Você está na página 1de 21

Técnicas Básicas de Massoterapia

Técnicas Básicas de Massoterapia

Prof. Roberta Masina

roberta@sogab.com.br

1) Deslizamento: Consiste em deslizar as mãos sobre a superfície do corpo, com

diferentes pressões: suaves, médias e profundas. Nas direções longitudinal, transverso e

oblíquo. O deslizamento SUAVE age na epiderme, sensibilizando terminações

nervosas, removendo a camada epitelial, com ação calmante e despertando a

consciência corporal.

O deslizamento Médio age na derme e hipoderme, age sobre a elasticidade da pele,

desfaz aderências , estimula a circulação sangüínea e linfática, aumentando assim a

oxigenação e nutrição dos tecidos.

2) Amassamento: É um conjunto de manobras de deslocamento, pressionando e

comprimindo toda a superfície das mãos sobre os músculos. O amassamento tem ação

fisiológica de atuar sobre tecidos epitelial, nervoso, sangüíneo, linfático, adiposo,

glandular, contribui no fortalecimento do retorno venoso, desintoxicando fibras

musculares através de maior nutrição celular. É possível usar o amassamento em todos

os tipos de massagem por ser considerada uma das manobras mais completas. O

amassamento dever ser aplicado de forma não profunda para evitar provocar irritação na

pele. É indicada a aplicação em casos de atrofia muscular e em tecidos flácidos no

abdome, glúteos, e regiões da coluna vertebral dorsal e lombar.

3) Fricção: A manobra de fricção consiste no deslizamento das mãos sobre a superfície

do corpo em movimentos circulares, rápidos, curtos e alternados. A fricção produz calor

local, e sua força deve iniciar suave podendo chegar à forte, sem deixar de ser

harmonioso.

Pode ser usado em todo o corpo. Quando aplicado na cabeça, usa-se a polpa dos dedos,

friccionando o couro cabeludo e face.

4) Pinçamento: Consiste em movimentos dos dedos para espremer e pinçar músculos e


ligamentos, utilizando dois, três ou cinco dedos. É indicado para estimular a circulação

sangüínea, ativar músculos, manipular aderências e estimulando a circulação sangüínea

e a flacidez.

O pinçamento Simples: Prende a pele na ponta dos dedos, estica ao máximo sua

elasticidade e solta, desfazendo aderências e estimulando a circulação sangüínea.

O pinçamento Rolante: Prende a pele na ponta dos dedos e faz-se um movimento

rolante em linhas retas. Este tipo de pinçamento também tem ação fisiológica de

desfazer aderências além de ser usada nas algias.

O pinçamento pode ser aplicado nos membros superiores, membros inferiores, glúteos,

pescoço, abdome e regiões da coluna vertebral lombar, dorsal e cervical.

5) Vibração: Esta manobra é aplicada com a palma das mãos pressionando a pele, com

força intensa. Tem efeito calmante, analgésico e antispasmódico, atuando sobre

terminações nervosas e ativando a circulação.

Massagem Facial

Roberta Masina

A massagem facial também pode ser acrescentada a massagem geral. Pacientes

com insônia freqüentemente respondem de forma muito satisfatória à massagem facial.

Os movimentos são efetuados sobre uns pequena área, devendo ser suaves, de modo que

habitualmente não há necessidade do uso de um lubrificante. Como sempre, as mãos

devem ser lavadas e secadas antes do tratamento.

O paciente deve estar deitado supino com a cabeça apoiada sobre um travesseiro.

Seqüência de massagem relaxante na face:

1) As palmas das mãos são posicionadas lado a lado sobre a testa. As pontas dos

dedos repousam no topo da cabeça e fazem um alisamento até os limites laterais

da testa, retornando ao ponto inicial sem contato com o paciente. Os

movimentos são repetidos 2 vezes.

2) As pontas dos dedos repousam sobre a linha capilar, de modo que as palmas
ficam posicionadas sobre as bochechas. Repete-se movimentos do ítem 1.

