Você está na página 1de 465

ESTADO DO CEARÁ

ELETRÔNICO

Ano III • Edição 720 • Fortaleza, Quarta-feira, 15 de Maio de 2013


Caderno 2: Judiciário

ANO IIIAno
Fortaleza, - Nº
III -022
Edição 720 EDITADO PELO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PREÇO: R$ 2,50

DES. LUIZ GERARDO DE PONTES BRÍGIDO DES. FRANCISCO LINCOLN ARAÚJO E SILVA DES. FRANCISCO SALES NETO
PRESIDENTE VICE-PRESIDENTE CORREGEDOR GERAL DA JUSTIÇA

TRIBUNAL PLENO CÂMARAS CÍVEIS REUNIDAS 6ª CÂMARA CÍVEL


(Reuniões às últimas terças-feiras de cada mês, com início às (Reuniões às quartas-feiras com início às 08h30min)
13h30min)
Des. Luiz Gerardo de Pontes Brígido - Presidente Desa. Sérgia Maria Mendonça Miranda - Presidente
Des. Fernando Luiz Ximenes Rocha Des. Fernando Luiz Ximenes Rocha - Presidente Des. Jucid Peixoto do Amaral
Des. Rômulo Moreira de Deus Des. Rômulo Moreira de Deus Des. Manoel Cefas Fonteles Tomaz
Des. José Arísio Lopes da Costa Des. José Arísio Lopes da Costa Desa. Maria Vilauba Fausto Lopes
Des. João Byron de Figueirêdo Frota Desa. Maria Iracema Martins do Vale Dra. Geórgia Márcia Coelho Ramos - Secretária
Desa. Maria Iracema Martins do Vale Des. Antônio Abelardo Benevides Moraes
Des. Antônio Abelardo Benevides Moraes Des. Francisco de Assis Filgueira Mendes
Des. Francisco de Assis Filgueira Mendes Desa. Maria Nailde Pinheiro Nogueira 7ª CÂMARA CÍVEL
Des. Francisco Lincoln Araújo e Silva Desa. Vera Lúcia Correia Lima (Reuniões às terças-feiras com início às 08h30min)
Des. Francisco Sales Neto Des. Francisco Auricélio Pontes
Desa. Maria Nailde Pinheiro Nogueira Des. Francisco Suenon Bastos Mota Des. Durval Aires Filho - Presidente
Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo Des. Clécio Aguiar de Magalhães Des. Francisco José Martins Câmara
Des. Francisco Pedrosa Teixeira Des. Francisco Barbosa Filho Des. Francisco Bezerra Cavalcante
Desa. Vera Lúcia Correia Lima Des. Emanuel Leite Albuquerque Desa. Maria Gladys Lima Vieira
Des. Francisco Auricélio Pontes Desa. Sérgia Maria Mendonça Miranda Dra. Kátia Cilene Teixeira - Secretária
Des. Francisco Suenon Bastos Mota Des. Jucid Peixoto do Amaral
Des. Clécio Aguiar de Magalhães Des. Manoel Cefas Fonteles Tomaz
Des. Francisco Barbosa Filho Des. Paulo Francisco Banhos Ponte 8ª CÂMARA CÍVEL
Des. Paulo Camelo Timbó Des. Durval Aires Filho (Reuniões às terças-feiras com início às 08h30min)
Des. Emanuel Leite Albuquerque Des. Francisco Gladyson Pontes
Desa. Sérgia Maria Mendonça Miranda Des. Francisco José Martins Câmara Des. Valdsen da Silva Alves Pereira - Presidente
Des. Jucid Peixoto do Amaral Des. Valdsen da Silva Alves Pereira Des. Francisco Darival Beserra Primo
Des. Manoel Cefas Fonteles Tomaz Des. Francisco Darival Beserra Primo Des. Carlos Rodrigues Feitosa
Des. Paulo Francisco Banhos Ponte Des. Francisco Bezerra Cavalcante Dra. Michelle Freitas Oliveira - Secretária
Desa. Francisca Adelineide Viana Des. Inácio de Alencar Cortez Neto
Des. Durval Aires Filho Des. Washington Luis Bezerra de Araújo
Des. Francisco Gladyson Pontes Des. Carlos Alberto Mendes Forte CÂMARAS CRIMINAIS REUNIDAS
Des. Francisco José Martins Câmara Des. Teodoro Silva Santos (Reuniões às últimas quartas-feiras de cada mês, com início às
Des. Valdsen da Silva Alves Pereira Des. Carlos Rodrigues Feitosa 13h30min)
Des. Francisco Darival Beserra Primo Desa. Maria Iraneide Moura Silva
Des. Francisco Bezerra Cavalcante Desa. Maria Vilauba Fausto Lopes Des. João Byron de Figueirêdo Frota - Presidente
Des. Inácio de Alencar Cortez Neto Desa. Maria Gladys Lima Vieira Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo
Des. Washington Luis Bezerra de Araújo Dra. Chrystianne dos Santos Sobral - Secretária Des. Francisco Pedrosa Teixeira
Des. Carlos Alberto Mendes Forte Des. Paulo Camelo Timbó
Des. Teodoro Silva Santos Desa. Francisca Adelineide Viana
Des. Carlos Rodrigues Feitosa 1ª CÂMARA CÍVEL Des. Luiz Evaldo Gonçalves Leite
Desa. Maria Iraneide Moura Silva (Reuniões às segundas-feiras com início às 13h30min) Des. Francisco Gomes de Moura
Des. Luiz Evaldo Gonçalves Leite Dra. Chrystianne dos Santos Sobral - Secretária
Des. Francisco Gomes de Moura Des. Fernando Luiz Ximenes Rocha - Presidente
Desa. Maria Vilauba Fausto Lopes Des. José Arísio Lopes da Costa
Desa. Maria Gladys Lima Vieira Des. Emanuel Leite Albuquerque
Dra. Chrystianne dos Santos Sobral - Secretária Geral em Des. Paulo Francisco Banhos Ponte 1ª CÂMARA CRIMINAL
exercício Dra. Naiana Rocha Frota Philomeno Gomes - Secretária (Reuniões às terças-feiras com início às 13h30min)

Des. Francisco Pedrosa Teixeira - Presidente


2ª CÂMARA CÍVEL Des. Paulo Camelo Timbó
ÓRGÃO ESPECIAL (Reuniões às quartas-feiras com início às 13h30min) Des. Luiz Evaldo Gonçalves Leite
(Reuniões às quintas-feiras com início às 13h30min) Des. Francisco de Assis Filgueira Mendes- Presidente Des. Francisco Gomes de Moura
Desa. Maria Nailde Pinheiro Nogueira Dr. Alexandre Ramos Garcia - Secretário
Des. Luiz Gerardo de Pontes Brígido - Presidente Des. Francisco Auricélio Pontes
Des. Fernando Luiz Ximenes Rocha Desa. Maria Iraneide Moura Silva
Des. Rômulo Moreira de Deus Dra. Ismênia Nogueira Alencar - Secretária 2ª CÂMARA CRIMINAL
Des. José Arísio Lopes da Costa (Reuniões às segundas-feiras com início às 13h30min)
Des. João Byron de Figueirêdo Frota
Desa. Maria Iracema Martins do Vale 3ª CÂMARA CÍVEL Des. João Byron de Figueirêdo Frota - Presidente
Des. Antônio Abelardo Benevides Moraes (Reuniões às segundas-feiras com início às 13h30min) Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo
Des. Francisco de Assis Filgueira Mendes Desa. Francisca Adelineide Viana
Des. Francisco Lincoln Araújo e Silva Des. Rômulo Moreira de Deus - Presidente Dra. Ana Amélia Feitosa Oliveira - Secretária
Des. Francisco Sales Neto Des. Antônio Abelardo Benevides Moraes
Desa. Maria Nailde Pinheiro Nogueira Des. Francisco Gladyson Pontes
Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo Des. Washington Luis Bezerra de Araújo
Des. Francisco Auricélio Pontes Dr. João Bosco Ponte de Aguiar - Secretário
Des. Francisco Suenon Bastos Mota
Des. Clécio Aguiar de Magalhães
Des. Emanuel Leite Albuquerque
4ª CÂMARA CÍVEL
(Reuniões às quartas-feiras com início às 13h30min)
Des. Francisco Gladyson Pontes
Dra. Chrystianne dos Santos Sobral - Secretária Geral em Desa. Maria Iracema Martins do Vale - Presidente
exercício Desa. Vera Lúcia Correia Lima
Des. Inácio de Alencar Cortez Neto
Des. Teodoro Silva Santos
Dra. Camila de Andrade Araripe - Secretária

5ª CÂMARA CÍVEL
(Reuniões às quartas-feiras com início às 08h30min)

Des. Francisco Suenon Bastos Mota- Presidente


Des. Clécio Aguiar de Magalhães
Des. Francisco Barbosa Filho
Des. Carlos Alberto Mendes Forte
Dra. Daniela da Silva Clementino - Secretária

CONSELHO SUPERIOR DA MAGISTRATURA


(Reuniões às 2as e 4as segundas-feiras, com início às 17h)
Des. Luiz Gerardo de Pontes Brígido - Presidente Desa. Vera Lúcia Correia Lima
Des. Francisco Lincoln Araújo e Silva Desa. Francisca Adelineide Viana
Des. Francisco Sales Neto Des. Francisco Darival Beserra Primo
Desa. Maria Nailde Pinheiro Nogueira Dra. Chrystianne dos Santos Sobral - Secretária em exercício
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 2

TRIBUNAL DE JUSTIÇA
EXPEDIENTES DO 2º GRAU

TRIBUNAL PLENO

DESPACHO DOS RELATORES - Tribunal Pleno

Número do Despacho 40 - Ano: 2013

482950-62.2000.8.06.0000/2 - EMBARGOS À EXECUÇÃO


Embargante : FAZENDA PÚBLICA DO ESTADO DO CEARÁ
PROCURADOR - PAULO ROBERTO MOURAO DOURADO
Inventariante : MOZART PEREIRA GONDIM NETO
Embargado : ESPÓLIO DE LUISA CLOTILDE PEREIRA GONDIM
Embargado : MARIA DE FATIMA COUTINHO
Embargado : FRANCISCO DERBLAY BARBOSA COUTINHO
Embargado : ANTONIO DE PÁDUA BARBOSA COUTINHO
Embargado : FRANCISCO DANILO BARBOSA COUTINHO
Embargado : FRANCISCO GERARDO BARBOSA COUTINHO
Rep. Jurídico : 2341 - CE ANTENIO ALMEIDA DA SILVA
Rep. Jurídico : 4945 - CE PAULO TELES DA SILVA
Rep. Jurídico : 18141 - CE GEORGIA CAMPOS TELES DA SILVA
Relator(a): Des. FRANCISCO AURICÉLIO PONTES
Despacho: Isto posto, defiro o pedido do Estado do Ceará com amparo no art. 183, §3º, da Lei de Ritos. Expediente
necessário. Fortaleza, 13 de maio de 2013 FRANCISCO AURICÉLIO PONTES Desembargador Relator

ÓRGÃO ESPECIAL

DESPACHO DOS RELATORES- Órgão Especial

Serviço de Mandado de Segurança


DESPACHO DE RELATORES

0005082-87.2011.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Estado do Ceará. Agravado: União das Clínicas do Ceará - Hospital
Uniclinic. Proc. Estado: José Gomes de Paula Pessôa Rodrigues (OAB: 7764/CE). Advogado: Rafael Pereira de Souza (OAB:
11144/CE). Advogado: Francisco Fernando Antonio Albuquerque Lima (OAB: 17658/CE). Advogada: Maria Imaculada Gordiano
de Oliveira Barbosa (OAB: 8667/CE). Advogado: Armando Helio Almeida Monteiro de Moraes (OAB: 13781/CE). Advogado:
Rogerio Scarabel Barbosa (OAB: 16851/CE). Advogada: Germana Torquato Alves de Calda (OAB: 18068/CE). Advogada: Maria
Claudia Trevia Morais Correia Viana (OAB: 20644/CE). Advogada: Belisa Maria Cavalcante de Oliveira (OAB: 22215/CE).
Advogada: Tarcilla Goes Barbosa (OAB: 23509/CE). Advogada: Lorena Bastos Ximenes (OAB: 21517/CE). Despacho: - Intime-
se a sociedade empresarial impetrante para, querendo, apresentar contraminuta ao agravo interposto pelo Estado do Ceará.
Expedientes necessários. Fortaleza, 9 de maio de 2013. FRANCISCO AURICÉLIO PONTES Desembargador Relator

0028123-15.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Scania Latin America Ltda. Impetrado: Desembargador
Washington Luis Bezerra de Araújo ( Relator do Agravo de Instrumento 16451-83.2008.8.06.0000). Advogado: Clovis Ricardo
Caldas da Silveira Mapurunga (OAB: 4203/CE). Advogado: Francisco Evandro Paz (OAB: 18370/CE). Despacho: - Vistos etc.
Com o objetivo de prestigiar a garantia do contraditório, hei por bem, antes de apreciar a liminar, ouvir a(s) parte(s) adversa(s).
Notifique(m)-se o(s) impetrado(s) para, no decêndio legal, prestar(em) suas informações, ao tempo em que deve ser citado o
litisconsorte passivo e dada ciência do feito ao(s) órgão(s) de representação judicial da(s) pessoa(s) jurídica(s) interessada(s)
(Inciso II do art. 7º da Lei 12.016/2009). Após, retornem os autos imediatamente conclusos. Exp. nec. Fortaleza, 13 de maio de
2013 DESEMBARGADOR HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO Relator

0132617-62.2012.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Francisco Cavalcante de Paula Neto. Impetrado:


Secretário de Planejamento e Gestão do Estado do Ceará. Impetrado: Governador do Estado do Ceará. Advogado: Evandro
Ferreira Monte (OAB: 9734/CE). Proc. Estado: Carlos Otavio de Arruda Bezerra (OAB: 5207/CE). Despacho: - Isso posto, antes
de prosseguir com a análise dessa demanda, determino a intimação, num primeiro momento, do Impetrante, pelo prazo de 5
(cinco) dias para esclarecer tudo quanto compreender necessário a respeito dos fatos descritos nos parágrafos anteriores. Na
sequência, intime-se o Estado do Ceará, pessoalmente, através do órgão responsável por representar-lhe judicialmente - a
Procuradoria Geral do Estado/PGE, para, no prazo 10 (dez) dias, proceder da mesma forma como determinei no parágrafo
anterior. Em seguida, retornem-me os autos conclusos para ulteriores deliberações. Cumpra-se. Fortaleza, 13 de maio de 2013
DESEMBARGADORA MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA Relatora

Total de feitos: 3

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 3

Serviço de Mandado de Segurança


DESPACHO DE RELATORES

Órgão Especial

0027349-82.2013.8.06.0000/50001 - Agravo Regimental. Agravante: Belisa Maria Veloso Holanda. Agravado: Estado
do Ceará. Advogada: Rochelle Bessa Ramos Gurgel (OAB: 25462/CE). Despacho: - Junte-se cópia nos autos de nº
0027349-82.2013.8.06.0000/50000, após o que, arquivem-se com a devida baixa. Exp. nec. Fortaleza, 13 de maio de 2013
DESEMBARGADOR HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Mandado de Segurança


DESPACHO DE RELATORES

0028043-51.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Augusta Maria Pereira Correia. Impetrado: Estado do
Ceará. Impetrado: Secretários de Planejamento e Gestão ( SEPLAG). Impetrado: Secretário de Educação do Estado do Ceará.
Advogada: Maria Eroneide Alexandre Maia (OAB: 12833/CE). Despacho: - 1. NOTIFIQUEM-SE as autoridades coatoras na
forma e para os fins do art. 7º, inciso I, da Lei 12.016/2009. 2. DÊ-SE CIÊNCIA do feito aos órgãos de representação judicial das
pessoas jurídicas interessadas, em atenção ao disposto no inciso II, do art. 7º da Lei 12.016/2009, para, querendo, ingressarem
no feito. 3. Empós, OUÇA-SE o douto representante do Ministério Público, conforme o caput do art. 12, da Lei do Mandado de
Segurança. 4. Reservo-me à análise da liminar pleiteada oportunamente. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de
2013. FRANCISCO GLADYSON PONTES Relator

Total de feitos: 1

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0001930-60.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança - Impetrante: Cicero José Amorim Silva - Impetrado: Gerente da
Caixa Econômica Federal Agência de Caucaia ( Nº 1089) - Segundo o art. 109, inciso I, da Carta Magna, a Justiça Federal é o
juízo competente para processar e julgar o referido writ a envolver interesse da União vinculado ao FIES, por ato da autoridade
apontada como coatora, o GERENTE DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL AGÊNCIA DE CAUCAIA. Em face disso, declaro-
me incompetente, remetendo os autos para a JUSTIÇA FEDERAL DO CEARÁ. Fortaleza, 14 de maio de 2013. FRANCISCO
GLADYSON PONTES Relator - Advs: Francisco Evandro Rocha (OAB: 6150/CE)

DESPACHOS DO PRESIDENTE

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0026382-37.2013.8.06.0000 - Suspensão de Liminar ou Antecipação de Tutela - Fortaleza - Requerente: Ministério


Público do Estado do Ceará - Requerido: Mário Mamede Filho - Requerido: Aurea Lêda Lavor Ferreira - Processo:
0026382-37.2013.8.06.0000 - Suspensão de Liminar ou Antecipação de Tutela Requerente: Ministério Público do Estado do
CearáRequeridos: Mário Mamede Filho e Aurea Lêda Lavor Ferreira Vistos, etc. Cuida-se de pedido de suspensão de liminar
manejado por representantes do Ministério Público Estadual do 1º grau, com fito de sobrestamento dos efeitos da decisão
prolatada pelo magistrado da 2ª Vara da Fazenda Pública nos autos do mandado de segurança nº 0144035-28.2011.8.06.0001,
que sustou o procedimento investigatório nº 9313/2010-5, instaurado pela Procuradoria dos Crimes contra a Administração
Pública - PROCAP, até o estabelecimento do contraditório processual, especialmente desobrigando os requeridos de
comparecerem a audiência designada. Infere-se dos autos que o procedimento administrativo contestado foi iniciado por
representação do Ministério Público de Contas, com base em decisão do Tribunal de Contas dos Municípios - TCM, em parecer
prévio no sentido de informar ao Parquet possível crime de falsidade ideológica verificado no processo administrativo nº
6888/08, concernente a prestação de contas de governo do município de Fortaleza, no qual foram apresentadas duas certidões
negativas de débito que seriam falsas. Defende o Órgão Ministerial, para tanto, a ilegitimidade da representação dos requeridos,
o não cabimento do Mandado de Segurança, a incompetência absoluta do juízo e a inexistência dos requisitos para concessão
da liminar. Aduz, por fim, grave lesão à ordem e à segurança públicas. Relato a curto, segue decisão. De saída, é ressabido
que não comporta no incidente em comento discussão acerca de ilegitimidade na representação, não cabimento de mandamus,
incompetência absoluta e inexistência dos requisitos autorizadores da liminar, posto que são temas de estreita ligação com a
questão de fundo da impetração. Com efeito, “a suspensão de decisão ou de sentença exige um juízo político a respeito dos
valores jurídicos tutelados pela Lei nº 8.437, de 1992, no seu art. 4º: ordem, saúde, segurança e economia pública. Para o
deferimento do pedido não se avalia a correção ou equívoco da decisão, mas a sua potencialidade de lesão àqueles interesses
superiores” (STJ, Corte Especial, AgRg na SLS 1336 / SP, rel. Min. Ari Pargendler, DJe de 02/08/2011). Já no que concerne à
alegação de grave lesão à ordem e à segurança públicas, cingem-se de razoabilidade os argumentos vertidos. Depreende-se
que a decisão judicante, ao suspender o prosseguimento do procedimento administrativo nº 6888/08, instaurado para apuração
de possível falsidade ideológica cometida por agentes públicos ligados ao Instituto de Previdência do Município de Fortaleza,
na verdade tolheu o poder investigativo do PROCAP, órgão ministerial de combate à corrupção e crimes contra a Administração,
empeçando a atividade administrativa a ser exercida por autoridade legalmente constituída para tal, mormente quando a
sociedade tem cobrado com maior veemência respostas ágeis das instituições voltadas à investigação de delitos atentatórios
à fé pública. “Consoante, é cediço que a ordem pública caracteriza-se pela tranquilidade e paz no seio social, abrangendo
também a promoção daquelas providências de resguardo à integridade das instituições, à sua credibilidade social e ao aumento
da confiança da população nos mecanismos oficiais de repressão às diversas formas de delinquência” (STJ,HC 261715, rel.
Min. Maria Thereza de Assis Moura, publicação em 19/12/2012). No mais, aludindo-se à abalizada doutrina de Elton Venturi,
“decisões judiciais que interfiram restringindo ou inviabilizando a atividade fiscalizatória do Poder Público (diga-se, o próprio

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 4

poder de polícia administrativo) podem gerar, em tese, grave lesão à ordem e à segurança pública”, como ora verificado de
forma hialina (Suspensão de Liminares e Sentenças Contrárias ao Poder Público. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2010, p.
150). Do que posto, defiro o pleito suspensivo. Oficie-se ao Juízo a quo. Intimação às partes. Fortaleza, . Desembargador LUIZ
GERARDO DE PONTES BRÍGIDO Presidente do Tribunal de Justiça - Advs: Arsenio Jorge Flexa Vieira (OAB: 5118/CE)

DESPACHOS DO VICE-PRESIDENTE

Serviço de Habeas Corpus


DESPACHO DO VICE-PRESIDENTE
Lote 13

2ª Câmara Criminal

0077854-14.2012.8.06.0000 - Recurso Ordinário em Habeas Corpus. Impetrante: Helio das Chagas Leitao Neto. Paciente:
Gustavo da Silva Teles. Impetrante: Henrique Garcia Ferreira de Souza. Impetrante: Thais Mota Aquino. Impetrante: Thiago
Vasconcelos Juvencio Sousa. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara do Jurí da Comarca de Fortaleza. Despacho: Preenchidos
os requisitos inerentes à via recursal eleita, DOU SEGUIMENTO AO RECURSO SUB STUDIO, o imediato envio destes autos ao
Superior Tribunal de Justiça. Cumpra-se. Publique-se. Fortaleza, 12 de março de 2013. Desembargador FRANCISCO LINCOLN
ARAÚJO E SILVA Vice-Presidente

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0000088-16.2008.8.06.0131 (88-16.2008.8.06.0131/1) - Apelação Cível. Apelante: Ministerio Público do Estado do Ceará.


Apelado: Francisco Weleton Martins Freire. Advogado: Sergio Gurgel Carlos da Silva (OAB: 2799/CE). Advogado: Jose Pinto
Quezado Neto (OAB: 5993/CE). Advogado: Jose Gurgel Carlos da Silva (OAB: 7115/CE). Advogado: Carlos Eduardo Maciel
Pereira (OAB: 11677/CE). Advogada: Rosa Magda Martins Quezado (OAB: 12466/CE). Advogado: Francesca Germana Quezado
Gurgel E Silva (OAB: 15652/CE). Advogada: Solange Maria Quezado Santos Gurgel (OAB: 16033/CE). Advogado: Francisco de
Assis Ferreira Junior (OAB: 16669/CE). Advogado: Italo Coelho Albuquerque (OAB: 16971/CE). Advogada: Marcela Leopoldina
Quezado Gurgel E Silva (OAB: 18971/CE). Advogada: Mariana Gomes Pedrosa Bezerra (OAB: 19348/CE). Despacho: - TERMO
DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do
Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao
disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de
Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0000153-60.2001.8.06.0000 (2001.0001.3504-5/0) - Agravo de Instrumento. Agravante: Fazenda Publica do Estado do


Ceara. Agravado: Joselito de Araujo Sousa. Procurador: Jose Gomes de Paula Pessoa Rodrigues (OAB: 3/CE). Estagiária:
Marina Camara Albuquerque (OAB: 16168/CE). Advogada: Mauricia Marcela Cavalcante Mamede Furl (OAB: 11197/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial,
a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em
cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013
Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0001673-06.2011.8.06.0000/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Fast Shop Comercial S/A. Embargado: Estado
do Ceara. Advogado: Felipe Lourenço Mello Silva (OAB: 24387/CE). Proc. Estado: José Gomes de Paula Pessôa Rodrigues
(OAB: 7764/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposição de Recurso Ordinário Tendo em vista que a parte recorrente
interpôs Recurso Ordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à parte recorrida para, querendo, apresentar contrarrazões ao
recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de
maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0051001-09.2005.8.06.0001 (2005.0018.1856-4/1) - Apelação Cível. Apelante: Ijf - Instituto Dr. Jose Frota. Apelado:
Rosemar Modesto da Silva. Apelado: Jose Wilson Maia da Silva. Apelado: Manuel Odecio Rodrigues. Apelado: Marcos Aurelio
Mendonça Oliveira. Advogado: Ciro Nogueira de Andrade (OAB: 2838/CE). Advogada: Maria Marlene Chaves de Morais (OAB:
3618/CE). Advogada: Maria da Conceicao Ibiapina Menezes (OAB: 4002/CE). Advogada: Aline Maria Porto Fernandes (OAB:
4796/CE). Advogada: Maria de Nazare Ramos Pereira (OAB: 5006/CE). Advogada: Silvia Maria Pires de Souza (OAB: 5127/CE).
Advogada: Marta Batista Landim (OAB: 8598/CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada:
Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Sergio Ellery Santos (OAB: 15154/CE). Advogado: Josberto dos Santos

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 5

Garcez (OAB: 15672/CE). Advogado: Gustavo Ferreira Magalhaes Solon (OAB: 26505/CE). Advogada: Roxane Benevides
Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Sergio Ellery Santos (OAB:
15154/CE). Advogado: Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogado: Gustavo Ferreira Magalhaes Solon (OAB:
26505/CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/
CE). Advogado: Sergio Ellery Santos (OAB: 15154/CE). Advogado: Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogado:
Gustavo Ferreira Magalhaes Solon (OAB: 26505/CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE).
Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Sergio Ellery Santos (OAB: 15154/CE). Advogado: Josberto
dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogado: Gustavo Ferreira Magalhaes Solon (OAB: 26505/CE). Despacho: - TERMO
DE INTIMAÇÃO Interposição de Recursos Extraordinário e Especial Tendo em vista as interposições de Recursos Especial e
Extraordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões aos
recursos, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de
maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0005882-23.2008.8.06.0000 (2008.0012.0959-7/0) - Agravo de Instrumento. Agravante: Estado do Ceara. Agravado:


Francisco Celio Sales de Sousa. Proc. Estado: Licio Justino Vinhas da Silva (OAB: 16959/CE). Advogado: Francisco Moreno
Barbosa (OAB: 10097/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a
interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em)
contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal.
Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0009110-79.2003.8.06.0000 (2003.0002.4973-0/0) - Apelação / Reexame Necessário. Remetente: Juiz de Direito da 3ª


Vara da Fazenda Publica da Comarca de Fortaleza. Apelante: Município de Fortaleza-ce. Apelante: Companhia Energetica do
Ceara- Coelce. Apelado: Maria Iracema Moreira Rodrigues. Procurador: João Afrânio Montenegro (OAB: 4466/CE). Advogado:
Antonio Cleto Gomes (OAB: 5864/CE). Advogado: Moacir Augusto Meyer de Albuquerque (OAB: 9864/CE). Advogada: Sylvia Vilar
Teixeira Benevides (OAB: 11633/CE). Advogado: Lino Marques dos Santos (OAB: 12073/CE). Advogada: Yvila Maria Pitombeira
Coelho (OAB: 12537/CE). Advogada: Williane Gomes Pontes Ibiapina (OAB: 12538/CE). Advogada: Karyna Saraiva Leao Gaya
(OAB: 12911/CE). Advogado: Francisco Firmo Barreto de Araujo (OAB: 14502/CE). Estagiário: Mauro Elvas F. Carneiro (OAB:
90000/CE). Advogado: Valerio Augusto Cela Militao Menescal (OAB: 1815/CE). Advogado: Benigno de Sousa Carneiro (OAB:
3134/CE). Advogada: Libania Oliveira Lima (OAB: 10078/CE). Advogado: Benigno de Sousa Carneiro Junior (OAB: 10663/
CE). Advogado: Tiberio Lima Carneiro (OAB: 13457/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposições de Recursos
Especiais - Tendo em vista a interposições de Recursos Especiais, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s)
para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o
art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 9 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0012136-07.2011.8.06.0000/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Embargado: Gisleyne


de Oliveira Guimaraes. Proc. Estado: Jefferson de Paula Viana Filho (OAB: 18401/CE). Advogado: Iata Anderson Fernandes
(OAB: 6931/RN). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposições de Recursos Extraordinário e Especial Tendo em vista
as interposições de Recursos Especial e Extraordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para,
querendo, apresentar(em) contrarrazões aos recursos, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art.
235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 10 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0013102-72.2008.8.06.0000 (2008.0001.3157-8/0) - Agravo de Instrumento. Agravante: Rafael Carlos Medeiros Neto.


Agravado: Josene Lima Alves. Agravado: Samuel Alves Carlos de Medeiros. Agravado: Gabriel Carlos de Medeiros Representado
Por Josene Lima Alves. Agravado: Rafaela Alves de Medeiros Representada Por Josene Lima Alves. Advogado: Francisco
Welton Linhares Demétrio de Souza (OAB: 10250/CE). Estagiária: Talita Vasconcelos Loyo Rosas (OAB: 26829/CE). Advogado:
Maximiano Aguiar Camara (OAB: 5879/CE). Advogado: Maximiano Aguiar Camara (OAB: 5879/CE). Advogado: Maximiano
Aguiar Camara (OAB: 5879/CE). Advogado: Maximiano Aguiar Camara (OAB: 5879/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO
- Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista
à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do
CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de
Serviço

Total de feitos: 1

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 6

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0798345-18.2000.8.06.0001 (798345-18.2000.8.06.0001/1) - Apelação Cível. Apelante: Porto Freire Engenharia e


Incorporação Ltda. Apelado: Ana Marta Moraes Costa. Advogado: Livio Cavalcante de Arruda Neto (OAB: 9976/CE). Advogada:
Isabel Cristina Sales de Avila (OAB: 14878/CE). Advogado: Henrique Rocha Trigueiro (OAB: 9407/CE). Advogada: Jerusa Rocha
Soares Cavalcante (OAB: 15225/CE). Advogada: Claudiana Ferreira Gomes Leitao Loureiro (OAB: 15426/CE). Advogada: Thais
Bonavides Borges Bitar (OAB: 23843/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Tendo em vista a(s) interposição(ões) de
AGRAVO(S), em cumprimento ao disposto no art. 544, § 3º, do Código de Processo Civil (Lei nº 12.322, de setembro de 2010),
a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) agravada(s) para oferecer(em), querendo, contrarrazões ao(s) recurso(s).
Fortaleza, 10 de maio de 2013. Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0015187-31.2008.8.06.0000 (2008.0020.8958-7/0) - Agravo de Instrumento. Agravante: Maria de Fatima Sampaio


Cançado. Agravante: Ana Maria Sampaio Cançado. Agravado: Francisco Gualbernei Alves de Andrade. Advogado: Miguel
Angelo Sampaio Cançado (OAB: 8010/GO). Advogado: Paulo Hiram Studart Gurgel Mendes (OAB: 17185/CE). Advogado:
Andre Luiz Cançado Thome (OAB: 20344/CE). Advogado: Miguel Angelo Sampaio Cançado (OAB: 8010/GO). Advogado:
Paulo Hiram Studart Gurgel Mendes (OAB: 17185/CE). Advogado: Andre Luiz Cançado Thome (OAB: 20344/CE). Advogado:
Alexandre Rodrigues de Albuquerque (OAB: 6023/CE). Advogado: Miguel Rocha Nasser Hissa (OAB: 15469/CE). Advogado:
Rodrigo Macedo de Carvalho (OAB: 15470/CE). Advogado: Rui Barros Leal Farias (OAB: 16411/CE). Despacho: - TERMO DE
INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal
abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no
art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha
Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0026901-85.2008.8.06.0000 (2008.0035.0346-8/0) - Agravo de Instrumento. Agravante: Cesde - Industria e Comercio


de Eletrodomesticos Ltda. Agravado: Flateck Eletronica Comercial Ltda. Advogado: Jose Inacio Rosa Barreira (OAB: 8151/
CE). Advogado: Jose Jackson Nunes Agostinho (OAB: 8253/CE). Advogado: Alexandre Jose Raulino da Silveira (OAB: 12954/
CE). Advogado: Joao Edelardo Freitas Junior (OAB: 17495/CE). Advogado: Wladimir Albuquerque D’alva (OAB: 17437/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial,
a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em
cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013
Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0029113-13.2007.8.06.0001 (2007.0010.3090-4/2) - Apelação Cível. Apelante: Francisco Aurimizio Alexandre Menezes.


Apelado: Romcy S/A Industria e Comércio. Apelado: Jose Romcy. Apelado: Antonio Romcy. Advogada: Francisca Cardoso de
Oliveira (OAB: 3420/CE). Advogado: Jose Ribamar da Silva (OAB: 1034/CE). Advogado: Francisco Weber Uchoa Melo (OAB:
4457/CE). Advogada: Jane Maria Uchoa Lima (OAB: 6750/CE). Advogado: Flodualdo Bittencourt Viana Neto (OAB: 9543/CE).
Advogado: Peter Soares Kaur (OAB: 4107/CE). Advogado: Arthur Maximus Monteiro (OAB: 16104/CE). Advogado: Tiago Asfor
Rocha Lima (OAB: 16386/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Tendo em vista a(s) interposição(ões) de AGRAVO(S), em
cumprimento ao disposto no art. 544, § 3º, do Código de Processo Civil (Lei nº 12.322, de setembro de 2010), a Secretaria do
Tribunal abre vista à(s) parte(s) agravada(s) para oferecer(em), querendo, contrarrazões ao(s) recurso(s). Fortaleza, 13 de maio
de 2013. Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0044925-27.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: José Anchieta Nogueira. Apelante: Lindalva Nunes Nogueira.
Apelado: Estado do Ceará. Apelado: Issec- Instituto de Saúde do Estado do Ceará. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB:
8767/CE). Proc. Estado: Daniel Maia Texeira (OAB: 17118/CE). Procª. Estado: Rita de Cassia Batista Ribeiro (OAB: 3564/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial,
a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em
cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 9 de maio de 2013
Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 7

DESPACHO DE RELATORES

0079246-86.2012.8.06.0000/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceara. Embargado: Mateus de


Freitas Sousa Moreno Representado Por Aridson Moreno da Silva. Proc. Estado: Jefferson de Paula Viana Filho (OAB: 18401/
CE). Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposição de
Recursos Extraordinário e Especial Tendo em vista as interposições de Recursos Especial e Extraordinário, a Secretaria do
Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões aos recursos, em cumprimento ao
disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de
Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0081025-49.2007.8.06.0001 (81025-49.2007.8.06.0001/1) - Apelação Cível. Apelante: Carlos Almir Mendes Balata. Apelado:
Jose Carlos Godeiro Costa Junior. Advogado: Carlos Rodrigo Mota da Costa (OAB: 14751/CE). Advogada: Fernanda Rochelle
Silveira Silva da Costa (OAB: 19220/CE). Advogada: Amailza Soares Paiva (OAB: 2394/CE). Advogada: Ethel Alcantara Weyne
(OAB: 5036/CE). Advogado: Paschoal de Castro Alves (OAB: 18692/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Tendo em
vista a(s) interposição(ões) de AGRAVO(S), em cumprimento ao disposto no art. 544, § 3º, do Código de Processo Civil (Lei
nº 12.322, de setembro de 2010), a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) agravada(s) para oferecer(em), querendo,
contrarrazões ao(s) recurso(s). Fortaleza, 10 de maio de 2013. Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0090915-75.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Municipio de Fortaleza. Apelado: Francisco Jose Silva de Souza.
Procª. Munic.: Suzana Ribeiro Machado (OAB: 14099/CE). Advogado: Marcio Alan Menezes Moreira (OAB: 18728/CE).
Advogado: George de Castro Junior (OAB: 16203/CE). Advogado: Jairo Rocha Ximenes Ponte (OAB: 15869/CE). Advogada:
Adriana Oliveira Pinto (OAB: 19140/CE). Advogado: Thiago Camara Lourenço (OAB: 19245/CE). Advogada: Lidianne Uchoa do
Nascimento (OAB: 26511/CE). Advogada: Luciana Nogueira Nóbrega (OAB: 20721/CE). Advogado: Harley Ximenes dos Santos
(OAB: 12397/CE). Advogado: Moab Saldanha Junior (OAB: 21928/CE). Advogada: Cecilia Parente Pinheiro (OAB: 19065/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposições de Recursos Extraordinário e Especial Tendo em vista as interposições de
Recursos Especial e Extraordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em)
contrarrazões aos recursos, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma
legal. Fortaleza, 9 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0736451-41.2000.8.06.0001 (2000.0134.1451-9/1) - Apelação Cível. Apelante: Raimundo Mario Gomes dos Santos.
Apelante: Vandick Gurgel Costa. Apelante: Salatiel Queiroz dos Santos. Apelado: Fundacao Sistel de Securidade Social.
Advogado: Jose Feliciano de Carvalho Junior (OAB: 4100/CE). Advogado: Minervino de Castro Neto (OAB: 8162/CE). Advogado:
Francisco Gladyson Pontes (OAB: 3242/CE). Advogada: Antonia Matias de Alencar (OAB: 7182/CE). Advogada: Yvila Maria
Pitombeira Coelho (OAB: 12537/CE). Advogada: Karyna Saraiva Leao Gaya (OAB: 12911/CE). Advogado: Roberto Trigueiro
Fontes (OAB: 13058/CE). Advogado: Fábio de Possídio Egashira (OAB: 13059/CE). Advogado: Valter Falcao Neto (OAB: 15343/
CE). Advogada: Fernanda Cabral de Almeida Gonçalves (OAB: 15542/CE). Advogado: Manoel Duarte Pinto (OAB: 15809/CE).
Advogado: Francisco Gladyson Pontes Filho (OAB: 16626/CE). Advogado: David Sombra Peixoto (OAB: 16477/CE). Advogado:
Bruno Meyer Montenegro (OAB: 18108/CE). Advogado: Gilvando Furtado de Figueiredo Junior (OAB: 18259/CE). Advogada:
Haline Fernandes Silva da Hora (OAB: 18955/CE). Advogado: Carlos Rosemberg Fernandes Júnior (OAB: 19958/CE). Advogado:
Welington Mapurunga Torres (OAB: 16662/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial -
Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo,
apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do
mesmo diploma legal. Fortaleza, 9 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0113509-49.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: B V Financeira S/A - Credito, Finanaciamento e Investimento.


Apelado: Francisco dos Santos Alves. Advogada: Emanuelle Ferreira Gomes Silva Moura (OAB: 15067/CE). Advogada: Ruth
Helena Silva Vasconcelos Pereira (OAB: 14974/CE). Advogado: Emanoel Yataandson Vieira Rodrigues (OAB: 15717/CE).
Advogada: Anna Ivanovna de Lucena Moreno (OAB: 19676/CE). Advogado: Victor Hugo Soares Barreira (OAB: 21205/CE).
Advogado: Antonio Laerte Guedes Neto (OAB: 20638/CE). Advogado: Fernando Luz Pereira (OAB: 147020/SP). Advogado:
Iva da Paz Monteiro Filho (OAB: 21407/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo
em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo,
apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do
mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 8

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0450857-43.2000.8.06.0001 (2000.0105.5857-9/1) - Apelação Cível. Apelante: Banco do Nordeste do Brasil S.a. Apelado:
Asas Comercio Servicos e Representacoes Ltda. Advogada: Teresa Noemi de Alencar Arraias Duarte (OAB: 3869/CE).
Advogado: Francisco Roberto Brasil de Souza (OAB: 6097/CE). Advogado: Solana Maria Martins Carmo (OAB: 6972-0/CE).
Advogado: Pedro Ernesto Filho (OAB: 7963/CE). Advogado: Regivaldo Fontes Nogueira (OAB: 9128/CE). Advogado: Jose
Estenio Raulino Cavalcante (OAB: 9772/CE). Advogada: Caterine de Holanda Barroso (OAB: 13806/CE). Advogada: Regina
Helena Costa E Costa Lima (OAB: 8230/CE). Advogado: Manoel Tomaz de Almeida Neto (OAB: 8730/CE). Advogado: Ricardo
Augusto de Lima Braga (OAB: 8985/CE). Advogada: Emilia Rodrigues de Oliveira (OAB: 13718/CE). Advogada: Rafaela Veras
Antero (OAB: 14058/CE). Advogado: Henrique Silveira Araujo (OAB: 14747/CE). Advogado: Francisco Daniel Ribeiro (OAB:
14758/CE). Advogada: Kilvia Mara Aguiar (OAB: 14608/CE). Advogado: Antonio Edmar Carvalho Leite (OAB: 14815/CE).
Advogado: Darcy Fontenelle de Araujo Neto (OAB: 15020/CE). Advogada: Karla Patricia Rebouças Sampaio (OAB: 15433/CE).
Advogado: Idelmar Pires (OAB: 15580/CE). Advogado: Expedito Melo Carlos (OAB: 16250/CE). Advogado: Eurivaldo Cardoso
de Brito (OAB: 16196-0/CE). Advogada: Karine Rodrigues Mattos (OAB: 18120/CE). Advogado: Paulo Marcelo Costa Pontes
(OAB: 4417/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de
Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao
recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de
maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0726263-86.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Banco Itau Unibanco S/A. Apelado: Jose Deusimar Magalhães.
Advogado: Jose Edgard da Cunha Bueno Filho (OAB: 22910/CE). Advogada: Claudia de Mesquita Dummar (OAB: 17608/CE).
Advogada: Paula Rodrigues da Silva (OAB: 221911/CE). Advogado: Regis Nogueira de Oliveira (OAB: 22645/CE). Advogada:
Luciana Veras Menezes (OAB: 18782/CE). Advogado: Raul Onofre de Paiva Neto (OAB: 15903/CE). Advogada: Vivian Sousa da
Silva Campos (OAB: 18806/CE). Advogada: Alessandra Cristina Mouro (OAB: 161979/SP). Advogado: Mauro Moreira de Oliveira
Freitas (OAB: 11509/CE). Advogado: Francisco Helder Alves do Nascimento (OAB: 8638/CE). Advogado: Adenauer Moreira
(OAB: 16029/CE). Advogada: Rosa Julia Pla Coelho (OAB: 7897/CE). Advogado: Raimundo Feitosa Carvalho Gomes (OAB:
13398/CE). Advogado: Alexandre Leitao de Souza (OAB: 16399/CE). Advogada: Sabrina Caminha Mesquita (OAB: 16799/CE).
Advogado: Francisco Itaercio Bezerra Filho (OAB: 16689/CE). Advogado: Bernardo Dall Mass Fernandes (OAB: 18889/CE).
Advogado: Jose Alcantara Matos Filho (OAB: 17857/CE). Advogado: Rodrigo Saraiva Marinho (OAB: 15807/CE). Advogado:
Rafael Domingues dos Reis (OAB: 25019/CE). Advogado: Alexander Rogerio de Souza (OAB: 182102/SP). Advogado: Lucio
Barreira Aguiar Paiva (OAB: 19560/CE). Advogado: Raimundo Lucio Paiva (OAB: 11563/CE). Advogado: Leonilia Maria Barreira
Aguiar Paiva (OAB: 3429/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a
interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em)
contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal.
Fortaleza, 9 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0466092-53.2000.8.06.0000 (466092-53.2000.8.06.0000/0) - Agravo de Instrumento. Agravante: Massa Falida de Grandon


Industria de Granito Ltda.. Agravado: Pedreira Asa Branca Ltda.. Advogado: Raimundo Cavalcante Filho (OAB: 481/CE).
Advogado: Alexandre Rodrigues de Albuquerque (OAB: 6023/CE). Advogado: Flavio Cavalcante (OAB: 9402/CE). Advogado:
Caio Valerio Gondim Reginaldo Falcao (OAB: 12008/CE). Advogado: Jose Lindival de Freitas (OAB: 1613/CE). Advogado:
Carlos Augusto Oliveira de Freitas (OAB: 5932/CE). Advogado: Jose Lineu de Freitas (OAB: 5552/DF). Despacho: - TERMO DE
INTIMAÇÃO Tendo em vista a(s) interposição(ões) de AGRAVO(S), em cumprimento ao disposto no art. 544, § 3º, do Código
de Processo Civil (Lei nº 12.322, de setembro de 2010), a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) agravada(s) para
oferecer(em), querendo, contrarrazões ao(s) recurso(s). Fortaleza, 10 de maio de 2013. Inaura de Oliveira Caminha Chefe de
Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0467333-62.2000.8.06.0000 (2000.0013.8041-0/2) - Apelação Cível. Apelante: Caixa de Previdência dos Funcionários


do Banco do Nordeste do Brasil. Apelado: Ana Maria Braga do Amaral. Advogada: Debora de Borba Pontes Memoria (OAB:
14801/CE). Advogado: Valmir Pontes Filho (OAB: 2310/CE). Advogada: Maria das Dores Carneiro Cavalcanti (OAB: 2549/
CE). Advogado: Alexandre Rodrigues de Albuquerque (OAB: 6023/CE). Advogada: Maria Eliane Farias Freire (OAB: 6157/CE).
Advogado: Mario Jorge Menescal de Oliveira (OAB: 6764/CE). Advogado: Fernando de Sousa Cavalcanti Junior (OAB: 9922/
CE). Advogado: Rodolfo Licurgo Tertulino de Oliveira (OAB: 10144/CE). Advogado: Carlos Roberto de Siqueira Castro (OAB:
14325/CE). Advogado: Carlos Fernando de Siqueira Castro (OAB: 14326/CE). Advogado: Marcelo Memoria de Araujo (OAB:
14407/CE). Advogado: Allysson Gomes de Queiroz (OAB: 14426/CE). Advogada: Mariana Santiago de Sá (OAB: 19714/CE).
Advogado: Francisco Ponciano de Oliveira Junior (OAB: 21189/CE). Advogado: Jose Ariolino Agostinho Araujo (OAB: 3667/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposição de Recursos Extraordinário e Especial Tendo em vista as interposições de

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 9

Recursos Especial e Extraordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em)
contrarrazões aos recursos, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma
legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0718018-86.2000.8.06.0001 (2000.0132.3018-3/2) - Apelação Cível. Apelante: Fundacao dos Economiarios Federais -


Funcef. Apelado: Claudia Cidrak do Valle Leao. Advogada: Danielle Soares Borgholm (OAB: 13170/CE). Advogado: Kelson
Araujo Albuquerque (OAB: 15549-0/CE). Advogado: Rodrigo Saraiva Marinho (OAB: 15807/CE). Advogado: Regis Gondim
Peixoto (OAB: 17731/CE). Advogado: Jose Tarcisio Passos Lima Filho (OAB: 18417/CE). Advogado: Ernando Garcia da Silva
Junior (OAB: 19253/CE). Advogada: Marta Andrea Matos Marinho (OAB: 20562/CE). Advogada: Mariella Triandopolis Gonçalves
(OAB: 20698/CE). Advogada: Sabrina de Azevedo Juca (OAB: 20699/CE). Advogado: Bruno Queiroz Rabelo (OAB: 21041/
CE). Advogada: Livia Torres Ribeiro (OAB: 22085/CE). Advogado: Clávio de Melo Valença Filho (OAB: 8102-A/CE). Advogada:
Carla Maria Marques Leal (OAB: 9492/CE). Estagiário: Mauro Elvas F. Carneiro (OAB: 90000/CE). Despacho: - TERMO DE
INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal
abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no
art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha
Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0520250-69.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Aurelio Bento Pimenta. Apelado: Banco Volkswagen S/A. Advogado:
Gerlano Araujo Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Advogada: Aldenira Gomes Diniz (OAB: 20837/CE). Despacho: - TERMO DE
INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal
abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no
art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha
Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0696091-64.2000.8.06.0001 (2000.0130.1091-4/1) - Apelação / Reexame Necessário. Remetente: Juiz de Direito da 4ª Vara


da Fazenda Publica da Comarca de Fortaleza. Apelante: Instituto Dr. Jose Frota. Apelado: Wilson da Veiga Pessoa. Apelado:
Francisco Decio Sousa Machado. Apelado: Fernando Cesar Diogenes Filho. Apelada: Simone Dantas Fonteles. Apelada:
Tarcila Maria de Albuquerque Medeiros. Apelado: Francisca Machado Martins Neto Albuquerque. Advogado: Ciro Nogueira de
Andrade (OAB: 2838/CE). Advogada: Maria Marlene Chaves de Morais (OAB: 3618/CE). Advogada: Maria da Conceicao Ibiapina
Menezes (OAB: 4002/CE). Advogada: Aline Maria Porto Fernandes (OAB: 4796/CE). Advogada: Maria de Nazare Ramos
Pereira (OAB: 5006/CE). Advogada: Silvia Maria Pires de Souza (OAB: 5127/CE). Advogada: Marta Batista Landim (OAB: 8598/
CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE).
Advogado: Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE).
Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogada:
Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Josberto
dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany
Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogada: Roxane Benevides
Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB: 11003/CE). Advogado: Josberto dos Santos Garcez
(OAB: 15672/CE). Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogada: Lidiany Mangueira Silva (OAB:
11003/CE). Advogado: Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposição de
Recursos Extraordinário e Especial Tendo em vista as interposições de Recursos Especial e Extraordinário, a Secretaria do
Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões aos recursos, em cumprimento ao
disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de
Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0541789-77.2000.8.06.0001 (2000.0114.6789-5/1) - Apelação Cível. Apelante: Caixa de Previdencia dos Funcionarios


do Banco do Brasil -previ. Apelado: Franco Alberto Pimentel de Resende. Apelado: Maria Oneide Moita Resende. Advogada:
Maria das Dores Carneiro Cavalcanti (OAB: 2549/CE). Advogado: Fernando de Sousa Cavalcanti Junior (OAB: 9922/CE).
Advogado: Rodolfo Licurgo Tertulino de Oliveira (OAB: 10144/CE). Advogado: Vladimir Moraes de Alencar Araripe (OAB: 16928/
PE). Advogado: Luiz Ricardo de Castro Guerra (OAB: 17598/PE). Advogado: João André Sales Rodrigues (OAB: 19186/PE).
Advogado: Jose Alexandre Herval Bruno (OAB: 95985/RJ). Advogada: Lisbeth Vidal de Negreiros Bastos (OAB: 13810-0/DF).
Advogado: Marcos Vinicius Vianna (OAB: 9198/CE). Advogado: Marcos Vinicius Vianna (OAB: 9198/CE). Despacho: - TERMO
DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do
Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 10

disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 9 de maio de 2013 Inaura de
Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0675784-89.2000.8.06.0001 (2000.0128.0784-3/2) - Apelação Cível. Apelante: Click Promoções Artisticas e Publicidades


Ltda. Apelado: Silvania Raquel Salasar Araujo. Advogado: Carlos Alberto Torrens (OAB: 6214/CE). Advogado: Joyce Leite
Torrens (OAB: 9839/CE). Advogado: Cristiano Soares Fernandes (OAB: 13417/CE). Advogada: Maria Uyara Campos Viana
(OAB: 1673/CE). Advogado: Flodualdo Bittencourt Viana Neto (OAB: 9543/CE). Advogado: Daniel Mota Gutierrez (OAB: 10354/
CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso
Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso,
em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de
2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0659282-75.2000.8.06.0001 (2000.0126.4282-8/2) - Apelação Cível. Apelante: Raimundo Sergio Rodrigues de Castro.


Apelante: Melania Ximenes Castro. Apelante: Afonso Silva de Lima. Apelante: Maria Jocira Canario Santos. Apelante: Jose
Wellington C. de Oliveira. Apelante: Francisca Maria de Oliveira Nunes Cirino. Apelado: Município de Fortaleza-ce. Advogado:
Francisco Everardo Carvalho Cirino (OAB: 2491/CE). Advogado: Francisco Jose Coelho (OAB: 5145/CE). Advogada: Veronica
Marcia de Araujo Campos (OAB: 10345/CE). Advogado: Francisco Everardo Carvalho Cirino (OAB: 2491/CE). Advogado:
Francisco Jose Coelho (OAB: 5145/CE). Advogada: Veronica Marcia de Araujo Campos (OAB: 10345/CE). Advogado: Francisco
Everardo Carvalho Cirino (OAB: 2491/CE). Advogado: Francisco Jose Coelho (OAB: 5145/CE). Advogada: Veronica Marcia
de Araujo Campos (OAB: 10345/CE). Advogado: Francisco Everardo Carvalho Cirino (OAB: 2491/CE). Advogado: Francisco
Jose Coelho (OAB: 5145/CE). Advogada: Veronica Marcia de Araujo Campos (OAB: 10345/CE). Advogado: Francisco Everardo
Carvalho Cirino (OAB: 2491/CE). Advogado: Francisco Jose Coelho (OAB: 5145/CE). Advogada: Veronica Marcia de Araujo
Campos (OAB: 10345/CE). Advogado: Francisco Everardo Carvalho Cirino (OAB: 2491/CE). Advogado: Francisco Jose Coelho
(OAB: 5145/CE). Advogada: Veronica Marcia de Araujo Campos (OAB: 10345/CE). Procurador: João Afrânio Montenegro (OAB:
3/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposição de Recurso Extraordinário Tendo em vista a interposição de Recurso
Extraordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao
recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de
maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0629230-96.2000.8.06.0001 (2000.0123.4230-1/3) - Apelação Cível. Apelante: Municipio de Fortaleza. Apelado: Jose


Colombo de Souza Filho. Proc. Municipio: Clairton Jesuino da Costa (OAB: 3331/CE). Advogada: Raquel Cavalcanti Ramos
Machado (OAB: 14901/CE). Advogada: Maria Jose de Farias Machado (OAB: 4924/CE). Advogado: Schubert de Farias Machado
(OAB: 5213/CE). Advogada: Soraya Farias Machado (OAB: 8848/CE). Advogado: Hugo de Brito Machado Segundo (OAB:
14066/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de
Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao
recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de
maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0622114-39.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Almir Cavalcante Bastos. Embargante: Claudio


Henrique Gadelha Lopes. Embargante: Cláudio Sérgio Chaves Lima. Embargante: Imobiliária São Jorge Ltda. Embargante:
Lenisson Gondim Barbosa. Embargante: Marco Aurélio Pontes. Embargante: Maria das Graças Novaes Borges. Embargante:
R. Furlani Engenharia Ltda. Embargado: Condomínio Edifício Iate Plaza. Advogada: Eliane Maria Matias Lima (OAB: 8285/CE).
Advogado: Ernandes Nepomuceno de Oliveira (OAB: 1937/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso
Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para,
querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art.
235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0011464-96.2011.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Cesar Augusto da Silva. Embargante: Joana


Darck das Chagas Sousa. Embargado: Sul America Companhia Nacional de Seguros S/A. Advogado: Luiz Valdemiro Soares

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 11

Costa (OAB: 14458/CE). Advogada: Krishna Stuti Ferraz Pinto (OAB: 160895/RJ). Advogado: Ernando Garcia da Silva Junior
(OAB: 19253/CE). Advogada: Rebeca Aguiar Costa (OAB: 25750/CE). Advogado: Felipe Lourenço Mello Silva (OAB: 24387/
CE). Advogado: Clavio de Melo Valença Filho (OAB: 16285/CE). Advogada: Cibele Fontenele Albuquerque (OAB: 20864/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial,
a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em
cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013
Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0561595-98.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Embargada: Noemi de


Souza Freitas. Proc. Estado: Carlos Otavio de Arruda Bezerra (OAB: 5207/CE). Advogada: Maria Alana Ximenes Alcantara
(OAB: 10114/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de
Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao
recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de
maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0499052-73.2011.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Unimed de Fortaleza - Cooperativa de


Trabalho Médico LTDA. Embargada: Antonielli Vilela de Oliveira. Advogada: Gilmara Maria de Oliveira Barbosa (OAB: 13461/
CE). Advogada: Daniela Bastos Moura (OAB: 25864/CE). Advogada: Juliana de Abreu Teixeira (OAB: 13463/CE). Advogado:
Marcos Pimentel de Viveiros (OAB: 9801/CE). Advogado: Dirceu Sampaio Medeiros (OAB: 20129/CE). Despacho: - TERMO DE
INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal
abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no
art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha
Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0424538-86.2010.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Paulo Macedo Lopes. Apelado: Companhia Hidro Elétrica do
São Francisco - Chesf. Advogado: Paulo Rodrigues Alves (OAB: 14452/CE). Advogado: Manoel Fernandes Sobrinho (OAB:
14515/CE). Advogada: Debora Cavalcante de Falconeri (OAB: 20018/CE). Advogada: Lidia Rodrigues Felix (OAB: 22928/CE).
Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial,
a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em
cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013
Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0025711-55.2006.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Departamento Estadual de Rodovias - DER.


Embargado: Antonia Vaneide Braga Damasceno. Advogada: Valquiria Maria Coutinho Bezerra (OAB: 12493/CE). Advogado:
Jose Ferreira de Matos (OAB: 4129/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo
em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo,
apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do
mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0332004-75.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Embargado: TBA - Tecnica


Brasileira de Alimentos. Proc. Estado: Jose Anchieta Santos Sobreira (OAB: 2127/CE). Advogado: Maxmiliano de Moura
Cardoso (OAB: 14805/CE). Advogado: Antonio Danilo Moura de Azevedo (OAB: 15209/CE). Advogada: Luciana Linard Silva
Malveira (OAB: 15472/CE). Advogado: Thiago Morais Almeida Vilar (OAB: 16396/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO -
Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s)
parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do CPC,
combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 12

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0301608-18.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Formasa- Fortaleza Máquina Autos S/A. Apelado: Estado do
Ceará. Advogado: Everardo Moyses Ferreira (OAB: 1400/CE). Advogado: Arnaldo Conceiçao Junior (OAB: 15471/PR). Proc.
Estado: Anastacio Jorge Matos de Sousa Marinho (OAB: 8502/CE). Despacho: - TERMO DE INTIMAÇÃO Interposição de
Recurso Extraordinário Tendo em vista a interposição de Recurso Extraordinário, a Secretaria do Tribunal abre vista à(s)
parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento ao disposto no art. 542 do
CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 13 de maio de 2013 Inaura de Oliveira Caminha Chefe de
Serviço

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0041999-73.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria Noelia Santos Zingano. Apelado: Banco Industrial e
Comercial S/A. Advogado: Paulo Hamilton da Silva (OAB: 13051/CE). Advogado: Marcos da Silva Bruno (OAB: 14379/CE).
Advogado: Thiago Maia Nunes (OAB: 17465/CE). Advogado: Rodrigo Martiniano Ayres Lins (OAB: 19952/CE). Advogada:
Alessandra Natasha Santos Alves (OAB: 13208/CE). Advogado: Francisco Francieudo Lins (OAB: 6982/CE). Despacho: -
TERMO DE INTIMAÇÃO - Interposição de Recurso Especial - Tendo em vista a interposição de Recurso Especial, a Secretaria
do Tribunal abre vista à(s) parte(s) recorrida(s) para, querendo, apresentar(em) contrarrazões ao recurso, em cumprimento
ao disposto no art. 542 do CPC, combinado com o art. 235 do mesmo diploma legal. Fortaleza, 9 de maio de 2013 Inaura de
Oliveira Caminha Chefe de Serviço

Total de feitos: 1

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0000657-90.2009.8.06.0160 (657-90.2009.8.06.0160/1) - Apelação Cível - Santa Quitéria - Apelante: Francisco Gomes


Oliveira - Apelado: Seguradora Lider dos Consorcios do Seguro Dpvat S/A - Diante disso, o presente recurso especial, consoante
determinam os arts. 543-C, § 1º, do CPC e 1º da Resolução 08/2008 do STJ, deverá ficar suspenso até o pronunciamento
definitivo daquela Corte sobre a referida questão. Assim, determino ao Serviço de Recursos Privativos que acompanhe o trâmite
do paradigma e, uma vez que esse tenha seu mérito julgado, certifique o ocorrido e voltem-me os autos conclusos. Cumpra-se.
Fortaleza, 13 de maio de 2013. Desembargador FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA Vice-Presidente, em exercício - Advs: Jose
Argenildo Pereira de Sousa (OAB: 13547-0/CE) - Fellipe Martins de Sousa (OAB: 22308-0/CE) - Katia Maria Bastos Furtado
(OAB: 9334/CE) - Ivan Monte Claudino Junior (OAB: 12961/CE) - Genilson Pereira Farias (OAB: 14265/CE) - Antonio Irlando
Pereira Linhares (OAB: 15874/CE) - Francisco Aldairton Ribeiro Carvalho Junior (OAB: 16045/CE) - Herminio Mendes Cavaleiro
Neto (OAB: 16393/CE) - Roberio Cassius Sampaio Aragao (OAB: 16468/CE) - Liana Clodes Bastos Furtado (OAB: 16897/CE)
- Raquel Queiroz Lima (OAB: 17926/CE) - Antonio dos Santos Mota (OAB: 19283/CE) - Monique Aragão Claudino Sales (OAB:
21690/CE) - Ricardo Rios Gondim (OAB: 21945/CE) - Suelliny Machado Aguiar (OAB: 22509/CE) - Joaquim Cabral de Melo Neto
(OAB: 27112-A/PE) - Rafael Pereira Ponte (OAB: 21510-0/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0006278-81.2009.8.06.0091 - Apelação Cível - Iguatu - Apelante: Roberto Brito Teixeira - Apelado: Mapfre Seguradora
S.a - Apelado: Seguradoras Lider dos Consorcios do Seguro Dpvat S/A - Diante disso, o presente recurso especial, consoante
determinam os arts. 543-C, § 1º, do CPC e 1º da Resolução 08/2008 do STJ, deverá ficar suspenso até o pronunciamento
definitivo daquela Corte sobre a referida questão. Assim, determino ao Serviço de Recursos Privativos que acompanhe o trâmite
do paradigma e, uma vez que esse tenha seu mérito julgado, certifique o ocorrido e voltem-me os autos conclusos. Cumpra-se.
Fortaleza, 13 de maio de 2013. Desembargador FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA Vice-Presidente, em exercício - Advs:
Eurijane Augusto Ferreira (OAB: 16326/CE) - Rostand Inacio dos Santos (OAB: 22718/PE) - Ivan Monte Claudino Junior (OAB:
12961/CE) - Francisco Aldairton Ribeiro Carvalho Junior (OAB: 16045/CE) - Antonio dos Santos Mota (OAB: 19283/CE) - Roberio
Cassius Sampaio Aragao (OAB: 16468/CE) - Katia Maria Bastos Furtado (OAB: 9334/CE) - Liana Clodes Bastos Furtado (OAB:
16897/CE) - Ricardo Rios Gondim (OAB: 21945/CE) - Rafael Pereira Ponte (OAB: 21510/CE) - Antonio Irlando Pereira Linhares
(OAB: 15874/CE) - Genilson Pereira Farias (OAB: 14265/CE) - Suelliny Machado Aguiar (OAB: 22509/CE) - Herminio Mendes
Cavaleiro Neto (OAB: 16393/CE) - Emanuel Mendes Guedes Diogo (OAB: 21154/CE) - Jussier Carneiro de Andrade Filho (OAB:
27112/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0431255-66.2000.8.06.0001 (431255-66.2000.8.06.0001/1) - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Maria de Lourdes


Alves de Souza - Apelado: Domus-cia de Crédito Imobiliário - Diante do exposto, NÃO ADMITO o recurso especial. Transcorrido
o prazo recursal, certifique-se o ocorrido e remeta-se à origem, procedendo-se à baixa. Cumpra-se. Fortaleza, 08 de abril de
2013. Desembargador FRANCISCO LINCOLN ARAÚJO E SILVA Vice-Presidente - Advs: Eliana Santos de Oliveira (OAB: 5979/
CE) - Arnaldo Carneiro Mapurunga Filho (OAB: 6494/CE) - Ricardo Luiz Andrade Lopes (OAB: 6522/CE)

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0051947-78.2005.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Sindicato dos Servidores Públicos do Municipio de Fortaleza -
Sindifort. Apelado: Município de Fortaleza. Advogada: Cecilia Parente Pinheiro (OAB: 19065/CE). Advogado: Rodrigo Barbosa
Teles de Carvalho (OAB: 19845/CE). Advogado: Thiago Camara Lourenço (OAB: 19245/CE). Advogado: Jairo Rocha Ximenes
Ponte (OAB: 15869/CE). Proc. Municipio: Pedro Saboya Martins (OAB: 9123/CE). Despacho: - Assim, determino a remessa

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 13

dos autos ao Serviço de Recursos Privativos, a fim de que proceda à intimação do Município de Fortaleza para contrarrazoar
o citado recurso, no prazo legal. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. Des. FERNANDO LUIZ XIMENES
ROCHA Vice-presidente do TJCE, em exercício

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0754355-74.2000.8.06.0001 (754355-74.2000.8.06.0001/1) - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceara.


Remetente: Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Publica da Comarca de Fortaleza. Apelado: Jose Edmilson Bezerra Filho.
Procurador: Stelio Lopes Mendonça Junior (OAB: 3/CE). Advogado: Carlos Henrique da Rocha Cruz (OAB: 5496/CE). Advogado:
Carlos Eudenes Gomes da Frota (OAB: 10341/CE). Advogada: Gerusa Nunes de Sousa (OAB: 13481/CE). Advogado: Expedito
Dantas da Costa Junior (OAB: 13511/CE). Advogado: Cristhian Sales do Nascimento Rios (OAB: 14204/CE). Advogada: Ana
Caroline Bento Maciel (OAB: 15397/CE). Advogada: Sabrina Ferreira Melo (OAB: 15403/CE). Advogado: Arthur Emilio Brigido
Machado Alves (OAB: 15402/CE). Advogado: Alberto Luiz de França Aguiar (OAB: 15516/CE). Advogada: Ana Tereza de Sa
Coutinho Carvalho (OAB: 16103/CE). Advogado: Henrikson de Pinho Machado (OAB: 16401/CE). Advogado: Cesar Cals de
Oliveira (OAB: 16403/CE). Advogada: Lara Isadora Feitosa (OAB: 16406/CE). Advogado: Atila Araujo Costa (OAB: 16908/CE).
Advogado: Jaime de Morais Veras Junior (OAB: 16921/CE). Despacho: - Noticiada nos autos manifestação subscrita pelas
partes e seus procuradores às fls. 237/238, acerca da celebração de ajuste envolvendo seus interesses no término do litígio,
encaminho os presentes autos ao Relator, consoante orientação encartada no art. 33, inciso VII, do RITJCE. Expedientes
necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. Des. FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA Vice-presidente do TJCE, em exercício

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos Privativos


DESPACHO DE RELATORES

0002832-77.2010.8.06.0045 - Apelação Cível. Apelante: Maria Creusa de Oliveira Silva. Apelante: Maria de Fátima Ferreira
da Silva. Apelante: Vera Lucia de Figueiredo. Apelante: Maria Elzeny Alves. Apelante: Magedalia Maria de Araujo. Apelante:
Maria Imelida da Silva. Apelante: Tereza Cristina Henrique Pereira. Apelado: Municipio de Barro- Ce. Advogado: Antonio Leite
Tavares (OAB: 1838/CE). Advogada: Maria Neli de Almeida Inocencio Leite (OAB: 13722/CE). Advogada: Sandra Mara Tavares
Lavor (OAB: 8831/CE). Advogado: Italo Ney Fonseca Feitosa Cabral (OAB: 13996/CE). Procª. Munic.: Cicera Dorlene Andrade
da Silva (OAB: 14549/CE). Despacho: - Considerando a faculdade do recorrente em desistir do recurso, mormente diante de
composição firmada entre as partes, homologo, para que surta seus jurídicos e legais efeitos, a desistência postulada (fls.
650/651), determinando a imediata remessa deste feito à Vara Única da Comarca de Barro, após a baixa na distribuição, para as
providências pertinentes. Expedientes necessários. Cumpra-se. Fortaleza, 13 de maio de 2013. Des. FERNADO LUIZ XIMENES
ROCHA Vice-presidente do TJCE, em exercício

Total de feitos: 1

ATA DE DISTRIBUIÇÃO DE FEITOS JUDICIAIS

Secretaria Judiciária
ATA DE DISTRIBUIÇÃO

Em audiência realizada em 10/05/2013, presidida pelo(a) Exmo(a) Sr(a) Vice-Presidente do TJCE, em exercíico, DES.
FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA , foram distribuídos os seguinte feitos:

1ª Câmara Cível

0004270-70.2011.8.06.0121 - Reexame Necessário. Autor: Maria Leonilda Rodrigues. Autor: Maria Liduina Fonseca
Barros. Autor: Maria Luzinete da Penha França. Autor: Maria Verônica Monte. Autor: Maria Meire Pontes Araújo de Oliveira.
Advogado: Fridtjof Chrysostomus Dantas Alves (OAB: 21519/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de
Massapê. Réu: Município de Massapê. Advogado: Jose Wellington Parente Silva (OAB: 22567/CE). Relator(a): EMANUEL
LEITE ALBUQUERQUE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0004892-10.2012.8.06.0156 - Apelação Cível. Apelante: Elionária Cunha de Lima. Advogado: Luiz Artur de Oliveira Luz
(OAB: 18908/CE). Apelado: Município de Redenção. Advogado: Julio Cesar Ribeiro Maia (OAB: 6584/CE). Relator(a): EMANUEL
LEITE ALBUQUERQUE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0012467-12.2000.8.06.0117 - Apelação Cível. Apelante: Avicorte - Organizacao Avicola Cearense Ltda. Advogada:
Cassandra Maria Arcoverde E Assunçao (OAB: 8020/CE). Apelado: Belasa - Belo Jardim Alves S/A. Advogado: Perboyre Moreira
Filho (OAB: 3057/CE). Relator(a): PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo
da distribuição: VERIFICADA PREVENÇÃO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 461371-58.2000.8.06.0000/0, DISTRIBUÍDO
NA SUA VEZ PRIMEIRA E POR EQUIDADE AO DES. RAIMUNDO BASTOS DE OLIVEIRA, NA AMBIÊNCIA DA 1ª CÂMARA
CÍVEL.

0028148-28.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Ciavel Comércio e Indústria de Aves Ltda. Advogado:
Paulo Victor Alves Maneco (OAB: 26270/CE) e outros. Agravado: Banco do Nordeste do Brasil. Advogado: Miguel Oscar Viana
Peixoto (OAB: 3648/CE). Relator(a): FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado.
Motivo da distribuição: PREVENÇÃO VERIFICADA EM RELAÇÃO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 3748-28.2005.8.06.0000

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 14

DISTRIBUÍDA AO DES. RÔMULO MOREIRA DE DEUS SUCEDIDO PELO DES. FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA NA
AMBIÊNCIA DA 1ª CÂMARA CÍVEL.

0028175-11.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Carlos Antonio Ferreira Wanderley. Advogado: Carlos
Antonio Ferreira Wanderley (OAB: 7028/CE). Agravado: Roberto Soares Denizio. Advogado: Paulo Germano Autran Nunes de
Mesquita (OAB: 18964/CE) e outros. Relator(a): PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE. Tipo de distribuição: Prevenção ao
Magistrado. Motivo da distribuição: PREVENÇÃO VERIFICADA EM RELAÇÃO À APELAÇÃO CÍVEL Nº 102-18.2001.8.06.0075
DISTRIBUÍDA, EM SUA VEZ PRIMEIRA, AO DES. JÚLIO CARLOS DE MIRANDA BEZERRA SUCEDIDO PELO DES. PAULO
FRANCISCO BANHOS PONTE NA AMBIÊNCIA DA 1ª CÂMARA CÍVEL.

0028178-63.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: C. Rolim Engenharia Ltda. Advogado: Bernardo Dall Mass
Fernandes (OAB: 18889/CE) e outro. Agravado: Jean Kleber Pereira Torres Lima. Advogada: Maria Aline Duarte Ribeiro (OAB:
13898/CE). Relator(a): JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0035780-15.2007.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Deusdedit
Rodrigues Duarte (OAB: 9316/CE). Remetente: Juiz de Direito da 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza.
Apelada: Maria Veneranda Chagas Braga. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): PAULO FRANCISCO
BANHOS PONTE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0075591-50.2005.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Condomínio Edificio Baleares. Advogada: Lelia de Carvalho Correia
(OAB: 12550/CE). Apelado: AGF Brasil Seguros S/A. Advogada: Vladia Araujo Magalhaes (OAB: 8622/CE) e outro. Relator(a):
JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0080874-13.2012.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Nordeste do


Brasil - CAPEF. Advogada: Milena Pinheiro Lima (OAB: 19224/CE) e outro. Agravada: Denise Sá Vieira Carrá. Agravado: Bruno
Leonardo Câmara Carrá. Advogada: Maria Lucia de Sena Lima (OAB: 7100/CE). Agravado: João Afrânio Montenegro. Relator(a):
EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/
Relator.

0101595-90.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Tecdiesel Comercial Diesel Ltda. Advogado: Carlos Alberto
Carvalho Salviano (OAB: 10568/CE). Apelado: Estado do Ceará. Procª. Estado: Maria Jose Rossi Jereissati (OAB: 3999/
CE). Relator(a): JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Em
cumprimento ao despacho de fls. 161/162.

0129760-45.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Antonio Mailson Rodrigues Barros. Advogado: Rafael de Sousa
Rezende Monti (OAB: 18044/CE). Apelado: Maritima Seguros S.A. Advogado: Carlos Robson Nogueira Lima Filho (OAB: 21231/
CE). Relator(a): EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0484659-32.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apte/Apdo: Maria de Nazaré Alves Torres. Advogado: Luis Alberto Burlamaqui
Correia (OAB: 10752/CE). Apte/Apdo: Nair Liberato de Almeida. Advogado: Roberto de Melo Bastos (OAB: 8738/CE). Relator(a):
JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: PROCESSO
PREVENTO: 3560-40.2002.8.06.0000/0 AGRAVO DE INSTRUMENTO.

0497589-82.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: COEBA - Construtora Elias Bachá Ltda. Advogado: Francisco
Regis Aguiar Mota (OAB: 6684/CE). Apelado: Jose Tiburcio de Oliveira. Apelada: Maria do Carmo Barroso. Apelada: Maria Alves
Rodrigues Silva Frota. Apelada: Maria Renir Campos. Advogado: Cesar Augusto Campos de Alencar (OAB: 6447/CE). Relator(a):
PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: VERIFICADA
PREVENÇÃO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 446344-35.2000.8.06.0000/0, DISTRIBUÍDO NA SUA VEZ PRIMEIRA E POR
EQUIDADE AO DES. JÚLIO CARLOS DE MIRANDA BEZERRA, NA AMBIÊNCIA DA 1ª CÂMARA CÍVEL.

0731394-42.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Andre Gustavo
Carreiro Pereira (OAB: 17356/CE). Embargado: Jose Jales de Sousa. Embargado: Distribuidora Patriota Ltda. Advogado: Jose
Ferreira de Matos (OAB: 4129/CE) e outro. Relator(a): PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE. Tipo de distribuição: Prevenção
ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0737826-77.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Municipio de Fortaleza. Procª. Munic.: Maria


Celia Batista Rodrigues (OAB: 5727/CE). Embargado: Deusalinda Martins Cavalcante. Advogado: Carlos Teixeira Teofilo (OAB:
15498/CE) e outro. Relator(a): JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: Encaminhamento/Reator.

1ª Câmara Criminal

0001668-13.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e


Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte. Suscitado: Juiz de Direito da 4ª Vara da Comarca de Crato.
Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001671-65.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e


Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte. Suscitado: Juiz de Direito da 4ª Vara da Comarca de Crato.
Relator(a): FRANCISCO GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001790-26.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Crato.
Suscitado: Juiz do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte. Relator(a):
FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 15

0001803-25.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Crato.
Suscitado: Juiz do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte. Relator(a): LUIZ
EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001843-07.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Francisco
Geni Braga. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Unica da Comarca de Trairi. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevenção: 0045738-23.2010.8.06.0000.

0001912-39.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001914-09.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): FRANCISCO GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001916-76.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001917-61.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001918-46.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001921-98.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Oziel
Monteiro do Nascimento. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara de Execução Penal da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevenção: 0014727-
15.2006.8.06.0000.

0001922-83.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Fábio de Deus Rodrigues Corrêia (OAB/CE12338). Paciente:
Raimundo Nonato Soares Pereira. Impetrado: juiz de direito da 3ª Vara de Execução Penal da comarca de Fortaleza. Relator(a):
PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevenção: 0016039-
21.2009.8.06.0000.

0001932-30.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Fábio
Jefférson de Brito. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte. Relator(a): LUIZ EVALDO
GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0001701-
03.2013.8.06.0000.

0001935-82.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Paulo Reinério de Araújo Cavalcante (OAB/CE 8040). Paciente:
Antonio Marqueano Cruz Rabelo. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única Vinculada de Banabuiu. Relator(a): FRANCISCO
GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0000774-
37.2013.8.06.0000.

0001939-22.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Thiago Antonio de Almeida Rodrigues (OAB/CE 21.119).
Paciente: Maria Monalisa Alves de Oliveira. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Quixeramobim. Relator(a):
PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001940-07.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Thiago Antonio de Almeida Rodrigues (OAB/CE 21.119).
Paciente: Fábio Brito Rocha. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Quixeramobim. Relator(a): FRANCISCO
PEDROSA TEIXEIRA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0005701-
17.2011.8.06.0000.

0001944-44.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Jose Luciano Junior. Paciente: Celio Gomes de Sousa.
Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Trairi. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição:
Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0001331-24.2013.8.06.0000.

0001946-14.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Ana Paula
Nascimento da Silva. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara das Execuçoes Criminais da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
FRANCISCO GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevenção:
0043943-79.2010.8.06.0000.

0001947-96.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Inez Helena
Rodrigues Diogenes. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara da Execução Penais da Comarca de Fortaleza. Relator(a): LUIZ
EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento:
0077920-91.2012.8.06.0000.

0001949-66.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Francisca
Regilda Bras dos Santos. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara de Execução Penal da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
FRANCISCO GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo Prevenção:

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 16

0006635-48.2006.8.06.0000.

0001950-51.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Adécio Muniz Paiva Filho (Oab/ce: 25814 ). Paciente: João
Santana Marques. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Ubajara. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA
TEIXEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0011041-47.2011.8.06.0062 - Apelação Criminal. Apelante: Carlos Henrique Teodosio da Silva. Def. Público: Defensoria
Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelante: Marcleuton Assunçao do Nascimento. Advogado: Ricardo Henrique Rodrigues
Almeida (OAB: 16408/CE). Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE.
Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0027158-37.2013.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Maria Dilma Ferreira Sampaio. Embargante:


Jaime Porfírio Sampaio Júnior. Advogada: Barbara Lia Gomes de Melo (OAB: 18811/CE). Embargado: Juiz de Direito da 2ª Vara
da Comarca de Eusébio. Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo
da distribuição: Relator.

0028012-31.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Marcio Borges de Araujo (OAB/CE 18.920). Paciente: Antonio
Marcos Alves dos Santos. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara de Delitos de Trafico de Drogas da Comarca Fortaleza..
Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento:
0026763-45.2013.8.06.0000.

0028020-08.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Mauro Júnior Rios ( OAB/CE 5714). Paciente: Alexandro de
Sousa Ribeiro. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Itaitinga. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0005131-31.2011.8.06.0000.

0028089-40.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Francisco Marcelo Brandão (OAB/CE 4239). Paciente: Francisco
Jucélio Alves de Souza. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara de Delitos de Tráfico de Drogas da Comarca de Fortaleza.
Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento:
0079397-52.2012.8.06.0000.

0028119-75.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Ana Gardene Alves Uchoa Barbosa (OAB/CE: 22.641 ). Paciente:
Jonathan Freire de Abreu. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara de Delitos de Tráfico de Drogas da Comarca de Fortaleza.
Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento:
0026693-28.2013.8.06.0000.

0028131-89.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Eymard Bezerra Maia Filho ( OAB-CE 22848). Paciente:
Raimundo Carneiro do Nascimento Neto. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara de Delitos Sobre Trafico de Drogas da Comarca
de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
Processo prevento: 0131766-23.2012.8.06.0000.

0028138-81.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Maciel
Oliveira Cavalcante. Impetrado: Juiz de Direito da 6ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO
TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0026827-55.2013.8.06.0000.

0028143-06.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Andre Luis Negreiros de Almeida ( OAB/CE11911). Paciente:
Sérgio Silveira Fonteles. Impetrado: Juiz de Direito da 14ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO
TIMBÓ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevenção: 0072594-24.2010.8.06.0000.

0028163-94.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Terezinha Bernadete Maia Cabral (OAB/CE 25060). Paciente:
Josafá Duarte de Oliveira. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Paracuru. Relator(a): LUIZ EVALDO
GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0001330-
39.2013.8.06.0000.

0028164-79.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Leandro Luis Gomes Pinheiro (OAB 27283/CE). Paciente:
Natanael Dias Carvalho. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Iracema. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA
TEIXEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0028165-64.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Alexandre Fernandes Alves ( OAB/CE 9702 ). Paciente: Cidnilson
Furtado da Silva. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara de Délitos de Tráfico de Drogas da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento:
0131247-48.2012.8.06.0000.

0028173-41.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Meiriane Felix de Freitas ( OAB/CE 12283). Paciente: Ivana
Samara Rodrigues dos Santos. Impetrado: Juiz de Direito da 6ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): LUIZ
EVALDO GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento:
0080825-69.2012.8.06.0000.

0028183-85.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Maria Heleniuce Carrilho de Arruda (OAB/CE 10.922). Paciente:
João Cleiton Carneiro de Oliveira. Impetrado: Juiz de Direito da 6ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
FRANCISCO GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0036917-96.2012.8.06.0117/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Carlos Eduardo Pinheiro de Lima. Advogado:


Jose Raimundo Menezes Andrade (OAB: 13189/CE). Embargado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a):
FRANCISCO GOMES DE MOURA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Relator.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 17

0077975-42.2012.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Pedro Claudio Duarte Pena. Advogado: Fabio
de Deus Rodrigues Correia (OAB: 12338/CE). Embargado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): LUIZ EVALDO
GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Relator.

0078905-60.2012.8.06.0000 - Reclamação. Reclamante: Ministério Público do Estado do Ceará. Reclamado: Juiz de


Direito da 04ª Unidade do Juizado Especial Civel Criminal da Comarca da Comarca de Fortaleza. Relator(a): LUIZ EVALDO
GONÇALVES LEITE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Em cumprimento ao despacho de fls.109.

0156500-35.2012.8.06.0001 - Apelação Criminal. Apelante: Evanildo Henrique Camilo. Advogado: Antonio Delano Soares
Cruz (OAB: 8116/CE). Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

2ª Câmara Cível

0004263-78.2011.8.06.0121 - Reexame Necessário. Autor: Bjane Maria Pontes Caldas. Autor: Jorge Alberto Ribeiro Silva.
Autor: Jose Valmir Dias. Advogado: Fridtjof Chrysostomus Dantas Alves (OAB: 21519/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª
Vara da Comarca de Massapê. Recorrido: Município de Massapê. Advogado: Jose Wellington Parente Silva (OAB: 22567/CE).
Relator(a): MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0004268-03.2011.8.06.0121 - Reexame Necessário. Autor: Maria do Livramento da Cunha Marques. Autor: Maria Lucilene
Braz. Autor: Tereza Emilia Arruda Prestes. Autor: Maria Jancerly do Nascimento. Advogado: Fridtjof Chrysostomus Dantas Alves
(OAB: 21519/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Massapê. Réu: Municipio de Massapê. Relator(a):
FRANCISCO DE ASSIS FILGUEIRA MENDES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028145-73.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: João Gonçalves Pinheiro. Advogado: Francisco Mailson
de Oliveira Silva (OAB: 26527/CE). Agravado: Companhia de Água e Esgoto do Ceará - CAGECE. Advogada: Sheila Dantas
Bandeira de Melo (OAB: 14439/CE). Relator(a): FRANCISCO AURICÉLIO PONTES. Tipo de distribuição: Prevenção ao
Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0028141-36.2013.8.06.0000.

0028146-58.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Maria Lúcia Alves da Silva. Advogado: Gerlano Araujo
Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Agravado: Banco Itaucard S/A. Relator(a): FRANCISCO AURICÉLIO PONTES. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028170-86.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Andrade e Bezerra Comércio e Serviços Ltda ME.
Advogado: Dejarino Costa dos Santos Filho (OAB: 13705/CE) e outro. Agravado: Raimundo Gaspar da Silva. Advogado: Joao
Deodato Cirino Diogenes Carvalho (OAB: 26009/CE). Relator(a): FRANCISCO DE ASSIS FILGUEIRA MENDES. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028171-71.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Maria Verônica de Andrade. Advogado: Iva da Paz
Monteiro Filho (OAB: 21407/CE). Agravado: Banco Fiat S/A. Advogado: Nelson Paschoalotto (OAB: 18682/CE). Relator(a):
MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0040143-45.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Banco Santander (Brasil) S.A. Advogado: Rafael Pordeus Costa
Lima Filho (OAB: 3432/CE). Apelada: Tania Maria Sillos Rosas Brisighello. Advogada: Elizângela dos Santos Silva (OAB: 18100/
CE). Relator(a): FRANCISCO AURICÉLIO PONTES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0048280-16.2007.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da Fazenda Pública
da Comarca de Fortaleza. Apte/Apdo: Igor Alexandre Alencar de Aguiar. Advogado: Gilmar Coelho de Salles Junior (OAB: 13802/
CE). Apte/Apdo: Estado do Ceará. Procª. Estado: Lia Almino Gondim (OAB: 16316/CE). Relator(a): MARIA NAILDE PINHEIRO
NOGUEIRA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: VERIFICADA PREVENÇÃO AO AGRAVO
DE INSTRUMENTO Nº 16939-72.2007.8.06.0000/0, DISTRIBUÍDO NA SUA VEZ PRIMEIRA E POR EQUIDADE AO DES. JOÃO
DE DEUS BARROS BRINGEL, NA AMBIÊNCIA DA 2ª CÂMARA CÍVEL.

0058967-23.2005.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da Fazenda Pública
da Comarca de Fortaleza. Apte/Apdo: Município de Fortaleza. Proc. Municipio: Clairton Jesuino da Costa (OAB: 3331/CE).
Apte/Apdo: Supra Construções Ltda. Apte/Apdo: Hexa Empreendimentos Imobiliários Ltda. Apte/Apdo: Lazar Empreendimentos
Imobiliários Ltda. Apte/Apdo: MRHL Participações e Comércio Ltda. Advogado: Claudio Moreira Philomeno Gomes Neto (OAB:
23376/CE). Relator(a): MARIA IRANEIDE MOURA SILVA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
VERIFICADA PREVENÇÃO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 3640-96.2005.8.06.0000/0, DISTRIBUÍDO NA SUA VEZ
PRIMEIRA E POR EQUIDADE AO DES. ADEMAR MENDES BEZERRA, NA AMBIÊNCIA DA 2ª CÂMARA CÍVEL.

0062986-67.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: BV Financeira S.A Crédito, Financiamento e Investimento.


Advogada: Ruth Helena Silva Vasconcelos Pereira (OAB: 14974/CE). Apelada: Estelita Clemente da Cruz. Relator(a):
FRANCISCO DE ASSIS FILGUEIRA MENDES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0190488-47.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Banco Itau Unibanco S/A. Advogado: Moises Neto de Oliveira
(OAB: 8012/CE). Apelado: Clovis Ricardo Caldas da Silva Mapurunga. Advogado: Clovis Ricardo Caldas da Silveira Mapurunga
(OAB: 4203/CE). Relator(a): MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: Em cumprimento ao despacho de fl.281.

0278796-79.2000.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Daniel Maia
Texeira (OAB: 17118/CE). Remetente: Juiz de Direito da 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada: Maria
José Paula Freire de Lima. Apelado: Francisco Teodosio Lima. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a):

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 18

MARIA IRANEIDE MOURA SILVA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: VERIFICADA
PREVENÇÃO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 20532-80.2005.8.06.0000/0, DISTRIBUÍDO NA SUA VEZ PRIMEIRA E POR
EQUIDADE AO DES. ADEMAR MENDES BEZERRA, NA AMBIÊNCIA DA 2ª CÂMARA CÍVEL.

0421963-08.2010.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Espólio de Hélio Luna de Almeida.


Embargante: Nilson Ferreira Santiago. Advogado: Pedro Parente Teixeira (OAB: 25266/CE). Inventariante: Artemilda Luna
de Almeida. Embargado: Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil - Previ. Advogado: Arnaldo de Azevedo
Lemos Junior (OAB: 16416/CE) e outros. Relator(a): MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA. Tipo de distribuição: Prevenção ao
Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Reator.

0545050-30.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Gleybston Rodrigues de Souza. Advogado: Gerlano Araujo Pereira
da Costa (OAB: 9544/CE). Apelado: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento. Advogada: Ana Karla Fonteles
Cavalcanti (OAB: 23086/CE) e outro. Relator(a): MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo
da distribuição: EQUIDADE.

0577445-95.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Banco Citicard S/A (Credicard S/A). Advogada: Maria Joseny Lobo
Nogueira (OAB: 10496/CE). Apelado: Antonio Felix Portela. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Relator(a): FRANCISCO AURICÉLIO PONTES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0619511-90.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Nathália Santiago Cezar Rosas. Advogado: Francisco Sandro
Gomes Chaves (OAB: 6096/CE). Apelado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Juvencio Vasconcelos Viana (OAB: 6883/CE).
Relator(a): FRANCISCO DE ASSIS FILGUEIRA MENDES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0715591-19.2000.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Carlos Otavio de
Arruda Bezerra (OAB: 5207/CE). Remetente: Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelado:
Antonio de Padua Albuquerque. Advogado: Vanderler Carneiro Primo (OAB: 13797/CE). Relator(a): FRANCISCO AURICÉLIO
PONTES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

2ª Câmara Criminal

0001672-50.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e


Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte. Suscitado: Juiz de Direito da 4ª Vara da Comarca de Crato.
Relator(a): HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001762-58.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Crato.
Suscitado: Juiz do Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte. Relator(a):
FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001850-04.2012.8.06.0139 - Apelação Criminal. Apelante: Ministério Público do Estado do Ceará. Apelado: Rafael
Oliveira de Sousa. Advogado: Aldo Souza de Almeida (OAB: 7598/CE). Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001867-35.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 3ª Vara Criminal da Comarca de


Juazeiro do Norte. Suscitado: Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro do Norte. Relator(a): HAROLDO
CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001913-24.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001915-91.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001919-31.2013.8.06.0000 - Conflito de Jurisdição. Suscitante: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Crato.


Suscitado: Juiz de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra A Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001931-45.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Jessica Simão Albuquerque Melo (OAB/CE 27.263). Paciente:
Joel de Sousa Rocha. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara de Execução Penal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): HAROLDO
CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001937-52.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: João Paulo Cruz Santos (OAB/CE 5975). Paciente: Aldenora
da Silva Amora. Impetrado: Juiz de Direito da 5ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE
VIANA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0001948-81.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Joélia Alves
de Oliveira. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara de Execuções Penais da Comarca de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCA
ADELINEIDE VIANA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0011929-05.2012.8.06.0119 - Apelação Criminal. Apelante: Diego Alves da Silva. Advogado: Luiz Alberto Diniz da Silva
(OAB: 11424/CE). Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO.
Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Processo prevento: 0026204-88.2013.8.06.0000.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 19

0026674-22.2013.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Antonio


de Holanda Cavalcante Neto (OAB: 21999/CE). Embargado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Relator(a): HAROLDO CORREIA DE
OLIVEIRA MAXIMO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Relator.

0028169-04.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Luiz Gonzaga Nogueira Filho (OAB/CE 23.482). Paciente:
Jose Silva Rodrigues Neto. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Sobral. Relator(a): FRANCISCA
ADELINEIDE VIANA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0028172-56.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Luiz Claudio Santana Soares. Paciente: Leonardo Lopes
Celestino. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara do Júri da Comarca de Fortaleza. Relator(a): HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA
MAXIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

3ª Câmara Cível

0001241-06.2006.8.06.0115 - Apelação Cível. Apelante: Teresinha Alves Bandeira. Advogado: Eurivan Alves Moreira
(OAB: 7488/CE). Apelada: Maria Lucineide Freire. Advogado: Maury Oliveira Freitas (OAB: 4740/CE). Relator(a): FRANCISCO
GLADYSON PONTES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0001928-90.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Def. Público: Defensoria


Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Agravado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Relator(a): FRANCISCO GLADYSON PONTES.
Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0002162-33.2011.8.06.0165 - Apelação Cível. Apelante: Raquel Monteiro Moraes. Advogado: Antonio Jose Sampaio
Ferreira (OAB: 5472/CE). Apelado: Município de São Luís do Curu. Procª. Munic.: Rafaela Pacheco Nunes (OAB: 22404/CE).
Relator(a): ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0004535-49.2008.8.06.0001/50001 - Agravo. Agravante: Companhia Brasileira de Trens Urbanos - CBTU. Advogado: Decio
Freire (OAB: 815/PE) e outro. Agravado: Roncales Viana dos Santos. Advogado: Domingos Savio Oliveira Soares (OAB: 17884/
CE). Relator(a): ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: Encaminhamento/Relator.

0014923-16.2005.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Adonias Ribeiro de Carvalho Neto
(OAB: 22351/CE). Apelado: Geonardo Maciel Xavier. Advogado: Izac Genuino do Nascimento (OAB: 11768/CE). Relator(a):
FRANCISCO GLADYSON PONTES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0019378-48.2010.8.06.0001/50000 - Agravo. Agravante: Cicera Beatriz Martins Barbosa. Advogada: Iara Moreira Osterno
(OAB: 13742/CE). Agravada: Maria Bernadete Alves. Advogado: Leonardo Pinto Martins (OAB: 18110/CE) e outro. Relator(a):
FRANCISCO GLADYSON PONTES. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/
Relator.

0028160-42.2013.8.06.0000 - Cautelar Inominada. Requerente: Bebetenkite Comercial Ltda - EPP. Advogado: Giovanni
Augusto Baluz Almeida (OAB: 14399/CE) e outro. Requerida: Ana Cecília de Andrade Teixeira. Advogado: Frederico Cortez
Borba (OAB: 24887/CE). Relator(a): FRANCISCO GLADYSON PONTES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
EQUIDADE.

0028184-70.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Estado do Ceará. Procª. Estado: Antonia Simone
Magalhaes Oliveira (OAB: 16945/CE). Agravado: Cerâmica Santa Terezinha Ltda ME. Agravado: Mario Alves de Sousa.
Relator(a): ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0034168-42.2010.8.06.0064 - Apelação Cível. Apelante: Jose Marcelo Ferreira dos Santos. Advogado: Gerlano Araujo
Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Apelado: Banco Bradesco Financiamentos S.A. Advogado: Marcelo Ildefonso Campos (OAB:
15568/CE). Relator(a): ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
EQUIDADE.

0054782-68.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Estado do Ceará. Procª. Estado: Ana Luisa Sampaio Siqueira
(OAB: 15609/CE). Apelada: Iaci Constantino Lima. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): ANTÔNIO
ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0130601-38.2012.8.06.0000/50000 - Agravo Regimental. Agravante: Manhattan Porto das Dunas - Empreendimentos


Imobiliários Ltda. Advogado: Rodrigo Mariano Torquato Maia (OAB: 22188/CE). Agravado: Pibb Formento Mercantil Ltda.
Agravado: Espirito Santo Participações Ltda. Agravado: Ronaldo Fernandes Otoch. Advogado: Leonardo Henrique de Cavalcante
Carvalho (OAB: 13840/CE) e outro. Agravado: Deib Otoch. Relator(a): ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0483966-96.2010.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Angelo Moreira da Cunha. Advogado: Cicero Cordeiro Furtuna
(OAB: 22014/CE). Apelado: Companhia Excelsior de Seguros S/A. Advogada: Raquel Queiroz Lima (OAB: 17926/CE) e outro.
Relator(a): ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

4ª Câmara Cível

0000063-32.2013.8.06.0000/50000 - Agravo Regimental. Agravante: Reata Arquitetura e Engenharia Ltda. Agravante:


Jayme Sousa Leitão. Advogada: Anya Lima Penha de Brito (OAB: 19162/CE) e outro. Agravado: Henrique Filipe Brites Marques.
Agravado: José Bento Jordão. Advogado: Marcus Vinicius Albuquerque Alcanfor (OAB: 14484/CE). Relator(a): TEODORO SILVA
SANTOS. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 20

0000828-47.2009.8.06.0160/50001 - Agravo. Agravante: Antonio Jorge de Paiva. Advogado: Fellipe Martins de Sousa (OAB:
22308/CE). Agravado: Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A. Advogado: Ivan Monte Claudino Junior (OAB:
12961/CE) e outro. Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: Encaminhamento/Relator.

