Você está na página 1de 5

A química de um cometa

Cerca de 50% da poeira que o cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko, ou 67P/C-G, emite para


o espaço é composta por moléculas orgânicas. Esta poeira tem origem no material mais antigo
conhecido no nosso Sistema Solar, material esse rico em carbono. No decorrer da missão
Rosetta, foram recolhidos mais de 35000 grãos de poeira. O resultado da análise destas
poeiras está representado nos gráficos A e B da figura 1.

Tal como a vida, atualmente também se admite que a água que cobre cerca de dois terços da
superfície terrestre pode ter tido uma origem extraterrestre.
Uma das principais hipóteses sobre a formação da Terra admite que, no momento da sua
formação, há cerca 4600 M.a., a sua temperatura era tal que o teor original de água se deve
ter evaporado para o espaço. Após um período de arrefecimento do planeta, colisões com
cometas e asteróides poderão ter sido responsáveis pelo fornecimento de água ao planeta
Terra.
A contribuição relativa dos cometas e dos asteróides para o abastecimento de água do nosso
planeta é, no entanto, ainda objeto de estudo e de debate. A chave para determinar as origens
da água está na proporção de deutério nas suas moléculas, sendo o deutério um isótopo do
hidrogénio.
Simulações teóricas sugerem que a proporção deutério/hidrogénio (D/H), no Sistema Solar, é
variável (figura 2).
O cometa 67P/C-G, classificado como um cometa da “família de Júpiter”, ter-se-á formado na
Cintura de Kuiper. Ocasionalmente, estes corpos são desviados para a zona interna do Sistema
Solar onde as suas órbitas passam a ser controladas pela influência gravitacional de Júpiter.
Relativamente à água deste cometa, a sonda constatou que o seu vapor é significativamente
diferente do vapor de água terrestre. Estas descobertas, relativamente à composição química
do cometa 67P/C-G, vieram alimentar o debate sobre a origem da vida e da água no nosso
planeta.
A B

Figura 1 - O gráfico A representa a percentagem dos elementos químicos encontrados na poeira do Cometa 67P/C-G. O
gráfico B representa a percentagem em massa, tanto dos compostos orgânicos, como das substâncias minerais
encontradas na poeira.

Figura 2. Variação da relação deutério/hidrogénio (D/H) em diversos corpos do Sistema Solar.

Adaptado de:
Astroboletim, Edição n.º 1434, 5/12/2017.
http://www.esa.int/por/ESA_in_your_country/Portugal/Rosetta_vem_acender_o_debate_sobre_a_origem_dos_oceanos_na_Ter
ra
Nas questões de escolha múltipla selecione a única opção que permite obter uma afirmação
correta.

1. Os cometas são
(A) aglomerados de gelo que volatilizam à medida que se afastam do sol.
(B) dominantes na sua órbita.
(C) corpos celestes resistentes à erosão cósmica.
(D) fragmentos remanescentes da nebulosa solar.

2. Durante a sua órbita e na aproximação de uma estrela, os cometas registam ___ da sua
atividade cometária e ___ de parte dos seus constituintes.
(A) um aumento … solidificação
(B) uma diminuição … sublimação
(C) uma diminuição … solidificação
(D) um aumento … sublimação

3. Os cometas podem ser observados quando se encontram ___ do Sol. O facto do cometa
67P/C-G possuir ___ poderá ajudar a compreender a origem da vida no nosso planeta.
(A) afastados … compostos orgânicos
(B) afastados … compostos inorgânicos
(C) próximos … compostos inorgânicos
(D) próximos … compostos orgânicos

4. De uma maneira geral, os cometas são constituídos por um núcleo ___ constituído
maioritariamente por ___.
(A) sólido e instável … matéria mineral
(B) líquido e estável … carbono, hidrogénio e oxigénio
(C) sólido e estável … minerais silicatados
(D) gasoso e instável … matéria orgânica

5. Os cometas podem ter origem na Cintura de Kuiper, zona situada


(A) entre Marte e Júpiter.
(B) para lá da órbita de Neptuno.
(C) nas proximidades do Sol.
(D) entre a Terra e Marte.

6. No estudo representado na figura 2


(A) a variável dependente é a relação deutério/hidrogénio (D/H).
(B) as variáveis independentes são os cometas e os asteróides.
(C) a variável dependente é o conjunto dos diferentes corpos do sistema solar.
(D) a variável independente é a nebulosa protossolar.
7. As medições da relação deutério/hidrogénio (D/H) efetuadas no sistema solar evidenciam que
(A) os cometas da família de Júpiter foram os principais fornecedores da água da Terra.
(B) proporcionalmente, a água dos cometas da nuvem de Oort tem menos deutério nas suas
moléculas do que a água terrestre.
(C) os asteroides podem ter contribuído para a formação dos oceanos terrestres.
(D) não é possível estabelecer correlação entre a relação D/H da Terra com a de outros astros
solares.

8. A composição primordial da nebulosa solar pode ser inferida a partir da composição


(A) de Saturno e de Júpiter.
(B) de Úrano e Neptuno.
(C) dos cometas da nuvem de Oort e da Família de Júpiter.
(D) dos planetas (principais, secundários e anões), dos cometas e dos asteróides.

9. Relativamente aos planetas gasosos do Sistema Solar podemos afirmar que


(A) Neptuno não possui um sistema de anéis.
(B) Saturno é o planeta com menor densidade.
(C) a relação D/H é igual nos planetas gasosos azuis.
(D) se formaram antes dos planetas telúricos.

10. Ordene as letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos


que, segundo a teoria da nébula solar, terão ocorrido no processo de formação do sistema
solar.
A. Diferenciação interna dos planetas em camadas concêntricas separadas por
descontinuidades.
B. Formação da estrela solar por fusão termonuclear.
C. Formação de protoplanetas por fenómenos de colisão e coalescência.
D. Contração gravítica da nébula primitiva.
E. Acreção de planetesimais por efeito da gravidade.

11. Estudos exaustivos da relação isotópica deutério/hidrogénio (D/H) permitem afirmar que,
aquando da formação do sistema solar, primeiro formou-se o Sol e imediatamente depois os
planetas.

Explique de que modo o estudo dos cometas, através de sondas, constitui um método de
estudo da evolução do Sistema Solar.
Propostas de solução

1. Opção (D).
2. Opção (D).
3. Opção (D).
4. Opção (C).
5. Opção (B).
6. Opção (A).
7. Opção (C).
8. Opção (D).
9. Opção (B).
10. D – B – E – C – A
11. Tópicos de resposta:
 Os cometas são materiais primitivos da nébula que sobraram após a formação do disco
protoplanetário, a partir do qual se formaram o sol e os planetas.
 Os cometas não terão sido objeto de alterações posteriores a nível da composição, o
que possibilita o estudo das condições iniciais, físicas e químicas, da nébula solar.
 Partindo do princípio de que todos os corpos do Sistema Solar se formaram
simultaneamente, comparando a composição dos cometas com a da Terra, planeta
geodinamicamente ativo, é possível, de forma indireta, analisar a evolução do Sistema
Solar.