3) Os polegares são posicionados ao centro do queixo. Estes dedos fazem

alisamento lateral ao longo da borda da mandíbula, até o lóbulo da orelha.

Movimentos são repetidos 2 vezes.

4) No centro, limite inferior da testa, as almofadas dos polegares fazem uma

fricção simultânea, em pequenos círculos continuando até a linha capilar.

Repete-se até que toda a testa tenha sido massageada. Movimentos repetidos 2

vezes.

5) As pontas dos dedos de cada mão fazem contato com as têmporas, e as palmas

são posicionadas com as bordas radiais juntas sobre a testa. As palmas efetuam

um alisamento lateralmente, a partir da linha média, com uma firme pressão.

Repete-se 3 vezes.

6) As pontas dos dedos ficam em contato com as têmporas, e as falanges distais

dos polegares são posicionadas na ponta do nariz. É realizado uma fricção

alternada com as almofadas dos polegares nos lados do nariz até a ponte nasal.

Os polegares fazem uma pausa com uma firme pressão nas duas depressões

formadas pela ponte nasal e a parte medial da crista supra-orbital. Repete-se 3

vezes.

7) Os polegares fazem um alisamento para fora, com uma firme pressão sobre a

crista supra-orbital re retornam sem contato com a face. Repete-se 4 vezes.

8) Igual ítem 7, porém os polegares alisarão a região sobre a crista infra-orbital.

Repete-se 4 vezes.

9) Os polegares permanecem em contato com a face, e a ponta dos dedos

simultaneamente efetuam um amassamento em pequenos círculos, iniciando nas

têmporas e acompanhando a linha capilar, continuam ao longo da parte posterior

das orelhas até que os dedos se encontrem na espinha cervical até a 7° vértebra

cervical. Os polegares fazem contato com o limite anterior do trapézio reduzindo

gradualmente a pressão até o topo dos ombros.

Fonte Bibliográfica: Domenico de, Giovanni e Wood, Elizabeth. Técnicas de

Massagem de Beard, Editora Manole, 4° Edição, 1998.


Exercícios de Estudo Preparatório para a Avaliação da Disciplina :

Introdução à Massoterapia

Prof. Roberta Masina

roberta@sogab.com.br

1) Quais os materiais que o massoterapêuta necessita ao realizar uma sessão de

massagem?

2) Antes de se iniciar o atendimento a um cliente/paciente novo, quais os cuidados

e procedimentos que o massoterapêuta deve realizar para conhecer melhor

seu paciente e sua situação de saúde?

3) Quais são as posições do paciente ao leito para aplicação de massagem geral na

porção posterior e anterior?

4) Explique e justifique os cuidados que o massoterapêuta deve ter com o ambiente

e com sua aparência pessoal;

5) Justifique a importância do alongamento antes do massagista iniciar uma

conduta de massagem;

6) Descreva quais as principais contra-indicações da aplicação da massoterapia;

7) Descreva os efeitos da massagem nos seguintes sistemas: Muscular, Òsseo,

Nervoso, Circulatório e sobre a pele.

Manipulações de Manobras de Massagem Relaxante

Prof. Roberta Masina

roberta@sogab.com.br

Deslizamento

Definição:

Um movimento de alisamento é realizado com toda a superfície palmar de uma

ou ambas as mãos. Quando realizado lentamente, o alisamento ajuda o paciente a

relaxar. Este movimento também mostra-se útil na união das seqüências de outros

movimentos.

Efeitos do Alisamento:

Os efeitos terapêuticos são gerados principalmente mediante um impacto


mecânico direto nos tecidos, e reflexamente por meio do sistema nervoso sensitivo.

Pode ser obtido um relaxamento significativo, produzindo um efeito sedativo,

que pode aliviar a dor e o espasmo muscular.

Quando realizado de forma rápida e suave, o alisamento exerce um efeito

estimulante nas terminações nervosas sensitivas, resultando num efeito generalizado de

revigoramento.