0001722-76.2013.8.06.0000 - Apelação Cível. Apelante: Milton Cesar Rodrigues da Silva. Advogada: Carolina Freitas
Moreira (OAB: 23787/CE). Apelado: Marítima Seguros S/A. Advogado: Gustavo Ribeiro de Araujo (OAB: 16375/CE) e outro.
Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
VERIFICADA PREVENÇÃO AO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 18927-60.2009.8.06.0000/0, DISTRIBUÍDO NA SUA VEZ
PRIMEIRA E POR EQUIDADE AO DES. MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE, NA AMBIÊNCIA DA 4ª CÂMARA CÍVEL.

0001778-12.2013.8.06.0000 - Apelação Cível. Apelante: Henrique José Leal Jereissati. Apelante: Imobiliária Ary Ltda.
Advogada: Lilian Lusitano Cysne (OAB: 6459/CE) e outro. Apelada: Regina Coeli Viana da Silva. Advogada: Regina Coeli Viana
da Silva (OAB: 15186/CE). Relator(a): VERA LÚCIA CORREIA LIMA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: <Processo prevento: 0633288-45.2000.8.06.0001>.

0001938-37.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Lucia Helena Rodrigues de Oliveira Silva. Advogado:
Jackson James Olimpio Machado (OAB: 14657/CE). Agravado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): INACIO DE
ALENCAR CORTEZ NETO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0004373-20.2009.8.06.0001/50000 - Agravo. Agravante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Jefferson de Paula Viana Filho
(OAB: 18401/CE). Agravado: Davi Lima Gomes. Advogada: Fabricia Fernandes Ribeiro de Castro (OAB: 19972/CE). Relator(a):
VERA LÚCIA CORREIA LIMA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0004554-67.2012.8.06.0178 - Apelação Cível. Apelante: Verônica Ferreira da Silva. Apelante: Vicente Gonçalves da
Silva. Apelante: Winter Gleison David de Sousa. Advogado: Valdecy da Costa Alves (OAB: 10517/CE). Apelado: Município de
Uruburetama. Advogado: Evandro Marques Junior (OAB: 5681/CE). Relator(a): INACIO DE ALENCAR CORTEZ NETO. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0004642-19.2011.8.06.0121 - Reexame Necessário. Autora: Raimunda Carneiro Cunha Costa. Autora: Maria Elivani
Rosa de Sousa. Autora: Maria Aury Pinto Ferro. Autora: Angeliete Siqueira. Autora: Sonia Flavia Filomeno. Advogado: Fridtjof
Chrysostomus Dantas Alves (OAB: 21519/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Massapê. Réu: Município
de Massapê. Advogado: Jose Wellington Parente Silva (OAB: 22567/CE). Relator(a): VERA LÚCIA CORREIA LIMA. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0006222-95.2007.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Newton Fontenele
Teixeira (OAB: 16980/CE). Remetente: Juiz de Direito da 4ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada: Maria
Albertina Cavalcante Gomes. Apelado: José Mavignier Gomes de Sousa. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE).
Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0017835-78.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apte/Apdo: Caixa Seguros S.A. Advogado: Neumayer de Sousa Maia
(OAB: 6241/CE). Apte/Apdo: Anderson Gazillo. Advogado: Vinicius Vilardo de Mello Cruz (OAB: 21419/CE) e outro. Relator(a):
TEODORO SILVA SANTOS. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0026959-15.2013.8.06.0000/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Massa Falida de Future Comercial Importadora


e Exportadora Ltda. Advogado: Laerte Meyer de Castro Alves (OAB: 16119/CE) e outro. Embargado: Companhia Alcoolquímica
Nacional - ALCOOLQUIMICA. Advogado: Francisco Francieudo Lins (OAB: 6982/CE). Relator(a): TEODORO SILVA SANTOS.
Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0028158-72.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Clean System Comercial Ltda. Advogada: Ticiane Holanda
Tomaz de Oliveira Marinho (OAB: 21728/CE). Agravado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Fernando Antonio Teixeira Tavora
(OAB: 4955/CE). Relator(a): VERA LÚCIA CORREIA LIMA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028167-34.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Estado do Ceará. Procª. Estado: Antonia Simone
Magalhaes Oliveira (OAB: 16945/CE). Agravado: Cerâmica Santa Terezinha Ltda ME. Agravado: Francisco de Assis Fernandes
do Nascimento. Relator(a): TEODORO SILVA SANTOS. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0043264-13.2012.8.06.0064 - Apelação Cível. Apelante: Pedro Ferreira dos Santos. Advogado: Eudorio Maia de Almeida
Filho (OAB: 12730/CE). Apelado: Banco Bradesco Financiamentos S/A. Advogado: Lucas Azevedo Rios Maldonado (OAB:
47710/PR). Relator(a): TEODORO SILVA SANTOS. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0059837-29.2009.8.06.0001/50000 - Agravo. Agravante: Companhia Energetica do Ceara - COELCE. Advogado: Antonio


Cleto Gomes (OAB: 5864/CE). Agravado: Raimundo Batista Oliveira. Advogada: Erika Ribeiro de Albuquerque (OAB: 8864/
CE). Relator(a): INACIO DE ALENCAR CORTEZ NETO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
Encaminhamento/Relator.

0080348-46.2012.8.06.0000/50002 - Embargos de Declaração. Embargante: Manhattan Porto das Dunas - Empreendimentos


Imobiliários Ltda. Advogado: Rodrigo Mariano Torquato Maia (OAB: 22188/CE) e outro. Embargado: Espírito Santo Participações
Ltda. Advogado: Hismael Mendes Barros (OAB: 20988/CE) e outro. Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0092853-08.2008.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Jose Moacir Andrade. Advogado: Vinicius


Maia Lima (OAB: 13299/CE). Embargado: Fundação Sistel de Seguridade Social - Sistel. Advogado: Carlos Roberto de Siqueira

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 21

Castro (OAB: 14325/CE) e outros. Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Prevenção ao
Magistrado. Motivo da distribuição: encaminhamento/Relator.

0092853-08.2008.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Fundação Sistel de Seguridade Social.


Advogado: Carlos Roberto de Siqueira Castro (OAB: 14325/CE) e outros. Embargado: Jose Moacir Andrade. Advogado: Enio
Ponte Mourao (OAB: 12808/CE) e outros. Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Prevenção ao
Magistrado. Motivo da distribuição: encaminhamento/Relator.

0110034-56.2007.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: José Joaquim da Silva. Advogado: Moab


Saldanha Junior (OAB: 21928/CE). Embargado: Municipio de Fortaleza. Proc. Municipio: Meirielson Ferreira Rocha (OAB: 5811/
CE). Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
Encaminhamento/Reator.

0111212-06.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: BV Financeira S/A - Crédito Financiamento e Investimento.


Advogada: Lara Pinheiro Bezerra (OAB: 17362/CE) e outro. Apelada: Antonia Telma Viana da Gama Soares. Advogado: Vladimir
Oliveira Barros Leal (OAB: 1612/CE) e outro. Relator(a): INACIO DE ALENCAR CORTEZ NETO. Tipo de distribuição: Sorteio.
Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0131663-52.2008.8.06.0001/50000 - Agravo. Agravante: Francineide Bernardo da Silva. Advogada: Eurijane Augusto


Ferreira (OAB: 16326/CE). Agravado: Santander Seguros S/A. Advogada: Ana Carolina dos Anjos de Souza (OAB: 18348/CE)
e outros. Relator(a): VERA LÚCIA CORREIA LIMA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
Encaminhamento/Reator.

0156374-19.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Clison - Clinica Integrada de Ultra-sonografia Dr. José Wilson
Medeiros Ltda. Advogado: Francisco Vieira Sales Neto (OAB: 21906/CE) e outros. Relator(a): VERA LÚCIA CORREIA LIMA.
Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Em cumprimento ao despacho de fls.298/299.

0478936-80.2010.8.06.0001/50001 - Agravo. Agravante: MBM Seguradora S/A. Advogado: Samuel Marques Custodio de
Albuquerque (OAB: 20873/CE) e outro. Agravado: Marcos Eugenio de Paulo Filho. Advogado: Jose do Carmo Barreto (OAB:
4885/CE). Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: encaminhamento/Relator.

0546830-25.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Delta Factoring Fomento Mercantil Ltda. Advogado: Enio Ponte
Mourao (OAB: 12808/CE). Apelado: José Nogueira Veras. Advogado: Augusto Cesar de Sousa Lima (OAB: 4236/CE). Relator(a):
MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0558689-38.2000.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autor: Miguel Pereira Arruda. Advogado: Miguel Eugenio Guimaraes
Lima (OAB: 6425/CE). Remetente: Juiz de Direito da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Réu: Empresa
de Trânsito e Transporte Urbano S/A - ETTUSA. Advogado: Leonidas Bezerra Sobrinho (OAB: 5094/CE) e outros. Relator(a):
TEODORO SILVA SANTOS. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0693171-20.2000.8.06.0001/50000 - Agravo. Agravante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Anastacio Jorge Matos de Sousa
Marinho (OAB: 8502/CE). Agravado: MARIMAR S/A. Advogado: Antenio Almeida da Silva (OAB: 2341/CE). Relator(a): INACIO
DE ALENCAR CORTEZ NETO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0707395-60.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Francisco Evandro Silva de Souza. Advogado: Gustavo Rodrigues
Furtado (OAB: 3721/CE). Apelada: Maria Gorete Vieira. Advogada: Luciana dos Santos Costa (OAB: 15380/CE). Relator(a):
VERA LÚCIA CORREIA LIMA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

5ª Câmara Cível

0001199-54.2006.8.06.0115 - Apelação Cível. Apelante: Teresinha Alves Bandeira. Advogado: Eurivan Alves Moreira (OAB:
7488/CE). Apelada: Maria Lucineide Freire. Advogado: Maury Oliveira Freitas (OAB: 4740/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO
MENDES FORTE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0001904-62.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Igreja Evangélica Assembléia de Deus Ministério


Madureira. Advogado: Vladimir Galdino de Queiroz (OAB: 4116/CE). Agravada: Assembléia de Deus de Fortaleza Ministério
da Palavra. Advogado: Andson Gurgel Batista (OAB: 14882/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: PREVENÇÃO VERIFICADA EM RELAÇÃO AO AGRAVO DE
INSTRUMENTO Nº 1903-77.2013.8.06.0000 EM VIRTUDE DE CONEXÃO DAS AÇÕES
Nº42177-61.2005.8.06.0001 E Nº 42179-31.2005.8.06.0001 NA 1ª INSTÂNCIA - 5ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE
FORTALEZA. .

0001942-74.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Ministério Público do Estado do Ceará. Agravado: Estado
do Ceará. Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0002212-58.2010.8.06.0112 - Apelação Cível. Apelante: Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A.
Advogado: Samuel Marques Custodio de Albuquerque (OAB: 20873/CE). Apelado: Jose Ronaldo Oliveira da Silva Representado
Por Maria Amelina da Silva Oliveira. Advogado: Raimundo Nonato de Medeiros Filho (OAB: 13937/CE). Relator(a): FRANCISCO
BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: Equidade.

0006599-63.2011.8.06.0086/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Bradesco Seguros S.A. Advogado: Pedro


Lucas Ferreira Rodrigues (OAB: 21921/CE) e outro. Embargado: Francisco Elison Lima Mesquita. Advogado: Wamberto Balbino
Sales (OAB: 6846/PB) e outro. Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 22

Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0008510-49.2010.8.06.0053/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: F. R. Distribuidora Ltda. Advogado: Antonio


Washington Frota (OAB: 20532/CE). Embargado: Francisco Antônio de Brito Menezes. Advogado: Carlos Marcelo Veras Brito
(OAB: 4953/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: Encaminhamento/Relator.

0009684-67.2012.8.06.0136 - Apelação Cível. Apelante: Banco Volkswagen S.A. Advogada: Aldenira Gomes Diniz (OAB:
20837/CE). Apelado: Ronaldo Pereira dos Santos. Advogada: Viviane Chaves dos Santos (OAB: 9880/CE) e outro. Relator(a):
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0013240-18.2011.8.06.0070 - Apelação Cível. Apelante: Eliziário Pereira de Moraes Neto Representado Por Antonieta
Pereira de Morais. Advogado: Ismael Pedrosa Machado (OAB: 15311/CE). Apelado: Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro
DPVAT S/A. Advogado: Antonio dos Santos Mota (OAB: 19283/CE) e outro. Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA.
Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0027807-02.2013.8.06.0000/50001 - Agravo. Agravante: Carlos Alberto Marques dos Reis. Advogado: Francisco Jose
Beserra Gomes (OAB: 4968/CE). Agravado: Estado do Ceará. Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0028142-21.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Antonio Everardo de Freitas. Advogado: Ramon Galvao
Fernandes (OAB: 18098/CE) e outro. Agravado: Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Ceará- DETRAN. Agravado:
Estado do Ceará. Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028149-13.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Raimunda de Souza dos Anjos. Advogado: Gerlano
Araujo Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Agravado: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento. Advogado:
Lucas Azevedo Rios Maldonado (OAB: 47710/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. Tipo de distribuição:
Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028149-13.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Raimunda de Souza dos Anjos. Advogado: Gerlano
Araujo Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Agravado: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento. Advogado:
Lucas Azevedo Rios Maldonado (OAB: 47710/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. Tipo de distribuição:
Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0045602-28.2007.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Eliziario Pereira da Graça Junior. Advogado:


Alfredo Leopoldo Furtado Pearce (OAB: 9698/CE). Embargado: Bradesco Saúde S/A. Advogado: Raul Onofre de Paiva Neto
(OAB: 15903/CE) e outro. Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado.
Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0047947-88.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Carla Gleiciane Oliveira Lemos. Advogado: Carlos Rogerio Alves
Vieira (OAB: 23374/CE). Apelado: Banco Itau S/A. Advogado: Rodrigo Lapa de Araujo Silva (OAB: 24250/CE). Relator(a):
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0052638-58.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Companhia Excelsior de Seguros. Advogado: Emanuel Mendes
Guedes Diogo (OAB: 21154/CE). Apelado: Ana Claudia de Farias Araujo. Apelada: Victória Araújo Sousa Representada Por
Ana Claudia de Farias Araujo. Advogado: Francisco Ernesto Matos Gurgel do Amaral (OAB: 5952/CE). Relator(a): FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0069173-57.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Bradesco AUTO /RE Companhia de Seguros. Advogada: Katia
Maria Bastos Furtado (OAB: 9334/CE) e outro. Apelado: Weydila Braga de Oliveira Representada Por Rejane Maria Braga Lima
de Oliveira. Advogado: Jeferson Cavalcante de Lucena (OAB: 18340/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Tipo
de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0375883-35.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Instituto do Desenvolvimento Agrário do Ceará - IDACE. Advogado:
Jose Sinval Maia (OAB: 13219/CE). Apelada: Maria de Lourdes Ribeiro de Oliveira. Advogado: Jose Dacio de Menezes
Moreira (OAB: 6005/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
EQUIDADE.

0454435-28.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: João Luis Lourinho Mota. Advogado: Jose Boehmero Jovino de
Andrade (OAB: 6253/CE). Apelado: Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento S.A. Advogado: Rafael Pordeus Costa
Lima Filho (OAB: 3432/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
EQUIDADE.

0583690-25.2000.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Paulo


Martins dos Santos (OAB: 19927/CE). Embargado: Germanias Braga Pinto. Advogada: Leuny Paula Carneiro Remigio (OAB:
10610/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição:
Encaminhamento/Reator.

0643333-11.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Banco Alvorada Cartoes de Credito,


Financiamentos e Investimentos S/A. Advogado: Wilson Sales Belchior (OAB: 17314/CE). Embargado: Josiel Cavalcante da
Silva. Advogada: Alice Maria Pinto Soares (OAB: 10287/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Reator.

0654065-51.2000.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autor: Luiz Gonzaga Magalhães. Advogado: Maximo de Carvalho

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 23

Junior (OAB: 14887/CE). Remetente: Juiz de Direito da 7ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Réu: Empresa
de Trânsito e Transporte Urbano S/A - Ettusa. Advogada: Erica Bezzato de Magalhaes (OAB: 11175/CE). Réu: Departamento
Estadual de Trânsito - Detran/ce. Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
EQUIDADE.

6ª Câmara Cível

0000392-15.2011.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Matteus Viana Neto (OAB: 9651/
CE). Agravado: Sergio Teixeira Felicio. Advogado: Jose Erinaldo Dantas Filho (OAB: 11200/CE) e outros. Relator(a): SÉRGIA
MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0000560-48.2008.8.06.0153/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Seguradora Lider dos Consórcios do Seguro


DPVAT. Advogado: Samuel Marques Custodio de Albuquerque (OAB: 20873/CE) e outro. Embargado: Jose Francisco de Araujo.
Advogada: Eurijane Augusto Ferreira (OAB: 16326/CE). Relator(a): SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo de distribuição:
Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0001547-34.2009.8.06.0029 - Apelação Cível. Apelante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Def. Público: Defensoria Pública do
Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Relator(a): SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0003926-66.2008.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Ubiratan Ferreira
de Andrade (OAB: 7915/CE). Remetente: Juiz de Direito da 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada: Vera
Lúcia Ferreira Martins. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0004262-93.2011.8.06.0121 - Reexame Necessário. Autor: Maria Rosenir Alves da Silva Laureano. Autor: Maria Socorro
Batista de Souza. Autora: Maria Telma Leite Pereira Melo. Autor: Maria Zulaneide de Souza. Autor: Raimunda Carneiro da Cunha
Ferreira. Advogado: Fridtjof Chrysostomus Dantas Alves (OAB: 21519/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca
de Massape. Réu: Município de Massapê. Relator(a): SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo de distribuição: Sorteio.
Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0005019-41.2007.8.06.0117 - Apelação Cível. Apelante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Antonio Erivaldo Maia (OAB:
12903/CE). Apelado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Ricardo Augusto Lima Araujo (OAB: 14775/CE). Relator(a): SÉRGIA
MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0027011-11.2013.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Lara Moreira Fialho Andrade Soares.


Advogado: Renan de Arraes Queiroz (OAB: 26563/CE). Embargado: Municipio de Fortaleza. Proc. Municipio: Everton Luis Gurgel
Soares (OAB: 15336/CE). Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado.
Motivo da distribuição: Em cumprimento à decisão de fls. 19-20. Art. 38, I, RITJCE.

0028150-95.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Mil Motos Comercial de Motos e Peças Ltda. Advogado:
Tales Diego de Menezes (OAB: 26483/CE) e outros. Agravado: Fernando Castro Stori. Advogado: Rodolfo Diogo Sampaio Filho
(OAB: 23814/CE). Relator(a): SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
EQUIDADE.

0036981-43.2011.8.06.0117 - Apelação Cível. Apelante: Raimundo Ari Augusto Jucá. Advogado: Jose Edson Vieira
Albuquerque (OAB: 5631/CE) e outro. Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da
distribuição: EQUIDADE.

0040913-62.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Márcia Cristina Silva de Macêdo. Advogado: Arnedio Bastos de
Oliveira Filho (OAB: 4998/CE). Apelado: Itaú Unibanco S/A. Advogada: Marina do Nascimento Siqueira Vieira (OAB: 23169/CE).
Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0050372-93.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Hits Brasil Music Bar e Pizzeria Ltda ME. Advogada: Elizângela
dos Santos Silva (OAB: 18100/CE). Apelado: Levi de Magalhães Oliveira. Advogada: Katia Izabel Queiroz de Freitas (OAB:
21201/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0123399-12.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento.


Advogado: Francisco Neudson Falcao Chaves (OAB: 17620/CE) e outro. Apelada: Maria Joseila Gomes Rufino. Advogado:
Gerlano Araujo Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. Tipo de distribuição:
Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0132393-27.2012.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Estado do Ceará. Procª. Estado: Ana Luisa Sampaio Siqueira (OAB:
15609/CE). Agravado: Americainox Indústria e Comércio de Artefatos de Aço Inox Ltda Me. Advogado: Carlos Cesar Sousa
Cintra (OAB: 12346/CE). Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado.
Motivo da distribuição: Encaminhamento/Reator.

0674083-93.2000.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Ubiratan
Ferreira de Andrade (OAB: 7915/CE). Remetente: Juiz de Direito da 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza.
Apelado: Maria do Socorro de Aguiar Pinheiro. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): MANOEL
CEFAS FONTELES TOMAZ. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0739506-97.2000.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autor: Raimundo Nonato Ribeiro. Advogado: Paulo Teles da Silva
(OAB: 4945/CE) e outro. Remetente: Juiz de Direito da 5ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Réu: Estado do

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 24

Ceará. Proc. Estado: Gerardo Marcio Maia Malveira (OAB: 9686/CE). Relator(a): SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA. Tipo
de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Em cumprimento ao despacho de fls.76.

7ª Câmara Cível

0002815-22.2011.8.06.0040 - Apelação Cível. Apelante: Insituto Nacional do Seguro Social - INSS. Procurador Fed: Aluisio
Martins de Sousa Junior (OAB: 17582/CE). Apelado: Francisco Pereira da Silva. Advogada: Francisca Joselia Esmeraldo de
Oliveira (OAB: 16690/CE). Relator(a): DURVAL AIRES FILHO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028140-51.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Condomínio Sobral Shopping Center. Advogada: Suzy
Anne Catonho de Brito (OAB: 14575/CE) e outro. Agravado: Multicine Cinemas Ltda.. Advogado: Pedro Henrique Fernandes de
Amorim (OAB: 6764/RN) e outro. Relator(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da
distribuição: EQUIDADE.

0040522-60.2013.8.06.0167 - Apelação Cível. Apelante: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento.


Advogada: Ticiana Leite Escorcio Athayde (OAB: 19232/CE). Relator(a): DURVAL AIRES FILHO. Tipo de distribuição: Sorteio.
Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0059158-97.2007.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autor: Maria Lusanira Grangeiro de Queiroz. Advogado: Fabiano Aldo
Alves Lima (OAB: 8767/CE). Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Réu: Estado
do Ceará. Proc. Estado: Ariano Melo Pontes (OAB: 15593/CE). Relator(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Tipo de
distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0100291-56.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Municipio de Fortaleza. Procª. Munic.: Debora Cordeiro Lima Loiola
(OAB: 15314/CE). Apelado: Paulo Roberto Rodrigues Quirino. Advogado: Henry Joseph Altobelli (OAB: 14573/CE). Relator(a):
FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0453377-73.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: GM Leasing S/A Arrendamento Mercantil. Advogada: Helaine
Cristina Pinheiro Fernandes (OAB: 14073/CE). Apelada: Maria Inês Bruno de Oliveira. Advogada: Ticiana Vitoriano Benevides
de Magalhaes (OAB: 5511/CE). Relator(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da
distribuição: EQUIDADE.

8ª Câmara Cível

0000571-75.2013.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Caixa de Previdência dos Funcionários do


Banco do Nordeste do Brasil - CAPEF. Advogado: Francisco Ponciano de Oliveira Junior (OAB: 21189/CE). Embargado: Centro
de Sistema LTDA - CENSIS. Advogado: Renan Wanderley Santos Melo (OAB: 22873/CE). Relator(a): FRANCISCO DARIVAL
BESERRA PRIMO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0000844-54.2013.8.06.0000 - Apelação Cível. Apelante: Oscar de Assis dos Santos. Def. Público: Defensoria Pública do
Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): FRANCISCO DARIVAL BESERRA
PRIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0003939-14.2011.8.06.0178 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Município de Uruburetama. Advogado: Evandro


Marques Junior (OAB: 5681/CE). Remetente: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Uruburetama. Apelada: Tereza
Mendes da Costa. Advogado: Josenilton Rocha Lopes (OAB: 19882/CE). Relator(a): FRANCISCO DARIVAL BESERRA PRIMO.
Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028162-12.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Ricardo Santos Calazans. Advogado: Iva da Paz Monteiro
Filho (OAB: 21407/CE). Agravado: Companhia de Crédito, Financiamento e Investimento Renaut do Brasil S/A. Advogada: Maria
Socorro Araujo Santiago (OAB: 1870/CE) e outro. Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Sorteio.
Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0038218-59.2011.8.06.0167 - Reexame Necessário. Autor: Farmácia do Trabalhador do Brasil Ceará Ltda. Advogada:
Maria da Conceição Cabral de Vasconcelos (OAB: 14971/PB). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara Cível da Comarca de
Sobral. Réu: Secretária do Planejamento e Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente do Município de Sobral. Proc. Municipio:
Jose Menescal de Andrade Junior (OAB: 6018/CE). Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Sorteio.
Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0044600-52.2012.8.06.0064 - Apelação Cível. Apelante: Itaú Seguros S.A. Advogado: Pedro Lucas Ferreira Rodrigues (OAB:
21921/CE) e outro. Apelado: Francisco Alexandre Veras Rodrigues. Advogado: Marcos Antonio Inácio da Silva (OAB: 20417/
CE). Relator(a): FRANCISCO DARIVAL BESERRA PRIMO. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0068176-45.2007.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Jose Anchieta
Santos Sobreira (OAB: 2127/CE). Embargado: Sociedade Cearense de Idiomas S/C Ltda. Advogado: Felipe Braga Albuquerque
(OAB: 15507/CE) e outros. Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo
da distribuição: Encaminhamento/Reator.

0068565-30.2007.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Jose Anchieta
Santos Sobreira (OAB: 2127/CE). Embargado: Movelaria Caucaia Ltda Me. Advogado: Lucio Gurgel do Amaral Mota (OAB:
21362/CE) e outro. Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da
distribuição: Encaminhamento/Reator.

0077446-30.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: VRG Linhas Aéreas S/A. Advogada: Patrícia Freire Caldas Heráclio

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 25

de Rêgo (OAB: 21146/PE) e outro. Apelado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Matteus Viana Neto (OAB: 9651/CE). Relator(a):
CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0077595-19.2012.8.06.0000/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Procª. Estado: Ana Luisa
Sampaio Siqueira (OAB: 15609/CE). Embargado: Escribrasil Comercio de Equipamentos Ltda. Advogada: Graziela Graciolli
de Lima Maria (OAB: 51602/RS) e outro. Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Prevenção ao
Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Reator.

0513917-04.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Unimed de Fortaleza - Cooperativa de Trabalho Médico Ltda.
Advogada: Gilmara Maria de Oliveira Barbosa (OAB: 13461/CE). Apelado: Maria Gleicykelly Nascimento de Lima. Advogada:
Diva Verushka Alves Pinheiro (OAB: 12869/CE). Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA. Tipo de distribuição: Sorteio.
Motivo da distribuição: EQUIDADE.

Câmaras Civeis Reunidas

0003879-90.2011.8.06.0000/50000 - Agravo Regimental. Agravante: Comercio Industria e Representações Dom Bosco Ltda.
Advogado: Gilberto Marcelino Miranda (OAB: 3205/CE). Agravado: Prefeitura Municipal de Eusébio. Relator(a): FRANCISCO
BARBOSA FILHO. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Reator.

0027976-86.2013.8.06.0000 - Ação Rescisória. Autora: SEGREDO DE JUSTIÇA. Def. Público: Defensoria Pública
do Estado do Ceará (OAB: /CE). Réu: SEGREDO DE JUSTIÇA. Relator(a): INACIO DE ALENCAR CORTEZ NETO. Tipo de
distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Em cumprimento ao despacho de fls. 430.

0028157-87.2013.8.06.0000 - Ação Rescisória. Autor: Miguel Mendes de Vasconcelos Neto. Advogado: Idelmar Rocha
Mendes (OAB: 22997/CE) e outro. Réu: Aluísio Teles Madeira. Relator(a): RÔMULO MOREIRA DE DEUS. Tipo de distribuição:
Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

Órgão Especial

0001891-63.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Ministério Público do Estado do Ceará. Impetrado:


Secretário de Saúde do Estado do Ceará. Impetrado: Secretário de Saúde do Município de Fortaleza. Relator(a): ANTÔNIO
ABELARDO BENEVIDES MORAES. Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/
Relator.

0027349-82.2013.8.06.0000/50001 - Agravo Regimental. Agravante: Belisa Maria Veloso Holanda. Advogada: Rochelle
Bessa Ramos Gurgel (OAB: 25462/CE). Agravado: Estado do Ceará. Relator(a): HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO.
Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0027470-13.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Isaias Pimentel Filho. Impetrante: Roberto Rivelino
Diógenes Lima. Advogada: Cristiane Ximenes Pimentel (OAB: 8572/CE). Impetrado: Secretário de Segurança Pública e Defesa
Social do Estado do Ceará. Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição:
Em cumprimento ao despacho de fls.111/116.

0027677-12.2013.8.06.0000/50000 - Agravo Regimental. Agravante: Ampla Produtos Em Comunicação Visual Ltda.


Advogado: Denis Damasceno Ramos (OAB: 23971/CE). Agravado: Estado do Ceara. Relator(a): RÔMULO MOREIRA DE DEUS.
Tipo de distribuição: Prevenção ao Magistrado. Motivo da distribuição: Encaminhamento/Relator.

0028174-26.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Sandoval Francisco dos Santos. Advogado: Jose
Brasilino de Freitas Junior (OAB: 24363/CE) e outro. Impetrado: Contralador - Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança
Pública e Sistema Penitenciário do Estado do Ceará. Impetrado: Secretário da Segurança Pública do Estado do Ceará.
Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS DO VALE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028177-78.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Josefa Jailda Cardoso Fernandes. Advogada: Rejania
Gomes de Sousa (OAB: 13290/CE). Impetrado: Secretário de Saúde do Estado do Ceará. Relator(a): MARIA IRACEMA MARTINS
DO VALE. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

0028179-48.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: João Vitor de Sousa Barbosa Representado Por Juliana
de Sousa Barbosa. Advogada: Rejania Gomes de Sousa (OAB: 13290/CE). Impetrado: Secretário de Saúde do Estado do
Ceará. Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. Tipo de distribuição: Sorteio. Motivo da distribuição: EQUIDADE.

Presidência

0028196-84.2013.8.06.0000 - Suspensão de Liminar ou Antecipação de Tutela. Requerente: Estado do Ceará. Proc.


Estado: Daniel Maia Texeira (OAB: 17118/CE). Requerido: Antonio Gomes Alves. Advogado: Paulo Roberto Andrade de Freitas
(OAB: 14419/CE). Relator(a): PRESIDENTE TJCE. Tipo de distribuição: Encaminhamento. Motivo da distribuição: Competência
Exclusiva.

Total de feitos: 188

MARTA MARIA GUILHERME BATISTA


Diretora da Divisão de Distribuição - TJCE

CHRYSTIANNE DOS SANTOS SOBRAL


Secretária Judiciária - TJCE

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 26

Visto:

DES. FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA


Vice-Presidente do TJCE - Em exercício

Ata de Distribuição
Em audiência realizada em 10 (dez) de maio de 2013, presidida pelo(a) Exmo(a) Sr(a) Vice-Presidente do TJCE, em
exercício, DES. FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA, foram distribuídos os seguintes feitos:

6ª CÂMARA CÍVEL

591728-26.2000.8.06.0001/1 - APELAÇÃO - CÍVEL/CRIME - CAMARAS CIVEIS ISOLADAS


Apelante : UNIMED SERTAO CENTRAL DO CEARA - COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO LTDA
Rep. Jurídico : 6018 - CE JOSE MENESCAL DE ANDRADE JUNIOR
Rep. Jurídico : 8579 - CE GIOVANNI PAULO DE VASCONCELOS SILVA
Rep. Jurídico : 9852 - CE FELIPE DOS REIS BARROSO
Rep. Jurídico : 13514 - CE MARCELO ROSA MELO
Rep. Jurídico : 16042 - CE JOAQUIM ROCHA DE LUCENA NETO
ESTAGIÁRIO - ELINE OLIVEIRA GIRAO DE CASTRO
Apelado : MARIA LEODONA PIMENTA PINHEIRO REPRESENTADA POR ANA LUCIA PINHEIRO
Rep. Jurídico : 3796 - CE GERARDO COELHO FILHO
Rep. Jurídico : 8026 - CE HELY MENDONCA DA COSTA
Rep. Jurídico : 11060 - CE ADRIANO DE MARCHI
Relator(a): Des. MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ
Tipo de Distribuição: REDISTRIBUIÇÃO POR ENCAMINHAMENTO - Motivo: DESPACHO

Total de Feitos: 1

MARTA MARIA GUILHERME BATISTA


Diretora da Divisão de Distribuição - TJCE

CHRYSTIANNE DOS SANTOS SOBRAL


Secretária Judiciária - TJCE

Visto:
DES.FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA
Vice-Presidente do TJCE - EM EXERCÍCIO

CENTRAL DE CONCILIAÇÃO

Central de Conciliação
DESPACHO DE RELATORES

2ª Câmara Cível

0580651-20.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Ednaldo Chaves Pereira. Apelante: Ednaldo Chaves Pereira Junior.
Apelado: João Rodrigues da Silva Restaurante e Pizzaria - Me. Advogado: Francisco Jurandir Nogueira Ribeiro (OAB: 2495/
CE). Advogado: Osvaldo Sousa de Assis Junior (OAB: 11998/CE). Advogada: Katia Maria Maia de Oliveira (OAB: 15718/CE).
Advogado: Wilson Melo Lima (OAB: 9895/CE). Advogado: Antonio Carlos Mendonca de Alencar (OAB: 8267/CE). Despacho: -
Despacho: Diante da disponibilidade dos direitos discutidos nos autos, ficam as partes, através de seus advogados, notificadas
para comparecer à audiência conciliatória a ser realizada no dia 22 de Maio de 2013, às 14 horas na Central de Conciliação
do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, situada no andar térreo do prédio do Tribunal de Justiça, na Av. General Afonso
Albuquerque Lima s/n - Cambeba, Fortaleza - Ceará. Expedientes necessários. Fortaleza, 25 de abril de 2013 Desa. Maria
Nailde Pinheiro Nogueira Coordenadora da Central de Conciliação do TJCE

Total de feitos: 1

CÂMARAS CÍVEIS REUNIDAS

DESPACHOS DOS RELATORES - Câmaras Cíveis Reunidas

Serviço de Mandado de Segurança


DESPACHO DE RELATORES

0079636-56.2012.8.06.0000 - Ação Rescisória. Autor: Caixa Econômica Federal- CEF. Réu: Massa Falida de Simcol -
Sociedade Imobiliária e Construtora Ltda. Advogado: Elias Menezes Aguiar (OAB: 7260/CE). Advogado: Gercei Pereira da
Costa (OAB: 8850/CE). Advogado: Luiz Arthur Marques Soares (OAB: 7521/CE). Advogada: Claudia Adrienne Sampaio de

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 27

Oliveira (OAB: 10219/CE). Advogado: Thalys Anderson Malta Bitar (OAB: 16893/CE). Síndico: Marcio Flavio Araujo Guanabara
(OAB: 12026/CE). Despacho: - Assim, verificada a irregularidade processual relativa à ausência de citação da parte requerida,
chamo o feito à ordem para revogar a parte da decisão de fls.1276/1283 que declarou saneados os autos e abriu prazo para
o oferecimento de razões finais, e, determino que, nos termos do artigo 489 do Código de Ritos, que se renove a citação
da parte promovida para que em 15 (quinze) dias apresente resposta à presente ação. Defiro, ainda, o pedido formulado
pela requerida às fls.1395/1399, no sentido de determinar o pagamento dos cheques emitidos até a data (02/04/2013) do
despacho proferido pelo magistrado a quo que determinou a indisponibilidade dos valores constantes nas contas correntes da
MASSA FALIDA DE SIMCOL - SOCIEDADE IMOBILIÁRIA E CONSTRUTORA LTDA, vez que enroupados pela força coercitiva
da decisão prolatada às fls. 1276/1283 dos presentes autos, oficiando-se para tanto, na forma requerida, a instituição financeira
emissora dos cheques cujas cópias dormitam às fls.1403/1405 dos presentes autos para fins de cumprimento da presente
decisão. Finalmente, comunique-se o Juízo processante da Ação nº 0013593-57.2000.8.06.0001 acerca do teor deste decisum.
Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013 DESEMBARGADORA SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora

Total de feitos: 1

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0072518-29.2012.8.06.0000/50000 - Agravo Regimental - Fortaleza - Agravante: Criteriuns Serviços e Representações


Comerciais LTDA - Agravado: Azul Companhia de Seguros Gerais - Isso posto, e em consonância com art. 243 do RITJCE, o
qual prevê: “A petição de recurso será protocolizada, e, sem qualquer formalidade, submetida ao prolator do despacho, que
poderá reconsiderar o seu ato ou submeter o agravo ao julgamento do órgão competente, na sessão imediatamente seguinte,
ocasião em que terá direito a voto.” revejo a decisão por mim prolatada às fls. 1246/1247, última parte, a qual determina
ao juízo executório que se abstenha de expedir qualquer alvará para levantamento de valores junto ao processo nº 331907-
75.2000.8.06.0001, ou o recolhimento em caso de já haver expedido. Determino que seja oficiado o juiz da 11ª vara civil, para
que de regular prosseguimento do feito originario, por ser medida que se impõe. Destarte, tendo em vista a reconsideração da
decisão recorrida, entendo que o presente Agravo Regimental encontra-se prejudicado, motivo pelo qual determino sua extinção.
Expedientes necessários. Publique-se. Registre-se. Cumpra-se. Fortaleza, DESEMBARGADOR DURVAL AIRES FILHO Relator
- Advs: Rodolfo Licurgo Tertulino de Oliveira (OAB: 10144/CE) - Ricardo Sarquis Melo (OAB: 10633/CE) - Luis Guilherme Aidar
Bondioli (OAB: 161874/SP) - Rodrigo Bravim Angella (OAB: 305205/SP) - Pedro da Silva Dinamarco (OAB: 126256/SP) - Melina
Martins Merlo (OAB: 286676/SP) - Joaquim Cabral de Melo Neto (OAB: 24196/CE) - Pedro Lucas Ferreira Rodrigues (OAB:
21921/CE) - Neyla Maria de King Freire (OAB: 23101/CE) - Carlos Robson Nogueira Lima Filho (OAB: 21231/CE) - Ana Carolina
dos Anjos de Souza (OAB: 18348/CE)

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

Nº 0072518-29.2012.8.06.0000 - Ação Rescisória - Fortaleza - Autor: Azul Companhia de Seguros Gerais - Réu: Criterius
Serviços e Representações Comerciais Ltda - Isso posto, e em consonância com art. 243 do RITJCE, o qual prevê: “A petição
de recurso será protocolizada, e, sem qualquer formalidade, submetida ao prolator do despacho, que poderá reconsiderar o seu
ato ou submeter o agravo ao julgamento do órgão competente, na sessão imediatamente seguinte, ocasião em que terá direito a
voto.” revejo a decisão por mim prolatada às fls. 1246/1247, última parte, a qual determina ao juízo executório que se abstenha
de expedir qualquer alvará para levantamento de valores junto ao processo nº 331907-75.2000.8.06.0001, ou o recolhimento
em caso de já haver expedido. Determino que seja oficiado o juiz da 11ª vara civil para que de regular prosseguimento do
feito originario, por ser medida que se impõe. Destarte, tendo em vista a reconsideração da decisão recorrida, entendo que
o presente Agravo Regimental encontra-se prejudicado, motivo pelo qual determino sua extinção. Expedientes necessários.
Publique-se. Registre-se. Cumpra-se. Fortaleza, 7 de maio de 2013 DESEMBARGADOR DURVAL AIRES FILHO Relator - Advs:
Luis Guilherme Aidar Bondioli (OAB: 161874/SP) - Rodrigo Bravim Angella (OAB: 305205/SP) - Pedro da Silva Dinamarco (OAB:
126256/SP) - Melina Martins Merlo (OAB: 286676/SP) - Joaquim Cabral de Melo Neto (OAB: 24196/CE) - Pedro Lucas Ferreira
Rodrigues (OAB: 21921/CE) - Neyla Maria de King Freire (OAB: 23101/CE) - Carlos Robson Nogueira Lima Filho (OAB: 21231/
CE) - Ana Carolina dos Anjos de Souza (OAB: 18348/CE) - Ricardo Sarquis Melo (OAB: 10633/CE) - Rodolfo Licurgo Tertulino
de Oliveira (OAB: 10144/CE) - Paulo Henrique Borges Santangelo (OAB: 14144/CE)

CÂMARAS CÍVEIS ISOLADAS

1ª Câmara Cível

ATAS DAS SESSÕES

SECRETARIA DA PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL


ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA Nº 15/2013, DE 06.05.2013

Aos seis (06) dias do mês de maio do ano de dois mil e treze (2013), no Plenário da 1ª Câmara Cível, com início às
13h45min, teve lugar a 15ª Reunião Ordinária deste Colegiado, ocasião em que, sem discrepância, foi aprovada a Ata da
Reunião Ordinária nº 14 de vinte e nove (29) de abril de dois mil e treze (2013). Presentes os Exmos. Deses. JOSÉ ARÍSIO
LOPES DA COSTA – Presidente em exercício, EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE e PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE.
Ausente em gozo de férias o Exmo. Des. FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA. O Ministério Público se fez representar
pelo Exmo. Procurador de Justiça LEO HENRI BOSSARD II, sendo os trabalhos secretariados pela Dra. NAIANA ROCHA
FROTA PHILOMENO GOMES. JULGAMENTOS: 1 – PROCESSOS EXTRA PAUTA: 1.1 – CONFLITO DE COMPETÊNCIA Nº
0074367-36.2012.8.06.0000 - Suscitante: JUIZ DE DIREITO DA 9ª VARA DE FAMÍLIA DA COMARCA DE FORTALEZA;

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 28

Suscitado: JUIZ DE DIREITO DA 14ª VARA DE FAMILIA DA COMARCA DE FORTALEZA. – Julgadores: Exmos. Deses. PAULO
FRANCISCO BANHOS PONTE (relator), JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. – Síntese do
julgamento: “A Câmara, por unanimidade, declarou a 9ª Vara de Família da Comarca de Fortaleza competente para julgar o
feito, nos termos do voto do eminente Relator”. 1.2 – EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 0000163-81.2008.8.06.0090/50000 –
Embargantes: ADRIANA CHAVES MENDES E OUTROS; Embargado: MUNICÍPIO DE ICÓ. – Julgadores: Exmos. Deses. PAULO
FRANCISCO BANHOS PONTE (relator), JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. – Síntese do
julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer dos embargos para lhes dar provimento, nos termos do voto do
eminente Relator”. 1.3 – AGRAVO Nº 0081020-54.2012.8.06.0000/50000 – Agravante: MUNICÍPIO DE CAUCAIA; Agravado:
ETEVALDO MEMÓRIA DE ARAÚJO. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO
FRANCISCO BANHOS PONTE e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade,
acordou em conhecer do agravo para lhe negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 1.4 – AGRAVO Nº
0000829-85.2013.8.06.0000/50000 – Agravante: MARIA HELENA DA SILVA; Agravado: BANCO VOLKSWAGEN S/A. –
Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE e JOSÉ ARÍSIO
LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do agravo para lhe negar
provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 1.5 – EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 0414940-11.2010.8.06.0001/50000
- Embargante: ESTADO DO CEARÁ; Embargado: FRANCISCO CLEYTON ANDRADE DA SILVA. – Julgadores: Exmos. Deses.
EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. –
Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer dos embargos para lhes negar provimento, nos
termos do voto do eminente Relator”. 1.6 – EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 00178760-43.2011.8.06.0001/50000 -
Embargante: FRANCISCA MARI DANIEL RODRIGUES BASTOS; Embargado: FRANCISCO DANTAS BASTOS. – Julgadores:
Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA
COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer dos embargos para lhes negar provimento,
nos termos do voto do eminente Relator”. 1.7 – AGRAVO Nº 0131905-72.2012.8.06.0000/50000 - Agravante: BANCO
ITAULEASING S/A DE ARRENDAMENTO MERCANTIL; Agravado: MARIA SUELY MAIA PRUDENTE. – Julgadores: Exmos.
Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA.
– Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em não conhecer do agravo, nos termos do voto do eminente
Relator”. 1.8 – AGRAVO Nº 0027288-27.2013.8.06.0000/50000 - Agravante: LUIZ CARLOS RODRIGUES DE SOUSA; Agravado:
BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S/A. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator),
PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por
unanimidade, acordou em conhecer do agravo para lhe negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 1.9 –
AGRAVO Nº 30808-68.2008.8.06.0000/1 - Agravante: ESTADO DO CEARÁ; Agravado: JOSÉ WILLIAM DA SILVA NETO
representado por JEANNICE WILLIAMS RAMALHO DA SILVA. – Julgadores: Exmos. Deses. PAULO FRANCISCO BANHOS
PONTE (relator), JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. – Síntese do julgamento: “A Câmara,
por unanimidade, acordou em conhecer do agravo para lhe negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 1.10 –
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 13234-95.2009.8.06.0000/2 – Embargante: ESTADO DO CEARÁ; Embargado: JOSÉ
MAURÍCIO VASCONCELOS JÚNIOR. – Julgadores: Exmos. Deses. PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (relator), JOSÉ
ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade,
acordou em conhecer dos embargos para lhes negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 1.11 – EMBARGOS
DE DECLARAÇÃO Nº 730675-60.2000.8.06.0001/2 – Embargante: DEPARTAMENTO DE EDIFICAÇÕES, RODOVIAS E
TRANSPORTES DO ESTADO DO CEARÁ - DER; Embargado: VALBERTO DE CASTRO BARROSO. – Julgadores: Exmos.
Deses. PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (relator), JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE.
– Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer dos embargos para lhes negar provimento, nos
termos do voto do eminente Relator”. 1.12 – EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 10714-65.2009.8.06.0000/1 – Embargante:
GLENMARK FARMACÊUTICA LTDA; Embargado: ESTADO DO CEARÁ. – Julgadores: Exmos. Deses. PAULO FRANCISCO
BANHOS PONTE (relator), JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. – Síntese do julgamento: “A
Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer dos embargos para lhes negar provimento, nos termos do voto do eminente
Relator”. 1.13 EMBARGOS DE DECLARAÇÃO Nº 0040417-72.2008.8.06.0001/50000 – Embargante: MAPRE VERA CRUZ
SEGURADORA S/A; Embargado: EUDES BATISTA DA SILVA. – Julgadores: Exmos. Deses. PAULO FRANCISCO BANHOS
PONTE (relator), JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA e EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE. – Síntese do julgamento: “A Câmara,
por unanimidade, acordou em conhecer dos embargos para lhes negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2
– PROCESSOS EM PAUTA: 2.1 – APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 0713165-34.2000.8.06.0001 – 3ª VARA DA
FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA - Remetente: JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA
COMARCA DE FORTALEZA; Apelante: DEPARTAMENTO ESTADUAL DE RODOVIAS – DER; Apelados: MARTA MARIA
CORREIA TOMÁS E OUTRO. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO
BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou
em conhecer do apelo e da remessa para lhes dar parcial provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. O Dr. Paulo
Napoleão Gonçalves Quezado (OAB/CE 3.183) pediu preferência de julgamento. Pedido deferido. 2.2 – APELAÇÃO CÍVEL Nº
0643094-07.2000.8.06.0001 - 28ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO
SOCIAL – INSS; Apelada: MÉRCIA MARIA ALVES DE LACERDA. – Julgadores: Exmos. Deses. JOSÉ ARÍSIO LOPES DA
COSTA (relator), EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (revisor) e PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE. – Síntese do julgamento:
“A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo para lhe negar provimento, nos termos do voto do eminente
Relator”. 2.3 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 0002477-44.2009.8.06.0064 - 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE CAUCAIA - Apelante:
BANCO FINASA - BMC S/A. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO
BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou
em conhecer do apelo para lhe negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.4 – APELAÇÃO CÍVEL Nº
0039068-97.2009.8.06.0001 - 17ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: DIBENS LEASING S/A
ARREDAMENTO MERCANTIL; Apelado: FRANCIVALDO MIGUEL DA SILVA. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE
ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do
julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo para lhe dar parcial provimento, nos termos do voto
do eminente Relator”. 2.5 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 0033380-62.2006.8.06.0001 - 2ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA
- Apelante: CAPEMI - CAIXA DE PECÚLIOS, PENSÕES E MONTEPIOS BENEFICENTE; Apelada: JOANA MARIA TRINDADE.
– Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e
JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo para
lhe negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.6 – APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 0084005-

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 29

37.2005.8.06.0001 - 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA - Remetente: JUIZ DE DIREITO DA 1ª


VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA; Apelantes/Apelados: RITA DE CASSIA GUIMARÃES SAUNDERS
GOMES E OUTRO; Apelante/Apelado: ESTADO DO CEARÁ. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE
(relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A
Câmara, por unanimidade, acordou em acolher a preliminar de falta de interesse de agir e negar a preliminar de ilegitimidade,
extinguindo a ação quanto ao Estado do Ceará. No mérito, acordou em conhecer do apelo de RITA DE CASSIA GUIMARÃES
SAUNDERS GOMES E OUTRO para lhe dar parcial provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.7 – APELAÇÃO
CÍVEL Nº 0008769-74.2008.8.06.0001 - 30ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: DIBENS LEASING S/A -
ARRENDAMENTO MERCANTIL; Apelado: BOMFIM RODRIGUES SILVA. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE
ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do
julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo para lhe dar parcial provimento, nos termos do voto do
eminente Relator”. 2.8 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 0902306-52.2012.8.06.0001 - 13ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA
- Apelante: JOÃO FERREIRA DA SILVA; Apelado: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S/A. – Julgadores: Exmos. Deses.
EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA
COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo para lhe dar parcial provimento,
nos termos do voto do eminente Relator”. 2.9 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 0165588-97.2012.8.06.0001 - 13ª VARA CÍVEL DA
COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: JEANE CARMEN MUNIZ BARROSO; Apelado: AYMORÉ CRÉDITO, FINANCIAMENTO
E INVESTIMENTO S/A. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO
BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou
em conhecer do apelo para lhe dar parcial provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.10 – APELAÇÃO CÍVEL Nº
0171788-23.2012.8.06.0001 - 13ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: R D COMERCIAL DE BATERIAS E
PNEUS LTDA ME; Apelado: BANCO BRADESCO S/A. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator),
PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por
unanimidade, acordou em conhecer do apelo para lhe dar parcial provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.11 –
APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO Nº 0637284-51.2000.8.06.0001 - 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE
FORTALEZA - Remetente: JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA; Apelantes:
DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO – DETRAN/CE E OUTRO; Apelado: MAURILIO ABREU DE OLIVEIRA. –
Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e
JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo e da
remessa para lhes negar provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.12 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 0020262-
14.2009.8.06.0001 - 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: BANCO IBI S/A; Apelado: ANDRÉA DA SILVA
LIMA. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE
(revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em, de ofício,
cassar a sentença, determinando o retorno dos autos ao juízo singular, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.13 –
APELAÇÃO CÍVEL Nº 0902343-79.2012.8.06.0001 - 11ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: ALDENOR
EVANGELISTA DA SILVA FILHO; Apelado: BV FINANCEIRA S/A - CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO. –
Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e
JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por unanimidade, acordou em conhecer do apelo para
lhe dar parcial provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.14 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 507779-21.2011.8.06.0001 -
11ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: LIDIANE MORAIS PINHEIRO; Apelado: BANCO HSBC BANK
BRASIL S/A - BANCO MÚLTIPLO. – Julgadores: Exmos. Deses. EMANUEL LEITE ALBUQUERQUE (relator), PAULO
FRANCISCO BANHOS PONTE (revisor) e JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por
unanimidade, acordou em conhecer do apelo para lhe dar parcial provimento, nos termos do voto do eminente Relator”. 2.15 –
APELAÇÃO CÍVEL Nº 0015605-45.2011.8.06.0070 - 1ª VARA DA COMARCA DE CRATEÚS - Apelante: CARLOS AUGUSTO
LIMA VIEIRA FILHO representado por MARIA MIRCIRLENE MARTINS DE LIMA; Apelado: SEGURADORA LÍDER DOS
CONSÓRCIOS DO SEGURO DPVAT S/A. – Julgadores: Exmos. Deses. JOSÉ ARÍSIO LOPES DA COSTA (relator), EMANUEL
LEITE ALBUQUERQUE (revisor) e PAULO FRANCISCO BANHOS PONTE. – Síntese do julgamento: “A Câmara, por
unanimidade, acordou em conhecer do apelo, para anular, de ofício, a sentença vergastada, determinando o retorno dos autos
ao juízo singular, nos termos do voto do eminente Relator”. 3 – DIVERSOS: 3.1 – PROCESSOS ADIADOS: 3.1.1 – APELAÇÃO
CÍVEL Nº 0119762-87.2008.8.06.0001 - 9ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA - Apelante: COTECE
S/A; Apelado: ESTADO DO CEARÁ. 3.1.2 – AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0132431-39.2012.8.06.0000 - 10ª VARA CÍVEL DA
COMARCA DE FORTALEZA - Agravante: CALTECH ENGENHARIA LTDA; Agravado: IMOBILIÁRIA JÚLIO VENTURA LTDA.
3.1.3 – APELAÇÃO CÍVEL Nº 0107777-24.2008.8.06.0001 - 1ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA -
Apelante: ESTADO DO CEARÁ; Apelados: MARIA DAS GRAÇAS FERNANDES MARTINS E OUTRO. 3.1.4 – APELAÇÃO/
REEXAME NECESSÁRIO Nº 0008006-51.2011.8.06.0136 - 2ª VARA DA COMARCA DE PACAJUS - Remetente: JUIZ DE
DIREITO DA 2ª VARA DA COMARCA DE PACAJUS APELANTE/APELADO: MUNICÍPIO DE PACAJUS; Apelante/Apelado: JOSÉ
COSME DE CARVALHO FILHO. 3.1.5 – REEXAME NECESSÁRIO Nº 0036762-58.2012.8.06.0064 - 3ª VARA CÍVEL DA
COMARCA DE CAUCAIA - Remetente: JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE CAUCAIA; Autor: APMC -
ASSOCIAÇÃO DOS PROCURADORES DO MUNICÍPIO DE CAUCAIA. Réu: MUNICÍPIO DE CAUCAIA. 3.2 – PROCESSO
RETIRADO DE PAUTA: 3.2.1 – REEXAME NECESSÁRIO Nº 0049877-20.2007.8.06.0001 - 7ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA
COMARCA DE FORTALEZA - Remetente: JUIZ DA 7ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA; Autor:
MAXWELL BASTOS ALVES; Réu: DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO - DETRAN – CE. - E como nada mais havia a
tratar, o Presidente deu por encerrada a sessão da qual lavrou-se a presente Ata. Esta, lida e aprovada, vai adiante assinada.
Secretaria da Primeira Câmara Cível, aos treze (13) dias do mês de maio (05) do ano de dois mil e treze (2013).

Belª. NAIANA ROCHA FROTA PHILOMENO GOMES – Secretária


Des. FERNANDO LUIZ XIMENES ROCHA – Presidente

2ª Câmara Cível

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 2ª Câmara Cível

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 30

Número do Acórdão: 46 - Ano: 2013

15193-43.2005.8.06.0000/1 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO


Embargante : FAZENDA PÚBLICA ESTADUAL
PROCURADOR - MARCELO SANTOS LEITE
Embargado : R&M COMERCIO DE TECIDOS LTDA
Relator(a).: Des. FRANCISCO DE ASSIS FILGUEIRA MENDES
Acordam: acordam os Desembargadores integrantes da Turma Julgadora da 2ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso e lhe negar provimento, nos termos do voto do Relator.

Ementa: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. CITAÇÃO INVÁLIDA. OBSCURIDADE RELATIVA AO APROVEITAMENTO DE


ATOS QUE NÃO DEPENDERIAM DO ATO DEFEITUOSO. IMPOSSIBILIDADE. A CITAÇÃO NULA ATINGE O PROCESSO
NO PLANO DA EXISTÊNCIA, NÃO PERMITINDO A CONSERVAÇÃO DE QUALQUER ATO PROCESSUAL QUE LHE SEJA
POSTERIOR. EMBARGOS REJEITADOS.
- Em exame Embargos Declaratórios opostos contra a declaração de nulidade de citação em Execução Fiscal. Pugna a
Fazenda Pública Estadual pelo aproveitamento de atos posteriores que não dependeriam do ato citatório.
- Conforme exposto de forma clara no acórdão embargado, a citação inválida atinge o processo no seu plano de existência,
tornando-o incapaz de produzir qualquer efeito em relação ao réu. Com efeito, se o plano de existência do processo foi atingido
pelo equívoco estatal, não há como se aproveitar qualquer ato subsequente à citação inválida.
- Impossível, deste modo, atribuir efeitos infringentes ao recurso para modificar a decisão colegiada, no sentido de aproveitar
quaisquer atos posteriores à citação defeituosa.
- Embargos de Declaração conhecidos e desprovidos.

28265-97.2005.8.06.0000/2 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO


Embargante : NINON ELISABETH TAUCHMANN
Rep. Jurídico : 5012 - CE NINON ELIZABETH TAUCHMANN
Rep. Jurídico : 11397 - CE MAURICIO TAUCHMANN ROCHA MOURA
Rep. Jurídico : 10242 - CE MARCIO JORGE ARAGÃO
Embargante : MAURICIO TAUCHMANN ROCHA MOURA
Rep. Jurídico : 5012 - CE NINON ELIZABETH TAUCHMANN
Rep. Jurídico : 11397 - CE MAURICIO TAUCHMANN ROCHA MOURA
Rep. Jurídico : 10242 - CE MARCIO JORGE ARAGÃO
Embargante : MARCIO JORGE ARAGAO
Rep. Jurídico : 5012 - CE NINON ELIZABETH TAUCHMANN
Rep. Jurídico : 11397 - CE MAURICIO TAUCHMANN ROCHA MOURA
Rep. Jurídico : 10242 - CE MARCIO JORGE ARAGÃO
Embargado : MARIA DE FATIMA ARAUJO PESSOA
Rep. Jurídico : 11732 - CE LUIZ HENRIQUE ROVERE DE OLIVEIRA
Embargado : WICAR PAULA PESSOA NETO
Rep. Jurídico : 11732 - CE LUIZ HENRIQUE ROVERE DE OLIVEIRA
Embargado : ZILDA MARIA ARAUJO PESSOA ALBUQUERQUE
Rep. Jurídico : 11732 - CE LUIZ HENRIQUE ROVERE DE OLIVEIRA
Embargado : FERNANDO HUGO ARAUJO PESSOA
Rep. Jurídico : 11732 - CE LUIZ HENRIQUE ROVERE DE OLIVEIRA
Embargado : VICENTE PESSOA FILHO
Rep. Jurídico : 11732 - CE LUIZ HENRIQUE ROVERE DE OLIVEIRA
Relator(a).: Des. FRANCISCO DE ASSIS FILGUEIRA MENDES
Acordam: Acorda a Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará, à unanimidade, em conhecer do recurso e
negar-lhe provimento, nos termos do voto do Relator.

Ementa: PROCESSO CIVIL. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. ALEGADA OMISSÃO QUANTO À NÃO APLICAÇÃO DO ART.
37 DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. IMPROCEDÊNCIA. CONFORME ENTENDIMENTO CONSOLIDADO PELO SUPERIOR
TRIBUNAL DE JUSTIÇA, CONSTATADA A AUSÊNCIA DE PROCURAÇÃO NOS AUTOS, INTIMA-SE A PARTE PARA QUE
SUPRA A IRREGULARIDADE PROCESSUAL. ALEGADA CONTRADIÇÃO EM RAZÃO DO JULGAMENTO DE MÉRITO MESMO
APÓS O ACOLHIMENTO DA PRELIMINAR DE ILEGITIMIDADE PASSIVA. IMPROCEDÊNCIA. A PRELIMINAR FOI ACOLHIDA
SOMENTE EM RELAÇÃO A PARTE DOS PEDIDOS AUTORAIS, TENDO SIDO O MÉRITO APRECIADO EM REFERÊNCIA AOS
DEMAIS. AUSÊNCIA DE CONTRADIÇÃO, OMISSÃO, OBSCURIDADE OU ERRO MATERIAL.
RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO.

DESPACHOS - 2ª Câmara Cível

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0028121-45.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA - Agravado:


SEGREDO DE JUSTIÇA - Agravada: SEGREDO DE JUSTIÇA - Diante de todo o exposto, CONHEÇO do AGRAVO DE
INSTRUMENTO, vez que preenchidos os requisitos de admissibilidade recursais e, configurados os requisitos legais, NEGO
PROVIMENTO ao recurso, reconhecendo todavia, de ofício, a nulidade da decisão, tendo em vista o erro in procedendo da
atividade jurisdicional no juízo de origem, para determinar ao juízo de origem o proferimento de novo decisum, em conformidade
com o art. 93, IX, da CF/88, c/c art. 165, do CPC, bem como do art. 1699 do CC/2002 e da Súmula 358 do SUPERIOR TRIBUNAL
DE JUSTIÇA . CIÊNCIA IMEDIATA ÀS PARTES E AO JUÍZO SINGULAR (ESTE INCLUSIVE POR FAX) DA PRESENTE DECISÃO.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 31

EXPEDIENTES NECESSÁRIOS E URGENTES. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR FRANCISCO DE ASSIS


FILGUEIRA MENDES Relator - Advs: Walnir Graça Ferreira (OAB: 6510/CE) - Jose Sergio Barbosa Angelo (OAB: 10141/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0028171-71.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Maranguape - Agravante: Maria Verônica de Andrade - Agravado:


Banco Fiat S/A - ISTO POSTO, com base nos fundamentos aduzidos, nego seguimento ao presente agravo, o que faço com
esteio no art. 527, I, c/c art. 557, caput, c/c art. 511, todos do CPC, em face de sua manifesta deserção. Comunique-se ao juízo
de origem. Publique-se. Intime-se. Decorrido in albis o prazo recursal, certifique-se o trânsito em julgado, após, arquive-se,
na forma regimental. Exp. Nec. Fortaleza, 13 de maio de 2013 DESEMBARGADORA MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA
Relatora - Advs: Iva da Paz Monteiro Filho (OAB: 21407/CE) - Nelson Paschoalotto (OAB: 18682/CE)

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

Nº 0028170-86.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Maranguape - Agravante: Andrade e Bezerra Comércio e


Serviços Ltda ME - Agravado: Raimundo Gaspar da Silva - DIANTE DE TODO O EXPOSTO, presentes os requisitos legais
e com fundamento no art. 527, inciso III, primeira parte, do Código de Processo Civil, SUSPENDO A DECISÃO AGRAVADA,
incontinenti, até o julgamento final meritório deste recurso, devendo, para fins de integralização da presente relação processual,
ser intimada a parte agravada para, querendo, ofertar contraminuta e esclarecer, inclusive, se restou observada a providência
determinada pelo art. 526, do CPC, facultada a juntada da documentação que entender conveniente (art. 527, V, do CPC).
CIÊNCIA ÀS PARTES E AO JUÍZO SINGULAR (ESTE INCLUSIVE POR FAX) DA PRESENTE DECISÃO. Ato contínuo, OFICIE-
SEao JUÍZO DA 3ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE MARANGUAPE, requisitando-lhe informações acerca da ação originária
(Proc. Nº 11404-71.2013.8.06.0119/0), no prazo de 10 (dez) dias, consoante o art. 527, IV, do CPC, noticiando, inclusive, se
exerceu o juízo de retratação previsto no art. 529, CPC. Sem necessidade de intervenção ministerial. Ultimadas tais providências
e decorrido o prazo legal para o oferecimento de contra-razões, voltem-me os autos imediatamente conclusos para julgamento.
EXPEDIENTES NECESSÁRIOS E URGENTES. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR FRANCISCO DE ASSIS
FILGUEIRA MENDES Relator - Advs: Dejarino Costa dos Santos Filho (OAB: 13705/CE) - Luis Gonzaga Fernandes Neto (OAB:
20629/CE) - Joao Deodato Cirino Diogenes Carvalho (OAB: 26009/CE)

PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 86 - Ano: 2013

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

REEXAME NECESSÁRIO
307-52.2006.8.06.0146/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE PINDORETAMA
Remetente : JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE PINDORETAMA-CE.
Autor : MINISTÉRIO PUBLICO
Reu : PREFEITO MUNICIPAL DE PINDORETAMA
Relator(a): Des. FRANCISCO AURICÉLIO PONTES

Fortaleza, 14 de Maio de 2013

Dra. ISMÊNIA NOGUEIRA ALENCAR

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada,
terão seu julgamento adiado para a sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

2ª Câmara Cível
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 134

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

4 - 0002406-03.2010.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza/2ª Vara da Fazenda Pública. Apelante:


Estado do Ceará. Proc. Estado: Ariano Melo Pontes (OAB: 15593/CE). Remetente: Juiz de Direito da 2ª Vara da Fazenda
Pública da Comarca de Fortaleza. Apelado: M. A. da Silva Textil. Advogado: Francisco Airton de Aguiar Costa (OAB: 13651/CE).
Relator(a): MARIA NAILDE PINHEIRO NOGUEIRA. Revisor(a): FRANCISCO AURICÉLIO PONTES

Total de processos a julgar: 4

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

ISMÊNIA NOGUEIRA ALENCAR

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 32

3ª Câmara Cível

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 3ª Câmara Cível

Número do Acórdão: 38 - Ano: 2013

682-74.2003.8.06.0173/1 - APELAÇÃO CÍVEL


Apelante : MUNICIPIO DE TIANGUA
Rep. Jurídico : 6569 - CE FERNANDO LUIS MELO DA ESCOSSIA
Rep. Jurídico : 10775 - CE CARLOS MAGNO GAMA SANTOS
Rep. Jurídico : 11047 - CE JOSE SA DE ARAUJO
Rep. Jurídico : 14050 - CE JOSE GILLAND BONFIM DA SILVA
Apelado : MINISTÉRIO PÚBLICO
PROMOTOR DE JUSTIÇA - FRANCISCO CARLOS PEREIRA DE ANDRADE
Relator(a).: Des. RÔMULO MOREIRA DE DEUS
Acordam: ACÓRDÃO
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos, acorda a Turma Julgadora da Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, na conformidade da ata de julgamento, por deliberação unânime, em conhecer da apelação cível para dar-
lhe provimento, nos termos do voto do Relator. Fortaleza, 06 de maio de 2013. Des. Rômulo Moreira de Deus
Ementa: EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO CIVIL PÚBLICA COM O OBJETIVO DE IMPEDIR A COBRANÇA DE
TRIBUTOS . CONTRIBUIÇÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA - CIP. ILEGITIMIDADE ATIVA DO MINISTÉRIO PÚBLICO. CARÊNCIA
DA AÇÃO. EXTINÇÃO DO PROCESSO SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO (ART. 267 DO CPC). PRECEDENTES DO STJ E
DESTA CORTE DE JUSTIÇA. RECURSO PROVIDO. UNANIMIDADE.

DESPACHOS - 3ª Câmara Cível

Número do Despacho 36 - Ano: 2013

799291-87.2000.8.06.0001/1 - APELAÇÃO CÍVEL


Recorrente : JUIZ DE DIREITO DA 6ª VARA DA FAZENDA PUBLICA DA COMARCA DE FORTALEZA
Apelante : MUNICIPIO DE FORTALEZA
PROCURADOR - MIGUEL ROCHA N. HISSA
Apelado : MARTECHNE HOTELARIA E TURISMO LTDA
Rep. Jurídico : 14119 - CE DAYVIS DE OLIVEIRA LOPES
Relator(a): Des. RÔMULO MOREIRA DE DEUS
Despacho: Decisão
Parte Final
Vendo-se o Agravo em manifesto contraste com a jurisprudência dominante desta Corte e do Supremo Tribunal Federal,
nego seguimento ao presente recurso com fundamento no art. 557, caput, do Código de Processo Civil.
Intime-se.
Decorrido o prazo legal sem oposição, certifique-se e, após, arquivem-se.
Fortaleza, 23 de abril de 2013
Des. Rômulo Moreira de Deus. Relator.
Desembargador Relator

477-57.2007.8.06.0156/1 - REEXAME NECESSÁRIO


Remetente : JUIZ DE DIREITO DA VARA UNICA DA COMARCA DE REDENÇÃO
Autor : SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE REDENÇÃO
Rep. Jurídico : 10517 - CE VALDECY DA COSTA ALVES
Reu : O MUNICIPIO DE REDENÇÃO
Rep. Jurídico : 6615 - CE RAIMUNDO AUGUSTO FERNANDES NETO
Relator(a): Des. ANTÔNIO ABELARDO BENEVIDES MORAES
Despacho: Decisão
Parte Final
Nessa perspectiva, reitero que além de a sentença não ter afetado, de nenhum modo, os interesses do Município de
Redenção, o feito restou extinto, sem resolução de mérito (art. 267, inciso VI do CPC), razão pela qual não cabe o reexame
necessário. ISSO POSTO, nego seguimento à presente remessa, por sua manifesta inadmissibilidade, nos termos do caput do
art. 557, do Código de Processo Civil.
Publique-se e intime-se.
Expedientes necessários, com a respectiva “baixa” e anotações devidas.
Fortaleza, 30 de abril de 2013
Antônio Abelardo Benevides Moraes
Desembargador Relator

24811-72.2006.8.06.0001/3 - EMBARGOS DE DECLARAÇÃO


Embargante : JOSE EYMARD VIEIRA
Rep. Jurídico : 12808 - CE ENIO PONTE MOURAO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 33

Embargado : FUNDAÇÃO COELCE DE SEGURIDADE SOCIAL - FAELCE


Rep. Jurídico : 5864 - CE ANTONIO CLETO GOMES
Rep. Jurídico : 19319 - CE EDESIO DO NASCIMENTO P. FILHO
Relator(a): Des. FRANCISCO GLADYSON PONTES
Despacho:
Parte Final
Em face do pedido de efeitos infringentes dos Embargos de Declaração de fls. 331/341, INTIME-SE a embargada para
manifestação, no prazo de 5 (cinco) dias.
Expedientes necessários.
Empós, voltem-me conclusos.
Fortaleza, 26 de abril de 2013
Francisco Gladyson Pontes
Desembargador Relator

2133-80.2005.8.06.0136/1 - APELAÇÃO
Apelante : POLO DO ELETRO COMERCIAL DE MÓVEIS LTDA - MACAVI
Rep. Jurídico : 4977 - CE MARIA DO SOCORRO FREIRE
Rep. Jurídico : 6778 - CE PAULO ROBERTO UCHOA DO AMARAL
Rep. Jurídico : 15502 - CE JOAO GUSTAVO MAGALHAES FONTENELE
Rep. Jurídico : 16949 - CE ROBERTO WAGNER VITORINO DO AMARAL
Rep. Jurídico : 17906 - CE PAULO AUTRAN UCHÔA DO AMARAL
Rep. Jurídico : 18287 - CE KÁTIA CILENE TEIXEIRA
Rep. Jurídico : 23081 - CE RAFAEL DE MELLO E PINHO
Rep. Jurídico : 23677 - CE PAULO ROBERTO UCHÕA DO AMARAL JUNIOR
Rep. Jurídico : 23782 - CE BRUNA MORAIS DE ALBUQUERQUE
Rep. Jurídico : 25351 - CE PEDRO FABIO PARENTE COUTINHO
Rep. Jurídico : 25862 - CE HUMBERLUCIA DA SILVA LIMA CARDOSO
ESTAGIÁRIO - PAULO ROBERTO UCHÔA DO AMARAL JUNIOR
Apelado : FRANCISCO IRINEU FERNANDES SOARES
Rep. Jurídico : 15301 - CE JOSE ELOISIO MARAMALDO GOUVEIA FILHO
Rep. Jurídico : 15493 - CE CAROLINE GONDIM LIMA
Relator(a): Des. FRANCISCO GLADYSON PONTES
Despacho: Decisão
Parte Final
Estando as partes regularmente representadas, homologo o acordo realizado, para que produza seus jurídicos e legais
efeitos , cumprindo-se o que nele está guardado e determinado. Por via de consequência, julgo extinto o presente processo,
com resolução de mérito, nos termos do art. 269, III, do Código de Processo Civil.
Retifique-se a capa do presente caderno processual, devendo constar os nomes dos advogados , conforme procuração de
fl. 126.
Empós o transito em julgado, remetam-se os autos ao Juízo de 1º grau, para as providências que ali se fizerem necessárias.
Intime-se.
Expedientes necessários.
Fortaleza, 26 de abril de 2013
Francisco Gladyson Pontes
Desembargador Relator

Serviço de Recursos da 3ª Câmara Cível- Decisão Monocrática 14.05.2013

0081122-76.2012.8.06.0000 Agravo de Instrumento -Agravante: Município de Barbalha (Ativa)


Procª. Munic.: Ana Keive Cabral Moreira (OAB: 17790/CE) (Ativa) Agravada: Maria Sousa da Silva (Ativa) Def. Público:
Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE) (Ativa) ISSO POSTO,indefiro a suspensividade recursal, até ulterior
deliberação, em conformidade com o disposto no inciso III, do art. 527, do CPC.Dê-se imediata ciência ao juízo a quo, para os fins
devidos, requisitando-se informações, igualmente.Publique-se e intime-se, inclusive à agravada, para que apresente, querendo,
contrarrazões.Expediente necessário.Fortaleza, de dezembro de 2012.Antônio Abelardo Benevides Moraes Desembargador
Relator

PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 92 - Ano: 2013

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

APELAÇÃO
65993-33.2009.8.06.0001/1 - 18ª VARA DE FAMILIA DA COMARCA DE FORTALEZA
### Segredo de Justiça ###
Rep. Jurídico : 20218 - CE NILA DE QUEIROZ
Rep. Jurídico : 20946 - CE NAIANA BATISTA CORREIA
Rep. Jurídico : 1 - CE DEFENSOR PÚBLICO
Relator(a): Des. FRANCISCO GLADYSON PONTES
Revisor(a): Des. RÔMULO MOREIRA DE DEUS

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 34

Fortaleza, 14 de Maio de 2013

Responsável

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada,
terão seu julgamento adiado para a sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

3ª Câmara Cível
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 121

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

1 - 0000571-57.2009.8.06.0116 - Apelação Cível - Madalena/Vara Única. Apelante: B V Financeira S/A - Crédito,


Financiamento e Investimento. Advogado: Rafael Pordeus Costa Lima Filho (OAB: 3432/CE). Advogada: Teresa Cristina Pitta
Pinheiro Fabrício (OAB: 14694/CE). Advogada: Celia Lucianni Abreu Lucio de Macedo (OAB: 14665/CE). Advogado: Francisco
Saraiva Maia Neto (OAB: 15040/CE). Advogada: Denise Almeida de Andrade (OAB: 15929/CE). Advogado: Jose Charles do
Nascimento (OAB: 8097/CE). Advogado: Joaci Inacio de Brito (OAB: 8942/CE). Advogado: Ossian de Alencar Araripe Neto
(OAB: 13755/CE). Advogada: Marcia Lupetti Baptista (OAB: 16342/CE). Advogada: Silvia da Silva Nogueira (OAB: 7914/CE).
Advogada: Cinara Martins Castelo Branco Camurça (OAB: 16569/CE). Advogado: Fabio Araujo de Lima (OAB: 18744/CE).
Advogado: Francisco Jean Oliveira Silva (OAB: 16190/CE). Advogada: Zhandra Gomes de Carvalho (OAB: 20324/CE). Advogado:
Andre Ricardo Bezerra Benevides (OAB: 15541/CE). Apelante: Banco do Brasil S.a. Advogado: Rodrigo Saraiva Marinho (OAB:
15807/CE). Advogado: Jorge Chaves Soares Neto (OAB: 21294/CE). Advogado: Carlos Ernesto Vieira Cavalcante Filho (OAB:
16420/CE). Advogada: Paula Rodrigues da Silva (OAB: 221911/CE). Advogado: Raul Onofre de Paiva Neto (OAB: 15903/CE).
Advogado: Regis Nogueira de Oliveira (OAB: 22645/CE). Advogada: Claudia de Mesquita Dummar (OAB: 17608/CE). Advogada:
Luciana Veras Menezes (OAB: 18782/CE). Advogada: Zhandra Gomes de Carvalho (OAB: 20324/CE). Advogada: Semiramys
Fernandes Tome (OAB: 22066/CE). Advogada: Vivian Sousa da Silva Campos (OAB: 18806/CE). Apelada: Horacia de Souza
Braga. Advogado: Roberto Faustino Maia (OAB: 9871/CE). Relator(a): RÔMULO MOREIRA DE DEUS. Revisor(a): ANTÔNIO
ABELARDO BENEVIDES MORAES

Total de processos a julgar: 1

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

JOÃO BOSCO PONTE DE AGUIAR

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

4ª Câmara Cível

DESPACHOS - 4ª Câmara Cível

Número do Despacho 94 - Ano: 2013

36165-94.2006.8.06.0001/1 - APELAÇÃO
Apelante : ROBERIO DA COSTA PEROBA
Apelante : VALDENE PEREIRA PEROBA
Rep. Jurídico : 14379 - CE MARCOS DA SILVA BRUNO
Rep. Jurídico : 13051 - CE PAULO HAMILTON DA SILVA
Rep. Jurídico : 16616 - CE ISAAC NEWTON MOREIRA MONTEIRO FILHO
Rep. Jurídico : 17465 - CE THIAGO MAIA NUNES
Apelado : SANDRA MARIA ARAUJO SOUSA
Rep. Jurídico : 7979 - CE FRANCISCO EVERARDO OLIVEIRA NOBRE
Relator(a): Des. TEODORO SILVA SANTOS
Despacho: Decisão Monocrática
Por todo o exposto, considerando os fatos acima delineados, conheço do recurso, mas para NEGAR-LHE SEGUIMENTO,
mantendo a sentença, nos termos do artigo 557, caput, do CPC. Após decorrido o prazo recursal, sem que nada tenha sido
apresentado, certifique-se o trânsito em julgado e arquivem-se os autos. Publique-se e intime-se. Expedientes necessários.
Fortaleza, 08 de maio de 2013. Teodoro Silva Santos Desembargador Relator

69696-11.2005.8.06.0001/1 - APELAÇÃO
Apelante : ### Segredo de Justiça ###
Apelante : ### Segredo de Justiça ###
Apelante : ### Segredo de Justiça ###
DEFENSOR PÚBLICO - DEFENSORIA PUBLICA DO ESTADO DO CEARA
Relator(a): Des. TEODORO SILVA SANTOS
Despacho: Decisão Monocrática

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 35

Assim, DOU PROVIMENTO AO RECURSO, nos termos do artigo 557, §1º-A, do Código de Processo Civil, para DECLARAR
A NULIDADE DA SENTENÇA APELADA, determinando o retorno dos autos à origem para regular prosseguimento. Publicar e
intimar. Decorrido o prazo recursal sem que nada tenha sido apresentado pelas partes, cerifique-se o trânsito em julgado, dê-
se baixa nos sistemas eletrônicos de acompanhamentos processual e arquivem-se os autos. Fortaleza, 8 de Maio de 2013.
TEODORO SILVA SANTOS RELATOR

Serviço de Recursos da 4ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

0026959-15.2013.8.06.0000/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Massa Falida de Future Comercial Importadora


e Exportadora Ltda. Embargado: Companhia Alcoolquímica Nacional - ALCOOLQUIMICA. Advogado: Laerte Meyer de Castro
Alves (OAB: 16119/CE). Advogado: Bernardo Dall Mass Fernandes (OAB: 18889/CE). Advogado: Francisco Francieudo Lins
(OAB: 6982/CE). Despacho: - Opostos Embargos de Declaração com propósitos infringentes (fls. 01/10), em homenagem aos
princípios constitucionais do devido processo legal, do contraditório e da ampla defesa, impõe-se a intimação da parte adversa
para manifestar-se, se for de seu interesse, no prazo de 10 (dez) dias. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013.
DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 4ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

0027872-94.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Agravado: SEGREDO DE


JUSTIÇA. Advogado: Jose Humberto Raulino Silveira Filho (OAB: 26196/CE). Def. Público: Defensoria Pública do Estado do
Ceará (OAB: /CE). Despacho: - Em face do exposto, notifique-se o juízo a quo a fim de que preste as informações pertinentes
(Art. 527, IV - CPC), além da intimação da parte agravada, para, querendo, apresentar contraminuta, no prazo de 10 (dez) dias
(art. 527, V - CPC). Após, abra-se vista à douta Procuradoria Geral de Justiça. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio
de 2013 DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator

Total de feitos: 1

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0000006-14.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Estevão Lima de Carvalho Rocha - Pró Reitor
Administrativo do Centro Universitário Christus Unichristus - Agravada: Thayane Holanda Gurjão - Com tais considerações, na
esteira do parecer ministerial, decreto a nulidade da decisão de pgs. 47/52, reconhecendo a incompetência da Justiça Estadual
para julgar o feito, no que determino a remessa dos autos ao Juízo Federal. Expedientes legais. Fortaleza, 13 de maio de 2013.
DESEMBARGADORA VERA LÚCIA CORREIA LIMA Relatora - Advs: Cid Marconi Gurgel de Souza (OAB: 10007/CE) - Sergio de
Freitas Carneiro Filho (OAB: 21302/CE) - Fernando Antonio Bezerra Freire (OAB: 20581/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0008023-32.2010.8.06.0101 - Apelação Cível - Itapipoca - Apelante: Claudia Barbosa Araujo Moreira - Apelado: Flavio
Marcilio Rogerio Caxile - Por todo o exposto, considerando que o presente apelo desafia jurisprudência dominante do Colendo
Superior Tribunal de Justiça, NEGO SEGUIMENTO ao recurso, na forma do artigo 557, caput, do Código de Processo Civil,
confirmando a sentença a quo, diante da manifesta ilegitimidade ativa ad causam, com a consequentemente EXTINÇÃO do
feito sem resolução do mérito, tudo nos termos do art. 267, IV, do Código de Processo Civil. Após decorrido o prazo recursal,
sem que nada tenha sido apresentado, certifique-se o trânsito em julgado e arquivem-se os autos. Publique-se e intime-se.
Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs: Jose
Eurian Teixeira Assuncao (OAB: 6252/CE) - Alekssandra Amorim de Sousa Alves (OAB: 10840/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0028167-34.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Estado do Ceará - Agravado: Cerâmica


Santa Terezinha Ltda ME - Agravado: Francisco de Assis Fernandes do Nascimento - Isto posto, e como impõem os arts.
527, I e 557 do CPC, no chamado provimento singular, NEGO SEGUIMENTO AO PRESENTE RECURSO, dada sua manifesta
INADMISSIBILIDADE, por ausência de documentos obrigatórios (má formação do instrumento). Após decorrido o prazo recursal,
sem que nada tenha sido apresentado, certifique-se o trânsito em julgado e arquivem-se os autos. Publique-se e intime-se.
Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs:
Antonia Simone Magalhaes Oliveira (OAB: 16945/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0053141-16.2005.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Francisca Etienne Marques Ferreira Lima - Apelado:
IBI Administradora e Promotora Ltda - Desta forma, resta demonstrada a nulidade da sentença recorrida, que violou o princípio
constitucional do devido processo legal. Inafastável, portanto, o reconhecimento da nulidade da sentença ora combatida. Com
fulcro nestas razões, acolho a preliminar arguida, e, reconhecendo a nulidade que macula a decisão recorrida, desconstituo-a,
para que sejam os autos remetidos à instância a quo para que a demanda seja regularmente processada, com realização
de instrução processual, e posteriormente julgada. Por todo o exposto, em homenagem à jurisprudência consolidada do
Superior Tribunal de Justiça, bem como do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, e reconhecendo o inegável confronto,
da decisão recorrida com o referido entendimento, hei por bem DAR PROVIMENTO AO RECURSO, tudo nos moldes do art.
557, § 1º-A do Código de Processo Civil. Publique-se e intime-se. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de mauio de 2013.
DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE) - Antonio
Airton Sampaio de Castro (OAB: 7356/CE)

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 36

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0059560-18.2006.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Estado do Ceará - Apelado: João Oliveira de Sousa -
Isto posto, na forma do que dispõe o §4º do art. 59 do RITJCE, remetam-se os autos àquela douta Vogal, uma vez que preventa
a sua competência. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADORA VERA LÚCIA CORREIA
LIMA Relatora - Advs: Fernando Antonio Teixeira Tavora (OAB: 4955/CE) - Kennedy Saraiva de Oliveira (OAB: 21622/CE) -
Leandro Duarte Vasques (OAB: 10698/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0079369-91.2006.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza - Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da


Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza - Apelante: Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará - ISSEC - Apelante:
Estado do Ceará - Apelada: Maria da Conceição Almeida Bastos - No que tange à irresignação estatal, em face do firme
posicionamento jurisprudencial a respeito da matéria, com esteio nas disposições contidas no art. 557, caput, do CPC, conheço
da remessa oficial e da apelação interposta para, monocraticamente, afastar as preliminares suscitadas e, no mérito, negar-lhes
provimento, restando incólume a sentença recorrida em seus demais termos. Decorrido o prazo recursal sem que nada tenha
sido requerido, certifique-se o trânsito em julgado e arquivem-se os autos. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de
2013 DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs: Gerardo Coelho Filho (OAB: 3796/CE) - Giovana Lopes do
Nascimento Silva (OAB: 14716/CE) - Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0133026-74.2008.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Fundação Sistel de Seguridade Social ( SISTEL
) - Apelado: José Gilson Bezerra de Menezes - Por todo o exposto, em homenagem à jurisprudência consolidada no Supremo
Tribunal Federal e nesta Corte Estadual, hei por bem NEGAR SEGUIMENTO ao recurso de apelação, na forma proposta no
art. 557, caput, do Código de Processo Civil. Publique-se. Intimem-se. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013
DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs: Carlos Roberto de Siqueira Castro (OAB: 14325/CE) - Marcelo
Memoria de Araujo (OAB: 14407/CE) - Livia Torres Ribeiro (OAB: 22085/CE) - Adriana Griao Botelho Mourao (OAB: 21161/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0349503-72.2000.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Estado do Ceará - Apelado: Francisco Sérgio Mota
- Ao impulso dessas considerações, DOU PROVIMENTO ao presente apelo (art. 557, § 1º-A do CPC), a fim de, em apreciação
equitativa (art. 20, § 4º do CPC), condenar a parte vencida/recorrida ao pagamento de honorários advocatícios, estes fixados
no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais), restando sua exigência suspensa, nos termos do art. 12 da Lei 1.060/50. Publique-
se e intime-se. Após decorrido o prazo recursal, sem que nada tenha sido apresentado, certifique-se o trânsito em julgado
e arquivem-se os autos. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR TEODORO SILVA
SANTOS Relator - Advs: Renato Vilardo de Mello Cruz (OAB: 18311/CE) - Andre Mota Fernandes Vieira (OAB: 10042/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0485684-31.2010.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Companhia Excelsior de Seguros S/A - Apelado:
Manoel Lima do Nascimento - Ante o exposto, submeto-me à orientação jurisprudencial dominante fixada e de acordo com a
prerrogativa elencada no art. 557, §1° - A, do Código de Processo Civil, conheço da presente apelação e DOU-LHE PROVIMENTO,
reformando a sentença do juízo a quo para julgar improcedente o pedido inicial. Ordeno, por fim, o arquivamento deste processo,
caso transcorra in albis o prazo recursal. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADORA VERA
LÚCIA CORREIA LIMA Relatora - Advs: Antonio dos Santos Mota (OAB: 19283/CE) - Raquel Queiroz Lima (OAB: 17926/CE) -
David Arison da Rocha Bezerra Cavalcante (OAB: 17939/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0106878-89.2009.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Domaine Montes Claros Importadora Ltda - Apelado:
Banco do Nordeste do Brasil S A - Com arrimo nestas considerações, HOMOLOGO o acordo havido entre as partes, extinguindo
o feito nos moldes do art. 269, III do CPC. Transcorrido o prazo legal, arquivem-se os presentes autos. Expedientes necessários.
Fortaleza, 10 de maio de 2013.DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs: Ronald Aragao Xavier (OAB:
11329/CE) - Sandra Mara Tavares Lavor (OAB: 8831/CE) - Sandra Mara Tavares Lavor (OAB: 8831/CE) - Manoel Tomaz de
Almeida Neto (OAB: 8730/CE) - Antonio Leite Tavares (OAB: 1838/CE) - Allan Xenofonte de Brito (OAB: 16718/CE) - Antonio
Edmar Carvalho Leite (OAB: 14815/CE) - Camila Vasconcelos Brito de Urquiza (OAB: 16821/CE) - Caterine de Holanda Barroso
(OAB: 13806/CE) - Carlos Geovanni Gonçalves Soares (OAB: 17594/CE) - Darcy Fontenelle de Araujo Neto (OAB: 15020/CE) -
Eurivaldo Cardoso de Brito (OAB: 16196/CE) - Expedito Melo Carlos (OAB: 16250/CE) - Germana Becco da Silva (OAB: 13692/
CE) - Henrique Silveira Araujo (OAB: 14747/CE) - Idelmar Pires (OAB: 15580/CE) - Igor Rego Colares de Paula (OAB: 16043/
CE) - Isael Bernardo de Oliveira (OAB: 6814/CE) - Jose Estenio Raulino Cavalcante (OAB: 9772/CE) - Karine Rodrigues Mattos
(OAB: 18120/CE) - Karla Patricia Rebouças Sampaio (OAB: 15433/CE) - Kilvia Mara Aguiar (OAB: 14608/CE) - Luiz Ferreira de
Moraes Filho (OAB: 16243/CE) - Pedro Ernesto Filho (OAB: 7963/CE) - Raquel de Oliveira Martins (OAB: 21339/CE) - Regivaldo
Fontes Nogueira (OAB: 9128/CE) - Ricardo Augusto de Lima Braga (OAB: 8985/CE) - Solana Maria Martins Carmo (OAB: 6972/
CE) - Teresa Noemi de Alencar Arraias Duarte (OAB: 3869/CE) - Ione Maria Barreto Leao (OAB: 224395/SP)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0034669-25.2009.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Banco do Brasil S/A - Apelado: Maria Valdeci
Fernandes da Silva - Em face do exposto, considerando os argumentos acima delineados, de modo a evidenciar que a matéria
em debate não permite a adoção de posicionamento divergente, haja vista os bem fundamentados precedentes do STJ e do
STF, conheço do apelo para DAR-LHE PARCIAL PROVIMENTO, fazendo-o o permissivo contido no § 1º-A do art. 557, CPC,

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 37

reformando a sentença monocrática apenas para : 1) admitir a capitalização de juros em período inferior a um ano, conforme
a Medida Provisória nº 1.963-17, publicada em 31/03/2000. Decorrido o prazo recursal sem que nada tenha sido requerido,
certifique-se o trânsito em julgado e arquivem-se os autos. Publique-se e intimem-se. Expedientes necessários. Fortaleza, 09
de Maio de 2013. DESEMBARGADOR TEODORO SILVA SANTOS Relator - Advs: Defensoria Publica Estadual - Daiany Mara
Ribeiro Paiva (OAB: 16942/CE) - joaquim portes de cerqueira cesar (OAB: 72110/SP)

5ª Câmara Cível

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 5ª Câmara Cível

Número do Acórdão: 40 - Ano: 2013

42242-83.2010.8.06.0000/0 - AGRAVO DE INSTRUMENTO


Agravante : JOSEANE DOS SANTOS BRAGA
Rep. Jurídico : 7013 - CE FRANCISCO JOSE GOMES DA SILVA
Rep. Jurídico : 11299 - CE MARCELO RIBEIRO UCHOA
Rep. Jurídico : 17000 - CE CAIO SANTANA MASCARENHAS GOMES
Rep. Jurídico : 17627 - CE JUDSON HOLANDA DE OLIVEIRA
Rep. Jurídico : 18236 - CE ANTONIO EMERSON SÁTIRO BEZERRA
Agravante : SONIA MASCENA DA SILVA
Rep. Jurídico : 7013 - CE FRANCISCO JOSE GOMES DA SILVA
Rep. Jurídico : 11299 - CE MARCELO RIBEIRO UCHOA
Rep. Jurídico : 17000 - CE CAIO SANTANA MASCARENHAS GOMES
Rep. Jurídico : 17627 - CE JUDSON HOLANDA DE OLIVEIRA
Rep. Jurídico : 18236 - CE ANTONIO EMERSON SÁTIRO BEZERRA
Agravado : MUNICIPIO DE PACAJUS
Rep. Jurídico : 16773 - CE ERICA LEANDRO DE ALENCAR
Rep. Jurídico : 16970 - CE JOÃO PAULO DE SOUSA BARBOSA NOGUEIRA
Relator(a).: Des. CARLOS ALBERTO MENDES FORTE
Acordam: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do agravo de instrumento nº. 42242-83.2010.8.06.0000/0, em
que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. REINTEGRAÇÃO DE POSSE. ÁREA VOLTADA A CONSTRUÇÃO DE UNIDADES


HABITACIONAIS PARA POPULAÇÃO DE BAIXA RENDA. INEXISTÊNCIA DE LESÃO GRAVE E DE DIFÍCIL REPARAÇÃO.
LIMITES DA COGNIÇÃO DE SEGUNDA INSTÂNCIA. AGRAVO CONHECIDO E IMPROVIDO.

1. As agravantes pleiteiam a suspensão da decisão interlocutória que concedeu, em antecipação de tutela, a reintegração
de posse ao município agravado na área denominada “Lagoa Seca”, na qual havia se instalado obra de conjunto habitacional
financiado pela Caixa Econômica Federal.
2. No caso em comento, não se visualizam os elementos necessários para reformar a decisão prolatada, inexistindo lesão
grave e de difícil reparação na reintegração de área voltada à construção de unidades habitacionais para pessoas de baixa
renda.
3. Conclui-se que, em sede de agravo de instrumento, a apreciação da questão jurídica trazida ao colegiado cinge-se aos
pressupostos pertinentes à concessão da tutela jurisdicional liminar, vedando-se a análise de matérias afeitas à decisão final e
terminativa a ser proferida pelo Juízo a quo, sob pena de supressão de instância e prejulgamento da causa.
4. Recurso conhecido e improvido.

6120-71.2010.8.06.0000/0 - AGRAVO DE INSTRUMENTO


Agravante : WHITE MARTINS CILINDROS LTDA
Rep. Jurídico : 10007 - CE CID MARCONI GURGEL DE SOUZA
Rep. Jurídico : 13294 - CE MARILIA CRUZ MONTEIRO
Rep. Jurídico : 13402 - CE ISAAC JOSE BRITO GONCALVES PEREIRA
Rep. Jurídico : 14364 - CE BERGSON DE SOUZA BONFIM
Rep. Jurídico : 16029 - CE ADENAUER MOREIRA
Rep. Jurídico : 16400 - CE BRETIS PIMENTEL DE CASTRO
Rep. Jurídico : 17364 - CE KAROL WOJTYLA LIMA CARNEIRO
Rep. Jurídico : 17656 - CE TOBIAS NORÕES CARVALHO
Rep. Jurídico : 20654 - CE MELINA BASTOS ROCHA ARAUJO
Rep. Jurídico : 21302 - CE SERGIO DE FREITAS C. FILHO
Agravado : DM GAS SERVICE LTDA
Relator(a).: Des. CARLOS ALBERTO MENDES FORTE
Acordam: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do agravo de instrumento nº 6120-71.2010.8.06.0000/0, em
que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de
Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em não conhecer do recurso em referência, nos termos do voto do Relator.

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. IMPOSSIBILIDADE DE USO DO INSTRUMENTO PARA


COMBATER COISA JULGADA. RECURSO NÃO CONHECIDO.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 38

1. Cuidam os presentes autos de agravo de instrumento interposto por White Martins Cilindros Ltda., contra a decisão
proferida pelo MM. Juiz de Direito da 30ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza/Ce, que indeferiu o pedido de penhora online em
razão do feito ter sido sentenciado e ter ocorrido o trânsito em julgado.
2. Pela narrativa e pelos argumentos expostos pela agravante, percebe-se que a recorrente está querendo desconstituir
sentença transitada em julgada por meio de agravo de instrumento e não através de rescisória ou anulatória. Afirmar-se isso em
razão de que se caso fosse provido o pedido recursal, estaria-se, na verdade, desconstituindo coisa julgada por meio processual
inadequado.
3. Agravo não conhecido.

