Você está na página 1de 2

A importância da cultura para as organizações

Toda organização é composta por integrantes e, para que todos se


relacionem bem e para que haja igualdade, é preciso regras para
determinar como esses membros devem agir e se comportar no ambiente
organizacional e, em alguns casos, essas normas são criadas por meio de
uma cultura organizacional e esta acaba definindo como deve ser a
integração. Sendo assim, a cultura organizacional é um modelo de
crenças, costumes e valores que os integrantes das organizações
aprenderam a respeitar, a exercer e ensinar aos novos integrantes,
criando, assim regras para a convivência interpessoal.

Definições de cultura organizacional:

 Conjunto de crenças, costumes, valores, normas de comportamento


e formas de fazer negocio, que são definidos por cada empresa, e;
 Conjunto de crenças e atitudes de organização em relação: a
importância das pessoas; aos valores éticos e morais; a competição
interna; a orientação para o mercado e produção; a capacidade de
ação e de adaptação as mudanças externas.

A Cultura local

Considerando o Brasil em seu todo, é advinda da influencia dos


colonizadores portugueses, dos índios nativos. E com a abolição da
escravatura ensejou a entrada de imigrantes europeus. As batalhas
trouxeram novos contingentes de imigrantes. O resultado dessa profunda
miscigenação entre as diferentes raças moldou uma sociedade com traços,
comportamentos e organizações peculiares.

Cultura organizacional

1- Cinema

O cinema é visto como representação da realidade social, cultural do


cotidiano das sociedades. Apresenta grande contribuição para o habito
cultural, agindo diretamente sobre as pessoas que o acompanham,
influenciando em novos comportamentos, hábitos. Porem o cinema ao
proporcionar a sociedade o acesso a outras culturas, torna se
inevitavelmente um enriquecimento cultural mais abrangente além do já
existente em sua própria cultura local.
2- Rio Grande do Sul

Pomerode é uma pequena e tranquila cidade de 30 mil habitantes, no Vale


do Itajaí, em Santa Catarina, que se orgulha do título de ser a “mais alemã
do Brasil”. É lá, na terceira semana de janeiro, que acontece também a
mais alemã das festas brasileiras: a Festa Pomerana, realizada há mais de
30 anos, sempre próxima à data de aniversário do município (21 de
janeiro). São 11 dias de festa com desfiles de trajes típicos; apresentações
de música e dança folclóricas; competições como as de clubes de caça e
tiro; muita gastronomia tradicional e concurso de cerveja, entre outras
atrações. A festa é em todos os detalhes uma viagem à Alemanha dos
tempos da colonização.
3- Amazonas

O Festival Folclórico de Parintins é uma festividade de natureza popular, que


teve seu início em 1964, quando foi realizado o Primeiro Festival, em uma
modalidade ainda não competitiva, embora o público já se dividisse em duas
torcidas, a do Boi Garantido, que tem como símbolo a cor vermelha, e a do Boi
Caprichoso, representada pelo tom azul. Este evento tem sua sede em plena
Floresta Amazônica, a maior do Planeta, mais precisamente na cidade de
Parintins, todo último final de semana de junho.

Todo ano milhares de turistas se deslocam para Parintins com o objetivo


de assistir a este célebre Festival. Anteriormente ele apresentado nos dias
28, 29 e 30 de junho, mas recentemente uma nova lei modificou o
calendário, reservando o último final de semana do mês de junho para
esse evento.

Ano a ano o Boi Garantido e o Boi Caprichoso se confrontam nas arenas,


encantando a imaginação dos espectadores, tendo como trilha sonora
uma toada tocada por mais de 400 músicos. Eles executam seus cantos e
suas danças por pelo menos três horas, diariamente revezando a primazia
da entrada no local de exibição.

Você também pode gostar