Você está na página 1de 4

Semiologia do abdome agudo:

Fonte: Aula professor Manoel Angelo Raposo

Exame físico do abdome: inspeção, palpação, percussão e ausculta.


O principal sintoma do abdome agudo: dor. Além disso, tbm pode ter distensão
abdominal, vômito, massa palpável.
Pode ser traumático (fechado ou aberto) ou não traumático (inflamatório, obstrutivo,
hemorrágico, perfurativo ou vascular ).
Traumático aberto – há uma solução de continuidade do meio interno com o externo.
Traumático fechado – não há solução de continuidade, mas somente lesões
traumáticas internas. Ocorre por aceleração e desaceleração, compressão,
cisalhamento...
Inflamatório – apendicite aguda, colecistite aguda, pancreatite aguda, DIP e
diverticulite aguda. Caracteriza-se por: dor abdominal, náuseas, vômitos, mal estar
geral, febre, sinais de irritação peritoneal.
Obstrutivo – hérnia estrangulada (comum ocorrer na hérnia inguinal), aderências de
pós-operatório (PO), hérnia encarcerada (pode ocorrer com hérnia abdominal),
neoplasia de cólon, volvo de sigmoide, bolo de ascaris, invaginação intestinal, torção
de alça intestinal, invaginação (intuscepção com invaginação intestinal). Caracteriza-se
por: Dor abdominal em cólicas, náuseas, vômitos, mal estar geral, distensão
abdominal, parada na eliminação de gases e fezes, ondas de Kusmaul (ondas
peristálticas visíveis no abdome).... Na obstrução intestinal baixa ocorre alta distensão
abdominal, mas se for uma obstrução alta a distensão intestinal é leve. (!!!!!!!!!!!!!).
Invaginação intestinal aparece como sinal da chave inglesa no clister opaco. A
imperfuração anal pode gerar abdome agudo obstrutivo em crianças.
Nota: Abdome agudo misto – pode ser obstrutivo + perfurativo em casos de bolo de
ascaris.
Hemorrágico – gravidez ectópica rota, ruptura de aneurisma de aorta, lesões do
fígado, do mesentério, ruptura de baço (imediata ou em dois tempos – nesse caso
ocorre ruptura do baço dentro da capsula, intracapsular, e só depois a cápsula rompe).
Caracteriza-se por: dor abdominal, sinais de irritação peritoneal e sd hipovolêmica.
Antigamente fazia-se o lavado peritoneal e se o líquido viesse vermelho era sinal de
sangue na cavidade – o lavado peritoneal diagnóstico não é muito mais feito.
Perfurativo – úlcera perfurada, diverticulite perfurada, perfuração de outras vísceras
ocas. Caracteriza-se por dor abdominal de forte intensidade (abd em tabua),
pneumoperitônio e história prévia de úlcera péptica.
Nota: Úlcera duodenal perfurada (ulcerectomia)
Vascular – obstrução de vaso. Dor abdomianl, hist previa de arteriopatia (IAM, AVC),
trombose arterial periférica, trombose venosa mesentéricas. Cisto de ovário com
pedículo torcido (falta de vascularização devido à pedículo tocido). Infarto
enteromesentérico (quando a mesentérica superior é obstruída por coagulo e a parte
do intestino irrigada por essa artéria entra em necrose (alto índice de mortalidade).
Definição: Processo intraperitoneal que requer solução urgente. Processo
intraperitoneal de natureza cirúrgica de evolução para morte, apenas evitada com
êxito da interveção. Toda situação de dor abdominal alarmante. Estado de
comprometimento abdominal doloroso e assustador com evolução tragica reversível
com tto cirúrgico.

Algoritmo no diagnóstico:
1. Anamnese: característica da dor, tempo de evolução, sintomas associados,
medicações, cirurgias prévias. -> se fez diagnóstico enviar para tto específico.
Se não passo 2.
2. Exames complementares: hemograma, urina tipo I, amilase, Rx de abdome,
HCG. Se não fechar o diagnóstico fazer os exames seguintes na seguinte ordem
de importância:
3. USG
4. TC
5. Observação e reavaliação
6. Vdeolaparoscopia ou laparoscopia

PROVA!!!!
Sinal de Jobert: Substituição da macicez hepática por timpanismo pré hepático.
Sinal de Murphy: é indicativo de colecistite, quando o pct suspende a inspiração por
dor à compressão do rebordo costal direito.
Sinal de Blumberg: indicativo de apendicite aguda, descompressão dolorosa da parede
abdominal na fossa ilíaca direita.
Sinal de Gueneau de Mussy: dor difusa...a
Sinal de Rovsing: se na palpação do quadrante inferior E do abdome do pct resultar em
dor no quadrante inferior D, diz-se q o pct é + para o sinal de Rovsing e que pode ter
apendicite.
Sinal de Lapinsky: ...
Sinal de Lenander: Ocorrência:...
Sinal de Lopez cr...
Sinal de Torres Homem
Sinal de Grey-Turner: Sinal de dç grave (!!!!!!!!!). Pode ser uni ou bilateral.
Sinal de Cullen (!!!!!!!!!)

Pancreatite aguda: Causa mais comum de pancreatite aguda é a pancreatite biliar.


Outras etiologias: Álcool, hipertrigliceridemia, drogas, tumores, trauma, CPRE, PO,
infecção e autoimune.
Cálculo biliar mais comum causa em mulheres e em homens é o álcool.
A TC é a modalidade de escolha para estadiar e diagnóstico a pancreatite aguda e suas
complicações, pois a TC identifica bem o pâncreas, avalia os tecidos....

Sinal de Chandelier: O toque retal e vaginal são extremamente importantes. A grande


frequência de processos inflamatórios pélvicos de origem anexial torna esse exame
uma rotina obrigatória para orientação diagnóstica nas mulheres com suspeita de
apendicite. A mobilização do colo uterino, provocando dor pélvica, é altamente
sugestiva de dç inflamatória pélvica e não de apendicite. Esta manobra, qnd +, é
conhecida como sinal de Chandelier...

Estudo de imagem de abdome agudo:


- Presença de hipertransparência abaixo do diafragma -> pneumoperitônio (sinal de
viscera oca perfurada) em posição ortostática e em decúbito lateral (raio horizontal).
Essas duas incidências confirmam pneumoperitônio.
- Obstrução mecânica – alças intestinais mt aumentadas com edema de parede.
- TC multidetectores – distensão de delgado.
- USG – imagem hipoecoica do divertículo espessado, envolta por uma imagem
hiperecoica da gordura pericólica inflamada. Identifica-se tbm colecistite aguda
calculosa. Demonstra apensice espessado com liqu...
- Doppler – presença de gravidez ectópica tubária.

Principais achados da colangite são: dor no hipocôndrio D, febre e icterícia (tríade de


Charcot), e qnd não tratada pode evoluir para confusão mental e sepse, que
caracterizam a Pentade de Reynalds!!!!!!!!!. A tríade de Chartot é sinal de dç grave!!!!
Sinal de Courvoisier: define a presença de icterícia e de uma vesícula biliar distendida
sem a presença de dor. É um forte indicativo de câncer pancreático (principalmente
periampular), e pode ser usado para distinguir o câncer pancreático da colecistite
aguda ou coledocolitíase.

Pode ocorrer tbm abdome agudo PO – é sempre importante avisar o pct de possíveis
complicações PO. (Ex: pus, sangue, corpo estranho como compressa intrabdominal no
PO).

Falso abdome agudo: Causas:


- Alterações endócrinas e metabólitas
- Alterações
- Drogas e toxinas: principalmente mercúrio
- Altera
- Dor

Você também pode gostar