5583-29.2000.8.06.0064/1 - APELAÇÃO
Apelante : MOINHOS CRUZEIRO DO SUL S/A
Rep. Jurídico : 9119 - CE ORNER VIANA DOS SANTOS
Rep. Jurídico : 9698 - CE ALFREDO LEOPOLDO FURTADO PEARCE
Rep. Jurídico : 10682 - CE GUSTAVO LEAL MELLO DA SILVA
Rep. Jurídico : 12234 - CE OLGA ANDREA ALVES DE MELO PONTES
Apelado : TECNICA BRASILEIRA DE ALIMENTOS LTDA
Relator(a).: Des. CARLOS ALBERTO MENDES FORTE
Acordam: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 5583-29-2000.8.06.0064/1, em que figuram
as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, para dar-lhe parcial provimento, em conformidade com o voto
do eminente relator.

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. FEITO MONITÓRIO. DUPLICATA. COMPROVANTE DE ENTREGA DA MERCADORIA.


AUSÊNCIA. RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO.

1. Com efeito, o artigo 1.102-A do Código de Processo Civil estabelece que A ação monitória compete a quem pretender,
com base em prova escrita sem eficácia de título executivo, pagamento de soma em dinheiro, entrega de coisa fungível ou de
determinado bem móvel.
2. Dessa maneira, o pressuposto de admissibilidade do pedido monitório é a existência de prova escrita da obrigação, sem
eficácia de título executivo. E nesse contexto não se encaixa a hipótese dos autos. É que, como bem ressaltado pelo Juízo a
quo, os documentos acostados aos autos não comprovam a entrega da mercadoria que supostamente embasou as duplicatas
protestadas por falta de aceite.
3. A jurisprudência é pacífica quanto à necessidade de apresentação do comprovante de entrega da mercadoria ou da
prestação do serviço, a fim de embasar processo monitório fundada em duplicata emitida sem aceite, ainda que devidamente
protestada.
4. A duplicata é título de crédito causal, ou seja, a sua validade está vinculada à existência de negócio jurídico preexistente
que lhe origem. Assim, a constituição do título executivo aqui pleiteada, através do feito monitório, resta condicionada à
comprovação da entrega da mercadoria, o que efetivamente não restou demonstrado pelos documentos colacionados.
5. Dessa forma, a extinção da demanda deve ser mantida, mas com base em fundamento diverso, pois a falta da configuração
da transação comercial implica no reconhecimento da ausência de pressuposto de constituição válido e regular do processo, e
não na ilegitimidade do pólo passivo, como reconhecido no decisum atacado.
6. Apelo conhecido e parcialmente provido, tão somente para alterar o inciso que embasou a extinção do feito monitório.

796900-62.2000.8.06.0001/1 - APELAÇÃO
Apelante : MARCIA DANIELLI MARTINS CHASTINET
Rep. Jurídico : 3682 - CE ODECIO SOUSA MARQUES
Apelante : MARCOS CHASTINET JUNIOR
Rep. Jurídico : 3682 - CE ODECIO SOUSA MARQUES
Apelado : BLOKUS ENGENHARIA LTDA
Rep. Jurídico : 14567 - CE FABIO HILUY MOREIRA
Rep. Jurídico : 14447 - CE LUCAS MARTINS DE ARAUJO COSTA
Rep. Jurídico : 907 - CE SAMIR YOUSSEF JEREISSATI
Rep. Jurídico : 5223 - CE IVANA JEREISSATI GUEDES
Rep. Jurídico : 14814 - CE FRANCISCO WELVIO URBANO CAVALCANTE
ESTAGIÁRIO - CAIO CESAR CARVALHO LIMA
Relator(a).: Des. CARLOS ALBERTO MENDES FORTE
Acordam: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da apelação nº 796900-62.2000.8.06.0001/1, em que figuram as
partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado
do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso em referência, para dar-lhe provimento, nos termos do voto do Relator.

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO. PEDIDO REVISIONAL.
CUMULAÇÃO. POSSIBILIDADE. PRECEDENTES DO STJ. RECURSO PROVIDO.

1. A teor da jurisprudência pacífica do Colendo STJ, “É possível, em razão do mesmo contrato, a cumulação do pedido de
consignação dos valores incontroversos com o de revisão de cláusulas ilegais ou abusivas.”. (REsp 596.934/RJ, Rel. Ministro
CASTRO FILHO, TERCEIRA TURMA, julgado em 14/06/2004, DJ 01/07/2004, p. 193).
2. [...]Admite a acumulação do pedido de consignação em pagamento com o revisional de contrato bancário. Precedentes do
STJ. (Apelação 26685450200080600011; Relator: JOSÉ MÁRIO DOS MARTINS COELHO; Comarca: Fortaleza; Órgão julgador:
6ª Câmara Cível; Data de registro: 23/11/2011).
3. [...]Deve ser aproveitado o depósito efetuado extemporaneamente pelo devedor-consignante, não sendo, portanto, causa
de extinção do processo sem julgamento do mérito a consignação da prestação fora do prazo legal.
- O descumprimento do prazo para o depósito, na ação de consignação em pagamento, só acarreta prejuízo ao devedor-
consignante, porque, enquanto não depositada a prestação, persiste a mora com todas as conseqüências a ela inerentes.
Recurso especial não conhecido. (REsp 617.323/RJ, Rel. Ministra NANCY ANDRIGHI, TERCEIRA TURMA, julgado em

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 39

03/05/2005, DJ 20/06/2005, p. 274)


4. Assim, é perfeitamente possível o uso da consignação em pagamento para o presente caso.
5. Apelação conhecida e provida.

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0000239-11.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Francisco José da Costa. Advogado: Marcus Vinicius
Cavalvanti Soares (OAB: 1959/CE). Advogado: Marcus Vinicius Cavalcanti Soares Junior (OAB: 17073/CE). Agravada: Rita
Linhares Claudino Sales. Advogado: Carlos Alberto da Silva Magalhaes (OAB: 3397/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE
MAGALHÃES. EMENTA: CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO POSSESSÓRIA. LIMINAR
DEFERIDA. REINTEGRAÇÃO DE POSSE. AGRAVO CONHECIDO E IMPROVIDO. 1. Cogita-se de Agravo de Instrumento
interposto face de decisão interlocutória proferida nos autos da Ação de Possessória que concedeu liminar de reintegração de
posse do imóvel objeto da demanda à agravada. 2. A partir da análise dos autos, conclui-se que todos os requisitos necessários
para a concessão da liminar de reintegração de posse, previstos no art. 927 do Código de Processo Civil, foram devidamente
comprovados pela recorrida, não merecendo reparos a decisão liminar concedida na audiência de justificação prévia. 3. Isto
posto, com arrimo nos fundamentos acima expendidos, conheço do presente Agravo de Instrumento, para negar-lhe provimento,
mantendo integralmente os termos da decisão interlocutória agravada. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes
da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, unanimemente, em conhecer do
agravo de instrumento, para negar-lhe provimento, mantendo integralmente os termos da decisão interlocutória agravada, tudo
de conformidade com o voto do E. Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do
Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0000271-16.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A.
Advogado: Samuel Marques Custodio de Albuquerque (OAB: 20873/CE). Agravada: Maria José Ferreira de Oliveira. Advogado:
Jose Maria Vale Sampaio (OAB: 13500/CE). Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB: 14458/CE). Relator(a): CARLOS
ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO DE COBRANÇA. SEGURO
OBRIGATÓRIO DPVAT. APLICAÇÃO DA LEI Nº 6.194/74. GRADAÇÃO DO VALOR INDENIZATÓRIO. PROPORCIONALIDADE
DO DANO. AUSÊNCIA DE LAUDO MÉDICO DO ÓRGÃO OFICIAL. NECESSIDADE DE AVALIAÇÃO DO GRAU DE INVALIDEZ.
DILAÇÃO PROBATÓRIA. RECURSO PROVIDO. 1. A parte autora ajuizou ação de cobrança de complementação de seguro
obrigatório - DPVAT, entendendo ter direito ao valor máximo estabelecido no artigo 3º, “b”, da Lei nº 6.194/74 que enuncia: Os
danos pessoais cobertos pelo seguro estabelecido no artigo 2º compreendem as indenizações por morte, invalidez permanente
e despesas de assistência médica e suplementares, nos valores que se seguem, por pessoa vitimada: b)- Até 40 (quarenta)
vezes o valor do maior salários mínimo vigente no País, no caso de invalidez permanente. 2. In casu, o acidente ocorreu em
2005, devendo-se aplicar a Lei nº 6.194/74, com as modificações inclusas pela Lei nº 8.441, de 13 de julho de 1992, que
determina que o Instituto Médico Legal da jurisdição do acidente deve qualificar e quantificar as lesões físicas ou psíquicas
permanentes para fins do seguro previsto. 3. O entendimento já consolidado desta câmara cível é no sentido de que o pagamento
do seguro DPVAT deve observar a respectiva proporcionalidade, pois o legislador cuidou de estabelecer uma gradação ao valor
indenizatório em caso de invalidez permanente, igualando referido valor ao do evento morte somente quando em sua gradação
máxima. Precedentes do STJ. 4. Ocorre que a parte vitimada não apresentou nos fólios processuais o documento exigido
em lei que atesta a invalidez permanente. No entanto, o juiz atuante na instância de primeiro grau anunciou o julgamento
antecipado do feito, nos termos do artigo 330, I, do CPC. 5. Torna-se indispensável a comprovação do grau da lesão para
fins de apuração do quantum devido, haja vista a possibilidade de pagamento proporcional ao dano pessoal provocado pelo
acidente de trânsito. Tendo o legislador estabelecido uma gradação ao valor indenizatório em caso de invalidez permanente,
cabível a exigência de ser observada a quantificação da lesão antes de condenar ao pagamento integral do valor previsto na
lei. 6. Portanto, assiste razão à parte agravante quanto a necessidade de realização de perícia técnica pelo IML, sem a qual
não há como aferir se o valor pago pela seguradora, na via administrativa, é justo e adequado ao dano sofrido pelo segurado,
devendo ocorrer a devolução dos presentes autos ao juízo de origem, para regular instrução probatória, não tratando-se a lide
de questão unicamente de direito. 7. Agravo conhecido e provido. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da agravo
de instrumento nº 0000271-16.2013.8.06.0000, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores
integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso,
para dar-lhe provimento, nos termos do voto do relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA
Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0001442-95.2000.8.06.0183 - Apelação Cível. Apelante: Ministerio Publico. Apelado: Francisco Joaquim Sampaio. Advogado:
Jose Sergio Dantas Lopes (OAB: 10534/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: CONSTITUCIONAL.
TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL TCM. COMPETÊNCIA PARA JULGAR PREFEITOS. IMPOSSIBILIDADE. CDA. NULIDADE.
APELO IMPROVIDO. 1. Com efeito, a ação de execução fiscal, cujo procedimento resta disciplinado na Lei nº 6.830/80,
estabelece, no artigo 3º, que a dívida ativa regularmente inscrita goza de presunção relativa de certeza e liquidez, podendo,
todavia, tal presunção ser afastada mediante prova em contrário, conforme estatui o parágrafo único do comando legal. 2.
No presente caso, não assiste razão ao recorrente, pois é entendimento pacífico no sentido de que o Tribunal de Contas dos
Municípios não possui legitimidade para condenar gestores municipais, mas tão somente emitir parecer técnico para auxiliar
a apreciação das contas dos Chefes do Poder Executivo Municipal à Câmara Municipal. 3. Apelo conhecido e improvido.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0001442-95.2000.8.06.0183 em que figuram

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 40

as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado
do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, mas para negar-lhe provimento, em conformidade com o
voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0003574-59.2010.8.06.0124 - Apelação Cível. Apelante: Municipio de Milagres - Ceara. Proc. Municipio: Anderson Eugenio
de Oliveira (OAB: 24392/CE). Advogado: Jose Aciro Lacerda (OAB: 12631/CE). Apelado: Fernando Alves Tavares. Advogado:
Jose Sergio Dantas Lopes (OAB: 10534/CE). Advogada: Janaina Bandeira Pereira Lopes (OAB: 16739/CE). Relator(a): CARLOS
ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: CONSTITUCIONAL. TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL TCM. COMPETÊNCIA PARA
JULGAR PREFEITOS. IMPOSSIBILIDADE. CDA. NULIDADE. APELO IMPROVIDO. 1. Com efeito, a ação de execução fiscal,
cujo procedimento resta disciplinado na Lei nº 6.830/80, estabelece, no artigo 3º, que a dívida ativa regularmente inscrita
goza de presunção relativa de certeza e liquidez, podendo, todavia, tal presunção ser afastada mediante prova em contrário,
conforme estatui o parágrafo único do comando legal. 2. No presente caso, não assiste razão ao recorrente, pois é entendimento
pacífico no sentido de que o Tribunal de Contas dos Municípios não possui legitimidade para condenar gestores municipais, mas
tão somente emitir parecer técnico para auxiliar a apreciação das contas dos Chefes do Poder Executivo Municipal à Câmara
Municipal. 3. Apelo conhecido e improvido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível
nº 0003574-59.2010.8.06.0124 em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª
Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, mas para
negar-lhe provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0005605-02.2011.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Antonio Manoel Fontenele Veras Filho. Advogado: Paulo
Ricardo Pedrosa Carlos (OAB: 11015/CE). Advogado: Eduardo Sergio Carlos Castelo (OAB: 14402/CE). Agravado: Ministério
Público do Estado do Ceará. Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO -
TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICÍPIOS - CONTAS DESAPROVADAS - NECESSIDADE DE LITISCONSORCIO PASSIVO
ENTRE AUTOR E MUNICÍPIO OU VEREADORES - AUSÊNCIA DE PREVISÃO LEGAL - RECURSO IMPROVIDO. 1. Não
vislumbro plausibilidade jurídica a ensejar a concessão do pedido, na medida em que o agravante não conseguiu demonstrar, de
plano, a existência de qualquer dos requisitos do Código de Processo Civil a ensejar a configuração de litisconsórcio necessário,
como bem ressaltou o Juízo a quo. 2. Não fosse só isso, a Lei de Improbidade Administrativa (Lei nº 8.429/92) não faz qualquer
previsão de formação de litisconsórcio passivo necessário entre o suposto autor do ato de improbidade e o Município originário
ou mesmo seus Vereadores, o que afasta a incidência do artigo 47 do CPC. 3. Agravo de instrumento conhecido e improvido.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de agravo de instrumento nº 0005605-02.2011.8.06.0000, em que
figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, mas para negar-lhe provimento, em conformidade
com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão
Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0005888-32.2012.8.06.0051 - Apelação Cível. Apelante: Tanael Garcia Torres Representado Por Glaucier Garcia Torres.
Advogado: Francisco Gerlene Aragao Araujo (OAB: 19740/CE). Apelado: Bradesco AUTO/RE Companhia de Seguros. Advogada:
Katia Maria Bastos Furtado (OAB: 9334/CE). Advogado: Antonio dos Santos Mota (OAB: 19283/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR
DE MAGALHÃES. EMENTA: CIVIL E PROCESSO CIVIL. AÇÃO DE COBRANÇA DO SEGURO DPVAT. APLICABILIDADE DA
LEI Nº 11.482/2007. PAGAMENTO PROPORCIONAL DO SEGURO. POSSIBILIDADE. AUSÊNCIA DE LAUDO MÉDICO COM
INDICAÇÃO DO GRAU DE LESÃO. NECESSIDADE DE DILAÇÃO PROBATÓRIA. APELO CONHECIDO E PARCIALMENTE
PROVIDO. SENTENÇA ANULADA. 1- Aplica-se ao sinistro a lei vigente à época do acontecimento. No caso, a indenização deve
ser de até R$ 13.500,00 (treze mil e quinhentos reais), pois vigente a MP Nº 340, de 29 de dezembro de 2006, convertida na
Lei Nº 11.482, em 31.05.2007, que estipulou novos valores para as indenizações do seguro DPVAT. Precedentes. 2- Analisando
o caderno processual, verifica-se que o recorrido informa haver recebido o pagamento na via administrativa no valor de R$
2.531,25 (dois mil, quinhentos e trinta e um reais e vinte e cinco centavos). 3- Tendo em vista a ausência de laudo pericial
expedido pelo órgão competente (IML), indicativo do percentual da lesão sofrida pelo apelado, requisito indispensável para
fins de apuração do quantum devido, torna-se inviável analisar se o valor pago em procedimento administrativo obedeceu aos
requisitos legais. Assim, necessário seja suprido o equívoco. 4- Destaque-se que o artigo 5º, parágrafo 5º da Lei 6.194/74 e
a jurisprudência dominante dispõem sobre a necessidade de realização de perícia por órgão oficial da jurisdição do acidente.
Assim, o Instituto Médico Legal (IML), através de seus peritos oficiais, é o órgão público competente para a expedição de laudo
técnico atestatório da extensão e eventual incapacidade do segurado. 6- APELO CONHECIDO E PARCIALMENTE PROVIDO,
Sentença desconstituída. Envio dos fólios ao juízo de origem para regular dilação probatória com realização de perícia através
do Instituto Médico Legal (IML) ou perito designado pelo Juízo de primeira instância, para determinar o percentual da lesão e
prolação de novo decisório. ACÓRDÃO: Acordam os integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por uma de suas Turmas, por unanimidade, em conhecer do apelo, para dar-lhe parcial provimento, tudo nos termos
do voto do e. Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 41

DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0007848-18.2010.8.06.0043 - Apelação Cível. Apelante: José Arimatéia Magalhães. Apelante: Ester Magalhães. Apelante:
Francisco José Vieira Magalhães. Apelante: Cícero Eutrópico Magalhães. Apelante: Maria do Rosário Magalhães Ribeiro.
Apelante: Francisco Magalhães. Apelante: Esmeralda Magalhães Guedes. Advogado: Paolo Giorgio Quezado Gurgel E Silva
(OAB: 16629/CE). Advogada: Mariana Gomes Pedrosa Bezerra (OAB: 19348/CE). Advogado: Sergio Gurgel Carlos da Silva (OAB:
2799/CE). Advogada: Marcela Leopoldina Quezado Gurgel E Silva (OAB: 18971/CE). Apelada: Irene Nobre de Brito. Advogada:
Francisca Marta Otoni Marinheiro Rodrigu (OAB: 9254/CE). Advogado: Antonio Iran de Amorim Rodrigues (OAB: 16542/CE).
Advogada: Maria Mirian Otoni Marinheiro (OAB: 9260/CE). Advogada: Ana Clarice Ribeiro Macedo (OAB: 22219/CE). Advogado:
Andre Dantas Oliveira (OAB: 23538/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL.
NULIDADE DE ATO JURÍDICO. ESCRITURA PÚBLICA DECLARATÓRIA. EQUÍVOCO NA ATRIBUIÇÃO DE NOMENCLATURA
AO DOCUMENTO APONTADO COMO VICIADO. IRRELEVÂNCIA. EXTINÇÃO SEM RESOLUÇÃO DO MÉRITO POR AUSÊNCIA
DE INTERESSE PROCESSUAL (ART. 267, VI, CPC). IMPOSSIBILIDADE. ALEGATIVA DE INCAPACIDADE DO AGENTE
EM RAZÃO DA IDADE E ESTADO DE SAÚDE. ATO REVESTIDO DA FORMALIDADE LEGAL EXIGIDA. IMPRESCINDÍVEL
À DEMONSTRAÇÃO DE OCORRÊNCIA DE VÍCIO. NECESSIDADE DE PROVA ROBUSTA. NÃO OPORTUNIZADA.
CERCEAMENTO DE DEFESA. OCORRÊNCIA. RECURSO CONHECIDO E PROVIDO. SENTENÇA DESCONSTITUÍDA. 1.
CUMULAÇÃO DOS PEDIDOS: DECLARATÓRIO DE NULIDADE DE ATO JURÍDICO E RECONHECIMENTO DE INEXISTÊNCIA
DE UNIÃO ESTÁVEL. Os apelantes pleiteiam de forma cumulada os pedidos de nulidade de ato jurídico e reconhecimento
de inexistência de união estável. 2. Inadmissível a cumulação, pois estamos diante de pedidos autônomos e distintos com
incompatibilidade de procedimentos; se os apelantes pretendem ver reconhecida a inexistência de união estável, a matéria
deve ser discutida em ação própria para exame exclusivo do referido pleito perante o juízo competente. Delimitada a análise do
feito ao pedido de Declaratória de Nulidade de Ato Jurídico. 3. O Juízo de primeiro grau julgou extinto o feito, sem resolução do
mérito, com fulcro no art. 267, inciso VI do CPC, por entender que a ação não trará resultado prático e útil aos autores, estando
ausente o interesse jurídico, o que gera a carência de ação. Destarte, o cerne da controvérsia reside na análise de ocorrência
de uma das condições da ação, a saber o interesse jurídico. 4. O interesse processual decorre da necessidade de se recorrer
ao Judiciário para a obtenção do resultado pretendido, sendo inútil provocar a tutela jurisdicional se ela não for apta a produzir
a correlação da lesão alegada na peça inicial. 5. É irrelevante a nomenclatura que os promoventes atribuíram ao documento
que apontam eivado de vício, se “Escritura Pública de União Estável” ou “Escritura Pública Declaratória”, vez ser perceptível
o resultado a que pretendem, nulidade de um ato jurídico representado por instrumento público acostado tempestivamente
no caderno processual. 6. CERCEAMENTO DE DEFESA. Prudente mencionar que a declaração em estudo foi realizada
por escritura pública, ato revestido da formalidade legal exigida, com presunção de veracidade em face da fé pública que é
inerente ao munus público exercito pelo tabelião, sendo imprescindível para comprovação da nulidade que seja sobejamente
demonstrada a ocorrência de um dos vícios do ato jurídico, tais como incapacidade do agente, coação, erro, dolo, simulação ou
fraude. 7. É dever do magistrado de forma cautelosa examinar cada caso com suas peculiaridades, a fim de delimitar o conjunto
probatório imprescindível para o deslinde do litígio, evitando o cerceamento de defesa e decisões equivocadas. 8. Deixar de
oportunizar à parte a produção de provas outrora requeridas, notadamente quanto à ausência de higidez mental do de cujus
ao celebrar o ato, representa cerceamento de defesa, bem como ofensa aos princípios constitucionais da ampla defesa e do
contraditório (ar. 5º., inciso LV,da CF), uma vez que acarreta prejuízos na prestação jurisdicional que ora pleiteia. 9. Manter a
sentença recorrida significa destruir os valores que dão garantia ao ordenamento jurídico, ou seja, igualdade no tratamento das
partes e amplo acesso à justiça 10. Apelo conhecido e provido. Sentença anulada. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores
integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, unanimemente,
em conhecer do recurso e dar-lhe provimento, tudo em conformidade com o voto do Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES
Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0010263-69.2011.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Município de Juazeiro do Norte. Proc. Municipio: Luciano
Alves Daniel (OAB: 14941/CE). Procª. Munic.: Dalila Maia de Vasconcelos Van Den Brule (OAB: 21931/CE). Agravado: José
Tarso Magno Teixeira da Silva. Agravado: Cícero Roberto Sampaio de Lima. Agravado: Glêdson Lima Bezerra. Agravado:
Antonio Ferreira dos Santos. Advogado: Paolo Giorgio Quezado Gurgel E Silva (OAB: 16629/CE). Relator(a): FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO POPULAR. DECISÃO INTERLOCUTÓRIA.
LIMINAR CONCEDIDA NO SENTIDO DE DETERMINAR AO CARTÓRIO DE REGISTRO IMOBILIÁRIO QUE SE ABSTENHA
DE PROCEDER ATO TENDENTE À ALIENAÇÃO DO BEM DOADO PELO MUNICÍPIO. NÃO COMPROVADA LESÃO GRAVE
E DE DIFÍCIL REPARAÇÃO. DECISÃO MANTIDA. AGRAVO DESPROVIDO. In casu, o presente agravo de instrumento fora
interposto pelo município de Juazeiro do Norte em face de decisão interlocutória que impede qualquer ato tendente à alienação
do bem doado à empresa. Ora, a referida doação é objeto de ação popular; portanto, a liminar concedida pelo magistrado a
quo insere-se em seu poder geral de cautela, resultante do seu livre convencimento. Sendo, pois, a liminar medida provisória
em juízo de cognição primária, após análise minuciosa da questão apresentada, o magistrado ao formar seu convencimento
decide a demanda. Assim, a parte que se sentir insatisfeita, em face de decisões desta natureza, deve socorrer-se do agravo
de instrumento. Contudo, o presente recurso não enseja a modificação da medida atacada por não haver demonstrado lesão
grave e de difícil reparação. AGRAVO CONHECIDO E DESPROVIDO. DECISÃO MANTIDA. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e
discutidos os presentes autos da Agravo de Instrumento nº 0010263.69.2001.8.06.0000, em que são partes as pessoas acima
indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade,
em conhecer do Agravo de Instrumento, mas negar-lhe provimento, nos termos do voto do Desembargador Relator. Fortaleza,
08 de maio de 2013. FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator Procurador(a)

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 42

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0011245-83.2011.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Banco Daycoval S/A. Advogado: Sandra Khafif Dayan
(OAB: 131646/SP). Advogada: Luzia Neida de Lima (OAB: 22663/CE). Advogada: Juliana Viera Alves A. Camargo (OAB:
181718/SP). Advogado: Viviane Figueiredo (OAB: 208039/SP). Agravado: J. Roberto de Oliveira Junior Epp. Agravado: José
Roberto de Oliveira Junior. Advogada: Erika Gadelha Muniz (OAB: 13838/CE). Advogado: Jose Elioneido Barroso (OAB: 18089/
CE). Advogado: Alan Wiston Lima Freitas Chaves (OAB: 18970/CE). Advogado: Francisco Coutinho Chaves (OAB: 13767/CE).
Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - REVISIONAL DE CONTRATO -
DEPÓSITOS DAS PARCELAS VENCIDAS E VINCENDAS - EXCLUSÃO DE GRAVAME DOS CADASTROS DE RESTRIÇÃO
AO CRÉDITO - RECURSO PROVIDO. 1. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça é pacífica no sentido de possibilitar
o cancelamento ou a abstenção da inscrição do nome de inadimplentes em cadastros de restrição ao crédito somente quando
preenchidos três requisitos, quais sejam: ação que discuta o débito, ainda que de forma parcial; a demonstração de que a
cobrança indevida é fundada na aparência do bom direito e em jurisprudência consolidada do STF ou STJ; e depósito do valor
incontroverso ou caução devidamente prestada nos autos. 2. Observa-se que a julgador monocrática não agiu com base na
jurisprudência do STJ, pois o colendo tribunal condiciona a retirado de gravame do nome de devedor dos cadastros de restrição
ao crédito ao depósito das prestações vencidas e vincendas no valor apresentado nos cálculos colacionados na inicial. 3. Agravo
de instrumento conhecido e provido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de agravo de instrumento
nº 0011245.83.2011.8.06.0000, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª
Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, para dar-lhe
provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS
MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0026258-54.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Gaudenio Santiago


do Carmo (OAB: 20944/CE). Advogado: Tissia Pinheiro Cavalcanti Almeida (OAB: 24984/CE). Agravado: SEGREDO DE JUSTIÇA.
Advogada: Luzia Elisandra Nogueira (OAB: 18786/CE). Advogado: Rodrigo Gondim Carneiro (OAB: 18973/CE). Relator(a):
CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. CONSTITUCIONAL. CIVIL. FAMÍLIA. ALIMENTOS
PROVISÓRIOS. FILHO MENOR. ANÁLISE DA NECESSIDADE/CAPACIDADE. DECISÃO DE PRIMEIRO GRAU REFORMADA
PARA FIXAR EM 5% DOS VENCIMENTOS E VANTAGENS DO ALIMENTANTE CUMULADOS COM A OBRIGAÇÃO DE PAGAR
A MENSALIDADE ESCOLAR E O PLANO DE SAÚDE. RECURSO CONHECIDO E PARCIALMENTE PROVIDO. 1. Pelo conceito
de alimentos é de se destacar que tanto o parentesco, como o matrimônio e a união estável acarretam obrigação alimentar,
baseada na assistência mútua. No entanto, imprescindível que o caso real obedeça aos pressupostos legais, buscando-se um
juízo de proporcionalidade, além de obedecer ao binômio possibilidade do alimentante e necessidade do alimentando. 2. É
imperativo destacar que as prestações alimentícias possuem a finalidade de atender às necessidades vitais e básicas de quem
provar delas carecer. 3. Na hipótese, independe de demonstração a necessidade do rebento, já que se tratando de infante
menor de idade, impera a presunção de ser incapaz de prover a própria subsistência. 4. Deve-se levar em conta o princípio
constitucional da isonomia, isto é, o alimentante tem o dever de amparar de forma justa e proporcional todos filhos, quer fruto
de casamento ou de outros relacionamentos, não esquecendo de tratá-los de forma igualitária e semelhante padrão de vida. 5.
Ressalto ainda que em se tratando de fixação de alimentos provisórios, como tal, serão analisados e revistos durante o trâmite
processual, podendo ao final, majorar ou reduzir. 6. Recurso CONHECIDO e PARCIALMENTE PROVIDO. Decisão alvejada
reformada para fixar a pensão alimentícia, em caráter provisório, em 5% (cinco por cento) dos vencimentos e vantagens do
agravante, excluídos os descontos legais, devendo permanecer a obrigação em relação ao pagamento da mensalidade escolar e
plano de saúde do menor agravado. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal
de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, unanimemente, em conhecer do recurso interposto, dando-lhe parcial
provimento, tudo de conformidade com o voto do relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA
Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0028342-51.2011.8.06.0112 - Apelação Cível. Apelante: Carlos Anizio da Silva. Advogado: Cicero Demontier Oliveira Santos
(OAB: 9387/CE). Apelada: Carlos Yárdilley da Silva Rep. Por Cicera Eliciane Lopes da Silva. Apelado: Yáscara Hellen da Sila
Rep. Por Cicera Eliciane Lopes da Silva. Advogado: Jose Erivaldo Oliveira dos Santos (OAB: 6964/CE). Advogado: Marcelino
Oliveira Santos (OAB: 8483/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. EMENTA: PROCESSUAL CIVIL. CIVIL. FAMÍLIA.
APELAÇÃO. AÇÃO DE ALIMENTOS. PRETENSÃO RECURSAL QUE VISA REDUZIR O VALOR ARBITRADO. ANÁLISE DO
BINÔMIO NECESSIDADE E POSSIBILIDADE. RECURSO CONHECIDO E DESPROVIDO. SENTENÇA MANTIDA. 1. Na
ocasião da fixação de pensão alimentícia, deve o julgador avaliar, concomitantemente, as necessidades básicas do beneficiário
e as possibilidades econômico-financeiras do alimentante, tal como previsto nos arts. 1.694, § 1.º, e 1.695 do Código Civil
Brasileiro. 2. Cabe ao alimentado comprovar as suas necessidades, algumas delas presumidas. 3. O devedor, insurgindo-
se contra o quantum requerido pelo credor ou arbitrado pelo juiz, deve comprovar sua incapacidade de prestar os alimentos
naquela proporção, ônus que, no caso, não foi cumprido. 4. Apelação conhecida e desprovida. Sentença mantida. ACÓRDÃO
Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível n.º 0028342-51.2011.8.06.0112 em que é apelante Carlos Anízio da
Silva e apelados Carlos Yárdilley da Silva e Yáscara Hellen da Silva, representados por sua mãe Cícera Eliciane Lopes da Silva.
ACORDA a Quinta Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 43

de apelação interposto, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do Relator. Mantida a sentença que fixou em dois
salários mínimos os alimentos em favor dos apelados. Fortaleza, 08 de maio de 2013.

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0037710-68.2007.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autor: Jose Maia Gurgel. Autora: Raimunda Lucy Mendonça Gurgel.
Advogado: Francisco Paulino de Sousa Filho (OAB: 12003/CE). Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da Fazenda Pública da
Comarca de Fortaleza. Réu: Instituto de Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Ceará - ISSEC. Advogado: Gerardo Coelho
Filho (OAB: 3796/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: PROCESSUAL CIVIL, CONSTITUCIONAL
E PREVIDENCIÁRIO. REEXAME NECESSÁRIO. INCLUSÃO DE MARIDO COMO DEPENDENTE DE SERVIDORA PÚBLICA
ESTADUAL PARA FINS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. POSSIBILIDADE. REEXAME CONHECIDO MAS DESPROVIDO.
SENTENÇA CONFIRMADA. 1. In casu, o cerne da controvérsia consiste em analisar a possibilidade de inclusão de marido
como dependente de servidora pública estadual, face ao disposto no art. 7º, inciso primeiro, da Lei nº 10.776/82. 2. “É firme
o entendimento do Supremo Tribunal Federal de que afronta o princípio constitucional da isonomia lei que exige do marido,
para fins de recebimento de pensão por morte da mulher, a comprovação de estado de invalidez.”. (STF, Primeira Turma,
AgR RE no 414.263/MG, Relator Ministro Carlos Britto, julgado em 10.02.2009, DJe 13.03.2009. No mesmo sentido: STF,
Segunda Turma, AgR no RE 551.112/MG, Relator Ministro Cezar Peluso, julgado em 30.09.2008, DJe 14.11.2008). 3. Desta
feita, face à inadequação da Lei nº 10.776/82 aos ditames da Carta Magna de 1988, foi editada a Lei Estadual nº 14.687/2010,
revogando o diploma anterior; devendo, portanto, ser garantido o direito de inscrição do cônjuge da servidora pública estadual
demandante como seu dependente junto ao Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará - ISSEC. 4. Sentença
de 1º grau confirmada em sede de Reexame Necessário. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta
Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, unanimemente, em conhecer do Reexame
Necessário, mas para negar-lhe provimento, tudo de conformidade com o voto do eminente Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES
Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0044867-24.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Leidson de Sousa Lima. Advogada: Ana Paula do Nascimento
Moura (OAB: 22485/CE). Apelado: B V Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento. Advogada: Evelyn Cristine
da Silva Barbosa (OAB: 15093/CE). Advogado: Jose Edgard da Cunha Bueno Filho (OAB: 22910/CE). Relator(a): CLÉCIO
AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: DIREITO CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. RECURSO DE APELAÇÃO. AÇÃO REVISIONAL
DE CLÁUSULAS CONTRATUAIS E AÇÃO CAUTELAR INCIDENTAL. JULGAMENTO CONJUNTO DE AÇÕES CONEXAS.
POSSIBILIDADE. CONTRATO DE FINANCIAMENTO BANCÁRIO. CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. APLICABILIDADE.
POSSIBILIDADE DE REVISÃO DAS CLÁUSULAS CONTRATUAIS. CAPITALIZAÇÃO MENSAL DE JUROS. PACTUAÇÃO
DEMONSTRADA. ADEQUAÇÃO DA INCIDÊNCIA. JUROS REMUNERATÓRIOS. FIXAÇÃO EM PERCENTUAL SUPERIOR A
12% AO ANO. ABUSIVIDADE. INEXISTÊNCIA. INAPLICABILIDADE DO ART. 192, § 3º DA CF/88. AUSÊNCIA DE EDIÇÃO
DE LEI COMPLEMENTAR. PEDIDO CAUTELAR DE SUSTAÇÃO DE REGISTRO NEGATIVO NOS ÓRGÃOS DE PROTEÇÃO
AO CRÉDITO. IMPROCEDÊNCIA. EXERCÍCIO REGULAR DE DIREITO DO CREDOR. APELO CONHECIDO E DESPROVIDO.
SENTENÇA CONFIRMADA. 1 - Trata-se de pretensão revisional de cláusulas contratuais de financiamento bancário em conexão
com pleito cautelar de sustação de registro negativo nos cadastros de inadimplentes. 2 - Aplica-se o Código de Defesa do
Consumidor aos contratos celebrados com instituições financeiras (STJ, Súmula 297), impondo-se, dessa forma, a flexibilização
do princípio da autonomia da vontade (pacta sunt servanda), sendo permitido ao Poder Judiciário intervir nas relações entre
particulares, para restabelecer o equilíbrio contratual. 3 - No caso em análise, o contrato foi firmado após a edição da MP 1.963-
17/2000 de 31 de março de 2000 (reeditada sob o nº 2.170-36/2001). Desse modo, a capitalização dos juros só é admitida quando
expressa de maneira clara, explícita, nos contratos. Pactuação expressamente demonstrada, de forma clara e inequívoca.
Reconhecimento da adequação de tal incidência. 4 - A limitação da taxa de juros reais a 12% ao ano, tinha sua aplicabilidade
condicionada à edição de lei complementar (art. 192, § 3º da CF/88). Súmula Vinculante nº 7. Embora não exista tal limitação,
é admitida a revisão dessa taxa em situações excepcionais, desde que caracterizada a relação de consumo e demonstrada a
abusividade (art. 51, §1º, do CDC). Dessa forma, somente caberá a modificação dos juros remuneratórios pactuados quando
ocorrer uma situação de manifesta abusividade, devendo ser provado, no caso concreto, que a taxa é cobrada em valor bastante
superior ao que as demais instituições financeiras praticam. 5 - No que pertine ao pleito cautelar de sustação de registro
negativo do nome do autor nos órgãos de proteção ao crédito, verifica-se sua patente improcedência, diante da ausência de
comprovação dos requisitos necessários à sua concessão. 6 - Sobre a matéria o c. Superior Tribunal de Justiça preleciona que
“conforme orientação da Segunda Seção deste Tribunal, o deferimento do pedido de cancelamento ou de abstenção da inscrição
do nome do contratante nos cadastros de proteção ao crédito depende da comprovação do direito com a presença concomitante
de três elementos: a) ação proposta pelo contratante contestando a existência integral ou parcial do débito; b) demonstração
efetiva da cobrança indevida, amparada em jurisprudência consolidada do Supremo Tribunal Federal ou do Superior Tribunal
de Justiça; c) sendo parcial a contestação, que haja o depósito da parte incontroversa ou a prestação de caução idônea, a
critério do magistrado.” (AgRg no Ag 1393201/RS, Rel. Ministro SIDNEI BENETI, TERCEIRA TURMA, julgado em 24/05/2011,
DJe 03/06/2011). 7 - Assim, evidenciando-se a adequação da cobrança perpetrada pelo banco credor, que em exercício regular
de direito inscreveu o nome do devedor nos serviços de proteção ao crédito, posto que devidamente comprovada a legalidade
das cláusulas contratuais pactuadas, não merecem prosperar as pretensões revisional, cautelar e indenizatória ora em questão.
8 - Apelo conhecido e desprovido. Sentença confirmada. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta
Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, por unanimidade, em conhecer da apelação
cível interposta, para negar-lhe provimento, tudo de conformidade com o voto do e. Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES
Relator Procurador(a) de Justiça

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 44

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0060180-30.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Fundação Patriolino Ribeiro. Advogado: Cid Saboia de Carvalho
(OAB: 1516/CE). Advogado: Roberio Fontenele de Carvalho (OAB: 7531/CE). Advogado: Fernando Henrique Dias de Sousa
(OAB: 14480/CE). Advogada: Helane Melo Cardoso (OAB: 10309/CE). Advogado: Ademar Mendes Bezerra Junior (OAB: 15786/
CE). Advogado: Homero Madeiro Agra (OAB: 15806/CE). Advogada: Diana Bastos Vasconcelos Bomfim (OAB: 18384/CE).
Advogada: Anya Lima Penha de Brito (OAB: 19162/CE). Apelado: Município de Fortaleza-ce. Proc. Municipio: Jose Jorge Stenio
Moura de Oliveira (OAB: 4131/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: PROCESSUAL CIVIL. RECURSO
DE APELAÇÃO. AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO. AÇÃO EM QUE NÃO HOUVE CONDENAÇÃO.
FIXAÇÃO EQUITATIVA DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS NOS TERMOS DO ART. 20 § 4ª DO CPC. PRECEDENTES DO
STJ. APELO CONHECIDO E PROVIDO. 1. In casu, tratando-se de ação em que não há condenação, o arbitramento dos
honorários advocatícios deve obedecer aos ditames do art. 20, §§ 3º e 4º, do CPC, observados o grau de zelo do profissional,
o lugar de prestação do serviço, a natureza e a importância da causa, bem como o trabalho realizado pelo advogado e o
tempo exigido para o seu serviço. Respeitante à matéria, ressalto que o § 4º do art. 20 é exceção ao § 3º, uma vez que não se
limita aos quantitativos nele previstos. 4. Nesse contexto, há entendimento firmado pelo Colendo Superior Tribunal de Justiça,
em vários precedentes, no sentido de arbitrar a verba honorária em quantum razoável a fim de se evitar valores irrisórios ou
exorbitantes com fundamento no art. 20 § 3º e § 4º do Código de Processo Civil, sendo “admitida a elevação ou redução da
quantia arbitrada com fulcro no art. 20 § 3º e § 4º do Código de Processo Civil, quando se mostrarem exorbitantes ou ínfimos em
relação à complexidade da demanda e seu valor econômico.” (AgRg no Ag 1031077/SP, Rel. Min. Thereza de Assis Moura, DJe
30/06/2008). 4. Desta feita, acompanhando a orientação do STJ sobre a matéria, encontra-se passível de censura a sentença de
1º grau no tocante à fixação da verba honorária, diante da exorbitância do valor arbitrado em relação à reduzida complexidade
da causa submetida à apreciação judicial. 5. Recurso conhecido e provido. Sentença reformada, no sentido de reduzir a
condenação em honorários advocatícios, ora arbitrando-os em R$ 500,00 (quinhentos reais), em observância ao art. 20, § 4º
do Código de Processo Civil. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal de
Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, unanimemente, em conhecer da apelação, para dar-lhe provimento, tudo
de conformidade com o voto do e. Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do
Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0069387-19.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Cesar Augusto Pires da Silva. Advogado: Antonio Lucio Sousa
Freitas (OAB: 8929/CE). Advogado: Carlos Rogerio Alves Vieira (OAB: 23374/CE). Advogado: Francisco Jose Alves Teles (OAB:
12417/CE). Advogado: Francisco Jose Teixeira da Costa (OAB: 24045/CE). Advogado: Germano Monte Palacio (OAB: 11569/CE).
Advogada: Josefa Bezerra de Lima (OAB: 9328/CE). Advogada: Karla Teles dos Santos (OAB: 8919/CE). Advogada: Lucilene
Paula Ferreira (OAB: 6654/CE). Advogado: Luiz Eduardo Ferreira Lima (OAB: 8386/CE). Advogado: Mikhail Gomes Le Sueuer
(OAB: 20064/CE). Advogada: Olivia Maria Moreira de Farias (OAB: 16729/CE). Advogado: Ramon Ferreira Moreira (OAB: 14114/
CE). Advogada: Socorro de Fatima Marsicano de Brito Alexandria (OAB: 22933/CE). Advogada: Thais Lissia Gonçalves dos
Santos (OAB: 21424/CE). Advogado: Vartan Alves Boyadjian (OAB: 7351/CE). Advogada: Valdivia Pinheiro Furtado (OAB: 8758/
CE). Apelado: Estado do Ceará. Procª. Estado: Antonia Camily Gomes Cruz (OAB: 18376/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR
DE MAGALHÃES. EMENTA: ADMINISTRATIVO. CONSTITUCIONAL. APELAÇÃO. AÇÃO ORDINÁRIA DE REINTEGRAÇÃO DE
POLICIAL MILITAR EXCLUÍDO DA CORPORAÇÃO A BEM DA DISCIPLINA. PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR.
CERCEAMENTO DE DEFESA. NÃO CONFIGURADO. ATO ADMINISTRATIVO VINCULADO À PRÉVIA CONDENAÇÃO
PENAL. DESNECESSIDADE. OBEDIÊNCIA AO PRINCÍPIO DA INDEPENDÊNCIA DAS INSTÂNCIAS. APELO CONHECIDO
E DESPROVIDO. SENTENÇA CONFIRMADA. 1. A presente demanda consiste em analisar a possibilidade de anular o ato
administrativo que afastou o apelante da Polícia Militar do Estado do Ceará, a bem da disciplina, determinando sua reintegração
àquela Corporação. 2. Ressalte-se que não cabe ao presente julgado tratar do cerne meritório do processo administrativo
disciplinar guerreado, porém, se delimita à apreciação da legalidade do mesmo, sobretudo em verificação da viabilidade de
conhecimento administrativo acerca de matéria de natureza criminal, ainda não decidida jurisdicionalmente. 3. Deve-se atentar
para a diferenciação entre situações em que há a coexistência de duas espécies de ilícitos - administrativo e penal - perante
um mesmo escorço fático e aquelas em que o ilícito penal desencadeia uma sanção administrativa; na primeira hipótese citada,
há total independência das instâncias; no segundo contexto, há vinculação entre a sentença penal condenatória transitada em
julgado e o ato administrativo dela consequente, não prescindido este daquela. 4. É notório que o Princípio da Independência
das Instâncias é aplicável, in casu, pois aceitar a alegação de incompetência da seara administrativa seria o mesmo que permitir
condutas inadequadas cometidas por Policiais militares sem o devido processo administrativo, com a consequente punição. 5.
A questão alegada pela parte apelante quanto à ausência de tipicidade não pode ser apontada como causa ofensiva à ampla
defesa, pois o mesmo se defende dos fatos ilícitos a ele imputados. 6. Apelo conhecido e desprovido. Sentença confirmada.
ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta Câmara Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por unanimidade, em conhecer, para negar provimento ao recurso em referência e confirmar a sentença, nos termos do
voto do eminente Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0072984-23.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Liege Maria Silva Cavalcante. Agravante: Monica

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 45

Madeira Braga. Agravante: Francisca Marlucia Pinto Nascimento. Agravante: Valderlene Saraiva Pineo de Araujo. Agravante:
Edna Pereira da Silva. Advogado: Joao Alberto Matias Costa Filho (OAB: 21293/CE). Advogado: Eugenio Duarte Vasques
(OAB: 16040/CE). Advogada: Mariana Bizerril Nogueira (OAB: 18624/CE). Advogado: Rodrigo Rocha Gomes de Loiola (OAB:
20082/CE). Agravado: Município de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: AGRAVO DE
INSTRUMENTO. AÇÃO ORDINÁRIA. ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO. ANUÊNIO. QUESTIONAMENTO. REAJUSTES.
LIMINAR INDEFERIDA EM PRIMEIRA INSTÂNCIA. DECISÃO MANTIDA. IMPOSSIBILIDADE DE ANTECIPAÇÃO DE TUTELA
QUE OBJETIVA NO FEITO DE ORIGEM REAJUSTE DE VANTAGEM. VEDAÇÃO LEGAL. ART. 7º, §§ 2º E 5º, DA LEI Nº
12.016/09. 1. Inconformadas com a decisão interlocutória acostada às fls. 74/75 dizem as autoras, em resumo, que o MM.
Juiz negou pedidos de tutela antecipada formulados nos autos do Processo nº 0185488-03.2011.8.06.0001, onde questiona
correção do adicional por tempo de de serviço (anuênio), vez que alegam que os valores atualmente pagos seriam inferiores ao
efetivamente devidos. 2. De acordo com a documentação apresentada, todas as requerentes já percebem a citada gratificação,
que estaria sendo paga, contudo, em valores inferiores ao efetivamente devido. Mas, essa diferença, que será apurada no
decorrer da ação principal, não basta para caracterizar dano irreversível ou de difícil reparação, ante a vedação contida no art.
7º, §§ 2º da lei n. 12016/09 que afirma não ser possível a concessão de tutela antecipada contra a Fazenda Pública nas causas
que versem sobre reclassificação, equiparação, concessão de aumento ou extensão de vantagens de servidores públicos.
3. Ademais, o § 5º do mesmo artigo 7º dispõe que as vedações relacionadas com a concessão de liminares previstas neste
artigo se estendem à tutela antecipada a que se referem os arts. 273 e 461 da Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 - Código
de Processo Civil. 4. Agravo conhecido, porém improvido. Vistos, relatados e discutidos os autos do agravo de instrumento
nº 0072984-23.2012.8.06.0000, em que são partes as acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, do recurso, negando-lhe, contudo, provimento, nos termos
do voto do Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0073837-32.2012.8.06.0000 - Apelação Cível. Apelante: Ministerio Publico do Estado do Ceara. Promotor: Ministerio
Publico Estadual (OAB: /OO). Apelado: Franicsco Joaquim Sampaio. Advogado: Jose Otaviano Feitosa Neto (OAB: 23497/CE).
Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: CONSTITUCIONAL. ATO DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA.
OMISSÃO. JULGAMENTO DE EX-PREFEITO. INCOMPETÊNCIA DO TCM. AUSÊNCiA DE PREJUÍZO AO ERÁRIO. APELO
IMPROVIDO. 1. No presente caso, não assiste razão ao recorrente, pois é entendimento pacífico no sentido de que o Tribunal
de Contas dos Municípios não possui legitimidade para condenar gestores municipais, mas, tão somente, emitir parecer técnico
para auxiliar a Câmara Municipal na apreciação das contas dos Chefes do Poder Executivo Municipal. 2. Tanto é assim, que
a execução fiscal proposta pelo Ministério Público oficiante naquela circunscrição judicial, decorrente da Certidão da Dívida
Ativa, foi julgada extinta por reconhecer a incompetência do Tribunal de Contas dos Municípios para julgar prefeito. 3. Além
disso, não houve sequer demonstração de prejuízo ao erário, sobretudo porque o próprio recorrente, como já dito acima, ajuizou
demanda com o fim de perquirir os valores questionados em desfavor do ex-prefeito Afonso Tavares Dantas. 4. Apelo conhecido
e improvido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0073837-32.2012.8.06.0000/0,
em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de
Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, mas para negar-lhe provimento, em
conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente
do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0076659-91.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Banco Itau Unibanco S/A. Advogado: Moises Neto de
Oliveira (OAB: 8012/CE). Advogado: Francisco Claudio Araujo Ribeiro (OAB: 8652/CE). Advogada: Priscila Pereira Gonçalves
Rodrigues (OAB: 67363/RS). Agravado: Mary Empreendimentos Ltda. Advogado: Aloisio Cavalcanti Junior (OAB: 12426/CE).
Advogada: Rachel Philomeno Gomes Cavalcanti (OAB: 12083/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA:
AGRAVO DE INSTRUMENTO COM PEDIDO DE EFEITO SUSPENSIVO. CONCESSÃO. ART. 527, III DO CPC. PRELIMINAR
DE AUSÊNCIA DE DOCUMENTO OBRIGATÓRIO. REJEITADA. FASE DE CUMPRIMENTO DA SENTENÇA. HONORÁRIOS
DEVIDOS. ENTENDIMENTO EM RECURSO REPETITIVO DO STJ. REMUNERAÇÃO DEVE GUARDAR CORRESPONDÊNCIA
COM O TRABALHO DO ADVOGADO. ART. 20, § 4º DO CPC. AGRAVO DE INSTRUMENTO PARCIALMENTE PROVIDO. 1-
Inicialmente, em exame perfunctório, foi concedida a tutela antecipada com fulcro no art. 527, III da Lei Adjetiva Civil, no sentido
de sustar pagamento de honorários em impugnação ao cumprimento da sentença. 2- A agravada arguiu preliminar de ausência
de procuração gad judiciah outorgada pelo agravante. No entanto vislumbra-se nos autos tal documento, motivo pelo qual
REJEITO a preliminar. 3- No caso em comento, a impugnação ao cumprimento da sentença foi rejeitada, assim como noticiado
e não demonstrado que o montante da condenação tenha sido quitado ou garantido no prazo do art. 475-J. 4- As normas do
cumprimento de sentença imputam ônus ao devedor-vencido, intuindo afastar seu estado de passividade ou qualquer inércia,
incluindo-se multa, despesas e honorários de sucumbência. 5- Na forma dos mais novos julgados em Recurso Repetitivo do
STJ, reconheço devidos os honorários de advogado na fase de cumprimento da sentença, os quais devem ser fixados em
correspondência ao seu trabalho. 6- No entanto, o valor dos honorários no cumprimento da sentença não devem guardar
parâmetro com os da ação cognitiva, dado o trabalho profissional dispendido nesta e naquele. 7. Nesse sentido, conhecendo
de toda a matéria, os honorários em comento devem ser reduzidos, o que faço fixando-os em R$ 10.000,00 (dez mil Reais).
8. AGRAVO DE INSTRUMENTO CONHECIDO E PROVIDO EM PARTE. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de
Agravo de Instrumento nº 0076659-91.2012.8.06.0000 em que figura como parte os acima indicados. ACORDA 5ª Câmara
Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, em conhecer do presente recurso
de Agravo de Instrumento, para dar-lhe PARCIAL PROVIMENTO, nos termos do voto do desembargador Relator. Fortaleza,
08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR FRANCISCO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 46

SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0077857-66.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Município de Maracanaú. Procª. Munic.: Maria Stella
Monteiro Montenegro (OAB: 6501/CE). Proc. Municipio: Francisco Gilson Viana Martins (OAB: 1081/CE). Agravado: José Cardoso
da Silva Neto. Advogado: Zenilo Ronald da Silva Almada Rodrigues (OAB: 2153/CE). Advogado: Francisco Joatan Almeida
Andrade (OAB: 5548/CE). Advogada: Viviane Ferrer Almada Rodrigues (OAB: 14640/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO. MANDADO DE SEGURANÇA. DECISÃO INTERLOCUTÓRIA.
LIMINAR CONCEDIDA NO SENTIDO DE REINTEGRAR O AGRAVADO NO CARGO DE PROFESSOR DO MUNICÍPIO.
RECURSO INTERPOSTO SOB O FUNDAMENTO DE QUE O AGRAVADO NÃO APRESENTOU CÓPIA DO SEU DIPLOMA NO
MOMENTO DA POSSE. NÃO COMPROVADA LESÃO GRAVE E DIFÍCIL REPARAÇÃO AO AGRAVANTE. DECISÃO MANTIDA.
AGRAVO DESPROVIDO. 1. In casu, o presente agravo de instrumento foi interposto pelo município de Maracanaú em face
de decisão interlocutória proferida em mandado de segurança, que concedeu liminar no sentido de reintegrar o agravado no
cargo de professor. 2. A concessão de liminar é medida provisória em juízo de cognição primária, inserindo-se no poder geral
de cautela do magistrado, resultante do seu livre convencimento. 3. Com efeito, em que pese a insatisfação do agravante
suas alegações não ensejam a modificação da medida atacada, tendo em vista não haver demonstrado lesão grave e de difícil
reparação. Observa-se que o agravado apresentou declaração de conclusão de curso no ato da posse, demonstrando sua
habilitação para o exercício do cargo de professor; destarte, ao que diz respeito a ausência da apresentação diploma esta
questão apresenta cunho burocrático cuja legalidade será examinada na ação de mandado de segurança. AGRAVO CONHECIDO
E DESPROVIDO. DECISÃO MANTIDA. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da Agravo de Instrumento
nº 0077857.66.2012.8.06.0000, em que são partes as pessoas acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de
Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de Câmara, por unanimidade, em conhecer do Agravo de Instrumento, mas negar-
lhe provimento nos termos do voto do Desembargador Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO SUENON BASTOS
MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator Procurador(a)

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0079315-21.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Claudia Micheli de Souza Silva. Advogada: Rafaella
Brito Ferreira (OAB: 15969/CE). Agravado: Banco Itaucard S. A. Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA:
AGRAVO DE INSTRUMENTO - REVISIONAL DE CONTRATO - DEPÓSITOS DAS PARCELAS VENCIDAS E VINCENDAS -
EXCLUSÃO DE GRAVAME DOS CADASTROS DE RESTRIÇÃO AO CRÉDITO - RECURSO PROVIDO. 1. A jurisprudência
do Superior Tribunal de Justiça é pacífica no sentido de possibilitar o cancelamento ou a abstenção da inscrição do nome de
inadimplentes em cadastros de restrição ao crédito somente quando preenchidos três requisitos, quais sejam: ação que discuta
o débito, ainda que de forma parcial; a demonstração de que a cobrança indevida é fundada na aparência do bom direito e em
jurisprudência consolidada do STF ou STJ; e depósito do valor incontroverso ou caução devidamente prestada nos autos. 2.
Verifica-se nos autos que a demanda originária foi ajuizada com o fim de discutir o débito e a recorrente se utilizou dos meios
idôneos para afastar a mora, consubstanciada no pedido de depósito judicial dos valores incontroversos das parcelas vencidas
e vincendas, o que basta para a comprovação da verossimilhança do alegado. 3. Agravo de instrumento conhecido e provido.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de agravo de instrumento nº 0079315-21.2012.8.06.0000, em que
figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, para dar-lhe provimento, em conformidade com o
voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0130788-46.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Licio Justino Vinhas da
Silva (OAB: 16959/CE). Agravado: Carlos Eugênio Moreira Militão. Advogado: Ronaldo Pereira de Andrade (OAB: 14427/CE).
Advogado: Gonçalo Henrique Barreto Araujo (OAB: 16067/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA:
AGRAVO DE INSTRUMENTO. CONCURSO PÚBLICO. PROVA OBJETIVA. EXAME PELO PODER JUDICIÁRIO DOS CRITÉRIOS
DE CORREÇÃO ADOTADOS PELA BANCA EXAMINADORA. POSSIBILIDADE. LITISCONSORTE PASSIVO NECESSÁRIO
PASSIVO UNITÁRIO. NECESSIDADE. NO CASO CONCRETO, INEXISTE PROVA INEQUÍVOCA DA VEROSSIMILHANÇA DO
DIREITO ALEGADO. REFORMA DA DECISÃO RECORRIDA QUE SE IMPÕE. 1. PRELIMINAR DE LITISCONSORTE PASSIVO
NECESSÁRIO PASSIVO. In casu, há necessidade de existência de litisconsórcio passivo necessário unitário, uma vez que
a anulação de questão objetiva da prova alcança igualmente todos os candidatos e não apenas o recorrido. O litisconsórcio
unitário é aquele em que a decisão de mérito a ser proferida será necessariamente a mesma para todos os litisconsortes,
isto é, cuidando-se de pedido de anulação de QUESTÃO DE PROVA OBJETIVA, o gabarito deverá ser o mesmo para todos
os candidatos, de forma que a anulação de UMA questão da prova deverá aproveitar a todos e não ao recorrido apenas.
Preliminar acolhida. 2. Sabe-se, que compete ao Poder Judiciário fazer o exame dos critérios de correção adotados pela banca
examinadora desde que a comissão tenha agido com desvio de finalidade ou os critérios adotados sejam completamente
teratológicos. 3. No presente caso, inexiste prova inequívoca da verossimilhança do direito alegado, o que impõe a reforma da
decisão agravada, sob pena de afronta ao art. 273, caput, do CPC. 4. Agravo conhecido e provido, para, revogando a decisão
recorrida, determinar que o juiz abra prazo para o recorrido emendar a inicial e promover a citação de todos os litisconsortes,
sob pena de indeferimento da inicial. Vistos, relatados e discutidos os autos do recurso de agravo de instrumento nº 0130788-

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 47

46.2012.8.06.0000, em que são partes as acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, em conhecer do recurso e dar-lhe provimento, nos termos do voto do Relator.
Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0130825-73.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Município de Fortaleza. Procª. Munic.: Natercia Sampaio
Siqueira (OAB: 15057/CE). Agravado: Advocacia e Consultoria Rafael Pordeus. Advogado: Jose Erinaldo Dantas Filho (OAB:
11200/CE). Advogado: Paulo Fernandes Viana de Araujo (OAB: 21007/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA.
EMENTA: CIVIL. PROCESSO CIVIL. AGRAVO DE INSTRUMENTO. APELAÇÃO EM AÇÃO ANULATÓRIA COM PEDIDO
DE TUTELA ANTECIPADA. RECEBIDA SOMENTE NO EFEITOS DEVOLUTIVO. RECURSO PARA CONCEDER EFEITO
SUSPENSIVO. IMPOSSIBILIDADE. 1 - Em regra, a apelação interposta contra sentença que confirmar a antecipação dos
efeitos da tutela será recebida apenas em seu efeito devolutivo. Precedentes. 2 - Doutrina e jurisprudência têm afirmado ser
possível a concessão de efeito suspensivo à apelação contra sentença que confirmar a antecipação dos efeitos da tutela ou
liminar, desde que a decisão recorrida seja capaz de gerar lesão grave ou de difícil reparação, conforme preceitua o artigo 558,
parágrafo único, do Código de Processo Civil, que não é o caso em questão. 3 - Agravo conhecido. Recurso improvido. Vistos,
relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 0130825-73.2012.8.06.0000, em que são partes as acima
indicadas. ACÓRDÃO: ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de Turma, por
unanimidade, em conhecer do presente Agravo de Instrumento, para negar-lhe provimento, nos termos do voto do eminente
Desembargador Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0131416-35.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Damiao Soares Tenorio
(OAB: 26614/CE). Agravado: Francisco Lima Silveira. Advogada: Maria Betania Sousa Loureiro (OAB: 25433/CE). Advogada:
Ana Ruth Batista de Freitas (OAB: 24434/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: ADMINISTRATIVO.
AGRAVO DE INSTRUMENTO. CONCURSO PÚBLICO. SOLDADO DA POLÍCIA MILITAR. CANDIDATO ELIMINADO
DURANTE A INSPEÇÃO MÉDICA. EXCLUSÃO MOTIVADA PELA SUPOSTA FALTA DO EXAME DA COLUNA SACRA. EXAME
DEVIDAMENTE APRESENTADO, MAS, COM NOMENCLATURA DIVERSA. RAIO X DE COLUNA LOMBAR. VIOLAÇÃO DO
PRINCÍPIO DO CONTRADITÓRIO E AMPLA. SEGURANÇA JURÍDICA AMEAÇADA. ATO ADMINISTRATIVO RIGOROSO E
DESARRAZOADO. INCLUSÃO DO AGRAVADO NO CURSO DE FORMAÇÃO. POSSIBILIDADE. 1. Pela documentação juntada
às fls. 14/78, pelo agravante, revela que houve efetiva apresentação do exames necessários à inspeção de saúde, bem como
revela que o agravado, a despeito da falha formal verificada pela administração, cumpriu de maneira adequada as exigências
previstas no edital, escapando-lhe, tão somente, a apresentação da radiografia da coluna sacral, bem como que o que levou a
banca examinadora a indeferir o recurso do agravado foi a ausência do laudo da radiografia da coluna sacral e não a ausência
da radiografia da coluna sacral (fls. 30), o que demonstra conflito na avaliação do recurso mesmo, ora alega ausência de
laudo da radiografia (fls. 30), ora sustenta a ausência da radiografia (fls. 19). 2. Ora, diante de tal documentação, percebe-se
que não há motivos para que o agravado não tenha entregue os exames necessários a sua aprovação como alegará a banco
organizadora, vez que nem os mesmos são coerentes nas suas afirmações, o que leva a violação do princípio da congruência,
bem como a violação da segurança jurídica, do contraditório e ampla defesa. 3. Com efeito, a meu sentir, não se poderia exigir
do candidato que conhecesse, em sua integralidade, todas as nuances do conteúdo da avaliação médica a que foi submetido,
notadamente quando o equívoco se refere, como demonstrado acima, à nomenclatura médica utilizada no respectivo laudo
do exame; decerto, não se poderia exigir do agravado a diferenciação precisa entre os exames da coluna sacral e da coluna
lombar, bem como apresentação de laudos e radiografias. 4. Assim, o ato de exclusão revela-se excessivamente rigoroso e
desarrazoado, até porque o exame não resultou nenhuma condição incapacitante, prevista no edital, que impossibilitasse o
candidato de exercer as funções militares, sendo, portanto, descabida a exclusão impugnada. 5. Recurso conhecido, mas não
provido. Vistos, relatados e discutidos os autos do agravo regimental nº 0131416-35.8.06.0000/0/50000, em que são partes
as acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, na sua composição camerária,
por unanimidade, em conhecer do agravo de instrumento, negando-lhe provimento, nos termos do voto do Relator. Fortaleza,
08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0132471-21.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Free Life Operadora de Planos de Saúde Ltda. Advogado:
Sergio de Freitas Carneiro Filho (OAB: 21302/CE). Advogado: Cid Marconi Gurgel de Souza (OAB: 10007/CE). Agravada:
Francisca Evelyn de Sousa Taveira Representada Por Eurislânia Correia de Sousa. Def. Público: Defensoria Pública do Estado
do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - PLANO DE
SAÚDE - CDC - DOENÇA PREEXISTENTE - EXAME PRÉVIO - ÔNUS DA OPERADORA - RECURSO IMPROVIDO. 1. Não
se vislumbra plausibilidade jurídica a ensejar o acolhimento das razões recursais, na medida em que a relação estabelecida
entre as partes deve ser regida sob às luzes do Estatuto de Defesa do Consumidor, tendo em vista o contrato de adesão
firmado. 2. Incumbe à operadora do plano de saúde, antes de firmar o contrato, investigar, por meio de exames prévios, as
condições da beneficiária quanto à existência de doenças, o que não se verificou no caso concreto, pois a agravante não

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 48

acosta aos autos a declaração que alega subsistir doença preexiste da parte agravada, devendo arcar com a responsabilidade
decorrente de sua desídia. 3. Agravo de instrumento conhecido e improvido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos de agravo de instrumento nº 0132471-21.2012.8.06.0000, em que figuram as partes acima indicadas, acordam
os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em
conhecer do recurso interposto, mas para negar-lhe provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 8
de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO
MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0132524-02.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco


do Nordeste do Brasil - Camed. Advogado: Anastacio Jorge Matos de Sousa Marinho (OAB: 8502/CE). Advogada: Deborah
Sales Belchior (OAB: 9687/CE). Advogado: Antonio Eduardo de Lima Machado Ferri (OAB: 21310/CE). Advogado: Tiago
Asfor Rocha Lima (OAB: 16386/CE). Advogado: Antonio Alberto Fontenele Dias (OAB: 24082/CE). Advogado: Claudio Moreira
Philomeno Gomes Neto (OAB: 23376/CE). Agravada: Cristina Pereira Kapazi. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do
Ceará (OAB: /CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO CÍVEL. AÇÃO
ORDINÁRIA DE OBRIGAÇÃO DE FAZER C/C REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS E PEDIDO LIMINAR EM ANTECIPAÇÃO DE
TUTELA. PLANO DE SAÚDE PRIVADO. PROCEDIMENTO DE ELETROCONVULSOTERAPIA. NEGATIVA DE COBERTURA.
EXCLUSÃO CONTRATUAL. TRATAMENTO PREVISTO NO RECEITUÁRIO MÉDICO. MEIO ADEQUADO. APLICAÇÃO DO
CDC. CLÁUSULA ABUSIVA. ARTS. 47 E 51. URGÊNCIA DO TRATAMENTO. OFENSA À DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA.
INSTITUIÇÃO COMPLEMENTAR AO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (ARTS. 196 E 199, CF). DEVER DE COBERTURA DOS
CUSTOS ASSISTENCIAIS. AGRAVO CONHECIDO E IMPROVIDO. DECISÃO MANTIDA. 1 - Atualmente, o Direito Civil trabalha
em constante diálogo com outros microssistemas jurídicos, como o CDC, como assim já prelecionava Erik Jayme, na teoria,
trazida ao Brasil por Cláudia Lima Marques, intitulada “teoria do diálogo das fonte”; além de estar obrigatoriamente inundado
pelos preceitos e garantias previstos na Carta Fundamental, como é o caso do princípio da dignidade da pessoa humana, em
decorrência do fenômeno da “eficácia horizontal dos direitos fundamentais”, que passou a proteger no mundo contemporâneo
as relações privadas. 2 - Ademais, houve prescrição expressa do tratamento com 12 (doze) sessões de eletroconvulsoterapia
(fls. 53 - 54), sendo tal procedimento urgente, podendo trazer risco para a vida da agravada na hipótese de não ser realizado.
3 - A jurisprudência é assente em afirmar que, em não havendo má-fé do favorecido, e por ser aplicado à espécie o Código
consumerista, pode haver a declaração de nulidade da cláusula contratual abusiva (art. 51 da referida legislação), a qual se
consubstancia na exclusão da cobertura de procedimento previsto no pacto firmado que deve ser realizado imediatamente,
sob pena de causar prejuízos irreparáveis ao paciente. 4 - O art. 47 do CDC aduz que as cláusulas contratuais devem ser
interpretadas de modo mais favorável ao consumidor, e, em competindo ao médico, profissional especializado, a avaliação
dos meios adequados ao tratamento do paciente, não pode a operadora querer eximir-se da responsabilidade de prestação
do serviço e adentrar no mérito da modalidade de tratamento que traga resultados mais favoráveis para a melhora da doença
que acomete a vítima. 5 - Presentes os requisitos da medida antecipatória pleiteada, impera-se a manutenção do decisum
agravado. Recurso conhecido e improvido. Decisão mantida. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta
Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, unanimemente, em conhecer do agravo
de instrumento, para negar-lhe provimento, mantendo os termos da decisão interlocutória agravada, tudo de conformidade
com o voto do E. Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0139682-13.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Quintas das Fontes Empreendimentos Imobiliários Ltda.
Advogado: Daniel Sucupira Barreto (OAB: 17070/CE). Apelado: Marrocos Aragão Projetos Integrados Ltda.. Advogado: Fabio
Tadeu Nicolosi Serrao (OAB: 13343/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: PROCESSUAL CIVIL.
APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS À EXECUÇÃO FUNDADOS DESCUMPRIMENTO DA OBRIGAÇÃO E EM EXCESSO DE
EXECUÇÃO. SENTENÇA PELA IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO. NULIDADE DA SENTENÇA, EM FACE A VIOLAÇÃO DO
JUIZ NATURAL. IMPOSSIBILIDADE. PRELIMINAR DE CERCEAMENTO DE DEFESA, ANTE O JULGAMENTO ANTECIPADA
DA LIDE OCORRÊNCIA. AUSÊNCIA DE ANÚNCIO PRÉVIO. IMPRESCINDIBILIDADE. REABERTURA DA FASE COGNITIVA.
PRECEDENTES DO STJ. PRELIMINAR ACOLHIDA. RETORNO DOS AUTOS A ORIGEM. PROVIMENTO. 1. NULIDADE DA
SENTENÇA, EM FACE A VIOLAÇÃO DO JUIZ NATURAL. Sustenta a apelante que o Magistrado sentenciante se “arvorou”,
ilegalmente, no direito de responder por aquele Juízo, vez que quando da prolação da sentença, estava em vigor a Portaria nº
134/2012, do Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, que havia designado o Dr. Fernando Antônio Medida de
Lucena, Juiz Auxiliar da 5ª Zona Judiciária, para responder pela 2ª Vara da comarca de Eusébio, no período das férias do Juiz
Titular, e, para tanto, alega que inúmeros atos judiciais foram praticados pelo eminente Juiz designado no mês de março de
2012 (vide - certidão de fls. 119/124). 2. Analisando os documentos colacionados pela apelante, mas precisamente a Portaria
nº 134/2012 (vide - fls. 117), onde designa o Dr. Fernando Antônio Medida de Lucena para responder pela 2ª Vara da Comarca
de Eusébio, durante as férias do Dr. Edísio Meira Tejo Neto, Juiz Titular daquela comarca, verificar-se que não há qualquer
nulidade na sentença prolatada pelo eminente Dr. Erick Omar Soares Araújo, Juiz Substituto, em respondência, que prolatou
e assinou a decisão ora recorrida em abril de 2012, mais de 60 (sessenta) dias após a publicação da supracitada Portaria.
Ademais, feito pesquisa junto a Secretária Geral do Tribunal de Justiça, contatou-se a existência da Portaria n. 267/2012, de
27 de fevereiro de 2012, onde designar o Dr. Erick Omar Soares Araújo para responder pela 3ª Vara de Comarca de Eusébio,
durante vacância, bem como pela 2ª Vara, quando esta se encontrar vaga. 3. Assim, é de fácil constatação que o d. Magistrado
sentenciante, quem seja, o Dr. Erick Omar Soares Araújo, não se encontrava de férias e muito menos usurpou competência
de outro Magistrado, qual seja, o Dr. Fernando Antônio Medida de Lucena ou mesmo do Juiz Titular, o Dr. Edísio Meira Tejo
Neto. Assim, a sentença recorrida tem validade no mundo jurídico. Logo, rejeito a preliminar levantada. 4. JULGAMENTO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 49

ANTECIPADO DA LIDE. Após infrutífera audiência de conciliação, o Juiz a quo, de plano, julgou antecipadamente a lide sem dar
oportunidade às partes para produção de provas. Desse modo, verifica-se que a sentença atacada não merece subsistir, uma
vez que o Magistrado de primeiro grau não intimou qualquer das partes a respeito da adoção do julgamento antecipado ao caso
concreto. Tal conduta viola o direito de ampla defesa das partes no processo civil e do devido processo legal. 5. Neste diapasão,
diante da constatação de limitação indevida ao direito das partes, uma vez que não foi anunciado o julgamento antecipado
da lide, como também sequer lhes foi dado oportunidade para produção de qualquer prova admitida em direito, patente o
cerceamento da defesa, ensejando a nulidade da sentença ora atacada. 6. Conheço do recurso para lhe dar provimento, no
sentido de acolher a preliminar de nulidade suscitada pela apelante, para que os autos retornarem à 1ª instância, afim de que
seja dada oportunidade às partes para produção de provas, com o regular seguimento do feito em seus ulteriores termos.
Vistos, relatados e discutidos os autos do recurso de apelação nº 0139682-13.2009.8.06.0001/0, em que são partes as acima
indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade,
em conhecer do recurso, dando-lhe provimento, nos termos do voto do Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0158190-02.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Mauricio Penha Cysne Neto. Advogado: Dirceu Antonio Brito
Jorge (OAB: 21648/CE). Apelado: Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento S/A. Advogado: Rafael Pordeus Costa Lima
Filho (OAB: 3432/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: APELAÇÃO. CIVIL E PROCESSUAL CIVIL.
AÇÃO REVISIONAL. SENTENÇA LIMINAR DE MÉRITO (CPC, ART. 285-A). POSSIBILIDADE. MATÉRIA UNICAMENTE DE
DIREITO. CONTRATO DE FINANCIAMENTO BANCÁRIO. CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. APLICABILIDADE.
POSSIBILIDADE DE REVISÃO DAS CLÁUSULAS CONTRATUAIS. CAPITALIZAÇÃO MENSAL DE JUROS. PACTUAÇÃO
DEMONSTRADA. ADEQUAÇÃO DA INCIDÊNCIA. JUROS REMUNERATÓRIOS. FIXAÇÃO EM PERCENTUAL SUPERIOR A
12% AO ANO. ABUSIVIDADE. INEXISTÊNCIA. INAPLICABILIDADE DO ART. 192, § 3º DA CF/88. AUSÊNCIA DE EDIÇÃO
DE LEI COMPLEMENTAR. IMPOSSIBILIDADE DE CUMULAÇÃO DE COMISSÃO DE PERMANÊNCIA COM OUTROS
ENCARGOS MORATÓRIOS. APELO CONHECIDO E DESPROVIDO. SENTENÇA CONFIRMADA. 1 - Tratando-se de matéria
unicamente de direito, acerca da qual já existe entendimento consolidado no juízo prolator da sentença, não há óbice, nem
afronta constitucional, na aplicação do artigo 285-A, do CPC, mormente quando se trata de matéria repetitiva, acerca da qual,
inclusive, a jurisprudência de Tribunal Superior é pacífica. (STJ, Segunda Turma, Relator: Ministro Castro Meira, Ag 1274166/
RS). 2 - Aplica-se o Código de Defesa do Consumidor aos contratos celebrados com instituições financeiras (STJ, Súmula 297),
impondo-se, dessa forma, a flexibilização do princípio da autonomia da vontade (pacta sunt servanda), sendo permitido ao Poder
Judiciário intervir nas relações entre particulares, para restabelecer o equilíbrio contratual. 3 - No caso em análise, o contrato
foi firmado após a edição da MP 1.963-17/2000 de 31 de março de 2000 (reeditada sob o nº 2.170-36/2001). Desse modo, a
capitalização dos juros só é admitida quando expressa de maneira clara, explícita, nos contratos. Pactuação expressamente
demonstrada, de forma clara e inequívoca. Reconhecimento da adequação de tal incidência. 4 - A limitação da taxa de juros reais
a 12% ao ano, tinha sua aplicabilidade condicionada à edição de lei complementar (art. 192, § 3º da CF/88). Súmula Vinculante
nº 7. Embora não exista tal limitação, é admitida a revisão dessa taxa em situações excepcionais, desde que caracterizada a
relação de consumo e demonstrada a abusividade (art. 51, §1º, do CDC). Dessa forma, somente caberá a modificação dos juros
remuneratórios pactuados quando ocorrer uma situação de manifesta abusividade, devendo ser provado, no caso concreto, que
a taxa é cobrada em valor bastante superior ao que as demais instituições financeiras praticam. 5 - Não pode ser cumulada a
comissão de permanência a outros encargos legais e contratuais, tais como a correção monetária ou a multa contratual, que,
previstos para a situação de inadimplência, criam incompatibilidade para o deferimento desta parcela. Diante da ausência
de pactuação do referido encargo, torna-se dispensável afastar sua incidência. 6 - Apelo conhecido e desprovido. Sentença
confirmada. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por uma de suas Turmas, por unanimidade, em conhecer da apelação cível interposta, para negar-lhe provimento, tudo
de conformidade com o voto do e. Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do
Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0425415-26.2010.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Edimar Pereira de Paiva. Advogado: Gerlano Araujo Pereira da Costa
(OAB: 9544/CE). Apelado: Banco Fiat S/A. Advogado: Rodrigo Lapa de Araujo Silva (OAB: 24250/CE). Relator(a): FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: CONTRATO DE FINANCIAMENTO BANCÁRIO. AÇÃO REVISIONAL. APLICAÇÃO DO
ARTIGO 285-A DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. APELAÇÃO CONHECIDA E DESPROVIDA. SENTENÇA CONFIRMADA.
1. O artigo 285-A do Código de Processo Civil encerra em seus termos duas indispensáveis condições de aplicabilidade: a)
que seja matéria controvertida exclusivamente de direito; b) que tenha o juízo se manifestado em casos idênticos pela total
improcedência do pedido. 2. O mencionado artigo prima pelos princípios da eficiência e celeridade processual, em vista de
reiteradas decisões proferidas pelo juízo em casos semelhantes, utilizando-se, para tanto de uma sentença paradigma. No
presente caso, agiu acertadamente o magistrado que julgou improcedente o pedido do autor tendo em vista não vislumbrar
nenhuma ilegalidade cometida no contrato celebrado entre as partes. 3. APELAÇÃO CONHECIDA E DESPROVIDA. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da Apelação Cível nº 0425415-26.2010.8.06.0001, em que são partes as
pessoas acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por
unanimidade, em conhecer da Apelação Cível, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do Desembargador Relator.
Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 50

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0456060-97.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Banco Santander Brasil S/A. Advogado: Rafael Pordeus Costa
Lima Filho (OAB: 3432/CE). Apelada: Sandra Fontenele Gonçalves. Advogada: Sandra Fontenele Goncalves (OAB: 8552/CE).
Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: CIVIL. PROCESSO CIVIL. APELAÇÃO CÍVEL. CONTRATO
BANCÁRIO. AÇÃO REVISIONAL. APLICABILIDADE DO CDC. FLEXIBILIZAÇÃO DO PRINCÍPIO DO PACTA SUNT SERVANDA
E DA AUTONOMIA DE VONTADE DAS PARTES. ANATOCISMO. APLICAÇÃO DA SÚMULA 121. IMPOSSIBILIDADE DE
CUMULAÇÃO DE COMISSÃO DE PERMANÊNCIA E CORREÇÃO MONETÁRIA. LIMITAÇÃO DE JUROS A 12% AO ANO. NÃO
OCORRÊNCIA. ILEGALIDADE DE MULTA MORATÓRIA ACIMA DE 2%. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL CONHECIDO E
IMPROVIDO. 1. Preliminarmente, cabe ressaltar o que aduz o Superior Tribunal de Justiça: Súmula 286 - A renegociação
de contrato bancário ou a confissão da dívida não impede a possibilidade de discussão sobre eventuais ilegalidades dos
contratos anteriores. 2. Conforme teor da Súmula nº 297 do STJ, “o Código de Defesa do Consumidor é aplicável às instituições
financeiras”, inexistindo dúvidas acerca de tal aspecto no caso em liça. 3. A norma do § 3º do art. 192 da Constituição, revogada
pela Emenda Constitucional 40/2003, que limitava a taxa de juros reais a 12% ao ano, tinha a sua aplicabilidade condicionada
à edição de lei complementar, conforme determina a Súmula Vinculante nº 7. Não ocorrendo, portanto, tal limitação no caso
em tablado. 4. É inválida a capitalização mensal de juros por instituição financeira. Súmula 121 do STF. 5. Também inválida a
cumulação de comissão de permanência com correção monetária ou quaisquer outros encargos moratórios, conforme teor da
Súmula nº 30 do STJ. 6. Por ser aplicável a dicção do CDC, a multa moratória não pode ser superior a 2%, conforme teor do art.
52, § 1º, do referido diploma normativo. 7. Sentença mantida, dando total improvimento ao apelo Vistos, relatados e discutidos
os autos do recurso de apelação nº 0456060-97.2011.8.06.0001, em que são partes as acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara
Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, em conhecer do recurso, negando-
lhe provimento, nos termos do voto do eminente Desembargador Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0526526-05.2000.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Município de Fortaleza. Proc. Municipio: Jose
Soares de Souza Neto (OAB: 8153/CE). Remetente: Juiz de Direito da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza.
Apelado: Condomínio Edifício Parati. Advogada: Maria Jose de Farias Machado (OAB: 4924/CE). Advogada: Natalia Barbosa
Costa (OAB: 24448/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. REEXAME
NECESSÁRIO. MANDADO DE SEGURANÇA. TRIBUTÁRIO. INCIDÊNCIA DE ITBI AFASTADA. SÚMULAS 110 E 470 DO STF.
RECURSOS CONHECIDOS E IMPROVIDOS. 1 - A questão recursal consiste em estabelecer se há ou não a incidência do ITBI
(Imposto sobre a Transmissão inter vivos de Bens Imóveis) sobre as construções realizadas no terreno em questão. 2 - In casu,
restou demonstrado, conforme farta documentação acostada aos autos, que o momento efetivo da transferência do imóvel em
questão se deu antes da edificação construída pelo recorrido, devendo, portanto , ser considerado, para o fato gerador do ITBI,
o momento da transcrição do contrato de permuta no Registro Imobiliário - Súmulas 110 e 470 do STF. 3 - Apelo e Reexame
Necessário conhecidos e improvidos. ACÓRDÃO: ACORDA a Turma Julgadora da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do
Ceará, por votação unânime, em conhecer de ambos os recursos para, negar-lhes provimento, nos termos do voto do Relator.
Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0551284-28.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: B. V Financeira S/A Crédito, Financiamento e Investimento.


