Você está na página 1de 16

pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Concurso Público

048. Prova Objetiva

Psicólogo

 Você recebeu sua folha de respostas e este caderno  Transcreva para a folha de respostas, com caneta de
contendo 60 questões objetivas. tinta azul ou preta, todas as respostas anotadas na folha
 Confira seu nome e número de inscrição impressos na intermediária de respostas.
capa deste caderno.  A duração da prova é de 3 horas, já incluído o tempo para
 Quando for permitido abrir o caderno, verifique se ele o preenchimento da folha de respostas.
está completo ou se apresenta imperfeições. Caso haja  Só será permitida a saída definitiva da sala e do prédio
algum problema, informe ao fiscal da sala. após transcorrida a metade do tempo de duração da
 Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta que prova.
você considera correta.  Ao sair, você entregará ao fiscal a folha de respostas e
 Responda a todas as questões. este caderno, podendo destacar esta capa para futura
conferência com o gabarito a ser divulgado.
 Marque, na folha intermediária de respostas, localizada no
verso desta página, a letra correspondente à alternativa  Até que você saia do prédio, todas as proibições e
que você escolheu. orientações continuam válidas.

Aguarde a ordem do fiscal para abrir este caderno de questões.

13.05.2012
manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Folha Intermediária de Respostas


pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Conhecimentos Gerais 02. Na opinião do autor,

(A) os dicionários evitam registrar os significados pejorativos


Língua Portuguesa das palavras, embora qualquer termo possa soar injurioso
quando mal interpretado.

Leia o artigo de Carlos Heitor Cony e responda às questões de (B) um dicionário não deve ser responsabilizado pelos sig-
números 01 a 04. nificados das palavras que registra, mesmo quando são
ofensivos.

O DNA das palavras (C) o termo “cigano” é isento de valor depreciativo; por isso
não existe razão para penalizar os responsáveis pelo
A Justiça atendeu ao pedido de um cidadão que deseja mo-
dicionário.
dificar um verbete do dicionário de Antônio Houaiss, publicado
sob a responsabilidade do instituto criado pelo famoso filólogo.
(D) excluir a palavra “cigano” e seus derivados do dicionário
O verbete em causa é “cigano” e seus derivados, como ciga- resolve um problema linguístico, mas não combate o
near, ciganice e outros. Como é praxe nos dicionários, há a relação preconceito contra a comunidade cigana.
de todos os significados de determinada palavra, inclusive aqueles
que podem ser considerados ou que são realmente pejorativos. (E) a medida relativa ao verbete de “cigano” deveria esten-
Dando seguimento à ação, a Justiça pediu o recolhimento do der-se aos demais termos insultuosos, como “judiação”
estoque existente do dicionário em questão e estabeleceu pesada e “barbeiragem”.
quantia a ser paga ao querelante, devido à indenização moral a
que teria direito.
No passado, um intelectual de origem judaica também ques-
tionou o verbete “judiação”, constante de muitos dicionários. Não 03. À vista das ideias expressas pelo autor, é adequado concluir
lembro no que deu a ação, mas a palavra continua constando do que, ao exigir a alteração do verbete do dicionário Houaiss,
léxico, com o significado de maltrato a alguém. É a linguagem a Justiça
do povo, verdadeiro autor e usuário das palavras.
O que se exige de um dicionário é que traga o maior número (A) contribui para que se adote uma linguagem politicamente
de significados para cada vocábulo, inclusive para aqueles que correta, o que resulta em uma sociedade mais cordata.
podem ser pejorativos ou insultuosos a determinados indivíduos,
comunidades ou instituições. (B) atua de maneira ilibada, defendendo uma minoria que,
há séculos, tem sido vítima de insultos e exclusão.
Qualquer palavra pode mudar de significado conforme as
circunstâncias e o tom da pronúncia. É o caso de “cachorrada”,
(C) impede que o dicionário cumpra com seu papel de ofe-
altamente pejorativa, derivada de cachorro e cão. “Você é um cão”
recer o máximo de informações sobre os usos da língua.
pode ser elogioso, no sentido de fidelidade, apego a um amigo.
Mas pode ser pejorativo, com o sentido de canalha: “Você não
(D) estimula a produção de dicionários comprometidos com
passa de um cão”.
a divulgação de uma linguagem mais polida e erudita.
Há o caso de “barbeiragem” e “barbeiro”, palavras relativas
a um ofício antigo e digno, mas que a gíria adotou para designar, (E) faz com que os dicionaristas se tornem mais empenhados
inicialmente, um mau motorista e, depois, qualquer um que cometa em registrar uma linguagem cada vez mais fiel aos usos
uma ação errada. reais da língua.
(Folha de S.Paulo, 04.03.2012. Adaptado)

01. Outro título que se ajusta à mensagem central do texto é: 04. Releia o trecho inicial do texto:
A Justiça atendeu ao pedido de um cidadão que deseja
(A) Por que a gíria é um espaço privilegiado para os insultos.
modificar um verbete do dicionário de Antônio Houaiss...
(B) Os direitos e os deveres do cidadão com relação à sua Assinale a alternativa em que o trecho destacado está cor-
língua. retamente substituído, de acordo com as regras de regência.

