Você está na página 1de 4

PMR 2370/2371 – EXERCÍCIOS – P2 - 2013

1- A figura abaixo mostra o esquema de propulsão experimental de uma embarcação de


apoio de 15 pés, onde a transmissão entre o motor e o eixo do hélice é feita por um par de
rodas de atrito revestidas com poliuretano. Selecione os rolamentos dos mancais A e B
dadas as seguintes condições de projeto e operação:

- Potência e rotação do motor: 10 CV – 3000 rpm


- Diâmetro da polia do motor: 50 mm
- Relação de transmissão: 3,5
- Coeficiente de atrito entre as polias: 0,7
- Empuxo axial do hélice: 1000 N
- Tipo de Rolamento a ser utilizado: Rígido de uma carreira de esferas
- Vida estimada: 5000 horas
- A carga axial será suportada integralmente pelo mancal A
- Rendimento da transmissão = 90%
- Confiabilidade de 90%
- Diâmetro do eixo: 30 mm

a) Cálculo Conjugado do motor:

C = (10 x 735) x 60 / (3000 x 2 x 3,14) => C = 23,4 Nm

b) Cálculo das forças tangencial e radial na transmissão:

A força tangencial será: C = Ft x 0,050/2 => Ft = 936 N

A força radial será: Fr = Ft / 0,7 => Fr = 1337 N

c) Cálculo da força radial nos rolamentos:


Como a distribuição é simétrica a força radial em cada rolamento será:

Frr = (9362 + 13372)1/2 => Frr = 1632 N

d) Seleção do rolamento do mancal B:

Como no mancal B agem apenas cargas radiais provenientes da transmissão temos:

L10 = (C/P)3
L10B = (3000 x 60 x 5000) / 3,5 x 10 6 => L10 = 257

Como uma transmissão por rodas de atrito é bastante suave, podemos adotar um fator f =
1.0 e com a1 = 1 temos: P = Frr = 1632 N

Logo C = 10359 N

Para um rolamento com diâmetro interno de 20mm (já que a secção mais solicitada do
eixo não está nos mancais), uma opção de escolha é o rolamento 6204, com
C = 12800 N.

A vida em horas será Lh A = 9381 horas

Para o mancal A, partiremos do rolamento 6304, com C=15900 N e Co = 7900 N.

Assim, Co/Fa = 7900/1000 = 7,9 => e ~ 0,315

Fa/Fr = 1000/1632 = 0,612 > e => X = 0,56 e Y ~ 1,4

Logo P = 913 + 1400 = 2313 N

L10A = (15900/2313)3 = 325 => A vida em horas será de Lh B = 6316 horas

Poderíamos avaliar outras opções de rolamentos, com diâmetro interno 30 mm, por
exemplo, para tentar aproximar mais a vida em horas da especificada no projeto. No
entanto, os dois rolamentos selecionados atendem à necessidade
4- Durante o projeto de uma injetora de plásticos, definiu-se que a mola que atua no
mecanismo de fechamento da porta deve exercer uma força variando de 100 N a 550N,
quando sofrer uma deflexão de 45 mm. Por razões de espaço, a mola poderá ter uma
diâmetro máximo de 45 mm, já descontadas as folgas laterais necessárias. No
almoxarifado há disponível o arame do tipo “corda de violão”, com vários diâmetros.
Defina as características básicas desta mola.

Hipótese inicial: d = 5 mm e D = 40 mm => C = 8

Kw 
4C  1  0,615
Fator de Wahl: 4C  4 C

Logo Kw = 1,18

8 PD
A tensão de cisalhamento máxima será:  max  K w
d 3

 m ax = 448,4 MPa

A
Para o arame utilizado: S ut 
dm

Logo Sut = 2060 / 50,163 = 1584,7 MPa

A tensão limite de escoamento será: S sy = 0,50 Sut = 792,3 MPa

O coeficiente de segurança em relação ao escoamento será :  = 792,3 /448,4 = 1,76

A constante de mola k = F /  L = 450/45 = 10N/mm

O número de espiras ativas será: Na = Gd 4/8D 3k => Na = 80769.625 /8.64.000.10

Na = 9,86 espiras

Supondo extremidades esmerilhadas => Nt = 10,86 espiras.


O Comprimento sólido da mola será: Ls = 10,86 x 5 = 54,3 mm

Considerado uma folga de 10 % na deflexão sob carga máxima tem-se:

Comprimento Livre Lf = 54,3 + 55 + 0,1x55 = 114,8 mm