Você está na página 1de 2

QUÍMICA ANALÍTICA

1- Explique as diferenças entre:


a) Erro aleatório e erro sistemático
b) Desvio padrão e estimativa de desvio padrão
c) Erro absoluto e desvio

2- Uma análise volumétrica foi realizada para determinação de cálcio numa amostra de soro sanguíneo, de um
paciente que se acreditava sofrer de hiperparatiroidismo, obtendo-se os seguintes resultados em mg de Ca/dL:
10,49; 10,44, 10,49; 10,50; 10,48; 10,52; 10,48. Considerando um intervalo de confiança de 95%, determine o
limite da média, considerando que
a) s  σ = 0,024 mq Ca/dL
b) Ausência de informações prévias sobre a precisão da análise.
c) Se a concentração de cálcio para caracterizar o hiperparatiroidismo é de 10,45 mg/dL de Ca. Poderemos
afirmar com 95% de confiança que o paciente se encontra com hiperparatiroidismo?

3- (HARRIS 1 PG 93)Dois métodos foram usados para medir a atividade especifica (unidade de atividade
enzimática por miligrama de proteína) de uma enzima. Uma unidade de atividade enzimática é definida como a
quantidade de enzima que catalisa a formação de 1 micromol de produto por minuto sob condições especificas.
Método Atividade enzimática
1 138 147 160 158 135
2 148 159 156 164 159

a) Elabore a hipótese adequada


b) O valor médio do método 1 é significativamente diferente do obtido pelo método 2 a 95 % de confiança?
4- (SKOOG PG 161) Três métodos analíticos diferentes são comparados em relação à determinação de Ca. Os
resultados, expressos em ppm de Ca, foram obtidos por colorimetria, titulação com EDTA e espectrometria de
absorção atômica.

Repetição Colorimétrica Titulação Absorção atômica


1 3,92 2,99 4,4
2 3,28 2,87 4,92
3 4,18 2,17 3,51
4 3,53 3,4 3,97
5 3,35 3,92 4,59
Média 3,652 3,07 4,278
S 0,385707143 0,6495768 0,549790869

a) Elabore a hipótese adequada


b) Defina se há diferenças significativas entre os três métodos a 95% de confiança
c) Se for detectada diferença significativa entre os métodos a 95% de confiança quais métodos diferem entre
si?

5- (HARRIS 2 PG 95) O nitrito (𝑁𝑂2− ) foi medido em água de chuva e em água potável não clorada. Os resultados
(média ± desvio padrão) e número de amostras são apresentados abaixo:

Cromatografia gasosa Espectrofotometria


Água de chuva 0,069 ± 0,005 mg/L (n=7) 0,063 ± 0,008 mg/L (n=5)
Água potável 0,078 ± 0,007 mg/ L (n=5) 0,087 ± 0,008 mg/L (n=5)

As precisões dos métodos diferem a 5% de confiança para água de chuva ou para água potável?
a) Os dois métodos concordam entre si no nível de 80 % de confiança tanto para a concentração de nitrito
na água de chuva como para água potável?
b) As concentrações de nitrito na água de chuva e na água potável diferem significativamente ao nível de
95% de confiança?

6- Suponha que 100.000 conjuntos de disco de freios de veículos automotivos tenham 85% de sua quilometragem
gasta. A média foi de 62.700 Km e o desvio desvio-padrão de 10.400 Km. Qual a fração de disco de freios
prevista como tendo sido 85% utilizada entre 60.000 e 70.000 quilômetros.

7 – (HARRIS 2 PG 95) Os sinais de espectrometria de massa para concentração desconhecida de metano em H 2 são
dados a seguir:
CH4 / % Sinal / mV
0,000 9,1
0,062 47,5
0,122 95,6
0,245 193,8
0,486 387,5
0,971 812,5
1,921 1671,9

a) Use o método dos mínimos quadrados para determinar o coeficiente angular, o coeficiente linear e suas
incertezas. (m, b, sm, sb, sr,)
b) Medidas repetidas de uma amostra desconhecida forneceram os seguintes sinais: 152,1; 154,9; 155,1 mV.
Determine a concentração da amostra desconhecida e calcule a incerteza (sc).

8 – (HARRIS 2 PG 114) Uma amostra desconhecida de Zn2+ apresentou uma absorbância de 0,262 em uma análise
de absorção atômica. Então, 1,0 mL de uma solução contendo 100 ppm de Zn2+ foi misturado a 95 mL de uma
amostra desconhecida contendo a espécie de interesse e a mistura foi diluída a 100,0 mL em um balão volumétrico.
A absorbância da nova solução foi de 0,500. Determine a concentração de [Zn 2+] na amostra desconhecida.

9 – (HARRIS 2 PG 115) Na determinação da concentração do íon sódio [Na+] em uma amostra desconhecida foi
utilizado o procedimento gráfico para a adição de padrão com volume total constante. Nessa determinação, a cada
balão volumétrico que continha 25,00 mL da amostra foram adicionados volumes diferentes do padrão de uma
solução de NaCl 2,640 mol/L. Finalmente os volumes dos balões foram completados a 50,00 mL. A tabela a seguir
representa os volumes do padrão que foram adicionados.
Balão Volume de padrão / mL Sinal de emissão do Na+ / mV
1 0 3,13
2 1,000 5,40
3 2,000 7,89
4 3,000 10,30
5 4,000 12,48

a) Construa o gráfico da adição de padrão e determine a concentração [Na+] na amostra.

10 – (HARRIS 2 PG 114) Uma solução contendo X a 3,47 mol/L (analito) e S a 1,72 mol/L (padrão) apresentou, em
uma análise cromatográfica, picos de área igual a 3.473 e 10.222 respectivamente. Então 1,00 mL de uma solução
8,47 x 10-3 mol/L de S foi adicionado a 5,00 mL da amostra desconhecida de X, e a mistura foi diluída a 10,0 mL.
Nessa solução picos de área igual a 5428 e 4431 foram obtidos para X e S respectivamente.

a) Calcule o fator de resposta do analito


b) Determine a concentração de S em mmol/L nos 10,0 mL de solução com a mistura de ambos os analitos
c) Determine a concentração de X em mmol/L nos 10,0 mL de solução com a mistura de ambos os analitos
d) Determine a concentração de X na amostra original.

Você também pode gostar