O alisamento profundo pode causar a dilatação das arteríolas nos tecidos mais

profundos e também nas estruturas superficiais.

Usos terapêuticos do Alisamento:

- Como meio para ajudar o paciente a acostumar-se com o contato das mãos do

terapêuta. Ajuda relaxamento geral ou local.

- Como meio de proporcionar informações sobre os tecidos do paciente.

- Como ajuda no alívio do espasmo muscular e, portanto , indiretamente no alívio da dor

assossiada.

- Como ajuda no alívio da flatulência ou outros distúrbios do movimento intestinal,

pelos efeitos mecânicos no conteúdo intestinal.

- Na promoção do relaxamento e indução do sono, em pessoas que sofrem de insônia.

Contra-indicações:

- Grandes áreas abertas ( por exemplo, queimaduras ou ferimentos)

- Edema muito extenso, caso pareça haver perigo de causar solução de continuidade na

pele.

- Varicosidades significativas, caso possa resultar alguma lesão às paredes venosas.

(Pode haver possibilidade de um alisamento muito leve.

- Áreas de hiperestesia ( as muito sensíveis ao contato)

- Áreas extremamente pilosas ( se o alisamento causa dor)


Amassamento

Definição

Amassamento é uma manipulação em que os músculos e tecidos subcutâneos

são alternadamente comprimidos e liberados. Durante a fase de pressão de cada

movimento, a mão ( ou mãos) e a pele se movem conjuntamente sobre as estruturas

mais profundas. Durante a fase de liberação (relaxamento), a mão ( ou mãos) desliza

suavemente até uma área adjacente, e o movimento é repetido.

Efeitos do Amassamento

Sobre a Circulação:

Pela compressão e relaxamento alternados dos músculos , as veias (tanto

superficiais como profundas) se esvaziam e enchem alternadamente. Assim, fica

aliviada a congestão nos leitos capilares, e melhora o fluxo de sangue proveniente das

arteríolas para os capilares.

O fluxo da linfa fica estimulado pelo mesmo mecanismo.

A administração de um amassamento vigoroso provoca vasodilatação na pele. A

temperatura cutânea da parte também pode elevar-se ligeiramente. Este efeito é

produzido talvez pela liberação de substâncias produtoras de vasodilatação.

Nos músculos:

Aumenta a irrigação sangüínea.

Os produtos imprestáveis do metabolismo são eliminados mais prontamente, em

decorrência da aceleração no fluxo venoso e linfático.

O amassamento lento e rítmico relaxa os músculos e reduz a dor.

Na pele e nos Tecidos Subcutâneos:

O aumento da irrigação sangüínea é importante para a promoção da resolução

dos processos inflamatórios da pele e tecidos subcutâneos.

A pele é mobilizada pelas manipulações, e isso promove sua elasticidade.

Contra-Indicações do Amassamento:

- Amassamento profundo em lacerações musculares agudas (especialmente hematomas

intramusculares).

- Amassamento em torno de articulações agudamente inflamadas.


- Doenças cutâneas (especialmente dermatites aguda, psoríase ou qualquer infecção

cutânea comunicável).

- Lesão ou doença dos vasos sangüíneos

- Doença maligna ( câncer ou tuberculose) , na área sob tratamento ou proximidades.

- Infecção bacterianas nas áreas sob tratamento, ou em suas proximidades, sobretudo

infecções em articulações.

Fricções

Definição

As fricções consistem de movimentos breves, precisamente localizados e

profundamente penetrantes realizados numa direção circular. Esses movimentos

profundos são habitualmente realizados pelas pontas dos dedos, embora a almofada do

polegar ou palma também possam ser utilizados.

Efeitos da Fricção

A pressão profunda e contínua nos tecidos causa lesão local e libera uma substância

similar à histamina e outros metabólitos que atuam diretamente nos capilares e arteríolas

do local, causando vasodilatação. A magnitude da resposta depende da profundidade da

manipulação e da duração da aplicação.