(C) De que modo o termo “cigano” se tornou pejorativo. (A) acatou à solicitação

(D) Quem decide sobre os significados das palavras. (B) aceitou à solicitação

(E) Como os dicionários contribuíram para a alteração do (C) acolheu à solicitação


léxico.
(D) aprovou à solicitação

(E) aquiesceu à solicitação

3 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

05. Assinale a alternativa correta quanto à pontuação. Leia o conto de Oswaldo França Júnior e responda às questões
de números 08 a 10.
(A) A Justiça dando seguimento à ação, pediu o recolhimento
do estoque existente do dicionário em questão e estabele-
ceu como indenização moral, pesada quantia a ser paga O canguru branco
ao querelante. Como todos aqui têm suas raridades eu, para não me sentir
(B) O verbete “judiação”, constante de muitos dicionários, diferente, peguei minha fortuna e comprei uma raridade. Fui
também foi questionado, no passado, por um intelectual comprá-la longe, na Austrália. E agora sou igual a todos, também
de origem judaica. tenho a minha raridade. Comprei um canguru branco. Não serve
para nada, não faz nada, mas é uma raridade. É um canguru branco.
(C) Não lembro no que deu a ação. Sei apenas, que a palavra E muitos me invejam e admiram.
com o significado de maltrato a alguém, continua cons- (As laranjas iguais)
tando do léxico.

(D) Qualquer palavra conforme as circunstâncias e o tom


da pronúncia, pode mudar de significado. É o caso de 08. A palavra raridade, no conto, refere-se a algo
“cão” que no sentido de fidelidade, pode ser elogioso e
que com o sentido de canalha, pode ser pejorativo. (A) ignoto.

(E) As palavras “barbeiragem” e “barbeiro”, fazem referência (B) despretensioso.


a um ofício antigo e digno, mas também podem designar
um mau motorista ou ainda, qualquer um que cometa (C) delicado.
uma ação errada.
(D) ordinário.

06. Assinale a alternativa correta quanto à concordância. (E) notável.

(A) Fazem alguns anos que o dicionário Houaiss vem se


consolidando como um dos principais dicionários do
português brasileiro. 09. É correto inferir que o conto apresenta, com relação à socie-
dade contemporânea, uma crítica
(B) Para atender à determinação da Justiça, uma série de
exemplares do dicionário deverá ser retirado de circulação. (A) ao conformismo diante da censura.
(C) Deve-se esperar que os dicionários apresentem o maior
(B) à banalização da violência.
número de significados possível para as palavras.

(D) Quantos de nós pode afirmar, com segurança, que nunca (C) à valorização do supérfluo.
empregou uma palavra com sentido pejorativo?
(D) à alienação por meio do misticismo.
(E) Em todo o mundo, já houveram várias ações contra di-
cionários devido aos significados pejorativos de alguns (E) ao pragmatismo exacerbado.
termos.

07. Leia a tira de Dilbert, criada por Scott Adams. 10. Observe os trechos:

SUA APRESENTAÇÃO DE AQUELES SLIDES ERAM E É ASSIM QUE NOSSA ... todos aqui têm suas raridades...
POWERPOINT IMPRESSIO- APENAS UM MONTE DE
NOU TANTO OS EXECUTI-
VOS QUE ELES MUDARAM BABOSEIRA MAQUIADA
NOVA LINHA DE
PRODUTOS DEVE SER.
... também tenho a minha raridade.
TODO O PLANEJAMENTO. PARA PARECER LEGAL.
OH.
Ao substituir as expressões em destaque por pronomes, obe-
decendo às regras de emprego e colocação pronominal, de
acordo com a norma-padrão da língua portuguesa, tem-se:

(http://dilbertbrasil.blogspot.com) (A) ... todos aqui as têm...; ... também a tenho.

Na fala do primeiro quadro — Sua apresentação de powerpoint (B) ... todos aqui têm-nas...; ... também tenho-a.
impressionou tanto os executivos que eles mudaram todo o
planejamento. — o termo destacado em negrito tem valor (C) ... todos aqui têm-las...; ... também tenho-la.
(A) consecutivo.
(D) ... todos aqui lhes têm...; ... também lhe tenho.
(B) causal.
(E) ... todos aqui têm-lhes...; ... também tenho-lhe.
(C) concessivo.
(D) conformativo.
(E) final.

PMST1101/048-Psicólogo-manhã 4
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Matemática RAS C U NHO

11. Certa empresa que opera a linha de transporte intermunicipal


entre as cidades A e B disponibilizou para os usuários um
quadro mostrando os horários das 4 viagens diárias, por meio
de barras horizontais. Cada barra indica o horário de partida
de A, à esquerda, e de chegada em B, à direita.

8h00 8h20 8h40 9h00 9h20 9h40 10h00 10h20 10h40 11h00 11h20

De acordo com as informações contidas no quadro, o tempo


médio de viagem de A até B, para os vários horários dessa
linha, é de

(A) 55 minutos.

(B) 1 hora.

(C) 1 hora e 5 minutos.

(D) 1 hora e 15 minutos.

(E) 1 hora e meia.

