. pelo Centro da África Austral para as 2009, pelo Governo alemão, através Alemanha, Portugal e Zâmbia alber-
As escolas estão a ser cons- No presente ano lectivo Ciências e Serviços para a Adaptação do Ministério Federal da Educação e gam as referidas formações.
truídas nos bairros Chivili 2 foram matriculados no muni- às Alterações Climáticas e Gestão Pesquisa e contribuição equitativa a A rede meteorológica nacional
e Cambuanda, localizados na cípio do Andulo 62 mil alu- Sustentável dos Solos (SASSCAL). partir de 2017 dos países membros, cresceu em 2013 com a instalação de
sede do município. nos, nos três primeiros níveis Os resultados sobre as alterações o SASSCAL actua na capacitação e dezoito estações meteorológicas auto-
O governador da província de ensino geral. climáticas em Angola, de 2013 a 2017, formação de recursos humanos. máticas, que estão sob responsabilidade
do Bié, Boavida Neto, colocou A rede escolar pública no será ainda discutido, sob a égide da O organismo presta, igualmente, do Instituto Nacional de Meteorologia
no último fim-de-semana a município do Andulo aumen- SASSCAL em Maio próximo, num serviços nas áreas climáticas, água, e Geofísica (INAMET). Estão localizadas
primeira pedra para a cons- tou consideravelmente quer simpósio internacional em Lusaca, agricultura, florestas e biodiversidade. maioritariamente na região Sul de
trução das duas escolas. em número de alunos, quer capital da Zâmbia, onde também O administrador do SASSCAL, Gabriel Angola, abrangendo as províncias do
A iniciativa enquadra-se em infra-estruturas. vai ser abordado os resultados alcan- Miguel, referiu que em 2012 foi criado Namibe, Huíla e Cunene.
no âmbito do Programa Muni-
cipal Integrado de Desenvol- José Chaves | Andulo
EDMUNDO EUCILIO | EDIÇÕES NOVEMBRO
HUAMBO

INAPEM certifica centenas de empresas


O Instituto de Apoio a Micro, Peque- financiamento bancário, já que para classificação de uma empresa como
nas e Médias Empresas (INAPEM) tal têm de ter um documento do INA- micro, pequena ou média, “daí que
do Huambo certificou, desde o ano PEM”, sublinhou. na altura da certificação às vezes se
de 2012, 615 empresas, das quais 505 Domingos Chinhanga disse que verifique alguma polémica”.
micro, 70 pequenas e 40 médias. as empresas, depois de receberem O INAPEM é um organismo afecto
O director provincial da instituição, os certificados, usufruem de várias ao Ministério da Economia, que fun-
Domingos Chinhanga, disse que o benesses, como a isenção de impostos ciona como intermediário entre a
número de empresas certificadas e mais fácil acesso ao crédito bancário. classe empresarial e a banca. Além
está aquém da quantidade existente Domingos Chinhanga sublinhou das funções de certificação de empre-
na província. “As empresas que ainda que muitos empresários da província sas, presta formação gratuita de
não foram certificadas só procuram do Huambo desconhecem os pres- empreendedorismo.
Número de salas de aula está aumentar no Andulo os nossos serviços quando pretendem supostos obrigatórios que levam à Mário Clemente | Huambo
24 SOCIEDADE Quinta-feira
29 de Março de 2018

PARACETAMOL DE LIBERTAÇÃO PROLONGADA


EDIÇÕES NOVEMBRO DESDE O PASSADO DIA 11 NO SANATÓRIO

Cadáver “à espera”
de família no hospital
O corpo de um jovem, identificado como João Gregório
Sopomba, de 25 anos, está até ao fecho desta edição do
Jornal de Angola à espera, desde o passado dia 11 deste
mês, na morgue do Hospital Sanatório de Luanda, que os
familiares o vão levantar.
Em comunicado, o Hospital Sanatório de Luanda informa
que João Gregório Sopomba padecia de tuberculose pulmonar
e foi transferido, no dia 7, do Hospital Municipal de Catete
para o Hospital Sanatório de Luanda, onde morreu quatro
dias depois de ter dado entrada.
O Hospital Sanatório de Luanda, de acordo com o docu-
mento, pede a comparência dos familiares de João Gregório
Sopomba, que era natural de Luanda e filho de João Alfredo
e de Juliana.
Ontem, em contacto telefónico com o Jornal de Angola,
Carlos Pedro, da Assessoria de Imprensa do Hospital
Sanatório de Luanda, reforçou o apelo aos familiares do
jovem que, quando foi transferido para o Hospital Sanatório
de Luanda, estava apenas acompanhado de uma equipa
médica do Hospital de Catete.
No processo do doente, aberto pelo Hospital de Catete e
transferido para o Hospital Sanatório de Luanda, não consta
nenhum contacto telefónico de algum familiar, encontrando-
Inspectora Cristina da Cunha afirmou que caso o medicamento esteja em circulação no país a entidade vai comunicar se apenas os nomes dos pais, referidos no comunicado.
Carlos Pedro informou que o Hospital Sanatório de
Luanda regista por mês uma média de seis a setes casos
de abandono de doentes por parte de familiares, alguns

Inspecção investiga no país dos quais só aparecem depois do falecimento dos seus
parentes, sendo o fenómeno uma preocupação constante
da direcção do hospital.

remédio proibido em Lisboa NEUROLOGIA


JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO

Em causa estão os medicamentos Panadol Prolong 665 mg, Diliband Retard 75


mg+650 mg, Tramadol+Paracetamol KrKa 75mg+650mg e Tramadol+Paracetamol

tomarem conhecimento da ser o mesmo da lâmina de


César Esteves presença de medicamentos medicamento”, avisou a ins-
falsificados no mercado pectora, que afirmou não ser
interno, lembrou a inspec- apenas responsabilidade da
A Inspecção-Geral da Saúde LOCAIS DE ENTRADA tora. Cristina da Cunha deu Inspecção Geral de Saúde
está a fazer um levantamento DE MEDICAMENTOS FALSOS ênfase ao facto de a popu- nem do Serviço de Investi- O estado actual das pessoas com autismo será analisado
para determinar se estão ou Postos fronteiriços do Luvo lação ser ainda alertada para gação Criminal o combate
não à venda em Angola e Nóqui (Zaire) e Massabi a necessidade de aprender aos medicamentos contra-
medicamentos com para-
cetamol de libertação pro-
longada, cuja circulação esta
(Cabinda)

289
a identificar medicamentos
contrafeitos.
“Apesar de não ser fácil,
feitos. “É uma tarefa de todos
os cidadãos”, declarou a ins-
pectora Cristina da Cunha.
Autismo é debatido
suspensa em Portugal por
ter sido concluído que traz
mais riscos à saúde do que
Volumes de medicamentos
falsos apreendidos no
Nóqui
para um cidadão comum,
identificar um medicamento
falso, há informações que
Os postos fronteiriços por
onde mais passam medica-
mentos são os do Luvo, Nóqui
sábado em Luanda
benefícios. não devem faltar na emba- e Massabi e alguns fármacos A Associação Angolana de acompanhamento de 35
A informação foi avançada RDC lagem de um fármaco para são acondicionados com Amigos do Autismo (ASSA- crianças e adolescentes com
ontem ao Jornal de Angola País de proveniência da ser considerado verdadeiro”, outras mercadorias, como MA) realiza no sábado, em autismo e controlados pe-
pela inspectora Cristina da maior parte de disse a funcionária do Minis- fuba e produtos de beleza, Luanda, a terceira conferên- la organização não gover-
Cunha, que confirmou estar medicamentos falsos tério da Saúde. frisou a inspectora, que disse cia sobre a pessoa com au- namental na província de
o assunto a ser tratado pela apreendidos pelas terem sido já detectados tismo, onde vai ser abordado Luanda.
entidade reguladora, a Direc- autoridades angolanas medicamentos colocados o estado actual da protecção A activista social não reve-
ção Nacional de Medicamen- em colunas de som. estatal às pessoas com este lou dados estatísticos, mas
tos, “por se tratar de uma Os medicamentos A Inspecção-Geral da transtorno. admitiu que esteja a aumentar
situação normativa”. com paracetamol de Saúde tem realizado, em Por ocasião do Dia Mun- o número de casos de autismo,
A inspectora afirmou que, libertação colaboração com as polícias dial do Autismo, que é assi- sem, no entanto, dar uma ex-
caso os medicamentos este- 665 mg, Diliband Retard 75 prolongada de Guarda Fronteira e Fiscal nalado a 2 de Abril, através plicação sobre a razão do even-
jam no mercado angolano, mg+650 mg, Tramadol+Para- apresentam e a Administração Geral Tri- de uma resolução da Orga- tual aumento.
a Inspecção Geral da Saúde cetamol KrKa 75mg+650mg e toxicidade hepática, butária (AGT), “um trabalho nização das Nações Unidas A conferência vai ser rea-
vai emitir um comunicado Tramadol+Paracetamol Verum após ingestão de árduo” para impedir a entra- , o evento tem como objectivo lizada em parceria com o
para, além de alertar a popu- Pharma LP 75mg+650 mg. doses elevadas, que da de medicamentos falsi- ajudar a consciencializar a projecto Coração Azul, tendo
lação, recomendar a sua reti- A inspectora Cristina da pode ser fatal se não ficados no país. população sobre o autismo, sido escolhido o lema “Autis-
rada de circulação. Cunha informou também for adequadamente Uma informação dispo- um transtorno no desenvol- mo, Família, Comunidade e
Cristina da Cunha foi abor- que a Inspecção Geral da tratada nível na página oficial da Po- vimento do cérebro que Sociedade”.
dada pelo Jornal de Angola Saúde tem desenvolvido, lícia, no Facebook, dá conta afecta cerca de 70 milhões Os prelectores convidados
depois de ter sido tornada através do Departamento de de que, há dias, foram apre- de pessoas no Mundo. são o sociólogo Paulo de Car-
pública a decisão da Infar- Inspecção Farmacêutica, “Tem de ter prazo de vali- endidos, na fronteira do No- A vice-presidente da valho, Raimundo Ricardo,
med, a Autoridade Nacional acções regulares de inspec- dade, código de barra, data qui, 289 volumes de medi- associação, Suzana Pereira mestre em Ciências do Des-
do Medicamento e Produtos ção, nos portos, aeroportos de fabrico, o nome do medi- camentos diversos proveni- da Silva, disse ontem ao Jor- porto, e Conceição Bambi,
de Saúde de Portugal, tendo e postos fronteiriços a fim camento, da marca e o ende- entes da República Demo- nal de Angola que o défice em representação do Minis-
esta informado que os medi- de impedir a entrada de reço do fabricante”, advertiu crática do Congo. de especialistas para dar tério da Educação. Paulo de
camentos com paracetamol medicamentos falsificados Cristina da Cunha, para quem Na mesma operação, foram assistência às pessoas com Carvalho vai dissertar sobre
de libertação prolongada em Angola. esses dados não devem faltar apreendidos 832 telemóveis autismo está entre as “gran- “desafios do Estado Angolano
apresentam toxicidade he- Além disso, o Ministério na embalagem. A ausência e 800 vassouras, que estavam des aflições” vividas por para a gestão das políticas
pática, após ingestão de do- da Saúde tem apelado à de uma das informações, dissimulados num contentor famílias com portadores da públicas para as pessoas com
ses elevadas, que pode ser população, aos profissionais acrescentou, significa que de 40 pés. Os presumíveis patologia no país. deficiência”, enquanto Rai-
fatal se não for adequada- de saúde e distribuidores de alguma coisa não está bem proprietários dos produtos A associação trabalha ape- mundo Ricardo vai falar da
mente tratada. medicamentos para infor- com o medicamento. apreendidos foram detidos nas com um especialista em “estratégia para a formação
Em causa estão os medi- marem as autoridades com- “O prazo de validade que pelas autoridades policiais, psiquiatria infantil, de nacio- dos profissionais especiali-
camentos Panadol Prolong petentes sempre que estiver na embalagem deve na província do Zaire. nalidade cubana, que faz o zados na área da deficiência”.
SOCIEDADE Quinta-feira
29 de Março de 2018 25
TRANSPLANTES DE ÓRGÃOS
INSATISFAÇÃO
MARÇO MULHER
Associações
exigem
WALTH MAURÍCIO | EDIÇÕES NOVEMBRO

