Você está na página 1de 18

CAPÍTULO 1 – SOLUÇÕES

1. (Fuvest-SP) Entre as figuras abaixo, identifique a que melhor representa a


distribuição das partículas de soluto e de solvente numa solução aquosa diluída de cloreto
de sódio.

2. (UFMG) Escolha a substância preferível para limpar um tecido sujo de graxa.


a) gasolina.
b) vinagre.
c) etanol.
d) água.
3. (Fuvest-SP) Um químico leu a seguinte instrução num procedimento descrito no seu
guia de laboratório:

“Dissolva 5,0 g do cloreto em 100 mL de água, à temperatura ambiente...”

Dentre as substâncias abaixo, qual pode ser a mencionada no texto?

a) Cl2
b) CCl4
c) NaClO
d) NH4Cl
e) AgCl
4. (PUC-RJ) Observe a figura ao lado, que representa a
solubilidade, em g por 100 g de H2O, de 3 sais inorgânicos em
determinada faixa de temperatura.

Identifique a afirmativa correta.

a) A solubilidade dos 3 sais aumenta com a temperatura.


b) O aumento de temperatura favorece a solubilização do Li2SO4.
c) A solubilidade do KI é maior que as solubilidades dos demais sais, na faixa de
temperatura dada.
d) A solubilidade do NaCl varia com a temperatura.
e) A solubilidade de 2 sais diminui com a temperatura.
5. (PUC-Campinas-SP) Considerando o gráfico abaixo, adicionam-se, separadamente,
40,0 g de cada um dos sais em 100 g de H2O.

À temperatura de 40 °C, que sais estão totalmente dissolvidos na água?

a) KNO3 e NaNO3
b) NaCl e NaNO3
c) KCl e KNO3
d) Ce2(SO4)3 e KCl
e) NaCl e Ce2(SO4)3
6. (UFMG) Seis soluções aquosas de nitrato de sódio (NaNO3), numeradas de I a VI,
foram preparadas, em diferentes temperaturas, dissolvendo-se diferentes massas de
NaNO3 em 100 g de água. Em alguns casos, o NaNO3 não se dissolveu completamente.

O gráfico abaixo representa a curva de solubilidade de NaNO3, em função da temperatura,


e seis pontos, que correspondem aos sistemas preparados.

A partir da análise desse gráfico, identifique os dois sistemas em que há precipitado.

a) I e II
b) I e III
c) IV e V
d) V e VI
7. (UFRN) A dissolução de uma quantidade fixa de um composto inorgânico depende de
fatores tais como temperatura e tipo de solvente. Analisando a tabela de solubilidade do
sulfato de potássio (K2SO4) em 100 g de água (H2O) abaixo, indique a massa de K2SO4 que
precipitará quando a solução for devidamente resfriada de 80 °C até atingir a temperatura
de 20 °C.

a) 28g
b) 18g
c) 10g
d) 8 g
8. (Fuvest-SP) Quatro tubos contêm 20 mL de água cada uma 20 °C. Coloca-se nesses
tubos dicromato de potássio (K2Cr2O7) nas quantidades indicadas na tabela abaixo. A
solubilidade do sal, a 20 °C, é igual a 12,5 g por 100 mL de água. Após agitação, em quais
dos tubos coexistem, nessa temperatura, solução saturada e fase sólida?

a) Em nenhum.
b) Apenas em D.
c) Apenas em C e D.
d) Apenas em B, C e D.
e) Em todos.
9. (PUC-RJ) A tabela ao lado
mostra a solubilidade de vários
sais, à temperatura ambiente,
em g/100 mL. Se 25 mL de uma
solução saturada de um desses
sais foram completamente
evaporados, e o resíduo sólido pesou 13 g, identifique o sal.
a) AgNO3
b) Al2(SO4)3
c) NaCl
d) KNO3
e) KBr
10. (Unitau-SP) Na carbonatação de um refrigerante, quais são as condições em que se
deve dissolver o gás carbônico na bebida?
a) pressão e temperatura quaisquer.
b) pressão e temperatura elevadas.
c) pressão e temperatura baixas.
d) baixa pressão e elevada temperatura.
e) alta pressão e baixa temperatura.
11. (PUC-RJ) A cada 10 m de profundidade a pressão sobre um mergulhador aumenta de
1 atm com relação à pressão atmosférica. Sabendo-se disso, qual seria o volume de 1 litro
de ar (comportando-se como um gás ideal) inspirado pelo mergulhador ao nível do mar,
quando ele estivesse a 30 m de profundidade?
a) 3L b) 4L c) 25 mL d) 250 mL e) 333 mL
12. (Unifenas-MG) As curvas de solubilidade são curvas experimentais que mostram o
coeficiente de solubilidade em diferentes temperaturas. O2, por ser uma substância apolar,
apresenta pouca solubilidade em água (polar). A baixa quantidade de O2, dissolvido em
água, compromete a vida aquática. Os gráficos abaixo mostram a solubilidade de O2 e N2
em H2O, a diferentes temperaturas e pressões.