Advogada: Ticiana Leite Escorcio Athayde (OAB: 19232/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA:
PROCESSUAL CIVIL. BUSCA E APREENSÃO. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. COMPROVAÇÃO DA MORA. PROTESTO
REALIZADO EM CARTÓRIO DE NOTAS E PROTESTOS DE FORTALEZA. VALIDADE. REQUISITO PARA ANÁLISE DA
LIMINAR. Ao promovido é possível alegar a nulidade das cláusulas do contrato garantido com a alienação fiduciária, bem como
possível também é rever, de ofício, cláusulas contratuais consideradas abusivas, para anular com base no art. 51, IV do CDC.
A mora na alienação fiduciária constitui-se ex re, isto é, decorre automaticamente do vencimento do prazo para pagamento,
por isso não cabe qualquer inquirição a respeito do montante ou origem da dívida para a aferição da configuração da mora.
In casu, observa-se que o recorrente insurge-se contra a sentença que julgou extinto o feito pela ausência de notificação
extrajudicial. Ocorre que, encontra-se devidamente comprovada a realização do protesto, conforme documento de fl. 39. Assim,
merece prosperar as argumentações recursais, devolvendo-se os autos à instância de primeito grau para análise de concessão
da liminar, tendo em vista que se encontram presentes todos os requisitos necessários à apreciação desta Ação de Busca e
Apreensão. RECURSO CONHECIDO E PROVIDO. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do Agravo de
Instrumento nº 0551284-28.2012.8.06.0001, em que são partes as pessoas acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do
Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de Câmara, por unanimidade, em conhecer do Agravo de Instrumento,
concedendo-lhe provimento, nos termos do voto do Desembargador Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator Procurador(a)

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0551438-46.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Raimundo Falcão Filho. Def. Público: Defensoria Pública do
Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Banco Santander ( Brasil) S. A. Advogada: Annie Cavalcanti Costa Lima (OAB: 21562/

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 51

CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. EMENTA: APELAÇÃO. CIVIL E PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO REVISIONAL.
SENTENÇA LIMINAR DE MÉRITO (CPC, ART. 285-A). POSSIBILIDADE. MATÉRIA UNICAMENTE DE DIREITO. CONTRATO DE
FINANCIAMENTO BANCÁRIO. CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. APLICABILIDADE. POSSIBILIDADE DE REVISÃO
DAS CLÁUSULAS CONTRATUAIS. CAPITALIZAÇÃO MENSAL DE JUROS. AUSÊNCIA DE PACTUAÇÃO. INADEQUAÇÃO
DA INCIDÊNCIA. JUROS REMUNERATÓRIOS. FIXAÇÃO EM PERCENTUAL SUPERIOR A 12% AO ANO. ABUSIVIDADE.
INEXISTÊNCIA. INAPLICABILIDADE DO ART. 192, § 3º DA CF/88. AUSÊNCIA DE EDIÇÃO DE LEI COMPLEMENTAR.
IMPOSSIBILIDADE DE CUMULAÇÃO DE COMISSÃO DE PERMANÊNCIA COM OUTROS ENCARGOS MORATÓRIOS. APELO
CONHECIDO E PARCIALMENTE PROVIDO. SENTENÇA REFORMADA. 1 - Tratando-se de matéria unicamente de direito,
acerca da qual já existe entendimento consolidado no juízo prolator da sentença, não há óbice, nem afronta constitucional, na
aplicação do artigo 285-A, do CPC, mormente quando se trata de matéria repetitiva, acerca da qual, inclusive, a jurisprudência
de Tribunal Superior é pacífica. (STJ, Segunda Turma, Relator: Ministro Castro Meira, Ag 1274166/RS). 2 - Aplica-se o Código
de Defesa do Consumidor aos contratos celebrados com instituições financeiras (STJ, Súmula 297), impondo-se, dessa forma,
a flexibilização do princípio da autonomia da vontade (pacta sunt servanda), sendo permitido ao Poder Judiciário intervir nas
relações entre particulares, para restabelecer o equilíbrio contratual. 3 - No caso em análise, o contrato foi firmado após a edição
da MP 1.963-17/2000 de 31 de março de 2000 (reeditada sob o nº 2.170-36/2001). Desse modo, a capitalização dos juros só é
admitida quando expressa de maneira clara, explícita, nos contratos. Ausência de pactuação. Inadequação da incidência. 4 - A
limitação da taxa de juros reais a 12% ao ano, tinha sua aplicabilidade condicionada à edição de lei complementar (art. 192, § 3º
da CF/88). Súmula Vinculante nº 7. Embora não exista tal limitação, é admitida a revisão dessa taxa em situações excepcionais,
desde que caracterizada a relação de consumo e demonstrada a abusividade (art. 51, §1º, do CDC). Dessa forma, somente
caberá a modificação dos juros remuneratórios pactuados quando ocorrer uma situação de manifesta abusividade, devendo ser
provado, no caso concreto, que a taxa é cobrada em valor bastante superior ao que as demais instituições financeiras praticam.
5 - Não pode ser cumulada a comissão de permanência a outros encargos legais e contratuais, tais como a correção monetária
ou a multa contratual, que, previstos para a situação de inadimplência, criam incompatibilidade para o deferimento desta
parcela. Diante da ausência de pactuação do referido encargo, torna-se dispensável afastar sua incidência. 6 - Apelo conhecido
e parcialmente provido; para, reformando a sentença de 1º grau, julgar parcialmente procedente ação revisional, no sentido
de afastar a incidência da capitalização mensal de juros, mantendo a aplicação dos juros remuneratórios conforme pactuados.
7 - Respeitante à fixação de honorários advocatícios, uma vez que a ação foi julgada parcialmente procedente, determina-se a
sucumbência recíproca, com base no art. 21 do CPC e Súmula 306 do STJ, mas com a ressalva de que essa condenação se
faz nos termos do artigo 12 da Lei 1.060/50 quanto à parte apelante. ACÓRDÃO: Acordam os Desembargadores integrantes
da Quinta Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por uma de suas Turmas, por unanimidade, em conhecer
da apelação cível interposta, para dar-lhe parcial provimento, tudo de conformidade com o voto do e. Relator. Fortaleza, 8 de
maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE
MAGALHÃES Relator Procurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0906761-60.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria Geovanira Lima. Advogado: Gerlano Araujo Pereira da Costa
(OAB: 9544/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. CONTRATO BANCÁRIO.
AÇÃO REVISIONAL. SENTENÇA. EXTINÇÃO DO FEITO SEM JULGAMENTO DO MÉRITO. INACEITÁVEL. PRESENTE O
BINÔMIO DA NECESSIDADE E UTILIDADE NA PRESENTE DEMANDA. SENTENÇA ANULADA. DEVOLUÇÃO DOS AUTOS
AO JUÍZO DE ORIGEM. 1. Em que pesem os argumentos apresentados pelo recorrente, existem provas suficientes para a
propositura da ação, em vista de vasta documentação apresentada pela parte promovente. Observo, ainda, que a magistrada,
no início de sua decisão, manifestou-se pela legalidade do anatocismo, após, surpreendentemente, extinguiu o feito sem
julgamento do mérito. 2. Assim, anulo a sentença de primeiro grau “ex offício”, determinando a devolução dos autos ao juízo
de origem para que se estabeleça o contraditório e, por fim, haja pronunciamento do mérito da demanda. Vistos, relatados e
discutidos os autos do recurso de apelação nº 0906761-60.2012.8.06.0001, em que são partes as acima indicadas. ACORDA
a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, em conhecer do
recurso, ANULANDO A SENTENÇA “EX OFFICIO”, nos termos do voto do Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator Procurador(a)

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0040346-36.2012.8.06.0064 - Apelação Cível. Apelante: Itaú Seguros S/A. Advogado: Pedro Lucas Ferreira Rodrigues
(OAB: 21921/CE). Advogado: Rostand Inacio dos Santos (OAB: 22718/PE). Advogado: Joaquim Cabral de Melo Neto
(OAB: 27112/PE). Advogado: Carlos Robson Nogueira Lima Filho (OAB: 21231/CE). Advogada: Neyla Maria de King Freire
(OAB: 23101/CE). Advogada: Ana Carolina dos Anjos de Souza (OAB: 18348/CE). Apelado: Antonio Carlos Rodrigues da
Conceição. Advogado: Marcos Antonio Inácio da Silva (OAB: 20417/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE.
EMENTA: CIVIL E PROCESSO CIVIL. AÇÃO DE COBRANÇA. SEGURO DPVAT. PRELIMINAR. ILEGITIMIDADE PASSIVA AD
CAUSAM. LEGITIMIDADE DE QUALQUER DAS SEGURADORAS. AUSÊNCIA DE LAUDO MÉDICO DO ÓRGÃO OFICIAL.
NECESSIDADE DE AVALIAÇÃO DO GRAU DE INVALIDEZ PELO INSTITUTO MÉDICO LEGAL. ART. 5º, §5º, DA LEI 6.194/74.
RETORNO DOS AUTOS À ORIGEM. APELO CONHECIDO E PARCIALMENTE PROVIDO. 1. PRELIMINAR. 1.1. A empresa
seguradora recorrente arguiu ilegitimidade passiva ou substituição da seguradora ré. Observa-se que a Lei nº 6.194/74, com
as modificações posteriores, trata de consórcio de seguradoras. E assim sendo, faculta ao beneficiário a escolha por qualquer
uma das seguradoras consorciadas. REJEITO a preliminar de ilegitimidade passiva. 2. MÉRITO. 2.1. In casu, o acidente ocorreu
em 2011, devendo-se aplicar a Lei nº 6.194/74, com as modificações inclusas pela Lei nº 8.441, de 13 de julho de 1992, que
determina que o Instituto Médico Legal da jurisdição do acidente deve qualificar e quantificar as lesões físicas ou psíquicas
permanentes para fins do seguro previsto. 2.2. Torna-se indispensável a comprovação do grau da lesão suportada pelo segurado
para fins de apuração do quantum devido, haja vista a possibilidade de pagamento proporcional ao dano pessoal provocado pelo

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 52

acidente de trânsito. Tendo o legislador estabelecido uma gradação ao valor indenizatório em caso de invalidez permanente,
cabível a exigência de ser observada a qualificação da lesão antes de condenar ao pagamento integral do valor previsto na
lei. 2.3. Portanto, necessário se faz a devolução dos presentes autos ao juízo de origem para regular instrução probatória e
elaboração de laudo do Instituto Médico Legal da jurisdição do acidente, posto que não há como se aferir se o valor pago
pela seguradora é justo e adequado ao dano sofrido pelo segurado. 2.4. Recurso conhecido e parcialmente provido. Sentença
anulada, determinando-se o retorno dos autos ao juízo de origem para a regular dilação probatória e prolação de nova sentença.
ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da apelação cível nº. 0040346-36.2012.8.06.0064, em que figuram
as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso, para dar-lhe parcial provimento, nos termos do voto do relator.
Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0000903-32.2006.8.06.0115 - Apelação Cível. Apelante: Municipio de Limoeiro do Norte. Proc. Municipio: Antonio Evilazio
Soares (OAB: 8334/CE). Apelada: Amelia Augusta Maia. Advogado: Maury Oliveira Freitas (OAB: 4740/CE). Advogada: Elena
Alzira Dorsa Freitas (OAB: 15762/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: ADMINISTRATIVO.
SERVIDORA MUNICIPAL. ANUÊNIO. VALIDADE DA LEI INSTITUIDORA DO REGIME JURÍDICO ÚNICO. LEI COMPLEMENTAR
01/1992. ART. 67. APELO CONHECIDO E IMPROVIDO. SENTENÇA MANTIDA. 1.O direito à contagem do tempo de serviço
prestado para aquisição do benefício de anuênio, começa a contar 05(cinco) anos após a publicação da legislação então
vigente, Lei Complementar 01/1992. 2. In casu a servidora ajuizou a ação no ano de 2006, tendo o período anterior a 2001
sido prejudicado pela prescrição. 3. Portanto acertada está a sentença que condenou o município promovido ao pagamento
do adicional por tempo de serviço e seus reflexos à servidora, do período compreendido entre 25.07.2001 e março de 2005.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da Apelação Cível nº 0000903-32.2006.8.06.0115, em que são
partes as pessoas acima indicadas. ACORDA a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento
de Turma, por unanimidade, conhecer da apelação cível, negando-lhe, contudo, provimento, nos termos do voto do Relator.
Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0001333-77.2010.8.06.0071 - Apelação Cível. Apelante: Jahilton Alencar Arrais. Advogado: Francisco Goncalves Dias
(OAB: 10416/CE). Advogado: Domingos Savio Ribeiro Leite (OAB: 6643/CE). Advogado: Alexei Teixeira Lima (OAB: 14003/CE).
Apelado: Rafael Angelo. Advogado: Luis Carlos Duarte Sobreira Saraiva (OAB: 11866/CE). Advogado: Ilo Feijo Nepomuceno
(OAB: 20762/CE). Estagiário: Francisco Daniel Matos Nascimento (OAB: 23748/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES
FORTE. EMENTA: PROCESSUAL CIVIL. APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE NUNCIAÇÃO DE OBRA NOVA. ART. 934, I, DO
CPC. ÁREA DE PROPRIEDADE DO AUTOR INVADIDA. AUSÊNCIA DAS CONDIÇÕES DA AÇÃO. ILEGITIMIDADE PASSIVA
AD CAUSAM. EXTINÇÃO DO PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO. ART. 267, VI, C/C § 3º, DO CPC. MATÉRIA DE
ORDEM PÚBLICA. POSSIBILIDADE DE CONHECIMENTO DE OFÍCIO. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. 1. A ação
de nunciação de obra nova compete ao proprietário, possuidor, condômino ou Município contra aquele confinante que constrói
irregularmente, violando as regras estabelecidas para o direito de vizinhança, contidas no art. 934 do Código de Processual
Civil. 2. In casu, o demandante da presente ação alega que o promovido estaria construindo um muro com redução de parte
da área de sua propriedade. Resta colacionado aos autos a prova da invasão do terreno de propriedade da parte autora. No
entanto, o polo passivo da ação de nunciação de obra nova deve ser ocupado pelo dono do terreno ou da obra, ou seja, àquela
pessoa por conta de quem a obra foi executada, fato este que não restou comprovado nos autos. 3. A propriedade do terreno
confinante ao do apelante não pertence ao recorrido, nem há prova nos autos do aproveitamento da construção de muro, que
reduziu a área do terreno invadido, pelo mesmo. 4. Assim, não sendo o Sr. Rafael Angelo Noronha Damasceno nem proprietário
do imóvel nem tampouco dono da obra, é imperioso extinguir o processo, sem resolução de mérito, por força do art. 267, VI, do
CPC 5. Apelação Cível conhecida e improvida. Sentença mantida. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
de apelação cível nº 0001333-77.2010.8.06.0071, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores
integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer o
recurso, mas para negar-lhe provimento, em conformidade com o voto do relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0002041-29.2009.8.06.0115 - Apelação Cível. Apelante: Josélia Cavalcanti Peixoto. Advogado: Fabio Nogueira Rocha (OAB:
14833/CE). Apelado: Banco Itaucard S/A. Advogado: Nelson Paschoalotto (OAB: 18682/CE). Advogada: Aline Silva Lemos (OAB:
20565/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. DANO
MORAL. CONSUMIDOR. INSCRIÇÃO E EXCLUSÃO EM ÓRGÃO DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO ANTERIOR A QUITAÇÃO
DO VALOR DEVIDO. DANOS MORAIS INOCORRENTES. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. 1. A quaestio litis versa
sobre inscrição do nome da recorrente em órgãos de proteção ao crédito pelo Banco Itaucard S/A. A relação estabelecida
entre as partes regra-se através das normas de defesa do consumidor, com fulcro nos art. 6º, inciso VII, e art. 17, ambos
do Código de Defesa do Consumidor. 2. A demandante alega que celebrou contrato de financiamento com o banco réu e,
posteriormente ingressou na justiça mediante ação revisional, tendo composto amigavelmente acordo para pagar a referida
instituição o valor de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) e o banco retirar seu nome do cadastro de restrição ao crédito. No

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 53

entanto, sustenta que, mesmo tendo quitado a dívida, a parte ré manteve seu nome no cadastro de inadimplentes, causando-lhe
danos e, consequentemente, surgindo o dever de reparação. 3. Tratando-se de responsabilidade civil cabe ao postulante o ônus
de provar os fatos constitutivos do seu direito, com elementos suficientes para apontar indícios do ato ilícito, do dano praticado
pela parte adversa e o nexo de causalidade subsistente, conforme previsão do art. 333, inciso I, do CPC, o que não ocorreu
no presente caso. 4. Recurso conhecido e improvido. Manutenção da sentença de primeiro grau, afastando a condenação do
recorrido ao pagamento de indenização a título de danos morais, ante a inexistência de ato ilícito praticado, não subsistindo
o dano tido como suportado pela apelante, nem tampouco o dever de indenizar. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos da apelação cível nº. 0002041-29.2009.8.06.0115, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os
Desembargadores da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do
recurso, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0002777-97.2000.8.06.0071 - Apelação Cível. Apelante: José Pinheiro Teles de Melo. Apelante: Luiz Antonio Pinheiro de
Melo. Apelante: Ana Luciola de Melo Linhares. Apelante: Luiz Gonzaga de Melo Neto. Advogado: Francisco Leopoldo Martins
Filho (OAB: 10129/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. INVENTÁRIO.
EXTINÇÃO DA AÇÃO SEM APRECIAÇÃO D MÉRITO - ART. 267, II E III DO CPC. INÉRCIA DO AUTOR/INVENTARIANTE.
INADMISSIBILIDADE. APLICAÇÃO DO ART. 995, II DO CPC. SENTENÇA ANULADA. AUTOS A ORIGEM. A inércia da
inventariante, de acordo com o artigo 995, II, do CPC, impõe a sua remoção e a nomeação de outro inventariante e não a
extinção do processo sem resolução do mérito. A anulação da sentença é medida que se impõe, tendo em vista que a norma
especial do artigo 995, II, do CPC, prevalece sobre a norma geral do artigo 267 do Código de Processo Civil. Recurso conhecido
e provido. Sentença anulada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Apelação Cível nº 0002777-
97.2000.8.06.0071, em que figuram como partes as acima indicadas. ACORDA 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, em conhecer do recurso apelatório, e dar-lhe provimento, nos
termos do voto do desembargador Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do
Órgão Julgador DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0004828-58.2011.8.06.0051 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Instituto de Previdencia do Municipio de Boa


Viagem. Advogado: Pablo Lopes de Oliveira (OAB: 12712/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Boa
Viagem. Apelado: Darly Chaves do Nascimento. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a):
FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. EMENTA: CONSTITUCIONAL E PREVIDENCIÁRIO. REMESSA NECESSÁRIA E
APELAÇÃO. AÇÃO ORDINÁRIA. APOSENTADORIA. PARIDADE. AMPLITUDE. SENTENÇA PROCEDENTE. REMESSA E
APELAÇÃO CONHECIDOS, MAS NÃO PROVIDOS. SENTENÇA MANTIDA. 1. A Constituição Federal de 1988, em seu artigo
40, parágrafo 4º (parágrafos 3º e 7º, após a Emenda Constitucional nº. 20/98), erigiu o princípio da equiparação dos proventos
dos inativos aos vencimentos e vantagens conferidos aos servidores em atividade, de modo que o valor da remuneração, pago
a estes, será igualmente pago a aposentados e pensionistas, independentemente de sua natureza ou denominação, sendo
suficiente que tenham caráter habitual, isto é, que se o autor ainda estivesse na ativa, as estaria percebendo. 2. Remessa
obrigatória e apelação conhecidas e desprovidas. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do Reexame
necessário e da Apelação Cível nº 0004828-58.2011.8.06.0051, em que são partes as pessoas acima indicadas. ACORDA a 5ª
Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de Turma, por unanimidade, conhecer da remessa e da
apelação cível, negando-lhes, contudo, provimento, nos termos do voto do Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0026340-29.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria Sami Vieira Sousa. Apelante: Fernando Antonio. Advogado:
Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Advogado: Jose Nunes Rodrigues (OAB: 10346/CE). Apelado: Estado do Ceara.
Proc. Estado: Juvencio Vasconcelos Viana (OAB: 6883/CE). Apelado: Ipec - Instituto de Previdência do Estado do Ceará. Procª.
Jurídica: Geuza Leitao Barros (OAB: 5396/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL
- INCLUSÃO DO MARIDO COMO DEPENDENTE DE SERVIDORA PÚBLICA - FINS ASSISTENCIAIS E PREVIDENCIÁRIOS -
POSSIBILIDADE - PRINCÍPIO DA ISONOMIA - CONDIÇÃO REVOGADA - APELO PARCIALMENTE PROVIDO. 1. É entendimento
consolidado nesta Corte que o artigo 7º, inciso I, da Lei Estadual nº 10.776/82 não foi totalmente recepcionado pela Constituição
Federal por violar o princípio da isonomia, tendo em vista que estabelece discriminação por sexo, vez que apenas o cônjuge
varão deve demonstrar a condição de inválido. 2. Tanto é assim que o legislador estadual editou a Lei nº 14.687, de 30 de abril
de 2010, retirando a condição de invalidez imposta ao cônjuge varão, afastando, de uma vez por todas, a discussão sobre a
violação do princípio da isonomia. Tal dispositivo abriga matéria assistencial. 3. A Lei Complementar nº 12, de 23 de junho de
1999, que instituiu o Sistema Único de Previdência Social dos Servidores Públicos Civis e Militares, dos Agentes Públicos e dos
Membros de Poder do Estado do Ceará - SUPSEC, garantiu em seu artigo 6º, inciso I, o resguardo desta condição ao marido
de servidora pública. 4. Apelo conhecido e parcialmente provido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
de apelação cível nº 0026340-29.2006.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores
integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso
interposto, para dar-lhe parcial provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 54

FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES
FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0039002-36.2011.8.06.0167 - Apelação Cível. Apelante: Everson Wender Santos Sousa. Apelante: Francisco Everson
Lima Damasceno. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Ministerio Publico Estadual.
Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - PRÁTICA DE ATO INFRACIONAL - MENORES
INFRATORES - MEDIDA SOCIOEDUCATIVA DE INTERNAÇÃO - REPRIMENDA ADEQUADA AO CASO - APELO IMPROVIDO.
1. Com efeito, a Lei nº 8.069/90, chamada de Estatuto da Criança e do Adolescente, tem como finalidade maior a proteção da
criança e do adolescente, inclusive com a previsão de imposição de medida socioeducativa capaz de conscientizar o infrator
que a sua conduta discrepa da ordem jurídica criada pelo meio social como orientadora do comportamento dos indivíduos.
Daí a necessidade de suportar as consequências do ato praticado, o que se consubstancia através da aplicação de medida
socioeducativa proporcional à infração cometida. 2. Assim, compulsando detidamente os autos, observa-se que a reprimenda
aplicada mostra-se adequada para a ressocialização e proteção dos menores, pois restou comprovada a prática de crime
análogo ao delito de lesão nas dependências do Núcleo de Internação de Adolescentes desta cidade, quando já cumpria medida
socioeducativa, o que demonstra a gravidade da conduta levando-se em conta as condições pessoais dos adolescentes. 3.
Apelo conhecido e improvido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0039002-
36.2011.8.06.0167, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível
do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, mas para negar-lhe
provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS
MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0041129-33.2006.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Procª. Estado: Antonia Camily
Gomes Cruz (OAB: 18376/CE). Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelado:
Antonio Carlos de Lima Oliveira. Advogada: Mariayda Pereira Faria (OAB: 13728/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA. EMENTA: DIREITO ADMINISTRATIVO. AÇÃO ORDINÁRIA. APELAÇÃO CÍVEL. PEDIDO INCORPORAÇÃO
DE GRATIFICAÇÃO DE REPRESENTAÇÃO DE GABINETE. DECRETO Nº 21.706/1991 AOS SEUS VENCIMENTOS
QUANDO TRANSFERIDO PARA RESERVA REMUNERADA. INCIDÊNCIA DO PERCENTUAL DE 60%. APELAÇÃO REEXAME
CONHECIDOS E IMPROVIDOS. SENTENÇA CONFIRMADA. 1. Exercendo atividades na Polícia Militar do Ceará, o autor
percebia em seus proventos Gratificação de Representação de Gabinete. A referida gratificação fora retirada dos proventos
do autor tendo em vista que o mesmo passou para a reserva. 2. A súmula 23 desse Egrégio Tribunal de Justiça é clara: “Os
proventos do inativo e as pensões por morte devem corresponder à totalidade do que perceberia o militar, se estivesse em
atividade ou se vivo fosse, estendendo-se aos inativos e aos pensionistas quaisquer benefícios ou vantagens posteriormente
concedidos aos militares ativos, ainda que não sejam de caráter geral”. 3. Ademais, quanto à alegação de inexistência de direito
adquirido do autor ao recebimento da gratificação em questão, vê-se que esta também não merece prosperar, já que o autor
demonstrou possuir os requisitos para incorporá-la aos seus vencimentos, obedecendo o previsto no art. 43º. Da Lei Estadual
nº. 21.706/91. 4. RECURSOS CONHECIDOS E IMPROVIDOS. SENTENÇA CONFIRMADA. ACÓRDÃO:Vistos, relatados e
discutidos os autos do recurso de apelação nº 0041129-33.2006.8.06.0001, em que são partes as acima indicadas. ACORDA
a 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, em julgamento de turma, por unanimidade, em conhecer dos
recursos de apelação e reexame necessário interpostos, mas para negar-lhes provimentos, nos termos do voto do eminente
Relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador/Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0045015-69.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Francklicy Marques da Costa. Apelante: Gleinila Maria da Silva.
Advogado: Valdecy da Costa Alves (OAB: 10517/CE). Apelado: Município de Fortaleza. Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES
FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - PROFESSORES DA REDE MUNICIPAL - FÉRIAS EM DOBRO - ESTATUTO DO
MAGISTÉRIO DO MUNICÍPIO - IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO - REGIME JURÍDICO ÚNICO - VÍNCULO ESTATUTÁRIO
- - APELAÇÃO IMPROVIDA. 1. O cerne da discussão no feito cinge-se, pois, à existência ou não do alegado direito adquirido
dos apelantes em face de novo regime jurídico. 2. Com efeito, a Lei nº 6.794, de 27 de dezembro de 1990, instituiu o Estatuto
dos Servidores do Município de Fortaleza. Com isso, os recorrentes mantém vínculo estatutário com a municipalidade, restando,
pois, inaplicável o regramento contido na Consolidação das Leis Trabalhistas e também a Lei nº 5.895, de 13 de novembro de
1984 (Estatuto do Magistério). A primeira, por que norma específica rege a relação institucional mantida. A segunda lei, por que
o artigo 113 do Estatuto do Magistério, abaixo transcrito, é, inclusive, incompatível com a Constituição Federal. 3. Ademais, a
instituição de novo regime jurídico permite modificações por parte da Administração Pública sem que isso, por si só, importe em
ofensa a direito adquirido, desde que respeitados os princípios constitucionais. 4. Apelação conhecida e improvida. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0045015-69.2008.8.06.0001, em que figuram as partes
acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará,
por votação unânime, em conhecer do recurso voluntário interposto, mas para negar-lhe provimento, em conformidade com o
voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 55

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0069178-79.2009.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Matteus
Viana Neto (OAB: 9651/CE). Remetente: Juiz de Direito da 3° Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada:
Luiza Vieira da Silva. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE.
EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - PRELIMINAR - INÉPCIA DA INICIAL - AFASTADA - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DOS
INATIVOS - CONSTITUCIONALIDADE - INCIDÊNCIA LIMITADA ATÉ O VALOR MÁXIMO DO BENEFÍCIO PAGO PELO RGPS.
1.PRELIMINAR. 1.1. A parte ré, preliminarmente, argui a inépcia da inicial e requer o seu indeferimento, com a extinção do
feito, sem resolução de mérito, sob o argumento de que a narração dos fatos trazido à baila pela demandante não decorrem
logicamente a conclusão do seu pedido, tendo ocorrido ções. No entanto, REJEITA-SE a preliminar suscitada, uma vez
ausentes as hipóteses previstas no art. 295 do CPC. 2. MÉRITO. 2.1. Sobre a matéria, o artigo 5º, inciso LXVIII da Constituição
Federal, alterado pela Emenda Constitucional nº 45/2004, elencou como direito fundamental a celeridade processual no âmbito
administrativo e no judicial. Dessa maneira, não só o Poder Judiciário, mas também a Administração Pública devem agir em
tempo razoável, a fim de garantir segurança aos jurisdicionados e administrados, respectivamente. 2.2. A despeito disso,
o artigo 153 do Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado do Ceará, determina que o processo administrativo, para
a concessão de aposentadoria, deve ser finalizado no prazo de 90 (noventa) dias, dispositivo alterado pela vigência da lei
nº 12.780/1997. 2.3. Entre o afastamento da recorrida do serviço e a publicação do ato de aposentadoria, em junho 2006,
decorreu mais de três anos, sem que se tenha dado desfecho ao processo de aposentação, restando tal fato em descompasso
com os comandos normativos acima mencionados. Ressalte-se, por oportuno, a arguição da promovente de que o desconto
previdenciário perdurou até a data do ajuizamento da presente demanda em julho de 2009, a despeito da publicação do ato
de aposentadoria ter ocorrido em 2006, fato esse não contraditado pela parte ré. 2.4. O Supremo Tribunal Federal, provocado
pela ADI 3105-DF, decidiu pela constitucionalidade da contribuição social dos servidores inativos e pensionistas, mas declarou
inconstitucionais os incisos I e II do parágrafo único do artigo 4º da EC nº 41/2003, concluindo pela isenção do citado tributo
aos que percebiam proventos e pensão até o valor máximo do benefício pago pelo Regime Geral de Previdência Social. 2.5. O
recorrente interpôs apelo, insurgindo-se somente contra os honorários advocatícios, arguindo que o patamar de 15% aplicado
sobre o valor da causa é exorbitante. Porém, não assiste razão a parte apelante, restando equivocada a arguição retro, uma
vez que o referido percentual incide sobre o valor da condenação e atende as determinações constantes do art. 20, § 3º do
CPC. 2.6. Remessa e apelo conhecidos e improvidos. Sentença mantida. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes
autos de remessa obrigatória e apelação cível nº 0069178-79.2009.8.06.00, em que figuram as partes acima indicadas, acordam
os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em
conhecer da remessa obrigatória e do recurso interpostos, mas para negar-lhes provimento, em conformidade com o voto
do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0097136-45.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Stelio Lopes Mendonca Junior
(OAB: 7175/CE). Apelado: Ludio Chagas Feijó. Advogada: Juliana Linhares de Aguiar Lopes (OAB: 22034/CE). Relator(a):
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: PROCESSO CIVIL. DIREITO À SAÚDE. TRANSTORNOS PSICOLÓGICOS.
TRATAMENTO MÉDICO. PRELIMINAR DE LITISCONSÓRCIO NECESSÁRIO. RESPONSABILIDADE DA UNIÃO, ESTADO E
MUNICÍPIO. REJEIÇÃO DA PRELIMINAR. RESERVA DO POSSÍVEL. INADMISSIBILIDADE. ART. 196 E 198 DA CONSTITUIÇÃO
FEDERAL. GARANTIA DO DIREITO À VIDA E À SAÚDE. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. 1. Da preliminar. 1.1. O
Estado do Ceará alega, em sede preliminar, a necessidade do litisconsórcio necessário com o Município de Fortaleza e a União
Federal. 1.2. A União, Estados e Municípios possuem responsabilidade solidária para fornecer o acesso universal, igualitário
e gratuito à saúde, de modo que qualquer um dos entes possui legitimidade para figurar no polo passivo da demanda que
intenta a promoção e acesso à saúde, direito fundamental do ser humano. 1.3. Em razão da responsabilidade solidária dos três
entes da federação, no que diz respeito ao funcionamento do SUS e ao fornecimento de medicamento sem restrição quanto à
complexidade da doença, ao apelante compete ingressar com a ação, à sua escolha, em desfavor de todos ou de qualquer um
deles isoladamente, por se tratar de litisconsórcio facultativo. Preliminar REJEITADA. 2. Do mérito. 2.1. Alega o Estado do Ceará,
ora recorrente, que o custeio de um único medicamento - abilify (aripiprazol) - para o paciente, o qual não se encontra inserido
na lista de medicamentos ofertados, acarretaria sério gravame. 2.2. No presente caso, não pode prevalecer a justificativa,
pautada por diversas vezes pelo administrador, de modo a delimitar a atuação do Estado em razão de suas condições sócio-
econômicas e estruturais. 2.3. “Incumbe ao Estado, aqui compreendido em sentido amplo, de forma a abranger quaisquer dos
entes federativos (União, Estados, Distrito Federal ou Municípios), o dever de assegurar às pessoas desprovidas de recursos
financeiros o acesso à medicação necessária para a cura de suas mazelas, em especial, as mais graves” (STJ, Primeira Turma,
AgRg no Ag 858.899/RS, Rel. Ministro José Delgado, julgado em 26.06.2007, DJU 30.08.2007). 2.4. Recurso conhecido e
improvido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da apelação cível nº. 0097136-45.2006.8.06.0001,
em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator
Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0104360-97.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Companhia de Água e Esgoto do Ceará - CAGECE. Advogada:

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 56

Sheila Dantas Bandeira de Melo (OAB: 14439/CE). Apelado: Dimas Moreira Monteiro. Advogado: Dimas Moreira Monteiro (OAB:
4932/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÕES CÍVEIS. DANO MORAL. PROTESTO DE
TÍTULO. DISCUSSÃO JUDICIAL DA DÍVIDA. MERA PROPOSIÇÃO NÃO GERA DANO MORAL. APELO DA CAGECE PROVIDO.
APELAÇÃO DE DIMAS MOREIRA MONTEIRO PREJUDICADA. 1. Compulsando os autos, observa-se que o decisum atacado
não está de acordo com entendimento pacífico do Superior Tribunal de Justiça, inclusive sumulado, a propósito: Súmula 380. A
simples propositura da ação de revisão de contrato não inibe a caracterização da mora do autor. 2. Dessa maneira, a simples
propositura de ação que discute o débito não é suficiente para afastar a mora, sendo, portanto, devido o protesto do título, como
evidenciado nos autos nos quais não foi sequer deferida tutela antecipada. Ademais, esta Corte de Justiça também esposa
esse entendimento. 3. Apelo da CAGECE conhecido e provido. Apelação de Dimas Moreira Monteiro prejudicada. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0104360-97.2007.8.06.0001, em que figuram as partes
acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por
votação unânime, em conhecer do recurso interposto pela CAGECE, para dar-lhe provimento, restando prejudicada a apelação
de Dimas Moreira Monteiro, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0110015-50.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Deusdedit Rodrigues Duarte
(OAB: 9316/CE). Apelada: Maria Iria Ferreira da Silva. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a):
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: PROCESSO CIVIL E ADMINISTRATIVO. APELAÇÃO CÍVEL. DESCONTOS
DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA QUANDO JÁ IMPLEMENTADOS TODOS OS REQUISITOS PARA A CONCESSÃO DA
APOSENTADORIA. INADMISSIBILIDADE. APLICAÇÃO DA EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 20/1998. OMISSÃO INDEVIDA DO
ENTE PÚBLICO CARACTERIZADA. 1. Tendo o servidor preenchido todos os requisitos necessários ao reconhecimento da
aposentadoria, estando, inclusive, afastado do serviço, não é válida a persistência do desconto de contribuição previdenciária
do sistema vigente anterior à Emenda Constitucional nº 41/2003, ainda mais quando a demora na publicação da aposentadoria
se deve, unicamente, à Administração. 2. Após o advento da Emenda Constitucional nº 20/98, restou pacífico o entendimento
de não ser possível o desconto previdenciário dos servidores que já obtiveram, à época, os requisitos para a aposentadoria,
situação que somente foi alterada por conduto da aprovação da Emenda Constitucional nº 41/03. 3. O silêncio não é ato
administrativo, mas, sim, ato omissivo, o qual, quando ofende direitos individuais ou coletivos, dá ensejo ao devido provimento
jurisdicional. 4. Matéria pacificada nesta colenda Corte de Justiça. 5. Apelação improvida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e
discutidos os presentes autos da apelação nº 0110015-50.2007.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam
os Desembargadores integrantes da Turma Julgadora da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará,
por unanimidade, em conhecer do recurso em referência, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do Relator.
Fortaleza, 08 de maio de 2013. FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0115364-63.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Banco Itaucard S. A. Advogada: Helaine Cristina Pinheiro
Fernandes (OAB: 14073/CE). Advogado: Celso Marcon (OAB: 19431/CE). Advogada: Josiene Nogueira Gama (OAB: 17446/
CE). Advogada: Elaine Bonfim de Oliveira (OAB: 12325/CE). Advogada: Lia Dias Gregório (OAB: 169557/SP). Advogada: Rosa
Domicilia Moreira Aragao de Lima (OAB: 23731/CE). Apelada: Anne Patrice Andrade Sabino. Advogado: Antonio Luiz Paiva
Viana (OAB: 5439/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE BUSCA E
APREENSÃO. INTIMAÇÃO. MUDANÇA DE ENDEREÇO. AUSÊNCIA DE COMUNICAÇÃO AO JUÍZO. ÔNUS DAS PARTES.
ATO PRESUMIDAMENTE VÁLIDO. CONSTITUIÇÃO DA MORA. NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL EXPEDIDA POR CARTÓRIO
SITUADO EM COMARCA DIVERSA DO DOMICÍLIO DA DEVEDORA. POSSIBILIDADE RECURSO PROVIDO. SENTENÇA
ANULADA. 1. É ônus das partes, de seus representantes legais e de seus advogados informar e manter atualizados nos autos
os seus endereços, a fim de que seja procedidas intimações via postal, sob pena de se presumirem válidas as comunicações a
esses enviadas, na forma do art. 238, parágrafo único, do CPC. 2. A questão posta a exame é controvertida, sobretudo porque
é posicionamento pacífico nesta colenda Câmara que a notificação extrajudicial exigida para a constituição em mora deve ser
realizada por cartório localizado na comarca do domicílio do devedor. 3. Contudo, é crescente na jurisprudência mais atual do
Superior Tribunal de Justiça entendimento diverso do posicionamento acima, ao qual me acosto. 4. Assim o é porque o artigo 130
da Lei nº 6.015/73, ao estabelecer o princípio da territorialidade às serventias de registro de títulos e documentos, não alcançou
os atos de notificação extrajudicial. 5. Apelo conhecido e provido. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
da apelação cível nº 0115364-63.2009.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores
integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso
em referência, para dar-lhe provimento, nos termos do voto do relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0119491-44.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Roberto Clayton de Matos da Silva. Def. Público: Defensoria
Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Banco Safra S. A. Advogado: Welton Coelho Cysne (OAB: 1647/CE).
Advogado: Saulo Moura Gadelha (OAB: 25057/CE). Advogado: Welton Coelho Cysne Filho (OAB: 13856/CE). Advogado: Erick
de Sarriune Cysne (OAB: 15156/CE). Advogada: Cristiane de Brito Rodrigues (OAB: 17859/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 57

MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. REVISIONAL DE CONTRATO. APLICABILIDADE DO CDC. FLEXIBILIZACAO
DO PRINCIPIO DO PACTA SUNT SERVANDA E DA AUTONOMIA DE VONTADE DAS PARTES. JUROS REMUNERATÓRIOS
DE ACORDO COM O PERCENTUAL CONTRATADO. CAPITALIZAÇÃO MENSAL DE JUROS. CONTRATOS FIRMADOS APÓS
A VIGÊNCIA DA MP 1.963-17/00. AUSÊNCIA DE PACTUAÇÃO EXPRESSA. IMPOSSIBILIDADE. APELO CONHECIDO E
PARCIALMENTE PROVIDO. SENTENÇA REFORMADA. 1. “O Código de Defesa do Consumidor é aplicável às instituições
financeiras.” Inteligência da Súmula 297 do STJ. 2. A instituição financeira reger-se-á pelos ditames da Lei nº 4.595/64, não
havendo porque falar em limitação de juros decorrentes da denominada Lei de Usura, nos exatos termos da Súmula 596 do STF.
3. A limitação constitucional de juros de 12% ao ano, determinada pelo §3º do art. 192 da Constituição Federal, revogada pela
Emenda Constitucional 40/2003, não se coaduna à espécie, uma vez que o artigo não é autoaplicável e não foi regulamentado,
não configurando por si só, prática abusiva contra o consumidor. Inteligência da Súmula Vinculante n.º 07 do STF e Súmula 382
do STJ. 4. No caso em análise, o contrato foi firmado em 2007, portanto, após a edição da MP 1.963-17/2000 de 31 de março de
2000 (reeditada sob o n.º 2.170-36/2001). Desse modo, a capitalização dos juros é admitida quando expressa de maneira clara
e explícita nos contratos, porém a referida pactuação não restou demonstrada, razão pela qual deve-se afastá-la. 5. No que
diz respeito ao ônus sucumbencial, reconhece-se a ocorrência de sucumbência recíproca das partes litigantes, pelo fato destas
terem restado em parte vencedor e vencido, nos termos do art. 21 do CPC, fixando os honorários advocatícios no percentual de
20% sobre o valor da condenação, suspendendo tal determinação com relação a parte autora, em face da gratuidade da justiça
deferida, de acordo com as determinações do art. 12 da lei 1060/50. 6. Recurso conhecido e parcialmente provido. Sentença
reformada. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0119491-44.2009.8.06.0001, em
que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de
Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, para dar-lhe parcial provimento, em
conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente
do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0135463-54.2009.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria Vilanir Ferreira de Souza. Advogado: Fabiano Aldo
Alves Lima (OAB: 8767/CE). Apelado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Matteus Viana Neto (OAB: 9651/CE). Relator(a):
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA DOS INATIVOS -
CONSTITUCIONALIDADE - INCIDÊNCIA LIMITADA ATÉ O VALOR MÁXIMO DO BENEFÍCIO PAGO PELO RGPS. 1. A despeito
disso, o artigo 153 do Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado do Ceará determina que o processo administrativo,
para a concessão de aposentadoria, deve ser finalizado no prazo de 90 (noventa) dias, dispositivo alterado pela vigência
da Lei nº 12.780/1997. 2. O decurso de mais de 01 (um) ano e 06 (seis) meses entre o afastamento do recorrido do serviço
e o ajuizamento da ação, sem que se tenha dado desfecho ao processo de aposentação, me parece em descompasso com
os comandos normativos acima mencionados. 3. O Supremo Tribunal Federal, provocado pela ADI 3105-DF, decidiu pela
constitucionalidade da contribuição social dos servidores inativos e pensionistas, mas declarou inconstitucionais os incisos I
e II do parágrafo único do artigo 4º da EC nº 41/2003, concluindo pela isenção do citado tributo aos que percebiam proventos
e pensão até o valor máximo do benefício pago pelo Regime Geral de Previdência Social. 4. Por fim, cumpre destacar que
quando a Fazenda Pública for parte vencida, como é o caso destes autos, a fixação dos honorários advocatícios deve ser feita
de forma equitativa pelo magistrado e atender aos requisitos estabelecidos no §3º do artigo 20 do CPC. 5. Apelo conhecido e
provido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível nº 0135463-54.2009.8.06.0001, em que
figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, para dar-lhe provimento, em conformidade com o
voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0384461-35.2010.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Instituto de Previdência do Municipio - Ipm. Advogada: Maria
Vanilde Reboucas Machado (OAB: 2955/CE). Advogado: Arsenio Jorge Flexa Vieira (OAB: 5118/CE). Advogada: Maria de Fatima
Aparecida Oliveira (OAB: 3198/CE). Advogada: Liana Camara do Vale (OAB: 3903/CE). Advogado: Ernesto de Pinho Pessoa
Junior (OAB: 4659/CE). Advogada: Marilia de Lima Medeiros Silva (OAB: 22055/CE). Advogada: Daniela Bezerra Moreira (OAB:
20142/CE). Advogada: Marianna de Queiroz Gomes (OAB: 23621/CE). Advogado: Francisco Jose Gomes da Silva (OAB: 7013/
CE). Apelado: Raimundo Gilmario Eduardo Bezerra. Advogada: Roxane Benevides Rocha Sobreira (OAB: 6610/CE). Advogado:
Josberto dos Santos Garcez (OAB: 15672/CE). Advogado: Sergio Ellery Santos (OAB: 15154/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO
MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - CONTRIBUIÇÃO IPM-SAÚDE - COMPETÊNCIA EXCLUSIVA DA UNIÃO -
INCONSTITUCIONALIDADE DO TRIBUTO MUNICIPAL - APELO IMPROVIDO. 1. Com efeito, o artigo 40 da Constituição Federal
assegura aos servidores efetivos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios regime de caráter contributivo e
solidário, através de pagamento de contribuição instituída pelo respectivo ente público, objetivando a preservação do equilíbrio
financeiro e atuarial. Na esteira, o artigo 149, §1º, da Carta Magna estabelece que os Estados, o Distrito Federal e os Municípios
instituirão contribuição, cobrada de seus servidores, para o custeio, em benefício destes, do regime previdenciário de que
trata o art. 40, cuja alíquota não será inferior à da contribuição dos servidores titulares de cargos efetivos da União. 2. Da
exegese verifica-se que o comando normativo trata, tão somente, do regime previdenciário, sem, contudo, instituir qualquer
competência aos entes públicos de estabelecerem contribuições para o custeio da assistência à saúde de seus servidores,
pois de exclusividade da União, nos termos do caput do art. 149 da CF. Dessa maneira, resta patente a inconstitucionalidade
do IPM - SAÚDE. 3. Apelo conhecido e improvido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação
cível nº 0384461-35.2010.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da
5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso, mas para negar-lhe
provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 58

MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0435812-96.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apte/Apdo: José Fontenele da Silva. Apte/Apdo: Maria José de Sousa Brito.
Advogado: Paulo Napoleao Goncalves Quezado (OAB: 3183/CE). Advogada: Viviane Maria Diogo Diogenes Quezado (OAB:
5241/CE). Apte/Apdo: Estado do Ceará. Proc. Estado: Marley Cabral Coutinho (OAB: 20850/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO
MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÕES CÍVEIS. AÇÃO DE DESAPROPRIAÇÃO POR UTILIDADE PÚBLICA COHAB.
CITAÇÃO EFETIVADA REGULARMENTE. PRINCÍPIO DA INSTRUMENTALIDADE DAS FORMAS. LAUDO ELABORADO
PELO EXPERTO JUDICIAL. JUSTA INDENIZAÇÃO. JUROS MORATÓRIOS. SÚMULA 408 DO STJ. SÚMULA 618 DO STF.
RECURSOS CONHECIDOS. APELO DO ESTADO IMPROVIDO. PARCIAL PROVIMENTO AO APELO DOS DESAPROPRIADOS.
SENTENÇA PARCIALMENTE REFORMADA. 1. O tema em debate gira em torno da desapropriação proposta pela Companhia
de Habitação do Estado do Ceará - COHAB, sociedade de economia mista estadual, referente ao imóvel localizado na av. Dolor
Barreira, nº 767, em área denominada Morro das Placas no Município de Fortaleza, com área total de 20,25 m². 2. Após ser
citado, o Estado do Ceará apenas insurge-se na peça ajuizada quanto ao status de sua posição processual, mantendo-se inerte
sobre os demais pontos, deixando para arguir suposta nulidade somente em sede recursal. 3. Afasta-se a hipótese de nulidade
do julgado em plena observância ao princípio da instrumentalidade das formas, pois o ato de cientificação fora devidamente
cumprido, não podendo constituir-se em um fim em si mesmo, já que atingido, in casu, a finalidade primordial da citação,
qual seja, integrar o recorrente à lide. 4. O laudo oficial respondeu a todos os quesitos dispostos pelas partes, especificando
o tamanho do imóvel, a localidade e benfeitorias existentes. O valor apurado pelo experto judicial encontra-se adequado e
proporcional as especificidades do caso concreto, deferindo às partes justa e prévia indenização em dinheiro. 5. As partes
apelantes, José Fontenele da Silva e Maria José de Sousa Brito possuem parcial razão nos argumentos expedidos, devendo
ser retificado o termo inicial dos juros moratórios para o dia “1º de janeiro do exercício seguinte àquele em que o pagamento
deveria ser feito, nos termos do art. 100 da Constituição”, bem como os juros compensatórios devem ser pagos conforme teor
dos enunciados das súmulas 408 do Superior Tribunal de Justiça: “Nas ações de desapropriação, os juros compensatórios
incidentes após a Medida Provisória n. 1.577, de 11/06/1997, devem ser fixados em 6% ao ano até 13/09/2001 e, a partir de
então, em 12% ao ano, na forma da Súmula n. 618 do Supremo Tribunal Federal”. 6. Recursos conhecidos, porém negado
provimento, ao apelo do Estado do Ceará, e concedido parcial provimento ao apelo de José Fontenele da Silva e Maria José de
Sousa Brito, reformando-se a sentença vergastada no tocante ao termo inicial dos juros moratórios e compensatórios. Mantém-
se, ademais, o valor condenatório fixado em sentença correspondente a R$ 6.517,62 (seis mil quinhentos e dezessete reais
e sessenta e dois centavos), bem como preserva-se a condenação dos honorários advocatícios arbitrados em 5% (cinco por
cento) sobre a diferença entre o valor da indenização fixada e o preço oferecido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos das Apelações Cíveis nº. 0435812-96.2000.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os
Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em
conhecer dos recursos, mas para negar provimento ao apelo do Estado do Ceará, e conceder parcial provimento ao apelo de
José Fontenele da Silva e Maria José de Sousa Brito, nos termos do voto do Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0456133-55.2000.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autor: Claro Comércio Serviços de Cinefotosom Ltda. Advogado: Jose
Edson Nogueira Costa (OAB: 6755/CE). Advogado: Jose Euverney Nogueira Costa (OAB: 8584/CE). Advogado: Jose Eldis
Nogueira Costa (OAB: 8641/CE). Remetente: Juiz de Direito da 9ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Réu:
Chefe do Posto Fiscal de Aeroporto - Ce. Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: REEXAME OBRIGATÓRIO
- APREENSÃO DE MERCADORIA - COBRANÇA DE TRIBUTO - IMPOSSIBILIDADE - REMESSA IMPROVIDA. 1. Verifica-se nos
autos que a discussão diz respeito à possibilidade de retenção de mercadorias, por parte da Fazenda Estadual, com o fim de
coagir o contribuinte ao pagamento de tributos. 2. A jurisprudência é uníssona no sentido de considerar tal prática ilegal. Tanto
é assim que o Supremo Tribunal Federal editou a súmula 323: É inadmissível a apreensão de mercadorias como meio coercitivo
para pagamento de tributos. 3. Precedentes desta Corte. 4. Remessa improvida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos de reexame necessário nº 0456133-55.2000.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam
os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em
conhecer do reexame necessário, mas para negar-lhe provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza,
08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS
ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0518738-51.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Luana de Holanda Andrade. Advogado: Rafael de Oliveira Pinho
(OAB: 22514/CE). Apelado: Aymoré Crédito, Financiamento e Investimento S/A. Advogado: Rafael Pordeus Costa Lima Filho
(OAB: 3432/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. REVISIONAL. APLICAÇÃO
DO ARTIGO 285-A DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL. JULGAMENTO ANTECIPADO. INADEQUAÇÃO. NÃO APRECIAÇÃO
DO PEDIDO DE REALIZAÇÃO DE PERÍCIA. CERCEAMENTO DE DEFESA DECLARADO DE OFÍCIO. RECURSO NÃO
CONHECIDO. SENTENÇA ANULADA. 1. O douto juiz de primeiro grau, em sentença proferida antecipadamente, julga pela
improcedência do pedido da ação revisional, com base no art. 285-A do CPC. 2. É certo que a ausência de fase instrutória,
nos feitos que envolvem pedido de reconhecimento de ilegalidade de cláusulas contratuais bancárias não acarreta, de per

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 59

si, nulidade da sentença, porque o magistrado tem o poder-dever de julgar antecipadamente a lide quando o processo já se
encontrar suficientemente instruído, nos termos do artigo 330, inciso I, do Código de Processo Civil. 3. Contudo, o julgador
deve apreciar o pleito expresso da apelante, para produção de prova pericial. Compulsando os autos, observa-se que não foi
observado o pedido de realização de perícia técnica, motivo pelo qual deve-se declarar a ocorrência de cerceamento de defesa,
ressaltando que tal matéria é de ordem pública, admitindo, inclusive, o conhecimento de ofício. 4. Na espécie, o julgamento
antecipado sem a apreciação do pedido de prova técnica implicou na nulidade da sentença exarada no juízo de primeiro grau.
5. Recurso não conhecido. Sentença anulada. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação cível
nº 0518738-51.2011.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª
Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em não conhecer do recurso interposto,
anulando a sentença, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 08 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0522871-25.2000.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autora: Maria da Conceicao Oliveira Carlos. Remetente: Juiz de Direito
da 8ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Réu: Presidente da Comissão Executiva do Vestibular da Universidade
Estadual do Ceará. Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO. MANDADO DE
SEGURANÇA. EXIGÊNCIA DE DOCUMENTOS COMPROBATÓRIOS DO NÍVEL DE ESCOLARIDADE NA INSCRIÇÃO.
JURISPRUDÊNCIA PACIFICADA. SÚMULA nº. 21 TJCE. SÚMULA nº. 266 STJ. REEXAME CONHECIDO E IMPROVIDO. 1. É
matéria pacificada nos tribunais a necessidade de entrega de documentos comprobatórios do nível de escolaridade, adequados
ao exercício de profissão, somente quando o candidato é investido no cargo. 2. “3. De tal modo, a exigência editalícia não
se presta como requisito para poder participar do certame, podendo prestar-se, pois, apenas no momento da posse ao cargo
público (...).” (TJCE, Reexame necessário nº. 70843200280600000, relator Desembargador Emanuel Leite Albuquerque, 1ª
câmara cível, d.j. 28/02/2012). 3. Súmula nº. 21, TJCE: O diploma de habilitação legal para o exercício do cargo deve ser exigido
na posse e não na inscrição para o concurso público. 4. Súmula nº. 266, STJ: O diploma ou habilitação legal para o exercício do
cargo deve ser exigido na posse e não na inscrição para o concurso público. 5. Reexame conhecido e improvido. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos do reexame necessário nº. 0522871-25.2000.8.06.0001, em que figuram as
partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por votação unânime, em conhecer do reexame necessário, mas para negar-lhe provimento, em conformidade com o
voto do eminente Relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0790219-76.2000.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Juvencio Vasconcelos Viana
(OAB: 6883/CE). Estagiário: Jose Carlos Machado de Brito Filho (OAB: 23653/CE). Apelada: Marta Maria Liberalino Machado.
Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Advogado: Jose Nunes Rodrigues (OAB: 10346/CE). Relator(a):
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - PRELIMINARES - FALTA DE INTERESSE DE AGIR
- NÃO EXAURIMENTO DA VIA ADMINISTRATIVA - INAFASTABILIDADE DA JURIDIÇÃO - ILEGITIMIDADE PASSIVA AD
CAUSAM - AFASTADAS - INCLUSÃO DO MARIDO COMO DEPENDENTE DE SERVIDORA PÚBLICA - FINS ASSISTENCIAIS
E PREVIDENCIÁRIOS - POSSIBILIDADE - PRINCÍPIO DA ISONOMIA - CONDIÇÃO REVOGADA - APELO PARCIALMENTE
PROVIDO. 1.PRELIMINARES. 1.1.Não há que prosperar a arguição do recorrente de carência da ação por falta de interesse de
agir, sob o argumento do não exaurimento da via administrativa pela demandante, ora apelada, uma vez que é desnecessário
a obrigatoriedade da busca administrativa, bem como seu exaurimento, sendo certo o respeito ao princípio do livre acesso ao
poder judiciário. Inteligência da Súmula 89 do STJ. Nem mesmo o advento da lei 14.687/2010, que revogou a lei 10.776/1982,
instituiu novo rol de dependentes assistenciais junto ao ISSEC - Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará e
reconheceu o direito ora pleiteado, é capaz de afastar o direito dos demandantes de buscarem o judiciário para satisfação de
seus interesses, que podem ser, inclusive, meramente declaratório. REJEITA-SE a preliminar de falta de interesse de agir. 1.2.
Da mesma forma, não assiste razão ao apelante quanto a falta de legitimidade passiva do Estado do Ceará para compor o polo
passivo da demanda, uma vez que a Lei 13.875/2007 dispõe que toda lide envolvendo matéria no âmbito da previdência e que
envolva o extinto IPEC passa a ser da responsabilidade do Estado do Ceará, ficando a parte de assistência de saúde sujeita
ao ISSEC, autarquia criada para este fim. Dessa forma, restou correto o ajuizamento da presente demanda contra os entes que
figuram na parte adversa da lide, uma vez que se trata de ação ordinária ajuizada com o objetivo de incluir dependente varão
para fins previdenciário e assistencial, razão pela qual REJEITA-SE a preliminar de ilegitimidade passiva ad causam arguida, em
consonância com o parecer da douta Procuradoria Geral de Justiça, nesses itens. 2. MÉRITO. 2.1. É entendimento consolidado
nesta Corte que o artigo 7º, inciso I, da Lei Estadual nº 10.776/82 não foi totalmente recepcionado pela Constituição Federal
por violar o princípio da isonomia, tendo em vista que estabelece discriminação por sexo, vez que apenas o cônjuge varão deve
demonstrar a condição de inválido. 2.2. Tanto é assim que o legislador estadual editou a Lei nº 14.687, de 30 de abril de 2010,
retirando a condição de invalidez imposta ao cônjuge varão, afastando, de uma vez por todas, a discussão sobre a violação do
princípio da isonomia. Tal dispositivo abriga matéria assistencial. 2.3. A Lei Complementar nº 12, de 23 de junho de 1999, que
instituiu o Sistema Único de Previdência Social dos Servidores Públicos Civis e Militares, dos Agentes Públicos e dos Membros
de Poder do Estado do Ceará - SUPSEC, garantiu em seu artigo 6º, inciso I, o resguardo desta condição ao marido de servidora
pública. 2.4. Apelo conhecido e parcialmente provido. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de apelação
cível nº 0790219-76.2000.8.06.0001, em que figuram as partes acima indicadas, acordam os Desembargadores integrantes da
5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso interposto, para dar-
lhe parcial provimento, em conformidade com o voto do eminente relator. Fortaleza, 8 de maio de 2013 FRANCISCO SUENON
BASTOS MOTA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADOR CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 60

Total de feitos: 1

DESPACHOS - 5ª Câmara Cível

Processo n. 0015831-39.2006.8.06.0001. Apelação. Apelante: Francisco José Gama de Azevedo (Ativa) Advogado:
Fernando Antonio Vidal Marques (OAB: 10578/CE) (Ativa) Apelado: Fundação Universidade do Estado do Ceará-funece
(Ativa) Advogado: Roberta Nunes (OAB: 179810/SP) (Ativa) Advogado: Rodrigo Gondim Carneiro (OAB: 18973/CE) (Ativa)
Advogada: Luzia Elisandra Nogueira (OAB: 18786/CE) (Ativa) Advogado: Orlando de Souza Reboucas (OAB: 1476/CE) (Ativa)
Advogada: Ana Cecilia Carvalho Fernandes (OAB: 15846/CE) (Ativa) Advogado: Paulo Emmanuel Gondim Rocha (OAB: 6118/
CE) (Ativa) Advogado: Luciano Carmelo de Mesquita Prado (OAB: 4314/CE) (Ativa). DESPACHO: Trata-se de ação intentada
por servidor público contra a Fundação Universidade Estadual do Ceará – FUNECE. Ocorre que um dos servidores deste
Gabinete funcionou como Procurador Jurídico daquela Instituição de Ensino, inclusive à época da contestação. Por tal razão,
declaro-me impedido para funcionar no presente feito, devendo os presentes autos serem redistribuídos na forma regimental.
Fortaleza-CE, 09 de maio de 2013. DES. FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA. Relator.

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0000477-30.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Bradesco Auto/Re Companhia de Seguros


S/A - Agravado: Francisco Ricardo Wagner Gonçalves Feitosa - Firme nos propósitos acima delineados, conheço do agravo de
instrumento, dando-lhe provimento, nos termos do art. 557, § 1ª-A do CPC, a fim de reformar o decisum alvejado e determinar a
regular dilação probatória com realização de perícia através do Instituto Médico Legal - IML, para apurar o percentual da lesão.
Intimem-se as partes. Expedientes Necessários. Ademais, havendo o transcurso do prazo legal, sem manifestação, arquivem-se
os autos. Fortaleza, . DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator A3 - Advs: Samuel Marques Custodio de
Albuquerque (OAB: 20873/CE) - Gustavo Ribeiro de Araujo (OAB: 16375/CE) - Winston Clayton Alves Lima (OAB: 13899/CE)

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0132470-36.2012.8.06.0000/50000 - Agravo - Ubajara - Agravante: Antonio Valdir da Silva - Agravado: BV Financeira S/A
Crédito, Financiamento e Investimento - 2.4 - Isto posto, com arrimo no parágrafo único do art. 526 do CPC, dou provimento
ao presente agravo regimental para desconstituir a decisão monocrática e, por conseguinte, negar seguimento ao agravo de
instrumento por manifesta inadmissibilidade. 2.5 Publique-se e intime-se. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR
FRANCISCO BARBOSA FILHO Relator - Advs: Lucas Evangelista de Sousa Neto (OAB: 27099/CE) - Andre Ricardo Bezerra
Benevides (OAB: 15541/CE) - Teresa Cristina Pitta Pinheiro Fabrício (OAB: 14694/CE) - Francisco Neudson Falcao Chaves
(OAB: 17620/CE)

Nº 0500770-91.2000.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Francisco de Lima Barreto - Apelado: Banco Itaú S/A
- Isto posto, tendo em vista o equívoco acima relatado, determino a remessa dos autos ao setor competente para que seja dada
baixa na presente autuação, de nº 0500770-91.2000.8.06.0001, uma vez que a apelação seguirá seu regular trâmite nos fólios
de nº 0007540-58.2003.8.06.0000, autuação originária da demanda. Expedientes Necessários. Fortaleza, DESEMBARGADOR
CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator - Advs: Tacio Gurgel Barreto (OAB: 15457/CE) - Jerusalina Gurgel Barreto (OAB:
3053/CE) - Moises Neto de Oliveira (OAB: 8012/CE)

Nº 0571512-24.2012.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: SEGREDO DE JUSTIÇA - Apelado: SEGREDO


DE JUSTIÇA - 1.3. Diante do exposto, de acordo com a prerrogativa prevista no art. 557, § 1.º do CPC e amparado, ainda, na
jurisprudência citada, conheço do recurso de apelação e dou-lhe provimento, para cassar a sentença recorrida (fls. 305/306).
Publique-se e intimem-se. Decorrido in albis o prazo recursal, remetam-se os autos ao douto Juízo da 14.ª Vara de Família
da Comarca de Fortaleza para o seu regular processamento e julgamento, com a devida baixa na distribuição. Fortaleza,
. DESEMBARGADOR FRANCISCO BARBOSA FILHO Relator - Advs: Sergio Raymundo Bayas Queiroz (OAB: 15798/CE) -
Drauzio Cortez Linhares (OAB: 16424/CE) - Nathaniel da Silveira Brito Neto (OAB: 9813/CE)

Nº 0710832-12.2000.8.06.0001/50000 - Agravo - Fortaleza - Agravante: Aymore Credito, Financiamento e Investimento S.A.


- Agravado: Reginaldo Felismino da Conceição - 2.5 - Isto posto, com base no acima explanado, dou provimento ao presente
recurso para reformar a decisão monocrática, desconstituindo, por conseguinte, a sentença e determinando o retorno dos autos
ao juízo a quo para regular prosseguimento do feito com a devida instrução processual. 2.6 Publique-se e intime-se. Fortaleza,
13 de maio de 2013. DESEMBARGADOR FRANCISCO BARBOSA FILHO Relator - Advs: Rafael Pordeus Costa Lima Neto
(OAB: 23599/CE) - Franklin Fernandes Teixeira (OAB: 2577/CE)

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

Nº 0027823-53.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Fabiola da Silva Lucena - Agravado: Banco
BV Financeira S.A. - Diante do exposto, vislumbro que estão presentes no caso, as hipóteses autorizadoras para a concessão
da medida liminar pretendida. Assim, concedo o efeito ativo pleiteado no presente Agravo de instrumento, reformando a decisão
recorrida no sentido de autorizar: o depósito em juízo das parcelas incontroversas vencidas e vincendas nos termos da planilha
acostada aos autos; a manutenção da posse do veículo objeto do contrato em favor da autora, bem como a exclusão ou não
inclusão do nome nos cadastros de inadimplentes, desde que não caracterizada a mora. Oficie-se ao MM Juiz da 1ª. Vara Cível
da Comarca de Fortaleza/CE, requisitando as informações pertinentes. Intime-se a parte agravada, por seus patronos, para
fins do preceituado no art. 527, V, parte final do CPC. Intimem-se as partes. Cumpra-se. Fortaleza (CE), 10 de maio de 2013.
DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator A3 - Advs: Rafael de Oliveira Pinho (OAB: 22514/CE)

Nº 0028014-98.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Katiana Martins de Abreu Lima -


Agravado: Banco Itaucard S/A - Trata-se de Agravo de Instrumento, com pedido de efeito suspensivo, interposto por KATIANA
MARTINS DE ABREU LIMA contra decisão do Juízo da 20ª. Vara Cível da Comarca de Fortaleza (CE), que se reservou

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 61

a analise do pleito liminar após firmado o contraditório, prolatada nos autos da ação Revisional de Contrato, processo nº
0148087-96.2013.8.06.0001. Sustenta a parte agravante em síntese que o Juízo singular deixou de apreciar os argumentos
expendidos na inicial quanto à abusividade das cláusulas contratuais e à presença, no caso concreto, do periculum in
mora. Postula, liminarmente, a suspensão ativa da decisão agravada com concessão da tutela antecipada para consignar
as parcelas incontroversas e por consequência, suspensão de eventual ação de busca e apreensão; manutenção da posse
do bem em apreço; a inclusão/exclusão do nome da recorrente nos cadastros de restrição ao crédito; multa diária de R$
300,00 (trezentos reais) em caso de descumprimento da ordem judicial. Ao final, pleiteia o provimento do presente recurso
para anulação da decisão alvejada. É o relatório. Decido. No tocante à admissibilidade, restou tempestiva a postulação e
preenchidos os demais requisitos necessários para sua interposição, conforme o disposto nos artigos 524 e 525 do Código de
Processo Civil. O exame para fins de concessão do efeito suspensivo, pela regra dos arts. 527, III e 558 do CPC, entende-se
imprescindível a fundamentação recursal e a verificação de lesão grave e de difícil reparação, que deverão ser claramente
demonstradas pela agravante. Sobre o tema Misael Montenegro Filho, em Curso de Direito Processual Civil, 4ª ed. Editora Atlas
S.A, São Paulo, 2007, p.145, discorre: “A suspensão perseguida é medida facultativa do relator, que pode ocorrer no início da
tramitação do remédio processual, através de decisão interlocutória devidamente fundamentada, como devem ser todas as
decisões emanadas do Poder Judiciário (inciso IX do art. 93 da CF). Para tanto, necessário que se confirme a presença de
requisitos, semelhantes aos da medida cautelar, a saber: fumus boni juris e periculum in mora. O recorrente deve demonstrar
que os seus argumentos de mérito têm respaldo jurídico, e que há necessidade de recebimento de resposta judicial imediata,
sob pena de suportar lesão grave e de difícil reparação. A realidade consta do inciso III do art. 527 do CPC. Ao lado dela,
em decorrência da edição da Lei nº 10.352, de 26.12.2001, o legislador tratou de possibilitar ao magistrado deferir tutela
antecipada em favor do recorrente, pronunciamento que não se confunde com a atribuição de efeito suspensivo ao recurso,
revelando o preenchimento de requisitos diversos, além de a finalidade não ser a mesma.” Deste modo, resta nítido que o teor
da decisão de primeiro grau alvejada, causa lesão a agravante, uma vez que possível a apreensão do bem objeto do contrato,
bem como a inclusão/manutenção do nome da mesmo no cadastro dos órgãos de proteção ao crédito. Quanto à manutenção da
agravante na posse do bem, esta pode ser deferida se comprovada a verossimilhança da alegação de abusividade na cobrança
do valor contratual. A propósito: RECURSO ESPECIAL. AGRAVO REGIMENTAL. AÇÃO REVISIONAL DE CONTRATO DE
ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. ANTECIPAÇÃO DE TUTELA. MANUTENÇÃO DO DEVEDOR NA POSSE DO BEM. INSCRIÇÃO DO
NOME DO DEVEDOR EM CADASTROS DE INADIMPLENTES. I.- O simples ajuizamento de ação revisional, com a alegação
da abusividade das cláusulas contratadas, não importa no reconhecimento do direito do contratante à antecipação da tutela,
sendo necessário o preenchimento dos requisitos do art. 273 do Código de Processo Civil. II.- Assim, para que seja deferido
o pedido de manutenção do devedor na posse do bem, é indispensável que este demonstre a verossimilhança das alegações
de abusividade das cláusulas contratuais e dos encargos financeiros, o que não restou comprovado na espécie. [] IV.- Agravo
Regimental improvido. (AgRg no REsp 923.245/RS, Rel. Ministro SIDNEI BENETI, TERCEIRA TURMA, julgado em 26/10/2010,
DJe 08/11/2010). “Grifei”. Além da interposição da ação revisional, a agravante se utilizou de meio lícito e idôneo para afastar os
efeitos da mora, que no caso, consiste em pretender depositar em juízo o valor das parcelas incontroversas, o que basta para
comprovar a existência de verossimilhança no alegado. Observe-se: AGRAVO REGIMENTAL - AGRAVO DE INSTRUMENTO -
CONTRATO DE FINANCIAMENTO COM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA EM GARANTIA - MANUTENÇÃO DO DEVEDOR NA POSSE
DO BEM - POSSIBILIDADE - CONSIGNAÇÃO EM JUÍZO DOS VALORES INCONTROVERSOS - AFASTAMENTO DOS EFEITOS
DA MORA - OCORRÊNCIA - PRECEDENTES - RECURSO IMPROVIDO. (AgRg no Ag 1094712/MS, Rel. Ministro MASSAMI
UYEDA, TERCEIRA TURMA, julgado em 16/04/2009, DJe 29/04/2009). “Grifei”. PROCESSUAL CIVIL - AGRAVO REGIMENTAL
NO RECURSO ESPECIAL - CONTRATOS BANCÁRIOS - CAPITALIZAÇÃO MENSAL DOS JUROS - REEXAME DE MATÉRIA
FÁTICA - INCIDÊNCIA - SÚMULAS N. 05 E 07 DO STJ - PAGAMENTO DA DÍVIDA EM JUÍZO - AFASTAMENTO DA MORA
DEBENDI - MANUTENÇÃO DA POSSE DO DEVEDOR - DEPÓSITOS INSUFICIENTES - IMPOSSIBILIDADE DE VERIFICAÇÃO
- INCLUSÃO DO NOME DO DEVEDOR NOS CADASTROS DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO - REQUISITOS RECONHECIDOS
PELO TRIBUNAL A QUO - IMPOSSIBILIDADE - DECISÃO MANTIDA EM TODOS OS SEUS TERMOS - DESPROVIMENTO. [] 3
- Nos termos da jurisprudência desta Corte, não há óbice para o pagamento da dívida em juízo, a fim de afastar a mora debendi,
mediante o deferimento de depósito judicial, ainda que em sede de ação revisional. Inexistente, portanto, qualquer impedimento
à manutenção da posse do devedor. Ademais, averiguar a suficiência ou não dos depósitos efetuados pelo recorrido ensejaria o
exame do material probatório acostado aos autos, o que é vedado em sede de recurso especial, conforme enunciado da Súmula
n° 7 desta Corte. 4 - Igualmente, tendo o Tribunal a quo entendido preenchidos os requisitos aptos a impedir a inclusão do nome
do devedor em cadastro de proteção ao crédito, infirmar tal posicionamento também encontra óbice no enunciado sumular nº
7-STJ. [] 6 - Agravo regimental desprovido. (AgRg no REsp 815069/RS, Rel. Ministro JORGE SCARTEZZINI, QUARTA TURMA,
julgado em 12/09/2006, DJ 20/11/2006, p. 337). “Grifei”. Diante do exposto, vislumbro que estão presentes no caso, as hipóteses
autorizadoras para a concessão da medida liminar pretendida. Assim, concedo o efeito ativo pleiteado no presente Agravo de
instrumento, reformando a decisão recorrida no sentido de autorizar: o depósito em juízo das parcelas incontroversas vencidas
e vincendas nos termos da planilha acostada aos autos; a manutenção da posse do veículo objeto do contrato em favor da
autora, bem como a exclusão ou não inclusão do nome nos cadastros de inadimplentes, desde que não caracterizada a mora.
Oficie-se ao MM Juiz da 20ª. Vara Cível da Comarca de Fortaleza/CE, requisitando as informações pertinentes. Intime-se a
parte agravada, por seus patronos, para fins do preceituado no art. 527, V, parte final do CPC. Intimem-se as partes. Cumpra-se.
Fortaleza, 10 de maio de 2013. DESEMBARGADOR CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES Relator A3 - Advs: Rafael de Oliveira
Pinho (OAB: 22514/CE)

Nº 0078301-02.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Maranguape - Agravante: Ingrid Silva Lopes - Agravada: Heloina
Maria Travassos Lopes de Andrade - Agravada: Nelcila Travassos Lopes - Agravada: Ailza Lopes Quinderé - Agravado: Nelson
Lima Lopes Filho - Agravado: Antonio Nelson dos Santos Lopes - 15. Dito isto, converto o agravo de instrumento em agravo
retido e, para tanto, determino a remessa dos autos à comarca de origem para que seja juntado aos autos como tal e, em
momento oportuno, apreciado por esta Corte. 16. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013 DESEMBARGADOR
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator - Advs: Jehovah Matos dos Santos (OAB: 15386/CE) - Francisco Barros Nogueira
(OAB: 7593/CE) - Dermeson da Silva Barboza (OAB: 21028/CE)

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

0027973-34.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Agravado: SEGREDO DE


JUSTIÇA. Advogado: Francisco das Chagas Araujo (OAB: 11100/CE). Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB:

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 62

/CE). Despacho: - R.H. Reservo-me a apreciação do pedido liminar após apresentadas as contrarrazões. Intime-se a agravada
para apresenta-las no prazo legal. Após, dê-se vista dos autos à PGJ. Fortaleza, 10 de maio de 2013. DESEMBARGADOR
CARLOS ALBERTO MENDES FORTE Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

5ª Câmara Cível

0001284-74.2005.8.06.0115/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Rita Helena de Oliveira Gonsalves.


Embargado: Município de Limoeiro do Norte - CE. Advogada: Janine Chaves Coelho Guerreiro (OAB: 14218/CE). Proc.
Municipio: Antonio Evilazio Soares (OAB: 8334/CE). Despacho: Intimem-se a parte embargada para, querendo, apresentar
manifestação aos embargos de declaração no prazo de 5 (cinco) dias, em observância aos princípios do contraditório e da
ampla defesa. A seguir, retornem os autos conclusos para julgamento. Expedientes necessários. - Fortaleza, 10 de maio de
2013 DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

5ª Câmara Cível

0537656-89.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Igreja Evangélica Assembléia de Deus.


Embargante: Jose Teixeira Rego Neto. Embargado: Albertina Sidou de Sousa. Advogado: Enisio Cordeiro Gurgel (OAB: 2656/
CE). Advogado: Odecio Sousa Marques (OAB: 3682/CE). Despacho: Intime-se a parte embargada para, querendo, apresentar
manifestação aos embargos de declaração no prazo de 5 (cinco) dias, em observância aos princípios do contraditório e da
ampla defesa. A seguir, retornem os autos conclusos para julgamento. Expedientes necessários. - Fortaleza, 10 de maio de
2013 DESEMBARGADOR FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA Relator

Serviço de Recursos da 5ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

5ª Câmara Cível

0676960-83.2012.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Ronassis da Silva Rocha. Embargado:


Estado do Ceará. Advogado: Dracon dos Santos Tamyarana de Sá Barreto (OAB: 13704/CE). Proc. Estado: Paulo Martins dos
Santos (OAB: 19927/CE). Despacho: Intime-se a parte embargada para, querendo, apresentar manifestação aos embargos de
declaração no prazo de 5 (cinco) dias, em observância aos princípios do contraditório e da ampla defesa. A seguir, retornem os
autos conclusos para julgamento. Expedientes necessários. - Fortaleza, 10 de maio de 2013 DESEMBARGADOR FRANCISCO
SUENON BASTOS MOTA Relator

DECISÃO MONOCRÁTICA
Nº 0001904-62.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Igreja Evangélica Assembléia de Deus
Ministério Madureira - Agravada: Assembléia de Deus de Fortaleza Ministério da Palavra - Relator - Advs: Vladimir Galdino de
Queiroz (OAB: 4116/CE) - Andson Gurgel Batista (OAB: 14882/CE). DESPACHO: Do exposto, vislumbrada a irregularidade
formal do agravo, nego-lhe seguimento, ordenando o seu arquivamento, caso transcorra in albis, o prazo para insurgir-se
contra a presente decisão. Comunique-se ao Juiz da causa. Intimações necessárias. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DES.
CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Relator

Processo n. 0045689-18.2006.8.06.0001. Apelação. Apelante: Jumira Silva Marinho (Ativa) Apelante: Manoel de Souza
Marinho (Ativa) Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE) (Ativa) Advogado: Jose Nunes Rodrigues (OAB: 10346/
CE) (Ativa) Apelado: Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceara (Ativa) Proc. Estado: Daniel Maia Texeira (OAB:
17118/CE) (Ativa) DECISÃO: 3. Ante o exposto, conheço do recurso para: 3.1. de acordo com a prerrogativa prevista no art. 557,
§ 1.º-A, do CPC, dar-lhe total provimento, anulando o capítulo de sentença vergastado; 3.2. com fundamento no art. 515, § 3.º,
do CPC, julgar procedente o pedido inicial para declarar que o autor Manoel de Souza Marinho é dependente da autora Jumira
Silva Marinho para fins assistenciais, sem ressalvas quanto ao período anterior à vigência da Lei Estadual n.º 14.687/10; 3.3.
condenar o ISSEC a proceder à inscrição requestada; 3.4. fixar em R$600,00 (seiscentos reais) o valor a ser pago a título de
honorários advocatícios pelo ISSEC (art. 20, § 4.º do CPC). Sentença mantida nos seus demais termos, em razão da ausência
de impugnação específica no que pertine à matéria previdenciária. Promovidos isentos do pagamento de custas (art. 10, I da
Lei Estadual n.º 12.381/94). Em tempo, proceda-se à correção na autuação do feito para fazer constar o Instituto de Saúde dos
Servidores do Estado do Ceará - ISSEC como apelado. Ordeno, por fim, o retorno dos autos, por via eletrônica, ao douto Juízo
de origem, caso transcorra in albis o prazo recursal, com a devida baixa nos registros e na distribuição. Expedientes legais.
Fortaleza, 26 de março de 2013. DESEMBARGADOR FRANCISCO BARBOSA FILHO Relator

PAUTA DE JULGAMENTO

5ª Câmara Cível
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 118

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 63

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

18 - 0002206-69.2008.8.06.0064 - Apelação Cível - Caucaia/3ª Vara Cível. Apelante: Maria Lucídia Magalhães de Paula.
Advogado: Wanderley Machado Soares (OAB: 4893/CE). Apelada: Maria da Conceição Costa. Advogado: Marcus Vinicius
Cavalcanti Soares Junior (OAB: 17073/CE). Apelado: Antônio Lopes de Sousa. Advogado: Ricardo Ibiapina Lima (OAB: 6920/
CE). Apelado: Antonio Lenoar Cavalcante. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): CLÉCIO
AGUIAR DE MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

19 - 0007456-90.2010.8.06.0136 - Apelação Cível - Pacajus/1ª Vara. Apelante: Banco Bradesco Financiamentos S/A.
Advogado: Gustavo de Sousa Lopes (OAB: 18095/CE). Apelado: Maria Luiza Alves Dutra. Def. Público: Defensoria Pública do
Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

10 - 0007812-93.2010.8.06.0101 - Apelação / Reexame Necessário - Itapipoca/1ª Vara. Apelante: Município de Itapipoca.


Procª. Munic.: Maria de Lourdes Pinto Martins (OAB: 11663/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Itapipoca.
Apelada: Maria Edileuza Carvalho de Oliveira. Apelada: Maria Edite Rodrigues dos Santos. Apelada: Maria Edivania Rocha da
Silva. Apelada: Maria Edna Irineu Magalhães. Apelada: Maria Eleneida da Silva Teixeira. Advogado: Valdecy da Costa Alves
(OAB: 10517/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Revisor(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

20 - 0019286-41.2008.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/3ª Vara da Fazenda Pública. Apelante: Estado do Ceará.
Proc. Estado: José Gomes de Paula Pessôa Rodrigues (OAB: 7764/CE). Remetente: Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda
Pública da Comarca de Fortaleza. Apelado: Estação Y Industria e Comercio de Cosméticos Ltda. Advogado: Mauricio de Melo
Bezerra (OAB: 8419/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

13 - 0033332-69.2010.8.06.0064 - Apelação Cível - Caucaia/3ª Vara Cível. Apelante: Município de Caucaia. Proc. Municipio:
Ely do Amparo Cavalcante Sampaio (OAB: 9731/CE). Apelado: Superintendência Estadual do Meio Ambiente - SEMACE.
Advogada: Manuela Esmeraldo Garcia (OAB: 21655/CE). Advogada: Maria Arinildes Chaves (OAB: 5812/CE). Relator(a):
FRANCISCO BARBOSA FILHO. Revisor(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

22 - 0068464-56.2008.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/9ª Vara da Fazenda Pública. Apelante: Josilaide Ferreira
de Oliveira Maciel. Apelante: Kátia Cilene Gomes Martins. Advogado: Valdecy da Costa Alves (OAB: 10517/CE). Apelado:
Município de Fortaleza. Proc. Municipio: Raimundo Amaro Martins Junior (OAB: 14041/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE
MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

14 - 0082529-56.2008.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/9ª Vara Cível. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado:
Fabio Pedrosa Vasconcelos (OAB: 16743/CE). Apelado: Jfil Tercerização de Serviços Ltda. Advogada: Eliane de Padua Silveira
(OAB: 13243/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Revisor(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

17 - 0095324-65.2006.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza/6ª Vara da Fazenda Pública. Apelante:


Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará - ISSEC. Proc. Estado: Francisco D’jair Ribeiro (OAB: 6030/CE). Apelante:
Estado do Ceará. Advogado: Newton Fontenele Teixeira (OAB: 16980/CE). Remetente: Juiz de Direio da 6ª Vara da Fazenda
Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada: Francisca Joseria de Souza Nobre. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/
CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

12 - 0108791-43.2008.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/8ª Vara da Fazenda Pública. Apelante: Antonio Ricardo
de Oliveira Ribeiro. Apelante: Remo Cesar de Oliveira Moura. Apelante: Claudio Celio de Araujo Lopes. Apelante: Edilson da
Costa Mendes. Apelante: Jose Valdemir Leopoldo Feitosa Leite. Advogado: Carlos Eudenes Gomes da Frota (OAB: 10341/CE).
Advogada: Aracelly Ribeiro de Andrade (OAB: 18194/CE). Apelado: Estado do Ceara. Proc. Estado: Daniel Maia Texeira (OAB:
17118/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Revisor(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

21 - 0146982-21.2012.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza/6ª Vara da Fazenda Pública. Apelante:


Estado do Ceará. Proc. Estado: Anastacio Jorge Matos de Sousa Marinho (OAB: 8502/CE). Remetente: Juiz de Direito da 6ª
Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelado: Jeferson Ferreira da Silva Filho. Advogado: Jose Eduardo Barroso
Colacio (OAB: 9332/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

16 - 0456746-89.2011.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/7ª Vara Cível. Apelante: Michele Pereira Alencar Braga.
Advogado: Julio Alceu Moreira de Assis Figueiredo (OAB: 20974/CE). Advogado: Joao Luiz Saraiva de Souza Bento (OAB:
22930/CE). Apelada: Lucineide Gomes Machado. Advogado: Carlos Augusto Cordeiro Cunha (OAB: 25160/PE). Relator(a):
CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES. Revisor(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO

11 - 0571442-27.2000.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/7ª Vara Cível. Apelante: Artefibra Indústria e Comércio Ltda.
Advogado: Bento Pereira da Silva Neto (OAB: 5977/CE). Apelado: T. P. Indústria e Comércio de Confecções Ltda. Advogado:
Jose Olavo de Noroes Ramos Filho (OAB: 17851/CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Revisor(a): CARLOS
ALBERTO MENDES FORTE

15 - 0779585-21.2000.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/2ª Vara Cível. Apelante: Antonio Severino de Santana.
Advogado: Artur Hemidio Barreto Coelho (OAB: 10549/CE). Apelado: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento.
Advogado: Andre Ricardo Bezerra Benevides (OAB: 15541/CE). Advogada: Teresa Cristina Pitta Pinheiro Fabrício (OAB: 14694/
CE). Relator(a): FRANCISCO BARBOSA FILHO. Revisor(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

Total de processos a julgar: 22

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

DANIELA DA SILVA CLEMENTINO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 64

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

5ª Câmara Cível
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 118

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

31 - 0000170-76.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/13ª Vara Cível. Agravante: Banco do Nordeste


do Brasil S/A. Advogada: Teresa Noemi de Alencar Arraias Duarte (OAB: 3869/CE). Agravado: Têxtil Andina Ltda. Advogado:
Clausens Roberto C Viana (OAB: 3363/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

23 - 0002224-83.2011.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/6ª Vara da Fazenda Pública. Agravante: Maria Suely
Pereira da Costa. Agravante: Francisca Evanier Fernandes Maia. Agravante: Francisca Ivanilde Almeida Martins. Agravante: Maria
Odenisa de Mesquita. Agravante: Francisca Cosme da Silva. Advogado: Jose Mahmoud Ayoub Barros Lubbad (OAB: 13885/CE).
Advogado: Eugenio Duarte Vasques (OAB: 16040/CE). Advogada: Janaina Sena Taleires (OAB: 21492/CE). Advogado: Rodrigo
Rocha Gomes de Loiola (OAB: 20082/CE). Agravado: Municipio de Fortaleza. Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

32 - 0026304-43.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/18ª Vara Cível. Agravante: Osmar Marques de


Albuquerque Junior. Advogado: Rafael de Oliveira Pinho (OAB: 22514/CE). Agravado: Banco Itaucard S/A. Relator(a): CLÉCIO
AGUIAR DE MAGALHÃES

33 - 0026372-90.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/23ª Vara Cível. Agravante: Antonio Crisneudo


Caetano Batista. Advogado: Tiberio Almeida Peres (OAB: 19230/CE). Advogado: Renato Albuquerque Soares (OAB: 18172/CE).
Agravado: Bv Financeira S/A - Crédito, Financiamento e Investimento. Advogada: Ticiana Leite Escorcio Athayde (OAB: 19232/
CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES

34 - 0026484-59.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/25ª Vara Cível. Agravante: Eduardo Moura da Silva.
Advogado: Rafael de Oliveira Pinho (OAB: 22514/CE). Agravado: Aymoré Crédito Financiamento e Investimento S/A. Relator(a):
CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES

35 - 0027000-79.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/18ª Vara Cível. Agravante: Samanda Oliveira França
de Andrade. Advogado: Gerlano Araujo Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Agravada: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamento
e Investimento. Advogado: Lucas Azevedo Rios Maldonado (OAB: 47710/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS
MOTA

24 - 0072667-25.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/5ª Vara de Família. Agravante: SEGREDO DE


JUSTIÇA. Advogado: Ricardo Ferreira Valente (OAB: 6433/CE). Advogado: Magno César Gomes do Nascimento (OAB: 6451/
CE). Advogada: Fernanda Moreira Campelo Maia Virgilio (OAB: 19911/CE). Advogada: Gisele de Paula Magalhaes (OAB:
22851/CE). Advogado: Felipe Bayma Marques (OAB: 23238/CE). Advogada: Gabriela Oliveira Gazelli (OAB: 24942/CE).
Agravada: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogada: Vanessa Amaral da Rocha (OAB: 10192/CE). Advogada: Suzy Anne Catonho de
Brito (OAB: 14575/CE). Advogado: Anderson Mario Marques da Rocha (OAB: 12898/CE). Advogado: Fernando Andre Martins
Teixeira (OAB: 19213/CE). Advogado: Pedro Robston Quariguasi Vasconcelos (OAB: 15700/CE). Advogado: Marcio de Vieira
Leite Maranhão (OAB: 19353/CE). Advogada: Raquel Moura da Cruz Soares (OAB: 20222/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO
MENDES FORTE

25 - 0074182-95.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/9ª Vara Cível. Agravante: Adauto Alves Mendes.
Advogada: Maria do Carmo Pimentel Saboia (OAB: 5521/CE). Agravado: Oboe Credito, Financiamento e Investimento S. A.
Advogado: Sidney Guerra Reginaldo (OAB: 6923/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

26 - 0074960-65.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/2ª Vara da Fazenda Pública. Agravante: Estado do


Ceará. Proc. Estado: Fernando Antonio Teixeira Tavora (OAB: 4955/CE). Estagiário: Ana Franco. Agravado: Francisco Erialdo
de Albuquerque. Advogada: Viviane Maria Diogo Diogenes Quezado (OAB: 5241/CE). Advogado: Paulo Napoleao Goncalves
Quezado (OAB: 3183/CE). Advogado: Joao Marcelo Lima Pedrosa (OAB: 12511/CE). Advogado: Henrique Goncalves de Lavor
Neto (OAB: 12512/CE). Advogada: Mabel de Carvalho Silva Portela (OAB: 13909/CE). Advogada: Janine Adeodato Accioly
(OAB: 12376/CE). Advogado: Marcelo Sobral Alcaide (OAB: 17264/CE). Advogada: Anne Carolinne Tavares Pereira de Alencar
(OAB: 17263/CE). Advogada: Kelley Cristina Porto Bertosi (OAB: 17400/CE). Advogado: Marcelo Holanda Luz (OAB: 11665/CE).
Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

27 - 0078185-93.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/1ª Vara da Fazenda Pública. Agravante: Estado do


Ceará. Proc. Estado: Leonardo Gonçalves Santana Borges (OAB: 21356/CE). Agravada: Maria Simone Fernandes Tavares.
Advogado: Carlos Eduardo Melo da Escossia (OAB: 6243/CE). Relator(a): CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

28 - 0131067-32.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/6ª Vara da Fazenda Pública. Agravante: Estado


do Ceará. Proc. Estado: Jose Amaury Batista Gomes Filho (OAB: 12095/CE). Agravado: Ello Serviços de Mão de Obra Ltda.
Advogada: Manuela Esteves de Carvalho Lira (OAB: 13832/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA

29 - 0131564-46.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/7ª Vara Cível. Agravante: Chamonix Indústria e


Comércio de Colchões Ltda. Advogado: Marcelo Magalhaes Fernandes (OAB: 10108/CE). Agravado: Coremal - Comércio e
Representações Maia Ltda. Advogado: Stenio Goncalves Silva (OAB: 10727/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS
MOTA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 65

30 - 0132399-34.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza/6ª Vara da Fazenda Pública. Agravante: Câmara


Municipal de Aracoiaba. Advogado: Augusto Cesar Rodrigues Viana Ponte (OAB: 8195/CE). Agravado: Francisco Ary Ribeiro
Teixeira. Advogado: Geraldo de Holanda Gonçalves Filho (OAB: 17824/CE). Relator(a): CLÉCIO AGUIAR DE MAGALHÃES

36 - 0185883-58.2012.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/11ª Vara Cível. Apelante: Antonio Marcelino da Costa Filho.
Advogada: Alessandra Elice Lopes Crescêncio Pereira (OAB: 18949/CE). Advogada: Kathia Waleska Lopes Crescencio Pereira
(OAB: 20432/CE). Apelado: Seguradora Líder dos Consórcios do Seguro DPVAT S/A. Advogado: Fabio Pompeu Pequeno Junior
(OAB: 14752/CE). Relator(a): FRANCISCO SUENON BASTOS MOTA

Total de processos a julgar: 36

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

DANIELA DA SILVA CLEMENTINO

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

6ª Câmara Cível

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 6ª Câmara Cível

Serviço de Recursos da 6ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0000038-77.2010.8.06.0047 - Apelação Cível. Apelante: Hsbc Bank Brasil S/A. Advogada: Flavia de Albuquerque Lira
(OAB: 24521/PE). Advogado: Alan Ferreira de Souza (OAB: 21801/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:
APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE BUSCA E APREENSÃO - EXTINÇÃO DO FEITO COM BASE NO ARTIGO 267, INCISO III, DO
CPC - DESCABIMENTO - DESCUMPRIMENTO DO ART. 267, § 1º, DO CPC - FALTA DE INTIMAÇÃO PESSOAL DO AUTOR
PARA DAR ANDAMENTO AO FEITO - EXTINÇÃO AFASTADA. RECURSO CONHECIDO E PROVIDO. ACÓRDÃO: ACORDA a
Turma Julgadora da 6ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, à unanimidade, em conhecer do
apelo, para, dar-lhe provimento, nos termos do voto do relator, parte integrante deste.

0000160-89.2009.8.06.0091 - Reexame Necessário. Autora: Paula Sabrina Lima Maia Representada Por Evania Gomes de
Lima. Advogada: Alique Rachel Alves Pereira (OAB: 17581/CE). Remetente: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Iguatu.
Réu: Presidente da Comissão Executiva do Vestibular da Urca. Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: REEXAME
NECESSÁRIO. INSCRIÇÃO VIA INTERNET. VESTIBULAR. VALIDADE. REEXAME EFETIVADO. SENTENÇA INTEGRALIZADA.
1.- A insurgência da impetrante dirigiu-se contra o ato do PRESIDENTE DA COMISSÃO EXECUTIVA DO VESTIBULAR DA
URCA em que se objetiva a inscrição no vestibular da referida instituição 2009.1. 2.- O Colendo Supremo Tribunal Federal
tem decidido correntemente que é possível adotar os fundamentos de parecer do Ministério Público para decidir, conforme
decisão da lavra do eminente Ministro Dias Toffoli, nos RE 591.797 e 626.307, em 26.08.2010, em que assenta, textualmente,
o que segue: “Acompanho na íntegra o parecer da douta Procuradoria-Geral da República, adotando-o como fundamento desta
decisão, ao estilo do que é praxe na Corte, quando a qualidade das razões permitem sejam subministradas pelo relator (Cf.
ACO 804/RR, Relator Ministro Carlos Britto, DJ 16/06/2006; AO 24/RS, Relator Ministro Maurício Corrêa, DJ 23/03/2000; RE
271771/SP, Relator Ministro Néri da Silveira, DJ 01/08/2000)”. 3.- Não se pode transferir aos candidatos os riscos das falhas de
funcionamento da inscrição eletrônica. 4.- Reexame efetivado. Sentença Integralizada. ACÓRDÃO: ACORDA a Turma Julgadora
da 6ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, à unanimidade, em conhecer da remessa de
ofício, no sentido de confirmar a sentença em reexame integralizando-a para todos os efeitos, nos termos do voto do relator,
parte integrante deste.

0000185-16.2011.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Unimed de Fortaleza - Cooperativa


de Trabalho Médico Ltda. Advogada: Eveline Lima de Castro Aguiar (OAB: 17251/CE). Embargado: Paulo Alencar Rochar.
Advogado: Claudio Lopes Melo (OAB: 20782/CE). Advogado: Ely do Amparo Cavalcante Sampaio (OAB: 9731/CE). Advogado:
Gustavo Virginio Peter Barbosa (OAB: 4020/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE
DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE.
EMBARGOS REJEITADOS. 1. In casu, não demonstrou o recorrente a existência de qualquer omissão no acórdão recorrido,
de forma que não há como prosperar seu inconformismo; 2. A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o
rejulgamento da causa por meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se
dos instrumentos processuais adequados que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula 18 TJCE); 3. Quanto ao pressuposto do
prequestionamento, ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos
pressupõe a existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas
e o acerto do julgado. Recurso conhecido, porém rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
de Embargos de Declaração nº 0000185-16.2011.8.06.0001/50000 em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA a 6ª
Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso interposto e negar-
lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0000335-34.2008.8.06.0151/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Itau Seguros S/A. Advogado: Samuel


Marques Custodio de Albuquerque (OAB: 20873/CE). Embargado: Jecriston Dias Lima. Advogado: Marcos Antonio Inacio
da Silva (OAB: 4007/PB). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 66

DOS PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EMBARGOS REJEITADOS.
1. In casu, não demonstrou o recorrente a existência de qualquer omissão no acórdão recorrido, de forma que não há como
prosperar seu inconformismo; 2. A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por
meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais
adequados que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula 18 TJCE); 3. Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-
se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de
obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado.
Recurso conhecido, porém rejeitado. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Embargos de Declaração
nº 0000335-34.2008.8.06.0151/50000 em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA a 6ª Câmara Cível do Egrégio
Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso interposto e negar-lhe provimento, nos
termos do voto do relator.

0000636-51.2008.8.06.0160/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Unibanco Aig Seguros S/A. Advogado:


Antonio dos Santos Mota (OAB: 19283/CE). Embargado: Francisca Regina Farias Duarte. Advogado: Angelo Marques Leal
(OAB: 24719/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA DOS
PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EMBARGOS REJEITADOS. 1. In casu,
não demonstrou o recorrente a existência de qualquer omissão no acórdão recorrido, de forma que não há como prosperar
seu inconformismo; 2. A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por meio dos
aclaratórios. Caberá à parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais adequados
que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula 18 TJCE); 3. Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-se, pacificada
jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade,
contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. Recurso
conhecido, porém rejeitado. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Embargos de Declaração nº
0000636-51.2008.8.06.0001/50000 em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA a 6ª Câmara Cível do Egrégio Tribunal
de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso interposto e negar-lhe provimento, nos termos do
voto do relator.

0000742-50.2009.8.06.0104 - Apelação Cível. Apelante: Municipio de Itarema. Advogada: Suerda Naglle Sant’ana Monteiro
(OAB: 18913/CE). Advogado: Jose Weyne de Amorim (OAB: 5321/CE). Advogada: Maria Socorro Sousa Lima (OAB: 9806/
CE). Advogado: Mateus Lima Louzada (OAB: 17782/CE). Apelada: Antonia Bela Dias Marques. Advogado: Antonio Jose
Sampaio Ferreira (OAB: 5472/CE). Advogada: Maria Hidelvanice Santos Soares Sampaio (OAB: 17696/CE). Advogada:
Maria Hidelvania dos Santos Soares (OAB: 17944/CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: DIREITO
CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO. APELAÇÃO EM RECLAMATÓRIA TRABALHISTA. SERVIDORA MUNICIPAL DE
ITAREMA. COMPETÊNCIA DA JUSTIÇA COMUM ESTADUAL. CONFIRMAÇÃO NO ÂMBITO DO STF (RECLAMAÇÃO Nº 7.855-
8-CE). PRESCRIÇÃO. NÃO RECONHECIMENTO. DECRETO-LEI Nº 20.910/32 E SÚMULA 85/STJ. OBSERVÂNCIA. SALÁRIO
MÍNIMO. IRREDUTIBILIDADE. AUSÊNCIA DE CONVENÇÃO OU ACORDO COLETIVO NO CASO CONCRETO. GARANTIA.
CONTRACHEQUES. REMUNERAÇÃO INFERIOR AO MÍNIMO LEGAL. COMPROVAÇÃO. PAGAMENTO DOS SALÁRIOS E
ENCARGOS. ÔNUS DA PROVA DO EMPREGADOR. MUNICÍPIO. FONTE PAGADORA (ART. 333, II, CPC). SALÁRIO MÍNIMO
PROPORCIONAL ÀS HORAS EFETIVAMENTE TRABALHADAS. IMPOSSIBILIDADE. ARTIGOS 7º, IV, VI, VII e 39, § 3º, AMBOS
DA CF/88 C/C O ART. 154, XXI e XXIV, DA CONSTITUIÇÃO ESTADUAL. VERBAS INADIMPLIDAS E DIFERENÇAS SALARIAIS
DEVIDAS AUTORIZADA A COMPENSAÇÃO. JURISPRUDÊNCIA CONSOLIDADA. APELAÇÃO CONHECIDA E DESPROVIDA.
SENTENÇA INTEGRALMENTE CONFIRMADA. 1. Cuida-se de apelação interposta pelo MUNICÍPIO DE ITAREMA-CE contra
a sentença que julgou parcialmente procedentes os pedidos arrolados na reclamatória trabalhista apresentada por ANTÔNIA
BELA DIAS MARQUES, condenando o ente público “... ao pagamento da remuneração da autora, desde a sua admissão (posse),
vinculada ao salário mínimo nacional, permitindo-se a compensação com os valores efetivamente percebidos sob a mesma
rubrica, com reflexos nas férias e gratificação natalina.”, acrescido de honorários advocatícios arbitrados em 10% (dez por
cento) sobre o valor da condenação, cuja apuração deverá obedecer ao regime do precatório (art. 100, da CF/88), sem sujeição
ao duplo grau obrigatório, por força do art. 475, § 2º, do CPC (fls. 469/477). 2. Uma vez firmada a competência desta justiça
comum estadual para apreciar a presente reclamatória quando do julgamento da Reclamação Nº 7.855-8-CE (fls. 438/448),
observamos, no que se refere ao curso do prazo prescricional, que a demanda foi protocolizada em 24/07/2007 (fl. 06), portanto,
dentro do prazo quinquenal previsto no art. 1º, do Decreto-Lei nº 20.910/32, sem embargo da aplicabilidade, ao caso concreto,
da Súmula 85/STJ, razão pela qual não há prescrição a declarar, cuja apreciação se dá por força do art. 219, § 5º, do CPC. 3.
No tocante ao ônus da prova, cabe ao município apelante, na condição de fonte pagadora, o ônus da prova da quitação dos
salários e encargos, na forma do art. 333, II, CPC, o que não o fez em sua contestação, sequer no recurso, sendo suficiente,
para fins de condenação, a prova apresentada pela autora à fl. 12 e ss., a qual demonstra à saciedade a não observância do
pagamento de remuneração compatível ao salário mínimo nacional, menos ainda das demais verbas postuladas, restando
hígidos, a meu ver, os fundamentos da sentença recorrida que julgou parcialmente procedente a demanda. 4. No mérito, não há
que se discutir, nestes autos, o direito da parte autora à percepção do salário mínimo como piso remuneratório inicial de todo e
qualquer labor independentemente da carga horária por ela desenvolvida, uma vez que tal direito encontra-se respaldado nos
artigos 7º, incisos IV, VI, VII e 39, § 3º, ambos da CF/88, em combinação com o art. 154, incisos XXI e XXIV, da Constituição
do Estado do Ceará, e nas Súmulas Vinculantes 15 e 16, ambas do Supremo Tribunal Federal. 5. APELAÇÃO CONHECIDA E
DESPROVIDA. SENTENÇA INTEGRALMENTE CONFIRMADA. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos, acorda, a
TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, por UNANIMIDADE de
votos, em CONHECER e NEGAR PROVIMENTO ao recurso apelatório da municipalidade, confirmando-se, in totum, a sentença
recorrida, tudo nos termos do voto da Relatora, que integra esta decisão. PRESIDENTE RELATORA PROCURADOR(A) DE
JUSTIÇA

0001178-69.2008.8.06.0160 - Apelação Cível. Apelante: Raimundo Nonato Souza de Araujo. Advogado: Angelo Marques
Leal (OAB: 24719/CE). Apelado: Unibanco AIG Seguros S.A.. Advogado: Fabio Pompeu Pequeno Junior (OAB: 14752/CE).
Advogado: Emanuel Mendes Guedes Diogo (OAB: 21154/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO
CÍVEL. COBRANÇA DE DIFERENÇA DE SEGURO DPVAT. INVALIDEZ PERMANENTE. PAGAMENTO PROPORCIONAL
DO SEGURO. POSSIBILIDADE. AUSÊNCIA DE LAUDO MÉDICO LEGÍVEL. NECESSIDADE DE DILAÇÃO PROBATÓRIA.
RECURSO CONHECIDO E PROVIDO. 1. Segundo o entendimento pacificado do Superior Tribunal de Justiça, em caso de
invalidez parcial o pagamento do seguro DPVAT deve observar a respectiva proporcionalidade. (Precedentes: Nancy Andrighi,

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 67

Terceira Turma, DJe 25/11/2010; AgRg nos EDcl no REsp 1215796/SP, Rel. Min. Aldir Passarinho Junior, Quarta Turma, DJe
15/04/2011; AgRg no Ag 1368263/GO, Rel. Min. Sidnei Beneti, Terceira Turma, DJe 03/06/2011 e AgRg no AREsp 8.515/MS,
Rel. Min. LUIS FELIPE SALOMÃO, Quarta Turma,DJe 01/07/2011). 2. Tendo o legislador instituído uma gradação ao valor
indenizatório em caso de invalidez permanente, mister comprovar a quantificação da lesão sofrida pelo acidente de trânsito. 3.
Recurso conhecido e provido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da Apelação Cível, em que figuram
as partes acima indicadas. Acorda a Sexta Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade,
conhecer do recurso para dar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0001243-83.2013.8.06.0000/50001 - Agravo. Agravante: Eurides Rodrigues de Paula. Advogado: Eurides Rodrigues de


Paula (OAB: 5621/CE). Agravado: Municipio de Fortaleza. Procª. Munic.: Regina Stella Carneiro Gondim (OAB: 3906/CE).
Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: TRIBUTÁRIO. AGRAVO INTERNO (ART. 557, §1º, DO CPC). DECISÃO
MONOCRÁTICA QUE NEGOU SEGUIMENTO LIMINAR AO AGRAVO DE INSTRUMENTO. ART. 557, CAPUT, CPC. RECURSO
REPETIDO E IDÊNTICO À OUTRO EM TRAMITAÇÃO. INOBSERVÂNCIA AO PRINCÍPIO DA UNIRRECORRIBILIDADE OU
SINGULARIDADE DOS RECURSOS. PRECLUSÃO CONSUMATIVA. PRECEDENTES. AGRAVO INTERNO NÃO CONHECIDO.
DECISÃO MONOCRÁTICA MANTIDA. 1. Consultando o sistema processual E-SAJ, verifico que o Agravante interpôs Agravo
Interno, protocolado sob o nº. 0001243-83.2013.8.06.0000/50000, insurgindo-se contra a mesma decisão monocrática que negou
provimento liminar ao Agravo de Instrumento, tratando-se, na hipótese, de repetição de recurso idêntico à outro já existente,
tendo sido ambos apresentados na mesma data, havendo apenas diferença nos horários de protocolo, sendo este posterior. 2.
Este fato inviabiliza o conhecimento do recurso, impedindo sua análise meritória, em razão do princípio da unirrecorribilidade ou
singularidade dos recursos, bem como da preclusão consumativa, operada quando da interposição do primeiro agravo interno.
3. AGRAVO INTERNO NÃO CONHECIDO. DECISÃO MONOCRÁTICA MANTIDA. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos, em que litigam as partes, acima nominadas, ACORDA, a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO
TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, por UNANIMIDADE de votos, em NÃO CONHECER do recurso de agravo
interno, mantendo-se, in totum, a decisão recorrida. PRESIDENTE RELATOR PROCURADOR (A) DE JUSTIÇA

0001243-83.2013.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Eurides Rodrigues de Paula. Advogado: Eurides Rodrigues


de Paula (OAB: 5621/CE). Agravado: Municipio de Fortaleza. Procª. Munic.: Regina Stella Carneiro Gondim (OAB: 3906/
CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: TRIBUTÁRIO. AGRAVO INTERNO (ART. 557, §1º, DO CPC).
DECISÃO MONOCRÁTICA QUE NEGOU SEGUIMENTO LIMINAR AO AGRAVO DE INSTRUMENTO. ART. 557, CAPUT, CPC.
PRETENSÃO CONFLITANTE COM O ENTENDIMENTO JURISPRUDENCIAL DO STJ. EXECUÇÃO FISCAL. INDICAÇÃO
DE PRECATÓRIO À PENHORA. RECUSA DA FAZENDA. POSSIBILIDADE. INOBSERVÂNCIA DA GRADAÇÃO LEGAL.
PRECEDENTES. INAPLICAÇÃO DA SÚMULA Nº. 417/STJ. AGRAVO CONHECIDO E IMPROVIDO. DECISÃO MONOCRÁTICA
MANTIDA. 1. O Agravante se insurge contra a decisão interlocutória que recusou o crédito de precatório por ele ofertado, para
fins de garantia da execução ajuizada pelo Município de Fortaleza relativa à débitos de IPTU do período 2003/2004, entendendo
que a ordem legal de nomeação de bens estabelecida pelo art. 11, da Lei nº. 6.830/80 não seria absoluta. 2. A decisão recorrida
está fundada em jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça que no Julgamento do REsp nº. 1.090.898/SP, de Relatoria do
Ministro Castro Meira, julgado sob o rito do art. 543-C (recursos repetitivos), deliberou acerca da possibilidade da Fazenda
Pública recusar o recebimento de precatório para fins de penhora, quando inobservada a ordem legal. 3. A tese do Agravante
de que referida jurisprudência não se aplica ao caso, quando ali se discute substituição de bens penhorados por precatório,
enquanto a hipótese do autos trata de indicação, não merece acolhimento, pois aquela orientação “é aplicável não apenas
aos casos de recusa aos pedidos de substituição da penhora, como também às situações de recusa à primeira nomeação à
penhora.” (STJ - AgRg nos EDcl nos EDcl no REsp 1140218/SP, Rel. Ministro BENEDITO GONÇALVES, PRIMEIRA TURMA,
julgado em 04/05/2010, DJe 11/05/2010) 4. Acerca do enunciado da Súmula nº. 417, do STJ de que “na execução civil, a
penhora de dinheiro na ordem de nomeação de bens não tem caráter absoluto”, aquela Corte decidiu que “A Súmula 417/STJ
não retira a possibilidade de recusa da Fazenda Pública de bens dados em penhora por qualquer uma das causas descrita no
art. 656 do CPC”. (AgRg no REsp 1.215.349/DF, Segunda Turma, Rel. Min. HUMBERTO MARTINS, DJe 16/3/11). 5. AGRAVO
INTERNO CONHECIDO E IMPROVIDO. DECISÃO MONOCRÁTICA MANTIDA. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos, em que litigam as partes, acima nominadas, ACORDA, a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL
DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, por UNANIMIDADE de votos, em CONHECER e NEGAR PROVIMENTO
ao recurso de agravo interno, mantendo-se, in totum, a decisão recorrida. PRESIDENTE RELATOR PROCURADOR (A) DE
JUSTIÇA

0001249-90.2013.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Bv Financeira S/A - Credito, Financiamento e Investimento.