Proposta de lei “encalhada”


renovação no Parlamento há 15 anos
na FAPED Nefrologista Matadi Daniel afirmou que se houver transplantes
Membros de 18 das 26 asso- de rim muitas vidas de doentes renais em Angola podem ser salvas
ciações que compõem a Fede-
ração Angolana de Pessoas DOMBELE BERNARDO | EDIÇÕES NOVEMBRO
com Deficiência (FAPED),
acusam a direcção da mesa
da assembleia-geral de des- Mulheres da Igreja Messiânica foram homenageadas
vios de fundos e meios da
agremiação e propõem a re-
novação de mandatos.
Numa carta endereçada
Messiânicos exaltam
à direcção, a que o Jornal de
Angola teve acesso, as asso- o quotidiano da mulher
ciações consideram que a
Federação Angolana de Pes- O presidente da Igreja Messiânica Mundial de
soas com Deficiência não África, reverendo Cláudio Pinheiro, considerou,
correspondeu aos anseios gratificante, encerrar o mês de Março, dedicado
dos seus aficionados. às mulheres angolanas e de todo mundo, com
O colectivo de associações uma homenagem especial, através de um culto
alega injustiça e desrespei- evangélico, durante o qual enalteceu o papel
to, pelo facto de não bene- desse estrato social no desenvolvimento das
ficiar de apoio da Federação organizações e na construção e formação das
Angolana de Pessoas com sociedades.
Deficiência, nem haver in- O reverendo Cláudio Pinheiro que falava na
formação do paradeiro dos sede Central de África, no Futungo de Belas, em
meios e dos fundos que a ins- Luanda, considera o momento actual determi-
tituição adquire em nome dos nante no reconhecimento dos direitos da classe
associados. feminina, muito embora o género esteja ainda
JOSÉ COLA | EDIÇÕES NOVEMBRO em deficit, para melhorar a sua situação social
em todo o mundo.
Março, mês consagrado internacionalmente Médico Matadi Daniel disse que em 2017 morreram 286 pessoas por insuficiência renal
às mulheres, foi exaltado pela Congregação Reli-
giosa Messiânica Mundial, num culto que consistiu
na leitura de experiências de fé, a apresentação
de oferendas e a realização de peças teatrais que Alexa Sonhi de vida, a capacidade pro- base na população de Luanda,
retratam a vida quotidiana da mulher angolana. dutiva e sexual dos pacientes, que tem quase seis milhões
O responsável religioso teceu conselhos úteis homens ou mulheres. de habitantes, disse que, na
às mulheres para o alcance de uma vida longa, Uma proposta de lei sobre Dos 1.600 doentes renais capital angolana, podem
defendendo que uma das colunas de salvação transplantes de órgãos está submetidos à hemodiálise 85 entrar em diálise 600 pessoas,
evocada pelo fundador, o Japonês Meishu - “encalhada”, há 15 anos, na por cento fazem o tratamento mas estas não entram na
Sama,insere-se na busca da paz espiritual, Assembleia Nacional, que em Luanda e os restantes nas estatística ou porque prova-
saúde e desenvolvimento das sociedades através até hoje nunca se pronunciou províncias de Malange, velmente morreram cedo ou
da prática do Modelo da Agricultura Natural, sobre quando vai ser apro- Huambo e Benguela, em cujas porque não foi feito um diag-
sem fazer o recurso de produtos agro tóxicos vada, lamentou ontem, em áreas estão também centros nóstico correcto.
nas culturas.Neste momento, a sua congregação Luanda, o presidente da de hemodiálise. Na visão do médico, se for
religiosa está empenhada na expansão de hortas S o cie dade Angolana de No ano passado, de acordo melhorado o atendimento na
Associações querem realizar caseiras nas 18 províncias de Angola, para a Nefrologia. com o médico, morreram 286 periferia e havendo diagnós-
eleições na direcção da FAPED busca de saúde no seio familiar, combate à Matadi Daniel, que falava doentes, o que corresponde tico precoce, pode ser evitado
fome e à pobreza para diminuir as toxinas no à comunicação social à mar- a um índice de mortalidade que o doente renal chegue
Contactado pelo Jornal de corpo humano. João Mavinga gem do primeiro simpósio bruta anual de 14.3 por cento. ao nível cinco, que é a fase
Angola sobre o assunto, Silva sobre nefrologia da Clínica “Os médicos nefrologistas onde obrigatoriamente pre-
Lopes Etiambulo, presidente Multiperfil, disse que, sem não podem fazer transplantes cisa de fazer hemodiálise.
da Associação Nacional de a aprovação da lei sobre trans- de rim sem que a lei seja apro- “Se detectarmos o paciente
Deficientes de Angola, que plantes e havendo um sis- vada, sob pena de serem pre- ainda no nível 1, 2 ou 3, toma-
dirige o conselho de direc-
ção da FAPED, disse não
aceitar ser culpabilizado pela
PERISCÓPIO tema de saúde pública defi-
citário, os 1.600 pacientes
com insuficiência renal cró-
sos”, salientou Matadi Daniel,
que disse acreditar num índice
de mortalidade mais alto,
mos atitudes correctas que
lhe vão proporcionar mais
tempo e melhor qualidade
não realização até agora da nica, submetidos actual- possivelmente na ordem dos de vida”, declarou o médico,
assembleia de renovação
de mandato.
“Fiz grandes esforços,
nos últimos anos, para que
A cidade solitária mente à hemodiálise a nível
nacional, têm a sua esperança
de vida cada vez mais curta.
“A Sociedade Angolana de
20 aos 25 por cento. que chamou a atenção para
o facto de, enquanto a média
de idade dos doentes em diá-
lise é de 65 a 70 anos nos paí-
a assembleia-geral da Fede- Luciano Rocha Tudo isto a faz parecer, Nefrologia e a Associação dos ses desenvolvidos, em Angola
ainda mais desprotegida Matadi Daniel
ração Angolana de Pessoas Doentes Renais Crónicos já avisou que um é de 38 anos.
com Deficiência tivesse lu- na frieza e agressividade fizeram apelos, campanhas “São jovens ainda”, lamen-
A Baixa de Luanda é uma dos monstros de betão e transplante de
gar, mas fui mal sucedido”, de sensibilização e cartas para rim fica “muito tou o médico, para quem a
disse Silva Lopes Etiambulo lástima nos mais varia- vidro que a impedem de a Assembleia Nacional, mas inversão do quadro, passa pelo
díssimos aspectos, da respirar. Porque lhe cor- mais barato”
que ontem mesmo manteve até agora o Parlamento não para os cofres atendimento primário con-
encontro com os líderes das arquitectura bacoca bem tam a brisa da baía. se pronuncia”, acentuou o digno, que, no seu entender,
ao gosto de uma pequena O luandense já não sente do Estado
associações para solucionar médico, que disse haver doen- do que um não pode continuar ser visto
o assunto. burguesia endinheirada, atracção pela Baixa da sua tes, com possibilidades finan- como uma entidade publica
à higiene pública, pas- cidade. Pelo contrário, foge processo de
No encontro, bastante ceiras, que recorrem à vários hemodiálise de caridade para os pobres.
concorrido, ficou acordado sando por tudo o que de dela “como diabo da Cruz”. países, onde ficam na lista de “Precisamos melhorar o
mau se possa imaginar. Nem sequer tem espaços, contínuo
consensualmente que a espera para serem submetidos Serviço Nacional de Saúde
assembleia de balanço e Aquela zona da capital mesmo maus, para ao fim- a um transplante renal. por ser a base de sustentação
renovação de mandatos se carece, cada vez mais, de de-semana, juntar a famí- O médico nefrologista da melhoria da saúde no
realize no dia 27 Abril. motivos que façam dela lia ou amigos numa mesa defendeu que não se pode “Angola não pode ter uma país”, disse.
Em relação às acusações local onde apeteça viver de refeição. E quem tra- continuar a ter 1.600 doentes taxa de mortalidade bruta
de desvio de fundos e outros ou visitar. Principalmen- balha na zona ou traz farnel ou mais a fazerem diálise sem quase equiparada a de Por- Poucos casos em crianças
bens, Silva Lopes Etiambulo te aos fins-de-semana, de casa ou fica sem comer. que sejam encaminhados para tugal, que é de 13,5 por cento, Menos de cinco por cento do
negou e disse não passar de quando se esvazia do mar Nem café pode tomar. o transplante renal, porque o devido à falta de condições total de doentes que fazem
uma manobra de diversão, de gente que, nos outros A Baixa luandense não “fim deste tratamento (diálise) que o país vive”, afirmou o hemodiálise são crianças,
pois, acrescentou, as asso- dia, no seu turbilhão, qua- atrai o que devia atrair, não pode ser só a morte”. nefrologista. informou o médico que,
ciações que reivindicam não se lhe encobre as mazelas: mas parece ter íman para Matadi Daniel avisou que Matadi Daniel citou um quando lhe foi perguntado
pagam quotas, nem sequer ruas esburacadas, passeios tudo quanto é mau. Até um transplante de rim fica estudo internacional que diz sobre o porquê do apareci-
participam em actividades a imitá-las, árvores por fingidores de empresários “muito mais barato” para os haver, em um milhão de mento da doença em crianças,
programadas pela Federação tratar, águas de canos rotos, de restauração. Que estão cofres do Estado do que um habitantes no mundo, 100 respondeu que se deve à má
Angolana de Pessoas com mas também putrefactas, neste negócio sabe-se lá processo de hemodiálise con- pessoas que entram em diá- formação congénita nefro-
Deficiência. a escorrem pela via pública. porquê... tínuo, além de que o trans- lise anualmente e, depois de lológica ou à deformação dos
César André plante melhora a qualidade ter feito uma analogia com filtros renais.
26 LAZER Quinta-feira
29 de Março de 2018

