Você está na página 1de 5

1) Para um passe de laminação com dados informados no exercício 10.1.

Calcular a
velocidade de deformação média ( ).

São dados:

d = 200mm (diâmetro dos cilindros de aço)

ν = 2m / s (velocidade tangencial)

h0 = 40 (altura inicial da barra)

h1 = 19,8 (altura na saída do laminador)

b0 = 40mm (largura inicial)

Resposta:

A velocidade de deformação média ( m) na direção x pode ser calculado por:

vx1-Velocidade da barra na saída do laminador=2m/s

ld- Arco de contato

ϕh – Deformação em altura
/=0,703

A velocidade de deformação media ( m


) pode ser calculada:

2) Calcule na laminação a quente, a força necessária de laminação e o alargamento


(Köster) que sofre uma barra de aço SAE 1045 conforme especificação abaixo (fig. 10.2):

• ho= 20 mm (altura inicial)


• hf= 10 mm (altura final)
• bo= 50 mm (largura inicial)
• d = 300 mm (diâmetro dos cilindros)
• T = 1200°C (temperatura de laminação)

Fig. 10.2 Laminação (esquemática) de um perfil retangular em cilindros lisos.

Cálculo do alargamento (por Köster):

1000° K 1000°k
Cbµ = = =
Tlam °K 1200 + 273°k

1000
Cb µ = = 0,679
1200 + 273

∆ h = h0 − h1 = 20 − 10 = 10mm

300
ld = R ⋅ ∆h = ⋅ 10 = 38,73mm
2
h1 10
ϕh = ln = ln = −0,693
h0 20

 50 
 b   − 0 , 679⋅ 
38, 73 
ϕb = − exp − Cbµ 0  ⋅ ϕh = e  ⋅ 0,693 = 0,288
 ld 

b b
ϕb = ln e ϕb = b = 66,68mm
b0 b0

h0 + h1 20 + 10
hm= = = 15
2 2

 ld   38,73 
k1 = exp C µ ⋅  = exp 0,324 ⋅  = 2,28
 hm   15 

Tlam − 996° K
Cµ = = 0,324
Tlam

kfm = 10(14 − 0,01⋅ 1200)(1,4 + 0,45 + 0,65) =48N/mm2

kw = k1 ⋅ kfm = 109,4 N / mm 2

50 + 66,68
F = kw ⋅ bm ⋅ ld = 109,4 ⋅ ⋅ 39,73 = 247190 N ( ≈ 25ton)
2

3) Deseja-se laminar a quente uma barra de aço AISI 1016 com secção 20 X 10 mm e
1000 mm de comprimento (fig. 10.3). Os cilindros são de aço e possuem 300 mm de
diâmetro (d). Deseja-se reduzir a altura em h1=3 mm.

a) Calcule o alargamento (usando Köster)


b) Calcule as condições de agarre (justifique a resposta)

São dados:

• Aço ABNT 1016


• Secção: 20 x 10
• Comprimento: 1000 mm
• kfm: 124 N/mm2, T= 1100°C
• Raio do Cilindro: r= 150 mm
Fig.10.3 Geometria no processo de laminação

Resposta:

a) Cálculo do alargamento conforme Köster:

b1
ϕ = In : b0 = 20mm b1 = ?
b0

h1
ϕ h = In : h0 = 10mm h f = 7 mm (∆ h ) = 3mm
h0

7
ϕ h = In = −0,3566
10

Tref 1000
Cbµ = = = 0,7283
Tlam 1373

Id = R ⋅ ∆h = 150 ⋅ (10 − 7 ) = 21,2mm

ϕb
= −e ( −Cbµ ⋅b ÷ld )
0

ϕh

ϕ b = ϕ h ⋅ (− e (− Cbµ ⋅b ÷ld ) ) = +0,3566 ⋅ e (−0,7283⋅20÷ 21, 2 )


0

ϕ b = 1,1794

b1
ϕb = ln
b0
b1
e ϕb =
b0

b1 = b0 ⋅ e ϕ
b1 = 20.e1,1794
b1 = 23,9mm

c) Cálculo das condições de agarre:

Para que ocorra o agarre a tangente do ângulo de agarre ( α ) deve ser menor que o
coeficiente de atrito (µ )

21,2
senα = = 0,1409
Calculo do ângulo de agarre (α ) 150

α = 0,1414 = 8,1°

ld 21,2
senα = = = 0,1409
R 150

α = 8,1°

Coeficiente de atrito para cilindros de aço será:

µ = 1,05 − 0,0005 ⋅ T

µ = 0,5

0,5 〉 tgα → 0,5〉 0,1423

Ocorre, portanto o agarre.