Advogado: Andre Ricardo Bezerra Benevides (OAB: 15541/CE). Advogada: Teresa Cristina Pitta Pinheiro Fabrício (OAB: 14694/
CE). Agravada: Rosa Delfino de França. Advogado: Ederson Cleyton da Costa Castro (OAB: 20891/CE). Relator(a): JUCID
PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO QUE NÃO FOI CONHECIDO POR
SUPOSTA INTEMPESTIVIDADE. RECURSO CONHECIDO E PROVIDO. Reconhecido o equivoco desta relatoria na contagem
do início do prazo recursal, em face do feriado estadual do dia 25 de março.2.Realizada a disponibilização da decisão no diário
da justiça do dia 22 de março de 2013, foi postergada para o dia 26 do mesmo mês a data da publicação da referida, iniciando-
se o prazo recursal no dia 27 de março e findando em 05 de abril do corrente. Sendo interposto o agravo de instrumento em 05
de abril é manifesta sua tempestividade. Recurso conhecido e provido. ACÓRDÃO: Vistos,relatados e discutidos os presentes
autos de Agravo Regimental n.º 0001249-90.2013.8.06.5000, envolvendo as partes acima aludidas. ACORDA a Turma Julgadora
da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Ceará, em votação por unanimidade, em conhecer e dar provimento ao recurso
nos termos do voto do Relator.

0002345-03.2008.8.06.0167/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Bradesco Seguros S/A. Advogado: Samuel


Marques Custodio de Albuquerque (OAB: 20873/CE). Advogado: Gustavo Ribeiro de Araujo (OAB: 16375/CE). Advogada: Ingrid
Vieira de Almeida (OAB: 24272/CE). Embargado: Antonio Lucas Araujo. Advogado: Edson Morete dos Santos (OAB: 12619/
PB). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO
OU CONTRARIEDADE. IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO DA MATÉRIA. INTELIGÊNCIA DO 535 DO CPC. SÚMULA
Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE INTUITO DE REEXAME DE QUESTÃO JÁ DECIDIDA. EMBARGOS REJEITADOS. 1.- É notório
que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as questões debatidas, porém não é obrigado a analisar cada um dos
argumentos trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim, que na decisão vergastada, a situação foi completamente analisada,
não havendo obscuridade, contradição ou omissão que necessite de esclarecimento. 3.- Mormente, impende observar que os

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 68

embargos declaratórios não devem ter sua finalidade desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a pretensão modificativa da
presente insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/CE: “São indevidos embargos de declaração que têm por única finalidade
o reexame da controvérsia jurídica já apreciada.” 5.- Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-se, pacificada
jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade,
contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. 6.- Embargos
rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado,
em conhecer os presentes embargos de declaração para rejeitá-los, tudo nos termos do voto do relator.

0003118-51.2012.8.06.0056/50000 - Agravo. Agravante: Cristiana de Souza Gaudêncio. Advogado: Renan Barbosa de


Azevedo (OAB: 23112/CE). Agravado: Banco Panamericano S/A. Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: AGRAVO
INTERNO. APELAÇÃO CÍVEL. INADMISSIBILIDADE DO RECURSO. PRINCÍPIO DA FUNGIBILIDADE DOS RECURSOS.
INAPLICABILIDADE. ERRO GROSSEIRO. RECURSO NAO CONHECIDO. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos de Agravo Regimental em Apelação Cível nº 0003118-51.2012.8.06.0056/5000, em que figuram as partes acima
indicadas. Acorda a 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em não conhecer do
agravo regimental, nos termos do voto relator.

0003274-78.2010.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Anastacio Jorge
Matos de Sousa Marinho (OAB: 8502/CE). Remetente: Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza.
Apelada: Maria do Socorro Ferreira de Brito. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO
DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE REPETIÇÃO DE INDÉBITO C/C PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA.
RECOLHIMENTO INDEVIDO DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIÁRIA DE SERVIDORA ESTADUAL. REQUISITOS EXIGIDOS
PARA APOSENTADORIA PREENCHIDOS. AFASTAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO. RETARDAMENTO INJUSTIFICADO
DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA CONCLUSÃO DO PROCESSO DE APOSENTAÇÃO. SUSPENSÃO DA CONTRIBUIÇÃO
PREVIDENCIÁRIA. RESTITUIÇÃO DEVIDA. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS MINORADOS. RECURSO CONHECIDO E
PROVIDO. REEXAME EFETIVADO. 1. Trata-se de ação ordinária em que a promovente alega, por parte da Administração
Pública, ilegalidade em recolher os encargos previdenciários do servidor público afastado da função, por ter preenchido os
requisitos indispensáveis à sua aposentadoria. Postula a restituição dos valores descontados sobre seus proventos, a título de
contribuição previdenciária. 2. Preenchidos os requisitos necessários à implementação da aposentadoria do servidor, sendo
esta requerida, cabe à Administração Pública, dentro do prazo razoável, através dos órgãos de sua estrutura de pessoal,
apurar se o interessado atende aos requisitos legais para sua concessão, única condição para a lavratura do ato respectivo.
3. Convém ressaltar que a Emenda Constitucional nº 41 de 2003 estabelece um teto mínimo de remuneração para que seja
cobrada a contribuição previdenciária de inativos, não sendo este atingido pela autora. 4. A procrastinação de formalizar o ato
de aposentadoria pela administração pública estadual ultrapassa o prazo estabelecido no artigo supramencionado, e, portanto,
não pode o servidor ser apenado, com a manutenção da impositiva contribuição previdenciária, em face de conduta omissiva do
poder público. 5. Honorários advocatícios minorados para R$ 1.000,00 (um mil reais), considerando serem compatível com os
limites do razoável. 6. Recurso conhecido e provido. Reexame efetivado. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes
autos da Apelação Cível, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a Sexta Câmara Civil do egrégio Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso para dar-lhe provimento, e efetivar o reexame necessário, nos
termos do voto do relator.

0003953-20.2006.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria Quiteria Costa de Almeida. Apelante: Jose Patricio de
Almeida. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Advogado: Jose Nunes Rodrigues (OAB: 10346/CE). Apelado:
Estado do Ceara. Proc. Estado: Newton Fontenele Teixeira (OAB: 16980/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL.
EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. INSTITUTO DE SAÚDE DOS SERVIDORES DO ESTADO DO CEARÁ - ISSEC E ESTADO
DO CEARÁ. INCLUSÃO DE MARIDO COMO DEPENDENTE DE SERVIDORA PÚBLICA ESTADUAL. RESTRIÇÃO IMPOSTA
PELO ART. 7º, INCISO I, DA LEI ESTADUAL Nº 10.776/1982. DISPOSITIVO NÃO RECEPCIONADO PELA HODIERNA
ORDEM CONSTITUCIONAL. OFENSA AO PRINCÍPIO DA ISONOMIA. INAPLICABILIDADE NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA
PREVIDENCIÁRIO. FALTA DE INTERESSE PROCESSUAL. ART. 267, IV, DO CPC. HONORÁRIOS SUCUMBENCIAIS.
PRINCÍPIO DA CAUSALIDADE. APELAÇÃO PARCIALMENTE PROVIDA. 1. Não foi recepcionada pela ordem constitucional
hodierna, por ofensa ao princípio da isonomia, a restrição imposta pelo art. 7º, inciso I, da Lei Estadual nº 10.776/1982, que limita
a inclusão como dependente de servidora pública apenas ao marido que comprove sua condição de invalidez e dependência
econômica. 2. Com o advento da norma supracitada, o disposto art. 7º, inciso I, da Lei Estadual nº 10.776/1982 deixou de ser
aplicado no âmbito previdenciário, remanescendo tão somente para assistencia à saúde. Desse modo, para os óbitos ocorridos
após o início da vigência da LC nº 12/1999, não é mais exigida a condição de invalidez para que os cônjuges varões passem
a receber a pensão pela morte de suas esposas. 3. Quando do ajuizamento da ação, em 20.12.2006, a legislação estadual já
estabelecia o direito do marido à inscrição como dependente do seu cônjuge para fins previdenciários, inexistindo, nesse ponto,
interesse de agir dos autores. 4. Portanto, reconhecida, a falta de interesse processual dos requerentes quanto aos benefícios
previdenciários, deve ser extinta a demanda sem resolução do mérito, nos termos do art. 267, IV, do CPC. 5. No que se refere
a prestação de serviços de assistência à saúde a ser disponibilizado pelo ISSEC, a Lei Complementar Estadual nº 12/1999,
regulamentada pelo Decreto Estadual nº 25.821/2000, indica o cônjuge supérstite, o companheiro ou a companheira, dentre
os dependentes do Sistema Único de Previdência Social dos Servidores Públicos. 6. Considerando o princípio da causalidade,
condeno o apelado ao pagamento dos ônus sucumbenciais. 7. Recurso conhecido para reconhecer de ofício a falta de interesse
de agir dos apelantes, no tocante a assistência previdenciária, extinguindo, nesse ponto, a ação sem resolução do mérito, e dar
parcial provimento ao apelo para assegurar a inscrição do apelado como dependente, para fins assistenciais, de sua esposa
e servidora pública estadual. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Apelação Cível nº 0003953-
20.2006.8.06.0001 em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a Sexta Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer da Apelação Cível para reconhecer de ofício a falta de interesse de agir dos
apelantes, no tocante a assistência previdenciária, extinguindo, nesse ponto, a ação sem resolução do mérito, e dar parcial
provimento, modificando a sentença para arbitrar honorários sucumbenciais em desfavor do ISSEC, nos termos do voto-vista
proferido pela Exma. Sra. Desembargadora Maria Vilauba Fausto Lopes acompanhado integralmente pelo relator.

0005589-68.2007.8.06.0071 - Apelação Cível. Apelante: Maria Noelia Limaverde Cabral de Oliveira. Advogado: Samuel
de Oliveira Lacerda (OAB: 16329/CE). Advogado: Pattrick Luis Ramos de Carvalho (OAB: 20725/CE). Advogado: Luciano
Lacerda Leite (OAB: 18256/CE). Apelado: Banco do Nordeste do Brasil S.a. Advogado: Francisco Veras Sena (OAB: 12856/

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 69

CE). Advogada: Maria Socorro Vieira Sena (OAB: 11902/CE). Advogada: Patricia Vieira Sena (OAB: 15000/CE). Advogado:
Giuliano Vieira Sena (OAB: 17259/CE). Advogado: Pedro Ernesto Filho (OAB: 7963/CE). Advogado: Francisco Roberto Brasil
de Souza (OAB: 6097/CE). Advogado: Nicola Moreira Miccione (OAB: 14228/CE). Advogado: Antonio Edmar Carvalho Leite
(OAB: 14815/CE). Advogada: Caterine de Holanda Barroso (OAB: 13806/CE). Advogado: Darcy Fontenelle de Araujo Neto
(OAB: 15020/CE). Advogada: Emilia Rodrigues de Oliveira (OAB: 13718/CE). Advogado: Expedito Melo Carlos (OAB: 16250/
CE). Advogado: Eurivaldo Cardoso de Brito (OAB: 16196/CE). Advogado: Francisco Daniel Ribeiro (OAB: 14758/CE). Advogado:
Idelmar Pires (OAB: 15580/CE). Advogado: Joao Paulo Oliveira Dias de Carvalho (OAB: 16441/CE). Advogado: Jose Estenio
Raulino Cavalcante (OAB: 9772/CE). Advogada: Karine Rodrigues Mattos (OAB: 18120/CE). Advogada: Karla Patricia Rebouças
Sampaio (OAB: 15433/CE). Advogada: Kilvia Mara Aguiar (OAB: 14608/CE). Advogado: Manoel Tomaz de Almeida Neto (OAB:
8730/CE). Advogada: Rafaela Veras Antero (OAB: 14058/CE). Advogada: Regina Helena Costa E Costa Lima (OAB: 8230/
CE). Advogado: Regivaldo Fontes Nogueira (OAB: 9128/CE). Advogado: Ricardo Augusto de Lima Braga (OAB: 8985/CE).
Advogada: Solana Maria Martins Carmo (OAB: 6972/CE). Advogada: Teresa Noemi de Alencar Arraias Duarte (OAB: 3869/
CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL -EMBARGOS Á EXECUÇÃO -OFENSA AO
PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE -RAZÕES DA APELAÇÃO -CÓPIA IDÊNTICA DA EXORDIAL -AUSÊNCIA DE CONFRONTO
COM AS RAZÕES DA SENTENÇA -RECURSO NÃO CONHECIDO. Não é passível de ser conhecido e ter seguimento o recurso
que se limita a reproduzir argumentação anteriormente desenvolvida, sem demonstrar o desacerto da decisão recorrida ou
explicitar a existência de ilegalidade, injustiça ou inadequação fática. Precedentes Jurisprudenciais. ACÓRDÃO ACORDA a
Turma Julgadora da 6ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, à unanimidade, em não conhecer
o apelo, nos termos do voto do relator, parte integrante deste.

0006700-56.2008.8.06.0167/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Itaú Seguros S/A. Advogada: Ana Carolina
dos Anjos de Souza (OAB: 18348/CE). Advogado: Rostand Inacio dos Santos (OAB: 22718/PE). Advogado: Joaquim Cabral
de Melo Neto (OAB: 24196/CE). Embargado: Paulo Roger Gomes da Silva. Advogado: Diogo Fernando dos Santos Costa
(OAB: 18996/CE). Advogado: Francisco Demontier Gomes Linhares Filho (OAB: 19625/CE). Advogado: Angelo Marques Leal
(OAB: 24719/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. FINALIDADE ÚNICA
DE PREQUESTIONAMENTO. AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº
18 DO TJCE. EMBARGOS REJEITADOS. 1. A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da
causa por meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos
processuais adequados que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula 18 TJCE);2. Ressalte-se, pacificada jurisprudência tem
entendido que, mesmo para efeito de prequestionamento, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade,
contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. Recurso
conhecido, porém rejeitado. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Embargos de Declaração nº
0006700-56.2008.8.06.0167/5000 em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA a 6ª Câmara Cível do Egrégio Tribunal
de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso interposto e negar-lhe provimento, nos termos do
voto do relator.

0006903-31.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: José Walder Barros Pinheiro. Advogado: Izac Genuino do
Nascimento (OAB: 11768/CE). Apelado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Daniel Feitosa de Menezes (OAB: 17795/CE).
Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: CONSTITUCIONAL. ADMINISTRATIVO. CONCURSO PÚBLICO.
CERTAME ENCERRADO E HOMOLOGADO. PERDA DO OBJETO. EXTINÇÃO DO WRIT SEM JULGAMENTO DE MÉRITO
(ARTS. 10 DA LEI 12.016/09 E 267, VI, CPC). 1. In casu, não assiste razão aos apelantes. Efetivamente, conforme noticiado
nos autos, o concurso em tela foi encerrado e homologado na data 20.07.2007, exsurgindo, desta feita a perda superveniente
do objeto da presente ação, não mais existindo interesse na continuidade do processo, devendo ser mantida a extinção do
presente. Cabe ressaltar que o autor ajuizou a ação apenas em 09.12.2008, muito após a homologação do concurso. 2. O
Colendo Supremo Tribunal Federal tem decidido correntemente que é possível adotar os fundamentos de parecer do Ministério
Público para decidir, assim o tendo feito recentemente na decisão da lavra do eminente Ministro Dias Toffoli, nos RE 591.797 e
626.307, em 26.08.2010, em que assenta, textualmente, o que segue: “Acompanho na íntegra o parecer da douta Procuradoria-
Geral da República, adotando-o como fundamento desta decisão, ao estilo do que é praxe na Corte, quando a qualidade das
razões permitem sejam subministradas pelo relator (Cf. ACO 804/RR, Relator Ministro Carlos Britto, DJ 16/06/2006; AO 24/RS,
Relator Ministro Maurício Corrêa, DJ 23/03/2000; RE 271771/SP, Relator Ministro Néri da Silveira, DJ 01/08/2000)”. 3. Apelação
conhecida e não provida. Sentença mantida. ACÓRDÃO: ACORDA a Turma Julgadora da 6ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE
JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, à unanimidade, em conhecer do apelo, para, negar-lhe provimento, nos termos do voto do
relator, parte integrante deste.

0007635-41.2010.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria Amelia Leite. Def. Público: Defensoria Pública do Estado
do Ceará (OAB: 1/CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO REVISIONAL.
EXTINÇÃO DO PROCESSO SEM JULGAMENTO DO MÉRITO. CONTRATO DE FINANCIAMENTO BANCÁRIO NÃO
CARREADO NOS AUTOS. IMPOSSIBILIDADE DE VERIFICAR A EXPRESSA PACTUAÇÃO DAS CLÁUSULAS DITAS ILEGAIS.
NULIDADE DA SENTENÇA RECONHECIDA DE OFÍCIO. PRECEDENTES TJ/CE. APELAÇÃO PREJUDICADA. RETORNO DOS
AUTOS AO JUÍZO DE ORIGEM. 1. Sentença que indeferiu a inicial e julgou extinto o processo, porque ausente documento
essencial, mesmo tendo sido requerido pelo autor, na exordial. 2. Para verificação da ilegalidade de cláusulas contratuais, faz-
se necessário a existência de cópia do contrato nos autos. In casu, o contrato é documento útil, porém não é indispensável à
propositura de ação de conhecimento. Causa de Pedir e Pedido, satisfatoriamente demonstrados pelos documentos juntados
. 3. Sentença anulada de ofício. Recurso prejudicado. Retorno dos autos ao juízo de origem, para que seja dado às partes a
oportunidade de acostar aos autos os documentos indispensáveis à análise do mérito. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos
estes autos, acorda, a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ,
por unanimidade de votos, para anular a sentença de mérito, restando por prejudicado o recurso de apelação, nos termos do
Voto do Relator. SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Presidente do Órgão Julgador DESEMBARGADORA MARIA VILAUBA
FAUSTO LOPES Relatora

0007661-30.2010.8.06.0101 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Municipio de Itapipoca. Procª. Munic.: Maria de
Lourdes Pinto Martins (OAB: 11663/CE). Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Itapipoca. Apelada: Maria Ioneuda
Alves dos Santos. Apelada: Maria Iracema Gomes Rodrigues. Apelada: Maria Irene de Castro. Apelada: Maria Ireuda Rodrigues
Teixeira. Apelada: Maria Irene de Sousa Magalhães. Advogado: Valdecy da Costa Alves (OAB: 10517/CE). Relator(a): JUCID

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 70

PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO E APELAÇÃO CÍVEL. PRELIMINAR NÃO CONHECIDA. OFENSA
AO PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE. MÉRITO E RECURSO EX OFFICIO. SERVIDOR PÚBLICO. REMUNERAÇÃO INFERIOR
AO SALÁRIO MÍNIMO. IMPOSSIBILIDADE. VIOLAÇÃO À NORMA CONSTITUCIONAL. REEXAME NECESSÁRIO EFETIVADO.
SENTENÇA INTEGRALIZADA. 1.- Deixo de apreciar as preliminares ventiladas, em sede de recurso voluntário, em razão da
falta de atendimento ao princípio da dialeticidade , que impõe ao recorrente o dever de motivar e fundamentar seu recurso
insurgindo-se contra os fundamentos da decisão combatida, no caso, a sentença haja vista tratar-se de cópia fiel da preliminar
levantada em sede de contestação. 2.- O salário-mínimo tem por finalidade assegurar a dignidade humana do trabalhador, sendo,
dessa forma, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação,
saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo,
sendo vedada sua vinculação para qualquer fim (CF/88, art. 7º, IV). 3.- Recurso de apelação conhecido e não provido. Reexame
efetivado. Sentença integralizada. ACÓRDÃO: ACORDA a Turma Julgadora da 6ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA
DO ESTADO DO CEARÁ, à unanimidade, em conhecer do recurso voluntário, não conhecendo a preliminar, e no mérito, negar-
lhe provimento e, em conhecer da remessa de ofício, no sentido de confirmar a sentença em reexame, integralizando-a para
todos os efeitos, nos termos do voto do relator, parte integrante deste.

0010146-78.2011.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Bv Financeira S/A Crédito, Financiamento e Investimento.


Advogado: Jose Edgard da Cunha Bueno Filho (OAB: 22910/CE). Advogada: Claudia de Mesquita Dummar (OAB: 17608/CE).
Advogado: Raul Onofre de Paiva Neto (OAB: 15903/CE). Advogado: Regis Nogueira de Oliveira (OAB: 22645/CE). Advogada:
Luciana Veras Menezes (OAB: 18782/CE). Advogada: Paula Rodrigues da Silva (OAB: 22911/CE). Advogada: Aline Iacovelo
El Debs (OAB: 194158/SP). Advogada: Vivian Sousa da Silva Campos (OAB: 18806/CE). Advogado: Rafael Domingues dos
Reis (OAB: 25019/CE). Agravada: Fatima Pereira Cipriano. Advogado: Ronaldo Nogueira Simoes (OAB: 17801/CE). Relator(a):
JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA : AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO. FORMAÇÃO DEFICIENTE
DO INSTRUMENTO. AUSÊNCIA DE CÓPIA DA CERTIDÃO DE INTIMAÇÃO DA DECISÃO RECORRIDA. TEMPESTIVIDADE
INVIABILIDADE DE AFERIÇÃO. NÃO CONHECIMENTO. AGRAVO REGIMENTAL CONHECIDO E NÃO PROVIDO. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os Desembargadores da 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do Agravo Regimental, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
relator.

0011542-03.2011.8.06.0029/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Joao Renato
Banhos Cordeiro (OAB: 16941/CE). Embargado: Rafael do Vale Souza. Advogado: RAIMUNDO NONATO DE ARAUJO SOUZA
(OAB: 7665/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. DEFENSOR DATIVO.
HONORÁRIOS FIXADOS EM SENTENÇA CRIMINAL TRANSITADA EM JULGADO. DEVER DO ESTADO EM ARCAR COM
A VERBA FIXADA. REMUNERAÇÃO DO ADVOGADO. REEXAME DA CAUSA. IMPOSSIBILIDADE. SÚMULA Nº 18, DO TJ/
CE. EMBARGOS REJEITADOS. ACÓRDÃO MANTIDO. 1- É notório que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as
questões debatidas, porém não é obrigado a analisar cada um dos argumentos trazidos pelas partes. 2- Ocorre outrossim,
que na decisão vergastada, a situação foi completamente analisada, não havendo obscuridade, contradição ou omissão que
necessite de esclarecimento. 3- A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por
meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais
adequados que o sistema recursal lhe oferece. 4- “São indevidos embargos de declaração que têm por única finalidade o
reexame da controvérsia jurídica já apreciada” (Súmula nº 18 TJCE). 5- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO Vistos, relatados e
discutidos os presentes autos dos Embargos de Declaração, em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA a 6ª Câmara
Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do presente recurso para NEGAR-LHE
provimento, nos termos do voto do Relator.

0012309-67.2007.8.06.0001 - Reexame Necessário. Autora: Sandra Maria Mourão Farias. Autor: Raimundo Farias de
Oliveira. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Remetente: Juiz de Direito da 6ª Vara da Fazenda Publica
da Comarca de Fortaleza. Réu: Instituto de Saude dos Servidores do Estado do Ceará- Issec. Proc. Estado: Marco Aurelio
Montenegro Goncalves (OAB: 3549/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. INSTITUTO
DE SAÚDE DOS SERVIDORES DO ESTADO DO CEARÁ-ISSEC INCLUSÃO DE MARIDO COMO DEPENDENTE DE
SERVIDORA PÚBLICA ESTADUAL. RESTRIÇÃO IMPOSTA PELO ART. 7º, INCISO I, DA LEI ESTADUAL Nº 10.776/1982.
DISPOSITIVO NÃO RECEPCIONADO PELA HODIERNA ORDEM CONSTITUCIONAL. OFENSA AO PRINCÍPIO DA ISONOMIA.
INAPLICABILIDADE NO ÂMBITO DA ASSISTÊNCIA PREVIDENCIÁRIO. FALTA DE INTERESSE PROCESSUAL. ART. 267, IV,
DO CPC REMESSA NECESSÁRIA CONHECIDA E PARCIALMENTE PROVIDA. PRECEDENTES. 1. Não foi recepcionada pela
ordem constitucional hodierna, por ofensa ao princípio da isonomia, a restrição imposta pelo art. 7º, inciso I, da Lei Estadual
nº 10.776/1982, que limita a inclusão como dependente de servidora pública apenas ao marido que comprove sua condição
de invalidez e dependência econômica. Com o advento da norma supracitada, o disposto art. 7º, inciso I, da Lei Estadual nº
10.776/1982 deixou de ser aplicado no âmbito previdenciário, remanescendo tão somente para assistencia à saúde. Desse
modo, para os óbitos ocorridos após o início da vigência da LC nº 12/1999, não é mais exigida a condição de invalidez para que
os cônjuges varões passem a receber a pensão pela morte de suas esposas. 3. Quando do ajuizamento da ação, em 2007, a
legislação estadual já estabelecia o direito do marido à inscrição como dependente do seu cônjuge para fins previdenciários,
inexistindo, nesse ponto, interesse de agir da autora.4. Portanto, reconhecida, a falta de interesse processual da requerente
quanto aos benefícios previdenciários, deve ser extinta a demanda sem resolução do mérito, nos termos do art. 267, IV, do
CPC. 5. No que se refere a prestação de serviços de assistência à saúde a ser disponibilizado pelo ISSEC, a Lei Complementar
Estadual nº 12/1999, regulamentada pelo Decreto Estadual nº 25.821/2000, indica o cônjuge supérstite, o companheiro ou a
companheira, dentre os dependentes do Sistema Único de Previdência Social dos Servidores Públicos. de gênero, invalidez
ou dependência econômica, como o fez a Lei Estadual nº 10.776/1982. 6. Remessa Necessária parcialmente provida para
assegurar tão somente a inscrição do recorrido como dependente de sua esposa para fins de assistência médica. Sentença
parcialmente modificada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Remessa Necessária em sede de
AÇÃO ORDINÁRIA COM PEDIDO DE ANTECIPAÇÃO DE TUTELA, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a Sexta
Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer e dar parcial provimento ao
recurso de ofício nos termos do voto do relator.

0019707-60.2010.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Sul América Companhia de Seguros Gerais


S/A. Advogada: Ana Carolina dos Anjos de Souza (OAB: 18348/CE). Advogado: Rostand Inacio dos Santos (OAB: 22718/PE).

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 71

Advogado: Joaquim Cabral de Melo Neto (OAB: 24196/CE). Embargada: Maria de Lourdes da Silva Fonseca. Embargada: Sandra
Fonseca da Silva. Embargado: Wilton Silva da Fonseca. Embargado: Wellington Silva da Fonseca. Embargada: Jacqueline Silva
da Fonseca. Advogado: Paulo Ricardo Marinho Timbo (OAB: 15285/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. FINALIDADE ÚNICA DE PREQUESTIONAMENTO. AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS
DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EMBARGOS REJEITADOS. 1. A mera insatisfação
com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente
contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais adequados que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula
18 TJCE); 2. Ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo para efeito de prequestionamento, a oposição
de embargos pressupõe a existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as
questões decididas e o acerto do julgado. Recurso conhecido, porém rejeitado. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos de Embargos de Declaração nº 0019707-60.2010.8.06.0001/50000 em que figuram as partes acima indicadas,
ACORDA a 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso
interposto e negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0023028-74.2008.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceara. Proc. Estado: Jose Anchieta
Santos Sobreira (OAB: 2127/CE). Remetente: Juiz de Direito da 8a Vara da Fazenda Publica da Comarca de Fortaleza. Apelado:
Tba - Tecnica Brasileira de Alimentos Ltda. Advogado: Franck Edson Gonçalves Sales (OAB: 18866/CE). Advogado: Francisco
Francimar Ferreira Sales Filho (OAB: 18140/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: TRIBUTÁRIO. ICMS.
NÃO INCIDÊNCIA SOBRE A DEMANDA CONTRATADA DE RESERVA DE POTÊNCIA. INOCORRÊNCIA DO FATO GERADOR.1.
O ICMS incide apenas sobre o valor efetivamente consumido de energia elétrica, e não sobre os valores objetos de contrato
de reserva de demanda, ante a não ocorrência do fato gerador deste tributo. 2. Matéria pacificada no âmbito do Superior
Tribunal de Justiça. APELAÇÃO CONHECIDA E NÃO PROVIDA. SENTENÇA INTEGRALIZADA. ACÓRDÃO: Vistos, relatados
e discutidos estes autos de apelação e reexame necessário nº. 0023028-74.2008.8.06.0001, em que são partes as acima
indicadas. ACORDA a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do
recurso, mas negar-lhe provimento, integralizando a sentença exarada.

0027675-42.2013.8.06.0000/50000 - Agravo Regimental. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogada: Ethel Alcantara


Weyne (OAB: 5036/CE). Advogado: Bruno Bezerra Moreira (OAB: 18391/CE). Agravado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado:
Francisco Vieira de Andrade (OAB: 21585/CE). Advogada: Ana Ruth Batista de Freitas (OAB: 24434/CE). Relator(a): JUCID
PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:DECISÃO QUE CONVERTE O AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RETIDO. AGRAVO
REGIMENTAL. NÃO CONHECIMENTO. Preconiza, o parágrafo único do artigo 527 do CPC, que não é cabível recurso contra
a decisão do relator que converte agravo de instrumento em retido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos,
acordam os Desembargadores da 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em em
não conhecer do Agravo Regimental, nos termos do voto do relator.

0029199-47.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Francisco Andre Leite Guimarães. Advogado: Jose Haroldo Lima
Batista (OAB: 2575/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO REVISIONAL. JUSTIÇA
GRATUITA. CONCESSÃO PELA SIMPLES AFIRMAÇÃO DA PARTE. PRECEDENTES JURISPRUDENCIAIS. RECURSO
CONHECIDO E PROVIDO. 1.- O art. 4º da Lei n. 1.060/50 estabelece que a simples afirmação na inicial de que o autor não está
em condições de pagar as custas do processo e os honorários de advogado, sem prejuízo próprio e de sua família, é suficiente
à concessão dos benefícios da assistência judiciária face a presunção de seu estado de pobreza até prova em contrário. 2. -
Recurso conhecido e provido. Sentença cassada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos da Apelação
Cível, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a Sexta Câmara CÍvel do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso para dar-lhe provimento, cassando a sentença monocrática, nos termos do voto
do relator.

0030308-91.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Netuno Alimentos Ltda Epp. Advogado: Thiago Morais Almeida
Vilar (OAB: 16396/CE). Advogado: Diogo Morais Almeida Vilar (OAB: 19322/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL.
EMENTA: TRIBUTÁRIO. ICMS. LEGITIMIDADE CONFIGURADA. NÃO INCIDÊNCIA SOBRE A DEMANDA CONTRATADA
DE RESERVA DE POTÊNCIA. INOCORRÊNCIA DO FATO GERADOR.1. A mais recente jurisprudência do STJ admite que o
consumidor de energia elétrica tem legitimidade ativa para discutir a exigência de ICMS. (RJ 2009/0014464-6, Rel. Min. MAURO
CAMPBELL MARQUES) 2. O ICMS incide apenas sobre o valor efetivamente consumido de energia elétrica, e não sobre os
valores objetos de contrato de reserva de demanda, ante a não ocorrência do fato gerador deste tributo. 3. Matéria pacificada no
âmbito do Superior Tribunal de Justiça. APELAÇÃO CONHECIDA E PROVIDA. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes
autos de apelação e reexame necessário nº. 0030308-91.2011.8.06.0001, em que são partes as acima indicadas. ACORDA
a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso, para dar-lhe
provimento.

0030793-34.2011.8.06.0117/50000 - Agravo. Agravante: Municipio de Maracanaú. Proc. Estado: Carlos Eduardo Lima
de Almeida (OAB: 13886/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: AGRAVO INTERNO. APELAÇÃO CÍVEL.
INADMISSIBILIDADE DO RECURSO. PRINCÍPIO DA FUNGIBILIDADE DOS RECURSOS. INAPLICABILIDADE. ERRO
GROSSEIRO. RECURSO NAO CONHECIDO. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Agravo
Regimental em Apelação Cível nº 0030793-34.2011.8.06.0117/50000, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a 6ª
Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em não conhecer do agravo regimental, nos
termos do voto relator.

0031099-03.2011.8.06.0117/50000 - Agravo. Agravante: Municipio de Maracanaú. Proc. Municipio: Gustavo Albano


Amorim Sobreira (OAB: 13552/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: AGRAVO INTERNO. APELAÇÃO
CÍVEL. INADMISSIBILIDADE DO RECURSO. PRINCÍPIO DA FUNGIBILIDADE DOS RECURSOS. INAPLICABILIDADE.
ERRO GROSSEIRO. RECURSO NAO CONHECIDO. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Agravo
Regimental em Apelação Cível nº 0031099-03.2011.8.06.0117/50000, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a 6ª
Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em não conhecer do agravo regimental, nos
termos do voto relator.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 72

0031199-55.2011.8.06.0117/50000 - Agravo. Agravante: Municipio de Maracanaú. Proc. Municipio: Gustavo Albano


Amorim Sobreira (OAB: 13552/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: AGRAVO INTERNO. APELAÇÃO
CÍVEL. INADMISSIBILIDADE DO RECURSO. PRINCÍPIO DA FUNGIBILIDADE DOS RECURSOS. INAPLICABILIDADE.
ERRO GROSSEIRO. RECURSO NAO CONHECIDO. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Agravo
Regimental em Apelação Cível nº 0031199-55.2011.8.06.0117/5000, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a 6ª
Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em não conhecer do agravo regimental, nos
termos do voto relator.

0039004-87.2009.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Daniel Maia
Texeira (OAB: 17118/CE). Embargado: Moisés de Farias Leite. Advogado: Fillype Gurgel de Sousa (OAB: 18239/CE). Advogada:
Maria Glaucia Morais de Oliveira (OAB: 16721/CE). Advogado: Edwin Basto Damasceno (OAB: 14361/CE). Relator(a): JUCID
PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. APELAÇÃO CÍVEL. REQUISITOS LEGAIS. AUSÊNCIA.
REEXAME DA CAUSA. PREQUESTIONAMENTO. IMPOSSIBILIDADE. SÚMULA Nº 18, DO TJ/CE. EMBARGOS REJEITADOS.
ACÓRDÃO MANTIDO. 1. Segundo a Súmula 18 desta c. Corte, são indevidos embargos de declaração que têm por única
finalidade o reexame da controvérsia jurídica já apreciada. 2. In casu, não demonstrou o recorrente a existência de qualquer
contradição ou omissão no acórdão recorrido, de forma que não há como prosperar seu inconformismo. 3. A mera insatisfação
com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente
contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais adequados que o sistema recursal lhe oferece. 4.
Recurso conhecido, porém não provido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível
do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de declaração, para negar-lhes provimento, tudo nos
termos do voto do relator.

0043118-06.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Fernando Antonio Teixeira Tavora
(OAB: 4955/CE). Apelada: Maria de Fátima Santiago Pereira. Apelada: Eva Sara Santiago Pereira. Advogado: Jose Nunes
Rodrigues (OAB: 10346/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. PROCEDIMENTO
ORDINÁRIO. EXTINÇÃO SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO. PARTE VENCIDA AMPARADA PELA GRATUIDADE DA JUSTIÇA.
CONDENAÇÃO EM CUSTAS E HONORÁRIOS. POSSIBILIDADE. RECURSO DE APELAÇÃO CONHECIDO E PROVIDO. 1.- A
questão em debate no presente recurso versa a possibilidade de condenação nos ônus da sucumbência de parte beneficiária
da gratuidade de justiça. 2.- A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça consolidou-se no sentido da possibilidade de
condenação em honorários advocatícios de sucumbência de parte beneficiária de gratuidade de justiça. 3.- Recurso de apelação
conhecido e provido. ACÓRDÃO: ACORDA a Turma Julgadora da 6ª CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO
DO CEARÁ, à unanimidade, em conhecer do apelo, para, dar-lhe provimento, nos termos do voto do relator, parte integrante
deste.

0046692-03.2009.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Jose Anchieta
Santos Sobreira (OAB: 2127/CE). Remetente: Juiz de Direito da 9ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelado:
Indústria Naval do Ceará S/A. Advogado: Francisco Francimar Ferreira Sales Filho (OAB: 18140/CE). Advogado: Franck Edson
Gonçalves Sales (OAB: 18866/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: TRIBUTÁRIO. ICMS. NÃO INCIDÊNCIA
SOBRE A DEMANDA CONTRATADA DE RESERVA DE POTÊNCIA. INOCORRÊNCIA DO FATO GERADOR.1. O ICMS incide
apenas sobre o valor efetivamente consumido de energia elétrica, e não sobre os valores objetos de contrato de reserva de
demanda, ante a não ocorrência do fato gerador deste tributo. 2. Matéria pacificada no âmbito do Superior Tribunal de Justiça.
APELAÇÃO CONHECIDA E NÃO PROVIDA. SENTENÇA INTEGRALIZADA. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes
autos de apelação e reexame necessário nº. 0046692-03.2009.8.06.0001, em que são partes as acima indicadas. ACORDA
a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer do recurso, mas negar-lhe
provimento, integralizando a sentença exarada.

0059843-36.2009.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Município de Fortaleza. Procª. Munic.: Valeria
Moraes Lopes (OAB: 17973/CE). Remetente: Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada:
Marinete da Silveira Soares. Advogado: Otoniel Ajala Dourado (OAB: 9288/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL.
EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL EM MANDADO DE SEGURANÇA. PRELIMINARMENTE. ILEGITIMIDADE PASSIVA AFASTADA.
TEORIA DA ENCAMPAÇÃO. SERVIÇO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA NÃO CARACTERIZADO COMO ESPECÍFICO E DIVISÍVEL.
IMPOSSIBILIDADE DE COBRANÇA MEDIANTE TAXA. OFENSA AO ART. 145, II DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AOS ARTS.
77 E 79, II E III DO CTN. SÚMULA 670 DO STF. APELAÇÃO CONHECIDA E NÃO PROVIDA. 1 - Considerando o escopo inicial
do processo, como o postulado do princípio da economia processual e da instrumentalidade das formas, não há que se negar
que o Mandado de Segurança alcança a sua finalidade e não prejudica a parte ex-adversa de vir defender-se em juízo, se a
autoridade hierarquicamente superior encampa o ato. Se tal encampação ocorrer, surte todos os efeitos de fato e de direito, o
que não pode ser renegado no momento do julgamento do mérito da lide. 2.- Os serviços gerais não podem ser remunerados
mediante taxa, visto faltar-lhe os atributos da especificidade e divisibilidade. 3 - A cobrança de taxa de iluminação pública denota
patente inconstitucionalidade e ilegalidade, em face da afronta ao art. 145, II da CF/88, bem como arts. 77 e 79, II e III do CTN. 4
- Entendimento pacificado no âmbito do Supremo Tribunal Federal com a edição da Súmula nº 670. 5.- Recurso conhecido e não
provido. Sentença mantida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Apelação Cível, em que figuram
as partes acima indicadas. Acorda a 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em
conhecer da apelação interposta, rejeitando a preliminar, e no mérito, negar-lhe provimento, nos termos do voto do Relator.

0070162-63.2009.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Mario Rodrigues de Mendonça. Advogado:


Francisco Carlos Nascimento de Sousa (OAB: 9641/CE). Embargado: Espolio de Agostinho Soares de Alcantra. Inventariante:
Margarida Maria de Alcantra Figueiredo. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): JUCID
PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO OU CONTRARIEDADE.
IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO DA MATÉRIA. INTELIGÊNCIA DO 535 DO CPC. SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE
INTUITO DE REEXAME DE QUESTÃO JÁ DECIDIDA. 1.- É notório que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as
questões debatidas, porém não é obrigado a analisar cada um dos argumentos trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim,
que na decisão vergastada, a situação foi completamente analisada, não havendo obscuridade, contradição ou omissão que
necessite de esclarecimento. 3.- Mormente, impende observar que os embargos declaratórios não devem ter sua finalidade
desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a pretensão modificativa da presente insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 73

CE: “São indevidos embargos de declaração que têm por única finalidade o reexame da controvérsia jurídica já apreciada.”
5.- Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse
efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio legal para
reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. 6.- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos
estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de declaração
para rejeitá-los, tudo nos termos do voto do relator.

0071340-81.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Alexsandro Campelo de Carvalho. Advogada: Cristina Meneses
Leal Cardoso (OAB: 16854/CE). Advogado: Jose Maria Vale Sampaio (OAB: 13500/CE). Advogado: Luiz Valdemiro Soares
Costa (OAB: 14458/CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: AÇÃO ORDINÁRIA DE COBRANÇA
COMPLEMENTAÇÃO DE SEGURO DPVAT - PAGAMENTO PROPORCIONAL. AUSÊNCIA DE LAUDO ESPECÍFICO DO
INSTITUTO MÉDICO LEGAL. NECESSIDADE DE PERÍCIA MÉDICA COM O FITO DE APURAR O GRAU DE INVALIDEZ PARA
FINS DE DETERMINAÇÃO DO QUANTUM INDENIZATÓRIO DEVIDO. PODER-DEVER DO JUIZ. DETERMINAÇÃO DE OFÍCIO
- ANULAÇÃO DA SENTENÇA. RETORNO DOS AUTOS À ORIGEM PARA REALIZAÇÃO DA PERÍCIA MÉDICA. SENTENÇA
ANULADA DE OFÍCIO. APELAÇÃO PREJUDICADA. 1. Em se tratando de cobrança de indenização do seguro obrigatório, a Lei
Federal n° 6.194/74, preconiza em seu artigo 5º, §5º (incluída pela Lei 8.441/92), que o pagamento da indenização deve ser
efetuado mediante simples prova do acidente e do dano dele decorrente, devendo, no entanto, este último, ser necessariamente
demonstrado mediante laudo detalhado do Instituto Médico Legal, com o fito de apurar o grau da lesão sofrida decorrente do
sinistro, se é total ou parcial, e sendo neste último caso, apurar qual o percentual do dano causado ao autor decorrente do
sinistro. 2. Na hipótese em tablado, tem-se de uma análise acurada dos autos que o apelante não se desincumbiu deste ônus,
uma vez que não consta alusão alguma acerca da debilidade permanente contraída pelo autor, em razão do acidente ocorrido,
a apontar qual o tipo de invalidez permanente e tampouco o grau de debilidade da vítima oriunda do sinistro, que fosse capaz
de suprir as exigências da lei precitada (art. 5º, §5° da Lei 6.194/74, com redação dada pela Lei 8.441/92), para fins de quantum
indenizatório. 3. No entanto, confere ao julgador um papel mais ativo na dinâmica processual, inclusive no sentido de determinar,
ex officio, a realização de prova pericial (art. 130 do CPC). Portanto, no caso em epígrafe, entendo que não se impõe a extinção
do feito, por inépcia da inicial, mas o seu regular prosseguimento, inclusive com a realização da mencionada perícia médica,
com o objetivo de se aferir o grau de invalidez permanente do recorrente. 4. APELAÇÃO PREJUDICADA. Sentença anulada
de ofício, para que venha a ser dado, o regular prosseguimento ao feito, a fim de que seja aberta a fase instrutória, com a
devida perícia médica, objetivando atestar a existência da invalidez bem como o seu efetivo GRAU, e, em sendo constatada a
parcialidade, que seja discriminada em qual hipótese da tabela do CNSP, anexa à legislação precitada, o mesmo se enquadra.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de APELAÇÃO CÍVEL n.º 0071340-81.2008.8.06.0001, em que
figuram as partes acima indicadas, acorda a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO
ESTADO DO CEARÁ, por UNANIMIDADE de votos, anular, de ofício, a sentença, com o fito de que venha a ser dado, o regular
prosseguimento ao feito, para que seja aberta a fase instrutória, com a devida perícia médica, objetivando atestar a existência
da invalidez bem como o seu efetivo GRAU, e, em sendo constatada a parcialidade, que seja discriminada em qual hipótese da
tabela do CNSP, anexa à legislação precitada, o mesmo se enquadra. SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Presidente do
Órgão Julgador DESEMBARGADORA MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES Relatora

0073797-50.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: T J F Indústria de Esquadrias de Metal Ltda. Advogado:


Francisco Eimar Carlos dos Santos Junior (OAB: 22466/CE). Advogado: Wilgo Cavalcante Ferreira (OAB: 24360/CE). Advogado:
Italo Sergio Alves Bezerra (OAB: 23487/CE). Agravado: F G L Service Ltda. Advogado: Leandro de Lima Gomes (OAB: 129338/
RJ). Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO EM AÇÃO CAUTELAR.
ANTECIPAÇÃO DE TUTELA REQUERENDO O BLOQUEIO DE QUALQUER QUANTIA DISPONÍVEL PARA O PAGAMENTO
DA EMPRESA AGRAVANTE, BEM COMO BLOQUEIO NO MONTANTE DE R$ 90.937,57. EXCESSO DE CONSTRIÇÃO
PATRIMONIAL. AUSÊNCIA DOS REQUISITOS AUTORIZADORES DA TUTELA. IMPOSSIBILIDADE. DECISÃO REFORMADA.
1. Agravo de Instrumento interposto visando desconstituir decisão do magistrado a quo que deferiu parcialmente a tutela no
sentido de determinar o bloqueio de qualquer quantia disponível para o pagamento da empresa agravante, bem como bloqueio
no montante de R$ 90.937,57, (noventa mi, novecentos e trinta e sete reais e cinquenta e sete centavos). 2. É assente que a
antecipação de tutela necessita da obediência a dois requisitos, quais sejam o fumus boni juris e o periculum in mora. 3. No
presente caso, não se vislumbra a presença de qualquer dos requisitos autorizadores da medida liminar, de forma que fica
prejudicada a sua concessão pelo magistrado singular. 4. O comando judicial que determina dois tipos de bloqueios, em conta
corrente, sem analisar mais detidamente a relação jurídica existente entre as partes, revela-se incoerente e precipitada, na
medida em que não é possível averiguar nos fólios processuais qualquer indício de que a empresa agravante seja devedora
e a agravada, credora. 5. Agravo de Instrumento conhecido e provido para cassar a decisão singular, diante da ausência
dos requisitos inerentes à tutela antecipada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento
de nº. 0073797-50.2012.8.06.0000, da 2ª Vara Cível da Comarca de Caucaia/CE, em que é agravante TJF INDUSTRIA DE
ESQUADRIAS DE METAL LTDA e agravado FGL SERVICE LTDA. A C O R D A a Sexta Câmara Cível desta Corte de Justiça do
Estado do Ceará, unanimemente, em DAR provimento ao Agravo Interno interposto, anulando o provimento que determinou que
o Consórcio castelão bloqueasse qualquer quantia disponível para o pagamento da empresa recorrente, bem como o bloqueio
do valor de R$ 90.937,57 (noventa mil, novecentos e trinta e sete reais e cinquenta e sete centavos) disponível na conta da
empresa ré, ora agravante.

0075573-24.2008.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Jose Sampaio Jorge. Advogada: Cristina Meneses Leal Cardoso
(OAB: 16854/CE). Advogado: Jose Maria Vale Sampaio (OAB: 13500/CE). Advogado: Luiz Valdemiro Soares Costa (OAB:
14458/CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: AÇÃO ORDINÁRIA DE COBRANÇA COMPLEMENTAÇÃO
DE SEGURO DPVAT - PAGAMENTO PROPORCIONAL. AUSÊNCIA DE LAUDO ESPECÍFICO DO INSTITUTO MÉDICO LEGAL.
NECESSIDADE DE PERÍCIA MÉDICA COM O FITO DE APURAR O GRAU DE INVALIDEZ PARA FINS DE DETERMINAÇÃO DO
QUANTUM INDENIZATÓRIO DEVIDO. PODER-DEVER DO JUIZ. DETERMINAÇÃO DE OFÍCIO - ANULAÇÃO DA SENTENÇA.
RETORNO DOS AUTOS À ORIGEM PARA REALIZAÇÃO DA PERÍCIA MÉDICA. SENTENÇA ANULADA DE OFÍCIO. APELAÇÃO
PREJUDICADA. 1. Em se tratando de cobrança de indenização do seguro obrigatório, a Lei Federal n° 6.194/74, preconiza em
seu artigo 5º, §5º (incluída pela Lei 8.441/92), que o pagamento da indenização deve ser efetuado mediante simples prova
do acidente e do dano dele decorrente, devendo, no entanto, este último, ser necessariamente demonstrado mediante laudo
detalhado do Instituto Médico Legal, com o fito de apurar o grau da lesão sofrida decorrente do sinistro, se é total ou parcial,
e sendo neste último caso, apurar qual o percentual do dano causado ao autor decorrente do sinistro. 2. Na hipótese em

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 74

tablado, tem-se de uma análise acurada dos autos que o apelante não se desincumbiu deste ônus, uma vez que não consta
alusão alguma acerca da debilidade permanente contraída pelo autor, em razão do acidente ocorrido, a apontar qual o tipo de
invalidez permanente e tampouco o grau de debilidade da vítima oriunda do sinistro, que fosse capaz de suprir as exigências
da lei precitada (art. 5º, §5° da Lei 6.194/74, com redação dada pela Lei 8.441/92), para fins de quantum indenizatório. 3. No
entanto, confere ao julgador um papel mais ativo na dinâmica processual, inclusive no sentido de determinar, ex officio, a
realização de prova pericial (art. 130 do CPC). Portanto, no caso em epígrafe, entendo que não se impõe a extinção do feito,
por inépcia da inicial, mas o seu regular prosseguimento, inclusive com a realização da mencionada perícia médica, com o
objetivo de se aferir o grau de invalidez permanente do recorrente. 4. APELAÇÃO PREJUDICADA. Sentença anulada de ofício,
para que venha a ser dado, o regular prosseguimento ao feito, a fim de que seja aberta a fase instrutória, com a devida perícia
médica, objetivando atestar a existência da invalidez bem como o seu efetivo GRAU, e, em sendo constatada a parcialidade,
que seja discriminada em qual hipótese da tabela do CNSP, anexa à legislação precitada, o mesmo se enquadra. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de APELAÇÃO CÍVEL n.º 0075573-24.2008.8.06.0001, em que figuram as
partes acima indicadas, acorda a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO
DO CEARÁ, por UNANIMIDADE de votos, em anular, de ofício, a sentença, com o fito de que venha a ser dado, o regular
prosseguimento ao feito, para que seja aberta a fase instrutória, com a devida perícia médica, objetivando atestar a existência
da invalidez bem como o seu efetivo GRAU, e, em sendo constatada a parcialidade, que seja discriminada em qual hipótese da
tabela do CNSP, anexa à legislação precitada, o mesmo se enquadra. SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Presidente do
Órgão Julgador DESEMBARGADORA MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES Relatora

0078024-83.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Jose de Ribamar


C. de Souza (OAB: 11282/CE). Advogada: Karol Cardoso da Silva (OAB: 22951/CE). Agravado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Def.
Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: AGRAVO
DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE ALIMENTOS ENTRE EX-CÔNJUGES. DECISÃO QUE FIXOU ALIMENTOS PROVISÓRIOS
EM 10% (DEZ POR CENTO) SOBRE OS BENEFÍCIOS DE APOSENTADORIA DO AGRAVANTE EM FAVOR DA AGRAVADA.
OBSERVÂNCIA DOS PRINCÍPIOS DA PROPORCIONALIDADE E DA RAZOABILIDADE. EXTINÇÃO DA OBRIGAÇÃO DE
PRESTAR ALIMENTOS. IMPOSSIBILIDADE. AUSÊNCIA DE DISCUSSÃO SOBRE A NECESSIDADE DA ALIMENTANDA.
RAZÕES QUE VERSAM APENAS SOBRE A CAPACIDADE ECONÔMICA DO ALIMENTANTE, QUE FORA COMPROVADA.
RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. DECISÃO MANTIDA. 1. Cuida-se de AGRAVO DE INSTRUMENTO (fls. 01/08)
interposto por FRANCISCO TELES SOBREIRA em face de decisão proferida pelo Juízo da 15ª Vara de Família da Comarca de
Fortaleza-Ceará (fl. 11), nos autos da Ação de Alimentos, que houve por fixar os alimentos provisórios, a favor da Requerente,
em 10% (dez por cento), a serem descontados dos benefícios de aposentadoria recebida pelo Requerido. 2. Com efeito, dispõe o
§1º, do artigo 1.694 do Código Civil Brasileiro que “os alimentos devem ser fixados na proporção das necessidades do reclamante
e dos recursos da pessoa obrigada”, o que significa dizer que a obrigação de prestar alimentos deve ser pautada na observância
do binômio necessidade/possibilidade. Assim, tanto deve ser analisado a necessidade do alimentando, quanto as possibilidades
econômico-financeiras do alimentante, sempre sendo feito um juízo e valoração de ambos os lados. 3. Compulsando-se os
autos, vê-se que o Réu/Agravante, postulando pela extinção de sua obrigação alimentar, discorreu unicamente quanto à sua
capacidade de financeira, ao afirmar que “não é necessário desenvolver raciocínio de maior complexidade para se chegar a
conclusa que se perdurar a decisão que determinou um desconto de 800,00 (oitocentos reais) sobre o salário do agravante, que
já enfrenta uma situação insuportável pagando outra pensão alimentícia e empréstimos, importará de miserabilidade, ainda mais
se levarmos em consideração que os alimentos são irredutíveis...”. 4. Desta forma, é imperioso destacar que a magistrada a quo
não fixou os alimentos provisórios a favor da Promovente em 10% (dez por cento) sobre a quantia de R$ 8.000,00 (oito mil reais),
como assegura o Agravante, e sim sobre os benefícios de aposentadoria recebida pelo Agravado, consoante cópia da decisão
recorrida à fl. 11, estando o referido desconto em conformidade com os princípios da proporcionalidade e da razoabilidade,
ambos insculpidos, implicitamente, no artigo 1.694, do Código Civil Brasileiro. 5. Ressalte-se, por oportuno, que, para ter havido
a fixação dos alimentos provisórios na mencionada porcentagem, possivelmente a juíza alicerçou seu entendimento em uma
situação de dependência econômica da alimentanda, ora Agravada, para com o alimentante, ora Agravante, posto que a questão
concernente à prestação de alimentos entre ex cônjuges terá incidência apenas quando restar configurada a dependência do
outro ou a carência de assistência alheira. 6. Portanto, face à exposição de argumentos, pelo Agravante, somente no tocante
à sua capacidade econômica na condição de alimentante, torna-se inviável a extinção de sua obrigação de prestar alimentos
à sua ex cônjuge. 7. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. DECISÃO MANTIDA. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos
estes autos, acorda, a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ,
por UNANIMIDADE de votos, em CONHECER E NEGAR PROVIMENTO ao agravo de instrumento, tudo nos termos do voto da
Relatora, que faz parte desta decisão PRESIDENTE RELATORA PROCURADOR(a) DE JUSTIÇA

0080390-39.2005.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Jamil Elias Farah Junior. Advogada: Viviane
Chaves dos Santos (OAB: 9880/CE). Advogado: Rafael Souto Ataide Gomes (OAB: 21725/CE). Embargado: Associação das
Religiosas da Instrução Cristã - Colégio Santa Cecília. Advogada: Ligia Rossana Pinheiro Sobreira Bezerra (OAB: 13916/CE).
Advogado: Francisco Itaercio Bezerra Filho (OAB: 16689/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS
DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO OU CONTRARIEDADE. IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO DA
MATÉRIA. INTELIGÊNCIA DO 535 DO CPC. SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE INTUITO DE REEXAME DE QUESTÃO JÁ
DECIDIDA. 1.- É notório que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as questões debatidas, porém não é obrigado
a analisar cada um dos argumentos trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim, que na decisão vergastada, a situação foi
completamente analisada, não havendo obscuridade, contradição ou omissão que necessite de esclarecimento. 3.- Mormente,
impende observar que os embargos declaratórios não devem ter sua finalidade desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a
pretensão modificativa da presente insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/CE: “São indevidos embargos de declaração
que têm por única finalidade o reexame da controvérsia jurídica já apreciada.” 5.- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos,
relatados e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes
embargos de declaração para rejeitá-los, tudo nos termos do voto do relator.

0080390-39.2005.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Associação das Religiosas da Instrução


Cristã - Colégio Santa Cecília. Advogada: Ligia Rossana Pinheiro Sobreira Bezerra (OAB: 13916/CE). Advogado: Francisco
Helder Alves do Nascimento (OAB: 8638/CE). Embargado: Jamil Elias Farah Junior. Advogado: Rafael Souto Ataide Gomes
(OAB: 21725/CE). Advogada: Viviane Chaves dos Santos (OAB: 9880/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO OU CONTRARIEDADE. IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 75

DA MATÉRIA. INTELIGÊNCIA DO 535 DO CPC. SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE INTUITO DE REEXAME DE QUESTÃO
JÁ DECIDIDA. 1.- É notório que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as questões debatidas, porém não é obrigado
a analisar cada um dos argumentos trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim, que na decisão vergastada, a situação foi
completamente analisada, não havendo obscuridade, contradição ou omissão que necessite de esclarecimento. 3.- Mormente,
impende observar que os embargos declaratórios não devem ter sua finalidade desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a
pretensão modificativa da presente insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/CE: “São indevidos embargos de declaração
que têm por única finalidade o reexame da controvérsia jurídica já apreciada.” 5.- Quanto ao pressuposto do prequestionamento,
ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a
existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto
do julgado. 6.- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível do
Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de declaração para rejeitá-los, tudo nos termos do voto do
relator.

0080706-11.2012.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Margaret Gauss Gondim. Advogado: Alberto Belchior Moreno
Maia (OAB: 14080/CE). Agravada: Maria Guilhermina Gondim. Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:AGRAVO
REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO.DECISÃO QUE POSTERGA APRECIAÇÃO DO PEDIDO DE CONCESSÃO
DA TUTELA ANTECIPADA PARA DEPOIS DA RESPOSTA DO RÉU. DESPACHO DE MERO EXPEDIENTE SEM CONTEÚDO
DECISÓRIO. NEGATIVA DE SEGUIMENTO. INTELIGÊNCIA DO ARTIGO 557 DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL.
AGRAVO REGIMENTAL CONHECIDO E NÃO PROVIDO. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos, acordam os
Desembargadores da 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do
Agravo Regimental, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0081120-09.2012.8.06.0000/50000 - Agravo. Agravante: Ana Claudia Aderaldo Gurgel Aguiar. Advogado: Jose de Arimatea
Santiago (OAB: 9215/CE). Advogado: Robson Sabino de Sousa (OAB: 16141/CE). Advogado: Mauro Fernando Monteiro da Silva
(OAB: 19730/CE). Agravada: Ruth Ferreira Lima. Advogada: Maria Monica de Sousa Sampaio (OAB: 17538/CE). Advogada:
Michelle Americo Lessa (OAB: 17735/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA:AGRAVO REGIMENTAL EM
AGRAVO DE INSTRUMENTO OBSTADO POR AUSÊNCIA DE JUNTADA DE PEÇA OBRIGATÓRIA PARA SEU JULGAMENTO
- CERTIDÃO DE INTIMAÇÃO - REQUISITO INSUBSTITUÍVEL POR INFORMATIVO JUDICIAL - ÔNUS EXCLUSIVO DO
AGRAVANTE - DESCUMPRIMENTO - AGRAVO DESPROVIDO.Se o recorrente deixa de juntar peça obrigatória, qual seja a
certidão da respectiva intimação da decisão recorrida, não há como se aferir a tempestividade do recurso, sendo tal requisito
legal expresso e; insubstituível por boletim informativo particular, e de conseqüência, terá negado seguimento ao seu recurso,
por descumprimento do ônus que lhe impõe o artigo 525, inc. I do CPC. Recurso conhecido e não provido. ACÓRDÃO: Vistos,
relatados e discutidos estes autos, acordam os Desembargadores da 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado
do Ceará, por unanimidade, em conhecer do Agravo Regimental, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0081540-14.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Paulo Hiram Studart
Gurgel Mendes (OAB: 20963/CE). Agravado: Laboratório Biopse Harmony Ltda. Advogado: Ramiro Tavora Viana (OAB: 18339/
CE). Relator(a): SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA. EMENTA: DIREITO CONSTITUCIONAL E TRIBUTÁRIO. AGRAVO DE
INSTRUMENTO EM MANDADO DE SEGURANÇA. MEIO COERCITIVO DE COBRANÇA DE TRIBUTO. SANÇÃO POLÍTICA.
ILEGALIDADE. APLICAÇÃO DA SÚMULA Nº 323 DO STF. PRECEDENTES DESTE TRIBUNAL. AMPLIAÇÃO DOS EFEITOS
DA LIMINAR PARA FUTURAS APREENSÕES. IMPOSSIBILIDADE. 1. A ordem jurídica brasileira mune o Poder Público de
meios jurídicos eficazes para exigência de seus créditos, pelo que se afigura inválida a apreensão de mercadorias com tal fim,
consoante já assentado pela súmula 323 do Supremo Tribunal Federal. Precedentes deste colendo Tribunal e dos Tribunais
Superiores. 3. No mesmo sentido é a Súmula nº 31 do TJCE: “Padece de ilegalidade e ilicitude a apreensão de mercadorias pelo
fisco como forma coercitiva de pagamento de tributos, devendo a satisfação do crédito tributário ocorrer mediante a instauração
de procedimento administrativo e jurisdicional próprios à sua constituição e execução, respectivamente”. 4. Impossível o
deferimento de liminar para impedir apreensões futuras, uma vez que eventual abusividade do ato da administração somente
poderá ser aferida no caso concreto, podendo a medida causar prejuízos ao erário. 5. Agravo de instrumento conhecido e
parcialmente provido. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Agravo de Instrumento nº 0081540-
14.2012.8.06.0000, em que figuram as partes acimas indicadas. Acorda a 6ª Câmara Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do Agravo de Instrumento para dar-lhe parcial provimento, reformando a
decisão monocrática recorrida apenas no que concerne a abstenção da apreensão de futuras mercadorias, nos termos do voto
da Relatora.

0085082-13.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Guiomar Maria dos Santos. Advogado: Moyses Barjud Marques
(OAB: 13496/CE). Apelado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Daniel Maia Texeira (OAB: 17118/CE). Relator(a): SÉRGIA MARIA
MENDONÇA MIRANDA. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO. AÇÃO DECLARATÓRIA.
PROFESSORA. APOSENTADORIA ESPECIAL. ARTS. 40, §5º E 201, §8º, DA CONSTITUIÇÃO. CÔMPUTO DO TEMPO DE
SERVIÇO PRESTADO EM FUNÇÃO DE COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA. POSSIBILIDADE, DESDE QUE SE TRATE DE
PROFESSOR DE CARREIRA. NOVO ENTENDIMENTO DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, A PARTIR DO JULGAMENTO DA
ADI N. 3.772. RECURSO ORDINÁRIO PROVIDO. PRECEDENTES DO STF E DO STJ. 1. Para efeito de aposentadoria especial
de Professores, prevista no art. 40, III, a e § 5o. da Constituição Federal, computa-se o tempo de efetivo exercício de magistério,
o que abrange, além do serviço prestado dentro de sala de aula, as funções de direção, coordenação e assessoramento
pedagógico, desde que exercidos em estabelecimento de ensino básico, por Professores de carreira, excluídos os especialistas
em educação. Precedentes desta Corte e do Supremo Tribunal Federal. 2. In casu em comento, o tempo em que a professora/
apelante ocupou na função de coordenação deve ser incluída na contagem especial, ou seja 06(seis) anos e 20(vinte) dias, para
fins de aposentadoria especial por tempo de contribuição, por se enquadrar como função de magistério, prevista no art. 5º , do
art. 40 da Constituição Federal de 1988. 3. No julgamento da ADI 3.772/DF, relator o ministro Ricardo Lewandowski, o Supremo
Tribunal Federal, por maioria, superou a jurisprudência consolidada no verbete 726 da Súmula, para entender que o regime de
aposentadoria especial previsto nos arts. 40, § 5º, e 201, § 8º, da Constituição permite o cômputo do tempo de serviço prestado
pelo professor em atividades de assessoramento pedagógico, coordenação e direção de unidade escolar. Agravo regimental a
que se nega provimento.” (AI 595589 AgR/SP, Relator o Ministro JOAQUIM BARBOSA, DJe de 6.12.2010). 4. PRECEDENTES
DO STF E DO STJ. APELAÇÃO CONHECIDA E PROVIDA. SENTENÇA MANTIDA. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos
os autos da Apelação Cível nº 0085082-13.2007.8.06.0001, em que figuram como Apelante GUIOMAR MARIA DOS SANTOS

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 76

e como Apelado o ESTADO DO CEARÁ, ACORDAM os Desembargadores desta 6ª Câmara Cível, em votação unânime, pelo
CONHECIMENTO e PROVIMENTO DO APELO, tudo nos termos do voto da Desembargadora Relatora.

0090465-06.2006.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Adriana Pinheiro Nogueira. Embargante:


Maria Evanda do Nascimento Souza. Embargante: Thelma Regina Vieira Nogueira. Embargante: Maria das Gracas Carlos
Teles. Embargante: Marco Antonio Rodrigues Vasconcelos. Advogado: Valdecy da Costa Alves (OAB: 10517/CE). Embargado:
Municipio de Fortaleza. Proc. Municipio: Marcio Augusto Vasconcelos Diniz (OAB: 7876/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO
DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC.
INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EMBARGOS REJEITADOS. 1. In casu, não demonstrou o recorrente a existência
de qualquer omissão no acórdão recorrido, de forma que não há como prosperar seu inconformismo; 2. A mera insatisfação
com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente
contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais adequados que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula
18 TJCE); 3. Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo
para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio
legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. 4.Recurso conhecido, porém rejeitado. ACÓRDÃO: Vistos,
relatados e discutidos os presentes autos de Embargos de Declaração nº 0090465-06.2006.8.06.0001/5000 em que figuram as
partes acima indicadas, ACORDA a 6ª Câmara Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em
conhecer do recurso interposto e negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0105246-96.2007.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Coelce - Companhia Energetica do Ceara. Advogado: Antonio
Cleto Gomes (OAB: 5864/CE). Advogado: Rafael Carneiro de Castro (OAB: 17275/CE). Advogada: Silvia Cunha Saraiva Pereira
(OAB: 3792/CE). Advogado: Augusto Celio Pereira da Silva (OAB: 8266/CE). Advogada: Ana Vladia Pinheiro Lima Brasileiro
(OAB: 12523/CE). Advogado: David Bruxel de Vasconcelos (OAB: 17218/CE). Advogada: Sylvia Vilar Teixeira Benevides (OAB:
11633/CE). Advogado: Moacir Augusto Meyer de Albuquerque (OAB: 9864/CE). Advogada: Williane Gomes Pontes Ibiapina
(OAB: 12538/CE). Advogada: Kamille Craveiro Cunto (OAB: 13910/CE). Advogada: Ana Claudia de Castro Pires (OAB: 13811/
CE). Advogado: Fulvio Emerson Goncalves Cavalcante (OAB: 13094/CE). Advogada: Aline Maria Fernandes de Albuquerque
Beserra (OAB: 12722/CE). Advogado: Rafael Freire de Arruda (OAB: 14403/CE). Advogado: Rodrigo Guimaraes Pinto Nogueira
(OAB: 14413/CE). Advogada: Helanzia de Araujo Xavier Wichmann (OAB: 14948/CE). Advogada: Eveline Pereira de Queiroz
Uchôa (OAB: 15373/CE). Advogada: Daniele Juca Silveira (OAB: 15566/CE). Advogada: Julia Cardoso Rocha Saraiva Teixeira
(OAB: 15544/CE). Advogada: Tamara Barreto Cidade Silveira (OAB: 16065/CE). Advogada: Elaina Araujo Bernardes (OAB:
18088/CE). Advogado: Djalma Ferreira de Araujo Junior (OAB: 16923/CE). Advogado: Thiago Lins Coelho Fonteles (OAB:
18130/CE). Advogado: Daniel Gouveia Filho (OAB: 12581/CE). Advogado: ALBERTO JORGE BARBOSA DE OLIVEIRA (OAB:
9446/CE). Advogado: Aldo Marcozzi Monteiro (OAB: 8780/CE). Advogado: Antonio Alexandrino Feitosa (OAB: 3307/CE).
Advogado: Antonio Salviano de Sousa (OAB: 8337/CE). Advogado: Charles de Lima Lourenço (OAB: 12391/CE). Advogada:
Cicera Francisca Genuino do Nascimento (OAB: 14741/CE). Advogado: Cicero Saraiva Rocha (OAB: 8466/CE). Advogada:
Cintia Maria Goncalves Gurgel (OAB: 14329/CE). Advogado: Dario Igor Nogueira Sales (OAB: 15813/CE). Advogado: Djacir
Gonçalves de Araujo (OAB: 6215/CE). Advogado: Edil de Castro Cavalcante (OAB: 12150/CE). Advogado: Fabiano Ribeiro
Magalhaes (OAB: 13408/CE). Advogado: Francisco Bonfim Neto (OAB: 5990/CE). Advogado: Francisco Daniel Ribeiro (OAB:
14758/CE). Advogada: Jakelline Quirino Pinheiro (OAB: 11879/CE). Advogada: Jamily Campos Teles de Lima (OAB: 8866/CE).
Advogado: Januario de Souza Neto (OAB: 16511/CE). Advogado: Joao Alves de Lacerda (OAB: 4214/CE). Advogado: Jose
Haroldo Guimaraes (OAB: 1637/CE). Advogado: Jose Iran dos Santos (OAB: 12315/CE). Advogado: Jose Clebio G. do
Nascimento (OAB: 11450/CE). Advogado: Jose Nilo Avelino Filho (OAB: 13531/CE). Advogada: Lea Maria Silva Estevam Xavier
(OAB: 11106/CE). Advogada: Leandra Olinda Porto Maia (OAB: 10969/CE). Advogado: Luis Carlos Teixeira Ferreira (OAB:
12593/CE). Advogado: Manoel Carneiro Filho (OAB: 10249/CE). Advogada: Maria de Fatima Pinheiro Cairo (OAB: 11111/CE).
Advogada: MARIA ZENAIDE MOTA BRAGO (OAB: 3790/CE). Advogado: Maury Oliveira Freitas (OAB: 4740/CE). Advogado:
Milton Lopes da Silva (OAB: 4315/CE). Advogada: Minelvina Francisca Costa (OAB: 8484/CE). Advogado: Nathaniel da Silveira
Brito Neto (OAB: 9813/CE). Advogado: Paulo Roberto Rabelo Leal (OAB: 13591/CE). Advogado: Rogerbert de Vasconcelos
Teixeira (OAB: 14355/CE). Advogado: Romero de Sousa Lemos (OAB: 12257/CE). Advogado: Sebastiao Furtado Alves (OAB:
9909/CE). Advogado: Sinobilino Pinheiro da Silva (OAB: 1722/CE). Advogada: Natália da Silva Almeida (OAB: 19791/CE).
Advogada: Alessandra Maria Donadon (OAB: 18965/CE). Advogada: Livia Lopes Pinheiro (OAB: 16431/CE). Advogado: Edesio
do Nascimento Pitombeira Filho (OAB: 19319/CE). Advogada: Ilana Amaro Mota (OAB: 17784/CE). Advogada: Hilana Barreto
Torquato Gomes (OAB: 19310/CE). Advogada: Marcia Maria Maia (OAB: 12761/CE). Advogado: Marcus Vinicius Custodio
Pereira (OAB: 18459/CE). Advogado: Marcus Felipe Frota Fontenele (OAB: 18574/CE). Advogado: Francisco Roberval Lima de
Almeida (OAB: 21107/CE). Advogada: Catarina Arruda Maia (OAB: 20093/CE). Advogado: Dirceu Sampaio Medeiros (OAB:
20129/CE). Advogado: Christiano Oliveira de Aguiar Santos (OAB: 20486/CE). Advogada: Camila Brasileiro Bezerra Pereira
(OAB: 20731/CE). Advogado: Francisco Fernando Antonio Albuquerque Lima (OAB: 17658/CE). Advogada: Anne Caroline Bento
de Araujo Mendonça (OAB: 19654/CE). Advogada: Heloisa Alves Rocha (OAB: 20307/CE). Advogado: Francisco Wellington
Bastos Chagas (OAB: 17255/CE). Advogada: Marilia Moreira Moura Alencar Gomes (OAB: 17935/CE). Apelado: Antonio Laerte
Lucatelli. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES.
APELAÇÃO cível. PROCESSO CIVIL. AÇÃO DE INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. SUSPENSÃO NO FORNECIMENTO
DE ENERGIA ELÉTRICA. POSSIBILIDADE DESDE QUE REALIZADO AVISO PRÉVIO. ILEGALIDADE NA FORMA UTILIZADA
PELA CONCESSIONÁRIA DE ENERGIA. pré-aviso DEVE SER FEITO APÓS O VENCIMENTO DA FATURA. INTERPRETAÇÃO
SISTEMÁTICA DA RESOLUÇÃO 456/2000 DA ANEEL. DANO IN RE IPSA. VALOR ARBITRADO PELO JUÍZO A QUO QUE SE
MOSTRA EXCESSIVO. NECESSIDADE DE ADEQUAÇÃO DO QUANTUM INDENIZATÓRIO. Precedentes 6ª Câmara cível tj-ce.
Aplicação da correção monetária e juros de mora. Súmulas nº 362 e nº 54 do stj. Apelação conhecida e parcialmente provida.
Sentença reformada. A possibilidade de suspensão no fornecimento de energia elétrica em virtude de inadimplemento do
consumidor é tema pacificado nos tribunais pátrios, cujo fundamento para tal posicionamento encontra-se no art. 175 da
Constituição Federal, base para para a edição da Lei nº 8987/95, que regulamenta a concessão e permissão de serviços
públicos. A interpretação razoável, lógica e natural da Resolução nº 456/2000 - ANEEL denota que a concessionária apelante,
para o fito de pré avisar o usuário que tenha se quedado inadimplente, o comunica do débito vencido na própria fatura
subsequente àquela que não restou paga pelo consumidor. Seguindo-se esse procedimento, não estaria presente qualquer
ilegalidade, eis que, consoante já descrito, tal fato figuraria exercício regular de direito. Admitir a tese esposada pela recorrente
seria legalizar o inicio da contagem do prazo para viabilização de suspensão do fornecimento de energia elétrica em face de
consumidor que ainda nem sequer pode ser caracterizado como inadimplente, posto que ainda não alcançou o vencimento da

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 77

fatura, muito embora esteja sendo tratado como tal. A contradição argumentativa da concessionária apelante é tamanha que
admiti-la significa dizer que os 15 (quinze) dias previstos na Resolução da ANEEL terminam antes do vencimento da própria
fatura, mais precisamente, no caso em tela, no dia 01/05/2005, ou seja, 14 dias antes do dia final para o pagamento da conta de
energia elétrica, caracterizando um verdadeiro abuso de direito, inadmitido pelo ordenamento jurídico nacional. Seguindo
entendimento pacífico do Superior Tribunal de Justiça, a suspensão ilegal no fornecimento de energia elétrica caracteriza dano
moral in re ipsa, dispensando comprovação acerca da real existência de prejuízo não patrimonial por parte de quem o alega,
bastando, para tanto, a demonstração da ilegalidade do fato, o que restou verificado na presente lide. Entendo ser necessária a
redução do montante condenatório, em que pese a confusão entre o numeral “(20)” e o valor descrito por extenso no dispositivo
da sentença “(quarenta)”, para o valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais), que acredito que atende os requisitos supra expostos,
bem como está em consonância com recentes julgados em casos análogos proferidos pela 6ª Câmara Cível do Tribunal de
Justiça do Estado do Ceará, a qual componho. APELAÇÃO CONHECIDA E PARCIALMENTE PROVIDA. SENTENÇA
REFORMADA PARA REDUZIR VALOR DA INDENIZAÇÃO. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos, em
que litigam as partes, acima nominadas, ACORDA, a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE
JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ, por UNANIMIDADE de votos, em conhecer do recurso apelatório, para dar-lhe parcial
provimento, consoante voto da Relatoria. PRESIDENTE RELATORA PROCURADOR(A) DE JUSTIÇA

0107350-90.2009.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Estado do Ceará. Proc. Estado: Anastacio Jorge
Matos de Sousa Marinho (OAB: 8502/CE). Remetente: Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza.
Apelado: Raimunda Liane dos Santos Pinéo. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima (OAB: 8767/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO
DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE REPETIÇÃO DE INDÉBITO C/C PEDIDO DE TUTELA ANTECIPADA.
RECOLHIMENTO INDEVIDO DE CONTRIBUIÇÃO PREVIDÊNCIÁRIA DE SERVIDORA ESTADUAL. REQUISITOS EXIGIDOS
PARA APOSENTADORIA PREENCHIDOS. AFASTAMENTO DO SERVIÇO PÚBLICO. RETARDAMENTO INJUSTIFICADO
DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NA CONCLUSÃO DO PROCESSO DE APOSENTAÇÃO. SUSPENSÃO DA CONTRIBUIÇÃO
PREVIDENCIÁRIA. RESTITUIÇÃO DEVIDA. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS MINORADOS. RECURSO CONHECIDO E
PARCIALMENTE PROVIDO. 1. Trata-se de ação ordinária em que a promovente alega, por parte da Administração Pública,
ilegalidade em recolher os encargos previdenciários do servidor público afastado da função, por ter preenchido os requisitos
indispensáveis à sua aposentadoria. Postula a restituição dos valores descontados sobre seus proventos, a título de contribuição
previdenciária. 2. Preenchidos os requisitos necessários à implementação da aposentadoria do servidor, sendo esta requerida,
cabe à Administração Pública, dentro do prazo razoável, através dos órgãos de sua estrutura de pessoal, apurar se o interessado
atende aos requisitos legais para sua concessão, única condição para a lavratura do ato respectivo. 3. Convém ressaltar que
a Emenda Constitucional nº 41 de 2003 estabelece um teto mínimo de remuneração para que seja cobrada a contribuição
previdenciária de inativos, não sendo este atingido pela autora. 4. A procrastinação de formalizar o ato de aposentadoria pela
administração pública estadual ultrapassa o prazo estabelecido no artigo supramencionado, e, portanto, não pode o servidor
ser apenado, com a manutenção da impositiva contribuição previdenciária, em face de conduta omissiva do poder público. 5.
Honorários advocatícios minorados para R$ 1.000,00 (um mil reais), considerando serem ível com os limites do razoável. 6.
Recurso conhecido e parcialmente provido. Reexame efetivado. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
da Apelação Cível, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a Sexta Câmara Civil do egrégio Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer do recurso para dar-lhe parcial provimento, nos termos do voto do relator.
Reexame efetivado.

0115333-43.2009.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário. Apelante: Município de Fortaleza. Proc. Municipio: Nívea
Rocha Furtado (OAB: 17240/CE). Remetente: Juiz de Direito da 2a. Vara da Fazenda Publica da Comarca de Fortaleza. Apelado:
Cm 17 Comércio de Derivados de Petróleo Ltda. Advogado: Carlos Eduardo Miranda de Melo (OAB: 20433/CE). Relator(a):
JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. REEXAME NECESSÁRIO. AÇÃO DEMOLITÓRIA. NUNCIAÇÃO
DE OBRA NOVA. PROPOSITURA PELO MUNICÍPIO. OBRA INEXISTENTE. CARÊNCIA DA AÇÃO. APELAÇÃO E REMESSA
NECESSÁRIA CONHECIDAS E IMPROVIDAS. SENTENÇA MANTIDA. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes
autos da Apelação Cível e Reexame Necessário, em que figuram as partes acima indicadas. Acorda a Sexta Câmara Civil do
egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, conhecer dos recursos, mas para negar-lhes provimento, nos
termos do voto do relator.

0119661-16.2009.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Mapfre Vera Cruz Seguradora S/A. Advogado:
Roberio Cassius Sampaio Aragao (OAB: 16468/CE). Advogada: Katia Maria Bastos Furtado (OAB: 9334/CE). Embargado:
Francisco Arcelino. Advogada: Cristina Meneses Leal Cardoso (OAB: 16854/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL.
EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO OU CONTRARIEDADE. IMPOSSIBILIDADE DE
REDISCUSSÃO DA MATÉRIA. INTELIGÊNCIA DO 535 DO CPC. SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE INTUITO DE REEXAME
DE QUESTÃO JÁ DECIDIDA. EMBARGOS REJEITADOS. 1.- É notório que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver
as questões debatidas, porém não é obrigado a analisar cada um dos argumentos trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim,
que na decisão vergastada, a situação foi completamente analisada, não havendo obscuridade, contradição ou omissão que
necessite de esclarecimento. 3.- Mormente, impende observar que os embargos declaratórios não devem ter sua finalidade
desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a pretensão modificativa da presente insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/
CE: “São indevidos embargos de declaração que têm por única finalidade o reexame da controvérsia jurídica já apreciada.”
5.- A correção monetária, assim como os juros de mora, incide sobre o objeto da condenação judicial e não se prende a pedido
feito em primeira instância ou a recurso voluntário dirigido à Corte estadual. É matéria de ordem pública, cognoscível de ofício,
precedente do STJ. 6.- Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que,
mesmo para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o
meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. 7.- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados
e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de
declaração para rejeitá-los, tudo nos termos do voto do relator.

0129901-30.2010.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Municipio de Fortaleza. Procª. Munic.: Valeria


Moraes Lopes (OAB: 17973/CE). Embargado: Construtora Marquise S/A. Advogada: Melina Barros Telles Jaguaribe (OAB: 21812/
CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS
DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EMBARGOS REJEITADOS. 1. In casu, não demonstrou
o recorrente a existência de qualquer omissão no acórdão recorrido, de forma que não há como prosperar seu inconformismo;

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 78

2. A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o rejulgamento da causa por meio dos aclaratórios. Caberá à
parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se dos instrumentos processuais adequados que o sistema recursal
lhe oferece. (Súmula 18 TJCE); Recurso conhecido, porém rejeitado. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes
autos de Embargos de Declaração nº 0129901-30.2010.8.06.0001/50000 em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA
a 6ª Câmara Cível do egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso interposto e
negar-lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0139525-40.2009.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Banco Itaucard S/A. Advogado: Wilson


Sales Belchior (OAB: 17314/CE). Advogado: Caio Cesar Vieira Rocha (OAB: 15095/CE). Embargado: Veronica Oliveira Gentil.
Advogada: Gabriela Oliveira Gazelli (OAB: 24942/CE). Advogado: Ricardo Ferreira Valente (OAB: 6433/CE). Advogado:
Magno Cesar Gomes do Nascimento (OAB: 6541/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE
DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE.
EMBARGOS REJEITADOS. 1. In casu, não demonstrou o recorrente a existência de qualquer omissão no acórdão recorrido,
de forma que não há como prosperar seu inconformismo; 2. A mera insatisfação com a decisão embargada não possibilita o
rejulgamento da causa por meio dos aclaratórios. Caberá à parte eventualmente contrariada em seus argumentos valer-se
dos instrumentos processuais adequados que o sistema recursal lhe oferece. (Súmula 18 TJCE); 3. Quanto ao pressuposto do
prequestionamento, ressalte-se, pacificada jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos
pressupõe a existência de obscuridade, contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas
e o acerto do julgado. Recurso conhecido, porém rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
de Embargos de Declaração nº 0139525-40.2009.8.06.0001/50000 em que figuram as partes acima indicadas, ACORDA a 6ª
Câmara Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do recurso interposto e negar-
lhe provimento, nos termos do voto do relator.

0139525-40.2009.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Veronica Oliveira Gentil. Advogada: Gisele


de Paula Magalhaes (OAB: 22851/CE). Embargado: Banco Itaucard S/A. Advogada: Simone Rocha Gonçalves Amorim (OAB:
23480/CE). Advogada: Andrea Maria Carmo de Oliveira (OAB: 24067/CE). Advogado: Caio Cesar Vieira Rocha (OAB: 15095/
CE). Advogada: Ana Carolina Ribeiro Peixoto (OAB: 15863/CE). Advogado: Wilson Sales Belchior (OAB: 17314/CE). Relator(a):
JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. REVISIONAL. OMISSÃO CONFIGURADA.
SUSPENSÃO DE REGISTRO JUNTO AOS ÓRGÃOS DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO. POSSIBILIDADE. ESCLARECIMENTOS
NECESSÁRIOS. EMBARGOS ACOLHIDOS. 1. São cabíveis embargos de declaração quando houver na decisão omissão,
contradição ou obscuridade, bem como para sanar possível erro material existente na decisão. 2. Reconheço a omissão, no
tocante suspensão de registro junto aos órgãos de proteção ao crédito, tem-se que a relação obrigacional existente entre as
partes, com o ajuizamento da demanda, tornou-se litigiosa e enquanto não houver decisão final não se poderá saber se a
embargante incidiu em mora ou não. 3. Embargos de declaração acolhidos . ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes
autos, acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de declaração, para
acolhê-los, tudo nos termos do voto do relator.

0385294-53.2010.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Marítima Seguros S/A. Advogado: Antonio dos Santos Mota (OAB:
19283/CE). Advogada: Raquel Queiroz Lima (OAB: 17926/CE). Apelado: Marcello Fernandes Parente. Advogada: Fernanda
Cavalcante de Melo (OAB: 20981/CE). Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE
COBRANÇA DE SEGURO OBRIGATÓRIO DPVAT. INVALIDEZ PERMANENTE. GRADAÇÃO. POSSIBILIDADE. INTELIGÊNCIA
DA SÚMULA 474 DO STJ. AUSÊNCIA DE JUNTADA DE LAUDO DO IML. DILAÇÃO PROBATÓRIA. NECESSIDADE. SENTENÇA
CASSADA. Súmula 474/STJ: “A indenização do seguro DPVAT, em caso de invalidez parcial do beneficiário, será paga de
forma proporcional ao grau de invalidez”. Constata-se, nos autos, a ausência de juntada do laudo pericial do Instituto Médico
Legal, documento necessário para quantificar o grau da lesão suportada pelo autor da demanda e, consequentemente, aferir
o quantum a ser recebido pela parte. Referida exigência, inclusive, está prevista no Art. 5º, §5º da Lei nº 6.194/74. Verifica-se,
assim, que o documento não fora submetido à apreciação do juízo singular. Nestes casos, caberia ao magistrado, até mesmo
sem provocação das partes, determinar, de ofício, a juntada de referido laudo. Apelação cível conhecida para, reconhecendo a
ausência de juntada do laudo do IML, cassar, de ofício, a sentença, determinando o retorno dos autos à origem, oportunidade
em que o feito terá seu regular processamento. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Apelação
Cível, ACORDAM os Desembargadores membros da 6ª Câmara Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará,
por Unanimidade, em conhecer da Apelação Cível, para, reconhecendo a ausência de juntada do laudo do IML, cassar, de
ofício, a sentença vergastada, determinando o retorno dos autos ao juízo de origem, oportunidade em que será reaberta a fase
instrutória e o feito terá seu regular processamento, nos termos do voto do e. Desembargador Relator.

0448910-51.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Raimundo Luciano Costa de Oliveira.


Advogado: Francisco Eduval Alves de Hollanda (OAB: 8136/CE). Embargado: Estado do Ceará. Proc. Estado: Renato Vilardo
de Mello Cruz (OAB: 18311/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO.
INEXISTÊNCIA DE OMISSÃO OU CONTRARIEDADE. IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO DA MATÉRIA. INTELIGÊNCIA
DO 535 DO CPC. SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE INTUITO DE REEXAME DE QUESTÃO JÁ DECIDIDA. 1.- É notório
que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as questões debatidas, porém não é obrigado a analisar cada um dos
argumentos trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim, que na decisão vergastada, a situação foi completamente analisada,
não havendo obscuridade, contradição ou omissão que necessite de esclarecimento. 3.- Mormente, impende observar que os
embargos declaratórios não devem ter sua finalidade desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a pretensão modificativa da
presente insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/CE: “São indevidos embargos de declaração que têm por única finalidade
o reexame da controvérsia jurídica já apreciada.” 5.- Quanto ao pressuposto do prequestionamento, ressalte-se, pacificada
jurisprudência tem entendido que, mesmo para esse efeito, a oposição de embargos pressupõe a existência de obscuridade,
contradição ou omissão, não sendo o meio legal para reexaminar as questões decididas e o acerto do julgado. 6.- Embargos
rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado,
em conhecer os presentes embargos de declaração para rejeitá-los, tudo nos termos do voto do relator.

0459980-79.2011.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Técnica Brasileira de Alimentos Ltda. Advogado: Otacilio Sidrim
Vasconcelos (OAB: 12506/CE). Apelado: Raimundo Nonato Clemente de Matos. Advogado: Jose Airton Maranhao Ribeiro
da Silva (OAB: 4242/CE). Relator(a): MANOEL CEFAS FONTELES TOMAZ. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. REPARAÇÃO DE

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 79

DANOS. RESCISÃO CONTRATUAL. AUSENTE A INSTRUÇÃO PROBATÓRIA. LUCROS CESSANTES NÃO COMPROVADOS.
1. Apelação em ação que busca demonstrar o descumprimento contratual envolvendo a reparação de danos patrimoniais e
lucros cessantes. Necessidade de prova concreta dos danos ocasionados. “Não há como aferir a potencialidade de lucro de uma
empresa sem que tenha um período anterior de atividade a servir como parâmetro, posto que a experiência revela que, mesmo
explorando o mesmo ramo de negócio, algumas empresas têm lucro e outras não; aí conta, entre outros fatores, o dinamismo
do empresário e a organização da empresa, que precisam ser postos à prova.” (STJ, REsp 253068/SP, DJ 04.08.2003 p. 290).
2. No caso em tela o autor busca indenização em razão do descumprimento contratual, contudo, a instrução processual não
traz subsídios que permitam apontar a responsabilidade na reparação do dano sofrido. 3. A prova trazida à colação não é
suficiente para gerar convencimento necessário à manifestação sentencial sobre a condenação conquanto resta evidenciado
que o referido contrato não contém cláusula penal não dispondo sobre penalidade pecuniária a integrar sua rescisão. Apelação
conhecida para cassar a sentença de planície e determinar o retorno dos autos à origem. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e
discutidos estes autos de Apelação Cível, acordam os Desembargadores da 6ª Câmara Cível, por unanimidade em conhecer do
recurso, contudo, para cassar a sentença de planície e determinar o retorno dos autos à origem.

0461634-04.2011.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Maria Batista dos Santos. Advogado: Gerlano
Araujo Pereira da Costa (OAB: 9544/CE). Embargado: BV Financeira S/A - Credito, Financiamento e Investimento. Advogado:
Rafael Pordeus Costa Lima Filho (OAB: 3432/CE). Advogada: Teresa Cristina Pitta Pinheiro Fabrício (OAB: 14694/CE). Advogada:
Paulo Fabricio (OAB: 18164/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO.
AUSÊNCIA DOS PRESSUPOSTOS DO ARTIGO 535 DO CPC. INCIDÊNCIA DA SÚMULA Nº 18 DO TJCE. IMPOSSIBILIDADE.
EMBARGOS REJEITADOS. 1- É notório que o julgador, ao prestar a jurisdição, deve resolver as questões debatidas, porém
não é obrigado a analisar cada um dos argumentos trazidos pelas partes. 2- Ocorre outrossim, que na decisão vergastada, a
situação foi completamente analisada, não havendo obscuridade, contradição ou omissão que necessite de esclarecimento. 3-
Os Embargos Declaratórios não devem ter sua finalidade desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a pretensão modificativa da
presente insurgência. 4- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos, acorda a 6ª Câmara Cível
do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de declaração para rejeitá-los, tudo nos termos do voto
do relator.

0480341-20.2011.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Leonardo Rocha Drumond. Embargante:


Marcelo Affonso dos Santos. Advogado: Alfredo Leopoldo Furtado Pearce Filho (OAB: 19596/CE). Embargado: Unimed de
Fortaleza - Cooperativa de Trabalho Médico Ltda. Advogada: Gilmara Maria de Oliveira Barbosa (OAB: 13461/CE). Advogado:
Windsor Malaquias Cordeiro (OAB: 20728/CE). Advogada: Juliana de Abreu Teixeira (OAB: 13463/CE). Advogado: Marcos
Pimentel de Viveiros (OAB: 9801/CE). Relator(a): MARIA VILAUBA FAUSTO LOPES. EMENTA: PROCESSO CIVIL. EMBARGOS
DE DECLARAÇÃO. OMISSÃO. INOCORRÊNCIA. ENTREGA PLENA DA TUTELA JURISDICIONAL. DESCUMPRIMENTO DE
ORDEM JUDICIAL. MULTA COMINATÓRIA. NECESSIDADE DE AJUIZAMENTO DE EXECUÇÃO. REDISCUSSÃO DA MATÉRIA.
APLICAÇÃO DA SÚMULA 18 DO TJCE. RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. ACÓRDÃO MANTIDO. 1. Trata-se de
EMBARGOS DECLARATÓRIOS apresentado por LEONARDO ROCHA DRUMOND E MARCELO AFFONSO DOS SANTOS, em
face de Acórdão de fls. 706/716, em que neguei provimento à apelação cível interposta pelo Embargado, mantendo integralmente
a sentença recorrida, entendendo os Embargantes que há omissão, contradição ou obscuridade na decisão, nos termos exposto
na peça de fls. 01/03. 2. No mérito, os Embargantes defendem que, embora o Acórdão embargado tenha confirmado a multa
diária de R$ 1.000,00 (mil reais), arbitrada na origem pelo descumprimento da ordem judicial, referida multa não foi aplicada de
forma a garantir efetividade à referida decisão, residindo neste aspecto a omissão do Acórdão, nos termos do art. 535, inciso II,
do Código de Processo Civil. 3. Ao contrário do que sustentam os recorrentes, o Acórdão enfrentou expressamente a questão
suscitada e o fato de não ter sido determinado o bloqueio on line das astreintes, por si só, não representa omissão no julgado,
mas mero inconformismo dos recorrentes que não dá ensejo ao acolhimento dos embargos declaratórios. 4. Independentemente
do termo utilizado, a multa pelo descumprimento da ordem judicial já se encontra fixada, arbitrada, estipulada, estabelecida ou
aplicada, desde o primeiro momento em que o juízo singular deferiu referida medida, estando passível de revisão do ponto de
vista do réu e de execução do ponto de vista do credor, os quais deverão utilizar-se dos procedimentos processuais cabíveis
e adequados, em consagração ao princípio do devido processo legal. O que não se admite é que em sede de contrarrazões
recursais os embargantes pleiteiem o bloqueio on line dos valores, sem que antes tenha sido ajuizada a competente execução
das astreintes, via adequada para a medida. 5. Incabíveis, portanto, os declaratórios do ente estatal, vez que o “...inconformismo,
que tem como real escopo a pretensão de reformar o decisum, não há como prosperar, porquanto inocorrentes as hipóteses de
omissão, contradição, obscuridade ou erro material, sendo inviável a revisão em sede de embargos de declaração, em face dos
estreitos limites do art. 535 do CPC. Precedentes da Corte Especial: AgRg nos EDcl nos EREsp 693.711/RS, DJ 06.03.2008;
EDcl no AgRg no MS 12.792/DF, DJ 10.03.2008 e EDcl no AgRg nos EREsp 807.970/DF, DJ 25.02.2008.” (EDcl no AgRg no
REsp 1147558/BA, Rel. Ministro LUIZ FUX, PRIMEIRA TURMA, julgado em 03/08/2010, DJe 16/08/2010). 6. É caso, enfim, de
aplicação da Súmula 18 deste Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, in verbis: São indevidos embargos de declaração que
têm por única finalidade o reexame da controvérsia jurídica já apreciada. 7. EMBARGOS DECLARATÓRIOS CONHECIDOS E
REJEITADOS. ACÓRDÃO MANTIDO. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos, em que litigam as partes,
acima nominadas, ACORDA, a TURMA JULGADORA DA SEXTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO
CEARÁ, por UNANIMIDADE de votos, em CONHECER do recurso para lhe NEGAR PROVIMENTO, tudo nos termos do voto da
Relatora, que integra esta decisão. PRESIDENTE RELATOR PROCURADOR(A) DE JUSTIÇA

0717416-95.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Francisco Adaildo Pereira de Araújo.


