Você está na página 1de 109
prez POF js vewer A Linguagem Sobrenatural de Oracgao Pr. Luciano Subira E proibida a reprodugo deste material. Contetido disponivel apenas para leitura... Uma das mais poderosas ferramentas de edificagdo que Deus deu ao seu povo é a linguagem sobrenatural de orag0. Quando descobrirmos o investimento divino que hd no falar em linguas e fizermos dele uma pratica diérias, seremos levados a uma nova dimensio de vida no Espirito. Nada do que Deus nos da é em v&o. Contudo, a maioria dos crist&os ignora o valor da linguagem de orac&o no Espirito Santo. Neste livro vocé poderé compreender mais acerca das verdades que envolvem esta preciosa manifestacéo espiritual. Dedicatéria Dedico este livro aqueles que Deus usou em minha vida para trazer luz num dos assuntos que mais me influenciaram (e revolucionaram) até hoje: Dave Roberson e Bernardo Snelgrove - do ministério Verdade Viva; e Harold McLaryea, amigo e companheiro desde 0 comeco da minha caminhada ministerial. $6 0 Senhor poderd recompensé-los! fINDICE: 01 Uma ferramenta de edificaco 02 Os diferentes tipo de linguas 03 E para todos? 04 Uma linguagem de oraggo 05 Os beneficios 06 O conhecimento revelado 07 Edificago da fé 08 Orando a vontade de Deus 09 Sensibilidade espiritual 10 Vencendo a carne 11 O perfeito louvor 12 Intercess&o 13 Mantendo a lampada acesa 14 A pratica 15 Uso & abuso 16 Como receber hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 100 prez POF js vewer Copyright © 1998 - Luciano P. Subir - 1a Edigo Todos os textos biblicos foram extraidos da verso Revisada da tradugo de Jo8o Ferreira de Almeida, da Imprensa Biblica Brasileira/Juerp. 1 - "UMA FERRAMENTA DE EDIFICACAO” "Se estiver embotado 0 ferro, ¢ n&o se afiar o corte, ent&o se deve por mais forga; mas @ sabedoria é proveitosa para dar prosperidade Eclesiastes 10:10. Quando 0 rei Salomao foi inspirado pelo Espirito Santo a escrever estas palavras, no nos deixou apenas um principio natural, mas, paralelamente estabeleceu um fundamento espiritual. Assim como a sabedoria de afiar o corte do machado no rachar lenhas torna o trabalho mais eficaz, também ha recursos espirituais que tornar&o nosso andar em Deus mais frutifero. Se o machado de um lenhador encontra-se embotado, sem corte, ele tem que empreender muito mais forca e energia em seu trabalho, consumindo assim mais do seu tempo. Mas ao investir uma parte do seu tempo afiando o corte do machado, no fim tera economizado tempo e energia. A partir do momento que a ferramenta tem melhor corte, seré 0 corte que determinaré o resultado, e ndo a forca do golpe na lenha. Resumindo: Se tentamos economizar o tempo que usariamos dando manutengdo a ferramenta, acabamos perdendo mais tempo ainda no trabalho que executamos. O povo de Deus precisa aprender urgentemente esta ligSo! Penso que a Igreja nunca esteve com o ferro tao embotado nas questées espirituais como agora. Queremos fazer tudo no esforco da carne, na nossa din&mica e ativismo meramente naturais, e esquecemo-nos das palavras do profeta: ...N8o por forga nem por poder, mas pelo meu Espirito, diz o Senhor dos exércitos." Zacarias 4:6b. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa aioe prez POF js vewer O que quero compartilhar com vocé neste livro é que ha um afiador espiritual para as ferramentas que Deus nos deu; e podemos usé-lo tanto no que diz respeito & nossa vida crist& pessoal como também no ministério: O FALAR EM LINGUAS! Reconhego este ensino como uma das coisas que mais afetaram minha vida e ministério até hoje. E quando olho para os que também o tem praticado e vejo os mesmos resultados em suas vidas, 6 consigo ver um Unico interessado em que ele no seja divulgado: Satands, nosso adversério. O tinico que ganha cada vez que se polemiza este assunto é ele; mas o Senhor colocaré todo engano maligno por terra! E esta mensagem tera um papel significativo no preparo do Corpo de Cristo para o grande avivamento que esta por vir. Nada do que Deus nos dé é inutil. E com o falar em linguas no é diferente. N3o recebemos do Senhor t&o preciosa ferramenta a toa, devemos utiliza-la de maneira consciente e proposital, usufruindo assim de seus beneficios. 0 falar em linguas € a linguagem sobrenatural de oragao do Espirito Santo; se a orac&o é algo que ja vimos como poderosa e essencial na vida do crente, o que ndo dizer da orago no Espirito? © PROPOSITO Infelizmente, o propésito das linguas no tem sido entendido e temos perdido o melhor de Deus. Estamos nos aproximando da virada do século, quase cem anos depois do que tornou-se mundialmente conhecido como © “Avivamento da Rua Azuza", onde a pratica do falar em linguas foi definitivamente restaurada na vida da igreja; mas vejo que ndo amadurecemos muito nesta area. A experiéncia espalhou-se por todo o mundo porque Deus fez com que isto acontecesse; mas e quanto & nossa parte? Seré que entendemos o propésito de Deus em relago ao falar em linguas? Seré que estamos usando devidamente aquilo que 0 Pai Celeste nos deu? Entre muitos evangélicos o falar em linguas virou um sinal de “espiritualidade", o meio de se saber quem sdo "os melhores". Sé que isto no passa de infantilidade e ignorancia, uma vez que o falar em linguas em si ndo indica o menor sinal de maturidade na vida crist&; é uso devido e continuo delas que nos conduziré até |é! hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa ito prez POF js vewer A definig&o costumeira do que é 0 falar em linguas, é a de que ele é a evidéncia do batismo no Espirito Santo. Mas isto é limitar 0 que Deus planejou. Ao olhar para o falar em linguas somente como evidéncia do batismo no Espirito, estamos perdendo, pois as linguas so muito mais que isto! Considere o seguinte: quando tomamos banho, saimos molhados do chuveiro. E a dgua em nosso corpo é uma evidéncia de que tomamos banho. Mas n&o é por causa disto que vamos definir a dgua como "a evidéncia do banho"... A Agua é muito mais do que isto. Sua utilidade e definiclo se estende a tantas outras dreas! Da mesma forma é com o falar em linguas. No € porque seja a evidéncia fisica inicial do batismo no Espirito Santo, que seré somente isto. A promessa de Jesus n&o termina no dia do batismo no Espirito, apenas se inicia como uma evidéncia deste e ent&o se estende a outras dreas como a edificagio espiritual. Pois como escreveu o apéstolo Paulo: "...0 que fala em linguas edifica-se a si mesmo" (I Co.14:4a). O propésito de Deus n&o era o de nos rotularmos com este ou aquele titulo por falarmos ou ndo em linguas. Ndo era o de falarmos em linguas quando recebemos o batismo no Espirito para entao nao voltar a faze-lo nunca mais. O livro de Atos diz que em Pentecostes, eles COMECARAM a falar em linguas. Isto significa que daquele dia em diante eles usariam o que Deus Ihes dera! © que eles receberam no dia de Pentecostes era apenas 0 comego de uma nova dimensdo de edificago pessoal. Quando a Igreja de Jesus Cristo compreender e praticar o verdadeiro propésito de Deus para o falar em linguas, conheceré a maior dimens3o de uma vida no Espirito jé desfrutada em todos os tempos! Nao entendo como as pessoas nao conseguem ver propésito nesta pratica; nada, absolutamente nada do que Deus nos da é em vao. O Senhor no nos daria algo sé para dizer que deu; quando Ele faz, tem em vista os beneficios daquilo; quer que crescamos, que avancemos na fé. E é exatamente isto que quero enfatizar; o falar em linguas deve ser usado dia apés dia, pois aquilo que Deus 0 deu € para ser usado. O falar em linguas é uma linguagem de oracio, que deve ser distinguida do dom de variedade de linguas, e é a porta de entrada para uma vida intensa no Espirito. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa art09 prez POF js vewer 2 - "DIFERENTES TIPOS DE LINGUAS” Numa loja de calgados encontramos diferentes tipos de calgados: esportives e sociais; masculinos e femininos; modelos grandes € pequenos. O fato serem todos calgados n&o quer dizer que sejam iguais entre si. Ha diferengas entre eles. Diferenca de tamanho, material empregado, de modelo; as diferencas variam de acordo com a finalidade de cada um. Com o falar em linguas, nao é diferente. Deus estabeleceu tipos diversos, que operam de forma distintas para atingir fins distintos. No podemos usar os textos do falar em linguas como se falasse de uma s6 manifestagio. Isto s6 gera confusdo, e na verdade é exatamente o que tem ocorrido nas igrejas em geral. Hé tr€s tipos distintos da manifestac&o do falar em linguas no Novo Testamento: 1 - a oragdo em linguas; 2 - 0 dom de variedade de linguas; 3 - linguas como sinal aos incrédulos. A carta de Paulo aos Corintios no foi escrita com o propésito de ensinar sistematicamente nenhuma doutrina, mas sim para corrigir aqueles irméos em dreas em que jé haviam recebido ensino. Quando © apéstolo esclarece algumas questées, estd apenas tocando em detalhes de um assunto que, em linhas gerais j4 era conhecido. Portanto, os tipos do falar em linguas no so claramente diferenciados, mas percebidos dentro do contexto. No cléssico capitulo do falar em linguas, Paulo nos mostra as diferentes manifestagBes do falar em Iinguas: "Segui o amor; e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar. Porque o que fala em lingua no fala aos homens, mas a Deus; pois ninguém o entende; porque em espirito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens para edificagio, exortac&o e consolacao. O que fala em lingua edifica-se a si mesmo, mas © que profetiza edlifica a igreja. Ora, quero que todos vés faleis em linguas, mas muito mais que profetizeis, pois quem profetiza é maior do que aquele que fala em linguas, a n&o ser que também interpret para que a igreja receba edificagéo". - I Corintios 14:1-5 hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sit09 prez POF js vewer Qual a énfase principal do apéstolo, nestes versiculos ? Ele compara duas manifestagdes do Espirito Santo: o falar em linguas e 0 profetizar. E entdo estabelece os contrastes entre uma manifestagéo e outra. Ele declara no versiculo dois que o que fala em linguas ndo fala ao homem, mas a Deus; por outro lado, temos como subentendido que a profecia é justamente 0 oposto, pois nela Deus é que fala ao homem. Depois, ainda no versiculo dois, ele diz que ninguém entende o falar em linguas; mas deixa claro no versiculo quatro que a profecia todos entendem, onde mais uma vez vernas 0 quanto sao distintas. Finalmente, no versiculo quatro ele contrasta o falar em linguas com a profecia ao mostrar o nivel de edificagdo que cada um produz. Todos os contrastes est&o resumidos no quadro abaixo: LENGUAS PROFECIA [1- O homem fala a Deus (v.2) 1 = Deus fala aos homens (v.3) 2 = Ninguém entende (v.2) 2. - Todos entendem (v.4) 3 - Edificagao pessoal (v.3) 8 = Edificagao coletiva (v.4 Observando as distingSes estabelecidas por Paulo nos versiculos acima, podemos afirmar taxativamente que nao ha qualquer semelhanga entre o falar em linguas e 0 profetizar, salvo 0 fato de serem ambos uma fala inspirada pelo Espirito Santo de Deus. Estamos destacando as distingdes entre o falar em linguas e o profetizar por uma Unica razo: no versiculo 5, Paulo diz que linguas com interpretacao é equivalente a profecia. Ou seja, hé um aspecto do falar em linguas totalmente oposto a profecia, e outro igual a ela; logo, séo diferentes entre si. Nesta comparago felta pelo apéstolo podemos perceber que se tratam de dois tipos distintos do falar em linguas. As linguas SEM interpretago sdo exatamente o oposto do profetizar. J as linguas COM interpretag&o, so 0 mesmo que a profecia. Se no reconhecermos as distingdes entre os dois aspectos do falar em linguas (sem e com interpretac&o), teremos ent8o uma grande incoeréncia. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer Fazendo um novo quadro comparativo das distingées entre linguas e profecia, e trocando o titulo "profetizar” por "linguas com interpretasgo", fica clara a diferenga entre estes dois tipos do falar em linguas. Linguas SEM interpretacao Linguas COM interpretacao lO homem fala a Deus [Deus fala aos homens INinguém entende Todos entendem lEdificag8o pessoal IEdificaco coletiva Quero estabelecer termos diferentes para as manifestagdes das linguas sem € com interpretago, ligados ao seu propésito distinto: "'Se alguém falar em lingua, faca-se isso por dois, ou quando muito trés, e cada um por sua vez, e haja um que interprete. Mas, se n&o houver intérprete, esteja calado na igreja, € fale consigo mesmo, e com Deus." - I Corintios 14:27 e 28. Nas linguas sem interpretagdo, o homem fala a Deus, portanto, é uma linguagem de orag&o. Em I Corintios 14:14, 0 escritor diz: "Se eu orar em linguas...", mostrando ser o falar em linguas ent&o uma linguagem de orago, razao pela qual estaremos denominando as linguas sem interpretac&o como: “oragdo em linguas". As linguas com interpretag&o, no so uma linguagem de orag&o para edificago pessoal, e sim uma mensagem para a edificac&o da Igreja. E a manifestaco de um dos nove dons do Espirito Santo alistado em I Corintios 12:10; portanto, denominaremos este outro tipo do falar em linguas com o mesmo titulo constante nas Escrituras: "variedade de linguas". Mas ha ainda um terceiro aspecto mencionado por Paulo no capitulo 14 de Primeira aos Corintios: “Esté escrito na lei: Por homens de outras linguas e por ldbios de estrangeiros falarei a este povo; e nem assim me ouvirgo, diz o Senhor. De modo que as linguas so um sinal, ndo para os crentes, mas para os inerédules; a profecia, porém, nao é sinal para os incrédulos, mas para os crentes. 1 Corintios 14:21,22 Aqui temos outro aspecto das linguas que denominaremos como "sinal aos incrédulos". No é uma mengdio da oragdo em linguas que se dirige hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa m08 prez POF js vewer a Deus e nem tampouco da variedade de linguas que se dirige & Igreja. Trata-se de um aspecto distinto dos demais; e encontramos um exemple biblico desta manifestag&o logo no inicio de Atos dos Apéstolos: 10 cumprir-se © dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar. De repente velo do céu um ruido, como que de um vento impetuoso, € encheu toda a casa onde estavam sentados. E Ihes apareceram umas linguas como que de fogo, que se distribuiam, @ sobre cada um deles pousou uma. E todos ficaram cheios do Espirito Santo, e comecaram a falar noutras lingua, conforme o Espirito Ihes concedia que falassem. Habitavam ent&o em Jerusalém judeus, homens piedosos, de todas as nagées que hd debaixo do céu. Ouvindo-se, pois, aquele ruido, ajuntou-se a multidéo; e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua propria lingua. E todos pasmavam e se admiravam, dizendo uns aos outros: Pois qué! no s&o galileus todos esses que esto falando? Como 6, pois, que os ouvimos falar cada um na prépria lingua em que nascemos? Nés, partos, medos, € elamitas; e os que habitamos a Mesopotamia, a Judéia e a Capadécia, 0 Ponto e a Asia, a Frigia e a Panfilia, o Egito e as partes da Libia préximas a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos, cretenses e arabes - ouvimo-los em nossas linguas, falar das grandezas de Deus. E todos pasmavam e estavam perplexos, dizendo uns aos outros: Que quer dizer isto?" - Atos 2:1-13 © que exatamente aconteceu nesse dia? Crentes cheios do Espirito Santo falaram - sem possuirem esse conhecimento - em linguas conhecidas de varios povos que se encontravam em Jerusalém por ocasi&o da Festa do Pentecostes. Foi algo t&o forte para aqueles homens, que quando Pedro pregou-lhes o hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa artoe prez POF js vewer arrependimento, cerca de 3.000 almas renderam-se a Cristo. Isto foi um sinal aos incrédulos! Devido a expresso usada no v.6: "porque cada um os ouvia falar na sua prépria lingua", tem-se perguntado se foram os discipulos que falaram essas linguas conhecidas desses povos, ou se, falando em linguas desconhecidas, Deus fez com que aqueles homens ouvissem sua propria lingua. Porém, uma coisa n&o se discute: foi um sinal aos inerédulos. Neste tipo de manifestagdio creio que podem acontecer as duas coisas. Espirito Santo pode operar o milagre fazendo alguém falar ou ouvir. Embora pessoalmente eu creia que eles realmente falaram nestas linguas, sei que as duas manifestacées existem pelas experiéncias que tem acontecido a ministérios que conheci. O irm&o Dave Roberson, relata em seu livro* "Andando no Espirito", ter passado pelas duas experiéncias. Em uma ocasido estava presente em suas reuniées um francés, usando um interprete ao lado, uma vez que o irm&o Dave prega em inglés. Mas repentinamente, em meio a ministrag&o, o homem rejeitou o servigo do interprete porque comegou a ouvir a mensagem em francés, embora todo o restante do auditério 0 tenha ouvido em inglés! Numa outra ocasiaio, pregando num programa de televisdo, o Espirito Santo o moveu a falar em linguas, e ao faze-lo, falou em alemao e moradores de uma coldnia alema que o ouviam foram tocados! O importante, porém, é ressaltar que tanto em uma como outra experiéncia, foi um sinal que Deus evidenciou. Tive 0 privilégio de ouvir o pastor Samuel de Souza, da Igreja Nova Alianga de Londrina, partilhar uma doce experiéncia vivida n&o muito depois de ser batizado no Espirito Santo, no inicio de sua vida crist. Samuel contou-me que nesta época trabalhava dando assisténcia técnica para aparelhos de radio e televis&o, e que tinha por costume levar em sua pasta de ferramentas a sua Biblia. Certo dia, chegando a casa de um cliente, tirou sua Biblia da pasta e colocou-a sobre a mesa; pegou suas ferramentas, fez o servico e na hora de sair, o dono da casa que havia reparado na Biblia, perguntou- Ihe 0 que aquele livro significava para ele. De pronto, nosso irm&o aproveitou a deixa, e testemunhou-Ihe sobre sua experiéncia com Jesus, © que deixou o homem admirado, mas sem nada falar; fol quando hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa rt09 prez POF js vewer Samuel ofereceu-se para orar por ele e sua casa e obteve consentimento. No instante em que orava, um forte impulso para orar em linguas veio sobre ele; era quase itresistivel, e ele orou mesmo em linguas na frente daquele homem por cerca de trés @ quatro minutos. Terminada a orac&o, aquele senhor, emocionado, perguntou se Samuel era judeu, ¢ custou-Ihe convencer 6 homem que n&o, uma vez que Ihe entregara uma palavra em hebraico fluente, com o detalhe de trazer incluldo na mensagem até mesmo o sotaque da regidio de onde ele viera... Gloria a Deus! © Senhor pode fazer tanto alguém falar na lingua do incrédulo, como também fazer com que o incrédulo ouca. Frederico Barros, um dos pastores da Comunidade Crist de Curitiba, narrou-me uma experiéncia que viveu logo no inicio de sua conversdo € que demonstra a realidade do que estamos dizendo. Fred foi hippie até a sua conversio, que aconteceu numa de suas viagens quando ele comprou uma Biblia e decidiu Ié-la, o que culminou no seu encontro com Jesus, sozinho, numa aldeia de pescadores ld no nordeste do pais. Recém nascido de novo, ele encontrou nesta mesma aldeia um hippie francés; o homem néo falava uma palavra em portugués, e tentou usar um livreto de frases traduzidas para 0 portugués, mas no foi bem sucedido. Mais tarde, enquanto Fred estava silencioso e pensativo, o francés apontou para a Biblia grande na mochila do Fred e perguntou em francés: - "Vocé carrega esta Biblia para pagar alguma promessa"? Fred entendeu em portugués, e por varios minutos falou para aquele hippie acerca de sua experiéncia com Cristo. Enquanto um falava francés 0 outro entendia portugués e vice-versa. Somente depois de ter relatado todo o seu encontro com Jesus, Fred caiu em si e percebeu o que estava ocorrendo. Conta que sentiu sua lingua enrolar e 34 no péde se comunicar mais, e que o hippie francés ficou muito tocado com que aconteceu, e sem meios de voltar a comunicar-se. Vemos, portanto, que as linguas como sinal aos incrédulos so diferentes dos outros aspectos do falar em linguas. Comparemos num novo quadro as caracteristicas de cada um destes trés tipos distintos das linguas: hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa rai109 prez POF js vewer IORACAO EM LINGUAS|VARIEDADE DE ‘SINAL AOS LINGUAS INCREDULOS iO homem fala a Deus |Deus fala ao homem |O homem fala de Deus a outro homem, Edificag&o pessoal Edificag&o coletiva Edificagao de terceiros INinguém entende [Todos entendem Sé quem recebe a mensagem entende A semelhanca dos calcados, que genericamente recebem um mesmo titulo, mas diferem nos seus tipos, assim também sdo as diferentes manifestagSes do falar em linguas, que apesar de receber uma mesma denominagSo genérica, devem ser diferenciadas pelos seus diferentes propésitos. Se considerarmos a disting&o que hé entre cada um dos trés aspectos, € procurarmos entender as passagens biblicas observando qual das manifestagées do falar em linguas esta sendo abordada, para ent&o sabermos quais as regras que se aplicam a ela, escaparemos entao das confuses doutrinarias. Este € um dos passos mais importantes para podermos compreender mais profundamente a linguagem sobrenatural de orag&o do Espirito Santo. 