Você está na página 1de 2

Medição da Resistividade do Solo

Por Que Se Deve Determinar a Resistividade do Solo?


A Resistividade do Solo é mais necessária ao determinar o design do sistema de
aterramento para novas instalações (aplicações de campos verdes) para atender aos seus
requisitos de resistência de aterramento. Idealmente, você encontraria um local com a
menor resistência possível. Mas, conforme discutimos anteriormente, condições de solo
precárias podem ser superadas
com sistemas de aterramento
mais elaborados.
A composição do solo, o valor
de umidade e temperatura
afetam a resistividade do solo.
O solo raramente é homogêneo
e a resistência do solo varia
geograficamente e em
profundidades diferentes.

O valor de umidade varia de


acordo com as estações do ano,
com a natureza das camadas
internas do solo e com a
profundidade dos lençóis Prepare-se para realizar o teste de resistividade do solo usando
o Fluke 1623 ou 1625.
freáticos. Como o solo e a água
geralmente são mais estáveis em estratos geológicos mais profundos, recomenda-se que
as hastes de aterramento sejam colocadas o mais profundamente possível, no lençol
freático, se possível. Além disso, as hastes de aterramento devem ser instaladas em um
local com temperatura estável, ou seja, abaixo da linha de congelamento.

Para que um sistema de aterramento seja eficaz, ele deve ser projetado para resistir às
piores condições possíveis.

Como Faço Para Calcular a Resistividade do Solo?


O procedimento de medição descrito abaixo usa o método Wenner, que é aceito
universalmente e foi desenvolvido pelo Dr. Frank Wenner do Bureau of Standards dos
EUA em 1915. (F. Wenner, Um Método para Medir a Resistividade do Solo; Bull,
National Bureau of Standards, Bull 12(4) 258, p. 478-496; 1915/16.)

A fórmula consiste em: dividir ohm centímetros por 100 para converter para ohm
metros. Tenha cuidado com as unidades.

Exemplo: Você decidiu instalar hastes de aterramento de três metros como parte de
seu sistema de aterramento. Para medir a resistividade do solo em uma profundidade
de três metros, discutimos um espaçamento de três metros entre os eletrodos de teste.
Para medir a resistividade do solo, ligue o Fluke 1625 e leia o valor da resistência em
ohms. Neste caso, presuma que a leitura da resistência é de 100 ohms. Logo, sabemos
que:

A = 3 metros e
R = 100 ohms

Logo, a resistividade do solo equivaleria a:

= 2 x x A x R
 = 2 x 3.1416 x 3 meters x 100 ohms
= 1885 ?m

Como Faço Para Medir a Resistência do Solo?


Para testar a resistividade do solo, conecte o testador de aterramento conforme é
mostrado abaixo.

Como você pode ver, quatro estacas de aterramento estão posicionadas em linha reta e
equidistantes no solo. A distância entre as estacas de aterramento deve ser pelo menos
três vezes maior do que a profundidade das estacas. Portanto, se a profundidade de cada
estaca de aterramento for de 0,30 metros, certifique-se de que a distância entre as
estacas seja maior do que 0,91 metros. O Fluke 1625 gera uma corrente conhecida pelas
duas estacas de aterramento externas e a queda de potencial de tensão é medida entre as
duas estacas de aterramento internas. Usando a Lei de Ohm (V=IR), o testador Fluke
calcula automaticamente a resistência do solo.

Como os resultados das medições são frequentemente distorcidos e invalidados por


pedaços de metal, aquíferos etc. no subsolo, é sempre recomendável realizar medições
adicionais onde o eixo da estaca é de 90 graus. Alterando a profundidade e a distância
várias vezes, produz-se um perfil que pode determinar um sistema de resistência de
aterramento adequado.

As medições da resistividade do solo são frequentemente corrompidas pela existência


de correntes terra e sua harmônica. Para evitar que isso ocorra, o Fluke 1625 usa um
sistema de Controle Automático de Frequência (AFC). Esse sistema seleciona
automaticamente a frequência de teste com a menor quantidade de ruído, permitindo
que a sua leitura seja clara.

Você também pode gostar