12. Renato tomou emprestados R$ 14.000,00 de Maria e está


devolvendo a ela em 5 parcelas mensais, com juro simples
de 1,2% ao mês. Maria, por sua vez, tomou emprestados
R$ 15.000,00 de Fábio e está devolvendo a ele também em 5
parcelas mensais no mesmo período, mas com juro simples
de 1% ao mês. Considerando somente as parcelas que Maria
está recebendo e pagando, ela está, a cada mês, tendo um

(A) crédito de R$ 164,00.

(B) crédito de R$ 42,00.

(C) crédito igual ao débito.

(D) débito de R$ 94,00.

(E) débito de R$ 182,00.

5 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

13. O mapa apresenta a divisão territorial municipal dos 16 mu- RAS C U NHO
nicípios que compõem a microrregião de Ribeirão Preto, com
alguns dados populacionais e territoriais da microrregião, de
seus 3 municípios mais populosos e do município de maior
área.

Pontal
área: 356 km2
população: 41055

Sertãozinho
área: 419 km2
população: 111 257

Ribeirão Preto
área: 652 km2
população: 612 339

Santa Rita do Passa Quatro


área: 753 km2
população: 26504

Microrregião de Ribeirão Preto


área: 6007 km2
população: 1045 501

(IBGE 2011)

De acordo com as informações apresentadas, pode-se afirmar,


sobre os municípios da microrregião, que
(A) o 2.º município mais populoso tem área menor do que a
metade da área do 1.º município mais populoso.
(B) o 3.º município mais populoso tem população menor
do que a metade da população do 2.º município mais
populoso.
(C) os 13 municípios menos populosos da região têm, juntos,
população superior a 300 mil habitantes.
(D) para todo município da microrregião, vale a regra de que
quanto maior a área, maior é a população do município.
(E) os municípios de Pontal e Sertãozinho têm, juntos, área
inferior à área de Ribeirão Preto.

14. O cliente de um banco foi ao terminal eletrônico para efetuar


um saque. A tela apresentou duas opções para a combinação
de cédulas a sacar, onde uma das quantidades de cédulas foi
substituída por X.

Prezado cliente,
Por favor, escolha uma opção para o saque:
5 notas de R$ 50,00 3 notas de R$ 100,00
4 notas de R$ 20,00 ou X notas de R$ 20,00
1 nota de R$ 10,00

O valor que substitui X corretamente é


(A) 2.
(B) 3.
(C) 4.
(D) 5.
(E) 6.

PMST1101/048-Psicólogo-manhã 6
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

15. Uma empresa montará cestas de alimentação a partir da se- RAS C U NHO
guinte lista de produtos:

Produto Quantidade
Feijão 84 pacotes de 1 kg
Arroz 126 pacotes de 2 kg
Macarrão 294 pacotes de 0,5 kg

Todos os itens devem ser utilizados, sem sobrar ou faltar


nenhum, e deverá ser montado o maior número possível
de caixas, de modo que todas as caixas tenham o mesmo
conteúdo. Nessas condições, o conteúdo de cada caixa, sem
considerar o peso das embalagens, pesará

(A) 5,5 kg.

(B) 7,5 kg.

(C) 9 kg.

(D) 11,5 kg.

(E) 15 kg.

5
16. Em certa empresa, dos funcionários recebe 1 salário-
8
-mínimo. Os funcionários mais bem remunerados recebem,
1
cada um, 12 salários-mínimos, constituindo dos funcioná-
20
rios da empresa. Sabendo-se que a empresa tem 40 funcioná-
rios e uma folha total de pagamento de 101 salários-mínimos,
a média salarial entre os funcionários que não recebem nem 1
nem 12 salários-mínimos é, em número de salários-mínimos,
igual a

(A) 4.

(B) 4,5.

(C) 5.

(D) 5,5.

(E) 6.

17. Certa noite, 150 pessoas jantaram na pizzaria “Redondas”,


sendo que havia 6 funcionários trabalhando no forno. Em uma
outra noite mais movimentada, 270 pessoas jantaram e havia
10 funcionários trabalhando no forno. Considerando que o
consumo médio de pizza por pessoa foi o mesmo nas duas
noites, pode-se estimar que a produtividade por trabalhador
no forno, na noite mais movimentada, em relação à noite mais
calma, foi

(A) 8% menor.

(B) 5% menor.

(C) a mesma.

(D) 5% maior.

(E) 8% maior.

7 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

18. São mostrados os 3 primeiros termos de uma sequência de RAS C U NHO


figuras, sendo cada uma composta de quadradinhos claros e
escuros.

Seguindo o padrão da sequência, a 10.ª figura terá uma quan-


tidade de quadradinhos escuros igual a
(A) 22.
(B) 23.
(C) 24.
(D) 25.
(E) 26.

19. Certo terreno retangular tinha inicialmente lados medindo


8 m e 14 m. Foi feito então um corte diagonal e retirada do
terreno uma área triangular, como mostra a figura sem escala
definida. Os lados paralelos do terreno resultante ficaram com
as dimensões indicadas na figura.
10 m

5m 8m

14 m

O perímetro do terreno resultante após o corte é, em metros,


igual a
(A) 36.
(B) 38.
(C) 40.
(D) 42.
(E) 44.

