Você está na página 1de 2
NOME: TURMA: OBJETIVOS TESTE DE 1ª OPORTUNIDADE - módulo 5 – Os Maias 1. Caracterizar

NOME:

TURMA:

OBJETIVOS TESTE DE 1ª OPORTUNIDADE - módulo 5 Os Maias

1.

Caracterizar Carlos da Maia e Eusebiozinho.

 

Carlos é irrequieto, um pouco “insolente”, para a viscondessa. Gosta de lutas e de imaginar aventuras. Tenta impor a sua vontade ao avô, embora acabe por obedecer. Eusebiozinho não consegue defender-se, solicitando proteção. Não brinca, mantendo- se imóvel ao lado da mãe e da tia. É inseguro e obedece a troco de recompensas.

2.

 

2.1. e

2.2.

Explicar

as

diferentes

posturas

de

Afonso

da

Maia

relativamente

ao

comportamento do neto.

 

Afonso entende que a luta entre Carlos e Eusebiozinho devia ser resolvida sem interferência dos adultos. No entanto, mostra-se intransigente no que concerne ao respeito pelas normas.

3.

Indicar as críticas tecidas por D. Ana à educação de Carlos.

 

D. Ana acha que está tudo errado na educação de Carlos, sendo-lhe permitido fazer “todos os horrores” e depois obrigando-o a dormir cedo. Também acha que a criança não sabe nada, exceto um pouco de inglês.

4.

Mostrar como o narrador faz a caricatura de Eusebiozinho, através da utilização expressiva de adjetivos, verbos, diminutivos e outros processos estilísticos.

A falta de energia de Eusebiozinho é evidenciada por adjetivos como “mole”, “molengão”, “tristonho”, “tenro”, “flácidas”, “lassa”, “lento e babujado”, “pendentes”, “mortiço”. Também os verbos (por vezes associados a advérbios) e os diminutivos sublinham a mesma característica, associada à excessiva proteção de que Eusebiozinho é vítima: “preciosamente colocado”, “não se descolava das saias da titi”. Alguns recursos expressivos contribuem para o retrato caricatural do menino, como sendo a hipérbole (“soltando gritos medonhos”; “uivos lancinantes”); a comparação (“quieto como se fosse de gesso”, “como de uma torneira lassa”) e a metáfora (“não aluísse”).

4.1.Identificar os aspetos da educação evidenciados nos últimos parágrafos do excerto apresentado.

Na educação de Eusebiozinho realça-se a falta de energia e de alegria, tão normais em qualquer criança. O rapaz foi educado à base da memorização, pelo que recita um poema de cor, mas sem qualquer emoção. Mostra-se inseguro, devido à proteção excessiva, e não quer dizer os versos, pelo que a mãe se serve de “chantagem emocional” para o convencer a fazê-lo. É considerado um prodígio, mas limita-se a repetir maquinalmente o que decora.

5. Identificar, com passagens textuais, três marcas da escrita queirosiana no excerto.

- O uso do diminutivo com intenção irónica;

- O advérbio expressivo;

- Ironia.

6. Identificar funções sintáticas (ver PLATAFORMA).

com intenção irónica; - O advérbio expressivo; - Ironia. 6. Identificar funções sintáticas (ver PLATAFORMA).
7. Identificar recursos expressivos. (ver PLATAFORMA). 8. Reconhecer processos de coesão textual. (ver PLATAFORMA). 9.

7. Identificar recursos expressivos. (ver PLATAFORMA).

8. Reconhecer processos de coesão textual. (ver PLATAFORMA).

9. Identificar classes e subclasses de palavras. (ver PLATAFORMA).

10. Classificar processos de formação de palavras (ver PLATAFORMA).

11. Classificar orações (ver PLATAFORMA).

12. Redigir um texto expositivo-argumentativo (ver PLATAFORMA).