3-"E PARA TODOS 2" Durante muito tempo, os pentecostais enfrentaram imensa resisténcia por parte dos demais evangélicos devido ao falar em linguas, uma vez que foram neste século o instrumento usado por Deus para a restaurag8o desta manifestago como pratica na vida do crente, Até ndo muito tempo atrés, as questdes que geravam grandes debates e discussées eram se o falar em linguas era ou ndo de Deus, e se era ou n&o para os dias de hoje. A discuss&o girava em torno da autenticidade e contemporaneidade das linguas. Mas atualmente vivemos um derramar to intenso do Espirito de Deus, que tal como profetizado por Joel, toda carne tem estado debaixe das chuvas celestiais; todas as denominag®es histéricas e tradicionais esto sob este derramar! Ndo hé uma igreja sequer, seja batista, presbiteriana, luterana, e até mesmo catélica, onde no se ouca de pessoas que tenham provado a doce linguagem celestial. Hoje tudo jé bem diferente de quando se iniciou o movimento pentecostal, € as hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa ‘11109 prez POF js vewer linguas eram motivo de escandalo; agora esta manifestacao é vivida em toda parte. Em nossos dias a polémica é outra. J4 ndo versa sobre a autenticidade e contemporaneidade, ou mesmo o valor da experiéncia. Que se trata de uma manifestagao divina para os crentes destes dias, praticamente nem se discute mais. Mas uma nova pergunta tem sido feita: - "O falar em linguas é para todo o crente, ou no?" Diante deste questionamento os tedlogos, pregadores e estudantes da Biblia , seguidos de um sem numero de leigos, dividem-se em dois grupos. De um lado temos os que podem defender com unhas e dentes a idéia de que seja para todos. De outro, temos os que com dentes e unhas, rejeitam tal possibilidade. Eo interessante é que se vocé ouve a argumentaggo e exposig&o biblica de uma parte, vocé Ihe dé todo crédito e acaba dizendo: “E isso al. Est certo. E por af mesmo." Mas se vocé ouve a outra parte também acaba convencendo-se de que est&o com a razdo Sea verdade é uma sé, quem esté errado? Na verdade, ambos tem incorrido em erro. A verdade é que até hoje, nenhum dos dois pontos de vista tinha a azo. O préprio fato de um no conseguir responder ao questionamento do outro, jé indica a falta de consisténcia do que se pensa ser a verdade. Toda verdade é passivel de documentag&o e prova; n&o hé verdade que seja insustentavel diante do que se Ihe opée. A verdade prevalece sobre 0 engano, pois justamente ao oposto deste ela é coerente, e no se contradiz. O que tem acontecido até hoje, entéo? Cada um dos grupos defendia sua opiniéo sem considerar os diferentes tipos de linguas! Tentavam explicar versiculos que referiam-se a um tipo especifico do falar em linguas, como se aquilo falasse dos demais aspectos das linguas. Como jd vimos, os diferentes tipos operam por diferentes meios e atingem diferentes fins; n3o podemos misturé-los em hipétese alguma! Quando falamos de esportes, usando este termo genérico, ndo podemos perder de vista que ha diferentes tipos de esporte. No caso do vélei e do basquete, por exemplo, pode até haver semelhancas, como o jogarem a bola com as mos, mas so regras completamente diferentes! No hé como jogar um com as regras de outro; se as misturarmos, no fim n&o teremos nem uma coisa nem outra. Assim também é com o falar em hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 2103 prez POF js vewer linguas. Contudo, cada um dos dois grupos com pontos de vista diferentes, nunca consideraram os diferentes tipos de linguas, talvez por nem sequer té-los enxergado nas Escrituras. CONFRONTANDO OS ARGUMENTOS Antes de respondermos se o falar em linguas é ou nao para todos, queremos confrontar os argumentos dos dois grupos, analisando os textos biblicos que usam. Isto é indispensavel, uma vez que tedlogos “em confronto" se parecem muito com alguns casais que aconselho na igreja; as vezes hd muita conversa, mas pouca comunicag&o. O que um fala ndo é entendido da devida forma pelo outro lado, e vice-versa. Minha esposa e eu sempre comentamos quando vamos ouvir um casal em conflito: "agora cada um tera cem por cento de razéo". E algo mais ou menos assim: voc ouve um e ele tem razio. Depois ouve outro e ele também tem razéio. Como pode ser assim? Na verdade, 0 erro estd quase sempre dos dois lados, mas como possuem éticas diferentes de uma mesma coisa, ndo chegardo a um acordo, Ese na hora do aconselhamento nao trabalharmos a comunicacao, que & exatamente conseguir que se transmita ao outro o seu ponto de vista, no conseguiremos ajudé-los. Porém, isto envolve discussdo; ndo é simples. Envolve ouvir e ser ouvido. Repassar varias vezes um mesmo ponto até que se chegue a um denominador comum. Queremos, portanto, confrontar © ponto de vista dos que créem ser o falar em linguas para todos com o dos que ndo créem que seja para todos; vejamo-los: PARA TODOS Ha dois textos que usam para fundamentar esta visio: Marcos 16:17 € Corintios 14:5. Observe 0 raciocinio: estes sinais acompanharo aos que crerem; em meu nome expulsarao deménios; falaréo novas linguas." - Marcos 16:17. Vé-se aqui, que mesmo antes do dia de Pentecostes, Jesus jé havia prometido esta manifestaco. E a quem Ele prometeu? A resposta aos que crerem. E quem, exatamente, s&o estas pessoas? hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sa03 prez POF js vewer Para compreendermos isto, temos que observar o contexto; veja os versiculos anteriores: "E disse-Ihes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer [no evangelho] e for batizado, sera salvo; mas quem nao crer sera condenado." - Marcos 16:15,16. O Senhor Jesus esta falando acerca daqueles que creriam no evangelho que ele mandou pregar e seriam salves; ou seja: a todo crente. Nao se trata de quem cré na manifestagio especifica do falar em linguas, mas sim no evangelho e na pessoa de Cristo. Isto parece bem claro. Vejamos agora 0 outro texto: ra, quero que todos vés faleis em linguas, mas muito mais que profetizeis..."" - I Corintios 14:5 A expresso "quero que todos" é a base da interpretacdo deste grupo. Afirmam que Paulo jamais diria querer que todos falassem em linguas se este beneficio ndo estivesse & disposicdo de todos. A verso Contemporanea de Almeida, expressa esta frase assim: “eu gostaria que"; enquanto a verso Atualizada diz: "eu quisera que"; como se Paulo realmente quisesse que eles falassem mas ndo necessariamente fosse possivel. Contudo, as versdes Corrigida e Revisada de Almeida, e a verso portuguesa de Figueiredo, traduzem esta frase no tempo presente: "quero", As tradugdes de Matos Soares, a de Mateus Hoepers e a da Biblia de Jerusalém, trazem a palavra “desejo", sinénimo de quero, e também no tempo presente. No parece duvideso que 0 apéstolo Paulo realmente tenha intentado dizer que 0 que ele realmente desejava, era que todos falassem em linguas. E se ele de fato queria, a conclusdo ndo pode ser outra a no ser a de que realmente esta manifestagdo encontra-se ao alcance de todos. Agora passemos ao outro grupo: NEM TODOS "Ea uns pés Deus na igreja, primeiramente apéstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro mestres, depois operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de linguas. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa ai109 prez POF js vewer Porventura s&o todos apéstolos? so todos profetas? so todos mestres? s&o todos operadores de milagres? Todos tém dons de curar? falam todos em linguas? interpretam todos?" 1 Corintios 12:28-30, Oescritor esté dizendo que Deus distribuiu fungées diferentes aos membros do Corpo de Cristo, de modo que um recebe algo especifico da parte de Deus e outro recebe algo diferente, que faz com que 0 Corpo se complete. Ent&o ele questiona se so todos que fluiréo num mesmo ministério ou dom, e & medida que pergunta, a resposta inferida para cada pergunta é "nao". Nos versiculos anteriores, Paulo havia estabelecido um paralelo entre 0 Corpo de Cristo e 0 corpo humano, perguntando se todos podiam ser olhos, ou ouvidos, ou bocas, € a resposta € ndo, pois 0 corpo se completa nas diferencas e no na repetig&o dos dons e ministérios. Olhando por este prisma, fica clara a interpretacSo apresentada, ndo é mesmo? Para a pergunta feita no versiculo trinta, se todos falam em linguas, a resposta implicita € negativa. CONTRADICAO Como ja afirmei, se voc’ examina apenas o raciocinio de uma das duas Sticas de interpretagdo, cré que ela estd certa, Depois, se vocé muda de lado, pensa a mesma coisa! Obviamente, a verdade ndo se contradiz. Concluimos ent&o que, embora 0 raciccinio de interpretag&o de cada grupo pareca certo, falta-lhes algo que prove que a interpretacao contréria esteja errada; porque apenas defender um versiculo declarando o que ele diz, no é suficiente se vocé n&o explica outro que parega contradizé-lo. E nenhum dos dois grupos oferece uma resposta clara para 0 outro. A ponte que falta para as duas interpretagdes, é entender que existe tipos diferentes do falar em linguas e procurar examinar e compreender QUAL TIPO de linguas est4 em questo em cada texto utilizado. O fato é que cada interpretagio esté enfocando um aspecto diferente da linguagem sobrenatural do Espirito Santo; hé um tipo que é para todos @ se encaixa perfeitamente nos textos que o grupo "para todos" esté analisando, enquanto que hd outro tipo que no para todos e o grupo que o analisa enxergou 0 claro fato de que ele é assim apresentado. Mas hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 81109 prez POF js vewer © que ambos nao notaram , é que misturaram os diferentes tipos como se fosse uma s6 coisa! Lembre-se: no hé como comparar vélei ¢ basquete ¢ querer igualdade; Vélei é vélei e basquete é basquete. Sao esportes diferentes; portanto, regras diferentes. DISTINGUINDO OS TIPOS Reexaminando o enfoque de cada grupo, podemos perceber qual o tipo de linguas que era analisado. Entéo saberemos qual estd a disposigo de todos e qual no esta. PARA TODOS: Como j4 mencionado, hd uma comparagfo estabelecida entre o falar em linguas e o profetizar nos cinco primeiros versiculos deste capitulo, e esta diferenga é concluida neste versiculo 5. Ao afirmar que quem fala em linguas edifica-se a si mesmo, enquanto que quem profetiza edifica toda a igreja, o escritor conclui da seguinte forma: "quem profetiza maior do que o que fala em linguas". Mas quando ha interpretacao das linguas, ent&o ela equivale a profecia. Neste versiculo, ele deixa bem claro a existéncia de dois distintos tipos de linguas: SEM interpretag&o - menor que a profecia; COM interpretaggo - igual & profecia. No momento em que ele diz "quero que todos vés faleis em linguas", refere-se as linguas SEM interpretagio, que é diferente da profecia; percebemos isto em duas expressées: .mas muito mais que profetizeis. ...a no ser que também interprete..." Vé-se de forma clara que, neste caso, Paulo nao se refere &s linguas com interpretacao (Variedade de Linguas), mas sim as linguas para edificago pessoal, que denominamos orac&o no Espirito. Esta sim pode ser classificada como disponivel a todos. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sari09 prez POF js vewer PARA ALGUNS: “Ea uns pés Deus na igreja, primeiramente apéstolos, em segundo lugar profetas, em terceiro mestres, depois operadores de milagres, depois dons de curar, socorros, governos, variedades de linguas. Porventura s&o todos apéstolos? so todos profetas? so todos mestres? s&o todos operadores de milagres? Todos tém dons de curar? falam todos em linguas? interpretam todos?" - I Corintios 12:28-30. Em I Corintios 12:28, Paulo alista os ministérios e dons que Deus distribuiu, e depois pergunta se séo para todos, inferindo que nao. Ao perguntar se cada cristo pode experimentar todas estas manifestacées, 0 apéstolo usa a expresso Variedade de Linguas, a mesma que é empregada em I Co.12:10 quando ele fala dos nove dons do Espirito Santo. Portanto, quero deixar bem claro que aqui se trata de um outro tipo de Iinguas, a que é seguida de interpretagSo. Pois quando Paulo alista primeiramente os dons e ministérios no v.28, ele apenas fala sobre variedade de linguas, sem mencionar o dom de interpretag&o. Mas na hora de perguntar se todos falam em linguas, ele acrescenta: “interpretam todos?", deixando nitido e cristalino o conceito de que quando se fala de Dom de Variedade de Linguas, subentende-se que a interpretagdo a acompanha, pois é sé assim que a igreja € edificada. Observe que o dom de variedade de linguas foi dado, como todos os demais, PARA PROVEITO COMUM (I Co.12:7); ou seja: para a edificago de todos. Este dom sé estaré em operagio na igreja, quando houver junto a interpretag3o, e se n&o houver, no se trata do dom de variedade de linguas, e sim da linguagem pessoal de orag&o no espirito. E este dom n&o é para todos, como nenhum outro dos dons espirituais alistados em I Co.12:8-10 s&o para todos. Este grupo analisa, portanto, um tipo diferente de linguas que 0 primeiro grupo analisa. Vou ser repetitivo: Paulo esta falando de manifestages que abengoam a igreja e menciona o falar em linguas, portanto s6 pode estar referindo- se as linguas COM interpretagSo, uma vez que desprovida desta, as linguas no tem valor coletivo algum: hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa smo prez POF js vewer "E agora, irm&os, se eu for ter convosco falando em linguas, de que vos aproveitarei, se vos n&o falar ou por meio de revelagio, ou de ciéncia, ou de profecia, ou de doutrina? Ora, até as coisas inanimadas, que emitem som, seja flauta, seja citara, se nao formarem sons distintos, como se conhecera o que se toca na flauta ou na citara? Porque, se a trombeta der sonido incerto, quem se prepararé para a batalha? Assim também vés, se com a lingua no pronunciardes palavras bem inteligiveis, como se entender o que se diz? porque estareis como que falando ao ar." -I Corintios 14:6-9. O povo nfo recebers edificag&o alguma, a menos que haja interpretag&o: "Se, pois, eu n&o souber o sentido da voz, serei estrangeiro para aquele que fala, e 0 que fala serd estrangeiro para mim. Assim também vés, jé que estais desejosos de dons espirituais, procurai abundar neles para a edificac&o da igreja. Por isso, o que fala em lingua, ore para que a possa interpretar." - I Corintios 14:11-13 O que se enfatiza neste capitulo 14, é que as linguas sem interpretacao s&o para uso e beneficio pessoal, enquanto que as linguas com interpretag&o servem toda a igreja. E bem clara esta distingdo no comportamento e aproveitamento que se tem com cada uma delas: "Se alguém falar em lingua, faca-se isso por dois, ou quando muito trés, e cada um por sua vez, e haja um que interprete. Mas, se n&o houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus." - I Corintios 14:27,28. O uso das linguas sem interpretagSo é PESSOAL: "fale consigo mesmo e com Deus" (v.28). © uso das linguas com interpretag&o é COLETIV receba edificag&o" (v.5). ‘para que a igreja hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa aia prez POF js vewer Ha uma manifestag&o do falar em linguas que Jesus prometeu a todo crente; n&o é para edificag&o da igreja, mas pessoal. £ um BENEFICIO! E hd uma outra manifestacgo das linguas que ¢ um DOM DO ESPIRITO SANTO para 0 proveito comum, no é todo crente que a experimentaré, mas neste caso poderé ser util a0 Corpo da mesma forma, fluindo em outro dom. Diferenciamos uma da outra ao observar se hd ou nfo interpretacao. Embora n&o seja 0 fato de haver ou no interpretac&o que se determine que tipo de linguas se estaré falando, mas 0 contrario; € 0 tipo de lingua que se estd falando que geraré uma manifestagdo de interpretagdo ou no. Quando alguém fala em linguas para edificagao pessoal, fala mistérios (Segredos) e NINGUEM ENTENDE. Creio que até mesmo o diabo os deménios ficam sem entender nada nesta hora. Nao ha interpretagdo para este tipo de linguas, se o Senhor falou que ninguém entende, & porque ninguém entende mesmo, E uma linha exclusiva com o Pai Celestial. SINAIS X DONS DO ESP{RITO Sempre que ensino que a orag&o em linguas é diferente do dom de variedade de linguas, alguns ficam confusos, e questionam: - "Mas néo véem ambos do Espirito Santo? Nao séo ambos uma dadiva do Pai Celeste?" Claro que sim! Mas hé diferengas entre as manifestagdes que vem do mesmo Deus; Jesus mencionou sinais que seguiriam todos os que nele cressem, e isto é diferente dos dons espirituais. Compreendemos isto quando consideramos que entre estes sinais que 0 Senhor disse que nos seguiriam, esta o da cura: "impor&o as maos sobre os enfermos e os curarSo"(Mc.16:18). E tal qual as linguas, este sinal também é para todo crente. Mas quando se trata dos dons do Espirito, lemos: "e a outro dons de curar"(I Co.12:9), e fica claro na Biblia que os dons de curar n&o so para todos (I Co.12:30). Agora veja outro exemplo: a fé experimentada por aqueles que so salvos vem de Deus (Ef.2:8), todos os salvos tem esta fé; Deus repartiu uma medida da f8 com cada um. Mas hé uma manifestac&o do dom da f8, um dos dons do Espirito, que no & para todos: "a outro, no mesmo Espirito, a fé"(I Co.12:9). hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sa03 prez POF js vewer De igual modo, ha um sinal que pode ser manifesto na vida de todo crente: "falar&o novas linguas"(Mc.16:17); mas ha um dom do Espirito que n&o € manifesto na vida de todos: "a outro, a variedade de linguas" (1.Co,2:10). N&o é dificil compreender isto! Como crente em Jesus, vocé tem direito de experimentar todos os sinais prometidos pelo Senhor em Marcos 16:17,18; vocé pode orar por esta promessa e esperar seu PLENO cumprimento. Mas em relag&o aos dons espirituais, nfo adianta orar para que todos eles se manifestem em nossa vida, pois a Palavra é dara: "Mas um sé € 0 mesmo Espirito opera todas estas coisas, distribuindo particularmente a cada um como quer." - Corintios 12:11. Podemos orar buscando as manifestacdes (I Co.12:31 e 14:1), mas n&o cabe a nés decidir o qué ou quanto experimentaremos. Os dons no s8o para medir o nivel de espiritualidade, so para o servigo, para abengoar outras vidas; ndo servem para quem os experimenta, pois ndo sdo para edificago pessoal, e