Analisando-se os gráficos, conclui-se que:

a) Aumentando-se a pressão, à temperatura ambiente, a quantidade de N2 absorvido


diminuirá.
b) Aumentando-se a temperatura, a 1 atm de pressão, as quantidades de O2 e N2
solubilizados em água diminuem; enquanto que aumentando-se a pressão, a 25 °C, as
quantidades de O2 e N2 aumentam.
c) A 20 °C e 1atm, a quantidade de O2 dissolvido em 100 g de H2O é superior a 5 ∙ 10-3 g.
d) Em ambos os gráficos, a quantidade de N2 solubilizado em água supera o de O2, devido
ao maior teor de N2, no ar atmosférico.
e) O O2 possui maior solubilidade em água do que o N2, por ser uma molécula polar.
13. (UFRN) Misturando-se 100 mL de etanol com 100 mL de água observa-se que o
volume da solução resultante é menor que 200 mL. Escolha a alternativa correta:
a) transformação de matéria em energia, como previsto pela teoria da relatividade.
b) erro experimental, pois tal fato contraria a lei de Proust, das proporções definidas.
c) erro experimental, pois tal fato contraria a lei de Lavoisier, da conservação da matéria.
d) variação da massa, permanecendo o estado físico líquido.
e) aparecimento de forças atrativas entre os componentes da solução.
14. (PUC-SP) Um estudante pretende separar os componentes de uma amostra contendo
três sais de chumbo II: Pb(NO3)2, PbSO4 e PbI2. Após analisar a tabela de solubilidade
abaixo,

ele propôs o seguinte procedimento:

“Adicionar água destilada em ebulição à mistura, agitando o sistema vigorosamente.


Filtrar a suspensão resultante, ainda quente. Secar o sólido obtido no papel de filtro; este
será o sal A. Recolher o filtrado em um béquer, deixando-o esfriar em banho de água e
gelo. Proceder a uma nova filtração e secar o sólido obtido no papel de filtro; este será o
sal B. Aquecer o segundo filtrado até a evaporação completa da água; o sólido resultante
será o sal C.”

Identifique os sais A, B, e C, respectivamente.

a) Pb(NO3)2, PbSO4 e PbI2


b) PbI2, PbSO4 e Pb(NO3)2
c) PbSO4, Pb(NO3)2 e PbI2
d) PbSO4, PbI2 e Pb(NO3)2
e) Pb(NO3)2, PbI2 e PbSO4
15. (UFRGS-RS) A solubilidade da soda cáustica (NaOH) em água, em função da
temperatura, é dada na tabela abaixo.

Considerando soluções de NaOH em 100 g de água, escolha a alternativa correta.

a) a 20 °C, uma solução com 120 g de NaOH é concentrada.