HOJE NA HISTÓRIA os sul-vietnamitas eram pelo Norte, travavam


apoiados pelos Estados uma guerrilha contra o PALAVRAS CRUZADAS por Paulo Freixinho

Guerra do Vietname Unidos, Coreia do Sul,


Austrália, Tailândia, e
outras nações anti-comu-
governo do Sul e outras
forças anti-comunistas
da região, enquanto o
nistas pelo Mundo. O con- exército norte-vietnamita
A 29 de Março de 1973, os 1975. Foi a segunda das Guer- fl i t o n o Vi e t n a m e é (conhecido também pela
últimos soldados norte-ame- ras da Indochina e foi ofi- descrito como uma guerra sigla em inglês NVA) tra-
ricanos deixam o sul do Viet- cialmente travada entre o por procuração no auge vava uma luta mais con-
name. A Guerra do Vietname Vietname do Norte e o gover- da Guerra Fria. vencional, casionalmente
foi um grande conflito armado no do Vietname do Sul. Os Viet Cong (também travando grandes batalhas
que aconteceu no Vietna- O exército norte-vietna- conhecidos como Frente tradicionais. As ações
me, Laos e Camboja de 1 de mita era apoiado pela União Nacional de Libertação, militares dos guerrilheiros
Novembro de 1955 até a queda Soviética, China e outros ou FNL), uma organiza- Viet Congs foram per-
de Saigon a 30 de Aabril de aliados comunistas, enquanto ção comunista apoiada dendo força.

DESCUBRA AS SETE DIFERENÇAS por Casimiro Pedro

HORIZONTAIS VERTICAIS
1 - Município da província de 1 - Enrubesce.
Malanje. 2 - Astúcia.
10 - A parte superior do dente. 3 - Cortejar a pessoa
11 - Ousado. que se vai desposar.
12 - Pessoa que vende jornais 4 - País da África Ocidental cuja
pelas ruas. capital é Acra.
13 - Instrumento que faz 5 - Sódio (símbolo químico).
avançar na água 6 - Rijo. 7- Casa térrea onde se
embarcações pequenas. guarda o vinho e outras
14 - Fúria louca. 15- Rio de provisões.
Angola que nasce no 8 - Pequena peça de vidro muito

CURIOSIDADES ANEDOTAS município de Quitexe,


província de Uíge e
desagua no Oceano
fino usada para cobrir
preparações para observação
ao microscópio.
Após um dia de Atlântico, imediatamente a 9 - Oportunidade.
trabalho, João chega Norte da cidade de 10 - As folhas ou agulhas do
Ambriz. pinheiro.
a casa e comenta
16 - Los Angeles (abreviatura). 15 - Latitude (abreviatura).
com a mulher: 17 - União Africana. 17 - Juntei. 19- Apoio.
— Hoje tive uma sorte 18 - Fileira. 20- Milímetro 21 - Que tem excesso de mimos.
do caraças... estava (abreviatura). 23 - Repetição de um som.
a trabalhar num 22 - Cérceo. 25- Antes do 24 - Passa por uma sucessão
andaime e deu-me meio-dia. 26- Suspiros. gradual de transformações.
vontade de ir ao 28 - O número 101 em 27 - Desaparecer.
banheiro. Não é numeração romana. 30 - Matizar.
que enquanto lá 29 - Observei. 31- Calado. 32 - Concedida.
33 - Entrada gratuita. 33 - Suporte.
estava, o andaime
35 - Glória. 36- Revestir de 34 - Flanco.
caiu e o Manuel falsas aparências. 35 - Federação Angolana de
morreu?! Foi uma 37 - Adjunto. Futebol.
tragédia! 39 - Coberto de suor. 38 - Eles.
— Pobre mulher - diz 40 - Que não é da terra.
ela -, com tantos
filhos, como é que
os vai sustentar
agora?
— Felizmente para
ela - diz o João -, os
SUDOKU
Clã e a sua forma de constituição seguros deram-lhe
dez milhões de
kuanzas.
Um clã é constituído por 10000 pessoas. O termo como: tribos e bandos. O mulher comenta:
um grupo de pessoas uni- Clã vem da palavra gaé- Frequentemente, o factor — E tu a fazer chichi,
das por laços de paren- lica clann, que significa distintivo é o clã consti- João!
tesco e linhagem, definido “crianças”, ou mais espe- tuir-se na parte menor
por via da descendência cificamente, 2 crianças de uma sociedade maior,
de um ancestral comum. de uma família”. tais como: uma tribo ou
Mesmo se os reais padrões Alguns clãs são patri- um Estado. Exemplos,
de consanguinidade forem lineares, significa que os incluem clãs irlandeses, Estava um hom Preencha toda
desconhecidos, os mem- seus membros estão vin- escoceses, chineses e ja- em acompanhado a grelha com
bros do clã reconhecem culados à linhagem mas- poneses, os quais existem de duas mulheres, números de 1 a 9.
um membro fundador ou culina, por exemplo, os enquanto grupos de pa- uma alta outra Cada número
não deverá ser
ancestral maior. clãs da Arménia. Outros, rentesco, dentro de suas baixinha. Ele pergunta utilizado mais do
Como o parentesco ba- são matrilineares: os seus respectivas nações. Ob- à baixinha: que uma vez por
seado por laços, pode ser membros são vinculados serve-se, todavia, que tri- — Quantos tem linha, por coluna
de natureza meramente à linhagem feminina. bos e bandos podem tam- Indiana Jones? e por quadrado
de nove casas.
simbólica, alguns clãs Existem, ainda, clãs “bila- bém ser componentes de A baixinha responde:
compartilham um ances- terais”, que consiste de sociedades maiores. Tri- — Nenhum!
tral comum "estipulado", todos os descendentes do bos árabes são grupos Em seguida, o
que é um símbolo de uni- ancestral maior, tanto da menores, dentro da socie- homem pergunta
dade do clã. Quando este linhagem masculina como dade árabe, e bandos Oji- faz a mesma
ancestral não é humano,
é referenciado como um
da feminina. Os clãs da
Escócia são um exemplo:
bwa são partes menores,
da tribo Ojibwa.
pergunta à mulher
alta e esta responde:
SOLUÇÕES dos problemas do dia 29 de Março de 2018

“totem” animal. Em geral, se um clã é patrilinear, Além das diferentes — 360! PALAVRAS CRUZADAS SUDOKU SETE
o parentesco difere da matrilinear ou bilateral, tradições de parentesco, Admirado com a HORIZONTAIS DIFERENÇAS
1- CANGANDALA. 10- COROA. 11- AUDAZ.
relação biológica, visto depende de regras e nor- uma confusão conceitual resposta absurda 12- ARDINA. 13- REMO. 14- RAIVA. 15- LOGE.
16- LA. 17- UA. 18- ALA. 20- MM. 22- RENTE.
• A orelha,
que também envolve a mas de parentesco que adicional emerge do uso da mulher, o 25- AM. 26- AIS. 28- CI. 29- VI. 31- MUDO.
33- BORLA. 35- FAMA. 36- PALIAR. 37- ADIDO.
• A camisola,
adopção, casamento e regem a sociedade de coloquial do termo. Em homem pergunta: 39- SUADO. 40- FORASTEIRO. • A pasta,
supostos laços genealó- onde se insere. países pós -soviéticos, — Então, onde é que VERTICAIS • o muro,
1- CORA. 2- ARDIL. 3- NOIVAR. 4- GANA. 5- NA.
gicos. Os clãs podem ser Em diferentes culturas por exemplo, é comum estão os 360 T? 6- DURO. 7- ADEGA. 8- LAMELA. 9- AZO. • A barba,
10- CARUMA. 15- LAT. 17- UNI. 19- AMPARO.
descritos mais facilmente e situações, um clã pode falar-se em clãs ao refe- A mulher diz: 21- MIMADO. 23- ECO. 24- EVOLUI. 27- SUMIR. • O telefone,
30- IRIAR. 32- DADA. 33- BASE. 34- LADO.
como subgrupos de tri- significar a mesma coisa rir-se a redes informais, — Tam-taram, 35- FAF. 38- OS. • O relógio .
bos, e geralmente cons- que outros grupos, basea- dentro da esfera econó- adivinha tu…
tituem grupos de 7000 a dos em parentesco, tais mica e política.
Quinta-feira
29 de Março de 2018 27
PUBLICIDADE

TERCEIRA REGIÃO TRIBUTÁRIA


(Luanda e Bengo)

AVISO DE APREENSÃO N.º 19

A Terceira Região Tributária avisa aos importadores (Agentes de Navegação) abaixo indicados, que nos termos do artigo 509.º, n.º 1, alínea b), conjugado com os
artigos 512.º e 481.º, todos do Código Aduaneiro, procedeu à apreensão dos contentores demorados abaixo indicados:

