Você está na página 1de 8

pergunta 1

Para contar uma história, precisamos saber unir com muito cuidado as palavras. Isso significa
escolher com atenção os substantivos que serão utilizados e pensar em como os verbos devem
ser conjugados. Significa também construir frases que permitam ao leitor elaborar um sentido
para a narrativa. Repare que Machado, ao descrever a casa de Mestre Romão, opta pelo uso de
frases negativas. Ao assim fazer, podemos afirmar que se reforça:
( ) a sensação de ausência presente na casa “sombria e nua”.

( ) a dificuldade de expressão de Machado de Assis.

( ) a ilusão de fartura com que vive o Mestre Romão.

( ) a falta de vocabulário do narrador

Entenda as características do texto dissertativo-argumentativo. Com as dicas desta aula você tem
mais chances para uma nota máxima na prova de Redação do Vestibular ou do Enem. Veja os
Modelos de Redação nota 1000, e a estrutura do texto: Introdução, Desenvolvimento, e
Conclusão.

Dá medo fazer uma Redação valendo nota no Enem, no Vestibular ou no Encceja? Muita gente
treme só de ouvir falar que precisa escrever um texto dissertativo argumentativo. – Espante este
mistério aqui e agora. Veja como chegar lá, e confira os modelos de Redação Enem nota 1000
aprovados pelo MEC.

Os enunciados de Redação Enem, dos vestibulares ou do Encceja deixam sempre claro o que se
pede. Na maioria dos casos você precisa escrever um texto dissertativo-argumentativo
apresentando um ponto de vista e uma argumentação sobre a problemática do Tema.E, também
é preciso concluir a Redação do Enem com uma proposta clara de intervenção ou de sugestão. O
Enem e o Encceja exigem ainda considerar uma perspectiva de Direitos Humanos.

Como explica oficialmente manual da prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio
(Enem), o formato exigido nesta prova de redação é o de uma dissertação-argumentativa.

Esse gênero textual exige que o estudante construa e defenda seu ponto de vista. Você deve
propor uma tese inicial e apresentar argumentos que sustentem o seu principal ponto de vista
na Redação Enem (vale o mesmo para o Encceja e os vestibulares). Em seguida, apresentar uma
proposta de intervenção considerando a perspectiva dos Direitos Humanos. Os elementos
centrais para você estruturar o texto são Introdução, Desenvolvimento, e Conclusão.

O 1º passo para uma Redação nota mil:

Primeiramente, leia o tema e os textos motivadores. Interpretação de Texto é o fundamento


para você ‘ler e entender’ o enunciado. Esse será o seu grande ponto de partida para escrever
uma boa dissertação e obter sucesso na pontuação no vestibular, do Encceja ou na Redação
Enem. Uma leitura atenta vai evitar que você cometa um dos erros mais comuns dos estudantes:
fugir do tema. Razão pela qual muitas redações ganham nota zero.redação dissertativa
argumentativa

A Compreensão do Tema da Redação

Você deve estar se perguntando: como garantir que eu entendi o tema proposto? Para começar,
elabore perguntas sobre o assunto. Faça uma espécie de questionário e reflita sobre os pontos
levantados. Isso vai facilitar a percepção de como o tema deverá ser desenvolvido. Quer revisar
um pouco para se garantir na Redação Enem? Veja aqui uma aula gratuita sobre Interpretação
de Texto.

Fugir do Tema é perder pontos na certa – Em geral, nos vestibulares, no Encceja ou na Redação
Enem o enunciado propõe como tema um problema, e que exige uma proposta de
encaminhamento ou de solução. Por isso essa estratégia é bastante eficiente: foque primeiro no
problema, depois em suas causas e, finalmente, nas possíveis soluções.

Responda estas seis perguntas para uma Redação Nota Mil

Qual o problema?

Por que se trata de um problema?

Quais as causas para tal problema?

Há alguma solução?

Como e por que colocar tal solução em prática?

Como essa proposta pode, de fato, resolver o problema?

Todas essas perguntas fazem parte do que chamamos de brainstorming. Uma vez respondidas
essas questões, elabore um projeto de texto e defina com mais detalhes a tese a ser defendida.
Vamos seguir com o nosso post-aula sobre como preparar um texto Dissertativo Argumentativo.
Você já respondeu as 6 perguntas acima?