A vasodilatação local promove um aumento do líquido tecidual na área, o que provocará

distensão local. Com efeito, o movimento produz uma inflamação controlada da área-

alvo e ao mesmo tempo, mobiliza as estruturas que não estavam tendo uma mobilidade

correta. Se a manipulação for mantida por algum tempo, pouquíssimos efeitos sensitivos

serão percebidos pelo paciente, mas inicialmente ela pode ser dolorosa. De fato, a

fricção profunda produz uma resposta muito eficaz, se bem que dolorosa.

Contra-indicações da Fricção

- Lacerações musculares agudas ( sobretudo hematomas intramusculares).

- Articulações agudamente inflamadas.

- Doenças de pele (sobretudo dermatite aguda, psoríase ou qualquer inflamação cutânea

comunicável) na área a ser tratada.

- Vasos sangüíneos lesionados ou enfermos na área a ser tratada.

- Neoplasia ou tuberculose na área a ser tratada ou proximidades


- Infecções bacterianas na área a ser tratada, ou em suas proximidades, sobretudo

infecções articulares.

Dicas de avaliação e evolução:

Prof. Pablo Flôres Dias

Massot. Cíntia Schneider

Semiologia: Estudo que trata da investigação, análise ou diagnóstico. Conhecimento do

que é normal e anormal (patologia)- fisiologia.

Áreas:

 Semiologia médica/clínica

 Semiologia ortopédica

 Semiologia imagenológica/radiológica

 Semiologia nutricional

A avaliação pode ser dividida em duas partes: a anamnese (questionário de investigação

do paciente), o exame físico. A anamnese possui itens específicos que devem ser

anotados pelo profissional seguindo o relato do paciente:

Anamnese: Questionário de investigação do paciente, conjunto de informações.

 Dados de identificação: nome; sexo; telefone; contato do médico; idade...

 QP: queixa principal do paciente. É a transcrição exata do que o paciente relata.