SIGLA DE AGENTE DE SIGLA DE AGENTE DE


N.º ESTADO N.º ESTADO
CONTENTOR NAVEGAÇÃO CONTENTOR NAVEGAÇÃO
01 MAEU7902745 BOM N/Identificado 46 PUNU1152107 BOM N/Identificado
02 MAEU8011518 BOM N/Identificado 47 PUNU1172947 BOM N/Identificado
03 MAEU8016741 BOM N/Identificado 48 PUNU1226940 BOM N/Identificado
04 MAEU8327065 BOM N/Identificado 49 PUNU1409340 BOM N/Identificado
05 MNBU3149650 BOM N/Identificado 50 PUNU1500579 BOM N/Identificado
06 MSKU8028695 BOM N/Identificado 51 PUNU1500780 BOM N/Identificado
07 MSKU8079270 BOM N/Identificado 52 PUNU1518220 BOM N/Identificado
08 MSKU8176678 BOM N/Identificado 53 PUNU1538868 BOM N/Identificado
9 MSKU8235650 BOM N/Identificado 54 PUNU1793395 BOM N/Identificado
10 MSKU8260503 BOM N/Identificado 55 PUNU1907862 BOM N/Identificado
11 MSKU8391170 BOM N/Identificado 56 PUNU1921007 BOM N/Identificado
12 MSKU8456461 BOM N/Identificado 57 PUNU1923499 BOM N/Identificado
13 MWCU6928066 BOM N/Identificado 58 PUNU1923591 BOM N/Identificado
14 PUNU1100957 BOM N/Identificado 59 PUNU1980294 BOM N/Identificado
15 PUNU1109369 BOM N/Identificado 60 PUNU2501046 BOM N/Identificado
16 ATASIF-1023 BOM N/Identificado 61 PUNU4101324 BOM N/Identificado
17 ATASIF-2055 BOM N/Identificado 62 PUNU4102763 BOM N/Identificado
18 ATASIF-4844 BOM N/Identificado 63 PUNU4102850 BOM N/Identificado
19 BMOU9700869 BOM N/Identificado 64 PUNU4718264 BOM N/Identificado
20 BMOU9769488 BOM N/Identificado 65 PUNU4781309 BOM N/Identificado
21 BMOU9806447 BOM N/Identificado 66 PUNU1140272 BOM N/Identificado
22 CRLU7101631 BOM N/Identificado 67 PUNU1141226 BOM N/Identificado
23 KNLU5014570 BOM N/Identificado 68 PUNU1152010 BOM N/Identificado
24 MAEU5389211 BOM N/Identificado 69 PUNU1152088 BOM N/Identificado
25 MAEU6329884 BOM N/Identificado 70 PUNU1171853 BOM N/Identificado
26 MAEU6367448 BOM N/Identificado 71 PUNU1178760 BOM N/Identificado
27 MAEU8191976 BOM N/Identificado 72 PUNU1259348 BOM N/Identificado
28 MAEU8360166 BOM N/Identificado 73 PUNU1287761 BOM N/Identificado
29 MNBU0273360 BOM N/Identificado 74 PUNU1309623 BOM N/Identificado
30 MNBU3512200 BOM N/Identificado 75 PUNU1375587 BOM N/Identificado
31 MNBU9032954 BOM N/Identificado 76 PUNU148051 BOM N/Identificado
32 MSKU8092354 BOM N/Identificado 77 PUNU1538699 BOM N/Identificado
33 MSKU8139301 BOM N/Identificado 78 PUNU1642845 BOM N/Identificado
34 MSKU8688322 BOM N/Identificado 79 PUNU1642845 BOM N/Identificado
35 MSWU9025109 BOM N/Identificado 80 PUNU1808690 BOM N/Identificado
36 PUNU9600316 BOM N/Identificado 81 PUNU1850200 BOM N/Identificado
37 PUNU0064552 BOM N/Identificado 82 PUNU1962942 BOM N/Identificado
38 PUNU0183140 BOM N/Identificado 83 PUNU1981406 BOM N/Identificado
39 PUNU1100607 BOM N/Identificado 84 PUNU1981496 BOM N/Identificado
40 PUNU1109029 BOM N/Identificado 85 PUNU3050043 BOM N/Identificado
41 PUNU1118880 BOM N/Identificado 86 PUNU4102439 BOM N/Identificado
42 PUNU1120115 BOM N/Identificado 87 PUNU4103353 BOM N/Identificado
43 PUNU1123466 BOM N/Identificado 88 PUNU4719122 BOM N/Identificado
44 PUNU1146505 BOM N/Identificado 89 PUNU4781232 BOM N/Identificado
45 PUNU1152107 BOM N/Identificado 90 PUNU4781248 BOM N/Identificado

O prazo para a interposição do recurso hierárquico com fundamento na não susceptibilidade do confisco das mercadorias apreendidas é de dez dias úteis, contados
da data da publicação do presente aviso, conforme preceitua o artigo 514.º do Código Aduaneiro.
As mercadorias apreendidas estão sujeitas a confisco, no caso de não ser interposto, no prazo fixado, o recurso a que se refere o parágrafo anterior.

Terceira Região Tributária, aos 22 de Março de 2018.

A DIRECTORA REGIONAL
Eurídice Cristina F. Bárber A. Alves
(100.210c)
(100.117b)
28 Quinta-feira
29 de Março de 2018

PUBLICIDADE

REPÚBLICA DE ANGOLA
MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Processo de execução fiscal aduaneira n.º 794/RDA/2017


Executado(a): BEND´S COMERCIAL, LDA.
Terceira Região Tributária (Delegação Aduaneira do Porto de Luanda)

NOTIFICAÇÃO DE PENHORA POR EDITAL


FAZ-SE SABER QUE, na Terceira Região Tributária (Luanda) da Administração Geral Tributária, sita na Avenida 4 de Fevereiro, Marginal, Largo Diogo Cão, corre termos o Processo
de Execução Aduaneira n.º 794/RDA/2017, instaurado pela Administração Geral Tributária, em 2017, por dívida aduaneira no valor de Akz. 10.721.901,00 (dez milhões setecentos e
vinte um mil novecentos e um Kwanzas)

ORIGEM DA DÍVIDA MONTANTE


Imposto Sobre o Cosumo de Produtos Diversos (D59) Akz. 3.024.392,00
Imposto Sobre a Importação (E62) Akz. 5.073.387,00
Juros de Mora (l37) Akz. 2.624.122,00
SOMA Akz. 10.721.901,00

Pelo que, nos termos dos n.ºs 2 e 5 do artigo 97.º e do n.º 1 do artigo 100.º do Código das Execuções Fiscais, aprovado pela Lei n.º 20/14, de 22 de Outubro, conjugados com a alínea
e) do n.º 2 do artigo 77.º da Lei de Base das Instituições Financeiras (Lei n.º 12/15, de 17 de Junho), no âmbito do processo de execução fiscal aduaneira contra si instaurado, foram
penhorados valores insuficientes para o pagamento da dívida exequenda e custas processuais, nas contas bancárias, por si tituladas, domiciliadas no seguinte Banco:
I. Banco Sol, S. A.
Assim, nos termos do artigo 28.º, n.ºs 3 e 4, e 29.º, nº 4, do Código das Execuções Fiscais, conjugados com os n.ºs 6 e 7 do artigo 93.º do Código Geral Tributário, aprovado pela Lei
n.º 21/14, de 22 de Outubro, é notificada a Executada, BEND´S COMERCIAL, LDA. contribuinte fiscal n.º 5417068543, com último endereço conhecido situado na Rua da Liga
Nacional Africana nº 106, Maculusso em Luanda, actualmente em parte incerta, para que, no prazo de 10 (dez) DIAS, que começará a correr depois de finda a dilação de 30 (trinta)
DIAS a contar da data de publicação do segundo e último anúncio, deduzir, querendo, OPOSIÇÃO À PENHORA, nos termos do disposto no artigo 90.º do Código das Execuções
Fiscais, sob pena de o processo prosseguir os seus termos até final e, eventualmente, com a adjudicação dos valores penhorados a favor da Administração Geral Tributária, nos
termos do disposto no artigo 156.º do Código das Execuções Fiscais, tudo conforme melhor consta do duplicado do mandado de penhora e notificação que se encontram na Delegação
Aduaneira do Porto de Luanda, adstrita à Terceira Região Tributária (Luanda), sita na Avenida 4 de Fevereiro, Marginal, Largo Diogo Cão, edifício da Alfândega de Luanda, 2.º andar,
à disposição da executada.
Delegação Aduaneira do Porto de Luanda, em Luanda, aos 26 de Março de 2018.
E eu, Deborah Santos, Escrivã, o subscrevi.

A Chefe da Delegação
Nerethz Faria Coelho da Cruz Tati
(100.200b)

LSG SKY CHEFS TAAG ANGOLA CATERING S.A, O Grupo LSG é líder mundial no fornecimento de produtos

a bordo e ao longo de toda a cadeia de serviços integrados.


Neste conjunto de encargos estão incluídos, catering, vendas e programas de entretenimento durante o voo, con-
cepção e fornecimento de equipamentos, logística, bem como serviços de consultoria e operação em lounges.
O empenho e dedicação da empresa à culinária, com padrões de excelência, e a larga experiência logística, pro-
porcionaram uma ramificação directa e bem-sucedida pelos mercados adjacentes nomeadamente, no sector fer-
roviário e no retalho de conveniência.
Relativamente às actividades de catering, as mesmas são comercializadas sob a marca "LSG Sky Chefs", distri-
buindo anualmente 628 milhões de refeições e está presente em 209 aeroportos espalhados pelo mundo.

Para nossa unidade de Catering em Luanda, Angola, estamos actualmente a procura de um

Executivo Sous-Chefe (m/f)

Responsabilidades:
• Aplicação de conhecimentos culinárias e de gestão para garantir e aumentar a satisfação dos nossos clientes Li-
nhas áreas;
• Produzir menus de alta qualidade referente a design e sabores,
• Garantir a confecção adequada e atempada, conforme a especificação do menu de cada cliente.
• Garantir que os padrões de higiene e segurança são estritamente cumpridos nos processos de produção.
• Monitorizar a realização adequada da confecção, empacotamento e da operação;
• Providenciar treino e desenvolver a equipa da Produção, estabelecer horários e avaliar desempenhos;
• Encorajar uma comunicação eficaz com as equipas, outros departamentos e clientes;
• Ajudar na preparação e criação de todos os Menus e controle receitas e especificações;
• Controle apropriado de requisições feitas para o Armazém, evitando o congestionamento de stocks e desperdí-
cios;
• Providenciar apoio ao Chefe Executivo em trabalhos administrativos, planeamentos e controle Deptº;
• Cooperação e apoio a Deptº Comercial no cálculo de custos;
• Substituição eficaz do Chefe Executivo em situação de ausências.

Requisitos exigidos:
Nacionalidade Angolana
Certificados de experiência em Excelência Culinária;
5 Anos de experiência como Sous-Chefe no ramo Hotelaria ou Catering;
Disponibilidade para trabalho ao Fim- de- Semana;
Conhecimentos práticos de MS Office e Software do Ramo;
Capacidade de apresentar soluções em situações problemáticas;
Bons conhecimentos da Língua Inglesa, falado e escrito;

Oferecemos integração numa equipa jovem e dinâmica, numa empresa sólida, com crescimento forte contínuo.
Os candidatos cujo perfil corresponde ao descrito, são convidados a enviar as suas candidaturas com foto recente,
documentação e indicação da pretensão salarial para: rh.angola@lsgskychefs.com até ao dia 15 de Abril de 2018.
(400.030) (5239)
CULTURA Quinta-feira
29 de Março de 2018 29
“MUZONGUÉ” CENTRO CULTURAL BRASIL-ANGOLA

