Você está na página 1de 9

05/03/2018

Campo Magnético
O campo magnético é uma propriedade básica de muitas partículas elementares, do
mesmo modo como a massa e a carga elétrica (quando existe).
Como é produzido?

Universidade Federal de Já que o campo elétrico é produzido por cargas elétricas, seria natural que o campo
magnético fosse produzido por cargas magnéticas.
Entretanto, embora a existência de cargas magnéticas (conhecidas como monopolos
Pernambuco magnéticos) seja prevista em algumas teorias, essas cargas até hoje não foram observadas.
Como são produzidos, então, os campos magnéticos? Os campos magnéticos podem
ser produzidos de duas formas.
UFPE
A primeira forma é usar partículas
eletricamente carregadas em movimento,
Circuitos Magnéticos como os elétrons responsáveis pela corrente
elétrica em um fio, para fabricar um
eletroímã.
A corrente produz um campo
Professor: Guilherme Delgado Soriano magnético que pode ser usado, por exemplo,
para controlar o disco rígido de um
E‐mail: guilhermedelgado03@gmail.com computador ou para transportar sucata de
um lugar para outro.

Campo Magnético Campo Magnético
Região ao redor de um imã, na qual ocorre uma força magnética de atração ou de 
repulsão.
A segunda forma é usar partículas
elementares, como os elétrons, que Linhas de campo magnético:
possuem um campo magnético intrínseco. – são sempre linhas fechadas: saem e voltam a um mesmo ponto e nunca se cruzam;
– fora do ímã, as linhas saem do pólo norte e se dirigem para o pólo sul;
Em alguns materiais os campos
– saem e entram na direção perpendicular às superfícies dos pólos;
magnéticos dos elétrons se somam para
– nos pólos a concentração das linhas é maior: quanto maior concentração de linhas, 
produzir um campo magnético no espaço mais intenso será o campo magnético numa dada região;
que cerca o material. – Espraiamento.
É por isso que um ímã permanente,
do tipo usado para pendurar bilhetes na
porta das geladeiras, possui um campo
magnético permanente.

O campo magnético exterior ao imã sai do polo norte para o polo sul.

3 4

1
05/03/2018

Campo Magnético Campo Magnético
Fluxo Magnético( ) ‐[Weber (Wb)]   1Wb = 1.10 Permeabilidade (µ) ‐[ .
]
É o conjunto de todas as linhas do campo magnético Mede a facilidade com que as linhas de campo podem atravessar um dado material.
que emergem entre os polos de um ou mais ímãs. Permeabilidade do vácuo → 4. . 10



Permeabilidade relativa de um material 
Permeabilidade absoluta de um dado material 

Densidade de fluxo magnético (B)‐ [Tesla (T)]  1 Material ferromagnético ≫ 1: Ferro, aço e grande número de ligas


contendo níquel.
É o fluxo magnético por unidade de área (perpendicular
Material paramagnético 1: Alumínio e cobre.
ao sentido do fluxo ∅).
Material Diamagnético 1: Ouro e prata.
Assumindo B uniforme
Intensidade de campo magnético (H)‐ [Ampère/metro]
É a concentração de linhas de campo magnético em um material. Relutância ( )‐[Ae/Wb]
Medida da oposição que um meio oferece ao estabelecimento e concentração das
linhas de campo magnético.
Força Magneto Motriz (F) ‐[Ampère‐espira (Ae)]
É a causa da produção do fluxo magnético no núcleo de um circuito magnético. 5 6

Circuitos magnéticos Circuitos magnéticos
Um circuito magnético é composto, pela a sua maior parte, por materiais com alta De acordo com a regra da mão direita
permeabilidade magnética.
Tende a confinar o fluxo magnético aos 
caminhos delimitados pela sua estrutura.

Fluxo Concatenado ( )
.
A relação entre a densidade de fluxo 
magnético e a intensidade de campo 
magnético é dada por:
Circuito magnético simples.

Na terminologia dos circuitos magnéticos, . é a força magnetomotriz (FMM) F que


atua no circuito magnético (fonte do campo magnético do núcleo) – A/m
B – T(tesla) ou  /
. ∮ .

7 8

2
05/03/2018

Circuitos magnéticos Circuitos magnéticos
Materiais usados em transformadores e máquinas elétricas possuem 

Os transformadores são enrolados em núcleos fechados como a da Figura anterior.

Motor de indução de gaiola de esquilo e de rotor bobinado.

Transformador com núcleo envolvido e envolvente.

Entretanto, os dispositivos de conversão de energia que contêm um


elemento móvel devem incluir entreferros de ar em seus circuitos magnéticos. Maquina Síncrona. Maquina de corrente continua.
9 10

Circuitos magnéticos Circuitos magnéticos
Temos que a densidade de fluxo do núcleo é dada por

e, no entreferro,

A força magnetomotriz aplicada ao circuito magnético é dada por:

Circuito magnético com entreferro de ar.


Usando a relação de B e H.