b) a 20 °C, uma solução com 80 g de NaOH é diluída.
c) a 30 °C, uma solução com 11,9 g de NaOH é concentrada.
d) a 30 °C, uma solução com 119 g de NaOH é supersaturada.
e) a 40 °C, uma solução com 129 g de NaOH é saturada.
16. (Osec-SP) A solubilidade do K2Cr2O7, a 20 °C, é 12 g/100 g de água e, a 60 °C, é 43
g/100 g de água. Sabendo que uma solução foi preparada dissolvendo-se 20 g do sal em
100 g de água a 60 °C e que depois ela foi resfriada a 20 °C, podemos concluir que:
a) todo sal continuou na solução.
b) todo sal passou a formar um corpo de chão.
c) 8 g do sal foi depositado no fundo do recipiente.
d) 12 g do sal foi depositado no fundo do recipiente.
e) 31 g do sal passou a formar um corpo de chão.
17. (Fuvest-SP) Certo refrigerante é engarrafado, saturado com dióxido de carbono (CO2)
a 5 °C e 1 atm de CO2 e então fechado. Um litro desse refrigerante foi mantido algum tempo
em ambiente à temperatura de 30 °C. Em seguida, a garrafa foi aberta ao ar (pressão
atmosférica = 1 atm) e agitada até praticamente todo o CO2 sair. Nessas condições (30 °C e
1 atm), qual o volume aproximado de CO2 liberado?
(Dados:massa molar do CO2 = 44 g/mol; volume molar dos gases a 1 atm e 30 °C = 25
L/mol; solubilidade do CO2 no refrigerante a 5 °C e sob 1 atm de CO2 = 3,0 g/L)
a) 0,40 litros
b) 0,85 litros
c) 1,7 litros
d) 3,0 litros
e) 4,0 litros
18. (Mackenzie-SP) Qual a concentração, em g/L, da solução obtida ao se dissolverem 4 g
de cloreto de sódio em 50 cm3 de água?
a) 200 g/L b) 20 g/L c) 0,08 g/L d) 12,5 g/L e) 80 g/L
19. (UCB-DF) Um frasco de 1,0 L apresenta o seguinte rótulo:

Se a massa do hidróxido de sódio dissolvida for 8,0 g, o volume dessa solução será:

a) 8,0L
b) 4,0L
c) 200 mL
d) 400 mL
e) 800 mL
20. (Mackenzie-SP) Têm-se cinco recipientes contendo soluções aquosas de cloreto de
sódio.

É correto afirmar que:

a) o recipiente 5 contém a solução menos concentrada.


b) o recipiente 1 contém a solução mais concentrada.
c) somente os recipientes 3 e 4 contêm soluções de igual concentração.
d) as cinco soluções têm a mesma concentração.
e) o recipiente 5 contém a solução mais concentrada.
21. (Mackenzie-SP) A massa dos quatro principais sais que se encontram dissolvidos em
1 litro de água do mar é igual a 30 g. Num aquário marinho, contendo 2 ∙ 106 cm3 dessa
água, a quantidade de sais nela dissolvidos é:
a) 6,0 ∙ 101 kg
b) 6,0 ∙ 104 kg
c) 1,8 ∙ 102 kg
d) 2,4 ∙ 108 kg
e) 8,0 ∙ 106 kg
22. (Fuvest-SP) Considere duas latas do mesmo refrigerante, uma na versão “diet” e outra
na versão comum. Ambas contêm o mesmo volume de líquido (300 mL) e têm a mesma
massa quando vazias. A composição do refrigerante é a mesma em ambas, exceto por uma
diferença: a versão comum contém certa quantidade de açúcar, enquanto a versão “diet”
não contém açúcar (apenas massa desprezível de um adoçante artificial). Pesando-se duas
latas fechadas do refrigerante, foram obtidos os seguintes resultados:

Por esses dados, pode-se concluir que a concentração, em g/L, de açúcar no refrigerante
comum é de, aproximadamente:

a) 0,020 b) 0,050 c) 1,1 d) 20 e) 50


23. (Vunesp) A massa de cloreto de crômio (III) hexaidratado, necessária para se
preparar 1 L de uma solução que contém 20 mg de Cr3+ por mililitro, é igual a:

(Massas molares, em g/mol: Cr = 52; cloreto de crômio hexaidratado = 266,5).