Deslizamento Definição: Um movimento de alisamento é realizado com toda a superfície palmar de uma ou ambas
as mãos. Quando realizado lentamente, o alisamento ajuda o paciente a relaxar. Este movimento também mostra-se
útil na união das seqüências de outros movimentos. Efeitos do Alisamento: Os efeitos terapêuticos são gerados
principalmente mediante um impacto mecânico direto nos tecidos, e reflexamente por meio do sistema nervoso
sensitivo. Pode ser obtido um relaxamento significativo, produzindo um efeito sedativo, que pode aliviar a dor e o
espasmo muscular. Quando realizado de forma rápida e suave, o alisamento exerce um efeito estimulante nas
terminações nervosas sensitivas, resultando num efeito generalizado de revigoramento. O alisamento profundo
pode causar a dilatação das arteríolas nos tecidos mais profundos e também nas estruturas superficiais. Usos
terapêuticos do Alisamento: - Como meio para ajudar o paciente a acostumar-se com o contato das mãos do
terapêuta. Ajuda relaxamento geral ou local. - Como meio de proporcionar informações sobre os tecidos do
paciente. - Como ajuda no alívio do espasmo muscular e, portanto , indiretamente no alívio da dor assossiada. -
Como ajuda no alívio da flatulência ou outros distúrbios do movimento intestinal, pelos efeitos mecânicos no
conteúdo intestinal. - Na promoção do relaxamento e indução do sono, em pessoas que sofrem de insônia. Contra-
indicações: - Grandes áreas abertas ( por exemplo, queimaduras ou ferimentos) - Edema muito extenso, caso pareça
haver perigo de causar solução de continuidade na pele. - Varicosidades significativas, caso possa resultar alguma
lesão às paredes venosas. (Pode haver possibilidade de um alisamento muito leve. - Áreas de hiperestesia ( as muito
sensíveis ao contato) - Áreas extremamente pilosas ( se o alisamento causa dor) Amassamento Definição
Amassamento é uma manipulação em que os músculos e tecidos subcutâneos são alternadamente comprimidos e
liberados. Durante a fase de pressão de cada movimento, a mão ( ou mãos) e a pele se movem conjuntamente sobre
as estruturas mais profundas. Durante a fase de liberação (relaxamento), a mão ( ou mãos) desliza suavemente até
uma área adjacente, e o movimento é repetido. Efeitos do Amassamento
Sobre a Circulação: Pela compressão e relaxamento alternados dos músculos , as veias (tanto superficiais como
profundas) se esvaziam e enchem alternadamente. Assim, fica aliviada a congestão nos leitos capilares, e melhora o
fluxo de sangue proveniente das arteríolas para os capilares. O fluxo da linfa fica estimulado pelo mesmo
mecanismo. A administração de um amassamento vigoroso provoca vasodilatação na pele. A temperatura cutânea
da parte também pode elevar-se ligeiramente. Este efeito é produzido talvez pela liberação de substâncias
produtoras de vasodilatação. Nos músculos: Aumenta a irrigação sangüínea. Os produtos imprestáveis do
metabolismo são eliminados mais prontamente, em decorrência da aceleração no fluxo venoso e linfático. O
amassamento lento e rítmico relaxa os músculos e reduz a dor. Na pele e nos Tecidos Subcutâneos: O aumento da
irrigação sangüínea é importante para a promoção da resolução dos processos inflamatórios da pele e tecidos
subcutâneos. A pele é mobilizada pelas manipulações, e isso promove sua elasticidade. Contra-Indicações do
Amassamento: - Amassamento profundo em lacerações musculares agudas (especialmente hematomas
intramusculares). - Amassamento em torno de articulações agudamente inflamadas. - Doenças cutâneas
(especialmente dermatites aguda, psoríase ou qualquer infecção cutânea comunicável). - Lesão ou doença dos vasos
sangüíneos - Doença maligna ( câncer ou tuberculose) , na área sob tratamento ou proximidades. - Infecção
bacterianas nas áreas sob tratamento, ou em suas proximidades, sobretudo infecções em articulações. Fricções
Definição As fricções consistem de movimentos breves, precisamente localizados e profundamente penetrantes
realizados numa direção circular. Esses movimentos profundos são habitualmente realizados pelas pontas dos
dedos, embora a almofada do polegar ou palma também possam ser utilizados. Efeitos da Fricção A pressão
profunda e contínua nos tecidos causa lesão local e libera uma substância similar à histamina e outros metabólitos
que atuam diretamente nos capilares e arteríolas do local, causando vasodilatação. A magnitude da resposta
depende da profundidade da manipulação e da duração da aplicação. A vasodilatação local promove um aumento
do líquido tecidual na área, o que provocará distensão local. Com efeito, o movimento produz uma inflamação
controlada da áreaalvo e ao mesmo tempo, mobiliza as estruturas que não estavam tendo uma mobilidade correta.