20. Em uma pesquisa para o consumo de certo produto, constatou-


-se que 45% dos consumidores eram do sexo feminino e
que, dentre elas, 60% tinham até 25 anos de idade. Dentre os
consumidores do sexo masculino, 40% tinham até 25 anos de
idade. Portanto, o percentual de consumidores com mais de 25
anos, de qualquer sexo, em relação ao total de consumidores
desse produto, é de
(A) 49%.
(B) 50%.
(C) 51%.
(D) 52%.
(E) 53%.

PMST1101/048-Psicólogo-manhã 8
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Atualidades 24. Leia o texto.


Saída da Grécia da zona do euro seria
‘catastrófica’, afirma Merkel.
21. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspen-
A chanceler alemã, Angela Merkel, considerou que seria
deu temporariamente, na terça-feira, 20 de março de 2012, a
“catastrófico” permitir que a Grécia abandone a zona do
comercialização das próteses de silicone, até que o Inmetro
euro, que se veria “incrivelmente fragilizada”, em entrevista
estabeleça as normas de avaliação de qualidade do produto.
divulgada neste domingo, 25 de março de 2012.
A causa da proibição foi (Portal G1, 25.03.2012. Adaptado)
(A) a alta incidência de próteses de silicone entre mulheres A possibilidade da saída da Grécia da zona do euro está
jovens menores de 18 anos, prática proibida por lei. relacionada
(B) o aumento significativo de clínicas clandestinas que (A) ao fracasso recente da França e da Alemanha, frustradas
fazem implantes em locais com péssimas condições de na tentativa de quitar todos os débitos gregos para com
higiene e asseamento. os seus credores.
(C) a apresentação de taxas de ruptura em próteses mamárias
fabricadas no exterior acima do permitido por lei. (B) ao bom desempenho da Grécia em meio à crise financeira
internacional, o que destoa da forte queda das economias
(D) o alto número, considerado excessivo e exagerado pelo de quase todos os países da zona do euro.
governo, de cirurgias de implementação de próteses
mamárias. (C) à existência de territórios gregos no continente asiático,
o que os impede de permanecer na zona do euro.
(E) a comercialização ilegal de próteses mamárias, o que não
garantia a segurança das próteses em circulação no país. (D) às dificuldades do país em superar a crise econômica e
arcar com os compromissos estabelecidos pela zona do
euro.
22. A relação entre a presidenta Dilma Rousseff e o Congresso
esteve marcada, em março de 2012, por alguns impasses que (E) à falta de adaptação à União Europeia, devido à entrada
dificultaram a aprovação de projetos de interesse do governo recente do país na zona do euro.
federal.
Entre esses projetos, destaca-se

(A) o Plano de Desenvolvimento Econômico. 25. Leia o texto.


(B) a criação da Comissão da Verdade. Depois de ter sido um dos principais palcos da Prima-
vera Árabe em 2011, o país voltou a ter agitações políticas
(C) a Lei do Salário Mínimo. recentemente. Em 1.º de fevereiro de 2012, por exemplo,
77 pessoas morreram em um conflito que se desenrolou em
(D) o piso salarial para policiais militares de todo o país. um estádio de futebol.
(E) a Lei Geral da Copa. O país a que o texto se refere é

(A) o Egito.
23. Segundo a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo
(Fiesp), a chamada “guerra dos portos” reduz a competitivi- (B) a Síria.
dade nacional e prejudica a indústria nacional.
(C) o Líbano.
A chamada “guerra dos portos” consiste em

(A) uma tentativa dos portos brasileiros de disputarem, com (D) o Iraque.
portos argentinos e venezuelanos, a recepção de merca-
(E) a Turquia.
dorias trazidas da Europa.

(B) uma política dos portos de alguns estados brasileiros para


a concessão de incentivos fiscais, de forma a atrair mais
mercadorias importadas.

(C) uma disputa entre os portos brasileiros, com o objetivo


de conquistar o monopólio sobre o comércio interno.

(D) um embate entre os portos brasileiros, tendo como ob-


jetivo concentrar as exportações para a Europa e para a
América do Norte.

(E) um conflito entre os portos brasileiros, que disputam


entre si o controle sobre a exportação de soja.

9 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Noções de Informática 29. No MS-PowerPoint 2010, as opções de configuração de


parágrafo incluem as seguintes opções de formatação:

(A) Alinhar, Agrupar e Girar.


26. No sistema operacional Windows 7, em sua configuração
padrão, há diversas formas de se selecionar vários arquivos (B) Estilo, Imagem e Caixa de Texto.
ou pastas. Para selecionar um grupo de arquivos ou pas-
tas consecutivos, deve-se clicar no primeiro item, manter (C) Recuo, Geral e Transferência.
pressionada(s) e clicar no último item.
(D) Geral, Recuo e Espaçamento.
Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna
do texto. (E) Imagem, Geral e Alinhar.
(A) a tecla Alt

(B) a tecla Ctrl


30. Na Internet, os identificadores de sites (domínios) são padro-
(C) a tecla Shift nizados para facilitar a busca. No Brasil, a identificação de
um site de uma organização governamental é feita por meio
(D) as teclas Alt + Ctrl do domínio

(E) as teclas Shift + Ctrl (A) .br.

