Você está na página 1de 18

HELOIZA MARIELLI MUGNOL

O que é?

 É um período onde os ossos são formados, maxila e mandíbula, dando


origem aos dentes decíduos. Ou seja, é o processo de desenvolvimento
dos dentes.
 É iniciado com a interação do epitélio oral e o ectomesênquima
subjacente, originando a banda epitelial primaria e, a seguir a lâmina
dentaria.
Lâmina Dentária e Lâmina Vestibular

 As células migram da crista neural para formar o ectomesênquima, que é


um tecido que dará origem a boca.

Ectoderma e
endoderma
entram em
contato formando
a membrana
bucofaringea. Inicio da
boca
 Mais ou menos por volta da 5ª ou 6ª semana de vida intra-uterina, o fator
indutor que está presente na cavidade oral primitiva ou estomodeu
começa a se proliferar, invadindo o ectomesenquima subjacente,
formando a banda epitelial primaria, sendo que esta se subdivide-se em
lamina dentaria e lamina vestibular.
Forma o fundo do saco
Degeneração do sulco vestibular(lábios
das células e bochechas, futuros
arcos dentários)

Forma os
Aprofunda-se no ectomesenquima dentes,prolifera- Forma o germe do
, originando a lâmina basal
ção celular dente. Vai se
proliferando em forma
de ferradura,
Germe Dentário

 FASE SE BOTÃO
 FASE DE CAPUZ
 FASE DE CAMPÂNULA
 FASE DE COROA (CORONOGÊNESE)OU CAMPÂNULA AVANÇADA
 FASE DE RAIZ (RIZOGÊNESE)
FASE DE BOTÃO

 Lâmina dentária apresenta atividades mitóticas diferenciadas. Resultando


na 8ª S.V.I.U em 10 esférulas em cada arco, que são o inicio da formação
dos dentes decíduos.

botão

E.O
ectomesenquima
condensado
FASE DE CAPUZ

 Caracterizada por intensa proliferação das células epiteliais.


 Crescimento desigual do botão (capuz), formação da papila
dentária(céls ectomesenquimais) e a formação do folículo dental.
 Conjunto denominado germe dental.

Ectomesenqui
Delimitação ma mais
do germe
dentário
condensado
Reticulo estrelado
Essas células vão tomando distancia entre si devido a
Quantidade de substancia fundamental rica em
Proteoglicanas. Por isso o aspecto estrelado

Epitélio externo

Epitélio interno

O folículo dentário Papila dentária


Rodeia o germe dentário quanto a papila dentária, Formada pela intensa condensação do ectomesen-
Formando uma capsula, a nutrição do germe provem do foliculo Quima e estão muito próximas
Germe dentário

 É constituído pelo órgão do esmalte e papila dentário

Porção epitelial de
várias regiões Forma a dentina e
distintas. E forma o a polpa
esmalte dentário

E temos também o folículo dentário que forma cemento, ligamento periodontal e osso alveolar
FASE DE CAMPÂNULA

 Processo de histo-morfodiferenciação: pós a fase de capuz há uma


redução da proliferação celular, e por tanto o crescimento do órgão do
esmalte( aspecto de sino)
 Órgão dental: Reticulo estrelado: que separa o epitélio interno do
externo; uma camada de células delgadas chamada extrato
intermediário; e a alça cervical: região em que o epitélio interno e
externo se encontram.(forma a bainha epitelial de Hertwig)
Na fase de campanula há a separação do germe do dente do epitélio.
Campânula

Folículo dentário Reticulo estrelado

Constitui a cripta ossea


Epitélio externo

Papila dentária Epitélio intermediário

Epitélio interno

Alça cervical
gubernáculo
 A bainha epitelial de Hertwig localizada na alça cervical, vai dar origem a
raiz do dente. E as dobras do epitélio interno vão levar a formação da
coroa do dente.

Cels em divisao

Cels que não se dividem

Epitelio redizido
Dentinogênese se inicia antes da amelogênese
e ocorrem na fase de coroa

 Células do epitélio interno se alongam, invertem a polaridade do núcleo,


que no E.I era baixo com o núcleo voltado para lâmina basal, agora
tornam-se cilíndricas e altas, transformando-se em pré-ameloblastos. Sob
influência deste, a papila dentária adjacente e as células
ectomesenquimais param de se dividir, e , aumentam de tamanho e se
diferenciam em odontoblastos secretando a primeira camada de matriz
de dentina (dentina do mando).A presença dessa matriz (que contém
colágeno tipo 1) induz a diferenciação final dos pré-ameloblastos em
ameloblastos, os quais sintetizam a matriz do esmalte.
 A fase de coroa então, corresponde á deposição de dentina e esmalte
na coroa do futuro dente.
 A formação de dentina é centrípeta enquanto a formação do esmalte é
centrifuga.
 A deposição de dentina é caracterizada de fora para dentro, e a do
esmalte é caracterizada de dentro para fora. Das cúspides para a
cervical.
Fase de Raiz (Rizogênese)

 No final da fase de coroa, os eventos de diferenciação alcançam a alça


cervical, os epitélios internos e externos se proliferam em sentido apical
para induzir a formação da raiz do dente. Geralmente essa fase ocorre
quando o dente irrompe.
 Já os restos epiteliais de malassez se originam da fragmentação da
bainha epitelial de Hertwig
 Em casos de alterações patológicas do ligamento periodontal, as céls dos
restos epiteliais de malasses podem se tornar ativas e originar cistos.
 Terminando assim a formação dos dentes com a formação da raiz
radicular, juntamente com o fechamento do ápice, e tendo por fim o
irrompimento dos dentes.
Bibliografia

 Histologia e embriologia oral (kathburiam e Victor arana),pagina 149 a


175
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Odontog%C3%AAnese
 https://www.google.com.br/search?q=odontogenese&espv=210&es_sm=
93&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=UB4rU5rBKMylkQfY_oCYAw&v
ed=0CDUQsAQ&biw=1366&bih=655
 http://www.passeidireto.com/arquivo/2127311/odontogenese---esmalte---
dentina---polpa
 http://www.youtube.com/watch?v=puSMU_fG_Jg