sim para o proveito comum. Assim, 0 que interessa 6 que o crente flua nos dons, independentemente de em qual dom ele vai fluir. Se um cristo flui em um dom, outro flui em um dom diferente, e um terceiro flui num outro dom ainda, no podemos dizer que Deus esté fazendo distingdo entre eles, uma vez que permitiu a cada um servir e fluir no Espirito. A forma como Deus os usa no interessa, o que interessa é que os usa. Portanto, se um crente no flui no dom de variedade de linguas, mas flui em qualquer dos outros dons, amém. Entretanto, se Deus desse a alguns o privilégio de edificarem-se a si mesmos com a linguagem de oragao do Espirito Santo (além de serem edificados pelos dons que fluem na igreja) e no colocasse o mesmo beneficio a disposigo de outro, estaria fazendo disting&o entre um e outro. $6 que Deus n&o faz acepgio de pessoas! Em se tratando de beneficios, © que Ele concede a um, concede a todos. E, sem sombra de duivida, o falar em linguas como linguagem de oragSo para edificaco pessoal est a0 aleance de todos, disponivel a todo 0 que cré em Jesus. E OS QUE NAO FALAM ? Sei de pessoas que n&o créem que este beneficio esteja & disposic&o de todos, argumentando que na experiéncia do dia-a-dia ndo véem todos hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa artes prez POF js vewer 9s crentes falando em linguas. € uma oposig& muita fraca; o que estamos dizendo n&o € que cada crente TENHA que falar em linguas, mas que esta a disposic&o dele. So duas coisas diferentes. E como jé dissemos, ninguém é menor na vida crist8 por nao falar em linguas, mas. esté deixando de utilizar uma ferramenta preciosa para o viver cristo. A salvagdo também € oferecida a todos (1 Jo.2:2), mas no é experimentada por todos, uma vez que é responsabilidade de cada um de nés buscé-la. Nada do que o Senhor nos oferece é automaticamente cumprido em nés. Temos que conhecer nossos direitos e busca-los até que os recebamos. Partindo da premissa que o Senhor n&o nos dé nada que nao seja util, ent&o Ele julga muito util o falar em linguas. E se Ele julga util, quem somos nés para achar que néo? Sei que muitos cristdos que nunca falaram em linguas vivem uma vida to mais santa, devotada ao Senhor, que muitos dos que falam. Porém, 0 inverso também é verdade: ha muitos cristos que falam em linguas e que vivem uma vida to mais santa, consagrada, do que muitos cristdos que nunca falaram em linguas! E dai? Isto ndo é estatistica, e ndo serve para nada. € preciso entender que no estamos falando sobre ser mais ou menos santo por causa de falar ou ndo em linguas; estamos falando sobre experimentar uma ago ainda mais profunda do Espirito Santo através de uma pratica intensa da oragio no espirito. Se quem no fala em linguas ja é uma bengo, pode ser mais ainda! Para que parar antes de utilizar todo potencial que temos em Deus? Amigo, por favor no se acomode, nem se justifique por ainda néo falar em linguas, uma vez que vocé n&o é obrigado a isto, e no é pecado se no falar. Mas abra seu coragdo e mente para aquilo que o Senhor tem colocado & sua disposicao. 4 - "UMA LINGUAGEM DE ORACAO" O falar em linguas para edificagdo pessoal é uma linguagem de oragio. Paulo disse aos corintios que quem fala em linguas no fala a homens, mas a Deus. Portanto, é uma ligacio direta com 0 eéu, que revoluciona a vida de qualquer um que a pratique. Hé trés trechos biblicos que deixam bem claro isto. No primeiro texto, 0 apéstolo fala claramente sobre ORAR em linguas - em espirito. E mostra que é uma perfeita linguagem de orag&o, onde somos levados a dar hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 2iit08 prez POF js vewer bem as gracas! E o nosso préprio espirito, através do Espirito Santo em nés, falando com Deus em oragao: "Porque se eu ORAR em lingua, o meu espirito ORA, sim, mas o meu entendimento fica infrutifero. Que fazer, pois? ORAREI com o espirito, mas também ORAREI com o entendimento; cantarei com o espirito, mas também cantarei com o entendimento. De outra maneira, se tu BENDISSERES com 0 espirito, como dird 0 amém sobre a tua ACAO DE GRACAS aquele que ocupa o lugar de indouto, visto que nao sabe o que dizes? Porque realmente tu das bem AS GRACAS, mas o outro nao é edificado." - 1 Corintios 14:14-17. No segundo texto, Paulo exorta os efésios a orar no Espirito, acrescentando que isto deve ser feito EM TODO TEMPO; ou seja: é uma pratica de supremo valor na vida do cristo e n&o deve ser usada apenas ocasionalmente. Muitos cristos aprenderam que orar "em espirito", € orar silenciosamente, consigo mesmo. Mas isto n&o & orago no espirito, é orago mental! Orar em espirito é orar em linguas, como esta escrito: "se eu orar em linguas, meu espirito ora" (I Co,14:14), Contudo, a oragio no espirito ndo tem que necessariamente ser barulhenta; tanto pode ser em voz alta como também "falar consigo mesmo e com Deus" (I Co.14:28). “com toda a orag&o € stiplica ORANDO em todo tempo no Espirito e, para o mesmo fim, vigiando com toda a perseveranca e stiplica, por todos os santos" - Efésios 6:18. No terceiro texto, Judas, irmao de Tiago e do Senhor Jesus, diz que devemos orar no Espirito Santo e afirma também que isto edifica nossa f&. E ao usar o termo "Espirito Santo", ele esta enfatizando que embora seja 0 nosso espirito orando em linguas, é pelo Espirito de Deus que isto acontece. “Mas vés, amados, edificando-vos sobre a vossa santissima fé, ORANDO no Espirito Santo." - Judas 20. Ha uma parceria entre o Espirito Santo € o nosso préprio espirito neste tipo de orag&o: hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa aries prez POF js vewer "E todos ficaram cheios do Espirito Santo, ¢ comesaram a falar noutras linguas, conforme o Espirito Ihes concedia que falassem." - Atos 2:4. A inspirago vem do Espirito Santo; é Ele quem concede a fala, a linguagem. Nao é Ele quem fala, somos nés. Observe o sujeito da frase "comecaram a falar"; 0 sujeito oculto é "eles", ou seja, os irmaos. No entanto ndo falavam algo de si mesmos, mas pela inspiragdo do Espirito. Estou dando énfase a isto porque é necessario entendermos que o falar em linguas € muito mais do que evidéncia do batismo no Espirito; muito mais do que um “desabafo espiritual" quando vocé sente a presenca de Deus. £ uma LINGUAGEM SOBRENATURAL DE ORAGAO! E 0 Ajudador orando através de voc8. Enquanto acharmos que o uso das linguas depende do Espirito Santo apenas, e nao de quem fala, estaremos perdendo com isto. Deus nos deu uma linguagem de oragio que pode ser acionada em qualquer hora e lugar. O ESPIRITO NOS AJUDA A ORAR Enxergando estas coisas, torna-se mais facil compreender o que Paulo escreveu aos romanos: “Também o Espirito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza, porque nao sabemos orar como convém, mas o mesmo Espirito intercede por nés sobremaneira com gemidos inexprimiveis." - Romanos 8:26 [Atualizada]. “E assim mesmo, o Espirito ajuda, também, a nossa fraqueza, porque no sabemos 0 que havemos de pedir como convém; mas © mesmo Espirito ora por nés com gemidos inexplicaveis", - Romanos 8:26 [Figueiredo] Somos limitados na orago. N3o sabemos orar como convém, por isso necessitamos do auxilio do Espirito. A oracio no Espirito Santo no é apenas uma oragSo "mais fervorosa", ela é uma linguagem sobrenatural, em novas linguas concedidas pelo Espirito; sendo que as vezes pode ser que nem sequer haja uma linguagem, sé gemidos inexprimiveis. Temos um socorro celestial para a vida de oraglo: © Espirito Santo e sua linguagem de orac&o. Aleluia! hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer Ele intercede por nés! Isto nao significa que Ele mexa sua boca como se brincasse com um fantoche ou agisse como ventriloquo com um boneco nas m&os. Nao! A verdade é que Ele nos AJUDA a orar, mas no ora em nosso lugar; € uma obra de parceria ¢ ndo de substituic&o. O Espirito de Deus n&o vai orar em seu lugar, vocé teré que fazer sua parte! Hé tanta gente achando que quando Deus quiser poderao voltar a falar em linguas, no é, e nunca foi assim! Se dependesse da vontade de Deus, estariamos orando no espirito sem cessar, pois em sua Palavra - que é sua vontade revelada - lemos que devemos orar em todo tempo (Ef.6:18). O batismo no Espirito € 6 0 comego; Atos 2:4 diz que os discipulos, naquele dia de Pentecostes, comecaram a falar em outras linguas... ou seja, 0 que havia iniciado-se ali deveria estender-se por toda a vida do crente. A oracdo faz parte da vida didria do cristo, Orar n&o é sé falar com Deus, pedindo-lhe algo; é comunhio. E pedir, chorar, confessar, louvar, agradecer, abrir o coraco, adorar, ouvir a Deus... é comunhao! Um crente que nao ora, n&o tem intimidade com Deus. E por isso que a Biblia diz: “orai sem cessar"(I Ts.5:17). Isto parece quase impossivel; afinal de contas nao vivemos sé para ficar orando. Precisamos trabalhar, cuidar de nossas vidas, familias, trabalho, ministério, S&o tantas coisas, tanta correria, que vivemos dizendo: "no tenho tempo para isto" Seré que n&o temos mesmo? ORACAO ININTERRUPTA Deus sabe que vocé tem que trabalhar, e Ele no é contra isto, uma vez que foi Ele mesmo quem disse: "quem nao trabalha, também nao coma' (II Ts.3:10). O Pai celeste também sabe que vocé tem que cuidar da familia, e nunca seré contra isto, uma vez que foi Ele mesmo quem disse: "mas, se alguém nfo cuida dos seus, e especialmente dos da sua familia, tem negado a fé e é pior do que o incrédulo"(I Tm.5:8). N&o ha como orar vinte e quatro horas por dia, vivendo sé para isto, pois além do cuidado com familia e trabalho também precisamos dormir e descansar. E Deus também nfo é contra isto uma vez que nos abencoa neste perfodo, como esté escrito: "pois ele supre aos seus amados enquanto dormem'" (SI.127:2). hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer O que vem a ser, portanto, orar sem cessar? E manter um espirito de oracdo em todo o tempo, independente das atividades praticadas; é trabalhar em espirito de orag3o, é dar tempo a familia e até mesmo ir dormir ao fim do dia, em espirito de oragao. Embora nao possamos tirar duas horas do emprego sé para orar, podemos trabalhar oito com uma atitude de orag’o. Paulo escreveu aos efésios para que orassem "EM TODO TEMPO" no Espirito. Mas mesmo que orar sem cessar seja manter um continuo espirito de orag&o, no podemos negar que embora mais acessivel do que orar vinte e quatro horas ao dia, ainda assim parece algo um tanto quanto distante. Como podemos praticar esta mandamento da Palavra? Orando no espirito! MENTE LIVRE A Biblia n&o diz que tenho que orar o tempo todo com a mente; ao contrario, diz que TAMBEM devo usar a mente, pois devo orar também com 0 espirito. Em tudo © que fazemos durante o decorrer do dia precisamos da mente e raciocinio, mas n&o do nosso espirito, uma vez que s&o atividades naturais e ndo espirituais. Por outro lado, para a orago que é uma atividade espiritual, e no natural, precisamos do nosso espirito e ndo necessariamenté da mente durante 0 tempo todo! Ent&o podemes usar nossa mente no trabalho enquanto nosso espirito envolve-se com a oracao. Mas é possivel conseguir as duas coisas ao mesmo tempo, sem que uma afete o desempenho da outra? Sim senhores, Paulo escreveu sobre isto também: "Porque se eu orar em lingua, o meu espirito ora, sim, mas o meu entendimento [mente, pensamento] fica infrutifero." - I Corintios 14:14. N&o é uma grande estratégia de Deus? Enquanto seu espirito ora, a0 falar em linguas, sua mente n&o participa disto; no é ela quem cria ou governa este fluir, ver do Espirito Santo por intermédio do nosso espirito. No momento em que se fala em linguas, a mente fica infrutifera quanto & orac&o; é por isso que no versiculo seguinte o apéstolo diz para ndo se orar sé em linguas mas também com o uso do entendimento. Quando atento para o fato de Deus ter criaclo um tipo de hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 2srt09 prez POF js vewer oracdo que deixe nessa mente livre, nBo consigo ver outro mative a ndo ser remir o tempo, © poder realizar as atividades do dia a dia ao mesmo tempo em que oro. Assim que compreendi isto, comecei a praticar diariamente a oracia ne espirito, mesmo quando fazia outras esisas, € como eu crescl espiritualmente! Lembro-me que na épeca de meu colegial eu nao tinha tempe para nada; trabalhava, estudava, ¢ nos fins de semana era bem envolvide com as pragramacées da igreja. Comecei, entdo, a fazer as duas coisas juntas. Eu era escriturdria de um banco, € durante um bom tempo trabalhei com ativiclacles que ndo me prendiam tanto no contato com a pliblico; entaéo enquanto usava minha mente 2 minhas m&os no trabalho, com meu espirito eu orava em linguas. Logicamente eu nfo levantava a minha voz; resmungava comigo mesma @ com Deus. No comeco fei estranho, mas fui me acostumando ¢ transferinda esta pratica para cutras atividades além do trabalho, tudo uma questo de pratica; até hoje quando viajo de carro, paseo horas inteiras orando em linguas e nao me distraia no volante, pois enquante meu espirite ora, minha mente esta atenta 4 estrada. AUSENCIA DE SENTIMENTOS O comentéria mais comum que ouvimos por parte daqueles que se dedicam a pratica da oragSo em Iinguas, ¢ que as vezes passam horas orande, mas sem sentirem nada, Pensavam que iriam sentir-se tao cheios da presenga de Deus & ponto de levitarem, sentirem © perfume dos anjas, & coisas assim; mas nada disto acontece. Por qué? Exatamente pelo fato de que soo nosso espirito participa deste cragao enquanto nossa mente, emocSes € vontade, que compSem a alma, nada tém a ver com istol Estas pessoas ndo sentem nada porque ndo é preciso sentir. Embora depois que ecorra a edificagae no Intime passamos a sentir o refrigério ¢ a paz que brotam, no é nenhum terremoto ou avalanche de sentimentos. Recorde-me das primeiras conferéncias sobre "Vida no Espirito" que participei com os irmaos Dave Roberson e Bernardo, em So Paulo, na ano de 1990. Dave enfatizava que quando comecassemos a praticara oracdo no espirito HORA APOS HORA, iriamos sentir o mesmo que ele "garganta seca e boca cansada"’ hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer E de fato, houve dias em que de tanto orar eu sentia meu maxilar doer, e nada mais que iste! Nem sempre haviam grandes sensagées, € 0 que me sustentou nesta pratica foi a fé no que a Palavra dizia. Eu falava comigo mesmo: - “Se a Palayra diz que eu me edifico ao orar em linguas, ent&a é isto o que esta acontecendo!". E foi o tempo que se encarregou de mestrar-me G QUANTO eu estava edificando-me naquelas horas. Comece a vero falar em linguas como algo mais do que a evidéncia do batismo ne Espirito Santo; & uma linguagem de oracSo para ser usada a cada dia, cuja pratica nos edificaré. Desafie asi mesma, e comece a gastar tempo na uso deste tipo de orag¢Ho e descubra par si mesma. 5 - "OS BENEFICIOS” Ceisa alguma que Deus nos dd 4 sem valor. Nada, absalutamente nada que 9 Pai tem nas oferecido & em vo; tude tem proveite é utilidade. Deus no brinca com a humanidade fazendo as coisas 56 por fazer; mas a julgar pela forma como muitos cristéos se portam diante do falar em linguas, parece-nos que neste assunto talvez Deus tenha mudade... Mas ngo! Em sua grandiosa graca, Ele nos concede suas dadivas com a finalidade de poder mos extrair beneficios. © falar em linguas no é coisa sem importancia, porque nada que Deus nos dé é sem import&ncia, Ele foi dado para o nosso bem, para a nossa edificagdo. Nesta prétice ha beneficios que transformerSo nossas vidas, A maioria dos crentes que ja foram batizadas ne Espirito Sante & passaram a falar em linguas, ainda ngieo compreendeu o que receberam de Deus, Os conoeitos so diversos, mas a grande maioria ndo vé um propésito no uso continue da linguagem sobrenatural de oraglo do Espirito Santa. Se quem fala em linguas ja nde vé um mative clare para isto, parque vamos esperar que aqueles que ainda ndo falam vejam uma razdo para isto? Mas quando ¢ igreja comegar @ enxergar o sublime propdsito desta dadiva de Deus, havera um anseia maior pela manifestacgo do falar em linguas. J8 & tempo cle compreendermos que mediante o uso das linguas podemas enriquecer nossa vida espiritual, edificando-nos a nés mesmos. Ha béngdos # vantagens @ serem desfrutadas no uso desta pratica. E sei que 0 apastolo Paulo nc pensava de forma diferente, pais hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa antes prez POF js vewer chegou a panto de declarar: “dou gracas ao meu Deus, que falo em linguas mais do que todes vas" (I Co.14:18) Caso nda houvesse preveito algum nas linguas, sera que Paulo agradeceria a Deus por isso? Vocé acha ainda que ele as usaria tanto, como éle enfatiza ao dizer que © fazia mais do que tedos os corintios? E olhe que os corintes falavam mesmo em linguas! Havia um uso Intenso nesta igreja, que chegou até mesmo a transformar-se em abuso, o que foi um dos motives que fez com que o apéstole escrevesse corrigindo- ihes. Note que ele nda disse que falava em Iinquas mais de que eles no sentido de diversidade, mas a énfase recai no valor da pratica, 0 que claramente aponta para a quantia de tempo que ele investia nesta atividade. E porque agradecer a Deus par gastar tanto tempo falando em linguas? Esta implicita que Paulo descobrira "uma mina de oure", uma fonte de pader edificagSo! Coma ele mesma afirmou: "O que fala em linguas, edifica-se a si mesmo..." I Corintios 14:4. © falar em linguas ¢ um instrumento de edificacdo. Edificar, é construir, fazer crescer, levantar algo. Do ponte de vista espiritual, adificagdo significa crescimenta; fala construir algo mais sobre o alicerce da fé em Jesus. © falar em linguas acrescenta em nés, de forma paulatina, tuda o que necessitamos para o nosso andar em Deus. A -OBRA DO ESPERITO SANTO Ao falar da linguagem sobrenatural de oragae de Espirite Santo, & preciso que fique bem claro que ha “uma sociedade" nesta manifestasdo. O Espirite Santo, nae fala em linguas, somos nés que 0 fazemos; mas por outro lado, ndo falamos de nés mesmos, somente o que o Espirito do Senhor nos inspire a falar. Se uma das partes desta sociedade falter, ndo haverd @ manifestacéo. Partindo, portante, deste principio, tenhamos em mente o momento em que esta manifestagSo inicia-se nas nosses vidas, que € quando recebemos o batismo no Espirito Santo. E exatamente neste momento, quando somos cheios do Espirito e encontramo-nas totalmente rendidos @ Ele, sob sua plenitude, que passames a falar em linguas, Mas por que ao sermos cheios do Espirito falamos numa linguagem diferente? Qual o valor desta manifestaclo? Qual € a dimensdo da edificago que se dé em nosso intimo? hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 2art09 prez POF js vewer Q falar em linguas faz parte do propésite de Deus para as nossas vidas. E a ferramenta que o Espirito Santo usa para trabalhar em cada um de nés de ferma mais profunda, O falar em linguas vai produzir em noesas vidas a totalidade do ministério do Espirito Santo. A linguagem sobrenatural de oragko é uma ferramenta do Espirito de Deus para realizar em nés sua obra. E hd um motive especial porque o Espirito Santo toca justamente em nossa fala a partir do momento que vem scbre nés A fala é um ponte estratégico, @ 0 Espirito Santo nao toca exatamente nesta area em vo, Tiaga faleu sabre o poder da fala: "Pois todos trapegamos em muitas coisas. Se alguém nfo trapega em palavra, esse homem @ perfeito e capaz de refrear também todo o corpo, Ora, se pomos freies na boca dos cavalos, para que nos obedecam, entéic conseguimes dirigir todo a seu corpa. Vede também os navios que, embora levados por impetuosos ventos, com um pequenina leme se voltam para onde quero impulso do