Flay e Fedy “Memórias 35 anos” DR

DOM CAETANO E ZECA SÁ LANÇAM DISCO


recebem NA PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA
Dom Caetano e Zeca Sá agendaram para 8 de Abril, na Praça da
distinções Independência, em Luanda, o lançamento do disco “Memórias
35 anos”. O disco condensa um conjunto de melodias, algumas
em Cacuaco das quais, são poemas de Agostinho Neto. O CD tem 16 músicas
em estilos rumba, semba, entre outros ritmos. No mesmo mês,
Dom Caetano vai lançar o álbum a solo, “Esperança divina”.
Os cantores Flay e Fedy Kalu-
peteca são contemplados,
hoje, às 18h30, no Centro Cul- TEATRO NO NAMIBE arte na província.
tural Roseira, em Cacuaco, HISTÓRIA DA ARTE Por sua vez, Dionísio
com diplomas de mérito e É TEMA DE PALESTRA Salvador, representante do
estatuetas pelo contributo O Dia Mundial do Teatro foi grupo teatral Lucy Arte, da
prestado à música angolana. marcado pela realização de comuna da Lucira, é de
A iniciativa é da produtora uma palestra, na terça- opinião que o Dia Mundial
Buleana e está inserido no feira, sobre a história da do Teatro permite valorizar
projecto “Muzongué das arte no país e no Namibe, a arte de representar. Em
homenagens” que reconhece enquadrada nas Festas do sua opinião, o teatro
as acções do cantor enquanto Mar 2018. evoluiu nos últimos anos, Glória Pires é a protagonista da película de Ana Muylaert exibida hoje em Elas no Ecrã
artista, as suas acções na A palestra foi proferida pelo com o surgimento de novos
produção, promoção e divul- historiador Pompeu David, grupos e muitos actores
gação da cultura nacional que realçou a importância que nas suas
através da música.
A homenagem acontece
num ambiente de festa, no
qual os contemplados vão
do teatro e deu a conhecer
o género produzido na
província, além de ter feito
uma análise sobre o
representações transmitem
mensagens apelativas
sobre a prática do bem.
Janeth Amorim, actriz do
Filme “É proibido fumar”
interpretar temas de sua auto-
ria. Flay tem como principal
cartão de visita os temas de
referência dos seis discos,
progresso e os erros mais
EDIÇÕES NOVEMBRO
Calambas de São Pedro,
considera o teatro como a
“mãe de todas as artes”.
Na província do Namibe
encerra ciclo de cinema
nos quais se destacam “É existem13 grupos teatrais, A segunda edição do projecto Elas no Ecrã homenageou a
doçura”, “Sassa mutema” e integrados por150 actores.
“Escravo da canção”, enquan- Entre os mais conhecidos cineasta brasileira Ana Muylaert, pela primeira vez em África
to Fedy leva para apreciação são Colacerna, Catjude,
do público “Namoro de brin- Muwenho, Calambas do
cadeira”, entre outras canções. São Pedro, Lá Estrela do Francisco Pedro Pires, Melhor Actriz Coadju- bições dos filmes no CCBA
O evento tem como convi- New e Projecto vante, Dani Nefussi, Melhor tiveram entradas livres. A pri-
dados os cantores Mona Ni- Constelação. Roteiro, Anna Muylaert, Me- meira edição do ciclo de
castro, Mestre Dangui, Mi, Existem ainda os grupos O ciclo de cinema Elas no lhor Direcção de Arte, Mara cinema Elas no Ecrã reali-
Anderson e As Felinas. Os Ovacongo e Ecos das Ecrã encerra hoje, com duas Abreu, Melhor Trilha Sonora, zou-se em 2017, sob iniciativa
cantores são contemplados Montanhas, os Nzila T. O sessões, sendo a primeira, às Márcio Nigro, Melhor Mon- do CCBA, da APROCIMA e
fruto de uma pesquisa sobre comuns. A directora Acampamento dos Actores, 16h30, com o filme “É proi- tagem, Paulo Sacramento. da Cinemateca Nacional.
a carreira dos mesmos, na provincial da Cultura, o Festival de Moçâmedes, bido fumar”, e a segunda, às
qual constatou-se que ambos Euracema Major, disse que bem como as 19h00, com o filme “Mãe só Segunda sessão Ana Muylaert
merecem a homenagem na província é notório o apresentações aos há uma”, no auditório do O filme “Mãe só há uma”, É uma das mais renomadas
devido o tempo de trabalho. crescimento de grupos de domingos no palco da Centro Cultural Brasil-Angola narra a história de Pierre, que cineastas de sua geração e
Flay e Fedy Kalupeteca teatro e apelou aos cultura são os principais (CCBA), em Luanda. descobre que a família não é membro da Academia de
foram escolhidos por serem participantes no sentido de eventos para assistir teatro Em “É proibido fumar” biológica quando a polícia Artes e Ciências Cinemato-
cantores dedicados, apesar se unirem em associação em Moçâmedes. Baby, protagonizada por prende a sua mãe. Confuso, gráficas de Hollywood.
do sucesso. Flay é cantor do para o engrandecimento da Manuel de Sousa Glória Pires, vive sozinha no procura os parentes verda- Estudou cinema na Escola
grupo carnavalesco Bravos apartamento que herdou da deiros, que o tratam por Felipe. de Comunicação e Artes da
da Vitória da Catumbela, mãe e dá aulas de violão para A nova realidade faz com que Universidade de São Paulo
líder, vocalista e co-fundador alguns alunos. encontre finalmente a iden- (USP). Como roteirista par-
da Banda Voga, criada no MARÇO-MULHER Quando Max se muda para tidade verdadeira. ticipou das equipas de criação
princípio dos anos 2000. HENRY CELSO | ANGOP o apartamento vizinho, Ba- A película conquistou o pré- dos programas “Mundo da
O cantor tem cinco discos by apaixona-se por ele e está mio “Teddy Award: Männer Lua” (1991) e “Castelo Rá-
inéditos: “Doçura e loucura”, disposta a enfrentar o vício Magazine”. O ciclo serviu para tim-bum” (1995) da TV Cul-
“Catumbela meu berço”, compulsivo do cigarro. Mas homenagear a cineasta bra- tura, Disney Club (1998), do
“Lições da vida”, “Desabafo” a crise de abstinência será api- sileira Ana Muylaert, que está SBT, e “Um menino muito
e “Sempre firme” e a colec- mentada pelas saudades que em Luanda desde segunda- maluquinho” (2006), da TVE
tânea em CD e DVD “Flay ele sente da ex-mulher,que feira, a convite do Centro Cul- Brasil, além de ter escrito o
20 anos”. Foi instruendo de é modelo. tural Brasil-Angola. episódio do “Open a Door :
Eduardo Paim e tornou-se No género drama, além de O menino, a favela e as tam-
conhecido pela peculiaridade Glória Pire, premiada Melhor pas de panela”, dirigido por
da sua voz fina na década de Actriz, onze vezes em 2009, Cao Hamburger.
1990. Natural do Lobito, onde o filme tem no elenco Antó- O ciclo Em 2005 foi co-roteirista
integrou a Banda KS, e é nio Abujamra, Paulo Miklos, homenageou a da série “Filhos do Carnaval”,
intérprete de kizomba, semba Poemas de Alda Lara e canções de Lourdes Van-Dúnem em palco Paulo César Peréio, Marisa cineasta brasilerira da HBO, e fez o último trata-
e rumba. Por sua vez, Fedy, Orth e Pitty. Ana Muylaert, que mento do roteiro do filme “O
natural da Catumbela, em Na equipa, Jacob Solitre- está em Luanda ano em que meus pais saíram
Benguela, é um actor de tea-
tro e dedica-se à música.
Fedy foi auxiliar de Moisés
Irina Vasconcelos canta nick, direcção de fotografia,
Ana Mara Abreu, directora
de arte, Marisa Guimarães,
desde segunda-
feira, a convite do
de férias”.
Em 2007 colaborou nos
roteiros da Série “Alice”.
Centro Cultural
Kafala, nas aulas de canto,
momentos em que desen- sábado no Palácio de Ferro figurinista, Sara Silveira e Ma-
ria Ionescu na produção. Na
Brasil-Angola Escreveu o roteiro do filme
“Quanto Dura o Amor?” em
volveu a arte do canto. Inter- banda sonora há várias can- parceria com Roberto Moreira.
preta temas que descrevem Irina Vasconcelos actua no pela leveza da sua poesia”, ções de Música Popular Bra- Dirigiu “Rock Paulista”, “A
momentos ímpares que viveu. sábado, no palco da Fundação disse Irina Vasconcelos, que sileira (MPB) como “Taj Mahal” Durante o ciclo foram exi- origem dos bebés segundo
Temas como “Gravidez de Sindika Dokolo, no Palácio garantiu oferecer ao público de Jorge Ben Jor, “Baby” , de bidos os filmes “Mãe só há Kiki Cavalcanti” (1996) e os
brincadeira”, “Muatu uami”, de Ferro, na Baixa de Luanda, temas do seu primeiro álbum Caetano Veloso e “Filhos de uma”, “É proibido fumar”, longa-metragem “Durval Dis-
“Sempre Benguela”, “Resul- para recordar a cantora Lour- a solo “Kai”, acompanhada Gandhi” de Gilberto Gil. “Chamada a cobrar” e “Que cos” (2002), prémio de melhor
tado justo”, “Solange”, “KonJ- des Van-Dúnem e a escritora por Divino Larson (guitarra A produção é da África fil- horas ela volta?”, seguidos filme e melhor realizadora
dany” constam entre os seus Alda Lara, no âmbito das co- solo), Kappa D (baixo) e mes e Dezenove som imagens. de debate com a realizadora, no 30º Festival de Cinema de
trabalhos gravados. Ficou em memorações do mês dedi- Gabriel (bateria). Lançado em Dezembro de que teve, também, encontros Gramado e , este em 2009,
terceiro lugar no programa cado à mulher. Irina Vasconcelos come- 2009, a banda sonora, de au- com profissionais, estudantes “É Proibido Fumar”, com Gló-
“Explosão”, da TPA, em 1983, Na primeira parte do con- çou a carreira com a banda toria de Marcio Nigro, mereceu de cinema, membros da Asso- ria Pires e Paulo Miklos. Em
com “Divua dya mi”. Gravou certo, vai revisitar temas de Café Negro e Kilapanga do o Grande Prémio do Cinema ciação Angolana de Profis- 2011, dirigiu dois episódios
o primeiro disco, “Cacim- Lourdes Van-Dúnem e poe- Órfão. Em 2012 lançou o Brasileiro, de Melhor Longa- sionais de Cinema e Audiovi- da série “Preama”, “Chamada
bada”, em 1994, e deu se- mas de Alda Lara. A cantora álbum “Safra”. Mistura afro- Metragem Ficção. sual (APROCIMA) e público a Cobrar”, “Que Horas Ela
quência com “Ombembwa” justifica a escolha por con- jazz, rock e word music. Ci- em geral, em que abordou- Volta?”, longa premiado no
(2001), “Kalupeteca” (2002) siderar que as duas perso- mentou o seu lugar na cena Prémios se sobre sua trajectória, os Festival de Sundance, e no
e “Tchikuelume - Namoro de nagens deixaram marcas na musical acrescentando no “É proibido fumar” conquis- seus filmes premiados, o Festival de Berlim. Em 2016,
brincadeira” (2005), “É o Pró- cultura e no imaginário ango- seu reportório versões de tou vários prémios, dos quais cenário actual do mercado dirigiu “Mãe Só Há Uma” e
prio” (2003) e “Resultado lano. “Lourdes Van-Dúnem, clássicos nacionais, “Belina”, no Festival de Brasília, Melhor de trabalho audiovisual e a venceu o prémio de melhor
justo” (2008). com o seu canto, remete-nos de Artur Nunes, e “14 chuvas”, Filme, Melhor Actor , Paulo presença da mulher no uni- filme pelo júri de leitores da
Roque Silva aos lamentos e Alda Lara, de Teta Lando. Miklos, Melhor Actriz , Glória verso da sétima arte. As exi- revista alemã “Männer.
30 DESPORTO Quinta-feira
29 de Março de 2018