Quando o comprimento do entreferro for muito menor do que as dimensões das


faces do núcleo, o fluxo magnético ∅ seguirá o caminho definido pelo núcleo e pelo
entreferro. Onde
Nesse caso, as técnicas de análise de circuitos magnéticos poderão ser usadas.
Considerando que o circuito da Figura possui um suficientemente pequeno, podemos Uma parte da força magnetomotriz é necessária para produzir o campo magnético no núcleo
considerar o circuito magnético com dois componentes em série, ambos conduzindo o ( ) e outra produz a campo magnético no entreferro ( ).
mesmo fluxo ∅.
Nem sempre a relação de e é dada por . As vezes temos uma relação não linear.
11 12

3
05/03/2018

Circuitos magnéticos Circuitos magnéticos
Apesar disso a relação constante apresenta resultados satisfatórios na maioria dos A relação de um circuito elétrico e uma magnético é dado por
casos.
Sendo

Temos que

Os termos que multiplicam o fluxo são conhecidos como relutâncias ( ). Sendo

Analogia entre circuito elétrico e magnético. (a) Circuito elétrico, (b) Circuito magnético.
Temos que
Em geral, para qualquer circuito magnético de relutância total , temos

Isolando o fluxo

13 14

15 16

4
05/03/2018

17 18

Indutância e energia
Pela lei de Faraday, quando um campo magnético varia no tempo, produz‐se um
campo elétrico no espaço:
A Equação afirma que a integral de linha da
intensidade de campo elétrico ao longo de um
contorno é igual à razão, no tempo, da variação
de fluxo magnético que concatena aquele contorno.

Respostas:
Em circuito magnéticos com enrolamentos de
alta condutividade, pode‐se mostrar que o E no fio
pode ser desprezado, reduzindo o primeiro membro a) L
da Equação ao negativo da tensão induzida e o
segundo membro predominando o fluxo ∅.
b) 

Em um circuito magnético composto de material magnético de permeabilidade constante a


relação entre λ e será linear e podemos definir a indutância como

A capacidade de uma bobina


de N espiras em criar o fluxo
com determinada corrente i Energia 
que percorre o circuito é Armazenada
19 20
denominada Indutância.

5
05/03/2018

Como

21 22

Propriedades dos matérias magnéticos Propriedades dos matérias magnéticos
As razões para a utilização de materiais magnéticos: Quando a força magnetizante chega ao ponto que os domínios magnéticos estão
totalmente alinhados, não há mais aumento da densidade de fluxo magnético e o material
1 – Para se obter densidades elevadas de fluxo magnético, a partir de níveis relativamente está completamente saturado.
baixos de força magnetizante;
2 – Para delimitar e direcionar os campos magnéticos, dentro de caminhos bem definidos.
Próxima da
Quando uma força magnetizante externa é aplicada a esses materiais, os momentos dos Saturação
domínios magnéticos (grãos do material) tendem a se alinhar com o campo magnético
aplicado.

Curva de magnetização do aço M‐5.

Domínios magnéticos.

Os momentos dos domínios magnéticos somam‐se ao campo magnético aplicado!!

Maior valor de densidade de fluxo 23 24

6
05/03/2018

Propriedades dos matérias magnéticos Propriedades dos matérias magnéticos

Reduzindo a força magnetizante • Campo magnético aplicado deveria ser reduzido até zero Corrente de alta intensidade 


percorre as espiras de um  • Induz corrente no interior do condutor maciço
enrolamento

Os momentos dos domínios magnéticos não são mais  • Retém um comportamento magnetizante 
totalmente aleatórios liquido na direção do campo aplicado
Correntes parasitas de Foucault • Efeitos indesejáveis, como o aumento da 
temperatura do material (efeito Joule)

Este efeito é conhecido  • Relação B e H não é linear em material 
como histerese magnética ferromagnético

Para remover a magnetização, 
ou imantação, deve‐se aplicar 
uma nova fmm contrária e com 
intensidade suficiente a que o 
magnetizou.
Ilustração mostrando a formação das correntes concêntricas de Foucault à medida que aproximamos o
solenoide do condutor plano .
Curva BH apresentando o efeito da histerese e a saturação.
25 26

Propriedades dos matérias magnéticos Excitação senoidal
Para diminuir as correntes parasitas o núcleo magnético é geralmente construído de Para que exista tensão induzida nos enrolamentos é necessária que haja variação de fluxo
laminas compactas.

Circuito com excitação senoidal.

Exemplo de um transformador com seu núcleo construído com laminas.

27 28

7
05/03/2018

Excitação senoidal Exemplo 1
Para o circuito da Figura abaixo considere que N=400, 50 , 1 ,
15 , 3000, 4 ∗ 10 e 1 . Obtenha

Como

a) Fluxo e densidade de fluxo do gap de ar;


b) Indutância do núcleo.

Em que

Desta forma pode‐se obter a tensão RMS a partir da valor de pico da tensão Respostas:
a) 0,6463 x10 Wb ; B=0,4309T
b) L = 258,52 10 H
29 30

Solução b)
a)

31 32

8
05/03/2018

Exemplo 2 Exemplo 3
Para o circuito da Figura abaixo o núcleo é construído de chapa de aço de silício. O raio Considere o circuito magnético, de área quadrada, da Figura abaixo. A permeabilidade
interno é de 20 cm e o externo de 25cm. Sendo a corrente igual a 2,5 A e o número de espiras relativa do material é igual a 1200 e a largura é igual a 2cm. Negligencie o fluxo de dispersão.
igual a 250, obtenha: Todas as dimensões estão em centímetros. Determine:
a) A densidade de fluxo no toroide. a) O fluxo no gap de ar; Respostas:
b) A indutância do núcleo, assumindo que a densidade de fluxo dentro do núcleo é constante. b) Densidade de fluxo no gap de ar; a 4,134 x10 Wb
c) Intensidade de campo magnético no gap de ar. b) B = 1,034 T
c) H = 0,822 x10 At/m

Respostas:
a) B = 1,225 T
b) L = 240,4 10 H
33 34