(B) .gov.
27. No MS-Word 2010, para se criar letras pequenas acima da
linha do texto, como o número 2 na expressão x2, utiliza-se (C) .com.
o recurso denominado
(D) .min.
(A) Sobrescrito.
(E) .est.
(B) Subscrito.

(C) Tachado.
RAS C U NHO
(D) Reduzir Fonte.

(E) Maiúsculas e Minúsculas.

28. Considere a seguinte planilha, editada no MS-Excel 2010.

A B C

1 1 1 1

2 2 2 2

3 3 3 3

Na célula D4, foi colocada a seguinte fórmula:


=MULT(A1:C3)
Assinale a alternativa que apresenta o valor que será apre-
sentado na célula D4.

(A) 1

(B) 3

(C) 9

(D) 27

(E) 216

PMST1101/048-Psicólogo-manhã 10
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

Conhecimentos específicos 34. Quando um psicólogo está realizando um estudo de caso, o


mais apropriado é que a primeira entrevista para avaliação
da situação do paciente encaminhado tenha início com os
31. Indivíduos expostos a situações traumáticas, tais como assal- esclarecimentos sobre o
tos, desastres naturais, estupros, acidentes e situações de (A) solicitante que mobilizou o pedido de avaliação e trata-
violência, enquanto vivenciam o evento traumático, ou nos mento.
dias que se seguem ao evento, característicamente apresentam
(B) histórico dos sintomas que acometem o paciente.
sintomas
(C) marco referencial que vai conduzir a relação entre pro-
(A) somáticos. fissional e cliente.
(B) conversivos. (D) problema ou o motivo que determinou a busca pelo
atendimento.
(C) obsessivos. (E) estado mental do paciente no momento em que foi soli-
citada a avaliação.
(D) compulsivos.

(E) dissociativos.
35. Para Donald Winnicott, o processo de amadurecimento de
um indivíduo é desdobrado em estágios (stages). Segundo a
perspectiva do autor, o início dos processos mentais fazem
32. Existem pais que, a pretexto de dar aos filhos a liberdade que parte do estágio de
não tiveram, deixam de proporcionar-lhes o conhecimento (A) dependência relativa.
dos limites que se impõem à convivência social e, assim, (B) dependência absoluta.
(A) deixam de ser pais repressores para serem pais negli- (C) rumo à independência.
gentes. (D) independência.
(B) desestimulam a atitude filiocrática dos adolescentes. (E) independência relativa.

(C) encorajam, mesmo que de forma inadequada, a autono-


mia dos filhos. 36. Um adolescente que teve no seu passado uma evolução e
experiências positivas, consegue uma incorporação de objetos
(D) sacrificam a vida dos filhos em função de suas expecta- bons, uma vivência integrada de si mesmo e uma discrimina-
tivas. ção temporal mais favorável, por isso, o seu futuro conterá
a identificação projetiva de um passado gratificante. Nesses
(E) contribuem para que seus filhos desenvolvam uma iden- casos, o adolescente terá uma conduta
tidade fusionada.
(A) mais onipotente e mais ambígua.
(B) maníaca e muito ambivalente.
(C) mais depressiva e menos ambígua.
33. Numa hospitalização breve ou no tratamento oferecido aos
portadores de transtorno mental num hospital-dia, uma das (D) narcísica e totalmente independente.
vantagens de se trabalhar numa equipe multiprofissional é o (E) simbiótica e muito dependente.
de que, nessa situação, os profissionais podem se ajudar na

(A) elaboração e na resolução dos conflitos e questões pes- 37. O tratamento familiar possui especificidades como, por
soais da equipe, mobilizados pelo manejo dos pacientes exemplo, diferenças no processo pelo qual passa a interpre-
em situação de acolhimento institucional. tação. Num tratamento de um grupo familiar, a interpretação
é sempre
(B) diferenciação entre padrões contratransferenciais típicos
(A) dirigida a todos os membros do grupo, uma vez que as
de questões psicológicas próprias e identificações com
interpretações individuais são disfuncionais na dinâmica
aspectos do mundo interno projetado pelos pacientes.
do atendimento familiar.
(C) descrição dos padrões relacionais e da dinâmica trans- (B) vincular e, embora se dirija às vezes a uma só pessoa da
ferencial estabelecidos entre os membros da equipe e os família, tem uma ressonância distinta para cada um de
pacientes, no sentido de eliminar as reações contratrans- seus membros.
ferenciais.
(C) negativa e instala, entre os membros do grupo, uma exa-
(D) repetição dos padrões de relacionamento característicos cerbação das resistências em relação a outras associações
dos pacientes sob os cuidados da equipe, para garantir- que poderiam facilitar a comunicação familiar.
-lhes estabilidade e segurança no período de acolhimento. (D) limitada para atingir a problemática grupal, pois essa
técnica de intervenção prioriza a relação dual, excluin-
(E) reativação das relações problemáticas dos pacientes do, por isso, os demais membros do grupo da relação
com o objetivo de confrontá-los diretamente com seus terapêutica.
conflitos e temores no ambiente institucional.
(E) coletiva pois, num grupo familiar, todos os movimentos
transferenciais têm uma origem comum e, portanto, uma
ressonância comum.