timaneiro. Assim tambem a lingua é um pequeno membro e se gaba de grandes coisas, Vede qudo grande bosque um t8a pequens fogo incendeia. A lingua também é um fogo; sim, a lingua, qual munde de iniquidade, colocada entre nossos membros, contamina todo o corps, e inflama o curso da natureza, sendo por sua vez inflamada pela inferno. Pois toda a espécie tante de feras, come de aves, tanto répteis como animais do mar, se doma, ¢ tem sido domada pelo g8nero human; mas a lingua, nenhum homem pode domar, £ um mal irrefredvel; esta cheia de pegonha mortal." Tiago 3:2-8 Aciéncia tem descoberte em nossas dias o que ha dois milénios atras 0 Espirito Santo ja havia revelado a seu povo: que o sistema nervoso da fala influencia todo o corpa, Mas além da influéncia natural, a Biblia esta mostrando que a fala tem também uma influéncia eg mostrando que quem estara na controle sera sempre Deus au o diabo. Qual a causa do Espirito Santo controlar justamente esta area tho estratégica de nossa vida ao encher-nos com seu poder? E porque através da fala Ele poderé ampliar seu dominio em nés, ¢ trabalhar com maior eficacia na execug8o do seu ministérial hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer © Espirito Santo trabalha nos homens. Desde © Velho Testamento Ele faz isto (Gn.6:3). Ele convence © mundo da pecado, da justica € do juizo (J0.16:8). G Espirito Santo esta trabalhands neste exato momento, nas quatro cantos da terra, mesmo naqueles que ainda no conhecem a Deus. Entretanto, Ele NAO MORA DENTRO dessas pessoas, ¢ elas nem sequer 0 conhecem, came declarou 0 Mestre bendita: "E eu rogarei ao Pai, ¢ ele vos dard outro Ajudador, para que fique conveseo para sempre, a saber, o Espirito da verdade, qual 0 mundo ndo pede receber, porque n&o 0 vé nem © conhece; mas vés 0 conhecels, porque ele habita convasco, € estard em vés"'. Jo8o:16,17. Aleluia! Nés 0 conhecemos e Ele habita em nés, Portanto, seu agir nas, nossas vidas € muito mais profundo do que naqueles que ainda nd so cristos. $e o Espirito Santo age neles até determinado ponto, voc® imagina 9 quanto Ele nao vai agir em née? Ele velo habitar em nés para cumprir a parte que Ihe toca no propésito divino. Quando Paulo escreve a Timotea, fala do bom deposito em nés (II Tm.1:14); ou seja, hd um investimento de Deus em nossas vidas! © propésito de Deus ao enviar o Espirito Santo para habitar em nés foi para que Ele praduzisse algo em nossas vidas, E saiba com certeza que © Espirito Santo ndo quer permanecer inative, Habiter em vocé ¢ parte do trabalho d Ele, e @ medida que vocé se rende, o agir dele vai tornando-se cada vez mais intenso. O Espirito de Deus esta em voce para realizar @ parte d'Ele no propdsito eterno de Deus; veio concluir a obra da redencao, pois esta ¢ a parte que lhe cabe na agao da Trindade, © PAPEL DO ESPERITO SANTO NA REDENCAG O arrependimento comega na homem por uma ago divina, Sabemas disto porque Paule disse aos romanes que 6 a bondade de Deus que nos conduz ao arrependimento (Rm.2;4). E quem esta por tras disto? E o Espirito Santo; Jesus disse: "quando ele vier, convenceré o mundo do pecado, da justica, # do juizo"(Jo.16:8). Apds 0 arrependimento, quando o homem exerce a féem Jesus ¢ na abra da cruz, é a Espirito Santo quem faz cam que isto se torne realidade nele. Por isso se diz que ao nascer de nove, o homem € nascide do Espirito (Jo.3:6), Ena carta a Tito lemos acerca da lavar da regeneracdo do Espirito Santo (Tt.3:5), 0 que mais uma vez aponita para a atuacdio do Espirito na aplicaco da redengda ne homem hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sates prez POF js vewer Mas isto é apenas 0 comego. © reino de Deus tem trés etapas basicas pelas quais 0 homem deve passar: porta, caminho, e alvo. A porta ea entrada por meio de Jesus Cristo, G alve é a chegada a estatura do varda perfeito e a gléria celestial. E entre a porta € 0 alvo, o que restou é 0 caminho. O Espirite Santo néo apenas nos faz passar a perta, mas é quem leva-nos até 0 alvo, ¢ para isto usa 0 caminho. © caminho é 0 periods onde experimentaremos o tratamento de Deus em nés na vida crist8; é.¢ meio pelo qual se vai ao alva. E tudo isto € responsabilidade do Espirito Santo; é Ele quem nes transforma de gldria em gléria na imagem de Senhor (II Ca.3:18), produz em nés seu fruto (GI.5:22,23), e nos leva a andar e viver n'Ele (GI.5:25). A Nova Alianca é chamada por Paulo de © MINISTERIO DO ESPIRITO (II Co.3:8), mostrando-nos seu papel de produzir em nés a obra de Deus. © Espirite Santo veio concluir a obra da redengéo; & por isso que Ele estd em nés. E trouxe consigo uma linguagem de oracdo, para que, através desta linguagem possa nos influenciar, uma vez que nossa lingua é um meio to estratégico para isto; pols como disse Tiago, se a lingua do homem for controlada, com ela todo o ser da pessoa serd também influenciada! Embera seja necessdrio ressaltar que este toque na lingua ndo é “magico”, precisamos sujeita-la a cada nove dia. Nao ¢ apenas falar em linguas ocasicnalmente, ou no dia de batisme no Espirito, mas dia-a-dia, de forma constante © perseverante Mas © beneficio divine desta linguagem esta longe de ser apenas este, uma vez que nao se trata apenas da lingua estar sob controle, mas sim © QUE ela fala quando esta sob controle do Espirito Santo, E precise esclarecer que slém do toque estratégico justamente na nossa fala, o Espirito nos leva a falar numa linguagem sobrenatural; ¢ é © QUE FALAMOS sobrenaturalmente que nos afeta produz a que passeremos a tratar nos capitulos seguintes: os beneficios, Além de sujeitar-se ac Espirito do Senhor ¢ entrar nes seus dominios, através da pratica didria da oragdo em espirito vocé tambem experimentara: 1. Conhecimento por revelagdo; 2. A edificagSa da fe; 3. Vitéria sobre a carne, hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa siitoe prez POF js vewer 4. Cumprimento da vontade de Deus; 5. Sensibilidade espiritual; 6. Perfeito louvor; 7. Intercessao. S&o dreas pertencentes ao ministério do Espirito Santo e que ser&o trabalhades mais profundamente em nossas vidas através do uso desta ferramenta. Passemos entice a analisar cada um destes beneficios maravilhosos que Deus nos tem oferecido... 6 - “O CONHECIMENTO REVELADO” A primeira area de edificag&io onde percebi diferenca em minha vida ao praticar os ensinos da irmao Dave Roberson, foi receber a compreensiic espiritual da Palavra, que vai além daquela dimensda de entendimente meramente intelectual, e penetra numa nova dimensdo de conhecimento, que denomino conhecimenta revelado; ou seja, um nivel de entendimento sob a revelacSo do Espirite Santo. Jesus disse: “as palavras que eu vos digo sdo espirito e vida"(Jo.6:63). Uma vez que a Palavra de Deus @ espiritual, nao podemos compreendé- la somente ne nivel da razdo; € necessdrio discerni-la espiritualmente. E esta nassa limitaggo frente a ilimitacao da Palavra que faz com que nas sintamas como a salmista, que declarou: "“Desvenda os meus olhos, para que eu veja as maravilhas da tua lei" (S1.119:18). Isto ¢ um fato; precisamos realmente da remocdo desta venda que nos impede de discernir espiritualmente as Escrituras! 5 MISTERIOS DO REINO Nos dias de heje ndo € pequeno o numero dos que [Gem a Biblia sem compreender profundamente as verdades espirituais; a maioria diz que se sente afastada das Escrituras pele ausénca de entendimento. Endo falo de canhecimento teolégica, mas de entendimento prético, que transforma nossa vida, @ nao de que pessulam estes juceus que na hora de crer na Escritura e se deixarem ser sarados por Deus, ndo 0 faziam. O Mestre falou sobre os "mistérios do reine dos céus"{Mt.13:11}; o que significa SEGREDOS, ou mesmo COISAS GCULTAS. Ou, em outras palavras, hd verdades que ndo sSo abertamente manifestas a qualquer um; € necessdnio ter entendimento espiritual para se penetrar deter minados assuntos. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sartoe prez POF js vewer A versio atualizada de Almeida diz no Salmo 25:14: "A intimidade do Senhor é para aqueles que o temem, aos quais ele dara a conhecer a sua alianga”. N3o s&o todos que penetrardo nas profundezas da Verdade de Deus; alguns, infelizmente excluem-se a si mesmos por nao entrarem na dimensSo de compreenséo espiritual O reino de Deus tem mistérios. N&o porque Deus deseja esconder nada de nds, mas perque nossa mente n&e pode compreendé-las: “Ora, o homem natural néio aceita as coisas de Espirito de Deus, porque para ele so loucura; e ndo pede entendé-las, porque elas se discernem espiritualmente". I Corintios 2:14 A tinica forma de compreender as coisas espirituais 6 pelo discernimente espiritual, 2 somente pelo Espirito Santo de Deus chegaremos a desfruta-lo. FALANDQ MISTERIOS Ac orarmes em linguas, falamos em mistérios; ou, como diz a versdo inglesa de Moffatt, falamos "segredos divinos"; j4 a versde inglesa de 1.B.Phillips diz "segredos espirtuais", Paulo mencionou isto com clareza na carta aos carintios; “Porque @ que fala em lingua nao fala acs homens, mas a Deus; pois ninguém 9 entende; porque em espirito fala mistérios." I Corintios 14:2. Que mistérios sfo estes? Serd que Deus iria nos fazer falar coisas desconexas, sem pé nem cabeca? Claro que ndo! Nao se trata de coisas desconexas, mas sim DESCONHECIDAS para nossa mente. Contudo, ha um propésito no fato de falarmos estes mistérios, e é justamente para que mediante = constante craic deles, nosso espirite os absorva, recebendo a compresnsdo. O apdstalo Paulo empregava muite este terme mistério, referindo-se aquelas coisas que so se tornaram compreensiveis por revelacSo. Vejamos algumas de suas mencSes: "Na verdade, entre os perfeitos falames sabedoria, nfo porém a sabedoria deste mundo, nem dos principes destes munds, que estéo sendo reduzides a nada; mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, que esteve cculta, a qual Deus pré-ordenou antes dos séculos, para nossa gldria” I Corintios 2:6,7 hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa ssrtoe prez POF js vewer "_ fazendo-nos conhecer © mistério da sua vontade..." Efésios 1:9. "Se & que tendes ouvide a dispensagdo da graga de Deus, que para convesco me foi dada; come pela revelagae me foi manifestado o mistério, conforme acima em poucas palavras escrevi, pelo que, quando ledes, podeis perceber minha compreenséo do mistério de Cristo, o qual em outras geragdes n&o fal manifestac aos filhos des homens, como se revelou agora no Espirite ans seus santos apéstolos ¢ profetas. A mim, © minimo de todos os santos, me foi dada esta graca de anunciar aos gentios as riquezas inescrutdveis de Cristo, e demonstrar a todos qual seja a dispensagdo do mistério que desde os séculos esteve oculte em Deus que tude criou" Efésios 3:2-5 ¢ 8,9, "e por mim, para que me seja dada a palavra, no abrir de minha boca, para, com intrepidez, fazer conhecido 0 mistério do evangelho” Efésios 6:19. “da qual eu ful constitulda ministra segundo a dispensag’ia de Deus, que me foi concedida para convesco, a fim de cumprir a palavra de Deus, 0 mistério que esteve oculto dos séculos, ¢ das garages; mas agora foi manifesto aos seus santos, a quem Deus quis fazer conheoer quais slo as riquezas da gloria deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vds, a esperanca da gloria" Colossenses 1:25-27. “para que os seus corages sejam animados, estando unides em amor, © enriguecidos da plenitude do entendimento para o pleno conhecimento do mistéria de Deus - Cristo, no qual esta escondidos todos os tesouros da sabedoria ¢ da ciéncla," Colossenses 2:2,3. "Perseverai na orago, velando nela com aces de gragas, ¢ ae mesmo tempo também por nds, para que Deus nos abra uma porta 4 palavra, a fim de falarmas.o mistério de Cristo, pelo qual também estou preso, para que eu o manifeste como devo falar." Colossenses 4:2-4. A Biblia diz que 0 reino de Deus tem mistérios © que € 0 Espirito Santo quem os revela; diz também que o Espirito Santo nos faz falar em mistérios... percebe 2 relacSo? © mesmo Espirita Santo que me foi dado para me fazer entender os mistérios de reino, também me deu uma linguagem de cragfic onde sou levado a falar mistérios, Nao tenho a menor sombra de divida da relagSo de uma coiss com a outra! Quando cre em linguas falo dos hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer mistérios da Palavra, € aciono o ministério de Espirito da Verdade, de me guiar (por revelac&o) a toda verdade. © SEGREDO DE PAULO Citel acima um texto de Efésios onde 0 apéstole fala da compreenséo que Ihe foi dada por revelacdo de Esatrite quante ao mistérie da Igreja C interessante é que os capitules 1 2 de Efésios podem ser reconhecidos como alguns des mais profundos capitulos da Biblia, e Paulo depois de té-los escrito, chama a atengdo dos irmaos de Efeso para a profundidade da sua compreenséo. E, ironia ou n&o, ainda diz que escreveu com “poucas palavras" (v.3), ou sea, resumidamente. © apéstolo Paulo destaca-se grandemente no Nove Testamento pelas revelagées profundas que Deus Ihe deu. E quando menciono as revelages profundas, néio estou falando necessariamente acerca de experiéneias como visies, xtases e arrebatamentos. Fala sabre COMPREENSAQ das Eserituras! Sabemos, porém, que sua compreensde nao vinha unicamente dos estudos, © estudo produz informag3o, mas, @ 56 por revelagdo do Espirito Santo que experimentamos a compreensdo, que bem diferente! Fica claro parém que a compreensao de Paula nao esta ligada apenas aos seus estudes, mas sim 4 revela¢da do Espirito Santo, QUAL ERA SEU SEGREDO? Nasso interesse néa é apenas saber quanta compreensdo Paulo tinha, mas come ele chegou la. Vivemes dias onde procura-se de todas as formas saber o segreda dos homens e mulheres de sucesso, para que se possa usd-lo como modelo! E 0 praprio Paulo chama a atengdo dos seus discipulos para que o tivessem por modelo, tornando-se seus imitadores, Se voce pudesse perguntar a Paula o que o levou a tamanha compresnsao espiritual, voce o faria? Eu com certeza 9 faria! Durante muito tempo questiongi-me acerca disto, até que um dia deparei-me com algo que parecia ser a resposte exata que Paulo daria a mim. Antes de mais nada quera lembrar-the que Paulo tinha muita informagSo. E embora 0 conhecimento em si queira dizer que ha compreens&o, a revelagla s¢ opera onde ha informacao! Se vocé nfo lé ia nunca, no espere ter revelagSo alguma, pois a revelacdo é a ago do Espirito que transforma a infarmagiio em compreens&o hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa srt09 prez POF js vewer ELE DISSE AOS CORINTIOS Quando Paulo escreve aos crentes de Corinto ele diz algo muito importante acerea de si mesino e das suas praticas na vida em Deus: “Dou gragas a Deus, que falo em linguas mais do que vés todos." 1 Cerintios 14:18 Por que ele dé gracas a Deus? Porque isso era algo maravilhoso em sua vida! Ele nfo somente agradece a Deus por falar em linguas, mas sim por faze-lo mais do que tades os Corintios! O que est em questiio é 0 "mais", Paulo usava bastante a linguagem de oragaa de Espirite Santo e creio que isto esta intimamente ligada ac conhecimento por revelacdo, © que fala em lingua edifies-se a si mesmo; ou seja, hd beneficias nesta pratica! Naa algo dade por Deus para se perder tempo, é para edificagao, crescimento, Se o apéstola arava muita mais que todos 6 porque ele tinha em sua prdpria vida as evidéncias de que era uma pratica edificante e frutifera. Como que Paule tinha tamanha compreensSe do mistério de Cristo? Come compreendia tanto os mistérios do reina, sence o homem que mais desvendou verdades para a vida da Igreja? Ora, ele falava muito em mistérios com Deus, e seu espirite, ae passar horas ¢ horas em orasdo, absorvia as revelagBes. Creio que Paulo nao perdia tempo; nas prisées, nas viagens, onde quer que estivesse, ele orava em linguas. Orava mais do que todos os Corintios. Ele estava dizendo aqueles irmos: "se ha alguém que ce fato valoriza e pratica a oraco no Espirito Santo, este alguem sou eu! E dou gragas a Deus por isto, pois tenho crescido muito em Deus e na revelacSo de sua Palavra." ISAIAS PROFETIZOU Como ter certeza de ser esta a convicg8o de Paulo? Considerande que quando ele escreveu acs Corintios (I Co.14:21), citou esta profecia de Isaias: "Na vercdade por labios estranhos e par outra lingua falaré ¢ Senher a este pove." Isaias 28:11 hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer E por inspiragao do Espirito Santo, ele nas mestrou que Isaias estava profetizando acerca do falar em linguas, e que este seria um meio atraves do quai Deus falaria ao seu povo. Ao examinarmos 0 contexto desta profecia de Isaias, descobriremos varios detalhes que comprovam o que estamos dizendo: “Ai da vaidosa coroa dos bébedos de Efraim, e da flar murchada da seu glorioso ornamenta, que esta sobre a cabega do fértil vale des vencides de vinhe.” Isaias 28:1 Sobre o que Deus estd levando Isaias @ profetizar? Ele esta falando acerca des bébades e das vencidas do vinho, Mas ele ndo fala sobre os bébados em geral, ele fala sobre um grupo especifica: “Mas também estes cambaleiam por causa do vinho, @ com a bebida forte se desencaminham; até o sacerote ¢ o profeta cambaleiam por causa da bebida forte, est8o tontos do vinho, desencaminham-se par causa da bebida forte, erram na visdo, e tropecam no julzo. Pois todas as suas mesas esto cheias de vémitos e de sujidade, @ no ha lugar que estaja lipo." Isaias 28:7,8 QUE GRUPO E ESTE? Os sacerdotes e os profetas eram os responsdveis por entregarem a Palavra de Deus ao povo. © sacerdate ensinava a Lei de Moises ea profeta exortava © pove a andar na presenca de Deus, anunciando também © que ocorreria em caso de obediéncia ou nao, Ambos formavam 9 que podemos chamar de “o canal” através do qual fluia a Palavra de Deus. Eo que o profeta Issias estava dizendo é que este canal se maculara, ¢ a Palavra de Deus j4 ndo estava fluindo com pureza, de forma limpida, OQ v.8 fala sobre a sujeira neste canal; diz que ha vémito por toda parte ¢ que ndo hé lugar que esteja limpo em suas mesas! Este € o resultado da embriagues: sujeira. E que embriagues é esta? Ea embriaques do pecado! hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sites prez POF js vewer NAO HA CANAIS Agora considere isto: se 0 sacerdote 0 profeta, que eram os Unices canais para o fluir da Palavra, estavam.obstruidos, entao de que modo Deus faria fluir sua Palavra? E disto que a profecia entSo passa a falar: “Ora, a quem ensinard ele 0 conhecimento? e a quem fard entender a mensagem? aos desmamados, ¢ aos arrancaclos dos selos? Pois é preceite sobre preceita, preceito sobre preceita; regra sobre regra, regra sobre regra; um pouce aqui, um pouco ali," Isaias 28:9,10 A quem Deus ensinaria o conhecimento? A quem Deus faria entender a mensagem, s¢ 9s Uinicos canais para isto no estavam disponiveis? Na falta dos profetas e sacerdotes, coma Deus falaria com seu pove? Como 05 ensinaria? Como transmitiria sua Palavra? “Na verdade por ldbios estranhos ¢ par outra lingua falard a este pove; ao qual disse: Este 4 0 descanso, dai descanso ao cansado; ¢ este 6 0 refrigéria; mas n&o quiseram ou Assim pois a palavra do Senhor lhes. serd preceito sobre preceite; regra sobre regra;" Isaias 28:11-13a Por labios estranhos e outras linguas. © versioulo 13 diz: “assim pais”. Vocé pode ler esta expressdo coma: "desta maneira" ou “deste mado" a Palavra do Senhor Ihes seria preceita sabre preceito... Isalas profetizou que 9 falar em linguas se tornaria um meio de transmissdo da Palavra de Deus! Ao falar em linguas vocé esta falando mistérios, esta falando acerca dos tesouros da sabedoria e cla ciéncia que est&m escondidos em Cristo, E medida que ora, seu espirite