JOGOS AFRICANOS DA JUVENTUDE TAÇA DE ANGOLA EM BASQUETEBOL


KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO
Breves Quartos-de-final já
SÍLVIO SOUSA
JOGA A FINAL
UNIVERSITÁRIA
A equipa norte-americana
da Universidade de Kansas,
tem quadro completo
onde alinha o poste O quadro dos jogos dos quar- riorizar-se aos estudantes
internacional angolano, tos-de-final da 34ª edição por convincentes 73-53, ao
Sílvio Sousa, 2,06 metros, da Taça de Angola em bas- passo que os helmarquistas
disputa a 31 do corrente, quetebol sénior masculino, venceram por 81-74, os vilen-
diante da equipa de cujo destaque é o Interclube- ses. A qualificação do Hel-
Vilanova, a final do Recreativo do Libolo, está marc, no ano de estreia em
campeonato académico. completo com o emparcei- competições domésticas, e o
Nas meias-finais, o Kansas ramento do Desportivo da afastamento do Vila, um habi-
venceu por 85-81, o Duke. Marinha -ASA, 1º de Agosto- tué nestas lides, foram as
Sílvio, que jogou 26 Helmarc Academia e Cris- notas dominantes na segunda
minutos, marcou apenas 4 gunza-Petro de Luanda. maior prova do calendário
pontos, mas foi A serem jogadas a duas da Federação Angolana de
determinante na luta pelas mãos, as partidas estão agen- Basquetebol (FAB).
tabelas, tendo ganho 10 dadas para os dias 10 e 17 de Manuel Silva “Gi”, técnico
ressaltos. Abril. Na terça-feira, nas eli- do Vila lamentou a má abor-
Antes, o atleta formado no minatórias da fase interpro- dagem ao jogo feita pelos
1º de Agosto, tinha feito vincial, ASA, às ordens de jogadores. “Queríamos pas-
história ao se tornar no Carlos Dinis, e Helmarc, sar à outra mas infelizmente
primeiro angolano a orientado por Elvino Dias, não foi possível porque co-
participar na fase “Elite 8” justificaram as vantagens tra- metemos muitos erros”.
da NCAA, que como o nome zidas do primeiro encontro A meia-final, a ser jogada
indica, reúne as 8 melhores em que venceram por 77-76, também a duas voltas, acon-
equipas do basquetebol a Universidade Lusíada, lide- tece nos dias 24 de Abril e 1
universitário nos Estados rada por Manuel Silva “Gi”, de Maio, cuja data assinala
Unidos. e 62-57, frente ao Vila Clotilde, o dia do trabalhador. Dia 19
Outra grande marca para comandado por Osvaldo Fer- do referido mês, a um só
Seleccionador Cláudio Brandão acredita num bom desempenho dos atletas convocados Sílvio e o Kansas, é nandes “Ndinho”. jogo, é decidido o vencedor
chegarem à “Final Four”, No jogo de resposta, os da Taça de Angola.
tendo conseguido o titulo aviadores voltaram a supe- Anaximandro Magalhães
de melhores da região

Nadadores preparam Centro Oeste.