Se a manipulação for mantida por algum tempo, pouquíssimos efeitos sensitivos serão percebidos pelo paciente,
mas inicialmente ela pode ser dolorosa. De fato, a fricção profunda produz uma resposta muito eficaz, se bem que
dolorosa. Contra-indicações da Fricção - Lacerações musculares agudas ( sobretudo hematomas intramusculares). -
Articulações agudamente inflamadas. - Doenças de pele (sobretudo dermatite aguda, psoríase ou qualquer
inflamação cutânea comunicável) na área a ser tratada. - Vasos sangüíneos lesionados ou enfermos na área a ser
tratada. - Neoplasia ou tuberculose na área a ser tratada ou proximidades - Infecções bacterianas na área a ser
tratada, ou em suas proximidades, sobretudo infecções articulares. Dicas de avaliação e evolução: Prof. Pablo Flôres
Dias Massot. Cíntia Schneider Semiologia: Estudo que trata da investigação, análise ou diagnóstico. Conhecimento
do que é normal e anormal (patologia)- fisiologia. Áreas: • Semiologia médica/clínica • Semiologia ortopédica •
Semiologia imagenológica/radiológica • Semiologia nutricional A avaliação pode ser dividida em duas partes: a
anamnese (questionário de investigação do paciente), o exame físico. A anamnese possui itens específicos que
devem ser anotados pelo profissional seguindo o relato do paciente: Anamnese: Questionário de investigação do
paciente, conjunto de informações. • Dados de identificação: nome; sexo; telefone; contato do médico; idade... •
QP: queixa principal do paciente. É a transcrição exata do que o paciente relata. • HDA: história da doença atual. O
profissional descreve com suas próprias palavras tudo o que aconteceu com o paciente desde os primeiros sintomas
até a procura médica e até aos seus serviços. • HPP: história patológica pregressa. Identifica patologias transcorridas
com o paciente no passado que podem ou não ter relação com a doença atual, agravando ou não interagindo. • HS:
história social. Faz alusão aos hábitos do paciente, bem como habitação, condições de higiene, socioeconômicas e
culturais. Ex: tabagismo, etilismo.... • HGP: história gestacional do parto. Estuda as questões e problemas decorridos
na gestação e parto. • Obs. Gerais: questionar ao paciente se faz uso de alguma medicação, se faz outro
tratamento..... Exames físicos: • Inspeção • Palpação Pode-se desenvolver testes específicos de avaliação, como por
exemplo o teste de gaveta posterior para lesão de ligamento cruzado posterior.
O exame físico também é dividido em dois momentos: inspeção e palpação. Pode-se utilizar para completar a
avaliação exames complementares, que são as provas clínicas e/ou funcionais que possam auxiliar o desfecho do
diagnóstico clínico. Ex: raio x; tomografia; exames laboratoriais..... Porém, antes de iniciar a parte descritiva e física
da avaliação deve-se observar o paciente, e esta observação já nos traz informações importantes sobre o estado
geral do paciente. Estas informações podem nos ser passadas através de fácies e atitudes do paciente ao entrar na
sala de atendimento. Ex: se o paciente entra mancando, relacionase a patologia com a perna. *Propedêutica clínica:
exames físicos, observações, palpação..... Exames complementares: São provas clínicas e ou funcionais que possam
auxiliar o desfecho do diagnóstico clínico. Ex1: exames imagenológicos, raio x, arteriografia, artrografia, ressonância
magnética, ecografia, tomografia... Ex2: exames laboratoriais como microbiologia, bioquímica clínica... Registro de
evolução: Tudo o que for observado, relatado e realizado com paciente deve constar na evolução do mesmo. A
evolução é um registro que deve ser mantido atualizado em todo atendimento realizado, respeitando algumas
premissas, seguindo a seqüência do exemplo abaixo: 1. Descrição da Apresentação Geral do Paciente ao recebê-lo,
incluindo atitudes, fáscies e estado de saúde geral. 2. Descrição da Intervenção terapêutica e técnicas (manobras). 3.
Descrição do posicionamento do paciento. 4. Descrição da Apresentação Geral do Paciente ao final do
procedimento, incluindo atitudes, fáscies e estado de saúde geral. Descrição da Apresentação Geral do Paciente •
Sinais: O profissional constata na observação ou na palpação, alterações claras e visíveis. Ex: "O paciente apresenta
maior tensão muscular no trapézio superior esquerdo" "O paciente encaminhado após cirurgia estética e
lipoaspiração, apresenta manchas marrom amareladas na pele" • Sintomas: O paciente refere e o profissional toma
nota na evolução. Desta forma, é indicado adicionar SIC ao texto da evolução. Ex: "SIC, paciente tem dormido mal à
noite" "Conforme paciente há dor na região do trapézio após exercícios. www.floresdias.com.br www.sogab.com.br
(51) 30668930
Recommended