11 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

38. Os profissionais que se dedicam ao trabalho com grupos 41. As intervenções dedicadas aos pacientes severamente inca-
familiares identificam que, por mais diferentes que sejam, as pacitados em sua saúde mental podem ser agrupadas de acor-
famílias sempre apresentam no seu ambiente o denominado do com a fase da doença na qual são realizadas. No pronto
paciente emergente ou paciente identificado. Esse mecanismo atendimento de um paciente que faz atendimento médico e
indica psicológico num ambulatório de saúde mental, e que encontra-
-se na fase aguda de sua doença, a equipe interdisciplinar
(A) percepção de que as dificuldades familiares estão rela- encarregada de seus cuidados deve
cionadas com sua modalidade de relacionamento grupal. (A) estar certa de que o paciente está ingerindo a medicação
prescrita, seja vigiando a ingestão ou administrando o
(B) consciência de que existem pressões internas agindo fármaco de forma diluída.
sobre o sistema vincular presente entre os membros do (B) aguardar a transição do doente da fase aguda da doença
grupo. para a fase crônica e, nesse período, não realizar qualquer
tipo de intervenção ou adotar qualquer tipo de conduta.
(C) presença de ataques destrutivos em relação ao membro
do grupo que dá origem a toda instabilidade familiar. (C) suspender a medicação até assegurar-se de que a pessoa
superou a crise e realizar uma reunião clínica para mo-
(D) falta de coesão grupal e de vínculos afetivos entre os dificar o projeto terapêutico estabelecido para o caso.
diferentes membros que interagem na dinâmica familiar. (D) encaminhar o paciente para um grupo de apoio para que
a crise possa ser contida e para favorecer a catarse dos
(E) um padrão de interação centrado na convicção de que temores mobilizados.
existe algo de errado com um de seus membros. (E) convocar imediatamente a família do paciente para rea-
lizar um levantamento sobre os fatores que precipitaram
ou geraram a crise.

39. Um paciente é internado involuntariamente numa instituição


psiquiátrica e solicita alta hospitalar. Esse pedido de alta 42. Embora a etiologia do TOC (transtorno obsessivo-compulsivo)
não tenha sido esclarecida completamente, sabe-se hoje que
(A) só pode ser obtido quando o especialista responsável pelo
(A) as pessoas acometidas por esse trantorno têm uma limi-
tratamento do paciente autorizar.
tação de vida significativa e prognóstico muito desfavo-
rável.
(B) pode ser conseguido com uma solicitação por escrito de
um dos familiares desse paciente. (B) os indivíduos diagnosticados com esse transtorno res-
pondem de forma muito significativa às psicoterapias
(C) só pode ser conseguido com uma declaração de respon- de insight.
sabilidade de uma autoridade legalmente constituída. (C) a maioria de seus portadores se beneficia em tratamentos
farmacológicos ou tratamentos em terapia comportamental.
(D) pode ser obtido com uma declaração por escrito do pró-
(D) os pacientes que sofrem com esse quadro não respondem
prio paciente responsabilizando-se pelos seus cuidados.
aos tratamentos psicoterápicos, somente à farmocoterapia.
(E) só pode ser obtido pela concordância entre o médico (E) os indivíduos com esse tipo de comprometimento se
responsável pelo caso e uma autoridade legal. beneficiam de um atendimento em terapia familiar.

43. Um psicólogo observa, num hospital infantil, um garoto de


40. A maior parte dos pacientes esquizofrênicos pode se beneficiar cinco anos com o seguinte comportamento:
com uma abordagem psicossocial que ofereça uma atenção Inicialmente ele entra docilmente na sala de atendimento do
especialmente voltada às perdas pessoais e sociais das quais psicólogo e se põe a correr ao longo das paredes, lambendo
são acometidos, em função de seu quadro clínico. Uma dessas insistentemente os azulejos dessa sala. Em seguida, abre a
intervenções é o(a) porta do consultório e corre até uma das salas para internação
de bebês e se instala num dos berços vazios. Ao ser retirado
(A) farmacoterapia. dali, deixou-se conduzir passivamente e pacificamente pelo
psicólogo, correndo a seguir para lamber um banco da sala
(B) psicoterapia de insight. de espera e comer a terra de um vaso que ali se encontrava,
tudo num ritmo muito veloz, até ser contido pelo psicólogo
(C) dessensibilização sistemática. novamente.

(D) treinamento de habilidades sociais. O episódio relatado ilustra um caso de


(A) retração autista.
(E) psicoterapia breve.
(B) transtorno de comportamento opositor.
(C) estresse pós-traumático.
(D) esquizofrenia da primeira infância.
(E) estado depressivo.