CARLOS MORAIS
JOSÉ SOARES | EDIÇÕES NOVEMBRO

competição da Argélia
CONVOCADO PARA O
JOGO DAS ESTRELAS
O extremo internacional
angolano, Carlos Morais,
jogador contratualmente
Selecção Nacional conquistou vinte e duas medalhas, das ligado ao Benfica, voltou a
ser convocado pela
quais seis de ouro, no Zonal Seis disputado este mês no Malawi Federação Portuguesa de
Basquetebol (FPB), para
disputar o All-Star Game,
Armindo Pereira estes nadadores nos respec- serviu de antecâmara para a referente à edição de 2018, Interclube e Recreativo do Libolo é a partida de cartaz
tivos países, uma vez que projecção dos Jogos Africanos e marcado para 7 de Abril,
possuem melhores condi- e não escondeu a satisfação em Albufeira.
Depois de conquistar o quarto ções de trabalho, para além pela performance de alguns A equipa norte é composta
lugar, com um total de 22 do grau competitivo ser su- atletas presentes em número por Miguel Maria Cardoso PROVINCIAL DE ANDEBOL
medalhas, com realce para perior em relação as provas reduzido, comparativamente (Vitória SC Guimarães), Eric
12 de ouro, na 16ª edição do domésticas realizadas em aos demais países. Coleman, Arnette Hallman,
Campeonato Africano da
Z o n a I V, d i s p u t a d o e m
Lilongwe, Malawi, a Selecção
território nacional.
“Pensamos reunir o grupo
de atletas apenas duas sema-
“Se todos alcançarem os
mínimos, teremos uma boa
representação. Mas adianto,
José Barbosa e João
Balseiro (UD Oliveirense),
Isaiah Johnson (Terceira
Marinheiras e militares
Nacional de Natação em
absoluto já projecta a parti-
cipação nos Jogos continen-
nas antes do embarque, por-
que apesar de competirem,
os mesmos estão a fazer a
vamos ter pela frente atletas
com excelentes prestações,
destaque para os sul-afri-
Basket Club), Jeff Early e
Carlos Cardoso (Illiabum
Clube), João Grosso e
centralizam atenções
tais da Juventude, em Julho, sua formação académica canos detentores de recordes Jermell Kennedy (Ovarense Desportivo da Marinha e 1.º do mesmo posto, Liliana
na Argélia. nestes países. Para acautelar mundiais e olímpicos, inclu- Dolce Vita), Will Hanley e de Agosto centralizam hoje Venâncio e Dalva Perez vão
A revelação foi feita on- uma possível ausência no sive dão-se ao luxo de levar Sasa Borovnjak (FC Porto), às 18h00, as atenções da se- estar em evidência. Para
tem, ao Jornal de Angola, pelo período de provas escolares, uma selecção B”. sob o comando técnico de gunda jornada do Campeo- destabilizar a defesa con-
seleccionador nacional, Cláu- preferimos reduzir o tempo Por outro lado, a presença Norberto Alves (Oliveirense). nato Provincial de Luanda trária, o técnico conta com
dio Brandão. A prova que vai de concentração”, revelou. dos países do Magrebe, como Na equipa sul foram em andebol sénior feminino, as influentes, Isabel Guialo,
reunir os melhores do con- são os casos do Egipto, Tunísia chamados, José Silva, partida marcada para o campo Cristiane Muasessa e Wuta
tinente é qualificativa para e a equipa da casa, vai acres- Carlos Morais, Nuno do ex-RI-20. Dombaxi.
os Jogos Olímpicos da Juven- cer o grau de dificuldades do Oliveira, Carlos Andrade e A jogarem na condição de Na outra partida, o Pro-
tude, a ter lugar em Outubro, Em Lilongwe, combinado nacional. Raven Barber (SL Benfica), anfitriãs, as marinheiras re- gresso Sambizanga recebe,
na Argentina. O objectivo a Selecção “Este facto nos obriga a KINDALA MANUEL | EDIÇÕES NOVEMBRO conhecem a superioridade às 18h00, em casa a Epal.
passa por alcançar os míni- melhorou trabalhar arduamente. Mas das adversárias, mas pla- Após o triunfo diante do ASA
mos, na capital argelina e oito posições estamos convictos que te- neiam explorar as fragilida- (28-26), as pupilas de Ar-
carimbar o passe. em relação mos de conseguir o apura- des, de modo a equilibrarem mando Ngumbe pretendem
Para esta empreitada foram ao ano mento, embora seja prema- os números. Após o jogo repetir a proeza, enquanto o
seleccionados seis nadadores, passado, no turo por não sabermos se esta- treino realizado pelas opo- conjunto da empresa de águas
cinco dos quais evoluem no Zonal de remos na Argentina, e a acon- nentes, João Diogo e pupilas precisa de ter cautelas, sob
estrangeiro, Salvador Gordo Bulawayo- tecer com quantos atletas”, têm gizadas estratégias para pena de averbar outra derrota
(Inglaterra), Heriques Mas- Zimbabwe, argumentou. frustrar os propósitos das volumosa como a sofrida
carenhas e Daniel Francis- onde ficou Em Lilongwe, a Selecção campeãs nacionais. frente ao Desportivo da Mari-
co (África do Sul), Lia Lima na 12ª posição melhorou oito posições em Ruth Francisco, Patrícia nha (16-36).
e Catarina Sousa competem relação ao ano passado, no Neto, Vera Kiala e Cristina Também hoje, às 18h00,
em Portugal, “no maior” Cen- Zonal de Bulawayo- Zim- Henrique Piedade (Galitos Vidal são jogadoras indis- o Petro de Luanda joga com
tro de Rendimento da loca- babwe, onde ficou na 12.ª Barreiro), Khalen pensáveis nas acções defen- o ASA. As petrolíferas estão
lidade de Rio Maior. Eliane Cláudio Brandão disse posição. Cumberlander e Mário sivas e ofensivas da equipa, galvanizadas, ante um adver-
Coelho é a única ligada a um que tem tido contacto per- Felipe Freitas foi consi- Fernandes (CAB Madeira), sem desprimor para as de- sário teoricamente favorável.
clube nacional. manente com os treinadores derado o melhor nadador da Cedric Isom (Galitos mais. As militares às ordens Por sua vez, as aviadoras que-
De acordo com Cláudio dos atletas angolanos. Com competição, na categoria de Barreiro), Kevin Coronel de Morten Soubak são favo- rem redimir-se da derrota
Brandão: “estes são os melho- base nos indicadores, o selec- infantis, ao conquistar sete (Eléctrico FC Tekever), ritas à vitória. O grupo ambi- anterior. Em masculinos, a
res atletas juniores e dão ga- cionador solicita aos seus medalhas, sendo cinco de Dominique Coleman (SC ciona somar os primeiros jornada fez disputar o Petro
rantias de se atingir as metas homólogos os períodos em ouro e duas de prata. Lusitânia) e Demetric pontos na prova, após o de- - Desportivo da Marinha e
preconizadas por nós”. que os atletas devem atingir O sentimento de dever Austin (Barreirense Dif saire frente o Petro (24-28) Exército-1º de Agosto. O Inter-
O departamento técnico o pico da forma desportiva. cumprido foi exteriorizado Broker) às ordens na ronda inaugural. clube por imperativo de ca-
da Federação Angolana de A pre s ença no zonal , pelo grupo que desembarcou de José Ricardo Sem a pivô, Albertina Kas- lendário cumpriu folga.
Natação optou por manter segundo o seleccionador, na segunda-feira, em Luanda. Rodrigues (Benfica). soma, as outras jogadoras Teresa Luís
DESPORTO Quinta-feira
29 de Março de 2018 31
A NÍVEL DE CLUBES LIGA DOS CAMPEÕES
DEFESA CENTRAL DO PETRO DE LUANDA
Provas da UEFA
sofrem várias
1º de Agosto encaixa mais Wilson está em dúvida
alterações
de meio milhão de dólares para o jogo frente ao JGM
na próxima época
O defesa central do Petro de e Trésor e o lateral Ari encar-
Com as competições de clubes O valor financeiro é dado pela confederação da modalidade Luanda, Wilson, de 27 anos, regaram-se das cobranças
da UEFA a entrarem num pela presença na montra do futebol africano de clubes está em dúvidas para o jogo das bolas paradas (pontapés
novo ciclo de três anos, a de amanhã frente ao JGM do de canto e livres) de um e
partir da próxima época, VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO Huambo, por estar a recu- do outro lado do campo.
várias alterações-chave já perar de uma lesão contraí- Malamba Inácio, director
foram anunciadas como da ao serviço dos Palancas para o futebol dos tricolo-
parte da sua evolução. Negras, no torneio das Quatro res, desloca-se esta manhã
No entanto, após a reunião Nações, disputado de 21 a à cidade do Huambo, onde
de Fevereiro do Comité Exe- 24 do corrente na cidade de vai preparar as condições
cutivo da UEFA, em Bratislava, Ndola, Zâmbia, inserida na administrativas e logísticas
e das decisões tomadas pelo primeira Data FIFA do ano. para a equipa que segue via-
International Football Asso- A informação foi avançada gem amanhã para o palco
ciation Board (IFAB), res- ontem, em conferência de do jogo.
ponsável pela elaboração das imprensa realizada no Cate- JGM e Petro jogam ama-
leis do futebol, a 3 de Março, tão, pelo preparador físico nhã, às 15h00, no estádio do
em Zurique, foram confir- dos tricolores, Maurício Mar- Ferroviário, na cidade do
madas mais alterações em ques, que não avançou o Huambo, para a abertura da
relação aos novos regula- local da lesão. Wilson apre- oitava jornada do Campeo-
mentos das competições de sentou-se na segunda-feira, nato Nacional de Futebol da
clubes, cuja entrada em vigor no clube, após o regresso dos Iª Divisão, Girabola Zap.
acontecerá a partir de 2018/19. Palancas Negras, domingo.
Além do defesa, e de Car- Remarcação de jogos
DR
linhos castigado, o técnico A Federação Angolana de Fute-
Roberto Bianchi vê-se tam- bol (FAF) remarcou o desafio
bém privado de utilizar Dió- entre Progresso Sambizanga
genes, Francis, Harrison, e Petro de Luanda, para a pró-
Bugos, Nandinho, Gomito xima quarta-feira, às 15h30,
Fonseca e Augusto, todos no Estádio Municipal dos
Caso chegue a final os rubro e negro podem embolsar um milhão setecentos e cinquenta mil usd por problemas clínicos. Coqueiros, na baixa da capital,
O Petro efectua hoje, às partida de acerto à segunda
9h00, no campo do Catetão, jornada do campoenato.
Honorato Silva lhança da liga milionária da entrada de Mongo, Jacques e a última sessão de treino. O A data do encontro estava
Europa, o 1º de Agosto tem Fofó, na estrutura ofensiva. apresto é virado para a cor- inicialmente marcada para
duas viagens sem sair da As exibições, com desta- recção dos movimentos o dia 17 do corrente, no mes-
A presença na fase de grupos região Austral de África. No que para as assinadas nas ofensivos e de finalização. mo recinto, mas foi alterada
da 22ª edição da Liga dos Clu- dia 16 de Maio, a meio da Afrotaças, exceptuando o No treino de ontem, no devido ao desafio entre tri-
bes Campeões Africanos de semana, os militares jogam jogo da segunda “mão” da seu campo, o corpo técnico colores e os rapazes elegantes
futebol permite ao 1º de no reduto do Mbabane Swal- derradeira eliminatória da privilegiou o trabalho com (alcunha do Supersport Uni-
Agosto, regressado à prova lows da Suazilândia, en- Liga dos Campeões, frente bola, para ensaiar os movi- ted FC da África do Sul), no
duas décadas depois, encaixar quanto no regresso da pausa aos sul-africanos do Bidvest mentos defensivos e ofen- Estádio Lucas “Masterpieces”
mais de meio milhão de dóla- a ser observada por causa Wits, têm mostrado maior sivos dentro da área. Moripe, em Pretória.
Aleksander Ceferin
res, retorno financeiro que do Mundial 2018, na Rússia, desenvoltura ofensiva dos Na parte final da prepa- O desafio foi pontuável
presidente do organismo
pode ser reforçado em caso o embaixador angolano vai detentores do título do Gira- ração, Roberto Bianchi exer- para a segunda mão dos dezas-
de apuramento para a final. à Zâmbia defrontar o Zesco bola Zap. citou, interrompendo várias seis avos, penúltima elimi-
Estas alterações, que serão Numa altura em que o país United, no período de 17-18 No meio campo, a casa vezes a sessão, o trabalho de natória de apuramento, para
aplicadas na UEFA Cham- se debate com problemas de Julho. das máquinas que coordena circulação de bola e o posi- a fase de grupos da 15ª edição
pions League, UEFA Europa cambiais, o clube militar do as dinâmicas de jogo, quer cionamento dos jogadores da Taça Nelson Mandela.
League e SuperTaça Europeia Rio Seco ganha um reforço no ataque à baliza contrária na área. Os médios Job, Tony António Cristóvão
da UEFA incluem: financeiro para fazer face à quer no resguardo do seu
A partir da temporada inúmeras necessidades de O sorteio último reduto, os militares
2018/19 pode ser efectuada tesouraria, sobretudo o paga- acabou por contam com a juventude de
uma quarta substituição em mento de dívidas contraídas ser de alguma Show, talento formado nas
jogos de fases a eliminar, mas em moeda estrangeira, bem forma favorável oficinas do RI-20. O nigeriano SELECÇÃO DE FUTSAL
unicamente durante o pro- como despesas inerentes às aos bicampeões Ibukun e os criativos Geraldo
longamento. As outras três deslocações que tem de fazer e Buá acrescentam qualidade
substituições mantêm-se.
Excepcionalmente para
a final da UEFA Champions
à Tunísia, Zâmbia e Suazi-
lândia, no Grupo D da prova
continental.
angolanos, cuja
deslocação mais
longa na
a um sector integrado ainda
por Natael e Paizo, laterais
flanqueadores.
Guarda-redes Gomito
League, UEFA Europa League
e SuperTaça Europeia, podem
ser incluídos 23 jogadores
A disputa da etapa que
arranca a 4 de Maio e termina
a 29 de Agosto, garante um
competição tem
como destino a
cidade de Tunis,
Fazer o pleno nos jogos
disputados em casa, no Está-
dio Nacional 11 de Novembro,
falha jogo por castigo
com vista o desafio
(em vez de 18 em todos os encaixe de 550.000.00 USD frente ao Étoile du somando pelo menos dois Gomito, guarda-redes prin- do Kilamba. No mesmo dia,
outros jogos) na ficha de jogo. (quinhentos e cinquenta mil Sahel, entre os dias pontos nas saídas do país é cipal da Selecção Nacional às 16h00, o grupo volta a
Isto irá permitir nestas finais dólares), quando em caso 17 e 19 de Agosto, na a aposta do 1º de Agosto no Sub-18 de Futsal, falha, por treinar no Pavilhão Principal
ter no banco 12 suplentes de presença na final a safra quinta jornada regresso ao torneio, em cuja acumulação de cartões ama- da Cidadela, para manuten-
(em vez de sete), dando aos será de 1.750.000.00 (um estreia esteve presente em relos, o desafio com a similar ção física dos atletas.
clubes, e em especial aos milhão, setecentos e cin- 1997, com uma prestação do Egipto, referente a pri- Antes do jogo com o Egipto
treinadores, mais flexibili- quenta mil) e 2.500.000.00 vistosa ao lado do Raja Casa- meira mão da terceira eli- dia 14 de Abril, às 16h00, na
dade em relação a substi- (dois milhões e quinhentos blanca (Marrocos), campeão, minatória de apuramento Cidadela, o corpo técnico do
tuições, e facilitar a gestão mil), se a força competitiva Aposta no topo USM (Argélia) e Orlando para a fase final da 3ª edição “Cinco” Nacional tem agen-
do plantel para o jogo mais do conjunto rubro e negro Sob o comando de Zoran Pirates (África do Sul), no dos Jogos Olímpicos da dado desafios de preparação
importante da época. for bastante para erguer o Maki, que substituiu no cargo Grupo B, apesar de ter ficado Juventude, a decorrer de 8 com as equipas principais
Novos horários na UEFA troféu, o primeiro do país Dragan Jovic, impossibilitado a um ponto da fase seguinte. a 16 de Outubro, em Buenos da Marinha de Guerra, Rede
Champions League e na em termos de clubes. de dar continuidade ao seu No actual formato da pro- Aires, Argentina. Nacional de Transporte de
UEFA Europa: O sorteio acabou por ser trabalho no clube, por razões va, o Petro de Luanda é o Com esta baixa no "Cinco" Electricidade (RNT), Clínica
Jogos do “play-off”, fase de alguma forma favorável de saúde, a equipa militar clube angolano com o me- Nacional, o técnico Rui Sam- Sagrada Esperança, Macu-
de grupos, oitavos-de-final, aos bicampeões angolanos, foi projectada a pensar na lhor desempenho, após atin- paio chamou o guarda-redes, lusso FC e Coprat FC.
quartos-de-final, meias- cuja deslocação mais longa passagem desta barreira, feito gir os quartos-de-final em Hélder Santos, do Paz e Bem, A partida da segunda
finais e final da UEFA Cham- na competição tem como cuja materialização exige a 2001, às ordens do já falecido para ocupar a vaga do titular “mão” disputa-se entre 27
pions League vão começar destino a cidade de Tunis, presença num dos dois pri- técnico brasileiro Djalma e juntar-se à Kupalissa (Cracks e 29 de Abril, na capital egíp-
às 20h00. No entanto, em com vista o desafio frente meiros lugares da série. Cavalcani, que colocou os de Ombaka) e Diengo (Coprat cia, Cairo.
cada jornada da fase de gru- ao Étoile du Sahel, entre os O reforço do sector defen- petrolíferos nas vitrinas da FC do Namibe). O técnico Rui Sampaio,
pos, dois dos jogos de terça dias 17 e 19 de Agosto, na sivo, com o regresso do lateral imprensa desportiva africana, A Selecção Nacional con- que tem como adjuntos
e quarta-feira vão começar quinta jornada. direito Isaac, inactivo na época ao superar o poderoso Al centra-se domingo à noite, Paulo Sérgio convocou Vasco,
às 17h55. Todos os jogos da Na última edição do tor- passada, por lesão, e a con- Ahly do Egipto, vitória por em Luanda, após a chegada Bebe, Gilson, Luís, Delgado,
última jornada serão dispu- neio, com a final a ser rea- tratação do central nigeriano 4-2, em plena cidade do dos jogadores de Benguela, Lukinha, Kupalissa, Nelsi-
tados à mesma hora. Excep- lizada em Novembro, porque Yisa, jogador sem medo de ter Cairo, com um plantel co- Huambo e Namibe, para dar nho, Nandinho, Eri, Warreny
ções a esta regra podem ser a partir do próximo ano a a bola nos pés, alarga a capa- mandado em campo por Gui, início aos trabalhos, na Joseph, Vedo, Ruizinho, Rafa,
definidas pela administração decisão do título acontece cidade competitiva do plantel, Mbiyavanga Capela, Gilberto segunda-feira, às 7h00, no Levi e Leo.
da UEFA. no mês de Maio, à seme- que registou igualmente a e Avelino Lopes. Pavilhão Multiusos Arena António Cristóvão
PUBLICIDADE