a) 0,02 g b) 20 g c) 52 g d) 102,5 g e) 266,5 g


24. (PUC-RJ) Após o preparo de um suco de fruta, verificou se que 200 mL da solução
obtida continham 58 mg de aspartame. Qual é a concentração de aspartame no suco
preparado?
a) 0,29 g/L
b) 2,9 g/L
c) 0,029 g/L
d) 290 g/L
e) 0,58 g/L
25. (UFRGS-RS) Um aditivo para radiadores de automóveis é composto de uma solução
aquosa de etilenoglicol. Sabendo que em um frasco de 500 mL dessa solução existem cerca
de 5 mols de etilenoglicol (C2H6O2), qual a concentração comum dessa solução, em g/L?
a) 0,010
b) 0,62
c) 3,1
d) 310
e) 620
26. (UFSM-RS) O derramamento de óleo nos cursos d’água forma uma película que
dificulta a absorção de oxigênio, o que provoca a destruição de algas e plânctons,
prejudicando a alimentação dos peixes. De acordo com alguns órgãos ambientais, o limite
máximo de óleo na água é 30 mg/L. Com base nesse parâmetro, quantos gramas de óleo
poderão estar presentes em 1 m3 de água, sem comprometer o ecossistema?
a) 0,03
b) 0,3
c) 3
d) 30
e) 300
27. (Mackenzie-SP) Com a finalidade de tornar os refrigerantes do tipo “cola” mais
agradáveis, é adicionado ácido fosfórico numa concentração de 0,6 g/litro de refrigerante.
Qual é o número máximo de latinhas de 350 ml desses refrigerantes que um indivíduo de
42 kg pode ingerir por dia?

Nota: É recomendado que o limite máximo de ingestão diária de ácido fosfórico seja de 5
mg/kg de peso corporal.

a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5
28. (PUC-Campinas-SP) Tem-se um frasco de soro glicosado, a 5,0% (solução aquosa de
5,0% em massa de glicose). Para preparar 1,0 kg desse soro, quantos gramas de glicose
devem ser dissolvidos em água?
a) 5,0 ∙ 10-2
b) 0,50
c) 5,0
d) 50
e) 5,0 ∙ 102
29. (PUC-SP) O soro fisiológico é uma solução de cloreto de sódio a 0,9%. A quantidade,
aproximada, em mol(s) de cloreto de sódio consumido por um paciente que recebeu 1.500
mL de soro fisiológico é:
a) 0,12 b) 0,23 c) 0,46 d) 1,35 e) 13,5
30. (UFMG) O rótulo de um produto usado como desinfetante apresenta, entre outras, a
seguinte informação: “cada 100 mL de desinfetante contêm 10 mL de solução de
formaldeído 37% V/V (volume de formaldeído por volume de solução)”. Qual é a
concentração de formaldeído no desinfetante, em porcentagem volume por volume?
a) 1,0%
b) 3,7%
c) 10%
d) 37%
31. (UFSCar-SP) Soro fisiológico contém 0,900 grama de NaCl (massa molar = 58,5
g/mol), em 100 mL de solução aquosa. Qual é a concentração do soro fisiológico, expressa
em mol/L?
a) 0,009
b) 0,015
c) 0,100
d) 0,154
e) 0,900
32. (UCS-RS) Uma pessoa usou 34,2 g de sacarose (C12H22O11) para adoçar seu cafezinho.
O volume de cafezinho adoçado na xícara foi de 50 mL. Qual foi a concentração da sacarose
nesse cafezinho?
a) 0,5 mol/L