PMST1101/048-Psicólogo-manhã 12
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

44. Vários autores estudaram os efeitos de déficits cognitivos 48. Durante a realização da hora de jogo, de um processo psico-
com base estrutural sobre o desenvolvimento do self de crian- diagnóstico, uma criança de 6 anos mostra-se muito retraída
ças. Crianças com TDAH (transtorno de déficit de atenção/ e, após alguns minutos, começa a brincar, mas com muita
hiperatividade) com frequência apresentam uma incapacidade lentidão. Faz então um desenho que se posiciona na base
para acalmarem a si próprias. Isso acontece por de uma folha, com traços muito fracos e reforçados. O
desenho é pobre em elementos, embora corresponda ao
(A) precisarem recorrer à dor ou ao dano físico provocados
esperado para uma criança de sua idade. Não usa lápis de
a si mesmas para encontrarem um sentido para sua
cor, somente o lápis preto, sombreando algumas partes do
existência.
desenho que tem tamanho pequeno. Os dados apresentados
(B) reprimirem um desejo ou impulso instintivo de fusão sugerem que a criança é
com a figura materna percebida como perseguidora.
(A) depressiva.
(C) introjetarem, a partir do contato com um ambiente muito
permissivo, um superego com características muito rígidas. (B) autista.

(D) apresentarem uma necessidade excessiva de estabelece- (C) oligofrênica.


rem relações individuais exclusivas sem qualquer risco
(D) hipomaníaca.
de abandono.
(E) serem incapazes de internalizar e manter figuras maternas (E) esquizoide.
confortadoras como imagens com significados afetivos.

45. Durante a realização de um diagnóstico psicológico, um dos 49. Os testes psicológicos podem ser classificados de acordo com
objetivos é o de observar o estado emocional de um paciente. a sua objetividade e padronização, de acordo com a forma
Essa observação pode oferecer informações importantes sobre de resposta emitida pelo sujeito e com o constructo por ele
os mecanismos de defesa predominantemente utilizados por avaliado. O teste HTP (House-Tree-Person) pode ser classi-
um paciente. No caso de um paciente que descreve eventos ficado, de acordo com os critérios apresentados, como um
extraordinariamente dolorosos de sua vida, sem apresentar teste
qualquer mobilização afetiva, o mecanismo de defesa iden- (A) nomotético, de execução, para avaliação de aptidão
tificado é o(a) específica.
(A) regressão.
(B) expressivo, gráfico, para avaliação de aspectos motiva-
(B) formação reativa. cionais.
(C) isolamento afetivo. (C) idiográfico, escrito, para investigação da dinâmica psico-
(D) racionalização. lógica.

(E) deslocamento. (D) psicométrico, de execução e para investigação de imagem


corporal.

46. As premissas de que o inconsciente é estruturado como lin- (E) projetivo, gráfico, para avaliação de aspectos de perso-
guagem, o sujeito é definido pela ordem significante e de que nalidade.
a estrutura do desejo humano se inscreve na ordem simbólica
referem-se à obra de
(A) Margaret Mahler. 50. Existem laudos psicológicos que têm como finalidade uma
(B) Carl Gustav Jung. apresentação minuciosa do conjunto de resultados dos testes
utilizados para realização de uma avaliação psicológica. Esse
(C) Otto Kernberg. tipo de laudo
(D) Jacques Lacan. (A) identifica as causas de queixas apresentadas, mas não
(E) Heinz Kohut. cumpre sua finalidade legal.
(B) cumpre com requisitos legais, porém é ineficaz na tomada
47. Wilfred Bion descreve que entre a mãe e seu bebê há, desde de decisões sobre um caso.
o início da vida, um vínculo emocional muito profundo, pois (C) serve como referencial para a comprovação de procedi-
o bebê tem necessidades corporais, mas também psicológi- mentos e técnicas de intervenção.
cas. Uma delas é a de contar com um objeto externo no qual
possa derramar suas angústias. A esse estado de receptividade (D) identifica com propriedade a gravidade de um caso
materna Bion denomina submetido a uma avaliação.
(A) preocupação materna primária. (E) consegue averiguar a veracidade das hipóteses diagnós-
ticas levantadas para um caso.
(B) congruência.
(C) reverie.
(D) handling.
(E) internalização transmutadora.

13 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

51. Para pessoas que atravessam uma séria crise vital, tais como 54. A clássica visão para compreender a dinâmica psíquica da
divórcio, morte de pessoa querida, ou que foram afetadas por perversão e da neurose está profundamente inserida na teoria
uma catástrofe, a conduta mais indicada é uma abordagem freudiana das pulsões. De acordo com essas formulações
terapêutica iniciais, é correto afirmar que
(A) na perversão, as fantasias tornam-se conscientes e são
(A) expressiva. diretamente expressas como atividades egosintônicas e
prazerosas.
(B) exploratória.
(B) na neurose, as fantasias perversas sexualizadas são cons-
(C) grupal. cientes, e, embora não sejam atuadas, são alvo de prazer.

(D) de apoio. (C) na perversão, as fantasias não se tornam conscientes, mas


são atuadas e transformadas em fonte de prazer por um
(E) corporal. processo de deslocamento.
(D) na neurose, as fantasias perversas tornam-se procedimen-
tos fixos e ritualizados e constituem o único caminho
para o prazer sexual.
52. Alguns tipos de transtornos podem ser tratados de forma mais (E) na perversão, as fantasias inconscientes são atuadas e
eficiente numa abordagem terapêutica grupal do que num constituem atividades que geram angústia e sentimentos
tratamento individual. Um desses casos é o de pacientes de culpa exacerbados.
(A) psicóticos, que acreditam firmemente na projeção e que
podem se beneficiar com as confrontações de outros 55. Quando se identifica num paciente que as imagens self e dos
membros do grupo. objetos não estão integradas, mas fundidas, que os mecanis-
mos de defesa predominantemente utilizados são a projeção
(B) ansiosos diante de figuras de autoridade, que podem e a identificação projetiva e que o exame de realidade está
achar mais fácil falar e fazer seus relatos na companhia gravemente comprometido, a hipótese diagnóstica a ser con-
de seus iguais. siderada é a de uma organização
(A) borderline.
(C) borderlines, que se caracterizam pela ausência de vín-
culos afetivos e que podem perder esse temor quando (B) psicótica.
tratados em um setting grupal. (C) narcísica.