Se a resposta for SIM, então você já tem uma base de como começar a escrever. Ainda não? –
Então, volte um parágrafo, leia novamente as seis perguntas, e responda antes de prosseguir.

OK, agora você já tem os instrumentos necessários para criar sua tese, ou seja, o que será
defendido ao longo dos parágrafos de sua dissertação para o vestibular ou para uma Redação
Enem. Anote suas ideias em uma folha de rascunho. Tome cuidado para escolher uma tese que
você conheça profundamente e possa defender com desenvoltura.

A partir dessa fase, você começa a colocar “a mão na massa”. Seu principal foco deve ser o
conteúdo, e não tanto a gramática e ortografia. Então, dê mais importância para a organização
de seus argumentos. Suas ideias devem fazer sentido.

Apresente seus argumentos de forma harmoniosa para que a leitura do texto seja fluida, ou seja,
fácil de ler e de compreender.

A coerência e a organização vão valorizar cada ponto de seus argumentos. Quanto mais fácil for
para o corretor entender seu texto, maiores as chances de garantir uma boa nota. Depois do
vídeo abaixo veja com fazer a Introdução, o Desenvolvimento, e a Conclusão da sua Redação no
Vestibular ou numa Redação Enem. Veja após o formulário de pesquisa do Guia de Bolsas de
Estudo quais são os Componentes básicos para uma Redação Nota 1000.

Componentes de uma dissertação argumentativa para um Redação Enem nota Máxima:


introdução, desenvolvimento, e conclusão.

1 – Introdução

A introdução equivale ao primeiro parágrafo. Nessa parte você fará a apresentação do problema
e de suas principais abordagens. Sua tese principal também deve estar aqui. Os argumentos que
vão explicar e defender seu ponto de vista estarão nos parágrafos seguintes. Dessa forma, você
irá direcionar o olhar do leitor para seguir sua linha de raciocínio.

2 – Desenvolvimento
Os dois ou três parágrafos depois da introdução compõem o desenvolvimento. É a partir do
segundo parágrafo que você vai defender a tese apresentada na introdução.

Cada parágrafo do desenvolvimento deve apresentar argumentos que sustentem as afirmações


anteriores. Dessa forma, será possível analisar de forma profunda e contextualizar sua ideia
principal.

3 – Conclusão

No parágrafo final da dissertação, você deve retomar o que apresentou na introdução, de modo
a reforçar o problema discutido até aqui. A diferença é que na conclusão, você apresentará
soluções sobre as questões levantadas anteriormente.

As frases-chave de cada parágrafo também serão retomadas. Dessa forma, quando o leitor
terminar a leitura, estará certo de que você propõe as melhores soluções possíveis para os
problemas apresentados ao longo do texto. Veja a seguir as dicas para corrigir seus textos ao
longo do ano.

Importante: Não se esqueça de revisar seu texto antes de entregar a Redação!

Esse é o momento de prestar atenção nos erros gramaticais, na ortografia e na pontuação. Uma
dica importante: se você não está seguro sobre a grafia de uma palavra, substitua por um
sinônimo. Caso não conheça uma palavra com um significado semelhante, mude a frase. O
importante é não perder pontos à toa!

Redação Enem 2016 nota 1000:

Candidata: Marcela Sousa Araújo, 21 anos, Itabuna (Bahia)

No meio do caminho tinha uma pedra

No limiar do século XXI, a intolerância religiosa é um dos principais problemas que o Brasil foi
convidado a administrar, combater e resolver. Por um lado, o país é laico e defende a liberdade
ao culto e à crença religiosa. Por outros, as minorias que se distanciam do convencional se
afundam em abismos cada vez mais profundos, cavados diariamente por opressores
intolerantes.

O Brasil é um país de diversas faces, etnias e crenças e defende em sua Constituição Federal o
direito irrestrito à liberdade religiosa. Nesse cenário, tomando como base a legislação e
acreditando na laicidade do Estado, as manifestações religiosas e a dissseminação de ideologias
fora do padrão não são bem aceitas por fundamentalistas. Assim, o que deveria caracterizar os
diversos “Brasis” dentro da mesma nação é motivo de preocupação.