b) 1,0 mol/L
c) 1,5 mol/L
d) 2,0 mol/L
e) 2,5 mol/L
33. (UFU-MG) O soro caseiro, recomendado para evitar a desidratação infantil, consiste
em uma solução aquosa de cloreto de sódio (NaCl) 0,06 mol ∙ L-1 e sacarose (C12H22O11)
0,032 mol ∙ L-1. As quantidades (em gramas) de cloreto de sódio e de sacarose necessárias
para preparar um copo (200 mL) de soro caseiro são, respectivamente:
a) 0,012 g e 0,0064g
b) 0,70 g e 2,19g
c) 3,51 g e 10,94 g
d) 0,024 g e 0,128 g
34. (PUC-MG) Uma solução de brometo de cálcio a 10 g/L apresenta uma concentração,
em mol/L, igual a:
a) 0,08
b) 0,02
c) 0,05
d) 0,2
e) 0,5
35. (Cesgranrio-RJ) Num exame laboratorial, foi recolhida uma amostra de sangue, sendo
o plasma separado dos eritrócitos, ou seja, deles isolado antes que qualquer modificação
fosse feita na concentração de gás carbônico. Sabendo-se que a concentração de CO2, neste
plasma, foi de 0,025 mol/L, essa mesma concentração, em g/L, é de:
a) 1.760
b) 6 ∙ 10-4
c) 2,2
d) 1,1
e) 0,70
36. (PUC-PR) A solução aquosa de NaOH (soda cáustica) é um produto químico muito
utilizado. Uma determinada indústria necessitou usar uma solução com 20% em massa de
hidróxido de sódio, que apresenta uma densidade de 1,2 kg/L (dados: M(Na) = 23,0 g/mol;
M(O) = 16,0 g/mol; M(H) = 1,0 g/mol). Qual a molaridade dessa solução?
a) 12M
b) 6M
c) 3M
d) 2M
e) 1 M
37. (Vunesp) Os frascos utilizados no acondicionamento de soluções de ácido clorídrico
comercial, também conhecido como ácido muriático, apresentam as seguintes informações
em seus rótulos: solução 20% m/m (massa percentual); densidade = 1,10 g/mL; massa
molar = 36,50 g/mol. Com base nessas informações, a concentração da solução comercial
desse ácido será:
a) 7 mol/L
b) 6 mol/L
c) 5 mol/L
d) 4 mol/L
e) 3 mol/L
38. (UEL-PR) Dissolvendo-se 1,47 g de CaCl2 ∙ 2 H2O em água até completar 200 mL,
obtém-se uma solução aquosa cuja concentração, em mol/L, é:
a) 5,0 ∙ 10-2
b) 4,0 ∙ 10-3
c) 3,0 ∙ 10-2
d) 2,0 ∙ 10-3
e) 1,0 ∙ 10-2
39. (UFRRJ) Quais são as massas dos solutos necessários para preparar 150 mL de
solução 0,2 M (molar) de cloreto de cálcio e 200 mL de solução 0,1 M (molar) de hidróxido
de magnésio, respectivamente?
a) 6,66 g e 1,16 g
b) 3,33 g e 1,16 g
c) 2,22 g e 2,32 g
d) 4,44 g e 2,32 g
e) 3,33 g e 2,32 g
40. (UFMG) Uma solução 0,1 mol/L de um hidróxido alcalino MOH é preparada disso-se
0,8 g de hidróxido MOH em 200 mL de solução. Qual a fórmula do hidróxido?
a) CsOH
b) KOH
c) LiOH
d) NaOH
e) RbOH
41. (UFRGS-RS) Soluções de uréia, (NH2)2CO, podem ser utilizadas como fertilizantes.
Uma solução foi obtida pela mistura de 210 g de uréia e 1.000 g de água. A densidade da
solução final é 1,05 g/mL. Qual a concentração da solução em percentual de massa de
uréia e em mol/L, respectivamente?