absorve a revelagdo que posteriamente passard 4 sua mente. Paulo arava muito em linguas, Paulo compreendia muito as Escrituras. Seria este 9 segredo de Paula? Ha base suficiente para concluirmos assim, pois um des beneficios do falar em linguas é justamente a compreensdo das verdades de Deus, e ele dedicava-se a esta pratica. Se vacé deseja receber 0 conhecimento por revelacdo, deve dedicar-se a esta pratica. Gre muita no Espirito Santo e vocé experimentard por si mesme 9 quanto isto é real. Tenho comprovado na minha prépria vida a realidade disto; precuro gastar tempo coma Palavra ¢ valorizo a leitura e estudo, mas posso hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sart09 prez POF js vewer dizer que a maioria de tudo o que ensino tem winde por meia deste maravilhoss canal que o Senhor nes deu. Muitas vezes, quando estou: orando no Espirito, uma compreensdo profunda de determinados assuntos brata no meu intimo. Em segundos, recebo urna compreensio tamanha de certes principios biblicos que levarSo horas para serem ensinados. No encentro palavras au ilustragées que possam descrever a beleza ea profundidade deste meio divino de comunicaco de verdades da Palavra; tudo 0 que posse dizer & que funciona! E hoje sei muito bem porque © diabo luta tanto para afastar-nos desta pratica; ele ndo tem interesse algum em que compreencamos a Palavra! Descubra em sua prépria vida que este era o searedo de Paulo e que seré funcional para qualquer um que o pratique, pois um principio estabelecido por Deus. 7 - EDIFICACAO DA FE “Mas vés, amados, edificando-vos sobre a vossa santissima fé, orando no Espirito Sante". Judas 20. Orar no Espirito Santo edifica a fé; quando investimos tempa oranda em linguas, estamas na verdade investindo na nossa fé, E ela realmente possui grande valor; um lugar de destaque na vida crist#. Todo o nesso relacionamente com Deus esta fundado na fé. O justo vive da fé. Sem fé € impossivel agradar a Deus e receber d'Ele qualquer coisa. Afeeo msio pelo qual tacamos em Deus e permitimos que Ele nes toque. Voc experimentard de Deus em sua vida tanto quanto vocé crer; Ele sera sempre (para voc8) de tamanho da sua Fé. Se ela € peauena voc’ nao vera muita coisa da parte d'Ele; mas se ela cresce, com ela também cresce © agir de Deus! Logo, precisamos aprender a fazer crescer a nossa fé. Come diz a Escritura; "a justica de Deus se revela de fé em fé"(Rm.1:17). Poderiamos exemplificar esta verdade dizendo que a vide de fé € como galgar uma escada, degrau apds degrau. Ha diferentes niveis de fé devemos crescer neles. © Senhor Jesus mencionou os diferentes niveis de fé ac elogiar a "grande Fé" de alguns (aquele centuri§o romano que tinka um servo enferma e também aquela mulher cananéia cuja filha encontrava-se hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer endemoninhada) e a0 repreender a "pequena fé" de outros, como por exempla, ce proprios discipules. Deus nao quer que sua fé seja Sempre pequena, mas que cresga. Hé um crescimento na fé; a Biblia diz que a fé dos tessalonicenses "crescia muitissimo' (II T3.1:3). COMO GRAO DE MOSTARDA Muitos nflo entendem o que Jesus quis dizer quanda Falou sobre ter fé como gro de mostarda; saem por ai dizendo que se vod tivesse um grfozinho de 1é 14 veria milagres acontecendo, e que se vocé n&o est experimentando nada, € porque ndo tem fé nenhurna, Maso Mestre ndo seria incoerente, afirmando em um momento que uma pequenina fé came um gréio de mostarda resolve tudo, para loge a seguir repreender seus discipules justamente por terem uma fé pequena. De modo algum! Entae, 0 qué, de fate, Jesus estava ensinando? Vejamos o texto em que se encantra a registra destas suas palavras: "Disseram ent&o os apéstolos ao Senhor: Aumentanos a fé. Respondeu o Senhor: Se tivésseis Fé como um gro de mostarda, dirleis a esta amoveira: Deserraiga-te, e planta-te no mar; e ela vos obedeceria.” Lucas 17:5,6. Tude comesou com um pedide dos apéstolos per uma fe maior. O interesse deles 6 pela questdo do crescimento da fé. Jesus havia ensinado algo sobre a pratica do perdfo que Ihes parecia impossivel de se viver; entSo, como que dizendo que o nivel de fé deles no alcangava este ensina, pedem mais fé para poder perdoar camo o Senhor quer. E é exatamente nesta hora e contexto que Jesus Ihes respande: "Se tiverdes fé como um gréo de mostarda”... Repare que Ele ndo disse do TAMANHO, mas falou claramente: COMO. Na verdade o Senhor ensinava sobre a semelhanga € no sabre o tamanho. E que semelhanga pade haver entre um e outro? Enxergue © paralelo que Jesus estabeleceu: os discipulos est8io olhando para sua prépria Fé ¢ vendo-a téo pequenina que nga alcanca o nivel do ensino do Mestre; entSo reconhecem que sue pequena fé precisa hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa aartoe prez POF js vewer crescer. Mas como fazer crescer a fé? Pedem a Jesus que faca sua fé aumentar, s6 que Ele nao faz nada pela fé deles; Ele simplesmente ensina-os que a responsabilidade de aumentar a fé nfo era cle Deus, mas deles mesmo! E entéo ensina-os como faze-lo: usando a lei de semeadura e celfa. Se vocé tem um gr&o de mostarda, mas reconhece que ele no & suficiente para © que vocé precisa, e quer aumentar seu estaque de mostarda, 0 que deve fazer? Plantar para que possa colher mais, Toda semente plantada se multiplica; e se o plantio for se repetindo, a mostarda ird multiplicando-se! Assim é com a Fé, Nao importa se o que yoos tem & pouco, vacé pode aumentar, fazer crescer sua fé. N&o adianta orar para que Cristo 0 faca, pois Ele ndo vai fazer; ja no fez pelos. apdstolos para ensinar que é responsabilidade nossa, e nSo fard por nds. Hé cragdes que Deus jamais responderd, uma vez que jé tenha dado toda instrugiic em sua Palavra para resolvermos © problema, Para que nossa fé cresga, temos que SEMEA-LA. E a forma pela qual se semeia a fé @ mediante seu exercicio; quando usamos a fe que temos em uma necessidade especifica, e verncs a intervenggo de Deus, colhemos mais fé. Pais @ medida que a usamos, @ vernos os resultados, ela se fortalecs e assim vai crescendo até que possa chegar ao ponte de transportar n3o somente amoreiras, como também montes! © PONTO ALTO DA FE Examinande as Escrituras, vejo esta fé que transporta montes come o ponte alto, o cume da montanha, por assim dizer, na escalada ca fé sempre crescente. Embora ninguéem chegue lé de um dia para outro, é possivel chegar la! E devernos nos empenhar por isto se queremos uma vida crist® vitoriosa; ndo pademos perder de vista que este € um alvo 2 ser alcancado. A primeira epistola aos corintics fala sobre a exceléncia do amor. Revela que nem mesmo as maiores manifestacdes do Espirito esto acima do amor, pois este 4 a base de toda manifestac3a divina, inclusive dos dons espirituais. Eo amor, a compaixo pelas almas, que nos fara canais de Deus na terra E entéo, Paulo, falanda da superioridade do amor sobre as manifestacdes e atitudes espirituais, comesa a listar algumas berm valorizadas entre os cristos, camo profecia, linguas, martirio pelo hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa anit09 prez POF js vewer evangelho, abnegac#o tetal a ponte cle dar-se todes os bens aos pobres, e entre estas coisas ele inclui a fé que transporta mor . ainda que tivesse toda a Fé, de maneira tal que transportasse os montes, ¢ n8o tivesse amor, nada seria", I Corintios 13:2b Podemas perceber um detalhe clo nivel cle fé.a que Paulo se refere, pela sua afirmagao conter o termo toda fé. Isto fala de uma fé madura, crescida, que chegou 4 sua plenitude. Trata-se de medida cheia e nBo de algo incompleta. Vocé no chega a transportar montes com "meio tanque"; é preciso "tanque cheia" com o combustivel da fé para se chegar la. Com isso quero dizer que se n&o houver investimento na edificagdo da fé, jamais se chegara aa nivel de transportar mentes! E saiba que isto é para todos, estd ao seu alcance, pois Cristo mesmo declarou que qualquer um pode experimentar esta fé "Em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e langa-te no mar; e no duvidar no seu coragde, mas crer que se fara aquilo diz, assim Ihe serd feito." Marcos 11:23. Quando o Senher Jesus Cristo nos fez esta bela e maravilhosa promessa Ele falava sobre obstaculos aparentemente te impossiveis de remog3o coma um monte; de problemas t&o pesados ¢ acomodadas em nossas vidas tais quais uma montanha, Ele estava dizendo que pademes vencer estas dificuldades por fe. € deste nivel de fé que Paulo falave quendo mencicnou transporter montes. E sé chegamos neste nivel de edificaco na Fé por operacto do Espirito Santo nas nossas vidas, COMO A FE CRESCE 18 afirmei que a fé no cresce por orarmos a Deus pedindo que a aumente, mas sim por acionarmos os principios corretos. Além de crescer porque a semeamos exercitando-a, a fé cresce através de cutras maneiras também. Abaixo relacionamos as formas pelas quais © crescimento da Fé pode se dar exercitar a medida da fé que j tem: ouvir a Palawra; € crar no Espirito Santo. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa aartoe prez POF js vewer Uma vez que jd compreendemos a operacao de primeira principio, examinemes também os demais. O alimento da fé 6 a Palavra de Deus, ¢ é exatamente por isso que ela ¢ chamada a Palavra cla 2. Percebemos o quanto a fé esta ligade a acto da Palavra de Deus em née quanda consideramos alguns versiculos biblicos coma: “Loge a fé é pelo ouvir, eo ouvir pela palavra de Criste". Romanos 10:17. "Propondo estas coisas aos irmaos, serés bam ministro de Cristo Jesus, nutrido pelas palavras da Fé ¢ da boa doutrina que tens seguide," 1 Timdteo 4:6. A medida em que nas enchemes da Palavra pela meditagio ¢ 0 recebimente do ensino pregagSo da mesma, nossa fé vai senda fortalecida ¢ aumentada. Assim como no plane natural o creseimento estd ligado a uma boa alimentag3o, o mesmo se dé com a fé; necessdiio investir numa boa alimentagdio. Mas como declarou F. F. Besworth, um homem de Fé muito usado por Deus, nosse grande problema € que alimentamas o nosso corpa com trés refeicdes quentes ao dia, mas s damos ac nosso espirito um sanduiche Frio por semana! Vimos, portante, que a fé cresce pela pratica e exercicio da semente que J temos (2 todos temos uma medida de fé dade por Deus - Rm.12:3); ¢ também que o alimento da Palavra a fortifica, mas coma @ oraco na Espirito Santo afeta nossa fe? Que relagdo ha entre uma coisa ¢ outra? NAO POR FORCA, NEM POR PODER Ninguém jamais poderé mover montes apenas por si mesmo. Iste nao é coisa da qual alguém possa gabar-se, pois ndo € possivel fazer isto sozinho, mas téo somente pelo poder & intervencdo do Espirito Santo. Vecé pode descobrir um canal e usufrui-lo espiritualmente, mas jamais podera dizer que aquilo é teu, ou que ofez por si mesmo Se per um lade, mover montes nao € algo que pecamos para Jesus fazer, pois Ele ja disse que nos poderiamos faze-lo, par outro, ele mesmo disse: "sem mim nada podeis fazer''(Jo.15:5). Foi Deus mesmo hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sito prez POF js vewer que disse que néo removeriamos montes sozinhos, mas pelo ace de Espirite Santa: “Ele me respondeu, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorababel, dizendo: N&o por forea, nem por poder, mas pelo meu Espirito, diz o Senhor dos Exércitos. Quem és tu, 6 monte grande? Diante de Zorababel tornar-te-ds uma campina..." Zacarias 4:6,7a. E importante examinarmos a situag&a de Zorobabel, o lider da nagdo israelita na tempo da restauracdo pés-exilica, e assim ampliarmos a compresnsdc do texto pelo seu contexta; mas antes, deixe-me enfatizar duas verdades basicas que estfio dentra da mensagem que Deus estava trazendo por intermédio do profeta Zacarias Primeira, havia um monte grande diante de Zerobabel. Montes falam de problemas graves, situagdes dificeis; mas ele nfo precisava desistir, pois montes podem ser remavides ¢ Deus estava dizendo que aquele monte seria removido, nao restando nada mais dele, a ndo ser uma campina Segundo, este mants nao seria remavida pelo esforca de Zorababel. Nao seriam suas qualidades ou empreendimentos humanos que o levariam a vitéria, mas ¢@ agir do Espirito Santa! COMPREENDENDO ZOROBABEL Eis um breve resuma cla condlic&o deste homem, principe em Israel: Descendente de Davi, era de linhagem real, Neto de Jeconias (ou Joaquim), rei de Israel que foi deportado para a Babilénia, Zorobabel nasceu no exilio j4 no tempo em que este chegava ao seu fim, os setenta anos de sua duracgo que foram profetizados por Jerermias {II Cr.36:21, 1r.25:11,12). Voltou a Israel juntamente com os chefes das casas paternas de Juda e Benjamim, ¢ os sacerdotes ¢ levitas, bem como todos aqueles cujo espirito Deus despertara para que eciificassem sua casa em Jerusalém (Ed.1:5). Censtituide governador de Juda e superintendente da obra de Senhor, Zerobabel logo se viu diante de um grande problema que parecia contradizer a Palavra da Senhor na sua vida: hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer "Ova, ouvindo os adversdrios de Juda e de Benjamin que os que tornaram do cativeiro edificayam o templo de Senhor, Deus de Israel, chegaram-se a Zorobabel e aos chefes das casas paternas... Ente 0 povo da terre debilitava as mios do povo de Judd, ¢ os inquietava, impedindo-os de edificar." Esdras 4:1,2a @ 4. E coma se na bastasse esta presse local, arrumaram-lhe um outro problema, logo apés ele ter levantado o altar do Senhor e langade os slicerces do templo; escreveram aos medo-persas (que haviam tomado © reine babilénics) com caltinias acerca do propésito daquela obra, como se tratando de rebeliaa contra o rei. Consequenterente, veio a resposta do rei Artaxerxes: “Agora, pois, dai ordem para que aqueles homens parem, a fim de que no seja edifieada aquela cidade até que eu dé ordem." Esdras 4:21. T&o laga chegou a carta, a crise agravau-se: “Entdo, logo que a copia da carta de rei Artaxerxes Foi lida perante Reum e Sinsai, o escrivo, @ seus companheires, foram eles apressadamente a Jerusalém, ans judeus, ¢ os impediram a forga ¢ cam violéncia. Entéo cessau a obra da casa de Deus, que estava em Jerusalem, ficando interrompida ate o segundo ano do reinace de Dario, rei da Pérsia." Esdras 4:23,24. A obra de Deus, que estava sendo feita pelas méas de Zorobabel chega @ parar, ¢ mediante 0 emprego de forga @ violéncia por parte do inimige. E sabe quanto tempe fica parada? O que a Biblia chama de “até o segundo ane do reinado de Dario” ¢ um periods de cerca de quinze anos! N&o € pouco tempo. O equivalente hoje seria ver a obra de Deus parando no nascimenta de uma filha, e quando esta estivesse debutando, ainda presenciar a cbra nas mesmas condicdes Imagine a frustrag&o deste governador! Quais nao foram seus conflitos ao ver uma situagdo totalmente diferente da que Deus Ihe falara? Quinze anos... e lutar no adiantava, uma vez que na prépria luta ja haviam perdido! © empecilhe para a obra viera, ¢ viera come um monte intransgonivel e itremovivel. E parece que este monte aterrizara na vida de Zorababel para ficar. Foram quinze anos de inércia, de paralisia. Quinze anos de uma fé desgastada, desacreditada hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 4sit09 prez POF js vewer E entéo, de repente, Deus fala de novo sobre sua casa: “Ora, 05 profetas Ageu e Zacarias, filho de Ido, profetizaram aos judeus que estavam em Judd e Jerusalém; em nome do Deus de Israel Ihes profetizaram." Esdras Foi neste confuso momento da vida de Zorobabel que Deus the falou: “ndo por ferga, nem par violéncia, mas pelo meu Espirita", Qu, em outras palavras: "Zorebabel, pare de lutar na came pois assim voce nao venoera. € pela actin do meu Espirite que vocés chegartio Ia" Esta palavra ressuscitou os ancifles dos judeus, que por fé voltaram a edificar, Tentaram barrar-lhes de nova, mas desta vez foi diferente, A carta real com a respasta de Dario chaga autorizando a obra da casa de Deus e ainda fazendo com que os inimigos oontribuissem com toda a despesa ¢ ainda com ofertas para os sacrificias, sob severa punigo aos que resistissem (Ed.6:6-12). © PAPEL DO ESPERITO SANTO. E qual foi o papel do Espirito Santo na remogie deste monte na vida de Zorobabel? 0 que Ele fez para que o monte desaparecesse, restando somente uma campina? © papel desempenhade na restauragdo da fé deste governador juceu ¢ 0 mesmo nas nossas vidas nos dias de hoje. Observe o que Ele fez: Primeira, vivificou a Palavra na vida clele ao dizer de novo: “As m&as de Zorobabel tem langado os alicerces desta casa; também suas mos a acabardo..."(Zac.4:9). Quando ele perdera de vista a promessa divina, © Espirito reacendeu a chama da fé pela REVELACAG da Pslavra. Segunda, tirou os olhos de Zorababel das circunstancias que ele julgava insoliiveis ¢ 0 fez visualizar o quadro da intervengao divina: Uma campina sem qualquer monte, com a obra da casa de Deus concluida, © Espirito Santa removeu os medos que o paralisavam, E em terceiro lugar, operou nas circunstancias & as mudoul © ESPIRITO DA FE Que o Espirito de Deus exerce uma paderosa influéncia na nossa fé, reconhece-se claramente a partir do momento em que se vé que um de hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer seus nomes na Biblia é ESPIRITO DA FE. Foi Paulo que, escrevendo aos corintios disse que "temos o mesmo egpirito de fé" (II Co.4:13). E ésrando no Espirite Santa que nossa fé santissima é edificaca, Alguém disse que a edificagdo da fé se dé pelo fato de que, para depender de Deus para 0 que se vai falar quando se era em linquas, € necessdrio crer. E é esse exercicio de fé, de depender sempre do Senhor, que faz com que eresgamcs... Creio nisto até certo ponto, mas dizer que € 56 por isto, é limitar © beneficio da oracsio em linguas. A verdade é que algo acontece dentra de vocé e muda seu cenceite da Palavra, tormande-a mais vive e real. E por cutro lado, anula seus madas as paralisias da divida e incredulidade, libertando-te para um plano superiar, onde crer no é um esfarco. BATALHANDO PELA FE Estamos vivendo dias de apastasia, de crise de fé. Nos dias de hoje esta se cumprinda a palayra de Jesus que caracteriza o fim dos tempos: “Contude, quande vier o Filho do Homem, porventura achara fe na terra?" (Lce.18:8), Onde é que est&o os herdis da Fé? Onde est&o os homens de grandes feitos que possam dar continuidade & lista de Hebreus, capitulo 11? Que é feita da fé vibrante e viva, que tinham os apostalas? Sei que alguns dizem que aquela fé era somente para 9 inicio da Igreja, 2 que aquile que os apéstoles tinham era 56 para aqueles dias, mas. entc 0 que dizer de Judas 3, que nos exorta a batalhar pela mesma Fé? “Amados, enquanto eu empregava toda a diligéncia pare escrever-vos acerca da salvacde que nos ¢ comum, senti a necessidade de vos escrever, exortando-vos a pelejar pela fé que de uma vez para sempre foi entregue acs santos". Judas 3. Claramente se vé que a fé que foi dada aos apéstalos no era sé para eles, mas para toda a Igreja, até que Jesus voltasse! Que DE UMA VEZ PARA SEMPRE foi entregue aos santos; aleluia! Esta fé nfo foi embora, pode ser vivida hoje, no limiar do século vinte ¢ um. Mas € preciso batalhar por ela! hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa anos prez POF js vewer Ainda me lembro daquela reuni&o na Casa de Portugal, na Liberdade, em So Paulo, quand 0 irmao Dave Roberson nos desafiava a isto. Batalhar pela mesma fé dos apéstolos! E através de seu ensino, compreendi naquele fim de 1990, que de fato Deus nda me mandaria batalhar por esa fé sem me dizer COMO faze-lo; e ali, bebendo a ensino e experiéncias deste querido irmao, vi de forma nitida qual era o- caminho para se restaurar esta fé. Encontra-se na mesma epistela de Judas: “Mas vés, amados, edificando-ves sobre a vossa santissima fé, ORANCO NO ESPIRITO SANTO." Judas 20. Judas, 0 irm&e do Senhor, chamou esta fé de santissima. Isto é alao muito serio; vemos um investimento divino nela, par isto é chamada santissima. E nés podemes lutar por sua plena manifestagdo, removende montes, operando milagres que glorificam ao Pa forma? De que Oranda MUITO no Espirito Santo. Orando SEMPRE no Espirito Santo... 