Você está na página 1de 6

4/1/2018 Beleza exótica, mercado popular - Folha de Londrina - O Jornal do Paraná - Brasil

FOLHA DE LONDRINA THIAGO NASSIF PAULO BRIGUET OSWALDO MILITÃO LUIZ GERALDO MAZZA CLUBE DO ASSINANTE

QR Code

Enviar por Email

Compartilhar

Twettar
Conheça toda
MAR.Linkedin
24, 2018 Volkswagen.

Beleza
Fonte exótica, mercado popular
Consumo de orquídeas cresce no País com venda até em supermercados e vira opção para produtores rurais de pequenos a
Comunicar erro
grandes
Ler depois
Ouça este conteúdo
0:00 06:45

Clique e con

PUBLICIDADE

Replay

inRead invented by Teads

Shutterstock

A produção de orquídeas no Paraná é a terceira maior dos produtos de floricultura,


com 16,3% do total

https://www.folhadelondrina.com.br/folha-rural/beleza-exotica-mercado-popular-1003106.html 1/6
4/1/2018 Beleza exótica, mercado popular - Folha de Londrina - O Jornal do Paraná - Brasil

QR Code
Normalmente associadas à beleza, à sedução e à longevidade, as orquídeas se
Enviar por Email popularizaram e passaram a ser vendidas até mesmo em supermercados. A
Compartilhar facilidade de informação sobre o cultivo fez da flor um dos presentes preferidos
Twettar para o Dia das Mães e virou uma opção lucrativa mesmo para os pequenos
produtores rurais, pela possibilidade de lucro de até R$ 180 mil em um hectare, no
Linkedin
segundo ano de cultivo.
Fonte

Comunicar erro As mais de 35 mil espécies encontradas na natureza, além das milhares
Ler depois desenvolvidas em laboratório, tornaram-nas artigos de colecionadores. No entanto,
o aumento de renda das famílias brasileiras no período pré-crise econômica levou
ao aumento do consumo e ao surgimento do que especialistas chamam de
orquídeas comerciais. São plantas com características como rápido crescimento,
durabilidade das flores e facilidade de manutenção, que permitem vendas no varejo
R$ 2.099,90
já a partir de R$ 10 por vaso e maior circulação da produção. Algo que deu origem a
um terceiro mercado, o de flores de corte, usadas para decoração em festas e
eventos como casamentos.

No Paraná, a produção de orquídeas é a terceira maior dos produtos de floricultura,


com 16,3% do total, segundo dados do último relatório do Deral (Departamento de
Economia Rural) da Seab (Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento), de
2015. Crisântemos (24,9%) e plantas ornamentais e de jardinagem (21,5%) estão à -16%

frente. O VBP (Valor Bruto de Produção) de todas as plantas ornamentais somou


R$ 115,2 milhões naquele ano, apenas 0,2% do total do Estado.

Por cidade, Maripá, no Oeste paranaense, entrega quase a metade das orquídeas
produzidos no Estado, com 46,0%. Também têm boa participação os municípios de
Guaíra (12,7%), da mesma região, Tamarana (6,4%) e Marialva (6,4%), no Norte e
Norte-Central, respectivamente. Porém, independentemente do clima, há espaço
para crescimento, principalmente para o plantio em estufas.

Anderson Coelho

https://www.folhadelondrina.com.br/folha-rural/beleza-exotica-mercado-popular-1003106.html 2/6
4/1/2018 Beleza exótica, mercado popular - Folha de Londrina - O Jornal do Paraná - Brasil

QR Code

Enviar por Email

Compartilhar

Twettar

Linkedin

Fonte

Comunicar erro

Ler depois

Novas técnicas de produção industrial e em laboratórios popularizaram a orquídea


e criaram novos mercados para o produtor, destaca o professor Ricardo Faria

ESCALA E RENDA
Nesse cenário, o Departamento de Agronomia da UEL (Universidade Estadual de
Londrina) trouxe à região, entre a última terça (20) e sexta-feira (23), o 3º Simpósio
Brasileiro sobre Cultivo de Orquídeas, com o tema "A Indústria da Orquídea". O
evento buscou a troca de informações entre pesquisadores e agentes de mercado,
com palestras, cursos e painéis que debateram desde técnicas de cultivo e
multiplicação às possibilidades comerciais. A realização foi em parceria com a
Unesp (Universidade Estadual Paulista) de Jaboticabal e a UFCE (Universidade
Federal do Ceará), que sediaram as edições anteriores.

O presidente do simpósio, professor da UEL Ricardo Faria, afirma que as novas


técnicas de produção industrial e em laboratórios, com vendas em supermercados,
popularizaram a orquídea e criaram novos mercados para o produtor.
"Antigamente estavam mais na mãos de colecionadores porque não era esse
processo de multiplicação tão comum. Com mais oferta, o preço também cai."

Palestrante e produtora de orquídeas em Itápolis (SP), Cibele Mantovani afirma


que, na pior das hipóteses, uma família consegue tirar R$ 60 mil a partir do
segundo ano de produção. Na melhor, diz, o lucro chega a R$ 180 mil. "Posso
afirmar que nenhuma atividade agrícola legalizada, em pequena área, de cultivo
intensivo e com uso mão de obra todos os dias, produz tanta renda", diz.