Paradoxalmente ao Estado laico, muitos ainda confundem liberdade de expressão com crimes
inafiançáveis. Segundo dados do Instituto de Pesquisa da USP, a cada mês são registrados pelo
menos 10 denúncias de intolerância religiosa e destas 15% envolvem violência física, sendo as
principais vítimas fieis afro-brasileiros. Partindo dessa verdade, o então direito assegurado pela
Constituição e reafirmado pela Secretaria dos Direitos Humanos é amputado e o abismo entre
oprimidos e opressores torna-se, portanto, maior.

Parafraseando o sociólogo Zygmun Bauman, enquanto houver quem alimente a intolerância


religiosa, haverá quem defenda a discriminação. Tomando como norte a máxima do autor, para
combater a intolerância religiosa no Brasil são necessárias alternativas concretas que tenham
como protagonistas a tríade Estado, escola e mídia.

O Estado, por seu caráter socializante e abarcativo deverá promover políticas públicas que visem
garantir uma maior autonomia religiosa e através dos 3 poderes deverá garantir, efetivamente, a
liberdade de culto e proteção; a escola, formadora de caráter, deverá incluir matérias como
religião em todos os anos da vida escolar; a mídia, quarto poder, deverá veicular campanhas de
diversidade religiosa e respeito às diferenças. Somente assim, tirando as pedras do meio do
caminho, construir-se-á um Brasil mais tolerante.

E você, gostou do texto da Marcela? Para conseguir uma nota assim tão boa é preciso se
preparar bem para montar a sua redação do Enem com a estrutura correta e com os
fundamentos para fazer a abordagem do tema, desenvolver um ponto de vista, apresentar os
argumentos, e concluir com uma proposta de intervenção. Veja aqui uma aula gratuita sobre
como fazer a redação do Enem.
Redação Enem nota 1000 – Ano 2015 – Veja!

1 – Candidata Isadora Peter Furtado (17 anos, Pelotas – RS. Ela estudou no grupo de alunos do
professor Luís Fernando Gallo). O tema da Redação Enem 2015 foi ‘A persistência da violência
contra a mulher na sociedade brasileira’. Veja o texto dissertativo argumentativo que ganhou a
nota máxima:

A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira é um problema muito


presente. Isso deve ser enfrentado, uma vez que, diariamente, mulheres são vítimas desta
questão. Neste sentido, dois aspectos fazem-se relevantes: o legado histórico-cultural e o
desrespeito às leis. Segundo a História, a mulher sempre foi vista como inferior e submissa ao
homem. Comprova-se isso pelo fato de elas poderem exercer direitos, ingressarem no mercado
de trabalho e escolherem suas próprias roupas muito tempo depois do gênero oposto.

Esse cenário, juntamente aos inúmeros casos de violência contra as mulheres corroboram a ideia
de que elas são vítimas de um histórico-cultural. Nesse ínterim, a cultura machista prevaleceu ao
longo dos anos a ponto de enraizar-se na sociedade contemporânea, mesmo que de forma
implícita, à primeira vista.

Conforme previsto pela Constituição Brasileira, todos são iguais perante à lei, independente de
cor, raça ou gênero, sendo a isonomia salarial, aquela que prevê mesmo salário para mesma
função, também garantidas por lei. No entanto, o que se observa em diversas partes do país, é a
gritante diferença entre os salários de homens e mulheres, principalmente se estas forem
negras. Esse fato causa extrema decepção e constrangimento a elas, as quais sentem-se
inseguras e sem ter a quem recorrer. Desse modo, medidas fazem-se necessárias para corrigir a
problemática.

Diante dos argumentos supracitados, é dever do Estado proteger as mulheres da violência, tanto
física quanto moral, criando campanhas de combate à violência, além de impor leis mais rígidas
e punições mais severas para aqueles que não as cumprem. Some-se a isso investimentos em
educação, valorizando e capacitando os professores, no intuito de formar cidadãos
comprometidos em garantir o bem-estar da sociedade como um todo.
E você, gostou da Redação Nota 1000 da gaúcha Isadora Peter Furtado? Então, leve o texto para
os seus professores de Redação comentarem em sala de aula. Veja aqui as dicas de estudo da
Isadora.