Você está na página 1de 5

VIDA PLENA

Postado por: Benne Den Em: agosto 21, 2013 17s Commentários

“O que Jesus quis dizer quando prometeu uma vida abundante?”

Em João 10:10, Jesus disse: “O ladrão vem somente para roubar, matar e destruir;
eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” Ao contrário de um
ladrão, o Senhor Jesus não vem para subtrair, tirar. Ele vem para dar, não para
receber. Jesus vem para que as pessoas tenham nEle uma vida significativa,
intencional, alegre e eterna. Recebemos essa vida abundante no momento em
que o aceitamos como o nosso Salvador.

Esta palavra “abundante” no grego é perisson, que significa além da medida. Em


suma, Jesus nos promete uma vida muito melhor do que poderíamos imaginar, um
conceito que lembra 1 Coríntios 2:9: “Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem
jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que
o amam.” O apóstolo Paulo nos diz que Deus é poderoso para fazer infinitamente
mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o seu poder que opera
em nós (Efésios 3:20).

O Que Não é Vida Abundante Segundo a Bíblia

A Bíblia nos diz que a riqueza, prestígio, posição e poder neste mundo não são as
prioridades de Deus para nós (1 Coríntios 1:26-29). Em termos de status
econômico, acadêmico e social, a maioria dos cristãos não vem das classes
privilegiadas. Claramente, então, a vida abundante não consiste de uma
abundância de coisas materiais. Se fosse esse o caso, Jesus teria sido o mais rico
dos homens. Entretanto, o oposto é verdadeiro (Mateus 8:20).

O que é a vida abundante?

Em primeiro lugar, a abundância é espiritual e não material. Deus nos garante que
não precisamos nos preocupar com o que vamos comer ou vestir (Mateus 6:25-
32, Filipenses 4:19).

Bênçãos físicas podem ou não ser parte de uma vida centrada em Deus; nem a
nossa riqueza ou pobreza é uma indicação certa da nossa posição com Deus.

Salomão tinha todas as bênçãos materiais disponíveis a um homem, e ainda


achou tudo insignificante (Eclesiastes 5:10-15). Paulo, por outro lado, estava
contente em quaisquer circunstâncias físicas em que se encontrava (Filipenses
4:11-12).

Apesar de sermos naturalmente desejosos de coisas materiais, como cristãos, o


nosso entendimento de “abundância” deve ser transformado.

A vida abundante verdadeira consiste de uma abundância de amor, alegria, paz e


os demais frutos do Espírito (Gálatas 5:22-23), e não uma grande quantidade de
“coisas”.

Em segundo lugar, a vida abundante é eterna não pela duração, mas pela relação
com Deus, o ETERNO. O conceito de vida eterna é fornecido pelo próprio Jesus:
“E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus
Cristo, a quem enviaste” (João 17:3). Esta definição não menciona quantidade de
dias, saúde, prosperidade, família ou ocupação. Na verdade, a única coisa que
menciona é o conhecimento de Deus, que é a chave para uma vida
verdadeiramente abundante.

A vida eterna não é determinada pela sua duração, mas por uma relação com
Deus. É por isso que, quando somos convertidos e recebemos o dom do Espírito
Santo, a Bíblia diz que já temos a vida eterna (1 João 5:11-13), embora não, é
claro, em sua plenitude.

O que é Vida Abundante (2)

Há 3 palavras na língua grega que identificam 3 conceitos de vida: vida biológica


(do corpo), vida anímica ou psíquica ( da alma) e vida zoê (vida espiritual).

1) Bios – Biológica – Porque a vida da carne está no sangue; Lv 17:11

2) Psique - Psicológica – Guarda com toda a diligência o teu coração, porque


dele procedem as fontes da vida. Pv 4:23

3) Zoê – Zoelógica – Porque morrestes, e a vossa vida está escondida com


Cristo em Deus. Cl 3:3

Vida abundante, do grego Zoé, é o tipo de vida que abrange as seguintes


definições:

a) A vida espiritual, de Deus e do Logos (Cristo);

b) É a feliz possessão dos que creem em Cristo, iniciando neste mundo e


sendo plenificada na ressurreição dos santos, adentrando a eternidade. Significa
vida real genuína, que satisfaz plenamente;

Até o…Soar da última Trombeta, Como PodemosViver a Vida Plena?

1-Vida Pela Fé

Rm1: 17 Porque no evangelho é revelada, de fé em fé, a justiça de Deus, como


está escrito: Mas o justo [viverá] da fé.

2-Vida pela Palavra de Deus


Jesus mesmo disse que as suas palavras são espírito e vida: “… as palavras que
eu vos disse são espírito e vida” ( Jo 6:63 ) e, o evangelho é o poder de Deus que
vivifica o homem.

O alimento natural não concede ao homem vida abundante. Pois, nem só de pão
viverá o homem, mas de toda a palavra que procede de Deus.

Se a palavra de Deus é o que concede vida, segue-se que o homem alimentado


por ela viverá eternamente.

O salmista também faz referência à palavra de Deus como ente vivificador por
diversas vezes: “A minha alma está pegada ao pó; vivifica-me segundo a tua
palavra” ( Sl 119:25 e vv. 37, 40, 88, 107, 154, 156,159).

3-Vida pelo Espírito de Deus ( Gl 5:22)

- Viver no Espírito – comunhão, adoração, edificação

- Andar no Espírito – frutificação/comportamento (Gl 5:25).

Conclusão

A vida abundante é a vida plena com Deus. Concluímos que a vida abundante de
um cristão, nesta terra, gira em torno de:

1) Conhecer a Deus e a Cristo (Jo 17:3)

2) Crescer “na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus


Cristo (2 Pedro 3:18), por meio da Palavra e do Espírito.

Jesus é o caminho… Jesus é a verdade… Jesus é a VIDA… (Jo. 14:6).

O nosso interesse maior deve estar no que é eterno, e não no temporal.

”Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e
a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus” (Colossenses 3:2-3).