técnicas básicas de microbiologia

Departamento Acadêmico de Química Curso Técnico Integrado Disciplina: Microbiologia Industrial Relatório de Aulas
Práticas Alunos: Maria Luiza Andrade Aquino Mariana…

Técnicas básicas de enfermagem

TÉCNICAS BÁSICAS DE ENFERMAGEM Irmany Mariano da Fonseca Enfermeiro Corengo 235450 A enfermagem é a
ciência e a arte de assistir o ser humano em suas necessidades básicas…
Técnicas básicas de negociação

1. 1 Técnicas Básicas de Negociação Professor Mario Sergio Teixeira Marques 2. 5 passos para uma boa negociação,
seja ela pequena e familiar ou grande e coorporativa.…

Apostila técnicas básicas de cozinha


Técnicas básicas de biologia molecular

Apresentação da FIOCRUZ

Técnicas básicas de elaboração de projeto didático

Técnicas básicas de elaboração de projeto


Técnicas básicas de elaboração de projeto didático

Técnicas básicas de orientação para elaboração de projeto didático

Apostila de Massoterapia

ESCOLA DE MASSOTERAPIA SOGAB www.sogab.com.br Apostila Principal de Introdução à Massoterapia Apostila


Principal de Introdução à Massoterapia A massagem consiste em…
Cruso de Massoterapia

SOGAB- Sociedade Gaúcha de Aperfeiçoamento Biomédico e Ciências da Saúde Instituto Francisco Pacheco Dias
Borges de Medeiros n° 293 Bairro: Rio Branco Novo Hamburgo…

Segurança e Técnicas Básicas de Laboratorio - Cromatografia.docx

Segurança e Técnicas Básicas de Laboratorio Professor Gaspar Experiência 3 – Cromatografia em Camada Delgada
(CCD) Vitor Henrique Almeida Campos Gabriel Duarte Belo…
Folder do Curso de Massoterapia

Curso de Massoterapia

apostila principal de massoterapia aplicada[1]

Escola de Massoterapia Sogab www.sogab.com.br (51) 3066 8930 Apostila principal de Técnicas de Massoterapia
Aplicada I. MASSAGEM DESPORTIVA As massagens desportivas são…

Técnicas Básicas de_informacao5

AULA 05 Técnicas Básicas de Análise de Dados Sumário APRESENTAÇÃO AULA


5.................................................................................................................................3…
Técnicas Básicas Duplo Espelho e Inversão de Papeis

A psicoterapia utiliza técnicas que promovem o auto conhecimento, a superação de obstáculos ou sintomas e
mudam condutas para um melhor relacionamento interpessoal, através…

Módulo I: Material e Técnicas básicas de instrumentação cirúrgica

LIGA ACADÊMICA DE CIRURGIA EXPERIMENTAL-LACE Módulo I: Material e Técnicas básicas de instrumentação


cirúrgicaINTRODUÇÃO É indiscutível a importância dos materiais…
Técnicas Básicas de Acompanhamento Triades Maiores e Menores

UNIDADE III TÉCNICAS BÁSICAS DE ACOMPANHAMENTO Capítulo 1 Formação de Acordes Acordes são três ou mais
notas, que são tocadas de forma simultanea ou sucessiva (chamado…

Campo de trabalho na área de massoterapia

pequena descrição do campo de trabalho dos massoterapeutas nos dias atuais!


Técnicas básicas do exame físico

Técnicas básicas do exame físico 1) Inspeção  Exploração feita por meio da visão. Pode ser panorâmica ou
localizada, feita a olho nu ou por meio de uma lupa.…

Técnicas básicas da engenharia genética

Técnicas básicas da engenharia genética A engenharia genética define-se como sendo a manipulação artificial de
genes, nomeadamente a transferência de genes de um organismo…
NORMAS TÉCNICAS DE CONTROLE DA TUBERCULOSE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE Sistema de Informação
notificação e rotinas.

Slide 1 NORMAS TÉCNICAS DE CONTROLE DA TUBERCULOSE UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE Sistema de Informação
notificação e rotinas Slide 2 Sistema de Informação 4 O Sistema…

View more

Subscribe to our Newsletter for latest news.

Parte superior do formulário

Newletter

Parte inferior do formulário

About Terms DMCA Contact

STARTUP - Share & Download Unlimited

Fly UP

Você também pode gostar