Advogado: Dartanhan da Rocha Pereira (OAB: 8511/CE). Embargado: Banco GMAC S.A. Advogado: Gustavo de Sousa Lopes
(OAB: 18095/CE). Relator(a): JUCID PEIXOTO DO AMARAL. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. INEXISTÊNCIA DE
OMISSÃO OU CONTRARIEDADE. IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO DA MATÉRIA. INTELIGÊNCIA DO 535 DO CPC.
SÚMULA Nº 18 DO TJCE. EVIDENTE INTUITO DE REEXAME DE QUESTÃO JÁ DECIDIDA. 1.- É notório que o julgador,
ao prestar a jurisdição, deve resolver as questões debatidas, porém não é obrigado a analisar cada um dos argumentos
trazidos pelas partes. 2.- Ocorre outrossim, que na decisão vergastada, a situação foi completamente analisada, não havendo
obscuridade, contradição ou omissão que necessite de esclarecimento. 3.- Mormente, impende observar que os embargos
declaratórios não devem ter sua finalidade desvirtuada. Desta feita, mostra-se nítida a pretensão modificativa da presente
insurgência. 4.- Inteligência da Súmula 18 TJ/CE: “São indevidos embargos de declaração que têm por única finalidade o
reexame da controvérsia jurídica já apreciada.” 5.- Embargos rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos,
acorda a 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, em conhecer os presentes embargos de declaração para rejeitá-los,

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 80

tudo nos termos do voto do relator.

0903795-27.2012.8.06.0001 - Apelação Cível. Apelante: Maria José de Araujo Costa. Advogado: Gerlano Araujo Pereira
da Costa (OAB: 9544/CE). Apelado: BV Financeira S/A - Crédito, Financiamneto e Investimento. Relator(a): SÉRGIA MARIA
MENDONÇA MIRANDA. EMENTA: REVISIONAL DE CONTRATO - APLICAÇÃO DO ARTIGO 285-A DO CÓDIGO DE PROCESSO
CIVIL - TAXA DE JUROS REMUNERATÓRIOS - CAPITALIZAÇÃO MENSAL DE JUROS - COMISSÃO DE PERMANÊNCIA -
APELAÇÃO PARCIALMENTE PROVIDA. 1 - O Artigo 285-A do Código de Ritos expõe a intenção do legislador de trazer ao
processo o caráter instrumental e, ainda, conferir a aplicação dos princípios da eficiência, efetividade e celeridade, no sentido de
evitar que processos tramitem durante anos nas varas forenses quando o magistrado já firmou posição sobre a mesma matéria
reiteradas vezes. 2 - Nos casos em que não houver expressiva discrepância entre a a taxa de juros remuneratórios contratada
e a taxa média praticada no mercado financeiro é desarrazoado o afastamento do índice contratualmente pactuado, pois,
não se caracteriza onerosidade excessiva, tampouco, abusividade, até mesmo porque a contratação dos juros remuneratórios
acima do patamar outrora apresentado pela Constituição Federal no § 3º do artigo 192, 12% (doze por cento) ao ano, não
importa, por si só, em abusividade, ficando, pois, condicionada a redução da taxa de juros compensatórios à existência de
notória dissonância com a taxa média de mercado. 3 - As instituições financeiras são regidas pelos ditames da Lei nº 4.595/64,
não havendo falar em limitação de juros decorrentes do Decreto nº 22.626/33, nos exatos termos explicitados pela Súmula
596 do Supremo Tribunal Federal. 4 - A capitalização mensal de juros é lícita, quando devidamente pactuada, nos contratos
posteriores à edição da Medida Provisória nº 1.963-17/ 2000, reeditada sob o nº 2.170-36/2001, isto é, após 30 de março de
2000, nos termos do artigo 7º da referida medida. 5 - Admite-se a aplicação de comissão de permanência durante o período de
inadimplemento contratual, observada a taxa média dos juros de mercado e limitada ao percentual fixado no contrato, desde que
não cumulada com a correção monetária, com juros remuneratórios ou moratórios, nem com a multa contratual. 6 - Apelação
conhecida e parcialmente provida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Apelação Cível ACORDAM
os Desembargadores membros da Sexta Câmara Cível do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade,
em conhecer do recurso para dar-lhe parcial provimento, nos termos do voto da Relatora.

Total de feitos: 60

DESPACHOS - 6ª Câmara Cível

DECISÃO MONOCRÁTICA

Nº 0001549-52.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Senador Pompeu - Agravante: Municipio de Senador Pompeu


- Agravado: Ministério Público do Estado do Ceará - Em face do exposto, em razão de ter havido a baixa definitiva da Ação
Cautelar de Exibição de Documentos, nego seguimento ao recurso, ex vi legis, ordenando seja o mesmo arquivado, caso
transcorra, in albis, o prazo previsto no §1o, do art. 557, do CPC, ante sua prejudicialidade. Expedientes necessários. Fortaleza,
DESEMBARGADORA SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora - Advs: Reginaldo Patricio de Sousa (OAB: 21396/CE)

Nº 0028092-92.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Fortaleza - Agravante: Associação Cearense de Ensino e


Cultura - ASCEC - Agravado: Acelino Pontes dos Santos Lima - Diante do exposto, e em consonância com a jurisprudência
dominante firmada pelo colendo Superior Tribunal de Justiça, bem como com esteio no art. 557, § 1º - A, da Lei adjetiva civil,
e poderes a mim conferidos pelo instituto retro, conheço do presente agravo e dou-lhe provimento, para revogar o decisum
vergastado no tocante ao não conhecimento dos embargos de declaração e sobre a aplicação da sanção prevista no artigo
538, parágrafo único do Código de Processo Civil, determino, ainda, a remessa dos autos ao Juízo de origem, a fim de que
retome o julgamento do recurso na esteira do devido processo legal. Outrossim, não havendo interposição de qualquer recurso
da presente decisão, determino o arquivamento dos autos, com a respectiva baixa na distribuição. Expediente necessário.
Fortaleza, DESEMBARGADORA SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora - Advs: Nelson Bruno do Rego Valença (OAB:
15783/CE) - Daniel Cidrao Frota (OAB: 19976/CE) - Maria Darci Pereira Coelho (OAB: 8259/CE)

Nº 0028150-95.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Pentecoste - Agravante: Mil Motos Comercial de Motos e Peças
Ltda - Agravado: Fernando Castro Stori - Diante do exposto, e em consonância com o entendimento firmado pelo c. Superior
Tribunal de Justiça, bem como com esteio nos arts. 524, inciso III e 525, inciso I da Lei adjetiva civil, e poderes a mim conferidos
pelo art. 557, caput, do mesmo diploma legal, nego seguimento ao presente, o seu arquivamento, caso transcorra, in albis, o
prazo para insurgir-se contra a presente decisão. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADORA
SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora - Advs: Tales Diego de Menezes (OAB: 26483/CE) - Fabio Menezes Nogueira
(OAB: 22220/CE) - David Braga Wanderley (OAB: 14133/CE) - Rodolfo Diogo Sampaio Filho (OAB: 23814/CE)

Nº 0120332-05.2010.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Ana Silvia Alves Silva - Apelante: Clarene Maria
Ferreira Saraiva - Apelante: Francisca Ieda Freitas Medeiros - Apelante: Hulda Alves de Sena - Apelante: Fabrizia Maria Araújo
de Oliveira - Apelado: Município de Fortaleza - Ante o exposto, considerando que a decisão recorrida está assente com a
jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça, NEGO SEGUIMENTO À APELAÇÃO, nos termos do artigo 557, caput, do CPC,
confirmando-se, em todos os seus termos, a sentença. Publicar e intimar. Fortaleza, 13 de maio de 2013 DESEMBARGADORA
SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora - Advs: Valdecy da Costa Alves (OAB: 10517/CE) - Cecilia Parente Pinheiro
(OAB: 19065/CE) - Debora Cordeiro Lima Loiola (OAB: 15314/CE)

Nº 0641395-78.2000.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza - Remetente: Juiz de Direito da 1ª Vara da


Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza - Apelante: Estado do Ceará - Apelada: Maria Nilde Magalhães - Desta feita, impõe-
se o conhecimento e improvimento do apelo, confirmando-se, in totum, a sentença recorrida, em sede de reexame necessário,
através de decisão monocrática, conforme jurisprudência dominante do STF, o que se faz sob o permissivo do art. 557, caput do
CPC. Intimem-se. Expediente necessário. Oportunamente, encaminhem-se os presentes autos ao Juízo de origem. Fortaleza,
13 de maio de 2013 DESEMBARGADORA SÉRGIA MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora - Advs: Lia Almino Gondim (OAB:
16316/CE) - Andre Mota Fernandes Vieira (OAB: 10042/CE)

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 81

DECISÃO INTERLOCUTÓRIA

Nº 0081125-31.2012.8.06.0000 - Agravo de Instrumento - Caucaia - Agravante: Sun & Fun Empreendimentos e Participações
Ltda - Agravado: Companhia de Desenvolvimento do Ceará - Codece - Destarte, não havendo prejuízo grave ou de difícil
reparação e considerando que na forma retida o recurso não estará, de modo algum, fadado ao insucesso, nem tampouco
destituído de utilidade à parte irresignada, converto este agravo de instrumento em retido, na forma do art. 527, inciso II, do
Código de Processo Civil, determino, ato contínuo, a remessa dos autos ao MM. Juiz de Direito da 3ª Vara Cível desta Comarca
para que seja apensado ao principal. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013. DESEMBARGADORA SÉRGIA
MARIA MENDONÇA MIRANDA Relatora - Advs: Betoven Rodrigues de Oliveira (OAB: 5415/CE) - Maria Lindalva Santiago (OAB:
4175/CE) - Monica Damasceno Souza (OAB: 13184/CE) - Rogers Teixeira Bastos (OAB: 20047/CE) - Igor Martins de Borba
(OAB: 18593/CE)

7ª Câmara Cível

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 7ª Câmara Cível

Serviço de Recursos da 7ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0018793-69.2005.8.06.0001 (18793-69.2005.8.06.0001/1) - Apelação Cível. Apelante: Nilo Kleiton Rodrigues Holanda.


Advogado: Valderi Moura Dantas Junior (OAB: 6412/CE). Advogada: Silvio Cesar de Oliveira Costa (OAB: 9621/CE). Apelada:
Maria Anacleta dos Santos. Def. Público: Defensoria Publica do Estado do Ceara (OAB: 1/CE). Relator(a): FRANCISCO
BEZERRA CAVALCANTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS. ALIENAÇÃO DE VEÍCULO
COM DEFEITO OCULTO. VÍCIO COMPROVADO. DANOS MATERIAIS E DANOS MORAIS CONFIGURADOS. INDENIZAÇÃO
CABÍVEL. OBSERVÂNCIA DO PRINCÍPIO DA RAZOABILIDADE. SENTENÇA MANTIDA.1. Em toda relação de consumo, assim
como nas demais relações privadas, o princípio que deve imperar é o da boa-fé e o da confiança, devendo as partes serem
plenamente leais umas com as outras.2. O Código de Defesa do Consumidor foi criado com o principal escopo de salvaguardar
os direitos do consumidor, equilibrando a relação de consumo, posto que este é sempre vulnerável em relação ao fornecedor da
mercadoria.3. A proteção de determinados interesses sociais passa a ser exigência do ordenamento jurídico baseado na relação
de consumo, de molde a valorizar a boa-fé contratual e a legítima confiança do consumidor ou, mesmo, a afastar a lesividade
como fator do desequilíbrio negocial..4. A norma do artigo 18 do CDC prevê as situações em que os fornecedores de bens
duráveis e não duráveis respondem pelos vícios de qualidade e de quantidade que atingem o produto, podendo o consumidor
exigir a substituição da parte viciada.5. O pressuposto da responsabilidade do fabricante e do fornecedor assenta-se na prova
de que a empresa tenha colocado no mercado produto com algum vício ou defeito que o torne impróprio ou inadequado ao
uso a que se destina, ou lhe diminua o valor, conforme estabelece o artigo 18 do Código de Defesa do Consumidor.6. A
responsabilidade por vício do produto ou do serviço, consoante as disposições consumeristas regidas pelo CDC, é objetiva,
portanto independe da existência de culpa, respondendo os fornecedores solidariamente pelos defeitos do produto ou falha na
informação que os tornem impróprios ou inadequados para o fim a que se destina ou lhes diminuam o valor.7. Na hipótese de
existência de vício oculto, o consumidor tem o direito de ser restituído do valor pago, de acordo com o disposto no art. 18, §
1º, II, do Código de Defesa do Consumidor.8. A indenização por danos morais deve representar uma compensação à vítima e
uma punição ao ofensor, mas há de ser arbitrada com razoabilidade, uma vez que não pode render ensejo ao enriquecimento
ilícito.9. Apelação conhecida, mas improvida.ACÓRDÃO:Acordam os Senhores Desembargadores integrantes da 7ª Câmara
Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, à unanimidade, em conhecer do apelo, mas para NEGAR-LHE PROVIMENTO,
mantendo, in totum, a sentença prolatada pelo MM. Juiz a quo, já que aplicou a legislação vigente conforme o entendimento
atualizado dos Tribunais, além de ter observado o princípio da razoabilidade quando da estipulação do quantum indenizatório,
conforme voto do Desembargador Relator.Fortaleza, 07 de maio de 2013.Presidente do Órgão JulgadorDESEMBARGADOR
FRANCISCO BEZERRA CAVALCANTERelatorProcurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 7ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0004767-58.2004.8.06.0112 (4767-58.2004.8.06.0112/1) - Apelação Cível. Apelante: Serasa S/A. Advogado: Lucio Modesto
Chaves Lucena de Farias (OAB: 5004/CE). Advogada: Eliane de Padua Silveira (OAB: 13243/CE). Advogada: Adalgiza Arrais
de Farias Vieira (OAB: 15645/CE). Advogado: Marcus Fabio da Silva Pires (OAB: 214737/SP). Apelado: Evaplast Industria e
Comercio de Artefatos de Borracha e Plasticos Ltda. Advogado: Francisco Evandro Fernandes de Almeida (OAB: 8340/CE).
Relator(a): FRANCISCO BEZERRA CAVALCANTE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE SUSTAÇÃO DE PROTESTO
C/C INDENIZAÇÃO POR PERDAS E DANOS. DÉBITO INEXISTENTE. NEGATIVAÇÃO INDEVIDA DO CONSUMIDOR EM
ÓRGÃO DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO. CULPA EXCLUSIVA DE TERCEIRO. NÃO CONFIGURAÇÃO. DANOS MORAIS
PRESUMIDOS. INDENIZAÇÃO. CABÍVEL. SENTENÇA MANTIDA.1. O artigo 14, § 3º, inciso II, do CDC estabelece como regra
a responsabilidade objetiva dos fornecedores de serviço nos casos de danos causados ao consumidor por defeitos na prestação
do serviço ou por insuficiência de informações quanto aos riscos que estará submetido.2. Na responsabilidade objetiva a
atitude culposa ou dolosa do agente causador do dano é de menor relevância, pois, desde que exista relação de causalidade
entre o dano experimentado pela vítima e o ato do agente, surge o dever de indenizar, quer tenha este último agido ou não
culposamente.3. Houve erro por parte da empresa apelante, a qual negativou a apelada sem que a mesma estivesse em
estado de inadimplência, o que a prejudicou no regular exercício de seus trabalhos, já que estava impossibilitada de realizar
transações creditícias em face da referida negativação.4. A culpa exclusiva de terceiro capaz de elidir a responsabilidade do
fornecedor de serviços ou produtos pelos danos causados é somente aquela que se enquadra no gênero de fortuito externo,
ou seja, aquele evento que não guarda relação de causalidade com a atividade do fornecedor, absolutamente estranho

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 82

ao produto ou serviço.5. A negativação, sem existência de dívida, do nome do consumidor em listagens de inadimplentes,
implica-lhe prejuízos, indenizáveis na forma de reparação por danos morais, sendo presumíveis, prescindindo prova objetiva,
conforme entendimento jurisprudencial majoritário.6. Apelação conhecida, mas improvida.ACÓRDÃO: Acordam os Senhores
Desembargadores integrantes da 7ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, à unanimidade, em conhecer do
apelo, mas para NEGAR-LHE PROVIMENTO, mantendo, in totum, a sentença prolatada pelo MM. Juiz a quo, já que aplicou
a legislação vigente conforme o entendimento atualizado dos Tribunais, além de ter observado o princípio da razoabilidade
quando da estipulação do quantum indenizatório, conforme voto do Desembargador Relator.Fortaleza, 07 de maio de 2013.
Presidente do Órgão JulgadorDESEMBARGADOR FRANCISCO BEZERRA CAVALCANTERelatorProcurador(a) de Justiça

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 7ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0009797-75.2011.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Carlos Augusto


Custodio Lima (OAB: 15552/CE). Agravada: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado: Fulvio Emerson Goncalves Cavalcante
(OAB: 13094/CE). Relator(a): DURVAL AIRES FILHO. ocesso: 0009797-75.2011.8.06.0000 - Agravo de Instrumento Agravante:
Francisco Mota LimaAgravado: Maria Milicas Fernandes Lima. . EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL. DIREITO DE FAMÍLIA.
ALIMENTOS. DECISÃO MONOCRÁTICA QUE FIXOU ALIMENTOS PROVISIONAIS ARBITRADOS EM R$1.090,00 (HUM MIL E
NOVENTA REAIS) SOBRE OS ALEGADOS RENDIMENTOS DO PROMOVIDO/AGRAVANTE. PERCENTUAL FIXADO NO JUÍZO
MONOCRÁTICO INOBSERVOU O BINÔMIO NECESSIDADE / POSSIBILIDADE. 1.NÃO É POSSÍVEL FIXAR ALIMENTOS EM
BASE DA PROPRIEDADE OU POSSES, SUJEITAS A MEAÇÃO, MUITO MENOS QUANDO NÃO HÁ PROVAS DOMINIAIS
SOBRE RECEITAS OU DIVIDENDOS A QUALQUER TÍTULO. A ÚNICA PROVA REALIZADA É AQUELA PROVENIENTE DA
SEGURIDADE SOCIAL 2.AGRAVO ACOMPANHADO DE PROVA DA IMPOSSIBILIDADE FINANCEIRA, INCAPACIDADE
DE SE MAJORAR O QUANTUM DA OBRIGAÇÃO. AGRAVANTE COM RENDA ADVINDA DE BENEFÍCIO DA ASSISTENCIA
SOCIAL LOAS. 3.O CURSO DA FIXAÇÃO ALIMENTAR É LADEADO PELAS MARGENS DA NECESSIDADE DO ALIMENTADO
E DA RIQUEZA POSSÍVEL DO ALIMENTANTE. O ARBITRAMENTO PROVISÓRIO DA OBRIGAÇÃO DE ALIMENTOS DEVE
SER NORTEADO PELOS PRINCÍPIOS DA RAZOABILIDADE E PROPORCIONALIDADE. 4. DECISÃO MONOCRÁTICA
REFORMADA QUANTO AOS ALIMENTOS PROVISÓRIOS DETERMINADOS EM 40% (QUARENTA POR CENTO) DO SALÁRIO
MÍNIMO. AGRAVO CONHECIDO E PROVIDO. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os autos do Agravo de Instrumento nº
0009797-75.2011.8.06.0000, em que figuram, como Agravante: Francisco Mota Lima e Agravado: Maria Milicas Fernandes Lima.
ACORDAM os Desembargadores desta 7ª Câmara Cível, em votação unânime, pelo CONHECIMENTO e PROVIMENTO DO
AGRAVO, tudo nos termos do voto do Desembargador Relator. Fortaleza, 7 de maio de 2013 DURVAL AIRES FILHO Presidente
do Órgão Julgador DESEMBARGADOR DURVAL AIRES FILHO Relator PROCURADOR DE JUSTIÇA

Total de feitos: 1

DESPACHOS - 7ª Câmara Cível

Serviço de Recursos da 7ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

0002962-20.2004.8.06.0064 (2962-20.2004.8.06.0064/1) - Apelação Cível. Apelante: Sergio Christian Leite Cordeiro.


Apelado: Banco do Brasil S.a. Apelado: Bb Administradora de Cartoes de Credito S.a. Apelado: Bb Financeira S.a - Credito
Financiamento e Investimento. Advogado: Roberto Arruda Cavalcante (OAB: 15304/CE). Advogado: Marcio Braulio Pontes
Pimentel (OAB: 16882/CE). Advogada: Amailza Soares Paiva (OAB: 2394/CE). Advogado: Francisco Gladyson Pontes (OAB:
3242/CE). Advogado: Miguel Oscar Viana Peixoto (OAB: 3648/CE). Advogada: Bianca Spessirits de Moraes (OAB: 15333/CE).
Advogado: Paschoal de Castro Alves (OAB: 18692/CE). Despacho: - DESPACHO Ao Serviço de Recursos, para que oficie ao
juízo de origem solicitando informações acerca do processo tombado sob o número 4221/02, que tramita na 2ª Vara da Comarca
de Caucaia, Ação de Cobrança intentada pelo Banco do Brasil S/A em face de Sérgio Christian Leite Cordeiro. Fortaleza, 09 de
maio de 2013. DESEMBARGADOR DURVAL AIRES FILHO Relator

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 7ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

0028140-51.2013.8.06.0000 - Agravo de Instrumento. Agravante: Condomínio Sobral Shopping Center. Agravado: Multicine
Cinemas Ltda.. Advogada: Suzy Anne Catonho de Brito (OAB: 14575/CE). Advogado: Pedro Robston Quariguasi Vasconcelos
(OAB: 15700/CE). Advogado: Pedro Henrique Fernandes de Amorim (OAB: 6764/RN). Advogado: Aryanna Fernandes de Amorim
Saldanha (OAB: 11340/RN). Despacho: - Neste momento opto pelo recebimento do agravo, em seu plano meramente formal,
sem prejuízo de, “a posteriori”, reavaliar os seus pressupostos de admissibilidade, deixando de examinar o pedido de concessão
de efeito suspensivo por considerar inviável fazê-lo com a necessária segurança antes de estabelecido o contraditório, por isso
determinando sejam efetivadas as seguintes diligências: (1) endereçar ofício ao juízo “a quo”, requisitando informações que,
eventualmente, possam trazer maiores subsídios ao deslinde da questão, e; (2) intimar a parte agravada, nos termos e para
os fins previstos no inciso V, do art. 527, do diploma processual civil. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013.
FRANCISCO JOSE MARTINS CÂMARA Relator JJ***

Total de feitos: 1

DECISÃO MONOCRÁTICA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 83

Nº 0023874-70.2003.8.06.0000 (23874-70.2003.8.06.0000/0) - Apelação Cível - Fortaleza - Apelante: Maria Terezinha


Germano - Apelante: Francisco Geybson Sobreira Amorim - Apelante: Industria e Comercio F G Ltda-me - Apelado: Banco do
Brasil S.a - Ante o exposto, para que não ocorra a quebra do princípio do Juízo Natural e, ainda, objetivando evitar decisões
conflitantes, declino da competência, ordenando que sejam os presentes autos remetidos ao setor de distribuição para que,
empós, sejam os mesmos encaminhados à 4º Câmara Cível, em conformidade com o art. 59 do Regimento Interno do Tribunal
de Justiça do Estado do Ceará. Expedientes necessários. Fortaleza, 10 de maio de 2013 DESEMBARGADOR FRANCISCO
JOSE MARTINS CAMARA Relator - Advs: Francisca Marta Otoni Marinheiro Rodrigu (OAB: 9254/CE) - Maria Mirian Otoni
Marinheiro (OAB: 9260/CE) - Miguel Oscar Viana Peixoto (OAB: 3648/CE) - Leonardo Queiroz Xavier (OAB: 14476/CE)

PAUTA DE JULGAMENTO

7ª Câmara Cível
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 126

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

78 - 0007744-24.2011.8.06.0000 - Apelação Cível - Baturité/1ª Vara. Apelante: Joelma de Sousa Silva. Def. Público:
Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Ministério Público. Relator(a): FRANCISCO BEZERRA
CAVALCANTE. Revisor(a): ERNANI BARREIRA PORTO

79 - 0011704-85.2011.8.06.0000 - Mandado de Segurança - Fortaleza/7ª Vara da Fazenda Pública. Impetrante: Maria


Rosiane Cunha Farias. Advogado: Jose Joaquim Mateus Pereira (OAB: 12660/CE). Impetrado: Juiz de Direito da 7ª Vara da
Fazenda Publica da Comarca de Fortaleza. Relator(a): DURVAL AIRES FILHO

80 - 0000694-84.2005.8.06.0087 - Apelação Cível - Ibiapina/Vara Única. Apelante: SEGREDO DE JUSTIÇA. Advogado:


Eduardo Cesar Albuquerque de Andrade (OAB: 7616/CE). Apelado: SEGREDO DE JUSTIÇA. Relator(a): MARIA GLADYS LIMA
VIEIRA. Revisor(a): DURVAL AIRES FILHO

81 - 0130933-05.2012.8.06.0000 - Mandado de Segurança - Fortaleza/3ª Vara da Fazenda Pública. Impetrante: Franscisco


Glayson Leite de Oliveira. Advogado: Jose Joaquim Mateus Pereira (OAB: 12660/CE). Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara da
Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Relator(a): DURVAL AIRES FILHO

82 - 0132141-24.2012.8.06.0000 - Mandado de Segurança - Fortaleza/7ª Vara da Fazenda Pública. Impetrante: Jardas


Amaral da Costa. Advogado: Jose Mauricio dos Santos (OAB: 8367/CE). Impetrado: Juiz de Direito da 7ª Vara da Fazenda
Pública da Comarca de Fortaleza. Relator(a): DURVAL AIRES FILHO

83 - 0132150-83.2012.8.06.0000 - Mandado de Segurança - Fortaleza/8ª Vara da Fazenda Pública. Impetrante: Paulo


Roberto Abreu Pinheiro Junior. Advogado: Jose Mauricio dos Santos (OAB: 8367/CE). Impetrado: Juiz de Direito da 8ª Vara da
Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Relator(a): DURVAL AIRES FILHO

Total de processos a julgar: 83

Fortaleza, 15 de maio de 2013.

KÁTIA CILENE TEIXEIRA

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

7ª Câmara Cível
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 126

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

16 - 0000209-60.2006.8.06.0116 - Apelação Cível - Madalena/Vara Única. Apelante: Raimundo Andrade Morais. Advogado:
Raimundo Andrade Morais (OAB: 3392/CE). Apelado: Municipio de Madalena. Advogado: Demetrius Liberato Silveira Aguiar
(OAB: 10448/CE). Relator(a): DURVAL AIRES FILHO. Revisor(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA

17 - 0001438-17.2010.8.06.0148 - Apelação Cível - Poranga/Vara Única. Apelante: Manuel Martins dos Santos. Apelante:
Tertuliana Maria da Conceição. Advogado: Isabel Caroline Coelho Rodrigues (OAB: 5610/PI). Apelado: Rufino Pinheiro Filho.
Advogado: Manoel Melo Sampaio (OAB: 4372/CE). Advogado: Vitor Manoel Chaves Sampaio (OAB: 23564/CE). Relator(a):
DURVAL AIRES FILHO. Revisor(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA

18 - 0002791-48.2010.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza/2ª Vara da Fazenda Pública. Apelante:


Estado do Ceará. Proc. Estado: Ariano Melo Pontes (OAB: 15593/CE). Remetente: Juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública.
Apelado: Palili Distribuidora de Tecidos Ltda. Advogado: Francisco Airton de Aguiar Costa (OAB: 13651/CE). Advogado: Gleidson
Rolimberg Benevides Martins (OAB: 17827/CE). Relator(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Revisor(a): FRANCISCO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 84

BEZERRA CAVALCANTE

19 - 0532624-06.2000.8.06.0001 - Apelação Cível - Fortaleza/12ª Vara Cível. Apelante: Banco Bradesco Financiamentos
S/A. Advogado: Gustavo de Sousa Lopes (OAB: 18095/CE). Apelado: Wilton Bezerra Mouta. Def. Público: Defensoria Pública
do Estado do Ceará (OAB: /CE). Relator(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Revisor(a): FRANCISCO BEZERRA
CAVALCANTE

20 - 0350820-08.2000.8.06.0001 - Apelação / Reexame Necessário - Fortaleza/5ª Vara da Fazenda Pública. Apelante:


Estado do Ceará. Proc. Estado: Anastacio Jorge Matos de Sousa Marinho (OAB: 8502/CE). Remetente: Juiz de Direito da 5ª
Vara da Fazenda Pública da Comarca de Fortaleza. Apelada: Maria de Fátima Cosme. Advogado: Fabiano Aldo Alves Lima
(OAB: 8767/CE). Relator(a): FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA. Revisor(a): FRANCISCO BEZERRA CAVALCANTE

21 - 0096235-77.2006.8.06.0001 (96235-77.2006.8.06.0001/1) - Apelação Cível - Fortaleza/21ª Vara Cível. Apelante:


Antonio Cruz Goncalves. Advogado: Andre Luis Negreiros de Almeida (OAB: 11911/CE). Apelado: Banco Bankboston - Banco
Multiplo S/A. Advogado: Rafael Pordeus Costa Lima Filho (OAB: 3432/CE). Advogado: Vinicius Leone Miguel (OAB: 80457/
SP). Advogada: Teresa Cristina Pitta Pinheiro Fabrício (OAB: 14694/CE). Advogado: Guilherme Marinho Soares (OAB: 16484/
CE). Advogado: Rafael Velloso Fontenelle Camelo Rodrigues (OAB: 19035/CE). Relator(a): DURVAL AIRES FILHO. Revisor(a):
FRANCISCO JOSE MARTINS CAMARA

Total de processos a julgar: 21

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

KÁTIA CILENE TEIXEIRA

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

8ª Câmara Cível

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 8ª Câmara Cível

Serviço de Recursos da 8ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0003007-14.2007.8.06.0001/50001 - Agravo. Agravante: Lbbw - Landesbank Baden - Wurttemberg. Advogada: Karyna


Saraiva Leao Gaya (OAB: 12911/CE). Agravado: Tbm- Têxtil Bezerra de Menezes S/A. Advogado: Jose Feliciano de Carvalho
Junior (OAB: 4100/CE). Advogado: Daniel Holanda Leite (OAB: 13714/CE). Relator(a): CARLOS RODRIGUES FEITOSA.
EMENTA:AGRAVO INOMINADO. APELAÇÃO CÍVEL. EMBARGOS À EXECUÇÃO. CONTRATO DE MÚTUO ESTRANGEIRO.
OBRIGAÇÃO A SER CUMPRIDA NO PAÍS DE ORIGEM. REGÊNCIA POR NORMAS ALIENÍGENAS. IMPOSSIBILIDADE.
AUSÊNCIA DE EXIGIBILIDADE. 1. A execução de contrato firmado em moeda estrangeira, segundo as normas de regência,
podem ser executados em solo pátrio, desde que indique o Brasil como o lugar de cumprimento da obrigação (art. 585, § 2º,
parte final, CPC). 2. Manifesta ausência de exigibilidade, questão de ordem pública aferível de ofício, acarretando a nulidade da
execução, nos termos do art. 586 e 618, I, CPC. 3. Recurso improvido. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes
autos de Agravo Inominado de nº 0003007-14.2007.8.06.0001.50001, em que figuram as partes acima referidas, acordam os
Desembargadores integrantes da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer do
recurso mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do Desembargador relator.

Total de feitos: 1

Serviço de Recursos da 8ª Câmara


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

0027417-83.2000.8.06.0001/50001 - Embargos de Declaração. Embargante: Hany Hauache. Advogado: Francisco de Assis


de Mesquita Ciriaco (OAB: 10680/CE). Advogado: Gerardo Coelho Filho (OAB: 3796/CE). Embargado: Erg S/A Engenharia,
Industria, Comercio e Agricultura. Advogado: Jose Feliciano de Carvalho (OAB: 1094/CE). Relator(a): CARLOS RODRIGUES
FEITOSA. EMENTA:PROCESSO CIVIL. EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. AUSÊNCIA DE QUALQUER DAS PREVISÕES
CONTIDAS NO ART. 535, CPC. PREQUESTIONAMENTO. SÚMULA Nº 211 STJ. MATÉRIAS NÃO DISCUTIDAS EM SEDE
DE APELAÇÃO. EMBARGOS REJEITADOS. MULTA. ART. 538, CPC. 1. Não procedem os embargos declaratórios quando
inexistirem, no decisum embargado omissão, contradição, obscuridade ou ambiguidade interna ao acórdão, verificadas entre
a fundamentação do julgado e a sua conclusão. 2. De acordo com a orientação sumulada do STJ, não basta que a parte
tenha oposto embargos de declaração para a caracterização do prequestionamento; é preciso que o tribunal tenha apreciado a
questão. Precedentes. Súmula nº 211. 3. Caracterizada a pretensão meramente protelatória do recurso, impõe-se a aplicação da
multa cominatória prevista no art. 538, CPC. 4. Embargos de declaração rejeitados. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os
presentes autos de Embargos Declaratórios de nº 0027417-83.2000.8.06.0001/50001, em que figuram as partes acima referidas,
acordam os Desembargadores integrantes da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em
conhecer do recurso, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do Desembargador relator.

Total de feitos: 1

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 85

DESPACHOS - 8ª Câmara Cível

Serviço de Recursos da 8ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

8ª Câmara Cível

0001623-09.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Edson Fernando Coradi. Impetrante: Clemilda Mesquita
de Carvalho Coradi. Impetrado: Juiz de Direito da 15ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza. Advogada: Eveline Gadelha Dantas
(OAB: 9942/CE). Despacho: - Ademais, cumpre registrar a proximidade do retorno do e. Desembargador Carlos Rodrigues
Feitosa, Relator prevento do processo, às atividades laborais, pelo que, ao entender incabível a pretensão, indefiro o petitório
formulado, devendo, pois, ser mantida a relatoria originária no presente Mandado de Segurança. Expedientes necessários.
Fortaleza, 26 de abril de 2013. Des. FRANCISCO LINCOLN ARAÚJO E SILVA Vice-presidente do TJCE

0001623-09.2013.8.06.0000 - Mandado de Segurança. Impetrante: Edson Fernando Coradi. Impetrante: Clemilda Mesquita
de Carvalho Coradi. Impetrado: Juiz de Direito da 15ª Vara Cível da Comarca de Fortaleza. Advogada: Eveline Gadelha Dantas
(OAB: 9942/CE). Despacho: - Entendo prudente, antes da análise da medida liminar requestada, a formação da angulação
processual plena, determinando, assim, a notificação do coator para, no prazo legal, prestar as informações devidas. Dê-se
ciência à Procuradoria Geral do Estado do Ceará, para os fins de direito. Empós, á conclusão. Demais expedientes de estilo.
Fortaleza, 3 de maio de 2013. DESEMBARGADOR CARLOS RODRIGUES FEITOSA Relator

Total de feitos: 2

Serviço de Recursos da 8ª Câmara


DESPACHO DE RELATORES

8ª Câmara Cível

0005192-86.2011.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: LCN - Indústria e Comércio Ltda. Embargante:


Carlos Augusto Parente Neiva Santos. Embargante: Filomena Maria Lôbo Neiva Santos. Embargante: Antonio Bôsco
Albuquerque Camilo. Embargante: Ivana Lôbo Camilo. Embargado: Banco do Nordeste do Brasil S/A - BNB. Advogado: Enisio
Cordeiro Gurgel (OAB: 2656/CE). Advogado: Deodato Jose Ramalho Junior (OAB: 3645/CE). Advogado: Jose Campos Accioly
Junior (OAB: 3287/CE). Advogado: Antonio Jairo Lima Araujo (OAB: 3948/CE). Advogada: Bernadette Angela Papaleo Pereira
(OAB: 3050/CE). Despacho: - R.H. Considerando que a pretensão deduzida na presente via recursal objetiva provimento além
da integração do julgado, com o empréstimo de efeito infringente, ouça-se a parte contrária. Empós, à conclusão. Expedientes
necessários. Fortaleza, 2 de maio de 2013. DESEMBARGADOR CARLOS RODRIGUES FEITOSA Relator

Total de feitos: 1

CÂMARAS CRIMINAIS REUNIDAS

PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 73 - Ano: 2013

SERÃO JULGADOS, NA SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 29/05/2013 às 13:30, OS SEGUINTES PROCESSOS:

REPRESENTAÇÃO CRIMINAL/NOTÍCIA CRIME


10730-58.2005.8.06.0000/0 - 1ª VARA DA COMARCA DE MARANGUAPE ( COMARCA DE MARANGUAPE )
Representante : MINISTÉRIO PÚBLICO
Representado : FRANCISCO DAS CHAGAS ALVES
Rep. Jurídico : 8241 - CE ELANO FEIJO DAMASCENO
Rep. Jurídico : 10213 - CE MOACIR ALENCAR VIANA
Relator(a): Des. JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA
Revisor(a): Des. HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO

Fortaleza, 14 de Maio de 2013

Responsável

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada,
terão seu julgamento adiado para a sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

CÂMARAS CRIMINAIS ISOLADAS

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 86

1ª Câmara Criminal

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 1ª Câmara Criminal

Serviço de Habeas Corpus


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO
Lote 145

0026691-58.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Carlos Alberto Holanda cavalcante ( OAB/CE 19032). Paciente:
Evanddro Falcão da Silva. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Unica da Comarca de Tabuleiro do Norte. Relator(a): PAULO
CAMELO TIMBÓ. EMENTA: HABEAS CORPUS. HOMICÍDIO QUALIFICADO. OCULTAÇÃO DE CADÁVER. PRONÚNCIA.
MANUTENÇÃO DO CÁRCERE. PRESENÇA DOS REQUISITOS DA PRISÃO PREVENTIVA. PERCICULOSIDADE CONCRETA.
FUNDAMENTAÇÃO PER RELATIONEM. EXCESSO DE PRAZO NA FORMAÇÃO DA CULPA. COMPLEXIDADE. PLURALIDADE
DE RÉUS. RAZOABILIDADE. TÉRMINO DA INSTRUÇÃO CRIMINAL. DECISÃO DE PRONÚNCIA. COAÇÃO ILEGAL.
INEXISTÊNCIA. ORDEM DENEGADA.1. O paciente foi preso cautelarmente em 30 de março de 2011, tendo sido pronunciado
pela prática dos delitos previstos no art. 121, § 2º, inc. II (homicídio qualificado), c/c art. 211 (ocultação de cadáver) e art. 69
(concurso material), todos do Código Penal, datando a pronúncia de 12 de março de 2012.2. Reveste-se de plena legitimidade
jurídico-constitucional a adoção, pelo magistrado a quo, da técnica da motivação “per relationem”. Com efeito, a propósito da
técnica da motivação por referência ou por remissão, o E. Supremo Tribunal Federal há muito a reconhece como compatível
com o que dispõe art. 93, inc. IX, da Constituição da República. Precedentes do STF, STJ e desta 1ª Câmara Criminal do
TJCE.3. Presentes os requisitos que autorizam a custódia preventiva do agente, não há falar em constrangimento ilegal.4.
A segregação cautelar está devidamente justificada na garantia da ordem pública, com base em elementos concretos dos
autos que evidenciam a efetiva periculosidade do agente, dado o modus operandi empregado no delito. Segundo se noticia,
o paciente teria, em liame subjetivo com os demais corréus, praticado de maneira bastante violenta o crime de homicídio.5.
Eventual ilegalidade da prisão cautelar por excesso de prazo para conclusão da instrução criminal deve ser analisada à luz
do princípio da razoabilidade, sendo permitido ao Juízo, em hipóteses de excepcional complexidade, a extrapolação dos
prazos previstos na lei processual penal. O excesso de prazo não resulta de simples operação aritmética. Complexidade do
processo, retardamento injustificado, atos procrastinatórios da defesa e número de réus envolvidos são fatores que, analisados
em conjunto ou separadamente, indicam ser, ou não, razoável o prazo na formação da culpa.6. Verifica-se que da denúncia
constam os nomes de 03 (três) réus, contribuindo para o aumento da complexidade do feito. A grande quantidade de acusados
e testemunhas arroladas tornam o crime e sua instrução ainda mais intrincados. Outrossim, aplica-se aqui a inteligência da
Súmula nº 21 do STJ: “Pronunciado o réu, fica superada a alegação do constrangimento ilegal da prisão por excesso de prazo
na instrução.” 7. Ordem denegada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de habeas corpus nº 0026691-
58.2013.8.06.0000, acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por maioria de
votos, em denegar a ordem impetrada, nos termos do presente voto.

0027046-68.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Francisco Marcelo Brandão (OAB/CE 4.239). Paciente: Eliezo
Brito Pontes. Impetrada: Juiza de Direito da 9ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ.
EMENTA: HABEAS CORPUS. EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO. FORMAÇÃO DE QUADRILHA. PRESENÇA DOS
REQUISITOS DA PRISÃO PREVENTIVA. PERICULOSIDADE CONCRETA EVIDENCIADA. RISCO EFETIVO DE REITERAÇÃO
DELITIVA. EXCESSO DE PRAZO NA FORMAÇÃO DA CULPA. COMPLEXIDADE. PLURALIDADE DE RÉUS. EXPEDIÇÃO DE
CARTAS PRECATÓRIAS. RAZOABILIDADE. COAÇÃO ILEGAL. INEXISTÊNCIA. ORDEM DENEGADA.1. O paciente foi preso
cautelarmente em 08 de junho de 2012, acusado da prática dos delitos previstos no art. 159, § 1º (extorsão mediante sequestro),
c/c art. 288, parágrafo único (formação de quadrilha armada), ambos do Código Penal.2. Presentes os requisitos que autorizam
a custódia preventiva do agente, não há falar em constrangimento ilegal.3. A segregação cautelar está devidamente justificada
na garantia da ordem pública, com base em elementos concretos dos autos que evidenciam a efetiva periculosidade do agente,
dado o modus operandi empregado no delito. Segundo se noticia, o paciente teria, em um alto grau de coordenação com
os demais corréus, praticado de maneira bastante violenta o crime de extorsão mediante sequestro, submetendo a vítima a
um intenso sofrimento psicológico.4. Ademais, o juízo a quo decretou a prisão preventiva do paciente, em vista dos diversos
procedimentos criminais em que este figura. Por essa razão, mostra-se fundado o receio de que, uma vez solto, o paciente volte
a cometer novos crimes.5. Eventual ilegalidade da prisão cautelar por excesso de prazo para conclusão da instrução criminal
deve ser analisada à luz do princípio da razoabilidade, sendo permitido ao Juízo, em hipóteses de excepcional complexidade,
a extrapolação dos prazos previstos na lei processual penal. O excesso de prazo não resulta de simples operação aritmética.
Complexidade do processo, retardamento injustificado, atos procrastinatórios da defesa e número de réus envolvidos são fatores
que, analisados em conjunto ou separadamente, indicam ser, ou não, razoável o prazo na formação da culpa.6. Verifica-se que
da denúncia constam os nomes de 05 (cinco) réus, além da necessidade de expedição de cartas precatórias, contribuindo para
o aumento da complexidade do feito. A grande quantidade de acusados e testemunhas arroladas tornam o crime e sua instrução
ainda mais intrincados.7. Ordem denegada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de habeas corpus nº
0027046-68.2013.8.06.0000, acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por
maioria de votos, em denegar a ordem impetrada, nos termos do presente voto.

Serviço de Habeas Corpus


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO
Lote 139

0000291-07.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Luiz Ponciano Celestino. Paciente: Luiz Ponciano Celestino.
Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Boa Viagem. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. EMENTA:
HABEAS CORPUS. ATENTADO VIOLENTO AO PUDOR. PRESUNÇÃO DE VIOLÊNCIA. CONDENAÇÃO TRANSITADA EM
JULGADO. INTERPOSIÇÃO DE REVISÃO CRIMINAL. PLEITO PELA SUSPENSÃO DA EXECUÇÃO. IMPOSSIBILIDADE.
ORDEM CONHECIDA E DENEGADA. 1. Paciente que respondeu a ação penal em liberdade, assim permanecendo até o

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 87

presente momento, condenado em uma reprimenda de 06 (seis) anos de reclusão, a ser cumprida em regime semiaberto, pelo
cometimento de crime tipificado, à época, no art. 214, caput, c/c o art. 224, alínea ‘a’, ambos do Código Penal (revogados pela
Lei nº 12.015/2009), ocorrendo o trânsito em julgado da aludida ação penal no dia 14.04.2010. 2. In casu, o writ constitucional,
ora manejado, apresenta como fundamento a necessidade de expedição de salvo conduto em favor do paciente diante a delonga
para a homologação da audiência de justificação e a superveniente interposição de Revisão Criminal perante este egrégio
Tribunal de Justiça, sendo observado que no transcorrer deste pleito já houve aludida homologação, inclusive sendo apresentada
a supracitada ação revisional. 3. Conforme pacífico entendimento dos Tribunais pátrios, a Revisão Criminal não possui efeito
suspensivo, razão pela qual, o título penal definitivo, transitado em julgado, não perece de aguardo de qualquer outra decisão
para sua efetiva execução. Precedentes. 4. A suspensão da execução da pena somente é possível caso demonstrada, de forma
inequívoca, a existência de constrangimento ilegal decorrente da condenação, o que não se dá nos autos, valendo ressaltar que
o próprio paciente afirma na exordial deste mandamus que a decisão condenatória foi reapreciada em recursos por este Tribunal
Alencarino e pelo Tribunal Superior, inclusive já tendo tramitado outra Revisão Criminal que foi indeferida por maioria de votos,
o que afasta a estrita excepcionalidade da medida suspensiva. 5. Ordem conhecida e denegada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e
discutidos os presentes autos de habeas corpus, ACORDAM os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça
do Ceará, à unanimidade e em consonância com o parecer ministerial, em DENEGAR a ordem impetrada, tudo em conformidade
com o voto do relator.

0000577-82.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Mauro Júnior Rios (OAB/CE 5.714). Paciente: Alan Batista de
Sousa. Impetrado: Juiza de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. EMENTA:
HABEAS CORPUS. ROUBO MAJORADO. EXCESSO DE PRAZO. INOCORRÊNCIA. INSTRUÇÃO CRIMINAL ENCERRADA.
APLICAÇÃO DA SÚMULA Nº 52 DO STJ E DA SÚMULA Nº 09 DO TJ-CE. ORDEM CONHECIDA E DENEGADA. 1. Paciente
preso no dia 14.09.2012, acusado do cometimento de crime tipificado no art. 157, § 2º, incisos I e II do CPB, alegando excesso
de prazo na formação da culpa. 2. Sobre a aduzida irresignação, verifica-se que a marcha processual tramitou de modo regular,
não havendo que se falar em desídia por parte do aparato estatal, tendo a instrução criminal sido encerrada em 18.03.2013,
não se configurando, pois, o excesso injustificável. 3. É pacífico na jurisprudência pátria que encerrada a instrução criminal, não
há mais que se falar em constrangimento ilegal por excesso de prazo para formação da culpa, só podendo haver a mitigação
de tal entendimento em caso de patente ilegalidade, o que não ocorre no caso concreto. Aplicação da Súmula nº 52, do STJ
e da Súmula nº 09, do TJ-CE. 4. Constrangimento ilegal não configurado. 5. Writ conhecido e denegado. ACÓRDÃO: Vistos,
relatados e discutidos os presentes autos de Habeas Corpus, acordam os Desembargadores da 1a Câmara Criminal do Tribunal
de Justiça do Estado do Ceará, à unanimidade e em consonância com o parecer ministerial, em CONHECER do writ, mas para
DENEGAR a ordem, tudo em conformidade com o voto do Relator.

0000785-66.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Omar Saré (OAB/PA 13053). Paciente: Cleomar Barbosa dos
Santos. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Icó. Relator(a): FRANCISCO GOMES DE MOURA. EMENTA:
PENAL. PROCESSO PENAL. HABEAS CORPUS. FORMAÇÃO DE QUADRILHA, PORTE ILEGAL DE ARMA E USO DE
DOCUMENTO FALSO, EM CONCURSO MATERIAL. EXCESSO DE PRAZO. OFENSA AO PRINCÍPIO DA RAZOABILIDADE.
EXCESSO PRAZAL RECONHECIDO. CONSTRANGIMENTO ILEGAL EVIDENCIADO. PRISÃO SUBSTITUÍDA POR MEDIDAS
CAUTELARES DIVERSAS. ORDEM CONCEDIDA. MAIORIA DE VOTOS.1. Paciente preso por tempo demasiado, alega suportar
constrangimento ilegal em razão de excesso de prazo para o formação da culpa pedindo o relaxamento do ergástulo.2. Dos
autos se colhe que a demora ora observada extrapola os limites da razoabilidade de maneira que a ordem merece concessão.
3. Todavia, como não se neutralizou os motivos da prisão processual decretada, necessário se faz a substituição do ergástulo
por medidas cautelares, providencia que ora se impõe.4. Ordem conhecida e conhecida, para substituir a prisão por outras
medidas, isso, por maioria de votos.ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos de habeas corpus nº. 0000785-
66.2013.8.06.0000, ajuizado pelo Advogado Omar Saré em prol de Cleomar Barbosa dos Santos, contra ato do Juízo da
Comarca de Icó/CE.ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do
Ceará, por maioria de votos, em conhecer da ordem para concedê-la, contrariando o voto do eminente Relator.

0000885-21.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Francisco Gonçalves Siqueira (OAB/5087/CE). Paciente: José
Vieira de Sousa. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Tauá. Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE.
EMENTA: HABEAS CORPUS. PRESENÇA DOS REQUISITOS DA PREVENTIVA. PERICULOSIDADE CONCRETA DO AGENTE.
EXCESSO DE PRAZO NA FORMAÇÃO DA CULPA. TÉRMINO DA INSTRUÇÃO CRIMINAL. DECISÃO DE PRONÚNCIA.
COAÇÃO ILEGAL. INEXISTÊNCIA. 1. Presentes os requisitos que autorizam a custódia preventiva do agente, não há falar
em constrangimento ilegal. A segregação cautelar está devidamente justificada na garantia da ordem pública, com base em
elementos dos autos que evidenciam a periculosidade concreta do agente. 2. Na atual sistemática processual penal inexistem
prazos previamente formulados, sendo sempre de se invocar o princípio da razoabilidade para se concluir pelo constrangimento
ilegal de tal espécie. Não há falar em excesso de prazo quando a demora não pode ser imputada ao órgão julgador. 3. O
paciente, acusado do delito previsto no art. 121, § 2º, inc. II e IV, do Código Penal, foi preso temporariamente em 30 de julho
de 2012, sendo a custódia convertida em prisão preventiva na data de 29 de agosto de 2012. 4. Conforme consta dos autos,
o processo já se encontra com a instrução encerrada, tendo o réu sido pronunciado em 13 de março de 2013. 5. Inteligência
da Súmula nº 21 do STJ: “Pronunciado o réu, fica superada a alegação do constrangimento ilegal da prisão por excesso de
prazo na instrução.” 6. Ordem denegada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de habeas corpus nº
0000885-21.2013.8.06.0000/0, acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, à
unanimidade, em denegar a ordem impetrada, tudo nos termos do voto do relator.

0000903-42.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: José
Neuton de Andrade. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Sobral. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA
TEIXEIRA. EMENTA: PENAL E EXECUÇÃO PENAL. HABEAS CORPUS. INCIDENTE DE EXECUÇÃO. MOROSIDADE NO
JULGAMENTO DO PEDIDO DE PROGRESSÃO DE REGIME. NÃO INTERPOSIÇÃO DO AGRAVO EM EXECUÇÃO. DESPREZO
À LÓGICA DO SISTEMA RECURSAL VIGENTE. IMPOSSIBILIDADE DE CONHECIMENTO DA CONTROVÉRSIA PELA VIA
ELEITA. ELASTÉRIO PRAZAL DO JUÍZO A QUO PARA JULGAR O PEDIDO INFRINGE A RAZOABILIDADE. CONCESSÃO EX-
OFFICIO. 1. Mandamus substituto de recurso de agravo de execução, em favor de paciente que alega excesso de prazo para o
julgamento de pedido de progressão de regime prisional. 2. “(...) É imperiosa a necessidade de racionalização do habeas corpus,
a bem de se prestigiar a lógica do sistema recursal. As hipóteses de cabimento do writ são restritas, não se admitindo que o
remédio constitucional seja utilizado em substituição a recursos ordinários (apelação, agravo em execução, recurso especial),

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 88

tampouco como sucedâneo de revisão criminal.(...)”.(STJ) 3. O artigo 197 da LEP dispõe que: “Das decisões proferidas pelo
juiz caberá recurso de agravo, sem efeito suspensivo.” No caso concreto, o impetrante abriu mão de utilizar-se do recurso legal,
sendo portanto, inviável a solução da controvérsia na via célere do habeas corpus, sugerindo o nãoão conhecida. 4. Todavia,
constrangimento ilegal decorrente da irrazoabilidade da tardança do juízo a quo em julgar o pleito do paciente, fazendo-se mister
que o aprecie como de direito, imediatamente, com os elementos presentes. 5. Não conhecimento do writ, mas concessão ex-
officio. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os autos de habeas corpus nº. 0000903-42.2013.8.06.0000 ajuizado pela
Defensoria Pública do Estado do Ceará, em favor de José Neuton de Andrade, contra ato do Juízo da 2ª Vara Criminal da
Comarca de Sobral/CE. ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado
do Ceará, por votação unânime, em não conhecer do habeas corpus. Todavia, concedê-lo ex-officio, nos termos do voto do
eminente Relator.

0000981-36.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Michel Sampaio Coutinho ( Oab/ce: 18.109). Paciente: Denygles
Cordeiro Gonçalves. Impetrado: Juiz de Direito da Vara Única da Comarca de Quiterianópolis / CE. Relator(a): FRANCISCO
PEDROSA TEIXEIRA. EMENTA: PENAL E PROCESSUAL PENAL. HABEAS CORPUS. ROUBO MAJORADO. FORMAÇÃO
DE QUADRILHA. PRISÃO PREVENTIVA. EXCESSO DE PRAZO. NÃO CONHECIMENTO. TESE DISCUTIDA EM WRIT
ANTERIOR. PEDIDO DE EXTENSÃO DA ORDEM ANTES CONCEDIDA A PAULO HENRIQUE ALVES DE MELO. AUSÊNCIA
DE SIMILARIDADE ENTRE OS RÉUS. INCOMPROVADO REQUERIMENTO NA INSTÂNCIA INFERIOR. RISCO DE INDEVIDA
SUPRESSÃO. PRECEDENTE DO STF. ORDEM PARCIALMENTE CONHECIDA E DENEGADA. 1. Mandamus em favor de
paciente preso preventivamente por cometer, em tese, crime de roubo majorado e formação de quadrilha, a pretexto de excesso
de prazo, discorrendo, ainda, acerca de similitude de condições com o corréu Paulo Henrique Alves de Melo, anteriormente
beneficiado com habeas corpus, requerendo, portanto, extensividade da ordem concedida. 2. Na espécie, visualizo, com relação
ao pleito de excesso de prazo, que a tese já fora exaustivamente debatida e julgada nos autos do Habeas Corpus nº 0081063-
88.2012.8.06.0000, não passando de mera repetição, sendo de bom alvitre que já se prenuncia o encerramento do instrutório.
3. “Verificando-se a repetição de habeas corpus, impetrado anteriormente, sendo idênticas as premissas fáticas, impõe-se o não
conhecimento na parte em que verificada a duplicidade’’ (STJ - HC 73989-0 - Rel. Marco Aurélio - DJU 27.09.96, p. 36.153).”
4. Inexiste, ainda, nos autos, conjunto probatório demonstrando que o paciente possui as condições subjetivas e objetivas
similares ao corréu Paulo Henrique Alves de Melo, porquanto as informações da autoridade impetrada cogitam de respondência
daquele a outras ações, circunstâncias que afastam possível equivalência. 5. Habeas corpus parcialmente conhecido, todavia
denegado ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos de petição de habeas corpus nº 0000981-36.2013.8.06.0000
ajuizado pelo advogado Michel Sampaio Coutinho, em favor de Denygles Cordeiro Gonçalves, contra ato do Juízo de Direito da
Vara Única da Comarca de Quiterianópolis/CE. ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal do Tribunal
de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em conhecer parcialmente da presente ordem, todavia denegá-la nos
termos do voto do eminente Relator.

0001163-22.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Helio Nogueira Bernardino (OAB-CE11.539). Paciente: Lindon
Johnson Pereira dos Santos. Impetrado: Juiz de Direito da 7ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): PAULO
CAMELO TIMBÓ. EMENTA: HABEAS CORPUS. FURTO QUALIFICADO. PRISÃO PREVENTIVA. EXCESSO DE PRAZO
PARA OFERECIMENTO DA DENUNCIA. PREJUDICADO NESSE PONTO. AUSENCIA DE FUNDAMENTAÇÃO DO DECRETO
PRISIONAL. OCORRÊNCIA. RECONHECIMENTO DE OFICIO DA ILEGALIDADE. POSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO DE
MEDIDAS CAUTELARES DIVERSAS. ORDEM CONCEDIDA DE OFÍCIO. 1. Paciente preso no dia 06.02.2013, pelo suposto
cometimento do crime tipificado no art. 155, § 4º, incisos III e IV do Código Penal, alegando o excesso de prazo para oferecimento
da denuncia. 2. Sobrevindo oferecimento da peça denunciatória por parte do Ministério Público, perde objeto o presente writ,
haja vista que resta prejudicada a razão aduzida pelo impetrante no tocante ao excesso de prazo para oferta da denuncia. 3.
Entretanto, evidenciado o manifesto constrangimento ilegal, estando o paciente privado de sua liberdade, o juiz ou tribunal
deve agir de ofício, concedendo a ordem de ofício. 4. In casu, apesar de denegada a ordem de liberdade no habeas corpus
nº 0000501-58.2013.8.06.0000, julgado na sessão do dia 12.03.2013, onde, à época, restou evidenciada a necessidade de
manutenção da segregação, sobrevindo fato novo, notadamente, a extinção de punibilidade do acusado, retifico o entendimento
anterior para reconhecer o excesso da prisão preventiva. 5. Como se sabe, o ordenamento jurídico pátrio entende que a
segregação preventiva, como modalidade de prisão cautelar, é medida excepcional, regida pelo princípio da necessidade, já
que iria de encontro ao princípio constitucional da presunção de inocência, descrito no artigo 5º, LVII, da Constituição Federal,
segundo o qual ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória. 6. O decisum
guerreado realmente exacerbou-se no tocante a necessidade de segregação do acusado, haja vista que a aplicação de medidas
cautelares substitutivas da prisão suprem a excepcionalidade do cárcere, inclusive porque o paciente possui condições pessoais
favoráveis, ostentando primariedade e bons antecedentes. 7. Ordem conhecida e concedida de ofício para que o paciente possa
responder ao processo em liberdade, substituindo a segregação pelas medidas cautelares previstas no art. 319, incisos I e IV
do Código de Processo Penal. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Habeas Corpus, ACORDAM
os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará, à unanimidade e em dissonância com o parecer
ministerial, em CONCEDER de ofício a ordem impetrada.

0001217-85.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Mauro Gomes Castelo (OAB/CE 9.242). Paciente: Fabio Andrade
do Nascimento. Impetrado: Juíza de Direito da 15ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ.
EMENTA: HABEAS CORPUS. ROUBO MAJORADO. EXCESSO DE PRAZO. CONFIGURAÇÃO. 07 (SETE) MESES E 17
(DEZESSETE) DIAS DE SEGREGAÇÃO. INSTRUÇÃO CRIMINAL NÃO INICIADA. INEXISTÊNCIA DE CULPA DA DEFESA.
AUSÊNCIA DE COMPLEXIDADE DA CAUSA. ORDEM CONHECIDA E CONCEDIDA. 1. Paciente preso no dia 21.09.2012,
acusado do cometimento de crime tipificado no art. 157, § 2º, incisos I e II, do Código Penal, alegando o excesso de prazo
na formação da culpa. 2. Analisando os autos, observa-se que o paciente encontra-se preso desde 21.09.2012, perfazendo
07 (sete) meses e 17 (dezessete) dias de encarceramento, só sendo citado no dia 19.02.2013, quando passados quase 05
(cinco) meses de sua prisão, sem que a instrução criminal tenha sido, sequer, iniciada, tendo a audiência inaugural, designada
para o dia 23.04.2013, não se realizado em virtude de o magistrado titular encontrar-se em gozo de férias e o juiz nomeado
para substituí-lo encontrar-se presidindo outra audiência de réus presos na Vara de sua titularidade. 3. Ademais, verifica-se a
aparente inexistência de complexidade do feito, ante a ausência de diligências ou precatórias a serem cumpridas, bem como
por tratar-se de ação penal que envolve apenas 02 (dois) acusados, estando previsto o início da marcha processual apenas
para o dia 05.06.2013, o que coaduna com o excesso de prazo. 4. Ordem conhecida e concedida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados
e discutidos os presentes autos de Habeas Corpus, ACORDAM os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 89

Justiça do Ceará, à unanimidade e em dissonância com o parecer ministerial, em CONCEDER a ordem impetrada, nos termos
do voto do relator.

0001218-70.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Mauro Gomes Castelo ( OAB/CE 9242). Paciente: José Cleilton
da Silva Araujo. Impetrado: Juiz de Direito da 15ª Vara Criminal da Comaca de Fortaleza. Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ.
EMENTA: HABEAS CORPUS. ROUBO MAJORADO. EXCESSO DE PRAZO. CONFIGURAÇÃO. 07 (SETE) MESES E 17
(DEZESSETE) DIAS DE SEGREGAÇÃO. INSTRUÇÃO CRIMINAL NÃO INICIADA. INEXISTÊNCIA DE CULPA DA DEFESA.
AUSÊNCIA DE COMPLEXIDADE DA CAUSA. ORDEM CONHECIDA E CONCEDIDA. 1. Paciente preso no dia 21.09.2012,
acusado do cometimento de crime tipificado no art. 157, § 2º, incisos I e II, do Código Penal, alegando o excesso de prazo
na formação da culpa. 2. Analisando os autos, observa-se que o paciente encontra-se preso desde 21.09.2012, perfazendo
07 (sete) meses e 17 (dezessete) dias de encarceramento, só sendo citado no dia 19.02.2013, quando passados quase 05
(cinco) meses de sua prisão, sem que a instrução criminal tenha sido, sequer, iniciada, tendo a audiência inaugural, designada
para o dia 23.04.2013, não se realizado em virtude de o magistrado titular encontrar-se em gozo de férias e o juiz nomeado
para substituí-lo encontrar-se presidindo outra audiência de réus presos na Vara de sua titularidade. 3. Ademais, verifica-se a
aparente inexistência de complexidade do feito, ante a ausência de diligências ou precatórias a serem cumpridas, bem como
por tratar-se de ação penal que envolve apenas 02 (dois) acusados, estando previsto o início da marcha processual apenas
para o dia 05.06.2013, o que coaduna com o excesso de prazo. 4. Ordem conhecida e concedida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados
e discutidos os presentes autos de Habeas Corpus, ACORDAM os desembargadores da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de
Justiça do Ceará, à unanimidade e em dissonância com o parecer ministerial, em CONCEDER a ordem impetrada, nos termos
do voto do relator.

Serviço de Habeas Corpus


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO
Lote 141

0001314-85.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Antonio Luiz Garcia Junior (OAB/CE 26.436). Paciente:
José Roberto Ferreira Moreira. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Acopiara. Relator(a): PAULO CAMELO
TIMBÓ. EMENTA: HABEAS CORPUS. ROUBO MAJORADO. AUSENCIA DOS PRESSUPOSTOS DA PRISÃO PREVENTIVA.
OCORRÊNCIA. CONDIÇÕES PESSOAIS FAVORÁVEIS. APLICAÇÃO DE MEDIDAS CAUTELARES SUBSTITUTIVAS DA
PRISÃO. ORDEM CONHECIDA E CONCEDIDA. 1. Paciente preso no dia 22.01.2013, acusado da praticada de crime tipificado
no art. 157, § 2º, inciso II, do Código Penal, alegando a carência de fundamentação da decisão que indeferiu sua liberdade
provisória. 2. Analisada a decisão acatada, verifica-se que a mesma não apontou elementos concretos que demonstrem a
necessidade da medida extrema. Baseou-se tão somente na gravidade do crime e o clamor público por ele causado, bem como
na sensação de impunidade e até mesmo na credibilidade do Poder Judiciário, fundamentos que se mostram insuficientes a
manutenção da segregação cautelar do paciente. 3. É válido destacar que a nova ordem constitucional trata a segregação
provisória como medida excepcional, não podendo ser justificada com a gravidade em abstrato do delito cometido, conforme
dispõe a súmula nº 08 do TJ-CE. 4. Deve ser enaltecida a primariedade e os bons antecedentes do paciente, bem como o
fato de o mesmo possuir residência certa no distrito da culpa e profissão definida. 5. Ordem concedida, ratificando a liminar
anteriormente deferida para que o paciente possa responder ao processo em liberdade, mantendo-se as medidas alternativas
diversas da prisão enumeradas no art. 319, I e V. do CPP ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Habeas
Corpus, acordam os Desembargadores da 1a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, à unanimidade e em
dissonância com o parecer da douta Procuradoria Geral de Justiça, em CONCEDER a ordem impetrada, tudo em conformidade
com o voto do Relator.

0026122-57.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Davi Alexandre Cavalcante Andrade ( 22.953). Paciente:
Francisco Acácio da Costa Aquino. Impetrado: Juiz de Direito da 14ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): LUIZ
EVALDO GONÇALVES LEITE. EMENTA: HABEAS CORPUS. ROUBO MAJORADO. SUPERVENIÊNCIA DE FUGA. CONDIÇÃO
DE FORAGIDO DO PACIENTE. PERDA DE OBJETO DO WRIT. HABEAS CORPUS A QUE SE JULGA PREJUDICADO. 1. O
paciente foi preso em flagrante em 26/12/2012, por suposta infração ao delito previsto no art. 157, § 2º, inc. I, do CPB. 2. Ocorre
que, conforme contato telefônico mantido com a Secretaria do Juízo impetrado e certidão anexada à ação penal de origem,
o paciente empreendeu fuga aos 31 de março do corrente ano, encontrando-se atualmente foragido. 3. Assim, a pretensão
deduzida nesta impetração perdeu o objeto, não mais se vislumbrando interesse de agir, por força de fato novo superveniente
ao aforamento do writ. Precedentes. 4. Ordem prejudicada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de
habeas corpus, acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, sem discrepância
de votos, a julgá-lo prejudicado, nos termos do voto do Relator.

0026574-67.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Marco Antonio Sobreira Bezerra (Oab/ce 9.414). Paciente:
Raimundo Correia Assunção. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Iguatu. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA
TEIXEIRA. EMENTA: HABEAS CORPUS. PENAL E PROCESSUAL PENAL. ROUBO MAJORADO. PRISÃO EM FLAGRANTE
CONVERTIDA EM PREVENTIVA. NULIDADE DO FLAGRANTE. QUESTÃO SUPERADA. NOVO TÍTULO PRISIONAL. CARÊNCIA
DE FUNDAMENTAÇÃO DA DECISÃO POR NÃO ENFRENTAR O MÉRITO DO PLEITO DE LIBERDADE PROVISÓRIA.
CONFIGURAÇÃO. EXCESSO DE PRAZO PARA O INÍCIO DA INSTRUÇÃO. NÃO CONHECIMENTO. INEXISTÊNCIA DE
PLEITO NESSE SENTIDO PERANTE O JUÍZO A QUO. SUPRESSÃO DO GRAU DE JURISDIÇÃO. ORDEM PARCIALMENTE
CONHECIDA E CONCEDIDA NESSA EXTENSÃO. 1. Hipótese de paciente preso em flagrante e denunciado por crime de roubo
majorado, a pretexto de possível nulidade da prisão em flagrante; carência de fundamentação da decisão por não enfrentar
o mérito do pedido de liberdade provisória; excesso de prazo para o início da instrução criminal, daí o pedido de revogação
do ergástulo. 2. Com relação à tese de nulidade do flagrante a ordem encontra-se prejudicada, pois houve mudança de título
prisional com a conversão em preventiva, não havendo que se falar em irregularidades da custódia inicial. 3. No tocante a
alegação de excesso de prazo para o início da instrução criminal, a ordem não pode ser conhecida, uma vez que este pleito não
foi submetido ao Juízo a quo. O contrário seria incorrer na indevida supressão do grau de jurisdição. 4. A tese de inexistência
de fundamentação da decisão que negou a revogação prisional do paciente, muito embora o despacho de conversão esteja
devidamente fundamentado, a último decisão, objeto da objurgação, merece censura. É que de fato, repetiu-se os argumentos
antes enfrentados e definidos, deixando ao largo questionamento de fato novo. Na vertência, a prejudicialidade do pedido
significou omissão, quanto aos requisitos da manutenção ou revogação do ergástulo imposto ao coacto. Inconcebível a singeleza

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 90

da apreciação do pleito. 5. Constrangimento ilegal configurado. Ordem parcialmente conhecida e concedida nesse aspecto,
por maioria de votos. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos relativos a ordem de habeas corpus nº 0026574-
67.2013.8.06.0000 ajuizado pelo advogado Danilson de Carvalho Passos em benefício de Raimundo Correia Assunção, contra
ato do Juízo da 2ª Vara da Comarca de Iguatu/CE. ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal do
Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por maioria de votos, em conhecer parcialmente do habeas corpus, e concedê-lo
naquilo que conhecido, nos termos do voto do eminente Relator.

0026794-65.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Igor Sanatiel Gonçalves Rocha (OAB/CE 16.611). Paciente:
Francisco Evandro de Sousa Felix. Impetrado: Juiz de Direito da 11ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
FRANCISCO GOMES DE MOURA. EMENTA: HABEAS CORPUS. PENAL E PROCESSUAL PENAL. ALEGAÇÃO DE
ILEGALIDADE DO DECRETO DA CUSTÓDIA CAUTELAR. NÃO CONFIGURAÇÃO. DECISÃO DEVIDAMENTE FUNDAMENTADA.
REITERAÇÃO DELITIVA. ORDEM CONHECIDA PORÉM DENEGADA. Trata-se de habeas corpus no qual requer o impetrante
a concessão da ordem com expedição de alvará de soltura em favor do paciente alegando, em suma, ilegalidade da decisão
que decretou custódia cautelar. Não há indicação da data da prisão na inicial nem nos documentos acostados aos autos. Ação
penal por crime de receptação (art. 180, caput, Código Penal) e porte ilegal de arma de fogo (art. 14, da Lei 10.826/2003)
Constrangimento ilegal não configurado já que a prisão encontra-se adequadamente fundamentada, verificada, portanto, sua
legalidade. Ordem conhecida mas denegada. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos o presente habeas corpus, acordam os
desembargadores integrantes da 1ª câmara criminal do tribunal de justiça do estado do ceará, por votação unânime, conhecer
do presente habeas corpus mas denegar a ordem, nos termos do voto do eminente relator.

0026947-98.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Renato Duarte
de Souza. Impetrado: Juiz de Direito da 10ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES
LEITE. EMENTA: HABEAS CORPUS. ARTS. 14 E 15 DO ESTATUTO DO DESARMAMENTO. ALEGAÇÃO DE EXCESSO DE
PRAZO. INSTRUÇÃO ENCERRADA. SÚMULAS 09 DO TJCE E 52 DO STJ. INEXISTÊNCIA DE COAÇÃO ILEGAL. ORDEM
DENEGADA. 1. O paciente foi preso em flagrante na data de 08 de outubro de 2012, acusado da prática dos crimes de porte
ilegal de arma de fogo e disparo de arma de fogo. 2. Não há falar em excesso de prazo na formação da culpa quando o órgão
julgador vem cumprindo com a maior presteza possível o procedimento previsto na legislação processual penal. 3. A ação
penal de origem se encontra com a fase de instrução encerrada. Súmula nº 09 - TJCE. “Não há falar em ilegalidade da prisão
por excesso de prazo, quando a instrução criminal estiver ultimada para a acusação, pendente o encerramento da atividade
probatória de diligências requeridas pela defesa”. Súmula nº 52 - STJ. “Encerrada a instrução criminal, fica superada a alegação
de constrangimento por excesso de prazo.” 4. Ordem denegada. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos
de habeas corpus nº 0026947-98.2013.8.06.0000, acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, sem discrepância de votos, em denegar a ordem impetrada, tudo nos termos do voto do Relator.

0027007-71.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Ronaldo
Coelho de Souza. Impetrado: Juiz de Direito da 10ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA
TEIXEIRA. EMENTA: PENAL E PROCESSUAL PENAL. HABEAS CORPUS. RECEPTAÇÃO E ROUBO MAJORADO. PRISÃO
PREVENTIVA. PEDIDO DE LIBERDADE PROVISÓRIA. DENEGAÇÃO PELO JUÍZO A QUO. FUNDAMENTAÇÃO IDÔNEA.
MODUS OPERANDI. GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA. EVENTUAIS CONDIÇÕES SUBJETIVAS FAVORÁVEIS. IRRELEVÂNCIA.
CONSTRANGIMENTO ILEGAL NÃO EVIDENCIADO. ORDEM CONHECIDA, PORÉM DENEGADA. 1. Impetração em favor de
paciente preso em flagrante e denunciado por infração, em tese, ao art. 180 e art. 157, §2º, incisos I e II, ambos do Código Penal
Brasileiro, a pretexto de ausência de fundamentação da decisão que indeferiu o pedido de liberdade provisória. 2. Não há falar
em constrangimento ilegal quando a custódia cautelar está devidamente justificada na garantia da ordem pública, em razão
da gravidade concreta do delito em tese praticado e da periculosidade dos agentes, bem demonstradas pelo modus operandi
empregado.(HC 239.269) 3. Eventuais condições pessoais favoráveis não autorizam automaticamente a liberação do paciente
se presentes outros motivos que justifiquem o ergástulo. Precedentes. 4. Habeas corpus conhecido e denegado. ACÓRDÃO
Vistos, relatados e discutidos estes autos de habeas corpus nº. 0027007-71.2013.8.06.0000.00000, ajuizado pela Defensoria
Pública do Estado do Ceará em prol de Ronaldo Coelho de Souza, contra ato do Juízo da 10ª Vara Criminal da Comarca de
Fortaleza/CE. ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará,
por unanimidade, em conhecer da presente ordem e denegá-la, nos termos do voto do eminente Relator.

0027104-71.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Renato Cruz Mendonça (OAB/CE 20125). Paciente: Bruno
Barbosa da Silva. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara da Comarca de Pacatuba. Relator(a): FRANCISCO GOMES DE MOURA.
EMENTA HABEAS CORPUS. PENAL E PROCESSUAL PENAL. ROUBO MAJORADO E FORMAÇÃO DE QUADRILHA. PRISÃO
PREVENTIVA. ALEGAÇÃO DE CARÊNCIA DE FUNDAMENTOS. INEXISTÊNCIA DE PLEITO DE LIBERDADE NO JUÍZO A
QUO. SUPRESSÃO DE INSTÂNCIA. ORDEM NÃO CONHECIDA. 1. Trata-se de habeas corpus no qual o impetrante aduz que
o paciente encontra-se preso desde a data do seu flagrante em 18 de fevereiro de 2013, porém a conversão de tal custódia
cautelar em prisão preventiva não foi adequadamente fundamenta. 2. Ausência de comprovação de pedido ao juízo de primeiro
grau. Supressão de instância configurada. 3. Parecer do Ministério Público pelo não conhecimento. 4. Ordem não conhecida.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos o presente habeas corpus, acordam os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara
Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, não conhecer do presente habeas corpus, nos termos
do voto do eminente Relator.

0027109-93.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Joao
Alves de Almeida Junior. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. EMENTA: HABEAS CORPUS. EXECUÇÃO PENAL. FALTA GRAVE. REGRESSÃO DE
REGIME PRISIONAL. CABIMENTO DE AGRAVO EM EXECUÇÃO. REMÉDIO HEROICO QUE NÃO SE PRESTA A SERVIR DE
SUCEDÂNEO RECURSAL. IMPETRAÇÃO NÃO CONHECIDA. 1. O paciente foi condenado a uma pena total de 14 (anos) anos
de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática dos delitos insculpidos no art. 121, caput (homicídio), e art. 157, §
2º (roubo majorado), ambos do CPB. 2. O vertente writ possui natureza de habeas corpus substitutivo do recurso de agravo
em execução, objetivando reformar a decisão judicial que regrediu definitivamente o regime prisional do paciente e obter o
restabelecimento do regime anterior. 3. Devido a abusos como esse na utilização do habeas corpus, os tribunais superiores
decidiram alterar seus entendimentos no que se refere aos chamados HCs impróprios ou substitutivos de recursos. 4. “O
desvirtuamento do habeas corpus também tornou sem sentido o princípio da exaustividade dos recursos no processo legal. De

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 91

nada adianta a lei prever um número limitado de recursos contra decisões finais ou contra decisões interlocutórias se se entender
sempre manejável o habeas corpus. A par de notório que a possibilidade de recorrer contra toda e qualquer decisão interlocutória
é fatal para a duração razoável do processo também assegurada constitucionalmente, há verdadeira avalanche de habeas
corpus a submeterem a mesma questão, sucessiva e até concomitantemente, a diferentes tribunais.” (STF - Voto da Min. Rosa
Weber, relatora do HC nº 104.045/RJ, julgado em 21/08/2012). Outros precedentes do E. STF. 5. “É imperiosa a necessidade
de racionalização do habeas corpus, a bem de se prestigiar a lógica do sistema recursal. As hipóteses de cabimento do writ são
restritas, não se admitindo que o remédio constitucional seja utilizado em substituição a recursos ordinários (apelação, agravo
em execução, recurso especial), tampouco como sucedâneo de revisão criminal.” (STJ - RHC 25.952/MT, Rel. Ministra Maria
Thereza de Assis Moura, Sexta Turma, julgado em 16/08/2012, DJe 27/08/2012). Outros precedentes do E. STJ. 6. Destarte, no
caso sub oculi, sendo cabível o recurso de agravo em execução previsto no art. 197 da Lei nº 7.210/84 (Lei de Execução Penal),
outra decisão não resta, senão a de negar conhecimento ao remédio heroico. 7. Ordem não conhecida. ACÓRDÃO: Vistos,
relatados e discutidos os presentes autos de habeas corpus nº 0027109-93.2013.8.06.0000, acorda a Turma Julgadora da 1ª
Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, sem discrepância de votos, em não conhecer a ordem impetrada,
tudo nos termos do voto do relator.

Serviço de Habeas Corpus


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO
Lote 143

0027196-49.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Ricardo
Lima do Espirito Santo. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara de Execuções Penais da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. EMENTA: HABEAS CORPUS. EXECUÇÃO PENAL. FALTA GRAVE. REGRESSÃO DE
REGIME PRISIONAL. CABIMENTO DE AGRAVO EM EXECUÇÃO. REMÉDIO HEROICO QUE NÃO SE PRESTA A SERVIR
DE SUCEDÂNEO RECURSAL. IMPETRAÇÃO NÃO CONHECIDA. 1. O paciente foi condenado a uma pena total de 22 (anos)
anos, 1 (um) mês e 20 (vinte dias) de reclusão, em regime inicialmente fechado, pela prática de crimes diversos 2. O vertente
writ possui natureza de habeas corpus substitutivo do recurso de agravo em execução, objetivando reformar a decisão judicial
que regrediu definitivamente o regime prisional do paciente e obter o restabelecimento do regime anterior. 3. Devido a abusos
como esse na utilização do habeas corpus, os tribunais superiores decidiram alterar seus entendimentos no que se refere aos
chamados HCs impróprios ou substitutivos de recursos. 4. “O desvirtuamento do habeas corpus também tornou sem sentido o
princípio da exaustividade dos recursos no processo legal. De nada adianta a lei prever um número limitado de recursos contra
decisões finais ou contra decisões interlocutórias se se entender sempre manejável o habeas corpus. A par de notório que a
possibilidade de recorrer contra toda e qualquer decisão interlocutória é fatal para a duração razoável do processo também
assegurada constitucionalmente, há verdadeira avalanche de habeas corpus a submeterem a mesma questão, sucessiva e
até concomitantemente, a diferentes tribunais.” (STF - Voto da Min. Rosa Weber, relatora do HC nº 104.045/RJ, julgado em
21/08/2012). Outros precedentes do E. STF. 5. “É imperiosa a necessidade de racionalização do habeas corpus, a bem de
se prestigiar a lógica do sistema recursal. As hipóteses de cabimento do writ são restritas, não se admitindo que o remédio
constitucional seja utilizado em substituição a recursos ordinários (apelação, agravo em execução, recurso especial), tampouco
como sucedâneo de revisão criminal.” (STJ - RHC 25.952/MT, Rel. Ministra Maria Thereza de Assis Moura, Sexta Turma, julgado
em 16/08/2012, DJe 27/08/2012). Outros precedentes do E. STJ. 6. Destarte, no caso sub oculi, sendo cabível o recurso de
agravo em execução previsto no art. 197 da Lei nº 7.210/84 (Lei de Execução Penal), outra decisão não resta, senão a de negar
conhecimento ao remédio heroico. 7. Ordem não conhecida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de
habeas corpus nº 0027196-49.2013.8.06.0000, acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, sem discrepância de votos, em não conhecer a ordem impetrada, tudo nos termos do voto do relator.

0027218-10.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Carlos Giovane Barbosa Rebouças ( OAB/CE : 19437 ). Paciente:
Ivo Antônio Leite Da Silva. Impetrado: Juiz de Direito da 2ª Vara de Execução Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a):
PAULO CAMELO TIMBÓ. EMENTA: HABEAS CORPUS. PROGRESSÃO DE REGIME. NECESSÁRIA ANÁLISE DE QUESITOS
OBJETIVOS E SUBJETIVOS. INADEQUAÇÃO DA VIA HERÓICA DO WRIT. NECESSIDADE DE DILAÇÃO PROBATÓRIA.
IMPOSSIBILIDADE. AUSÊNCIA DE PROVA PRÉ CONSTITUIDA. ORDEM NÃO CONHECIDA. 1. Writ manejado com finalidade
de concessão de progressão de regime em favor do paciente. 2. A natureza do habeas corpus não permite o conhecimento de
requerimento para reconhecimento e concessão de direito a progressão de regime, vez que seu deferimento denota análise dos
quesitos objetivos e subjetivos, com necessária dependência de produção e valoração de provas, o que é inviável na via heróica
aqui eleita. 3. In casu, mesmo que, ad argumentandum, houvesse que se admitir a possibilidade de conhecimento acerca do
pedido de progressão de regime, não consta nos autos informações atualizadas acerca das condições pessoais do paciente,
havendo tão somente certidões carcerárias desatualizadas, o que impõe o não conhecimento do habeas corpus pela ausência
de prova pré constituída, como bem suscitado no parecer da Procuradoria Geral de Justiça. 4. Writ não conhecido. ACÓRDÃO:
Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Habeas Corpus, acordam os Desembargadores da 1a Câmara Criminal do
Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, à unanimidade e em dissonância com o parecer da douta Procuradoria Geral de Justiça,
em NÃO CONHECER ordem impetrada, tudo em conformidade com o voto do Relator.

0027381-87.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Tarciano dos Anjos Oliveira (OAB/CE 26925). Paciente: Joel
Sousa de Aquino. Impetrado: Juiz de Direito da 7ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): LUIZ EVALDO GONÇALVES
LEITE. EMENTA: CONSTITUCIONAL E PROCESSUAL PENAL. HABEAS CORPUS. ARTIGO 16, PARÁGRAFO ÚNICO, I, DA
LEI Nº 10.826/2003. REQUISITOS DA PREVENTIVA. GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA. REITERAÇÃO CRIMINOSA. COAÇÃO
ILEGAL NÃO CONFIGURADA. 1. O paciente é acusado do delito previsto no art. 16, parágrafo único, inciso I, da Lei 10.826/2003
(Estatuto do Desarmamento), sendo sua alegação a ausência dos requisitos da preventiva, por entender que, em verdade, a
autoridade coatora embasou sua decisão na gravidade abstrata do delito. 2. No que se refere ao encarceramento ad cautelam
do paciente, o que se verifica dos autos é que a prisão preventiva encontra-se devidamente fundamentada, sobretudo em
razão da possibilidade concreta de reiteração delitiva. 3. Segundo consta do decisum que converteu a prisão em flagrante
em preventiva, o motivo para a decretação da custódia cautelar foi a presença de indícios concretos de reiteração criminosa,
tendo em vista que o paciente voltou a delinquir poucos meses após ser libertado em processo criminal a que reponde por
roubo majorado, aferindo-se o grau de ameaça à ordem pública, acaso o réu seja posto em liberdade. 4. Ademais, o princípio
da presunção de inocência não confronta com a prisão cautelar disposta no artigo 312 do CPP, cuja essência é a proteção da
sociedade, objeto prioritário do Estado Democrático de Direito, não podendo se sobrepor à paz social. 5. Ordem denegada.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 92

ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de habeas corpus supra epigrafados, acorda a Turma Julgadora
da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, à unanimidade, em conhecer da ordem impetrada, contudo,
para denegá-la, nos termos do voto do Desembargador Relator.

0027473-65.2013.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Jose Mauro de Melo Escorcio. Paciente: Leandro Alves Sousa.
Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara Criminal da Comarca de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA.
EMENTA: PENAL E PROCESSO PENAL. HABEAS CORPUS. FURTO QUALIFICADO EM CONCURSO FORMAL. PRISÃO
PREVENTIVA. PLEITO DE REVOGAÇÃO. CARÊNCIA DE FUNDAMENTAÇÃO. EXCESSO DE PRAZO PARA O OFERECIMENTO
DA DENÚNCIA. AUSÊNCIA COMPLETA DE COMPROVAÇÃO DO ALEGADO. INEXISTÊNCIA DE PROVA PRÉ-CONSTITUÍDA.
ORDEM NÃO CONHECIDA. 1. Impetração a pretexto de ilegalidade da prisão em face de suposta carência de motivação no
decreto prisional e excesso de prazo para o oferecimento da denúncia, pedindo-se o direito à revogação do ergástulo. 2. O
remédio heroico não comporta dilação probatória, somente se prestando ao deslinde de questões fáticas quando acompanhado
de prova inequívoca, exigindo para seu conhecimento a presença de elementos que possibilitem o exame das questões nele
suscitadas. 3. Na vertência, o impetrante, não anexou cópia da decisão combatido, de forma que, restou prejudicado, neste
aspecto, a análise do habeas corpus, por deficiência instrumental. 4. Todavia, o não conhecimento da ordem, não desobriga
esta Corte de, ex-officio, apreciar manifesta ilegalidade que importe no cerceamento do direito de ir e vir do paciente. 5. Na
vertência, visualizo com as informações do Juízo a quo que a denúncia crime já foi ofertada, prejudicando destarte o objeto da
impetração. 6. Ordem não conhecida. ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes pedido de habeas corpus nº. 0027473-
65.2013.8.06.0000 ajuizado pelo advogado José Mauro de Melo Escórcio, em benefício do paciente Leandro Alves de Sousa,
contra ato do Juízo da 1ª Vara Criminal de Fortaleza/CE. ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal
do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime, em não conhecer da ordem impetrada nos termos do voto do
eminente Relator.

0080437-69.2012.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Francisco Rodrigues dos Santos. Advogada:


Emanuela Maria Leite Bezerra Campelo (OAB: 15499/CE). Advogado: Pedro Henrique Almeida Leite (OAB: 21128/CE). Relator(a):
LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE. EMENTA: EMBARGOS DECLARATÓRIOS EM HABEAS CORPUS. SUPOSTAS OMISSÃO,
CONTRADIÇÃO E OBSCURIDADE DO ACÓRDÃO. INEXISTÊNCIA. REEXAME DA MATÉRIA. RECURSO IMPROVIDO. 1. Os
embargos de declaração não se prestam ao reexame de tese jurídica adotada quando do julgamento do recurso de apelação. 2.
No que se refere ao excesso de prazo para o julgamento do recurso de apelação, há de ser ressaltado o fato de que a referida
matéria foi afastada levando-se em consideração a condição de foragido do paciente. 3. Inexistentes quaisquer omissões,
contradições ou obscuridades no acórdão a que se pretende aclarar, a conclusão lógica é pelo improvimento dos embargos.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Embargos Declaratórios nº 0080437-69.2012.8.06.0000/50000,
acorda a Turma Julgadora da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, sem discrepância de votos, em
conhecer dos embargos, mas para negar-lhes provimento, tudo nos termos do voto do relator.

0080822-17.2012.8.06.0000/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Almires Samuel Gomes Braúna de Matos.


Advogada: Emanuela Maria Leite Bezerra Campelo (OAB: 15499/CE). Relator(a): PAULO CAMELO TIMBÓ. EMENTA:
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO EM HABEAS CORPUS COM EFEITOS INFRINGENTES E MODIFICATIVOS. ALEGAÇÃO DE
OMISSÃO E OBSCURIDADE NO ACÓRDÃO. INEXISTÊNCIA. REDISCUSSÃO DA CAUSA. VIA IMPRÓPRIA. ACLARATÓRIOS
REJEITADOS. 1. O recurso de embargos de declaração somente se presta a sanar contradição, omissão, ambiguidade ou
obscuridade interna da decisão recorrida. 2. Na hipótese, inexistem vícios a serem sanados no acórdão recorrido, percebendo-
se, claramente que os aclaratórios foram interpostos com o objetivo de rediscutir a matéria já devidamente apreciada pelo
colegiado, porém, não é esta a via apropriada para rediscussão da causa. 3. Embargos conhecidos, porém, rejeitados.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Embargos de Declaração em Habeas Corpus, acordam os
Desembargadores da 1a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por votação unânime e em consonância
com o parecer ministerial, em conhecer do presente recurso, mas para rejeitá-los, tudo em conformidade com o voto do relator.

0131868-45.2012.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Defensoria Pública do Estado do Ceará. Paciente: Daniel Mateus
Melo Saraiva. Impetrado: Juiz de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tráfico e Uso de Substâncias Entorpecentes da Comarca
de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA. EMENTA: PENAL E PROCESSUAL PENAL. HABEAS CORPUS.
TRÁFICO DE ENTORPECENTES. PRISÃO EM FLAGRANTE CONVERTIDA EM PREVENTIVA. PACIENTE ABSOLVIDO PELO
JUÍZO A QUO. PERDA SUPERVENIENTE DO OBJETO. ORDEM PREJUDICADA. 1. Informações da autoridade impetrada
dão conta de que o paciente foi absolvido pelo crime a si atribuído em 19/11/2012, expedindo-se alvará de soltura, causando,
destarte, a perda superveniente do objeto e a prejudicialidade do mandamus. 2. Impetração que deve ser arquivada, por força
do art. 33, incisos X e XVII do Regimento Interno do TJCE. 3. Habeas corpus prejudicado. ACORDÃO: Vistos, relatados e
discutidos os autos de Habeas Corpus nº 0131868-45.2012.8.06.0000.00000 ajuizado pela Defensoria Pública do Estado do
Ceará, em benefício de Daniel Mateus Melo Saraiva, contra ato do Juízo de Direito da 1ª Vara de Delitos de Tráfico e Uso de
Substâncias Entorpecentes. ACORDAM os Desembargadores integrantes da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, por votação unânime, em julgar prejudicado a presente ordem, nos termos do voto do Relator.

0132158-60.2012.8.06.0000 - Habeas Corpus. Impetrante: Francisco Marcelo Brandão. Impetrante: Bruno Chacon
Brandao. Impetrante: Sonia Marina Chacon Brandao. Impetrante: Joao Paulo Brandao Matias. Paciente: Carlos Alberto do
Nascimento. Impetrado: Juiz de Direito da 3ª Vara das Execuçoes Criminais da Comarca de Fortaleza. Relator(a): FRANCISCO
GOMES DE MOURA. EMENTA: HABEAS CORPUS. CONDENADO A REGIME SEMI-ABERTO. PEDIDO DE PROGRESSÃO
DE REGIME. DECISÃO DO JUÍZO DE PRIMEIRO GRAU DETERMINANDO A PROGRESSÃO DO PACIENTE PARA REGIME
MAIS ADEQUADO (ABERTO). ORDEM PREJUDICADA. 1. Trata-se habeas corpus em que se alega que a paciente cumpre
pena de reclusão em regime semi-aberto porém em local inadequado, requerendo ao final a prisão domiciliar. 2. Decisão do
juízo da execução penal autorizando a progressão de regime para o aberto em 2 de maio de 2013. 3. Ordem prejudicada.
ACÓRDÃO: Vistos, relatados e discutidos estes autos de petição de habeas corpus, acordam os Desembargadores integrantes
da 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, por unanimidade, em conhecer a ordem nos termos do voto
do eminente Relator porém considerá-la prejudicada.