QUI29MAR
ISSN 0446-9518

9 770446 951006

ÂNGELO DA VEIGA TAVARES CONFERÊNCIA EPISCOPAL


ALTO
Combate à corrupção exige Igreja Católica denuncia
falso bispo em Cabinda
Executivo
firmeza dos órgão do Interior A Conferência Episcopal
de Angola e São Tomé e
Príncipe (CEAST) denuncia
atentas. Num comunicado
de imprensa, a CEAST in-
forma que na Igreja Cató-
Triângulo do Tumpo VIGAS DA PURIFICAÇÃO | EDIÇÕES NOVEMBRO
André da Costa a presença em Angola, con- lica, o bispo é nomeado úni-
Ao classificar o Triângulo cretamente na província de ca e exclusivamente pelo
do Tumpo, como sítio his- Cabinda, de um cidadão Papa, que o coloca à frente
tórico nacional, o Executivo cabo-verdiano identificado de uma diocese, que cano-
pensou na efectiva protec- O ministro do Interior,
Ângelo Veiga Tavares, defen- por Filipe Cupertino Tei- nicamente chama de igreja
ção e valorização do patri- xeira, que se intitula de particular.
mónio erguido no local em deu firmeza no combate à
bispo e que usa indevida- Por esta razão, a CEAST
que se desenrolaram os úl- corrupção e à indisciplina
mente as vestes litúrgicas informa aos fiéis católicos
timos confrontos do Cuito no seio da Polícia. Sublinhou da Igreja Católica, confun- que não devem participar
Cuanavale. Na Batalha, as que neste desafio, os chefes dindo e despistando, desta das “celebrações” deste
extintas FAPLA impuseram devem ser exemplares, apre- maneira, as pessoas menos falso bispo.
uma derrota às tropas sul- sentando uma conduta ade-
africanas do regime do quada e digna.
“apartheid”.
Ao discursar na abertura
do Conselho Consultivo Alar- JORNADA NACIONAL DA JUVENTUDE
gado do Ministério do Inte-
rior, que decorre até hoje,
em Luanda, o ministro pediu
ao Serviço de Investigação
Ministro defende maior segurança individual e colectiva Diocese de Luanda
AGT
Taxa de circulação
Criminal (SIC) para, em re-
curso à inteligência criminal,
trabalhar no sentido de des-
Interior sejam chamados a
exercer um papel mais activo
junto dos efectivos.
o que atrairia o investimento
e o turismo.
Em relação ao Serviço Pe-
prepara encontro
A Administração Geral Tri-
butária (AGT), na província
cobrir os crimes de corrup- Uma acções destacadas nitenciário, o ministro disse Mais de três mil jovens de meiramente iluminados
do Cunene, teve a feliz ini- ção e outros de índole finan- pelo ministro é o projecto de que, com apoio da Caixa de várias denominações reli- por Cristo e dêem aquilo
ciativa de realizar , em lo- ceiro que ocorrem no país Lei do Sistema de Vídeo- Vigi- Protecção Social, este órgão giosas vão participar na 2ª que abunda de si, a bon-
cais de maior circulação e que contribuem para o lância, que vai contribuir para deve alargar a capacidade Jornada Nacional da Juven- dade de ser, “e ofereçam
rodoviária e concentração aumento das dificuldades maior segurança individual produtiva nos estabeleci- tude, que se realiza de 15 isso aos jovens”.
de pessoas, uma campa- dos cidadãos. e colectiva dos cidadãos. mentos prisionais, para con- a 20 de Maio, sob a égide A segunda Jornada Na-
nha de sensibilização di- Ângelo Veiga Tavares pre- O ministro do Interior de- tribuir na produção alimentar da Comissão Episcopal da cional da Juventude Cató-
rigida aos automobilistas tende que se explore mais a nunciou que muitas infor- e não só, e formar os reclusos Juventude da Conferência lica, que tem como lema
e motociclistas, para pa- cooperação internacional, mações que ocorrem nas redes nas distintas artes e ofícios. Episcopal de Angola e São “Eis a serva do Senhor, faça-
gamento da taxa de circu- visando o combate aos crimes sociais visam, unicamente, “Isso, vai facilitar a sua inser- Tomé (CEAST). -se em mim segundo a tua
lação, cujo prazo termina
a 31 de Março.
transnacionais, quer através causar insegurança e difa- ção na sociedade depois do Ontem, em vésperas do Palavra”, visa principal-
da Organização Internacional mação. “Devemos acelerar a cumprimento da pena”. evento, o presidente da mente a troca de experiên-
de Polícia (INTERPOL), quer capacitação dos nossos órgãos, Sobre o Serviço de Pro- Comissão Episcopal da cias entre a juventude quer
dos acordos bilaterais e mul- com vista o combate dos cri- tecção Civil, o ministro realçou Juventude da CEAST e religiosa, quer não, nas suas
tilaterais rubricados com mes cibernéticos”, disse. que se deve aprimorar os bispo auxiliar de Luanda, mais diversas manifesta-
vários países. Por isso, pediu aos efectivos métodos de actuação, visando Dom Zeferino Zeca Mar- ções culturais.
Esta situação, esclareceu, para fazerem um verdadeiro uma resposta mais rápida e tins, foi recebido pela As dioceses de Luanda,
BAIXO vai permitir a recuperação trabalho de moralização inter- eficaz nos diferentes níveis ministra da Juventude e Caxito e Viana são as que
dos activos financeiros e não na, com vista a se ter uma pos- de actuação. Desportos, Ana Paula vão albergar a jornada. No
só, no quadro do repatria- tura condigna de um agente Durante o conselho, os Sacramento, para dar a primeiro dia, está prevista
mento de capitais que estão da autoridade. participantes vão discutir conhecer o evento e pedir uma missa de abertura, a
domiciliados em contas no temas como o Relatório de apoio do ministério para ser celebrada pelo arcebispo
exterior, conforme perspec- Educação jurídica Segurança Pública de 2017, a realização das jornadas. de Luanda, Dom Filomeno
Governo de Luanda tivado pelo Executivo.
O ministro frisou também
Ângelo Veiga referiu que
se pretende que os órgãos
Projecto de Lei do Sistema
de Vídeo Vigilância, Projecto
O bispo auxiliar consi-
derou proveitoso o encon-
Vieira Dias. Depois seguem-
se um show de música reli-
Famílias sem casas
que a Polícia Nacional e o do Ministério do Interior de Lei do Regime de Porte e tro com a governante, na giosa, via-sacra, vigília no
O Governo da Província de SIC devem ser mais contun- trabalhem, também, para Uso de Armas de Fogo e de medida em que a ministra santuário da Nossa Senhora
Luanda devia preocupar- dentes no combate aos cri- contribuir numa melhor outros meios coercivos pelos da Juventude. “Estamos da Muxima e celebração
se mais com a situação de mes violentos que ocorrem educação jurídica da po- agentes da Polícia Nacional. satisfeitos porque acredi- de encerramento.
milhares de famílias que vi- no país, com realce para a pulação, no sentido desta No evento, os delegados tamos que sempre existiu A ministra Ana Paula
viam na Ilha do Cabo e que cidade de Luanda, tendo feli- participar igualmente na provinciais e chefes de depar- essa simbiose entre a igreja, Sacramento disse que o
continuam à espera de ca- citado os efectivos “pela sua própria segurança. tamentos do Ministério do na sua dimensão pastoral sector abraça as iniciativas
sas condignas. Muita gente
continua a viver em case-
forma como vão reduzindo O governante frisou que o Interior vão abordar ainda juvenil, e o Ministério”. em relação à juventude e
bres de chapas, num bairro as cifras negras” no registo Serviço de Migração e Estran- questões relacionadas com Dom Zeferino Zeca Mar- vão, de forma conjunta,
onde o sofrimento toma de crimes. geiros deve capacitar-se cada o Projecto de Regulamentação tins augura que, durante trabalhar no sentido de que
conta das pessoas e mata O governante defende que vez mais, para dar resposta e Comparticipação em Multas as jornadas, os bispos, a actividade seja coroada
a esperança por dias me- os órgãos de educação moral ao momento actual, em que pelos Funcionários da Polícia sacerdotes, religiosos e os de êxitos.
lhores. e cívica do Ministério do recomenda maior abertura, Nacional. consagrados sejam pri- Manuela Gomes

TRANSPORTES gestores das empresas do actividades realizadas. uma vez que foram orien- pediu aos responsáveis das
sector que dirige, durante “Alguns gestores não inter- tados, desde 2014, altura empresas para centrarem
Ministro pede redução a abertura do primeiro
“Encontro de Quadros da
pretaram correctamente
a orientação, na medida
em que o país passou a
enfrentar a crise econó-
os interesses da empresa
acima dos proveitos indi-

de custos no sector Unicargas, que decorre em


Luanda. Augusto Tomás
disse ter constatado um
em que não só não fizeram
mais e melhor com menos,
como aumentaram as des-
mica e financeira e “alguns
o que fizeram foi aumentar
as despesas e reduzir as
viduais, sendo importante
considerar que os bene-
fícios são para o país. Outra
Os gestores das empresas com vista a melhorar os fraco empenho dos ges- pesas supérfluas, agudi- receitas, aumentar os cus- questão levantada diz res-
públicas do sector dos resultados operacionais tores do sector no que con- zando assim os resultados tos e reduzir os proveitos peito à identificação dos
Transportes devem redu- a nível do sector. cerne à gestão de receitas ao nível da empresa.” e, isto trouxe consequên- principais factores de ele-
zir os custos de produção O ministro dos Trans- alocadas para cada unidade Para Augusto Tomás, cias ao nível dos resultados vação dos custos em algu-
e as despesas correntes portes, Augusto Tomás, e também das despesas existe falta de rigor e zelo operacionais das empre- mas empresas.
de 30 para 40 por cento, fez ontem este apelo aos produzidas em função das por parte dos gestores, sas”, disse. O ministro Natacha Roberto