(D) somatizadores, que podem melhorar sua condição quan- (D) depressiva.
do confrontados quanto aos seus sintomas físicos pelos (E) perversa.
membros que integram o grupo terapêutico.

(E) antissociais, que podem se beneficiar da capacidade do 56. Do ponto de vista de sua aplicação, o recrutamento de can-
grupo para conter seus impulsos destrutivos e auxiliá-los didatos a uma vaga dentro de uma organização de trabalho
pode ser interno ou externo. Uma das desvantagens do recru-
na adoção de padrões morais aceitáveis.
tamento interno é que esse processo
(A) desmotiva o desenvolvimento profissional dos atuais
funcionários da organização.
53. Muito pode ser aprendido sobre a natureza dos transtornos (B) empobrece o processo de recrutamento e seleção, pois
mentais por meio da teoria do vínculo de John Bowlby, que os candidatos já são conhecidos.
descreveu que o vínculo mãe/bebê era necessário à sobrevi- (C) solicita frequente socialização organizacional, pois
vência de uma criança. Segundo o autor, quando esse vínculo introduz mudanças na organização.
é rompido pela perda da mãe, ou quando o vínculo com ela
(D) estimula a estagnação e a falta de competitividade no
é instável, as crianças podem se considerar não merecedoras ambiente organizacional.
de amor e verem sua mãe ou seus cuidadores como pessoas
(E) mantém quase inalterado o atual patrimônio humano de
das quais não podem depender e que podem abandoná-las.
uma organização.
Na vida adulta, essas crianças podem desenvolver um(a)

(A) parafilia. 57. Um profissional está organizando um processo de seleção


dentro da sua empresa. Existem várias vagas e vários candidatos
(B) transtorno de personalidade narcísica.
concorrendo às vagas existentes. Nesse caso, o tratamento mais
(C) esquizofrenia. adequado para realizar o processo de seleção é o modelo de
(A) colocação.
(D) disfunção sexual.
(B) seleção.
(E) depressão. (C) classificação.
(D) indicação.
(E) execução.

PMST1101/048-Psicólogo-manhã 14
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==

58. Um dos métodos para desenvolvimento de pessoas na orga-


nização tem como objetivo apresentar a um colaborador uma
descrição de um problema organizacional para ser analisado
e resolvido. Trata-se de uma técnica que permite diagnosticar
problemas reais e apresentar alternativas de solução, desen-
volvendo habilidades de análise, comunicação e persuasão.
Esse método é denominado
(A) jogo de empresa.
(B) tutoria.
(C) atribuição de comissões.
(D) estudo de caso.
(E) exercício de simulação.

59. Um psicólogo faz parte da equipe de uma instituição que


presta serviços em saúde à população. Esse psicólogo tem
algumas divergências em relação à missão, às políticas e às
práticas adotadas pela equipe de profissionais desse serviço,
que contrariam as orientações de sua prática profissional.
Nesse caso, de acordo com o que preconiza o Código de Ética
de sua categoria, ele deve
(A) divulgar os procedimentos adotados por essa instituição
junto aos meios de comunicação, como forma de alertar
a população.
(B) resguardar o caráter confidencial das práticas e políticas
adotadas por essa instituição, assegurando a sua respon-
sabilidade em relação ao sigilo diante dos procedimentos
adotados.
(C) organizar junto aos usuários e beneficiários dos serviços
dessa instituição, a paralisação das atividades por ela
realizadas até que ocorra uma intervenção no local.
(D) desviar para outros serviços e instituições as demandas
acolhidas por essa instituição, visando o benefício e a
continuidade do atendimento à população.
(E) recusar-se a prestar serviços e, se pertinente, apresentar
denúncia ao órgão competente sobre os serviços presta-
dos por essa instituição.

60. De acordo com os objetivos e princípios do SUS – Sistema


Único de Saúde – a principal estratégia para a efetivação da
saúde como qualidade de vida e não como o estado de ausência
de doença é
(A) o aumento na oferta de consultas médicas em todas as
especialidades.
(B) a criação de serviços e ações destinadas a grupos espe-
cíficos da sociedade.
(C) a prioridade dada às ações preventivas como forma de
promover a saúde.
(D) o investimento estratégico e prioritário no combate a
situações extremas de saúde.
(E) a criação de novos procedimentos para atuação junto aos
quadros agudos de saúde.

15 PMST1101/048-Psicólogo-manhã
pcimarkpci MDAwMDowMDAwOjAwMDA6MDAwMDowMDAwOmZmZmY6YmJiNzoyMGY5:U3VuLCAxOCBNYXIgMjAxOCAxNDo0ODoxMSAtMDMwMA==