Percentagem em massa Concentração em mol/L


a) 17,4% 3,04
b) 17,4% 3,50
c) 20,0% 3,33
d) 21,0% 3,04
e) 21,0% 3,50

42. (UFV-MG) Uma solução aquosa de nitrato de cobre (II) foi preparada dissolvendo-se
93,75 g de Cu(NO3)2 em 1,0 L de solução. Qual é, aproximadamente, a concentração de íons
nitrato em mol ∙ L-1?
a) 0,7
b) 0,5
c) 1,4
d) 2,0
e) 1,0
43. (Mackenzie-SP) Qual é, respectivamente, a molaridade do íon Mg2+ e a do (PO4)3-
numa solução 0,4 molar de Mg3(PO4)2?
a) 2 e 3
b) 3 e 2
c) 2,4 e 2,4
d) 0,4 e 0,4
e) 1,2 e 0,8
44. (Fuvest-SP) A concentração de íons fluoreto em uma água de uso doméstico é de 5,0∙
10-5 mol/L (massa molar do fluoreto: 19,0 g/mol). Se uma pessoa toma 3,0 L dessa água
por dia, qual é, ao fim de um dia, a massa de fluoreto, em miligramas, que essa pessoa
ingere?
a) 0,9
b) 1,3
c) 2,8
d) 5,7
e) 15
45. (FUERN) Uma solução preparada tomando-se 1 mol de glicose (C6H12O6) e 99 mol de
água (H2O) apresenta frações molares de soluto e solvente, respectivamente, iguais a:
a) 0,18 e 0,82
b) 0,82 e 0,18
c) 0,90 e 0,10
d) 0,10 e 0,90
e) 0,01 e 0,99
46. (UFF-RJ) Uma solução contém 18,0 g de glicose (C6H12O6), 24,0 g de ácido acético
(C2H4O2) e 81,0 g de água (H2O). Qual a fração molar de ácido acético na solução?
a) 0,04 b) 0,08 c) 0,40 d) 0,80 e) 1,00
47. (PUC-MG) Quando 39,2 g de ácido sulfúrico são dissolvidos em 200 mL de água,
obtém-se uma solução de volume igual a 220 mL. Qual a molalidade (W) e a molaridade
(m) dessa solução?
a) 0,5 molar e 0,5 molal
b) 1,0 molal e 2,0 molar
c) 1,0 molar e 2,0 molal
d) 2,0 molar e 1,8 molal
e) 2,0 molal e 1,8 molar
48. (FGV-SP) A concentração média de magnésio em amostras de água de um lago é de,
aproximadamente, 4 ∙ 10-4 mol/L. Considerando-se que o peso atômico do magnésio é 24
gramas por mol, isto é equivalente a:
a) 1 mg ∙ L-1
b) 10 mg ∙ L-1
c) 1 ppm (ppm = partes por milhão)
d) 100 ppm
e) 100 ppb (ppb = partes por bilhão)
49. (Vunesp) Na preparação de 500 mL de uma solução aquosa de H2SO4 de concentração
3 mol/L, a partir de uma solução de concentração 15 mol/L do ácido, deve-se diluir o
seguinte volume da solução concentrada:
a) 10 mL b) 100 mL c) 150 mL d) 300 mL e) 450 mL
50. (Cesgranrio-RJ) Uma solução 0,05 M de glicose, contida em um béquer, perde água
por evaporação até restar um volume de 100 mL, passando a concentração para 0,5 M.
Qual é, aproximadamente, o volume de água evaporada?
a) 50 mL
b) 100 mL
c) 500 mL
d) 900 mL
e) 1.000 mL
51. (Unirio-RJ) Para efetuar o tratamento de limpeza de uma piscina de 10.000 L, o
operador de manutenção nela despejou 5 L de solução 1 mol/L de sulfato de alumínio —
Al2(SO4)3 (massas atômicas: O = 16 u; Al = 27 u; S = 32 u). Após agitar bem a solução, qual a
concentração do sulfato de alumínio, em g/L, na piscina?
a) 0,171
b) 1,46 ∙ 10-6
c) 5 ∙ 10-4
d) 1.710
e) 684 ∙ 103
52. (UFV-MG) A 100 g de solução de ácido sulfúrico (H2SO4) 90% massa/massa, são
adicionados 400 g de água. Qual a porcentagem de ácido sulfúrico, em massa, na solução
obtida?
a) 36 b) 9 c) 18 d) 45 e) 90
53. (PUC-RS) 50,00 mL de uma solução 2,0 mols/L em MgCl2 são diluídos a 1 L. Qual é a
concentração, em mol/L, de íons cloreto na nova solução?
a) 0,1 b) 0,2 c) 1,0 d) 2,0 e) 4,0
54. (Ufac) Qual a molaridade de uma solução de hidróxido de sódio formada pela mistura