8 - “ORANDO A VONTADE DE DEUS" "E aquele que esquadrinha os coragSes sabe qual a intengSio da Espirito: que ele, segunda @ vontade de Deus, intercede pelos santos". Romanos 8:27 © Versiculo acima diz claramente que o Espirite Sante intercede por nés, de acorde com a vontade de Deus. Ele conhece 9 plano divino para as nossas vidas, © faz com que, ao orarmos em linguas, aremos o plano de Deus para nds! Esta passagem tem um contexte que a esclarece bern; no versiculo anterior (0 v.26), o escritor fala da nossa dificuldade em orar de forma correta quando diz que "ndo sabemos o que havemos de pedir como convém". € importante reconhecer o quanto nos identificamos nisto; 2 expressdo “como convém" revela o quanto sentimo-nos ceslocados na orag’o por no ter certeza de qual € a voritade do Senhor quanto ao que pedimos. Mas gléria @ Deus porque o versiculo afirma também que o Espirito nos ajuda, intercedendo por nés. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa art09 prez POF js vewer Portanta, se por um lado temos dificuldade em n&o saber orar como convém (ou seja, segundo.a vontade de Deus), por outro o Espirito vem socorrer-nes com sua linguagem de oragaio, pois Ele conhece a vontade de Deus para cada um de née. JA 0 versiculo pesterior aa nosso texto base (0 v.28), fala de come © Pai Celeste gerencia as circunstancias na vida de seus filhos, fazende com que todas as coisas - inclusive as ruins - venham a concorrer para seu préprio bem: "E sabemes que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus"; e conclui apontanda quem sda os que encontram-se dentro desta promessa: "aqueles que stio chamados segundo © seu propésite’, Deus tem planos 6 propésites para as nossas vidas, e, mesmo que ndo tomemos ciéncia deles, podemos experimentd-los @ vé-los cumprirem- se. Perceba que nao é 0 fata de sabermos orar a vontade de Deus, mas exatamente o oposte, que nos da direito de desfrutar do auxilio do Espirito; portanto, a Escritura Sagrada nao esta falande de canhecermos QUAL é a vontade de Deus para nds, mas sim que, mesmo ndo a conhecendo, podemos ord-la através do Espirito de Deus. Nem sempre @ Senhor nos mastraré quais sdo seus planos, mas SEMPRE poderemos desfruta-los.., se orarmos par eles! Temos um adversdrio, Satanas, que tentard de tedas as formas investir contra as nossas vidas para afastarmo-nes do propésite divine. $0 investidas, lagos, armadilhas... uma apés outra! Mas ac orarmos no Espirito Santa, cientes de que .o Pai tem para nds um plano, veremos Deus gerenciar as cirounstancias de uma tal maneira, que tude se encaixara em seu devido lugar e a vontade do Senhor se estabelecerd. Entenda isto: mesme quando as circunstancias parecem fera do controle, a oracdo em linguas traré o cumprimento de plano de Deus. UMA ATITUDE DE ENTREGA A Biblia fala acerca de como os projetos humanos sdo faliveis, completamente limitados, justamente por nfio conhecermos o amanha: "Bia, agora, vés que dizeis: Hoje ou amanha iremos a tal cidade, ld passaremos um ano, negociaremos e ganharemes. No entanto, nda sabeis o que sucederé amanh. Que €a vossa vida? Sois um vapor que aparece por um pouco, e logo se desvanece hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer Em lugar disse, devieis dize! isto ou aguile." Tiago 4:13-15 Se o Senhor quiser, viveremos e faremos E quando néo temos uma direcdo clara, precisamos manter um atitude de entrega, sujeitande-nos sempre & vontade de Deus. Hé momentos em que desconhecemos os planes de Deus e preeisamos orar usando esta frase "Se o Senhor quiser...", 0 que faz com que mantenhamas o coragSo rendide a vontade divina. Tenhe aprendido algo: mesmo quando Deus nos revela o seu plane para nossa vida, nunca o faz por completo, de uma sé vez. E sempre um processa, algo paulatino. Por qué? Porque 0 Senhor quer que vivamos sempre em dependéncia d'Ele! Quando nao sei o que Pai quer de mim, oro, mantendo uma atitude de entrega. Foi assim com o Senhar Jesus lé no Getsémani; Ele orava: "sgja feito no o que eu quero, mas sim o que tu queres", Precisamios reaprender 2 orar clamando pela ventade de Deus, pois nem sempre temos a diresdo dare da Biblia ou uma orientagSo especifica do Espirito. Tiago, irmao do Senhor, nos ensinou a dizer: "Se.o Senhor quiser..." @ olha que ele era um homem de oragSo! A tradicSio diz que costumava gastar muitas horas em orag8o no Monte das Oliveiras, o que Ihe deixou um legado de "jaelhos de camelo", como costumavam se referir aos calos que se Ihe formaram. Primeiramente deve haver em nds uma atitude de entrega, de rendigio a vontade divina, reconhecende nossa total dependéncia de Deus e sua vontade. Depois, devemos usar a linguagem sobrenatural de orag8o do Espirito Santa. Muitas vezes oro: "O Deus, nao sei teu plane, mas quero que ele se cumpra, endo o meu", E ent&o acrescento; “ndo sei orar sobre isto, portante entrego-me agora a linguagem de orac&o no Espirito"; ¢ daquele momento em diante sd oro em linguas. Repito este processo por vezes sequidas; 8s vezes por dias, semanas, meses, o tempo que for necessério, até que a vontade de Deus seja mastrada au que se estabeleca nas circunstancias. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sartoe prez POF js vewer E SE HOUVESSE UM LIVRO? Na primeira vez que oulvi o.ensino do itmaa Dave Roberson, ele comentau algo mais ou menos nestas palavras: "Nao seria mais Facil conhecermos o que Deus planejou para cada um de nds, se tude estivesse claramente deserito num livro € 0 pudéssemos ler?" E ento ele passou a ensinar que embora n&o tivéssemos um livra deste nas méios - que ele chamou de O LIVRO DE NOSSA VIDA - havia uma Pessoa que conhecia cada detalhe do plano divina tragado para nés: © Espirito Santo. “Mas, camo estd escrito: As coisas que olhos no viram, nem ouvides ouviram, nem penetraram o coragée do homem, slo as que Deus preparou para os que o amam. Porque Deus no-las revelou pelo seu Espirito; pois a Espirito esquadrinha todas as coisas, mesmo as profundezas de Deus’. I Corintios 2:9,10. Ha coisas que Deus nos preparau (prajetou) e que jamais chegaram ao nosso conhecimento; todavia, se conhecidas pelo Espirit Santo, pois Ele conhece tuda. Ele esquadrinha todas as coisas, mesmo as mais profundas, E segunde Roberson, o Espirito Santo estava sentade “naquela mesa” onde a Trindade se reunia, e, antes da fundagdo de mundo, tragava 0 plano para minha vida. Ele no apenas ouviu, mas participou de tudo o que fai estabelscida. E cama nao recebeu nenhuma restric&o de falar sobre estes planos, antes, pelo contrdria, Jesus ainda declarou que "Ele dira o que tiver ouvide, © vos anunciard as coisas vindouras" (Jo,16:13). E este mesmo Espirito Santo, que conheoe intima e profundamente a vontade de Deus, que nos faz orer o propésito divino acerca de nossas vidas, © LIVRO EXISTE Pensei bastante na hipdtese de haver mesmo um livre com todo 9 plano de Deus para minha vide, e um dia, ocorreu-me que o livra realmente existe. Lembrei-me do Salmo de Davi que menciona este registro: "Os teus clhos viram a minha substancia ainda informe, € no teu livro foram escritos os dias, sim, todos os dias que Foram erdenados para mim, quando ainda nc havia nenhum deles." Salmo 139:16 hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sito prez POF js vewer Todo o plano de Deus para sua vicla foi escrito antes mesmo dle voce nascer. E embora vacé n&o possa lé-lo pessnalmente, o Espirite Santo 0 conhece todo € vai orar por seu intermedio para que tudo se cumpra. Mas entenda que as coisas néio acantecem automaticamente como se foase um destino inevitavel. Nao, absolutamente nde! Vocé tem uma vontade, que também pode ser chamada de livre-arbitrio ou capacidade de autodeterminagae, Deus nunca te obriga a nada; vocé pode aceitar ou rejeitar © plane divino. Quando os fariseus e doutores da lei rejeitaram o batisma de Jodo, Jesus disse que “rejeitaram 0 conselho de Deus quanta a si mesmes, na send batizados por ele"(Lc.7:30). E claro que ndo estamos falando sobre fatalismo, uma vez que 0 propésite divino depende de nés para cumprir-se au ndo. E necessario ter um corago responsivo para Deus, © Senhar tinha planas para Saul coma rei de Israel, mas que no se cumpriram; jé Davi, por sua vez, fez a vantade de Deus para sua geracdo. Tuda 9 que Deus quer para sua vida foi registrado neste livro que 0 Espirito Santo conhece, ¢ quando orames em linguas, somos levados a orar capitulo apés capitulo dele. No Apocalinse, lemas que no dia do julzo final ser8o abertos alguns livres, além de livro da vida, © as pessoas serie julgadas. Sdo os livros das vidas destas pessoas. Est tudo registrado, o que se fez 20 que se deixou de ser feito... € tenho teda certeza, o Justo Juiz compararé o livra que ja estava escrito antes de nascerem com as registros do que estas pessoas fizeram em vida, ¢ mostrara as diferencas entre 9 que fei projetade o que foi vivide! COMO 0 PLANO DE Deus SE ESTABELECE Podemas afirmar que a vontade de Deus se estabelece mediante a oragdo. Jesus nes ensinou a orar desta forma na assim chamada “oragdo do Pai-nosso": "Wenha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim ma terra como no céu". Mateus 6:10. E quando oramos para que a vontade de Deus se cumpra, que as circunstancias camegam a reagit de uma tal maneira que o plano divino. vai se estabelecendo. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sartoe prez POF js vewer Na minha vida tenho experimentado isto. Comecei muito neve no ministério e tudo 0 que provei desde o principio foi muito diferente do normal. Mas em momento algum duvido da direcéio de Deus para cada passo dado até hoje, Posse afirmar de coragdo que sinto a cada dia testificar do Espirito que estou no lugar certo, na hora certa, fazende a coisa certa. A oragdio gera o cumprimento da ventade de Deus. Quanto mais orarmos (com uma atitude de entrega), mais rapidamente veremos o plano de Deus se estabelecenda, porque n&o é algo automéatico, mas paulatine. Serd sempre um processo Na epistola aos gélatas, Paul diz que sentia "deres de parto" por eles, até que Cristo fosse farmado em cada um (GI.4:19). E nesta afirmacdo. ele traz & tona uma grande verdade: ORAR E GERAR. Ha momentos. que, 4 semelhanga de um parte, sofremos e gememos até que aquilo pelo que eramos venha @ existéncia. Muitas vezes, cranda no Espirit Santo, perceberemos que nos faltam palavras, mesmo as do idioma celestial, ¢ 56 experimentaremos os gemidos inexprimiveis. Mas independentemente do perfode em que nos encentremos na oragiio, se ainda gestando ou se ja com dores de parto, o que interessa saber mesmo é a seguinte; pela orac&o ne Espirito Sante estou trazendo o plana de Deus para a minha vida. Desde © dia em que comecei a gastar horas seguidas orando no Espirito Santo, tenho visto a vontade de Deus se estabelecer em cada area da minha vida; a forma coma fui colocaclo no ministéria de tempo integral; as mudancas certas nas horas certas; a construsdo aos pouces daquila que ainda esta por vir; meu proprio casamenta; em tude tenho prevade a mio do Senhor. Sei que isto ndo ¢ por acase, nem por serte, mas por gerar - orando em linguas - a vontade de Deus. E-esta preciosa ferramenta também te pertence! 9 - “SENSIBILIDADE ESPIRITUAL" Orar em linguas € um verdadeiro exercicio espiritual. Quanto mais praticamos, mais sensibilidade adquirimos quanto ac nosso préprio espirito, uma vez que @ oragio em linguas 6 0 nosso espirito orando. Como esté escrito: "Porque se eu orar em lingua, o meu espirito ora (1 Co.14:14). Precisamos compreender mais acerca do papel do nosso préprio espirito dentro da vida crist. Em razo disto, antes de falar sobre o lade pratico hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sartoe prez POF js vewer de coma as linguas geram esta sensibilidade interior, quero estabelecer alguns conogites sabre o espirito humane e sua importancia. ESPIRITO, ALMA, E CORPO O homer foi criado por Deus como um ser tripartido. Nessa constituigéio é esta: espirito, alma @ corpo. As Escrituras, ao mencionarem estas trés partes distintas, referem-se a elas como se tratando do nosse ser inteiro, da nossa plenitude. “E 0 préprio Deus de paz vos santifique completamente; @ 0 vosso espirito, e alma, & corpe sejam plenamente conservados irrepreensiveis, para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo" 1 Tessalonicenses 5:23. Atente para o termo “completamente". Para o escritor a santificagdc completa éa conservagao irrepreensivel das trés partes. Mas as Escrituras fazem clara disting’a entre espirite e alma; de fato, ambos compéem aquilo que chamamos de “hamem interior" (II Co.4:16), mas sSo distintas entre si; hé um versicula que traz mais luz acerca desta diferenga, e convem observa-lo: "Porque 3 palavra de Deus é viva @ aficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até a divisdo de alma & esplrito, de juntas e medulas, e ¢ apta para discernir os pensamentos & intengSes do coragdo". Hebreus 4:12. Nosso texto diz que a Palavra penetra até a DIVISAO de alma e espirito; logo, ha diviséo entre um @ outro; nado so a mesma coisa. Contudo, apesar desta divisdo, parece-nos que os dois esto bem proximas, juntos. Tanto, que s6 a Palavra de Deus, came espada afiada que 6, pode separa-los. Na pratica didria da vida cristd, a maioria dos crentes sabe muito bem quo dificil € separar o que é alma do que € espirito, mas que s80 distintos, sSol Isto é inegével Na Biblia lemos que 0 nove-nascimente é o nascer do espirite (J0.3:6), Isto € algo que se da instantaneamente, Cantudo, escrevendo & pessoas que ia haviam experimentado a salvacSo de Deus em seu espirito (TG.1:18 e I Pe.1:3), Tiago © Pedro faleram da "salvacdo da alma" como algo que acontece posteriormente a0 nove-nascimento do espirita (Tg.1:21 eI Pe.1:19), Portanta, assim como a salvagSa da alma acontece como um proceso de restauracdo pela Palavra de Deus, a regeneracao do espirita acontece instantaneamente na ocasida de novo- nascimento. Se o espirito e a alma fossem uma coisa s6, certamente hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer ndo haveria esta distingda na forma come a redenc&o de Cristo aleanga cada um. SANTUARIO DE DEUS Somes santudrio de Deus, como diz 6 Nove Testamento: "Nao sabeis vés que sois santudrio de Deus e que 0 Espirita de Deus habita em vés?" (1 Go.3:16), No passado, Deus ordencu que Ihe construissem um santudrio com detalhes que Ele mesmo havia dado, e sob a direg#o de Moisés, 0 pove de Israel o fez. Mais tarde, Davi o restaurou e introduziu nele © ministério de louver; e na gerag8o seguinte, seu filhs Salomao construlu um magnifico templo em lugar da tenca do tabernaculo, Mas quando © powo israelita foi levado em cativeiro para a Babilénia, o temple foi demolido e queimado, e somenta depois de regresso da nagdo nos dias de Esdras @ Neemias 6 que foi recanstruido. Nas quatro vezes, seguiu-se a diregdo inidal que o Senhar havia dado a Moisés, ¢ a Casa do Senhor sempre teve trés ambientes distintos onde os sacerdotes serviam: © Santo dos Santos, o Lugar Santo, 2 0 Atrio Exterior. Lage, podemos dizer que o santudrio sempre foi tripartide Na Nava Testamento vemos uma nova énfase quanto ao santudria de Deus, e ela j4 nfo tem mais nada a ver com os templos construides. Na sua Ultima pregaggo, Estevao dediarou: "Mas 9 Altissimo nao habita em templos feitos por maos de homens..." (At.7:4#), e antes de tornar-se 0 primeira martir da Igreja, depositou esta mensagem na coracdo de seu perseguidor, que mais tarde viria a escrever que o santudrio de Deus somos nos! A Igreja em seu inicio compreendia isto. Quando Jesus bradou na cruz “esta consumadol", o véu do templo se rasgau de alto a baixo. & partir deste momento a presenca de Deus deixou de estar restrita ao templo e 9 Pai veio fazer morada em nos, os nascidos de nove, E como santuario de Deus, também somes tripartides, a semelhanga dos santuarics do Velho Testamento que eram figura do santudrio da Nova dlianga em Jesus. Cada uma das trés partes do santuaria corresponde as nosses trés partes: espirita, alma e corpo. Glhando 0 taberndculo pele lado de fora, via-se apenas duas partes: a coberta ea descoberta, senda que a parte coberta era a tenda da revelacSo e a parte descoberta a atrio exterior, Mas ao entrar na tenda, hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa 51109 prez POF js vewer pereebia-se que havia dois ambientes totalmente distintos e separados por um véu: 0 Santo Lugar e 0 Santo dos Santos (Hb.9:1-3). Qu seja, olhando apenas de modo superficial, parecia um sé ambiente, mas num exame culdadeso apareciam os dels ambientes. De forma semelhante, ao olhar superficialmente o santudrio de Deus hoje (que somos nés), pode-se ver apenas duas partes: 0 hamem interior e 0 homem exterior. Mas um exame das Escrituras (e no nosso prépria intime) revelara que a "tenda" do homem interior se subdivide em outras duas partes, separadas apenas por um véu, © hamem interior & composta de espirite e alma! OQ espirite correspande aa Sante dos Santes, 0 lugar mais intima, onde s€ encontrava a presenca de Deus ¢ também onde Ele falava, A alma corresponde ac Lugar Santo, e o corpo ao Patio, ou Atrio Exterior. 4 importancia de examinarmos estas figuras 6 compreender que assim coma a Santo dos Santes era o lugar mais importante do taberndculo, assim também o nosso espirito € hoje o lugar “mais importante" do santudrio que somos nés! Precisamos tomar consciéncia da valor do nosso espirito na vida cristS. © LUGAR ONDE DEUS FALA Naquela ocasifo em que Deus falou com Moises mandando-o construir a area, disse que 9 propiciatério deveria ser feito com varios detalhes que Ele mesmo deu. E entéo afirmou: “ali virei a ti e falarei contigo" (Ex.25:22). Era, portanto, na Santo dos Santos, lugar da arca, que Deus falava. E hoje, na Nova Alianga? © Senher continua falando ne lugar mais intima do santuario, onde esta sua santa presenca, e este lugar em nés que correspande ao Santo dos Santos € 9 nosso espirite, Paulo mencionou isto ac escrever aes irmaos de Rema; "Rois todos os que s8o guiados pelo Espirito de Deus, esses sio filhos de Deus". Romanos 8:14, O Espirito Santo nos guia... Como? Deis. versiculos depois ja encontramos a resposta: hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer "'Q Espirito mesmo testifica com o nosse espirito que somes filhos de Deus". Romanos 6:16. A diregdo do Espirito ver através de um TESTIFICAR (testemunhar) no nosse préprio espirito: este é o lugar onde Deus fala, “O Espirito do homem a lampada do Senhor, a qual esquadrinha todo. © mais intima de coragde". Provérbios 20:27, © Pai Celeste tem uma lémpada em nés: nosso espirito. Contudo, muites de nés, por nda desenvolvermos a sensibilicade de nosso préprio espirito, ficames sem ouvir a voz de Deus. Muitas vezes Deus quer falar conoses através de um testemunho interior, mas nem sequer percebemos que Ele est querendo nos dirigir. E clare que o Senhor fala de muitas maneitas, inclusive espetaculares, coma sonhos, visées, profecia, e cutras, mas a forma camum de falar conosea é mediante o testemunhe de nossa préprie esplrito. ATE COM JESUS Ac se fazer homem, o Senhor Jesus esvaziou-se de sua gloria (Fl.2:5- 8}, bem como de alguns atributes da divindade. 