DESPACHOS - 1ª Câmara Criminal

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 93

Serviço de Apelação Crime


DESPACHO DE RELATORES

0000238-09.2009.8.06.0051 - Apelação Criminal. Apelante: Bruno Augusto Temporal Varella. Apelado: Ministério Público
do Estado do Ceará. Advogado: Leonardo Quercia Barros (OAB: 29180/PE). Despacho: - DESPACHO O apelante requereu
a apresentação das razões do recurso interposto às fls. 153 dos autos na instância superior, todavia, até a presente data
tais razões não foram apresentadas tendo em vista a ausência de intimação para tal mister. Assim converto o julgamento em
diligência determinando: 1) A intimação do advogado do apelante para apresentar suas razões; 2) Apresentadas as razões, sejam
os autos encaminhados à Procuradoria Geral de Justiça, para que seja designado um Promotor de Justiça para contrarrazoar o
apelo, e, em seguida, seja oferecido o parecer de mérito. Voltem-me conclusos. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio
de 2013 DESEMBARGADOR PAULO CAMELO TIMBÓ Relator

0156500-35.2012.8.06.0001 - Apelação Criminal. Apelante: Evanildo Henrique Camilo. Apelado: Ministério Público do
Estado do Ceará. Advogado: Antonio Delano Soares Cruz (OAB: 8116/CE). Despacho: - Rec. a 10/05 (sexta-feira).Tratam os
autos, como se infere, de apelação crime interposta por Evanildo Herique Camilo, o qual foi condenado perante o Juízo da 12ª
Vara Criminal da Comarca de Fortaleza (fls. 97/101).Compulsando os autos observo que a defesa do sentenciado requereu
a apresentação de suas razões nesta Superior Instância, na forma do art. 600, § 4º do CPP (fl. 108).Nessas condições, hei
por bem determinar as seguintes providências:Intimação ao patrono do apelante via Diário de Justiça, para que no prazo
legal, apresente as razões recursais.Com o retorno dos autos, encaminhem-se ao Juízo sentenciante, para que intime o orgão
ministerial no sentido de oferecer as contrarrazões do apelo. Após, dê-se vista à douta Procuradoria Geral de Justiça para
emissão de parecer meritório.Em seguida, conclusos.Expedientes necessários.Fortaleza, 13 de maio de 2013DES. FRANCISCO
PEDROSA TEIXEIRA Relator

0475298-05.2011.8.06.0001 - Apelação Criminal. Apelante: Jose Maria Pereira da Silva. Apelado: Ministério Público do
Estado do Ceará. Advogado: Antonio Delano Soares Cruz (OAB: 8116/CE). Despacho: - DESPACHO O apelante requereu a
apresentação das razões do recurso interposto às fls. 113 dos autos na instância superior, todavia, até a presente data tais razões
não foram apresentadas tendo em vista a ausência de intimação para tal mister. Assim converto o julgamento em diligência
determinando: 1) A intimação do advogado do apelante para apresentar suas razões; 2) Apresentadas as razões, sejam os autos
encaminhados à Procuradoria Geral de Justiça, para que seja designado um Promotor de Justiça para contrarrazoar o apelo, e,
em seguida, seja oferecido o parecer de mérito. Voltem-me conclusos. Expedientes necessários. Fortaleza, 10 de maio de 2013
DESEMBARGADOR PAULO CAMELO TIMBÓ Relator

1081770-56.2000.8.06.0001 - Apelação Criminal. Apelante: Francisco Jose Evangelista Moreira. Apelado: Ministério
Público do Estado do Ceará. Advogado: Paulo Napoleao Goncalves Quezado (OAB: 3183/CE). Advogado: Marcelo Holanda Luz
(OAB: 11665/CE). Despacho: - DESPACHO O apelante requereu a apresentação das razões do recurso interposto às fls. 215
dos autos na instância superior, todavia, até a presente data tais razões não foram apresentadas tendo em vista a ausência de
intimação para tal mister. Assim converto o julgamento em diligência determinando: 1) A intimação do advogado do apelante
para apresentar suas razões; 2) Apresentadas as razões, sejam os autos encaminhados à Procuradoria Geral de Justiça, para
que seja designado um Promotor de Justiça para contrarrazoar o apelo, e, em seguida, seja oferecido o parecer de mérito.
Voltem-me conclusos. Expedientes necessários. Fortaleza, 13 de maio de 2013 DESEMBARGADOR PAULO CAMELO TIMBÓ
Relator

Total de feitos: 4

Serviço de Apelação Crime


DESPACHO DE RELATORES

1ª Câmara Criminal

0000242-63.2013.8.06.0000 - Apelação Criminal. Apelante: Antonio Luis Oliveira do Carmo. Apelado: Ministério Público do
Estado do Ceará. Advogado: Antonio Valdir de Almeida (OAB: 8506/CE)

0000242-63.2013.8.06.0000 - Apelação Criminal. Apelante: Antonio Luis Oliveira do Carmo. Apelado: Ministério Público do
Estado do Ceará. Advogado: Antonio Valdir de Almeida (OAB: 8506/CE). Despacho: - Intime-se o advogado do Apelante para
apresentar as razões recursais, nesta alçada, como requer. Empós, remetam-se os autos à douta Procuradoria Geral de Justiça
para contrarrazoar o apelo, no prazo legal, nos termos do Provimento nº 002/2010 -PGJ. Expedientes necessários Fortaleza, 25
de abril de 2013 DESEMBARGADOR LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE Relator

Total de feitos: 2

PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 20 - Ano: 2013

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:


APELAÇÃO
1007-46.2008.8.06.0182/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE VIÇOSA DO CEARÁ
Apelante : JOSÉ MARIA DA SILVA
Rep. Jurídico : 8947 - CE MARCOS ANTONIO RODRIGUES ARAGAO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 94

Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA


Relator(a): Des. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA
Revisor(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
APELAÇÃO
1092-42.2006.8.06.0169/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE TABULEIRO DO NORTE
Apelante : GLEYDISON FERREIRA DA SILVA
DEFENSOR PÚBLICO - ANA MONICA ANSELMO E AMORIM
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO
11642-63.2010.8.06.0070/1 - 2ª VARA DA COMARCA DE CRATEÚS
Apelante : FRANCISCO OLAVO SOARES
Rep. Jurídico : 16394 - CE FRANCISCO JOSE MOURAO DIAS FILHO
Rep. Jurídico : 17892 - CE ANTÔNIO CLEÍLSON CÉSAR DE PAIVA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
Revisor(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO
1484-19.2000.8.06.0063/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE CATARINA ( COMARCA DE CATARINA )
Apelante : MINISTÉRIO PÚBLICO
Apelado : ELONEIDE DA SILVA
Rep. Jurídico : 11523 - CE RENO FEITOSA GONDIM
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO
176-25.2005.8.06.0110/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE JATI ( COMARCA DE JATI )
Apelante : CICERO ROGERIO SIQUEIRA DA SILVA
Rep. Jurídico : 9909 - CE SEBASTIAO FURTADO ALVES
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA
Revisor(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
APELAÇÃO
19893-57.2008.8.06.0000/0 - 12ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FORTALEZA ( COMARCA DE FORTALEZA )
Apelante : ANTONIO PEREIRA DA SILVA
DEFENSOR PÚBLICO - ROBERTO NEY FONSECA DE ALMEIDA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA
Revisor(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
APELAÇÃO
2972-12.2005.8.06.0167/1 - 4ª VARA DA COMARCA DE SOBRAL ( COMARCA DE SOBRAL )
Apelante : ORLANDO DE CASTRO GOMES
DEFENSOR PÚBLICO - DELANO CANDIDO BRANDÃO
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA
Revisor(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
APELAÇÃO
302-09.2009.8.06.0119/1 - 2ª VARA DA COMARCA DE MARANGUAPE
Apelante : JOSE DE ABREU NETO
DEFENSOR PÚBLICO - MARÍLIA BRAGA OLINDA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
APELAÇÃO
374-24.2009.8.06.0045/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE BARRO
Apelante : MINISTÉRIO PÚBLICO
Apelado : PAULO JOSE DE SOUZA
Rep. Jurídico : 18318 - CE MARIA IRANI DE ALMEIDA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
Revisor(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO
45227-25.2010.8.06.0000/0 - VINCULADA DE SÃO JOÃO DO JAGUARIBE
Apelante : ANTONIO CELIO PAULO DA SILVA
Rep. Jurídico : 9908 - CE MARIA ALDENIR CHAVES SILVA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
Revisor(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO
508-96.2009.8.06.0127/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE MONSENHOR TABOSA
Apelante : TANCREDO WAGNER FARIAS DE SOUSA
Rep. Jurídico : 21240 - CE TIBERIO CESAR SAMPAIO TEIXEIRA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
Revisor(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 95

58-02.2006.8.06.0082/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE GROAIRAS


Apelante : ANTONIO LAERCIO PAIVA MELO
Rep. Jurídico : 4070 - CE ANTONIO IRINEU BRANDAO FERREIRA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO
678-83.2007.8.06.0177/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE UMIRIM
Apelante : SEBASTIAO CAMELO DE SOUSA
Rep. Jurídico : 10521 - CE MANUEL RIBEIRO DE LIMA JUNIOR
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA
Revisor(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
APELAÇÃO
72912-07.2010.8.06.0000/0 - 14ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FORTALEZA ( COMARCA DE FORTALEZA )
Apelante : MANOEL BEZERRA DUTRA
Rep. Jurídico : 13446 - CE CRISTIANE PINHEIRO DIOGENES
Rep. Jurídico : 15511 - CE MARIA CRISTIANE MEIRELES DE OLIVEIRA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
Revisor(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO
757-60.2006.8.06.0092/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE INDEPENDÊNCIA
Apelante : FRANCISCO DAS CHAGAS MARTINS DE OLIVEIRA
Rep. Jurídico : 7519 - CE JOSE GOMES SOARES
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO
99207-15.2009.8.06.0001/1 - 4ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FORTALEZA
Apelante : EVALDO SANTOS DA SILVA
Rep. Jurídico : 14258 - CE CARLOS OLIVEIRA DE BRITO
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. PAULO CAMELO TIMBÓ
Revisor(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO CRIME
1080-80.2000.8.06.0058/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE CARIRÉ
Apelante : CLEONILSON DA COSTA JUNIOR
DEFENSOR PÚBLICO - JOSE AMSTERDAN G.RODRIGUES
Apelante : RAIMUNDO NONATO RODRIGUES SAMPAIO
Rep. Jurídico : 10289 - CE MARIA DA CONCEICAO OLIVEIRA CARLOS
Rep. Jurídico : 10315 - CE MANUEL MICIAS BEZERRA
Rep. Jurídico : 17113 - CE DANIEL SOUSA NOGUEIRA NETO
Rep. Jurídico : 17434 - CE CARLOS EDUARDO DE ALMEIDA AIRES
Rep. Jurídico : 22567 - CE JOSE WELLINGTON PARENTE SILVA
Rep. Jurídico : 4030 - CE PEDRO FERREIRA FREITAS
Rep. Jurídico : 22570 - CE CARLOS FILIPE CORDEIRO D AVILA
Rep. Jurídico : 23137 - CE JOAQUIM ACRISIO DE AGUIAR JUNIOR
Rep. Jurídico : 23135 - CE MARYANGELA TAVARES LINHARES
Rep. Jurídico : 23924 - CE ADAN MARX XIMENES COELHO
Rep. Jurídico : 23504 - CE ARNALDO VITOR MONTEIRO
Rep. Jurídico : 23044 - CE ALEX SILVA GONÇALVES
Apelante : FRANCISCO VALDIR CASTRO ARAUJO
Rep. Jurídico : 2685 - CE ARI MACHADO PORTELA
Apelado : A JUSTIÇA PUBLICA
Assistente de acusação : JOSE MARIA SILVA
Assistente de acusação : GIVANILDO MARQUES DA SILVA
Assistente de acusação : FRANCISCO VILEMAR DE BRITO
Assistente de acusação : JOSE JAMILDO NASCIMENTO SILVA
Rep. Jurídico : 3629 - CE JOSE ALBERTO DA SILVA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO CRIME
119-48.2006.8.06.0182/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE VIÇOSA DO CEARÁ
Apelante : FRANCISCO VERAS DA SILVA
Rep. Jurídico : 8947 - CE MARCOS ANTONIO RODRIGUES ARAGAO
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO CRIME
3071-27.2007.8.06.0000/0 - 8ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FORTALEZA ( COMARCA DE FORTALEZA )
Apelante : MINISTÉRIO PÚBLICO
Apelado : NOE FERREIRA LIMA
DEFENSOR PÚBLICO - DEFENSORIA PUBLICA DO ESTADO DO CEARÁ

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 96

Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE


Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
APELAÇÃO CRIME
366-78.2006.8.06.0101/1 - 2ª VARA DA COMARCA DE ITAPIPOCA ( COMARCA DE ITAPIPOCA )
Apelante : WILSON OLIVEIRA FARIAS
Rep. Jurídico : 13063 - CE CELSO ALVES DE MIRANDA
Rep. Jurídico : 17369 - CE DENIS RICARDO SOUSA TEIXEIRA
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
APELAÇÃO CRIME
403-27.2004.8.06.0182/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE VIÇOSA DO CEARÁ ( COMARCA DE VIÇOSA DO CEARÁ )
Apelante : FRANCITONIO SIQUEIRA DO NASCIMENTO
Rep. Jurídico : 7328 - CE JOSE DE SALES NETO
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Des. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE
Revisor(a): Des. FRANCISCO GOMES DE MOURA
Fortaleza, 15 de Maio de 2013
Responsável
Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada,
terão seu julgamento adiado para a sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

1 ª Câmara Criminal
PAUTA DE JULGAMENTO

NÚMERO DA PAUTA : 144

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

SAJ DIGITAL:

01 - 0000187-15.2013.8.06.0000 - Recurso em Sentido Estrito - Pedra Branca/Vara Única.


Recorrente: Francisco Antonio Alves da Silva
Advogado: Celso Alves de Miranda (OAB: 13063/CE).
Recorrido: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

02 - 0075417-97.2012.8.06.0000 - Recurso em Sentido Estrito - Fortaleza/1ª Vara do Juri.


Recorrente: Luis Lucas.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Recorrido: Justiça Pública.
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

03 - 0078908-15.2012.8.06.0000 - Recurso em Sentido Estrito - Brejo Santo/1ª Vara.


Recorrente: Francisco Helton Alves de Lucena.
Advogado: Jose Sergio Dantas Lopes (OAB: 10534/CE).
Recorrido: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

04 - 0079539-56.2012.8.06.0000 - Recurso em Sentido Estrito - Mombaça/1º Vara.


Recorrente: Silvio Claudio Francisco.
Advogado: Caroline Francisco (OAB: 262529/SP).
Recorrido: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

05 - 0081098-48.2012.8.06.0000 - Agravo de Execução Penal - Limoeiro do Norte/1ª Vara.


Agravante: Ministério Público do Estado do Ceará.
Agravado: Jose Carlos Aquino.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA

06 - 0073039-71.2012.8.06.0000 - Agravo de Execução Penal - Morada Nova/1ª Vara.


Agravante: Ministério Público.
Agravado: Paulo Sergio Almeida Matos.
Advogada: Fabiana de Araujo Bica (OAB: 9018/CE).
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

07 - 0079854-84.2012.8.06.0000 - Agravo de Execução Penal - Jucás/Vara Única.


Agravante: Joao Gonçalves Texeira Neto.
Advogado: Joao Gerson Fernandes Duarte (OAB: 23201/CE).
Advogado: Francisco Florentino Teixeira (OAB: 2984/CE)
Agravado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 97

SAJ FÍSICO

01- 0000632-57.2008.8.06.0178 - Apelação Criminal- Uruburetama/Vara Única.


Apelante: Ministerio Publico do Estado do Ceara.
Apelado: Francisco Fablison Santiago Santana.
Advogado: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ

02 - 0931482-96.2000.8.06.0001- Apelação Criminal- Fortaleza/2ª Vara do Juri.


Apelante: Ministério Público.
Apelado: Chistiana Barbara de Souza Lopes.
Advogado: Regio Rodney Menezes (OAB: 23996/CE).
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA
Revisor: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ

03 - 0041263-37.2012.8.06.0167- Apelação Criminal- Sobral/3ª Vara.


Apelante: Antonio Igor do Nascimento Sousa.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

04 - 0000657-14.2009.8.06.0153- Apelação Criminal- Quixelô/Vara Única.


Apelante: Edson Batista do Nascimento.
Advogado: Mario da Silva Leal Sobrinho (OAB: 3104/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

05 - 0002119-18.2011.8.06.0094 - Apelação Criminal- Ipaumirim/Vara Única.


Apelante: Francisca Sharleny de Souza.
Advogado: Jose Iran dos Santos (OAB: 12315/CE).
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

06 - 0001688-90.2005.8.06.0062- Apelação Criminal- Cascavel/2ª Vara


Apelante: Jose Santos Vidal
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Apelado: Ministerio Publico do Estado do Ceara.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

07 - 0000007-47.2008.8.06.0073- Apelação Criminal- Croatá/Vara Única.


Apelante: Paulino Alves da Cruz.
Advogado: Haroldo Celso Maciel Júnior (OAB: 17441/CE).
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

08 - 0001919-16.2005.8.06.0128- Apelação Criminal- Morada Nova/1ª Vara.


Apelante: Ministério Público.
Apelado: Francisco Rogerio Damasceno Gomes.
Advogado: Francisco Cavalcante Junior (OAB: 3085/CE).
Relator: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE.
Revisor: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA

09 - 0005718-94.2007.8.06.0064- Apelação Criminal- Caucaia/2ª Vara Criminal.


Apelante: Jailes de Oliveira Favela.
Advogado: Paulo Sergio Ripardo (OAB: 16291/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ

10 - 0002343-70.2011.8.06.0056- Apelação Criminal- Capistrano/Vara Única.


Apelante: Joaquim dos Santos Rodrigues.
Apelante: Manoel Vicente de Lima Neto..
Apelante: Geovani do Nascimento de Sousa Barbosa.
Advogada: Livia Lima Cortez (OAB: 21836/CE).
Apelante: Marcelino Alves de Sousa.
Advogado: Paulo Roberto Rabelo Leal (OAB: 13591/CE)
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará..

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 98

Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.


Revisor : DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

11 - 0002230-39.2004.8.06.0064- Apelação Criminal- Caucaia/2ª Vara Criminal.


Apelante: Leonardo Maia Gonçalves
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Apelado: Ministerio Publico do Estado do Ceará.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

12 - 0003700-42.2010.8.06.0114- Apelação Criminal- Lavras da Mangabeira/Vara Única.


Apelante: Cosmo Machado de Oliveira.
Advogado: Jose Joao Araujo Neto (OAB: 6039/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

13 - 0078588-62.2012.8.06.0000 - Recurso em Sentido Estrito- Fortaleza/Vara Única de Trânsito.


Recorrente: Ministério Público do Estado do Ceará.
Recorrido: Rennsys Kruner Thys Gondim Sampaio da Silva
Advogado: Rafael Studart Sindeaux (OAB: 23852/CE).
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

14 - 0009892-85.2011.8.06.0136- Apelação Criminal- Pacajus/1ª Vara.


Apelante: Ministério Público do Estado do Ceará.
Apelado: Francisco Tiago Saraiva dos Santos.
Advogado: Zacarias Antonio Oliveira Pinto (OAB: 10395/CE).
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

15 - 0001241-39.2009.8.06.0070- Apelação Criminal- Crateús/2ª Vara.


Apelante: Antonio Carlos Januario de Oliveira.
Advogado: Francisco Jose Mourao Dias Filho (OAB: 16394/CE)
Advogado: Antônio Cleílson César de Paiva (OAB: 17892/CE).
Apelado: JUSTIÇA PUBLICA.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

16 - 0462586-80.2011.8.06.0001- Apelação Criminal- Fortaleza/8ª Vara Criminal.


Apelante: Jose Freitas Bezerra.
Advogada: Alessandra Albuquerque Guedes (OAB: 23348/CE).
Advogado: Francisco Valdemizio Acioly Guedes (OAB: 12068/CE).
Advogado: Paulo Andre Acioly Peixoto Vieira (OAB: 21281/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

17 - 0035117-95.2012.8.06.0064- Apelação Criminal- Caucaia/2ª Vara.


Apelante: Jaime Dantas de Carvalho.
Advogado: Fabricio de Sousa Campos (OAB: 9983/CE).
Apelado: Ministerio Publico do Estado do Ceara.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

18 - 0002525-92.2010.8.06.0120- Apelação Criminal- Marco/Vara Única.


Apelante: Expedito Iraja Silva
Advogado: Marcos Rigony Menezes Costa (OAB: 12659/CE).
Advogado: Emanoel Nasareno Menezes Costa (OAB: 22394/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

19 - 0101631-96.2010.8.06.0000- Mandado de Segurança- Frecheirinha/Vara Única.


Impetrante: Ade Gilson Aguiar Moita.
Advogado: Franklin Carter Lopes de Freitas (OAB: 19137/CE).
Impetrado: Juiz de Direito da Vara Unica da Comarca de Frecheirinha.
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

20 - 0007151-92.2011.8.06.0000- Agravo de Execução Penal- Morada Nova/1ª Vara.


Agravante: Ministerio Publico Estadual.
Agravado: Francisco Eudes de Araujo.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Relator: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 99

21 - 0002519-59.2008.8.06.0119(2519-59.2008.8.06.0119/2) - Apelação Criminal- Maranguape/2ª Vara


Apelante: Israel Nobre de Sousa.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: 1/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

22 - 0000456-44.2009.8.06.0081(456-44.2009.8.06.0081/1) - Apelação Criminal- Granja/2ª Vara.


Apelante: Flavio Carvalho de Sousa (rato do Liseu).
Advogado: Haroldo Ximenes Junior (OAB: 11267/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

23 - 0000188-84.2004.8.06.0074- Apelação Criminal- Cruz/Vara Única.


Apelante: Francisco de Assis do Nascimento.
Advogado: Joao Olivardo Mendes (OAB: 11504/CE).
Apelado: JUSTIÇA PUBLICA.
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

24 - 0041704-18.2012.8.06.0167- Apelação Criminal- Sobral.


Apelante: Francisco Akson James Coelho Fontenele.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

25 - 0000134-31.2006.8.06.0145- Apelação Criminal- Pereiro/Vara Única.


Apelante: Cosme Josiano Franco Mourao.
Advogado: Jose Cicero Ricarte Vieira (OAB: 16429/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

26 - 0473454-20.2011.8.06.0001- Apelação Criminal- Fortaleza/3ª Vara Criminal.


Apelante: Reinaldo Valerio Barbosa de Souza.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Estagiário: David Freitas da Silva.
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES.FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

27 - 0000557-16.2005.8.06.0051(557-16.2005.8.06.0051/1) - Apelação Criminal- Boa Viagem/Vara Única


Apelante: Luis Venâncio de Almeida Neto.
Apelante: Antonio Ivan Alves Facundo.
Advogado: Agileu Lemos de Sousa (OAB: 15743/CE).
Apelado: Justiça Pública.
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

28 - 0000560-69.2008.8.06.0146- Apelação Criminal- Pindoretama/Vara Única.


Apelante: Ministerio Publico.
Apelado: Jose Bernardino da Rocha.
Advogado: Fernando Holanda Costa (OAB: 5896/CE).
Relator: DES. FRANCISCO GOMES DE MOURA.
Revisor: DES. FRANCISCO PEDROSA TEIXEIRA

29 - 0043242-34.2012.8.06.0167- Apelação Criminal- Sobral/3ª Vara.


Apelante: Francisco Felipe Costa Lino.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: DES. PAULO CAMELO TIMBÓ.
Revisor: DES. LUIZ EVALDO GONÇALVES LEITE

SAJ DIDITAL= 07
SAJ FÍSICO = 29

Total de processos a julgar: 36

Fortaleza, 15 de maio de 2013.

ALEXANDRE RAMOS GARCIA


Secretário da 1ª Câmara Criminal

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 100

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, terão seu julgamento adiado para a sessão subsequente,
independentemente de nova intimação.

2ª Câmara Criminal

EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃOS - 2ª Câmara Criminal

Serviço de Apelação Crime


EMENTA E CONCLUSÃO DE ACÓRDÃO

1054621-85.2000.8.06.0001/50000 - Embargos de Declaração. Embargante: Ministerio Publico do Estado do Ceará.


Embargado: Antonio Gustavo Melo do Nascimento. Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE).
Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO. ROUBO MAJORADO. OMISSÃO
E CONTRADIÇÃO. INEXISTÊNCIA. IMPOSSIBILIDADE DE REDISCUSSÃO DA MATÉRIA JÁ DECIDIDA. INCIDÊNCIA
DA SÚMULA N. 18 DO TJCE. Embargos conhecidos e rejeitados. 1. No caso, embargos de declaração interpostos contra
acórdão desta Câmara que, por unanimidade, deu provimento à apelação requestada. 2. O decisum embargado enfrentou
devidamente as questões fáticas trazidas aos autos, com a fundamentação necessária ao deslinde da matéria, não se
podendo confundir omissão ou contradição com decisão contrária aos interesses da parte. 3. Os aclaratórios, cujo objetivo
é a integração da decisão embargada, não servem como meio de rediscussão da matéria já julgada (Súmula 18 do TJCE). 5.
Embargos declaratórios conhecidos e rejeitados. ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de Embargos
de Declaração nº1054621-85.2000.8.06.0001/50000, em que é embargante o Ministério Público contra acórdão por que se
absolveu Antônio Gustavo Melo do Nascimento da prática de crime previsto no art. 157, §2º, I e II, do Código Penal Brasileiro.
Acordam os Excelentíssimos Senhores Desembargadores integrantes da Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do
Estado do Ceará, à unanimidade, em conhecer e rejeitar os presentes embargos, mantendo o acórdão primevo, nos termos
do voto da Relatora. Fortaleza, 06 de maio de 2013 JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA Presidente do Órgão Julgador
DESEMBARGADORA FRANCISCA ADELINEIDE VIANA Relatora PROCURADORA DE JUSTIÇA

Total de feitos: 1

DESPACHOS - 2ª Câmara Criminal

Número do Despacho 197 - Ano: 2013

142-30.2008.8.06.0018/1 - CONFLITO DE JURISDIÇÃO


Suscitante : 4º JUIZADO ESPECIAL CIVEL E CRIMINAL DE FORTALEZA
Suscitado : JUIZO DE DIREITO DA 9ª VARA CRIMINAL DE FORTALEZA
Relator(a): Desa. FRANCISCA ADELINEIDE VIANA
Despacho: R.h.
Acolho o parecer da douta Procuradoria Geral de Justiça acostado às fls. 103/108, determinando a remessa dos presentes
autos ao sucitante -4ª Juizado Especial Cível e Criminal da Comarca de Fortaleza.

Expedientes necessários.

Fortaleza, 07 de maio de 2013.

Desa. Francisca Adelineide Viana


RELATORA

PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 43 - Ano: 2013

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

APELAÇÃO
117-62.2009.8.06.0121/1 - VARA UNICA DA COMARCA DE MASSAPÊ
Apelante : FRANCISCO JOSE PASCOA SILVA
Apelante : FRANCISCO RENATO DE LIMA OLIVEIRA
Rep. Jurídico : 6559 - CE ANTONIO DO NASCIMENTO LINO
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Desa. FRANCISCA ADELINEIDE VIANA
Revisor(a): Des. JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 101

APELAÇÃO
20354-34.2005.8.06.0000/0 - 8ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FORTALEZA ( COMARCA DE FORTALEZA )
Apelante : ERIVANDO PAULINO DE SOUSA
Rep. Jurídico : 4239 - CE FRANCISCO MARCELO BRANDAO
Rep. Jurídico : 10728 - CE SONIA MARINA CHACON BRANDAO
Apelado : JUSTIÇA PÚBLICA
Relator(a): Desa. FRANCISCA ADELINEIDE VIANA
Revisor(a): Des. JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA

Fortaleza, 14 de Maio de 2013

Responsável

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada,
terão seu julgamento adiado para a sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

2ª Câmara Criminal
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 137

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

1 - 0412575-81.2010.8.06.0001 - Apelação Criminal - Fortaleza/12ª Vara Criminal. Apelante: Gilvan Felix dos Santos. Def.
Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Justiça Publica. Relator(a): HAROLDO CORREIA DE
OLIVEIRA MAXIMO. Revisor(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA

2 - 0481289-93.2010.8.06.0001 - Apelação Criminal - Fortaleza/12ª Vara Criminal. Apelante: Marcos Paulo Marques.
Def. Público: Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Ministerio Publico do Estado do Ceara. Relator(a):
HAROLDO CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO. Revisor(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA

3 - 0964411-85.2000.8.06.0001 - Apelação Criminal - Fortaleza/14ª Vara Criminal. Apelante: Marcos Antonio de Sousa
Cavalcante de Freitas. Advogado: Jose Irenilson Valentim Leitao (OAB: 2652/CE). Apelado: Ministério Público do Estado do
Ceará. Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. Revisor(a): JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA

4 - 0000550-82.2004.8.06.0140 - Apelação Criminal - Paracuru/Vara Única. Apelante: Claudio Pontes Almeida. Advogada:
Josely Leite Lima (OAB: 4425/CE). Apelado: Ministerio Publico do Estado do Ceara. Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE
VIANA. Revisor(a): JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA

5 - 0016400-02.2011.8.06.0151 - Apelação Criminal - Quixadá/2ª Vara. Apelante: Francisco David da Silva. Def. Público:
Defensoria Pública do Estado do Ceará (OAB: /CE). Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará. Relator(a): HAROLDO
CORREIA DE OLIVEIRA MAXIMO. Revisor(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA

Total de processos a julgar: 5

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

ANA AMÉLIA FEITOSA OLIVEIRA

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

2ª Câmara Criminal
PAUTA DE JULGAMENTO

Número da Pauta: 137

SERÃO JULGADOS, NA PRIMEIRA SESSÃO ORDINÁRIA DESIMPEDIDA, OS SEGUINTES PROCESSOS:

6 - 0006542-43.2010.8.06.0001 - Apelação Criminal - Fortaleza/2ª Vara do Juri. Apelante: Zosmo Gomes da Silva Machado.
Advogado: Luis Atila de Holanda Bezerra (OAB: 2748/CE). Advogado: Edson Nogueira Bernardino (OAB: 13763/CE). Apelado:
Justiça Pública. Relator(a): FRANCISCA ADELINEIDE VIANA. Revisor(a): JOÃO BYRON DE FIGUEIREDO FROTA

Total de processos a julgar: 6

Fortaleza, 14 de maio de 2013.

ANA AMÉLIA FEITOSA OLIVEIRA

Os processos que não forem julgados, por qualquer motivo, na data acima mencionada, terão seu julgamento adiado para a
sessão subsequente, independentemente de nova intimação.

ATAS DAS SESSÕES

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 102

ATA DA SESSÃO ORDINÁRIA Nº 10 DA SEGUNDA CÂMARA CRIMINAL, EM 1º DE ABRIL DE 2013.


PRESIDÊNCIA: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
SECRETÁRIA: Dra. Ana Amélia Feitosa Oliveira.
PRESENTES: Exmos. Srs. Deses. João Byron de Figueirêdo Frota Presidente, Haroldo Correia de Oliveira Máximo e
Francisca Adelineide Viana. Presente, também, o Exmo. Sr. Dr. José Valdo Silva Procurador de Justiça. Aberta a sessão às
13h30min (treze horas e trinta minutos) e aprovada a ata da sessão anterior.
JULGAMENTOS
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026766-97.2013.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Raqueli Costenaro Cruz Defensora Pública.
Paciente: João Goulart Ferreira das Chagas Filho.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu parcialmente do pedido de habeas corpus, para denegar-lhe
provimento nessa extensão, em consonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026444-77.2013.8.06.0000 DE MASSAPÊ.
Impetrante: Adva. Viviane Pinheiro de Paiva Sousa.
Paciente: Ronilson de Souza Alves.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu parcialmente da ordem, mas para denegar-lhe provimento na
extensão conhecida, nos termos do voto do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000498-06.2013.8.06.0000 DE BARBALHA.
Impetrante: Adva. Maria Aquino Ribeiro.
Paciente: Damião Martins dos Santos.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do pedido, mas para denegar-lhe provimento, nos termos do voto
do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000566-53.2013.8.06.0000 DE ACOPIARA.
Impetrante: Adv. Lívio Martins Alves.
Paciente: Lidiana Freires Pinto.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, concedeu a ordem impetrada, determinando a expedição do competente
Alvará de Soltura em favor da paciente, se por outro motivo não deva permanecer presa, impondo-lhe as obrigações de se
apresentar mensalmente em juízo para prestar contas de suas atividades e de não se ausentar da comarca, salvo mediante
prévia autorização judicial, nos termos do voto do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026522-71.2013.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Déborah Sousa Braga Defensora Pública.
Paciente: Diego Armando Clemente Pereira.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do pedido de habeas corpus, mas para denegar-lhe provimento,
nos termos do voto do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000128-27.2013.8.06.0000 DE CAUCAIA.
Impetrantes: Adv. Francisco Aírton Amorim dos Santos e outros.
Paciente: Robério Barroso do Nascimento.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu parcialmente da ordem, mas para denegar-lhe provimento na
extensão conhecida, nos termos do voto do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0081569-64.2012.8.06.0000 DE INDEPENDÊNCIA PEDIDO DE EXTENSÃO.
Impetrante: Adv. Antônio Hermenegildo Martins.
Paciente: Gracias Rodrigues Moraes.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, deferiu o pleito de extensão ao paciente, determinando a expedição do
competente Alvará de Soltura, se por outro motivo não deva permanecer preso, devendo submetê-lo ao cumprimento das
medidas cautelares diversas da prisão, previstas no art. 319 do CPP, a serem arbitradas pelo Juízo a quo, nos termos do voto
do Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000524-04.2013.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Adv. José Wilson Nogueira da Silva.
Paciente: José Bruno Costa Agaci.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do pedido, mas para denegar-lhe provimento, nos termos do voto
do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000532-78.2013.8.06.0000 DE PIQUET CARNEIRO.
Impetrante: José Edilânio da Silva.
Paciente: José Edilânio da Silva.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, julgou prejudicado o presente pedido de habeas corpus, nos termos do voto
do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026891-65.2013.8.06.0000 DE CARIDADE.
Impetrante: Adv. Carlos Giovane Barbosa Rebouças.
Paciente: José Pereira da Rocha.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, não conheceu do pedido de habeas corpus, nos termos do voto do eminente
Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000086-75.2013.8.06.0000 DE URUBURETAMA.
Impetrante: Adv. Sérgio Henrique Pazini de Souza.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 103

Paciente: Ailton Mendes Araújo Lopes.


Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do pedido, mas para denegar-lhe provimento, nos termos do voto
do eminente Des. Relator.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026519-19.2013.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Déborah Sousa Braga Defensora Pública.
Paciente: Felipe da Silva Fernandes.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do pedido, mas para denegar-lhe provimento, nos termos do voto
da eminente Desa. Relatora.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026431-78.2013.8.06.0000 DE JAGUARIBARA.
Impetrante: Adv. Joacy Alves dos Santos.
Paciente: Agacir Pinheiro Moura.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu parcialmente da presente ordem de habeas corpus, mas para
denegar-lhe provimento na extensão conhecida, nos termos do voto da eminente Desa. Relatora.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0000356-02.2013.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Raqueli Costenaro Cruz Defensora Pública.
Paciente: Jaime de Jesus Silva.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, deixou de conhecer da presente ordem de habeas corpus, nos termos do
voto da eminente Desa. Relatora.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0026516-64.2013.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Raqueli Costenaro Cruz Defensora Pública.
Paciente: Tasso dos Santos Silva.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do pedido, mas para denegar-lhe provimento, nos termos do voto
da eminente Desa. Relatora.”
PETIÇÃO DE HABEAS CORPUS Nº 0132589-94.2012.8.06.0000 DE FORTALEZA.
Impetrante: Luíza Nívea Dias Pessoa Defensora Pública.
Paciente: Washington dos Santos Campos.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, deu parcial provimento ao apelo, determinando que se oficie ao Juízo
da Execução Criminal, para que faça cumprir a pena reclusiva de liberdade segundo as regras do regime semiaberto, salvo
impedimento de ordem legal, nos termos do voto da eminente Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 1051496-12.2000.8.06.0001 DE FORTALEZA.
Apelante: Francisco Lúcio Farias Barbosa.
Apelado: O Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, rejeitou as preliminares suscitadas e, no mérito, negou provimento ao
recurso interposto, mantendo-se in totum a sentença de primeiro grau, nos termos do voto do eminente Des. Relator.” Fez
sustentação oral, no tempo regimental, o advogado do apelante. O Representante do Ministério Público manifestou-se quanto
ao pedido apresentado.
CONFLITO DE JURISDIÇÃO Nº 0000707-72.2013.8.06.0000 DE JUAZEIRO DO NORTE.
Suscitante: Juízo de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Suscitado: Juízo de Direito da 4ª Vara da Comarca de Crato.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do conflito, para declarar competente o Juízo de Direito do
Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte para processar e julgar o feito, nos
termos do voto do eminente Des. Relator.”
CONFLITO DE JURISDIÇÃO Nº 0000607-20.2013.8.06.0000 DE JUAZEIRO DO NORTE.
Suscitante: Juízo de Direito do Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte.
Suscitado: Juízo de Direito da 4ª Vara da Comarca de Crato.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do conflito, para declarar competente o Juízo de Direito do
Juizado da Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Comarca de Juazeiro do Norte para processar e julgar o feito, nos
termos do voto do eminente Des. Relator.”
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO NA APELAÇÃO CRIME Nº 5957-67.2005.8.06.0000/1 DE FORTALEZA.
Embargante: Ivanildo Silva de Andrade.
Embargado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, não conheceu dos embargos de declaração face sua intempestividade, em
consonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0000263-37.2007.8.06.0101 DE ITAPIPOCA.
Apelante: José Jauro Alves da Silva.
Apelado: O Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu da apelação interposta, para dar-lhe parcial provimento, com o
redimensionamento da dosimetria e ex officio, a consequente prescrição da pretensão punitiva do Estado, nos termos do voto
do eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 7034-22.2000.8.06.0151/1 DE QUIXADÁ.
Apelantes: Roberto Andrade Silva, José Carlos Lopes dos Santos e Carlos José do Nascimento.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 104

Apelada: A Justiça Pública.


Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, deu parcial provimento ao recurso intentado por José Carlos Lopes dos
Santos, absolvendo-o da prática do crime previsto no art. 14, da Lei Nº 6.368/76, e, ex officio, declarar extinta a punibilidade de
Roberto Andrade Silva, Carlos José do Nascimento e Diana Bem dos Santos, em virtude da prescrição retroativa, nos termos do
voto do eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0000051-88.2010.8.06.0140 DE PARACURU.
Apelante: Ministério Público do Estado do Ceará.
Apelado: Valdenor Brauna de Sousa.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, para declinar de sua competência para apreciar o
presente recurso, remetendo-se os outros a uma das Turmas Recursais dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais, a quem cabe
julgar a presente apelação, nos termos do voto do eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0007601-98.2011.8.06.0173 DE TIANGUÁ.
Apelante: Jonas Olivindo do Nascimento.
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0001040-46.2011.8.06.0080 DE GRAÇA.
Apelantes: Francisco das Chagas Azevedo Moraes e Francisco Carlos Cordeiro França.
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0003349-26.2012.8.06.0041 DE AURORA.
Apelante: Benedito Lourenço dos Santos.
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0003246-53.2011.8.06.0041 DE AURORA.
Apelante: Nilvan Carneiro da Silva.
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0043823-49.2012.8.06.0167 DE SOBRAL.
Apelante: Luiz Oliveira de Sousa Filho.
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 0039285-77.2011.8.06.0064 DE CAUCAIA.
Apelante: João Diego Pernambuco da Silva.
Apelado: Ministério Público do Estado do Ceará.
Relator: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Revisora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, mas para negar-lhe provimento, nos termos do voto do
eminente Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 1492-84.2000.8.06.0066/1 DE CEDRO.
Apelante: José Edirlanio Barboza Rodrigues.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para reconhecer ex officio, a extinção da punibilidade
do apelante em razão da prescrição, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 16923-89.2005.8.06.0000/0 DE FORTALEZA.
Apelante: José Clailson Balbino.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para negar-lhe provimento, e ex officio, modificou o
regime prisional, determinando que o apelante cumpra a pena em regime aberto, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 18118-12.2005.8.06.0000/0 DE FORTALEZA.
Apelante: José Arimatéia da Silva Ramos.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 105

Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.


Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do apelo, para lhe negar provimento, e ex officio, concedeu ao
apelante o direito à progressão de regime, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 23283-40.2005.8.06.0000/0 DE VÁRZEA ALEGRE.
Apelante: Cícero Gomes de Andrade.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para extinguir, ex officio, a punibilidade do apelante
em razão da prescrição da pretensão punitiva estatal, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 2812-65.2000.8.06.0036/1 DE ARACOIABA.
Apelantes: O Representante do Ministério Público e Francisco Wellington Alves da Costa.
Apelado: Francisco Wellington Alves da Costa.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu dos recursos, rejeitando as preliminares arguidas e no mérito,
negou-lhes provimento, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 4056-16.2003.8.06.0071/1 DE CRATO.
Apelante: Edilanio Cruz do Nascimento.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para negar-lhe provimento, mantendo a decisão
recorrida, em consonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 451-76.2004.8.06.0055/1 DE CANINDÉ.
Apelante: O Ministério Público.
Apelado: Carlos André Alves Ribeiro.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para dar-lhe provimento, nos termos do voto da Desa.
Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 488-05.2000.8.06.0036/1 DE ARACOIABA.
Apelante: Francisco Wellington Alves da Costa.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, extinguiu a punibilidade do apelante pela ocorrência da prescrição
intercorrente, julgando prejudicado o recurso, em dissonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 55-65.2006.8.06.0173/1 DE TIANGUÁ.
Apelantes: Douglas Souza de Assis e Manoel Cardoso do Nascimento.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu da apelação interposta, para negar-lhe provimento, em
consonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 686-96.2003.8.06.0178/1 DE URUBURETAMA.
Apelantes: Raimundo Nonato Mendes Ferreira e Pedro Mendes Ferreira.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu dos apelos, para negar-lhes provimento, em consonância com o
parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 78-06.2008.8.06.0055/1 DE CANINDÉ.
Apelante: José Ednardo Alves Gerônimo.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para negar-lhe provimento, mantendo a decisão
recorrida, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 8919-97.2004.8.06.0000/0 DE BANABUIÚ.
Apelante: Antônio Rafael Frutuoso Nascimento.
Apelada: A Justiça Pública.
Relatora: Exma. Sra. Desa. Francisca Adelineide Viana.
Revisor: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para reconhecer ex officio, a extinção da punibilidade
do apelante, nos termos do voto da Desa. Relatora.”
APELAÇÃO CRIME Nº 1008-54.2005.8.06.0176/1 DE UBAJARA.
Apelante: Agenor Neres da Silva.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, extinguiu a punibilidade do apelante em face da prescrição intercorrente,
ficando prejudicada a análise do mérito recursal, em dissonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 1237-79.2007.8.06.0164/1 DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE.
Apelante: O Representante do Ministério Público.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 106

Apelado: Antônio Carlos de Andrade Nascimento.


Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para dar-lhe provimento, determinando que o apelado
seja submetido a novo julgamento, nos termos do voto do Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 193-42.2004.8.06.0160/1 DE SANTA QUITÉRIA.
Apelante: João Bosco Muniz.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, extinguiu a punibilidade do apelante pela ocorrência da prescrição
intercorrente, julgando prejudicado o recurso, em dissonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 27472-61.2005.8.06.0000/1 DE FORTALEZA.
Apelante: Ministério Público.
Apelado: José Ferreira Lima.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, conheceu do recurso para negar-lhe provimento, e, ex officio, decretar a
extinção da punibilidade do apelado pela ocorrência da prescrição da pretensão punitiva superveniente, nos termos do voto do
Des. Relator.”
APELAÇÃO CRIME Nº 310-29.2004.8.06.0032/1 DE AMONTADA.
Apelantes: José Marcinildo dos Santos e José Mano dos Santos.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, extinguiu a punibilidade dos apelantes pela ocorrência da prescrição
intercorrente, julgando prejudicado o recurso, em dissonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 359-70.2007.8.06.0095/1 DE IPU.
Apelante: Carlos Alberto de Oliveira.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, extinguiu a punibilidade do apelante pela ocorrência da prescrição
intercorrente, julgando prejudicado o recurso, em dissonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 3751-64.2000.8.06.0062/1 DE CASCAVEL.
Apelante: Francisco Carlos Ferreira Alves.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, reconheceu a extinção da punibilidade do apelante pela prescrição
intercorrente, ficando prejudicada a análise do recurso, em dissonância com o parecer da Procuradoria Geral de Justiça.”
APELAÇÃO CRIME Nº 6560-38.2008.8.06.0000/0 DE FORTALEZA.
Apelante: Francisco Gleison Gomes Muniz.
Apelada: A Justiça Pública.
Relator: Exmo. Sr. Des. João Byron de Figueirêdo Frota.
Revisor: Exmo. Sr. Des. Haroldo Correia de Oliveira Máximo.
Decisão: “A Câmara, por unanimidade de votos, negou provimento ao apelo, em consonância com o parecer da Procuradoria
Geral de Justiça.”
Nada mais havendo o que tratar, foi encerrada a sessão, do que para constar eu, Francisco Edivan Inácio de Sousa, digitei
a presente ata. Subscrevo e assino, Ana Amélia Feitosa Oliveira, Secretária da Segunda Câmara Criminal.
Conforme: Des. João Byron de Figueirêdo Frota Presidente da Segunda Câmara Criminal.

EXPEDIENTES DO 1º GRAU

COMARCA DE FORTALEZA

VARAS DA JURISDIÇÃO CÍVEL

VARAS CÍVEIS

EXPEDIENTES DA 1ª VARA CIVEL

JUÍZO DE DIREITO DA 1ª VARA CÍVEL


JUIZ(A) DE DIREITO FERNANDO CÉZAR BARBOSA DE SOUZA
DIRETOR(A) DE SECRETARIA EMANUEL BEZERRA BONFIM
INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS
RELAÇÃO Nº 0042/2013
ADV: DANIEL FARIAS PORTO (OAB 20334/CE) - Processo 0202333-76.2012.8.06.0001 - Procedimento Sumário - Seguro

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 107

- REQUERENTE: Luiz Leudivan da Silva Rocha - REQUERIDO: Maritima Seguro S.A - Procedimento sumário, art. 275, II, do
Código de Processo Civil. Determino que a secretaria designe audiência de conciliação com a máxima urgência.
ADV: DANIEL FARIAS PORTO (OAB 20334/CE) - Processo 0202333-76.2012.8.06.0001 - Procedimento Sumário - Seguro
- REQUERENTE: Luiz Leudivan da Silva Rocha - REQUERIDO: Maritima Seguro S.A - Conciliação designada para o dia
15/10/2013 Hora 14:00
ADV: JOSE AMERICO CATUNDA TIMBO (OAB 1655/CE), VLADIA ARAUJO MAGALHAES (OAB 8622/CE), PAULO
RICARDO MARINHO TIMBO (OAB 15285/CE), TICIANA MARINHO TIMBO QUEIROZ (OAB 19251/CE) - Processo 0202526-
91.2012.8.06.0001 - Procedimento Ordinário - Seguro - REQUERENTE: Alex da Silva Lima - REQUERIDO: Marítima Seguros
S.A. - Procedimento sumário, art. 275, II, do Código de Processo Civil. Determino que a secretaria designe audiência conciliatória
com a máxima urgência, devendo as partes serem intimadas para o comparecimento.
ADV: JOSE AMERICO CATUNDA TIMBO (OAB 1655/CE), VLADIA ARAUJO MAGALHAES (OAB 8622/CE), PAULO
RICARDO MARINHO TIMBO (OAB 15285/CE), TICIANA MARINHO TIMBO QUEIROZ (OAB 19251/CE) - Processo 0202526-
91.2012.8.06.0001 - Procedimento Ordinário - Seguro - REQUERENTE: Alex da Silva Lima - REQUERIDO: Marítima Seguros
S.A. - Designada audiência de Conciliação para o dia 15/10/2013, às 14:30 horas.

EXPEDIENTES DA 2ª VARA CIVEL

Juiz(a) Titular : FERNANDO CEZAR BARBOSA DE SOUZA


Diretor(a) de Secretaria: LUIZ EUGENIO DE OLIVEIRA
EXPEDIENTE nº 53/2013 em: Vinte e nove (29) de Abril de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/22732 1 CE/23482 1
CE/19283 2 CE/15285 2
CE/6023 3 CE/14426 3
CE/14750 3 CE/14833 3
CE/21189 3 CE/14078 3
CE/19714 3 CE/8530 3
CE/13782 3

1) 406916-91.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: CONDOMINIO EDIFICIO ANCHIETA


TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERENTE.: ROBLER RAMOS DA SILVA. “”Hei por bem,
determinar a intimação do promovente, através dos advogados constituídos às fls. 180, para, no prazo de dez (10)
dias, juntarem aos autos os substabelecimentos dos advogados Mário Cleto Lima Marques, Daniel Almeida Quezado
Fernandes e Karine Mattos Brito de Souza, tudo com a regularização da representação processual, sob pena de
aplicação do art. 13, I do CPC.””.- INT. DR(S). JOSE WESLEY SOUZA DOS SANTOS , LUIZ GONZAGA NOGUEIRA FILHO

2) 459823-09.2011.8.06.0001/0 - EXIBIÇÃO REQUERENTE.: MARIA MARTINS LOBO REQUERIDO.: MARITIMA DE SEGUROS


S.A. “Cumpra-se a parte final do despacho de fls. 65, com a intimação do advogado do promovido.Intime-se o advogado
subscritor da cota de fls. 65-V, para, no prazo de 72 horas, juntar aos autos o contrato particular de honorários firmado
com a parte autora, sob pena de indeferimento do pedido.”.- INT. DR(S). ANTONIO DOS SANTOS MOTA , PAULO RICARDO
MARINHO TIMBO

3) 471329-65.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200002102455 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: CAIXA DE


PREVIDENCIA DOS FUNCIONARIOS DO BANCO DO NORDESTE DO BRASIL - CAPEF REQUERENTE.: ELENA ORGE
PIMENTA MACHADO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR .””Intimem-se as partes para, no prazo
comum de cinco (05) dias, se manifestarem sobre os esclarecimentos do perito, constantes às fls. 601. Defiro o pedido
de levantamento dos honorários na forma requerida.””- INT. DR(S). ALEXANDRE RODRIGUES DE ALBUQUERQUE ,
ALLYSSON GOMES DE QUEIROZ , EDUARDO CESAR SOUSA ARAGAO , FABIO NOGUEIRA ROCHA , FRANCISCO
PONCIANO DE OLIVEIRA JUNIOR , LUIS ELIELTON FREIRE RODRIGUES , MARIANA SANTIAGO DE SA , MARISLEY
PEREIRA BRITO , ROSSANA TALIA MODESTO GOMES .

EXPEDIENTES DA 4ª VARA CIVEL

Juiz(a) Titular : ONILDO ANTONIO PEREIRA DA SILVA


Diretor(a) de Secretaria: EPAMINONDAS GOMES ROLIM
EXPEDIENTE nº 89/2013 em: Treze (13) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/17267 1 CE/14665 2
CE/11990 3 PE/27112 3
CE/3598 4 CE/11382 5
CE/20156 5 CE/8012 6
CE/8012 7 CE/20837 8
CE/13422 9 CE/10423 10
CE/18095 10 CE/10422 10
CE/18871 11 CE/18870 11
CE/12071 12 CE/11480 12
CE/1870 13 CE/10952 13

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 108

CE/9975 14 CE/13047 15

1) 28500-90.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: GRETNA MAIA RODRIGUES REQUERENTE.:


MADJA LUCIANA DE LIMA PIMENTEL REQUERENTE.: SILVIA ROMERO PINHEIRO REQUERIDO.: UNIMED FORTALEZA -
COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO LTDA. “Despacho de fls.: Ao advogado da parte autora Dra Laila Câmara Magalhães
para devolver os autos ( art. 196.CPC) no ´prazo de 24 horas.”.- INT. DR(S). LAILA CÂMARA MAGALHÃES

2) 30862-36.2005.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO PANAMERICANO S/A REQUERIDO.: CARMEN


SORAYA DE CODES BRITO. “Despacho de fls.34: Tendo em vista o lapso temporal decorrido, intime-se a autora, através de
seu(s) advogado(s) para cumprir o despacho de fls. 32,no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). CELIA LUCIANNI ABREU LUCIO
DE MACEDO

3) 421909-42.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: BARATAO DA IRRIGACAO COMERCIAL


DE BOMBAS LTDA REQUERIDO.: TIM NORDESTE S/A. “Despacho de fls. 99: Intime-se ambas as aprtes, através de seu(s)
advogado(s), para requer o que for de direito, no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). FERNANDO ALFREDO RABELLO FRANCO
, JOAQUIM CABRAL DE MELO NETO

4) 435282-43.2010.8.06.0001/0 - PRESTAÇÃO DE CONTAS - OFERECIDAS REQUERENTE.: FRANCISCO DANIEL DE


BETTENCOURT LEOTTE DO REGO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: PAMELLA PIMENTEL
AYRES. “Despacho de fls.50: Intime-se novamente a parte, através de seu(s) advogado(s), para cumprir o despacho de fls. 48,
no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). CARLOS ALBERTO MENDES FORTE

5) 455901-57.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO MERCANTIL DO BRASIL REQUERENTE.:


VALBERTO COELHO JALLES. “Despacho de fls. 57: Intime-se a parte autora para requer o que for de direito, no prazo de 10(dez)
dias.”.- INT. DR(S). ANDREA PORTELA MAIA , RAFAELA LIMA TEIXEIRA

6) 468903-94.2011.8.06.0001/0 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQUENTE.: BANCO ITAÚ S.A EXEQÜIDO.: J.


BOSCO ALVES PEREIRA ME EXEQÜIDO.: JOAO BOSCO ALVES PEREIRA. “Despacho de fls.31: Defiro o pedido de fls. 31. O
autor requer o sobrestamento do feito pelo prazo de 60 dias.”.- INT. DR(S). MOISES NETO DE OLIVEIRA

7) 481222-31.2010.8.06.0001/0 - MONITÓRIA REQUERENTE.: BANCO ITAU S/A REQUERIDO.: LIRETE A. SOUSA ME -


AKAZZO JE REQUERIDO.: LIRETE ANDRADE DE SOUSA. “Despacho de fls.38: Intime-se a parte promovente, através de seu(s)
advogado(s) para informar se ainda existe interesse no prosseguimento do feito,no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S).
MOISES NETO DE OLIVEIRA

8) 545084-05.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO VOLKSWAGEN REQUERENTE.:


RECORD TRANSPORTES E SERVICOS LTDA. “Despacho de fls 138: Intime-se o Banco demandado para se manifestar sobre a
proposta de acordo anexada pela parte autora à fls. 136.”.- INT. DR(S). ALDENIRA GOMES DINIZ

9) 576077-51.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200102565040 - Tombo: 6267 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REU.: (ATO DO)
DIRETOR-PRESIDENTE DA EMPRESA DE TRANSITO E TRANSPORTE URBANO S.A (ETTUSA) AUTOR.: JACINTA DE FATIMA
BARROSO DA SILVEIRA. “Despacho de fls.55: Tendo em vista o lapso temporal decorrido, intime-se a autora, através de seu(s)
advogado(s) para requer o que for de direito,no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). FELIPE MELO ABELLEIRA

10) 57937-79.2007.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO GMAC S.A


REQUERIDO.: MARIA RISINHA SARAIVA. “Despacho de fls. 41: Intime-se o autor, através de seu(s) advogado(s), para informar
no prazo de 5(cinco) dias, se ainda existe interesse no prosseguimento do feito..”.- INT. DR(S). ELIETE SANTANA MATOS ,
GUSTAVO DE SOUSA LOPES , HIRAN LEAO DUARTE

11) 605256-30.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200202229041 - Tombo: 6561 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO
ABN AMRO REAL S.A REQUERIDO.: ROSINEIDE DE LIMA VIANA. “Despacho de fls.37: Tendo em vista o lapso temporal decorrido
sem manifestação da parte, intime-se a autora, através de seu(s) advogado(s) para requer o que for de direito,no prazo de
5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). GUILHERME BORBA PALMEIRA , LUIZ OTÁVIO MONTEIRO PEDROSA

12) 665388-53.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402701615 - Tombo: 8690 - USUCAPIÃO REQUERENTE.: VALDIZIA HELENA
REBOUCAS. “Despacho de fls.55: Tendo em vista o lapso temporal decorrido, intime-se a autora, através de seu(s) advogado(s)
para cumprir o despacho de fls. 84,no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). JOAQUIM ARAUJO NETO , JOSE MORENO
CAVALCANTE JUNIOR

13) 66719-46.2005.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO FINASA S/A REQUERIDO.: WANDERLEY
VIEIRA DA SILVA FILHO. “Despacho de fls.83: Tendo em vista o lapso temporal decorrido, intime-se a autora, através de seu(s)
advogado(s) para requer o que for de direito, informando endereço para citação, no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). MARIA
SOCORRO ARAUJO SANTIAGO , ROSEANY ARAUJO VIANA

14) 699361-96.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402748220 - Tombo: 8752 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.:


CANTU SUDESTE IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA REQUERIDO.: SUPER NOVA IMPORTACAO E EXPORTACAO DE FRUTAS
LTDA. “Despacho de fls. 100 Intime-se novamente a parte autora, através de seu(s) advogado(s), para juntar as referidas custas,
no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). REGINALDO CASTELO BRANCO ANDRADE

15) 908728-43.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO SANTANDER REQUERENTE.:


FRANCISCA GIRLENE BERNARDINO DA SILVA .”Despacho de fls.62: Intimar a requerente para falar sobre a Contestação de
fls.32/61.”- INT. DR(S). JOAO FRANCISCO FARIAS DA COSTA .

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 109

Juiz(a) Titular : ONILDO ANTONIO PEREIRA DA SILVA


Diretor(a) de Secretaria: EPAMINONDAS GOMES ROLIM
EXPEDIENTE nº 90/2013 em: Treze (13) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/16487 1 CE/13539 1
CE/14325 2 CE/14407 2
CE/14325 3 CE/14407 3
CE/13439 4 CE/15067 5
CE/7094 6 CE/8012 7
CE/15067 8 CE/15067 9
CE/14665 10 CE/3432 10
CE/19864 11 CE/15040 12
CE/15465 13 RS/55249 14
CE/18377 14 PE/22723 14
CE/18568 15 CE/19556 15

1) 17114-34.2005.8.06.0001/0 - USUCAPIÃO REQUERENTE.: ALTINA CONCEIÇAO DE SOUSA REQUERENTE.: FRANCISCO


JOSE DE SOUSA. “Despacho de fls.72: Tendo em vista o lapso temporal decorrido,intime-se a parte autora, através de seu(s)
advogado(s) para requerer o que for de direito, no prazo de 10(dez) dias. Intime-se também a parte autora para manifestar-se
sobre a Certidão do O)ficial de justiça á fls. 66v.”.- INT. DR(S). ALINE LIMA REIS , WILSON CAPIBARIBE WEYNE JUNIOR

2) 17535-53.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: FRANCIDIBERTA DOMINGUES PEREIRA


REQUERIDO.: FUNDACAO SISTEL DE SEGURIDADE SOCIAL TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR.
“Despacho de fls.398: Vistas à parte promovcida, no prazo de 5(cinco) dias conforme requerido à fls. 392.”.- INT. DR(S).
CARLOS ROBERTO DE SIQUEIRA CASTRO , MARCELO MEMORIA DE ARAUJO

3) 23501-94.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: FRANCISCA COUTINHO CAMPELO


REQUERIDO.: FUNDACAO SISTEL DE SEGURIDADE SOCIAL. “Despacho de fls;. 370: Vistas á promovida por 5(cinco) dias,
conforme requerido à fls. 364.”.- INT. DR(S). CARLOS ROBERTO DE SIQUEIRA CASTRO , MARCELO MEMORIA DE ARAUJO

4) 290358-85.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402592611 - Tombo: 8568 - DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO


REQUERIDO.: CARLOS EDUARDO DA ROCHA MACEDO REQUERENTE.: MARIA ESTER MACHADO JUCA. “Despacho de fls 54:
Intime-se a parte autora para falar sobre a devolução do AR de fls. 53.”.- INT. DR(S). ANDRE JOSINO DA COSTA LIEBMANN

5) 2990-70.2010.8.06.0001/0 - Tombo: 13454 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERENTE.: BV


FINANCEIRA S.A. C.F.I. REQUERIDO.: CAIO MARCIO LOPES VASCONCELOS. “Despacho de fls;.47: Indefiro a expedição de
oficios requeridos a fls.46, visto que a determinação acima supre esta expedição. Intime-se a parte autora para fornecer novo
endereço para Busca e Apreensão e Citação.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA

6) 310184-97.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199602339039 - Tombo: 1173 - INDENIZAÇÃO REQUERIDO.: ARBEM-


ASSOCIACAO RECREATIVA BEZERRA DE MENEZES REQUERENTE.: FRANCISCA LUCIA DA SILVA. “Despacho de fls 359: Tendo
em vista o recimento pela parte exequente do alvará judicial para levantamento de valores depositados em conta judicial,
intime-se a exequente para requerer o que for de direito.”.- INT. DR(S). JOAO BANDEIRA ACCIOLY

7) 394534-66.2010.8.06.0001/0 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQÜIDO.: AGENCIA CENTRAL DE TRANSPORTE


LTDA EXEQUENTE.: BANCO ITAU S/A EXEQÜIDO.: MARIA DAS GRACAS PINHEIRO DE HOLANDA TERCEIRO INTERESSADO.:
MIGRAÇÃO A REGULARIZAR EXEQÜIDO.: PAULO DE TARSO ALVES LEITAO. “Despacho de fls.26: Tendo em vista o palso
temporal decorrido,intime-se novamente a parte autora, através de seu(s) advogado(s) para informar novo endereço para
citação dos executados, no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). MOISES NETO DE OLIVEIRA

8) 398475-24.2010.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERIDO.: ALOISIO AGOSTINHO


DA SILVA REQUERENTE.: B.V. FINANCEIRA S.A CREDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO TERCEIRO INTERESSADO.:
MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Despacho de fls39: Tendo em vista o lapso temporal decorrido,intime-se a parte autora, através
de seu(s) advogado(s) para informar novo endereço do promovido, no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). EMANUELLE
FERREIRA GOMES SILVA MOURA

9) 43245-41.2008.8.06.0001/0 - Tombo: 11974 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO FINASA


S/A REQUERIDO.: MARIZELIA PEREIRA MARTINS RODRIGUES. “Despacho de fls;.33: Intime-se a parte autora parafornecer
novo endereço para cumprimento do Mandado, no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA
MOURA

10) 51776-24.2005.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO FINASA S.A REQUERIDO.: JOÃO PAULO
FERREIRA DE SOUSA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Despacho de fls.61: Tendo em vista o lapso
temporal decorrido,intime-se a parte autora, através de seu(s) advogado(s) para fornecer novo endereço do promovido para
citação , no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). CELIA LUCIANNI ABREU LUCIO DE MACEDO , RAFAEL PORDEUS COSTA LIMA
FILHO

11) 527950-82.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200102082855 - Tombo: 5649 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO
BILBAO VIZCAYA ARGENTARIA BRASIL S/A TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: RAIMUNDA
MARIA DE JESUS. “Despacho de fls. 35: Indefiro o requerimento do autor de conversão da presente ação de busca e apreensão

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 110

em ação de depósito. Intime-se a parte autora para informar novo endereço do promovido para citação, no prazo de 10(dez)
dias”.- INT. DR(S). HENRIQUE DE PAULA MACHADO

12) 616057-05.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200202337189 - Tombo: 6710 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO
PANAMERICANO S/A REQUERIDO.: RONALDO ROCHA ALBUQUERQUE. “Despacho de fls.76: Tendo em vista o lapso temporal
decorrido,intime-se a parte autora, através de seu(s) advogado(s) para dar prosseguimento ao feito, indicando endereço para
apreensão do bem, no prazo de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). FRANCISCO SARAIVA MAIA NETO

13) 62432-35.2008.8.06.0001/0 - Tombo: 11829 - DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO REQUERIDO.: BENOISA AUGUSTINHO
PORFÍRIO REQUERENTE.: ESPOLIO DE ELEUTERIO FERREIRA MAGALHAES REQUERENTE.: VANDA MAGALHAES OLIVEIRA.
“Despacho de fls;. 63: Intime-se a parte autora para que se manifeste sobre a devolução do AR de fls. 17, no prazo de 10(dez)
dias.”.- INT. DR(S). JOAO BOSCO BARBOSA DE LUNA

14) 7140-94.2010.8.06.0001/0 - Tombo: 13491 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERENTE.: BANCO
FINASA S/A REQUERIDO.: JOSE VANDI MONTEIRO. “Despacho de fls 66: Intime-se a parte autora para se manifestar sobre
a resposta da Superintendência Regional da Receita Federal acostada à fls. 63 dos autos, no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT.
DR(S). ALEXANDRE NIEDERAUDER DE MENDONÇA LIMA , ROSELINE SOUZA MIRANDA , TATIANE MOURA DE MELO

15) 906667-15.2012.8.06.0001/0 - MONITÓRIA REQUERENTE.: JOSE HELIO BARROS NOGUEIRA REQUERIDO.: OXX
SERVICOS AMBIENTAIS LTDA .”Despacho de fls.27: Intime-se novamente a parte autora, através de seu(s) advogado(s) para
cumprir o despacho de fls. 25, no prazo de 5(cinco) dias.”- INT. DR(S). ANDRÉ ARRAES DE AQUINO MARTINS , VITOR DE
HOLANDA FREIRE .

Juiz(a) Titular : ONILDO ANTONIO PEREIRA DA SILVA


Diretor(a) de Secretaria: EPAMINONDAS GOMES ROLIM
EXPEDIENTE nº 91/2013 em: Treze (13) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/6306 1 CE/19864 2
CE/5797 2 CE/4466 3
CE/1870 4 CE/10952 4
CE/3432 5 PB/11844 6
CE/15067 7 CE/16100 8
CE/18340 8 CE/15280 8
CE/13496 9 CE/3432 10
CE/21810 11 CE/14966 11
CE/10497 11 CE/10423 12
CE/4448 12 CE/18095 12
CE/10422 12 SP/30650 13
CE/5512 14 CE/6246 15
CE/23237 16 CE/13817 17
CE/13105 17

1) 19827-79.2005.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ANTONIO GERALDO CAMELO REQUERIDO.:


CANINDE CALCADOS LTDA. “Despacho de fls.51: Intimar a parte autora, sobre a devolução da carta precatória.”.- INT.
DR(S). JOSE DE DEUS PEREIRA MARTINS FILHO

2) 24858-07.2010.8.06.0001/0 - Tombo: 13655 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQUENTE.: BANCO


BRADESCO S.A EXEQÜIDO.: CARLOS ROBERTO PIRES GAZELLI EXEQÜIDO.: LARISSA MARIA DE FIGUEIREDO PONCE
DE LEAO GAZELLI EXEQÜIDO.: LIBANEZA COMERCIO E DISTRIBUIDORA DE MATERIAIS DE ESCRITORIO. “Despacho de
fls.43: Intimem-se as partes, através de seus advogados, para que requeiram o que for de direito, no prazo de 10 (dez)
dias.”.- INT. DR(S). HENRIQUE DE PAULA MACHADO , JAIRO GILSON MAGALHAES OLIVEIRA

3) 25043-94.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 2261820 - Tombo: 7196 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQUENTE.:


BANCO COMERCIAL BANCESA S.A EXEQÜIDO.: LOURIVAL CABRAL PINHEIRO EXEQÜIDO.: LUCIMAR DE OLIVEIRA
PINHEIRO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR EXEQÜIDO.: VALESKA CONFECCOES LTDA.
“Despacho de fls.185: Vistas ao exequente, no prazo de 5(cinco) dias, conforme requerido à fls. 183.”.- INT. DR(S).
JOAO AFRANIO MONTENEGRO

4) 35030-76.2008.8.06.0001/0 - Tombo: 12037 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: AYMORE CREDITO FINANCIAMENTO


E INVESTIMENTO S/A ( NOVA DENOMINACAO DO BANCO ABN AMRO REAL S/A) REQUERIDO.: FRANCISCO ALMEIDA DA
SILVA. “Despacho de fls.30: Defiro o pedido de expedição de oficios à Secretaria da Fazenda Estadual, Coelce, Cagece,
Telemar, Vivo, Claro, Tim Oi e Receita Federal do Brasil, para que, desde já, informe o endereço da parte promovida..
Intime-seainda a parte autora para que junte aos autos o pagamento das custas para expedição dos oficios,”.- INT.
DR(S). MARIA SOCORRO ARAUJO SANTIAGO , ROSEANY ARAUJO VIANA

5) 396011-76.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199802321419 - Tombo: 3839 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL


EXEQUENTE.: BANCO SUDAMERIS BRASIL S/A EXEQÜIDO.: JOAO LOBO DE MEDEIROS EXEQÜIDO.: MARIA CLARA DA
SILVA MEDEIROS. “Despacho de fls. 103: Intime-se novamente a parte, atravpes de seu(s) advogado(s), para cumprir o
despacho de fls. 97, no prazo de 5(cinco) dias.”.- INT. DR(S). RAFAEL PORDEUS COSTA LIMA FILHO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 111

6) 486332-74.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: ANDREA LIMA BRAGA DO NASCIMENTO


REQUERIDO.: CONSTRUTORA C ROLIM - C ROLIM ENGENHARIA REQUERENTE.: GERMANA CAMURCA MORAES
REQUERIDO.: OZENIRA CABRAL DE BRITO REQUERENTE.: RUBENS DA SILVA MORAIS. “Despacho de fls.355: Intimar a
requerente para falar sobre a Contestação de fls.301/354.”.- INT. DR(S). GERMANA CAMURÇA MORAES

7) 497041-71.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: DIBENS LEASING S/A - ARRENDAMENTO


MERCANTIL REQUERENTE.: NANCY DA SILVA OLIVEIRA. “Despacho de fls. 143: Ante o disposto no art. 267, VIII,§ 4º,
CPC, fale a parte promovida sobre o pedido de desistência acostado à fls. 123.”.- INT. DR(S). EMANUELLE F. GOMES
SILVA MOURA

8) 50162-13.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: MAPFRE VERA CRUZ SEGURADORA S.A.


REQUERENTE.: MARIA BEZERRA OLIVEIRA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Despacho de
fls81: Intime-se a parte autora, através de seus advogados, para requerer o que for de direito, no prazo de 5 (cinco)
dias.”.- INT. DR(S). AUDIC CAVALCANTE MOTA DIAS , JÉFERSON CAVALCANTE DE LUCENA , LEONARDO ARAUJO DE
SOUZA

9) 51699-73.2009.8.06.0001/0 - Tombo: 12750 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO ABN AMRO


REAL S.A REQUERENTE.: DISMAR DISTRIBUIDORA CEARENSE GLP LTDA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A
REGULARIZAR. “Despacho de fls. 121: Intime-se o advogado do autor Dr. Moys´pes Barjud marques (OAB/CE 13.496)
sobre o cumprimento da sentença por parte do executado , a fim de que requeira o que for de direito.”.- INT. DR(S).
MOYSES BARJUD MARQUES

10) 549793-83.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: AYMORE CREDITO FINACIAMENTO E


INVESTIMENTO S/A REQUERENTE.: RAIMUNDA GURGEL LEANDRO. “Despacho de fls. 125: Ante o disposto no art. 267,
VIII,§ 4º, CPC, fale a parte promovida sobre o pedido de desistência acostado à fls. 123.”.- INT. DR(S). RAFAEL PORDEUS
COSTA LIMA FILHO

11) 555862-54.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200102362521 - Tombo: 5974 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL


EXEQÜIDO.: CLOVIS CARNEIRO MAPURUNGA NETO EXEQUENTE.: INSTITUTO PEDAGOGICO CHRISTUS S/C LTDA.
“Despacho de fls.70: Diante das informações oriundas do Banco Central do Brasil- disponibilizada pelo Bacenjud 2.0(
Sistema de Atendimento ao Poder Judiciário)- sobre a existência de ativos em nome da parte executada, e o consequente
bloqueio daqueles,quais sejam :” Recibo de Protocolamento de Bloqueio de Valores” (fls. 196) e “Detalhamento de
Ordem Judicial de Bloqueio de Valores”( fls. 197/199), intimem-se as partes para que requeiram o que for de direito.”.-
INT. DR(S). CAROLINE BRASIL DE CARVALHO ROCHA , GERMANA VASCONCELOS DE ALCANTARA , SUMAIA ANDREA
SANCHO DE CARVALHO ROCHA

12) 57937-79.2007.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO GMAC S.A


REQUERIDO.: MARIA RISINHA SARAIVA. “Despacho de fls. 41: Intime-se o autor, através de seu advogado, para informar
no prazo de 05(cinco) dias, se ainda existe interesse no prosseguimento do feito.”.- INT. DR(S). ELIETE SANTANA
MATOS , EVANDRO LIMA DE OLIVEIRA , GUSTAVO DE SOUSA LOPES , HIRAN LEAO DUARTE

13) 702980-34.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200502000295 - Tombo: 8759 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.:


CREDICARD S/A - ADMINISTRADORA DE CARTOES DE CREDITO REQUERIDO.: INFOGRAF COMERCIAL DE INFORMATICA
LTDA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Despacho de fls.87: Defiro o pedido de expedição de
oficios ao Detran, Vivo, Claro, Tim Oi e Embratel.Intime-se a parte autora para juntar aos autos o comprovante de
pagamento das custas de expedição dos oficios,”.- INT. DR(S). CLEUZA ANNA COBEIN

14) 71718-71.2007.8.06.0001/0 - Tombo: 10944 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: RITA DE CASSIA ROCHA DE
MEDEIROS REQUERENTE.: WALERIO DO AMARAL BARROS. “Despacho de fls.155: Intime-se a parte autora, através de
seus advogados, para requerer o que for de direito, no prazo de 5 (cinco) dias.”.- INT. DR(S). TEODULFO NOGUEIRA
MAGALHAES

15) 88454-04.2006.8.06.0001/0 - INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL REQUERIDO.: BANCO FININVEST S.A REQUERENTE.:
IRONILDO PEREIRA DE OLIVEIRA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Despacho de fls. 202:
Intime-se a parte autora, através de seus advogados, para requerer o que for de direito, no prazo de 5(cinco) dias.”.-
INT. DR(S). JORGE FERRAZ NETO

16) 910095-05.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ANDERSON SOARES DO NASCIMENTO


REQUERENTE.: MARIA SHEILA SOARES MENDES REQUERIDO.: MARITIMA SEGUROS S.A. (SEGURADORA INTEGRANTE
DO CONSORCIO DPVAT). “Despacho de fls. 41: Fica determinado a intimação da parte autora para falar sobre a
Contestação e documentos apresentados, no prazoi de 10(dez) dias.”.- INT. DR(S). RODOLFO BENTO DA ROCHA

17) 99818-65.2009.8.06.0001/0 - Tombo: 13053 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: DIBENS LEASING S.A -
ARRENDAMENTO MERCANTIL REQUERENTE.: ROSINEIDE FALCAO DE OLIVEIRA CORREIA .”Despacho de fls.213:
Intimar a requerente para falar sobre a Contestação de fls.153/180.”- INT. DR(S). ALEXANDRE FRANCA MAGALHAES ,
GABRIELA NASCIMENTO LIMA .

Juiz(a) Titular : ONILDO ANTONIO PEREIRA DA SILVA


Diretor(a) de Secretaria: EPAMINONDAS GOMES ROLIM
EXPEDIENTE nº 92/2013 em: Treze (13) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 112

CE/16380 1 CE/13461 1
CE/9215 1 CE/19730 1
CE/16141 1 CE/5864 2
CE/10939 2 SP/177079 3
CE/13371 3 CE/5408 4
CE/7143 4 CE/16470 5
CE/15784 6 CE/15507 6
CE/19864 6 CE/5864 7
CE/25991 7 CE/5864 8
CE/12534 8 CE/5958 9
CE/24387 10 CE/16470 10
CE/21796 10 CE/15304 11
CE/8116 12 CE/13254 12
CE/6931 13 CE/5408 13

1) 150102-14.2008.8.06.0001/0 - Tombo: 11649 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: EDNA MARCIA MAIA E SILVA
OLIVEIRA REQUERIDO.: LABORATORIO PASTEUR. “Despacho de fls72 : Declaro saneado o processo. Defiro a produção das
provas requeridas.Designo audiência de instrução a realizar-se no dia 05/11/2013 às 15:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as
partes para comparecimento e depoimentos em audiência. Concedo ás partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas
que também serão ouvidas nesta audiência.”.- INT. DR(S). CAMILLE HOLANDA TAVARES LIRES , GILMARA MARIA DE OLIVEIRA
BARBOSA , JOSE DE ARIMATEA SANTIAGO , MAURO FERNANDO MONTEIRO DA SILVA , ROBSON SABINO DE SOUSA

2) 25159-56.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: COELCE COMPANHIA ENERGETICA DO CEARA


TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERENTE.: PEDRO ALBERTO SAUNDERS BRASIL COSTA LIMA.
“Despacho de fls178 : Declaro saneado o processo. Defiro a produção das provas requeridas.Designo audiência de instrução
a realizar-se no dia 19/09/2013 às 15:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para comparecimento e depoimentos em
audiência. Concedo ás partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.-
INT. DR(S). ANTONIO CLETO GOMES , NORBERTO RIBEIRO DE F. FILHO

3) 28418-25.2008.8.06.0001/0 - Tombo: 12071 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: MALHARIA PAULISTA LTDA


REQUERIDO.: ROCHESTER INDUSTRIA E COMERCIO TEXTIL LTDA. “Despacho de fls.109 : Designo audiência de instrução a
realizar-se no dia 26/09/2013 às 14:30 hs devendo as partes, no prazo de 10 dias apresentarem seus róis de testemunhas.”.-
INT. DR(S). HAMILTON GONÇALVES , RAUL AMARAL JUNIOR

4) 369855-51.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199802058556 - Tombo: 2421 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.:


LAISO RABELO ALVES REQUERIDO.: MARIA LUZANIRA RABELO ALVES REQUERENTE.: MARTA MARIA MARIANO DE ALMEIDA.
“Despacho de fls120 : Declaro saneado o processo. Defiro a produção das provas requeridas.Designo audiência de instrução
a realizar-se no dia 24/09/2013 às 14:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para comparecimento e depoimentos em
audiência. Concedo ás partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.-
INT. DR(S). JOURDANETE MENDONÇA LOPES , PAULO DE TARSO MOREIRA FILHO

5) 419614-32.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ANA RAQUEL CARDOSO NOGUEIRA


REQUERIDO.: HOSPITAL ANTONIO PRUDENTE. “Despacho de fls.95 : Designo audiência de instrução a realizar-se no dia
26/09/2013 às 15:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para comparecimento e depoimentos em audiência. Concedo
ás partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.- INT. DR(S). IGOR
MACEDO FACO

6) 44161-75.2008.8.06.0001/0 - Tombo: 11926 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BRADESCO S/A REQUERENTE.:


JOSE CARLOS DE FREITAS BRAGA. “Despacho de fls 66 : Declaro saneado o processo. Defiro a produção das provas
requeridas.Designo audiência de instrução a realizar-se no dia 19/09/2013 às 14:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes
para comparecimento e depoimentos em audiência. Concedo ás partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que
também serão ouvidas nesta audiência.”.- INT. DR(S). CAROLINE SATIRO DE HOLANDA , FELIPE BRAGA ALBUQUERQUE ,
HENRIQUE DE PAULA MACHADO

7) 452117-72.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: COELCE - COMPANHIA ENERGETICA DO


CEARA REQUERENTE.: EXPEDITA GOMES DA SILVA. “Despacho de fls.53 : Designo audiência de instrução a realizar-se no dia
12/11/2013 às 14:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para comparecimento e depoimentos em audiência. Concedo ás
partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.- INT. DR(S). ANTONIO
CLETO GOMES , JOSE HELDER FEITOSA

8) 51940-47.2009.8.06.0001/0 - Tombo: 12741 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: COELCE - COMPANHIA


ENERGETICA DO CEARA REQUERENTE.: JV & VIANNEY EMPREENDIMENTO METALURGICOS LTDA - ME. “Despacho de fls109
: Declaro saneado o processo. Defiro a produção das provas requeridas.Designo audiência de instrução a realizar-se no dia
06/11/2013 às 14:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para comparecimento e depoimentos em audiência. Concedo ás
partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.- INT. DR(S). ANTONIO
CLETO GOMES , EDUARDO CORREA DE OLIVEIRA

9) 520980-66.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200102013039 - Tombo: 5573 - USUCAPIÃO REQUERENTE.: FELIPE XAVIER


BORGES REQUERENTE.: MARIA DE LOURDES DA SILVA BORGES. “Despacho de fls.88 : Designo audiência de instrução
a realizar-se no dia 07/11/2013 às 15:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para comparecimento e depoimentos em
audiência. Concedo ás partes o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.-
INT. DR(S). JOSE ERIALDO MUNIZ

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 113

10) 521077-80.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ANTONIO HELYJONES DA SILVA


NASCIMENTO REQUERENTE.: DAYANE DO NASCIMENTO LOPES REQUERIDO.: HAPVIDA - ASSISTÊNCIA MÉDICA LTDA
REQUERIDO.: HOSPITAL ANTONIO PRUDENTE S/C. “Despacho de fls.225 : Designo audiência preliminar ,a realizar-se no
dia 07/11/2013 às 14h :30min, ocasião em que será tentada a conciliação entre as partes e, não sendo obtida esta, fixados os
pontos controvertidos da lide, nos termos do art. 331 do CPC. Intimem-se.”.- INT. DR(S). FELIPE LOURENÇO MELLO SILVA ,
IGOR MACEDO FACO , RENE FREITAS DE QUEIROZ

11) 524681-49.2011.8.06.0001/0 - USUCAPIÃO REQUERENTE.: MARIA NEUMAN DANTAS. “Despacho de fls56 :.Designo
audiência de instrução a realizar-se no dia 25/09/2013 às 15:30 hs.Intimem-se as partes para comparecimento e depoimentos
em audiência. Concedo a parte o prazo de 10 dias para que arrolem testemunhas que também serão ouvidas nesta audiência.”.-
INT. DR(S). ROBERTO ARRUDA CAVALCANTE

12) 64144-94.2007.8.06.0001/0 - Tombo: 12824 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: COMPANHIA DE TRANSPORTE


COLETIVO - CTC AUTOR.: HELIO NUNES DA SILVA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Despacho de
fls.149: Designo audiência de instrução a realizar-se no dia 12/11/2013 às 15:30 hs.Intimem-se, pessoalmenbte as partes para
comparecimento e depoimentos em audiência.”.- INT. DR(S). ANTONIO DELANO SOARES CRUZ , DANUZA MARIA SOARES DE
PONTES

13) 70093-02.2007.8.06.0001/0 - Tombo: 11053 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ADRYAN GUEDES


ALEXANDRE REQUERIDO.: CANDIDO DOCA FEITOSA REQUERENTE.: CRISLANE GUEDES ALEXANDRE REQUERENTE.: JESUS
LOURENÇO GUEDES ALEXANDRE TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR .”Despacho de fls54: .Designo
audiência de instrução a realizar-se no dia 06/11/2013 às 15:30 hs., para depoimentos pessoais e oitiva de testemunhas que
deverão ser arroladas no prazo de 10 dias após a publicação deste despacho. Intimem-se.”- INT. DR(S). ANTONIO JOSE
THAUMATURGO BARROSO , JOURDANETE MENDONÇA LOPES .

EXPEDIENTES DA 5ª VARA CIVEL

Juiz(a) Titular : JOSE EDMILSON DE OLIVEIRA


Diretor(a) de Secretaria: FRANCISCO ARLINDO CAMPOS DE ARAUJO
EXPEDIENTE nº 51/2013 em: Nove (09) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/17935 1 CE/23271 2
CE/22559 3 CE/24213 3
CE/22680 3 CE/21566 3
CE/19328 4 CE/24250 5
CE/21259 6 CE/12265 6
PE/22085 7 CE/23122 7
PE/21153 7 CE/8012 8
CE/15067 9 CE/6352 9
CE/14909 9 CE/15067 10
CE/16923 11 CE/25274 11
PE/19357 12 PR/29043 12
CE/19353 12 PR/44812 12
PE/22718 12 CE/7214 12
CE/20701 12

1) 402632-40.2010.8.06.0001/0 - MONITÓRIA REQUERIDO.: IRMAOS MUNIZ SUPERMERCADOS LTDA REQUERENTE.: M.


DIAS BRANCO S/A INDUSTRIA E COMERCIO DE ALIMENTOS. “DESPACHO: Intimar a parte Autora sobre a certidão do
Meirinho. fls. 71. Prazo 05 dias.”.- INT. DR(S). MARILIA MOREIRA MOURA ALENCAR

2) 438130-03.2010.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERIDO.: FABIANO CAVALCANTE


DE ASSIS REQUERENTE.: HSBC BANK BRASIL S.A - BANCO MULTIPLO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A
REGULARIZAR. “SENTENÇA: Ante o exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima e em consequência, declaro
extinto o feito, por sentença, nos termos do art. 267, inciso VIII, do Código de Processo Civil, para que se produzam
todos os efeitos jurídicos e legais correspondentes. Oficie-se o DETRAN-CE, determinando a baixa de eventual restrição
do automóvel objeto da lide. Dê-se, de logo, baixa na distribuição com arquivamento dos autos, em face da desistência
do prazo recursal. P.R.I. Fortaleza, 24 de maio de 2012.”.- INT. DR(S). ANA CAROLINA BARBOSA PEREIRA

3) 496552-34.2011.8.06.0001/0 - CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO REQUERENTE.: IVNA HOLANDA VIANA REQUERIDO.:


TIM CELULAR S.A. “DESPACHO: Intime-se a parte autora para aditar o petitório inicial, incluindo neste o pleito
indenizatório requestado à fl. 54. Expedientes necessários.”.- INT. DR(S). DEBORA RABELO QUEIROZ SILVA , ERICA
CLEA BARROS DE LIMA , MARIA DE FATIMA MAIA MOTA , MARIA SANTA MARTINS TIMBO

4) 501406-71.2011.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERIDO.: ANTONIO DA SILVA


ESCOSSIO REQUERENTE.: B V FINANCEIRA S/A, CREDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO. “ DESPACHO: Intimar
a parte Autora sobre a Certidão do Meirinho de fls. 28. Prazo de 05 dias.”.- INT. DR(S). MARIA ISABEL AGUIAR PESSOA
DE BARROS

5) 509454-19.2011.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO ITAULEASING


S/A REQUERIDO.: LUIZA REGINA GOMES DOS SANTOS. “ SENTENÇA: Ante o exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 114

noticiada acima, em consequência, declaro extinto o feito, por sentença, nos termos do art. 267, inciso VIII, do Código
de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais corespondentes. Dê-se baixa na distribuição
com arquivamento dos autos. P.R.I. Fortaleza, 24 de abril de 2012.”.- INT. DR(S). RODRIGO LAPA DE ARAUJO SILVA

6) 514369-14.2011.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERENTE.: AYMORE CREDITO,


FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A REQUERIDO.: JANIO CAVALCANTE BEZERRA. “ SENTENÇA: Ante o exposto,
HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima, em consequência, declaro extinto o feito, por sentença, nos termos do art.
267, inciso VIII, do Código de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais correspondentes.
Dê-se, de logo, baixa na distribuição com arquivamento dos autos. P.R.I. Fortaleza, 25 de junho de 2012.”.- INT. DR(S).
PAULO HENRIQUE DE OLIVEIRA ALVES , RAIMUNDO MESSIAS DE LIMA

7) 549297-54.2012.8.06.0001/0 - MONITÓRIA REQUERENTE.: HSBC BANK BRASIL S/A REQUERIDO.: JOSE VILMAR
ARRUDA. “ DESPACHO: Intimar a parte Autora sobre a certidão do meirinho, de fls. 32 V. Prazo de 05 dias.”.- INT.
DR(S). BENONI MENELAU LINS NETO , JOSE NARCELIO DE OLIVEIRA , PEDRO ROSADO H. PIMENTEL

8) 552152-06.2012.8.06.0001/0 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQUENTE.: BANCO ITAU UNIBANCO S/A


EXEQÜIDO.: ROMAO INDUSTRIA E COMERCIO DE CONFECÇOES LTDA. “ DESPACHO: Intimar a parte Autora sobre a
certidão do Meirinho. Fls. 22 e 23V. Prazo de 05 dias.”.- INT. DR(S). DR. MOISÉS NETO DE OLIVEIRA

9) 71877-48.2006.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO ITAU S/A TERCEIRO INTERESSADO.:


MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: VERA LUCIA LIMA SOUSA. “ SENTENÇA: Ante o exposto, HOMOLOGO A
DESISTÊNCIA noticiada acima, em consequência, declaro extinto o feito, por sentença, nos termos do art. 267, inciso
VIII, do Código de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais correspondentes. Oficie-se
ao Detran para que seja dado baixa em possíveis bloqueios, sob as penas legais. Dê-se, de logo, baixa na distribuição
com arquivamento dos autos. P.R.I.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA , HELENA CASTELO
BRANCO DO BOMFIM , WYNSTON LIMA ALEXANDRINO

10) 82435-11.2008.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: DIBENS - LEASING


S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL REQUERIDO.: MINI MERCANTIL DA CONSTRUCAO LTDA ME. “SENTENÇA: Ante o
exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima e, em consequência, declaro extinto o feito, por sentença, nos
termos do art. 267, inciso VIII, do Código de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais
correspondentes. Após o decurso do prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. P.R.I.”.-
INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA

11) 904680-41.2012.8.06.0001/0 - MONITÓRIA REQUERENTE.: MIGUEL JAIME GUITER REQUERIDO.: VISUAL MIDIA
SERVICOS GRAFICOS LTDA. “DESPACHO: Intimar a parte Autora sobre a certidão do Meirinho de fls.22. No prazo de 05
dias.”.- INT. DR(S). DJALMA FERREIRA DE ARAUJO JUNIOR , WELLINGTON SAMPAIO DE HOLANDA FILHO

12) 907406-85.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: MAPFRE VERA CRUZ SEGURADORA


S.A. REQUERENTE.: RAIMUNDO NONATO MOURA .”DESPACHO: Venham-me os autos conclusos para julgamento do
processo no estado em que se encontra. Expediente necessário.”- INT. DR(S). CARLOS ANTONIO HARTEN FILHO ,
FABIANO NEVES MACIEYWSKI , MARCIO VIEIRA LEITE MARANHAO , ROBSON SAKAI GARCIA , ROSTAND INÁCIO DOS
SANTOS , SILVERIO ATALO BATISTA NOBRE , THAISA CRISTINA CANTONI MANHAS .