de 60 mL de solução a 5 M com 300 mL de solução a 2 M?
a) 1,5 mol/L
b) 2,0 mol/L
c) 2,5 mol/L
d) 3,5 mol/L
e) 5,0 mol/L
55. (Fesp-SP) Qual é o volume de uma solução de hidróxido de sódio 1,5 M que deve ser
misturado a 300 mL de uma solução 2 M da mesma base, a fim de torná-la solução 1,8 M?
a) 200 mL
b) 20 mL
c) 2.000 mL
d) 400 mL
e) 350 mL
56. (UFF-RJ) A molaridade de uma solução X de ácido nítrico é o triplo da molaridade de
outra solução Y do mesmo ácido. Ao misturar 200,0 mL da solução X com 600,0 mL da
solução Y, obtém-se uma solução 0,3 M do ácido. Pode-se afirmar, então, que as
molaridades das soluções X e Y são, respectivamente:
a) 0,60 M e 0,20M
b) 0,45 M e 0,15M
c) 0,51 M e 0,17M
d) 0,75 M e 0,25 M
e) 0,30 M e 0,10 M
57. (UFSM-RS) O soro fisiológico utilizado para limpeza de lentes de contato é uma
solução aquosa de cloreto de sódio a 0,9%. Se, em um frasco contendo 100 mL de soro
fisiológico, forem adicionados 10,8 g de NaCl, prepara-se uma solução que contém:
a) 0,117 g/L de NaCl
b) 1,17 g/L de NaCl
c) 11,7 g/L de NaCl
d) 0,2 mol/L de NaCl
e) 2 mol/L de NaCl
58. (UCS-RS) Nas campanhas de desidratação infantil, a população é orientada para fazer
uso do “soro caseiro”. Esse “soro” é constituído de uma solução aquosa contendo 3,5 g/L
de cloreto de sódio e 11,0 g/L de açúcar (C12H22O11).Os solutos dissolvidos no soro caseiro
formam uma solução de molaridade aproximadamente igual a:
a) 0,03 M
b) 0,05 M
c) 0,06 M
d) 0,07 M
e) 0,09 M
59. (UFRJ) Misturando-se 100 mL de solução aquosa 0,1 molar de KCl, com 100 mL de
solução aquosa 0,1 molar de MgCl2, as concentrações de íons K+, Mg2+ e Cl- na solução
resultante serão, respectivamente:
a) 0,05 M; 0,05 M e 0,1 M
b) 0,04 M; 0,04 M e 0,12 M
c) 0,05 M; 0,05 M e 0,2 M
d) 0,1 M; 0,15 M e 0,2 M
e) 0,05 M; 0,05 M e 0,15 M
60. (UFSM-RS) Qual é o volume de solução de NaOH 1 mol/L necessário para neutralizar
exatamente 5 mL de solução de HCl 0,1 mol/L, em mL?
a) 0,50
b) 0,25
c) 2,50
d) 5,00
e) 10,00
61. (PUC-SP) Qual a massa de NaOH necessária para neutralizar totalmente 200 mL de
uma solução 0,01 molar de H2SO4?
a) 4,00 g
b) 2,00 g
c) 1,60 g
d) 0,16 g
e) 0,08 g
62. (UFF-RJ) Se 40,00 mL de HCl 1,600 M e 60,00 mL de NaOH 2,000 M são misturados,
quais as concentrações (em mol ∙ L-1) de Na+, Cl- e OH-, respectivamente, na solução
resultante?
a) 0,400 M, 0,600 M, 1,200 M
b) 0,560 M, 0,640 M, 1,200 M
c) 120,0 M, 0,640 M, 64,0 M
d) 1,200 M, 0,560 M, 0,560 M
e) 1,200 M, 0,640 M, 0,560 M
63. (PUC-MG) Um laboratório analisou a água de um rio que fora contaminado com o
efluente ácido de uma empresa, verificando que uma alíquota de 20,00 mL foi neutralizada
com 30,00 mL de hidróxido de sódio 800 mg/L. Qual é a concentração em mol/L de ácido
existente no rio? Observação: Nesta questão, supõe-se que a água do rio foi contaminada
por um monoácido.
a) 0,02 b) 0,03 c) 0,20 d) 0,30 e) 0,80
GABARITO

1. C 22. E 43. E
2. A 23. D 44. C
3. D 24. A 45. E
4. C 25. E 46. B
5. A 26. D 47. E
6. B 27. A 48. B
7. D 28. D 49. B
8. D 29. B 50. D
9. D 30. B 51. A
10. E 31. D 52. C
11. D 32. D 53. B
12. B 33. B 54. C
13. E 34. C 55. A
14. D 35. D 56. A
15. E 36. B 57. E
16. C 37. B 58. E
17. C 38. A 59. E
18. E 39. B 60. A
19. D 40. D 61. D
20. D 41. A 62. E
21. A 42. B 63. B