0 Mestre nao estava em varios lugares ao mesmo tempe, pois era limitado pelo corpa; portante, mesmo come Deus, viveu na terra sem langar mo da onipresenca. Também viveu sem fazer uso da onipoténcia, pois precisou do pader de Espirito para fazer a obra que fez. E ele também limitou-se a crescer em sabedoria e quando revelava segredos ¢ pensamentos dos coragdes dos homens, precisava ouvir o Espirito Santo, pois nfo se movia na oniscigncia mas sim na dependéncia do Espirito. Jesus viveu camo um homem cheio do Espirite Santo, © € por isso que podemas imita-lo; se ele tivesse andade nesta terra como Deus (entenda-se: usande tais atributes da divindade), jamais poceria dizer que fariamos as mesmas obras que fez ¢ até maiores! Mas ele dependia do Espirito Santo... ¢ sabe onde o Espirito falava com ele? No mesmo lugar que fala conosco: em nosso espirita. Veja o relate do evangelho: "Mas Jesus loge percebeu em seu espirito que eles assim arrazoavam dentro de si, ¢ perguntou-lhes: Por que arrozais desse modo em vossos coragSes?" Marcos 2:8. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa sites prez POF js vewer Os fariseus estavam apenas pensando, € o Espirito Santo transmitiu uma informac&o ao espirito de Jesus (coma homem) da que aqueles homens cogitayvam em seu intimo, pois € exatamente assim que Deus fala com 9 homem. Temas em Jesus o exemplo perfeite de uma vida no Espirito; se com ele Deus falava assim, nao espere nada diferente; algo distinte desta forma de Deus falar pode nes ocorrer acasionalmente, mas a dia-a-dia sera marcado pelo testemunho do Senhor em nosso espirito. Nas vezes em que uso 0 terma “o Espirito Santo fala", néo me refira a uma voz audivel. As vezes Ele fala assim, mas na maioria das acasibes & apenas Um testificar interior. Por exeplo, como podemos saber que somos filhos de Deus? A Biblia diz que é o Espirita Santo que testifica, testemunha com nosse espirito que de fato 0 somos, E como se da esta testificagao? Simplesmente sabemos que somos filhos; algo. em nds 0 diz. uma certeza no coragao e ndo na mente; n8o se trata de ser convencids pela raz%o, mas de ter uma convicgdio interior. Considere uma outra drea de atuagdo do Espirito Santo, que ¢ trazer a revelacSo da Palavra de Deus a cada um de nos. Como Ele faz isto? As Escrituras respondem: “Ora, o homem natural née acsita as coisas do Espirito de Deus, porque para ele sig loucura; ¢ nde pode entendé-las, perque elas se discernem espiritualmente". I Corintios 2:14. Goste da verso da Biblia de Jerusalém, que em lugar da expressiio “homem natural" traduz "homem psiquico", Qu seja, o homem nao pode compreender as coisas de Deus com seu psique, pois elas se discernem com 9 espirite; € no nosso prépric espirito que o Espirito Santo ensina as coisas espirituais, ¢ nfo na nossa mente (I Co,2:15). Percebemos mais uma vez, portanto, qual é o lugar onde Deus fala, seja por um testificar ou por revelac&o da Palavra: o nosso espirito. EXERCITANDO © ESPIRITO Muitos de nds j8 aprendemos que é possivel exercitar o corpo @ até a alma (mente). Assim como exercitamos o corpe com gindstica, nossa mente também é exercitada mediante a pratica da leitura, cdlculo, jogos, etc, Mas ¢ o espirito? Pode ser exercitado? Ora, se corpo € alma se exercitam, parque ndo 0 espirito? Certamente que sim! hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer Nossa dificuldade em ouvir Deus comega na insensibilidade do nosso espirito. Ea razio de nosso espirito petmanecer insensivel deve-se ao fato de o usarmes muito pouso. Mas a medida em que praticamos a orag8o em linguas, uma nova sensibilidade surgird. Nas minhas experiéncias no sentido de ouvir Deus, percebe que houve crescimento & medida em que o tempo que eu gastava oranda em linguas também crescia. Quando vocé esta orands em linguas, é seu espirito falando & nfo sua mente. E 0 que acontece, se par exemplo vocé ora duas horas ininterruptas na linguagem do Espirite? Seu espirito terd duas horas de exercicio, de atividade intensa e vocé estaré mais consciente dele, © que aconteve conosco se no exercitarmos 0 corpo? Nossos misculos certamente atroflargo se nao hauver exercicia fisico algum. Recordo-me de certa ocasifio na minha adolesoncia, em que cal de bicicleta e trinquei a rétula do joelho esquerdo; fol necessérie passar mais de um més com a perna imobilizada, e ao fim deste perlodo quando 9 gesso foi tirado, a perna nao dobrava. Levei um bom tempo exercitando-me aos poucos para poder recuperar o movimento ¢ liberdade necessdria para voltar as atividades Fisicas. Isto € atrofia Com nesso hamem espiritual n&e ¢ diferente; também existe atrofia espiritual. Assim como a cliferenga entre 0 fisica de um atleta em constante prepare é gritante em relacdio ao de alguém que veio a conhecer a atrofia, também no reino espiritual ha “atletas espirituais" em constante exercicio ¢ gozando de baa forma, e ha aqueles atrofiados. que nunca cuvem © Senhor em nada. Sei que para muitos é estranho quande falamos sobre ouvir Deus em nosso espirito, uma vez que, na pratica, no possuem nenhum referencial do que é isto. Mas nunca exercitaram seu espirito e de repente querem ser atletas espirituais! Isto € muito dificil, pois a sensibilidade ¢ algo que se adquire gradualmente; a atrofia s6 sera removida mediante fisioterapia; lenta © progressivamente. As vezes, alguns irmfos me perguntam come consigo memorizar versiculos e textos biblicos, como se fosse necessario aprender alguma férmula; mas a verdade é que eu no me esforco para iste. Sempre investi na leitura, de modo que tenho facilidade para memorizer 0 que leio, devide aa continuo exercicio nesta 4rea hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer Ha pessoas que tem grande habilidace com nimeros € céleules; outras, com certos jogos e racincinios. Mas o fate é que com tempo e pratica cada um exercita sua mente naquilo em que se dedica. Com isso quero exemplificar que com nosso espirita n&o é diferente; pademas tornd-lo mais sensivel ¢ consciente através da prética do falar em linquas. A leitura e meditagao na Palavra também tem 9 seu lugar no fortalecimento do espirite, pois é o alimento espiritual indispensdvel para a boa salide e vigor. Contudo, um atleta néo adquire um bom fisica apenas se alimentande tomando vitaminas; & necessdrio combinar isto ao exercicio, Semelhantemente, devemos nos alimentar (MUITO} na Palavra, mas também exercitar nosso espirito. REFRIGERIO ESPIRITUAL Quando estamos falando em linguas, nosso espirito esté em plena atividade, e além de se exercitar, esté também sendo ministrado por Deus, o que ajuda-o a tornar-se mais consciente de Deus e seu agir. Ha momentos em que provaremos de grande refrigério espiritual, a que nos fara. compreender melhor o que 60 nosso prépric espirito. Acs 13 anos de idade, no ano de 1957, Thomas Wilkins subia um monte com um primo seu no Parque da Sequoia, no Estado da Califarnia, nos Estados Unidas. Em certa momento, esoorregau ¢ veio a cair em certa planta, conhecida naquele lugar come “Iucea". Sentiu quando as pontas espinhosas das folhas espetaram em um dos seus joelhos, vindo a perder imediatamente o usa da perna; loga, dores terriveis comegaram a envolve-lo, mas come estivesse mais proxime do topo, julgou mais prudente terminar de subir do que tentar descer, Chegando ao topo, encostou-se em uma pedra, tendo diante de si uma pirambeira; percebeu que es dores sumentaram parecia que tado o corpo sentia espetadas que iam intensificando-se mais e mais, até que o est6mago @ a viséo comegaram a girar enquanto seus olhos. se escureciam aos poucos, Neste instante tentou pedir ajuda ao primo, mas nem sequer conseguia falar pois 0 corpo afetado pelo veneno da planta encontrava-se total mente paralisado. Decidiu entSo orar a Deus, clamando pela intervengdo divina, mas apesar de nfo ter perdido a consciéncia « nem a meméria, sua mente encontrava-se impossibilitada até mesmo de articular pensamentos, como se algo a paralisasse © confundisse. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa eartoe prez POF js vewer Georreu-ihe entéo, que a Biblia diz que ao orarmos em lingua, o espirito € que ora enquanto a mente fica infrutifera, e assim apelou para © uso da linguagem sobrenatural de orago do Espirito Santo, comegande a orar interiarmente em linguas. E conserva viva na meméria ainda hoje, a lembranga de que naquele momento chegou & emocionar-se ao perceber que as linguas fluiam desimpedidamente de seu espirita enquanto a mente nem sequer conseguia funcionar... Enquanto orava desta maneira, cuviu uma voz que Ihe mandava caminhar; tomar 0 passa. A principio relutou e continuou a orar, pois achava que néo conseguiria dar 0 passo justamente com a pema ferida; foi ent&o que tude escureceu completamente e ele notau que estava prestes a cair Naquela hora a voz falou-lhe segunda vez para que tomasse 0 passo, e ele obedeceu a ordem recebida. Apssar da paralisia sua perna respondeu ao seu comando ¢ ele caminhou até préximo do primo, onde deiteu-se ¢ permaneceu orando em linguas. Logo, uma sensagio de refrigério comegou em todo seu corpo que até entde parecia arder em febre. Este refrigéria vinha do tapo da cabeca em direggo acs. pes, coma uma linha que ia descendo. Quando comegcu, @ mente voltou ao normal; ao passar pelos alhos, a visSo foi restaurada; quando passou pela boca, a voz retornou deixando sua oragio audivel, & medida que descia, a corpo ia senda curado; tendo chegado ans pés, encontrava-se totalmente sao .e pode desesr do mante.sem precisar de ajuda. Gloria a Deus! Apés ter concluido seu relate, perguntei a este amoroso pastor o que esta exneriéncia significava para ele, ¢ sua respasta nao paderia ser outra, a nao ser citar o profeta: "Na verdade por ldbios estranhos @ por outra lingua falaré o Senhor a este pave; a0 qual disse: Este € 0 descanso, dai descanso ao cansado; € este é 0 refrigério, mas nc quiseram ouvir." Issias 28:11,12. Lende este texto de Isalas sezinho, n&e aplicariamos o falar em linguas a ele, mas ao observar que Paule o cita no Novo Testamento em referéncia as linguas, temos que reconhece-lo como diretamente ligade ao assunto, Ea afirmacao do profeta & que ha um descanso ¢ um refrigéria para o cansado. Israel nfo experimentou esta promessa no nivel em que a podemos desfrutar hoje, pois ndo havia a manifestagSo do falar em linguas naquela época, Esta ¢ uma profecia de dupla- referéncia que se cumpre hoje na vida da Igreja (o Israel espiritual] em um riivel mais profunda. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa erro prez POF js vewer Todos temos que admitir que hd momentos em que nos cansames e precisamos de socorro. Quando se trata de cansago fisico, uma boa dose de repouso € 0 remédio certo; mas ha um outro tipo de cansago, ao qual Jesus se referiu como sende o "cansago de alma” (Mt.11:29), € para este tipo ndo hd repouso que chegue, é necessdrio um outro remédia, 0 refrigério que vem de Deus. Lembre-se que o Espirita Santo 6 o Ajudador, o Consolador. E a idéia implicita no titulo que ele possui, 6 a de que PRECISAMOS DA SUA AUDA! Nao sé no sentido de realizarmos em sociedade a obra de Deus, mas também - e principalmente - nas momentos onde encontramo-nes fraces, abatidos 2 impotentes. Sou grate a Deus pelas muitas vezes em que tenho provado este refrigério! Naquelas ocasides em que sinto o mesmo impulso que Elias teve de ir e esconder-se numa caverna, sei que & necessdrio gastar tempo falande em linguas, permitindo assim que a Espirito Santo traga 0 seu descanso. © DESGASTE DA BATALHA Super-herdi espiritual ndo existe, pols todos nos cansamos; temos limites. Embora inicialmente apresentemos relativa dificuldade para aoeitar, o tempo 2 a experiéncia nos mostram que isto é um fate, 2 ooorreré a cada um de nds aquele momento de desgaste, principalmente apés as batalhas e ministragdes a outras pessoas. Mesmo ministrande no Espirito, nes cansames. Nao sentimos enquanto estamos sob a ungdo, mas quand ela se vai; € ai que percebemos o quia limitados somos! Ha um exemoplo na Biblia que se enquadra perfeitamente neste contexte, o de Sansdo, Observe o que ocorreu com ele numa ocasido em que experimentou pederosa manifestagdo de Deus: "Quando ele chegou a Let, os filisteus Ihe sairam ao encontro, jubitando. Ent&a 0 Espirito do Senhor se apossou dele, ¢ as cordas que Ihe ligavam os bracas se tornaram come fios de linho que estde queimades do fogo, € as suas amarraduras se desfizeram das suas mdos. E achou uma queixada fresca de jumenta e, estendendo a mio, tomou- 2 @.com ela matou mil hamens. Disse Sansfo: Com a queixada de um jumento, montées e mais mantées! Sim, com a queixada de um jumento matei mil homens. E acabando ele de falar, langou da sua mao a queixada, e chamou-se aquele lugar Ramé-Lei." Juizes 15:14-17. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa eartoe prez POF js vewer E impertante lembrar que Sansdo nao possuia nenhuma forea descomunal, a no ser quando 0 Espirito de Deus se apossava dele; salvo estas ocasiées, era um homem normal. E depeis de ter sido usado assim pelo Senhor, a ung#o se retirou dele, mas deixou um salda de grande desgaste. Gu saja, a forca no era dele, mas ocorpe sims & quando a forca se foi, ficou a cansaca. Muitas vezes experimentames isto; depois de vencermos o inimigo externo, descobrimos que no podemos lidar com a nossa prépria limitag8o! Foi o que oeerreu com a juiz israelita: "Depois, como tivesse grande sede, clamou aa Senhor, ¢ disse: Pela mio do teu servo tu deste este grande livramento; 6 agora morrerei eu de sede, ¢ cairei nas méos destes incircuncisos? Ento a Senhor abriu a fonte que esté em Lei, e dela saiu dgua; © Sansdo, tendo bebido, recabrou alento, 8 revive; pela que a fonte ficou sendo chamada En- Hacare, a qual estd em Lei até o dia de hoje." Juizes 15:18,19. O corpo de Sansdo quase sucumbiu, pois a esforgo de matar (e empilhar) mil homens foi grande! & Biblia diz que o desgaste foi tamanho que ele quase morreu de sede. Mas aprendemos uma tremenda licto com este ocorride. Existem dais niveis de ungdo: a externa ea interna. A ungSo externa é aquela onde 0 Espirito Santo vem SOBRE nds e nos leva a fazer alaa para Deus. Jesus disse: "© Espirito da Senhor esta sobre mim, pelo que me ungiu para..." ¢ ent&o segue-se uma lista das coisas que esta ungde sobre ele o levaria a fazer para Deus (Lc.4:18). A ung&o interna € aquela onde 0 Espirito Sante flui EM (dentro) nés, ¢ Deus € que faz algo por nds. JoSo escreveu em sua epistola acerce da ungSo que recebemos do Santo, que FICA EM NOS e nos ensina todas as coisas (I Jo.2:27). Em suma: com um tipo de uncdo fazemos algo para Deus, com outro Deus € que faz para nds... Sanso descobriu que experimentar somente @ ungSo externa, e vencer o inimigo, n&o é suficiente, Pais para vencer 0 desgaste resultante da batalha (a sede que quase 0 matou), é preciso uma fonte; ¢ isto fala da ungSe interior que refrigera. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer A FONTE DO QUE CLAMA A fonte que Deus abriu ganhou um nome: En-Hacore. Significa: do que clama”. Pais foi em orac&a que Sans#o a alcangou. Semelhantemente, cada um de nés também precisa desta fonte que sé se experimenta mediante orac&o, refrigerando-nes e dando-nos descanso quando encsntrame-nos cansades da batalha. ‘a fonte Uma das figuras do Espirito Santa na Biblia, é a de uma fonte: “ora, no ltime dia, o grande dia da festa, Jesus pas-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem cré em mim, como diz a Escritura, do seu interior correrdo rios de agua viva. Ora, Isto ele disse a respeita da Espirito que haviam de reosber os que nele cressem; pais o Espirito ainda nao fora dada, porque Jesus ainda nao tinha sido glorificado." Jodo 7:37-3. Somes convidados por Jesus a beber de uma fonte que sacia a nossa sede. Esta fonte é 0 bendito Espirito Santo; e observe o detalhe: “flui do nossa interior", Nao é nada mais nada menos que 4 ungao interior. Deus abriu aquela fonte em Lei porque Sansdo orou; e abrira em nossas. vidas quando orarmos, Mas se orarmes EM LINGUAS, nao so experimentaremos o mesmo que Sansdo, encontrando alento € refrigério, mas também nos enquadraremos na profecia de Isalas que relaciona 9 falar em linguas cam o descanso e refrigério, E mais: Jesus falou sobre um saciar da sede bebendo de um rie que jorra do intime de cada um de nds. A Biblia diz que a gua flui de nosso interior; @ eu pergunto: por onde jorra? Por nossos labios, quando falamos em linguas! A linguagem sebrenatural de oragdo do Espirito Santo é a Unica coisa em nossa vida cristé, que € do Espirito Sante, flui por nossas bocas, sacia-nos a sede! Exercite pacientemente seu espirito, dia apds dia, mediante o falar em linguas ¢ as mudangas se manifestarao, ¢ somade a elas, sempre que necessario, também o refrigério espiritual hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer 10 - “VENCENDO A CARNE” "Digo, porém: Andai no Espirito, e n&o haveis de cumprir a cobiga da came. Porque a carne luta contra o Espirito, e o Espirito contra a carne; e estes se opSem um ao autre, para que ndo facais a que quereis™ Gdlatas 5:16,17 Vivernos em guerra vinte e quatro horas por dia; sete dias por semana. Trata-se dé uma batalha ininterrupta, no s6 contra os deménios mas contra a nossa prépria carne. O apéstolo Paulo declarou que via em seu como urna guerra entre seu homem interior - que tinha prazer na lei de Deus, € a sua carne - que se via dominada pela lel de pecado. Deus nos comissionou a vencer a carne; e podemos fazé-lo! Esta é uma das areas onde co Espirito Sante veio ministrar em nossas vidas para nos conduzir a um viver santo, vitoriose. E os beneficios do uso da linguagem de erage no espirita esta diretamente ligadas as dreas de ago do Esplrite do Senhor em nds. Em suma, se & ministério do Espirito nos fazer vencer a carne, entda-é certo que o falar em linguas nos auxiliaré no tocante a esta drea. E somente andando no Espirito venoeremos os desejos e inclinagdes da carne. O capitulo dureo na Biblia sobre andar no Espirita e massacrar a carne é Romanos &, No capitula 7 Paulo declara que passava o conflita interior que todos nés também passamos: "o bem que quero este nfo fago, eo mal que ndo quero este fago". Depois faz a pergunta: “quem me livrara do corpo desta morte?", externando assim a sua incapacidade de vencer acame, Muitos pensam que esta pergunta ficou sem respesta; mas nao! Logo a seguir, ele mesmo afirma; “gragas a Deus, por Jesus Cristo nosso. Senhor"(Rm.7:25). Eo capitulo 6 revela como Jesus Cristo nos da esta vitdria. Temos @ provisio de Cristo para vencermos. Eda mesma forma coma havia dito aos galates que o segredo de n3o cumprir os desejos da came ¢ ANDAR NO ESPIRITO, o apdéstola também o diz em outras palavras aos crentes de Roma. "Porque a lei do Espirito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte", Romanos &: Ha duas leis em funcionamento na vida des que servem a Deus: a de vida ea de morte. Enquanto a lei do Espinto vivifica, a lei do pecado mata. No v.6 lemos: "porque a inclinaco da carne € morte, mas a inclinagio do espirito € vide e paz". Mas nesta exposicdo das leis, temos hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa esrt09 prez POF js vewer mais do que um mero contraste entre uma e outra; as Escrituras esto nos dizende que uma lei é maior e sobrepde a outra. A lei do Espirit da vida NOS LIVRA da lei do pecado e da morte! Gracas a Deus! Embora a lei operante na malaria dos homens seja a do pecado, nds temes a antidote: a lei clo Espirito da vida. Quanco a segunda entra em aperaciio, a primeira é anulada. Basta andar no Espirits, acionando voluntariamente esta lei, ¢ vocé experimentard a vitéria, Caso contrario, jamais agradaré a Deus: "Porquanto a inclinagso da carne é inimizade contra Deus, pois n&o é sujeita a lel de Deus, nem em verdade a pade ser; ¢ 08 que esto na came nao podem agracar a Deus", Romanos. 