Doutoranda em agronomia na Unesp de Jaboticabal, ela afirma que estuda a


viabilidade econômica da flor desde a graduação e que conhece o resultado na
prática. A pesquisadora é sócia-proprietária do Orquidário Mantovani, que tem
perto de 3 mil metros quadrados e é de agricultura familiar, com somente um
funcionário fixo. "Os grandes produtores de Holambra (SP) têm 20 hectares de área
coberta, climatizada, com temperatura e umidade controladas e produzem plantas
para um tipo de mercado de consumo, que são orquídeas de variedades

https://www.folhadelondrina.com.br/folha-rural/beleza-exotica-mercado-popular-1003106.html 3/6
4/1/2018 Beleza exótica, mercado popular - Folha de Londrina - O Jornal do Paraná - Brasil

selecionadas, de crescimento rápido", diz. "Não temos esse foco. Atuamos no


mercado do cultivo, do colecionador, e não trabalhamos com quantidade, mas com
QR Code
qualidade, plantas diferenciadas que têm um valor agregado maior", completa
Enviar por Email Mantovani.
Compartilhar

Twettar

Linkedin

Fonte

Comunicar erro

Ler depois

Uma pessoa por hectare

A produtora de orquídeas Cibele Mantovani afirma que uma pessoa consegue


cuidar de um hectare cultivado com a flor, dentro de uma estufa, que permite mais
controle da temperatura e menos risco de doenças. "Somente para para formar um
lote de mudas homogêneo é preciso contratar uma mão de obra terceirizada, para
instalar essas mudas na área de produção, porque têm de florescer na mesma
época", explica.

Ela conta que oito terceirizados podem plantar 48 mil mudas em 24 dias, o que

https://www.folhadelondrina.com.br/folha-rural/beleza-exotica-mercado-popular-1003106.html 4/6
4/1/2018 Beleza exótica, mercado popular - Folha de Londrina - O Jornal do Paraná - Brasil

permite, por exemplo, direcionar o florescimento para o período anterior ao Dia das
Mães. "O plantio é rápido e depois só precisa de mão de obra fixa para monitorar a
QR Code
adubação, a irrigação, os tratos culturais, se tem pragas ou doenças, e isso uma
Enviar por Email pessoa dá conta em um hectare", sugere Mantovani.
Compartilhar

Twettar O consultor e engenheiro agrônomo Sergio Yanagisawa, de Mogi das Cruzes (SP),
afirma que há um boom comercial das orquídeas. Também palestrante do simpósio
Linkedin
da UEL, ele diz que avanços tecnológicos permitem uma produtividade maior em
Fonte
menores espaço e tempo, algo já disseminado em referências como Estados Unidos,
Comunicar erro Holanda e Taiwan. Dentro de estufas, conta que é preciso controlar tudo, seja
Ler depois luminosidade, temperatura, umidade ou adubação. "Aqui, é algo que entra mais nas
grandes culturas, mas é uma tendência."

Yanagisawa afirma que a produção e o consumo devem crescer nos próximos anos,
mas sugere aos pequenos produtores que estudem a viabilidade de mercado. "No
Estado de São Paulo, a competitividade é muito grande, mas pode não ser assim no
Paraná", diz. "Mas a tendência é regionalizar a produção", completa.

Fábio Galiotto
Reportagem Local

CONTINUE LENDO

Você gosta de amora?


"Há um ano eu plantei uma amoreira no meu quintal imaginando meus netos a
treparem no pé e a sujarem, de roxo e preto, suas boquinhas por terem comido muitas
dessas doces frutas"

Orquídea é segunda flor mais comprada


nos EUA
Professor na Flórida cita estratégias de marketing para agregar valor ao produto e
evolução dos consumidores para mostrar potencial de crescimento na produção

Muares ganham espaço no mercado de


equídeos
Graças ao melhoramento genético e à doma, mulas e burros tronam-se fundamentais
para o trabalho nas propriedades, como mostra Luly Barbero, no programa MultiAgro

Colecionadora chegou a ter 2,5 mil


orquídeas em casa

Multiplicação evita extinção de orquídeas

https://www.folhadelondrina.com.br/folha-rural/beleza-exotica-mercado-popular-1003106.html 5/6
4/1/2018 Beleza exótica, mercado popular - Folha de Londrina - O Jornal do Paraná - Brasil

AGENDA
QR Code

Enviar por Email

Compartilhar

Twettar

Abertas
Linkedin
inscrições para Expo no Campo
Fonte

Comunicar erro

Ler depois

Assine a Folha de Londrina Digite su

EDITORIAS SEÇÕES SEMANAIS CLASSIFICADOS SERVIÇOS


Política Charge Folha Gente Vrum Comercial
Geral Colunistas Carro & Cia Lugar Certo Arquivo
Mundo Blogs & Colunas Imobiliária & Cia Folha Classificados Capa do Impresso
Cidades Tempo Saúde Diversos Expediente
Economia Indicadores Empregos & Concursos Clube do Assinant
Esporte Horóscopo Folha Cidadania Fale Conosco
Folha 2 Edição Digital Norte Pioneiro Aviso Legal
Opinião Galeria de Fotos Mercado Digital Política de Privaci
Folha Mais Classificados Folha Rural Trabalhe Conosco
Eleições 2016 Cadernos Especiais Especial Quem Somos
Índice de Notícias Promoções Cozinha & Sabor Guia Gastronômic
Loterias Publicidade Legal
Vídeos Assine Já!

JORNAIS PORTAIS OUTRAS EMPRESAS MÍDIAS SOCIAIS


Folha de Londrina Bonde Grafipress Whatsapp
NOSSODIA Vrum Facebook
Lugar Certo Twitter
TELEVISÃO Folha Classificados Google +
Instagram
MultiTV Cidades

RSS - Resolução máxima 1024x728 - (1349px) - Folha de Londrina - Todos os direitos reservados

HOSPEDADO POR

https://www.folhadelondrina.com.br/folha-rural/beleza-exotica-mercado-popular-1003106.html 6/6