Você está na página 1de 2

Boletim Operário 77

Caxias do Sul, 17 de setembro de 2010.


Em Minas Gerais, 51
lavradores foram resgatados
em situação irregular no
cultivo de morango na zona
rural do município de
Cambuí. Do total, 39
trabalhavam em lavouras
Trabalhadores em em condições de escravo e
condição de escravidão no outros dez trabalhavam num
Rio de Janeiro e em Minas galpão de seleção,
International Worker’s Association Gerais – Setembro/2010. embalagem e
www.iwa-ait.org armazenamento de
Fiscais da Superintendência morangos, sem Carteira de
Brazilian Worker’s Confederation Regional do Trabalho e Trabalho assinada e sem
http://cob-ait.net/ Emprego do Rio de Janeiro registro em livro. Apenas
resgataram 95 trabalhadores dois tinham registro formal,
Rio Grande do Sul’s Worker’s Federation em regime de escravidão no mas trabalhavam em
http://osyndicalista.blogspot.com município de Campo dos situações problemáticas.
Goytacazes (RJ) na sexta-
Center of Studies and Social Research feira, 10 de setembro de Entre os trabalhadores havia
2010. sete adolescentes com idade
http://cepsait.webnode.com entre 15 e 17 anos
Os fiscais encontraram os trabalhando em horário
trabalhadores em fazendas de noturno e sem intervalo
http://cepsait.blogspot.com
cana-de-açúcar sem registro mínimo de uma hora para
de Carteira de Trabalho, água repouso ou alimentação.
ceps_ait@hotmail.com
potável ou local adequado
para as refeições. Eles De acordo com os fiscais, os
cepsait@gmail.com também não tinham trabalhadores não usavam
equipamentos de proteção os equipamentos de
Our purpose is to motivate the social individual nem acesso a proteção necessários e não
research and stimulate the change instalações sanitárias. tinham acesso a instalações
relations which are related to the sanitárias apropriadas ou
collection and production of information’s local para refeições. Além
Os trabalhadores libertados
about the history of the Brazilian Worker disso, eles também não
Movement. receberam, ao todo, R$ 100
mil em verbas rescisórias e tinham água potável ou
“Rio Grande do Sul’s Worker Federation” por dano moral individual. Os materiais de primeiros
fiscais do trabalho socorros nas frentes de
encaminharam requerimentos trabalho. Os lavradores
Worker Bulletin
de seguro desemprego na manipulavam agrotóxicos
Year II Nº 77
Friday 17/09/2010. modalidade trabalhador sem proteção e treinamento,
resgatado. e os insumos eram
Caxias do Sul – Rio Grande do Sul – Brazil armazenados de forma
irregular.

A fiscalização interditou as
áreas de cultivo e o galpão
usado para o
armazenamento dos
produtos. O empregador
deverá pagar R$ 248 mil em
verbas rescisórias aos
1º de maio de 2010. trabalhadores.
A vida humana está mais
barata hoje?

Com certeza. Essa foi uma


das grandes surpresas que
tive na minha pesquisa.
No passado os escravos
eram caríssimos. Comprar
um escravo equivalia a
comprar um equipamento Menor salário do
sofisticado, como um mundo.
trator ou um caminhão. Bangladesh paga os
Hoje existe um menores salários do
contingente enorme de mundo, afirmam
pessoas em estado de defensores dos
vulnerabilidade social e direitos trabalhistas.
relativamente fáceis de Maasuda Akthar, um
escravizar. Nos Estados operário
Segundo a Organização Unidos é possível relativamente bem
das Nações Unidas comprar um escravo pago pelos padrões
(Maio/2010), há 27 doméstico por uns US$ locais, ganha US$ 64
milhões de pessoas no 6 a 7 mil. Na Índia, são por mês. Na China, a
mundo que trabalham necessários míseros US$ remuneração paga
em regime análogo ao 30. Ou nem isso. Em lugar nas regiões industriais
da escravidão. A de grandes somas para situa-se entre US$
maioria é de homens e comprar um escravo, é só 117 e US$ 147
jovens a partir dos 15 dizer para o pobre mensais.
anos, que trabalham coitado: "Suas crianças
na pecuária. Nos estão famintas, você não
centros urbanos, o tem emprego, aqui não há
setor de confecção é o esperança para você. Pula
que tem maior índice já neste caminhão e vem
de trabalho escravo. comigo".
Kevin Bales – Sociologo

Interesses relacionados