Você está na página 1de 3

BOI OU CABRITO?

A questão das ofertas é recorrente em toda a Bíblia e os exemplos


de boas e más ofertas começam em Gênesis. Caim fez sua oferta
de frutos da terra e Abel escolheu o melhor de seu rebanho para
sacrificar ao Senhor. O problema da oferta de Caim não foi o fato de
serem frutas e legumes, mas não ter sido o melhor de sua
produção, já Abel ofereceu o melhor e o Senhor se agradou da
oferta de Abel e repudiou a de Caim.

Jesus contou a história da viúva que colocou no gazofilácio (cofre


de ofertas do templo) duas moedinhas, enquanto que os ricos
depositaram ricas quantias em dinheiro. A sentença de Jesus foi
belíssima, veja: “Em verdade vos digo que lançou mais do que
todos, esta pobre viúva; Porque todos aqueles deitaram para as
ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza,
deitou todo o sustento que tinha.” (Lucas 21:3-4). Neste
texto Jesus estabeleceu o princípio da oferta
agradável ao Senhor: dar o que custa algum
sacrifício e não o que sobra.
Gideão recebeu a visita do Anjo do Senhor, quando Israel estava
passando pelas piores humilhações impostas pelos midianitas.
Tudo era resultado do afastamento dos israelitas do Senhor, mas
nem Gideão reconhecia isso e até pediu explicações do Anjo do
Senhor a respeito.

Depois de conversar com o Anjo do Senhor, Gideão resolveu fazer


a sua oferta, veja: “E entrou Gideão e preparou um cabrito e pães
ázimos de um efa de farinha; a carne pôs num cesto e o caldo pôs
numa panela; e trouxe-lho até debaixo do carvalho, e lho
ofereceu." (Juízes 6:19). Gideão ofereceu o que ele
tinha em casa e Deus aceitou sua oferta, porém
faltava alguma coisa, faltava o sacrifício pessoal,
faltava AQUELA oferta que chamaria a atenção de
Deus sobre sua vida.
A tarefa de Gideão era libertar Israel das mãos dos midianitas e era
preciso preparar o coração dele para tão grande desafio e não seria
com um cabrito. Naquela mesma noite Deus conversou com Gideão
e disse qual seria sua oferta, leia: “Toma o boi que pertence a teu
pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal,
que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele." (Juízes
6:25).
Trocando em miúdos. O segundo boi era o reprodutor, o boi que
gerava renda para a família, além do mais, o boi não era de Gideão,
era de seu pai, assim como não era dele o altar de Baal e o bosque
aos pés do altar. Parecia uma missão impossível, mas quando
Deus manda, Ele capacita e se responsabiliza pelas consequências
e foi o que aconteceu.

Gideão fez tudo de noite, com medo de ser impedido por seu pai, o
que mostra que ele estava decidido a vencer. Outra coisa
importante: é a sua determinação que determina o tamanho de sua
vitória. Gideão foi quase linchado. Quase. Nada de mal lhe
aconteceu e a consequência de seu sacrifício foi uma retumbante
vitória sobre os midianitas, onde Gideão entrou com trezentos
homens, tochas acesas, trombetas e não precisou fazer mais nada,
Deus resolveu o resto.

Não se pode oferecer ao Senhor alguma coisa que não custou


nosso sacrifício pessoal. Tem muita gente boa que é generosa
demais quando distribui o dinheiro dos outros, porém quando sua
oferta depende de seu bolso, aí o cidadão fecha a bolsa e oferece
moedinhas. O problema é que Deus só aceita moedinhas de quem
não tem coisa melhor a ofertar.

É claro que Deus não precisa de dinheiro e esta é a desculpa


esfarrapada dos que não querem contribuir na Obra do Senhor. O
que Deus quer é o seu coração e isso inclui cabeça, tronco,
membros e bolso. É melhor não ofertar do que oferecer um cabrito.
Deus quer o seu segundo boi, aquilo que representa um sacrifício
real.

O QUE É A OFERTA DE FÉ DE GIDEAO?

· OFERTA ALEM DO QUE ELE PODIA; Cabrito, bolos e um efa de farinha

· OFERTA PARA VENCER A CRISE DE ANOS;


· OFERTA DE MEMORIAL. (Como a de Abel, de primícias)

ESSA OFERTA:

1. MOVE O MUNDO ESPIRITUAL A TEU FAVOR. (Anjos poderosos liberados)

2. NOS DÁ CORAGEM E HABILITAÇÃO PARA ENFRENTARMOS E VENCERMOS


O QUE NUNCA CONSEGUIMOS ENFRENTAR;

3. MUDA NOSSA POSIÇÃO, DO MENOR PARA O MAIOR. (Como com Gideão,


tornando-nos grandes líderes)

4. MUDA A NOSSA SORTE, POIS INICIA UM NOVO TEMPO DE DEUS, (ciclo que
vai se inverter) Sofonias 3:20 “20 Naquele tempo, eu vos farei voltar e vos recolherei;
certamente, farei de vós um nome e um louvor entre todos os povos da terra, quando
eu vos mudar a sorte diante dos vossos olhos, diz o SENHOR. “