JUÍZO DE DIREITO DA 5ª VARA CÍVEL


JUIZ(A) DE DIREITO JOSE EDMILSON DE OLIVEIRA
DIRETOR(A) DE SECRETARIA FRANCISCO ARLINDO CAMPOS DE ARAÚJO
INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS
RELAÇÃO Nº 0053/2013
ADV: JOSE FLAVIO LEVINO (OAB 20714/CE), ROSEANY ARAUJO VIANA ALVES (OAB 10952/CE), MARIA SOCORRO
ARAUJO SANTIAGO - Processo 0140317-52.2013.8.06.0001 - Execução de Título Extrajudicial - Contratos Bancários -
EXEQUENTE: BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. - EXECUTADO: F.B CARGAS LTDA - Sentença de fls. 48: Vistos, etc.
BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A ajuizou a presente Ação de Execução de Título Extrajudicial, onde atravessou nos autos a
petição de fl. 47, formulando pedido de homologação de desistência do feito. Breve relato. Decido: Ante o exposto, HOMOLOGO
A DESISTÊNCIA noticiada acima e, em consequência, declaro extinto o feito, por sentença sem resolução de mérito, nos termos
do art. 267, VIII do Código de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais correspondentes. Dê-se,
de logo, baixa na distribuição com arquivamento dos autos. P.R.I.
ADV: ALESSIA PIOL SA (OAB 16492/CE), SUELY DE MEDEIROS OZORIO (OAB 10061/CE), FABIO JOSE DE OLIVEIRA
OZORIO - Processo 0141760-38.2013.8.06.0001 - Embargos à Execução - Valor da Execução / Cálculo / Atualização -
EMBARGANTE: PAULO CESAR GARCIA TEOBALDO - EMBARGADO: DIREITO COMPANHIA LTDA - Decisão de fls. 100: 1.
Recebo os presentes embargos para discussão. 2. Os argumentos aduzidos na referida peça carecem de fase cognitiva para
uma melhor e devida compreensão por parte deste juízo. Dessa forma, e por enquanto, indefiro o pedido de suspensividade da
execução e mantenho a penhora efetuada nos autos executivos. 3. Abra-se vista ao Embargado para conhecimento dos termos
dos embargos e, querendo, apresentar manifestação no prazo legal. 4. Int.
ADV: RAIMUNDO ALEXANDRE LINHARES DIAS (OAB 11524/CE), JULIO NOGUEIRA MILITAO NETO (OAB 3144/CE) -
Processo 0157210-21.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário - Valor da Causa - REQUERENTE: SANDRA MARA BARRETO
SOUZA - REQUERIDO: CONSTRUTORA PLACIC LTDA - Decisão de fls. 35: R.H. Intime-se a parte Impugnada para, em dez
(10) dias, ofertar sua resposta ao incidente processual em tela. Expediente de estilo.
ADV: MARA THAYS MAIA FERREIRA (OAB 19462/CE), LEONARDO BESSA MOREIRA (OAB 18790/CE) - Processo
0161682-02.2012.8.06.0001 - Despejo por Falta de Pagamento Cumulado Com Cobrança - Locação de Imóvel - REQUERENTE:
Construtora Morais Vasconcelos Ltda - REQUERIDO: F N de Lima Serviços Automotivos ME (NILCAR) e outro - Sentença de
fls. 45/46: Vistos e etc. Cuida de Ação de Despejo c/c Cobrança, com pedido liminar, ajuizada por CONSTRUTORA MORAIS
VASCONCELOS LTDA contra F N DE LIMA SERVIÇOS AUTOMOTIVOS ME (NILCAR), deduzindo - em síntese - haver locado
o imóvel residencial localizado na Av. Dr. Theberge, 1645-B, Cristo Redentor, nesta urbe, com aluguel mensal de R$ 750,00

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 115

(setecentos e cinquenta reais), estando em mora com pagamento dos aluguéis desde o início do Contrato de Locação, em
01 de janeiro de 2012, perfazendo um débito de R$ 5.043,34 (cinco mil, quarenta e três reais e trinta e quatro centavos) -
conforme demonstrativo atualizado de débito em anexo, requerendo, ao final, a procedência da presente demanda com o fito
de evitar a rescisão contratual sub-judice, proceder à decretação do despejo da parte promovida, bem como condená-la ao
pagamento das custas processuais e honorários advocatícios na base de 20% (vinte por cento). Ante o exposto e por tudo mais
que dos autos consta, JULGO PROCEDENTE O PEDIDO VESTIBULAR, condenando o réu ao pagamento do valor da dívida,
devidamente atualizado, bem como decretando o despejo requerido e dando por rescindido o contrato avençado, concedendo
ao atual ocupante do imóvel o prazo de 15 (quinze) dias para a desocupação voluntária do imóvel objeto da lide, sob pena de
despejo coercitivo, condenando, ainda, o locatário ao pagamento dos aluguéis vencidos e vincendos até a desocupação efetiva
do bem, somando-se juros de mora de 1% (um por cento) ao mês e correção monetária pelo índice INPC-FGV, a contar de seus
vencimentos, além dos encargos da locação previstos no contrato. Condeno, ainda, ao pagamento dos honorários advocatícios
que fixo em 20% (vinte por cento) sobre a condenação. Para o caso de execução provisória da sentença. (art. 63, §4º e 64
da Lei 8245/91), fixo em 12 (doze) meses de aluguel o valor da caução. Expeça-se, oportunamente, Mandado de Notificação
e Despejo. Publique-se. Registre-se. Intime-se. Certificado o trânsito em julgado, cumpra-se, dando baixa na distribuição e
arquivando-se, observadas as formalidades legais.
ADV: DEFENSOR PÚBLICO SILVÉRIO ÁTALO BATISTA NOBRE (OAB 1/CE) - Processo 0170911-83.2012.8.06.0001 -
Procedimento Ordinário - Interpretação / Revisão de Contrato - REQUERENTE: Maria Jose Pereira dos Anjos - REQUERIDO:
BANCO BRADESCO FINANCIAMENTO - Sentença de fls. 76/77: Vistos etc ...Maria Jose Pereira dos Anjos, por conduto de
seu patrono judicial, ingressou com a ação epigrafada, com pedido de antecipação de tutela, em face de Banco Bradesco
Financiamento, ambos qualificados nos autos do feito em destaque, pleiteando, em suma, a revisão dos encargos financeiros
impostos na cobrança do empréstimo consignado, ao argumento de estabelecer taxas de juros exponenciais e escorchantes, ao
que requereu o expurgo dos encargos financeiros reputados abusivos e ilegais, a exemplo da capitalização de juros. Isto posto,
JULGO PROCEDENTE O PEDIDO, para fim de determinar que o promovido efetue a soma de todas as dívidas da promovente,
calculando o número de parcelas vincendas, abstendo-se de efetuar descontos na conta da autora superiores ao limite de
30% (trinta por cento) dos seus vencimentos. Condeno o Banco réu ao pagamento de R$1.000,00 (hum mil reais) a título de
honorários sucumbenciais, o que faço por arbitramento, segundo a dicção do art. 20, §4º do Código de Ritos, a ser revertido
em prol da Defensoria Pública Geral do Estado do Ceará (Banco do Brasil S/A 001 Agência nº 008-6 Conta nº 1702833-7).
Certificado o trânsito em julgado, cumpra-se, dando baixa na distribuição e arquivando-se, observadas as formalidades legais.
Publique-se. Registre-se. Intime-se.
ADV: KATIA MARIA BASTOS FURTADO (OAB 9334/CE), JEFERSON CAVALCANTE DE LUCENA (OAB 18340/CE),
LEONARDO ARAUJO DE SOUZA (OAB 15280/CE), JOAO LUIZ CUNHA DOS SANTOS (OAB 265931/SP) - Processo 0184769-
84.2012.8.06.0001 - Exceção de Incompetência - EXCIPIENTE: Bradesco Auto/re Cia de Seguros - EXCEPTO: Natalia Alves
Lima - Sentença de fls. 39: Vistos, etc. Trata-se de EXCEÇÃO DE INCOMPETENCIA proposta por BRADESCO AUTO/RE CIA
DE SEGUROS em face de NATALIA ALVES LIMA, qualificados no âmbito do exórdio da inicial. In casu, julgo que o objeto do
vertente incidente processual perdeu seu objeto, a teor do art. 267, IV da Lei Processual vigente, tendo em vista que as partes
litigantes entraram em composição extrajudicial, pondo fim o litígio entre os contendores. Ante o exposto, por tudo o mais que
dos autos consta, hei por bem decretar a perda do objeto da presente exceção de incompetência, razão por que, por sentença,
EXTINGO o processo epigrafado, sem exame de mérito, sob o pálio do art. 267, inc. IV do Diploma Adjetivo Civil, determinando,
por corolário, após a decorrência prazal, a regular baixa na distribuição com arquivamento dos autos. P. R. I.
ADV: DENIS ANDERSON DA ROCHA BEZERRA (OAB 19541/CE), DAVID ARISON DA ROCHA BEZERRA CAVALCANTE
(OAB 17939/CE), CICERO CORDEIRO FURTUNA (OAB 22014/CE), JOAQUIM CABRAL DE MELO NETO (OAB 24196/CE)
- Processo 0184838-19.2012.8.06.0001 - Exceção de Incompetência - EXCIPIENTE: Companhia Excelsior de Seguros -
EXCEPTO: Jacone Alves Soares - Sentença de fls. 29: Vistos, etc...Trata-se de EXCEÇÃO DE INCOMPETENCIA proposta por
COMPANHIA EXCELSIOR DE SEGUROS em face de JACONE ALVES SOARES, qualificados no âmbito do exórdio da inicial.
In casu, julgo que o objeto do vertente incidente processual perdeu seu objeto, a teor do art. 267, IV da Lei Processual vigente,
tendo em vista que as parte compuseram extrajudicialmente, pondo termo a demanda. Ante o exposto, por tudo o mais que
dos autos consta, hei por bem reconhecer a perda do objeto do presente incidente, razão por que, por sentença, EXTINGO
o processo epigrafado, sem exame de mérito, sob o pálio do art. 267, inc. IV do Diploma Adjetivo Civil, determinando, por
corolário, após a decorrência prazal, a regular baixa na distribuição com arquivamento dos autos. P. R. I.
ADV: RICARDO WAGNER OLIVEIRA SANTOS (OAB 17066/CE), JULIO NOGUEIRA MILITAO NETO (OAB 3144/CE),
MANUEL GOMES FILHO (OAB 3252/CE), OSVALDO DE SOUZA ARAUJO FILHO (OAB 5542/CE), DANIEL LANDIM SOARES
(OAB 17067/CE), FILIPE AUTRAN CAVALCANTE ARAUJO (OAB 23912/CE), JULIANA MARIA MAVIGNIER MILITAO BRAGA
(OAB 17770/CE), RODRIGO FEIJO ABUD (OAB 22093/CE), SAULO GADELHA SANTOS (OAB 26530/CE), PEDRO FELIPE
ROLIM MILITÃO (OAB 25091/CE), ELAISE MOREIRA LANDIM (OAB 24537/CE) - Processo 0192765-36.2012.8.06.0001 -
Renovatória de Locação - Locação de Imóvel - REQUERENTE: L. Viana Comercio de Petroleo Ltda - REQUERIDO: SP Indústria
e Distribuidora de Petróleo Ltda - Sentença de fls. 157/164: Vistos, etc..Cuida-se de AÇÃO RENOVATÓRIA DE LOCAÇÃO NÃO
RESIDENCIAL ajuizada por L. VIANA COMÉRCIO DE PETRÓLEO LTDA em desfavor de SP INDÚSTRIA E DISTRIBUIDORA
DE PETRÓLEO LTDA, com fundamento nos arts. 51 e 71 da Lei n. 8.245/91 (lei das locações dos imóveis urbanos).(PARTE
FINAL)...DISPOSITIVO ANTE O EXPOSTO, julgo procedente a presente ação renovatória proposta por L. VIANA COMÉRCIO
DE PETRÓLEO LTDA em desfavor de SP INDÚSTRIA E DISTRIBUIDORA E PETRÓLEO LTDA, para renovar o contrato de
locação a partir de 01/07/2013, pelo prazo de 4 (quatro) anos, ou seja, até 01/07/2017, mantidas as demais cláusulas. Condeno
a requerida no pagamento de custas processuais e honorários advocatícios, que fixo em 10% (dez por cento) sobre o valor da
causa. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.
ADV: ANA CAROLINA DOS ANJOS DE SOUZA (OAB 18348/CE), DENIS ANDERSON DA ROCHA BEZERRA (OAB 19541/
CE), DAVID ARISON DA ROCHA BEZERRA CAVALCANTE (OAB 17939/CE), CICERO CORDEIRO FURTUNA (OAB 22014/
CE), JOAQUIM CABRAL DE MELO NETO (OAB 24196/CE), ROSTAND INÁCIO DOS SANTOS (OAB 22718-A/CE) - Processo
0481062-69.2011.8.06.0001 - Procedimento Sumário - Seguro - REQUERENTE: Jacone Alves Soares - REQUERIDO:
Companhia Excelsior de Seguros - Sentença de fls. 71: Vistos, etc...COMPANHIA EXCELSIOR DE SEGUROS e JACONE ALVES
SOARES E OUTRO, amplamente qualificados, atravessaram nos autos do processo epigrafado a petição de fls. 67, informando
a celebração de ACORDO EXTRAJUDICIAL, na forma do art. 840, NCC, rogando a devida homologação e baixa na distribuição.
Breve relatório. Decido. Ante o exposto, hei por bem, com resolução de mérito, HOMOLOGAR O ACORDO JUDICIAL, o que
faço, por sentença, sob o espeque do art. 269, III da Lei Instrumental vigente, decretando a extinção do processo, para que surta
seus jurídicos e legais efeitos. Decorrido o prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento do processo. P. R. I.
ADV: WILSON SALES BELCHIOR (OAB 17314/CE), MARCUS CESAR DE OLIVEIRA FREITAS (OAB 20978/CE) - Processo

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 116

0484864-75.2011.8.06.0001 - Procedimento Ordinário - Obrigação de Fazer / Não Fazer - REQUERENTE: Sonia Maria Alves
Ponte - REQUERIDO: Bradesco Auto Re Companhia de Seguros - Decisão de fls. 242: R.H. A Lei 11.232/05, que passou a vigorar
a partir de 22 de junho de 2006, tem em mira ensejar maior celeridade ao tramite procedimental e, por corolário, emprestar mais
efetividade à prestação jurisdicional tão anelada pelo jurisdicionado como decorrência do princípio constitucional do acesso à
justiça. Em assim sendo, atento ao conteúdo das novas regras que regulam a matéria pertinente à EXECUÇÃO DE TITULO
JUDICIAL, como é o caso dos autos, faz-se imperioso determinar, ex vi do art. 475-J, do CPC, a INTIMAÇÃO do devedor por seu
patrono judicial para, no prazo de quinze (15) dias, efetuar o pagamento voluntário do montante apurado na tabela de cálculos
de fls. 240. Cumpra-se. Exp. Nec.
ADV: KATIA MARIA BASTOS FURTADO (OAB 9334/CE), ANTONIO DOS SANTOS MOTA (OAB 19283/CE), JEFERSON
CAVALCANTE DE LUCENA (OAB 18340/CE), LEONARDO ARAUJO DE SOUZA (OAB 15280/CE), JOAO LUIZ CUNHA DOS
SANTOS (OAB 265931/SP) - Processo 0503487-90.2011.8.06.0001 - Procedimento Ordinário - Seguro - REQUERENTE: Natalia
Alves Lima - REQUERIDO: Bradesco Auto/re Cia de Seguros - Sentença de fls. 105: Vistos, etc ...SEGURADORA LIDER
DOS CONSORCIOS DO SEGURO e NATALIA ALVES LIMA, amplamente qualificados, atravessaram nos autos do processo
epigrafado a petição de fls. 101/2, informando a celebração de ACORDO EXTRAJUDICIAL, na forma do art. 840, NCC, rogando
a devida homologação e baixa na distribuição. Breve relatório. Decido. Ante o exposto, hei por bem, com resolução de mérito,
HOMOLOGAR O ACORDO JUDICIAL, o que faço, por sentença, sob o espeque do art. 269, III e 794, II da Lei Instrumental
vigente, decretando a extinção do processo, para que surta seus jurídicos e legais efeitos. Decorrido o prazo recursal, dê-se
baixa na distribuição com arquivamento do processo. P. R. I.
ADV: CASSANDRA MARIA ARCOVERDE E ASSUNÇAO (OAB 8020/CE), MARCIO AUGUSTO RIBEIRO CAVALCANTE (OAB
12359/CE), MARCOS NASCIMENTO ASSUNÇAO (OAB 20662/CE) - Processo 0509697-60.2011.8.06.0001 - Procedimento
Ordinário - Antecipação de Tutela / Tutela Específica - REQUERENTE: Associaçao dos Servidores do Ministerio Publico do
Estado do Ceara Assempece - REQUERIDO: Tim Celular S/A - Serasa S/A - Conforme a Portaria nº 43/97: Proceder à intimação
da parte requerente para falar sobre a contestação no prazo de dez (10) dias. Exp. Nec.
ADV: JOSE FLAVIO MEIRELES DE FREITAS (OAB 10883/CE), MARIANA CHAVES CARVALHO (OAB 20283/CE) - Processo
0512758-26.2011.8.06.0001 - Procedimento Ordinário - Interpretação / Revisão de Contrato - REQUERENTE: Diego Denny
Passos e Sousa - REQUERIDO: Bv Financeira S/A - Proceder à intimação da parte requerente para falar sobre a devolução do
AR, à fls. 48. Exp. Nec.
ADV: MARIA ISABEL AGUIAR PESSOA DE BARROS (OAB 19328/CE), CRISTIANE BELINATI GARCIA LOPES (OAB
23649-A/CE) - Processo 0548102-34.2012.8.06.0001 - Busca e Apreensão em Alienação Fiduciária - Alienação Fiduciária -
REQUERENTE: Bv Financeira S/A - Credito Financiamento e Investimento - REQUERIDO: Francisco Fabio da Silva Alexandre
- Conforme a Portaria nº 43/97: Proceder à intimação da parte requerente para falar sobre a certidão do meirinho à fl. 48v. Exp.
Nec.

Juiz de Direito Titular : JOSÉ EDMILSON DE OLIVEIRA


Diretor de Secretaria: FRANCISCO ARLINDO CAMPOS DE ARAÚJO - Matricula 94190
Digitado por HELIÉZIO FERREIRA LOPES – Matricula 600670
EXPEDIENTE nº 52/2013 em: Dez (10) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/1838 1 CE/8730 1
CE/8831 1 CE/209431 2
CE/23271 2 CE/19676 2
SP/191132 2 CE/18871 2
CE/18870 2 CE/17538 2
CE/14694 2 MG/90633 3
MG/117069 3 MG/79569 3
CE/19220 3 CE/17851 3
CE/23955 3 CE/10727 3
CE/22394 4 CE/10144 4
CE/2310 4 CE/21407 5
CE/10869 6 CE/4080 7
CE/5248 7 CE/12570 7
CE/12737 7 CE/17459 7
CE/4100 7 CE/9415 7
CE/8908 7 CE/12717 7
CE/24304 7 CE/15067 8
CE/5348 8 CE/5248 9
CE/17459 9 CE/8151 9
CE/9415 9 CE/3648 9
CE/3907 9 CE/13095 10
CE/15067 11 CE/22474 12
CE/5549 12 CE/15067 13
SP/147020 13 CE/13095 13
SP/149225 13 SP/98124 13
CE/17528 14 PE/27112 14
CE/18059 14 SP/143370 14
RJ/135132 14 PE/22718 14
CE/15807 15 CE/16799 15
CE/10856 16 CE/12449 16
CE/21546 17 CE/16386 17
PI/804711 18 CE/20472 18
CE/21008 18 CE/24250 18
CE/4080 19 CE/5248 19

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 117

CE/12570 19 CE/17459 19
CE/13116 19 CE/8151 19
CE/8908 19 CE/12717 19
CE/5621 20 CE/3209 20
CE/7535 20 CE/9260 21
CE/9260 22 CE/14714 23
RN/4762 23 CE/14695 23
CE/10024 23 CE/9776 23
RN/3265 23 CE/5248 24
CE/17459 24 CE/8151 24
CE/9415 24 CE/3907 24
CE/7367 25 CE/20565 25
CE/21310 25 CE/13121 25
SP/173267 25 CE/11200 25
CE/14770 25 CE/18682 25
SP/108911 25 CE/21409 25

1) 10149-16.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 2105187 - Tombo: 90589 - CONSIGNAÇÃO EM PAGTO. CONSIGNADO.:


BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A CONSIGNANTE.: VILLA E MAINARD LTDA. “Despacho de fls. 406: R.H. Sobre o
teor da manifestação da promovente, manifeste-se a instituição em dez (10) dias. Expediente de estilo.”.- INT. DR(S).
ANTÔNIO LEITE TAVARES , MANOEL TOMAZ DE ALMEIDA NETO , SANDRA MARA TAVARES LAVOR

2) 125969-05.2008.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO REQUERIDO.: HERBENE DE SOUSA GOIS REQUERENTE.:


HSBC BANK BRASIL S/A BANCO MULTIPLO. “Sentença de Homologação de Desistência de fls. 38: Vistos, etc.(parte
final)...Breve relato. Decido: Ante o exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima, em consequência, declaro
extinto o feito, por sentença, nos termos do art. 267, inciso VIII, do Código de Processos Civil, para que se produzam
todos os efeitos jurídicos e legais correspondentes. Expeça-se ofícios liberatórios ao DETRAN, POLÍCIA RODOVIÁRIA
FEDERAL, CPRV, DERT, SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA E SECRETARIA DA FAZENDA, conforme solicitado.
Ante a renúncia do prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Publique-se. Registre-
se. Intime-se.”.- INT. DR(S). ADRIANA APARECIDA FERRAZONI , ANA CAROLINA BARBOSA PEREIRA , ANNA IVANOVNA
DE LUCENA MORENO , FABIO MENDES , GUILHERME BORBA PALMEIRA , LUIZ OTÁVIO MONTEIRO PEDROSA , MARIA
MONICA DE SOUSA SAMPAIO , TERESA CRISTINA PITTA PINHEIRO FABRÍCIO

3) 139433-62.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: CESAR REGO IMOVEIS LTDA


REQUERENTE.: CHERLAYNNE TEIXEIRA E SILVA REQUERIDO.: MRV ENGENHARIA E PARTICIPACOES S.A.. “Despacho
de fl. 249: R.H. Sobre os documentos juntados pela requerente manifeste a parte adversa em cinco (05) dias. Expediente
de praxe.”.- INT. DR(S). ANA CHRISTINA DE VASCONCELOS , EUCLIDES DOS SANTOS JUNIOR , FABIANO CAMPOS
ZETTEL , FERNANDA ROCHELLE SILVEIRA SILVA , JOSÉ OLAVO NORÕES RAMOS FILHO , RAFAEL MIRANDA PAIVA
CASTELO BRANCO , STENIO GONCALVES SILVA

4) 21537-95.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO MENOR.: LARA MARIA CRUZ PINTO REQUERIDO.:


LUCAS FERREIRA PINTO FILHO REPR. LEGAL.: TANIA MARIA CRUZ NARBAL. “Despacho de fls. 116: R.H. Intime-se a
parte autora para replicar em dez (10) dias, informando se tem interesse em conciliar ou produzir outras provas além
da documental, especificando-as fundamentadamente. Expediente necessários.”.- INT. DR(S). EMANOEL NASARENO
MENEZES COSTA , RODOLFO LICURGO TERTULINO DE OLIVEIRA , VALMIR PONTES FILHO

5) 25006-18.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BV FINANCEIRA S/A REQUERENTE.:


FRANCISCA ALESSANDRA MACIEL NUNES. “Sentença de fls. 38: Vistos, etc.(parte final)...Ax positis, DECRETO, por
sentença, para que surta seus jurídicos e legais efeitos, a extinção desta ação, sem exame de mérito, sob o pálio do art.
267, VIII, do Diploma Adjetivo Civil, por esvaziamento de seu objeto. Após a decorrência do prazo recursal, proceda-se
a devida baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Publique-se. Registre-se. Intime-se.”.- INT. DR(S). IVA DA
PAZ MONTEIRO FILHO

6) 3516-37.2010.8.06.0001/0 - DESPEJO REQUERENTE.: FRANCISCA IVANIA DE FIGUEIREDO SANTOS REQUERIDO.:


MARCOS CEZAR GONCALVES DE FREITAS. “Sentença de Homologação de Desistência - fls. 54: Vistos, etc.(parte final)...
Breve relato. Decido: Ante o exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima, em consequência, declaro extinto
o feito, por sentença, nos termos do art. 267, VIII do Código de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos
jurídicos e legais correspondentes. Dê-se, de logo, baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Publique-se.
Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). FRANCISCA IVANIA DE FIGUEIREDO SANTOS

7) 394514-27.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199802306347 - Tombo: 3116 - EXECUÇÃO DE TITULO EXTRAJUDICIAL


EXEQÜIDO.: AGROSSERRA - CIA AGRO-INDUSTRIAL SERRA DA IBIAPABA EXEQÜIDO.: AVELINO FORTE E CIA. LTDA.
EXEQÜIDO.: AVELINO FORTE FILHO EXEQUENTE.: BANCO DO BRASIL S.A EXEQÜIDO.: FRANCISCO DANILO BASTOS
FORTE EXEQÜIDO.: KARLA RODRIGUES PAES DE ANDRADE EXEQÜIDO.: PONCAR CONSTRUCOES LTDA.. “Sentença
de Homologação de Acordo - fls. 225: Vistos, etc.(parte final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando
o disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o ACORDO suso
noticiado, por azo de conseqüência, DECRETO A EXTINÇÃO DO PROCESSO EM ALUSÃO, com vislumbre de mérito, para
que se produzam seus efeitos jurídicos e legais pertinentes. Transitada em julgado, dê-se baixa na distribuição com
arquivamento dos autos. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). CARLOS ALBERTO SUDARIO , CLAUDIO
GERMANO DIOGO DE S CRUZ , DANIEL RANGEL DE PAULA PESSOA , EVANDRO MOISES FERREIRA FILHO , FRANCISCO
FERNANDO DE OLIVEIRA , JOSE FELICIANO DE CARVALHO JUNIOR , MAURICIO FEIJO BENEVIDES DE MAGALHAES
FILHO , RAFAEL ANGELO LOT JUNIOR , RICARDO VERAS PAZ , SEVERINO BARRETO FILHO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 118

8) 420500-31.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO ITAUCARD S/A REQUERENTE.:


SUSANA GLORIA SANTOS MOREIRA. “Sentença de Homologação de Acordo - fls. 49: Vistos, etc.(parte final)...Simples
relato. Decido: Ante o exposto, considerando o disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à espécie em
liça, HOMOLOGO, por sentença, o acordo acima noticiado, por azo de conseqüência, decreto a extinção do feito, com
resolução de mérito, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais pertinentes. Após a decorrência do prazo
recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Custas e verbas honorárias na forma ajustada.
Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). EMANUELLE F. GOMES SILVA MOURA , MAURICIO SAMPAIO TEOFILO

9) 4265-30.2005.8.06.0001/0 - CAUTELAR INOMINADA REQUERIDO.: BANCO DO BRASIL S.A REQUERENTE.:


FRANCISCO DANILO BASTOS FORTE. “Sentença de Homologação de Acordo - fls. 68: Vistos, etc.(parte final)...Simples
relato. Decido: Ante o exposto, considerando o disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à espécie em liça,
HOMOLOGO, por sentença, o ACORDO suso noticiado, por azo de conseqüência, DECRETO A EXTINÇÃO DO PROCESSO
EM ALUSÃO, com vislumbre de mérito, para que se produzam seus efeitos jurídicos e legais pertinentes. Transitada em
julgado, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S).
CLAUDIO GERMANO DIOGO DE S CRUZ , FRANCISCO FERNANDO DE OLIVEIRA , JOSE INACIO ROSA BARREIRA ,
MAURICIO FEIJO BENEVIDES DE MAGALHAES FILHO , MIGUEL OSCAR VIANA PEIXOTO , SONIA MARIA ALVES PONTE

10) 429399-18.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BV FINANCEIRA S/A REQUERENTE.:


EUGENIO VERISSIMO SOBRINHO. “Sentença de Homologação de Desistência - fls. 28: Vistos, etc.(parte final)...Breve
relato. Decido: Ante o exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima, em consequência, declaro extinto o feito,
por sentença, nos termos do art. 267, VIII do Código de Processo Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos
e legais correspondentes. Dê-se, de logo, baixa na distribuição com arquivamento dos autos, em face da desistência do
prazo recursal. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). JOSE MESSIAS FERREIRA

11) 430701-82.2010.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO ITAUCARD


S/A REQUERIDO.: SUSANA GLORIA SANTOS MOREIRA. “Sentença de Homologação de Acordo - fls. 31: Vistos, etc.(parte
final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando o disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à
espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o acordo acima noticiado, por azo de conseqüência, decreto a extinção do
feito, com resolução de mérito, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais pertinentes. Após a decorrência
do prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Custas e verbas honorárias na forma
ajustada. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA

12) 438491-20.2010.8.06.0001/0 - DESPEJO REQUERIDO.: FRANCISCO CHAGAS SANTANA REQUERENTE.: MARIA DO


SOCORRO FERNANDES SANTANA. “Sentença de fls. 39/41: Vistos etc.(PARTE FINAL)...Dispositivo:Ex positis, JULGO,
nos termos do art. 57 da Lei 8.245/91 c/c o artigo 269, I, do Código de Processo Civil, PROCEDENTE a postulação
despejatória, declarando rescindido o contrato locativo, assinalando o prazo de vinte (20) dias para evacuação do
imóvel em testilha, sob pena de desocupação compulsória, deixando de condenar o promovido em custas e honorários
advocatícios por lhe conceder os benefícios da justiça gratuita.Expeça-se mandado de notificação ao Postulado.
Publique-se, registre e intimem-se.”.- INT. DR(S). GILBERTO DE MORAIS , JANUARIO SOUZA NETO

13) 460556-72.2011.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERENTE.: BANCO BV


FINANCEIRA S.A. C.F.I. REQUERIDO.: EUGENIO VERISSIMO SOBRINHO. “Sentença de Homologação de Desistência -
fls. 32: Vistos, etc.(parte final)...Breve relato. Decido: Ante o exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima, em
consequência, declaro extinto o feito, por sentença, nos termos do art. 267, VIII do Código de Processo Civil, para que se
produzam todos os efeitos jurídicos e legais correspondentes. Dê-se, de logo, baixa na distribuição com arquivamento
dos autos, em face da desistência do prazo recursal. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). EMANUELLE
FERREIRA GOMES SILVA MOURA , FERNANDO LUZ PEREIRA , JOSE MESSIAS FERREIRA , MOISES BATISTA DE SOUZA ,
PATRÍCIA NANTES MARCONDES DO AMARAL DE TOLEDO PIZA

14) 467896-04.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO SUMÁRIO REQUERIDO.: BRADESCO SEGUROS S/A REQUERENTE.:


FELICIO MIRANDA SANTOS REQUERIDO.: SEGURADORA LIDER DOS CONSORCIOS DO SEGURO DPVAT S/A. “Sentença
de Homologação de Acordo - fls. 129: Vistos, etc.(parte final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando
o disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o acordo acima
noticiado, por azo de conseqüência, decreto a extinção do feito, com resolução de mérito, para que se produzam
todos os efeitos jurídicos e legais pertinentes. Após a decorrência do prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com
arquivamento dos autos. Custas e verbas honorárias na forma ajustada. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT.
DR(S). FELIPE REINALDO RABELO LEAL , JOAQUIM CABRAL DE MELO NETO , MANOEL PEREIRA DE SOUSA MARINHO ,
MARCELO DAVOLI LOPES , MARISTELLA DE FARIAS MELO SANTOS , ROSTAND INÁCIO DOS SANTOS

15) 482369-92.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: PERBOYRE MOREIRA FILHO


REQUERIDO.: TAM LINHAS AÉREAS S/A. “Despacho de fls. 180: R.H. Recebo o apelo recursal nos seus efeitos legais.
Intime-se a parte recorrida para contrarrazoar no prazo legal. Empós remeter os autos ao egrégio Tribunal de Justiça
do Estado do Ceará. Expediente de estilo.”.- INT. DR(S). RODRIGO SARAIVA MARINHO , SABRINA CAMINHA MESQUITA

16) 482733-64.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: FERNANDA PINHEIRO PESSOA


REQUERENTE.: MANOEL LOPES DA SILVA FILHO. “SENTENÇA de fls. 62: (parte final)...Breve relato. Decido: Ante o
exposto, HOMOLOGO A DESISTÊNCIA noticiada acima, em consequência, declaro extinto, por sentença, nos termos
do art. 269, inciso III, do Código de Processos Civil, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais
correspondentes. Sem custas, em face do benefício da gratuidade judiciária que ora concedo. Após a decorrência do
prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Publique-se. Registre-se. Intime-se.”.- INT.
DR(S). DANIELA NOGUEIRA DA SILVA PIMENTEL , GERMANO BOTELHO BELCHIOR

17) 498746-07.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: FRANCISCO ALOISIO DA CUNHA


REQUERIDO.: ROSANGELA ORIÁ SAMPAIO GUIZARDI. “Despacho de fl. 142: R.H. Apensar ao feito principal. Ao excepto

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 119

no prazo de dez (10) dias. Expediente necessário.”.- INT. DR(S). LUCAS ASFOR ROCHA LIMA , TIAGO ASFOR ROCHA
LIMA

18) 505950-05.2011.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: ITAU UNIBANCO S.A.


REQUERIDO.: KASSIA LORENA LAUREANO DE MACEDO BEZERRA. “Sentença de Homologação de Acordo - fls. 115:
Vistos, etc.(parte final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando o disposto no art. 269, III do CPC, e demais
aplicáveis à espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o acordo acima noticiado, por azo de conseqüência, decreto a
extinção do feito, com resolução de mérito, para que se produzam todos os efeitos jurídicos e legais pertinentes. Após a
decorrência do prazo recursal, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos autos. Custas e verbas honorárias na
forma ajustada. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). FRANCISCO PITOMBEIRA DIAS FILHO , JOAO LEITE
FERNANDES NETTO , MARIANA RESENDE LIMA , RODRIGO LAPA DE ARAUJO SILVA

19) 516815-73.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200002558041 - Tombo: 4606 - CAUTELAR INCIDENTAL REQUERIDO.:


BANCO DO BRASIL REQUERENTE.: KARLA RODRIGUES PAES DE ANDRADE. “Sentença de Homologação de Acordo
- fls. 122: Vistos, etc.(parte final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando o disposto no art. 269, III
do CPC, e demais aplicáveis à espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o ACORDO suso noticiado, por azo de
conseqüência, DECRETO A EXTINÇÃO DO PROCESSO EM ALUSÃO, com vislumbre de mérito, para que se produzam
seus efeitos jurídicos e legais pertinentes. Transitada em julgado, dê-se baixa na distribuição com arquivamento dos
autos. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). CARLOS ALBERTO SUDARIO , CLAUDIO GERMANO DIOGO
DE S CRUZ , DANIEL RANGEL DE PAULA PESSOA , FRANCISCO FERNANDO DE OLIVEIRA , JOSE LINDIVAL DE FREITAS
JUNIOR , JOSÉ INÁCIO ROSA BARREIRA , RAFAEL ANGELO LOT JUNIOR , RICARDO VERAS PAZ

20) 557974-93.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200102383766 - EXECUÇÃO EXEQÜIDO.: AGROPECUARIA R. STURDAT


LTDA EXEQUENTE.: O BANCO DO NORDESTE DO BRASIL SA EXEQÜIDO.: RONALD FERREIRA STURDAT. “Despacho de
fls. 278: R.H. No prazo de cinco (5) dias, manifeste a parte devedora sobre o pleito formulado na petição de fls. 275/276
do Banco do Nordeste do Brasil S/A. Expediente necessário.”.- INT. DR(S). EURIDES RODRIGUES DE PAULA , EVANDRO
CARLOS HOLANDA , MARIA MARILENE MONTENEGRO

21) 570112-92.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200102505322 - BUSCA E APREENSÃO REQUERIDO.: ERLENE


FERNANDES CAMURCA REQUERENTE.: FIAT ADMINISTRADORA DE CONSORCIOS LTDA. “DESPACHO DE FLS. 103: R.H.
Recebo o apelo recursal nos seus efeitos legais. intime-se a parte recorrida para contrarrazoar no prazo legal. Empós,
subam os autos ao egrégio Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. Expediente de necessário.”.- INT. DR(S). MARIA
MIRIAN OTONI MARINHEIRO

22) 58295-15.2005.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ERLENI FERNANDES CAMURCA


REQUERENTE.: FIAT ADMINISTRADORA DE CONSORCIOS LTDA. “DESPACHO DE FLS. 162: R.H. Recebo o apelo recursal
nos seus efeitos legais. intime-se a parte recorrida para contrarrazoar no prazo legal. Empós, subam os autos ao egrégio
Tribunal de Justiça do Estado do Ceará. Expediente de necessário.”.- INT. DR(S). MARIA MIRIAN OTONI MARINHEIRO

23) 69891-25.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO HSBC S/A REQUERENTE.:


HERBENE DE SOUSA GOIS. “Sentença de fls. 92: Vistos, etc.(PARTE FINAL)...In casu, julgo que o objeto da ação
encimada perdeu seu objeto, a teor do art. 267, IV da Lei Processual vigente. Ante o exposto, por tudo o mais que dos
autos consta, hei por bem DECLARAR A PERDA DO OBJETO, o que faço, por sentença, para que surta seus jurídicos e
legais efeitos, e por via de consequência, EXTINGO O PRESENTE FEITO, sem exame de mérito, sob o pálio do art. 267,
inc. IV do Diploma Adjetivo Civil, determinando, por corolário, após a decorrência prazal, a regular baixa na distribuição
com arquivamento dos autos. P. R. I.”.- INT. DR(S). ADRIANO GEOFFREY DE GOIS ARAUJO , DANIEL DAHER MAIA ,
FRANCISCO ARCELIO DE LIMA , JOSE ANIBAL DE CARVALHO AZEVEDO , JOSE MONTEIRO PRIMO DA PAZ , MARCILIO
MESQUITA DE GOIS ARAUJO

24) 76337-15.2005.8.06.0001/0 - EMBARGOS A EXECUÇÃO EMBARGANTE.: AGROSSERRA - CIA. AGRO INDUSTRIA


SERRA DA IBIAPABA EMBARGANTE.: AVELINO FORTE FILHO EMBARGADO.: BANCO DO BRASIL S.A. “Sentença de
Homologação de Acordo - fls. 141: Vistos, etc.(parte final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando o
disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o ACORDO suso
noticiado, por azo de conseqüência, DECRETO A EXTINÇÃO DO PROCESSO EM ALUSÃO, com vislumbre de mérito, para
que se produzam seus efeitos jurídicos e legais pertinentes. Transitada em julgado, dê-se baixa na distribuição com
arquivamento dos autos. Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”.- INT. DR(S). CLAUDIO GERMANO DIOGO DE S CRUZ ,
FRANCISCO FERNANDO DE OLIVEIRA , JOSE INACIO ROSA BARREIRA , MAURICIO FEIJO BENEVIDES DE MAGALHAES
FILHO , SONIA MARIA ALVES PONTE

25) 86628-06.2007.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSAO REQUERIDO.: JOSE HUBERTO CAVALCANTE VASCONCELOS


REQUERENTE.: MARES - MAPFRE RISCOS ESPECIAIS SEGURADORA S/A (SEGURADORA ROMA S/A) .”Sentença de
Homologação de Acordo - fls. 59: Vistos, etc.(parte final)...Simples relato. Decido: Ante o exposto, considerando o
disposto no art. 269, III do CPC, e demais aplicáveis à espécie em liça, HOMOLOGO, por sentença, o ACORDO suso
noticiado, por azo de conseqüência, DECRETO A EXTINÇÃO DO PROCESSO EM ALUSÃO, com vislumbre de mérito, para
que se produzam seus efeitos jurídicos e legais pertinentes. Custas e verbas honorárias na forma ajustada. Dê-se, de
logo, baixa na distribuição com arquivamento dos autos em face da renúncia ao prazo recursal. Publique-se. Registre-
se. Intimem-se.”- INT. DR(S). AFRANIO MELO JUNIOR , ALINE SILVA LEMOS , ANTONIO EDUARDO DE LIMA MACHADO
FERRI , ERIC GARMES DE OLIVEIRA , ERIC GARMES DE OLIVEIRA , JOSE ERINALDO DANTAS FILHO , KATIANNE WIRNA
RODRIGUES CRUZ ARAGAO , NELSON PASCHOALOTTO , NELSON PASCHOALOTTO , ROBERTA DE OLIVEIRA .

EXPEDIENTES DA 6ª VARA CIVEL

Juiz(a) Titular : CARLOS ALBERTO SA DA SILVEIRA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 120

Diretor(a) de Secretaria: ANA BEZERRA SOARES LIMA


EXPEDIENTE nº 54/2013 em: Nove (09) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/11911 1 CE/23169 1
CE/5348 2 CE/5786 3
CE/18000 3 CE/14373 4
CE/13885 4 CE/12739 4
CE/12194 5 CE/2148 5
CE/12512 5 CE/3183 5
CE/3 6 CE/3432 6
CE/1485 7 CE/17446 7
CE/18754 8 CE/17314 8
CE/9075 9 CE/8528 9
CE/16799 9 CE/15067 10
CE/6662 10 CE/14974 10
CE/12008 11 CE/14373 11
CE/18481 11 CE/11150 11
CE/19676 12 CE/15929 12
CE/15792 13 CE/13687 13
CE/3432 13 CE/19035 13

1) 111267-20.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO ITAU S/A REQUERENTE.: FRANCISCA


VERIDIANA LOURENCO DA SILVA. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se de matéria puramente de direito,
nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo, retornem os autos para julgamento.”.-
INT. DR(S). ANDRE LUIS NEGREIROS DE ALMEIDA , MARINA DO NASCIMENTO SIQUEIRA VIEIRA

2) 24615-63.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO SANTANDER BRASIL S/A REQUERENTE.:


ERICA TATIANA MENDES DE LIMA. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se de matéria puramente de direito,
nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo, retornem os autos para julgamento.”.-
INT. DR(S). MAURICIO SAMPAIO TEOFILO

3) 26887-35.2007.8.06.0001/0 - CAUTELAR INOMINADA REQUERIDO.: BANCO DO BRASIL S/A REQUERENTE.: FRANCISCO


ARCELINO FILOMENO CALADO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “ Anúncio o julgamento antecipado
da lide, por tratar-se de matéria puramente de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias.
Decorrido o prazo, retornem os autos para julgamento.”.- INT. DR(S). ANTONIO WAGNER MARTINS CONDE , DANIELA MARIA
COSTA BARBOSA

4) 27271-32.2006.8.06.0001/0 - CAUTELAR INOMINADA REQUERIDO.: FINANCE DO BRASIL LTDA TERCEIRO INTERESSADO.:


MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERENTE.: SK LOTERICA LTDA. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se
de matéria puramente de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo,
retornem os autos para julgamento.”.- INT. DR(S). FATIMA SOARES FAUSTINO COELHO , JOSE MAHMOUD AYOUB BARROS
LUBBAD , LUIZ CARLOS DE QUEIROZ JUNIOR

5) 37718-16.2005.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO AUTOR.: BANCO DO ESTADO DO CEARÁ S.A - BEC REU.:
CABEC - CAIXA DE PREVIDENCIA PRIVADA DO BANCO DO ESTADO DO CEARA. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide,
por tratar-se de matéria puramente de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido
o prazo, retornem os autos para julgamento.”.- INT. DR(S). CARLA PIMENTA LEITE , FRANCISCO IRAPUAN DE PAIVA CAMPOS ,
HENRIQUE GONCALVES DE LAVOR NETO , PAULO NAPOLEAO GONCALVES QUEZADO

6) 467627-28.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: AYMORE CREDITO FINANCIAMENTO E


INVESTIMENTO S/A REQUERENTE.: EVANDI VENANCIO DA SILVA. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se
de matéria puramente de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo,
retornem os autos para julgamento.”.- INT. DR(S). PROCURADOR PAULO EDNARDO DA SILVA ABREU, RAFAEL PORDEUS
COSTA LIMA FILHO

7) 473260-54.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BFB LEASING S/A ARRENDAMENTO


MERCANTIL REQUERENTE.: JOSE DANIEL BENTO COUTINHO. “ Tendo em vista a não composição das partes na audiência
de conciliação, conforme as folhas 62 dos autos determino a intimação das partes para se manifestarem sobre quais provas
desejam produzir, no prazo legal. Decorrendo o prazo e nenhuma das partes se pronunciar sobre produção de provas julgarei
os autos no estado em que se encontram.”.- INT. DR(S). JOSE HELENO LOPES VIANA , JOSIENE NOGUEIRA GAMA

8) 477469-32.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: MARGARIDA MARIA SARAIVA CAMINHA


REQUERIDO.: TELEMAR NORTE E LESTE S.A.. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se de matéria puramente
de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo, retornem os autos para
julgamento.”.- INT. DR(S). ELAINE MARIA TAVARES LUZ , WILSON SALES BELCHIOR

9) 486910-71.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO BRADESCO S/A REQUERIDO.: BANCO


ITAU S/A REQUERENTE.: ESPOLIO DE JOSE ALEXANDRE ROLIM. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se
de matéria puramente de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo,
retornem os autos para julgamento.”.- INT. DR(S). FRANCISCO SAMPAIO DE MENEZES JÚNIOR , JOSE TELMO ALBUQUERQUE
VASCONCELOS , SABRINA CAMINHA MESQUITA

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 121

10) 57657-11.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: JOSE RIBAMAR RODRIGUES TERCEIRO


INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS. “ Anúncio o
julgamento antecipado da lide, por tratar-se de matéria puramente de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC.
Intimações necessárias. Decorrido o prazo, retornem os autos para julgamento.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES
SILVA MOURA , RAIMUNDO ROCHA DE SOUSA JUNIOR , RUTH HELENA SILVA VASCONCELOS

11) 73277-63.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: FINANCE DO BRASIL LTDA REQUERENTE.:


MAC LOTERICAS LTDA. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se de matéria puramente de direito, nos termos
do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo, retornem os autos para julgamento.”.- INT.
DR(S). CAIO VALERIO GONDIM REGINALDO FALCAO , FATIMA SOARES FAUSTINO COELHO , MICHELE DE CASTRO PEREIRA ,
PATRICIA BEZERRA CAMPOS

12) 748003-03.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402059921 - BUSCA E APREENSÃO REQUERENTE.: BANCO FINASA S/A
REQUERIDO.: LUCIANO RODRIGUES DIAS. “ Anúncio o julgamento antecipado da lide, por tratar-se de matéria puramente
de direito, nos termos do que dispõe o art. 330 do CPC. Intimações necessárias. Decorrido o prazo, retornem os autos para
julgamento.”.- INT. DR(S). ANNA IVANOVNA DE LUCENA MORENO , DENISE ALMEIDA DE ANDRADE

13) 763743-98.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402196198 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO FINASA


S/A REQUERENTE.: MARIA DA COSTA CAVALCANTE TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR .” Anuncio o
julgamento antecipado da lide.”- INT. DR(S). IVAN CARNEIRO VIEIRA , JOSE MAURO DE MELO ESCORCIO , RAFAEL PORDEUS
COSTA LIMA FILHO , RAFAEL VELLOSO FONTENELE CAMELO RODRIGUES .

EXPEDIENTES DA 7ª VARA CIVEL

Juiz(a) Titular : FERNANDO LUIZ PINHEIRO BARROS


Diretor(a) de Secretaria: DENIO DECIO DOS SANTOS
EXPEDIENTE nº 23/2013 em: Vinte e nove (29) de Abril de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/3239 1 CE/16890 1
CE/9189 2 CE/14439 2
CE/13461 3 CE/16326 4
CE/12961 4 CE/17926 4
CE/15205 5 CE/13461 6
CE/19283 7 CE/11064 7
SP/265931 7 CE/16468 7
CE/15833 8 CE/22013 9
CE/24156 9 CE/18494 10
CE/14240 10 CE/21648 10
CE/18095 10 CE/6863 11
MP 11 CE/14878 11
CE/6633 12 CE/13461 13
CE/13463 13 CE/13488 14
CE/17608 14 CE/9592 14
CE/17830 15 CE/6622 15
CE/14751 16 CE/5923 16
CE/19220 16 CE/20334 17
CE/16468 17 CE/14240 18
CE/18095 18 CE/3810 19
CE/12442 20

1) 389194-44.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: FENIX - COMPANHIA SECURITIZADORA


DE CREDITOS FINANCEIROS REQUERIDO.: MIGUEL DE OLIVEIRA ALMEIDA. “despacho: Audiência de Conciliação para
os fins do art.331 do CPC, em 18/06/2013 às 14.00 horas,devendo estarem presentes as partes ou seus advogados
com poderes para transigir. Intimações.”.- INT. DR(S). ANTONIO GILSON RIBEIRO WEYNE DE PAULA , ERICK ARRUDA
MACHADO

2) 410514-53.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: COMPANHIA DE AGUA E ESGOTO DO


CEARA - CAGECE TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: PAULO COSTA PONTES.
“sentença: Face ao exposto e em conformidade com o art.269 inciso III do CPC, homologo por sentença, para que
produza os seus jurídicos e legais efeitos em todos os termos, o acordo de fls.48. Transitado em julgado, arquivem-se.
P.R.I.”.- INT. DR(S). LUCILA VOLNYA BARBOSA DE ASSIS , SHEILA DANTAS BANDEIRA DE MELO

3) 42483-25.2008.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR


REQUERENTE.: UNIMED DE FORTALEZA - COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO LTDA REQUERIDO.: ZAIRTON GASPAR
DE OLIVEIRA SILVA. “despacho fls.312: Antes da prolação de sentença, diga a UNIMED no prazo de 10 dias sobre os
documentos juntos”.- INT. DR(S). GILMARA MARIA DE OLIVEIRA BARBOSA

4) 467741-64.2011.8.06.0001/0 - EXCEÇÃO DE INCOMPETÊNCIA REQUERIDO.: FRANCISCO DE ASSIS DO CARMO


REQUERENTE.: MAPFRE VERA CRUZ SEGURADORA S.A.. “despacho: Tendo em vista que o Agravo de Instrumento foi

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 122

julgado improcedente, conforme consta da ação principal paralela, bem como, que na mesma ação principal as partes
entraram em acordo para a solução daquela lide, arquivem-se os presentes autos.”.- INT. DR(S). EURIJANE AUGUSTO
FERREIRA , IVAN MONTE CLAUDINO JUNIOR , RAQUEL QUEIROZ LIMA

5) 472936-64.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ADRIANO AMARAL DAMASCENO


REQUERIDO.: BANCO ABN AMRO REAL S/A. “despacho: Diga o autor em réplica de 10 dias sobre a defesa de fls.55/62.”.-
INT. DR(S). FRANCISCO ERIONALDO CRUZ

6) 478108-50.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: MIGUEL CAVALCANTI NETO REQUERIDO.:


UNIMED DE FORTALEZA. “despacho: intime-se a UNIMED para regularizar a representação de seus advogados às
fls.127/128, no prazo de 20 dias, sob pena do processo prosseguir a sua revelia.”.- INT. DR(S). GILMARA MARIA DE
OLIVEIRA BARBOSA

7) 483244-62.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO SUMÁRIO REQUERIDO.: ITAU SEGUROS S. A REQUERENTE.: LUZIMAR


SOUSA. “sentença: Face ao exposto e em conformidade com o art.269 inciso III do CPC, homologo por sentença, para
que produza os seus jurídicos e legais efeitos em todos os termos, o acord e fls.52/62. Custas finais pela empresa
seguradora sobre o valor do acordo R$ 5.450,00, nos termos acordados. Transitada em julgado, intime-se a demandada
para o pagamento das custas. P.R.I.”.- INT. DR(S). ANTONIO DOS SANTOS MOTA , FRANCISCO AIRTON CAVALCANTE DA
COSTA , JOAO LUIZ CUNHA DOS SANTOS , ROBERIO CASSIUS SAMPAIO ARAGAO

8) 544415-49.2012.8.06.0001/0 - CAUTELAR INOMINADA REQUERIDO.: FIAT ADMINISTRADORA DE CONSORCIOS LTDA


REQUERENTE.: RAIMUNDO XIMENES LIMA. “despacho: Em verdade, não há elementos para a concessão da medida
liminar. Denego pois, o pedido liminar. Citem-se os promovidos.”.- INT. DR(S). JOSE NEWTON FREITAS FILHO

9) 548363-96.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BRADESCO AUTO/RE COMPANHIA


DE SEGUROS REQUERENTE.: RAIMUNDO CAVALCANTE COSTA. “despacho: Ação de Rito Sumário. Audiência de
Conciliação em 06/06/2013 às 14:00 horas. Expedientes e intimações.”.- INT. DR(S). BRUNO PEREIRA BRANDÃO ,
THIAGO SABOYA PIRES DE CASTRO

10) 552992-16.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ANDRE LUIZ RODRIGUES LOPES


REQUERIDO.: BRADESCO FINANCIAMENTOS S.A. “sentença: Face ao exposto e em conformidade com o art.269 inciso
III do CPC, homologo por sentença, para que produza os seus jurídicos e legais efeitos em todos os termos, o acordo
de fls.61/63. Transitado em julgado, arquivem-se. P.R.I.”.- INT. DR(S). BRUNO MARQUES DE LACERDA FONTENELE ,
CARLOS ALBERTO SALDANHA FONTENELE JUNIOR , DIRCEU ANTONIO BRITO JORGE , GUSTAVO DE SOUSA LOPES

11) 61063-06.2008.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: CONDOMINIO MONTREAL RESIDENCE


TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: PORTO FREIRE ENGENHARIA E INCORPORACAO
LTDA REQUERENTE.: VERAMARTA MENESES DE CARVALHO. “sentença fls.225/233 - parte final: JULGO PARCIALMENTE
PROCEDENTE a ação, para declarar a rescisão do contrato imobiliário realizado entre as partes e para condenar os
promovidos à devolução das quantias já pagas, observando-se a devida a retenção de 20% sobre os valores já pagos
pela autora no montante de R$ 26.867,61, devidamente atualiados com juros legais a partir da citação, por força da
relação contratual, à título de taxa administrativa, e para afastar a declaração de nulidade da cláusula décima seguda
do contrato firmado entre as partes. Estabeleço honorários de sucumbência sobre 10% do valor a ser restituido após a
correção, sendo que em face da sucumbência recíproca e do deferimento da gratuidade judiciária em favor da autora,
aplico o art.21, caput, do CPC, devendo assim ser recíproca e proporcionalmente distribuídos e compensados entre eles
os honorários e as custas processuais. P.R.I.”.- INT. DR(S). CARLOS ALBERTO CAVALCANTE BANDEIRA , DEFENSOR
PÚBLICO ANA TERESA DE BONIS CRUZ, ISABEL CRISTINA SALES DE AVILA

12) 6250-58.2010.8.06.0001/0 - DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO CUMULADO COM COBRANÇA REQUERIDO.:
F. SALES REPC. LTDA REQUERENTE.: MARIA STELLA MARTINS CARNEIRO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A
REGULARIZAR. “sentença: JULGO PROCEDENTE a ação, para decretar a o despejo do promovido do imóvel locado,
concedendo-lhe o prazo de 15 dias para desocupar voluntariamente o imóvel, sob pena despejo forçado, bem como ao
pagamento dos aluguéis contratuais atrasados, nos valores de R$ 7.745,93, dos meses de janeiro/2008 a dezembro/2009,
bem como as parcelas devidas desde a propositura desta ação até a efetiva entrega das chaves, corrigidos e atualizados
monetariamente desde a propositura da ação até o pagamento efetivo. Pela condição de sucumbente, deve o demandado
responder pelo ressarciento das custas e honorários de advogado os quais arbitro em R$ 1.500,00. P.R.I.”.- INT. DR(S).
LINCOLN TEODORO MOREIRA AGUIAR

13) 630840-02.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200202485269 - CAUTELAR INOMINADA REQUERENTE.: JERIEL SILVA


SANTOS REQUERIDO.: UNIMED DE FORTALEZA - COOPERATIVA DE TRABALHO MEDICO LTDA. “despacho: Do termo de
penhora online, intime-se a promovida UNIMED, abrindo-se o prazo para impugnação.”.- INT. DR(S). GILMARA MARIA DE
OLIVEIRA BARBOSA , JULIANA DE ABREU TEIXEIRA

14) 66005-47.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BRADESCO VIDA E PREVIDENCIA S/A


REQUERENTE.: FRANCISCO EMERSON MARTINS XAVIER REQUERIDO.: FUNDAÇAO HABITACIONAL DO EXERCITO
- FHE TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “sentença fls.239/241 - parte final: Ao exposto e em
conformidade com o artigo 269 inciso III do CPC, homologo por sentença, para que produza os seus jurídicos e legais
efeitos em todos os termos, o acordo de fls.230. Custas finais pelo Bradesco Vida e Previdência S/A sobre o valor do
acordo R$ 29.700,00. Fica prejudicada a apreciação de ilegitimidade passiva da Fundação Habita~cional do Exército,
porque o acordo celebrado dá plena quitação da cobrança no processo. Intime-se a parte para o pagamento das custas.
P.R.I.”.- INT. DR(S). ADELIA CRISTINA FONSECA MELO CARDOSO , CLAUDIA DE MESQUITA DUMMAR , FRANCISCO DE
ASSIS COSTA

15) 751827-67.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402092899 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQUENTE.:

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 123

ACARAU PESCA DISTRIBUIDORA DE PESCADO IMPORTACAO E EXPORTACAO LTDA EXEQÜIDO.: TIMBAL AQUICULTURA
LTDA. “Decisão de fls.80/81- parte final: Ao exposto, JULGO IMPROCEDENTE a pré-executividade interposta,
determinando em via de consequência, o prosseguimento da execução. Na oportunidade, analiso também a questão
do bem oferecido em penhora às fls.20/21. Além de não obedecer a ordem prevista para indicação de bens a penhora
elecanda no art.655 do CPC, o bem indicado não está acompanhado de documento que comprove a propriedade do
bem oferecido. Por consequência, cabe ao credor a indicação de bens penhoráveis do devedor para prosseguimento
da execução. Intimações. (exp. reproduzido por incorreção).”.- INT. DR(S). REGYS ARAUJO DA SILVA , WELLINGTON
ROCHA LEITAO FILHO

16) 790784-40.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402466764 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: ILZA CORDEIRO


DA ROCHA ALCANTRA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERENTE.: QUADRA IMOBILIARIA
LTDA. “sentença fls.143/149- parte final: JULGO PARCIALMENTE PROCEDENTE o pedido autoral, e, em consequência,
condeno ANTONIO VIEIRA COSTA, a pagar os aluguéis vencidos entre Março e Junho/2004, no valor de R$ 4.903,76,
mais retituição do IPTU proporcional aos meses de ocupação no valor de R$ 572,89 e restituição de carência de R$
3.200,00, totalizando R$ 8.876,00 em favor da autora, deixando de incluir os danos alegados e a multa cobrada pelo
que já foi exposto, tudo devidamente corrigido pelos índices oficiais (juros legais e correção monetária), a partir da
citação, uma vez que decorrente de relação contratual entre as partes. Fixo honorários de sucumbência sobre 20%
do valor a ser pago devidamente atualizado, divididos de forma proporcional em face da sucumbência recíproca, 40%
para a promovente e 60% por parte do réu. P.R.I.”.- INT. DR(S). CARLOS RODRIGO MOTA DA COSTA , CROACI AGUIAR ,
FERNANDA ROCHELLE SILVEIRA SILVA

17) 907801-77.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO SUMÁRIO REQUERENTE.: MANOEL FELIX DO NASCIMENTO


REQUERIDO.: MARITIMA SEGUROS S/A. “sentença: Face ao exposto e em conformidade com o art.269 inciso III do
CPC, homologo por sentença, para que produza os seus jurídicos e legais efeitos em todos os termos, o acordo de
fls.96/97. Custas finais pela seguradora sobre o valor do acordo celebrado R$ 6.339,14.Transitado em julgado, intime-se
a demandada para o pagamento das custas. P.R.I.”.- INT. DR(S). DANIEL FARIAS PORTO , ROBERIO CASSIUS SAMPAIO
ARAGAO

18) 908139-51.2012.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERIDO.: ANDRE LUIZ


RODRIGUES LOPES REQUERENTE.: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S/A (EMPRESA DO GRUPO BRADESCO S/A).
“sentença: Face ao exposto e em conformidade com o art.269 inciso III do CPC, homologo por sentença, para que
produza os seus jurídicos e legais efeitos em todos os termos, o acordo de fls.38/42. Transitado em julgado, arquivem-
se. P.R.I.”.- INT. DR(S). CARLOS ALBERTO SALDANHA FONTENELE JUNIOR , GUSTAVO DE SOUSA LOPES

19) 909187-45.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO ITAUCARD S.A REQUERENTE.:


MARIA SOCORRO MONTEIRO GOMES. “despacho: Defiro a gratuidade. Emende pois, a parte autora no prazo de 10
(dez) dias a inicial, indicando quais as cláusulas contratuais específicas que pretende impugnar bem como juntando
demonstrativo contábil do valor mínimo incontroverso que entender legalmente devido, com especificação das taxas de
juros e metodologia de cálculo que foi utilizada, sob pena de indeferimento da inicial por inépcia.”.- INT. DR(S). PEDRO
CESAR BASTOS JUNIOR

20) 910211-11.2012.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO PANAMERICANO S/A


REQUERENTE.: EMILIANA VASCONCELOS MARCELINO LIMA .”sentença: Face a tudo quanto exposto e mais o que dos
autos consta, com base nos arts.267 inciso I combinado com o art.295 inciso I Parágrafo único, inciso I ambos do
CPC, tenho a petição por inepta e em conseuência julgo ação extinta sem resolução de mérito. Transitada em julgado,
arquivem-se. P.R.I.”- INT. DR(S). MARIA DO SOCORRO MAIA LANDIM .

JUÍZO DE DIREITO DA 7ª VARA CÍVEL


JUIZ(A) DE DIREITO FERNANDO LUIZ PINHEIRO BARROS
DIRETOR(A) DE SECRETARIA FRANCISCO ALENCAR MARTINS FILHO
INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS
RELAÇÃO Nº 0037/2013
ADV: ALDENIRA GOMES DINIZ (OAB 20837/CE) - Processo 0047672-42.2012.8.06.0001 - Reintegração / Manutenção de
Posse - Posse - REQUERENTE: BANCO VOLKSWAGEM - REQUERIDA: ELISANGELA OLIVEIRA DOS SANTOS - Considerando
a manifestação da parte autora às fls.21, e não tendo se operado ainda a citação da parte contrária, o que faz desnecessária a
concordância desta ao pedido formulado, homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido
de desistência feito por BANCO VOLKSWAGEM na ação que contende contra ELISANGELA OLIVEIRA DOS SANTOS, e por
via de consequência, julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do
CPC. Não foi determinada nenhuma medida coercitiva contra o veículo junto a qualquer órgão público, de forma a que qualquer
baixa em gravame deverá ser providenciada pela própria financeira por via administrativa. Sem mais custas, por já recolhidas
às fls.04/07.
ADV: RAFAEL DE OLIVEIRA PINHO (OAB 22514/CE) - Processo 0048500-38.2012.8.06.0001 - Procedimento Ordinário -
Interpretação / Revisão de Contrato - REQUERENTE: CARLOS THIAGO DE SOUSA SILVA - REQUERIDO: AYMORÉ CRÉDITO,
FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS S/A - AYMORÉ - Considerando a manifestação da parte autora às fls.34, e não tendo
se operado ainda a citação da parte contrária, homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos,
o pedido de desistência feito por CARLOS THIAGO DE SOUSA SILVA, na ação que contende contra AYMORÉ CRÉDITO,
FINANCIAMENTO E INVESTIMENTOS S/A - AYMORÉ, e por via de consequência, julgo o presente processo extinto sem
resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC. Sem custas, por deferir a justiça gratuita em favor do
requerente. Transitada em julgado, arquivem-se.
ADV: ALINE SILVA LEMOS (OAB 20565/CE) - Processo 0054859-04.2012.8.06.0001 - Busca e Apreensão em Alienação
Fiduciária - Alienação Fiduciária - REQUERENTE: BANCO ITAUCARD S.A - REQUERIDA: VANESSA HERCULANO DE LIMA -
Vistos etc. BANCO ITAUCARD S.A. promove Ação de Busca e Apreensão com pedido de liminar contra VANESSA HERCULANO
DE LIMA, aduzindo para tanto as razões constantes da inicial. Colhe-se dos autos ter o promovido firmado contrato de
financiamento com o promovente, tendo por objeto a aquisição do veículo descrito e caracterizado na exordial, obrigando-se a

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 124

quitar o financiamento em 36 parcelas mensais. O demandante notificou regularmente a demandada, constituindo-se este em
mora (fls.17), preenchendo, pois, a presente postulação, os requisitos do art. 3º do Decreto-lei no 911/69. À vista do exposto,
defiro a liminar tal como requerida. Cumprida a liminar, cite-se.
ADV: ALINE SILVA LEMOS (OAB 20565/CE) - Processo 0054859-04.2012.8.06.0001 - Busca e Apreensão em Alienação
Fiduciária - Alienação Fiduciária - REQUERENTE: BANCO ITAUCARD S.A - REQUERIDA: VANESSA HERCULANO DE LIMA
- Considerando a manifestação da parte autora às fls. 25, e não tendo se operado ainda a citação da parte contrária, o que faz
desnecessária a concordância desta ao pedido formulado, homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais
efeitos, o pedido de desistência feito por Banco Itaucard S/A na ação que contende contra Vanessa Herculano de Lima, e por
via de consequência, julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII
do CPC.
ADV: ROSEANY ARAUJO VIANA ALVES (OAB 10952/CE) - Processo 0134664-69.2013.8.06.0001 - Busca e Apreensão
em Alienação Fiduciária - Alienação Fiduciária - REQUERENTE: AYMORÉ CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO
S.A - REQUERIDO: NEUDECI HONORATO HERCULANO - Considerando a manifestação da parte autora às fls.22, e não tendo
se operado ainda a citação da parte contrária, o que faz desnecessária a concordância desta ao pedido formulado, homologo
por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido de desistência feito por AYMORÉ CRÉDITO,
FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S.A na ação que contende contra NEUDECI HONORATO HERCULANO, e por via de
consequência, julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC.
ADV: GEORGE CESAR DE OLIVEIRA ROCHA (OAB 23849/CE) - Processo 0135044-92.2013.8.06.0001 - Procedimento
Ordinário - Obrigação de Entregar - REQUERENTE: ANTÔNIA DO CARMO SOBREIRA DO NASCIMENTO e outro - REQUERIDO:
JOSE ABÍLIO MACEDO - Do exposto, indefiro o pedido de tutela antecipada. Cite-se a parte promovida para contestar os termos
da ação no prazo de 15 dias, sob pena de revelia.
ADV: JOSE WILSON NOGUEIRA DA SILVA (OAB 6304/CE) - Processo 0138860-82.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Anulação - REQUERENTE: francisca liduina maia da silva - REQUERIDO: sabemi/pp previdencia sa e outros - Considerando
a manifestação da parte autora às fls.21, e não tendo se operado ainda a citação da parte contrária, o que faz desnecessária
a concordância desta ao pedido de desistência formulado, homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais
efeitos, o pedido de desistência feito por Francisca Liduina Maia da Silva, na ação que contende contra Sabemi/PP Previdencia,
SABEMI Seg-Previdência Empréstimo S.A, Banco BMG Família Band. Prev.Pr. Previdência S/A, Soc-Cax. Mut-Soc-Previdência
S/A, Banco Panamericano - Empréstimo, Banco Bradesco BMC S/A, Banco BMG FISA S/A, BANCO PANAMERICANO S/A,
BANCO VOTORANTIM S/A, BANCO BGN CASPEB S/A, CASPEB GEAP S/A, CASEBRAS S/A, e por via de consequência, julgo
o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC. Sem custas, por
deferir a justiça gratuita em favor da requerente. Transitada em julgado, arquivem-se.
ADV: FLAVIA ANGERT CARNEIRO (OAB 19617/CE) - Processo 0138971-66.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário -
Averbação/Cômputo/Conversão de tempo de serviço especial - REQUERENTE: Antonio Bento de Souza - REQUERIDO: INSS
- Considerando a manifestação da parte autora às fls.60, e não tendo se operado ainda a citação da parte contrária, homologo
por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido de desistência feito por Antonio Bento de Souza, na
ação que contende contra INSS, e por via de consequência, julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que
faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC. Sem custas, por deferir a justiça gratuita em favor do requerente. Transitada em
julgado, arquivem-se.
ADV: SIDNEY GUERRA REGINALDO (OAB 6923/CE) - Processo 0140626-73.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Pessoas Jurídicas - REQUERENTE: MAGAZINES BRASILEIROS LTDA - REQUERIDO: CIA DE INVESTIMENTO OBOÉ -
Considerando a manifestação da parte autora às fls.21, e não tendo se operado ainda a citação da parte contrária, o que
faz desnecessária a concordância desta ao pedido formulado, homologo por sentença para que produza os seus jurídicos
e legais efeitos, o pedido de desistência feito por MAGAZINES BRASILEIROS LTDA na ação que contende contra CIA DE
INVESTIMENTO OBOÉ, e por via de consequência, julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos
termos do art.267 inciso VIII do CPC. Custas ex lege. Transitada em julgado, arquivem-se.
ADV: GUSTAVO LEAL MELLO DA SILVA (OAB 10682/CE) - Processo 0141561-16.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Prescrição e Decadência - REQUERENTE: FRANCISCO ELEARDO VASCONCELOS PARENTE - REQUERIDO: ATLÃNTICO
FUNDO DE INVESTIMENTO EM DIREITO CREDITÓRIO NÃO PADRONIZADO e outro - Do exposto, indefiro o pedido de tutela
antecipada. Citem-se os promovidos para contestarem os termos da ação no prazo de 15 dias, sob pena de revelia.
ADV: TICIANA LEITE ESCORCIO ATHAYDE (OAB 19232/CE) - Processo 0142346-75.2013.8.06.0001 - Busca e Apreensão
em Alienação Fiduciária - Busca e Apreensão - REQUERENTE: BV FINANCEIRA SA CREDITO FINANCIAMENTO E
INVESTIMENTO - REQUERIDA: MARIA ZILAR DE SOUSA - R.H. Vistos etc. BV FINANCEIRA S/A CRÉDITO, FINANCIAMENTO
E INVESTIMENTO, devidamente qualificado nos autos, por meio de advogado legalmente constituído, promoveu a presente
ação de busca e apreensão em face de MARIA ZILAR DE SOUSA, também qualificada. Ao compulsar dos autos, verifica-se
que o endereço da promovida não existe, conforme certidão constante na página 15 dos autos. No caso sub, exame vislumbra-
se a não configuração da mora, face a inexistência da notificação extrajudicial, ou seja, de pressuposto de constituição e
desenvolvimento válido e regular do processo. Diante do exposto, com supedâneo no artigo 267, inciso IV, do Código de
Processo Civil, declaro o autor carecedor de ação e, por via de conseqüência, julgo extinto o processo sem resolução do mérito.
Custas ex lege. P.R.I.C. Expedientes necessários. Fortaleza/CE, 22 de fevereiro de 2013.
ADV: RODRIGO FREIRE CARVALHO (OAB 22886/CE) - Processo 0145597-04.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Planos de Saúde - REQUERENTE: Recilda Maria Scheeffer - REQUERIDO: Unimed de Fortaleza - Cooperativa de Trabalho
Médico Ltda. - R.H. Defiro a gratuidade requerida. Deixo para apreciar o pedido de tutela antecipada após a formação do
contraditório. Cite-se, na forma legal.
ADV: RODRIGO FREIRE CARVALHO (OAB 22886/CE) - Processo 0145597-04.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Planos de Saúde - REQUERENTE: Recilda Maria Scheeffer - REQUERIDO: Unimed de Fortaleza - Cooperativa de Trabalho
Médico Ltda. - Conforme a Portaria n.º 43, de 17/02/1997, intime-se a parte postulante por meio de seu advogado a fim de se
manifestar acerca da Contestação de fls. 108/120 e documentos, no prazo de 10 (dez) dias.
ADV: EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA (OAB 15067/CE) - Processo 0146798-31.2013.8.06.0001 - Busca e
Apreensão em Alienação Fiduciária - Busca e Apreensão - REQUERENTE: BV FINANCEIRA SA CREDITO FINANCIAMENTO
E INVESTIMENTO - REQUERIDA: Karine Mattos Brito de Souza - julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o
que faço nos termos do art. 267 inciso VIII do CPC.
ADV: EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA (OAB 15067/CE) - Processo 0146998-38.2013.8.06.0001 - Busca e
Apreensão em Alienação Fiduciária - Busca e Apreensão - REQUERENTE: BANCO FIBRA S/A - REQUERIDO: FRANCISCO
PEREIRA DA SILVA FILHO - Vistos etc. BANCO FIBRA S/A promove Ação de Busca e Apreensão com pedido de liminar contra

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 125

FRANCISCO PEREIRA DA SILVA FILHO, aduzindo para tanto as razões constantes da inicial de fls. 01/03. Com a vestibular
carreou os documentos de fls. 12/31. Relatados, DECIDO. Colhe-se dos autos ter o promovido firmado contrato de financiamento
com o promovente, tendo por objeto a aquisição do veículo descrito e caracterizado nos autos, obrigando-se a quitar o
financiamento. O demandante notificou regularmente o demandado, constituindo-se este em mora (fls.15), preenchendo, pois,
a presente postulação, os requisitos do art. 3º do Decreto-lei no 911/69. À vista do exposto, defiro a liminar tal como requerida.
Cumprida a liminar, cite-se
ADV: EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA (OAB 15067/CE) - Processo 0146998-38.2013.8.06.0001 - Busca e
Apreensão em Alienação Fiduciária - Busca e Apreensão - REQUERENTE: BANCO FIBRA S/A - REQUERIDO: FRANCISCO
PEREIRA DA SILVA FILHO - homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido de desistência
feito por Banco Fibra S/A na ação que contende contra Francisco Pereira da Silva Filho, e por via de consequência, julgo o
presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC.
ADV: JOAO CARVALHO QUIXADA NETO (OAB 20511/CE) - Processo 0147271-17.2013.8.06.0001 - Busca e Apreensão
em Alienação Fiduciária - Liminar - REQUERENTE: BANCO BRADESCO FINANCIAMENTOS S/A - REQUERIDA: DORALICE
ALVES TINIM - Considerando a manifestação da parte autora às fls. 53, e não tendo se operado ainda a citação da parte
contrária, o que faz desnecessária a concordância desta ao pedido formulado, homologo por sentença para que produza os
seus jurídicos e legais efeitos, o pedido de desistência feito por Banco Bradesco Financiamentos S/A na ação que contende
contra Doralice Alves Tinim, e por via de consequência, julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço
nos termos do art.267 inciso VIII do CPC.
ADV: JOSE WILSON NOGUEIRA DA SILVA (OAB 6304/CE) - Processo 0148863-96.2013.8.06.0001 - Procedimento
Ordinário - Anulação - REQUERENTE: francisca liduina maia da silva - REQUERIDO: SABEMI/PP PREVIDENCIA, SABEMI
SEG-PREVIDENCIA E EMPRESTIMOS S/A E OUTROS - Intime-se a parte autora para, no prazo de 10 (dez) dias, emendar a
inicial, esclarecendo a propositura das várias e repetidas ações contra os mesmos bancos, bem como o processo corrente junto
a Comarca de Cascavel, por incidência de eventual litispendência, sob pena de inépcia da inicial
ADV: RANIERE DE SOUSA BARROS (OAB 15565/CE) - Processo 0153038-36.2013.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Interpretação / Revisão de Contrato - REQUERENTE: ROCICLEIA ROCHA NUNES - REQUERIDO: BV FINANCEIRA SA
CREDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO - Considerando a manifestação da parte autora às fls. 40, e não tendo se
operado ainda a citação da parte contrária, o que faz desnecessária a concordância desta ao pedido de desistência formulado,
homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido de desistência feito por ROCICLÉIA
ROCHA NUNES, na ação que contende contra B.V. FINANCEIRA S.A., e por via de consequência, julgo o presente processo
extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art. 267 inciso VIII do CPC.
ADV: FRANCISCO GOMES COELHO - Processo 0153879-31.2013.8.06.0001 - Busca e Apreensão em Alienação Fiduciária
- Busca e Apreensão - REQUERENTE: BANIF - BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL (BRASIL) S.A - REQUERIDA:
CRISTINA RIBEIRO DA SILVA DOS SANTOS - Ao exposto defiro a medida liminar de busca e apreensão. Cumprida esta, cite-se
o(a) promovido(a) ao mesmo tempo para o pagamento do débito com os acréscimos legais no prazo de 05 dias ou apresentar
defesa no prazo de 15 dias, tudo nos termos no Decreto- Lei 911/69.
ADV: MARIANA BRAGA SYDRIAO DE ALENCAR (OAB 20608/CE) - Processo 0189133-02.2012.8.06.0001 - Despejo -
Liminar - REQUERENTE: MR Empreendimentos Imobiários Ltda - REQUERIDA: OW Line Industria e Comercio Ltda - OW LINE
e outros - Conforme a Portaria n.º 43, de 17/02/1997, intime-se a parte postulante por meio de seu advogado a fim de manifestar
acerca da Contestação de fls. 144/165 e documentos em anexo, no prazo de 10(dez) dias.
ADV: ROSEANY ARAUJO VIANA ALVES (OAB 10952/CE) - Processo 0204173-24.2012.8.06.0001 - Busca e Apreensão
em Alienação Fiduciária - Alienação Fiduciária - REQUERENTE: Financeira Alfa S/A -CFI - REQUERIDO: Francisco de Assis
Pereira Filho - Conforme a Portaria n.º 43, de 17/02/1997, intime-se a parte postulante por meio de seu advogado a fim de se
manifestar acerca da Certidão de Oficial de Justiça de fls. 26/27.
ADV: JOSIENE NOGUEIRA GAMA (OAB 17446/CE) - Processo 0204269-39.2012.8.06.0001 - Busca e Apreensão em
Alienação Fiduciária - Liminar - REQUERENTE: Banco Itaucard S/A - REQUERIDO: Francisco Cleiton Tavares - Considerando
a manifestação da parte autora às fls.36, e não tendo se operado ainda a citação da parte contrária, o que faz desnecessária a
concordância desta ao pedido formulado, homologo por sentença para que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido
de desistência feito por Banco Itaucard S/A na ação que contende contra Francisco Cleiton Tavares, e por via de consequência,
julgo o presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC.

JUÍZO DE DIREITO DA 7ª VARA CÍVEL


JUIZ(A) DE DIREITO FERNANDO LUIZ PINHEIRO BARROS
DIRETOR(A) DE SECRETARIA FRANCISCO ALENCAR MARTINS FILHO
INTIMAÇÃO DE ADVOGADOS
RELAÇÃO Nº 0038/2013
ADV: RAFAEL DE OLIVEIRA PINHO (OAB 22514/CE) - Processo 0041140-52.2012.8.06.0001 - Procedimento Ordinário
- Interpretação / Revisão de Contrato - REQUERENTE: VALTER GUEDES DE OLIVEIRA - REQUERIDO: BV FINANCEIRA
S/A - Face a tudo quanto exposto e mais o que dos autos consta, julgo improcedente a presente Ação Revisional que VALTER
GUEDES DE OLIVEIRA promoveu contra Banco Bv Financeira S/A Credito e Financiamento. Deixo de condenar o autor nos
encargos da sucumbência por se tratar de pessoa assistida pela justiça gratuita, que lhe defiro. Transitada em julgado, arquivem-
se. P.R.I
ADV: BRUNO VELLOSO FONTENELLE CAMELO RODRIGUES (OAB 20586/CE) - Processo 0135806-11.2013.8.06.0001
- Busca e Apreensão em Alienação Fiduciária - Alienação Fiduciária - REQUERENTE: BV FINANCEIRA SA CREDITO
FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO - Considerando a manifestação da parte autora às fls.21/22, e não tendo se operado ainda
a citação da parte contrária, o que faz desnecessária a concordância desta ao pedido formulado, homologo por sentença para
que produza os seus jurídicos e legais efeitos, o pedido de desistência feito por BV FINANCEIRA SA CREDITO FINANCIAMENTO
E INVESTIMENTO na ação que contende contra PAULO HENRIQUE ARAUJO SERPA , e por via de consequência, julgo o
presente processo extinto sem resolução de mérito, o que faço nos termos do art.267 inciso VIII do CPC.

EXPEDIENTES DA 9ª VARA CIVEL

Juiz(a) Titular : ANA LUIZA BARREIRA SECCO AMARAL


Diretor(a) de Secretaria: CANDIDO JOSE COSTA SEGUNDO

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 126

EXPEDIENTE nº 58/2013 em: Dois (02) de Maio de 2013

OAB Seq. OAB Seq.


CE/11759 1 CE/21084 1
CE/11666 2 CE/13496 3
SP/91311 4 CE/9424 4
CE/1400 5 CE/9400 5
CE/21801 6 CE/24521 6
CE/19328 6 CE/15067 7
CE/17858 8 CE/3432 8
CE/14694 8 CE/14325 9
CE/12808 9 CE/14407 9
CE/2310 9 CE/19797 10
CE/23271 10 CE/8156 10
CE/3432 10 CE/14694 10
CE/22400 11 CE/2099 11
CE/13069 12 CE/11860 13
CE/12426 14 CE/17537 15
RS/55249 16 CE/18377 16
PE/22723 16 CE/15067 17
PE/23255 18 PE/23798 18
CE/10315 18 CE/2330 19
CE/12043 19 CE/5879 19
CE/12970 20 CE/17314 21
CE/5864 22 CE/19319 22
CE/6241 22 CE/5705 23
CE/15839 24 CE/25274 24
CE/10418 25 CE/23503 25
CE/20586 26 CE/13095 26
CE/3432 26 CE/19252 27
CE/7356 27 PE/19353 27
CE/10923 27 PE/27112 27
CE/10923 27 PE/27073 27
CE/22065 28 CE/15287 29
CE/15783 29 CE/23312 29
CE/24130 30 CE/23503 30
DF/8834 31 CE/15067 32
CE/13189 32 CE/23169 32
CE/15067 33 CE/5830 34
CE/17314 34 CE/10418 35
CE/24250 35 CE/14458 36
RJ/48812 36 CE/19283 37
CE/15067 38 CE/20484 38
GO/7890 38 CE/4030 38
CE/23543 39 PE/27112 40
CE/13885 40 CE/20082 40
CE/22718 40 CE/18095 41
CE/8495 42 CE/19252 42
CE/7356 42 CE/7379 42
BA/876 42 CE/3723 42
CE/8012 43 PE/9259 44
CE/24130 45 CE/23503 45
CE/16799 46 CE/23649 47
CE/19328 47 CE/3432 48
CE/23649 49 CE/19328 49
CE/23237 50 CE/22718 50
CE/11911 51 PE/12450 51
CE/12970 51 CE/1870 52
CE/10952 52 CE/18340 53
CE/15280 53 CE/15967 54
CE/10284 55 CE/15117 55
CE/10633 55 MG/91811 56
CE/13095 57 CE/18377 57
CE/18544 57 CE/15067 58
CE/20484 58 CE/8156 58
CE/8156 59 CE/11155 60
CE/14325 60 CE/8579 60
CE/26516 60 CE/9793 61
PR/24696 62 PI/7455 62

1) 10058-08.2009.8.06.0001/0 - PRESTAÇÃO DE CONTAS - OFERECIDAS REQUERIDO.: EMERSON MAIA DAMASCENO


REQUERENTE.: ESPOLIO DE NERY BRITO PASSOS TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “Designo o

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 127

dia 12.06.2013, às 10:00hs., para a audiência referida no despacho de fls. Intimação dos patronos das partes. (...).”.- INT.
DR(S). CARLOS ALBERTO VIEIRA CRUZ , EDSON ALVES DAMASCENO

2) 102950-67.2008.8.06.0001/0 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A


REGULARIZAR EXEQUENTE.: OSASUNA PARTICIPACOES LTDA EXEQÜIDO.: VANIA CELIA ARAGAO RIBEIRO ME. “ VISTOS,
ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA EXORDIAL, PROMOVEU, ATRAVÉS DE ADVOGADO
HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL DE FLS. A PARTE AUTORA ABANDONOU A
CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA) DIAS, TENDO SIDO INTIMADA, PESSOALMENTE, SOBRE O PROSSEGUIMENTO DO
FEITO, CONFORME DEMONSTRA CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU TRANSCORRER IN ALBIS O PRAZO QUE LHE FORA
ASSINALADO. ISTO POSTO, COM BASE NO ART. 267, III, § 1º DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL, DECRETO A EXTINÇÃO
DO PRESENTE PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO, ARQUIVEM-SE OS
AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). MARCELO REBOUCAS DE OLIVEIRA

3) 112355-93.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO VOLKSWAGEN S.A


REQUERENTE.: CLEBER QUEIROZ OLIVEIRA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “ VISTOS,
ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA EXORDIAL, PROMOVEU, ATRAVÉS DE ADVOGADO
HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL DE FLS. A PARTE AUTORA ABANDONOU A
CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA) DIAS, TENDO SIDO INTIMADA, PESSOALMENTE, SOBRE O PROSSEGUIMENTO DO
FEITO, CONFORME DEMONSTRA CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU TRANSCORRER IN ALBIS O PRAZO QUE LHE FORA
ASSINALADO. ISTO POSTO, COM BASE NO ART. 267, III, § 1º DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL, DECRETO A EXTINÇÃO
DO PRESENTE PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO, ARQUIVEM-SE OS
AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). MOYSES BARJUD MARQUES

4) 123595-79.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERENTE.: ANTONIA HELIA MACHADO PEREIRA


TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: SKY BRASIL SERVICOS LTDA. “Tendo ambas as
partes se pronunciado pela necessidade de realização de audiência de conciliação, designo para tanto o dia 10.06.2013,
às 09:50hs. Intime-se a parte autora, através do advogado indicado às fls. O advogado da parte promovida indicado a
receber intimações não detém poder especial para transigir, assim, intime-se também a parte promovida a comparecer
ao ato.”.- INT. DR(S). EDUARDO LUIZ BROCK , RAIMUNDO IVAN VASCONCELOS MOURA

5) 123612-52.2008.8.06.0001/0 - MONITÓRIA REQUERIDO.: CARLOS HENRIQUE CASTRO FREIRE TERCEIRO


INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERENTE.: SUPER MERCADO DO POVO LTDA. “ESCLAREÇA A PARTE
AUTORA SE DESEJA PRODUZIR PROVAS, ESPECIFICANDO-AS, DE LOGO ADVERTIDA DE QUE O SEU SILÊNCIO SERÁ
INTERPRETADO COMO ANUÊNCIA AO JULGAMENTO DO PROCESSO NO ESTÁGIO ATUAL.”.- INT. DR(S). EVERARDO
MOYSES FERREIRA , JOAO MOYSES FERREIRA NETO

6) 144915-88.2009.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERIDO.: JOAO PAULO PEREIRA


DE SOUZA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERENTE.: SANTANDER LEASING S.A. -
ARRENDAMENTO MERCANTIL. “ VISTOS, ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA EXORDIAL,
PROMOVEU, ATRAVÉS DE ADVOGADO HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL DE FLS.
A PARTE AUTORA ABANDONOU A CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA) DIAS, TENDO SIDO INTIMADA, PESSOALMENTE,
SOBRE O PROSSEGUIMENTO DO FEITO, CONFORME DEMONSTRA CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU TRANSCORRER IN
ALBIS O PRAZO QUE LHE FORA ASSINALADO. ISTO POSTO, COM BASE NO ART. 267, III, § 1º DO CÓDIGO DE PROCESSO
CIVIL, DECRETO A EXTINÇÃO DO PRESENTE PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.APÓS O TRÂNSITO EM
JULGADO, ARQUIVEM-SE OS AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). ALAN FERREIRA DE SOUZA , FLAVIA DE ALBUQUERQUE LIRA
, MARIA ISABEL AGUIAR PESSOA DE BARROS

7) 14595-47.2009.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: AYMORE CREDITO -


FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO S/A REQUERIDO.: JOSE ANISIO DA SILVA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO
A REGULARIZAR. “ VISTOS, ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA EXORDIAL, PROMOVEU,
ATRAVÉS DE ADVOGADO HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL DE FLS. A PARTE
AUTORA ABANDONOU A CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA) DIAS, TENDO SIDO INTIMADA, PESSOALMENTE, SOBRE
O PROSSEGUIMENTO DO FEITO, CONFORME DEMONSTRA CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU TRANSCORRER IN ALBIS O
PRAZO QUE LHE FORA ASSINALADO. ISTO POSTO, COM BASE NO ART. 267, III, § 1º DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL,
DECRETO A EXTINÇÃO DO PRESENTE PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO,
ARQUIVEM-SE OS AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA

8) 20817-31.2009.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO VOTORANTIN FINANCEIRA


S/A CREDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO REQUERENTE.: GERSON BANDEIRA DE OLIVEIRA TERCEIRO
INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “ VISTOS, ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA
EXORDIAL, PROMOVEU, ATRAVÉS DE ADVOGADO HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL
DE FLS.INTIMADA ATRAVÉS DE SEU PATRONO PARA SE MANIFESTAR SOBRE O SEU INTERESSE NO FEITO, A
DEMANDANTE NÃO ATENDEU AO CHAMADO JUDICIAL.INTIMADA ATRAVÉS DE AR, ESTA NÃO FOI ENCONTRADA. ATO
SEGUIDO, FOI DETERMINADA A SUA INTIMAÇÃO POR EDITAL, PARA QUE VIESSE IMPULSIONAR O FEITO, PARA OS
FINS DO DISPOSTO NO § 1º DO ART. 267 DO CPC, PROVIDÊNCIA QUE ADOTEI COM ARRIMO NO ENTENDIMENTO
TRIBUNALÍCIO (¿)TENDO EM VISTA QUE DECORREU IN ALBIS O PRAZO PARA A INTIMAÇÃO EDITALÍCIA, DETERMINO O
ARQUIVAMENTO DOS AUTOS, COM BAIXA NA DISTRIBUIÇÃO, O QUE FAÇO DECLARANDO A EXTINÇÃO DO PROCESSO
SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO COM ESTEIO NO DISPOSTO NO ART. 267, III, DO CPC.P.R.I.”.- INT. DR(S). HUGO VICTOR
PEREIRA DE SOUSA , RAFAEL PORDEUS COSTA LIMA FILHO , TEREZA CRISTINA PITTA PINHEIRO FABRICIO

9) 23494-05.2007.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: FUNDAÇÃO SISTEL DE SEGURIDADE


SOCIAL REQUERENTE.: MARIA AMELIA PRUDENTE NETA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR.
“VISTOS, ETC.(...) ISTO POSTO, ACOLHENDO A PRELIMINAR DE PRESCRIÇÃO DE QUE TRATO, JULGO EXTINTO O
PROCESSO, COM APRECIAÇÃO DE SUA MATÉRIA DE MÉRITO, O QUE FAÇO COM ESTEIO NO DISPOSTO NO ART. 269,

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 128

IV, DO CPC.SEM CUSTAS. JUSTIÇA GRATUITA.P.R.I.”.- INT. DR(S). CARLOS ROBERTO DE SIQUEIRA CASTRO , ENIO
PONTE MOURAO , MARCELO MEMORIA DE ARAUJO , VALMIR PONTES FILHO

10) 23600-59.2010.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSÃO EM ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA REQUERENTE.: HSBC BANK


BRASIL S/A BANCO MULTIPLO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR REQUERIDO.: REGINA GLAUCIA
BRAGA. “VISTOS, ETC.HOMOLOGO, POR SENTENÇA, PARA QUE SURTA OS SEUS JURÍDICOS E LEGAIS EFEITOS, O
ACORDO CONSTANTE DA PETIÇÃO DE FLS., PRESENTES NA AÇÃO DE BUSCA E APREENSÃO, ATRAVÉS DA QUAL
INFORMAM A QUITAÇÃO DO DÉBITO E REQUEREM A RETIRADA DE GRAVAME IMPOSTA AO VEÍCULO EM LIDE.
ISTO POSTO, JULGO COM ARRIMO NO DISPOSTO NO ART. 269, III DO CPC, EXTINTO O PRESENTE PROCESSO, COM
RESOLUÇÃO DE SUA MATÉRIA DE MÉRITO...APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO, ARQUIVEM-SE....P.R.I.”.- INT. DR(S).
ALINE INGRID MARTINS CHAGAS , ANA CAROLINA BARBOSA PEREIRA , LUCIA MARIA ALVES MASSILON , RAFAEL
PORDEUS COSTA LIMA FILHO , TEREZA CRISTINA PITTA PINHEIRO FABRICIO

11) 245449-55.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199502152565 - Tombo: 1318 - USUCAPIÃO REQUERENTE.: MARIA DO


LIVRAMENTO GOMES HOLANDA REQUERENTE.: PEDRO ADAILTON HOLANDA DA SILVA. “Designo o dia 11.06.2013, às
10:00hs., para a realização da audiência de instrução, oportunidade na qual serão ouvidas as testemunhas indicadas às
fls. Intimação do patrono do autor. (...).”.- INT. DR(S). JOSE LUCAS DE BRITO NETO , JOSE NIVARDO CHAVES

12) 303822-79.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 200402609883 - DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO REQUERENTE.:


JOSE DA CUNHA LINHARES REQUERIDO.: MARIA DE FATIMA LIMA CHAVES. “INTIME-SE A PARTE PROMOVENTE PARA
QUE SE MANIFESTE SOBRE O SEU INTERESSE NO PROSSEGUIMENTO DA AÇÃO.”.- INT. DR(S). JOSE DA CUNHA
LINHARES

13) 336918-85.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199702132606 - Tombo: 2432 - MONITÓRIA REQUERENTE.: BANCO DO


BRASIL S.A REQUERIDO.: CARLOS ALBERTO CARNEIRO DE MORAIS REQUERIDO.: CRAL - CONSTRUTORA RAIMUNDO
ALVES LTDA REQUERIDO.: FRANCISCO DE ANDRADE GARCEZ TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR.
“INTIME-SE A PARTE AUTORA PARA QUE SE MANIFESTE SOBRE O SEU INTERESSE NO PROSSEGUIMENTO DA LIDE.”.-
INT. DR(S). JARDSON SARAIVA CRUZ

14) 34099-78.2005.8.06.0001/0 - BUSCA E APREENSAO REQUERENTE.: BANCO SANTANDER BRASIL S/A


REQUERIDO.: DACILDA MARIA FERREIRA. “ ISTOS, ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA
NA EXORDIAL, PROMOVEU, ATRAVÉS DE ADVOGADO HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA
INAUGURAL DE FLS. A PARTE AUTORA ABANDONOU A CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA) DIAS, TENDO SIDO INTIMADA,
PESSOALMENTE, SOBRE O PROSSEGUIMENTO DO FEITO, CONFORME DEMONSTRA CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU
TRANSCORRER IN ALBIS O PRAZO QUE LHE FORA ASSINALADO. ISTO POSTO, COM BASE NO ART. 267, III, § 1º DO
CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL, DECRETO A EXTINÇÃO DO PRESENTE PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.
APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO, ARQUIVEM-SE OS AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). ALOISIO CAVALCANTI JUNIOR

15) 37226-19.2008.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO ITAULEASING


S/A REQUERIDO.: MARCOS DO NASCIMENTO MARINHO TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR.
“INTIME-SE O PATRONO DA PARTE PROMOVENTE PARA QUE ANEXE AOS AUTOS INSTRUMENTO PROCURATÓRIO OU
SUBSTABELECIMENTO, COM PODER ESPECIAL PARA A DESISTÊNCIA POSTULADA ÀS FLS.”.- INT. DR(S). MARCELO
LEMOS CALÓ

16) 377941-59.2010.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO FINASA


S/A REQUERIDO.: FRANCISCO DE OLIVEIRA MASCARENHAS JUNIOR TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A
REGULARIZAR. “ ISTOS, ETC. A PARTE PROMOVENTE, DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA EXORDIAL, PROMOVEU,
ATRAVÉS DE ADVOGADO HABILITADO, A PRESENTE AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL DE FLS. A PARTE
AUTORA ABANDONOU A CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA) DIAS, TENDO SIDO INTIMADA, PESSOALMENTE, SOBRE
O PROSSEGUIMENTO DO FEITO, CONFORME DEMONSTRA CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU TRANSCORRER IN ALBIS O
PRAZO QUE LHE FORA ASSINALADO. ISTO POSTO, COM BASE NO ART. 267, III, § 1º DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL,
DECRETO A EXTINÇÃO DO PRESENTE PROCESSO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO.APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO,
ARQUIVEM-SE OS AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). ALEXANDRE NIEDERAUDER DE MENDONÇA LIMA , ROSELINE SOUZA
MIRANDA , TATIANE MOURA DE MELO

17) 395153-93.2010.8.06.0001/0 - REINTEGRAÇÃO / MANUTENÇÃO DE POSSE REQUERENTE.: BANCO FINASA BMC


S/A REQUERIDO.: IEDA MARTINS GOMES TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “DESEJANDO A
HOMOLOGAÇÃO DO ACORDO APRESENTADO ÀS FLS. 41, INTIME-SE A PARTE AUTORA, ÚNICA HABILITADA NESTA
AÇÃO, A APRESENTAR PETIÇÃO COM OS TERMOS DA TRANSAÇÃO SUBSCRITA TAMBÉM PELA PARTE PROMOVIDA E
SEU PATRONO.”.- INT. DR(S). EMANUELLE FERREIRA GOMES SILVA MOURA

18) 398225-88.2010.8.06.0001/0 - EXIBIÇÃO REQUERIDO.: BANCO BMG S/A REQUERENTE.: MARIA ZILMAR
DE OLIVEIRA TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “VISTOS, ETC. A PARTE PROMOVENTE,
DEVIDAMENTE QUALIFICADA NA EXORDIAL, PROMOVEU, ATRAVÉS DE ADVOGADO HABILITADO, A PRESENTE
AÇÃO, NA FORMA DA PEÇA INAUGURAL DE FLS. A PARTE AUTORA ABANDONOU A CAUSA HÁ MAIS DE 30 (TRINTA)
DIAS, TENDO SIDO INTIMADA, PESSOALMENTE, SOBRE O PROSSEGUIMENTO DO FEITO, CONFORME DEMONSTRA
CERTIDÃO DE FLS. DEIXOU TRANSCORRER IN ALBIS O PRAZO QUE LHE FORA ASSINALADO. ISTO POSTO, COM
BASE NO ART. 267, III, § 1º DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL, DECRETO A EXTINÇÃO DO PRESENTE PROCESSO, SEM
RESOLUÇÃO DE MÉRITO.APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO, ARQUIVEM-SE OS AUTOS...P.R.I.”.- INT. DR(S). ANTONIO
DE MORAES DOURADO NETO , HUGO NEVES DE MORAIS ANDRADE , MANUEL MICIAS BEZERRA

19) 407991-20.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199902005063 - Tombo: 2983 - MONITORIA SEM TIPIFICAÇÃO.: ###
FALENCIA DECRETADA NOS AUTOS DO PROCESSO 000.02.114909-7- 10A. VAR REQUERIDO.: AGIL PUBLICIDADE
LTDA REQUERENTE.: BANFORT - BANCO FORTALEZA S/A REQUERIDO.: EDITORA TRIBUNA DO CEARA LTDA.

Publicação Oficial do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará - Lei Federal nº 11.419/06, art. 4º
Disponibilização: Quarta-feira, 15 de Maio de 2013 Caderno 2: Judiciário Fortaleza, Ano III - Edição 720 129

“RECEBO A APELAÇÃO EM AMBOS OS EFEITOS.INTIME-SE A PARTE RECORRIDA PARA, QUERENDO, APRESENTAR


CONTRARRAZÕES.”.- INT. DR(S). ADRISIO BARBOSA CAMARA , JOSEANNE AGUIAR CAMARA , MAXIMIANO AGUIAR
CAMARA

20) 410059-88.2010.8.06.0001/0 - EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL EXEQÜIDO.: EDSON SILVA DE LIMA


EXEQÜIDO.: EDSON SILVA DE LIMA - E L DISTRIBUIDORA EXEQUENTE.: HSBC BANK BRASIL S/A - BANCO MULTIPLO
TERCEIRO INTERESSADO.: MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “DEFIRO O PEDIDO DE DESENTRANHAMENTO DA PETIÇÃO
DE FLS. 55, A QUAL SERÁ ENTREGUE MEDIANTE RECIBO.”.- INT. DR(S). GISELLE FERRAZ DE FARIA

21) 412389-10.2000.8.06.0001/0 - Nº Antigo: 199902049133 - EXECUÇÃO EXEQUENTE.: BANCO DO ESTADO DO


CEARÁ S.A - BEC EXEQÜIDO.: JOSE MARIA GADELHA CAETANO EXEQÜIDO.: REAL ENGENHARIA LTDA. “INTIME-SE
A PARTE PROMOVENTE PARA QUE SE MANIFESTE SOBRE O SEU INTERESSE NA CONTINUAÇÃO DA AÇÃO.”.- INT.
DR(S). WILSON SALES BELCHIOR

22) 425730-54.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: CAIXA SEGURADORA S/A (SASSE -


COMPANHIA NACIONAL DE SEGUROS GERAIS) REQUERENTE.: INTEGRAL ENGENHARIA LTDA TERCEIRO INTERESSADO.:
MIGRAÇÃO A REGULARIZAR. “VISTOS, ETC.(...) JULGO, ASSIM, A AÇÃO PROCEDENTE, CONDENANDO A REQUERIDA
A PROCEDER À INDENIZAÇÃO RECLAMADA NA VESTIBULAR, NOS TERMOS DO PEDIDO, COM EXCEÇÃO APENAS DA
VERBA HONORÁRIA FIXADA EM 10% SOBRE O QAUNTUM DEBEATUR.P.R.I.”.- INT. DR(S). ANTONIO CLETO GOMES ,
EDESIO DO NASCIMENTO P. FILHO , NEUMAYER DE SOUSA MAIA

23) 4339-11.2010.8.06.0001/0 - DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO CUMULADO COM COBRANÇA REQUERIDO.:
CAMILE LIMAVERDE CABRAL DE LIMA REQUERIDO.: CLAUDIA MARIA MOURA ALMEIDA DE OLIVEIRA REQUERENTE.:
FRANCISCO PROCOPIO BEZERRA DA SILVA REQUERIDO.: JOSE DARIO SAMPAIO BARBOSA REQUERIDO.: MARIZITA
SOMBRA SAMPAIO. “RECEBO O RECURSO EM AMBOS OS EFEITOS.INTIME-SE A PARTE APELADA PARA, QUERENDO,
APRESENTAR CONTRARRAZÕES.”.- INT. DR(S). JULIO CARLOS CRISPINO LEITE FILHO

24) 439009-10.2010.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO FINASA S/A REQUERENTE.:


MARIA EDVANIA GOMES DA SILVA. “INTIME-SE A PARTE AUTORA PARA QUE, HAVENDO COMPOSIÇÃO AMIGÁVEL
DA PRESENTE LIDE, APRESENTE PETIÇÃO COM SEUS TERMOS, A QUAL DEVERÁ SER SUBSCRITA POR AMBOS OS
ADVOGADOS, COM PODERES ESPECIAIS PARA TRANSIGIR, PARA FINS DE HOMOLOGAÇÃO.”.- INT. DR(S). IZABEL
CRISTINA FERREIRA LIMA , WELLINGTON SAMPAIO DE HOLANDA FILHO

25) 452825-25.2011.8.06.0001/0 - PROCEDIMENTO ORDINÁRIO REQUERIDO.: BANCO VOLKSWAGEN S/A


REQUERENTE.: FRANCISCO JOSE DE BRITO RIBEIRO. “VISTOS, ETC.(...) NESSAS CONDIÇÕES, À MÍNGUA DE AMPARO
LEGAL, JULGO A AÇÃO IMPROCEDENTE, DEIXANDO DE CONDENAR O AUTOR AO PAGAMENTO DOS ENCARGOS DE
SUCUMBÊNCIA, PORQUE BENEFICIÁRIO DA GRATUIDADE DA JUSTIÇA.P.R.I.”.- INT. DR(S). ARMANDO PINTO MARTINS
, THAIANNE CASSEB DA SILVA

26) 454134-81.2011.8.06.0001/0 - BUSCA E APREEN