Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE

FACULDADE DE DIREITO

Curso de Direito
Plano Temático da Disciplina de Direito Financeiro e Finanças Públicas
DISCIPLINA
Ano 2º Ano

Semestre 1º Semestre
Carga horária Total 64 horas
Aulas teóricas 40
Aulas práticas 18

OBJECTIVOS DA DISCIPLINA

 Situar a disciplina no âmbito dos ramos de Direito Público.


 Estabelecer a relação entre a distribuição de rendimentos na sociedade, os impostos e os
gastos públicos do Estado.
 Justificar o impacto do funcionamento dos instrumentos de crédito na economia
doméstica, poupança e oferta de trabalho.

INDICAÇÕES METODOLÓGICAS E DE ORGANIZAÇÃO

a) Critérios para frequência da disciplina


Não há disciplina precedente
b) Tipo de aulas e formas de leccionação
 As aulas serão ministradas segundo o método de exposição aberta;
 A parte especial do programa será dada com recurso a casos práticos.
c) Sistema de avaliação
A avaliação da frequência semestral será feita com base em:
i. Um trabalho de grupo (TG) e um trabalho individual (TI) valendo cada um 10 valores ou um
deles que valeria 20 valores;
ii. Dois testes escritos (TE) sendo um com consulta;
iii. Um exame (E);
iv. A média semestral será calculada através da seguinte fórmula:
MS= [(TG1+TI)+TE1+TE2]:3
v. A média anual é calculada na base da seguinte fórmula:
(MS+E):2
vi. Pode vir a mostrar-se útil a exposição dos trabalhos de grupo (TG), numa base casuística, para
confirmar o domínio dos trabalhos apresentados.
vii. Nos testes escritos exige-se dos estudantes a demonstração do domínio da matéria ministrada e
da capacidade de exposição lógica e sintética.
viii. Os estudantes que não tenham feito um dos dois testes escritos (TE), por razões atendíveis, bem
como os que precisem de média para acesso ao exame (numa definição discricionária dos
docentes, desde que não tenham negativa num dois TE’s) podem fazer um teste extraordinário
(TEx), em princípio, até três dias depois do fim das aulas.

PROGRAMA TEMÁTICO

1
Temas Horas
Teóricas Práticas Seminários Laboratoriais Total
1 10 4
Introdução e Conceito de Finanças
2 As instituições financeiras 10 6
3 Instrumentos financeiros 10 2
4 Políticas Económicas 4 2
5 Diversos 4 2 2
Total 40 18 68

PROGRAMA ANALÍTICO

CAPÍTULO I
Introdução e Conceito de Direito Financeiro

1. Conceito de Finanças Públicas e Direito Financeiro


1.1. Acepção de Finanças Públicas
1.2. Sentido Orgânico
1.3. Sentido objectivo
1.4. Sentido subjectivo
2. O Fenómeno Financeiro
3. O Poder e a Economia
3.1. Ordenação económica
3.2. Intervenção económica
3.3. Actuação económica do Estado
4. A actividade financeira
4.1. Causas da incapacidade do Mercado
4.2. Provisão Pública dos bens
5. Regimes económicos e suas doutrinas
5.1. Sistemas económicos sociais
5.2. Sistema socialista
5.3. Sistema capitalista
5.4. Finanças liberais
5.5. Intervencionismo financeiro

CAPÍTULO II
As instituições financeiras

1. As principais instituições financeiras de enquadramento


1.1. A Constituição financeira
1.2. Órgãos de decisão financeira
1.3. Os instrumentos financeiros
1.4. O Orçamento do Estado
1.5. Tribunais
1.6. Sector Empresarial do Estado
2. O património do Estado
2.1. Noção e conteúdo
2.2. Importância financeira do património
2.3. Administração dos bens patrimoniais
2.4. O património do Estado Moçambicano
3. O Tesouro Público
3.1. Conceito
3.2. Origem
3.3. O Tesouro em Moçambique
4. O Crédito Público
4.1. Conceito
4.2. Funções financeiras do crédito público
4.3. Instrumentos do crédito público
4.4. Aval do Estado
4.5. Dívida Pública

2
5. Orçamento do Estado
5.1. Conceito e origem
5.2. Funções do Orçamento
5.3. Orçamento e a actividade financeira
5.4. Elementos do orçamento
5.5. Receitas e despesas no orçamento
5.6. Execução do orçamento
5.7. O Controlo orçamental
5.8. O regime jurídico do orçamento
6. Contabilidade Pública
6.1. Generalidades
6.2. Conta Geral do Estado
7. As finanças nos órgãos locais

CAPÍTULO III
Instrumentos financeiros
1. As despesas públicas
1.1. Noções básicas
1.2. Tipologia
1.3. Efeitos macroeconómicos
2. As Receitas Públicas
2.1. Noção
2.2. Modalidades e estrutura de receitas, as receitas patrimoniais

CAPÍTULO IV
Políticas Económicas
1. Noções e tipologia
2. Políticas estruturais e conjunturais
3. Politicas estruturais e desenvolvimento
4. Estabilização da conjuntura

BIBLIOGRAFIA BÁSICA

1. Direito Financeiro e Finanças Públicas, W&W Editora, 2011 (MR)- Teodoro


Andrade Waty
2. Introdução ao estudo das Finanças Públicas - Martinez, Soares
3. Direito Financeiro – Nogueira, Ruy Barbosa
4. Ciência das Finanças – Dáuria Francisco
5. Lições de Finanças Públicas – Ribeiro, J. Teixeira
6. Finanças Públicas – Duverger, M.
7. Finanças Públicas e Direito Financeiro – 2. volumes – Franco, António Sousa
8. Economia Política - Martinez, Soares
9. Economia – Henriques, Lucinda Julis S.
10. Finanças Públicas e Direito Financeiro – Teixeira, António Braz
11. Finanças Públicas – de Sousa, Domingos Pereira.
Docentes:
 Prof. Doutor Teodoro Andrade Waty-Regente
Cel: +258823038480; e-mail: teodorowaty@tvcabo.co.mz
 Dr. Pedro Bule-

Maputo, Fevereiro de 2015

Você também pode gostar