Você está na página 1de 2

Honda Tadakatsu

Nascido de uma família de guerreiros leais ao imperador, Tadakatsu seguiu a linhagem


da família desde cedo treinando para ser um dos guardas do castelo Eiganjo. Após ter
se formado em seus ensinamentos de samurai por seu pai, um grande teste estava a
seu aguardo: a própria guerra. Tadakatsu viu a guerra entre os Kami e o castelo
Eiganjo explodir e apesar de todo seu conhecimento na arte do samurai, ainda era bem
inexperiente. Lutou algumas batalhas ao lado de seu pai Honda Takeda e se
convenceu rápido de que era melhor até que seu próprio pai. Porém esse orgulho se
provará caro.
No meio da guerra veio a revelação que o Imperador tinha sequestrado um dos Kami e
com isso a motivação dos samurais de Eiganjo se abalou por completo. Alguns
samurais abandonaram o posto, porém a Família Honda se provou fiel ao imperador e
se manteve no castelo. Muitas batalhas se sucederam e os samurais enfraquecidos
resistiram por bastante tempo, mas em uma das batalhas que se ocorreram o
Tadakatsu se exaltou na confiança e cometeu um erro quase que fatal para si. Vendo a
situação, seu pai lhe ajudou a escapar do fio de morte, porém com um preço alto, sua
própria vida.
Após ver seu pai morrer pelo seu próprio erro, Tadakatsu se enfureceu e ficou cego por
um momento, de ódio e rancor de si próprio, e após esse surto de adrenalina, apagou.

Quando acordou, Tadakatsu se viu em um lugar estranho. A região era estranha, os


sons e os cheiros também. Honda se viu em uma pequena floresta com o cheiro do
mar próximo. Após algum tempo um grupo de criaturas voadoras se aproximou.
Mulheres com corpo de pássaro muito estranhas e algumas vezes deformadas se
aproximaram e tentaram atacar Honda. Após um combate com elas, ele correu até
encontrar um abrigo para colocar os pensamentos no lugar.
Após algum tempo caminhando e encontrando perigos, Honda se encontrou em
Beira-mar. Caminhando algum tempo junto a água, ele encontrou ao longe algumas
outras criaturas estranhas. Eram humanos mas com a pele azulada e membranas. Ao
longe também viu um conjunto de ilhas. Os humanoides disseram que eram tritões e
que viviam na ilha, vindo buscar alguns suprimentos no continente. Explicando a
situação, os tritões falaram que eles poderiam falar com sua divindade para descobrir o
que estava acontecendo.

Após o encontro com alguns de seus sacerdotes, Honda conseguiu uma “audiência”
com a própria Thassa, a deusa dos mares. Thassa lhe explicou sobre suas viagens e o
que eram Planinautas e pediu um favor a Honda, que pesquisasse algumas coisas no
continente que outros deuses estariam tramando contra ela. Após agradecer a ela, foi
em direção a floresta anterior onde fora atacado. Após mais algumas batalhas, Honda
pesquisando descobriu que o Deus da escuridão Erebus estava tentando destruir e se
apossar das ilhas vizinhas. Honda após descobrir isso foi atacado por mais criaturas, e
mesmo com suas habilidades, foi cercado por 2 lagartos grandes muito estranhos
(basiliscos) e sendo pego de surpresa acabou petrificado por essas criaturas. Mas a
sorte lhe sorriu mais uma vez sentindo aquela sensação estranha novamente no
momento em que virava pedra e se protegendo acabou indo parar em outro lugar cuja
não sabe onde é. Desmaiado e petrificado passou anos assim até que...