8:7,8. © que é estar na carne? E viver a vida sem Cristo, desprovida por completo da lei do Espirito. Este nfo é 0 caso dos cristéos verdadeiros, pols o texto prossegue dizendo: "Vds, porém, nfo estais na carne, mas no Espirito, se é que a Espirito de Deus habita em vos, Mas se alguém no tem o Espirita de Crista, esse tal ndo é dele". Romanos 8:9. Depois desta declaragao profunda, de que ninguém que serve a Cristo esté desprovide do Espirito Santo para venoer, Paulo estabelece claramente ONDE cada uma das duas leis opera: a do pecado, na carne; 2a do Espirito da vida, em nosso proprio espirito. “Ora, se Crista esta em vs, 0 corpo, na verdade, esta marto par causa do pecado, mas © espirito vive por causa da justica. Romanos 6:10. © qué, exatamente, significa a expressde “corpo morte por causa do pecado"? Fala da operacSa da lei do pecado na nossa carne; mais & frente o escritor usa o terme “corpo mortal", Mas assim come a carne esta sob a lei do pecado, nosso espirito, por sua vez, esté sob a vida; ou seja, tem nele a aperaciio do Espirito da vida! Enquanto a Biblia chama nossa came de corpo morte (ou mortal), chama nosso espirito de vivo (ou vivificade) e diz que esta vida do espirita pode fluir para a corpo, anulando a lei da morte. "E, s¢ 0 Espirito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vés, aquele que des mortos ressuscitou a Cristo Jesus ha de vivificar hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer também os vosece corpos mortais, pelo seu Espirito que em wés habita Romanos 8:11. Durante muito tempo achei que este versiculo sé se aplicava a regsurreig#a clo corpo, por oeasi8o da vinda de Jesus. Mas hoje vejo Claramente que este "Vivificar a corpo mortal" fala da lei ce Espirito da vida anulando a lei de peeado e da morte na carne jd neste tempo. presente. Resumindo, sé vencemes a carne pels eperar do Espirito Santo em nés: “porque, se viverdes segundo a carne, haveis de morrer: mas, se pelo Espirito mortificardes as obras clo corpo, vivereis" (Rm.8:15). Nao hd outro mei de vencer a carne, a no ser anulande esta lei mortal do pecado mediante © poder e ac&o de Espirite de vida, © CATIVEIRG DO PECADO Para melhor enxergat mos a atuag8o do Espirito Sante quebrands a dominio da pecado e da carne em nossas vidas, precisamas reconhecer que Paulo trata a lei do pecado coma senda um cativeiro: "Porque, segundo o homem intarier, tenho prazer na lei de Deus; mas veio nos meus membros autra lei guerreando contra a lei da meu entendimento, ¢ me levando cativa 4 lei do pecade, que esté nas meus membros", Romanos 7:22,23. Preste atengdo na frase usada pelo escritor "levando cativo”. E nesta linha de raciacinio que ele declara em Romanos 8:15 que néa recebemos 0 “espirito de escraviddo". A lei do pecado e da morte, ¢ na verdade, uma escraviddo, Depois 0 raciocinic deste cativeiro do pecade se estende © apresenta a prdpria criagSo (ecossistemas) escravizada e ansiando pela libertaco: “Porque a criagdo aguarda com ardente expectativa a revelagdo dos filhos de Deus. Porquanto a criag&o ficou sujeita & vaidade, nic por sua vontade, mas por causa daquele que @ sujeitou, na esperanga de que a propria criagdo hé de ser liberte do cativeiro da corrupcSo, para a liberdade das filhos de Deus, Porque sabemos que toda a criagéa, conjuntamente, geme ¢ esté com dores de parta até agora; € nia sé ela, mas até nés, que temos as hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa erie prez POF js vewer primicias do Espirito, também gememos, aquardande a nossa adlog&o, a saber, a redeng&a do nosso corpo". Romanos 8:19-23. Ea Palayra de Deus traga um paralelo entre a natureza e a humanidade nestes termos: ambos esto no "cativeiro da corrupeao"; ambos aguardam a libertacSa: e ambos possuem a mesma linguagem de desabafo neste anseio de serem livres: os gemidos. Tanta a natureza coma a humanidade gemem. E estes gemides sao uma verdadeira orage por libertago que seré atendida! E logo a seguir, veremos Paulo usando a frase "do mesme modo também 0 Espirite’... A Biblia Sagrada estd dizendo que assim come a criag&o e a humanidade gemem, ASSIM TAMBEM o Espirito Santo geme! Nao geme por necessitar de libertacio, mas geme em nés, levando-nos a uma cragSo por libertago mais eficaz. E é exatamente neste ponto que aparece a oraggo no Espirito Santo ligada ao vencer a carne “Do mesmo também a Espirito nos ajuda na fraqueza; porque nao sabemos o que havemas de pedir como convém, mas ao Espirita mesmo intercede por com gemidas inexprimiveis". Romanos 8:26, Somes ajudades na fraqueza. E que fraqueza é esta? O contexto de todo © capitule - e mesmo dos anteriores - fala de uma o6 fraqueza: inclinagdo da carne. A Unica maneira de vencer a carne € com a ajuda do Espirito. E como Ele nos ajuda? Viste que n8o sabemos orar come convém, 9 Espirito intercede por nés... A linguagem sobrenatural de oracdo € 0 auxilio que o Pai nos deu para que vencamos a carne; € usando o falar em linguas que conheceremas o toque liberador de vida do Espirito Santo. E interessante também, 9 significado desta palavra tracuzida como "ajuda" (ou assiste), No original grego € sunantilambanomai, que quer dizer "pegar firme contra algo, juntamente com". Tal palavre cabe bem no exempio de alguém que ajuda autro a carregar algo pesado, como um piano. E literalmente "pegar a outre ponta do peso’, o que reflete, na verdade, uma sociedade, E ajuda em parceria. Agora veja bem, quando falamos do nosso espirito, pelo Espirito Sante dentro em nés, arendo em linguas, isto nda Ihe sugere uma sociedade também? Aleluia! Deus nos deu uma pederosa arma contra a inclinagao da carne, e devemos usé-la dia apds dia. Sei muita bem na pratica, que, & medida que arames mais em lingues nossa came € enfraquecida. O proprio hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa arto prez POF js vewer exercicio do espirito nos faz mais consciente da presenca de Deus e nos alerta para as sutis armadithas da carne. Orar em linguas é ter a ajuda do Espirito Sante contra as fraquezas da camer & té-o como parceiro, "pegando a outra ponta do peso" ¢ nos. auxiliando quanto a um peso que n&o podemes carregar sozinhos. O cativeira da corrupg&o da lei do pecado em nessa carne é quebrado ao gemermos € orarmos no Espirito. Ele intercede par nés, pois de nés. mesmos n&o saberlames faze-lo de forma correta. E se Ele ora da forma correta por nosso meic aa falarmos em linguas, podemas ter a certeza que assim veremos a respesta! A Biblia n&o diz que © Espirito Santo intercede por nds | rio gu, Mas que o Espirito de Deus intercede ATRAVES de nés QUANDO falamos em linguas. & nica incumbéncia biblica do Espirit Santo quanta 4 oragdo & nos ajudar a orar, no orar em nosso lugar. EntSo, se queremos vencer, devernos intencional e deliberadamente investirmas tempo na orag&o no Espirito. Vencer as fraquezas da carne é, pertanta, mais um dos multiplos beneficies do falar em linguas dados para a nossa plena vitoria. 11- "0 PERFEITO LOUVOR” “Porque realmente tu das bem as gragas..." I Corintios 14:17. As linguas so também uma linguagem de perfeito louvor adorago. Escrevendo aos corintics, Paulo diz que se alguém bendisser em linguas, DA BEM as oracas; ou seja, ¢ uma excelente forma de se bendizer a Deus, Vooé o faz melhor do que em sua propria lingua materna! Em 1978, em San Jose, California, Miguel Piper vivenciou uma tremenda experiéncia. Depois de alguns anos pastereando aqui no Brasil, viajou aos Estados Unidos. L4, foi com Terry sua esposa, 2 um culto, Nunca haviam estade ali antes daquela manha de dominge. Chegaram para a periodo de oracio que antecedia o culto, ¢ entraram pela porta dos funds quando todos j4 oravam; e tio logo entrou, ouviu alguém orando em portugués, o que 0 levou a comentar com sua esposa: - "Tem brasileira por aqui" Foi até @ irmao que fazia aquela linda cracto de acdo de gragas © louvor, € entéo falou em portugués com ele: - "Que legal, vocé brasileiro?" O irmo fitou-o com um ar surpreso e retornou-lhe pergunta, mas em inglés: "Em que lingua vocé esté falando comigo"? hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa carta prez POF js vewer Taimbém surpreso, Miguel Ihe diz em inglés que havia falado com ele em portugués porque estava contente de encontrar um brasileire ali, esisa que ele loga reconhecera pela forma como este homem adorava e intercedia pele Brasil em portugués. Maso homem retrucou que no era brasileiro ¢ nem tampouce sabia falar 0 portugués! Entao Miguel insistiu com ele: "Mas wood estava falando portugués fluente, igualzinho qualquer brasileiro..." E 0 abengoado irmao Ihe disse: "Nao conhego o pertugués e nunca estive na Brasil, apenas estava crando em linguas"! Gléria @ Deus! Aquela linda adoraco - fol assim que 6 irmio Piper a definiu - era simplesmente um adorador fazendo uso da linguagem sobrenatural de oragaa do Espirito Santo. E sua adoracdo num idioma estrangeiro com perfeita fluéncia n8o seria nem notada se niio houvesse alguém ali que conhecesse o portugués. Quantas vazes algo semelhante ooorree nem tomamos canhecimento? Precisamos crer que o falar em linguas é exatamente tudo o que a Biblia diz que &. Nesta conversa em que me relatou a experiéncia, o pastor Miguel comentou que ler na Biblia que iste acontece, é uma coisa, e ter 9 testemunho ac vivo da realidade das linguas em sua prépria vida & algo bem diferente; é uma confirmagae tremenda que nes faz olhar para @ Palavra 2 dar mais crédito ao que ela diz nesta area. As linguas sao uma linguagem de adoragdo e louvor; o Espirito Santo esté sempre nos impulsionande @ adorar a Deus. No dia de Pentecostes, @ Biblia relata que naquele derramar do Espirito hauve uma manifestacado semelhante; enquants hemens e mulheres cheios clo Espirito falavam em linguas descenhecidas para si mesma, na verdade estavam falando em linguas conhecidas para outros; e estes que eram conhecedores das linguas faladas os ouviam falar DAS GRANDEZAS DE DEUS. Alguns anos depais, um fendmeno semelhante aconteceu na casa de Cernélio, o centurige romano a quem um anjo aparecera, © o relato diz que ao cair o Espirito sobre o grupo ali reunido, eles falavam em linguas @ MAGNIFICAVAM A DEUS. Ha uma ligagSo inegavel entre as lingues e o lauvor. Vimas que o que fala em linguas dé bem as gracas. Podemos ir além do nosso vocabulério limitado ¢ entrar numa dimensao onde de fato conseguimos exprassar algo mais na linguagem do Espirito. hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa ra09 prez POF js vewer Quando escreveu aos corintios instruindo-os no uso das linguas, Paula mostrou que além de falar, podemos também cantar em linguas. "Que fazer, pois? Orarei com o espirite, mas também orarei com 0 entendimento: cantarei com o espirita, mas também cam & entendimento". 1 Corintios 14:15. Muites irmaos falam em linguas mas nunca experimentaram cantar, pois nSo sabem que éa mesma vazio ao Espirito. Esta manifestaciio também se enquadra dentro daquile que chamamos de "cdnticos espirituais" (Ef.5:19,20), cujo propésito é louvar e dar gragas ao Senhor, A tinica razdio de se cantar em linguas é adorar a Deus. Quancio falamos em linguas, podemos estar utilizando varias beneficios espirituais, mas aq cantar estamos utilizando um s6: 0 perfeite louver a Deus. Creio nao haver lingua na face da terra que consiga expressar a grandeza de Deus. Parece que toda frase que tentamas construir é tia limitada, a ponta de parecer-nes que até mesmo diminuem o que Deus 6, em vez de exaltd-lo. Mas, o Senhor nos deu um meio de ir alem da nossa limitag&o e pelo Espirito Santo poder dizer "mais". De fata, damos bem as gracas! Um dos papéis ou propésito das linguas é bendizer a Deus: "...cantarei com 9 espirito, mas também oom 9 entendimento. De outra maneira, se tu bendisseres com o espirito, como dira o amém sobre a tua agdo de gragas aquele que ocupa o lugar de indouto, visto que nao sabe 0 que dizes? Porque realmente tu clas bem as gracas, mas outre n&o ¢ eclificado". I Corintios 14:15b-17, Nossos cnticos deve ser marcados pela presenga dos cAnticos em linguas, como também pelos de nossa prépria lingua. E quando a Biblia fala de no cantar sé em linguas, mas também usando a mente, isto deve-se principalmente ao fate de que outros cdevem entender o que oramos © cantamos para poder dizer o "amém", atestando sua concerdancia, Mas embora nfo seja aconselhavel cantar em linguas publicamente porque n3o preenche © requisito de edificar a teroeiros, por outro lado, na vida pessoal de oragdo devemos dar muita importénda a este tipo de c&ntico, pois ele cumpre perfeitamente o seu propésite, adoranda a Deus com perfeicdo. \Vejo ume ilimitada linguagem de louvor nas linguas. Mas quero ressaltar que a beneficio desta pratica de perfeito louver nfo esté sé no fato de hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa ra09 prez POF js vewer se ampliar nosso limitade vocabuldrio, mas também por ser adoraco em espirita, ADORACAO No ESPIRITO A mais alta expresstio de adoragdo é aquela que se dé no nivel de nosso préprio espirito, pois Jesus mesma deciarou: "Deus é Espirito, e € necessdrio que os que 0 adoram o adorem em Espirito ¢ em verdade" (0.4224), A verdadeira comunhas cam Deus n&o se dd no nivel emocional e intelectual, mas sim no espiritual. Deus & Espirito e precisamos nos relacionar com Ele no nivel de nosso proprio espirita, pois quando nos aproximamos do Senhor ha uma comunha ESPIRITUAL com Ele, A Biblia diz que 'o que se une ao Senhor é um so espirita com ele"{1 0.617) Hd uma conex8o direta com Deus quando adcramos em linguas, A medida que cantamos em linguas ¢ o adoramos desta forma, a impress8o que temos & no somente a de "conseguir transmitir" nossa exaltacdo, mas também que Deus parece mais proximo, perte de nds. Uma forma de se experimentar fortemente a presanca de Deus é gastar tempo cantando e bendizendo em linguas, Sei na minha prépria experiéncia que esta pratica nos introduz numa manifestacgo mais profunda da presenga do Senhor. Muites cristdos tambem tem dado testemunho de momentos preciosos ¢ poderosos em suas vidas mediante esta pratica. Ea medida que vooé vivencia este nivel de adoragaa ¢ louver, tambem tera o que centart iz- "INTERCESSAO” Em 1961, em Franca, Estado de Sao Paulo, = irmi Ligia de Souza, de Londrina, provou o poder de intercessdo que hd na oracgo em linguas de uma forma tal, que jamais viria a esquecer, Na acasido em que me relatava a experiéncia, disse que o que presenciou hd mais de trinta anos, ainda a faz valorizar a intercessdo em linguas até hoje. Foi durante uma campanha realizada na igreja, que recebia a presenga de um evangelista de fora, que tude aconteceu, Ligia chegou antes da culto foi tomada de forte impulse para descer ao porflo onde costumavam reunir-se para orar e interceder. Tao logo o fez, comecou a chorar @ gemer com dores de parto, falando em linguas 0 tempo tedo; hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa rane prez POF js vewer n&o entendia o que estava acontecendo, mas sabia que estava intercedenclo por aiguém. Em meio & oragdo, Deus Ihe mostrou o lider de mocidade 6 ela entendeu que orava por ele, mas ainda sem saber porqué. Orou em linguas até sentir 6 allvio dacuele peso de intercessdo, que quando velo, trouxe consige uma manifestaco de gazo. Quando subiu a igreja, o culto jé havia terminado! Tao entretida estivera na oragdo que nem viu © tempo passar. Perguntou ac marido, acerca do rapaz e soube que ele ndio estivera no culto, se a histéria terminasse aqui, talvez fosse semelhante a muitos momentos que vocé e eu jé tivemos intercedende em linguas sem saber porque, ¢ acabamos néo valorizando-os tanto por no vermos os resultados; mas o Senhor permitiu que a irma Ligia soubesse o que aconteceu, @ ista deve estimular a nés todos a obedecer os impulsos de oragdo que o Espirito Sante traz. No dia seguinte, aa meio-dia, bateram na porta da casa do casal eo pastor Samuel, esposo da Ligia, foi atender, Abrindo a porta, deparou- se com aquele lider de mocidade com uma lata de formicida na mao. Revalou que na hora do culto ele ia suicidar-se, pois ja no aglentava 06 problemas familiares e achava-se em grande desespero, Mas no momente que ia ingerir 9 veneno, auviu a voz de Espirito Santo dizendo que ele ndo estava sozinho; que naquele exato momento alguém estava interoedendo por ele e que Deus 0 ajudaria a sair daquela situac&o. Ele cobrau animo, desistiu do suicidia e viu Deus trazer-Ihe livramento, Além de ser poupado em vida, sem perder sua salvacio, este rapaz & hoje um pastor. Aquele que o diabo tentou destruir, compde as fileires do exército do Senhor... porque alguém intercedeu em linguas, sem entender 0 que acontecia! Aleluia! A Palavra de Deus declara que o Espirito intercede por né: parte de seu ministéri em nossas vidas, tanto que as Escrituras 0 denaminam come "O Espirito de suplicas"(Zc.12:10). N3o hé como separa-lo do assunto da oragao: a "Da mesmo modo também o Espirite nos ajuda na fraqueza; porque nao sabemos o que haveros de pedir como convém, mas 6 Espirito mesmo intercede por nés cam gemidos inexprimiveis. E aquele que esquadrinha hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa raN09 prez POF js vewer 08 coragées sabe qual é a intence do Espirito: que ele, segundo a vontade de Deus, intercecle pelos santos" Romancs 8: 26,27. Falamos sobre varios tipos de raga: a agdo de gragas, araro plano de Deus, € orar contra a fraqueza da carne. Mas este é um outra tipo de oracdio: é um pasicionamento em faver de outras pessoas, e nBa de nds mesmos. Interceder em linguas é algo que podemos fazer intencicnalmente. Quando quero orar por determinado assunto ou pessoa sem saber como fazé-lo, peco ao Senhor que me guie em orace especifica por aquele assunto @ entéio oro em linguas por aquilo crendo que o Espirito Santo esté me ajudanda a orar, Porém, ha moments em que nem sequer planejava orar e o Espirita me impulsiona a faze-lo. E impressionante come o Espirito Santo pode mever-nos 2 orar em situagdes de emergéneia e grande necessidade. E coisas inéditas padem ter seu lugar se nes rendermos as Senhor. A CHAVE MESTRA Harold McLaryea, pastor s8nior de nossa Igreja, recebeu uma visto de Deus gue revolucionou sua vida de oracdo, em especial a intercessao, Isto acanteceu quando ainda morava em Gana, Africa, antes de ter vindo ao Brasil. A experiéncia esta em harmonia com o ensing biblico 2 serve-nos de exemplo. Ele a relatou assim ; "Uma das maiores revelagtes de Deus para minha vida aconteceu quando ainda era adolescente. Eu fazia parte de um ministério jovern em ascensdo no meu pals ¢ tinhamos experimentade muitos milagres de Deus - transformacdes de vidas, curas, ¢ libertagdes. Estévames nos preparando para algo bem maior na obra de Deus quando ccorreu-me esta experi@ncia marcante Certa tarde em meu quarte, estava orande ¢ buscando ao Senher em favor do ministério, quando, de repente, o quarto se encheu da presenga sublime do Senhor Jesus e fui literalmente langade no cho, cerca de uns trés metros de onde eu estava. Esta foi a primeira vez que eu cai na presengs de Deus, ¢ foi de uma forma inesperada Ao cair no chao, eu fui levado pelo Espirito Sante numa visde para um castelo, uma fortaleza enorme, como dos tempos antigas. Nesta fortaleza havia muita gente press em vdrias salas e cSmodos. As pessoas estavam tristes © angustiadas € me pareciam como nos tempos hips tunic comdownioac-fala-er-tinguas-uciano-susrapa_pa rang